Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    #Prólogo - O Rastreador

    Compartilhe
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Ter Jul 28, 2015 9:41 am







    Amon-Rahab. Ilha Valac-Bune. Sexta Era, ano 1.062.

    Quase vinte anos atrás, com apenas cinco anos de idade, Christoffer perdera a mãe e o futuro irmão, desde que tudo ocorrera o jovem sabia que a morte de seus entes queridos não fora natural, mas sim causada por uma criatura de feições demoníacas. Seu pai não superou o trauma e poucos anos depois deixou o garoto sozinho no mundo. Sem um caminho a seguir, talvez por obra do destino, o garoto acabou se deparando com um trio de investigadores do CABAL, dentre estes a rastreadora Kimaris, na época ainda uma garota inexperiente que anos mais tarde viria a se tornar uma instrutora do próprio jovem que fora encaminhado para receber treinamento na ilha.
    Ao longo dos anos, o garoto foi se tornando um rastreador habilidoso, desenvolvendo reflexos e sentidos sobre-humanos, combinados com o aprendizado de artes místicas. Durante seu treinamento, que muitas vezes envolvia isolamento em áreas selvagens da ilha, viu muitos outros aspirantes deixarem os treinos, por não suportarem as provações, sofrerem ferimentos graves, não corresponderem às expectativas, ou serem afastados por algum outro fator. Alguns desses garotos ainda se encontravam na ilha, ajudando com outros afazeres, outra parcela havia deixado os ensinamentos para trás e rumado para o continente, buscando viver como pessoas normais, porém outros não tiveram a mesma sorte, já tendo deixado este plano de existência.

    Em sua mente, Christoffer já estava pronto para deixar a ilha seguindo o mesmo caminho de outros jovens que já haviam sido reconhecidos como membros efetivos, mas a oportunidade ainda não havia chegado para ele, ao menos até hoje. Nos últimos dias o jovem esteve realizando diversas atividades diferenciadas sem um objetivo aparente, mas apesar dessa falta de objetividade, ele podia ter a impressão de que tudo poderia se tratar de algum tipo de teste para verificar se ele estava pronto. Segundos boatos que o rastreador podia captar com sua audição aguçada, um novo trio de investigadores seria formado nos próximos dias e esta poderia ser a sua chance.
    Forneus, o mais respeitado dentre os rastreadores e principal instrutor do CABAL, um homem sábio e amigável, porém com idade avançada e que estaria próximo de deixar seu posto, designou a Christoffer que encontrasse um inseto não natural da ilha que havia sido marcado com o símbolo dos rastreados e solto em meio a área de mata fechada da região. O instrutor não informou nenhuma outra característica do inseto, deixando que o jovem rastreador encontrasse um meio de localizá-lo. Apenas após três dias vasculhando a mata Christoffer pôde diferenciar os sons emitidos pelos insetos locais, isolando o ruído diferenciado gerado pela fricção dos pares de asas do que havia sido trazido. Ele ainda teve de capturar o inseto sem matá-lo, o que se provara mais difícil do que o imaginado inicialmente devido o mesmo ser de uma espécie de gafanhoto que podia saltar grandes distâncias em altíssima velocidade, mas enfim estava com o inseto em suas mãos.
    Atravessando a mata até retornar ao pequeno templo onde seu instrutor geralmente se encontrava meditando, em meio à pequenas construções que formavam o modesto centro de formação dos rastreadores, Christoffer é abordado pela instrutora Kimaris, que se aproxima sem que o mesmo note sua movimentação, algo que somente alguém tão hábil quanto aquela mulher poderia conseguir. Kimaris, que é vista como braço direito de Forneus,  salta à frente de Christoffer com seus cabelos avermelhados esvoaçando ao vento e ergue a mão direita aberta na direção do rastreador, aguardando que o mesmo lhe entregue o inseto capturado, olhando diretamente nos olhos do jovem de forma inexpressiva.

