Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Cenário : Khubay, Os Cinco Reinos

    Compartilhe
    Mestre_Gui
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2039
    Reputação : 0

    Cenário : Khubay, Os Cinco Reinos

    Mensagem por Mestre_Gui em Qua Jul 20, 2016 7:28 pm




    Este é o Reino de Khubay, um continente vasto, repleto de regiões exóticas:




    Nestas terras, CINCO Reinos se estabeleceram e ainda disputam territórios:



    (Notar que ainda existe um "SEXTO Reino", na verdade, terras sem leis, dominadas por povos muito selvagens e monstros terríveis.

    Reinos:



    * Montanhas Escarpadas : Terras montanhosas e de pouca fertilidade. Os anões se preferem enterrar em suas minas nos longos invernos e sair com riquezas para negociar nos dias quentes. Humanos fundam vilas em vales, disputando territórios com ogres, orcs e lidando com deslizamentos de terra, enquanto os homens-fera preferem as montanhas, algumas cobertas por florestas densas, outras rochosas... Esse povo é forte belicamente, o que gera temor de alguns nobres de reinos vizinhos...

    Demografia:
    População: 30% humanos, 35¨% anões, 05% ogres, 08%orcnóides,20% Homens-Fera, 02% outros raças.
    Política e Religião: leis rígidas e religião forte. Adoram dois deuses principais: Abdanor, Deus da Ordem e da Verdade (Bom, Leal) e seu irmão Nador,Deus da Força e Guerra(Neutro, Caótico).
    Economia: extração de metais e minerais preciosos, confecção e venda de armaduras e armas, além de escambo com outros povos.
    *Talento Nativo (escolha UM):
    1- Amigo das Rochas (Redução de Dano 04 pontos contra ataques baseados em concussão, contusão e esmagamento). Além de receber bônus de perícia +4 em Avaliação para identificar minerais e metais preciosos.
    2- Inimigo Predileto : pode escolher uma raça inimiga preferida, entre trolls, orcs, ogres ou asas-negras. Pois, são as criaturas que “atrapalham” seu cotidiano e progressos rápidos.
    3- Adepto da Terra : quando seu adversário está em contato com a terra, você pode provocar um bônus de Dano de +1. Além disso, quando um adversário atacá-lo sem perder o contato com o solo, seu personagem pode optar em fazer um teste de Concentração(CD igual a BBA do atacante) e caso obtenha sucesso, consegue um bônus de esquiva (CA+1), mas caso fracasse, perde seu mod de Destreza para defender este ataque nesta rodada e, em caso de falha crítica, além de surpreso, fica pasmo.
    *Fraqueza Nativa (escolha uma) :
    1-Fotosensibilidade: -1 em BBA,CA e -2 testes de Perícia sob iluminação normal,isto é, sob a luz de um dia claro.
    2-Ferroso: Iniciativa -2 e +2 em CD de testes baseados em Destreza.
    3-Excesso de Honra: -4 em testes de Blefar, não atacam inimigos covardemente, como pelas costas, caídos ou desarmados quando isto desequilibra a luta.




