Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    A Trupe Desocupados

    Compartilhe
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    A Trupe Desocupados

    Mensagem por Aythusa em Sex Maio 13, 2016 12:38 am

    O sol brilhava naquela tarde, como todas as outras daquela estação. Os dias eram longos e quentes, e as noite úmidas com o céu sem núvens.
    A trupe viajava para mais um de seus espetáculos. Bonzor conseguira persuadir um dos membros do conselho da cidade para permitir que eles se apresentassem legalmente na mesma praça em que seria feio o comércio dos escravos. Dessa forma, o público seria maior, teriam crianças e adulos para entreter e, claro, haveriam mais pessoas dispostas a lhes pagarem uns tostões a mais pelas apresentações.

    Freyja conduzia a carruagem, guiando os cavalos que a puxavam penosamente. Eram quaro garanhões jovens e em boa saúde, um preto, um marrom e dois malhados. Fora Shilla quem escolhera os animais...  e simplesmente os adorava.
    A jovem estava agora colhendo maçãs para alimentar os cavalos antes de enrarem na cidade. Alguns peregrinos que encontraram no caminho disseram à eles que o Porto estava fechado, mas isso não era problema para a trupe, afinal escolheram entrar pelos arcos da cidade pelo portão da estrada principal.
    O Falcão de Shilla estava acompanhando o grupo observando no meio das árvores ao redor da estrada.

    Bella, por sua vez, estava trançando seu cabelo e cantarolando uma doce e suave canção de viagem, levemente distraída de tudo o que acontecia ao redor. Estava sentada ao lado de Freyja, na frente da carruagem que era, afinal, o palco para o espetáculo deles em breve.

    Bonzor foi o primeiro a avistar a entrada, e a longa fila que se seguia para entrar na cidade.
    Almoçaram ali na estrada, Shilla divertiu algumas crianças que estavam na fila com alguns truques de magia e seu falcão, Feryja aguardava sentada, limpando sua lança, e Bonzor ensaiava com seu sabre e com malabarismos, enquanto Bella enfeiou seus cabelos trançados com flores brancas, para combinar com seu vestido branco e azul marinho que usava.... Cantava para os casais e se preocupava em acertar rimas e versos de uma nova canção.

    Por fim, entraram na cidade. Bonzor precisou mostrar o pergaminho da autorização que o conselheiro da cidade lhe dera, pois os guardas da cidade estavam tentando proibí-los de montar a carruagem no centro da praça.

    Estavam perto da fonte, com visa de frene para onde seria o palco do leilão. Esperariam a noite para se apresentarem, como de costume.
    Shillla saiu com Freyja para olhar as barracas de tecidos e visitar o ferreiro, que Freyja queria. Bella, ficou pero da carruagem, comprou um doce, caminhou entre alguns enfeies simples de pedra anã e jóias élficas, e sentou-se próximo da fonte, onde começou a cantar novamente e atrair certo público... cantava uma canção que narrava o amor de um casal, cada um de uma família, que não podiam nunca ficar juntos... e o amor que eles sentiam os fulminou e os devorou por completo.

    Bonzor ficara na carruagem, onde montara o palco que iriam se apresentar mais tarde. Já estava com o roso pintado e com as roupas espalhafatosas e treinava o lançamento de adagas em alvos que posicionou em pontos seguros ali.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6982
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Lyvio em Sex Maio 13, 2016 7:20 am

    Preparando-se para o espetáculo a noite Bonzor estava empolgado, O palhaço, malabarista, arremessador de adagas estava empolgado com o público muita gente, muito dinheiro para os bolsos da trupe, como de costume ele se preparava com suas roupas espalhafatosas e maquiagem de palhaço na cara.

    Bonzor:




    Ao mesmo tempo iniciava a organização da carruagem para a montagem do palco, sempre dando uma pausadinha e treinando alguns movimentos com seu sabre, na verdade eram dois sabres aparentemente comuns. O palhaço também pausava para ouvir Bela cantar, a voz doce e suave da moça era um benção para seus ouvidos e sem dúvida para os ouvidos dos demais e Bonzor nutria um certo sentimento a mais por Bella.

    Depois de um tempo com quase tudo organizado ele chegou até a beira do palco e gritou para a multidão:

    -Venham, venham a trupe dos desocupados está aqui para alegria do povão! A melhor trupe de toda Faerum! Hoje a noite venham todos para cá, teremos arremesso de adagas, palhaçadas, show de música, jogos de azar, truques de mágica e o mais esperado de todo nosso show...

    Dizia ele fazendo uma pausa dramática e arregalando os olhos para causar suspense, após longos 5 segundos ele então fala:

    -O duelo! Sim, sim, Um duelo onde qualquer um de vocês pode me enfrentar num combate! Seria o senhor que poderia sobrepujar o palhaço mestre da sabre?

    Dizia ele apontando pra um senhor de idade avançada e muito gordo.

    -Você talvez!?

    Dessa vez ele apontava para uma mulher que tinha uma espada longa na bainha.

    -Você!?

    Agora ele apontava para um homem que vestia uma armadura de placas párecendo algum tipo de combatente.

    -MAS lembrando, ninguém pode ferir ninguém! Apenas mostrar seu potencial!

