Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Prólogo Keigo (Spectro)

    Compartilhe
    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 4

    Prólogo Keigo (Spectro)

    Mensagem por Nazamura em Seg Set 12, 2016 6:40 am

    - Só isso? - dizia o ladrão - anda, passe o dinheiro pra cá vagabunda
    - Calma, não fique nervoso

    O cãozinho começa a latir desenfreadamente e o bandido aponta a arma para Sawada - uma risada de um palhaço (Arkana) ecoa pelo ar em um tom sarcástico e na hora do disparo o relógio despertador toca anunciando 7am

    Sawada passara a noite com o fone de ouvido ligado, descarregando seu iPod, ao despertar no grande quarto no casarão dos tios. Sophia estava na porta aflita

    - Outro pesadelo minha criança? já faz 1 semana que vc anda tendo sonhos intensos - ela olha para o chão preocupada e depois completa - O café está servido. É amanha o festival do dia das bruxas né? eu e seu tio podemos ir te ver?

    ela então se retira logo após conversar com o sobrinho em direção a mesa de café da manhã

    Antes que chegasse a mesa, Sawada escuta os tios conversando
    - Depois conte a ele que eu consegui aquele contato em Harvard pra ele estudar direito, medicina foi complicado mas já tá tudo pronto
    - É melhor não falar disso por agora Benedict.

    o assunto muda quando Keigo chega a cozinha

    Instruções:
    Imaginei que você reside na mesma mansão do Bruce Wayne igual ao filme Batmam Begin com um quarto gigante. Use esse plot como roteiro para narração, podendo acrescentar mais detalhes ao pesadelo da morte de seus pais e a aparição de arkana durante o sonnho - já que vc o invoca pelo pensamento. Você tem a disposição recursos, um batalhão de criados e uma limosine que o leva para escola, mas aproveite essa cena inicial para descrever seu personagem em detalhe interagindo com os tios.
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2552
    Reputação : 43

    Re: Prólogo Keigo (Spectro)

    Mensagem por spectro em Sex Set 16, 2016 5:27 pm

    Sawada acorda assustado!!! O disparo da arma se somou ao som do alarme do despertador, ao ver sua tia na porta o rapaz cobre seu rosto com o cobertor, debaixo do esconderijo lagrimas saíram de seus olhos.

    Notou que estava ouvindo com dificuldade, depois percebeu o fone de ouvido e retirou ainda com o cobertor em sua cabeça, ouviu Sophia falar com ele sobre o pesadelo e depois sobre o festival escolar, não queria falar sobre o sonho, mas respondeu as palavras da mulher.

    - Sim podem ir! Se caso não estiverem afazeres demais.

    Na verdade queria dizer não, mas seus lábios não se atreveram a falar desta maneira, e torceu para que surgisse mais um daqueles imprevistos da empresa de seu tio.

    - É um evento escolar que não tem muita importância, pode ficar tranquila, não será algo com que vocês tenham que se preocupar. Pode deixar vou me aprontar e descer para o café.

    Sua Tia desceu ele ouviu passos no corredor e esperou um tempo, depois tirou o cobertor da cabeça e do resto do corpo, enxugou o rosto das lágrimas, pegou o I-pod e os fones de ouvido e colocou-os na mochila da escola, lá carregaria o aparelho.

    Foi até o banheiro que havia em seu quarto, e ali escovou seus dentes e lavou seu rosto, se olhou no espelho e viu uma imagem deprimida, se assustou ao ouvir uma risada sinistra em sua mente, Arkana.

    - Não sei o que você é, mas porque eu? Você me escolheu?

    Falou sozinho estas palavras, tirou seu pijama e colocou seu uniforme escolar, penteou o cabelo no final.
    Pensou em pedir seu café no quarto, mas Sophia o havia chamado, uma convocação da Madame não poderia ser ignorada, ela pessoalmente o havia chamado, então haveria de responder.

    Saiu do quarto andando lentamente com seus apetrechos da escola, foi andando devagar pelo corredor, o sonho ecoou em sua mente, foi aí que ele parou por alguns segundos.

