Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


  • Responder ao tópico

Santa Mônica

Compartilhe
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Akasha - Sean (celular)

Mensagem por Brujah Girl em Qua Ago 24, 2016 10:43 am

Diana sentava-se em um banco alto junto ao balcão da cozinha:

“Não sei porquê ainda insisto!”

Pensa a anjo ao constatar, mais uma vez, que seus dons pareciam inúteis diante da bruxa. Com Akasha sempre fora assim, e por mais que seus poderes estivessem evoluindo com o tempo, Akasha parecia uma fortaleza impenetrável. Talvez um dia tentasse descobrir a razão, mas por agora, estava satisfeita em tê-la como melhor amiga.

A explicação parecia bastante lógica, de forma que, Diana não via motivos para que houvesse ali alguma mentira. De qualquer forma, iria ficar até Akasha terminar seu jantar para certificar-se que ficaria tudo bem com sua amiga. Enquanto isso, ela responde:

– Qualquer coisa podemos contratar mais alguém, felizmente com o extra que ganhei na loteria, estamos mais tranquilas a nível de recursos. Talvez algum imigrante cadastrado na ONG. Esse pessoal tem muito potencial, só precisam de oportunidades... o que acha? Pensa aí sobre isso e enquanto isso eu vou ligar pro Sean pra ver o que ele descobriu...

Com o celular em mãos, já tocava no contato de seu amado e esperava ser atendida.

Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Qua Ago 24, 2016 1:47 pm

Diana Winters


Akasha apenas esperava o microondas terminar de esquentar o prato com comida enquanto Diana, frustrada, por não saber como penetrar a mente da bruxa e amiga apesar de suas melhoras ao longo do tempo, tem a resposta:

- Vamos chamar pra uma entrevista, se algum tiver um perfil que nos agrade não vejo o porque não.

Assim, Diana ligara para Sean, o celular tocava e tocava, após alguns toques o telefone é atendido por Sean:

- Oi amor, como estão as coisas por aí?
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Akasha - Sean (celular)

Mensagem por Brujah Girl em Qua Ago 24, 2016 2:18 pm

A loura apenas faz um sinal de positivo ao ouvir a resposta de Akasha e então logo era atendida por Sean, respondendo-lhe:

– Hey handsome! Então... eu tô aqui com ela, me certificando que ela vai ficar bem antes de sair. Você já está em casa? Como é que foi lá? Fizeram o retrato falado? Conseguiram alguma nova pista?

Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Qua Ago 24, 2016 2:24 pm

Diana Winters


Sean respondia enquanto o microondas apitava uma vez avisando que a comida estava aquecida:

- Estou, acabei de jantar e tomei um banho... Vou ler um pouco uns artigos e ir dormir, e sim nós fizemos, a sra. Murphy não nos deu muitos detalhes, mas já temos uma boa ideia de como é o suspeito, depois nós deixamos pra prosseguir com tudo amanhã mesmo então você não perdeu nada.

Uma breve pausa e ele dizia:

- Vai dormir por aí hoje? Tá tudo bem?
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Akasha - Sean (celular)

Mensagem por Brujah Girl em Qua Ago 24, 2016 4:22 pm

Era bom saber que não haviam conseguido maiores informações sobre Kevin... e ao mesmo tempo não era pois um ritual poderia ser arriscado...

Aproveitando a deixa, Diana responde:

– Certo... eu só não sei se vou poder ir contigo logo pela manhã, talvez eu precise acompanhar a Akasha ao médico. E sim, eu pretendia voltar pra casa, mas agora que você falou, de repente é mais jogo eu ficar por aqui mesmo, se você não se importar em dormir sozinho esta noite, baby...
Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Qua Ago 24, 2016 4:29 pm

Diana Winters

Akasha já pegava seu prato e logo ia para a sala onde se sentava na mesa da cozinha, e apressadamente começava a virar o garfo com a comida pra dentro da boca com muita voracidade, realmente estava faminta.

