Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Out of Tune - Fanfic de One Piece (Universo Alternativo)

    Compartilhe
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Out of Tune - Fanfic de One Piece (Universo Alternativo)

    Mensagem por Larissa Aprill em Ter Fev 16, 2016 5:50 pm


    Em busca de poder dentro da Oda School, reduto de alunos delinquentes, o recém-chegado Trafalgar Law se vê em uma posição desvantajosa. Tendo como inimigo Kid, o aluno mais forte do instituto, terá que formar alianças e usar a inteligência para subir degrau por degrau rumo ao domínio completo da Escola. Com o auxílio de Monkey D. Luffy e seu bando, será Law o aluno mais forte?

    Capitulo 1 - Bad Reputation

    “Diz a lenda que numa noite chuvosa uns 50 delinquentes aguardavam num velho galpão. Todos estavam preparados para uma verdadeira guerra, os membros da gangue vestiam  roupas de couro e utilizavam tacos de baiseball e correntes como armas.

    Na frente do grupo havia apenas um homem, seu rosto estava encoberto pelas sombras do local. Ele não recuou quando 5 homens avançaram sobre ele, que apenas sorriu ao desembainhar sua espada.  Numa dança mortal, o espadachim solitário dançava com sua lâmina e os corpos caiam atrás dele, aos poucos todos os 50 homens foram abatidos. Na manha seguinte seus corpos foram encontrados pela policia, todos esquartejados.

    Desde então aquele lendário espadachim ficou conhecido como o Cirurgião da Morte.”


    Usopp terminava sua narração, mas não escondia o temor em sua voz. Ele e seus amigos estavam agrupados no canto da sala de aula, e o moreno narigudo sempre olhava assustado para a porta.

    - Dizem que este espadachim vai ser transferido para nossa escola hoje. – As pernas de Usopp pareciam gelatinas dançantes.

    - Que medo!!! – Dizia Chopper, tremendo de medo, escondido atrás de Zoro.

    - Hihihi! Interessante - Os olhos de Luffy brilhavam de entusiasmo.

    Nami, que estava mais próxima de Luffy, lhe dá um soco no topo da cabeça. Ao seu redor estava Zoro, que fingia estar dormindo na carteira. Do lado oposto de Luffy, Sanji estava fumando enquanto sentava sobre a carteira.

    - Quanta bobagem, não pode existir alguém assim e vocês estão fantasiando sobre o novo aluno – A ruiva ainda completa com um suspiro – Só um louco aceitaria entrar nessa escola.

    A Oda School é famosa pela reputação dos seus alunos. 90% dos estudantes são delinquentes ou já causaram algum problema para a sociedade. Sem outra alternativa, o Governo juntou todos os problemáticos num local, onde podem controlá-los melhor. O sinal da escola toca, Usopp rapidamente senta na carteira em frente ao seu grupo, mas os outros alunos continuam dispersos pela sala. Na maioria das escolas, todos os estudantes teriam voltado ao seus lugares e aguardariam a entrada dos professores, mas se tratando da Oda School, os alunos faziam as regras.

    O controle da escola era dividido entre 5 alunos incrivelmente fortes, e juntos eles formaram uma aliança de acordo com seus anos letivos. Cada um poderia comandar uma legião de estudantes e disputar entre si para dominar a escola inteira. Atualmente a posição de líder e pessoa mais forte é de Eustass Kid, estudante do 3º ano, que fez uma parceria com 2 dos outros lideres: Jewelry Bonney, sua atual namorada, e Killer, que tem uma dividia de honra com Kid, já que ele o salvou de ser enviado para Impel Down, a prisão mais tenebrosa que existe. Juntos eles comandam 70% da legião escolar.

    O segundo ano é comandado por Basil, seu grupo de seguidores representa 20% da escola. O restante dos alunos, são aliados de Luffy, que busca alcançar o controle da escola. Se outro delinquente chegasse no local, colocaria todo esse equilíbrio em risco, por isso todos os alunos estavam apreensivos com o novo estudante. Alguns minutos após o sinal ter tocado, entra na sala de aula um homem de terno,  extremamente alto e com uma aparência cadavérica. Tinha cabelos afro e usava pequenos óculos escuros.  Este era o professor Brook, o professor de música,  que não se importava com as reputações dos alunos, desde que pudesse tocar suas canções.

    -Yohohoho!!! Como estão hoje?? – Brook acena com a mão magra e comprida.

    A classe não se incomoda em responder, apenas Luffy e seus amigos se aproximam do professor.

    - Olá Nami-san, poderia ver sua calcinha hoje? – O professor pervertido faz seu comentário habitual.

    Nami ignora seu pedido enquanto Chopper e Usopp tentam controlar Sanji, que estava enlouquecido de ciúmes.

    - Brook...toca alguma coisa para gente – Dizia Luffy enquanto sentava sobre uma carteira.

    O professor alegremente retira seu violino do estojo, mas antes que pudesse iniciar sua canção, os alunos começam a se alvoroçar e a se aglomerarem na porta e nas janelas. Passos são escutados pelo corredor principal, o diretor Sengoku andava imponente pelo local com seu terno branco. Atrás dele estava o vice-diretor Garp e a velha Tsuru, a tesoureira da escola.  Atrás daquela escolta toda, caminhava um jovem de cabelos negros e espetados. O grupo começa a subir o lance de escada e são seguidos pelos curiosos.

    - Droga, não consegui ver o rosto dele direito – Dizia Nami desapontada.


    - Ele não me pareceu grande coisa – Zoro dá de ombros e volta a se sentar na cadeira.

