Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Ato I - Prólogo

    Compartilhe
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Ato I - Prólogo

    Mensagem por Darkwes em Qui Ago 18, 2016 10:59 pm





    Do início aos dias atuais.

    Há pouco mais de um ano, a Liga da Justiça representava a linha de frente contra as diversas ameaças que surgiam no planeta Terra. Seus principais membros, Superman, Mulher Maravilha, Batman, Flash, Lanterna Verde, Cyborg, Aquaman e tantos outros simbolizavam a esperança da humanidade contra invasões alienígenas, criminosos superpoderosos e megalomaníacos, criaturas míticas e divindades cruéis. Entretanto, um único acontecimento fez com que a história dessa realidade tomasse rumos inimagináveis.

    O homem conhecido como Clark Kent soube da gravidez de sua esposa Lois Lane um dia antes de perdê-la em um plano engenhado pelo Coringa que, com o auxílio da Arlequina, raptou Lois e combinou o gás alucinógeno do Espantalho com kryptonita, imediatamente afetando o Homem de Aço, fazendo-o acreditar que o supervilão Apocalypse havia retornado, quando na verdade se tratava de uma ilusão. Superman levou aquele que acreditava ser seu grande inimigo ao espaço, apenas para descobrir que tratava-se na realidade de sua esposa Lois Lane. Quando o coração da jornalista parou de bater, um dispositivo implantado em seu peito acionou a bomba nuclear deixada pelo Coringa que explodiu devastando Metrópoles, matando seus 11 milhões de habitantes.

    Devastado, Superman foi de encontro ao Coringa, matando-o impiedosamente, quebrando seu código de conduta ao perceber que já havia feito algo de que se arrependeria para o resto de sua vida. Nos dias seguintes, o Homem de Aço revelou sua identidade secreta para o mundo e declarou que não deixaria que novas tragédias como a de Metrópoles se repetissem, exigindo um cessar fogo imediato em todo o mundo. Superman e seus principais aliados passaram então a intervir em diversos conflitos ao redor do planeta, muitas vezes usando de força bruta para dar fim as hostilidades, promovendo uma paz ilusória e um sentimento falso de segurança.

    Descontente com a postura de Kal-El, o presidente dos Estados Unidos contatou Batman que havia sido dispensado da Liga da Justiça, propondo ao Homem Morcego uma aliança com o intuito de que juntos encontrarem um meio de parar Superman. Diversos heróis não afiliados ao Homem de Aço foram então recrutados para o que veio a se tornar a Insurgência. E, com a descoberta de que Superman e Lex Luthor estavam criando uma droga capaz de transformar pessoas comuns em super soldados, a Insurgência teve de agir para fazer frente ao plano de Kal-El.

    Ao descobrir a respeito da postura de Batman, que havia sequestrado a Mulher-Gavião e deixado o Caçador de Marte em seu lugar para espionar a Liga, Superman decide revelar a identidade do Homem Morcego ao mundo, declarando Bruce Wayne um terrorista. Ao tentar confrontá-lo, Superman, Mulher Maravilha e Lanterna Verde se deparam com o Caçador de Marte que por pouco não mata a princesa de Themyscira, mas é o marciano que acaba sendo morto por Superman que o incinera utilizando sua visão de calor.

    Pressionado, Batman pede para que o presidente dos Estados Unidos crie uma distração, enviando navios de guerra em direção à Coreia do Norte. Enquanto isso, com o auxílio da Mulher Gato, Canário Negro, Arqueiro Verde e Capitão Átomo, Batman invade a Fortaleza da Solidão para coletar uma amostra da droga que estava sendo produzida no local. Ao chegar lá os Insurgentes se deparam com Jonathan e Martha Kent, o que faz com que Superman imediatamente pressinta a chegada dos invasores. Enfurecido, Kal-El entra em combate com o Capitão Átomo, que por pouco não derrota o Homem de Aço, entretanto, Mulher Maravilha interrompe o embate, abrindo uma fenda em sua pele metálica com a espada de Hefesto, forçando o herói militar a uma difícil escolha, destruir toda região do polo norte em uma grande explosão nuclear ou sacrificar-se no espaço. O herói escolhe a segunda opção e leva o Homem de Aço para fora da atmosfera da Terra, buscando também finalizá-lo, entretanto Superman sobrevive a explosão que fere gravemente Diana.

    Ainda mais irritado, Kal-El retorna a Fortaleza da Solidão, se deparando com Oliver Queen que havia ficado preso dentro da fortaleza enquanto os demais escaparam. O Arqueiro Verde ainda consegue distrair o Homem de Aço o bastante para apanhar uma das super pílulas e arremessá-la em uma de suas flechas para fora da Fortaleza da Solidão com um localizador do Homem Morcego, mas o arqueiro é morto impiedosamente por Clark Kent acreditando que os invasores buscavam ameaçar seus pais.

