Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Compartilhe
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Aythusa em Qua Maio 04, 2016 7:19 pm

    As canecas tilintavam em meio a risada da taverna.
    Era início da noite, a taverna Destroços estava começando a encher, como era de costume naquele horário. O músico se posicionava e bebia cerveja para adoçar a voz antes de começar a cantar algo que prometeu ser inédito naquela noite. Os homens bebiam pouco, pediam pratos escaldantes de comida, cordeiro com ervas e cebola era a especialidade da Destroços e, por isso, era o que a maioria ali pedia.
    O taverneiro passou ao redor de uma das mesas com um grande prao de madeira, serviu o cordeiro com mais algumas bebidas em uma mesa com umas cinco pessoas, contornou outra anotando seus pedidos e passou pela parede arrancando um cartaz que estava pregado nela, virou-se e deu uma piscadela para Josh Delinger que esava sentado na mesa próxima a parede que esava preso vários pergaminhos com fotos de procurados e os valores das recompensas. Várias pessoas chamavam a parede de Tesouros, porque aqueles anúncios eram o ganha pão de vários mercenários e desesperados.
    Naquele dia Archibald, o taverneiro, retirou o cartaz do recém capturado Backer, um comerciane ilegal que fornecia pólvora e componenes alquímicos para facções, exércitos rivais, bandidos e até mesmo, mulheres enciumadas. Foi um trabalho fácil para Josh.
    Retribuiu a piscadela de Archibald com um sorriso discreto e depois continuou a conversa com sua companheira de missões, Mashka Perona, a poderosa Ogrun que por outras vezes trabalhou com o ardiloso Delinger e que agora, depois de meses trabalhando separados em missões distintas, se uniriam novamente a partir de um convite de um velho amigo Gustav, ao qual esperavam chegar na Destroços em breve.

    Mas aquela noite, era uma noite de comemoração. Afinal Josh havia capturado um bandido.
    Archibald se aproximou, serviu o whisky de Josh e a forte cerveja preta para a Ogrun, pousou o cordeiro fumegante, cheio de temperos, caldos, cebola e batatas e se afastou da mesa para atender aos outros clientes ruidosos dando à Mashka e à Josh um aceno de cabeça quando Gustav adentrou a taverna.

    Ele estava exatamente como sempre fora, empoeirado graças ao clima quente e à poeira do solo seco que subia a cada corrida de cavalos que passava na rua, o cabelo grudado no suor em sua testa.
    Ele caminhava até a Tesouros, passando por seus convidados e amigos quase os ignorando, olhou a parede por um tempo e deu falta de um dos cartazes que estava na parede a algumas noites anteriores.

    Em seguida, virou-se para seus amigos, sentou-se e serviu-se.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1430
    Reputação : 341
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Luxi em Qua Maio 04, 2016 9:05 pm

    Sempre que completavam uma missão, Mashka ficava de bom humor. Desde que começara a pegar trabalhos distintos, separava bastante trabalho de vida pessoal e nunca dispensava a recompensa de um bom trabalho, orgulhando-se de si mesma e celebrando a vitória entre amigos. Era um momento transformado em "ritual", onde ela tirava a carranca intimidadora de uma guarda-costas e substituía por uma aura mais divertida, com a missão cumprida e nada disposta a interrupções. Ainda mais quando revia os amigos.

    Perguntava sempre os detalhes das missões alheias e queria ouvir tudo sobre o bandido capturado. Naquele ambiente descontraído, permitia-se rir alto, exagerando nas reações e na história do feito que nem era dela. Mas era de um companheiro. Já bastava.

    Aceitou a cerveja preta ansiosa, agradecendo com um sorriso de lado. Brindou no ar saudando seu amigo pela captura com um "Hoje você merece!" e depois inspirou com gosto o aroma delicioso da comida. Adorava uma carne bem temperada. Lembrava caça. Já estava jogando um generoso pedaço de batata na boca quando viu Gustav chegando.  

    Deu outro sorriso de canto,  com a boca ocupada, satisfeita por estarem reunidos e esperou que ele se unisse ao grupo. Para ela, mais do que um convite para uma missão em comum, era um agradável reencontro de amigos. E sempre era assim, até que pedissem seriedade ou o assunto a exigisse por si.

    - E aí? Como estamos? - perguntou a Gustav e deu um gole generoso na cerveja - Isso aqui tá maravilhoso.
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Rodrigo Naga em Qui Maio 05, 2016 10:38 am

    Descrição:

    Foi um dia produtivo para o Gustav. Havia ficado o dia trancado na "Oficina", cuidando de algumas modificações. Quando se percebeu da hora, saiu acelerado, quase esqueceu de encontrar os Josh e Mashka. Tinha chamado eles para conversar sobre um projeto muito especial. Acelerava o passo durante o trajeto enquanto ao seu lado cavalos e pessoas caminhavam naquele local. Foi quando viu ao longe a Destroços...