    Bonzor então põe a mão direita no lado esquerdo do rosto como se fosse cochichar algo mas fala no mesmo tom:

    -Para os homens é um bom teste para atrair as belas donzelas desse belo local! E para as mulheres é a chance de mostrar que um homem pra dominar você não pode ser maricas! Venham, venham todos!

    Ele continuava a chamar o público aos gritos para o espetáculo de logo mais a noite.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7834
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Elminster Aumar em Qua Maio 18, 2016 8:41 pm

    Bella trançava os seus fios de cabelo tão bem cuidados apenas para disfarçar o nervosismo que ela estava sentindo por dentro. Isso para não falar da raiva. Tudo bem, ela admitia que as coisas não iam bem e que a trupe tinha que ganhar dinheiro para sobreviver, mas implorar ao conselho de uma cidade escravista por uma chance de se apresentar não era o tipo de coisa que animava Bella. E eles ainda iriam se apresentar ao lado daquele comércio repugnante de pessoas!

    A cada passo pela praça era uma luta para disfarçar o seu desgosto, e às vezes ela tentava pensar em coisas que a deixavam animada, como a família e principalmente sua querida mãe. Ela estava com muita saudade, mas quem mandou entrar para uma trupe que viaja ao redor do mundo com os seus espetáculos? Foi difícil convencê-la dessa ideia no começo. A Voz da Manhã, como ela era conhecida em Vila Nova, era a primeira voz que os moradores da vila ouviam a cada novo dia. Ela gostava do lugar e eles gostavam dela. Mas Bonzor a convencera a se juntar à trupe. Bonzor, o palhaço, na verdade era muito mais do que um palhaço para Bella. Eles eram amigos, talvez até um pouco mais do que isso. Pelo menos da parte de Bonzor, e ela sabia disso. Por gostar tanto dele foi que ela aceitou as condições de tocar naquela horrenda praça.

    Quando chegava perto da hora de iniciar o show, Bella, sentada próxima a uma fonte, começou a cantarolar. Primeiro baixinho, para si mesma, e então foi aumentando o volume, atraindo aos poucos os olhares em sua direção. Sua voz saía límpida como a água que jorrava pela fonte, a canção era harmônica como dois pássaros apaixonados se cruzando no céu. Bella encenava enquanto cantava; era uma canção doce, mas poderosa. Sua voz era poderosa. Era incrível como uma garotinha de uma vila pacata conseguia cantar daquele jeito. Parecia até uma profissional de anos de experiência.

    Bella tinha deixado por conta própria um gorro velho de Bonzor no chão ao seu lado para que as pessoas de fora colocassem moedas ali dentro. Ela continuava a cantar, e logo Bonzor começou também atrair o público a sua maneira. O espetáculo começava a tomar forma, e Bella sorria por dentro a cada vez que alguém depositava uma moeda no gorro, e ela esperava que muitos fizessem isso.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Aythusa em Qui Maio 19, 2016 12:52 am

    Bella e Bonzor trabalhavam atraindo seu público para o espetáculo que começaria em breve, como era de costumo os dois fazerem.
    Freyja estava a mercê das vontades de Shilla, que quase nunca ajudava a atrair o público antes da apresentação, embora ela sempre atraísse crianças e mulheres com seus truques de mágica e brincadeiras com seu falcão.

    Bonzor convidava algumas pessoas a lutarem com ele. Claro, era um combate simbólico, apenas para demonstrar o talento e esbanjar suspiros nas mulheres da platéia.
    Foi um garoto, com pouco mais de 15 anos, quem se ofereceu para a brincadeira com o palhaço.
    Era um rapaz bonito e forte, aprendiz do ferreiro da cidade e estava de folga naquela tarde, para o leilão e a feira de comércio que crescia.

    - Eu luto contra você, palhaço!

    Isso arrancou vivas e aplausos da platéia. Todos sabiam dos sonhos do garoto em conseguir um cargo na guarda da cidade, e aquele seria um bom momento de mostrar que sabia manejar um sabre ou espada, e não apenas em fazê-los.

    Tinha os cabelos negros e curtos, a pele branca levemente queimada pelas horas de trabalho. Os braços eram musculosos e ele vesia um colee de couro marrom e calças de algodão na cor azul escuro. Era um rapaz bonito de um jeito meio selvagem que, parecia, arrancava olharares desejosos de algumas mulheres jovens na platéia que Bonzor juntou.

    Até mesmo Shilla eFreyja estavam no meio da multidão. Shilla estava comum bracelete novo e um vestido vermelho ainda mais belo que os que ela usava. Ela economizara de todos os seus show para poder comprar essas coisas, enquanto Freyja estava apenas com um saco de comida para aquela noite.

    Bella, por sua vez, estava cantando atraindo seu pequeno público enquanto seu pequeno gorro ficava cada vez mais pesado.
    Ao final da canção, ela virou-se e avistou Bonzor no palco recém arrumado da trupe com um outro rapaz...
    Ela, em inspiração, começou a cantar uma canção sobre batalhas e bravura, de amor e tragédia. Era uma música conhecida por poucos, que aprendeu na parte Sul da Costa quando visitou um pequeno vilarejo, por isso ninguém cantou junto com ela.
    Enquanto ela cantava, observou que ao fundo de seu punhado de platéia havia um homem estranho, com o rosto tão imóvel quanto uma máscara, vestido com roupas escuras e agindo de forma suspeita.

