Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Meileen - Shamps

    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Seg Nov 19, 2018 7:38 pm

    Mesmo vendo a expressão de admiração da Árvore Sorridente, Meileen não conseguia deixar de sentir-se desconfortável com sua atitude, por mais nobre que fosse.

    - Não sou heroína e nem rainha... - passava a mão na testa para tirar o suor que insistia em escorrer - minha ausência em  meu mundo será insignificante, mas aqui Helleborine é um pilar. Alguém muito mais importante a se perder.

    A elfa sentiu um baque ao ouvir que a cerimônia seria em poucas horas. Não foi fácil saber que morreria em instantes, mas tanta emoção não impediu a vertigem da viagem astral de atingir a jovem elfa, que logo se viu amparada por sua amiga. Seu estado de letargia a acompanhou do Reino Verde ao Reino Feliz, deixando-a com a feição pálida e abatida. Sentou-se e respirou fundo, olhando com desconfiança e falta de paciência para a falação de Patrick.

    - Faça como quiser, Patrick... pfffff... Clover - olhou séria para sua amiga - vou chamar Maede sim, mas não vou voltar com vocês... a única maneira de ajudar Helleborine é selando a barreira que impede a passagem dos demônios... e isso só pode ser feito através de um sacrifício... e eu o farei - suspirou, mas continuou decidida - Helleborine é importante demais para esse reino, por isso vou fechar a barreira em seu lugar - e ao terminar a frase, encarou o horizonte antes de se levantar.

    Bateu a poeira da roupa e começou a chamar pela bruxa dos Planos.

    - Maede... velha Maede... eu recuperei sua esfera... apareça velha sebosa, estou com pressa - e aguardou por qualquer sinal da dona da esfera.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Qui Dez 06, 2018 6:51 pm

    - Faça como quiser, Patrick... pfffff... Clover - olhou séria para sua amiga - vou chamar Maede sim, mas não vou voltar com vocês... a única maneira de ajudar Helleborine é selando a barreira que impede a passagem dos demônios... e isso só pode ser feito através de um sacrifício... e eu o farei - suspirou, mas continuou decidida - Helleborine é importante demais para esse reino, por isso vou fechar a barreira em seu lugar - e ao terminar a frase, encarou o horizonte antes de se levantar.

    Como seria de esperar, a feição de Clover mudou para uma expressão de incredulidade e revolta ao ouvir a decisão de sua amiga. A maga segurou nos ombros da elfa com tanta força nos dedos que até chegou a doer.

    - Que bobagem é esta que você está falando, Meileen! Você só pode estar sob algum efeito de magia... Não é possível! Nós não devemos nada para este mundo, nós salvamos este mundo, e isto é o que basta! Se voce diz que Helleborine é importante para este mundo, você é importante para nós! Para mim, para o Patrick, para o Allen, para o Kross, para o nosso chefe... E o que vou falar para a sua mãe!!! O que eu vou falar? Parou, parou com essa ideia estupida, nós vamos sair deste plano sim, vamos chamar a Maeve e você vai vir com a gente! Sem discussão! Decidido!

    Patrick parecia que ia falar algo, mas ao ver a face resoluta de Clover, achou melhor não dizer nada. Não havia mais nada a ser dito.

    Quando Meileen começou a chamar a velha bruxa, Clover estava recostada em uma arvore, com um bico enorme e cenho franzido. Podia-se ver que segurava-se para não estourar de raiva. E para contrastar uma lagrima furtiva desceu pelo canto de seu olho.

    - Maede... velha Maede... eu recuperei sua esfera... apareça velha sebosa, estou com pressa - e aguardou por qualquer sinal da dona da esfera.

    Não demorou muito, Maeve surgiu detrás de uma arvore, como se estivesse la este tempo todo. Ela anda arrastando o pe esquerdo, com a mão nas costas encurvadas. Com a voz esganiçada, ela disse:

    -Ora, ora, ora, minha querida, onde nós nos encontramos? Que lugar interessante, este? Vale qualquer sacrifício morar aqui, não acha?

    A velha verde parou em frente de Meileen, sorriu e estendeu a mão.
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Seg Dez 17, 2018 1:48 am

    Não era de se estranhar que Clover não gostasse da decisão de Meileen, mas a elfa não esperava aquela reação de sua amiga. Raiva e indignação irradiavam dos olhos humanos da maga, deixando a elfa bem sem graça. Sem graça até Clover apertar seus ombros e a dor do ombro ferido irradiar por todos os nervos do corpo da elfa, fazendo-a soltar um grito indignado.

    - AAAAI CLOVER!!! - se desvencilhou da amiga e levou a mão até o ferimento, num ato reflexo de proteção e contenção da dor - eu vou morrer no sacrifício e não aqui...

    Ela entendia perfeitamente os sentimentos da amiga e suas palavras tocaram seu coração. Não conseguiu segurar as lágrimas ao ouvir sobre sua mãe humana  e virou-se para que os amigos não vissem sua fraqueza e apertou o ombro para que se distraísse com a dor e esquecesse tais pensamentos.