    - Será ele o Cirurgião da Morte?? – Usopp e Chooper se abraçavam, enquanto tremiam de medo.

    - Estão falando do novo aluno? Ele foi transferido para o 3º ano. - Brook respondia calmamente.

    - Então ele deve estar na mesma sala que a Robin e Franky. – Nami senta na mesa do professor

    - Certo, o que vocês querem ouvir? – Brook já posicionava o violino sobre seu queixo.

    - Espere... cadê o Luffy? – Dizia Sanji ao baforar a fumaça do seu cigarro.

    Com todo aquele alvoroço, Luffy seguiu os outros para o terceiro andar, por onde a escolta passava mais e mais gente acompanhava. Todos queriam ver a reação de Kid com a entrada do novo aluno.

    Na sala do terceiro ano, Kid se sentava na última carteira e estava nesse momento com os pés sobre a mesa e inclinado para trás. Ao seu lado estavam Bonney e Killer, que desenhava na certeira com a ponta do compasso. Mais à frente na sala, Robin estava na primeira carteira e parecia estar entretida com um livro. Enquanto isso, o resto dos alunos já estava todo do lado de fora, esperando o novo aluno chegar, incluindo Franky, que se destacava da multidão pelo seu tamanho e cabelos azuis.

    A professora Kalifa tentava conter a empolgação dos alunos em vão, pois quando a escolta de diretores apareceu no corredor, todos sussurravam e conversavam. O diretor é o primeiro a entrar na sala, seguido do aluno transferido. Aos poucos os alunos do terceiro ano sentaram em seus lugares, enquanto Garp ficou na porta para conter o resto dos estudantes que se aglomeravam.

    - Quero lhes apresentar o novo aluno...Trafalgar Law – Dizia Sengoku após um pigarro.

    O novo aluno era alto, com aproximadamente 1,80 cm de altura. Tinha um aspecto doente, com profundas olheiras  e cabelos negros contrastando com a pele branca. Ele não diz nada, apenas caminha para uma carteira vaga e coloca sua mochila sobre a mesa.

    -Bom, sejam receptivos com o novo aluno e evitem conflitos ou sua professora irá me reportar no fim da aula.

    Assim que a diretoria sai do local, dois alunos se aproximam de Law. É claro que eles iriam desobedecer o diretor, afinal todos estavam ali para ver se o novato era tão forte quanto falavam.

    - E aí branquelo... hora das boas vindas... – Um rapaz alto e negro se aproxima da carteira.

    Ele agarra o braço de Law e ergue sua blusa, deixando as tatuagens do moreno à vista. O outro aluno se aproxima com um canivete.

    - Vamos fazer um novo desenho no seu braço.

    Law observa o homem com a arma se aproximar enquanto o outro segurava seu braço firme contra a carteira. O moreno podia sentir todos os olhares nele. Era hora do show. Antes  que pudessem encostar a lâmina no seu braço, Law gira o corpo e salta sobre a mesa, ao mesmo tempo em que aplica uma joelhada no rosto do aluno que o segurava. Quando este cai para trás, Law chuta a mão do aluno que segurava o canivete e a arma gira no ar, caindo entre os dedos hábeis do novato.

    - Esperava mais dessa escola, todos aqui são apenas um bando de lixo. – Law dizia ao girar o canivete entre os dedos.

    Law avança sobre o aluno desarmado e faz um talho em seu abdome e em poucos segundos o sangue mancha toda a roupa da vitima e respinga no chão. Outros alunos se revoltam e caminham em direção ao aluno transferido. Law desvia de todos com chutes e socos e desferes golpes com a arma branca, sentindo a carne dos outros ser dilacerada pela lamina e o cheiro de sangue inundar o local. A sala de aula se torna um pandemônio, com carteiras sendo arremessadas para longe ou sendo derrubadas pelos alunos caídos e a todo momento mais e mais alunos se envolviam na luta.

    Luffy assistia a briga da porta. Assim como Franky e Robin, ele preferiu não interferir. Eles e as outras pessoas mais fortes da escola apenas observavam a confusão e analisavam o novo estudante.

    -Muito bem... deem os parabéns ao novato – Sons de palmas ecoam pela sala.

    Todos param imediatamente de lutar. Kid estava de pé e aplaudia o espetáculo, quando os alunos começavam a recuar, deixando apenas Law entre os feridos e as poças de sangue pelo chão.

    - Vejo que você é bom com armas, mas como você mesmo disse, eles são apenas escória. Até agora não vi nada que me surpreendesse, novato. – Kid observava Law com um sorriso de deboche nos lábios.

    - Então venha... - Law observa o ruivo intensamente.

    Todos os presentes prendem o ar, tamanha a expectativa. Law tinha realmente desafiado Kid na frente de todos. Isso já seria o motivo de sua morte. O ruivo apenas dá de ombros e abre um grande sorriso.

    - Isso é muita audácia, você chega na MINHA escola, arranja confusão com MEUS alunos e ainda espera que eu lute com VOCÊ? Aqui as coisas são um pouco diferentes. Para você conseguir ter uma chance de lutar comigo, tem que derrotar os outros alunos. Afinal, somos os  cinco Supernovas! - Kid agora parava de sorrir e olhava diretamente para Law- Chegue ao topo e depois terá sua luta comigo.

    Kid se aproxima de Bonney e a abraça pela cintura. Juntos eles saem da sala, seguidos por Killer. A professora tentava dispersar os curiosos e chegar à enfermaria, pois mais uma vez sua sala foi destruída pelas brigas. Aos poucos os alunos voltavam para seus andares, mas Law permanecia em pé na poça de sangue.

