Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Gabinete do Diretor

    Compartilhe
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Gabinete do Diretor

    Mensagem por Aythusa em Seg Ago 08, 2016 9:13 am




    Gabinete do Diretor
    (Alvo Dumbledore)


    O Gabinete do Diretor é onde reside o Diretor de Hogwarts, no caso atual, o famoso bruxo Alvo Percival Wulfrico Brian Dumbledore, comumente chamado apenas de Alvo Dumbledore.
    Neste Gabinete encontram-se vários quadros dos diretores anteriores, a fênix Fawkes, a penseira, o chapéu seletor e outros artigos próprios de Hogwarts e Dumbledore.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Aythusa em Dom Abr 16, 2017 7:56 pm

    Vésperas de Hogwarts

    Trevor sabia que seu aniversário estava chegando. Moravam na Irlanda, mas seu pai já havia escrito algumas cartas para Dumbledore pedindo um favor, como amigo, e o menino sabia disso mesmo com os esforços do pai de ocultar as cartas. As corujas eram fáceis de perceber indo e vindo, mesmo quando sue pai saía para a cidade.

    Desde que descobrira sobre sua “doença” Trevor havia perdido as esperanças de ir para uma escola de magia e bruxaria, mesmo com as aulas e estimulos que seu pai procurava lhe dar. Na verdade, o homem era até insistente em deixá-lo viver como um bruxo normal de sua idade.. mas era impossível.
    Mesmo assim, Trevor não tinha características sombrias, de crianças depressivas ou agressivas… Bem. Talvez essa última não fosse totalmente verdade, mas o que importava era que ele era uma boa pessoa e tinha um grande futuro pela frente.


    ~*~

    Trevor recebera sua carta, inesperadamente, um mês antes das aulas começarem. Seu pai ficou muito feliz, mas além da carta normal que todos recebiam, Trevor recebeu uma carta escrita pelo próprio diretor informando que teriam que se encontrar com Dumbledore em sua casa no segundo dia das aulas e que ele seria informado.

    Compraram todos os materiais e Trevor estava animado, embora apreensivo. Seu pai estudara em Hogwarts também e ele não parava de contar sobre como conheceu sua mãe, e repetir as inúmeras histórias sobre o tempo em que estudou na escola de magia e bruxaria.

    Sua varinha ele não comprou em Londres, com Olivaras. Comprou com outro artesão ousado na Irlanda, não tão famoso. Ousado pois usava várias fontes instáveis para as varinhas, como a cauda de Testrálio.

    Contou-lhe particularmente sobre a floresta proibida, que seria uma solução para seu problema assim como fora para ele, e o alertou sobre os inúmeros seres que lá habitavam.
    Passaram muito tempo lendo o livro de Newt Scamander depois, revisando algumas criaturas, em especial as marcadas como perigosas e em como poderia se defender ou se esconder delas.

    Até que finalmente embarcou no Expresso de Hogwarts e, pela primeira vez em sua vida, não teria seu pai para acalmá-lo quando tudo estaria por se perder.
    Dessa vez, quando a noite chegasse, ele estaria completamente sozinho. E isso o fez sentir-se livre e ao mesmo tempo ansioso para provar seu valor.

    ~*~

    Setembro, 01 de 1991, Hogwarts - Londres

    Trevor Duffy passou todas as horas da viagem de King's Cross até Hogwarts em uma cabine sozinho, desfrutando da companhia de seus pensamentos. Não levou seu pequeno Rufião, sabia que não poderia levar para Hogwarts, mas tinha esperanças de burlar essa regra com a reunião do dia seguinte.
    Essa reunião o deixava duplamente nervoso, afinal não bastava todo o espetáculo da escola, os estudantes, Harry Potter, Dumbledore, os fantasmas, a vista para a Floresta, o Lago, os barcos mágicos… Ele ainda teria uma audiência com o bruxo mais poderoso de todos os tempos.