    Terras Vermelhas :
    Terras áridas mais ao nordeste do Reino. Suas areias avermelhadas, ricas em substâncias e gases voláteis deram inspiração ao seu nome. Local de difícil sobrevivência e seu povo aprendeu a dar valor as pequenas coisas e construir um caráter forte e explosivo.
    População: 25%Humanos, 30% Lyzards,25%Homens-Serpentes, 15% Elfos Driwn, 05% Outros.
    Política e Religião: Lei “olho por olho” rege a maioria das vilas.Povo de maioria nômade e festiva, são um problema para os cobradores de impostos. Suas crenças são muitas, cada povo tem seu Deus, mas os humanos possuem apenas um “deus sem nome”, a qual chamam de “único Deus”... Suas crenças já causaram incômodas e guerras internas. Atualmente, há certa tolerância, graças ao torneio.
    Economia: escambo, temperos, poções e perfumes raros.
    Talento Nativo(escolha UM):
    1- Viajante do Deserto : o personagem pode realizar a magia Suportar Elementos (nível 1), mas apenas sobre si, em uma quantidade de vezes igual seu mod de Cons ou Sab, o que for maior.
    2- Manipulador das Chamas : Recebe a habilidade de lançar a magia Mãos Flamejantes (nível 1), como conjurador de primeiro nível.
    3- Coração Valente : Torna seu personagem imune ao medo natural ou mágico ou testes de intimidação.
    *Fraqueza Nativa(Escolha UM):
    1- Pavio Curto (recebe penalidade de +2 para resistir a Provocações e caso perca um valor de Pvs acima de seu nível, deve fazer um teste de Vontade,com CD igual ao dano, caso reprove, fica nervoso, recebendo penalidade de -1 em qualquer teste por 1d6 rodadas, podendo acumular).
    2- Piro maníaco: Seu fascínio por fogo lhe prejudica. Diante de chamas, 1vez por combate, faz um teste de Vontade, CD 15, caso falhe, não pode realizar nenhuma ação padrão, a não ser admirar o fogo e se defender, (fica surpreso)
    3- Galanteador: : Diante de alguém com alto carisma (acima de 11)e seja do sexo oposto (caso seja hétero),fica inclinado a galantear.Em combates,faz testes de Vontade para evitar ficar Pasmo, tenta se exibir, com manobras arriscadas sugeridas pelo Mestre.Normalmente, esse efeito dura 3 rodadas e caso o adversário ainda demonstre agressividade e consiga provocar dano, o efeito acaba, porém pode ser retomado, caso o adversário tente blefar ou seduzi-lo, e seu personagem tem uma penalidade de +2 em testes para resistir.
    4- Descuidado: O excesso de coragem pode atrapalhá-lo. Não entra em manobras defensivas, a não ser que passe por um teste de Vontade, CD 20. E pelo menos uma vez por combate, deve realizar uma manobra arriscada, como Investida.).


    Dunas Ostentosas As dunas geladas e suas praias brancas escondem muitos perigos.Monstros marinhos e Guildas de assassinos espreitam.Mas nem todo o povo das dunas é maligno, pois essa fama se espalhou exageradamente. A maioria são pessoas simples, mal compreendidas e trabalhadoras:Não se sabe ao certo porque um reino tão próximo das terras quentes do deserto pode  ser tão refrigerado, mas há lendas que falam sobre feitiços de proteção élficos, que espantam maus espíritos de dragões vermelhos que foram expulsos deste mundo há séculos atrás. [/color]
    Demografia:
    População: 45% humanos, 20% meio-gigantes ,05%gigantes, 05% elfos, 05% anões, 23% Homens-Fera, 02% outros.
    Política e Religião: Leis brandas, onde quem tem dinheiro escapa da punição e religião fraca. Há poucos clérigos. O povo acredita que crendices e superstições são atraso de vida, mas dão valor a magos e feiticeiros que são capazes de lhes fornecer tecnologia capaz de livra-los das geadas, nevascas ou facilitar a pesca.Os poucos ainda fiéis a deuses adoram Lang (Neutro,Caótico), Deus dos Mares e da Saúde ou sua deusa-esposa Lirt(Neutra, Leal), deusa da beleza e fertilidade.
    Economia: Pesca extração de óleo de peixes e escambo com povos vizinhos.
    Talento Nativo (Escolha UM):
    1 -* Amigo dos Mares: Recebe +4 na Perícia Natação e consegue prender a respiração pelo dobro do tempo, além de um bônus de +10 em Conhecimento relacionado ao oceano,lagos e rios, criaturas glaciais, fluviais ou marinhas.
    2 -* Viajante da Neblina: Pode lançar a magia Névoa Obscurecente como se fosse um conjurador de 1° nível em uma quantidade de vezes por dia igual ao seu mod de Sab ou Car.
    3 - * Gelo Escorregadio: Dá a habilidade similar à magia de lançar Área Escorregadia, como um conjurador de 1° nível.
    *Fraqueza Nativa (escolha uma):
    1-Má Fama das Dunas:O povo das dunas é conhecido por ser fanfarrão, preguiçoso ou trapaceiros.Esse personagem recebe -4 em testes de Obter Informação, Diplomacia .Além de -2 em testes de Torcida fora de sua cidade;
    2- Vulnerável ao Calor :Diante de testes que envolvam calor ou dano por fogo, recebe dano extra de 1d3 e +2 de penalidade);
    3- Rancor : Muitos nativos tem rancor do povo das Terras Vermelhas e das Montanhas Escarpadas, que ousaram invadir seu território, roubar suas colheitas e mulheres, mas isso já faz muito tempo e esse rancor foi passado de geração à geração. Em combate, quando lida com um personagem desses povos, precisa passar em teste de Vontade, CD 10+ nível daquele personagem, caso reprove, terá atitudes rudes ou agressivas para com ele, esperando um motivo para se vingar.
    Orgulho Ferido :Por sofrer preconceitos, estão sempre tentado mostrar seu valor e desfazer essa imagem negativa. Em regras, tentam ser prestativos, bondosos e atenciosos para com estrangeiros, mesmo que precise fingir. Quando são ofendidos por um povo de outro reino, em especial os das Montanhas Escarpadas, devem fazer um teste de Vontade, com CD 20, caso reprovem, ficam sob condição abalado.