    -Eu queria mais ação – Luffy dizia chateado.

    -Agora não é hora para isso, Kid desafiou o novato a competir! Ou seja, você é o primeiro oponente, Luffy – Robin parecia apreensiva.

    -Sem problemas! – O garoto sorria de orelha a orelha – Estou ansioso por isso...

    Luffy caminha para sua sala, enquanto seus amigos observavam o novo aluno do corredor.

    - Você acha que os boatos são verdadeiros, Robin? – Franky observava Law limpando o canivete nas roupas e guardando-o em sua bolsa.

    - Não tenho certeza, mas com certeza ele é forte... conseguiu derrotar 10 oponentes em menos de 5 minutos, sendo que quase todos eram da nossa sala. – A jovem analisava os feridos enquanto conversava.

    Um dia agitado na Oda School, com a chegada de um aluno que desafiava seus lideres e uma nova luta se aproximava.

    CONTINUA...
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Out of Tune - Fanfic de One Piece (Universo Alternativo)

    Mensagem por Larissa Aprill em Ter Fev 23, 2016 10:34 pm

    Capitulo 2 - Angels & Demons


    Passaram-se alguns dias desde a transferência de Law, ele estava no refeitório da escola, um lugar amplo e com muitas mesas acopladas com cadeiras. Mas naquele horário havia poucas pessoas no local e o moreno estava comendo um lanche, enquanto observa uns alunos extorquindo outro.

    - Bepo, está na hora de você dar o dinheiro da semana – dizia um aluno alto e magro.

    - Mas eu já disse antes, não tenho mais dinheiro.

    O garoto era grande e forte, era o dobro do tamanho dos outros dois alunos, mas mesmo assim Bepo se encolhia na mesa. Os dois alunos riam e debochavam dele.

    - Sua mãe não vende verduras? Pede dinheiro pra velha e nos pague.- dizia o segundo aluno.

    - Eu já disse que não tenho mais dinheiro. – Bepo se encolhia de medo.

    - Certo...então teremos que fazer uma visitinha a sua mãe e dizer que você está nos devendo dinheiro.

    - Isso ai...uma grana preta. – ria o segundo aluno.

    Ao mencionarem a mãe do garoto, ele se levanta e bate as palmas da mão sobre a mesa, o som ecoa pelo lugar.

    - Não envolvam minha mãe nisso. – dizia Bepo com raiva.

    Mas sua coragem durou muito pouco, pois o aluno mais alto lhe dá um soco na boca do estomago e devido a dor Bepo se curva sobre o corpo e cai no chão. Law que assistia tudo aquilo calado, agiu por impulso, quando se deu conta ele já havia cravado o garfo no ombro do aluno menor e agarrava o segundo pelo colarinho.

    - Melhor vocês deixarem ele em paz. – Law encarava os dois alunos com ódio no olhar.

    Os alunos que estavam extorquindo Bepo tinham visto a luta de Law . Dos 10 alunos que lutaram com ele, 7 estavam feridos gravemente e 3 tiveram que passar por cirurgia de urgência, aterrorizados os dois alunos correm para longe. Enquanto isso Bepo se contorcia de dor no chão, mas estava eternamente grato ao novato.

    - Mui-to....obri-ga-do – diz Bepo com esforço.

    Law observa o garoto no chão, sua altura já chamava atenção, mas mesmo assim ele usava um macacão laranja com um estranho simbolo no peito.

    - Certo...me explique quem são os cinco supernovas ?

    Bepo se senta com dificuldade, sentia o suor frio escorrer pelo rosto e a dor era tão intensa que embrulhava seu estomago. Law senta na frente do garoto e cruza os dedos sobre os lábios, enquanto Bepo começa a falar.

    - Este é o grupo que comanda Oda School,  os três integrantes mais fortes, são alunos do 3º ano, aqui os anos são divididos pelo tamanho de sua força. Os cinco supernovas são:  Kid , ele é o mais forte e é o que tem mais aliados e seguidores. Ele é totalmente insano e louco por brigas, não tem compaixão com seus oponentes. O segundo mais forte é o Killer, o braço direito de Kid, ele não fala muito , mas segue sempre suas ordens. Tem também a Bonney, é a única garota a participar desse torneio e também é uma das mais populares da escola, ela é a namorada do Kid, melhor não mexer com ela.
    Bepo para tomar um pouco de ar, Law continuava sentado em sua posição, enquanto escutava atentamente o garoto.

    - No segundo ano tem o Basil, esse cara me dá medo, ele sempre usa as cartas para ler o futuro das pessoas. E por último o Luffy, ele chegou na escola ano passado, mas já causou uma verdadeira revolução, muitos apoiam ele.

    - Hmm...o que mais?

    - Para você ganhar o controle da escola, tem que lutar com o mais fraco até chegar no topo, quem conseguir vencer o Kid toma o controle de tudo. Mas vou logo avisando, Kid está no poder a 3 anos consecutivos, ninguém nunca conseguiu derrotar esse cara.
    Law acena com a cabeça e se levanta, enquanto caminhava em direção a saída ele sorri para Bepo.

    - Onde eu encontro  esse tal de Luffy?

    Luffy estava almoçando no terraço com seus amigos, como de costume Sanji trazia a comida feita em casa e oferecia com todo amor para Nami e Robin. Enquanto Luffy comia sem parar tudo o que via pela frente, e Ussop e Chopper tentavam acompanha-lo, num campeonato de quem come mais rápido. Franky estava mais distante do grupo, aproveitava o sol para se bronzear com sua sunga preta e camisa florida. O único que não estava junto do grupo era Zoro, ele preferia dormir ou fazer flexões num local mais isolado do telhado. Robin e Nami conversavam enquanto tomavam o sorvete de sobremesa.

