Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Compartilhe
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1654
    Reputação : 227
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Gakky em Seg Abr 25, 2016 8:44 pm

    Sento no chão, as costas encostadas na parede. Espero realmente que Hana não fuja, pelo menos não até o sifu voltar. Observo a humana tirar o kimono, ela parecia ter vindo de uma guerra. Fico em silêncio tentando absorver todas essas informações. Suspiro pensando em quanto sofrimento este mundo pode trazer. Me desperto dos pensamentos quando Hana dirige a palavra a mim:

    - Já estou limpa, não há necessidade de me molhar novamente. Quando ao tédio, era só porque estava te esperando acordar.

    Era estranho receber uma proposta dessas. Se ainda fosse um lago, não seria tão anormal. Será que era um costume humano tomar banho junto? Me pergunto em pensamento. Em seguida faço algumas perguntas:

    - Vejo que já passou por muitas batalhas. Hana, você é aprendiz como eu?
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1975
    Reputação : 116
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por shamps em Seg Abr 25, 2016 10:30 pm

    Animada depois de se alimentar, Anemona segue até seu trailer para fazer seu elixir. Foi acompanhada por um curioso Lexus e por um despreocupado Shino, mesmo sem entender porque tanta empolgação por parte do forasteiro. Ela foi criada em um circo e para ela coisas como magia e poções tinham a ver com grandes magos e feiticeiros e não com ela; o fato de fazer boas soluções ela atribuía a uma sensibilidade em misturar ingredientes, jamais imaginaria que pudesse ser algo mágico, por isso desbaratinou e fez o que sabia. Por sorte tinha tudo o que precisava para o processo. Com delicadeza macerava as ervas e adicionava a água, o pilãozinho ao amassar as plantas permitia que aquele suave aroma invadisse as narinas dos presentes, e como era bom aquele cheiro; o prazer em fazer aqueles preparados se estampava no rosto da garota em forma de um sorriso largo.

    - Viu só? Não há nada de místico nisso aqui – falou – a magia só se for eu querer ajudar meu amigão Covarde. Obrigada pela ajuda senhor Lexus – foi solene em seu agradecimento.

    Caminharam até o cavalo e Caim para colocarem a mistura na patinha do animal e ficou satisfeita com o resultado.

    - Pronto amigão – agradou a crina de Covarde – amanhã estará novinho em folha. Pronto Caim, agora é só aguardar o remédio fazer efeito. Ai ai, agora vou dormir um pouco – espreguiçou-se e se despediu dos amigos – amanhã o dia será longo. Boa noite a todos!

    No aconchego de seu leito ela adormece satisfeita por um trabalho bem feito, porém seu sono foi abalado por um sonho estranho, que mesmo sendo simples a perturbou e lhe tirou o sono. Assim levantou e foi ajudar os outros a arrumar o circo, não estando muito disposta a conversar, estava pensativa. O que significavam aquelas coisas? Que reino era aquele? E quem eram aquelas pessoas?
    O dia raiou e com o sol novo também um humor novo para a jovem se animar.

    - Bom dia! Animados para por o pé na estrada? Falou isso enquanto rumava para o local do dejejum, que agora seria super-rápido, além de ir falar com os pais a respeito do sonho que teve. Talvez eles soubessem que lugar era aquele, não custava nada tentar.
    Perguntaria até para o forasteiro, já que ele disse ser viajante também.

    - Já ouviu falar de um lugar com essas descrições?
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Rodrigo Naga em Ter Abr 26, 2016 9:50 am

    Ferimentos e cicatrizes,
    Minha alma sangra com o passado
    Este é o preço do caminho

    Hana afundava a cabeça no ofurô após a negativa de ser acompanhada. Se culpava um pouco naquele instante em pensar que poderia ter uma vida normal ou mesmo desfrutar uma companhia em um banho. Levantava a cabeça e ouvira a pergunta de Siara. Como responder isso? Era uma aprendiz no final das contas?

    "-Se sou uma aprendiz? Você diz isso por causa das minhas cicatrizes ou porque seu mestre falou isso?" - Hana se apoia na borda do Ofurô, com o braço bom e olhava bem nos olhos da garota. "- Você esteve sua vida toda aqui pelo visto. Treinando em um lugar pacifico com esse, tendo um teto, comida, banhos..."

    Hana levantava-se do banho, saia e andava na direção de Siara, pegava a mão dela, gentilmente e fazia com que ela tocasse no corpo da jovem samurai. Passava a mão dela em algumas das cicatrizes dela. Respirava tranquila e continuava olhando nos olhos da jovem monge.

    "- Isto foi a vida que eu tive, cada uma delas, uma sombra, uma lamina, uma garra... Nem sempre de criaturas, muitas vezes de homens." - Deixa a mão da jovem e virava-se para se secar "- Então entenda, eu sei que sou uma prisioneira aqui até o seu mestre Panda retornar. Não vou reclamar de um banho, de comida quando tiver... Só não ache que eu goste de estar aqui por causa disso."

    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1654
    Reputação : 227
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Gakky em Ter Abr 26, 2016 1:49 pm

    Coço meu pescoço com as garras dos meus dedos e respondo a primeira pergunta:

    - Não foi por causa das cicatrizes, mas se tinha um mestre, é porque era uma aprendiz.