    Ele se esgueirou para detrás da tenda que ficava ao lado do palco onde seria o Leilão dos Escravos. Ali, no palco, ela pôde observar um meio-elfo conversando com outros quatro homens, vestidos dessa mesma forma suspeita... Antes de se separarem e sumirem, deixando apenas o meio-elfo ali.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6982
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Lyvio em Qui Maio 19, 2016 3:25 pm

    Bonzor da um sobre-salto para trás quando é desafiado pelo jovem garoto, ele faz uma expressão caricata de medo com a boca bastante aberta, os olhos arregalados e a mão direita tapando parte da boca enquanto seus olhos maquiados percorrem a reação das pessoas.

    -Muito bem! parece que um jovem garoto quer impressionar as jovens donzelas dessa cidade! Me diga garoto qual seu sonho? Pelas suas vestes você me parece um legítimo ferreiro, quer forjar a melhor arma que já existiu?

    Bonzor indagava um pouco o jovem para saber sobre ele, o palhaço gostava de conhecer as pessoas que interagia.

    -Você tem alguma arma consigo? Se não...

    O palhaço vai até uma prateleira e retira um pano de cima dela e algumas armas já velhas eram vistas, desde adagas até cimitarras, todas desgastadas e velhas.

    -É só o que tenho...pode escolher a que preferir!
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7834
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Elminster Aumar em Dom Maio 22, 2016 10:51 pm

    O gorro de Bonzor logo encheu-se do barulho de moedas tilintando, e ao terminar a sua última canção, ela amarrou o gorro e guardou-o em sua mochila. Essas moedas devem ser o suficiente para tirar o meu peso na consciência, disse a menina, torcendo para ser verdade. Naquele exato momento, ela avistou um cara de aspecto estranho, logo se reunindo com outros quatro caras também estranhos.

    Enquanto o palhaço fazia a diversão de um garoto (que não era tão garoto assim, ele devia ser no máximo um ou dois anos mais novos que Bella), a Voz da Manhã foi de encontro a Shilla e Freyja na multidão, em passos apressados e tentando ser discreta, sempre com um olho no meio-elfo que restara do bando suspeito.

    - Meninas, meninas... - disse ofegante ao se aproximar das duas. - Eu vi um cara que... eu não sei explicar bem, mas ele me causou um certo arrepio. Eu o vi perto do local onde tão fazendo aquela crueldade com as pessoas... Eu não sei, mas ele me pareceu bem malvado, e a julgar pelo local que o vi, acho que os meus sentimentos estão certos... Ele se reuniu com outros homens igualmente suspeitos, mas depois eles se mandaram, e só restou um com as orelhas pontudas. Acho que é um meio-humano, ou meio-elfo, não sei.

    Bella tentava falar baixo, apesar de seu nítida agitação sobre o assunto.

    - Eu pensei que podíamos ir averiguar isso, sabe... antes do show começar.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Aythusa em Sex Maio 27, 2016 2:39 am

    Toda a platéia formada por Bonzor o aplaude após seu sobre-salto e sua cara de espanto.
    Enquanto fazia isso e as pessoas aplaudiam e riam divertidas com as expectativa, o jovem aprendiz de ferreiro subia no palco em que o palhaço estava.

    Fazendo uma referência para o palhaço, educada e polida, ele se apresenta:

    - Sou Ghafanor, filho de Khranor. Trabalho para o grande mestre Dvalinn do clã de Kythera, ferreiro desta cidade e de vários exércitos.

    Ele se gabava enquanto falava, não sobre a sua posição mas a de seu mestre. Dava para ver que ele o admirava e respeitava.

    Não respondeu sobre o seu grande sonho. Acreditava que guardá-lo o tornava mais precioso e mais certo de acontecer.

    - Um homem que trabalha com ferro nunca abandona sua espada, senhor.

    Dizendo isso, seu amigo que estava na platéia trouxe o cinto de sua espada. Naquele momento o jovem se mostrou muito orgulhoso, pois parecia que tinha seu próprio escudeiro que carregava suas armas, mas na verdade era apenas um amigo que havia aceitado ver com ele o leilão.

    Com o som da espada sendo desembainhada, o público vibrou em mais aplausos e uivos de vivas.

    - Prometo não machucá-lo, palhaço.

    Disse Ghafanor, rindo como se fosse ele o dono do evento, e não Bonzor.
    De todas as lições que teve com Dvalinn, a humildade foi a que nunca aprendera de verdade, por isso continua a malhar a bigorna e nunca fazia armas de importância para a guarda da cidade, como desejava. Seu mestre coninuava lhe ensinando a fazer panelas, canecas, dobradiças de portas... uma única vez vendeu um escudo seu.
    E esse ressentimento que sentia pela educação severa do anão de Kythera nunca lhe escapava do peito, apesar de sua admiração.

    ~*~

    Bella por sua vez conseguiu juntar uma boa quantidade de moedas. Claro que nenhuma delas eram peças de ouro, a maioria era de cobre e algumas poucas de prata, porém sentia-se grata por tê-las conseguido.

    Após observar o meio-elfo e os outros que estavam conversando com ele, decidiu procurar Shilla e Freyja para verificarem aquela estranha situação.