Sean respondia casualmente:

- De forma nenhuma... Dá uma força pra ela e qualquer coisa me avisem que dou um pulo aí. Manda melhoras pra ela por mim.
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Akasha - Sean (celular)

Mensagem por Brujah Girl em Qua Ago 24, 2016 4:56 pm

O que dizer de Sean? Ele era perfeito! Um sonho de homem! A anjo sorri por ter eliminado um possível problema e então finaliza:

– Obrigada, baby. Você é um anjo, sabia? Te amo muito, muito, muito! Agora vá descansar que eu vou cuidar de tudo por aqui e pode ter certeza que se precisar de qualquer coisa eu te ligo, e você faça o mesmo, viu? Vou sentir falta da nossa conchinha esta noite. A gente se fala mais amanhã. Bons sonhos, amor!

E aguardaria a despedida de Sean antes de encerrar a ligação. Depois que se despedem, ela repara na voracidade que Akasha comia e comenta enquanto a amiga jantava:

– Resolvi ficar por aqui esta noite. Melhor assim, poupa tempo e eu me certifico que seu problema era apenas fome mesmo. Eles não tem a identidade do rapaz ainda, só o retrato falado.

Segue até o freezer e pega a embalagem de sorvete de flocos, preparando uma taça com duas bolas para ela. Ainda era relativamente cedo e ela pensa que seria ótimo se pudessem aproveitar aquela madrugada para tratar do demônio, mas pelo que Akasha dissera isso não seria possível, o que era realmente uma pena.

– É uma pena não podermos tratar disso esta noite. Seria perfeito...

Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Qua Ago 24, 2016 5:44 pm

Diana Winters


Sean se despedia de Diana quase da mesma forma, não era do feitio do detetive expressar tanto seus sentimentos e apresso quanto Diana fazia. Akasha respondia enquanto Diana pegava o sorvete para si:

- É não tem muito o que fazer se não tem muita informação... Eu vou ajudar o Jack lá em baixo assim que terminar aqui, se quiser ir dar uma ajuda vai ser bem vindo.

Diana veria que Akasha já estava terminando o seu prato, de tão rapido que comia.
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Akasha

Mensagem por Brujah Girl em Qua Ago 24, 2016 6:46 pm

Akasha devorara seu prato e agora dizia que pretendia descer para ajudar no bar. Diana ficara com a nítida impressão que Akasha não parecia tão preocupada em resolver a questão do demônio tanto quanto ela, e isso de certa forma intrigava a anjo. Ok, era certo que a anjo era ela, e que Akasha era uma bruxa, mas imaginava que ela pudesse estar mais preocupada, afinal ele era uma ameaça real que já vitimara algumas pessoas na cidade... ou será que demônios eram algo natural para Akasha? Aquilo era um pouco intrigante e talvez... suspeito?

“Espero não estar ficando paranóica... e... quem eu sou pra julgar? Eu mesma não tenho um relacionamento com uma?”

Ela responde após a breve reflexão:

– Tudo bem... eu passo por lá sim. Acho que vou aproveitar para tocar umas duas ou três músicas no estilo acústico... tô precisando relaxar um pouco. Esse demônio está consumindo minha mente. Vai indo lá que só vou terminar aqui, dar uma trocada de roupa e já apareço por lá.

Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Narração

Mensagem por Brujah Girl em Qua Ago 24, 2016 6:59 pm

Diana terminaria o sorvete e trocaria de roupas, colocando algo mais despojado, mais “rock n’ roll”.  Segue para o Hurricane e lá resolve fazer algo antes de subir no palco. Queria “ver” o que tinha acontecido naquele bar durante aquele dia. Sim, pretendia ver os “agentes do governo” e a conversa que tiveram com Akasha. Esperava conhecer os rostos que procuravam por ela.

OFF::
OFF: Mysteryon 3 - FP
Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Qua Ago 24, 2016 10:34 pm

Diana Winters


Aquilo poderia ter algo de pessoal para Diana, mas o quanto aquilo era importante era apenas para a anjo, ou de fato era importante para o restante das coisas, ou pessoas, ou criaturas? Ela não sabia dizer, imaginava coisas e depois desimaginava levando em conta que poderia ser ou não coisa da sua cabeça, sem chegar a uma conclusão definitiva. Quando Diana dizia que iria cantar logo em seguida, Akasha apenas assente e dizia que os equipamentos estavam no quartinho escuro que ela guardava as coisas, já punha a louça suja dentro da pia e saía da casa apenas gritando para Diana trancar a porta quando descesse.