    Continuo ouvindo Hana, mas não estou gostando muito do rumo que tomaria. Ela falava como se minha vida fosse fácil, mas nem me conhecia. A paz é um frágil presente, infelizmente não dura para sempre, pois a vida é um caminho cheio de tempestades. Minha atenção volta novamente para Hana, franzo as sobrancelhas quando ela pega minha mão, hesito, mas frente a insistência deixo por um breve tempo ela continuar. Senti-me desconfortável. Assim que puder retiro minha mão o mais rápido possível de seu corpo. Não sou alguém que gosta de muita proximidade, sou uma felina bastante arisca. Ouço o que ela tem a dizer e me pergunto se Hana estava com inveja desse lugar. Porém não sei ler mentes, então nunca saberia o que se passava em sua mente.

    - Sifu não gosta de ter prisioneiros - Respondo - Ele provavelmente só quer entender as sombras e acabar com o seu mau. Não queremos ser pegos de surpresa. Essas sombras devem ter um motivo para terem atacado vocês. E se o mau tem motivos, é porque planeja fazer algo maior. Mas fique tranquila, logo o sifu deve te liberar.

    Cruzo os braços e apoio a cabeça na parede, estico as pernas e continuo:

    - Mas se quiser conversar enquanto ele não chega... Tudo bem. Eu era menina quando o mestre Taigan me descobriu. Aqui conseguimos tudo pelo nosso esforço, mas é sim um bom lugar. Só que a paz é algo muito frágil. Por que não me conta o que fazia antes de todos esses ataques?
    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3097
    Reputação : 79

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por spectro em Ter Abr 26, 2016 4:06 pm

    Monastério Biron / Siara & Hana

    A garota foi interrompida pelo som de passos vindos do corredor, havia um local para que Hana trocasse de roupa, ela poderia escolher entre algumas que foram postas ali ou então o seu próprio roupão, mas o mesmo estava muito rasgado e sujo, as roupas poderiam não ficar do tamanho certo mas com os laços e faixas poderiam ficar bem, logo a porta se abre e Taigan é o primeiro a entrar, depois que a garota saísse de trás das paredes finas do provador ele se dirige a forasteira e se ajoelha diante dela, a mesma já havia se vestido, Siara nunca viu o seu mestre fazer algo do tipo a não ser em reverencia ao líder do Templo, depois entram mais duas figuras, um era jovem e cheio de vigor com uma cara de poucos amigos, o outro um idoso de cabelos brancos e rosto tranquilo, eram Songi e o atual líder do Templo já muito idoso Gen.

    Songi:



    Gen:


    Taigan pediu desculpas a garota por feri-la mais cedo, por isso havia se dobrado e ao se levantar deu passagem para Songi e Mestre Gen.

    Songi manteve seu rosto sério, parecia ser um homem muito severo em seus tratos com outros, ele porém ficou de canto enquanto o velhote ia até Hana.

    - Minha jovem? É um prazer conhecer um aluno de Yu Lao, sei que possa até ter se sentido desconfortável aqui, mas precisamos ter certeza de uma coisa. Seu Dojo foi mesmo destruído? Yu Lao e os outros estão mortos?


    A tristeza tomou o lugar quando a garota fez que sim, Gen se apresentou dizendo ser o atual responsável pelo templo, Apresentou também a Songi um mestre sensei do templo, Taigan também fazia parte dos professores do local.

    Mestre Gen continuou:

    - Hana você ficou com um legado muito importante, além de possuir as artes de seu tutor que tinha a intenção de transmiti-la a gerações futuras, ficou com boas lembranças deles, Ramina Kyofu um estilo que pode esconder muitos segredos, mas...

    - Desculpe interrompê-lo sábio sensei, mas precisamos saber do artefato. Haverá outro momento para lamentarmos e sofrermos por aqueles que se foram. - Disse Songi.

    O impulsivo rapaz não queria delongas, ele era um homem que ia direto ao assunto pelo visto. Gen Suspirou e Taigan segurou forte nos ombros de Siara ficando atrás da felina.

    - Muito bem! Hana quem destruiu a escola de Kendo estava atrás de algo muito importante, por acaso você como a única sobrevivente sabe de algo? Por favor conte-nos tudo que aconteceu, você possui alguma herança do Dojo?

    Taigan permaneceu calado, a hora da verdade se aproximava, Siara pressentiu algo, que logo Taigan não estaria mais presente, sentiu um leve aperto no coração.

    Gen também tinha informações a dar mas primeiro teria de ter certeza do que ocorreu...
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Rodrigo Naga em Ter Abr 26, 2016 5:36 pm

    A paz é um jardim
    Que trabalha em uma velocidade espantosa
    Abaixo de seus pés


    Hana percebera que deixara Siara "belicosa" porém, parecia entender que ela era tinha sua personalidade mais felina do que "humana". Quando a questão atingiu ela: O que ela fazia antes de ser atacada? Essa é uma boa pergunta ponderava a jovem samurai. Hana terminava de se vestir, sentava na cama e olhava para o teto um pouco.

    "- Bem antes de ser perseguida por sombras vivas, eu estava vivendo na rua nestes últimos anos... Sobrevivia como era possível. Lutava por um teto, pedaço de pão." - fazia uma breve pausa, tentando não ser tragada por aquelas memórias."- Tinha que me virar, seja com minha inteligência, minha técnica ou até o meu corpo. Não é um mundo bonito lá fora."

    Hana soava de uma maneira fria algumas coisas, não parecia que se importava muito com o mundo em si, nas palavras até mesmo parecia que ela mesmo não importava, o que importava eram seus motivos, sua busca. Voltava a olhar os olhos de Siara e com um "sorriso" desdenhoso voltava a falar.

    Hana:

    "- Não me leve a mal, mas trabalhar aqui por comida é bem diferente do que ter que matar alguém para não ter sua comida e honra roubada. Não sei sua historia é verdade mas, você não sabe o peso de dizer que a paz é fragil..."