    Encontrou as meninas assistindo Bonzor. Freyja olhou de Bella para Bonzor e depois para Shilla. Por um momento ela considerou se o palhaço precisaria de sua ajuda para atrair o  público ou lidar com o aprendiz de ferreiro fanfarrão que queria aproveitar a chance para se exibir. Porém, antes que pudesse dizer alguma coisa, o assobio de Shilla chamando seu Falcão a calou:
    Foi a jovem feiticeira quem falou primeiro:

    - Se acalme, Bella. Eu vou com você, Zion pode ir na frente para ficar de olho no sujeito... E você, Freyja? Que tal ajudarmos Bella com isso? Parece que esse grupo a deixou realmente intrigada.

    Freyja deu de ombros. “Bonzor é bem crescidinho...” disse ela para si mesma, mas teve o cuidado de contar os guardas próximos das carruagens da trupe e se certificou que eles estivessem interessados o suficiente na apresentação para acudir Bonzor caso fosse necessário.
    Assentiu com a cabeça, mais como uma nota mental do que para as meninas que estavam falando consigo e, enquanto elas já haviam interpreado que Freyja iriam com elas, a lanceira disse-lhes:

    - Está certo, mas não nos atrasemos por causa disso. Não creio que demorará muito para que o Leilão comece e, depois, nós comecemos.

    Dito isso as duas pediram para Bella guiarem-nas até onde ela viu tudo acontecer, para que pudesse procurar os suspeitos.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6982
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Lyvio em Sab Maio 28, 2016 3:30 pm

    Bonzor se posiciona eretamente em frente ao garoto e apontando para ele pede palmas da plateia, assim que todos aplaudem o palhaço abaixa-se na altura da orelha do garoto e sussurra:

    -Não vou facilitar...

    Então dá uma pirueta reversa indo para trás ao mesmo tempo que sacava uma de suas sabres.

    -As regras são as seguintes, serão cinco rendições, ou seja quando um de nós ser colocado em ameaça, como por exemplo uma espada próxima a garganta é uma rendição, ao final de cinco, quem pontuar mais vence!

    Em guarda!


    Dizia Bonzor enquanto fazia sua postura de combate esperando o movimento do garoto.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7834
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Elminster Aumar em Qua Jun 01, 2016 10:27 am

    Bella assentiu para as duas.

    - Temos que achar aquele meio-elfo e pegá-lo enquanto ele está sozinho.

    A garota não tinha muita certeza sobre a maneira certa de agir, talvez por isso ela tenha ido pedir ajuda às suas amigas. O seu coração ainda estava pesado por eles terem que se apresentar num lugar como aquele, e ela queria recompensar a náusea que sentia pelo comércio de escravos com atitudes boas. E no momento investigar aquelas pessoas suspeitas parecia ser a coisa certa a fazer.

    Bella começou a guiar Shilla e Freyja até o local em que vira o meio-elfo, tomando os cuidados de não parecer estar a procura dele. Quando o avistasse mais de perto, ela tentaria enxergar melhor os pertences que ele carregava, como armas ou outras coisas perigosas, e em seguida esperaria alguma sugestão de suas amigas mais experientes.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Aythusa em Qui Jun 09, 2016 5:09 pm

    Quando Bonzor sussurrou no ouvido do menino, tudo o que ele fez foi rir virando o rosto para a platéia.
    Educadamente ele acompanha os aplausos de todos após as pirueta do palhaço, em seguida beija cerimoniosamente a própria espada, faz uma reverência a Bonzor e se posiciona para a apresentação.
    Após alguns minutos ninguém se mexeu, um observava o outro atentamente, sem piscar os olhos, até que a juventude do rapaz o incitou em atacar Bonzor.
    Foi um ataque descuidado. Seus pés estavam na posição certa, mas seu ímpeto foi grande demais o que fez com o que Bonzor se esquivasse facilmente do primeiro golpe.
    Rapidamente ele gira o corpo , fazendo a espada cortar o ar procurando acertar um golpe em no palhaço com a parte lateral da espada.
     
    A platéia urrava emocionada e entusiasmada com os primeiros movimentos do espetáculo.
     
    ~*~
     
    Enquanto isso Bella, Freyja e Shilla procuravam o meio-elfo.
    A barda mostrou-lhes onde ela os vira reunidos, mas nenhum deles estavam ali aparentemente.
     
    - Vou com Bella olhar melhor ao redor do palco. Freyja, você pode ficar observando a tal barraca e viscalizar o palco em busca de maiores informações, sim?
     
    Freyja assentiu com o plano e elas se separaram. Shilla não tinha realmente pensado em alguma coisa, porém parecia ser uma boa idéia olhar as coisas ao redor para poder procurar pisas que as direcionassem melhor.
     
    O palco era feito de madeira, com uma elevação de pelo menos um mero de altura do chão. Era uma construção fixa na cidade, apenas era alterada a decoração.
    No momento as laterais do palco era coberta por tecido grosso com as cores da cidade (amarelo, azul e vermelho), com algumas vigas de madeira fina postas na vertical para que o tecido não se erguesse nem inflasse, assemelhando-se a uma parede ao invés de uma barraca imensa.
     