    McGonagall chamou seu nome. “Duffy” repercutiu em todo o Salão Principal enquanto um menino com as vestes negras esfuaçantes e o cabelo bagunçado caminhou até a cadeira onde estava o chapéu seletor. Talvez fosse sua imaginação, mas Dumbledore pareceu inclinar-se sob a mesa quando ele sentou-se, como se estivesse interessado no que aconteceria.

    O chapéu seletor demorou longos 4 minutos, debatendo com Trevor sobre sua personalidade. No fim, ele declarou “GRIFINÓRIA” e a mesa da casa vibrou com a escolha. As palavras do chapéu ainda estavam ecoando em sua mente “não é o primeiro de sua espécie a me ter sobre sua cabeça”, isso ele não sabia. Ficou curioso, quer dizer que houveram… outros? Como isso seria possível?

    Encarou os estudantes e sentou-se, apertando algumas mãos que surgiam à sua frente e fingiu prestar atenção no resto da seleção. Tudo o que conseguia pensar era em não decepcionar o seu novo lar.

    ~*~

    Setembro, 02 de 1991, Hogwarts - Londres

    No dia seguinte estava com sono. Havia sido impossível dormir naquela noite, afinal além de estar em Hogwarts, estudando na mesma casa do famoso Harry Potter, com a perspectiva das aulas, ainda teria naquele dia uma reunião com Dumbledore a qualquer momento.

    E esse momento chegou durante a sua primeira aula de Defesa Contra as Artes das Trevas, com o Professor Quirell falando sobre o cheiro peculiar de alho na sala de aula e a defesa que o alho dava contra vampiros. Houve um bate suave e firme na porta da aula e a Professora McGonagall – Diretora da casa da Grifinória – pediu para Duffy acompanhá-la, sem dar explicações.

    Trevor sabia para onde iriam, seu coração batia no peito enquanto tentava esquecer o forte cheiro de alho que ainda sentia. Não fez nenhuma pergunta.
    A Professora subiu até o sétimo andar. Por um momento Duffy imaginou que a reunião fosse em seu Salão Comunal, naquele mesmo andar, porém estava enganado. Virou uma sequencia de corredores e se deparou de frente com uma ave imensa de pedra bloqueando a passagem. Na verdade não parecia haver realmente uma passagem ali, apenas uma cúpula com a ave de pedra.

    Foi quando a Professora disse “Sorvete de Limão” e a ave abanou a cabeça, e moveu-se, virando seu corpo, fazendo survir uma escadaria debaixo dela (como se estivesse virando uma torneira). Minerva deu um passe à frente e subiu no primeiro degrau. Trevor a seguiu, ficando um pouco mais abaixo da professora, surpreso com a magia.

    Eles pararam em frente a uma porta de madeira, com finos entalhes em ouro decorando a porta, alta e imponente. Minerva deu um passo, bateu na porta, e se afastou.

    Logo em seguida a porta se abriu.

    ~*~

    A sala do diretor era repleta de quadros, armários com inúmeras coisas dentro – desde poções, itens que pareciam mágicos, livros, e as mais diversas bugigangas - . Logo à frente haviam alguns degraus que levavam à uma mesa. Nessa mesa haviam inúmeras coisas, como penas, tinteiros, pergaminhos espalhados, uma espécie de abajur com uma chama azul brilhando dentro de um frasco redondo na ponta, etc.
    Estava visivelmente desorganizada.

    Na cadeira atrás da mesa, estava Dumbledore, com um leve sorriso ponderando debaixo das barbas, seu óculos de meia lua na ponta do nariz fino, e usando vestes vermelhas com bordados dourados, grande e majestosa, dando-lhe um ar mágico. Era como se a magia dele pudesse ser tocada, mesmo Duffy sabendo que isso era impossível. (Seria?).

    - Seja bem-vindo, Sr. Duffy. Por favor, sente-se. Minerva, obrigada. Lhe chamarei quando for pertinente.

    Com um pequeno aceno de cabeça, dispensou a professora, ficando a sós com Trevor.

    - Sente-se, por favor. Espero que esteja gostando de Hogwarts.

