Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Compartilhe
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Sex Ago 03, 2012 1:30 pm

    Introdução



    A tarde estava chuvosa, fazendo com que as ruas de Essembra ficassem enlamaçadas e escorregadias. Mais uma vez, no cemiterio da cidade, o coveiro Kheltu procedia com o enterro de um comerciante. Com o Encontro dos Escudos, que ocorreria daqui a tres meses, muitos comerciantes da cidade estavam buscando mercadorias em grandes cidades, na expectativa de ampliar as vendas no festival. Carroças de peles, objetos em madeira, trabalhos em couro, armas, entre outros ja podiam ser vistos a todo vapor na cidade. A consequencia disso: bandoleiros, bandidos e outras coisas piores atacavam os carregamentos nas estradas principais. Neste caso específico, foram orcs. O resultado: o caixão estava fechado.

    Kheltu fazia seu trabalho da melhor forma possível. Suas preces eram profundas e arrancavam lágrimas dos ouvintes, já que falava sobre o falecido e seus feitos em vida. Tratava tambem do início de um novo ciclo para aquela alma, que a morte não era um fim em si, mas o começo de uma nova fase repleta harmonia e paz. As pessoas conseguiam, atraves das palavras daquele jovem rapaz, não ficarem com sentimento tão negativo acerca da morte.

    Mas Kheltu sabia do seu potencial. Sabia que poderia fazer muito melhor longe dali, eguendo armas e lutando por Kelenvor e sua espada, a Lamina dos Justos. Mas sabia tambem que deveria esperar, tudo ocorreria no momento certo.

    Havia um grupo de 30 pessoas no cemiterio, acompanhando a cerimonia do falecido comerciante. Ao final da cerimonia, aproximadamente no meio da tarde, todos vão embora tristes mas sem um sentimento tão negativo acerca da morte. Apenas uma figura permanece, que vai ao encontro de Kheltu. Ele usa uma cota de malha prateada, com cinto de metal ricamente detalhado, botas e luvas de couro grosso e negro. Um manto escuro e gasto cobre o corpo sadio do homem. Sobre o seu ombro Kheltu consegue ver o cabo grosso de uma espada, que fica as suas costas. O homem tem aproximadamente 45 anos, tem os cabelos longos e mal cuidados e barbas pro fazer grisalhos. Seus olhos são azuis, e suas feições mostram que ele não é dessas bandas.


    Apos alguns segundos, ele caminha ate Kheltu.

    - E que KeleMvor o guie durante o Plano da Fuga...se ele for merecedor, diz o homem.

    - Meu nome é Barder Freezeheart. Gostaria de falar com você, jovem coveiro, diz ele.

    - Somos irmãos de religião, meu jovem. Venho de Cormyr para passar uma temporada neste Vale, pregar a palavra do Juiz dos Condenados. Ouvi falar que você serve a ele tambem, e posso garantir, pelas suas preces, diz Barder.
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Sex Ago 03, 2012 4:20 pm

    - ... por fim, que sua alma descanse e perdure pelo resto da eternidade.

    Foi um bom discurso, pensou ao término dele. Tendo encerrado o seu trabalho, Kheltu cobre o rosto ensopado com o capuz de sua veste e começa a fazer o trajeto até o pequeno casebre de pedra que ele chamava de lar. Kheltu estava morto de fome e não via a hora de preparar aquele mingau de trigo. É quando uma voz às suas costas se dirige a ele. Era um homem experiente de quase meia-idade e que se apresentara como Barder Freezeheart, igualmente servo do Senhor da Morte.

    Kheltu puxa de dentro de suas vestes o colar com o símbolo sagrado de Kelemvor, um braço esquelético segurando a balança dourada da justiça, e o aperta firmemente contra o peito, denotando toda a sua devoção à divindade.