    - Vejo que conseguiu encontrar e capturar o alvo, mesmo que com alguma demora. Mas ainda não acabou, Forneus tem outra atividade para você... vá até ele quando estiver pronto.

    Ao contrário de outros instrutores, Kimaris não possuía talento para o trato com outras pessoas, sendo uma mulher fria que não demonstrava sentimentos, sejam estes afeto ou raiva, dando a impressão de não se deixar afetar ou expressar o que sentia. Aos mais críticos Kimaris mais parecia um fantoche de Forneus, apenas seguindo seus passos sem questioná-los.




    *Off: ...


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Ter Jul 28, 2015 3:17 pm

    Christoffer se sentia pronto para o mundo real, estava cansado de tanto treinamento. Ele sabia, é claro, que teria muito o que aprender ainda, mas as missões que lhe passavam não mais melhoravam suas habilidades, apenas serviam para testar o que já possuía. Ele precisava de desafios verdadeiros para se aprimorar e só conseguiria isso fora da ilha.

    O jovem estava cansado depois de três dias em busca do gafanhoto não natural, precisou usar de quase todas suas habilidades para rastrear e encontrar o pequeno ser, porém a atividade como as anteriores não o levaram ao seu extremo, apenas exigiram paciência e estratégia.

    Enquanto caminhava com seu objetivo consigo, ele foi surpreendido por Kimaris. Para olhos destreinados ele parecia ter previsto sua chegada pois sua fisionomia continuava impassível, mas Christoffer sabia que ela sabia que o tinha pego desprevenido e isso mexia com o ego do rapaz e as palavras da mulher só pioraram a situação.

    Ele estava esgotado, mas precisava colocar-se sempre até o extremo para melhorar suas habilidades, já que a ilha não mais lhe oferecia o que queria. Christoffer fez uma reverência a sua instrutora e apenas tomou um banho e foi ao encontro de Forneus.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Ter Jul 28, 2015 11:31 pm






    Kimaris manteve um olhar atento no jovem rastreador enquanto este se afastou do local parecendo analisá-lo criteriosamente, como uma rastreadora experiente, era difícil até para Christoffer esconder o que sentia ou pensava da instrutora. Assim que o jovem conclui seu banho na manhã fria e enevoada, segue para a principal construção do pequeno complexo dos rastreadores. Tratava-se de um pequeno templo com uma grande abertura frontal e outra na extremidade contrária, além desta, havia uma pequena fonte onde Forneus costumava ser encontrado meditando. Assim que o jovem rastreador cruza o salão do templo, apontando o rosto do outro lado externo, é surpreendido por uma flecha que vai em sua direção, mal tendo tempo de apará-la com as mãos. A seta de madeira e metal fora obviamente arremessada e não disparada, facilitando que o jovem a segurasse sem se machucar, mas este sabia que com a pontaria de Forneus, até mesmo sendo impulsionada apenas com as mãos a flecha se tornava uma arma perigosa. Forneus estava obviamente testando os reflexos do rapaz e pareceu satisfeito ao ver que Christoffer estava afiado, se pondo a falar com sua voz rouca em seguida.

    - Estava o aguardando jovem serpente. A brisa já me disse que completou o último teste com sucesso, mas não havia dúvida que você conseguiria.