    Destroços, um lugar agradável na maior parte das vezes. Gustav ia para lá sempre que precisava tomar um trago, conversar com pessoas ou encontrar maneiras de pagar suas pesquisas. Ele gostava da mistura de aromas do lugar: perfume barato, pólvora, poeira, suor, as ervas que temperavam o carneiro e ocasionalmente sangue.

    Chegava observando o local e logo viu duas que lhe chamaram a atenção, seus amigos e a falta de um dos cartazes de procurados no local. Aquilo poderia esperar um pouco. Ele dava um leve sorriso, o que para aqueles que conheciam Gustav era uma demonstração de sentimento maior do que um abraço caloroso. Ele sentava-se na cadeira, pegava um pedaço do cordeiro e colocava na boca, mastigando e logo se voltava para amiga.

    "- Err... Olá! Eu estou bem, com um pouco de fome é verdade." - virava-se para o taverneiro fazendo um sinal para que ele trouxesse uma cerveja. "- Vi que um dos cartazes foi embora, isso é coisa sua não Josh?! Logicamente que a Mashka aqui deve ter dado uma mãozinha!"
    TheDuck
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 673
    Reputação : 10

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por TheDuck em Qui Maio 05, 2016 11:13 am

    Descrição.:


    Destroços, a mais popular e suja taverna da cidade, aquele local muito se parecia um hospício para Josh, muito barulho, muita fumaça, muitos aromas. Aquilo tudo só era aceito por Josh em comemorações de captura, e essa era a ocasião, Josh fitava o taverneiro Archibald que lhe piscou e Josh piscara de volta com um leve aceno de sua cabeça.

    Josh fitava o mural de Tesouros e viu Archibald retirar o cartaz de procurado do querido Becker, um estúpido comerciante que deixava rastros de pólvora e peças de armas enferrujadas por onde passava, nada de muito desafiador, um trabalho fácil que Josh fez com sua amiga Mashka. Josh gostava de trabalhar sozinho mas era mais fácil ainda quando se tem tantas pistas e uma Ogrun do tamanho de um closet ao seu lado, e ele podia se deliciar com seu trabalho intelectual de quebra cabeça enquanto a amiga apenas apanhava e dava grandes safanões nos capturados. A unica condição? Que Mashka não matasse o alvo, afinal mortos não falam, não informam e não contam histórias para os quebra-cabeças de Josh.

    - Boçal.

    Disse Josh quando Archibald retirou o cartaz de procurado. Josh então colocou seus pés numa cadeira vazia ao lado, recebeu seu Whisky e indagou a Archibald enquanto ele estava servindo o cordeiro.

    -Hey, Archibald, é o seu whisky mais barato certo? Disse Josh cheirando o aroma da bebida e mexendo o copo em movimentos circulares. - Não quero ter dor de cabeça com um 30 anos. Este boçal não vale um 30 anos.

    Mashka já conhecia os tiques de Josh, por exemplo, Boçal era a maior palavra de desprezo que Josh tinha em seu vocabulário, ele achava polido e ao mesmo tempo ofensivo. Já Mashka achava que um bom Filho da Puta era algo mais agressivo, os dois brigaram uma vez por conta disso. O término da briga foi um soco na cara de Josh caído no chão e ele terminando por chamar ela de Boçal.

    Archibald terminou de responder a Josh quando ele mesmo lhe sinaliza com a cabeça a entrada de Gustav na Destroços. Josh analisou o velho amigo, o mesmo de sempre, empoeirado, atrasado e cheio de piche na cara. Josh deu um leve sorriso e uma balançada na cabeça como se estivesse rindo de Gustav, mas na verdade aquilo era saudade da mente geniosa do amigo.

    Mashka foi a primeira a falar, em seguida Gustav assumiu a palavra e a direcionou para Josh, que cheirava o aroma do Whisky e deu uma bebericada, olhou por debaixo de seu chapéu e sorriu para Gustav em sinal de positivo.

    - Essa foi fácil de adivinhar hein Gustav? Mas acredito que a próxima frase nos traga algo mais complexo do que isso não? Vamos direto ao ponto caro amigo, essa reunião não é um Happy Hour no meio da noite, ou é?

    Josh e sua mania de avaliar as situações, algo conhecido dos amigos ali presentes, nada fora do normal, e Gustav sabia que aquilo era o mais casual que Josh conseguiria ser, Josh seguiu com um sorriso ansioso pela próxima fala de Gustav, mas antes que pudesse tomar a palavra de volta complementou.

    - Que bom ver você novamente velho amigo.

    E o saudou com um aceno de copo e uma bebericada de seu whisky.
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Rodrigo Naga em Qui Maio 05, 2016 12:10 pm

    Gustav entendi um pouco dos maneirismos de Josh. Gostava de trocar algumas ideias com ele, devido a sua visão única do mundo. Ele era uma das pouquíssimas pessoas que Gustav considerava um desafio intelectual. Já Mashka era a única mulher que conseguia colocar aqueles dois em cheque e ajudar onde a força era necessária. Ele era agradecido por isso. A cerveja chegou e ele levantava o copo brindando com os outros.

