Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Prólogo: Despedidas

Compartilhe
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7753
Reputação : 24
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Prólogo: Despedidas

Mensagem por Elminster Aumar em Qua Jul 20, 2016 9:21 pm



Flint parecia surpreso vendo a forma que Jack se posicionava sobre aquele assunto. Stivenson, aparentemente sentindo-se envergonhado de ter erguido a arma por qualquer barulho que tenha ouvido, abaixou o cano do fuzil, embora tivesse mantido a arma em suas mãos. Ele não queria se passar de inseguro, mas possuía os seus princípios e o seu dever. Flint voltou a se acomodar no confortável banco da carruagem e deu uma ajeitada em seu chapéu, que estava um pouco torto sobre a cabeça.

- Com você me falando essas coisas, me veio a mente os anões, os elfos, os gobbers e todas essas raças que vivem em nosso mundo. Eles poderiam ser classificados como monstros, assim como nós, humanos, poderíamos ser os monstros sob a ótica deles, como você bem disse. Porém, todos nós, somos seres civilizados. Construímos cidades, criamos leis, trabalhamos duro para manter a sociedade em que vivemos em pé. Desses povos eu não tenho medo, ainda que haja maus elementos entre eles. Agora lobisomens ou criaturas dos ermos é um pouco diferente... eles são selvagens e portanto, imprevisíveis. Eu já ouvi muitas histórias e acredito que você também. Histórias de mortos que caminham sob a luz da lua, por exemplo. Histórias das bestas famintas que a Serpente Devoradora criou nas origens do mundo e que hoje, mais do que nunca, estão prontas para darem às caras e fazerem o serviço de seu criador. Eu poderia não acreditar nessas histórias, mas eu escolhi acreditar e ser um homem precavido, do que fingir que tudo não passa de contos infantis para assustar crianças.

Jack conhecia a lenda da Serpente Devoradora, conhecida como a Fera de Todas as Formas, uma divindade que se opunha com todas as forças à Menoth, o Juíz, o deus que moldou Caen e a extensão de seu sol como ele é hoje. As duas divindades tem travado embates brutais e titânicos de tempos em tempos desde o início das eras, pelo menos é o que os mais importantes teólogos do mundo acreditam.

- Deixemos as coisas que não podemos provar de lado... - disse Flint, tentando recomeçar um assunto perdido. - O senhor disse que tinha algo em mente a respeito da situação do prefeito. Um plano, talvez. Gostaria de compartilhar conosco?



Makaveli Killuminati
Adepto da Virtualidade
avatar
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1763
Reputação : 2
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Prólogo: Despedidas

Mensagem por Makaveli Killuminati em Seg Jul 25, 2016 2:16 am

- Se tivéssemos que cuidar de Lobisomens neste serviço para o prefeito, seria muito mais fácil... Selvageria é o quê você espera deles... Vejo mais imprevisibilidade em alguém que possa medir cada passo e articular seus métodos... Além do mais, quando você se deparar com um Lobisomem, você vai saber que ele é um Lobisomem... Os assassinos ao qual temos que conter não fazemos ideia de como são, como agem, ou até mesmo se já cumprimentamos eles alguma vez na vida e sequer desconfiamos... - O ponto de vista de Flint era completamente o oposto ao de Jack, que mal poderia conceber que estava discutindo sobre previsibilidades de lobisomens. - É... Esse assuntou já se alongou demais. - O gatuno concordou com Flint após o mesmo ter se convencido de encerrar o assunto sobre o sobrenatural.

O questionamento de Flint acusa sua curiosidade, e neste momento o gatuno o lia se atentando a qualquer detalhe que pudesse demonstrar qualquer motivação estranha que não uma pura e simples curiosidade. A resposta para Jack nunca fora tão fácil e óbvia, escapando uma risada abafada e seca antes de realmente responder. - Prefiro manter em segredo, senhor Flint... - Uma das sobrancelhas fica levantada, como uma tirada sarcástica, lembrando que o próprio Flint não abriu mão de informações que poderia ter entregue ao gatuno.

Jack se silenciou e aquietou no lugar, quase pegando no sono com o balançar da carruagem.
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7753
Reputação : 24
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Prólogo: Despedidas

Mensagem por Elminster Aumar em Qua Jul 27, 2016 10:29 pm



A negação de Jack em responder a pergunta de Flint e o seu aparente sono foi o suficiente para botar um fim na conversa. A carruagem seguiu o seu curso pela trilha na floresta por quase duas longas horas sem que nenhum outro assunto fosse abordado. O próprio Flint pareceu dormir em determinado momento da viagem, pois ficou com os olhos fechados por um longo tempo, enquanto Stivenson permanecia acordado e vigilante, hora ou outra abrindo a cortina da janela para espiar a paisagem lá fora.

Jack acabou também por adormecer, e só foi acordado momento antes de chegar em Vicari. O céu havia escurecido, mas não o suficiente para ocultar as colunas de fumaça que saíam das chaminés das fábricas ainda em funcionamento. A cidade se apresentava logo a frente, do jeito que Jack conhecia, com as suas construções altas e uma arquitetura que abusava de engrenagens e estruturas metálicas.

Finalmente haviam chegado em Vicari.



Conteúdo patrocinado


Re: Prólogo: Despedidas

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Data/hora atual: Qui Set 21, 2017 2:13 am