    Ela levantava-se e colocava a mão na agua do ofurô.

    "- Yu sensei dizia que a Paz e a Guerra são uma valsa eterna, uma não existe sem a outra..."

    Quando os passos de Taigan e os outros vieram, explicações dos monges inicialmente foram dadas, logo Hana sentia uma inquietação. Songi. O jeito ríspido, as maneira que queria saber sobre o artefato, tudo aquilo era uma sensação ruim que percorria cada uma das cicatrizes da jovem. Ela calmamente olha para o Mestre Gen e fala.


    "- Eu estava treinando um movimento que meu mestre havia me ensinado, conforme a orientação dele, eu deveria conseguir cortar um tronco de bambu em 4 partes ao mesmo tempo. Então não estava no dojo na hora que aconteceu. Voltava após os meus treinos a noite quando vi chamas tão brilhantes quanto a forja de um ferreiro e uma fumaça negra subindo. Corri até o local e quase fui morta por alguns atacantes. Consegui me desvencilhar deles quando encontrei Yu sensei no chão, completamente ferido e sangrando muito" - fazia uma breve pausa, prestando atenção nos olhares a sua volta.

    "- Yu sensei me entregou uma pequena caixa, e disse que eu deveria correr e levar ela o mais longe possível dali. Todos os meus amigos foram mortos de maneiras horríveis, consegui escapar ao custo de um braço. E sou perseguida por essas sombras e outros homens por causa desta caixa. Isso é tudo..."
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1654
    Reputação : 227
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Gakky em Ter Abr 26, 2016 9:20 pm

    Eu ouvia as palavras de Hana com o semblante sereno. Porém quando ela exibe o seu sorriso desdenhoso, fico incomodada. Eu não deveria ter perguntando nada, deveria ter ficado quieta. Era melhor do que ser julgada por ter tido uma vida razoável. Me levanto ainda com os braços cruzados e falo brevemente após um suspiro:

    - Ter uma vida razoável não quer dizer que não tive meu aprendizado.

    Ela estava subestimando tudo que eu era por causa de sua vida sofrida, eu não tinha culpa do que aconteceu. Queria dizer mais, porém o Sifu chegou. Fico surpresa por ele ter se ajoelhado, mas não demonstro em expressão, tento me manter o mais séria possível e entender essa ação. Sei que Taigan detestaria prender um ser vivo, por isso devia estar se desculpando. Lanço um olhar a Songi e a Gen. Em seguida fico em silêncio.  Minhas pupilas dilatam ao escutar a palavra artefato, percebo que nesta horta havia muita terra a ser cavada.

    Minhas orelhas se sobressaltam ao sentir Taigan segurar os meus ombros. De repente uma angustia parecia ter se instalado em meu peito, Sifu não ficaria entre nós por muito tempo. Eu queria me opor, era difícil para um felino viver apenas de meditação, eu tinha um instinto predador, meu espirito ansiava por fazer alguma coisa, ansiava impedir que algo acontecesse ao sifu. Porém Taigan era o oposto de mim, sempre tão paciente e otimista. Esperar era sempre difícil para mim, uma luta constante contra o meu eu. Mestre Taigan havia sido muito paciente ao me treinar.

    Assim como os outros, ouço o que Hana tem a dizer sem interromper. A conversa que tivemos mais cedo me fez ficar um pouco arredia quanto a garota. Olho para o lado quando ela conta de seu templo. Eu não gosto de ficar parada sem fazer nada, sei que há uma solução e eu preciso encontrar. Ainda bem que o Sifu não deixou ela ir, estaríamos perdendo grandes informações. Vou ficar em silêncio, embora gostaria de intervir, porém deixo meu comentário apenas para os meus pensamentos."Eu sabia que tinha um motivo" - Penso um tanto melancólica.
    zasalamel
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1040
    Reputação : 0

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por zasalamel em Qua Abr 27, 2016 6:22 am

    A batalha com o elfo sobre os Chocobos remontava quase que artisticamente a luta milenar que havia entre as duas raças. No passado longínquo de Árcadia, os elfos eram numerosos e verdadeiros tiranos sobre a terra, com suas cidades totalmente fechadas e com pouca interação com as outras raças existentes. Porém com a expansão da jovem raça humana que começava a dominar todas as regiões devido a sua reprodução rápida e a qualidade de seus trabalhadores e guerreiros, os elfos começaram a perder território e comércio. Vendo isso ocorrer, o temível rei da maior cidade élfica Rohirriel decidira fazer algo para retomar seu poder sobre o continente, foi quando descobriu que uma raça poderosa e obscura começava a surgir no oriente de Midgard, diziam ser originada do cruzamento profano entre humanos e demônios do submundo que emergiram sobre a terra, porém era um povo que ainda era muito desorganizado e não possuía cidades, vivendo em tribos isoladas. Vendo ai a oportunidade de recuperar seus territórios, Rohirriel enviara várias tropas de soldados élficos para o oriente em embarcações adornadas com ouro, que cruzaram os oceanos e invadiram as pequenas tribos Youkais (como os elfos chamaram aquele povo de pele cinzenta), destruindo as vilas e sequestrando seus moradores, que foram trazidos nos porões dos navios para o ocidente. Muitos Youkais foram mortos nesse processo e também alguns elfos, mas no fim o balanço foi positivo para o rei Rohirriel, que agora possuía uma frota de trabalhadores braçais que ele podia comandar. Devido a capacidade física superior dessa raça sobre os humanos, rapidamente Rohirriel recuperara grande parte de seus territórios e comércio, voltando a reinar absoluto sobre Árcadia.