    A imagem do bandido que assassinara seus pais na mente, e o fato do safado ter disparado contra seu animal de estimação, ele depois de matar os membros de sua família apontou o revolver para Sawada, mas por algum motivo ele não atirou.

    O bandido não saíra correndo como em um assalto comum, parecia que ele fazia por pura e consciente maldade, parecia que ele desafiara a Keigo.

    Parecia que ele dizia: Venha me pegar!!! Venha se puder!

    Sawada havia se abaixado e colocado as mãos a cabeça, quando deu por si, ouviu passos de um empregada e logo fingiu que estava amarrando o cadarço do sapato, corou, não tinha certeza se aquilo havia funcionado.

    A mulher passou por ele e lhe saldou com um bom dia.

    - Hã!!! Bom... Bom dia!!!

    A voz saiu um pouco abafada.

    - O senhor está bem Sawada-san? – perguntou a mulher voltando.

    - Si... Sim!!!

    Rapidamente deixou a mulher para trás e prosseguiu, chegando nas escadarias ouviu seus tios falarem acerca de Havard. Continuou e sentou-se na mesa junto aos tios.

    - Me passa, por favor, o suco de abacaxi tia Sophia. – E se dirigiu ao seu tio depois disso. – Ohayo!!!

    Seu tio respondeu com um grande sotaque alemão:

    - Guter tag!!! E então Keigo como está indo nas aulas? Sabe já está chegando a hora de decidir o que vai fazer depois de encerrarem as aulas. Você está no segundo ano já, logo logo poderá seguir uma carreira favorável.

    - Benedict!!! Agora na manhã tratar deste assunto... Eu lhe disse... - Sophia se manifestou.

    - Mas Sophia? Me diga você Keigo, você não gosta da tranquilidade e conforto de uma casa assim veja a segurança de nosso lar, no futuro você poderá ter uma igual ou até maior.

    Benedict falou com entusiasmos, mas Sawada Keigo não ligou, ele apenas queria logo sair dali, sair daquele assunto e ir logo para a escola.

    Engoliu a comida rapidamente para escapar.

    - Tio! Acho que devo dar um passo de cada vez, preciso primeiro... É... Não gostaria de abandonar o Japão, aqui foi a terra onde nasci e cresci, além de ser a terra de meus pais.

    - Mas quem falou em abandonar o Japão? Eu só disse que poderia decidir por agora antes que seja tarde demais e assim...

    O telefone tocara... Salvo pelo gongo... O aparelho estava em cima da mesa e Sophia pegou-o e mostrou ao marido, era um diretor da empresa, Benedict suspirou e pegou o aparelho da mulher, pediu licença, e se levantou para atender.

    - Desculpe seu tio querido! Você sabe o quanto ele é profissional não sabe? Vou pedir para que o motorista...

    Sem deixar sua tia terminar a frase Sawada se adiantou:

    - Não precisa!!! Hoje quero ir um pouco mais cedo, quero dar uma caminhada, respirar um pouco de ar puro.

    Pegou uma bentou e rapidamente já estava abrindo a porta com medo que seu tio aparecesse e continuasse a conversa, Sawada estava fugindo da conversa varias vezes já. Fugir era tudo que fazia ultimamente. Cruzou o pátio da casa e depois abriu os portões, saiu de lá e suspirou na rua, não estava com a música em seus ouvidos desta vez como sempre fazia ao ir para escola, tudo para evitar diálogos, sim estava fugindo ultimamente e evitando.