    - Eai, como é o novo aluno?-  Perguntava curiosa a ruiva

    - Ele é bem reservado, desde que chegou não tentou se aproximar de ninguém e nem fez aliados.

    - E ele pretende entrar nessa competição? Será que ele vai mesmo lutar contra o Luffy?

    - Somente com o tempo iremos saber- finaliza a morena

    No fim do intervalo, o grupo se divide e caminham para suas salas. Enquanto caminhavam pelo corredor, um grupo de mulheres caminhavam na direção oposta a deles. Todos que estavam no corredor abrem caminho para as mulheres de Kujas, o grupo de delinquentes feministas da escola. Por onde elas passavam os homens suspiravam e caiam aos seus pés, principalmente por causa da líder da gangue, Boa Hancock, enquanto ela caminhava esbanjava sensualidade e arrogância.
    Hancock vê Luffy e seus amigos caminhando em direção a sala e sente seu coração disparar, sempre que ela o via, se sentia uma completa idiota, nunca sabia como falar ou agir com ele. Porém o jovem nunca correspondeu suas expectativas.

    - Olá...Luffy-Kun – diz Hancock com a voz vacilante.

    - Hey, como vai, Hancock? – Diz Luffy sorrindo.

    Ao ouvir seu nome a jovem fica com as faces coradas e começa a respirar com dificuldade enquanto sentia seu coração bater descompensado dentro do peito.

    - Você está legal?? Parece estar com febre. – Luffy se aproxima da mulher e apoia a mão sobre sua testa, para checar sua temperatura.

    A líder teve que se segurar no batente da porta para não desmaiar de felicidade, Luffy havia tocado no rosto dela, com certeza ele queria namora-la. Mas seu clima de romance foi brutalmente quebrado.

    - Você é o Monkey D. Luffy? – dizia uma voz atrás de Luffy.

    O garoto se vira e observa o novato Law no corredor, então a hora havia chegado.

    - Isso mesmo. – Diz ele confiante.

    - Nos encontraremos hoje no ginásio às 20:00 horas

    Sem dizer mais nenhuma palavra o jovem caminha em direção ao terceiro andar. O confronto tinha sido oficializado, os alunos que estavam no corredor correm para todos os lados espalhando a noticia.

    Luffy e seus amigos caminham em direção a sala, mas seria difícil prestar atenção na aula hoje, pois as horas se arrastavam para passar, todo momento alguém checava os relógios até que finalmente o sinal bateu ás 17:00 hs, mas ainda faltavam 3 horas para o confronto.

    - Luffy, você está indo para casa? – Nami se aproxima da carteira do amigo.

    - Na verdade não, ia comer alguma coisa, preciso de carne para essa noite hihihi – Luffy mostra o braço flexionado, demonstrando sua força.

    - Podemos ir todos juntos, eu pago – Nami tentava esconder sua preocupação.

    - UHUUULLLL   CARNE !!!!!!! - Luffy sobe sobre a mesa e grita com os braços estendidos para cima.

    Na saída da escola, eles se encontram com Robin e Franky e juntos caminham para uma churrascaria. Luffy, Ussop e Chopper caminhavam na frente, o trio já estava salivando. Zoro e Sanji discutiam sobre alguma coisa irrelevante e trocavam ofensas  como sempre.  Robin caminhava calmamente ao lado de Franky e Nami chorava enquanto contava o dinheiro da carteira, imensamente arrependida de ter feito o convite.

    Enquanto isso Law caminhava pela cidade sozinho, logo anoiteceria e ele teria que voltar para a escola, por isso decidiu andar pelas redondezas. O moreno vagava sem destino, até que algo chamou sua atenção. Uma garota de cabelos longos e rosados passa correndo por ele  e para alguns metros a sua frente ofegante. Ele a reconhece de imediato, era Bonney, intrigado ele começa a segui-la, mas sem que ela percebesse.

    Bonney corre por diversos quarterões até chegar perto de um córrego, logo a frente estava Kid e Killer, assim que a jovem os vê ela caminha em sua direção. Law se esconde em um dos ductos abandonado, onde ninguém poderia vê-lo, mas ele conseguia ouvir a conversa do trio.

    - Porque demorou tanto? – Kid parecia estar irritado.

    - Tive alguns problemas para sair de casa. – diz a garota ofegante.

    - Mata logo aquele velho...tsc – Kid cruza o braço e olha para as margens do rio.

    -  Deixa isso para lá...afinal o que aconteceu para você me ligar?

    Bonney senta sobre um bloco de cimento, Killer apenas observa a conversa em silencio.

    - Precisamos acabar com os novatos...Independente de quem ganhar essa luta , iremos destruir os dois. – Kid diz sobriamente.

    - Porque isso agora?? – Bonney parecia surpresa

    - Se permitimos que insetos se aproximem, cada vez mais chegará mais insetos. Foi um erro ter aceito Luffy no ano anterior e não cometerei o mesmo erro desta vez.

    Bonney encarava Kid com curiosidade, mas ele continua seu discurso tranquilo.

    - Já combinei tudo com o Killer. Nós vamos cuidar de algumas coisinhas para o Luffy. Hoje teremos um verdadeiro espetáculo.

    - O que você pretende fazer? – Bonney diz por fim.

    - Não se preocupe, apenas tente descobrir algo sobre o cirurgião da morte e nós cuidaremos do resto.

    Kid se aproxima da jovem e lhe dá um beijo rápido nos lábios, saindo logo em seguida com Killer.

