Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Compartilhe
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Dom Dez 11, 2016 7:28 pm

    Ilyana não impediria ninguém que quisesse vir, mas sabia que uma comitiva de grandes proporções não seria algo muito recomendável já que era território não conhecido e as pessoas que lá estavam ainda não sabia suas intenções. Não objetou a vinda do capitão Teryn e bem se mais alguém quisesse vir poderia desde que claro não fossem mais que três pessoas além dos já nomeados.

    Não sabemos muito sobre Harlaw, mas se o mesmo tiver alguma afeição pelo filho talvez possamos usar isso no dialogo e bem saber o que em nome do senhor sob as ondas aconteceu em Pyke e como eles conseguiram montar uma frota capaz de nos ameaçar em tão pouco tempo e com tantas distrações.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Seg Dez 19, 2016 1:46 pm

    Sem objeção por parte de Ilyana, ficou decidido que Teryn a acompanharia quando desembarcassem. Assim que o barco chegou ao porto, Ilyana observou toda a extensão do vilarejo que o cercava. Haviam outros cinco barcos de pequeno porte, cada um entre e separados por deques de madeira por onde pessoas transitavam, além de um navio maior ancorado do outro lado do porto. Havia um pequeno armazém e uma casa de redes ainda no porto, e depois começavam a aparecer as casas do vilarejo, em sua maioria feitas com troncos nas paredes e pedras de apoio, não conseguira contar quantas casas eram ao todo.

    Conforme o terreno se afastava do porto, ele se elevava em um morro gramado onde terminavam as casas do vilarejo. O topo do morro continuaria em uma planície seca, e uma caminho de barro a contornava. Julgando pelo barro no caminho distante e a água acumulada em alguns cantos do porto, era quase certo afirmar que houveram chuvas frequentes por ali.

    A sacerdotisa e Teryn desceram ao deque sozinhos. Na proa, Viserys e Siri os observavam seguir rumo ao vilarejo. Bastava olha-los nos olhos para ver que seria uma esperada angustiante para os dois, que assim como os outros estavam ansiosos por alguma solução. Viserys em especial, que talvez tivesse considerado descer com os dois, estava inquieto.

    Ilyana e Teryn seguiram para o vilarejo devagar, tentando manter a discrição e principalmente não cansar o manco, mas naturalmente a dupla chamou a atenção de alguns moradores e viajantes. Felizmente nenhum deles tentou aborda-los. Negociaram os cavalos que os levariam até a fortaleza Dez Torres sem mais problemas.

    E como orientados pelo dono do estábulo onde negociaram, seguiram pela estrada de barro que contornava o morro gramado com os cavalos correndo em ritmo acelerado, deixando Ilyana e Teryn contra o vento que soprava. As montarias eram jovens e fortes, dignas do valor investido, e com sorte chegariam ao destino em algumas horas pois, como também foram informados, a principal fortaleza de Harlaw não era tão distante daquele vilarejo costeiro.

    Não houveram conversas enquanto rumavam para a Dez Torres. Durante todo o tempo o clima seguia agradável, com o sol escondido por trás das nuvens, mas sem quaisquer sinais de que haveria chuva em breve, mesmo que aparentemente aquela fosse uma terra em que constantemente chovia naquela época. Ambos, Ilyana e Teryn, viam o encontro com a Casa Harlaw cada vez mais próximo e não podiam evitar o nervosismo, por menor que fosse. Para Ilyana, havia o conforto e a confiança trazidas pelo Deus Afogado.

    Enfim, avistaram do caminho de terra onde estavam, por trás de alguns morros olhando à noroeste, o topo de pedra do que deveria ser uma grande fortaleza. Mais alguns minutos correndo a cavalo e chegariam, mas logo foram surpreendidos.