    Enquanto os longos cabelos brancos do instrutor se agitavam com a corrente de ar que ali circulava, este mantinha seu olhar fixo no jovem que veio receber uma nova missão. Apesar de Forneus não sorrir, Christoffer podia dizer que o ancião estava bem humorado, seu olhar demonstrava certa inquietação como a de um garoto que aguardava algo surpreendente que estava prestes a acontecer. Após um longo período em silêncio, apenas lendo as expressões um do outro, Forneus se levantou da rocha que servia de assento e removeu o arco que trazia nas costas, em seguida retirando uma flecha da aljava que se encontrava na parte de trás de seu tronco, carregando a arma.  O instrutor apontou na direção do pupilo e manteve seu olhar fixo nos olhos dele, movendo rapidamente o arco, apontando para o alto e disparando sem mudar o foco de seu olhar. De imediato algo caiu na pequena fonte diante de ambos e o ancião tornou a colocar o arco nas costas, caminhando até a beira da nascente. Forneus mergulhou a mão direita na água retirando um corvo que estava ali e, para a surpresa de Christoffer, o pássaro ainda estava vivo. O instrutor segurou o animal com cuidado, em seguida caminhando até o jovem rastreador, lhe entregando o corvo em seguida. A flecha disparada anteriormente sequer tinha perfurado o corpo negro e emplumado do pássaro, havendo apenas uma pequena marca na lateral do corpo do mesmo, no local onde a seta o havia atingido.

    - Eu quero que faça o que acabei de fazer, com sete pássaros diferentes. Retire uma pena de cada um destes sem os matar e com estas, adorne uma seta pontiaguda. Esta servirá de arma para que atinja a serpente que surge em meio à floresta apenas durante uma única noite ao ano. A seta deverá ser trazida de volta, embebida com o veneno da serpente. Esta é a Provação da Víbora, caso a complete, terá minha aprovação para se tornar um investigador.

    O instrutor permaneceu em silêncio olhando para seu pupilo com a mesma expressão de antes, apenas aguardando a reação do mesmo, ou quaisquer dúvidas que este teria a respeito da difícil prova que este acabara de lhe informar.




    *Off: ...


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Qua Jul 29, 2015 2:12 pm

    Tudo fora muito rápido, a sensação do vento se movendo de maneira sutil mas anormal e seu movimento já inconsciente e reflexivo de agarrar a flecha que vinha certeira em sua direção. Quando se deu conta já estava com a flecha em mãos e a adrenalina aos poucos se abaixando, mas o rosto continuava impassível, pelo menos para um leigo. Após ouvir as palavras que o agraciavam, ambos ficaram em silêncio. Christoffer era paciente e sabia que logo seu interlocutor lhe diria o que deveria fazer.

    Mas, ficou estupefato com a técnica do instrutor. Nunca tinha visto alguém conseguir capturar, sem grandes danos, um ser tão frágil utilizando um arco e flecha. Foi então que sua missão lhe foi passada, finalmente teria seu título de rastreador, porém para isso, teria que fazer o mesmo feito do mestre, mas de maneira mais estupenda: repetindo 7 vezes e matando a serpente. O garoto ficou pensativo, pensado em diversas estratégias para conseguir tal feito, mas ainda faltava uma informação crucial.

    - Tenho uma dúvida, senhor. Quando será a noite em que a serpente surgirá?
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Qua Jul 29, 2015 4:12 pm






    Após ouvir o questionamento de Christoffer, o ancião se virou e caminhou lentamente até próximo da rocha onde se encontrava anteriormente, sentando-se novamente antes de responder ao jovem com sua característica voz rouca.

    - A serpente surgirá amanhã durante noite em meio à floresta, quando a lua estiver alta no céu negro... mas não pense que se trata de um simples réptil rastejante. Esta é uma criatura perigosa que já tirou a vida de muitos que a subestimaram, é o Basilisco branco, uma serpente com veneno tão potente que faz parar o coração daquele que for picado em uma única batida.

    O instrutor permaneceu imóvel e em silêncio por algum tempo observando o rapaz a sua frente, apesar de não demonstrar de forma clara, parecia um tanto apreensivo.

    - Procure Kimaris para receber uma mistura especial para atrair o basilisco, esta é a única ajuda que receberá nesta tarefa. O resto é com você... todas as habilidades que desenvolveu até aqui, aliadas a um pensamento estratégico, serão mais do que o suficiente para completar esta provação.

    Forneus olhava diretamente nos olhos de Christoffer, mas ao contrário de antes, não demonstrava mais apreensão, mantendo um ar de seriedade. O ancião claramente confiava nas habilidades do pupilo, mas certamente tinha consciência dos riscos envolvido na tarefa.