    Sentou-se também após indicar a cadeira à frente de si.
    Não começou, ficou apenas observando o menino à sua frente com curiosidade e compaixão.
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Okley em Sab Abr 22, 2017 2:09 am

    Ficava ansioso por ter que sair de casa, teria que ir para alguma escola. Era um receio de como iria conviver em meio aos outros alunos, além de se o aceitariam, teria que ter condições para ir. Tinha certeza que seria reprovado para ser aceito em Hogwarts. Preferia ficar tranquilo no seu campo, por mais que tinha coisas bem interessante na Inglaterra.

    Até que uma coruja trouxe a carta, se surpreendeu por terem aceitado, deviam estar mesmo interessados em educar jovens bruxos mesmo. Já tinha ouvido falar com Dumbledore antes, não imaginou que conversaria com ele, provavelmente iria falar como proceder na escola então não se importou muito nesse assunto.

    Foram comprar a varinha dele na Irlanda mesmo, talvez por ansiedade e possuir uma, que depois de alguns testes conseguiu achar a dele. Com a compra dos materiais e sobre seu pai contando sobre como era seu tempo de colégio, fez esquecer dos problemas e ficar bem empolgado em ir para lá.

    Não tinha medo das criaturas e da floresta proibida, acha muito fascinante tudo aquilo, poderia ficar muito tempo na floresta, queria poder explorar ela toda. Só ver aquilo já o animava bastante, porem tinha criaturas realmente perigosas, afinal tinha alertado sobre tudo isso.

    Estava na plataforma que estava o Expresso de Hogwarts, dali em frente estaria sozinho e teria que se virar sem o pai dele. Por mais que era tudo grandioso e fantástico, ainda sim sentia um temor, mas conseguia imaginar toda as possibilidades que estariam ali.

    ~*~

    Setembro, 01 de 1991, Hogwarts - Londres

    Ficou sozinho em uma cabine no Expresso que deixou ainda mais triste e ate mesmo parecia bastante longa, nem o Rufião pode o acompanhar o que sentiu bastante a falta dele. Ate que finalmente chegaram naquele grande castelo. A animação voltou com muita força, tinha vontade de ir em todos os lugares dali, mas se segurou afinal seriam anos ali para conhecer tudo.

    Trevor ficou esperando ansioso do que poderia acontecer, tentando lembrar e até mesmo reconhecendo alguns lugares que seu pai lhe havia falado. Estava no grande salão principal, no meio de vários alunos, no início ficou tímido em estar ali, mas logo foi embora o sentimento e passou a ficar contente em estar ali, interagindo bem rápido com tudo o que acontecia.

    Foi chamado finalmente para poder ser selecionado para uma das casas pelo chapéu seletor. Tomou a frente de maneira bastante prestativa. Olhando para a mesa de professores a frente na qual estava o diretor Dumbledore, ficou pensando quando ele o chamaria, pelo menos estava indo com os outros alunos, aparentemente estava sendo aceito mesmo em Hogwarts.

    O chapéu ficou debatendo sobre a personalidade dele por um bom tempo o que deixava ansioso pelo que viria, algumas coisas nem ele sabia que possuía, ou não tinha pensando nisso pelo menos. Comemorou como uma vitória estar na Grifinória, demostrando estar bastante contente com a escolha, seu pai já tinha contado as diferenças das casas.

    ~*~

    Setembro, 02 de 1991, Hogwarts - Londres

    Trevor queria andar por entre o castelo e já ir na floresta, mas teve que ficar entre o Salão Comunal, o que era realmente interessante o pessoal ali. Tinha visto Harry Porter rapidamente, não flou com ele. Queria fazer amigos ali com os monitores da Grifinoria, o ajudariam bastante em suas escapadas.