    - Vocês!! Parem!- As vozes vinham de trás, onde dois homens com armadura corriam a cavalo na tentativa de alcança-los. Um deles levava uma bandeira que tremulava fortemente contra o vento, ostentando o brasão de uma foice prateada em um campo negro, o brasão da Casa Harlaw.
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Seg Dez 19, 2016 11:22 pm

    A sacerdotisa deteve-se em sua marcha e virou-se, mas com altivez que demonstra sua presença, não intimidadora, mas que ao mesmo tempo não era inofensiva e disse num tom neutro - Sim? Vocês representam a casa de Harlaw?
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Qui Dez 22, 2016 12:15 pm

    Ao ouvirem a intimidação, Ilyana e Teryn interromperam a corrida dos cavalos e se voltaram para os dois soldados, que agora vinham calmamente para aborda-los. Aquele que empunhava a bandeira ficou um pouco atrás enquanto o outro se aproximou mais, analisando a dupla de estranhos dos pés à cabeça.

    Quando Ilyana dirigiu-se à eles, o soldado que estava mais próximo a encarou, mas sem parecer ameaçador. Certamente estava mais tranquilo também, pois não via ameaça alguma vindo de um manco e uma mulher que com certeza não era combatente.

    - Sim.- Respondeu diretamente em voz alta.- Quem são vocês? Expliquem-se.
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Qui Dez 22, 2016 1:51 pm

    Meu nome é Ilyana, sou serva do Deus Afogado e viemos ver o senhor de Harlaw, o mestre da casa ... aquele que comanda a localidade ... O assunto é da mais alta importância e por isso peço que nos leve diretamente a ele.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Seg Dez 26, 2016 11:51 am

    O soldado a encarou surpreso com a resposta, bastante desconfiado também, e voltou a analisar a dupla de viajantes dos pés à cabeça. Olhou para trás, buscando no outro soldado alguma orientação, e encontrou aquele que carregava a bandeira com os olhos cerrados, mais desconfiado ainda. Quando voltou-se para Ilyana e Teryn mais uma vez, nada disse, apenas esperou por mais.

    Teryn, que não gostara nenhum pouco da reação desconfiada dos dois soldados, permitiu que sua montaria caminhasse alguns passos mais perto do soldado com quem falavam, ficando somente um pouco a frente de Ilyana no fim do processo.

    - Chamo-me Teryn e não tenho um pingo de sangue nobre. Devo alguma lealdade aos Greyjoys, sendo que já fui o Capitão do navio conhecido por Fúria do Sol.- Começou com uma breve apresentação para ganhar alguma confiança, afinal dificilmente os soldados fariam algo por um desconhecido que não fosse prende-lo.- Acompanho a sacerdotisa diante de vocês e ambos trazemos importantes noticias. É de extrema importância que nos levem até o seu senhor.

    Os dois soldados se entreolharam mais uma vez. Estavam visivelmente menos apreensivos agora, mas não por isso deixaram de manter a desconfiança viva. Eram apenas soldados enviados para reconhecimento, sem qualquer autoridade para além disso, sendo assim precisavam ser extremamente cautelosos.

    - Preciso de mais do que isso.- Concluiu o soldado, talvez exigindo saber mais do que deveria, e o outro parecia concordar com ele.- Preciso saber que assunto é esse que tem a tratar com meu senhor.

    - Maldito!! Isso está muito além da sua relevância!- Esbravejou Teryn, completamente indignado com o que pediam. Nesse momento os soldados ficaram mais apreensivos, aproximando as mãos da bainha de suas espadas. Teryn fez o mesmo.

    A tensão repentina na atmosfera era palpável. Uma palavra errada poderia desencadear um combate.

    OFF:
    Você pode dar a eles a informação que pedem, caso não julgue que isso seria um problema, ou pode tentar leva-los na conversa.

    Caso tente convence-los a leva-la sem ter de revelar nada, será um Teste de Persuasão. Você tem 4 em persuasão e 1B em convencer. Terá que jogar 5 dados e a dificuldade do teste será 10.
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Seg Dez 26, 2016 12:34 pm

    Ela suspirou de fato não havia tempo a perder com trivialidades, porém não podia dar ao luxo de realizar algum ato que soasse a ouvidos estranhos como ofensivo ou pretensioso então decidiu ser verdadeira porém claro guardando detalhes.