    *Off: ...


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Qui Jul 30, 2015 10:51 am

    Christoffer ouvia atentamente as palavras do mestre. Sabia que esse seria o maior desafio que já enfrentara, mas tinha confiança nas suas habilidades e na competência de seus treinadores em avaliar sua capacidade. Se essa missão lhe foi passada é porque tinha condições de obter êxito.

    Quando Forneus terminou de passas as instruções, o rapaz fez uma reverência e saiu em busca de Kimaris para conseguir a mistura. Tinha menos de dois dias para completar a missão, não havia tempo a perder.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Qui Jul 30, 2015 1:52 pm






    Forneus apenas inclinou a cabeça para frente quando Christoffer fez sua reverência, mas antes do jovem rastreador deixar o ambiente, ainda ouviu a voz rouca do instrutor informar-lhe de mais um importante detalhe da tarefa que poderia alterar todo o seu planejamento.

    - Você deve completar o adorno da seta ainda hoje, antes do anoitecer jovem serpente... a seta adornada deve permanecer sob o luar durante uma noite inteira para que esteja pronta para neutralizar o veneno do basilisco... do contrário, esta ruirá ao ser embebida no mesmo.

    Após Christoffer deixar o local, atravessando novamente o templo que dava acesso à fonte, retornando para a entrada principal, este é surpreendido novamente por Kimaris que do alto salta à sua frente. A instrutora retira um pequeno frasco de vidro de dentro de suas vestes e o arremessa na direção de Christoffer enquanto olha diretamente nos olhos do jovem rastreador, respondendo-o antes mesmo deste a questionar.

    - O odor vai atrair o basilisco... mas não pense que ele é uma criatura irracional. Apenas abrir ou despejar o líquido em qualquer lugar não será o suficiente para enganá-lo...

    Olhando para o frasco, Christoffer podia ver em seu interior um líquido viscoso e amarelado com fragmentos de ervas e sementes negras minúsculas. Após entregar o frasco, Kimaris permaneceu imóvel olhando na direção do jovem rastreador, observando sua reação ou talvez aguardando algum questionamento do mesmo.




    *Off: ...


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Seg Ago 03, 2015 3:45 pm

    Kimaris tinha essa mania irritante de mostrar que suas habilidades estavam acima dos alunos, e fizera isso mais uma vez com Christoffer aparecendo sem que ele percebesse.

    O rapaz agarra o frasco no ar e ouve as palavras de alerta da instrutora. Teria que encontrar um meio de enganar a fera mitológica, mas no momento suas preocupações estavam centradas em capturar as penas dos pássaros. Ele reverenciou a mulher, entrou em seus aposentos pegando suas coisas e depois dirigiu-se para a floresta em busca de sete pássaros diferentes para realizar o ritual.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Seg Ago 03, 2015 5:13 pm






    Após se afastar de Kimaris, Christoffer pode sentir o olhar da instrutora o acompanhando até que ele adentra na pequena construção onde seus equipamentos se encontravam. Após se preparar e rumar em direção à mata, o jovem rastreador teria em torno de 12 horas até o anoitecer, quando a flecha deveria estar finalizada com as sete penas e então deixada sob o luar até o dia seguinte.

    A mata que cercava a região, apesar de densa e do fato de abrigar diversas formas de vida, não era particularmente perigosa, havendo poucos animais agressivos habitando-a. Logo que adentra na zona natural o rapaz pode ouvir diversos ruídos característicos de pássaros dos mais diversos tipos, mas ele teria de bolar algum tipo de estratégia para capturá-los com vida e retirar as sete penas que precisava para adornar a seta...

    Alguns minutos após adentrar a floresta, Christoffer nota ainda que havia alguma outra pessoa nos arredores, avistando um vulto negro se movendo por entre as árvores. Não devia se tratar de Kimaris, pois a mulher sabia se mover sem ser notada com grande facilidade...