    "- É bom ver vocês dois também. E respondendo a sua pergunta, sim não é apenas uma desculpa para por o papo em dia." - tomava um gole da cerveja que Archibald trouxe e logo limpava a boca com a manga da roupa antes de voltar a falar."- Bem vocês lembram que eu estive efetuando algumas pesquisas sobre maneiras de combinar gigantes a vapor modificando seu combustível para produtos alquimicos não letais..."- Fazia outra breve pausa, enquanto pegava outro pedaço de cordeiro."- Pois bem, cheguei em um ponto onde tive que parar isso devido a falta de dinheiro, afinal a pesquisa tem um custo meio alto e não é todo dia que encontramos pessoas que são voluntarias apenas pelo bem maior."

    O jovem comia e tomava um belo gole da cerveja, ele sabia que as coisas a partir dali poderiam tomar rumos um pouco mais complexos. Logicamente que os dois sabiam que Gustav era quase um maluco, confiável mas, ainda sim maluco por gigantes a vapor e compostos químicos. Só que eles também sabiam que ele não cruzaria certos limites éticos dos colegas.

    "- Bem, eu chamei vocês aqui por causa disso. Não pra pedir dinheiro, claro! Contudo eu acho que tenho alguém aqui que talvez vocês queriam saber que tem uma recompensa por fazer certos experimentos meio macrabos..."

    Puxava um papel que tinha visto alguns dias atrás na Destroços, antes mesmo de Archibald pudesse colocar no mural.
    "-Dr. Trinity Darth"
    TheDuck
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 673
    Reputação : 10

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por TheDuck em Qui Maio 05, 2016 12:28 pm

    "- É bom ver vocês dois também. E respondendo a sua pergunta, sim não é apenas uma desculpa para por o papo em dia."

    - Sabia, Hahaaaaa. Você não é um homem tedioso Gustav, eu sempre soube disso. Conte, quais são as boas novas?

    Josh ouvia os detalhes que Gustav ia colocando a mesa, e no intervalo de uma bocada e outra de cordeira, de uma bebericada e outra de whisky Josh ia memorizando tudo com muita acuidade. Josh já sabia de seus experimentos fantásticos e malucos de uma certa forma, mas a excentricidade de Gustava atiçava a mente de Josh e isso não era tedioso, com certeza não.

    Josh ouviu atentamente a fala de Gustav, tirou as pernas da cadeira e aparentava estar um pouco mais intrigado, já aguardando algo bombástico. Josh pressentia uma boa informação, e era isso que ele aguardava.

    Ao ouvir o nome do Dr Trinity Darth, Josh se alegrou.

    - Uma caçada, uma caçada você está propondo não é? Está me cheirando algo grande. Vamos lá.

    Josh retirou sua caderneta de dentro do bolso de seu sobretudo, juntamente com a caneta e bebericou mais um gole de whisky. Cruzou as pernas meio que de lado e fitou Gustav.

    - Primeiramente aos negócios, de quanto estamos falando e quais os detalhes dessa missão? Mashka já me adianto que quero ouvir sua opinião após os relatos okay?

    Josh sempre gostava de ouvir todos os lados, ele apreciava cada ponto de vista, pois era dessa forma que as peças se encaixavam. E assim Josh ficou na mesa com seus dois amigos, e parecia ser uma ótima re união. Josh estava feliz com aquilo tudo. A euforia foi tão grande que pediu outra bebida para cada um da mesa antes mesmo de terem terminado.
    Rodrigo Naga
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 189
    Reputação : 0

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Rodrigo Naga em Qui Maio 05, 2016 3:19 pm

    "- Você sabe como caçar um fantasma? Porque é exatamente isso. Nem sabemos se esse é realmente o nome dele. Um alquimista maluco, com experimentos em humanos. Sem laboratório conhecido, sem um ultimo paradeiro, só rumores a sua volta e nenhum concreto." - tomava um gole de cerveja. "- Não tem uma recompensa, tem apenas a sua consciência de fazer a humanidade um lugar melhor!"

    O jovem levantava-se arrumando a cadeira e deixava outro papel na mesa. "- Agora se quiserem um trampo que pague bem, tem esse Trolloid chamdo Darius Backbreak que tem aterrorizado as vielas daqui! Dizem que ele curte quebrar as costas das suas vitimas com martelos! E tão pagando 150 CO por ele."

    Gustav virava-se para os amigos e fazia um meneio de cabeça. "- Bom ver vocês novamente! Eu estou indo para a Oficina arrumar umas coisas se precisarem o endereço tá ai atras desse papel! Obrigado pela comida!"