    - EU SOU... eu sou a líder dessa missão e está decidido. Nós nos sacrificamos pelo o que achamos certo. Meus pais se sacrificaram por mim e eu o farei por Helleborine... não estou fazendo isso por uma só pessoa, mas por um reino inteiro... e  tenho certeza que minha mãe entenderá minha decisão.

    A elfa sentia a mesma tristeza que seus amigos e por isso mesmo ela tinha que ser forte e faze-los entender sua decisão.

    Assim que Maede apareceu e estendeu a mão, Meileen, delicadamente, depositou a esfera na palma da mão da bruxa, sem nada falar. Ela sentia que nada mais tinha a ser dito por causa da situação. Nem mesmo a fala displicente da velha abalou o humor da elfa.

    - Que seja! Apenas leve-os daqui em segurança -  e evitou encarar os amigos. Não queria uma despedida triste nem nada do tipo. Ela não tinha arrependimentos em sua vida e só pensava na segurança deles. Contrariando toda a tradição élfica, da qual ela nunca teve conhecimento, a ranger não sabia o que falar naquelas horas para seus amigos. Dizer como eles foram importantes para ela, até mesmo Patrick, com seu jeito esquisito divertiu-a em alguns momentos - apenas diga à minha mãe que eu sou muito grata por tudo que fez por mim. E... vão em paz!
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Qua Dez 26, 2018 11:22 pm


    Meileen - Shamps - Página 13 Maeve_10

    - EU SOU... eu sou a líder dessa missão e está decidido. Nós nos sacrificamos pelo o que achamos certo. Meus pais se sacrificaram por mim e eu o farei por Helleborine... não estou fazendo isso por uma só pessoa, mas por um reino inteiro... e tenho certeza que minha mãe entenderá minha decisão.

    Meileen já tinha tomado sua decisão, e não havia nada que Clover fizesse ou falasse que fosse muda-la. As palavras ditas em tom forte e autoritária ressoaram forte, fazendo com que a maga caísse aos chãos de joelhos e começasse a chorar convulsivamente. Patrick também tinha ficado emocionado com aquela cena, e foi para o lado da humana para conforta-la.

    - Que seja! Apenas leve-os daqui em segurança - e evitou encarar os amigos. Não queria uma despedida triste nem nada do tipo. Ela não tinha arrependimentos em sua vida e só pensava na segurança deles. Contrariando toda a tradição élfica, da qual ela nunca teve conhecimento, a ranger não sabia o que falar naquelas horas para seus amigos. Dizer como eles foram importantes para ela, até mesmo Patrick, com seu jeito esquisito divertiu-a em alguns momentos - apenas diga à minha mãe que eu sou muito grata por tudo que fez por mim. E... vão em paz!

    Maeve segura a esfera na palma da mão e a examina, olhando por um lado e por outro. Ela acena afirmativamente, confirmando que era exatamente aquela que procurava. A velha então guarda o item dentro de uma sacola, e retira uma outra esfera. Esta ela joga na direção de Clover e Patrick, que cresce e os engloba dentro de seu interior. A maga bate no interior da esfera, gritando algo, mas não era possível ouvi-la do lado de fora.

    Repentinamente a esfera com seus dois ocupantes some, fazendo o barulho do estourar de uma bola de sabão.

    A bruxa então retorna sua cara feia para observar Meileen de alto a baixo, com as mãos na cintura. Com a voz caquética, diz:

    - Hmpf, vou perder uma das minhas melhores agentes? Devia ter escolhido uma com menos qualidade moral... Bem, fazer o que...

    Maeve procura em sua bolsa por uma outra esfera. Era cristalina, como se fosse feita de vidro.

    - Muito bem... segure esta esfera e concentre-se nela. Jogue todos os seus pensamentos para seu interior. Coloque dentro dela todos os seus sentimentos e lembranças, tudo de bom e ruim que tem dentro de você.

    NRPG: Fique a vontade para descrever as memorias, sentimentos e tudo o mais que quiser da Meileen aqui, Shamps.


    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Dom Fev 10, 2019 4:10 pm

    Com a partida de seus amigos, Meileen ficou mais tranquila ao saber que eles não veriam seu sacrifício, e ela sabia que agora eles estavam em segurança. Ela pode se dedicar de corpo e alma a tal missão. Porém, ela não teve muita chance de contemplar a vida, pois a velha bruxa já a puxava novamente para a realidade.

    - O que você está aprontando agora, sua velha? Por sua causa que estou nessa situação... – bufou mal-humorada a elfa.