Diana terminava o seu sorvete e botava a taça na pia junto do prato e talheres de Akasha, uma delicia, não que precisasse mas no fundo quem precisava de um sorvete? Não passava de um luxo, sendo humanos ou anjos, embora definitivamente Diana parecesse ser quase tão humana quanto os próprios, em muitíssimos aspectos.

Ela trocava sua roupa, mas como não morava mais com Akasha teve de pegar as roupas da amiga emprestada, não era como se ela fosse se importar, afinal eram quase como irmãs e ainda assim Akasha não tinha dito nada quando Diana disse que iria trocar de roupas.

Ao descer, o palco não estava nada preparado mas a anjo já estava com uma parte dos equipamentos em mãos. Ela começava a instalação e o movimento do bar seguia com os homens olhando para Diana com claras segundas intenções, alguns disfarçavam e outros nada discretos, a maioria dos que disfarçavam eram homens acompanhados e Diana reparava que as próprias mulheres reparavam nos seus homens disfarçando a atenção tirada delas por Diana, elas tentavam disfarçar sua cara fechada, umas conseguiam outras não... Tudo aquilo fazia parte da beleza da anjo, que embora não fosse sobrenatural como muitos humanos romantizavam, ainda era admirável.

Equipamento arranjado, talvez tivesse que subir pra pegar o mixador se quisesse dar a música de fundo além da sua voz, o que certamente daria mais beleza na apresentação mas não era estritamente necessário, de qualquer forma antes de decidir ela aproveitava a indecisão para averiguar aquele local com os seus dons, algo de estranho tinha acontecido hoje naquele lugar e para que câmeras de segurança quando você tem dons celestiais que distorcem a realidade com a apresentação de fatos que não foram presenciados? Diana utilizava o seu dom, como uma onda sonora e transformando o ambiente em algo escuro e sensitivo, Diana abria os olhos e via o bar, estava com algum movimento, pessoas conversando e bebendo, a noite já tinha chegado mas não a muito tempo. Via que Akasha estava pegando alguns pedidos e botando todos na bandeja pra levar aos clientes quando via um grupo de três pessoas entrar no bar. Eram eles, duas mulheres, uma tão bela quanto Diana, parecia ter por volta a mesma idade aparente da anjo, uma outra moça, só que essa era bem jovem, parecia ter seus vinte anos, talvez dezenove, ela era uma garota bonita que certamente atraia olhares e outro era um homem também bonito, de porte atlético que andava com as mãos para traz lembrando um militar. Os três usavam roupas casuais, não chamavam atenção alguma. A mulher mais bonita, a do centro, passava olhando o ambiente casualmente e então ela se aproxima da mesa do bar e é quando Akasha repara sua aproximação, e a mulher diz educadamente:

- Boa noite!

Ao que Akasha dizia:

- Boa noite, vão querer alguma coisa?


Os outros dois cumprimentavam Akasha e recusavam mas agradeciam a oferta, e a moça do centro dizia:

- Ah não, muito obrigada... Eu só gostaria de uma informação, queria ver se poderia me ajudar.

Akasha assentia com alguma simpatia e dizia:

- Se eu puder, claro...

E então a mulher dizia:

- Estou procurando alguém em particular, o nome dela é Diana Winters.

Akasha imediatamente respondia:

- E quem gostaria de saber?

A moça pegava algo do bolso interno da jaqueta e mostrava à Akasha:

- Meu nome é Gabriella Valkyrie, agente de segurança nacional. Estes são o agente Mason e agente Blaze.

Nesse momento, Akasha não conseguiu esconder a cara de espanto e preocupação, era nitidamente clara que ficara preocupada e então dizia após algum tempo de choque que a agente aguardou pacientemente:

- Aconteceu alguma coisa? Ela fez algo de errado?

Gabriella guardava o distintivo e dizia:

- Nada que vá botá-la em maus lençois, não se preocupe. Diana se encontra?

Akasha ficara um pouco pensativa, ainda visivelmente espantada e dizia:

- Não... Ela não está no momento, quer deixar algum telefone pra ela entrar em contato?

Gabriella respondia enquanto retirava algo do bolso, um cartão:

- Sim, por favor... Eu gostaria muito de falar com a Diana, poderia pedir a ela de que entre em contato comigo através deste número para conversarmos? É importante que seja até o meio dia de amanhã.