    - Todos os detalhes não são possíveis de serem passados ainda mais aqui ao relento e ao ouvido de todos os passantes. Posso adiantar uma coisa e também questionar o quão bem quisto é o filho do senhor é para o mesmo? Trago noticias relevantes a ele.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Seg Jan 02, 2017 9:43 pm

    Qualquer coisa seria mais vantajosa do que um combate, mesmo um combate com altas chances de vitória. Ilyana pôde ver isso nos olhos do soldado que a abordava. Certamente não estaria satisfeito com aqueles poucos detalhes logo depois de ter exigido saber mais, mas a reação agressiva de Teryn às exigências o fez recuar com seus planos.

    O soldado não tirou os olhos de Teryn nem por um segundo enquanto ouvia a sacerdotisa, enquanto isso outro com a bandeira estava quase desembainhando a espada, e só fez questão de encara-la ao ouvir a menção ao filho do Senhor de Harlaw. Nesse momento ele afastou sua mão do cabo da espada e orientou o outro soldado a fazer o mesmo, assim como Teryn. O combate havia sido evitado.

    - Muito bem.- Disse com desgosto. Seu ego havia sido ferido.- Sigam-me. Eu os escoltarei para a Dez Torres.

    Os cavalos dos soldados viraram-se relinchando para a direção de onde vieram e seguiram na frente sem mais perder tempo. Teryn olhou de canto para Ilyana, aliviado por não terem entrado em combate, e depois os dois foram juntos dos soldados. Imediatamente deixaram o caminho pelo qual vinham desde o porto e cortaram caminho pelo terreno gramado até a fortaleza.

    Contornaram pelo campo, com o topo de uma torre cada vez mais visível, e alguns minutos depois foram deixando a grama e o verde para trás, descendo por uma depressão de solo rochoso e cinzento. A torre que a dupla via desde que estavam distante agora era acompanhada por outras nove. Muros e defesas se erguiam ao redor de nada menos que dez torres cinzentas, e de topo mais alto, aquela que era vista de longe, provavelmente era a Torre dos Livros, conhecida exatamente por ser a maior das dez.



    Dez Torres

    Assim que os quatro cavalos começaram a se aproximar do portão, o soldado que corria na frente começou a diminuir a velocidade junto dos demais e sinalizou para que a sacerdotisa e o manco parassem onde estavam. Aquele que carregava a bandeira parou um pouco à frente dos dois enquanto o outro seguiu sozinho para o portão. Nesse meio tempo, o som das ondas do mar se chocando contra as rochas alguns metros à baixo chamou a atenção de Ilyana. Era curiosa a localização da fortaleza, praticamente na costa da ilha, mas as rochas nas águas próximas e a subida rochosa, que precisaria ser escalada, tornam a Dez Torres inconquistável aos que tentam um ataque direto pelo mar.

    Ilyana teve sua atenção chamada para frente por Teryn, que a chamou quando o outro soldado retornou para guia-los.

    - Assim que chegarmos no portão vocês serão revistados. Quaisquer armas devem ser deixadas antes que adentrem de fato a fortaleza.- E quanto a isso não havia negociação. Tratava-se claramente de uma condição irrevogável, e nem Teryn contra-argumentaria.

    E assim foi. Encontraram o portão sendo aberto e alguns outros guardas os revistaram, recolhendo apenas a espada que Teryn levava na cintura. Não voltaram a ver o soldado que os havia guiado até ali, pois sua função era apenas a de reconhecer e escoltar. A partir do portão de entrada a dupla foi guiada por uma serviçal de pele e olhos claros, com o cabelo em um tom fraco de castanho e vestes simples e esbarrotadas. Seguiram pelo pátio inicial até a entrada em um salão localizado abaixo da torre mais próxima. A única observação relevante era a de que aquele realmente era o castelo mais novo das Ilhas de Ferro, assim como Ilyana lera a respeito em algum estudo passado, afinal a sacerdotisa já possuía vasto conhecido sobre as Ilhas de Ferro.