    A escravidão dos Youkais ocidentais persistiu durante vários séculos, porém com o passar dos anos a raça foi amadurecendo e começou a buscar seu lugar de igual com as demais raças que via por ali. Pequenas revoluções ocorriam dentro de campos de trabalhos onde o lados bestial dos meio-demônios muitas vezes se sobressaia sobre os guerreiros treinados de Rohirriel. Mas foi somente quando uma criança Youkai nascera chamada Rogggor, filho de Grobalbalc, que os tempos estariam para mudar. Rogggor crescera observando a dominação sobre seu povo e aquilo o afligia. Secretamente, ele tinha contato com uma tribo de seres animalescos que viviam na floresta, os Kemonos, que também sofriam pela opressão de Rohirriel e pelas batalhas que ocorriam entre os elfos e os humanos. Os Kemonos ensinaram Rogggor a cultura e a arte do combate até ele atingir a juventude e assim, poder organizar a grande revolução Youkai, uma batalha sangrenta apoiada pelos Kemonos, aproveitando que os elfos já estavam enfraquecidos pelas baixas ocasionadas pelas constantes batalhas com os humanos. Rohirriel não pode aguentar a pressão e caiu e os humanos rapidamente se expandiram tomando várias áreas de Árcadia novamente.  Os elfos elegeram uma nova líder que pregava a paz agora entre as raças, chamada Thalmara e assim os Youkais, que já haviam se dispersado por todo o continente, foram oficialmente libertados dos domínios élficos. Isso ocorreu num passado distante e muitos outros governantes passaram por Árcadia, porém até hoje muitos elfos ainda veem em Rohirriel o verdadeiro exemplo de sua raça e continuam considerando os Youkais como uma raça inferior, enquanto a maioria segue os ensinamentos de Thalmara, que ficaram gravados como lei na cultura élfica.

    Esse conflito histórico entre as raças parecia influenciar na batalha árdua que Abu travava com o elfo sobre as costas dos Chocobos e nenhum dos lados pensava em ceder à derrota. Abu sabia do passado de seu povo e a vontade de acabar com aquele elfo fazia seu sangue ferver novamente e seus olhos se tornarem avermelhados, perdendo um pouco o controle sobre si. O olhar fixo e monstruoso sobre o elfo impedia dele observar que um obstáculo se aproximava e ele mantinha-se golpeando freneticamente seu oponente com sua lâmina já gasta pelos consecutivos impactos.
    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3097
    Reputação : 79

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por spectro em Qua Abr 27, 2016 11:56 am

    Monastério Biron / Siara & Hana


    Todos ouviram a história de Hana, as sombras procuravam o artefato, um segredo que o Dojo do estilo da lâmina de vento cortante, ou lâmina vendaval, havia guardado durante anos, agora estava ali com aquela garota, uma jovem desiludida para com o mundo, mas que teria um destino grande.

    Siara agora teria um destino parecido, ao cruzar caminho com a flor de sangue a felina iria se deparar com um destino cruel, ou então seria uma grande heroína.

    - Muito bem teremos trabalho a fazer, o Dojo de Mestre Yu Lao fazia parte de uma dinastia antiga do qual protegia um grande segredo, a chamada joia do Destino, dizem que a joia foi forjada pelos Overlords, os seres superiores que moram em um plano diferente de Midgard, esses seres possuem sua morada no Éden, dizem segundo a teologia que um dos 20 Overlords traiu seus irmãos jogando a joia neste mundo e poucas pessoas tomaram conhecimento dela.

    O artefato parece estar com esta garota agora e se as trevas resolveram aparecer é que o mundo inteiro pode estar em perigo.
    No passado a joia foi o motivo de muitas guerras, motivo este que claro foi camuflado por disputas por território e combates raciais, a joia esconde um poder místico imensurável.

    Ela precisa ser levada para um lugar, precisamos adquirir mais informações a respeito dela, Songi você irá até a localização do Dojo Ramina Kyofu, vai procurar indícios e provas de quem está atrás da joia.

    Taigan você também irá agir, precisamos que vá até a um antigo sábio, ele poderá nos ajudar com informações.

    Minha querida! poderia nos mostrar a joia? Ela agora é responsabilidade sua, eu gostaria de pedir que ficasse conosco e nos ajudasse a desvendar os enigmas deste artefato, o Monastério de Biron foi feito para cultivar um relacionamento com Lin Wu o Overlord das artes Marciais e Allihanna a mãe Natureza.

    Gostaríamos de pedir a sua ajuda para levarmos a joia até seu destino, mas será você que terá de levá-la, Siara poderá ajudar neste caminho, se você aceitar eu lhe mostrarei a porta, mas será sua decisão atravessá-la.


    Gen agora esperava que Ketsueki Hana mostrasse a prova de que estava com o Legado de Ramina Kyofu, ele não duvidava da garota, mas precisava mostrar ao grupo do porque lutarem, seja por vingança dos antigos amigos assassinados ou pelas próprias vidas o Monastério teria de agir e cumprir seu objetivo, tinham um pacto antigo de agir nesta hora.

    - Siara! Minha jovem vou pedir que também nos ajude, os barcos ficam nos portos seguros das tempestades, mas não foram para ficar ancorados que foram feitos, não acredito que você veio parar aqui em nosso lar por coincidência, o destino e Lin Wu escolheu você para algo maior, chegou a hora de mostrar a sua capacidade ao máximo.