    E saiu para a oficina...
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1430
    Reputação : 341
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Luxi em Sex Maio 06, 2016 1:06 pm

    Mashka fechou a cara quando Josh comentou que aquela não seria um Happy Hour no meio da noite e ficou decepcionada com a confirmação, já esperada, de Gustav. Claro que sabia que um encontro daqueles depois de um tempo em separação só podia significar uma nova aventura.

    Estava tão ótimo daquele jeito! Já percebia que talvez não pudesse preservar por muito tempo aquele clima descontraído. Melhor aproveitar agora: prontamente engoliu pedaços de carne. Não queria de jeito nenhum estragar aquele jantar por causa de trabalho. Aqueles dois precisavam aprender a relaxar um pouco mais - mas é claro que quebrar alguns ossos não seria nada mal. Sorriu então.

    - Espero que seja pelo menos algo divertido

    E isso significava, para ela, entrar em combate. Acompanhou o brinde e resolveu ouvir a história. Gustav era bem obsecado em relação àquelas maquinas gigantes. Achava um pouco de bobagem, pois ela mesma era grande o suficiente para espancar os outros, então não entendia por que precisavam de outra coisa grande que bate nos outros. Mas como o amigo era tão empolgado com aquilo, e parecia ter ficado sinceramente chateado quando teve que parar suas pesquisas, ficou um pouco feliz por ele e decidiu ouvir sobre essas ideias malucas.

    Mashka observou o papel do tal doutorzinho. O que ele esperava que ela fizesse? Nao parecia um adversario la muito ~combativel. Achou um pouco chato, mas Josh estava mais do que empolgado. Era uma missao secreta.

    - Esta bem... - comentou um pouco desconfiada. Estava esperando a parte que diria respeito a ela, pois por enquanto aquele papel nao dizia muita coisa.

    A ogrun deu risada. Apesar de ser um cientista maluco, Gustav estava ali, se preocupando com a ~humanidade~. Talvez por isso os dois fossem seus humanos favoritos. Ainda tentava entende-los. Por que entrar em uma missao daquelas sem uma recompensa? Eles nao esperavam que ela tentasse ser..hm... furtiva, nao e mesmo?

    O outro papel, evidentemente menos interessante para Gustav, era algo mais palpavel para ela. Um trolloid fanfarrao que merecia ser incomodado de verdade. E martelos. Principalmente os martelos. Gustav ja se levantava, deixando-a surpresa.

    - Ei, voce ja vai? Ja foi... - resmungou e depois olhou o humano restante na mesa - Sempre estranho. O que voce quer? Missao do doutor deixou seus olhos brilhando. Nao acho que posso quebrar as costas dele com um machado. Fico fora dessa. Mas coisa perigosa que Gustav esta se metendo... - cocou o rosto, indecisa
    TheDuck
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 673
    Reputação : 10

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por TheDuck em Sex Maio 06, 2016 3:25 pm

    - Claro que vai ser divertido Mashka, imagina toda e qualquer caçada e divertida. Eu penso você bate, não é ótimo isso? Eu adoro essa nossa interação. Hahahahaha.

    Josh riu largamente, pois sabia que mesmo sendo falado de forma leve aquilo era uma verdade absoluta, Mashka era de fato a garota que completava suas habilidades, exceto quando ela se empolgava e quebrava a coluna de quem seria interrogado. Josh então bebeu mais um gole do seu whisky e prestou atenção nas informações.

    Na sequencia antes mesmo de poder comentar ou pedir mais informações, Gustav estranhamente se virou e saiu da Destroços. Claramente aquilo deixou Josh desconcertado, que diabos alguém me convida para um encontro de amigos e fica menos de cinco minutos presente a mesa? Afinal aquilo era uma comemoração ou não era?

    - Boçal!

    Disse Josh levemente irritado com a situação que fora criada por Gustav. Ele olhou para a mesa e olhou para Mashka, balançou seu drink, bebericou um gole e deu um sorriso para ela.

    - Eu acredito que temos nossa resposta não é Mashka? Apesar de eu saber o quanto eu adoraria ir atrás desse tal Dr  sem informação nenhuma, eu acabei de voltar de uma missão, nada mais justo que agradar uma velha amiga sentada a minha mesa não acha? E claro, querendo ou não estou precisando de dinheiro.

    - Dinheiro e um trolloide brutamontes precisando tomar uma coça, isso está cheirando a felicidade de Ogrun. O que acha velha amiga?

    Josh sorriu para ela mostrando os dentes largos, naquela noite era a primeira vez que o fizera sorrir dessa forma, Josh estava realmente empolgado por poder trabalhar com ela novamente. E mesmo que tendo noventa e nove vírgula nove por cento de certeza que ela escolheria o trolloíde, Josh já tinha memorizado o nome do dr, com certeza sua mente não esqueceria, e isso seria algo para um futuro tedioso. Quem sabe.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Aythusa em Sex Maio 13, 2016 11:15 pm

    A taverna enchia conforme a noite ia adentrando. O som do bardo afinando o seu instrumento ficava cada vez mais abafado pelo som das conversas e das canecas de bebidas sendo enchidas e esvaziadas. O clima era alegre naquela noite promissora.