    De posse da super pílula, Batman e os demais sobreviventes partem em retirada e, sabendo da repercussão de suas ações, Bruce aconselha todos os integrantes da Insurgência a se dispersarem e desaparecerem, ele, entretanto, ainda tinha algo a fazer. Retornando a Bat-Caverna o Homem Morcego usa seu supercomputador para analisar a amostra, porém, antes que conclua, Superman chega ao local o confrontando. Bruce distrai Clark o máximo que pode, mas o confronto é rápido e termina com Superman quebrando a coluna de Batman, alegando que não estava lá para matá-lo, mas que ele era perigoso demais para ser ignorado.

    Durante o combate, o supercomputador conclui a análise da pílula e envia os dados para um servidor remoto. Kal-El então tenta saber para onde os dados foram enviados interrogando Bruce, entretanto, Alfred intervém ingerindo a pílula e golpeando Superman que já se encontrava em péssimas condições devido ao combate anterior com o Capitão Átomo. Alfred aproveita o momento em que Clark ainda se recuperava e deixa a Bat-Caverna com Bruce em seus braços através do teleportador local, rumando para uma localidade desconhecida.

    Nos dias seguintes, Superman apresenta em uma conferência internacional na sede das Nações Unidas sua força de segurança, super soldados incumbidos de garantir a segurança da população, marcando o início do Regime. E a primeira localidade a receber a força especial é a cidade de Gotham, aquela com os piores índices de criminalidade em território norte-americano.




    Os Renegados.

    Recrutados pelo Homem Morcego há cerca de um ano, no intuito de resgatar Lucius Fox que havia sido sequestrado e estava sendo mantido em cativeiro na Markovia, o grupo de heróis que fora denominado de "os Renegados" consistia de justiceiros e vigilantes que não atuavam ativamente na Liga da Justiça da América, não se submetendo aos acordos internacionais firmados pelo governo dos Estados Unidos, os quais impediam que interviessem na localidade onde o CEO da Wayne Enterprises se encontrava. O androide Lanthalder, a caçadora herendiana Arqueira Invernal, Mr. Sussurro filho de Lucius e o alienígena Arkanum juntaram forças com a misteriosa mulher samurai Katana e Raio Negro, capaz de gerar intensas descargas elétricas. Juntos os heróis libertaram Lucius e, após o sucesso da missão, alguns destes continuaram a atuar lado a lado, enquanto outros retomaram suas atividades, mantendo acesa a possibilidade de novamente atuarem juntos.

    Com o início do Regime, os Renegados se viram pressionados a se aliarem ao Homem de Aço ou cessarem suas atividades, entretanto, ao invés de escolherem uma das duas possibilidades, receberam uma terceira oferta. Através de seu filho Jacob, Lucius Fox entrou em contato com o restante do grupo, convidando-os a se reunirem na Wayne Enterprises onde ganhariam uma nova base de operações e todos os recursos necessários para continuarem atuando na cidade de Gotham que, mesmo com super soldados patrulhando as ruas, necessitava de heróis de verdade mais do que nunca.

    Sete meses se passaram desde o início do Regime e o convite de Lucius, durante este período os Renegados puderam observar uma drástica redução nas estatísticas envolvendo a criminalidade em Gotham, todavia, os métodos utilizados pelas tropas do Regime são no mínimo questionáveis. Os soldados abordam violentamente qualquer um que se atreva a desrespeitar o toque de recolher, aqueles que iniciam protestos e até mesmo jovens que apenas se divertem ao redor da cidade. E, mesmo que não sejam noticiados, todos sabem que várias pessoas acabam sendo feridas gravemente e até mesmo mortas durante as abordagens, visto que os super soldados não demonstram receio algum em utilizar as capacidades sobre humanas que recebem da droga fornecida pelo Alto-Conselheiro.

    Apesar de preocupante, o Regime não é a única ameaça em Gotham. Com o Homem Morcego inoperante, criminosos voltaram a se proliferar e continuam atuando, mesmo que de forma mais sutil para não chamar a atenção de Superman, aterrorizando a população e ampliando a tensão existente. Dentre os grupos criminosos atuantes, um em especial têm chamado a atenção dos Renegados. Rumores se proliferam de que o grupo conhecido como a Corte das Corujas voltou a atuar, enviando seus assassinos para lidar com aqueles que se interpõem entre suas garras e seus objetivos, manipulando e moldando Gotham através das sombras.