    - Acertou em cheio, senhor Freezeheart. Ambos fazemos parte do clero kelemvorita e é uma verdadeira honra conversar com um irmão. A chuva cai pesada esta tarde, não gostaria de me acompanhar até o meu humilde casebre? Poderei preparar algo para o senhor comer enquanto nós dois conversamos... ah propósito, pode me chamar de Kheltu.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Seg Ago 06, 2012 11:06 am

    - O meu eu mantenho sempre próximo ao meu coração, para que ele o guie conforme a sua vontade, diz Freezeheart, sorrindo e tirando uma corrente prateada do pescoço, que contem o simbolo da balança do juiz dos condenados. Em seguida ele o guarda e, ensopado do jeito que esta, segue Kheltu para sua pequena casa.

    - Após essa longa viagem, nada melhor do que uma recepção acolhedora de um irmão, diz Freeze, entrando no casebre.

    Após se acomodar no local, continuara a conversa.

    - Sirvo a Kelemvor desde quando tinha apenas 18 invernos meu jovem. Iniciei na própria Cormyr, mas nunca gostei do trabalho monótomo da igreja, se me entende. Minha principal função sempre foi espalhar a palavra do nosso Juiz a outras cidades e regiões. Consegui difundir a palavra entre muitos povos diferentes, mas fracassei algumas vezes tambem. Não se ganha todas não é? diz Freeze, amigavelmente.

    - Soube da sua existencia aqui faz alguns meses, e achei interessante contruirmos uma igreja aqui. E poderemos aproveitar o Encontro dos Escudos, daqui a pouco tempo, para propagar a nossa fé. Claro que não tenho nada certo ainda, tenho que falar com o regente deste vale antes...mas acho que já podemos iniciar as nossas atividades. Tenho um conhecido no círculo druídico das florestas aqui perto, fiz questão de visitá-lo quando cheguei - na verdade quando se fala em druídas e suas florestas, eles que acham você, não você que acha eles. Perguntei a ele como que as coisas estão por aqui, após aquelas baboseiras de arvores abençoadas por Chauntea, animais protegidos por Silvanus e bla bla bla, ele me disse que alguns aldeões viram criaturas estranhas na floresta anteontem, que se arrastavam e que aparentavam estarem podres e que fediam muito. Pela descrição, acredito que trata-se de zumbis, diz Freeze, agora serio.

    - Ofereci o apoio da força de Kelemvor a eles, pois podemos precisar deles no futuro. Eles aceitaram de bom grado, disseram que enviarão um representante do círculo para ajudar tambem, amanha pela manha, que ele ficara na entrada da cidade esperando. Acho que esta é uma bela oportunidade de mostrarmos a força do Juiz dos Condenados aqui neste vale. Eu, porem, tenho uma audiencia marcada com Ilmeth, o que você acha de deixar de lado estas vestes de padre, diz ele sorrindo, e usar um pouco a sua fé contra estes mortos que recusam-se a partir deste mundo?
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Seg Ago 06, 2012 3:38 pm

    Kheltu conduz o kelemvorita Barder Freezeheart até o casebre de pedra. Era um lugar pequeno de apenas dois cômodos. O primeiro possuía nada mais do que uma mesa com duas cadeiras e um caldeirão. O segundo cômodo era o quarto de Kheltu, onde havia uma cama de palha e nada mais.

    - Sente-se senhor Freezeheart, eu prepararei algo para comermos. – Kheltu ouve as palavras do homem enquanto prepara o mingau de trigo em seu caldeirão. Depois de preparado ele separa duas tigelas de madeira e as dispõe na mesa. Logo a seguir ele próprio se senta à mesa. – Espero que o senhor aprove a minha culinária, que não é das melhores, admito. O que o senhor ia dizendo mesmo? Ah, sobre montar uma igreja... a ideia me parece excelente, mas um tanto difícil de se concretizar. Isto requer muito dinheiro e necessitaremos dos apoios das autoridades. Mas com certeza pode contar comigo no que estiver ao meu alcance.

    Kheltu dá suas primeiras colheradas no mingau enquanto ouve o restante da história de Barder. Zumbis numa floresta? Isto é estranho, que forças estariam por detrás disso?... reflete Kheltu em seu interior.