    Gustav chegou, comeu do cordeiro com batatas - que agora estava quase no fim -, instigou um pouco os dois amigos com mais trabalho e, logo em seguida, saiu.
    Aquilo era tão normal quanto estranho. Era normal de Gustav desaparecer em meio a um encontro, porém não era tão comum ele deixar um alquimisa fazer rabalhos macabros, especialmente quando disse que precisava de dinheiro para sua pesquisa.... e ele nunca deixava de lado os caminhos que o levavam à conclusão de suas pesquisas mirabolantes.

    Enquanto bebericava o whisky e ouvia Mashka, Delinger pensava exatamente nisso: o quanto o seu amigo sabia sobre o Dr Darth e o quanto ele realmente deixaria esse trabalho de lado? Haviam inúmeras coisas que favoreciam a caçada, enquanto o único impecílho era a falta de informações...

    Mashka por sua vez estava preocupada com o Trolloide... eles sempre rendiam bons trabalhos, por serem realmente desafiador lutar contra um, eram fortes... muito fortes, e tinham um pensamento rápido no meio de um combate, no entanto geralmente seguiam ordens por terem uma inteligência relativamente precária.

    Enquanto pensavam e conversavam, Archibalt passou pela mesa deles, enchendo as bebidas, tirando os pratos e copos sujos de Gustav. Ao fazê-lo, ele avista o papel abandonado na mesa, com as letras borradas marcando um nome: " Dr. Trinity Darh".
    Ele recolhe o papel, tentando fazer isso discretamente, mas os olhos de Delinger e Perona foram ligeiros e perceberam que ele tentava se afastar levando o pergaminho com ele, meio nervoso e embaraçado ele diz, saindo:

    - Nossa, o Gustav só apareceu para comer? hehe... deve estar .... ocupado - disse, parando para ouvir outra mesa chamando-o - Se precisarem de alguma coisa, estarei no balcão ou limpando as mesas para os próximos clientes.

    E saiu da mesa, falando para para os dois já a uma mesa de distância:

    - A sobremesa é torta de maçã caramelada! Se quiserem, fica hoje por minha conta!

    E foi servir seus clientes.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1430
    Reputação : 341
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Luxi em Dom Maio 15, 2016 11:17 pm

    - Ah, você me conhece! - comemorou a ogrum com um sorriso selvagem antes de acabar com a comida. Pensava que poderia não ser tão simples chegar no local e estourar miolos, pois o trolloide teria um comandante mais esperto que ele. Mas soava como um trabalho como os outros que estavam acostumados.

    A atitude do taverneiro, no entanto, era bem suspeita e mesmo que ela bebericasse sua cerveja forte no momento, aquele ato não seria furtivo o bastante para uma guerreira.

    - Ei... - começou, desconfiada e logo o taverneiro começava uma conversinha para disfarçar. A ogrum olhou seu companheiro, para aquela troca de olhares sobre o que tinha acabado de acontecer. - Ele levou o cartaz do Gustav - constatou o óbvio, mas era um hábito por não conseguir captar completamente as intenções de sua dupla só por olhares. Gostava de deixar as coisas claras, em palavras - Que acha que é isso hein?

    - Manda duas - gritou para Archibalt, batendo o copo na mesa. Depois voltou a falar com Josh.

    - Parece que o doutorzinho do Gustav é coisa grossa. Vai tentar perguntar para ele (Archibald) ? ...- e aproximou o rosto, analisando-o e disparando de repente - Você não mudou de ideia sobre caçar esse cara, mudou? - achava que aquele tipo de situação misteriosa, ainda mais com uma atitude suspeita, o deixaria bem empolgado.
    TheDuck
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 673
    Reputação : 10

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por TheDuck em Seg Maio 16, 2016 4:49 pm

    Josh ficou encafifado com a saída repentina de Gustav, aquela era uma informação valiosa, a linguagem corporal estava alterada e a informação incompleta, ansioso e afoito parecia estar. E isso intrigou o detetive. Ambos alquimistas, ambos obscuros para Josh, ambos pesquisadores talvez? Semelhantes? Não, não foi a toa que Gustav os chamou ali e muito menos atoa foi sua saída repentina, alguma coisa estava guardada naquele momento. Josh então frisou bem as reações e linguagens corporais e verbais, memorizando em sua cachola. Ele só parou quando seu globo ocular viu a mão de Archibald repousar sobre o cartaz do Dr, olhou rapidamente para Mashka que trocou olhares e ouviu Archibald com sua fala tremulante  bem mal disfarçada.

    - Deixe que leve Mashka, essa cachola aqui memorizou alguns bons fatos. Dizia ele debruçando na mesa e batendo com o dedo em sua cabeça, mostrando os miolos para a Oghrun.