    A voz serena do grande mestre do monastério ecoou pelos corredores, os outros membros sabiam que estava na hora de agir.


    __________________________________________________________________________________________________

    Planícies Desérticas / Abu

    Passado se torna presente e o agora poderia ser decisivo nesta questão, Abu estava com a esperança do grupo, não sabia do porque e como aquele broche ter ido parar em suas vestimentas, Jack que preparara tudo, mas teve aquele mago aliado de Angus que o paralisou, seria naquela hora que o objeto foi posto em sua capa?

    A trave se aproximava Abu não teve tempo de se precaver e recebeu o golpe direto, o travessão atingiu seu peito e o Youkai caiu no chão, sua montaria continuou caminho sozinho pela sombria madeireira.

    O elfo também não teve muita sorte, o golpe foi tão forte que ele girou no ar, e seu corpo bateu pesadamente no chão, por um tempo ambos ficarão no chão.

    A madeireira antiga ainda conservava algumas zonas de trabalho, no entanto as teias de aranha e poeira tomaram conta do local, madeiras para todos os lados, podres até pelo tempo ali gastas pelo sol e chuva da região.

    Uma ave pousou no travessão de onde Abu e seu rival foram atingidos, a ave carniceira esperava para ver se um dos dois não levantaria dali.

    Off Zasalamel:
    Off: Teste de vitalidade para aguentar o golpe e se levantar rápido (D100) e iniciativa (D10), infelizmente aqui não tem muita coisa pra postar é só tentar resolver este embate. Caso vc queira usar em algum momento seu veneno vou pedir que role um teste de prestidigitação (Atributo chave Agilidade 40% +10% da perícia) em caso de falha seu Pj gasta uma ação padrão para usar o veneno, isto em qualquer ocasião de combate.


    __________________________________________________________________________________________


    Planícies Desérticas / Anemona & Lexus


    Anemona indagava acerca de seu sonho, mas sonhos eram difíceis de se interpretar, talvez até impossíveis, essa brincadeira da mente era algo muito abstrato e longínquo, os pais da garota não conseguiram dar nenhuma informação, a menina crescia e talvez isso fosse uma fase de sua vida, Bob acreditava que sonhos eram manifestações do passado, ou do futuro, mas sua mãe Lorena a tranquilizou.

    O trabalho chegou, levantar acampamento, eles iriam de carroça, Lexus acabou indo na carroça de Anemona, Caim ficou contrariado mas teria de acompanhar seu cavalo, a pergunta da jovem também foi feita a Lexus o forasteiro viajante, eles estavam sentados na parte traseira do meio de locomoção.

    A carroça ia devagar e em fila com o restante das pessoas, Shino dormia no colo de Anemona, Thunder Roar olhava para o chão na parte traseira do carro, suas pernas balançavam pelo ar e suas mãos estavam apoiadas na madeira, ele vira algo no chão, teve de pular do carro para alcançar, um pedaço de papel enrolado, ao abrir o aprendiz de mago viu que se tratava de um pergaminho de magia.

    Electro Marble era seu título, sim os pergaminhos de magia poderiam convocar magias com uso limitado, essas magias congeladas por assim dizer poderiam dar grande vantagem visto que alguns teriam a capacidade de conjurá-la por meio do item em questão.

    O Item ainda usaria a energia do conjurador, no entanto Lexus poderia conjurar esta magia do elemento Thunder pelo menos 3 vezes graças ao pergaminho.

    A sorte estava do lado do rapaz, o sortudo correu até a carroça novamente e com os papéis em mãos continuaria a conversa com Anemona. Algum mago poderia ter perdido o item, mas nas imensas planícies nunca mais acharia. Com certeza não pertencia a ninguém do bando do Circo Kiss.

    Off Duck:
    O item lhe da o poder da magia Thunder, que é arremessado com sua precisão mágica contra a evasão mágica do oponente. Também o mago deve pagar o custo de Mp 7 para cada utilização, somente pode ser usado 3 vezes e após isso o pergaminho perderá sua utilidade, o MAGO NÃO SABERÁ USAR ESTA MAGIA SEM O ITEM, ou seja, isto é apenas uma magia digamos armazenada no item. O dano é de 4X Magia +D8 – a Armadura Mágica do alvo.
    TheDuck
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 673
    Reputação : 10

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por TheDuck em Qua Abr 27, 2016 7:08 pm

    Lexus observava animado Anemona colocar os itens pouco a pouco para manufaturar a poção, ele ficou impressionado com o carinho que ela colocava e a alquimia que estava contifa naquela botique que ela produzia. Lexus se prontificou a ajudar como pode, para não estragar a mistura seguia passo a passo o que era pedido. E novamente Lexua via a cor púrpura em seus movimentos, ouviu Anemona dizer sobre a ausência de misticismo em sua criação e Lexus apenas sorriu singelamente aceitando sua opinião.

    No lado de fora Lexus pediu licença ao grande cavalo e segurou sua pata para que Anemona pudesse aplicar o medicamento e aguardou feliz sia recuperação.

    - Agradeço.imensamente a cordialidade e os ensinamentos, irei me recolher também e amanhã estarei preparado a viagem. Ótima noite a senhorita.

    Lexus retitava o chapéu cumprimentando a moça e foi aos seus aposentos. Descansou a noite mas pouco.antes de cair.no sono pensou nas cores púrpura que reluziam dos movimentos de Anemona, com certeza ela tinha o dom da magia, ela apenas ainda não conhecia, que intrigante achar alguém com esse dom no circo que foi assiatir. As ironias da vida, pensou Lexus. E dormiu.