    - Senhor Freezeheart, eu compartilho totalmente a sua aversão a tais abominações da natureza. Um corpo depois de falecido deve ser deixado em paz. Alguém que quebra a regra da vida e da morte é uma pessoa impura e que merece ser condenada. Eu aceito de bom grado partir para resolver essa questão e tenho certeza que Kelemvor me guiará no caminho a ser traçado... mas eu preciso que alguém tome o meu lugar como coveiro deste cemitério. Meu pai foi coveiro antes de mim e dedicou sua vida inteira a preservação dos mortos.Ele preservava mais os mortos do que a ele próprio, pensa infeliz Kheltu. – Não posso deixar o cemitério sem que esteja aos cuidados de alguém responsável e competente.

    OFF:
    Talvez eu não tenha sido claro, mas quando eu disse retirar de dentro das vestes quis dizer retirar o colar oculto que jaz em seu pescoço.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Seg Ago 06, 2012 8:52 pm

    Freezeheart dá uma longa colherada na tigela, leva a boca e engole, de forma que parte do líquido escorre pelas barbas. Ele leva uma das mãos a boca para limpar, e fala:

    - Que delícia! Não sei se você cozinha bem , mas qualquer coisa é melhor que ração de viagem! diz ele, rindo e pegando mais uma colherada.

    - Aprenda, meu jovem: Tudo Podemos Naquele que nos Fortalece, diz Freeze, apontando levemente com o dedo para o jovem. - Essa igreja sera levantada, escreva isso! E seu apoio sera mais que bem vindo.

    - Que tal esse velho paladino a sua frente? diz Freeze, com um sorriso largo e bem humorado. Seus dentes são brancos e ele possui um sorriso acolhedor. - Somente me explique onde ficam os seus registros e os procedimentos básicos do cemitério, faz muito tempo que não realizo estes procedimentos fúnebres mas tenho certeza de que ainda posso dar conta! E tenho certeza de que posso lhe ensinar algumas boas dicas para você fazer o seu trabalho mais memorável ainda, sem querer despreza-lo, é claro! diz Freeze, novamente com seu sorriso branco e amigável.

    - Bom, se você aceita, organize suas coisas e parta amanha cedo. Vou com você até a entrada da cidade, espero que não esteja chovendo, diz Freeze
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Ter Ago 07, 2012 1:35 am

    - O senhor já foi um coveiro? – pergunta Kheltu com uma leve descrença na voz. Nem todos os clérigos de Kelemvor passavam por essa dura profissão e o rapaz ficou verdadeiramente surpreso por aquele homem experiente também ter trabalhado num cemitério. Pelo menos era isso que ele estava dizendo. – Os registros estão na minha mochila, ali no canto. Eu o entregarei ao senhor assim que concluir este registro do último funeral. Aquele comerciante era seu amigo? – pergunta casualmente Kheltu enquanto vai em direção a sua mochila.

    Após ter feito as últimas anotações, Kheltu passa o livro ao Barder Freezeheart e explica as eventuais duvidas que possam surgir.

    - Espero que o senhor realmente faça um bom trabalho no meu lugar. Se o senhor conhecer aquela magia que preserva integralmente o corpo, seria uma boa prepará-la e usá-la de vez em quando nas figuras mais importantes. Obviamente não dá para usá-la em todos. E sobre as minhas coisas, elas já estão quase todas organizadas. Sou uma pessoa humilde e não carrego comigo grandes pertences. O senhor poderá voltar aqui amanhã de manhã assim que o sol estiver nascendo. Eu costumo acordar bem antes disso e já estarei preparado para partir.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Ter Ago 07, 2012 3:16 pm

    - Nunca fiz disso minha profissão, mas já fiz as cerimonias muitas vezes. Estou com quase meio século de vida, infelizmente enterrei grandes amigos, companheiros de religião, familiares e outros, diz Freeze, com um pesar em suas palavras.

    - Não conheco o falecido, apenas estava o observando jovem rapaz...precisava me certificar de você era quem eu estava procurando,
    diz Freeze.

    - Fique tranquilo que honrarei os mortos, fala o homem.