    Aos poucos os quatro remanescentes do grupo formado por Batman reuniram pistas suficientes para localizar a base de operações da Corte, situada no subsolo de Gotham, para onde rumam neste exato momento, adentrando através dos canais de esgoto, onde esperavam encontrar uma das passagens que dá acesso ao  local...

    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7013
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lyvio em Sex Ago 19, 2016 12:57 pm

    Arkanum já tinha feito todos os preparativos que pôde (o que tomou um bom tempo) para ajudar o grupo na invasão, sua bola de cristal foi bastante útil informando coisas que poderiam acontecer. Por isso mesmo o grupo estudou vários caminhos e opções de acordo com circunstâncias.

    Como era de costumo, Arkanum não gostava muito de andar a paços, devido a seu tamanho acabava ficando para trás dos demais e por isso mesmo levitava em posição ereta seguindo os demais na invasão. Enquanto seguia conversava com o grupo:

    -...lamentável, eu vi boa parte dos povos se desenvolver, ajudei o superman e Lex Luthor e hoje eles utilizam a tecnologia que ensinei para praticar atos arbitrários e até em certa parte malignos. E apesar da pressão eu não ia ceder e não iria me aliar a eles discordando de uma ideologia ditatória e esdrúxula como esta imposta pelo regime. mas isso não durará muito...vamos continuar a nossa luta para que a liberdade seja devolvida a terra.

    E por isso mesmo estamos começando por aqui. Uma coisa por vez...uma por vez... Portanto, vamos com calma, já temos tudo preparado e previsto.

    A voz de Arkanum era bastante gasguita e até em certa parte engraçada.
    Lanthys
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 241
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lanthys em Sex Ago 19, 2016 10:08 pm

    Lanthys ia sempre próximo a frente do grupo, quando perigoso tomava a frente para ser o escudo do grupo, quando capacidades que ele não possuía podiam dar vantagens ao grupo, ele se mantinha vigilante e assumia a posição mais adequada na caminhada a fim de não atrapalhar os demais... Mantendo sua aparência humana, ele ia analisando tudo, observando cada detalhe, atento a cada ruído e buscando por algo que denotasse a entrada para a base da Corte das Corujas... Ao ouvir as palavras do pequenino, Lanthys sem olhar para o mesmo comenta:

    Lanthys: " - Há muito os seres humanos fazem isso nobre Arkanum... O poder os corrompe, a fama e o dinheiro os consome e se tornam aquilo que mais abominaram através das eras... Talvez esse tipo de comportamento seja também culpado por tudo que acontece hoje, se o ser humano não tivesse se tornado tão violento, não teríamos um alienígena quase indestrutível tomando as rédeas do mundo... Mas você está certo... Uma coisa de cada vez, tem toda a razão!" dizia Lanthys enquanto continuava a observar tudo e a tentar proteger os demais caso algo acontecesse...
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7868
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Elminster Aumar em Sab Ago 20, 2016 4:00 pm

    Dois glóbulos verdes vistos sob a escuridão do corredor a frente anunciavam a volta do Mr. Sussurro. Ele vinha voando lentamente, com a capa esvoaçando às suas costas com graciosidade e sem fazer qualquer ruído - era como se ela fosse feita do mais leve material já fabricado - até que o herói alcançou a área iluminada onde seus companheiros se encontravam. Eles viram Mr. Sussurro pousar no chão sem que nenhum som saísse do contato da sola de seus pés com o chão do corredor.

    - O caminho está livre, rapaziada. Andei vasculhando trezentos metros á frente e não notei a presença de nenhuma daquelas corujas traiçoeiras que viemos pegar. Alias, é a primeira vez que vejo coruja vivendo no subsolo ao invés de algum lugar nas alturas, vocês já tinham visto isso alguma vez antes?

    Pelas suas habilidades furtivas e de camuflagem, era natural que Mr. Sussurro fizesse o trabalho de batedor do grupo. Ele podia ficar invisível e ultrapassar barreiras sólidas como uma parede ou porta, além de ter uma razoável e útil capacidade de voo. Enquanto andava com os Renegados, o Mr. Sussurro ficava visível para que seus amigos não tivessem a impressão de estar falando com o vento, mas em todas as outras situações ele preferia se manter oculto. Discrição era uma grande virtude.

    Mr. Sussurro caminhou até a direção de Lanthys e colocou uma mão sobre o seu ombro. Era uma postura amigável, de quem já trabalhava juntos há algum tempo e tinha intimidade para tal. 

    - Eu ouvi o que você disse enquanto estava chegando aqui. Sei que pode não parecer, mas eu sou um ser humano. Aliás, sou o único aqui, então pega leve comigo, tá? Nem todos os seres humanos são gananciosos ou pessoas ruins, e eu não acredito que merecemos levar a maior parcela de culpa pelo Superman ter se tornado quem ele se tornou.
    Lanthys
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 241
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lanthys em Sab Ago 20, 2016 10:31 pm

    Lanthys sente o leve toque em seu ombro e chega a ter dificuldade em achar o aliado... Ele ouve suas palavras e concorda...