    Meileen segurou a esfera com desconfiança e começou a pensar instantaneamente em suas memórias. Era algo que acontecia de forma natural, sem esforço e sem ela perceber que o fazia, já que não queria compactuar com nada que a velha fazia. Naturalmente, sua primeira lembrança foi de quando chegou à cidade, já que só recentemente, através da velha bruxa, que ela se lembrou de sua infância na floresta, por isso que essa não foi a primeira lembrança que teve.
    “Meileen tinha chegado à cidade após dias correndo pela floresta, sem rumo. Estava fraca, desidratada, faminta, cansada, assustada e machucada. Nunca tinha saído da floresta, nunca tinha visto humanos e mal tinha aprendido as primeiras palavras do idioma deles. Lembrava direitinho da sensação de confusão e medo que sentiu ao andar entre aquelas pessoas estranhas, mas estava tão anestesiada pela dor, que mal notou que vagava perdida pela cidade humana. Naporia era uma cidade muito pequena, praticamente isolada entre uma enorme floresta e uma cordilheira de montanhas, com pouca movimentação estrangeira, por isso todos se conheciam e a imagem de uma criança élfica zanzando foi perturbador. Mesmo assim, ninguém teve compaixão da criança. A pequena Meileen caminhou e acabou se deparando com a entrada do quartel, onde, com dificuldade, pediu ajuda. Foi rechaçada pelos guardas locais, ocupados demais em dar atenção a uma criança maltrapilha e que não conseguia se comunicar. A estranheza da raça daquela criança também falou alto para os ignorantes guardas que ficavam à entrada do quartel. Foi nesse momento que uma única pessoa estendeu a mão para aquela criança: Loren. Loren viu o sofrimento da criança e se ofereceu para ajuda-la e a criança, com medo, se afastou dela, mas a moça insistiu e conseguiu levar a pequena para sua casa, onde a alimentou e a limpou. Foram dias difíceis para as duas, já que uma não falava o idioma da outra e também pelos dias que Meileen passava calada e olhando para o nada, mas Loren não desistiu e com o tempo a criança foi se soltando.
    Lembrou-se dos primeiros passeios com Loren pela cidade, foi quando decidiu que um dia entraria no quartel pela porta da frente e ninguém barraria sua entrada. Nunca mais voltou à floresta, isso só voltou a acontecer quando ela já estava na academia e era necessário fazer treinos lá e a jovem elfa mostrou-se exímia no que dizia respeito aos assuntos florestais. Ela tinha no sangue aquilo, e como ela não se lembrava de nada de sua infância, foi natural para ela circular entre as árvores.
    Seu tempo élfico passava diferente, por isso ela viu entrar e sair vários guardas daquela guarnição, várias vidas e amizades, teve vários colegas de trabalho. Apenas Thoressar era mesmo, sem nada mudar. Passaram-se vários anos até que conhecesse Clover, sua melhor amiga.
    Conheceu a maga quando a humana ainda era uma adolescente que estudava magia. Ela treinava suas formulas mágicas à beira de um rio, enquanto Meilee meditava a certa distância dela, porém a barulheira que a humana fazia atraiu a atenção da elfa. A ranger achava magos figuras chatas e sem graças, mas Clover era engraçada em suas reações de frustração e raiva quando errava. A audição aguçada da elfa fez com que os gritos da moça a despertasse de seu transe e Meileen caminhou sem fazer barulho até a beira do rio e não pode deixar de rir da jovem.

    - Por que magos são tão barulhentos – revelou-se para Clover. A elfa sorria e tinha um matinho no canto da boca, que ela mastigava enquanto observava a maga sofrer com seus erros.

    Foi assim, após algumas discussões, que as duas se tornaram amigas.
    Um tempo depois, Meileen e Clover receberiam suas insígnias de conclusão de treinamento. Thoressar teve a ideia de permitir que alguns magos fizessem parte da milícia, uma vez que certas criaturas precisavam da força barulhenta dos magos. E Clover foi a escolhida.

    Lembrou-se da primeira que viu Thoressar. Ela estava limpando a fachada da loja de sua mãe e viu Thoressar passar liderando um pequeno grupo para a patrulha da região. Ela saiu correndo e foi perguntar para Loren quem era o homem barbado, já que nunca tinha visto um anão na vida. Ficou impressionada. Foi mais um motivo para querer entrar para a guarda.
    De fato, ela e Thoressar sempre se deram bem.
    Suas primeiras missões passaram por sua mente. Seu primeiro amor, que nunca deu em nada. As várias pessoas que ajudou nos últimos anos. Mortimer e Loren. O rei éfico. A dor que sentiu ao saber de seu passado.

    Eram pequenos e delicados os pés que tocavam o chão úmido da floresta, com força. As folhas velhas não impediam que pedras e galhos ferissem aquela pele delicada, trançando riscos vermelhos pelo líquido da vida. O suor se misturava com lágrimas que desciam pelo rosto rosado, o coração acelerado fazia o sangue correr rápido por suas veias e o medo aguçava seus sentidos.

    Ela corria.

    Corria por sua vida.

    Estava brincando na floresta quando, subitamente, sua mãe apareceu e a pegou colo, correndo sem olhar para trás. Apenas a voz suave de sua mãe dizia que estava tudo bem. Mas não estava. Na única vez que ergueu o olhar para espiar por cima do ombro da mulher, a pequena viu uma fera horrenda perseguindo-as, com suas presas enormes cheias de saliva e garras que arrancavam nacos do chão da floresta a cada passada. Abraçada à mãe, a pequena não conseguia tapar os ouvidos para não ouvir o rugido furioso que a fera emitia.

    Foi isso que se seguiu antes da pequena se ver só na orla da floresta.
    Sua mãe a tinha posto no chão, quando estavam a certa distância da criatura, e disse uma pequena oração de despedida para ela, que guardou fundo em sua memória, tão fundo que o tempo apagaria de sua mente. Ou melhor, esconderia. Palavras que só fariam sentido num futuro distante.