Akasha pegava o cartão e o observava por algum tempo e dizia:

- Bem... Aviso sim... Assim que eu conseguir falar com ela.

Gabriella esboçava um leve sorriso singelo e dizia:

- Muito obrigada... srta...?

Akasha dizia seu nome e Gabriella completava o cumprimento. Os outros dois agentes assentiam e agradeciam a atenção de Akasha assim como Gabriella, e assim o trio de agentes saía do bar deixando Akasha preocupada esperava que eles saíssem completamente do bar e quando o fizeram Akasha imediatamente pegava o celular, mas antes que ela mexesse nele o mesmo tocava e no visor, era Diana quem ligava.

A visão findava e Diana se encontrava novamente no bar, no dilema se pegaria os mixadores ou não.


Rolagem:
2016-08-24 18:40:11 Diana rolls * dice to Fatos do Passado (Diff 8) [3 successes]

Gabriella Valkyrie - Aparência 4:

Agente Blaze - Aparência 3:

Agente Mason - Aparência 3:
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Re: Santa Mônica

Mensagem por Brujah Girl em Qui Ago 25, 2016 8:49 am

Os olhares que eram dirigidos a ela não era nada que mexesse com seu ego, preferia os olhares de admiração por seu talento artístico do que olhares que cobiçavam apenas a “casca” humana, mas estava acostumada com a superficialidade das pessoas e não havia nada que pudesse fazer sobre isso.

Ela terminava de preparar as coisas no palco, que não estava preparado, afinal as noites da banda começavam nas quinta-feiras, mas não era nada que ela não pudesse tratar sozinha, pois tinha bastante prática naquela vida de palco, e dando uma pequena pausa, fingindo que cuidava das coisas, seu dom a transporta para o momento do encontro entre Akasha e os agentes... Tudo ocorrera como a amiga dissera. Talvez estivesse tão focada em pegar o demônio que estivesse começando a imaginar coisas que não existiam. De qualquer forma, confirmar a versão de amiga, tranquilizava-a.

Agora que já sabia os rostos dos que queriam falar com ela, Diana relaxaria cantando um pouco. A apresentação se inicia com ela cumprimentando os presentes e começa a cantar e tocar, apenas de forma acústica, uma série de 5 músicas, fazendo a apresentação durar cerca de uns 30 minutos, brindando os presentes com o show não programado na noite, mas quem tinha o verdadeiro prazer era a anjo que amava cantar...


Músicas da noite:












Depois de cantar a anjo seguiria para dar uma força no bar até que este encerrasse o expediente e quando as coisas terminassem por lá, voltaria para o apartamento com Akasha. Pediria algum material sobre demônios e passaria parte da madrugada estudando tudo o que pudesse. Finalmente, um pouco antes do dia clarear, pretendia seguir até a praia, onde procuraria um canto reservado para assistir o nascer do sol e passaria a primeira hora do dia em orações para que pudesse refazer suas energias e buscar por forças divinas que pudessem auxiliá-la na empreitada que tinha pela frente.



OFF::
OFF: Considere que a char tem a voz da cantora Joss Stone.

OFF2: Falado com o narrador que a char ainda tem seu quarto no antigo apartamento, portanto possui ainda objetos pessoais no mesmo, de forma que ela se vestiu com suas próprias roupas.
Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Seg Ago 29, 2016 1:21 pm

Jade Starling


Round 2 - Mutant Hunt


Quarta Feira - 29 de Agosto de 2015 - 07:04


Jade despertara pela manhã bem no horário certo para poder se preparar como queria para a chegada de Ray. Iriam a Dowtown naquela manhã procurar por pistas que poderiam levá-los de forma mais rápida ao paradeiro dos mutantes. Como todos os criminosos, os mutantes se encontravam espalhados pelo submundo de Los Angeles e alguém em algum lugar nesse submundo sabia como e onde encontrá-los, só precisavam de um pouco de... Incentivo.

