Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Compartilhe
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1754
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Felarhix em Qui Ago 23, 2012 12:14 pm

    Tuffo ouvindo a declaração de Gorus, ele passa a entender do que se tratava a tal missão e porque eles queria saber sobre dragões.

    Agora sim ele precisava conseguir mais informações a respeito do tal Cajado, ele então segue sua orientação e vai até os músicos.

    Olá amigos! Me chamo Tuffo Mkarena, estou precisando de compania para alegrar essa taverna. Topam

    Assim que eles tocarem uma duas músicas ele perguntará a um dos músicos.

    Estou interessado sobre histórias de um cajado e um dragão. Conhecem alguma ou ouviram algo a respeito esses dias? Pretendo escrever umas músicas a esse respeito.
    Pac Fawkes
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 521
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Pac Fawkes em Qui Ago 23, 2012 9:35 pm

    Irritado, o anão se dirige até o balcão da taverna, é claro que não iria obedecer o palhaço do Gorus promovendo competição de bebedeira enquanto o maluco ficava se esfregando com alguma mulher.

    Ainda assim, ficava pensando se era verdade que Gorus não sabia de nada, pois se mentiu, que o anão nunca descubra, pois a coisa pode ficar preta pra Gorus.

    No balcão da taverna, o anão bebia mais alguns canecos de Rum, resmungando algumas canções anãs pra si mesmo e tentando se acalmar aos poucos.

    Uma hora depois, o anão levantasse do banco que ficava no balcão da taverna e vai até o banheiro, depois de beber tanto, era comum que tivesse de tirar água do joelho. O banheiro ficava num corredor a lateral da taverna, dentro da taverna, um pouco estranho para uma taverna, normalmente os banheiros eram todos no lado de fora e nos fundos, que seja. Quando o anão sai do banheiro, percebe um casal tendo relações íntimas ali no corredor mesmo. "Hããm?... Esse casal já estava aqui antes? Pensa o anão, que não havia percebido se na sua ida ao banheiro os dois já estavam ali.

    O anão evita os dois e volta pra taverna, dessa vez volta a ter com o taverneiro, agora não mais pra beber.

    - Taverneiro... Quanto tempo faz que você não vê, ou não atende... Alguém do Reino das Sombras?.... Claro que alguém desse tipo não iria simplesmente se apresentar como tal... Mas você sabe!... As roupas... A maneira de falar... A maldade nos olhos!... Quanto tempo faz que você não vê algum arquétipo destes por aqui?
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Aythusa em Sex Ago 24, 2012 3:01 pm

    (Beijamim)

    O jovem clero prefere não adentrar a taverna junto de tantas pessoas e, muito menos, junto com o grupo que parecia perdido e sem direção, portanto ao se transformar caminha junto dos pescadores, misturando-se e, como quem observava um barco ou outro procurava ouvir atentamente cada conversa, cada sussurro dito por qualquer pessoa daquele lugar. Foi quando avistou dois velhos, um deles era barbudo e gordo e o outro um pouco mais magro e careca, ambos tinham os dentes amarelados e tortos e uma aparência horrível.

    - Você ainda vai navegar esta noite? Do jeito que andam os tempos... eu só sei que não vou.

    - Vou, preciso levar estas mercadorias...

    - Você é louco. O mar nos trouxe mensagens, já disse que ele conversa comigo? Você é um bom homem por isso te aviso! Sinto que as coisas vão mudar, coisas ruins vão acontecer...

    (Tarcio)

    Tarcio, já dentro da taverna, pareceu sem esperanças de conseguir resgatar o cajado a tempo e resolveu curtir os poucos dias de vida que lhe restavam, mas agiu de um impulso sem pensar e, quando se aproximou da mesa onde se encontrava a jovem ficou estático, parado ao lado da mesa admirando a beleza da jovem que estava ali. Um dos homens que sentava com ela se levantou enquanto o outro permanecia sentado olhando atentamente os movimentos de Tarcio.
    O homem que se levantou aparentemente era um guerreiro "aposentado". Seus musculos de quem treinava todos os dias haviam se tornado gorduras significativas, sua armadura não era lustrada e cuidada a meses e possuía algumas cicatrizes que pareciam ser de copos quebrados em brigas na taverna. Possuía um cavanhaque mal feito e olhos negros. Sua voz, um pouco rouca, soava como uma lixa nos ouvidos do jovem ranger:


    - O que você quer aqui? Perdeu alguma coisa moleque?