    Logo de manhã já se arrumou como os demais alunos da Griffinória, como vestisse a camisa da casa logo de início. Indo para sua primeira aula, que acho que achou bastante interessante, aula de Defesa Contra as Artes das Trevas. Se surpreendeu com a chegada da Professora McGonagall, chegou a tremer na base ao ver que foi ele o chamado. Será que, agora o mandariam embora, ficou pensando enquanto andava pelo castelo como se fosse um labirinto, não tinha aprendido como andar por ela ainda.

    Ficou so olhando por onde a professora iria e que estava fazendo, o que mais aumentava o nervosismo do que aconteceria, simplesmente a seguia. Não sabia direito onde ela levaria, sendo uma sala cheia de magia o que fez estremecer de medo.

    ~*~

    Observava para a sala com bastante curiosidade. Tinha bastante coisa legal de se fazer alo e objetos incríveis. Até que viu Dumbleodore atrás da mesa, o que fez que o medo voltasse, pois não sabia com seria a reação dele.

    - Obrigado, fiquei bastante feliz de estar em Hogwarts. -  com um sorriso sem jeito para o diretor. - O lugar realmente é magnifico, como contam nas histórias, estou gostando muito de estar aqui.

    Foi caminhado lentamente a cadeira, puxando sem fazer barulho, sentando timidamente por causa do olhar do diretor.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Aythusa em Sex Abr 28, 2017 12:08 pm

    Setembro, 02 de 1991, Hogwarts - Londres

    - Tenho certeza que Hogwarts também está muito feliz com o senhor conosco. - respondeu bondosamente Trevor.

    O garoto sentou-se de frente para o diretor. Estava assustado com a perspectiva do que poderia acontecer depois daquela conversa.

    Dumbledore começou a falar amenidades:

    - Se me lembro bem, hoje mais cedo o senhor deveria estar na aula de Defesa Contra as Artes das Trevas. O Professor Quirell é ótimo, apesar do intenso cheiro de alho na sua sala. Se conseguir ignorar o odor, creio que será uma matéria muito instrutiva.

    E depois prosseguiu, mais sério, porém com o mesmo sorriso amável e olhar sereno:

    - O senhor sabe o motivo de estar aqui, Senhor Duffy?
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Okley em Sex Abr 28, 2017 1:56 pm

    Com um sincero sorriso no rosto por saber que estão felizes por ele ali, por mais que ainda estava preocupado do que poderia acontecer. Buscou a cadeira sem olhar para ela, ate que sentou com calma olhando para o diretor.

    - Gostei muito da aula, é bastante interessante a matéria. Mas é bastante fedido lá sim, vai ser assim sempre? – Comentava bastante contente sobre a aula, por mais que no rosto não disfarçava da preocupação da conversa e por onde poderia desenrolar.

    Dumbledore estava bastante amigável o que deixava mais relaxado na cadeira e intimidado com a presença do diretor em sua frente.

    - Provavelmentee...  Mas acredito que já tenha acha uma solução. Estou certo?
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Aythusa em Seg Maio 01, 2017 4:36 pm

    Setembro, 02 de 1991, Hogwarts - Londres

    Dumbledore ficou observando a felicidade do menino com a única aula que tivera. Parecia sereno, calmo… mesmo falando com alguém como Trevor.
    Bem, isso só mostrava o quão poderoso era Dumbledore.

    - É lamentável, mas acredito que o cheiro forte persista por mais um longo tempo, Sr. Duffy.

    - De fato, talvez eu tenha uma forma de contornar a sua situação. O senhor não foi o primeiro a precisar de Hogwarts nesssas condições. Mas devo dizer que não será nada fácil…


    Ele fez uma pausa. Levantou-se e começou a caminhar pelo cabinete, com as mãos detrás das costas. Estava sereno, calmo. Isso não mostrava inquietação, apenas parecia que o ajudava a raciocinar.

    - Os amigos serão indispensáveis no seu processo de adaptação, e haverão noites difíceis para os mais leais companheiros. Compreende isso?

    Olhou para Trevor e prosseguiu depois de sua resposta:

    - Agora, gostaria de saber… Como o seu pai tem lhe ajudado e como ele lhe disse que poderia ser aqui na escola?
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Okley em Seg Maio 08, 2017 12:57 pm

    Torceu o nariz quando o diretor disse do cheiro iria persistir, depois como se entregasse – Vou ter que aguentar então, é preciso por causa das aulas ne?