Durante a noite passada ao final do expediente, a capitã tinha se informado no departamento de disk denúncia de atividades mutantes, e pelo que foi informada, muitos casos que as patrulhas foram averiguar eram trotes, ou eram casos equivocados de vizinhos que tiveram um comportamento estranho mas já foi tirado a limpo com a viatura mais próxima, não havia nada ainda que Jade precisasse dar importância a menos que ela mesma quisesse voltar a checar cada um desses casos por conta própria.

Ray chegara na hora, foram com o seu carro até Downtown acompanhando o som do rádio que informava sobre o tempo que daria uma bela esfriada a tarde, o repórter áereo informando a todos quais as melhores e piores rotas para se pegar naquela quarta-feira, algumas músicas dos anos 80 e as notícias da manhã, por enquanto tudo tranquilo naquele sol brilhante e ar frio matinal.


OFF:
Cena continua em Dowtown
Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Seg Ago 29, 2016 2:56 pm


Diana Winters


Round 2 - Dawn of Justice


Quarta Feira - 29 de Agosto de 2015 - 06:04



Diana terminou a sua noite com tranquilidade. Como de prache, o bar foi fechado pouco depois da meia noite com a clientela indo embora. Uma vez ou outra um cara se aproximou de Diana a fim de iniciar uma conversa mas a Celestial sabia das segundas intenções dessas pessoas e gentilmente as dispensou, felizmente nenhum deles insistiu, entenderam bem o recado.

Quando subiram ao apartamento, Akasha já preparava as coisas para dormir e ao ter o pedido de Diana sobre algum material que ela pudesse ter sobre Demônios, Akasha apresentou a anjo seu livro, e Diana podia sentir algo ruím vindo do mesma, como se aquele livro estivesse maculado por energias fortes e malignas, Diana teve que se esforçar para ler aquele livro a noite inteira, era desagradável mas no final ela se forçou a tal e conseguiu.

Finalmente, eram cinco horas da manhã e Diana saiu naquele final de madrugada, encontrou o caminho vazio e deserto até a praia, mas já podia ouvir o som das gaivotas que saíam pelo ar fresco da manhã próxima. Diana passou uma hora em estado meditativo com a natureza, em volta de si sentia uma energia quente e reconfortante, forte, nutrindo-a dos pés à cabeça e a anjo sentia suas forças serem restauradas... Ela então reabrira os olhos e já se levantava para esticar as pernas. Olhava ao seu redor, via que o dia já tinha chegado e praticamente não percebera, viu algumas pessoas em volta, poucas, um rapaz correndo com o cachorro, um casal vendo o por do sol e uma outra mulher, que como Diana, meditava... Tudo estava em perfeita ordem, ela dera mais uma olhada no rapaz com o cachorro, não pelo rapaz em si mas sim pelo animal que era bem bonito e parecia ser bem tratado, era de um bom grado observar animais e seres humanos se dando bem, era de bom grado ver a harmonia dos seres vivos em geral... Mas Diana reparara em algo de repente... Algo que nunca tinha acontecido antes... E era estranho até para ela. O rapaz com o cachorro haviam... "congelado", seus passos estavam travados, seus corpos estavam imóveis no espaço, olhou ao redor e viu que não só o rapaz, mas também o casal parecia estar imóvel, "congelado" no tempo, olhou nos céus e viu as gaivotas paradas nor ar, totalmente imóveis. Todo o ambiente estava "congelado", o tempo havia parado em tudo ao redor e só Diana estava em um estado normal. O que estaria acontecendo? Diana subitamente escutava algo, um poderoso bater de asas atrás de si, acima, e quando olhou para a direção, viu uma enorme sombra com asas vinda da direção do sol, dando um susto em Diana que imediatamente recuou e viu a criatura pousar diante de si.

A criatura tinha imensas asas, seu corpo estava vestido em um longo sobretudo branco, assim como suas roupas sociais, era uma vestimenta incomum porém elegante e que enfatizava uma certa graça e respeito. Seu rosto, embora severo, era belo, o mais belo que Diana tinha visto até agora, parecia quase sobrenatural... Ela não conseguia dizer se era um homem ou uma mulher, nem mesmo pela sua voz que se entonaria agora tão bela, ou talvez mais, que a de Diana:

- O que pensas que está fazendo!?

Era claro para Diana que finalmente... Depois de tanto tempo, havia encontrado alguém como ela, um Anjo... O que apenas era de desagravel nisso, é que esse anjo definitivamente, não simpatizava nem pouco com ela.