    Lanthys: " - Concordo, nem todos os seres humanos são ruins e muito menos merecem a culpa pelo ocorrido, Superman é suficientemente racional para discernir sobre o que faz, mas, foram ainda assim humanos que deflagaram o acontecido... Na verdade conheço diversos humanos que são o avesso do que citei em minha citação anterior, pessoas pelas quais eu daria minha existência por sua segurança... Na verdade quis me referir a uma minoria, mas concordo, não me expressei corretamente... No entanto nobre amigo, Gothan e um belo exemplo do que o ser humano é capaz de fazer e ao que parece, mesmo com a pressão exercida pelo Regime, os humanos ainda acham um jeito de fazer o mal, de forma que precisamos estar aqui agora, tentando deter um grupo de humanos..."

    Lanthys observa o local novamente, buscando por algo que pudesse parecer e entrada que buscavam e sem olhar para Mr. Sussuro devido estar procurando a abertura, ele completa, de forma amigável e até parecia de certa forma agradecido:

    Lanthys: " - É bom saber que grande parte da humanidade ainda tem a bondade em seu peito, como você nobre Sussuro!"
    Makaveli Killuminati
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1797
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Sab Ago 20, 2016 11:14 pm

    Enquanto o Arkanum e Lanthys conversavam em frente a entrada de um dos vários canais por onde o esgoto escoava, Siggy perambulava pelos arredores, rastreando o local até achar algum sinal concreto que não entrariam no canal errado, caso contrário o esgoto de Gotham City se tornaria um labirinto tortuoso para o grupo explorar. Foi quando percebeu uma trilha quase invisível, parte do capim que cobria o chão argiloso estava sensivelmente amassado e de forma irregular, algo que somente olhos atentos e treinados poderiam observar. Era uma trilha recém formada, que levava até a entrada onde havia sido planejada a invasão dos Renegados.

    Mr. Sussuro chega poucos momentos antes de Siggy, e a discussão sobre valores humanos e o Superman prende a atenção da harendiana, que ouvia os três um pouco mais afastada. Superman era um tema delicado para Siggy, e mesmo depois de Lanthys se retratar com Mr. Sussurro com o quê havia dito anteriormente, a herendiana solta um comentário sobre o assunto. - Você fala como se o Superman fosse uma criação humana, Lanthys... - A indireta era muito clara, observando que Lanthys era de fato uma criação humana, e Superman, por sua vez, poderia ter se tornado o quê tornou por conta dos humanos segundo a opinião do androide. Se avaliasse desta forma, ambos seriam parecidos. Siggy não escondia o tom de insatisfação em seu comentário, o grupo poderia perceber que a harendiana ainda não havia aceitado a mudança de caráter de Superman, uma vez que ela sempre fora uma admiradora do símbolo que Superman havia se tornado no passado e tudo o quê ele representou por um longo tempo.

    Envergonhada por ter exposto sua empatia com Superman, Siggy desvia o rosto dos outros Renegados, suspirando em seguida após perceber ter criado certa tensão entre eles. Desconversando em seguida. - Desculpe... Parece que esta é mesmo a entrada correta. Podemos ir adiante. - Lanthys era o primeiro a entrar. A harendiana espera os outros dois seguirem o androide, desta vez não desviava o olhar, os olhos azuis quase brilhavam de tão claro e intenso que era sua coloração. A arqueira segue o grupo, fechando sua retaguarda, pois sabia que sua composição física poderia resistir golpes mais fortes em caso de um ataque surpresa.

    Cada um dos Renegados tinham seu próprio método para locomover-se dentro do canal de esgoto. Siggy não se intimida diante da água imunda que escoava pelo canal, por onde ela escoava é onde lhe daria melhor visão, então caminha por ali mesmo. A medida que as botas de Siggy pisam na água, um ruído baixo, como se algo estivesse trincando é ouvido, e a água onde sua bota encostava é congelada. A sensação era como se a arqueira estivesse andando sobre a água, e sequer molhava as botas ou se sujava com a imundice que tinha naquela água. E quando a bota desencosta do gelo formado abaixo dela enquanto dá um novo passo, o gelo deixado para trás derrete imediatamente, como se nada tivesse acontecido. E assim Siggy seguia pelo canal de esgoto junto com os outros Renegados.

    Observação pertinente:
    Siggy não é uma identidade secreta. O grupo sabe o nome dela. Podem chamá-la como quiser, Arqueira Invernal é o apelido que ganhou, não é um apelido autodenominado.

