Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Aventurando-se no Mundo

    Compartilhe
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Ter Set 25, 2012 4:21 pm

    Merckian não entendeu o que irritou os membros daquele grupo. Eles deviam estar eram se sentindo honrados por estar na presença de uma figura tão importante quanto ele, herdeiro de Monte-Chifre e tudo mais. Ele olha pro cuspe desferido pelo anão e pisa nele, esfregando-o para desaparecer com a terra.
    - Ninguém lhe ensinou bons modos, anão? Posso lhe indicar algumas pessoas para ajudá-lo nisto. Sobre o que faço aqui, isto é apenas do meu interesse e... - ele para ao ver a aproximação do palhaço. Merckian limpa com as mãos onde o palhaço havia tocado seu sobretudo, e ia continuar a dizer mais coisas quando o mesmo cita as fadas. - O que...? Vocês estão indo atrás das fadas? Mas que agradável coincidência! É exatamente para lá que eu estou me dirigindo.

    Apenas agora Merckian passara a ver com bons olhos a utilidade daquele estranho grupo de pessoas. Viajar no meio deste terreno inóspito será mais seguro ao lado destas figuras.
    - Então, onde estão amarrados os seus cavalos? - O herdeiro esperava que eles tivessem cavalos, assim pelo menos ele poderia ir montado num deles e se desgastaria bem menos durante o percurso.
    Pac Fawkes
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 521
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Pac Fawkes em Ter Set 25, 2012 4:38 pm

    - Mas... que... filho duma..... O anão, MUITO PUTO com o fanfarrão que autodenominava-se Herdeiro de sei-la o que, pula em cima do pescoço do metido a besta.

    - O PIÁÁÁ DE BOSTÁÁÁ!!!... TU TA QUERENDO MORRER???... SE EU TO PERGUNTANDO POR QUÊ VOCÊ SAIU DA SUA IMUNDA TERRA PRA VIR AQUI... É POR QUÊ É DO MEU INTERESSE!... Além do mais, vai ver você está fugindo do seu próprio Reino... RESPONDE AÊ BUNDÃO!!! O anão gritava perto da face do homem, puxando sua cabeça pra baixo pra isso acontecer, logicamente, e segurando-o pelo colarinho.
    Cyrus Leghorian
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1609
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Cyrus Leghorian em Ter Set 25, 2012 4:54 pm

    Merckian não admitiria para si mesmo que ficara por um momento que fosse com medo do anão, embora seu rosto dissesse o contrário. Ele preferia acreditar que o seu embaraço na resposta seguinte foi ocasionada pelo bafo daquele que se dizia chamar Arzamarr, o que convenhamos, não era dos mais agradáveis.
    - Ac-acalme-se senhor anão... O que eu quis dizer é que fui enviado pela própria Rainha Namish, no Reino das Sombras, e ninguém inteligente o suficiente iria querer se meter com os planos dela. Agora, por favor, dá para me soltar? - Apesar de tudo, Merckian continuava segurando sua besta pesada, e ela estava virada exatamente para a barriga do anão.
    Pac Fawkes
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 521
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Pac Fawkes em Ter Set 25, 2012 5:24 pm

    - Bom... Não me respondesse nada... POR QUÊ VOCÊ VEIO PRA CÁ???...

    Não satisfeito com a resposta do rapaz, que pra falar a verdade, não respondia o quê o anão havia perguntado, o baixinho continua com mais ríspidez que antes, dando uma martelada na coxa do rapaz, sem economizar na violência.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Aythusa em Qui Set 27, 2012 9:55 am

    Ninguém sabia dizer ao certo como aconteceu, mas Arzamarr matara o jovem Herdeiro de Monte-Chifre amputando-lhe a perna com seu machado. Sua morte foi quase que instantânea.

    Gorus ficara em silêncio por toda a situação, não sabia o que dizer ou o que fazer... Arzamarr rompeu o pacto e não podia-se dizer qual seria o próximo passo.

