Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capitulo Um - Intrusos.

    Compartilhe
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Eleonor em Ter Ago 02, 2016 10:31 pm


    Magic is not a miracle.


    Quando Shelby acordara, a russa ainda estava adormecida. A gargantilha dela estava sobre o criado mudo e o anel da jovem com o simbolo da família Blackheart - um coração negro com asas draconianas e uma espada fincada no meio em um fundo branco - jazia em seu dedo médio esquerdo. O celular da garota tocou mais uma vez e ela reclamou alguma coisa, se sentando sonolenta na cama. Olhara ao redor sem saber direito o que acontecia e, ao notar, se ergueu em um salto da cama e correu para tomar uma ducha rápida e colocar o uniforme, gemendo um bom dia para a amiga enquanto pegava as coisas e disparava para o banheiro. Em geral, era assim que a jovem reagia no primeiro dia de aula: podia dormir até mais tarde quando nas férias e perdia o habito de acordar em um determinado horário para as aulas.

    Quando saiu do banho, com o cabelo escuro ainda meio úmido e ajeitando o uniforme, deu um sorriso animado para a amiga e foi até o criado mudo pegar a caixinha com anel que deixara ali e o guardou na mochila para entregar ao noivo. Parou um pouco, colocando uma das alças da mochila no ombro e olhando para a amiga, parecendo em duvida com alguma coisa.

    - A primeira aula de hoje é literatura e depois vem matemática, não é? Só teremos aula com o Johnny amanhã... Que droga. Tenho que encontrar ele antes para entregar o anel. A gargantilha está funcionando direito?

    A pergunta soara mais ansiosa e preocupada que o normal. Talvez mais um dos truques que havia aprendido nas férias e não tinha certeza se funcionaria perfeitamente. Enquanto esperava a resposta, apoiou-se na cama a espera da garota pegar o que tinha que pegar e se arrumar caso ainda não tivesse feito para irem para o salão tomarem o café - apesar da jovem suspeitar que a moça fosse querer procurar o noivo antes para entregar o anel.


    ---


    Dis passara o resto da noite de forma agradável, sem mais sonhos ou sensações desagradáveis. Acordara ainda um pouco afetado devido ao sonho da noite anterior, mas pelo menos aquela sensação estranha causada pela presença de um demônio havia diminuído. No salão, os alunos chegavam em grupos ou individualmente e se acomodavam nas mesas - após cumprimentar os amigos que já haviam entrado no salão. A maioria exalava felicidade e animação, algo que dificilmente aconteceria se soubessem o que estava acontecendo ali de verdade. Seu primo estava sentado a certa distancia dele, com uma postura incomodada diferente da habitual. Provavelmente percebera a coisa na noite anterior e teve os mesmos resultados que ele em sua busca: nenhum que realmente significasse alguma coisa. Lilya e as garotas que normalmente andavam com ela ainda não haviam chegado, então mesmo que quisesse falar com a jovem não havia como fazer aquilo naquele momento.

    O primo aproximou-se dele, trocando de lugar para ficar sentado de frente para ele, parecendo um tanto quanto cansado, porém nada que fosse realmente preocupante para ambos. Muitas vezes, após uma noite mal dormida ou treinos exaustivos, ficavam com aparência parecida aquela.

    - A noite ontem estava estranha, não acha?


    ---


    Brenna acordou pela manhã, mais ou menos no mesmo horário que Anna. O descanso noturno havia sido ideal, restaurador até. A namorada já estava pegando as coisas para tomar banho e se arrumar para o café da manhã e para as aulas do dia, cujo as primeiras eram literatura e matemática. As aulas de historia, infelizmente, haviam ficado para o dia seguinte. A outra garota já estava pronta para descer e, desejando bom dia e boa sorte a elas, se retirou do quarto para encontrar suas amigas. Quando ela saiu, Anna foi até Brenna e deu um beijo nela, antes de ir para o banheiro e se lavar.

    Quando saiu, estava já perfeitamente arrumada para a aula e sorria radiante, indo até a cama e sentando-se na beirada para esperar que a namorada se aprontasse para a aula também. A ansiedade do primeiro dia parecia tomar conta dela, animando-a e criando um certo frio de ansiedade na barriga dela, tal como na noite anterior ou ainda maior.