    "Apenas corra. Corra para bem longe. Corra sem parar para descansar."

    E ela correu. Correu para bem longe. Correu sem parar para descansar.

    A última imagem que teve de sua mãe foram suas costas e cabeleira acobreada antes da mulher ser atacada pelo monstro, ganhando tempo para que a pequena elfa se afastasse.
    Seu corpinho esguio, já sem forças por tanto correr, tombou na orla da floresta, debilitado. As criaturas da floresta, como pequenos esquilos e alguns pássaros, brincavam em torno dela ou de sua cabeleira acobreada, sem que a menina se desse conta.
    Acordou. Diante de si apenas uma estrada para o desconhecido.

    Ao lembrar-se disso, as lágrimas escorreram de seu rosto, justo da elfa que não chorava por nada nesse mundo.
    Sentiu novamente a raiva da bruxa verde, a mesma raiva que sentiu quando a encontrou a primeira vez, mas ao mesmo tempo tinha as memórias de Jalakow, a primeira praia que viu na vida e de Muraty, o simples arqueiro que a venceu em um duelo justo. Queria saber se ele tinha sido real ou era um truque sujo da bruxa, mas após viajar por outros universos, passou a sentir a ânsia de encontrar Muraty outra vez, para que pudessem acertar a questão do duelo. A elfa tinha perdido e aquilo era ruim. Era só por causa do duelo mesmo? O coração da jovem palpitava ao pensar no assunto, mas sabia que seria impossível.
    Tinha seus outros colegas de trabalho, como Allen, o lunático do Kros e a ponderada Julia. Estariam eles bem? Os kobolds, tão esquisitos quanto Kros, além de Daryl. Tinha conhecido o Grande Verde e várias Grande Árvore, todas sábias. Patrick, tão insensato quanto uma criança de 6 anos. Apenas um rapaz deslumbrado.

    Várias lembranças singelas e pequenas, cotidianas e corriqueiras passavam pela mente da elfa, misturadas com as grandes lembranças, aquelas que causavam comoção na elfa que se dizia durona, mas que agora chorava e sofria por conta das dores, da saudade, da culpa, do medo e da incerteza.

    Zonza e cansada de tudo aquilo, a elfa cai ajoelhada, a face rosada e carregada, as veias do pescoço saltadas, a respiração ofegante, ela deixa a esfera rolar pelo chão, já que seus dedos cansados não conseguiram segurar o objeto.
    Ela ergueu com dificuldade o olhar e encarou a velha, o cabelo suado caia sobre seus olhos.

    - Vamos... – foi a única coisa que disse.
    Meileen - Shamps - Página 13 34288006721_f94657c220_n
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Seg Fev 18, 2019 9:07 pm



    Meileen, ao segurar a esfera cristalina e reviver seu passado, sente que parte dela estava sendo sugada para dentro daquele item, preenchendo o mesmo com imagens das experiências vividas por ela. Quanto tempo aquilo tinha durado? Minutos, horas ou dias? Dificil saber, e ao final a elfa tinha aquela sensação de desorientação quando acordamos e o dia esta se pondo... Será que estaria amanhecendo? Que horas seriam?

    A bruxa Maeve ve a esfera rolar pelo chão, e com agilidade a pega e guarda em sua sacola sem fundo, dando uma risadinha caquética.

    Ela ergueu com dificuldade o olhar e encarou a velha, o cabelo suado caia sobre seus olhos.

    - Vamos... – foi a única coisa que disse.

    A velha acenou com a cabeça, e acompanhou Meileen até uma colina bem alta, que estava rodeada por nuvens sorridentes. Ursinhos ao lado de flores andantes vieram e rodearam a elfa, que prosseguiu em diante, ficando Maeve para tras, que não acenou nem disse nada, apenas observando parada a continuidade da cerimonia ao longe.

    O tempo estava maravilhoso, uma leve brisa fazia a grama se dobrar, e a ranger pode sentir seu frescor. As nuvens sorridentes não atrapalhavam a luz do sol, que brilhava em todo seu esplendor, mas que não fazia um calor excessivo.

    Não havia ninguém conduzindo a cerimonia... Era o próprio plano da felicidade que se encarregava de preparar o ritual.

    Os ursinhos e as flores pararam, cabia a Meileen prosseguir até o cume da colina. Lá tinha somente uma pedra de granito, em formato retangular, como se fosse uma cama.

    A elfa deitou-se. E sentiu-se sonolenta. E dormiu.

    ...

    A deusa acordou. E sabia que tinha trabalho a fazer. Portais tinham se aberto em seus domínios, e cabia a ela fecha-los.

    A deusa por um momento lembrou-se que tinha sonhado. Era um sonho estranho...

    Porém não havia tempo, seus protegidos corriam perigo.

    NRPG: Já jogou com uma deusa Shamps? Pode descrever como a deusa fecha os portais em seus domínios e faz suas atividades de deusa? Kkk, não precisa ser nada elaborado, é como se fosse um interlúdio para a próxima parte.