    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Darkwes em Dom Ago 21, 2016 11:11 am





    Gotham City, abaixo da superfície.

    Os grandes túneis que formavam os canais de esgoto de Gotham se entrelaçavam e estendiam-se por quilômetros sem fim, um labirinto subterrâneo construído pelo homem para atender as demandas de uma cidade que não podia parar. Para os despreparados, se perder ali seria inevitável, mas os Renegados estavam devidamente preparados e sabiam exatamente a direção que deveriam rumar para alcançar o esconderijo da Corte. Com as informações previstas por Arkanum, o grupo tinha conhecimento de que a Corte estaria reunida hoje com seu misterioso líder, sendo a oportunidade perfeita para emboscá-lo. Siggy e Jacob puderam seguir os rastros deixados nos túneis e Lanthys, sempre vigilante, era o escudo do grupo para lidar com qualquer emboscada. Apesar do grupo não ser exatamente o mesmo que se reuniu no passado, suas habilidades se complementavam, aumentando consideravelmente suas chances de sucesso.

    Seguindo pelo subterrâneo, os heróis notam uma seção de túneis que parecia desativada se estendendo por mais algumas dezenas de metros, até terminar em um beco sem saída. Apesar de aparentar ser o fim da linha, olhares mais atentos podiam notar que a parede que bloqueava o caminho tinha coloração ligeiramente diferente das demais, sendo certamente algo construído recentemente. Uma rápida análise revelava ainda uma peça móvel na construção, certamente um mecanismo que acionaria algum tipo de passagem para o interior do ninho das corujas.

    Mesmo sabendo que deveriam agir com cautela a partir de agora, os Renegados confiavam em suas capacidades individuais e, somadas suas forças, haveriam poucos adversários que poderiam lhes fazer frente. Pelos relatos que coletaram e as informações que receberam de Lucius Fox, no passado Batman havia enfrentado os assassinos da Corte, conhecidos como Garras, seres modificados geneticamente para serem mais fortes, mais ágeis e mais resistentes do que humanos comuns, mas não eram imbatíveis, sendo sua fraqueza principal sua vulnerabilidade à temperaturas extremamente frias, fato este que favorecia imensamente os Renegados por estes possuírem um integrante capaz de controlar frio e gelo com maestria.

    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7013
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lyvio em Seg Ago 22, 2016 9:09 am

    Arkanum ouve as palavras de Siggy, percebe que ela tenta desconversar após expor uma certa revolta e não aceitação com o ser que o Superman se tornou ele tenta consolar a moça com algumas palavras:

    -Eu entendo como se sente...também já admirei muito o Clark e toda a liga da justiça, assim como a mente brilhante de Lex, mas não precisamos nos debruçar muito para perceber a situação. O superman infelizmente se perdeu...Não só eles, mas toda a liga da justiça se tornaram hoje o que durante tantos anos eles combatiam. Seres Assassinos-impero-expansionistas. Lamento até hoje por Lois, Arqueiro Verde, Capitão Átomo o Marciano...Enfim. O que teremos que fazer é abrir os olhos deles, e caso isso não funcione...

    Arkanum para e sua expressão parece se entristecer então continua:

    -Caso não funcione, teremos que usar a força...

    O alienígena respira fundo e ouve depois a herendiana dizer que encontrou rastros.
    Lanthys
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 241
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lanthys em Seg Ago 22, 2016 12:51 pm

    Enquanto caminhava junto com os demais pela entrada encontrada, Lanthys analisava as palavras da aliada arqueira, ele percebe que de alguma forma ofendeu mais de uma pessoa com seus comentários e prefere guardá-los para si até ter mais noção de como interpretar as reações e sensações humanas... Ao seu modo de ver, a atitude de Coringa que causou a morte de Lois e seu filho, fez alguém incapaz de infringir uma lei, deturpar totalmente seu pensamento e entender que deveria governar o mundo com os punhos para evitar mais sofrimento... Mas parece que nem todos entendiam assim, pensava o andróide através de suas comparações e sentenças interagindo à velocidades incríveis em seu cérebro artificial... Ao chegarem ao que parecia ser uma convidativa entrada, convidativa demais na concepção de Lanthys ele se detém e a observa por alguns instantes...

    Lanthys: " - Esta porta pode deter alguma armadilha, mas não consigo perceber nada nem analisando com todo o cuidado... Vou tomar a frente para evitar algum ferido caso algo se acione..."

    Lanthys se aproxima da parede com cuidado e silêncio pára próximo a ela e busca ao redor de si por Mr. Sussurro...