    - O que acha que devemos esperar de hoje nas aulas?

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7016
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Lyvio em Ter Ago 02, 2016 11:05 pm


    Magic is not a miracle.




    Dis chega ao refeitório já atento, buscando a garota para conversar com ela, porém ela não havia aparecido ainda, ele visualizou Pontius ao longe, imaginou que ele teria percebido algo, mas preferiu sentar-se e esperar a moça, no entanto seu primo aproximou-se e foi direto ao ponto, porém com certa sutileza, típica dele, sempre evitava ser muito objetivo.

    -Você também percebeu não é? Imaginei...

    Por um momento Dis Observa seu primo e percebe certo cansaço.

    -Tenho a impressão que você não dormiu bem...tentou usar alguma magia poderosa para descobrir algo? Se sim, cuide em descansar, pois neste estado não poderá me alcançar nas notas...


    Dizia ele com um sorriso de canto de boca. E continuou

    -Nos últimos anos você tem perdido reiteradas vezes para mim, o que é bem óbvio, mas tem ficado chato. Sei que você tem capacidade para pelo menos chegar perto de mim...


    Dis sempre foi um aluno-exemplo, suas notas estavam sempre entre as melhores e por vezes era o destaque da durma, por isso se tornou um tano arrogante.

    -Mas, me diga...descobriu algo?

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO


    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6875
    Reputação : 65

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Edu em Qua Ago 03, 2016 12:25 am


    Brenna saiu do banheiro já toda vestida assim como a sua namorada. Encontrou Anna sentada na cama esperando por ela, parecia um pouco ansiosa e tinha um sorriso no rosto. Brenna devolveu o sorriso e quando perguntada sobre o que esperar, respondeu:

    - Não sei Anna, ambos literatura e matemática não são o meu forte. Considerando que essa escola é de excelência. Eu acho que será boa sim, mas não fique nervosa não, até mesmo porquê você sempre foi melhor que eu nesses duas matérias - Termina ela pegando a mão da namorada e passando o braço dela por sobre o seu ombro.

    Saiu com a namorada do quarto ainda com o braço dela por sobre o seu ombro. Já fora do seu recinto ela deixou o braço da companheira escorrer pelas suas costas e soltar o seu corpo, pois não podiam demonstrar nada além de amigas pro resto da escola.

    - Ontem você não me falou que esporte ou clube vai escolher? Por favor não escolha Ballet, sabe que não posso usar tutu, não que goste da roupa, até mesmo porquê você me conhece sou toda roupa coladinhas, mas é que apenas não posso. Enfim estava pensando em pegar o mesmo clube que você - Vai falando com Anna enquanto ia andando para a sala de aula.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1426
    Reputação : 336
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Luxi em Qua Ago 03, 2016 8:26 am


    Magic is not a miracle.




    Um pequeno sorriso surgiu no rosto sonolento da loira ao observar a amiga dormindo. Ela se esforçara tanto! Encontrou o colar na cabeceira da cama e ficou grata pelo cuidado que Lilya teve em deixá-lo ali. Espreguiçou-se e levantou-se em seguida, fazendo um breve alongamento silencioso, caminhou até o armário e separou a roupa do dia. Caminhou feito uma gatuna para o banheiro, tentando não acordá-la e quando saía enrolada em uma toalha, viu a Bela Adormecida correndo para se arrumar. Riu.

    - E eu aqui fazendo um tremendo esforço para não te acordar... Bom dia!

    Deu um passo para o lado, permitindo que a russa também tomasse um banho e colocou o uniforme em seguida. Conseguiu até ajeitar o lençol e o coelho em cima da cama, dando um beijinho de bom dia nele, enquanto a outra saía do banho.

    - Agora sim, bom dia, exceto pela matemática! Eu já ia começar a arrumar suas coisas por você. Bem, podemos correr para o café da manhã ou... você pode pegar um bode expiatório e arrumar um motivo. Está cheio de alunos novos que não fazem ideia do que está acontecendo. Escolha um deles que pareça perdido para apresentar ao professor novo ou guiar até a aula... Acho que funciona sem levantar suspeitas.

    Além disso, Shelby estava sempre pronta para arrumar alguma situação que "obrigasse" uma monitora a ter que encontrar o professor. Ela aproveitou o assunto para colocar a gargantilha e desenroscou os fios de cabelo que ainda insistiam em prender-se à correntinha.