    - Oh, é claro! Já estou recolhendo as minhas coisas para partir. Ficarei em uma hospedaria proxima a taverna "Uivo do Lobo", na zona humilde da cidade. Amanha cedo estarei aqui, diz Freeze, reunindo suas coisas e preparando-se para partir.

    Freezeheart parte com um manto pesado por cima do corpo, naquele final de tarde chuvoso e nublado.

    A noite passa tranquila e Kheltu sente ansiedade em poder agir em nome de Kelemvor outra vez.
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Ter Ago 07, 2012 7:07 pm

    Kheltu acompanha o senhor Freezeheart até a saída das dependências do cemitério. Depois o kelemvorita retorna ao seu casebre e prepara suas poucas coisas que levaria para a viagem. Kheltu acorda por volta das 4 da manhã do dia seguinte, com o céu ainda escuro, e espera pacientemente pela volta de Barder.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Ter Ago 07, 2012 9:41 pm

    De madrugada, Kheltu vê poucas pessoas na cidade. Um ou outro bêbado cambaleando ou urinando na rua, milicianos atentos observando tudo, um ou outro sujeito talvez sem nenhuma boa intenção...a cidade esta quieta. A não ser pelo barulho pesado da chuva, que ainda não cessou.

    Após trinta minutos, chega Barder, que cumprimenta um grupo de milicianos que passavam por ele. Esta usando os mesmos trajes de ontem, seu semblante demonstra um pouco de sono no olhar.

    - Bom dia, irmão Kheltu! Espero que não tenha te feito esperar muito! Vou aproveitar e dormir mais um pouco no seu casebre. Não se preocupe que uso o meu saco de dormir, diz Barder rindo. - Que Kelemvor o proteja na sua busca! Diz ele, se despedindo.

    Kheltu demora alguns minutos para chegar na entrada da cidade, que é vigiada pelos milicianos. Alguns conhecem Kheltu e acenam para o clérigo, outros o fitam com olhares desconfiados.

    Do lado de fora da cidade, só se escuta o som da chuva caindo. Após trinta minutos de espera, Kheltu escuta o som de passos pesados se aproximando e de placas de metais roçando umas nas outras. Quando olha na direção, se depara com uma figura com aproximadamente 1,40 de altura, traja uma armadura que parece ser feita de um metal fosco, de cor cinza escura. É robusto e possui pernas e braços fortes, carrega uma marreta pesada feita de madeira as costas. Ao aproximar-se mais, nota-se as feições deste anão: possui longas barbas, cabelos e bigodes de cor castanho-clara (quase ruivo). Sua pele branca é amarronzada face a exposição ao sol. Possui um olhar obstinado e perspicaz. Trata-se de um anão, que tem as feições de um membro adulto da sua raça. Ao seu lado vem andando calmamente um lobo de coloração escura.

    - Marreta-espinho, servo de Silvanus, se aproxima, quem ta ai? diz o anão com sua voz grossa.

    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Qui Ago 09, 2012 11:22 am

    Kheltu se despede de Barder Freezeheart e vai até a entrada da cidade. Ele estava vestindo suas vestes tradicionais negras, que por sinal também funcionava como uma armadura oculta. Ás costas ele carregava uma foice longa, um escudo grande e a sua mochila com o resto de seus pertences. Na cintura ele portava a foice curta. E nas mãos ele segurava seu longo cajado, utilizando-o para se apoiar durante a caminhada. Como a chuva teimava em não cessar, Kheltu novamente estava com o capuz levantado sobre a cabeça. Ele aguarda ansiosamente até que chega um anão com um lobo.

    - Prazer Marreta-espinho, eu sou Kheltu, o Guardião dos Mortos e humilde servo de Kelemvor. Estou aqui a pedido do senhor Freezeheart e espero ajudar como puder na erradicação destes zumbis que atormentam a floresta.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Qui Ago 09, 2012 1:14 pm

    O anão se aproxima, desconfiado.