    De repente, após uns poucos segundos que pareciam ser longas horas, a tatuagem no braço do já morto Merckian começa a pulsar, como se estivesse viva. Quem olhou atentamente jurava que a tatuagem se movia e um brilho começou a contorná-la. Conforme ficava mais forte o brilho o ar dentro da caverna ia ficando mais tenso e pesado, a respiração estava difícil e um cheiro de enxofre envolvia o lugar. A noite parecia ficar mais negra e um vento invadiu a caverna, assobiando e apagando a chama da fogueira que iluminava o ambiente.
    Calafrios foram invadindo o corpo dos aventureiros e eles se olhavam com uma expressão de questionamento e de pavor.

    Foi então que no milésimo de tempo em que o brilho da tatuagem se extinguiu que surgiu uma criatura horrenta e assustadora. Seu corpo era negro e em alguns pontos haviam chamas, que passaram a ser a única iluminação de dentro da caverna.
    Sua pele, se é que podia-se chamar assim, era negra. Seus olhos vermelhos e dois chifres contornavam sua cabeça. A criatura era imensa e mal cabia dentro da grande caverna em que estavam, possuía braços fortes e garras saíam de suas mãos.

    Ele olha para o corpo de Merckian e depois para o grupo. Ele sorri e diz, em uma língua que todos entendessem, com uma voz grave e poderosa, que fazia a alma dos homens estremecer:

    - O Sangue derramado das sombras... O fim do pacto e o início da tão esperada Guerra! Hahahaha!! Esperei quase dois mil anos para isto... Hahahaha!!

    Sua risada era pausada, assim como sua fala. Ninguém ali poderia afirmar quem era aquele monstro. Era de conhecimento de todos que, quando o pacto com as sombras fosse rompido, uma criatura surgiria causando pavor àqueles que o romperam.

    A criatura olha Beijamim, o pega com uma de suas mãos quase o esmagando sem dizer uma palavra sequer e os dois desaparecem em uma nuvem de fumaça negra assim como o corpo de Merckian.

    Após desaparecerem a chama da fogueira voltou e o ar ficou mais leve novamente, embora o cheiro de enxofre continuava no local.

    Arzamarr estava parado ao lado da única coisa de Merckian que ficou: sua perna arrancada do corpo. Após observar um pouco podia-se ver que o anão estava com os pés molhados do sangue derramado do jovem feiticeiro.

    Do lado de fora da caverna podia-se ver que a lua ficara vermelha e o céu negro, sem estrelas. Tuffo sabia que isto significava que a paz dos mundos haviam acabado, com a lua vermelha do sangue derramado das sombras, o mundo encontrou o caos novamente.

    Gorus sai da caverna cabisbaixo e espera que o grupo o siga, ele estava pálido e não aguentava mais ficar dentro da caverna. Quando todos estavam reunidos ele diz:

    - Todos nós voltaremos ao Reino do Norte e conversaremos com o meu Rei. Esta caça às fadas está terminada! Não participarei mais desta jornada com vocês e, minha última missão junto deste grupo desonroso é levá-los ao Reino do Norte.

    Gorus parte à frente do grupo como que os conduzindo, num passo apressado e atendo à tudo. Podia-se ver pequenos vultos acelerados na mata, ouvia-se o farfalhar de animais correndo pela floresta, pisoteando as folhas. Os animais sabiam o que estava por vir e o medo tomava conta de sua alma. No céu águias gigantes voavam como guardas e podia-se ver nas montanhas seres com o corpo de pedra montando guarda, se preparando para defender o reino do que quer que viesse a aparecer. Nas matas algumas árvores pareciam que andavam, mas os aventureiros não puderam afirmar se era ilusão consequente do que viram.

    Spoiler:
    Off:
    Podem fazer uma interação enquanto não chegam ao castelo.
    As fichas atualizadas devem ser entregues até o encontro com o Rei, ok?
    Glemilson, como você não particiará desta conversa com o rei do norte e está sem os livros e sem PC, pode me entregar até domingo à noite, mas se puder entregar até amanhã ajudaria e muito!