    - Eu acho que está funcionando sim, mas estava tarde, então não perguntei: como eu faço para testar?

    Com tudo pronto, jogou um caderno para dentro da mochila e sorriu, em sinal de que podiam sair.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Eleonor em Qui Ago 04, 2016 12:19 am


    Magic is not a miracle.


    A russa olhou com um ar de quem estava prestes a fazer algo "ilegal" para a amiga e concordou com a cabeça. Não era uma má ideia utilizar um dos novatos como uma desculpa para poder se aproximar do noivo - porém também sabia que não era a coisa correta a se fazer. Se não fosse uma situação que elas realmente precisavam falar com o professor sem erguer suspeitas, a jovem tinha certeza que encontraria outro jeito de fazer aquilo. Quando Shelby perguntou a ela sobre como testar, Lilya pousou o indicador canhoto nos lábios, pensando.

    - Você precisa se concentrar no colar como se ele fosse o foco de um ritual e pensar a mensagem que quer transmitir... Se a magia estiver certa, iremos conseguir te ouvir como uma projeção de voz na nossa mente.

    A tranquilidade até ao lidar com o possível fracasso do feitiço de Lilya quase conseguia expressar para ela a descrença que a garota conseguisse produzir o feitiço direito. Depois de explicar em case como usar, a jovem abaixou a mão e pareceu afagar o anel com o polegar passando o dedo pela palma ao faze-lo. Se houve alguma oscilação arcana, havia sido muito baixa e quase não dera para perceber. Uma pequena presença se projetou para a mente de Shelby e uma voz falou na mente da mesma, baixa e cuidadosamente.

    Era para funcionar assim, mas não podia praticar o feitiço na casa de Johnny sem chamar muita atenção. Ainda não contei aos outros da família que uso Metamagia.

    Ambas saíram do quarto e, como quem não queria nada, olhava para as estudantes femininas a procura de alguém que pudesse usar para sua 'missão' especial de entregar algo ao noivo o anel. Sua postura era vagamente tranquila, com os olhos arroxeados atentos ao menor sinal que poderia indicar alguém adequado. Uma garota, com cerca de seus nove ou dez anos, se aproximou dela sem jeito e puxou a manga do blazer da maior e olhou um tanto sem jeito. Era pequena e magra, talvez muito pequena para a idade. Trajava o uniforme da escola, porém um pouco desalinhada. Lilya parou para falar com ela e delicadamente arrumou o uniforme da jovem. Ambas sabiam o quanto eram exigentes no que dizia respeito ao uniforme e comportamento.

    - Posso ajuda-la em algo, querida?

    - Si-sim... E-eu queria saber se pode me mostrar onde fica a sala da terceira série, que não consegui me localizar no mapa que nos deram, e o-onde fica a sala do pro-professor de história.

    Lilya concordou com a cabeça e deu um sorriso largo para a jovem, dizendo animadamente que poderia mostrar onde era a sala do Professor Blackheart, mas não tinha certeza de onde era a sala da turma dela e ela precisaria ver com o professor o lugar onde ficava a sala. E acrescentou que acreditava que ainda teriam tempo de tomar o café da manhã se fossem rápido. Conforme andavam em direção a sala dele, Lya girou o anel distraída no dedo e falou via "telepatia" para a amiga.

    Será que consigo despachar a garota e falar com o Johnny?


    ---


    Pontius revirou os olhos quando ele falou e suspirou. Apoiando os cotovelos sobre a mesa e segurando ambas as mãos com os dedos entrelaçados, o bruxo observou o primo em silencio por alguns instantes. Parecia estar mais escolhendo as palavras do que pensando no que responder. Poderia responder parte do que o primo falara normalmente, entretanto precisava ser cuidadoso no que dizia respeito aos acontecimentos específicos da noite anterior: os alunos normais da escola não poderiam saber e eles precisavam ser cuidadosos ao falar daquilo, o que fazia o primo tomar ainda mais cuidado ao escolher como dizer aquilo.

    - Estava divertindo-me com umas coisas interessantes ontem a noite, desculpe se isso arrisca colocar seu ego para baixo já que é pouco justo disputar com alguém nesse estado.