    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Ter Mar 05, 2019 6:15 pm

    Nada passava pela mente da elfa, ela nem viu a esfera rolar e nem ouviu a risada bizarra da bruxa.
    Levantou-se e caminhou com lentidão até a colina, mal notando as criaturas felizes ao seu redor, também não sentia o sol tocando sua pele.
    Sua visão estava turva devido a confusão dos minutos anteriores, onde o mundo parecia girar ao seu redor. Com o cabelo molhando de suor ainda moldurando seu rosto e olhos, a elfa rumou até a mesa de granito e deitou-se lá, apenas segurando com força o colar dado pela Grande Árvore.
    O sono veio logo na sequência.

    ***

    Oscilações.

    O sono tranquilo da deusa foi abalado por oscilações no tecido que separava as dimensões que ela regia. E isso não era nada bom.
    Espreguiçou-se e deslizou suas pernas para fora de sua cama e caminhou serenamente até sua fonte de água. Uma bela e enorme fonte – do tamanho de uma piscina grande – que ficava em uma antessala ao lado de seus aposentos. Era nessa enorme fonte que a deusa observava e cuidava de seus domínios. A fonte era revestida por pedras naturais, com muita folhagem e animais selvagens que circulavam por ali.
    Languidamente ela entrou na fonte e se concentrou para sentir de onde vinham os distúrbios. Seus sonhos estranhos ficaram para trás, agora tinha que fechar os portais que foram descuidadamente abertos.
    Ela manteve-se o tempo todo em silêncio,  usando os fios de seus cabelos como fios, que ela trançava incessantemente. Com essas tramas que ela selaria novamente os portais.
    Afunda na água cristalina e some, deixando para trás aquele pequeno pedaço de paraíso.
    Diante das fendas, ela lança as mantas para cobrir as fissuras das dimensões. O último buraco, ela sabia, estava o objeto  ou criatura capaz de abri-los e perturbar sua paz e seus filhos.
    Isso não era certo.

    Não era certo!

    E ele seria punido.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Ter Mar 12, 2019 10:27 pm


    As mantas criadas com os fios de cabelo da deusa prendem-se no tecido da realidade naturalmente, selando as passagens criadas de tal maneira, que era como se jamais tivessem existido. Este fechamento foi percebido pelo criador delas, um ser demoníaco poderoso do plano de Santuario. Ele estava diante da ultima, criada a muito custo, o sangue de inúmeros demônios, anjos e humanos, e podia ver sua adversária a sua frente, do outro lado do portal: um ser feminino belíssimo, radiante com uma aura de bondade que fazia o demônio ter ânsias.

    A deusa também havia avistado o demônio. Com apenas o desejo de saber mais sobre ele, o ser divino já sabe a resposta: tratava-se de Lorde Calamitous, senhor dos desastres, governante de vastos domínios abissais e comandante de 1000 exercitos. Poderoso, esmagou seus inimigos como a quem esmagava moscas.

    De qualquer maneira, não-divino.

    Lorde Calamitous arreganha a boca, mostrando suas presas cravejadas de pedras preciosas, e aponta com seus dedo para a deusa.

    - Não sei quem você é, mas não impedirá a chegada das hordas demoníacas em seu plano! As riquezas e tudo que contem nele serão meus! Desista agora, e terá sua vida poupada, sendo a minha serva até o final dos tempos!

    NRPG: Faça o que quiser com o Calamitous.
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Sab Abr 13, 2019 5:32 pm

    A belíssima deusa admirava com ternura o equilíbrio restaurado advindo do reparo da película que separava as dimensões. Satisfeita, ela pensava em descansar, mas mudou de ideia ao ouvir brados furiosos vindo de algum lugar entre mundos.
    Ela vasculhou os confins até se deparar com um odioso demônio. Ela sabia quem era a criatura, diferente dele que nem suspeitava quem era a deusa. Serena, ela ouviu as palavras de Calamitous, o senhor de 1000 exércitos, sem mover um músculo de sua face alva.

    - Não – foi o que respondeu ao demônio.

    No momento em que respondeu aos brados de Calamitous, os cabelos da deusa começaram a se mover e a própria tornava-se translucida, esvanecendo no ambiente.
    O demônio, crente que a deusa havia fugido, começou a rir insanamente, uma risada tão forte que fazia o ar tremer ao seu redor.
    Crente que tinha vencido, Calamitous percebeu tarde demais o que acontecia, seu corpo estava sendo tomado pelo próprio ambiente, pela própria deusa.

    - Calamitous... cometeu um erro grave ao vir me confrontar em meus domínios – a voz da deusa saia de todas as membranas e  barreiras daquele mundo, deixando o tonto. A própria dimensão parecia estar sufocando a criatura – eu sou a Senhora das Dimensões, Controladora das Barreiras... é graças a mim que você e os seus podem passar de um plano a outro. Nunca tive problema quanto a isso... mas, uma vez que você manipula meus domínios dessa maneira arbitraria, passando por cima de minhas regras causando desordem... não posso permitir que viva – a voz da deusa era apenas uma vibração das energias do entre mundos. Aos poucos, Calamitous era consumido pelas barreiras da grande deusa, se tornando partículas ínfimas que se perderiam pelo espaço.
    Era o fim de Calamitous.