    Torres do Céu: Um povo antigo de raça misteriosa, chamados de Arautos, donos de conhecimento e tecnologia superior construíram torres de metal negro sobre o mar e algumas flutuantes no céu!Atraíram e escravizaram humanos e outras raças, usando magia e ilusões. Por sorte, uma misteriosa doença mágica os exterminou e os escravos ganharam a liberdade e herdaram suas cidades majestosas, embora ainda não saibam usar todos os recursos deixados para eles.Nativos das torres aprenderam a gostar das alturas e navegar nos ventos!Viajantes depreparados, não encontrarão as cidades fabulosos, pois a maioria delas está voando nos céus ou protegida magicamente.Muitos aventureiros gananciosos tentam adentrar o reino, mas percebem não conseguir, perdendo-se , sendo teleportados  para longe ou desaparecem após tentarem manipular magia neste local...Os nativos dali, não sentem tanto os problemas, pois suas tatuagens místicas os protege, mas andar ao lado de estrangeiros parece também afetá-los em alguns casos.Por isso, muitos nativos procuram visitar os reinos vizinhos para vender itens exóticos que encontraram nas ruinas das torres. Muitos são visados por ladrões ou magos ambiciosos...

    Demografia:
    População: 30% humanos, 50% povo-pássaro, 10% elfos-do-céu, 10% Outros.
    Política e Religião: as leis são brandas, sem penas de morte, mas com exílio. Deuses são poucos, alguns trazidos de culturas passadas. Mas a entidade mais popular é o Anjo Evoluvya, uma criatura celeste, que diz ser capaz de se comunicar com deuses e que vivem ocultamente, vagando pelo reino e se revelando a alguns “escolhidos” ou “profetas”. Felizmente, é um povo de pouca ganância e respeitam suas diferenças. Porém são vaidosos e alguns até arrogantes para com os outros reinos.è claro que dominam a capacidade de domar os ventos e aprenderam a construir máquinas voadoras! Alguns, como o povo-águia, conseguem voar à curtas distanciais!
    Economia: agricultura e pecuária sobre as torres! A luz solar é a fonte que move suas cidades, gostando de comercializar, em especial com o povo das Dunas e com os das Terras Vermelhas, em especial, interessam-se por itens mágicos e poções.
    Talento Nativo: (Escolha UM):
    1- [b] Grito Sônico:
    3x por dia (causa 1d8 + seu mod de Cons)
    2- Resistência à Magia: +2 em testes de Vontade para resistir às magias mentais.
    3- Dom dos Ventos: Dá ao personagem a capacidade de lançar a magia Lufada de Vento 3x por dia, além de receber +4 em testes de Acrobacia Aérea ou para Ofício Piloto ou Máquinas Aéreas.
    *Fraqueza Nativa (escolha uma):
    1-Corpo Leve: recebem dano extra de 1d4 quando recebem pancadas, contusões ou ataques de esmagamento;
    2- Arrogante: -4 em testes de diplomacia e Obter Informação. Em combate, costumam subestimar seus oponentes. Em regras, o primeiro ataque que recebem, ficam surpresos, caso reprovem em teste de Vontade, CD 20. Esse problema não ocorre quando enfrentam um irmão de nação.
    3-Costume Nacional: Não gostam de usar armaduras pesadas, que os afastem da leveza do vento. Em regras, recebem penalidade de -4 em destreza quando usam Armaduras médias ou pesadas!
    4-Claustrofobia: Por se acostumarem com a liberdade, em locais fechados, precisam passar em teste de Vontade, CD 20, caso reprovem, ficam abalados por 1d3 horas ou até saírem deste local fechado e ficarem sob céu aberto por, pelo menos 10 minutos.
    5-Dependentes da Tecnologia: Sem suas armas exóticas e recursos, sofrem penalidades de -2 em seus ataques.