    Um sorriso sarcástico tocou os lábios do rapaz, que acabou dando de ombros após falar e abaixou o tom de voz ao pronunciar as próximas palavras.

    - Não consegui descobrir qual... Demônio... É. Porém não é um demônio menor...

    Pelo menos o primo havia conseguido definir que não era um demônio menor, o que significava que eles possuíam um problema muito grande nas mãos.


    ---


    Anna havia concordado de bom grado em deixar o braço sobre os ombros dela até saírem do quarto e deu um beijo no rosto da namorada, animada. De fato era melhor naquelas naquelas matérias que Brenna, mas preferia não lembrar a jovem daquilo. De qualquer forma, Anna não havia ainda pensado em nenhum esporte ainda e deu de ombros, parecendo não pensar muito sobre aquilo.

    - Estava pensando em vôlei ou talvez algum grupo como o de literatura ou quem sabe algo sobre artes.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1426
    Reputação : 336
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Luxi em Qui Ago 04, 2016 7:48 am


    Magic is not a miracle.




    Shelby ergueu as sobrancelhas quando ouviu a voz dela em sua mente.

    - Uau. Isso foi excelente

    Não parecia difícil de fazer. Quando chegaram no corredor, a pequena "presa" apareceu convenientemente como precisavam. A loira virou-se e manteve sua postura de superioridade, sem sorrir para a menina, embora estivesse positivamente surpresa pelo aparecimento da aluna. Não gostava de dar confiança para qualquer um lá dentro porque tinha uma reputação a ser respeitada. Achava que a garota tinha que enxergá-las com respeito.

    Só sorriu aberamente em resposta à Lilya, divertindo-se muito com a coincidêncida da situação. Piscou, brincalhona. Estava na hora de testar o poder da gargantilha. Ficou em silêncio, concentrada em sua jóia de lua. Era realmente como praticar alguma magia. A sensação era boa.

    Pode deixar comigo

    Quando chegaram à sala, a loira falou alto, para chamar a atenção da garota:

    - Não não não! Menina, não entre assim não!

    Lançou um olhar para a russa e deu um meio sorriso em seguida, voltando a atenção para a menina.

    Corre lá

    Em seu plano, a garota estaria sem confiança demais para não querer ouvi-la.

    - Se eu não me engano... por acaso você não seria uma FrozenBell, seria? - inventou qualquer nome, intrigada. - Qual é mesmo o seu sobrenome?


    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6875
    Reputação : 65

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Edu em Qui Ago 04, 2016 10:12 am

    - Serio vôlei? Po Anna assim tu quer que eu te peça em cas...- Ela notou aonde tava e parou de falar - Tu tem que falar uma coisa chata que tu gosta pra eu ir contigo, tem que manter essa conta equilibrada tenho que fazer algo por você também.

    Ela para por um momento pensando com a mão coçando o queixo. O que Anna gostava que ela detestava? Moda, com certeza. Festas, bleh, era outra coisa, nunca ia quando ela chamava, obviamente por medo.

    - Eu posso ir contigo naquelas festas hi-society que você vai, ai já começa equilibrar um pouco mas ainda vou tá muito na divida - ri Brenna com a sua maçãs do rosto coradas.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7016
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Lyvio em Qui Ago 04, 2016 10:23 am


    Magic is not a miracle.




    Dis ouve o primo e quando ele menciona "coisas divertidas" o jovem bruxo ergue a sobrancelha esquerda com ar de desconfiado, mas logo retoma a postura e poresta atenção no que seu primo descobriu. A noticia não parecia nada boa, se não era um demônio menor era algo acima e bem mais poderoso, sua expressão toma a forma de preocupado e e um ranger de dentes pôde ser ouvido por Pontius.

    Dis entrelaça os dedos de suas mãos e eleva-a até sua boca, seus olhos cerram um pouco e desviam o olhar de modo pensativo, ele passa alguns segundos analisando a a situação e percebe que devia falara com a sua colega de sala o quanto antes.

    O bruxo ergue sua cabeça analisando todo o ambiente do refeitório e ainda não visualiza a moça. Restava a ele aguardar que ela chegasse.

    -Pontius, tem uma garota em minha sala que usa magia, já a vi curando-se, mas ela não apareceu ainda...assim que ela aparecer vamos até ela...Ah...ela anda com um BELO grupo de amigas...