    - Não sabia que já teve outros aqui na escola. – Ficou pensativo e impressionado com ter outro igual a ele ali, não tinha entendido se já tinha se formado. – Pode dificuldades mas saberei superar elas com facilidade. – Falou com inocência ou ingenuidade, porem demonstrava um confiança.

    Enquanto observava ele caminhar pela sala pensativo.

    - Com amigos não sei, não encontrei nenhum ate agora.
    – passou um pouco de tristeza e receio que ate então não tinha passando antes. Qualquer professor saberia que era uma atitude comum a um menino da idade dele. – Eu sei... mas me viro sozinho.

    - Nem me lembro bem, ele falou bastante de como era as coisas aqui, mas não me passou muito de como lidar...-
    falava timidamente sem saber de como disser o que tinha ocorrido. -  Ele disse de como me controlar, como sentir o que estou sentindo e de como proteger. Espero que você que tem mais experiencia me ajude nisso... Ele deu dica para evitar problemas que posso causar, mas ainda não consegui entender bem como acontece
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Aythusa em Dom Maio 21, 2017 9:38 pm

    Setembro, 02 de 1991, Hogwarts – Londres


    Trevor pareceu bem confiante diante do diretor, que sorriu amável com a felicidade e otimismo do menino mesmo diante de tal problema.
    Quando ele disse ao diretor “mas me viro sozinho”, Dumbledore parou como se recordasse alguma coisa e olhou os olhos de Duffy profundamente por alguns segundos, mas não disse nada a respeito.

    Talvez ele devesse aprender sozinho o que Dumbledore lhe dizia.

    Alvo ouviu tudo o que o jovem tinha a dizer e depois disse:

    - Com o passar dos anos as coisas vão ficando mais difíceis de se controlar, ao invés do contrário. Mas quero que saiba que Hogwarts sempre ajudará quem à ela recorrer.

    Fez uma pausa, olhando a criança de 11 anos à sua frente, por cima dos óculos de meia lua e depois continuou:

    - Vou pedir para um professor ficar próximo de você até sexta-feira, a próxima lua cheia. É uma pena que seu primeiro final de semana em Hogwarts seja tão desagradável, mas haverão melhores. Quero que saiba que o professor Snape é de minha total confiança.


    Trevor sequer sabia quem era o professor Snape, mas ficou com um breve receio. Quantos na escola saberiam sobre ele?

    - Agora, creio que deveríamos descer para o almoço. Em breve o senhor retornará às suas aulas…


    Continua...:
    [ CONTINUA NO TÓPICO DO SALÃO PRINCIPAL
    http://www.novaerarpg.com/t1541p75-salao-principal#100123]

    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Okley em Seg Maio 22, 2017 12:17 am

    Ficou olhando para o diretor, achou que estava preocupado, talvez por ser muito simpático não passava isso. O que tranquilizou bastante Trevor, realmente ele queria amenizar e deixar permanecer ali, não voltando com a idéia de deixar na escola.

    - Piorar mas não deveria melhorar? Não deveria aprender de como conseguir saber lidar com isso? -
    O que aumentou a preocupação dele, entristecendo bastante. - Obrigado por me deixar vir pra cá. Não sei se os bruxos vão me aceitar, mas os trouxas é mais complicado conviver... Eu sabia desse final de semana, mas colocar com um professor não imaginava. Se você acha que é o melhor a fazer acredito em você. - Falou com um sorriso no rosto, escondia um medo do que realmente fosse acontecer e o que fariam com ele.

    - Estou com fome mesmo, se quiser pode me chamar pra conversar. -
    Acreditava que não o chamaria tão cedo, queria mostrar disposto a ajudar.  Saiu da sala do diretor, se despedindo e indo para o salão para poder se alimentar.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Gabinete do Diretor

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 11:09 pm