    Lanthys: " - Ei Sussurro... Quer espiar o outro lado antes que eu abra esta porta?"
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7868
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Elminster Aumar em Ter Ago 23, 2016 9:39 pm

    Mr. Sussurro havia encarado as bonitas frases de Lanthyr como um pedido de desculpas, e ele as aceitou de bom grado. Quando a Arqueira Invernal passou pelos dois fazendo um ácido comentário a respeito do Superman, Mr. Sussurro olhou para ela e depois, falando baixinho para que apenas o androide escutasse, disse:

    - Eu apostaria a minha identidade secreta que ela tem uma quedinha pelo Homem de Aço.

    Passado o pequeno momento de tensão, o grupo voltou a prosseguir pelos intermináveis corredores dentro do esgoto. Mr. Sussurro ia à frente tendo às sombras como a sua grande aliada, mantendo-o escondido e indetectável. Murmúrio da Noite, o seu gládio, estava oculto por baixo do simbionte, mas numa posição estratégica caso ele precisasse sacar rapidamente a arma. Ele voava apenas quando os seus pés reclamavam de cansaço.

    Ele foi o primeiro a achar o que parecia ser uma porta secreta. Logo os demais o alcançaram, e Lanthys, analisando o mecanismo daquela porta, lhe fez uma proposta irrecusável.

    - Pode deixar comigo, meu chapa. Irei atravessar a porta, e se eu não voltar em, digamos, dois minutos, podem botar pra baixo essa parede porque será sinal de que estarei em maus lençóis. Arqueira, fique a postos com esse lance todo de esfriar temperatura, mas cuidado para não nos congelar juntos.

    O grupo sabia da vulnerabilidade dos Garras à temperaturas extremamente frias, e por isso Mr. Sussurro pedia o auxílio de Siggy caso a coisa desse merda. Após o recado, os outros integrantes dos Renegados veem as sombras do corredor engolirem por completo Mr. Sussurro, fazendo-o desaparecer à vista de todos. Então, com a sua invisibilidade ativada, ele ultrapassa a barreira sólida como se ela não fosse nenhum empecilho e chega do outro lado.
    Makaveli Killuminati
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1797
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Qua Ago 24, 2016 9:44 am

    Siggy ouvia a tentativa de consolação de Arkanum, que no entanto não fora eficiente. A arqueira via alguma semelhança no Homem de Aço com o seu caso, e tentava não pensar que em Harendall a vissem como se tivesse se perdido, assim como aparentemente os Renegados pensavam de Superman. Era melhor deixar o assunto de lado, e assim Siggy o fez.

    Ao fim de suas caminhadas se apresenta um beco sem saída, ao qual fora identificado algum mecanismo exótico demais para ser algo que faça parte da manutenção dos canais. E ali, outros teriam habilidades melhores para lidar com aquela situação. Siggy se mantém atenta a retaguarda, apenas por prevenção, mas estava tudo em silêncio, permitindo a arqueira alguns momentos de distração. - Espero que tenham trazido roupas de inverno. - Siggy responde Mr. Sussurro antes dele desaparecer em frente aos seus olhos.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Darkwes em Qua Ago 24, 2016 10:42 am





    Gotham City, abaixo da superfície.

    Já passava da meia noite quando os Renegados se depararam com o que aparentava se tratar de uma passagem secreta para o interior da base da Corte das Corujas. Seus instintos lhes diziam para serem cuidadosos, mas estavam confiantes e decididos, não havendo motivos para que não prosseguissem.

    Sendo assim, Mr. Sussurro fez seu corpo se tornar intangível como uma sombra, mergulhando em meio à escuridão para observar o outro lado da passagem, se mantendo invisível para não ser surpreendido.

    Assim que atravessa a espessa parede de concreto, Jacob se depara com um imenso corredor estreito e escuro que se estendia por cerca de cem metros. Além disso, não fosse sua capacidade de enxergar no escuro, Jacob certamente teria sido pego desprevenido, pois o piso também se inclinava abruptamente logo após a passagem como uma rampa, forçando o batedor a flutuar para não deslizar até a abertura ao final do corredor.

    De onde está não dá pra visualizar o que havia ao final do corredor, mas se podia notar que havia alguma luminosidade no próximo ambiente, além disso, não havia qualquer ruído se propagando no interior do esconderijo.

    Lanthys
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 241
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lanthys em Qua Ago 24, 2016 11:13 am

    Lanthys observou Sussurro desaparecer nas sombras e ficou alguns segundos a espera dele, porém como o aliado não retornou, ele começou a acreditar que algo pudesse ter acontecido... Ele tentou chamá-lo caso apenas não o estivesse vendo devido sua camuflagem...