    *Off: ...


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Seg Ago 03, 2015 6:41 pm

    Christoffer ao entrar na floresta, percebe que não está sozinho, não haviam tantas pessoas na ilha, mas não seria incomum outra pessoa também ter que cumprir uma missão no mesmo local que ele. Então, a princípio o rapaz ignora a presença, mas mantêm-se consciente dela tentando perceber se ela está seguindo-o ou apenas passando pela região.

    O momento era para se concentrar em sua missão, seu objetivo era pegar os pássaros sem causar danos aos animais. Por sorte, seu pai gostava de enclausurar esses seres de belo canto e por isso o rapaz sabia algumas técnicas de captura. Sua primeira tentativa era montar uma armadilha, e para isso precisava encontrar uma árvore com seiva viscosa e algumas sementes para servirem de isca.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Seg Ago 03, 2015 9:28 pm






    O jovem rastreador conhecia bem a floresta natural que envolvia a ilha, dessa forma não era muito difícil para ele reconhecer algumas plantas e sementes que poderiam ser utilizadas para a finalidade desejada, bastava que ele observasse com atenção ao seu redor e procurasse com calma pelas mesmas. No entanto, o rastreador sabia que seu tempo era curto e que cada tentativa em vão diminuiria o prazo disponível, tendo então de otimizar suas atividades da melhor forma possível.

    O clima estava ameno e a neblina de mais cedo já havia se dissipado, permitindo que Christoffer não enfrentasse maiores dificuldades. Enquanto busca os materiais necessários para montar a armadilha, o rapaz nota uma vez mais um vulto negro passar pelos arredores, porém este não parecia estar o seguindo de início, provavelmente apenas realizando alguma outra atividade no local como ele já havia cogitado anteriormente, desaparecendo de seu campo de visão logo em seguida.




    *Off: Corvo faça uma rolagem de natureza (d100) lá no tópico de rolagens, vou conferir +20% no teste por teu personagem já conhecer bem a mata ao redor da ilha.
    *Cada atividade que vc tentar transcorrerá uma hora, se quiser inclusive, pode descrever mais de uma coisa de uma vez.



    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Qua Ago 05, 2015 2:06 pm

    Christoffer perambula pela floresta por duas horas em busca de material para montar sua armadilha, porém esse tempo todo é simplesmente perdido a toa. Não havia nada na floresta que pudesse usar como uma cola para prender as aves. Ele se sentia tolo por ter pensado nessa possibilidade em vez de usar seus poderes. Era óbvio que aquela missão deveria envolver suas habilidades.

    Ele dá uma respirada longa e profunda para colocar seus pensamentos em ordem e partir para outra tática. Seu objetivo agora era encontrar os pássaros, os primeiros seriam mais fáceis, mas achar os últimos de espécies diferentes é que complicaria a tarefa.

    Desta forma, no primeiro momento, sem se desgastar, ele vagueia tentando fazer o mínimo de barulho, mas sem usar de sua energia mística, em busca de uma vítima e atordoá-la com seu poder, sabia que seu alcance era de 30 metros, uma distância tranquila que a ave nem sonharia estar em tremendo risco. Desta forma pegaria facilmente as penas. Quando ficasse mais difícil encontrar aves diferentes, ele as rastrearia.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Qua Ago 05, 2015 10:41 pm






    Christoffer havia caminhado pela mata por horas em busca de sementes e resina que poderiam servir para atrair e prender os pássaros que devia capturar, mas o rastreador não estava com sorte, por mais que procurasse mata a dentro nada lhe parecia servir. Frustrado pela falta de sorte inicial, o jovem decide usar suas habilidades especiais buscando avistar qualquer pássaro nos arredores, logo observando um casal de pequenas aves por sobre os galhos verdes de uma árvore retorcida. Christoffer busca se aproximar dos mesmos, preparando-se para atordoá-los utilizando suas habilidades. Todavia, algo faz os pássaros levantarem voo repentinamente, não permitindo que o rapaz completasse seu plano.