    Assim, a deusa retornou ao seu refúgio e cuidou de seus afazeres.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Ter Abr 23, 2019 11:43 am


    Embora Calamitous fosse poderoso e temido entre os seus, em sua arrogancia acabou se iludindo, pensando ser capaz de enfrentar uma deusa em seus dominios. Poderia uma formiga vencer uma mulher? A essência do demônio espalhada pelas dimensões era prova de que não.

    Depois de eliminar aquilo que para ela era um simples incomodo, a deusa retornou ao seu refugio, seu local paradisíaco. Ela fecha os olhos e os abre, observando o Multiverso a sua frente, uma enorme tapeçaria, que vivia se moldando e remoldando, as fissuras surgindo e se fechando. Muito trabalho a se fazer.

    A presença de seu servo unicórnio Maltharus, entrando pelo grande aposento, chama sua atenção. Seu porte era magnifico, e seu rabo multicolorido não era nada discreto, balançando de um lado para o outro enquanto trotava. Ele faz uma mesura com a cabeça, e então diz:
    - Minha deusa, do Mar das Esferas vem um pedido por parte da bruxa Maeve para encontra-la... Ela disse que a senhora possui um debito muito grande com uma determinada pessoa, e que precisa sana-la o quanto antes...

    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Sex Abr 26, 2019 7:54 pm

    Com o desaparecimento de Calamitous, as vibrações estranhas no tecido e no espaço entre as barreira começaram a se acalmar e o silêncio habitual trouxe tranquilidade à deusa. Ela aproveitou aquele momento para fazer um ronda - para ela era um passeio agradável por seus domínios. Ela estava sempre vigilante.
    Quando retornou ao seu refúgio, um lugar paradisíaco de nome Pórtico Iridescente, a deusa pode desfrutar mais um pouco de seu descanso. Ela era constantemente visitada por animais e seres celestiais, e um de seus melhores amigos, um unicórnio, um animal magnifico de nome Maltharus, era um desses nobres que a visitavam.

    - Bem vindo, meu amigo - sorriu e caminhou até ele e afagou a sedosa pelagem do ser sagrado - em que posso ajudá-lo? - ele explicou o caso para a deusa e ela sorriu intrigada com o que ouviu - a senhora Maede? A quanto tempo não ouço falar dela - olhou para o alto, pensativa - apenas sei que transita por aí, cuidando do Mar das Esferas. Tornou a caminhar até seu luxuoso puff gigante, onde costumava descansar ou apenas apreciar a paisagem ou observar como os fios da trama se moviam na tapeçaria que era o emaranhado de portais e conexões entre os mundos - pois bem, peça para a Velha Guardiã vir me visitar. A tempos mesmo que não aprecio a sua companhia. Ela é intrigante e isso me diverte - a deusa parecia feliz e sua risada se espalhava pelo recinto e era como música - com certeza que não esqueci o favor que devo a ela e fico feliz que o tempo de retribuir tenha chegado. Foi breve até... 1000 anos? Por favor, providencie para que seja bem recebida... - assim agradeceu ao amigo e passaram horas conversando.

    Assim que Maltharus saiu, ela ficou pensativa: com quem tinha um débito? Estava empolgada. Aquela notícia tinha animado seu dia e ela ficou lá, admirando as linhas que se moviam na tapeçaria dos portais, mexendo aqui e ali.

    Deusa:
    Meileen - Shamps - Página 13 Db0f053c9beb6380cbe3b56127a80cac
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Sab Maio 04, 2019 5:28 pm


    A deusa dos portais era resplandescente, seus contornos cheios de brilho e suas formas que se moviam como por vida própria. Maltharus meneou sua cabeça de satisfação, fazendo remexer sua crina. Não se cansava de admirar sua beleza.

    - Sim, minha senhora, estava entrelaçando uma fissura do tecido interplanar, quando uma outra se abriu, e para a minha surpresa estava no Mar das Esferas! A velha Guardiã das Esferas, que tem uma risada bem desagradável, mas que continua seu bom trabalho de cuidar do presente, passado e futuro, me chamou para conversar, e me veio com este pedido...

    O unicórnio então trota de um lado para o outro, pensativo. E acena com a cabeça.

    - Olha, deve fazer mesmo uns mil anos que a minha senhora encontrou-se com a velha Maede, me lembro... um pouco. Infelizmente o deus das memorias não me agraciou com sua benção.

    Maltharus então dobra uma pata fazendo uma reverencia, faz um corte no espaço-tempo e salta por ele. Mas que riso agudo de velha bruxa tinha a antiga Maede!, pensa.

    **

    Segundos, milênios, eras tinham passado, não se sabe ao certo. Fato é que Maede adentrou os domínios em uma esfera, que se dissipou com um estalo de bolha de sabão.

    A deusa logo reconheceu a velha bruxa verde, que por tras da aparência caquética via um ser antigo, nem deus, nem mortal, porém detentor de enorme poder.

    E com uma risada estridente, como Maltharus tinha reclamado.

    - Kyahaha, deusa dos portais! Estou feliz em ve-la! Maltharus continua belo e formoso, bem que poderia decidir logo em troca-lo por uma esfera lendária... Talvez possa ate oferecer uma mítica por ele, sabe que os preços das míticas estão um absurdo no mercado paralelo!

    A velha faz uma mesura rápida e volta a sua posição encurvada.