    As duas meninas estavam esgueirando-se para a parte de trás do palco, procurando não levantar suspeitas para os poucos cidadãos que passavam próximo dalí e não querendo chamar atenção dos membros que estavam dentro das barracas ali próximos.
    Bella pode ouvir um homem rir alto de uma piada qualquer dentro de uma delas.
     
    Shilla procurava algo suspeito quando ouviu um barulho estranho: o som de vozes abafadas.
     
    - Está ouvindo isso, Bella? – Perguntou a feiticeira a jovem. – Parecem vozes... mas não são das barracas.
     
    Bella se esforçou para ouvir e conseguiu identificá-las, embora não entendessem o que falavam. Não parecia ser uma língua diferente, apenas era sussurrada e abafada demais para ser compreendida.

    Nesse momento, Bella percebeu a entrada para uma espécie de porão, entrando pelos fundos do palco. A porta de madeira era bem escondida, porém a jovem percebeu que a voz ficava mais alta por ali e, após procurar cuidadosamente, viu as dobradiças de aço que a prendiam na lateral do palco.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6982
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Lyvio em Sex Jun 10, 2016 7:50 am

    Bonzor evita facilmente o primeiro ataque em mais uma pirueta e quando o rapaz gira a lâmina tentando acertá-lo ele mergulha e rola no chão afastando-se do garoto terminando o movimento de joelhos frente a platéia com uma expressão de surpresa e medo.

    -Que perigo, que perigo!

    Ele rapidamente levanta e toma a posição de combate, então de súbito saca uma adaga com a mão esquerda e arremessa próxima aos pés do garoto para distrai-lo, quase no mesmo instante já avança num passo de esgrima frontal na tentativa de surpreender o garoto e conseguir a primeira rendição. O palhaço pretendia iniciar com uma vantagem para então facilitar as coisas para o garoto e deixar o combate mais emocionante.

    Ele pretendia fazer um a zero, então deixaria o rapaz virar para dois a um, sacaria sua segunda sabre para deixar o combate ainda mais emocionante, empatar no dois a dois e finalizar num três a dois.

    Tudo já estava tramado na cabeça do palhaço.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7834
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Elminster Aumar em Sex Jun 17, 2016 10:25 pm

    O meio-elfo não estava no mesmo local que Bella o havia visto anteriormente, então as três meninas tiveram que se separar para procurá-lo com maior rapidez. Freyja ficou para trás, responsável por observar a barraca e os seus arredores, enquanto Bella seguia o caminho com Shilla contornando o palco.

    - Será que Freyja vai ficar bem sozinha? - perguntou a menina com receio. Bella tinha mais amizade com a feiticeira, mas também gostava bastante da honrada Freyja. Ela gostava de todos da trupe, para dizer bem a verdade.

    As duas amigas caminhavam até que elas começaram a ouvir vozes. Shilla foi a primeira perceber.

    - Eu estou ouvindo também... elas parecem estar vindo debaixo do palco!

    A percepção daquela verdade assustou Bella. Como alguém pode pensar em construir um esconderijo dentro do palco de apresentações?, pensou a garota. Ela não tinha certeza que aquilo era um esconderijo, pois até onde se sabe, podia ser um local para a administração das festas na cidade ou algo do tipo, mas o fato da porta de madeira ter sido difícil de achar tornava a coisa toda um tanto suspeita e Bella se perguntava se as autoridades tinham ciência daquilo.

    As vozes vinham abafadas e pouco dava para ouvir do lado de fora.

    - Afaste-se, amiga - sussurrou Bella à Shilla.

    Concentrando-se no que tinha que fazer e mantendo-se pelo menos cinco metros afastada da porta, Bella ergueu as mãos e começou a murmurar palavras de poder. Agitando as mãos no ar para simular o movimento que ela queria, Bella tenta, com a magia de mãos mágicas, abrir levemente a porta. O pior que poderia acontecer era a porta estar trancada.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Aythusa em Dom Jun 19, 2016 4:18 am

    Bonzor já havia passado por várias lutas e encenações com inúmeros espadachins ao longo do tempo que passou com a trupe e a experiência estava a seu favor.

    Quando lançou as adagas, como esperado, o menino de assustou e deu passos apressados para trás, olhando para o chão à sua frente onde as adagas fincaram na madeira do palco da trupe.
    Antes que pudesse se recuperar, Bonzor avançou para atacá-lo. Afoito e desajeitado com a sequência de movimentos do palhaço tentou erguer a espada para se defender tarde demais, e viu-se com a ponta da espada de Bonzor em sua garganta.

    A platéia vibrou em aplausos enquanto alguns homens riam do menino ter perdido para um palhaço.

    Antes que Bonzor pudesse se preparar para o segundo round da apresentação, o menino deu uns passos para trás afastou sua espada com sua lâmina e saltou em mais um ataque, com o orgulho ferido e mau humorado com a vergonha que passou, seu golpe foi rude, cruel e descuidado.

    Bonzor conseguiu se esquivar do ataque repentino do menino, mas não sem ter parte de seu uniforme rasgado pela ponta da lâmina do garoto, revelando parte de sua costela.

    ~*~

    - Freyja sabe se cuidar, Bella. E Zion está de olho nela... me avisará se estiver em perigo.

    Foi a resposta de Shilla para a barda ao ouvir a preocupação da menina. A jovem ruiva estava mais preocupada com a situação tensa que estava descobrindo do que com Freyja. E era verdade que seu falcão olhava Freyja.