    Ao acordar se esticou, alongou lavou seu rosto e comeu um pedaço de pão que encontrou sobre a mesa da noite anterior, ajudou a montar a caravana e sentou-se junto com seus novos colegas.

    Ao caminhar ouviu a história do sonho de anêmona mas ppr hora nao se recordava de nada, Lexus concordava com Bob, poderia ser lapsos do passado ou futuro, mas manteve seu silêncio. Aopensar na vida encpntrou um item mágico,um pergaminho e empolgado soltou a voz.

    -Ahhh que demais, um pergaminho de Thunder. Quem sera que deixou isso cair? Ahaaaa, agora posso brincar de soltar raios pelas mão Anemona. Hahahahaha.

    Rio largamente animado com a situação. Fazia muito tempo que Lexus não usava magia, e aquilo era um achado. A versatilidade do Thunder era grande e ele usaria da meljor maneira. Guardou o pergaminho e empolgado continuou olhando para achar.mais coisas.

    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1654
    Reputação : 227
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Gakky em Qua Abr 27, 2016 10:59 pm

    Foco os olhos em Gen, presto atenção em todas as suas palavras. "O artefato é forjado pelos Overlords, isso parece muito perigoso" - Penso. Meu coração dói ao saber que Taigan iria se afastar, ele era como um calmante para mim. Sempre lembrando dos treinos, um amigo e conselheiro. Me pergunto se conseguiria ficar sozinha sem a presença dele para me guiar.  

    Minhas orelhas sobressaltam quando ouço meu nome. As palavras de Gen eram sábias, mas me pergunto se seria fácil ficar perto de Hana. Ela era uma desconhecida e cheia de manias estranhas, não parecia fácil de lhe dar. E se ela escapasse e me deixasse sozinha, era bem capaz dela tentar resolver os problemas sozinha. Não parecia o tipo de pessoa que gostaria de minha companhia. Porém não posso ficar parada, eu quero ajudar a resolver isso. Também preciso saber se todos os anos de treinos foram realmente aprendidos. Então teria de fazer o sacrifício de ir junto com uma desconhecida.

    Faço uma reverência, lanço um olhar para Taigan e respondo Gen:

    - Será uma honra ajudar.

    Volto a minha posição e agora espero pela reação de Hana.
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1975
    Reputação : 116
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por shamps em Qui Abr 28, 2016 7:01 am

    Canção de ninar:

    Como a jovem não costumava ficar se gastando com assuntos sem solução, ela apenas ouviu a opinião dos pais e deu de ombros esquecendo de vez o assunto do sonho.
    Já acostumada com as viagens, ela estava à vontade na carroça cuidando de Shino, o garoto que ela tinha como irmão mais novo – ele aparecera no circo já com certa idade, mas foi o que bastou para Anemona adota-lo como irmãozinho – ele dormia em seu colo, enquanto ela acariciava os cabelos loiros dele, cantarolava uma canção de ninar. Cantar não era sua especialidade no circo, mas o dom artístico que tinha lhe permitia acrescentar uma nota ou outra em suas apresentações. Cantar a deixava leve e a levava para outros lugares.
    Seus devaneios fora interrompidos pelo rompante de felicidade de Lexus, o forasteiro que os acompanhava em sua viagem. Em seus dezoito anos de vida, ela nunca tinha visto ninguém se animar tanto ao encontrar um pedaço papel que não fosse monetário.  

    - Raios pelas mãos – arregalou os olhos cor de ametista e ponderou encarando o rapaz – isso pode ser um atrativo para o circo – ela costumava ter uma visão mais artística das coisa – nunca tivemos alguém que fizesse isso.  Me mostra como faz!

    De repente algo passa pela cabeça da jovem, Lexus apareceu do nada, comeu, conversou, dormiu no circo, usava roupas de mago e só agora que reparou:

    - Você é um mago! – se sobressaltou – nunca vi um mago na vida – era verdade, nunca tinha visto um, ao menos não que ela soubesse.
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Rodrigo Naga em Qui Abr 28, 2016 10:50 am

    O uivo que corta a noite
    Nem sempre é lamento ou choro
    Mas sempre é um alerta


    Hana ficava em silencio enquanto Mestre Gen falava. Observava as reações das pessoas a volta. O nome na verdade não era de todo estranho para a jovem: Joia do Destino. Yu sensei havia falado um pouco sobre a joia em si. Era um tesouro divino o qual todos os alunos deveriam guardar com a sua vida. A garota sentava na cama e ouvira Siara falar que seria uma honra ajudar.

    "- Levar ao seu destino..." - murmurrava Hana, olhando para o chão e balançando a cabeça.

    Logo ela virava-se para todos naquele quarto, e agora voltava a falar em um tom a que todos ali escutassem.

    "- Gen-sama, me desculpe mas, não. Eu não mostrarei nada hoje e peço que me deixem aqui no quarto a sós com Siara, quero conversar com ela primeiro e amanhã pela manhã falaremos sobre joias, destino e caminhos a serem tomados."

    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3097
    Reputação : 79

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por spectro em Qui Abr 28, 2016 2:02 pm

    Monastério Biron / Siara & Hana


    Songi se antecipou, queria ver a jóia de qualquer maneira.

    - Deixe de rodeios garota estamos lutando por algo muito maior que o seu ego mocinha...

    Ele foi interrompido por Gen.

    - Acalme-se Songi! Lembre-se que você tem uma missão agora, aguardo sucesso nela.