    - Maltharus certamente mandou minha mensagem, não mandou? O do seu debito? Ah sim, tem um debito... É certo que os deuses não tem inicio nem fim, como pensam as civilizações, que tem um inicio e fim... Os deuses sempre existiram, não é certo? Um ciclo... Mas um ciclo, como se formou? Então existe um inicio, não concorda? Não importa, o que importa é que o multiverso tem um debito com esta menina, e você pode me ajudar a reparar este debito. Ah sim, deuses também estão no multiverso, logo, voce esta em debito com ela. Assim como eu. Ou assim como um grão de areia.

    Se Maltharus estivesse ali, certamente relincharia e comentaria, “velha doida”.

    OFF: Linda imagem, Shamps!
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Dom Maio 05, 2019 3:35 pm

    Sentada em seu suntuoso puff, a deusa estica o braço e pega algumas frutinhas arroxeadas e saboreia cada uma delas enquanto ouve o relato de Maltharus e dá um sorriso divertido quando ele menciona a risada da bruxa.

    - De fato é uma peculiaridade dela, o que a torna única – a fala da deusa era amável e gentil, como se nada no mundo fosse capaz de aborrecer aquele ser iluminado – ela é uma agente incrível, tanto para mim quanto para a deusa responsável pelo Mar das Esferas e ela cumpre com excelência sua função. Então ela lança um sorriso afável para o unicórnio – não se aborreça com ela, meu amigo. Eu estou cercada de ótimos agentes e você é um deles. E sua memória é incrível, não se iluda – e ri de maneira doce.

    Ela vê seu fiel agente e amigo sumir no espaço-tempo e sorri aguardando a velha bruxa, nutrindo uma curiosidade imensa sobre a tal dívida dita.

    A deusa caminhava por seus jardins paradisíacos quando a velha bruxa chega, ela se vira e caminha até ela.

    - Guardiã Maede – ela sorria imensamente feliz por revê-la – seja muito bem-vinda ao Pórtico Iridescente. A quanto tempo não nos víamos. Por favor, sente-se – e aponta para um banco feito de pedra polida ornamentado com alguns pequenos diamantes que deixavam o bando com um aspecto luminoso. Flores subiam pelo encosto, deixando mais vivo. Os pássaros e insetos revoavam bucolicamente pelo belo jardim – Maltharus me falou sobre o motivo de sua visita. Confesso que estou curiosa – um criado levou até elas uma bandeja com refrescos e frutas e ofereceu para as duas – de fato, minha cara, meu amigo continua belo e formoso, mas não creio que ele seja negociável. Ele não é minha propriedade, é uma criatura livre – ela sorriu divertida com as propostas de Maede – fico feliz que a senhora ainda mantém a sua essência.

    Ela ouve o que a bruxa tinha a dizer com paciência e satisfação pela visita, e concorda com suas palavras. A deusa dos portais conhecia muito bem o multiverso, e por mais que ela não tivesse qualquer domínio sobre cada mundo individual, ela reinava absoluta no espaço-tempo entre eles, ligando-os de inúmeras formas e cada civilização em cada bolha o chamava por um nome diferente e ela conhecia todos. Ela então vê a menina a que Maede se referia e sorri satisfeita.

    - Sim... eu senti as mudanças que ocorriam entre um universo e outro. Foi bastante perigosa essa travessia de um multiverso para outro, ela foi muito valente. Gosto de pessoas assim. Senhora Maede, diga-me como posso ajudar a moça? Me diga seu nome, por favor, para que eu possa saber mais sobre ela – e um brilho de curiosidade e orgulho passavam pelos belíssimos olhos da deusa. Será que tal jovem poderia se tornar uma de suas agentes? A que deus essa valente criatura servia? E de qual multiverso era? Ela faria uma pesquisa precisa sobre o assunto assim que a bruxa a respondesse.
    Pórtico Iridescente:
    Meileen - Shamps - Página 13 379cfcef1d61ede88402c6da83d8c3b2
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Seg Maio 13, 2019 4:08 pm


    - Sim... eu senti as mudanças que ocorriam entre um universo e outro. Foi bastante perigosa essa travessia de um multiverso para outro, ela foi muito valente. Gosto de pessoas assim. Senhora Maede, diga-me como posso ajudar a moça? Me diga seu nome, por favor, para que eu possa saber mais sobre ela

    A bruxa Maede, que estava com uma as esferas em sua mão mostrando a imagem da corajosa heroína, acena com a cabeça em concordância. “Muito corajosa, não? Está certo que ela era um tanto rabugenta e mal-criada, mas tinha um coração bom... E seu nome era Meileen...”, diz a velha.

    “Esta certo que todos os seres viventes encontram o seu fim uma hora ou outra, mas no caso desta elfa seu fim veio cedo demais, que sacrificou sua vida para salvar um mundo de uma destruição certa. Um mundo que foi salvo pela senhora, minha deusa, que pelo desejo de varias criaturas benignas e o sacrifício desta bela jovem, foi invocada, iniciando-se assim o ciclo...”, diz, fazendo um circulo com o dedo, “por isto digo que há um debito da deusa dos portais com Meileen.”