Anjo - Aparência 5 - Desconsiderar piercing nos lábios:
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Narração

Mensagem por Brujah Girl em Seg Ago 29, 2016 7:59 pm

A anjo sentia-se muito bem após refazer suas energias em um dos locais em que mais conseguia sentir a presença da força criadora, a qual muitos chamavam de Deus... Sorria diante da vida que sentia ao seu redor, aprovando a presença das pessoas que, assim como ela, procuraram o contato com a natureza nos primeiros momentos da manhã, e já se levantava preparando-se para uma corrida pela areia quando repara que de um momento para outro as pessoas pareciam ter “congelado”, como se tivessem sido transformadas em estátuas. Sem compreender o que acontecia ouve algo e ao olhar na direção do som, e ao ver o que era, leva um susto! Via um igual, ou melhor, talvez o mais próximo do que talvez um dia ela fora. Um ser celestial que planava em sua direção, como se tivesse sido enviado pelos céus.

Após o susto, um sorriso surge em sua face, talvez suas orações finalmente tivessem sido ouvidas! Mas o sorriso logo desvanece ao ouvir a pergunta do anjo de aparência andrógina e certamente, o que de mais belo vira dentro das memórias que possuía. O tom do anjo, apesar de sua belíssima voz, era certamente de repreensão... mas... por quê?

Intrigada com aquela visita daquele anjo que pelo visto havia faltado às aulas de simpatia celestial, Diana responde:

– Ué, eu tô na minha... curtindo o início de um novo dia, dando uma energizada, batendo um papo com o Altíssimo... Na paz... Acho que nunca te vi por essas bandas antes, né? Você costuma congelar o pessoal sempre que chega ou isso é uma visão?

Ao contrário do anjo Miss Simpatia, Diana assumia uma posição neutra. Não sabia quem era e qual o motivo daquela “visita”, mas não ia ser antipática sem razão. Podia estar um pouco “esquecida” de assuntos celestiais, mas definitivamente não precisava de muito para saber que um anjo não combinava com antipatia ou agressividade sem sentido.

Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Ter Ago 30, 2016 12:36 am

Diana Winters


Definitivamente, simpatia não era o forte daquela criatura Celestial, ou que ao menos era muito semelhante a uma, como a própria Diana. Tudo ao seu redor estava parado, o tempo congelado como nunca havia ficado antes e aquela pessoa, parada em sua frente parece se enervar quando Diana profere suas palavras, ele meneava a cabeça negativamente e diz com sua voz erguida em autoridade e reprovação:

- Estás ficando cada vez mais parecida com a discórdia infernal que andas se envolvendo... Não me atrevo a achar que poderia um dia se envergonhar de seus atos Arídiel, luxúria, adultério, egoísmo, gula e agora cinismo e blasfemia. Tuas ações vergonhosas e detestáveis cometidas tanto no Éden quanto no Limbo foram de nossa autoria e tratadas com seu exílio, agora tens o direito de se depravar como bem entender com os os humanos e com as criaturas do submundo, tal como sempre quis, mas não possuis mais o direito de se envolver em NOSSOS assuntos! Não te atrevas a se envolver com o humano que serve de receptáculo ao demônio, ou qualquer outro que venha a surgir! Já fora alertada a primeira vez, e este será teu ultimo aviso!

Diana poderia ter várias reações naquele momento, e todas elas definitivamente seriam ruins... Aquela criatura a julgava e a condenava com paus e pedras, mesmo Diana tentando não ser tão desagradável como aquele ser fora no começo, o mesmo ainda não parecia poupar palavras para escarnear a Celestial que, apesar de todo aquele discurso de ódio e uma mensagem que poderia ser entregue de forma muito mais agradável, sacara uma coisa... Ele a conhecia, até a chamava por outro nome, talvez o seu nome antigo, um nome que de fato lhe era familiar e que no fundo... Ela não o queria mais para si, um sentimento de repulsa era o que fazia Diana querer afastar aquele nome de sí, "Arídiel", um nome que lhe trazia alguma dor, Diana começava a sentir aos poucos algumas sensações voltarem ao ouvir esse nome e nenhuma delas eram boas... E pra piorar, eram ditas por alguém que a Celestial notava que a conhecia e que realmente a detestava, aquele jeito de se atacar alguém não era pura arrogância hierárquica... Não mesmo, aquela pessoa conhecia e detestava Diana.