    Riu olhando o outro homem que estava sentado na mesa. Este por sua vez não disse nada, apenas ignorou a presença do rapaz "deve apenas estar bêbado e pensou que estava sentado aqui". Era um jovem com vestes azuis claras, cabelos curtos e olhos castanhos. Era simples e quieto, aparentemente apenas queria desfrutar daquela noite com amigos na taverna. Ele não diz nada à Tarcio e nem comenta sobre o que seu colega havia dito, apenas balança a cabeça negativamente enquanto bebia mais um gole de vinho.


    A mulher por sua vez soltou uma frase ao ver o guerreiro se levantar da mesa brutalmente:


    - E lá vamos nós mais uma vez...

    Era uma linda jovem de cabelos loiros e longos, encaracolados em suas pontas. Tinha um belo corpo e trajava vestes simples, um vestido comprido, meio rasgado em algumas partes. Seus olhos eram negros, ao contrário de seus cabelos, e sua expressão era fria como a madrugada que estava chegando.

    (Tuffo)

    Tuffo por sua vez, seguiu o conselho de Gorus e se juntou aos músicos que, de imediato, aceitou a ajuda do simpático palhaço, principalmente por servir à rainha, cantaram algumas músicas e, quando fizeram o intervalo, Tuffo lhes lançou a tão angustiante pergunta.
    No entanto a resposta não foi a esperada:


    - Não somos tão velhos assim! Há anos não sabemos de nada sobre o Reino das Sombras, na verdade para mim não passam de lendas e canções que minha mãe cantava para nos assustar "Se você for um menino ruim, lhe mando para o reino de Namish" - E riam-se todos os músicos, lembrando-se dos tempos de criança em que ouviam estas histórias.

    De fato ninguém sabia dizer se o reino realmente era real, se realmente existem cavalheiros das sombras.

    (Arzamarr)

    Arzamarr ficou incrivelmente zangado com o que Gorus disse, afinal ele não disse nada, apenas sugeriu ideias que ele acreditava ser inúteis.
    Depois de mais alguns copos de rum, o anão resolveu conversar com o jovem taverneiro, que não era tão jovem assim, devia ter uns trinta e poucos anos, era alto e forte, bem diferente do anão, tinha uma postura elegante e tinha uma arma (que o anão não conseguiu identificar) na cintura. Vivia sempre atendendo com uma expressão séria e sempre limpava a bancada com um pano.


    - Não, não se fala muito sobre lendas de crianças aqui. Costuma-se falar de perigos reais... Mas, sabe... sou novo não conheço tantas histórias, mas posso dizer quem pode conhecer. Há um rapaz, um nômade, ninguém sabe muito sobre ele, mas ele aparece às vezes pelas bibliotecas do Reino do Norte, às vezes vem para cá e bebe um vinho, pergunta sobre o mesmo assunto todas as noites. Sabe... ele tem uma missão, ele sonha em saber a verdade, saber se seu sangue tem mesmo esses ancestrais...

    (Gorus)

    Gorus não perdeu tempo em voltar a falar com a garçonete, mesmo com as caras amarradas que seus colegas fizeram quando ele saiu da mesa sem ter dado nenhuma informação de fato. Ele não reagia muito bem sobre pressão, sempre dava um jeito de fugir de fininho...
    Conversava, ria e dançava com a moça, mas toda vez que a fazia beber mais um copo de rum percebia que ela já estava se cambaleando e falando mais e mais...
    Logo ele tentaria falar com ela.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7043
    Reputação : 80

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Edu em Sex Ago 24, 2012 7:20 pm

    - Querer? Não posso ficar parado aqui? Pensei que a taverna fosse livre a todos, mas já que senhor me introduziu a conversa. Permita-me a minha apresentação, Tarsio do reino sul - deu um sorriso amarelo inventou uma desculpa mais rapidamente o possivel - Estava a observar a alegria e descontração dessa mesa e pensei porque não adicionar meu caneco de cerveja a essa nobre grupo? Pois sabe como dizem, numa taverna animada assim: não existem desconhecidos apenas amigos que você não foi apresentado ainda.
    Glemilson
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1459
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Glemilson em Sab Ago 25, 2012 3:39 pm

    Beijamim camimha pelo porto, fingindo ser alguém que visita o lugar, quando se depara com dois velhos conversando algo interessante.