    Law observa o trio, não sabia quais eram os planos deles, mas sentiu uma raiva crescente em seu peito, porém precisava ser racional, lutar  ali, não seria uma boa ideia.

    Enquanto o trio conversava as horas iam passando rapidamente, quando o grupo se desfaz, Law espera muito tempo até sair do seu esconderijo.

    A quadra de basquete estava bem iluminada e o ginásio estava lotado, todos os estudantes disputavam os melhores lugares para assistir a luta.  Faltava meia hora para o confronto, mas todos tinham chegado mais cedo. Nos melhores lugares do ginásio estavam Kid e Killer, a dupla parecia alheia aos comentários dos outros alunos, que disputavam dinheiro para saber quem seria o vencedor. A grande maioria torcia para Luffy, mas alguns ainda arriscavam em Law, pela sua fama do cirurgião da morte. Mas uma coisa era certa, todos queriam ver um banho de sangue no local.

    O grupo de Luffy é o primeiro a chegar, eles se dirigem para a lateral da quadra, onde tinha uns bancos de madeira. Ussop, Chopper e Nami estavam temerosos, Sanji e Zoro tentavam manter a imagem de fortes e esconder o nervosismo. Até mesmo Robin que era sempre tão confiante, sentia-se tensa por aquela luta. Somente Luffy estava levando tudo aquilo na brincadeira. Ele usava calções de boxe, assim como suas luvas, que eram vermelhas e para completar a vestimenta um black power afro, que Franky havia arranjado para ele.

    - Acredite...com o poder do afro, não tem como você perder. – Franky faz um sinal positivo para seu amigo.

    Após algum tempo da chegada de Luffy no estádio, já passava das oito horas e  Law caminha em direção aos portões, como esperado a garota surge das sombras e bloqueia seu caminho. O moreno a olha de maneira indecifrável.

    - Está atrasado para sua primeira luta – Bonney sorri para ele.

    - O melhor da festa sempre chega no final, não concorda?

    Law dá um passo a frente, mas a jovem bloqueia seu caminho novamente. Ela o analisava, ele era muito reservado e de poucas palavras, mesmo na sala de aula era difícil para Bonney saber que tipo de pessoa Law era. Por isso decide investir seu charme sobre o garoto, sabia que seus atributos físicos chamavam atenção.

    Bonney encurta a distancia entre os dois e passa o braço ao redor do pescoço de Law, colando se corpo contra o dele, Law permanece imóvel.

    - Mas a festa nem começou ainda, podemos fazer um “esquenta” antes da sua luta principal. – Bonney diz sussurrando em seu ouvido, enquanto alisa sua nuca com a mão.

    Law pega o queixo da jovem e a obriga a encara-lo. Bonney não consegue desviar o olhar dele, seus olhos negros pareciam estar a desvendando e vasculhavam sua alma. A menina começa a corar e  se sentir constrangida era como se ele a estivesse a observando nua.

    - Eu espero que você não seja assim....eu odeio garotas vulgares.

    Sem dizer mais nada Law caminha em direção ao ginásio. Enquanto Bonney fica petrificada em seu lugar, mesmo que não quisesse admitir, aquelas palavras tinham mexido com ela.

    Após 10 minutos de atraso, Law entra na quadra. Luffy já estava no centro da pista aquecendo os braços.

    - Pensei que você não viria mais – disse Luffy por fim.

    - Tive uns contratempos – Law não consegue evitar de olhar para Kid.

    O clima do ginásio muda, aos poucos as conversas vão morrendo e um silêncio de tensão estabelece no local, todos mantinham os olhos fixos na quadra, aguardando quem atacaria primeiro. Não demorou muito para que Luffy avançasse sobre Law.
    Luffy corre em direção de Law e tenta lhe atingir um soco no rosto, mas Law desvia para direita, esquivando do golpe e contra-atacando com um soco no baço. Mas Luffy já estava preparado e apara o golpe com as mãos. Os dois se afastam e voltam a se estudar, analisando cada movimento do oponente.

    Agora é a vez de Law investir, ele corre em direção do garoto e aplica uma rasteira, porém Luffy prevê o movimento e salta, caindo alguns metros de distante de Law. A plateia fica inquieta, muitos começam a gritar e a clamar por nome de seus lutadores. O grupo de Luffy assistiam tudo da lateral da quadra, até agora nada de interessante havia acontecido, mas logo os dois iriam subir o nível da luta, para o delírio de todos.

    - Me diga, porque você está lutando? – Law estrala o pescoço e observa Luffy.

    - Ora...estou lutando pelos meus amigos e você? – Luffy pergunta curioso

    - Nenhum motivo em particular. – Law dá de ombros.

    Ambos estavam conversando no campo de batalha e isso irrita a multidão que começa a vaiar e a jogar coisas sobre eles.

    - Vamos acabar logo com isso – Law diz por fim.

    Luffy apenas sorri, enquanto os dois avançam ao mesmo tempo. Law acerta um soco em Luffy ao mesmo tempo em que ele o acerta com um chute. E inicia assim uma suscetiva séries de golpes, tanto Luffy quanto Law lutavam muito bem e a luta estava equilibrada, mas ainda não era isso que a plateia  queria. Eles queriam algo mais brutal e sanguinário.

    A voz de Kid pode ser ouvida pelo alto-falantes.

    - ESSA LUTA TÁ MUITO CHATA....ESPERAVA MAIS DE VOCÊS, ESTOU REALMENTE DECEPCIONADO.

    Law e Luffy se afastam, ambos estavam com alguns ferimentos e escoriações, Luffy limpa o sangue do canto da boca, enquanto Law apertava o ombro com as mãos, provavelmente havia dado um mal jeito durante a luta.