Rolagem:
2016-08-29 21:29:04 Diana Winters rolls * dice to Raciocinio + Empatia (Diff 5) [2 successes]
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Miss ou Mister Simpatia

Mensagem por Brujah Girl em Ter Ago 30, 2016 1:27 pm

Diana fica impressionada com aquelas palavras e a antipatia explícita que aquele/a ali tratava-a. Ouvia o nome pelo qual era chamada: Aridiel, e algo se agitava dentro de si de forma repulsiva ao ouvir aquele nome. Além disso, era evidente que aquela criatura não gostava nem um pouco dela, pois fazia questão de destacar seus “pecados”. Ora, uma coisa era ser simpática com as pessoas, outra coisa bem diferente era ser simpática com quem queria atirar-lhe pedras, de forma que responde de forma mais impulsiva:

– Ah sim? Em primeiro lugar, eu não tenho a menor idéia de quem você é, já que educação parece ser algo que você desconhece, mas tudo bem, vou te dizer uma coisa: se não fossem suas asinhas, do jeito que você se comporta, ninguém jamais diria que você é um anjo, porque bondade e humildade parecem ser coisas que você ignora!

Em segundo lugar, não adianta você ficar apontando o dedo para os erros que eu devo ter cometido no passado, se eu nem me lembro quais foram. Eu já fui julgada uma vez, não fui?!

Em terceiro lugar, se vocês estivessem tomando conta dos assuntos de “VOCÊS” como deveriam, eu nem sequer precisaria ter encontrado o corpo do senhor George e pelo que já sei, das outras vítimas que ele fez...

Em quarto lugar, se eu tento ajudar, é porque eu me importo com as pessoas, que tipo de pessoa eu seria se eu cruzasse meus braços e não fizesse nada para impedir o mal ou a morte de inocentes?

E por fim, se o assunto é de vocês, vão tratar dele ao invés de vir aqui me julgar. Na boa, se você é um anjo, eu tô feliz por estar aqui embaixo, tentando fazer o bem a minha maneira. Agora, se me dá licença, eu não vou deixar você estragar o meu dia com essa sua antipatia explícita. Se quer conversar de forma civilizada, se esforce, se só quer me agredir, vai com Deus que eu tô caindo fora!


Ela daria as costas e começaria a se afastar. Decididamente, Diana passara tantos anos esperando para encontrar um outro como ela, mas ver aquele “anjo”, fizera ela se arrepender. Ao menos, se os “anjos” eram todos daquele jeito, ela estava feliz por ter descido a Terra. De qualquer forma, não seria ele/a, que fariam com que ela perdesse a fé em Deus. Se ainda possuía parte de seus poderes, era porque, de alguma forma, o Altíssimo ainda confiava nela, e ela continuaria fazendo o seu melhor possível.
Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Ter Ago 30, 2016 2:58 pm

Recomenda-se ler escutando a trilha sonora para sentir o clima da treta cena



Diana Winters



Aquele anjo não era nada com o que Diana imaginava de um igual, alguém que não tinha o mínimo de tato, sua presença não transmitia nada além de negatividade, algo que em sua concepção não deveria transmitir. De fato, se todos os anjos fossem como aquele diante de si, Diana não iria conseguir se misturar e consequentemente teria ido embora.

Á medida que dava sua resposta, Diana via o anjo se enfurecer cada vez mais, via seus olhos começarem a emitir um brilho fluorescente vermelho e tomar uma aura da mesma cor, ela por fim... Dava as costas por aquela criatura que era no mínimo desagradável, e quando se dá conta vê um projetil brilhante passar rapidamente do seu lado, cortando o vento que fez seus cabelos esvoaçarem acertando o chão e causando uma pequena explosão na areia fazendo a mesma erguer e jorrar em Diana. Ao limpar seu rosto e olhar para traz, via a mão erguida daquele anjo na direção de Diana, a aura vermelha em volta de si estava maior e tudo que Diana via era uma criatura cercada pela energia de raiva, ele dizia:

-Eu não irei tolerar tais palavras de uma criatura tão baixa como você! Você não se lembra, Aridiel!? Então realmente não adianta lhe dizer mais nada! Erga sua espada e sua armadura, eu farei se lembrar de tudo, como merece!!!