    Matas de Nywood:
    No centro do reinado, as matas exuberantes de Nywood crescem e abrigam centenas de povos em seus vilarejos e cidades. Com exceção de algumas raças, como os humanos, orcnóides e ogres, esses povos preferem habitar as matas sem alterar o ambiente ao redor, extraindo apenas o necessário para sua sobrevivência. Elfos tentam a diplomacia entre humanos e homens-fera, para que respeitem as matas e homens-fera usam da intimidação e força para protegerem seus territórios sagrados. E, apesar da beleza do local, todos têm a impressão que logo, a tolerância mútua vai acabar...
    Demografia:
    35% humanos, 35% homens-fera, 15% elfos e meio-elfos, 10% Orcnóides, 03% Gigantes (Trolls,Ogres,Titanuys), 02% outros.
    Talento Nativo(Escolha UM):
    1- Afinidade com Animais: Seu convívio com os animais da floresta lhe proporciona melhor compreensão para lidar com eles.Em regras, recebe +2 em testes de Adestrar Animais, Cavalgar e lhe dá o Idioma adicional Silvestre.
    2- Semente da Vida: Seu convívio nas matas lhe rendeu uma saúde invejável.Recebe +2 em testes de Fortitude  contra venenos e lhe concede 1Pv extra a cada 5 níveis, isto é, recebe 1Pv extra no 1º,5°,10° ,15° e 20° nível.
    3- Instinto Druídico: Seu convívio nas matas estimulou seu conhecimento sobre plantas e outros remédios naturais. Em regras, recebe +4 em Cura e Sobrevivência.
    *Fraqueza Nativa (Escolha UMA):
    1-Rústico: seu comportamento e aparência pode ser considerado “caipira” para outras sociedades. Em regras, recebe penalidades de +2 em testes de Obter Informações, Sedução, Diplomacia quando lida com outros personagens que não possuam também esse “problema”. Também deve pagar o dobro de pontos para Conhecimento Arcano e Nobreza. Muitas vezes, seu personagem fala de maneira cômica e tem dificuldade de ser levado à sério.Também recebe a penalidade de +1 para Intimidar os outros.
    2- Fobia Primitiva: Por mais inteligente que seu personagem seja, ele ainda possui algum instinto animal que lhe dá aversão há alguma coisa. Escolha entre uma fobia a seguir: fogo, água, trovões (ou sons altos, como rugidos), relâmpagos (ou flashs de luz forte), insetos(não importa o tamanho), lagartos (não importa o tamanho), felinos (não importa o tamanho), escuridão, altura, gigantes, magia(incluindo criaturas sobrenaturais).Diante de seu medo interior, o personagem deve fazer um teste de Sentir Motivação(CD 20) e caso reprove, fica abalado por 1d4 horas ou até sair de perto daquilo que lhe provoca aversão.Falar sobre seus medos por mais de 2 minutos também provocam fobia, mas mais branda(1 rodada), como se o personagem estivesse sendo intimidado. Em caso de falhas críticas, o sujeito fica sob condição “Apavorado”.
    3 - Senso Ecológico Exagerado: seu amor pela natureza é maior que seu bom senso e razão. Ver qualquer pessoa maltratar animais ou plantas lhe provoca raiva. Diante dessas circunstâncias, seu personagem deve fazer um teste de Sentir Motivação (CD 20) e caso reprove, fica nervoso, e sua atitude fica nada amistosa.O personagem DEVE tentar conscientizar o sujeito que está agredindo a natureza, com palavras ríspidas ou não(diplomacia ou intimidação) e caso o sujeito insista, tornar-se-á seu pior inimigo, sendo quase impossível evitar uma briga.Em caso de erros críticos nesses testes, o personagem entra em Fúria Bárbara, mesmo sem os requisitos...
    4- Monstruoso: sua aparência é exageradamente selvagem para sua espécie, provocando problemas de relacionamento até mesmo entre os seus semelhantes!Recebe penalidades de +4 em Obter Informações, Diplomacia, Sedução. Além de sofrer pelo pré-conceito, em especial quando viaja para outros reinos ou em locais onde não lhe conheçam...