    Beijamim para inicialmente e faz um comentario como quem não quer nada, além de jogar conversa fora.

    - Se eu fosse o senhor eu escutaria o seu amigo... O mar parece querer se agitar, além das conversas que ouvi por aí sobre o reino das sombras, que um tal verdadeiro rei esta para se erguer... Não sei muito sobre o assunto, mas os senhores já ouviram histórias sobre ele ?

    Beijamim dá um meio sorriso, como que parecesse amigavel (22 diplomacia).
    Pac Fawkes
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 521
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Pac Fawkes em Seg Ago 27, 2012 1:50 pm

    - Ha ha!... E quem é este maluco, taverneiro?... Mora aqui perto? Pergunta Arzamarr ao taverneiro, que parecia não acreditar que sequer existia o Reino das Sombras, eram pessoas como estas que poderiam ser mais confiáveis, pessoas céticas, talvez ele estivesse falando de algo que poderia ajudar na missão que lhe foi dada.

    O anão esperava pela resposta do taverneiro, quando vê o casal que estava num clima muito quente por perto do banheiro saírem de lá, nisso, o anão solta um sorriso de canto de boca.
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1754
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Felarhix em Ter Ago 28, 2012 9:17 am

    Tuffo ficara decepcionado por não ter as respostas que queria, mas ele talvez pudesse ainda encontrar alguma informação.

    O Bobo sabia que na maioria das vezes as lendas tinham seu fundo de verdade. E isso seria interessante neste momento.

    Ele então novamente pergunta, soltando uma gargalhada:

    Ha ha ha ha ha ha! Realmente, bons momentos estes não é? Então me contem sobre essas lendas? Quem sabe podemos fazer uma música de improviso aqui sobre elas?
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Aythusa em Ter Ago 28, 2012 5:10 pm

    (Tarcio)

    O homem que estava em pé não gosta da resposta do rapaz e já se apronta para ir para a cima de Tarcio falando:

    - Não sei quais tavernas costuma frequentar no sul, moleque, mas aqui as coisas são diferentes... Não se fala dessa forma com pessoas que não se conhece... Vou te ensinar uma liç...

    Sua ação é interrompida pelo outro rapaz que estava sentado na mesa. Ele coloca a mão sobre o peito do homem parando-o e interrompe sua fala dizendo:

    - Não vamos arrumar confusão esta noite, tem pessoas que não queremos arrumar confusão por aqui...

    A moça vira um copo de cidra, saca uma adaga e finca na mesa num movimento tão rápido que o rapaz não conseguiu ver os movimentos dela:

    - Que tal terminarmos este assunto com você saindo daqui?

    (Beijamim)

    - Não sabemos de nada sobre um novo rei - diz o velho gordo - Desculpe mas não podemos ajudá-lo
    E tenta sair dalí, como evitando o assunto...

    - Ouça, rapaz, não nos leve a mal... mas com o tempo aprendemos que certas coisas não são assuntos de conversas. Apenas sabe-se e cala-se. Agora... preciso cuidar dessa entrega...eu já ia saindo mesmo...

    Diz o homem mais magro, que parecia ser mais prudente que o outro mais gordo.

    (Taw)

    - Ninguém sabe nada sobre ele... Simplesmente não "mora" em um lugar fixo, não sei... é o que parece! Mas... ouço boatos aqui na taverna... parece que ele tem percorrido essas bandas... Talvés numa parte afastada do Norte, como numa plantação distante do centro da cidade... Não sei, são boatos...

    E serve mais um pouco de rum para o anão.

    (Tuffo)

    - Nunca ouviu nenhuma música quando era criança, rapaz? Onde esteve sua mãe?

    - Deixe o rapaz, vamos cantar aquela de Namish?

    - Aquela da "Namish vem te pegar"?

    - Sim, mas não... aquela que tem sobre o monstro...

    - Ah sim! vamos todos então!

    Os músicos se possicionam e começam a cantar para Tuffo a canção que contava sobre uma lenda:

    " Cuidado menino, cuidado!
    Cuidado com as escolhas que fizer...

    Namish é uma rainha
    Que adora serem que tem maldade...
    Ela sabe quando pensa em crueldades

    De tanto poder
    que a rainha das sombras tem
    Um monstro ela controla
    Quadno sacode sua varinha
    Suas ordens ele realiza"

    - Confessamos que as musicas não eram das melhores, sem rimas... Mas era o suficiente para sermos bons meninos... - E riam-se mais uma vez.