    - HÁ! Me disseram que um clérigo ia ta aqui, não um jardineiro! Nós num vamo apara flor não rapaz, nós vamo guerrear! Sabe o que é isso? diz o anão, apontando e balançando o dedo para Kheltu. Após, ele da alguns passos adiante, levanta as duas mãos para o céu e diz:

    - Silvanus, Silvanus! O que eu fiz pra merecer isso! Esses druída só podem ta querendo me manda pra mais perto de ti, "Ó Árvore Pai", diz o anão, numa cena um tanto cômica.

    - Se eu soubesse eu tinha trazido mais um lobo pra te ajudar Zandor, ah tinha sim, diz o anão alisando o seu lobo.
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Qui Ago 09, 2012 3:31 pm

    - A minha foice serve tanto para cortar flores quanto os seus espinhos, é verdade - diz Kheltu com uma pitada de ironia, embora duvidasse que o anão fosse entendê-la. - Mas quando eu disse que era servo de Kelemvor, estava embutido nestas palavras que também era um clérigo do Juiz dos Condenados, ou um sacerdote, como preferir chamar. Estou vindo aqui de boa vontade para ajudar Silvanus e seus adoradores, mas se acredita que minhas habilidades não lhe serão úteis, posso retornar aos meus afazeres no cemitério.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Qui Ago 09, 2012 7:52 pm

    O anão volta para próximo de Kheltu rapidamente, apontando o dedo de novo:

    - Cuidado garoto, olhe bem o que você vai cortar com essa foice, diz Barundar, sério, - Se você cortar uma árvore conhecida minha, eu enfio essa foice no seu traseiro! diz o anão. Kheltu se questiona sobre o tenue limite entre a devoção e a loucura. Pensa tambem se o anão não estava apenas brincando com a situação.

    Ele fica mais calmo e baixa sua mão:

    - E no mais, não vai precisar usar essa foice, não com essa língua afiada! Vamos embora agora jardineiro, são dois dias de ia e mais dois dias de volta. Espero que tenha trazido comida, duvido que tu saiba se virar na floresta! HÁ!, diz o anão seguindo em direção a floresta, cerca de 50 metros dali.

    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Sex Ago 10, 2012 12:42 am

    Kheltu entendeu que o anão era daquele jeito mesmo e começou a apreciar suas brincadeiras. Pelo menos a viagem não será tão monótoma quanto é o meu trabalho no cemitério, pensa o guardião. Kheltu não era muito dado a rir, mas gostava de lançar suas ironias ao vento e de ouvir uma boa piada.

    - Eu devo ter trazido ração para alguns dias de viagem, mas acho que você não possui o seu lobo apenas como enfeite. Ele poderá caçar e trazer o nosso alimento. Alias, eu sei o nome do seu lobo mas não sei o seu. Seu verdadeiro nome, eu digo. Marreta-espinho que não deve ser.

    Kheltu inicia a viagem ao lado do anão.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Sex Ago 10, 2012 1:46 pm

    - Me chamam de Barundar, jardineiro. Sirvo ao círculo druídico de Cormantor. Sinceramente, um bando de velhos que as vezes não sei se louvam a Silvanus ou Chauntea. HÁ! Chauntea garoto! Como Pode isso!? diz Barundar.

    Os dois partem as cinco da manha em um ritmo de caminhada. A floresta esta calma e silenciosa, com alguns focos de luz. A trilha quase não existe, apenas um especialista poderia conhecer aquela área. Conforme o dia passa, o sol aumenta e o terreno vai ficando com mais vegetação curta. O anão é fechado e concentra-se no caminho e nos arredores. Ele conta tambem com a ajuda do lobo, que quando para ou ergue as orelhas, é sinal de algo diferente. Por sorte, a boa habilidade do anão evitou grandes perigos até o meio do dia. Ao final de 6 horas de caminhada, o anão escolhe um pequeno vale no meio da floresta, úmido, quieto e bem protegido por árvores e vegetação, para parar. Ao redor, so se nota arvores e vegetação de todos os tipos.

    O anão senta em um grosso tronco de árvore caído no chão, abre sua mochila e retira um naco de ração. Dá uma mordida, pega um pedaço e jogar para o lobo, que come satisfeito e lambe os beiços.