    O olhar de Songi cortou Hana como uma espada, mas o mesmo não ousaria desafiar ao seu superior, Songi então cedeu e saiu da sala, Gen fez um gesto com a mão, Taigan entendeu ele daria tempo a jovem, o tempo necessário, afinal a joia era dela e poderia fazer o que quisesse.

    Gen saiu do quarto em seguida Taigan que se despediu de Siara com um beijo em sua testa, Taigan ainda não partiria para sua missão, e a menina entendeu seu olhar, ele com certeza teria algo para mostrar as duas. Chegou comida pelas mãos de um monge que a trouxe em uma bandeja e se despediu.

    O vento soprou na janela e o quarto ficara vazio exceto pelas duas jovens, estavam cara a cara a porta fora fechada atrás das duas. A tarde ia caindo e a luz de uma vela que estava em uma das mesinhas tremeluziu.

    Em algum lugar de Midgard... - Interlúdio

    A noite escura toma conta da região montanhosa, mas muitas luzes apareceram no pé do monte, pareciam vaga-lumes, mas ao se aproximar notaríamos algo diferente, eram fadas que possueíam asas reluzentes, estas fadas borboletas faziam parte de uma raça antiga, hoje elas possuem pouco poder no entanto alguém as estão cultivando como se fossem abelhas sob o poder de um apicultor.

    No pé da montanha onde as fadas estavam aglomeradas era a entrada de uma caverna, as fadas estavam muito eufóricas, de dentro da caverna um pulsar de energia de cor amarela, algo estava chegando, estava prestes a deixar o interior da caverna onde permaneceu por dias.

    Uma das fadas estava adentrando na caverna e uma voz de dentro do local ecoou na floresta a frente...
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1654
    Reputação : 227
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Gakky em Qui Abr 28, 2016 11:34 pm

    Minhas pupilas dilatam, estou surpresa ao ouvir as palavras de Hana. Não entendo o que ela poderia querer em uma conversa comigo. Estreito minhas pálpebras desconfiada enquanto penso em que temas possíveis a desconhecida gostaria de falar. Espero para ver o que os mestres vão decidir e fico surpresa com a decisão.

    Quando Taigan beija a minha testa, deixo escapar um sorriso amigável. Ele com certeza estava pensando em arranjar alguma coisa, isso era bom. O cheiro da comida chegando desperta meu estomago, mas havia algo para falar com Hana, então não vou mexer na comida agora. A porta se fecha e sinto o vento frio em meus pelos. Estou receosa pela conversa que viria. Cruzo os braços e encosto as costas na parede, com o olhar desconfiado e semblante sério, eu pergunto:

    - E então, o que queria falar?
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Rodrigo Naga em Sex Abr 29, 2016 12:32 pm

    O vento balança a copa das arvores
    em silencio sento e escuto as vozes
    sei que não volto para casa


    Hana olhava seria para Songi, ela esperava que ele reagisse daquela maneira. Ela o encarava seria, não mudando em nada sua postura, enfrentara homens mais temíveis que ele e não dobraria. Ouvia que Gen-sama aceitara e Taigan-san despedia-se de Siara. Depois de um pequeno tempo, chegou a comida e a jovem começava a comer, sentando na cama.

    Percebeu que Siara não tocava na comida, não estava confortável e não tinha tocado na comida. Logo ela começava a falar, entre uma bocada e outra.

    "- Quero sua sincera opinião. Você realmente quer sair daqui e conhecer lá fora?" - fazia uma pequena pausa antes de continuar. "- Esqueça Taigan, esqueça Gen... não quero a opinião da monja que tem que fazer como as regras do monastério. Quero a opinião de Siara..."

    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1654
    Reputação : 227
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Gakky em Sex Abr 29, 2016 2:24 pm

    Vejo que a desconhecida estava bem a vontade, não posso culpá-la, aqui era um lugar agradável. Mas não esperava isso dela. Ouço as palavras de Hana e franzo as sobrancelhas. A estranha parecia acreditar que passei a minha vida inteira aqui, mas eu sabia como era lá fora. De repente algumas memórias do passado voltaram em minha mente. Me pergunto em pensamento se eles ainda estariam vivos depois de todo esse tempo.

    - Por que se importa? Nem me conhece... - Pergunto em um tom um pouco rude - Pode fazer um bom tempo que não saio, mas eu sei como é lá fora. Eu não apareci aqui por mágica.

    Vou caminhar até a janela, ainda de braços cruzados, e continuar a falar, dessa vez mais calma:

    - Jamais poderia esquecer Taigan, não conseguirá entender porque ele é importante para mim, pelo menos não agora. Sifu Taigan não é só um mestre. É verdade que eu gosto muito daqui, quem não gostaria? Mas existem coisas mais importantes do que ficar aqui e você sabe.

    Me viro para Hana e termino:

    - Não é por obedecer regras como acha que faço, vou lutar para proteger o que eu acredito. Não é por uma aventura lá fora e nem por orgulho meu ou de alguém. Se não quiser ir, vou sozinha. Não importa, eu farei algo, não vou esperar. Acredite, esperar é algo que eu realmente não quero fazer. E se acha que vou me arrepender, eu te digo que com certeza que não vou. Isto é o bastante para você?

    Eu não era um fantoche e esperava que Hana entendesse isso. Não sei se fui clara, sei que sou um pouco impulsiva ás vezes e arredia com estranhos, mas eu estava me controlando para ser pacífica.
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Rodrigo Naga em Sex Abr 29, 2016 3:27 pm

    Palavras cravadas na pedra
    Mentirosos se tornam estranhos
    Confiança é algo frágil

    "- Não mas, serve..." - voltava a comer um pouco absorvendo as palavras de Siara. "- Eu me importo porque no momento em que você pisar fora daqui, sua vida e a minha estarão ligadas. Se formos juntas nessa jornada, ou que você vá sozinha ou ainda me siga "escondida", consegue entender isso?"