    - Ainda não é a hora de perguntar a Archibald, sua reação será a mesma que a apresentada aqui, disfarçará toda e qualquer informação e não nos dará nada. Isso pode ser por causa da taverna cheia, em algum outro momento podemos pegar ele sozinho e ai sim quem sabe interroga-lo.

    - De fato o Dr deve ser casca grossa. não foi a toa essa informação dada por Gustav, e isso me intrigou.

    Delinger colocava as mãos no queixo pensativamente.

    Josh então se assusta com a grande cabeça chegando perto da sua, o indagando, o tamanho avantajado de Mashka era sempre assustador.

    - Hehehehe - riu disfarçando - Claro que não cara amiga, iremos atrás desse trollóide, mas não penses que o tal Dr sairá da minha cabeça ouviu? Isso me cheira a algo diferente e nada tedioso.

    Sorriu para a Oghrum bebericando o restante do whisky e batendo o copo na mesa.

    - TRÁS MAIS UMA PRA MIM TAMBÉM ARCHIBALD seu safado que acha que sou burro.

    Gritou Josh e sequencialmente diminuindo a voz e sorrindo pra Archibald.

    - Mashka vamos aproveitar a noite. Amanhã pensamos nisso que tal?

    Disse comendo mais um pedaço do carré de cordeiro que estava ali bem tenro e cheiroso com hortelã.

    Ao mesmo tempo abaixou os olhos pensando em como seria esse tal Dr. E que diabos Gustav está tramando, ele também é suspeito. Até que provem o contrário.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Aythusa em Qui Maio 19, 2016 9:43 pm

    Após a carga de informações e de debaterem entre si os acontecimenos do dia, relaxaram e conversaram sobre trabalhos anteriores.
    Mashka contou sobre os seus trabalhos, como era ser guarda-cosas e a vida entediada e sem ação que isso representava, enquanto Josh falava sobre a empolgação que era descobrir os segredos de um inimigo.
    Riram sobre os casos que trabalharam antes, com a presença de Gustav, e gargalharam mais ainda quando lembravam como era Gustav e suas pesquisas no começo, sempre dando errado.

    Quando mais conversavam, mais bebiam na taverna de Archibald, que sempre vinha servir-lhes mais bebida e mais comida e aperitivos. O taverneiro era um amigo da dupla, e por isso não deixou que ninguém os roubassem quando a bebedeira deles os levaram a adormecer no canto da taverna, totalmene embriagados.

    Naquela noite, como em todas as noites rentáveis da Destroços, houve briga por causa de mulheres e mais brigas por causa de dinheiro, ou trabalho, ou jogos. O bardo não era ouvido – nunca eram – e saiu bem tarde e levemene bêbado para seus aposentos nos andares de cima da taverna, canando ainda sobre a canção que compusera e ninguém lhe dera importância.

    ~*~

    A noite findou com os primeiros raios da manhã. Archibald, Hunter e Bast estavam limpando a taverna quando o barulho de mesas sendo arrastadas despertou Josh e Mashka. Eles estavam com ressaca sobre a noite enterior, mas nada verdadeiramente grave. Archibald logo lhes oferecera o salão de banhos para se limparem e, enquanto cada um se banhava separadamente, o taverneiro se ocupou em lhes fazer o desjejum: um pouco de carne de porco, com ovos e salsichas acompanhadas de pão e o que quisessem beber.

    A taverna estava quase limpa e eles já podiam ouvir o som vindo da cozinha que preparava o almoço para o povo de Cygnar que, logo, estariam batendo à porta das Destroços.

    - Grande noite a de ontem, hein!? Espero que tenha mais dias assim!


    Comentava Archibald com a dupla, enquanto aprontava as mesas de volta para os seus lugares.

    - Houveram mais alguns cartazes retirados da Tesouros. Parece que é uma boa safra para os mercenários, hein?

    Disse, esticando as costas e limpando as mãos no pano que carregava no ombro:

    -  Em que pretendem trabalhar agora?

    Perguntou casualmente, Era uma formalidade que ele gostava de manter.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1430
    Reputação : 341
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Luxi em Dom Maio 22, 2016 8:55 pm

    Mashka foi dormir sem grandes preocupações sobre o cartaz e as conversas de Gustav. Sua cabeça funcionava de uma maneira muito simples e imediatista. Zero sofrimento por antecipação.
    No dia seguinte, tomou um banho rápido, não querendo perder muito tempo de ação, e desceu para aquele combo de carne de porco, ovos, salsichas, pão e cerveja. Um pouquinho. Alguns dedos faziam bem, justificava sempre. Fora isso, quis um suco de tomate. Sabia também que água era importante para manter a energia. Achava o hábito humanod e tomar leite engraçado, já que só os bezerros faziam isso, e ainda quando filhotes. Desceu alegre só de pensar na comida.