    Quando adentraram o salão, uma vasta mesa de jantar, obviamente "vazia", se encontrava ao centro, cercada de belas cadeiras de madeira com adornos e sobre um quase imperceptível tapete de cor verde musgo. Logo ao fundo, abaixo de uma bela decoração com duas foices de prata cruzadas, estava uma luxuosa cadeira com detalhes de metal depois de três degraus de elevação. Aquele deveria ser o salão principal.

    A serviçal virou-se para os dois e cumprimentou, deixando-os logo em seguida. Não estavam sozinhos ali; haviam dois soldados na entrada e um em cada uma das portas à esquerda e à direita. Perceberam que o som dos passos ecoava naquele local, quase como se estivesse completamente vazio, e então uma figura surgiu da direita caminhando pelo salão em direção ao "trono". Era uma senhora com seus cinquenta anos, alto e magra, pele pálida e cabelos grisalhos e lisos. Seu vestido era negro e o manto cinzento que vestia cobria quaisquer detalhes da roupa, mas a julgar pelo tecido certamente era nobre.

    - Apresentem-se.- Disse em tom seco enquanto já se sentava. Cruzou as pernas e os olhou por cima, sem demonstrar qualquer tipo de empolgação para recebe-los.
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Ter Jan 03, 2017 12:27 pm

    A sacerdotisa não opôs resistência a uma revista sabia o que carregava e não era ameaçadora nenhum um pouco para impor medo com sua aparência pelo contrário ela costumava cativar as pessoas, embora soubesse que suas palavras quando bem usadas eram inspiradoras tanto para o bem quanto para o mal e podia tanto acalmar quanto levar ao desespero.

    Como o costume para trato a nobres Ilyana fez a mesura e a vênia que eram requeridas como parte de um protocolo ritual, mas já maquinava em seu intimo um meio de agregar informações sobre o que havia acontecido nas ilhas enquanto estivera fora e como as coisas chegaram a este ponto... Os lobos e suas pulgas agregadas haviam deixado o gelo e decidiram fazer incursões mesmo após o acordo onde o filho de seu senhor fora levado como "hospede" (Aqui eu estou pegando a parte comum já que como estava em missão e numa correria posso não saber o que houve no Norte, mas se eu souber só edite a parte).

    - Meu nome é Ilyana e sou uma sacerdotisa do Senhor sob as ondas e este é o Capitão Teryn e viemos para uma audiência com a liderança da casa de Harlaw, pois temos assuntos a tratar e discutir e nossa lealdade esta com as ilhas de Ferro e seu povo. Ela cuidou muito bem o fato de não dizer "lorde" da casa ou presumir que o líder fosse homem no mesmo instante que vira a figura a sua frente, claro podia ser apenas uma entrevista preliminar antes de falar com quem mandava, mas a experiência de lidar com pessoas difíceis a fez usar esta abordagem.


    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Ter Jan 10, 2017 1:51 pm

    Teryn acompanha Ilyana com uma reverência desajeitada, quase como um jovem que se colocava perante um nobre pela primeira vez, o que estava longe de ser verdade. Talvez estivesse nervoso, algo que não era muito provável vindo do ex-capitão, mas provavelmente era sua perna ruim que o atrapalhava. Desde o principio estava claro que deixaria apenas Ilyana falar, a não ser que fosse necessário.

    A sacerdotisa apresentou-se e disse à que veio, mas não teve muito impacto na nobre mulher de idade. Por uma breve momento a irritação em seu olhar ficara perceptível, como se não tivesse gostado de algo que ouviu, e depois apoiou a cabeça na mão esquerda em sinal de cansaço.