    Lanthys: " - Sussurro... Está aí? Ou melhor, está aqui? Responda ou vamos char que está encrencado..." Lanthys aguardou mais alguns segundos e como não obteve resposta, antes que os dois minutos de prazo se findassem ele observou os demais e comentou:

    Lanthys: " - Seria lógico que estivesse cheio deles do outro lado, mas nada ouço, silencioso demais para um local de reunião... Nem respostas de Sussurro... Ao prazo do Sussurro vou abrir essa porta..." Lanthys virou-se para a porta de novo e sabia que a situação poderia se complicar a qualquer instante, sem falar que Sussurro poderia precisar deles... Ele então se define e apenas recomenda...

    Lanthys: " - Cuidado com a ionização do ar..." Seus olhos brilham, se podia sentir a carga elétrica ao redor do herói que é envolto por um brilho claro como um flash e então, componentes fantásticos surgem ao seu redor e a centímetros de cada parte de seu corpo se acoplando a ele, dando-lhe os tons vermelho e azul que compunham sua estrutura blindada, desaparecendo por completo sua aparência humana e dando espaço a super máquina humanóide Lanthalder... Seus sistemas brilhavam, seu corpo aumentou de tamanho em relação a forma humana e se podia ver um ser completamente máquina agindo como um humano em todos seus movimentos e trejeitos, poi mais incrível que aquilo parecesse... Com a voz totalmente robotizada e grave o androide questiona...

    Lanthalder: " - Alguém está controlando os dois minutos além de mim?" Lanthalder estava pronto para abrir a porta caso Sussurro não retornasse dentro de dois minutos como solicitado pelo aliado...
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7013
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lyvio em Qua Ago 24, 2016 11:29 am

    Arkanum, se afasta um pouco quando Lanthander começa a se transformar, mas assim que termina ele volta a se aproximar e responde a indagação do androide:

    -Calma...esperemos um pouco mais...lembre-se que estamos invadindo o esconderijo sob a cobertura do silêncio e se você for destruir essa porta, tudo isso vai por água-baixo, assim como nosso ataque surpresa uuuhuhuhuhuhuuuu.

    O Mr. Sussuro tem habilidades extraordinárias, perfeitas para disfarce, camuflagem e infiltração, não é qualquer um que consegue percebê-lo estando oculto na escuridão ou invisível a olhos comuns.
    uuuhuhuhuhuuu...


    Arkanum sorria aos final de cada declaração, era uma característica dele sorrir quando as coisas parecem bem o suficiente.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7868
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Elminster Aumar em Qua Ago 24, 2016 10:31 pm

    Como era de se esperar, Mr. Sussurro alcança sem dificuldades o outro lado da parede móvel, embora - e isso não era de se esperar - o chão do corredor a frente se inclinasse abruptamente. "Que inferno!", arquejou em sua mente, indignado por quase ter caído pela rampa abaixo. "Se isso foi construído para pegar invasores distraídos, devo confessar que foi uma boa sacada dessas corujas."

    Planando com a sua capa, Mr. Sussurro resolveu descer o corredor até o fim para ver o que havia na sala à frente. Ele continuava invisível e nem mesmo o seu voo provocava ruídos em sua movimentação. O herói estava atento ao tempo também, ciente de que não poderia ficar ali por muito tempo antes de voltar pro grupo, caso contrário eles fariam alguma besteira que poderia complicar bastante as coisas.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Darkwes em Qua Ago 24, 2016 10:57 pm





    Corte das Corujas.

    Silenciosamente Jacob flutua até o final do corredor mantendo sua invisibilidade para permanecer incógnito. Até o fim da inclinação são cerca de 100 metros horizontalmente e outros 25 metros verticalmente, sendo difícil para o vigilante imaginar como alguém poderia ter feito uma construção dessas abaixo dos canais de esgoto sem afundar parte de Gotham no processo. Ao fim do corredor havia uma abertura de pouco mais de 2 metros de altura dando acesso ao novo ambiente e assim que adentra no mesmo, Mr. Sussuro é novamente surpreendido.

    A abertura pela qual ele chegara ao novo ambiente estava no alto de uma grande parede, em torno de cinco metros acima do piso do salão retangular que devia medir cerca de trinta metros de comprimento e dez metros de largura. No novo ambiente, tanto as paredes quanto o piso e até mesmo o teto eram em mármore branco, mas não era isso que lhe chamava mais atenção. Instalados no piso do salão, haviam diversos caixões rubros fechados e, em cada um destes, parecia haver um porta-retratos afixado. O ambiente era parcialmente iluminado por um feixe de luz advindo de um segundo ambiente do lado oposto ao qual Jacob havia adentrado, onde este podia observar uma grande porta metálica entreaberta, próximo a esta havia ainda um dispositivo mecânico instalado no solo consistindo de uma alavanca metálica afixada a uma engrenagem, certamente um mecanismo usado para abrir algum tipo de passagem.