    Terras sem lei: são territórios dominados por monstros terríveis, temida até mesmo por aventureiros experientes. Por séculos, os reinos civilizados tentam se defender e subjulgar tais terras, ricas, muitas vezes de recursos naturais e artefatos mágicos esquecidos por povos dominados e exterminados....Há boatos que uma cidade flutuante de Torres do Céu foi abatida por um poderoso Dragão ancião, que também morreu no combate...o sangue dracônico e a magia dos cristais da cidade flutuante se misturaram e provocaram alterações no ambiente, tornando a terra uma  versão mais monstruosa em certos trechos e inférteis ou sombrias em outros....Até mesmo orcs de Nywood temem invadir tais terras, pois os Orcs das terras sem lei são muito mais cruéis e poderosos....

    [/b]
    Mestre_Gui
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2039
    Reputação : 0

    Re: Cenário : Khubay, Os Cinco Reinos

    Mensagem por Mestre_Gui em Sab Jan 21, 2017 12:01 pm

    ERAS:


    Os seguintes registros à seguir se atribuem aos Cincos Reinos.

    1° Era >>  ERA das Tribos;

       Desde que as primeiras criaturas começaram a se desenvolver e contar os ciclos de tempo...

      Uma Era primitiva, cheia de conflitos pequenos aqui e acolá. Nada de relevante a ser registrado. Os povos se firmavam em suas tribos, muitas vezes lutando por territórios. Uma era selvagem, onde a magia era temida...nenhum reino formado, sem castelos, sem grandes construções...


    2° Era >> Era dos Deuses ;

    Os primeiros sinais da magia e do desenvolvimento aparecem...Há relatos talhados nas rochas antigas de que deuses habitavam entre os mortais e os ensinavam toda sorte de coisas, acelerando o desenvolvimento...Por tempos , relatos de paz e por tempos, rumores de guerra...



    Há uma lenda que Humanos, Elfos e Anões, temendo que seus deuses entrassem em guerra e destruíssem a existência, reuniram todo conhecimento que lhe fora passado para elaborar um terrível plano...Um plano que consistia expulsar os deuses do plano dos mortais, visto que alguns tratavam seus "filhos" com mão de ferro, com requintes de escravidão e toda sorte de crueldades e ambição desrespeitosa; O plano não resultou em total sucesso, mas enfraqueceu os deuses à ponto que pudessem ser destruídos, adormecidos ou aprisionados...

    Alguns Deuses bondosos, temendo serem os próximos a serem traídos, visto que até deuses neutros foram enganados, preferiram se retirar do meio dos mortais e auxiliar somente os merecedores do reino espiritual, com uma frequência bem menor. Alguns outros deuses se esconderam e outros desapareceram sem explicação plausível...


    3° Era >> Era das Guerras

    Os povos se desenvolvem ao ponto de necessitarem expandir-se ao máximo...Mas esse processo gerou guerras terríveis entre raças e reinos e também algumas alianças. Tem-se como registros, algumas guerras :

    3° Era, ano 01  ao 334>> A primeira Guerra da Aliança  : algumas tribos uniram forças para expulsar outras. Dentre as principais batalhas, que duraram séculos, destacou-se a Primeira Aliança entre Homens , Elfos e Anões; para expulsar O povo Dragão e o povo Demônio de suas terras....A união de estratégia, magia e metal deram a vitória, ainda que a custo de muito sangue, ao lado da luz.

    ano 335 á 380 >> paz entre os povos civilizados.