    - Meu senhor e irmão não dispõe de tempo para vocês. Sejam gratos pela oportunidade de trazer o assunto até mim e se apressem, do contrário retirem-se.- Não perdeu a postura enquanto falava, e sua voz pareceu ecoar pelo salão praticamente vazio. Não parecia ser o tipo de pessoa que apreciava desobediência.

    OFF:
    Desculpe a demora, gaijin xP

    Caso queira levar o assunto diretamente ao Lorde e "dribla-la", precisará realizar um teste de persuasão. Precisará jogar 5 dados(4 de Persuasão+1 bônus de convencer ou barganhar) e a dificuldade do teste é de 12. Ou pode seguir e falar com a moça mesmo o/
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Ter Jan 10, 2017 10:11 pm

    Esperava que ele fosse reservado e que não atendesse a qualquer um que queria falar com ele ... Gostaria de evitar assuntos privados a ouvidos não confiáveis, mas já que é da família dele não vejo porque deva silenciar sobre estes fatos. A alguns dias fui enviada para uma missão pelo meu próprio senhor e bem detalhes sobre isso não são importantes, mas o desenrolar dos fatos sim o são. Ao que parece Lobos e Leões estão achando nossas ilhas mais interessantes que suas próprias intrigas palacianas.

    Ela para e pensa em se apoiar em seu cajado como sempre faz quando precisa pensar em suas palavras, mas o mesmo não encontrava-se em sua posse e ela se resigna a cruzar os braços e acrescenta fatos. Ao viajarmos em nosso retorno as ilhas encontramos um barco a deriva ... Acho que o conhece como Mão de Ferro, mas embora alguns mais antigos o conheçam pelo nome Último Suspiro do Afogado... Diz esperando alguma reação...

    Off:

    Vou tentar o argumento ^^"
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Sex Jan 13, 2017 1:21 pm

    A voz da sacerdotisa fazia-se presente em toda a extensão do salão principal. A nobre mulher da Casa Harlaw mantinha o semblante analítico e o olhar calmo, ao menos durante o inicio do que poderia se tornar uma conversa de vital importância. Não pareceu se importar com a menção aos "lobos e leões", talvez por não se importar ou por não considera-los uma ameaça real enquanto estavam guerreando entre si, mas sua expressão mudou ao ouvir o nome Mão de Ferro.

    - Se isso for algum truque...- Começou a falar com a voz agressiva, perdendo a pose real que mantinha até então, mas não completou a frase. Era inimaginável que alguém, ainda uma sacerdotisa, viesse de tão longe só para contar mentiras. A Harlaw inclinou o tronco para frente, séria a respeito do que era dito.- Continue.
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Sex Jan 13, 2017 1:39 pm

    - Truques? Me ofende tal pensamento não vim pleitear ou mendigar e sim prestar um auxilio mutuo afinal os inimigos de meus inimigos acabam por ser então amigos? Prefiro pensar que sim então vou parar de fazer parábolas e ir direto ao ponto embora com certeza que terei que contar a mesma história a seu irmão. Depois de retornarmos de Volmark tivemos nossos percalços com Lannisters e ao chegarmos a caminho das ilhas de Ferro encontramos o já mencionado barco... a deriva e apenas um pobre diabo de testemunha que nos relatou o ataque ao barco e bem quem fez o ataque... As hostes eram da da Casa de Karstark e que por sua vez são aliados dos Starks...

    Ela para e pausa pensando nas palavras - Lannisters, Starks longe de seus centros de atuação e vindo para estes lados? Com que razão? Bem o vaticinio do Deus Afogado me indica que antes de retornar para meu senhor devo saber se Pyke ainda está lá e procurar aliados ... involuntários ou voluntários isso não importa nesse momento. Podemos falar com seu irmão agora?
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Sab Jan 21, 2017 12:55 am

    De um momento para o outro, a mulher de sangue nobre começara a levar a questão apresentada com seriedade, com seus olhos alternando entre desconfiança e espanto, quase sempre mexendo os dedos das mãos de maneira impaciente. Visto como a situação caminhava em Westeros, era realmente uma surpresa imaginar que aliados da principal Casa nortenha tenham voltado suas atenções para as Ilhas de Ferro. De alguma forma, a guerra entre o Rei do Norte e o "legítimo" Rei se encontrava em estado de calmaria. Uma calmaria perturbadora.