    (Gorus)

    Gorus continuava dançando com a jovem, e várias vezes cochichava algo no ouvido dela que a fazia rir e soltar-se mais.

    - É tão bom um homem que trata as mulheres como devem ser... Ao contrário daqueles seres frios que pensam que qualquer mulher não passa de uma rameirazinha qualquer...

    Pac Fawkes
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 521
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Pac Fawkes em Ter Ago 28, 2012 5:28 pm

    O anão bebe o rum, mastigando o boato que o taverneiro o conta, tentando fazer uma relação se seria interessante investigar pelo tal homem.

    - Taverneiro... Esse rapaz tem algum apelido na boca do povo?... E por acaso, o norte que você está falando seria no Reino do Norte, ou no norte daqui mesmo?... Se puderes responder estas questões pra mim, responda mais uma... Esse lugar que me falasse, fica longe daqui? O anão pergunta mais ao taverneiro, pois se fosse investigar não queria estar desprevenido.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7043
    Reputação : 80

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Edu em Ter Ago 28, 2012 6:30 pm

    Tarsio levanta suas mãos até até mais ou menos a altura das orelhas e com um sorriso ironico fala:
    - Porquê toda essa hostilidade? É uma bela noite, talvez eu possa lhes contar uma lenda que temos no sul - Sorri ele novamente e circula os três naquele clima tenso, falando - Duas criaturas vivem no mais profundo das florestas do sul, uma docil e outra selvagem, sanguinaria e predadora, que ataca a primeira pressa que vê. Um dia essa criatura feroz viu essa criatura docil se aproximar inocentemente como se não visse ou não temesse o terrivel animal. Ela feroz como sempre arreganha seus dentes e avança furiosa sobre a aparente docil presa. Porem a docil pressa, não era tão docil assim, eram uma fria criatura que labia seus pelos com veneno, terrivel ele. Ela na verdade não estava se aproximando inocentemente e sim estava caçando. O feroz animal quando encostou seu dente no pelo dela, percebeu que alguma coisa estranha acontecia. Suas forças esvaiam, sua raiva acalmava, sua respiração diminuia. Logo estava paralizada e aparente docil criatura com uma facilidade inesplicavel se livrou de suas pressas e começou a devora-lá enquanto ainda estava viva, pois era assim que gostava de devorar suas pressas, doceis e vivas como ela mesma.
    Glemilson
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1459
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Glemilson em Qua Ago 29, 2012 2:01 am

    Beijamim fica um pouco espantado com a reação dos velhos, mas contente por saber que eles sabem algo, só resta tirar essas informações.

    Beijamim olha o modo apressado e desajeitado de um dos Velhos e em seguida ouve o que o outro tem a dizer e lhe responde:
    - Do que o senhor está falando, sabe algo? Me interessei pela história. conte-me e posso lhe ajudar na entrega e também conheço algumas pessoas que podem lhe ajuda na entrega, sem cobrar uma moeda.

    Beijamim diz isso andando atrás do homem esperando uma resposta.(21)
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1754
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Felarhix em Qua Ago 29, 2012 12:42 pm

    Tuffo aplaude a apresentação dos companheiros músicos, afinal o aplauso era o alimento do artista.

    -Obrigado Senhores, foi uma honra tocar com vocês. Preciso ir, tenho algumas coisinhas para resolver.

    Ele faz uma reverência guarda seu instrumento na mochila e logo em seguida vai até Tarcio e diz, cumprimentando todos na mesa que ele estava próximo.

    -Olá colegas! Tarcio vejo que conseguiu novos amigos também?

    Ele então se vira para os ocupantes da mesa e se apresenta:
    -Me chamo Tuffo Mkarena, bobo do Reino e grande amigo da Rainha. Podemos nos juntar a vocês?
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7043
    Reputação : 80

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Edu em Qua Ago 29, 2012 1:41 pm

    - Sim, Tuffo. Tava contando umas lendas aqui pra eles. Ficaram um pouquinho nervosos, afinal, não é das lendas mais leves, mas não tem nada a temer a criatura está a caça de um item em especial e não pessoas - Fala ele dando uma piscada de olho pros três - Alias seria de extrema utilidade, se pudessem dizer se viram um determinado cajado por ai ou ouviram falar de um dragão alguma coisa assim.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Aythusa em Qua Ago 29, 2012 3:56 pm

    Ao ouvir a insolência do rapaz, a jovem que até então estava sentada tira outra adaga que ninguém pôde ver de onde, pois estavam ocupados demais prestando atenção no aparente guerreiro, se levanta e lança contra o rapaz, prendendo-na na parede já que a adaga pegou na roupa do rapaz.