    Christoffer devia estar pensando em mudar suas estratégias ou continuar procurando, no entanto, os ouvidos afiados do rastreador captam uma melodia doce que parecia ser trazida até ele pela brisa suave que balançava as árvores. Apesar de não ter ligação alguma com o que fazia, o rastreador logo observa os arredores busacando de onde estaria vindo aquela sonoridade que parecia ser ao mesmo tempo um cantarolar e um feitiço. Graças aos seus sentidos, o rastreador localiza em poucos instantes o local da fonte sonora, que se encontrava a apenas alguns metros de onde ele estava.

    Imagem:


    Por entre os troncos das árvores e arbustos, o rastreador pôde ver a pouco mais de 100 metros uma pequena garota, sentada em meio a relva, cantarolando enquanto aparentava estar lendo um pequeno livro. Além da menina, Christoffer pôde ainda observar diversos pequenos pássaros coloridos rodeando-a, dando a impressão de se atraírem pela melodia que a mesma cantarolava. O rastreador quase entrou em algum tipo de transe, permanecendo alguns segundos imóvel e sem reação talvez por efeito da própria melodia, mas logo retomou o controle de si e percebeu que a garota se vestia de maneira semelhante às sacerdotisas do CABAL, além disso, só agora analisando este fato, ele havia notado que ao atravessar a mata em busca do que precisava para seu teste final, tinha se aproximado da área onde treinavam as sacerdotisas, avistando algumas construções a mais de 300 metros de onde a garota se encontrava.

    Apesar de se encontrar dentro da área que recebia o nome de Amon-Rahab, certamente era estranho que a garota estivesse sozinha em meio a mata e tão distante das construções que faziam parte do centro de treinamento das sacerdotisas. Obviamente nada disso era problema do rastreador, afinal ele tinha seu próprio teste para se preocupar...




    *Off: Christoffer perdeu 3 horas sem nenhum sucesso.


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Qui Ago 06, 2015 11:55 am

    O rapaz estava frustrado, já gastara uma boa parte importante do seu tempo sem conseguir uma misera pena. Mas ele continuava resoluto na sua busca. Foi quando uma doce melodia atraiu sua atenção e quando deu por si já a havia rastreado e encontrado a dona da voz, uma menina de bela feição e voz ímpar.

    Ele deveria voltar para sua missão, mas preferiu perder alguns minutos com a garota para relaxar um pouco e então voltar com fôlego renovado ao seu objetivo.

    Ainda com uma distância segura (para a moça), ele faz um barulho proposital para ser percebido e não assustá-la. Então diz.

    - Você tem uma belíssima voz, não resisti e tive que vir ver quem seria a dona.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Qui Ago 06, 2015 1:50 pm






    A menina que cantarolava aparentava ter não mais do que doze ou treze anos, interrompendo a canção quando percebe a aproximação de Christoffer, olhando na direção do rapaz. Os pequenos pássaros coloridos que a rodeavam ainda permanecem pairando próximos à ela por alguns instantes antes de começarem a se afastar, um destes ainda pousa sobre o ombro direito da menina, apenas levantando voo quando esta se move. A menina que ainda parecia surpresa se levanta, curvando-se em seguida por alguns instantes parecendo se desculpar.

    - Ah! D-desculpa! Não vi que tinha alguém aqui!... Mas... será que você é... um Orochi? O que faz neste lado da floresta? Rastreadores não ficam do lado de lá?

    A menina aponta para a direção de onde se encontrava o centro de treinamento dos rastreadores, erguendo o rosto e parecendo observar o equipamento e as vestes de Christoffer, transparecendo certo encantamento, apesar disso ela não se aproxima, mantendo-se onde se encontrava demonstrando certo receio.




    *Off: ...