    Era de conhecimento geral que Winterfell fora recuperada e os soldados Greyjoys exterminados, porém, um ataque bem sucedido contra Pyke era um feito que exigiria um planejamento detalhista, provavelmente liderado por um dos "braços" do líder Stark. Uma retaliação inesperada pela traição do Lorde de Pyke, e certamente um ponto de relevância na guerra, principalmente se pudessem usar as forças dos traidores na guerra ainda em andamento.

    Depois que a sacerdotisa terminou de explicar a situação, a mulher bateu na palma da mão e chamou um dos soldados presentes para perto. O soldado aproximou-se, ajoelhou-se e a ouviu falar quase sussurrando, para logo depois deixar a sala com o passo apressado. Nesse momento Teryn ficou tenso, sem ter certeza de que a ordem dada ao soldado seria favorável à eles ou não, e então olhou para Ilyana com incerteza nos olhos, procurando na sacerdotisa reforços para sua confiança.

    Por um longo tempo, o salão permaneceu em absoluto silêncio. Teryn temia pelo pior, Ilyana aparentemente não tinha mais nada a dizer por enquanto e a mulher Harlaw mantinha o olhar analítico sobre os dois, visivelmente nervosa com o que acabara de escutar. Sabia que se aquilo fosse verdade, a situação era extrema.

    Algum tempo depois, a dupla pôde ouvir passos ecoarem logo atrás, vindos da entrada do salão. Ao se virar, depararam-se com um homem de estatura média, físico aparentemente seco e cabelos e barbas longos e cinzentos. Seus olhos negros eram carregados com determinação e seu olhar era firme. Quando ele adentrou o local, a mulher que estava sentada sobre o trono se levantou e prestou-lhe respeitos.

    - Meu irmão e meu senhor.- Entre familiares muitas vezes cordialidades eram ignoradas, visto que conviviam diariamente e a relação era a irmandade, mas a mulher dirigia a palavra ao irmão com enorme respeito, como um servo falando ao mestre.

    O homem diante Ilyana e Teryn não se moveu, parecia ansioso demais para seguir ao trono ou perder tempo com o desnecessário, e sequer respondeu a sua irmã. Somente assentiu ao cumprimento formal de sua parente. Rodrik Harlaw pôs seus olhos sobre a dupla logo em seguida.

    - "Leais às Ilhas de Ferro", não é?...O que realmente pretende conseguir de mim, serva do Afogado?- Lançou a pergunta sem rodeios. Aparentemente já fora informado do que se tratava a visita pelo soldado enviado pela irmã, e não estava disposto a ser cordial se a vida de seu herdeiro realmente estivesse em risco.
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Sab Jan 21, 2017 10:17 pm

    Os olhos violáceos se viram para o nobre que chegara o avaliou mentalmente para e sentiu que se chegara em algum lugar fora porque sempre escolhia o momento de palavras mais duras e de quando precisava "aveludar" as mesmas este momento pedia a sinceridade, porém obviamente não completa de sob o papel das visões e de Vyseris neste cenário e refletiu consigo mesma por alguns momentos juntara as mãos e se tivesse seu cajado se apoiaria nele.

    Ela então diz - Nobre senhor de Harlaw o que eu espero conseguir o senhor questiona? Neste momento informação é o que busco a principal pergunta neste momento Pyke ainda está de pé? Ainda tenho a quem servir ou devo esperar encontrar uma alcateia de lobos e suas pulgas nos salões imemoriais da Casa de Greyjoy? Se ainda lá estiver tenho algo mais a dizer e propor para que avalie e bem deve ser do seu interesse.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Pallando em Dom Jan 29, 2017 7:32 pm

    O que Ilyana dizia revelava que também não sabia muito sobre o acontecimento que viera relatar. Sabia apenas que Pyke fora atacada, mas não tinha conhecimento do atual estado da ilha e seu senhor, e isso certamente não agradou o Lorde Harlaw, que a encarou com tensão nos olhos.