    Ambos observavam Kid falar, que continua seu discurso.

    - VOCÊS TAMBÉM NÃO QUEREM MAIS EMOÇÃO???

    A plateia grita em aprovação, então as luzes se apagam e por longos minutos todos ficam na maior completa escuridão. Quando as luzes se acendem, todos os amigos de Luffy estavam presos e amordaçados. Um grupo de seguidores de Kid mantinha armas apontada para cada um dos seus colegas.  E  uns 10 metros a frente tinha uma katana fincada no chão do ginásio.

    - EIS A NOVA REGRA, LUFFY EM 5 MINUTOS SEUS AMIGOS SERÃO MORTOS, A MENOS QUE VOCÊ ACABE COM O NOVATO. EM CONTRAPARTIDA, LAW VOCÊ TEM TODO O DIREITO DE PEGAR ESSA ESPADA E FAZER JUS AO NOME.

    Luffy ao ver seus amigos mantidos como refém, perde completamente a razão. Ele corre em direção a eles, mas percebe que o grupo de estudante de Kid bloqueiam a passagem.

    - Pessoal!!!!

    - SEM TRAPACEAR LUFFY OU ACIONO ESSE CONTROLE E TODOS MORREM NUMA GRANDE EXPLOSÃO. TODO O GINÁSIO IRÁ RUIR SOBRE NOSSAS CABEÇAS HAHAHAHAHAHA!!!

    Kid segurava na mão um controle remoto, enquanto com a outra mão apontava o dedo para o pilar principal do ginásio, preso a ele, tinha uma bomba implantada no concreto e o cronometro estava zerado. Todos ficam apavorados, pelo tamanho da bomba, todo o lugar iria voar pelos ares. Algumas pessoas ficam assustada e tentam sair do local, mas as portas estavam lacradas. O grupo de Luffy tentavam se soltar desesperadamente e Luffy ardia de raiva.

    O garoto corre em direção a plateia em direção ao Kid, mas é obrigado a recuar pelo golpe da espada. A sua frente estava Law, empunhando a lamina em sua direção.

    - Sua luta é comigo e você tem 5 minutos para acabar ou seus amigos irão morrer.

    Enlouquecido Luffy avança sobre Law, seus ataques não eram sincronizados, era uma avalanche de socos e chutes, que Law tinha certa dificuldade em defender. O cronometro da quadra começa a rodar.

    Flashback Zoro

    Zoro era um aluno do primeiro ano. Ele havia perdido uma luta com um dos alunos do terceiro ano e como castigo tinha sido preso ao pedestal da escola, estava com as mãos acorrentadas e fazia 3 dias que ele não comia nada.
    As pessoas passavam por ele e o ignoravam, alguns comentavam que ele mereceu, outros o viam como a verdadeira encarnação do mal. Mas a verdade era que as pessoas tinham medo e não se aproximavam.

    Até o dia em que Luffy apareceu naquela escola, ele parecia ser apenas um garoto abobalhado, mas foi o único a conversar com ele e querer ajuda-lo. No começo o garoto demônio não acreditou em suas palavras, até que Luffy apanhou em seu lugar, conseguiu liberta-lo e juntos bateram nos alunos do terceiro ano. Desde então Zoro confia e acredita na força de seu amigo. E fará de tudo para ajuda-lo a alcançar o topo.


    Zoro percebe o desespero do amigo, mas mesmo assim ele sorri, confiava sua vida naquele cara e não seria a primeira vez em que ele quase morreu e Luffy apareceu para salva-lo.

    “Luffy...acabe com ele...você consegue em menos que 2 minutos” – Pensamento do  Zoro

    Luffy tentava a todo custo derrubar Law, antes que os minutos passassem, mas quanto mais ele investia, mais Law brandia sua espada nas defensivas, muitas vezes sentiu a lamina talhar sua pele e o sangue começar a escorrer. Mas nada seria pior do que perder algum de seus nakamas.

    Flashback Nami

    Nami frequentava a Oda School por determinação da justiça pelos seus consecutivos roubos em estabelecimentos, a única opção para a garota era ir para escola de delinquentes ou para a prisão. Quando começou a frequentar as aulas, viu todas as atrocidades que um ser humano poderia fazer.

    Quanto mais ela permanecia naquele lugar, mais e mais ela afundava naquele mar de podridão, em pouco tempo ela teve extorquir e roubas as pessoas, tudo por causa de Arlong. O aluno que comandava o 1º Ano e fazia  as pessoas dar dinheiro, serem suas escravas e quem não aceitasse, ele simplesmente matava, sem dó nem piedade. Então Luffy chegou e junto com Zoro, Ussop e Sanji destruíram todos do primeiro ano.


    Nami não conseguia conter as lagrimas, ela via Luffy ser cortado, estar sangrando e mesmo assim continuar lutando por eles. Ela tentava gritar mas suas palavras eram abafadas pela mordaça.


    “Luffy...resista...lute...e vença” – Pensamento da Nami

    A espada que Law usava vibrava a cada impacto dos socos do Luffy.  O líder do 1º ano estava com as mãos cobertas de sangue e  também tinha alguns cortes pelo corpo, alguns mais profundos que empapavam a camiseta.

    Flashback Ussop

    Ussop sofria bullying na escola, era agredido ou extorquido pelos outros alunos, mas ele sempre desejou ser um guerreiro corajoso. Por isso aprendeu a usar diversos truques para se safar dos valentões, incluindo as mentiras. Mas quando conheceu Luffy, percebeu que não precisava ser forte para ficar ao seu lado. Desde que a amizade falasse mais alto entre eles, Ussop sempre teriam pessoas que se importariam e cuidariam dele.