    Segue link da imagem da criatura que viram na caverna:





    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1753
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Felarhix em Sex Set 28, 2012 10:23 am

    Tuffo estava perplexo com o que havia ocorrido. O sujeito de monte "Chique" não tinha feito nada demais para ser morto daquela maneira:

    Ele então diz:

    -Mas Gorus, ainda precisamos encontrar as Fadas e o objeto que supostamente controla o dragão. Com a guerra iniciada sem esse instrumento estaremos mortos. Vamos continuar depois conversaremos com o Rei do Norte.

    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Aythusa em Sex Set 28, 2012 10:40 am

    Gorus pára visivelmente irritado com o comentário:

    - Temos prioridades aqui... Temos que prestar contas com no mínimo um Rei para que ele possa preparar os reinos para a guerra que se iniciou. Nem todos sabem que a Lua Vermelha significa o fim do pacto que estabelecia a paz. As fadas podem esperar e, se forem bons, elas não serão as únicas criaturas que podem nos dar algum tipo de informação. O cajado pode esperar, mas temos povos de quatro reinos para se preparar para que haja menos sangue derramado...
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1753
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Felarhix em Sex Set 28, 2012 11:45 am

    Tuffo mesmo contrariado segue Gorus apressadamente, olhando de tempos em tempos para trás nas esperança de ainda ver uma fada naquele dia.

    Só restava-lhe cantar uma nova canção:

    A lua estava bela,
    Apaixonante como só ela poderia estar...
    De repente o encontro, não foi possível evitar.

    Lobos sangravam ao chão,
    Enquantos se estranhavam o Chique e o Anão.
    Assim, o que vestia negro faleceu
    Com sua morte um grande monstro em chamas apareceu.

    Com sua imágem e voz o grupo tremeu
    "A GUERRA ESTÁ INICIADA" ele disse, e logo desapareceu.

    Com essa balada triste eu lhes conto,
    Nem fadas, nem cajado, nem festa.
    Hoje, nada mais nos resta.
    Esse é o triste fracasso do encontro.

    Com essa balada triste eu lhes conto,
    O pacto está quebrado, agora aguenta.
    Só nos resta admirar e temer a lua sangrenta.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6743
    Reputação : 57

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Edu em Sab Set 29, 2012 3:29 pm

    - Eu acho o contrario gorus, nós temos que recuperar esse cajado e ainda mais agora. O que adianta o reino das sombras entrar em guerra se o dragão vai destruir tudo? Ainda mas se nós conseguirmos o cajado nós mandamos o dragão destruir o reino das sombras e acabou a guerra. Quer avisar o rei? Vá você sozinho nós seguiremos na busca - afirma Tarsio voltando pra caverna e discordando totalmente de gorus.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Aythusa em Sab Set 29, 2012 4:04 pm

    Gorus pára e olha para trás, onde estavam os demais que imediatamente pararam também:


    - Se querem voltar para trás e tentar encontrar as fadas e passar pelas barreiras delas, que devem estar muito mais fortes agora com a lua vermelha, podem ir e boa sorte à vocês. Eu continuarei com o que eu acho certo e honroso.
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1753
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Felarhix em Dom Set 30, 2012 10:19 am

    Tuffo ouve o que Gorus falava e com certeza ele que conhecia mais aquele lugar do que todos juntos então diz aos companheiros:

    -Tárcio, pessoal, o Gorus está certo. Ele conhece essas terras mais do que qualquer um de nós. Não quero ter o mesmo destino que o cara de Monte Chique. Quero muito encontrar as fadas mas acho que elas podem esperar ao menos um dia, ou menos. Assim que falarmos com o Rei e ele se descabelar e tudo o mais nós voltamos e prosseguimos a missão.

    Apesar das piadas e o humor no meio de sua fala ele a diz em tom sério.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Aythusa em Seg Out 01, 2012 3:42 pm


    Após Tuffo falar, Tarcio pára de caminhar, ele “lembrou” que não sabia onde ir e que seria realmente muito perigoso se perder num reino que não conhece com uma guerra se formando, mas não sairia do norte sem visitar essas fadas... Isso era certo!

    Arzamarr não diz uma palavra, apenas caminho quando o grupo caminha, pára quando param e prossegue quando eles prosseguem. Ele sabia que havia agido por impulso e perdeu a noção da força de seu martelo, “mas aquele metidinho bem que mereceu...” Pensava o anão, ao final de cada diálogo interno consigo mesmo.