    - Ousa vir até mim com apenas essas informações?- Disse a principio, visivelmente impaciente e frustrado por não obter mais respostas a respeito de seu filho. Porém, seu semblante tenso não durou muito, pois logo relaxou sua expressão.- Certo...ao menos isso.- Preferia ter informações mais precisas sobre seu filho, mas sabia que saber do sumiço do navio já era melhor do que permanecer na ignorância. Ele começou a andar e passou a mão sobre a testa.

    Deixou a entrada do salão e seguiu caminhando pela extensão do local até o trono, passando ao lado de sua irmã, que o cumprimentou respeitosamente enquanto passava, e sentou-se sem se aconchegar muito. Deu orientações à sua irmã, requisitando que ela providenciasse para que conseguissem saber sobre o atual estado de Pyke e sobre o herdeiro de Harlaw.

    A nobre virou-se e deixou o salão com passos apressados, visivelmente nervosa com a possível captura do herdeiro de uma das maiores casas das Ilhas de Ferro. Sequer se deu ao trabalho de olhar para a dupla quando passou por eles, o que na verdade não fazia diferença alguma. Nenhuma palavra foi proferida enquanto a irmã do Lorde deixava o salão, e agora Ilyana e Teryn estavam a sós com Rodrik Harlaw, com exceção de alguns soldados.

    - Acho que seria mais apropriado que eu os agradecesse por terem trazido isso até mim, não é?- Chamou de volta a atenção dos dois enquanto pensava consigo mesmo sobre a situação. Entrelaçou os dedos e os olhou com certo cansaço. Talvez fosse tristeza aquilo que apagava o brilho em seus olhos.- Em breve poderei compartilhar respostas com você, sacerdotisa. Informação será sua recompensa pelo auxílio prestado, e aguardarei ansiosamente para ouvir o que tem a dizer no caso de Pyke ainda estar de pé.- Pausou e aconchegou-se no trono, olhando brevemente para o brasão de sua casa estampado na parede atrás.- Posso abriga-los nesse tempo. Do contrário, devem informar onde meus homens podem encontra-los quando as noticias chegarem.

    Caso escolhessem permanecer na fortaleza Dez Torres, seria necessário enviarem uma mensagem aos que esperavam por eles no Rei Robin. Se dispensassem a hospitalidade e optassem por aguardar no barco, onde poderiam manter os olhos em Viserys e no horizonte pelo mar, bastava deixar o Lorde saber onde encontra-los, pois ele não tardaria a descobrir o que acontecera com Pyke.
    gaijin386
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1735
    Reputação : 0

    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por gaijin386 em Dom Jan 29, 2017 8:46 pm

    - Não foi apenas uma noticia ou informação foi algo importante, pois não encontramos um corpo o que significa que vosso varão ainda respira e isso pode ser ao menos um alento. E de fato o saber é uma recompensa apropriada. Agora a hospitalidade seria bem vinda, mas devo retornar ao Rei Robin onde posso manter meus olhos no mar, mas não negaria uma boa refeição e claro ela olha para os lados - Afinal ainda, apesar de sacerdotisa era uma mulher e a higiene era bem vinda. Um bom banho e roupas limpas.

    - Mas já era de seu conhecimento as animosidades? Afinal alguém avisou seu filho ... Veja.
    Mostro a carta que foi encontrada no barco.

    "Navios foram avistados e não tardam a chegar. Mais de uma bandeira foram vistas tremulando ao vento, todas contra nós. Procure pelos verdadeiros aliados da Casa Greyjoy. Pyke foi atacada."
    Conteúdo patrocinado


    Re: Ilyana, A Profetisa - Gaijin386

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Dez 18, 2017 8:43 am