    “Eu não quero morrer Luffy...por favor...eu não quero morrer” – Pensamento do Ussop

    Os socos de Luffy acertavam em cheio o corpo e o rosto de Law e mesmo com suas mãos e braços cortados pela lamina, ele continuava a socar, até sentir suas mãos doendo e esfoladas.  Law recua alguns passos estava cheio de hematomas  e ambos continuavam em pé e ofegantes.

    - O TEMPO ESTÁ PASSANDO...FALTA APENAS 2 MINUTOS – a voz de Kid soava pelo local.

    Flashback Sanji

    Sanji teve uma infância difícil, desde pequeno aprendeu o quanto terrível é passar fome. Por isso não importa quem, nunca negue uma refeição e nunca desperdice comida, esse é o seu lema.  Porém ele não tem um temperamento fácil e vivia se metendo em confusão.

    Até que foi transferido para aquela escola. No seu primeiro dia ele defendeu um aluno que passava fome no refeitório e contou com o apoio de Luffy e juntos eles derrotaram o valentão. Mesmo Sanji querendo ficar sozinho e recusando fazer parte do seu grupo, Luffy não desistia e não aceitava a recusa do loiro. Com o tempo eles aprenderam a se respeitar e a conviver melhor com os amigos dele, menos com o Zoro, este era a única pessoa em que ele não se daria bem nunca.


    “Vença Luffy...e eu preparo a melhor carne do mundo para você” – Pensamento de Sanji

    A essa altura todos os alunos tentavam sair no ginásio desesperados, o tempo estava passando e tudo poderia explodir a qualquer instante. Basil olhava furioso para Kid.

    - Eu vejo a sombra da morte sobre você, Kid

    Basil se levanta e começa a caminhar por entre os alunos para abrir  caminho, ele tenta achar uma saída junto com o seu grupo.  Kid, Killer e Bonney continuavam em seus lugares assistindo a luta.

    Flashback Chopper

    Chopper era um órfão que vivia na rua, por não ter casa e ninguém para cuidar dele, era tratado com descaso e maltratados por muito. A pior cicatriz em sua alma era ser considerado um monstro  e ele achava que as pessoas o condenariam, por isso acreditava que não merecia ser feliz. Mas um dia, Luffy apareceu e junto dele seus amigos, mesmo que no começo Chopper não quisesse ajuda deles, aos poucos foi se envolvendo e acreditando naquelas pessoas de que um mundo melhor existia. Luffy curou sua cicatriz ao aceita-lo no seu grupo, independente da aparência que ele teria, sempre seria amigo deles.

    “Luffy não precisa mais lutar...você vai acabar morrendo por nós” – Pensamento do Chopper

    - Para mim já chega – Bonney diz irritada

    Ela tenta se levantar, mas Kid a agarra pelo braço e a puxa para si.

    - Não está gostando da brincadeira? O gran finale está perto... – Kid diz cinicamente

    - Você enlouqueceu, pretende matar todo mundo? – Bonney olha assustada para Kid, ela consegue se soltar e some entre a multidão.

    Flashback Robin

    Robin viveu uma vida de abusos, as pessoas sempre quiseram tirar vantagem dela, então desde pequena ela pensava que o mundo não prestava, que as pessoas só existiam para machucar uma as outras. No entanto um velho amigo lhe disse que ninguém viria para o mundo para ficar sozinha, então durante muito tempo ela esperou por pessoas que pudessem entende-la e aceita-la como ela era.

    Quando Luffy entrou na escola, Robin já estava no segundo ano, mas ficou atraída pelo jeito inocente e cativante do garoto, não demorou muito para que todos pudessem aceita-la.


    “Luffy, por favor nos salve a tempo” – Pensamento da Robin

    O cronometro mostrava menos que dois minutos, os seguidores de Kid suavam de medo, eles viam todo os outros alunos saindo correndo do ginásio e eles não queriam morrer também. Então eles deixam os amigos de Luffy amarrados uns de costas para os outros, para não conseguirem se soltar  e saíram correndo para a saída. Na outra extremidade do ginásio o grupo das Kujas, tentavam chegar ao pátio, mas o fluxo de pessoas na direção da porta, dificultava a passagem.

    -Rápido...precisamos ajuda-los – Boa Hancock fala para suas companheiras

    Flashback Franky

    Franky sempre foi uma criança problemática, um verdadeiro delinquente. Mas mesmo com sua aparência e tamanho assustador ele tinha um bom coração. Ele foi o último a entrar no grupo de Luffy, quando ele fez uma revolução na escola no ano anterior. Desde então Franky tem sido a força e a animação do grupo e juntos eles formaram uma grande família.

    “Venha nos soltar logo...Luffy” – Pensamento do Franky.

    Law percebe um grupo de garotas se aproximando dos reféns, junto com elas estava Bepo e mais 2 homens. Enquanto estava distraído e com a guarda baixa, Luffy avança sobre ele e lhe dá um soco no maxilar, mas tão forte que Law é arremessado para trás e bate as costas na parede. Luffy estava ofegante e cansado, havia perdido tanto sangue que era surpreendente o fato de ainda estar de pé.  Law observa o cronometro da quadra, faltava apenas 1 minuto e meio.

    - Vá....ajude seus amigos – diz Law enquanto cuspe sangue.

    Luffy fica parado sem reação, Law grita desta vez mais forte, então o garoto volta a si e corre na direção dos amigos, ao mesmo tempo em que as Kujas tentavam solta-los.