    Caminharam por algumas horas e só podiam ver soldados de varias pequenas aldeias da floresta se prontificarem para o que quer que fosse.
    Finalmente chegaram à cidadela e, chegando lá, eles foram tratar com o rei.

    No castelo estavam grandes magos de meia idade, fortes e altos guardando o local. Por mais que eles conhecessem e fossem até amigos de Gorus, eles pararam os aventureiros no portão e exigiram apresentação e motivo de querer ir tratar com o rei

    O anão ficou irritado na hora, afinal estavam com pressa e aqueles bruta monte estavam atrasando tudo, mas Gorus explicou e todos entraram.

    Quando entraram no salão do Rei, este salta da cadeira e grita:

    - Quero todos fora daqui imediatamente! Que fiquem apenas os enviados de cada reino!

    Todos saíram correndo, quase um atropelando o outro.
    O rei estava aflito, sério, irritado, temeroso, mas sua expressão era apenas de um Rei poderoso e robusto calmo perante as grandes decisões e severo quando necessário.

    - Se aproximem e apresentem-se formalmente!
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1753
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Felarhix em Seg Out 01, 2012 3:51 pm

    Tuffo da um passo afrente e com uma reverência demasiadamente espalhafatosa, girando os braços no ar inclinando-se e voltando a ficar ereto depois repetindo mais um ou duas vezes os movimentos, que pareciam mais uma dança do que um cumprimento, ele diz:

    -Sou Tuffo Mkarena, enviado do reino do Oeste. És uma honra estar perante V. Majestade.


    Assim, ele volta para o seu lugar.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6743
    Reputação : 57

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Edu em Seg Out 01, 2012 4:59 pm

    - Sou Tarsio do reino do sul - Fala Tarsio fazendo reverencia.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Aythusa em Ter Out 02, 2012 9:20 am

    Arzamarr vai à frente, junto de seus colegas, pousa seu machado à sua frente, ainda um pouco sujo com o sangue, mas nada muito aparente no tapete vermelho conduzindo-os ao trono do Rei:

    - Sou Arzamarr do Leste, Majestade....

    Ele pensava em dizer mais alguma coisa, mas não conseguiu.


    Gorus, por sua vez, foi à frente de seus colegas, pousou a perna esquerda no chão, pousou o braço na perna direita e disse de cabeça baixa:

    - Sou Gorus, servo leal do senhor, meu Rei...

    O rei se levanta visivelmente transtornado com o grupo que aparecera, se levanta e se aproxima de todos:

    - Um bobo da corte, um anão e um jovem adolescente de poucas palavras e um soldado que desonrou seu reino... Isto é a nossa esperança de rever a paz e o quilíbrio dos reinos?! Não é surpresa que tenham quebrado um pacto mantido por quase dois mil anos...

    Fazia um silêncio perturbador e ninguém ali teria coragem de peitar o mago robusto e sério que era o Rei Ankhus. Após uma pausa repletindo ele continua:

    - Vocês, no mínimo, descobriram alguma coisa de útil?

    Olha atentamente para vocês, que já estavam de pé, esperando uma resposta.

    Arzamarr ficou calado, não tinha o que falar... Mas certamente estava pronto caso precisasse se explicar.
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1753
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Felarhix em Ter Out 02, 2012 4:45 pm

    Tuffo não havia gostado do comentário do Rei mas também não diz nada a respeito, ao ser questionado sobre informações ele diz:

    -Senhor sou realmente um bobo da corte, esse é o meu trabalho. Mas esse bobo da corte que voz fala possui informações sim. Consegui descobrir que o "que se intitula verdadeiro rei das sombras" está no seu reino, e que provavelmente deve ter vindo até o senhor assim como foi em todos os reinos requisitar aliança. Tenho informações bem fortes de que as fadas que aqui residem possuem informações sobre seu paradeiro e que muito provavelmente ele estará ao sul do norte aguardando aqueles que aceitaram sua proposta. E era esse caminho que tentávamos tomar até o lastimável ocorrido.