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Sex Ago 07, 2015 7:12 pm

    O rapaz percebe o receio da garota e se mantém afastado.

    - Sim, sou um rastreador. Estou em uma missão e acabei me afastando demais da minha área. Você é nova, mas já tem boas habilidades. Devo confessar que me senti hipnotizado por sua voz. É algum tipo de encanto?

    Enquanto conversa com ela, ele começa a maquinar um plano que facilitara sua vida. Não houve nenhuma instrução proibindo ajuda de terceiros na missão e a garota tinha um bom jeito com pássaros. Ele imaginou que se conseguisse sua simpatia, ela provavelmente iria topar lhe ajudar, já que não causará nenhum mal às aves.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Sex Ago 07, 2015 10:28 pm






    A menina parecia um pouco aliviada ao ouvir Christoffer confirmar que ele realmente era um rastreador, dando um passo à frente, em seguida, ao ser questionada a garota confirma movimentando sua cabeça de modo afirmativo e aponta para o livro que tinha em mãos.

    - Sim! Estou praticando! Mas... eu não sou nada boa com este feitiço! É muito difícil... e tenho que apresentá-lo amanhã numa avaliação! Ah-aah... acho que vou reprovar de novo...

    A garota solta um longo suspiro enquanto olha para as folhas secas que se agitavam no chão, mas após alguns instantes ela olha novamente para o rapaz e dá um novo passo em direção ao rastreador, em seguida apontando para si mesma com a mão esquerda.

    - Meu nome é Lisa! E o seu qual é?

    Apesar da expressão de desânimo expressada anteriormente, a garota arregalava os olhos ainda demonstrando certa curiosidade a respeito do jovem rastreador diante dela.




    *Off: ...


    Corvo
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 219
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Corvo em Ter Ago 11, 2015 5:59 pm

    O rapaz parecia estar ganhando a confiança da garotinha e isso o deixava mais confiante. Ela fala sobre seu medo de reprovar na tarefa e Christoffer tenta consolá-la um pouco:

    - É normal ter medo de não passar nas provas, isso aconteceu bastante comigo e até está acontecendo neste momento, estou em uma missão e espero conseguir completá-la.

    As suspeitas do rapaz de estar ganhando a confiança da menina se confirmam quando ela se aproxima um pouco e se apresenta.

    - Um lindo nome, sou Christoffer.

    Ele decide procurar por um local adequado para sentar e sentar-se. Acreditava que logo Lisa se oferecia a ajudá-lo a pegar as penas.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Ter Ago 11, 2015 11:00 pm






    Lisa sorri ao ouvir o nome do rastreador fazendo uma breve reverência, em seguida a garota ergue o rosto novamente, fechando o livro que tinha em mãos, parecendo preocupada.

    - Que tipo de missão você está fazendo senhor Christoffer?! Tem algum espírito maligno na floresta que o senhor está procurando?

    Lisa olha com cautela para os arredores parecendo procurar algo de estranho, mas nada lhe chama a atenção, voltando novamente seu olhar em direção ao rastreador. A menina estava visivelmente intrigada com a presença de Christoffer neste lado da floresta, demonstrando não ter tido muito contato com pessoas que não sejam de sua escola. Apesar disso, o jovem rastreador poderia estar também se questionando sobre o motivo da garota estar praticando tão longe das instalações das sacerdotisas. Ao contrário de rastreadores, sacerdotisas não deveriam andar livremente pela mata fechada, apesar desta não conter muitos animais ferozes, haviam certamente criaturas que poderiam apresentar risco para alguém despreparado, como serpentes e outros animais peçonhentos, a garota no entanto, parecia completamente despreocupada quando Christoffer a avistou inicialmente.




    *Off: ...


    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Darkwes em Seg Ago 17, 2015 10:03 pm

    Prólogo encerrado.
    Conteúdo patrocinado


    Re: #Prólogo - O Rastreador

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 10:50 pm