    Ao avistar o sótão que debaixo do palco, ela fica tensa e sente seu corpo arrepiar.
    Porém, ao ver que a menina usaria magia, ela dá sua mão à jovem ajudando -a com a energia da magia.

    Bella decidiu que tentaria abrir a porta de longe, recolheu alguns pedaços de metal de sua algibeira e mentalizou o pequeno trinque que prendia a porta fechada, ou meramente encostada.
    Ela murmurou uma palavra de magia que conhecia e fez um pequeno furo na de seu dedo com o pedaço de metal, para dar energia à magia que conjurava.

    Ela sentiu seu braço gelar um pouco e, de onde estavam, começou a fazer os movimentos com a mãos para abrir a fechadura da porta.

    Ela conseguiu.

    A porta se abriu e, ao ser aberta, um homem com máscara sai de dentro e procura a pessoa que a abriu.

    Shilla rapidamente puxa Bella tirando-a de seu tranze momentâneo da magia e levando-a para trás de uma barraca.
    De lá às duas viram quatro pessoas de máscaras, exatamente iguais as que Bella vira antes, sair de dentro do lugar, encostando a porta antes de se misturarem na multidão.

    O meio - elfo não estava com eles.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6982
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Lyvio em Seg Jun 27, 2016 10:05 pm

    Bonzor percebe irritação do garoto e sorri, então direciona as palavras para apenas o garoto escutar:

    -Se você continuar a se deixar influenciar por fatores externos ao combate você nunca vai se tornar o que pretende ser, entenda garoto, a frieza e concentração faz parte de um grande combatente, esqueça os outros e se concentre em mim...

    Bonzor toca o rasgão de suas vestes e olha para o garoto complementando:

    -Você poderia ter me ferido seriamente num combate de encenação. Guarde sua raiva para seus inimgos, eu estou aqui para ajudá-lo a melhorar. Não cometa os erros desses idiotas... Não me despreze por ser um palhaço, sou muito mais mortal do que qualquer um de vocês aqui, participei de muitos combates e aventuras, tenho muito a te ensinar nesse combate assista se concentre e aprenda.
    Um dia você vai me agradecer e lembrar desse momento.

    Bonzor sorri mais uma vez e novamente toma a postura de combate

    -Em guarda!
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7834
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Elminster Aumar em Qui Jun 30, 2016 10:21 pm

    Bella quase foi pega em flagra pelos homens de máscaras que saíram pela porta dos fundos do palco. Sua amiga, Shilla, a havia salvado, puxando-a no momento certo para detrás de uma barraca.

    - Obrigada - Bella agradeceu apenas movendo os lábios. A educação nunca lhe faltava, mesmo em situações tensas como aquela.

    Se a garota estava feliz por sua magia ter funcionado como queria, por outro lado ela estava preocupada. O que essas pessoas estranhas estavam fazendo ali? Os quatros lhe pareciam muito suspeitos, e aquilo a preocupava. Ela não sabia muito bem o que poderia - ou o que esperava - encontrar de errado naquilo tudo, mas o seu coração palpitava energicamente, avisando-a do perigo que corria em se meter com algo que não era da sua conta. Sua querida mãe sempre lhe dizia para não se meter na vida dos outros.

    Bella percebeu que os homens apenas haviam encostado a porta. Ela olhou para a porta, depois olhou para eles saindo em direção a multidão, voltou a olhar para a porta, e então disse de modo decidida à Shilla.

    - Fique no encalço deles, amiga, eu vou ver o que tem debaixo do palco.

    Se Shilla não se opor à sua ideia, Bella irá adentrar o local em que os homens mascarados acabaram de deixar.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Aythusa em Qui Jul 07, 2016 2:32 am

    Ao ouvir o que o palhaço fala, o menino lhe responde no mesmo meio tom, porém com um ódio genuíno:

    - Você não sabe o que eu quero, palhaço. Não pense que pode me ensinar alguma coisa!!!

    A arrogância do garoto era intensa. Ele não conseguia entender que Bonzor era um ótimo espadachim e que sabia ler o desejo de quem almeja se tornar um esgrimista ou guerreiro. Afinal, o palhaço conhecia muita gente e vivenciou muitas histórias.

    Ignorando o discurso do palhaço, cego por seu ego e arrogância, ele volta a tomar sua posição de ataque, e quase que imediatamente após Bonzor falar para ficar, ritualisticamente, para ficar em guarda, ele avança novamente em uma investida cega.

    A plateia sentia a tensão no palco exalando misturada com o suor dos dois combatentes. Obviamente Bonzor estava sob controle da situação, dada sua experiência, e tinha o intuito de dar emoção ao público e por isso encenava o combate com desenvoltura e maestria dignas de um mestre e com o divertimento cômico natural da trupe.

    O aprendiz golpeava incessantemente, inicialmente usando a espada como uma agulha, procurando espetar Bonzor com ela. No entanto sua arma não era adequada para esse movimento, por ser uma espada de batalha e não uma lâmina de esgrima, e cansou-se rapidamente, dando ao palhaço a chance de contra atacar…

    ~*~

    Shilla ouviu o que Bella disse e ficou um momento em silêncio. Ela não estava acostumada em ver sua amiga tão decidida em se colocar em perigo, pensava em Freyja e tentou imaginar o que ela faria em seu lugar.
    Depois desse momento refletindo, ela deu um assovio alto e agudo e Zion desceu até ela, pousando em seu braço.