    ano 381  >> Rei Khan , o ambicioso, explora a magia dos elfos sem pudor e respeito, usando-a para violência para com povos primitivos dos bosques e florestas. Há degradação da natureza, apoiada pelo anões das montanhas.

    ano 382 à 411 >> Guerra entre Irmãos >> após certos incidentes diplomáticos e maus entendidos, Anões Declaram Guerra aos Elfos , mas há registros que relatam o contrário. Humanos tentam se manter neutros nos primeiros anos, vendendo armas e suprimentos para ambos os lados, mas logo se envolvem ...Reinos humanos são divididos, algumas cidades-estado apoiam elfos, outros apoiam os anões.

    ano 412 >> primeiro registro de magia usada para matar. Magos de Combate, assim foram chamados. Registros de batalhas apontam humanos a se utilizar desse artifício por primeiro.

    ano 422 >> primeiro registro de magia negra usada: Junrel, o elfo, descobre a existência de energias negativas produzidas em territórios de conflito...Ele tenta compreender e manipular tais forças para o benefício de sua tribo. Ele ensina aos seus irmãos o que aprende.

    ano 425 >> poucos manipuladores de magia entre os anões, porém, Hurgok, o rei da Montanha de Cobre, mistura magia e metal , criando máquinas de guerra poderosas, como veículos grandes, capazes de transportar soldados em quantidades consideráveis, e canhões que disparam fogo e rochas. Elfos são quase extintos e perdem territórios.Muitos humanos pendem para o lado dos anões.

    ano 426 >> elfos e humanos também criam suas máquinas voadoras. Algumas são capazes de disparar relâmpagos.

    ano 430 >> Elfos propõe acordo de paz. Rumores do povo dragão não terem sido totalmente extintos. Negociações para a paz duram meses.

    ano 432 a 499 >> criaturas bizarras começam a surgir, frutos de experimentos mágicos(aparecimento de orcnóides, goblinóides,trolls e versões monstruosas de feras e insetos). O clã de Elfos da noite formam um exército de criaturas malignas. Humanos também recorrem à magias negra e formam exércitos de mortos-vivos. Anões aprimoram suas máquinas de guerra, algumas tem poder de destruição em massa.

    Ano 500 >> A grande Guerra >> Misturando magia e tecnologia, os povos civilizados estão prestes a se destruir. Deuses que mantinham-se afastados, quebram o silêncio e tentam interferir . Honir , deus bom, tenta conciliar paz entre homens e anões. Yolaus, deus corajoso, tenta conciliar paz entre humanos que lutam entre si e Miladi, a serena, tenta conciliar a amizade entre elfos e os demais. Entre estes, talvez Miladi tenha sido a menos eficaz. Elfos decidem sair da guerra e se isolar em florestas protegidas por magia...Outros, já culturalmente e fisicamente alterados e influenciados, misturam-se entre humanos e há os que se escondem na escuridão de cavernas e profundidade de lagos.A existência dos deuses no plano material produz um estranho e negativo efeito colateral, a sombra dos deuses. Entidades malignas com intenções sempre de profanação e destruição do que os deuses pregam. Percebendo isso, e temendo uma guerra de proporções jamais vistas, Yolaus ,em sacrifício, envia todos os deuses novamente para o reino Espiritual, mesmo contra a vontade de muitos, os deuses se afastam novamente. Somente os mais fervorosos conseguem contato. Exceto com Yolaus. Lendas dizem que ele se tornou humano e vive como aventureiro, apenas revelando seus poderes para salvar a si e alguns poucos à sua volta, sempre trocando de identidade e desaparecendo após uma benfeitoria.

    501 a 550 >> Relativa paz...Poucos conflitos...Deuses deixam seus ensinamentos...Surgem as religiões que pregam a paz e tolerância.

    551 à 700 >> Humanos usam a religião para fins combativos, com intuito de expulsar hordas de mortos-vivos de suas terras e outras criaturas profanas deixadas nos campos de batalha, mas que se desenvolveram e sobreviveram à guerra.