    - Que droga, essa eu errei...

    Tuffo salta para trás e fica imóvel por um instante, não acreditando no que estava vendo "O que será que tinha naquela lenda que ele contou para eles?".

    Tarcio saca sua espada longa, ainda preso na parede, pra tentar se defender dos próximos golpes que seu instinto dizia que receberia, mas o movimento foi interrompido quando o outro jovem, magro, num gesto de mágica faz a garrafa de vinho que estava sob a mesa se erguer e ir de encontro com a mão de Tarcio, quebrando a mesma em sua mão.
    Podia-se ver sangue e cacos do vidro fixado na mão dele.
    Sua espada caíra no chão e ele não conseguia abaixar para pegá-la, pois a adaga prendia seus movimentos.

    O grandão vai até a frente de Tarcio gospe em sua cara e dá um soco em seu estômago, fazendo o rapaz se contorcer de dor, mas sem desviar o olhar impetuoso dos olhos do guerreiro aposentado.

    Os movimentos foram tão rápidos que Tuffo ainda permanecia pensando em como o outro jovem movera a garrafa de vinho no ar...
    De repente pode-se ver a taverna virando uma arena de batalha, mesas começam a rolar encima de outras pessoas, copos quebram, garrafas são derrubadas, bebidas desperdiçadas...

    Tarcio tentando se livrar, dá uma cabeçada acompanhada de um chute na perna do homem que o golpeia, ele sente uma dor por estar desprevenida e o jovem ranger consegue, em um movimento rápido, tirar a adaga que o prendia contra a parede.
    Mas a jovem ladina estava pronta para isso e, com um movimento novamente rápido e eficáz, volta a prendê-lo, dessa vez com várias adagas, imobilizando as pernas e as mãos do rapaz.

    O jovem feiticeiro volta a fazer mais uns gestos e, de repente, voam garrafas encima do jovem, cortando-lhe várias partes de seu corpo. Enquanto esta ação estava sendo realizada o guerreiro volta a golpear o jovem ranger que procurava meios de se defender.

    Enquanto toda essa confusão acontecia, Beijamim que estava do lado de fora da taverna conversava com os dois marinheiros.

    - Uhm, interessante jovem... seria mesmo de graça? Ou melhor, ajudaria mesmo um velho marinheiro em troca de uma informação? Tentador, rapaz... sim, vamos conversar melhor...

    Ele apóia no chão uma corda grande e espessa que carregava e senta-se encima dela. Ele olha em direção à taverna com um olhar preocupado e o outro marinheiro comenta:

    - Vejam só! Mais uma vez estes monstrinhos estão aprontando na taverna.

    De onde Beijamim estava, podia-se ver a janela da taverna, não ficava muito distante dalí. Ele pode ver sombras de coisas voando, algumas podia-se jurar que eram cadeiras.
    Isso era incomum para o jovem clero, normalmente as brigas não duravam muito, pois sempre alguém matava o que iniciara a confusão e tudo voltava a ser o que era antes, mesmo que com um cadáver ao lado. Ao menos era assim que as coisas funcionavam no Reino das Sombras.

    Gorus que estava dançando com a jovem, de repente girta a moça e vê Tarcio apanhando de um homem muito maior que ele... Ele desconcentrado esquece de pegar a moça no giro e sai andando, deixando-a cair no chão.

    - O que ele está fazendo?

    Resmunga Gorus para ele mesmo enquanto avança para onde estava Tarcio.

    Enquanto isso, Arzamarr conversava com o taverneiro...