    Mas ao chegar na escola haveria de se distrair, Junpei Iori e Mitsuru estariam esperando, andou distraidamente e cruzara a primeira esquina.
    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 4

    Re: Prólogo Keigo (Spectro)

    Mensagem por Nazamura em Seg Set 19, 2016 10:22 am

    Nova Rodada

    Keigo escreveu:- Não sei o que você é, mas porque eu? Você me escolheu?
    Uma nova risada ecoa pela mente do garoto

    Após o café, Keigo resolve ir a pé para a escola,

    Keigo escreveu:- Não precisa!!! Hoje quero ir um pouco mais cedo, quero dar uma caminhada, respirar um pouco de ar puro.
    - Até mais - diz Sophia

    era possível ver o tio Benedict agitando os braços pela janela, provavelmente discutindo com algum investidor.

    então ao dobrar a primeira esquina saindo de sua casa e reconhece a calcada onde haviam repórteres e imprensa fazendo campana perto de sua casa. Divagando pelos pensamentos acaba perdendo a noção de onde estava indo, quando é despertado do flashback por Junipei


    - Keigo-san, você por aqui uma hora dessas?

    estavam em frente ao fliperama Arcade, Junpei estava terminando de fechar o fliper

    - Hehe, acabou que vc descobriu que eu trabalho aqui, Meu chefe pediu pra eu ver se nada foi roubado, o alarme disparou as 7h, mas parece que está tudo em ordem. Bora pra aula ? - diz Junpei trancando o Arcade novamente, já que ele funciona a tarde

    O fliperama tem como característica a boca de um palhaço enorme na entrada, boquiaberto por onde as pessoas entram, mas Keigo podia jurar que os olhos do palhaço estavam olhando para eles. Haveria ligação do sonho com a loja ou seria apenas imaginação ?

    Instruções:
    por fazer um caminho um pouco fora do convencional, Keigo chegará a escola um pouco antes do sinal abrir, vendo de relance no relógio já são 07:30h
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2552
    Reputação : 43

    Re: Prólogo Keigo (Spectro)

    Mensagem por spectro em Sab Set 24, 2016 9:40 am

    - Isso é mesmo uma surpresa!!!

    Keigo não sabia mesmo que seu colega de escola trabalhava ali, sentindo algo estranho sob os olhares do Arcade Clown, ele preferiu mesmo sair dali, como sempre fugira de novo de suas sensações.

    - E aí cara? Você Sabia que já lançaram o novo jogo de ação, aqui no fliper a máquina chegou ontem hoje haverá a estreia dela, que tal virmos aqui a tarde, você poderá estrear o jogo.

    - Maximum Rage!!! Um jogo violento com muitas explosões...

    - Ah para!!! É tudo o que os meninos gostam, explosões e muita porrada hahahaha... Será muito maneiro, meu chefe estava aí e não deixou eu tocar na máquina, fala sério eu nem pude jogar um pouquinho. Pode ter muita gente hoje por causa do jogo, mas acho que consigo que você seja o primeiro a jogar.

    - Bem, na verdade não preciso ser o primeiro, quando seu chefe ir embora podemos jogar na parte da noite e fechar as portas do Arcade.

    - Cara!!! Você está com o espírito da bandidagem hahahaha!!!!

    Keigo deu de ombros, eles foram percorrendo o caminha e cada vez mais se aproximando da escola, Sawada lembrou-se do palhaço, tanto de Arkana quanto o do arcade, suspirou fundo algumas vezes para contar a Junpei sobre ele, mas por fim não conseguiu, fugiu de novo.

    - Acho que vou pedir pra Mitsuru-chan me ajudar com a tarefa de matemática, eu não consegui resolver as equações, e você como se saiu?

    - Bem até!!! Mas acho que você quer uma ajuda feminina.

    - Hahahahaaa!!! Hoje você mesmo ta no clima, não devemos negar nossos impulsos, mas não é isso não, ela provavelmente é a melhor na matéria que nós dois.

    - Disso eu não tenho dúvidas, ainda tem também as festividades, acho que será o foco da escola, no entanto teremos trabalho demais para fazer, dia das bruxas, acho que...

    A frase dele parou no ar, seus olhos se arregalaram e ele ouviu a voz de novo, a risada macabra, era o palhaço, se Junpei soubesse ele com certeza diria para ele ir fantasiado de palhaço, faria piada, mas Keigo estava sentindo um calafrio, não sabia o que fazer.