    - Zion, preciso que observe aqueles homens…


    Dito isso, ela liberou o seu falcão, que seguia sempre suas ordens demonstrando ter mais inteligencia que as outras criaturas de sua espécie, e ela disse a Bella:

    - De jeito nenhum você vai sozinha. Zion seguirá aqueles homens… e eu vou com você. Não sabemos o que tem ali debaixo e talvez você precise de ajuda.

    Decidido isso, as duas entraram no pequeno “porão”.


    Era um lugar estreito e baixo. Bella, que era menor que Shilla, conseguia se mover melhor na penumbra, porém Shilla precisava se encurvar.
    A feiticeira pegou um pedaço de vela que tinha em sua algibeira e a acendeu, iluminando um pouco o espaço… Não queria chamar a atenção com uma luz mais intensa e aquela era fácil e rápida de se esconder depois.

    O lugar estava muito limpo, o que era bem estranho dado ao que era: um porão oculto debaixo de um palco pouco utilizado da cidade. Haviam vidros com pequenas coisas por cima de mesas baixas de madeira, algumas coisas estavam cobertas com panos longos e pesados, havia uma poltrona e vários livros.
    Também era possível ver uma torta pairando sobre a mesa e um jarro que possivelmente continha água ou outra bebida…
    Haviam vários sacos de dormir amontoados em um canto, devidamente arrumados.

    - Parecem que estão prontos para irem embora rapidamente… Está tudo em ordem demais por aqui.

    Sussurrou Shilla, sem saber ao certo o que procuravam examente.

    - O que pretende encontrar aqui, Bella?
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6982
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Lyvio em Qui Jul 07, 2016 8:33 am

    Percebendo que o rapaz não lhe ouvia e sequer o respeitava Bonzor decide mostrar todo seu potencial para acabar rapidamente com tudo aquilo:

    -E agora o show vai ficar interessante meus amigos da platéia!

    O palhaço então balança sua manga esquerda, ele sacode o braço para cima e a sabre sai de sua passando por sua mão até que o palhaço agarra o cabo de modo que parecesse que ela surgiu nas mãos do palhaço devido a tamanha velocidade que ele sacolejou seu braço.

    -Voilá! Mais uma filhota entra no combate! Vejam como é linda!

    Dizia ele com um olhar maternal para sua segunda sabre e a beijando logo em seguida.

    -Vamos ajudar o papai a brincar?

    Dito isso ele se posiciona com as dua sabres em combate, a que estava na mão direita mais acima na altura de sua cabeça a que estava a mão esquerda mais abaixo, na altura de sua cintura. O bufão avança sobre o garoto desferindo vários golpes com ambas as armas, golpes rápidos e habilidosos demostrando toda sua capacidade de combate. Com isso ele pretendia completar as quatro restantes rendições rapidamente.

    -Ser humilhado vai ajudá-lo a crescer... Pensava o palhaço.

    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7834
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Elminster Aumar em Sex Jul 08, 2016 9:54 pm

    Mesmo tendo sido contrariada, Bella não podia negar a si mesma que ficara aliviada com a teimosia de sua amiga em segui-la. A jovem garota não sabia o que podia encontrar naquele porão, e ter a companhia de alguém mais experiente e, sobretudo, de uma amiga, fazia o seu coração ficar menos pesado ao adentrar o porão escuro do palco.

    Shilla acendeu uma vela, iluminando o ambiente. Não era uma luz forte, mas o suficiente para ver o que havia ali embaixo. Móveis, livros, frascos... e uma torta acompanhada de um jarro.

    - Eu não sei o que podemos encontrar aqui - respondeu Bella de modo sincera à sua amiga. Ela caminhava em direção à torta e tocava nos objetos que tinha no caminho. Uma hora ela roçou o dedo indicador na superfície de uma mesa de madeira à procura de pó. - Sabe, eu achei que ia encontrar um lugar mais incriminador - disse se recostando na mesa ao lado da torta.

    Bella deu uma olhada em direção aos livros, vendo se via algum papel solto do que poderia ser parte de um contrato. Depois ela ergueu o jarro e olhou dentro dele, para ver que bebida havia ali. Deu uma cheirada na boca do jarro.

    - Não parece ter nada fora do lugar - disse a garota que até então não notara nada de diferente. - Eles até fizeram uma torta, veja. E só eu sei como a minha barriga ta faminta, Shilla. Não comi nada desde o almoço. Faria algum mal se eu comesse um pedaço dessa torta?
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Aythusa em Sex Jul 15, 2016 6:12 am

    A plateia aplaudiu com urros de emoção quando Bonzor retirou “de dentro da manga” o outro sabre. Era evidente o quanto estavam adorando o espetáculo deles, todo o publico se exaltava a cada movimento e golpe de um dos dois participantes.

    Apesar da arrogância de Ghafanor, o menino com quem lutava, ele estava muito satisfeito com a quantidade de pessoas que se amontava para assistir sua performance. Se Freyja estivesse alí com ele poderia ser um grande espetáculo, porém este seria um ato para a apresentação da noite, depois do grande leilão que em breve começaria.