    - Bom dia! - disse a Archibald e também a seu companheiro. Não conversaria nada além disso antes de dar uma bela mordida naquele pedaço de carne.

    - Hmphm hm - concordou, ainda mastigando. - Trolloides - respondeu antes mesmo que Josh pudesse se manifestar. Jurava que tinha sonhado com isso. Já não pensava mais no caso do doutor.
    TheDuck
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 673
    Reputação : 10

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por TheDuck em Qui Jun 02, 2016 11:33 am

    Josh só foi acordar de fato na tina de água que fora preparada em modo zumbi após uns 8 copos de whisky. Ali ele ficara meditando afundado na água quente, a noite anterior tinha sido badalada, gostosa e alegre ao lado de Mashka dentro da Destroços. Mas ali sua mente já iniciava seu próximo trabalho.

    Ele sabia que o próximo mesmo era o Trollóide, mas aquilo não o animara quanto a estranha informação do Dr e do ataque súbito de pelanca que Gustav havia dado na mesa. Era tudo muito. INTRIGANTE.  Eram essas coisas que moviam a mente de Josh.

    Ele esfregou a cara com a água da tina, e se concentrou, afinal caso ele só ficasse pensando nesse caso era possível que ele apanhasse de Mashka por não dar valor ao caso atual. O Trollóide tedióide.  Um apelido perspicaz para uma realidade mental que Josh o descreverá.

    Josh então desceu, sentou em uma das mesas arrumadas, estava com sua bengala e seu chapéu como de costume, encontrou com Mashka, que junto dele lambia os beiços aguados pelo delicioso cheiro que a cozinha exalava.

    - Bom Dia Mashka, Bom Dia Archibald.

    Mordeu um pedaço de bacon e garfou um pouco dos ovos mexidos, enquanto Mashka falava de boca cheia sobre o Trollóide Tedióide.

    - Verdade Archbald, saíram muitos cartazes mesmo da tesouros. Ótimo para todos não? Inclusive, saiu aquele cartaz também que o Gustav nos deixou a mesa? Espero que  guarde-o bem, ainda vamos conversar sobre isso.

    E garfou mais um pedaço de seu bacon.

    - Verdade Mashka, vamos atrás do Tedióide. - Caham, tossiu escondendo a última palavra - Do Trollóide.

    - Archibald o que sabe desse pau mandado, quem é o dono do pedaço de fato? Vamos seja sincero, você sabe que esse nariz aqui sente a diferença de um capanga para um mandante não é?

    Josh com o cotovelo apoiado na mesa aperta com o indicador seu nariz olhando Archibald de baixo para cima.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Aythusa em Sex Jun 10, 2016 2:09 am

    Mashka, como sempre, comia mais do que falava. Pensava no trollóide e era tudo o que a preocupava...depois da comida, claro.
     
    Josh, por outro lado, era mais astuto e pensava demais em coisas demais. Sutilmente comentou com Archibald sobre o papel que Gustav mostrara na noite anterior. Mashka inha razão: Josh não esqueceria.
     
    A única demonstração que Archibald fizera ao mencionar o pergaminho, foi de parar de limpar uma mesa por um segundo, mas logo volou ao trabalho como se nada tivesse sido mencionado.
     
    - Vão atrás do Darius Backbreak não é? Acho ótimo, muitas famílias estão preocupadas por causa desse... tedióide! Hahahaha – riu ao fazer menção ao nome que ouvira Josh falar um pouco antes. – Não sei muito sobre quem está mandando no Darius, Josh. Não sei mesmo... Mas posso dizer onde está havendo uma reunião suspeita de Trollóides a cada quinzena.
     
    Ele fez uma pausa, estralando as costas, cansado depois de terminar de limpar a última mesa. Jogou-se na cadeira mais próxima e continuou:
     
    - Perto da construção da nova linha de trem, não muito longe da capital, é o que me disseram. Parece que estão organizando alguma coisa... E aviso que talvez haja outros como Mashka e uns gobbers também, então tenham cuidado ao se aproximarem.
     
    Ele se levantou e se dirigiu para os aposentos no andar de cima
     
    - Se não se importam, eu preciso dormir. Desfrutem do que quiserem e tomem cuidado com a caçada. Boa sorte aos dois e...Josh – chamou ele, fazendo uma pausa – cuidado com o que se mete, rapaz. – disse, olhando-o atentamente e ele soube que o aviso se tratava de Darth, no entanto ele completa – Esses trollóides não gostam do cheiro de humanos.
     