    - Ei cara!! Keigo-san!! KEIGO-SAAAAANNN!!!! Que foi Cara??!!!

    - Ah!!!

    Keigo despertou do transe, ofegante, isso fez o seu colega se preocupar.

    - Tá acontecendo alguma coisa? Você tá passando mal? Relaxa cara!!! Você ta bem?

    - Si... Sim! Não se preocupe, foi só uma dor, acho que nada demais... Hehehe...

    Keigo continuou caminho, Junpei ficou olhando depois seguiu seu colega, ele achou estranho mas se Keigo disse que estava bem, então estava bem...

    Chegaram aos portões da escola em cima da hora, e ouviram o sinal para entrarem na sala.
    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 4

    Re: Prólogo Keigo (Spectro)

    Mensagem por Nazamura em Seg Set 26, 2016 7:34 am

    mal deu tempo de chegar na escola e começa a chover, Junpei se despede do amigo e sobe as escadarias correndo, os alunos já havia entrado na sala de aula e Keigo encontram as portas do segundo ano fechada, mas demora um pouco e ela se abre dando de cara com a professora de quimica

    Instruções:
    Poste aqui a correria chegando no horário, mal deu tempo de ver Misturu. Vou precisar da sua habilidade narrativa em sincronizar os 2 posts, sua chegada na escola (nesse post) e encontrando com o grupo (no outro post)

    http://www.novaerarpg.com/t1730-2-ano-aula-de-quimica-da-ren-ishiro-yuhei-keigo-hakura#83753
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2552
    Reputação : 43

    Re: Prólogo Keigo (Spectro)

    Mensagem por spectro em Sex Set 30, 2016 9:12 am

    - Aaaaaaah!!! Cara!!!! Não achei que ia chover antes de chegarmos, puxa vida, vamos ter que dar um pique para chegarmos aos portões, estamos perto vamos lá!!!!

    Junpei Iori começou a corrida, Keigo veio então logo atrás, o jovem não gostava de carregar coisas desnecessárias, o guarda-chuva jugava que era uma delas, pelo jeito Iori também não trouxe o dele, talvez por ter ido a loja logo cedo.

    - Confesso que não estava prestando atenção no tempo hoje de manhã, por isso rejeitei a carona... Vamos, olha o portão, esta quase se fechando...

    - O que!!?? Você rejeitou uma carona? Droga, você poderia ter pego eu no caminho!!! EI ESPERA AÍ ESTAMOS CHEGANDO!!!! ABRAM ALAS PARA IORI E KEIGO-SAAAAAANNnn.

    - Hahahahaha!!!!

    Keigo estava rindo, correndo na chuva e rindo, ele não percebeu, mas a sensação ruim passara, pelo menos neste momento, estava sorrindo, a sensação da amizade somada ao efeito que a natureza proporcionara com a chuva, fez o jovem esquecer seus problemas e focar num objetivo a frente, por menor que fosse esse objetivo, apenas chegar na aula com seu amigo, mas este provavelmente era o segredo para viver bem, fazer alvos e alcançá-los, alvos pequenos e alvos pessoais da vida...

    Passaram pelo portão e ouviram o sinal, estava na hora de entrar, correram até a entrada da escola, lá foram até seus armários, tentando achar algumas roupas secas, Junpei retirou seu boné, raramente o fazia, mas ele estava ensopado então teria de deixá-lo secar.

    - E começa o dia!!! Será que tem alguma gatinha ensopada? Seria como essa chuva fosse as lágrimas dos deuses Hahheheheh!!!

    - Vai sonhando, se não formos para a sala agora é possível que fiquemos do lado de fora, rápido. Vamos logo...

    - Toma esta blusa emprestada vai disfarçar um pouco.

    - Isso fede!!! Hahaha!!!

    - Hum, mal agradecido...

    Subira as escadas e foram para a sala...
    Conteúdo patrocinado


    Re: Prólogo Keigo (Spectro)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Jan 17, 2018 8:01 pm