    - Não to conseguindo desamarra-los – Dizia Bepo desesperado

    Law se ergue com dificuldade, sente uma pontada na costela, provavelmente havia fraturado algum osso com o impacto e caminha lentamente em direção ao grupo.

    - Me dê aqui, me deixe tentar – Law se aproxima de Bepo e com a ponta da lamina corta as cordas.

    No último minuto eles conseguem solta-los e todos correm em direção as portas, antes que a explosão ocorra. No entanto o cronometro zera e nada acontece. Todos ficam estupefatos na quadra.

    O ginásio não havia explodido como todos pensavam, uma gargalhada podia ser ouvido por todos. Kid e Killer continuavam nas arquibancadas, mas agora ambos estavam em pé, enquanto Kid aplaudia olhando as pessoas lá em baixo.

    Havia 17 pessoas no centro do ginásio,  as cinco garotas de Kuja, o Luffy e seus amigos, mais Law, Bepo e dois caras usando chapéus que cobriam parcialmente os rostos.

    - Agora eu vejo claramente quem está comigo e quem está contra mim -  Kid suspira- Todos são insetos e estão se proliferando como vermes...

    - O QUE VOCÊ QUER COM MEUS NAKAMAS???? – Luffy estava furioso novamente.

    -  Eu vou destruir vocês e mostrar para todos quem manda nessa escola.

    Kid se aproxima do parapeito e ajusta os socos ingleses nos dedos, ao mesmo tempo em que Killer retira duas grandes foices das costas.

    - Vamos acabar com todos eles – diz Kid por fim

    Num segundo eles estavam no andar de cima e no outro já voavam em direção do grupo. Killer era extremamente rápido e habilidoso com as foices, o loiro realizava cortes rápidos e profundos em todos os alvos mais fáceis, ou seja as garotas, Ussop, Chopper, Bepo e seus amigos. Em pouco segundos Killer havia ferido e nocauteado todos.

    Assim que Sanji consegue acompanhar o movimento de Killer, ele já havia machucado todas as garotas e seus amigos, a última pessoa que Sanji vê é Nami tombando no chão após receber os cortes nas costas.

    Sanji e Zoro se aproximam de Killer, enquanto Kid lutava com Luffy e Law. Zoro costumava lutar com 3 katanas, mas não era permitido carregar espadas no japão ou seria preso, no entanto ele era um bom lutador e junto com Sanji  investe sobre Killer, no entanto ele era muito ágil e consegue desviar dos dois facilmente. Zoro e Sanji não haviam conseguido acerta-lo nenhuma vez.

    - Maldito, ele é bom – Sanji diz para Zoro enquanto recupera o folego

    - Vamos atacar em direções opostas

    Zoro termina de falar e começa a correr na frente de Killer, enquanto Sanji corre para as laterais, visando atacar as costas do loiro. Mas Killer foi imprevisível novamente, ele esperou que Zoro se aproximasse e o acertasse em cheio no rosto, aproveitando que ambos estavam próximos, Killer enfia a foice no abdome de Zoro. Ele podia sentir o sangue escorrendo por suas mãos e a cara de dor e agonia que Zoro fazia, quando Killer alojava a lamina nos seus órgãos internos.

    Killer sente a aproximação de Sanji e se vira utilizando Zoro como escudo. Sanji tenta refrear o golpe e acaba deixando a guarda totalmente aberta para não bater em Zoro. Killer aproveitando essa oportunidade, crava a foice entre as costelas de Sanji.
    Sanji sente sua boca inundada de sangue e não consegue respirar, provavelmente o golpe de Killer havia perfurado seus pulmões e agora ele estava sufocando com o próprio sangue. Killer joga os dois corpos no chão enquanto o sangue escorria de suas foices.

    No mesmo tempo em que Killer começava a retalhar os mais fracos, Luffy e Law eram encurralados para as laterais da quadra, ficando
    muito distante dos outros. Kid parecia uma maquina de destruição, cada soco seu abria buracos nas paredes ou destruía algum pilar da arquibancada, durante muito tempo tudo que Luffy e Law conseguiram fazer foi desviar de seus golpes mortais.

    Mas a medida que a luta ia se intensificando, Kid se tornava mais insano e perigoso, num momento de distração de Luffy, que olhava seus amigos sendo derrubados por Killer, Kid consegue socar as costelas de Luffy. O golpe é tão intenso que eles consegue ouvir o som dos ossos se partindo e Luffy fica sem ar pelo golpe. Law aproveita para contra-atacar Kid.

    Enquanto Luffy caia de joelhos no chão, via Zoro ser atingido, assim como segundos depois Sanji era também derrubado.

    Todos seus amigos estavam feridos e ele tenta andar em sua direção.

    - Pe...sso..al... – Luffy tentava a todo custo ajuda-los

    Law não consegue bloquear os golpes de Kid, que rindo insanamente e ia desferindo diversos golpes no rapaz, Law sentia que ia desmaiar a qualquer momento. Os sons de sirene eram ouvidos ao longe.

    Mas nem isso intimida Kid, ele pega o braço do moreno e o puxa para trás, Law sentia suas articulações sendo forçadas ao extremo.

    - É isso que vocês consegue ao mexerem comigo – Kid diz num sussurro.

    Sem piedade, Kid aplica uma cotovelada no braço de Law, ele sente os ossos se partindo e a dor se torna alucinante. Law começa a cambalear para frente com o braço esquerdo inutilizado. Aos poucos ele vai perdendo a consciência e desmaia na quadra.

    CONTINUA...

      Data/hora atual: Ter Dez 12, 2017 10:03 am