    Bonzor pretendia ensinar uma lição no menino e abandonou o primeiro plano de deixar-se ser derrotado pelo rapaz para dar mais emoção à plateia e seguiu golpeando com uma agilidade incrível.

    Seus sabres pareciam  dançar com ele, como duas amantes em uma dança perigosa. O menino ficou afoito com tal movimento e sua espada era mais pesada e não acompanhava muito o movimento do palhaço e percebeu que precisaria de agilidade caso desejasse ganhar algum round e preservar sua honra, se é que ainda a possuía a esse ponto.

    Ele defendeu uma, duas, três vezes… seguindo afastando-se o esgrimista até tropeçar no que era quase o final do palco, perdendo o seu equilíbrio e, não conseguindo recobrá-lo, caiu no chão, com a cabeça para o lado de fora do palco e os dois sabres de Bonzor cruzados em seu pescoço.

    Ele estava embaraçado, vermelho de vergonha e raiva pela humilhação que sofria.
    Após reerguer-se, olhou para a plateia que ria e aplaudia o membro da trupe com muita euforia e notou alguns guardas rindo uns com os outros.

    Ele embainhou sua espada novamente, desatou o cinto da espada e o jogou para o canto do palco, livrando-se do peso extra que tinha.

    - O senhor é ágil e habilidoso, palhaço! Agora eu aceitaria uma de suas armas, que me ofereceu no início…

    Ele escolheria armas leves, para que não pesasse novamente e não atrasasse seus movimentos no combate. No entanto, escolheria alguma arma curta ao invés de longa… pois não tinha treino com armas longas e leves em demasia.

    ~*~

    Bella ficou um pouco desapontada por não conseguir encontrar nada realmente útil ali debaixo. Pediu para que Shilla se aproximasse na estante com os livros com a vela para que ela procurasse algum pergaminho… sua amiga a ajudou, pousando a vela e abrindo os livros enquanto conversavam sobre o que poderia haver ali e o que estava acontecendo naquele lugar.

    No meio dos livros, a única coisa que Bella encontrou foi um desenho feito recentemente (pois o carvão usado para desenhar ainda borrava a mão da barda quando o tocou). Era a imagem de um homem magro, com o rosto pintado curiosamente, cabelos desgrenhados e – o que parecia mais estranho – uma mão de osso. Como se a mão estivesse morta enquanto presa junto ao corpo dele.

    (off: o desenho é a “foto” do Acognir).

    A jovem a guardou e depois se dirigiu para onde estava a torta. A bebida que estava no jarro era vinho, e parecia ser forte e de uma boa marca. O estômago da menina roncou cobrando-lhe que lhe desse algo e a torta pareceu bem mais apetitosa. Após se aproximar e olhar melhor a torta, notou que ela era de maçã.

    - Acredito que não haja problemas, Bella. - respondeu Shilla. A mulher foi a primeira a servir-se um pedaço da torta e cortou outro para a sua amiga. - mas não coma muito. - disse, de boca cheia. A torta já estava iniciada e os dois pedaços apenas a deixou pela metade.

    Nesse momento Shilla ouviu o som de seu falcão, Zion, avisando de que os homens estavam próximos e voltando para onde estavam.


    - Droga! Bella, eles estão voltando!


    As meninas tinham apenas duas opções: saírem do local e arriscarem serem vistas ou continuar alí e tentar se esconder. Havia um baú com alguns tecidos (que era usado para decorar tendas de homens mais ricos) que caberia Bella, por ser pequena e esbelta, e Shilla poderia se esconder precariamente atrás de uma espécie de cortina, que era na verdade um grosso tecido que jorrava por toda a parede do local.

    Elas deveriam agir rápido, e as duas opções que elas tinham não eram muito seguras.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7834
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Elminster Aumar em Sex Jul 15, 2016 9:02 pm

    Bella fitou o desenho por longos segundos, espantada com aquela imagem horrível, e depois de mostrá-lo para sua amiga, guardou-o em sua veste. À mesa, a garota rejeitou a bebida assim que a identificara pelo seu cheiro. Ela não gostava de vinho. Só havia tomado uma vez e a experiência foi tão ruim que ela chegou a cuspir a bebida no chão. De um modo geral, qualquer bebida alcoólica a deixava mal. A torta, por outro lado, parecia deliciosa, e com a aprovação de Shilla, as duas comeram um generoso pedaço.

    - Você não devia falar com a boca cheia! - disse Bella para a sua amiga, mas ela também estava com boca cheia, de propósito. Ela riu da cena, fazendo pequenos pedaços da torta caírem de sua boca, até que o aviso de Shilla cortou todo o alívio cômico momentâneo e a trouxe de volta para a realidade. - Temos que nos esconder!

    Bella logo avistou o baú com alguns tecidos. Era o suficiente para ela. Em nenhum momento Bella pensou em tentar do sair do lugar. Primeiro, porque elas podiam ser vistas. E em segundo, aquela era a chance perfeita de descobrirem algo mais. Porém, era arriscado. A garota apontou a cortina para que a sua amiga se escondesse lá, enquanto ela se enfiava no baú e jogava os tecidos por cima do seu corpo.

    Seu coração estava acelerado.
    Conteúdo patrocinado


    Re: A Trupe Desocupados

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 2:01 pm