    Dizia ele sussurrando para seu primo e sorrindo maliciosamente em seguida.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Eleonor em Qui Ago 04, 2016 5:10 pm


    Magic is not a miracle.


    Ao ouvir a amiga parando a jovem, a monitora deu um sorriso quase perverso internamente e se voltou para as duas. Sua aparência transbordava calma, tranquilidade e bondade, mas aquilo não enganava a amiga - sabia que a maga estava queimando por dentro pela certeza de ter alguns segundos a sós com o noivo, algo que dificilmente acontecia durante as semanas ali. Com uma voz doce, falou para elas.

    - Irei verificar se o professor pode recebe-la, com licença.

    Ela se voltou para porta e bateu, abrindo-a assim que houve uma resposta e entrou rapidamente, fechando a porta atrás de si. Apesar de parecer desengonçada - a russa sempre fora um pouco mais alta que boa parte das garotas de catorze anos e também era bem magra -, movia-se graciosamente mesmo nas situações mais improváveis. A novata olhou assustada para Shelby e pareceu buscar ajuda ao redor, não encontrando ninguém. A dama balançou a cabeça, negando, e procurando a própria voz antes de responder.

    - Nã-não, meu sobrenome é Kahale. A-acho que a senhorita está me confundindo com alguém.

    A voz demonstrava o espanto e receio da jovem ao falar, olhando-a assustada. Abrira a boca para falar algumas vezes, mas não havia emitido nenhum som. Minutos depois, Lilya voltou a aparecer, animada e indicou a porta, dizendo que o professor receberia ela e se despedindo da jovem após explicar como chegar ao salão principal saindo dali, caso precisasse seguir sozinha até lá. Quando as duas já estavam a caminho do refeitório, Lya se voltou para a amiga. Estava com a face ligeiramente corada e os olhos brilhando como ametistas ao receber luz diretamente nela.

    - Agora nós três podemos nos comunicar a vontade, mesmo a distancia. Desculpe ter demorado, acabei me empolgando um pouco com Jonathan.

    Pelo tom de voz excitado e o rubor, a jovem podia quase imaginar o que ela queria dizer por se empolgar...


    ---


    Aquela revelação atraiu a atenção do primo, que ouviu-o com atenção. Não era muito comum usuários de magia e alguém com habilidades de cura deveria compreender os princípios do caminho da Luz ou dos Humanos. Poderia ser água também, porém era algo com uma probabilidade razoavelmente menor que os dois primeiros. Olhou ao redor, mesmo sabendo que não sabia quem era e que, segundo o primo, nem ali estava. O comentário que ela andava com um belo grupo de garotas fez o rapaz sorrir com a mesma malicia do primo. Garotas, ele pensou, sempre eram interessantes.

    - Estou ansioso para que ela e as amigas cheguem logo, então.

    Não que ele estivesse preocupado em paquerar, mas a perspectiva de poder juntar o útil ao agradável era bem atraente a ele, o que fazia-o estar particularmente interessado naquilo.


    ---


    - Isso não seria uma má ideia, sabe. - Falou, piscando o olho. Sabia bem o que a outra planejava dizer, dando um sorriso para Brenna. Podia ver que a namorada pensava e procurava alguma coisa para balancear a equação e ela ficou surpresa com a oferta. Por um tempo, Anna olhou atentamente para ela e depois concordou com a cabeça.

    Por fim, as jovens haviam chegado no salão, onde o café da manhã já começava a ser servido.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1426
    Reputação : 336
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Luxi em Qui Ago 04, 2016 7:16 pm


    Magic is not a miracle.



    - Ah. Ainda bem.


    Shely sorriu, porque estava mesmo se divertindo em importunar a menina. Como o sobrenome não lhe chamou a atenção, concluiu que não era nem uma família relevante para se puxar papo e poderia continuar com um terrorzinho.

    - Nesse caso, acho que não vai precisar se preocupar... Sabe, muitas vezes, o seu sobrenome vale mais do que o restante. Pelo menos, para as pessoas que importam. Se tiver o sobrenome errado, muitas pessoas vão saber quem você é pelos piores motivos. Se tiver o certo, faça o favor de não manchá-lo ou toda a sua geração sofrerá consequências.