    Além das informações visuais, Jacob podia sentir uma leve fragrância adocicada no ar, não conseguindo definir sua fonte de imediato.
    Imagem:


    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7868
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Elminster Aumar em Qua Ago 24, 2016 11:31 pm

    Ao chegar na sala através de uma abertura no alto da parede, Mr. Sussurro se depara num local cheio de caixões. Ele dá uma olhada em tudo ao redor, observa o dispositivo mecânico e a porta metálica entreaberta.

    - Que cheiro é esse?

    Mr. Sussurro havia sussurrado para si mesmo, curioso com aquele doce cheiro que impregnava no ambiente. "A vontade de continuar explorando é grande, mas devo avisar os meus companheiros", pensa o justiceiro. Os dois minutos que ele pedira estavam quase se esgotando. Ele vira às costas e faz o caminho de volta às pressas, se desmaterializando no ar para ultrapassar a última parede e então se reencontrar com o resto do grupo. Ele aparece para que todos pudessem vê-lo, e diz com o coração um pouco acelerado pela corrida em voo que fizera:

    - Aí, gente, tem uma sala bem esquisita lá na frente. Cheia de caixões com fotos dos falecidos em cima e tal, algo bem sinistro, embora a sala em si não seja tão assustadora. Não vi pio de coruja nenhuma, mas deve haver gente na câmara seguinte, a qual eu não tive tempo para bisbilhotar. E, ah, logo depois dessa parede há uma rampa que desce de forma bem abrupta. Como eu sei que nem todos vocês enxergam tão bem no escuro, tomem cuidado caso não queiram cair por uns cem metros de ladeira. - Mr. Sussurro dá uma olhada para a passagem ainda cerrada. - Bom, vocês conseguiram descobrir como fazemos essa parede se mover, certo?

    Mr. Sussurro esperava que no tempo em que ele fazia o serviço de averiguação o grupo não tenha tirado dois minutos de folga sem fazer nada e tivessem tido algum sucesso em descobrir o mecanismo que faria a parede se deslocar.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7013
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lyvio em Qui Ago 25, 2016 9:06 am

    Arkanum vê Mr. Sussurro chegar com as informações que o grupo necessitava então se pronuncia:

    -Pois bem...precisamos achar o dispositivo que abre esta passagem, confesso que isso não é minha especialidade, podem tomar a frente quem tiver mais condições.

    Dizia ele, enquanto levitava para trás abrindo caminho.
    Lanthys
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 241
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Lanthys em Qui Ago 25, 2016 9:17 am

    Lanthalder observa Sussurro chegar e escuta suas palavras atento... Ele considera pela descrição que a depressão a frente deles seja uma rampa e que termine também de forma abrupta e assim, ele decide deslizar pela mesma como em um tobogã, usando suas mãos e pés pressionando as laterais para deter sua queda e não saltar como um torpedo ao final da descida no ambiente cheio de caixões... Porém isso talvez fizesse barulho desnecessário e pudesse chamar a atenção de inimigos e lhes tirar o que eles consideravam que tinham, o elemento surpresa. Deixando para considerar como vai descer após abrir a passagem e analisar por si mesmo, ele houve sobre como abrir a passagem e então, olhando para Sussurro comenta:

    Lanthalder: " - Não era necessário procurar amigo Sussurro, veja..." Lanthalder aponta para a peça móvel na construção que haviam notada desde a chegada que certamente deveria ser um mecanismo que acionaria algum tipo de passagem para o interior do ninho das corujas.

    Lanthalder: " - Como não parecem haver armadilhas na abertura da mesma, acredito que o que eles consideraram como tal é a tal rampa que mencionou agora... Aliás, corujas não voam? Vá que de alguma forma eles conseguem voar e assim essa rampa seria uma passagem perfeita para eles e um desafio para quem não possa flutuar... Mas existem mais coisas que voam segundo minhas informações sobre criaturas e que usam caixões para dormir... Enfim, vamos dar um passo de cada vez como sugeriu nosso amigo a instantes atrás."

    Lanthalder aciona o mecanismo e se prepara para qualquer coisa mantendo-se atento ao resultado.
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Darkwes em Qui Ago 25, 2016 9:32 am





    Corte das Corujas.

    Assim que o dispositivo é pressionado um pequeno ruído é ouvido, algo como um tranca se abrindo, em seguida, a parede que bloqueava a passagem desliza rapidamente para baixo sem fazer nenhum barulho considerável, abrindo caminho para o corredor mencionado por Jacob.

    Conteúdo patrocinado


    Re: Ato I - Prólogo

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Dez 12, 2017 2:48 am