Após aquelas palavras, uma espécie de espadas duplas surgia nas mãos do anjo e uma armadura dourada e branca se formava em seu corpo.


Armadura - sem o elmo:

Arma:
[/color]
Brujah Girl
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 571
Reputação : 16

Diana - Miss ou Mister Simpatia

Mensagem por Brujah Girl em Ter Ago 30, 2016 7:28 pm

Aquele anjo estava repleto de ódio dentro de si e seus olhos e sua aura vermelha mostravam isso! Na boa, aquilo não era um anjo!!! Não podia crer que havia espaço para aquele tipo de negatividade vindo de um ser celestial, os representantes do Altíssimo. Não! Não podia ser.

A próxima reação da “criatura” é tão infantil e despropositada, que talvez naquele instante o queixo de Diana tivesse caído um pouco.

“Jogar algo em mim? É sério isso??”

Diana limpa o rosto recuperando sua visão após a explosão de areia, e após limpar o rosto recuperando a visão e se virar para a desagradável criatura, Diana não acredita que estava sendo “chamada para a briga”.

Diana suspira e revira os olhos. Balança a cabeça negativamente, ao ver o anjo empunhando sua espada e revelando sua armadura. Com certa tristeza responde:

– É sério isso? Você saiu do jardim de infância ou o quê? Você acha que isso é o que Deus quer?!? Que você use os dons que Ele te deu para agredir os outros? Tanta coisa acontecendo na porra do mundo e você jorrando ódio??? Anjo, orgulho e ódio não combinam, cara!!! Se liga!!! Eu não vou lutar com você!!!

Diana cruza os braços, mas usa sua energia celestial para fortificar seu corpo, pois podia esperar de tudo daquele pseudo-anjo-infernal, mas não iria empunhar sua espada sem um bom motivo para isso. Isso sim era blasfêmia!!!



OFF::
OFF: Como não sei o nível de doideira do sujeito, gasto 1pt de energia para ativar Fortificação.
Convidado
Convidado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Convidado em Sex Set 02, 2016 11:51 am

Diana Winters


Diana nunca imaginou que o seu primeiro encontro com um Celestial seria daquela forma... Não poderia ser pior, ou poderia? Aquela situação iam totalmente contra suas crenças pessoais do que era o mundo dos céus, esperava mais, esperava algo melhor, era como se estivesse tendo contato com ele pela primeira vez embora soubesse que tinha passado milênios ao lado de criaturas como aquele que levantava sua arma contra ela. Pela precaução, Diana erguia sua fortificação, tinha acabado de recuperar uma parte pequena de sua energia só para poder gastá-la em seguida... O Anjo gargalhava das palavras de Diana, mas via que aquela gargalhada havia um escárnio junto e então dizia:

- Se palavras cheias de blasfemia, hipocrisia e covardia serão suas armas, então essa luta está decidida! Você é a causa de um massacre pior que a discordia que qualquer mortal criou no mundo!!! Posso ser punido por isso, mas se você saiu viva depois do que fez, certamente serei perdoado em meu julgamento! Isso é por MELCHIOR!!!

Diana definitivamente não sabia do que aquele anjo estava falando, mas não era como se ela pudesse negar suas palavras, afinal ela não se lembrava de nada de sua vida de Celestial, mas não podia deixar de sentir lá no fundo que de alguma forma, aquele anjo tinha alguma razão... Logo o Anjo erguia sua mão e uma energia vermelha começava a se formar no centro dela... Seja lá o que fosse aquela energia, Diana já pressentia que aquilo não seria nada bom, ela tinha que agir, e agora... Ou levaria um golpe que desconhecia o nível de destruição.

Iniciativa:


Iniciativa de Diana

2016-09-02 08:39:00 Anjo rolls 1 die for Initiative 6 [initiative roll]

2016-09-02 08:39:05 Diana rolls 1 die for Initiative 9 [initiative roll]
Conteúdo patrocinado


Re: Santa Mônica

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Responder ao tópico

Data/hora atual: Seg Ago 21, 2017 10:43 pm