    Os olhos da garota brilharam, como se estivesse contando uma história de terror para uma criança. Ah, como gostava de ser ruinzinha de vez em quando, mas quem sabe assim aqueles aprendizes não tratavam magia com mais respeito?

    - Aqui não há espaço para os mais ou menos. Seja a melhor. Sabe aquela garota que você viu? A senhorita Dragunova é brilhante. Seja como ela... ou pelo menos tente.

    O momento de tormento psicológico só parou quando a russa surgiu novamente pela porta. Teve vontade de rir. Estava escrito na cara dela o que estava aprontando, mas ela não aguentava mais ficar conversando com aquela garota.

    - Bem, nossa conversa acabou. Até um dia.

    Sem nem esperar a resposta, já girava nos calcanhares. Não aguentava mais papear com a outra garota. Agora ria sem som, só voltando a conversar quando estavam sozinhas.

    - Eu não sei como você tem paciência para lidar com novatos. Parecem ratinhos assustados. - comentou enquanto caminhavam para o café da manhã - Bem,  pelo menos para você tem suas vantagens. Hmm... Será que ainda tem amoras frescas?

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6875
    Reputação : 65

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Edu em Sex Ago 05, 2016 3:04 am

    Brenna se sentou calmamente na mesa e foi pegando o café que era servido no mesmo tempo em que ia botando no seu prato. Olhou para o salão cheio e apoiou a cabeça no braço. Tanta gente ficava curiosa para saber quem eram.

    Pegou a maçã do seu prato e deu uma mordida. Matematica e soltou um suspiro ao pensar, matéria chata, só de pensar nela lhe deu vontade de voltar para casa.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7016
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Lyvio em Dom Ago 07, 2016 12:39 pm


    Magic is not a miracle.




    Dis apenas sentou-se com o primo observando o ambiente e aguardando a chegada das meninas, ele considerava importante conversar com os usuários de magias para resolver este grave problema que estava na eminência de explodir na escola, quem sabe até, a moça conhecia mais usuários e uma força tarefa sem dúvidas seria fundamental para afrontar esse demônio.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Eleonor em Dom Ago 07, 2016 1:36 pm


    Magic is not a miracle.


    A jovem ficara boa parte do tempo em silencio, parecendo assustada demais para falar alguma coisa qualquer. Mas ela ficara No que dizia respeito a russa, era de conhecimento comum entre os alunos que Lilya, em geral, gostava de ajudar e dava uma atenção especial aos novatos da escola, o que ajudava um pouco a aumentar a fama da jovem na escola, além das suas notas elevadas e sua beleza. Claro que para ela haviam suas vantagens em auxiliar os novatos no que dizia respeito a historia e ela abusava um pouco disso algumas vezes.

    - Acordar de manhã e perturbar o Johnny não tem preço. É uma pena que precisava ser rápida... Queria provocar um pouco mais. Mas, quanto as amoras, se nos apressarmos, acho que conseguimos.

    Um sorriso obviamente malicioso estava nos lábios de Lilya quando ela falava em perturba-lo e provoca-lo. O restante do caminho pareceu rápido, já que não estavam mais com o estorvo da novata e poderiam conversar de qualquer coisa, seja normalmente ou pelos itens - mas neste caso deveriam se lembrar que Jonathan iria ouvir também. O refeitório já estava cheio quando elas chegaram e já haviam pessoas tomando o café da manhã, mas ao que parecia havia se iniciado a pouco tempo a refeição. As pessoas cumprimentavam as garotas e a morena cumprimentava-os com um tom ora educado, ora gentil.

    - As amoras parecem a salvo... Será que o bolo de cenoura está no mesmo estado?


    ---


    O primo olhava ocasionalmente para a entrada e os recém chegados, fingindo certo desinteresse e desatenção. Depois de vários instantes de aguardo, Lilya entrara no salão com uma de suas amigas - a loira que sempre estava com ela. Trajava o uniforme de aulas da escola e mantinha os cabelos soltos, com a mochila presa em um dos ombros. Não parecia estar com muita pressa de sentar-se logo para comer, o que daria tempo para o rapaz chama-la e ir até ela rapidamente, caso quisesse. Era visível que também estava perdendo algum tempo cumprimentando pessoas que falavam com ela. Aos poucos também já começavam a servir o café da manhã, mas ainda tinham a opção de sair para falar com os outros.