    - Andamos 9 km ate agora, diz o anão. - Tamo devagar. Tu não consegue ir mais rápido não? Esse manto é mais leve que minha armadura e tu mal consegue caminhar! diz ele, apontando para os trajes de Kheltu.

    Spoiler:

    Ouvir Kheltu
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    17
    Ouvir Barundar
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    9
    Ouvir Zandor
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    7
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Seg Ago 13, 2012 1:10 pm

    Kheltu arrancou com as mãos um pedaço do pão duro e tinha acabado de colocá-lo na boca quando veio o questionamento do anão.

    - As aparências enganam, Barundar. Estas vestes não são um simples traje de clérigo como você as vê, estas vestes na verdade é a minha armadura. - Sem maiores explicações, Kheltu dá mais uma mordida no pão, e desta vez quase quebra o dente. Este pão está mais duro do que o aço da lâmina de minha foice, reclama o guardião. Afim de dar prosseguimento a conversa, Kheltu questiona o anão: - Quantos quilômetros ainda faltam para chegarmos ao nosso destino? E ao chegarmos lá, como se dará o resto de nossa missão?
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Seg Ago 13, 2012 9:21 pm

    - Tá cansado jardineiro? São 40 kilometros até o vale. Temo muito chão pra anda ainda, fica tranquilo. Mas o que?! Pelas barbas de um ente velho! diz o anão, quando subitamente se levanta do tronco onde estava levantado e busca seu largo malho. Oito zumbis haviam aparecido a cerca de 9 metros do trio, e vinham na sua direção. Eles tem parte do corpo decomposta e parte tomada por vermes, vestindo-se com farrapos empoeirados de terra. Haviam sido humanos não se sabe quanto tempo atras, pelas feições do que restam de sua face.

    Spoiler:
    Iniciativa

    Barundar
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    1
    Kheltu
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    15
    Zandor
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    19
    Zumbis
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    9
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Seg Ago 13, 2012 9:35 pm

    Zandor, o lobo de Barundar com a marca de estrela na testa, fica ao lado do seu dono anão aguardando as suas ordens, em posição de bote. Ele rosna agressivamente para os zumbis. Os zumbis avançarão até o trio, caso não sejam impedidos.

    Spoiler:
    Ordem da Iniciativa

    1º Zandor (21)
    2º Kheltu (17)
    3º Zumbis (08)
    4º Barundar (02)

    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Qua Ago 15, 2012 11:46 am

    - Droga - Kheltu se levanta de um pulo só e segura o seu medalhão divino. Que Kelemvor nos proteja, pensa. - Espíritos amaldiçoados que atormentam estes corpos, eu irei destruí-los pela eternidade com o poder do Juiz dos Condenados!

    Ação de Kheltu:
    Kheltu irá usar expulsar mortos-vivos.

    Teste de Carisma +1:
    Cyrus Leghorian efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    7

    Total de DVs que podem ser atingidos +5:
    Cyrus Leghorian efetuou 2 lançamento(s) de dados (d6.) :
    1 , 6
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Lukas em Qua Ago 15, 2012 12:39 pm

    Um brilho é emanado do medalhão de Kheltu, fazendo com que 6 dos zumbis que ali estavam parassem imediatamente o seu avanço contra Kheltu e Barundar, e começassem tremer, para então desabar no chão, emanando um calor forte, como se estivessem queimando por dentro. Eles caem inertes no chão, e dali não levamtam mais.

    Os dois zumbis restantes avançam contra Barundar e Kheltu. Barundar luta contra um dos zumbis com sua marreta e seu lobo ataca a criatura tambem.

    Off-game:

    Ataque dos Zumbis em Kheltu e Barundar (+2)
    Lukas efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
    5 , 7
    Dano +1
    Lukas efetuou 2 lançamento(s) de dados (d6.) :
    2 , 3

    Ataque de Barundar +6
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    12
    Dano +3
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d10.) :
    4

    Ataque Zandor +3
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    5
    Dano +1
    Lukas efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    3

    Conteúdo patrocinado


    Re: Kheltu, O Guardião dos Mortos

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Nov 17, 2017 8:42 pm