    Hana se levanta, deixa a comida do lado e vai até onde estava seu quimono e retira de um local escondido, um pequeno colar prateado.

    colar:

    "- É isso que eles querem, é por essa coisinha aqui que eles vão derramar sangue inocente, é por essa porcaria aqui que meus amigos morreram, meu mestre morreu e pessoas que eu amava foram completamente trucidadas..."

    Hana ficava frente a frente a Siara, com a distancia de pouco centímetros. Sabia que deixaria a monja desconfortável com isso mas, em sua cabeça, era algo necessário. Levantava o colar deixando ele entre as duas e continuava a falar.

    "- No momento em que aceitar isso, todo esse peso e sangue estarão sobre seus ombros. Você não poderá fugir novamente para os braços de Taigan se der qualquer coisa errada. Você vai ter que sacrificar mais do que gostaria ou do que pode pensar. Vai ser colocada em situações onde você vai ter que decidir pela vida de quem ama ou esse pequeno colar..."

    A jovem samurai segurava o colar com a boca, virava a mão de Siara e soltava o colar nela. Fazia com que ela segurasse o colar por um instante, fechava a mão dela sobre o mesmo envolvendo ela.

    "- Eu já perdi tudo e você, por mais que queria falar ao contrario, não. Eu terei você nessa jornada e não quero perder mais ninguém...."
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1654
    Reputação : 227
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Gakky em Sex Abr 29, 2016 6:21 pm

    Responderei a primeira pergunta de Hana após um suspiro:

    - Faça sua parte que eu faço a minha.

    Não saio do lugar e continuo com os braços cruzados. Por que tudo tinha que ser complicado para Hana? - Me pergunto em pensamento. Acho também que ela não confia no monastério, Taigan e Gen eram muito sábios, sabiam que não estavam fazendo nenhuma idiotice. As coisas que decidiam sempre fazia sentido. Acontece que Hana não conhecia eles e nem a mim. Sigo Hana com o olhar e vejo que ela pegou um colar pequeno. Fico um pouco desapontada, achei que a jóia fosse maior do que isso.

    Hana começa a se aproximar de mim, não gosto disso. Não consigo imaginar os seus motivos de tanto insistir em proximidade. Vou chegar uns passos para trás. As palavras de Hana começam a me ofender, penso: "Quem ela acha que eu sou? Não sou uma covarde".

    Quando ela termina, suspiro mais uma vez. Procuro pelos ensinamentos de Taigan em meu interior, o controle da raiva. Se tinha uma coisa que eu odiava era ser subestimada, minhas garras começam a coçar, elas queriam voar em um pescoço específico. "Calma Siara... Calma... Raiva pode causar cem anos de arrependimento..." - Falo comigo mesma em pensamento. Respiro fundo e se não estiver afastada, me afasto agora e digo:

    - É realmente uma jóia pequena...

    Começo a falar de um assunto menos complicado, sim isso me livraria da raiva para pensar claramente. Hana estava revoltada, amarga, aconteceu uma barbaridade, mas ela não precisa desconfiar de minha coragem. Continuo falando com um olhar bem sério:

    - Eu acredito que para acabar com um forte inimigo, vale qualquer sacrificio. Estou disposta a entregar minha vida se for preciso, para salvar aqueles que eu protejo. Não se preocupe, sou corajosa. Posso não ter passado pelo que você passou, mas não quer dizer que eu não consiga. Não me insulte novamente.

    Suspiro mais uma vez e tento parecer mais calma, lhe devolvo o colar e digo:

    - Se vamos trabalhar juntas, só te peço uma coisa, limites. Não chega perto de mim assim, não gosto. Também não fica pegando a minha mão... Que nervoso! Mas e agora? Podemos continuar ou vai continuar me subestimando? Se quer me assustar, está perdendo seu tempo.
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Rodrigo Naga em Sex Abr 29, 2016 9:43 pm

    A Lua desabrocha nos céus
    Estrelas caem como gotas de orvalho
    A vida segue minguando

    Hana ouvia as respostas, deitava-se na cama olhando para o teto e sua voz muda de tom pela primeira vez

    "-HAHAHAHAHAHA....." - ela solta uma gargalhada muito honesta, como se tivesse achando algo extremamente cômico. "- Mil desculpas mas, é engraçado isso. Eu não estou subestimando você ou mesmo duvidando da sua coragem Siara. Só que você acaba de me dizer que você vai entregar a sua vida se precisar."

    A jovem se ajeita na cama e olha para a monja. Ela vai até onde estava o kimono antigo, tira o novo, coloca ele e pega as suas coisas e parte para a porta.

    "- Tudo bem então. Entregue a sua vida para essa coisinha. Fale a Gen-sama que ele pode ficar com ela. Mestre Yu mandou eu leva-la para longe. Pois bem estou a pelo menos algumas muitas milhas de distancia..."

    Hana abre a porta vira para Siara e balança a cabeça.

    "- Se você não consegue entender que não é estar disposta a dar a vida mas, sim viver eu realmente não tenho mais o que fazer aqui... Até breve e obrigado pelo banho e alimentação.

    A jovem samurai saia do templo, não sabendo o que iria ter pela frente mais...
    Conteúdo patrocinado


    Re: Mythology - Capítulo 1 / Efeito Borboleta

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Jun 24, 2018 11:21 pm