    ---


    As duas se serviram e Anna colocou um pedaço de bolo de chocolate na boca, experimentando-o, e seus olhos brilharam. Apesar das preocupações em não engordar, não negava que era apaixonada por doces e não se negava comer de vez em quando algum docinho ou uma comida que engordasse mais do que o usual.

    - Isso é melhor que o jantar! Deveria experimentar, Bren. - Falou, com os olhos brilhando e comendo mais do doce.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6875
    Reputação : 65

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Edu em Dom Ago 07, 2016 3:54 pm

    Brenna olhou para a namorada e teve vontade de abraça-la ali mesmo. Teve que segurar o impeto, para não dar qualquer demonstração de afeto maior que a amizade. Ela dá uma risada gostosa e descontraída.

    - Ah chocolate, o pequeno pedaço de perdição, mas estando tão ansiosa e nervosa como agora eu acho melhor não comer. Comer doce assim sempre deixa um pouco enjoada, mas é bonitinho ver você assim toda animada com o bolo e doces - Diz Brenna sentada na frente de Anna a observando.

    Brenna comeu o seu ultimo item do prato que era um pão com manteiga e pegou a mochila que estava encostada na cadeira no chão pra botar no colo. Agora só esperava a namorada terminar para irem pra aula de matemática.

    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7016
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Lyvio em Dom Ago 07, 2016 4:12 pm


    Magic is not a miracle.




    Dis observa a garota chegar e como de costume ela vem cumprimentando a todos, era muito popular e uma das mais populares de sua sala, ele tinha certa popularidade mais pelas notas do que pela simpatia, esta que nunca foi o seu forte, então puxa o primo pelo braço e vai em direção as garotas. Seus longos cabelos negros estavam soltos e esvoaçavam pelo vento a cada passo, assim que se aproxima de Lilya ele olha-a nos olhos e a cumprimenta. Llogo em seguida ele faz um aceno com a cabeça para a loira:



    -Lilya...pelo visto sua popularidade só cresce...então, como foram as férias?

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1426
    Reputação : 336
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Luxi em Seg Ago 08, 2016 9:18 am


    Magic is not a miracle.




    Shelby cumprimentava as pessoas com uma educação protocolar, mas seu sorriso se desfazia imediatamente quando alguém se virava ou simplesmente quando passavam por eles (a menos que de fato gostasse da pessoa). Não tinha muito talento para ser a Miss Simpatia do ano, mas fazia um pequeno esforço por acompanhar Lilya.

    - Ah, eles não se atreveriam a deixar a senhorita Dragunova sem bolo de cenoura! - brincou.

    Em seguida, dois outros alunos apareceram para conversar. Ela repetiu o aceno e observou o garoto de cabelos negros dos pés a cabeça, analisando (e julgando) cada palavra dele. Será que as pessoas podiam simplesmente deixá-las sentar e comer? Respirou fundo, controlando a irritação e depois observou a reação da amiga.

    Da próxima vez, temos que vir disfarçadas, pensou, mas optou não transmitir aquilo magicamente. Tentando guardar para um momento real de perigo ou algo do tipo, agora que os três podiam ouvir.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Eleonor em Seg Ago 08, 2016 2:45 pm


    Magic is not a miracle.


    A morena olhou os garotos que chegaram próximos a ela, piscando e encarando-o nos olhos. Havia um suave tom roxo nos olhos da garota, algo que dificilmente olhos pouco treinados para identificar magias conseguiam notar. Eles brilhavam ao recordar-se das férias da mesma, mas havia um quê de curiosidade no olhar. Um sorriso simpático surgiu nos lábios dela ao responder com uma voz animada.

    - Oh, olá, Dis. Olá, Pontius. É, parece que sim... É um tanto incomodo as vezes. Minhas ferias foram agradáveis, obrigada, queria que tivessem durado mais. E as de vocês, como foram?

    Enquanto falava com os garotos, a russa tocara o anel Blackheart distraída, girando-o no dedo e sua voz soou na mente da amiga e, provavelmente, na de Johnny também, com o que parecia ser um tom preocupado.

    I have a bad feeling about this... Não acho que ele tenha decidido falar comigo só porque ficou com saudades da minha voz.