    - Sim, lhe responderei, mas lembre-se que eu não lhe disse nada disso, viu? Não quero problemas... Fika no Reino do Norte e, depende de como irão, se forem por terra demorarão cerca de 4 dias, mas se forem pelo mar um dia de navio será o bastante para chegar lá e mais um pouco a pé para chegarem até o local... Seu nome ninguém sabe, como já disse, ele é conhecido como o Herdeiro de... Mas que bagunça é essa na minha taverna!?
    O taverneiro sai correndo deixando o anão no bar. Ele fora verificar a confusão que havia se formado no fundo da taverna.
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1754
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Felarhix em Qua Ago 29, 2012 4:57 pm

    Tuffo ao ver que a confusão estava armada e percebendo a enrascada que o companheiro havia se metido, salta para trás onde ficasse afastado dos olhares dos agressores e começa a gesticular falando baixinho palavras mágicas.

    Nesse instante a adaga que prendia seu companheiro a parede começa a se desprender e num movimento rápido com as mãos ele a faz cair bem em cima do pé do grandão.
    Pac Fawkes
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 521
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Pac Fawkes em Qua Ago 29, 2012 7:38 pm

    O anão fica escutando o que o taverneiro tinha a falar, porém algo acontece e o taverneiro tem que sair para verificar, o mesmo fazia Arzamarr, indo atrás do taverneiro imediatamente.

    Chegando perto da confusão que dava pra perceber o que estava acontecendo. "Por quê Diabos Tarcio está apanhando???... Um rapaz tão tranquilo e na dele...

    Enquanto o anão pensava, ele se aproximava do centro da confusão, não precisava ir agachado, já os humanos, precisavam, pois acima da cabeça de Arzamarr voavam algumas garrafas de cidras, parece que todos precisavam de apenas um motivo pra se divertirem brigando... Bêbados!

    O anão chega perto do rapaz alto que socava Tarcio, bem devagar, tentava perceber o por quê de Tarcio apanhar, mas não conseguia. Então o anão se põe na frente de Tarcio tentando evitar que o jovem levasse murros, pelo menos o guerreiro perceberia o anão ali, já que estava a socar o estomago do rapaz.

    - Calma rapaz... Um momento... Espere um pouco... Ainda assim Arzamarr acaba levando um soco, o alto rapaz não havia percebido o anão até lhe dar um soco sem querer, ainda bem que o anão era mais casca grossa que Tarcio.

    Aiii!... EIIII.... CALMA RAPAZ!.... POR QUÊ DIABOS ESTÁS ESPANCANDO ESTE JOVEM MANCEBO? Dizia o anão ao rapaz que socava Tarcio, tentando segurar suas mãos para impedir que batia ainda mais no rapaz.
    Glemilson
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1459
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Glemilson em Qui Ago 30, 2012 12:22 am

    Beijamim conversava com o velho marinheiro, estava quase fechando um acordo quando é interrompido com um barulho de briga de taverna e justamente na que ele havia se separado do grupo.
    Beijamim olha para a taverna "isto deve ser coisa daquele Anão rabugento" e responde ao velho:
    - Sim, claro, falo sério, mas acho melhor eu ir ali na taverna, pois as pessoas que eu lhe falei estão ali e se eles se machucarem, nós não poderemos fechar o acordo, certo.

    Beijamim dá um sorriso ao homem e começa a caminha em direção da taverna e olha para trás e fala com velho:
    - Me espere aqui ou me diga seu nome, que eu posso lhe encontrar mais tarde no seu navio com os homens que lhe falei.


    Chegando próximo da taverna Beijamim percebe que Tarcio está sendo surrado e que o Anão está tentando protege-lo, separando a briga " Principiantes só arranjam confusão" Beijamim percebe que o todos os olhos estão postos na confusão e passo propositalmente em uma sobra escura, Transformando-se no próprio Rei Euthuriel e entra na taverna de maneira imponente, mas com vestimentas simples, mas ainda sim belas, como quem não queria ser notado tão facilmente e grita a todos da taverna,Beijamim tenta simular o máximo possível a voz do Rei, mas sabia que nunca enganaria alguém que convivesse com ele, como Tuffo ele poderia não perceber de cara que era Beijamim, mas saberia que também não era o Rei.

    - COMO OUSAM TRATAR MEUS CONVIDADOS, DOS QUATRO CANTOS DO MUNDO, DESTA MANEIRA... Beijamim diz isso olhando para o grupo que estava espancando Tarcio e continua:
    - SAIAM DAQUI AGORA MESMO E EU FINGIREI QUE ISTO NÃO ACONTECEU... AGORA MESMO, TODO VOCÊS VÃO.