    701 á 802 >> Relatos e registros de criaturas das trevas que se desenvolveram e se fortaleceram com as guerras...Tais criaturas criaram focos de resistência, influenciando outras e dominando territórios. Humanos pedem auxílio aos elfos. Humanos decidem explorar os mares em busca de novas terras. Elfos, avisam que essa ambição cobrará seu preço no futuro.

    ano 802, uma esquadra (navios) do Rei Artonian VI (humano)desaparece misteriosamente no mar do leste. Entre os desaparecidos, há alguns semi elfos e Galanel, elfo arquimago, conselheiro e pesquisador.

    ano 803 a 809 >> Mais esquadras desaparecem naquela região,buscas são canceladas. o mar do Leste começa a ser temido e foco de lendas que envolvem serem marinhos monstruosos. Entre os muito desaparecidos, há Junielle, a sensitiva,filha bastarda (semi elfa) do Rei Artonian VI e Maglaus Punho-Forte, seu guarda fiel costas e amante, um poderoso guerreiro.

    ano 810 a 900>> Relatos de povos orcnóides e goblinóides se reorganizando nas Montanhas Escarpadas. Povos anões enviam emissários, mas a maioria desaparece sem deixar rastros. Anões parecem isolados, qualquer comunicação parece muito difícil. há poucos anões vivendo em outros reinos. Alguns destes resolvem viver como os humanos e perdem quase toda sua cultura ancestral.

    ano 901 >> relatos de vilas anãs e minas abandonadas. Em paralelo,algumas tribos élficas desenvolvem projetos audaciosos envolvendo engenharia anã e humana absorvidas e retrabalhadas e magia. Torres protegidas por magia começam a surgir. Há rumores que são obras de elfos. Poucos aventureiros que se dispõe a investigar voltam. Os que voltam ,parecem loucos, falando de coisas fantásticas difíceis de imaginar, outros aterrorizados. Criam-se lendas.

    ano 904 980 >> raças de homens-voadores surgem discretamente. Alguns são confundidos com deuses. Em paralelo, raças de homens-fera se desenvolvem nos reinos de Nywood e Dunas Ostentosas. Quase isolados geograficamente, Povos Híbridos (humano com animais) parecem mais frequentes no Reino de Dunas Ostentosas. Não se sabe a certo de tais criaturas surgiram naturalmente ou se ouve magia manipulando essa existência. Devido à fronteira entre Reinos de Dunas Ostentosas serem bem perigosas ou protegidas, esses povos se desenvolvem com pouca influência externa. Ironicamente, entre eles, um dos poucos humanos da região, torna-se admirado como um Deus, conhecido como Mestre Fu-yong, monge e senhor de todas as artes maciais.Ele ensina aos povos -fera técnicas de luta surpreendentes, misturadas à filosofia , tais técnicas , são, em maioria, usadas para trazer a paz e encerrar conflitos.

    981 a 999 >> Emigrantes do reino de Dunas Ostentosas começam a surgir em Nywood; A maioria é bem recebida e admirada, pois são muito poderosos e pacíficos. Podem realizar proezas físicas que nem utilizadores de magia imaginariam ser capazes. Em paralelo, há relatos de um estranho povo cinzento surgindo. Assassinatos misteriosos e mudanças de personalidades de reis e governantes causam estranhamento.... Elfos são raramente vistos nas cidades humanas. Há relatos de acordo de paz entre anões e goblins. A Magia começa a ser considerada perigosa demais. E surgem os primeiros caçadores de magos.

    4° Era >> ERA da Luz e da Escuridão

    ano 01 >> Elfos ressurgem em cidades flutuantes!

    ano 01 a 199 >> O reino das Torres é Oficialmente considerado, porém seu território é 80 flutuante e nômade! Humanos tentam fazer parte do reino, mas estranhos seres parecem dominar elfos e selecionar poucos outras raças a serem bem vindas no reino majestoso. Tentativas de invadir o reino parecem sempre frustradas, pois eles se protegem com uma magia poderosa e outros subterfúgios para manterem-se isolados.

    Em paralelo, há relatos de visitantes vindos de um continente distante, vindos por mar.Parecem humanos e semi-elfos, porém há algo estranho neles....



    ***(Só vou  até aqui por enquanto, à medida que as aventuras forem se desenrolando, mais segredos serão revelados);



      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 10:55 pm