    E desapareceu nos seus aposentos.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1430
    Reputação : 341
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Luxi em Sex Jun 17, 2016 10:15 am

    Mashka grunhiu baixo, desaprovando a desqualificação que eles davam para aquele trollóide. Mesmo assim, riu baixo do jeito que Josh capturava informações com aquela graciosa lábia de um humano. Aquelas informações era capaz de guardar. Darius Backbreak. Reunião suspeita de Trollóides a cada quinzena. Teriam que esperar tudo isso pra descobrir alguma coisa? Fez uma careta, de repente algo chamou sua atenção

    - Outros como eu? - franziu a cara emburrada - Não há outros como eu. Mashka Perona é única. Eles que precisa tomar cuidado! - deu uma batida no peito de mão fechada, com orgulho. Agora sim, queria enfrentar irmãos orcs com honra e adicionar nomes de derrotados. Tratava esses adversários de forma diferente.

    Mesmo falando assim, tinha aprendido com os outros dois, ainda que não pudese ser exatametne furtiva, a não ser um monstro urrante ao entrar naquelas missões, pois isso poderia colocá-los em risco também. Naquele instante sentiu falta do companheiro deles maluquinho, provavelmente estava sem dormir, perdido em suas invenções. Humanos eram bem obsessivos!

    Acenou para Archibald quando ele foi dormir e depois deu um tapão nas costas de Josh

    - Ahá! Então está aí. Uma missão perigosa. Como você queria. Não se preocupe, amigo, eu arranco as cabeças deles antes de chegarem perto - riu da própria ameaça e depois comentou mais séria: - Então, vamos à caçada. Quem sabe no meio do caminho você não acha mais daquilo que o Gustav queria, não é? - tentava ser democrática.
    TheDuck
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 673
    Reputação : 10

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por TheDuck em Seg Jun 20, 2016 3:07 pm

    Josh leu atentamente cada movimento de Archibald  e sorriu marotamente quando ouviu algo como "não gostam de cheiro de humanos". Josh ficara feliz, ele sendo um Iosano percebia que estava bem disfarçado naquele meio.

    Respirou fundo e entrou no jogo da Mashka, Josh sempre entrava no jogo dela, afinal era mais fácil do que convence-la de algo contrário, cabeça dura e teimosa como sempre era bom saber que ela tinha consciência de que Josh não havia desistido do Dr.

    - Isso mesmo Mashka

    Falou com empolgação.

    - Uma caçada, nós dois, da até uma saudade.

    Josh riu quando Mashka citou sobre as cabeças rolarem antes de chegar perto, ele riu justamente porque era justamente aquilo que acontecia.

    - Velha amiga, é muito bom estar com você novamente.

    Josh sorriu com um semblante verdadeiro.

    - Vamos desfrutar dessa linda refeição, não nos preocupemos agora com a quinzena por vir, até lá podemos ir ao meu escritório, pesquisar e quem sabe até perambular por ai procurando algumas pistas. O que acha?
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Aythusa em Sab Jul 02, 2016 3:21 am

    Mashka e Josh terminaram sua refeição animados com a nova caçada.

    Logo depois da comida, os dois saíram da Destroços e seguiram caminho até o escritório de Belinger.
    Precisavam discutir como começariam a conseguir pistar durante a quinzena.


    Dentro do escritório, Mashka começou a falar com o companheiro sobre os valentões da cidade que conhecia. Eram todos “peixes pequenos”, mas poderiam saber de alguma coisa… Alguém como Mashka conhecia bem os arruaceiros da cidade.

    Josh, por outro lado, comentou sobre os conhecidos nos bordeis nas partes mais pobres de Cygnar, onde o caos reinava toda a noite e onde mulheres ficavam viúvas com maior freqencia. E ele sabia que prostitutas poderiam sempre ser uma boa fonte de informações.

    Decidiram começar pelo bordel, pois o Cobiçosas vivia mau frequentado, muitos valentões iam até lá para beber com uma mulher de outra raça no colo enquanto um bando de músicos faziam barulho, bêbados, e chamavam aquilo de musica.

    Mashka ia procurar por Throner, conhecido também como Punho de Aço, um trollóide conhecido que nunca causou mais problemas do que a ajudou e por isso eles nunca o entregaram e o mantinha longe da Tesouros. Era como um informante antigo.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1430
    Reputação : 341
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Luxi em Qui Jul 07, 2016 8:04 am

    Mashka sempre ouvia atentamente as considerações de Josh, afinal, ele era o mestre da investigação. Admirava aquele talento, para o qual não tinha paciência, mas também gostava quando tinha dados para acrescentar por conta própria, contatos adquiridos por missões.

    - Acho que podemos encurtar esses dias se Throner quiser colaborar - comentou no escritório em um tom quase de vitória, orgulhosa de terem encontrado uma forma de resolver logo a missão.

    Em seguida estava na hora de procurar por ele. Não deveria ser difícil encontrar um trollóide nas redondezas. Ainda mais do tipo que tinha um "talento" para confusão. Só de vê-la, talvez até ele mesmo viesse conversar, já sabendo que ela queria algo.

    off: fiquei meio confusa, então fiz um post meio introdutório. XD
    desculpem algo.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Prólogo: Uma Reunião de Caçadores.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Dez 18, 2017 10:47 am