    Beijamim tenta parece o mais imponente e poderoso como o próprio rei e espera que os demais acreditem.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Aythusa em Sex Ago 31, 2012 11:26 am

    Graças à ação de Tuffo, Tarcio estava livre para se movimentar, no entanto estava muito ferido, cheio de cortes pelas garrafas que foram quebradas sob seu corpo e cacos d vidro estavam perfurados em sua pele, fazendo-o sentir mais dor quando se movia, pois os cacos pareciam entrar mais a fundo na carne do rapaz.
    As adagas, aos serem soltas, caem nos pés do guerreiro que surrava o rapaz, ele se desconcentra do que fazia e resmunga:

    - Como foi que essa porcaria se soltou?!

    Ele olha desconfiado para o feiticeiro amigo dele, achando que o rapaz fora o responsável, pois
    essas “bruxarias” só poderia vir dele, ao menos era o que ele achava.

    Foi nesse momento que o guerreiro perdeu seu foco por alguns instantes no que fazia ao jovem ranger e o anão entrou em sua frente. Ele não o viu e voltou a golpear o jovem que já estava bem debilitado de dor. No entanto ele sente sua mão bater no que parecia ser uma armadura e sua mão foi contida por outra: era o anão.

    - Mas de onde surgiu este pequenino? Não lhe interessa o assunto, volte para casa pequeno, aqui a briga é entre adultos.

    Aparentemente o homem não parecia ter percebido que ele falava com um anão.

    Enquanto a confusão rolava, do lado de fora da taverna, Beijamim negociava com os dois marinheiros.
    Ao ver a briga se formando dentro da taverna o jovem clero decide ir verificar o ocorrido:

    - Poderá me procurar no Navio Sussuros da Noite, aqui amanhã e poderemos conversar melhor. Estou partindo ao mar agora! Mas voltarei com o nascer do Sol!

    O homem grita respondendo aos comentários de Beijamim, enquanto sobe no barco.
    O outro homem já não estava mais lá, achava tudo uma verdadeira barbaridade e decidiu sair logo antes de ser envolvido no assunto.

    Entrando na taverna, o rapaz já tinha a postura e a aparência do Rei com suas ordens.

    Mal ele começara a falar, forçando a voz, todos os baderneiros começaram a sair correndo, pulavam pela janela ou saiam pela porta. Alguns roubavam garrafas de bebidas enquanto corriam.

    Tudo de repente se acalmara, mas o guerreiro ainda fitava Tarcio pressionado contra a parede enquanto o anão segurava sua mão. O Feiteiceiro estava encostado na parede, fitando o Rei e os demais, com a perna direita apoiada na parede, girando nos dedos o que parecia ser uma moeda de prata antiga.

    Tarcio, visivelmente, não estava nada bem. Qualquer um, em situações normais, o encaminharia com urgência à enfermagem mais próxima.

    Ninguém sabia onde estava a Ladina.

    Gorus que caminhava em direção à Tarcio, ao ver todos saindo com as palavras do Rei, ele muda sua direção e fica parado próximo do jovem feiticeiro para certificar-se que não ocorreria maiores supresas.
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1754
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Felarhix em Sex Ago 31, 2012 11:45 am

    Tuffo aproveita que a situação estava um pouco sob controle, apesar de não saber quem realmente era aquele que se fazia passar pelo rei, mas por hora havia ajudado.

    Então o bardo olha toda a volta em busca da ladina que havia desaparecido, ela poderia estar tramando ainda uma reação inesperada e ele precisava se certificar de que isto não ocorreria.
    Pac Fawkes
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 521
    Reputação : 0

    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Pac Fawkes em Sex Ago 31, 2012 1:41 pm

    "Esse reino é uma bagunça completa... Antigamente não era assim!" Pensa o anão após a pausa na confusão com a entrada do rei na taverna.

    - Me desculpe Rei!... Somos convidados e não queremos confusão... Já temos uma enorme encrenca pra resolver, estamos de saída! O anão sai da taverna aproveitando a presença do rei, e puxava Tarcio com cuidado, influenciando que saísse da taverna também e não se arriscasse a ficar naquela confusão, pois certamente que o Rei iria questionar o homem que o agrediu antes de tomar alguma providência, aliás, deixar uma briga dessas numa das tavernas mais movimentadas do Reino sem uma consequência poderia banalizar o local e tornar cada vez mais frequente a situação.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Cinco reinos unidos: O início da missão.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Jun 24, 2018 6:12 am