    Assim ele volta para o seu lugar.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6743
    Reputação : 57

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Edu em Ter Out 02, 2012 8:29 pm

    - Acredito que o Tuffo falou tudo sobre o que nós conseguimos. Essa figura misteriosa estaria lá no sul desse reino, mas não temos nenhuma ideia se ele teria ou não o cajado - apenas complementa Tarsio olhando nos olhos do rei.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Aythusa em Qua Out 03, 2012 8:45 am

    O Rei olha pensativo e lembra, em segredo, que um ser das sombras oferecera grandes coisas em troca da lealdade do Reino do Norte à algum tempo atrás. Ele deduziu que isto ocorrera em todos os reino... Há alguém recrutando, mas quem?

    O Rei divide com os soldados esta lembrança e, em seguida, diz:

    - Ao menos descobriram algo interessante e, sim, as fadas devem ter maiores informações. Mas como estão jamais conseguirão passar pela guarda delas ou de qualquer outra criatura nesses tempos difíceis... Vão até Khrun, nosso ferreiro e armoreiro da guarda real. Ele poderá ajudá-los com armas e armaduras, em seguida vão até a feiticeira Andalãna, a mulher é uma velha mas têm alguns ítens que podem ser úteis... Coloque tudo na conta do Rei de cada reino...

    Em seguida ele faz uma pausa pensativo, todos o olha atentamente esperando por mais alguma orientação.

    - Voltem e durmam aqui em meu castelo, nos quartos que serão preparados para vocês, voltem com as armaduras e armas prontas, comam e descancem. Logo pela manhã teremos uma reunião e eu deixarei claro à vocês alguns pontos da história que não são contadas em livros... Isto tudo já aconteceu antes... - Termina a última frase olhando preocupado para o nada, o velho de repente en palidecera, mas logo se recompõe e diz com o mesmo tom d antes - Agora vão!

    O anão sabia que logo seria questionado e preferiu esperar para contar o que se sucedera no outro dia, estava cançado, faminto e desejava cerveja. Estava ancioso pelas novas armaduras e armas que receberia "Conta do rei? Isto será bom hahahaha..." pensa consigo.

    Antes que todos saíssem do salão, ouviram a voz de Gorus que ainda estava nos pés do rei:

    - Senhor, peço licença para me retirar deste grupo. A honra foi quebrada e não posso mais processeguir com eles, nao confiarei e nem serei mais íntegro da mesma forma. Em possíveis combates não os defenderei adequadamente podendo levá-los a morte... Eu peço a compreenção do senhor, meu Rei, para que possa punir-me adequadamente aqui em seu reino, junto de meus irmãos e meu povo honroso...

    A porta ao fundo estava aberta e todos olhavam para Gorus assustados...
    Felarhix
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1753
    Reputação : 0

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Felarhix em Qua Out 03, 2012 11:21 am

    Gorus tinha tomado a sua decisão, um dos que tinham o melhor senso de humor estava deixando o grupo e isso não agradava Tuffo.

    Assim ele agradece ao rei e logo em seguida ele diz a Gorus dando-lhe um grande abraço.

    -Creio que está tomando uma decisão precipitada, mas posso estar enganado deve ter seus motivos. O quem importa é que sentirei sua falta. Farei uma música em sua homenagem e espero poder voltar para cantá-la pessoalmente a você, se assim você desejar.

    Após isso ele faz mais uma vez aquela reverência espalhafatosa e segue para o armeiro e para a feiticeira logo em seguida.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6743
    Reputação : 57

    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Edu em Qui Out 04, 2012 1:04 am

    - Bem você é livre pra fazer o que quiser. Não acho certo você culpar um grupo inteiro por causa de um, mas a sua cabeça é o seu guia. Eu continuarei e pra ser mais preciso irei fazer o mesmo que o bobo, irei pro ferreiro em busca de um melhor equipamento - Afirma Tarsio não fazendo reverencia, gesto ou qualquer tipo de saudação; apenas viras as costas e seguem o bobo.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Aventurando-se no Mundo

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Set 19, 2017 4:00 pm