    Um a dois segundos se passaram antes de uma versão quase apática da voz do professor responder na mente delas. O sorriso de Lilya assumiu um tom mais divertido, aparentemente compreendendo o que havia por trás da reação do homem.

    Saudades da sua voz? De quem e do que estamos falando, Lilya?...

    Um dos garotos da sala decidiu parar a mim e a Shel para me perguntar sobre as férias... Mas ele mal fala comigo durante o ano letivo.

    Ela lançou um olhar cheio de significado para a amiga, movendo os lábios dizendo 'ciumes?' para ela.



    ----------



    A garota não podia culpar Brenna pelo nervosismo. Ela própria estava nervosa, porém descontava isso na comida normalmente ou lendo sobre moda ou fofocas... Também procurava a companhia da atual namorada, porém era difícil se acalmarem quando ambas estavam nervosas e em relação a mesma coisa. Coisas que desviassem a atenção dela do que causava o nervosismo. Ela terminou de comer com calma, apressiando a comida e depois olhando para Brenna.

    - Medo de passar mal na aula? - Perguntou, pegando a mochila no chão e se levantando, enquanto a colocava no ombro.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    [/quote]
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7016
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Lyvio em Seg Ago 08, 2016 4:12 pm


    Magic is not a miracle.




    Dis esboça um leve sorriso apenas com os lábios e sem tirar os olhos dos olhos da moça, já percebendo seu tom diferenciado ele a responde:

    -Foram ótimas...é muito bom voltar a meu país e visitar minha família, as belezas da Grécia são deslumbrantes! Você poderia conhecer mais um pouco sobre nosso passado e cultura quando tiver mais tempo, já está convidada antecipadamente.

    Ele para alguns segundos olhando para a moça e continua:

    -Mas, na verdade, eu queria falar em particular com você... Se não se incomodar. Garanto que não me estenderei, pois acredito que você está tão faminta quanto eu.

    Dis sabia tratar bem as pessoas que pelo menos o tratavam com cordialidade e obviamente respeitava muito mais os usuários de magia que as pessoas comuns, apesar de sua pouca simpatia.

    -Podemos ir até ali...

    Apontava ele pra um lugar um pouco mais tranquilo.

    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6875
    Reputação : 65

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Edu em Seg Ago 08, 2016 5:48 pm

    - É por ai Anna, ficar enjoada. Também não quero ter nada pesado no estomago na aula e também por causa do nervosismo - Diz ela assim como a namorada se levantando e colocando a mochila no ombro.

    Brenna anda para perto de Anna e passa o braço no dela. Vão andando rumo a sala de aula pra a classe de matematica, mas antes de irem para lá ela e sua namorada param pra dar bom dia a Lilya e outras pessoas que estavam perto.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1426
    Reputação : 336
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Luxi em Ter Ago 09, 2016 10:40 am


    Magic is not a miracle.



    Shelby não se incomodou em fazer mais do que um olhar de "olá" para duas garotas que passaram a seu lado (Brenna e a namorada). Estava ocupada demais odiando gratuitamente a dupla de alunos que as incomodava logo pela manhã.

    Conversinha fiada, respondeu mentalmente para ela a princípio. Em seguida, sorriu para Lilya, achando graça do ciúme do outro.

    Ei, não se preocupe. Estou de olho na sua donzela, rebateu na mente, recuperando o bom humor por alguns instantes.

    Odiava a ideia de quererem "se livrar" dela assim, tão facilmente, mas só não demonstrava mais porque achava que acabaria sabendo do que se tratava.

    Geniosa, Shelby tinha um certo ciúmes da amizade de Lilya também. Primeiro, porque se achava importante, depois, porque tinha aprendido a não se misturar com outras classes mágicas (exceto aqueles excepcionais em seu meio) e, por último, porque no fundo não admitiria, mas era muito carente.

    Lançou um olhar significativo para a russa e depois sorriu.

    - Ah. Pode ir, Lil, eu vou ali e separo um pedaço de bolo para você. Com licença, rapazes.

    A loira passou por eles e se encaminhou para a mesa tradicional do grupo de amigas, sem olhar para trás. Estava muito curiosa, mas tinha meios mais eficientes de intervir se ela precisasse.


    Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

    Tks: Liiz@ TPO

    Conteúdo patrocinado


    Re: Capitulo Um - Intrusos.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Dez 14, 2017 3:11 pm