    Maede oferece a esfera para a deusa. “Não a estou obrigando a nada, quem sou eu para isto? Mas veja dentro da esfera o valor desta jovem, e veja se ela não merece uma chance de continuar sua jornada... Com a esfera voce poderá recria-la, pois parte dela esta dentro da esfera, e envia-la de volta ao seu mundo no Multiverso, Dominus, no tempo em que ela deixou. E de quebra dar uma dadiva a esta jovem, pela sua coragem e dedicação,” diz, dando um sorriso maroto, de cumplicidade.

    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Ter Maio 14, 2019 8:13 pm

    Com interesse, a deusa dos portais ouvia as palavras da velha guardiã e com um sorriso recebeu a esfera que continha as lembranças da elfa chamada Meileen.

    - Oh! Uma representante do Povo Belo. Ela foi muito valente pelo que me diz. Vejamos o que temos aqui - quando toca na esfera, a deusa fecha seus olhos e começa a absorver o conteúdo da mesma, gerando uma energia aquecida ao redor de seu corpo, o que fez com seus cabelos negros esvoaçassem. A esfera ia sumindo de forma volátil ao ser consumida por completo, os cabelos da deusa descansam novamente em torno do belo corpo dela - ah! Agora entendo o que quer dizer, velha Maede - ela sorriu - realmente eu tenho uma dívida com essa moça. A representante do Povo Belo me colocou novamente no Ciclo com esse ato de bravura. Sua atitude me ajudou a derrotar Calamithus. Ele pretendia criar um portal de acesso livre para alguns mundos e cada vez que invadia esse singelo plano, ele se aproximava cada vez mais de seu objetivo. Cada invasão demoníaca aumentava o rombo no tecido planar. Essa moça, com seu ato de altruísmo, não salvou somente um mundo, mas uma deusa... por que não?

    A deusa olhou para Maede e bebeu um gole de seu refresco.

    - Tem minha palavra, senhora. Trazer de volta à vida essa jovem é fácil para mim, e... quanto a dádiva... - a deusa se levantou e caminhou uns passos, ficando de costas para a bruxa. Ela terminou seu suspense e virou-se para onde sua convidada estava - acho mais do que justo. Concederei algo especial à ela em seu retorno. Irei ter com Freyalise, a deusa guardiã dessa jovem elfa. Chego em um instante nos domínios desse peculiar panteão. Me acompanhe, senhora.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Sex Maio 24, 2019 2:55 pm


    - Tem minha palavra, senhora. Trazer de volta à vida essa jovem é fácil para mim, e... quanto a dádiva... - a deusa se levantou e caminhou uns passos, ficando de costas para a bruxa. Ela terminou seu suspense e virou-se para onde sua convidada estava - acho mais do que justo. Concederei algo especial à ela em seu retorno. Irei ter com Freyalise, a deusa guardiã dessa jovem elfa. Chego em um instante nos domínios desse peculiar panteão. Me acompanhe, senhora.

    A velha bruxa faz uma mesura, dando uma tossida enquanto dobra o joelho. “Sim, sim, muito justo... A jovem terá problemas a frente, ira ajuda-la com certeza...”, comenta e permanece ao lado da deusa dos portais. A viagem até os reinos verdejantes de Freyalise duraria apenas um instante.

    **

    Meileen - Shamps - Página 13 Reinos10

    A deusa e a bruxa subitamente surgem em um local com o mais puro verde da natureza, céu azul recheado com nuvens brancas como algodão. O cheiro da grama pairava no ar junto com o perfume das flores, e seria um ótimo lugar para se passar a eternidade.

    Em frente das duas as plantas começam a se movimentar e a crescer numa grande velocidade, tomando a forma de uma bela mulher-planta, de cores verdes e aparência vegetal.

    Meileen - Shamps - Página 13 Freyal10

    Ela lança um olhar para a deusa dos portais e Maeve, e faz um gesto cordial. “Bem-vindas aos reinos verdejantes. Que a vida prevaleça em seu poder primal em todos os planos! A que devo a honra de vossas visitas?”, pergunta, com a voz serena.

    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Sab Maio 25, 2019 8:49 pm

    Com um sorriso e um leve aceno para Maeve, o cenário se desfazia como se um lençol de estrelas fosse jogado sobre elas e assim a viagem acontecia até os reinos verdejantes da deusa natural.
    Andrine-luz era um dos muitos nomes da deusa ancestral que unia os vários mundos e dimensões, a deusa que tinha como acessar qualquer lugar como se as portas sempre estivessem abertas para ela, e na verdade estavam, nenhuma barreira podia para-la. Em um piscar olhos, ela e a bruxa adentravam o sagrado solo de Freyallise, um lugar bucólico e verdejante, muito semelhante ao que Andrine vivenciava no momento. A moradia de Andrine mudava de acordo com seu humor e já tive vários aspectos, mas fazia sentido que agora ela morasse em um ambiente verdejante, já que foi uma elfa devota a uma deusa da natureza que a trouxe de volta para o ciclo do universo.
    A bela deusa respirou fundo e olhou ao redor admirando a beleza e a paz do lugar. Era tudo muito bonito e aconchegante. Não demorou muito para que as flores locais revelassem a forma de Freyallise, a soberana local.

    A afável saudação foi retribuída com um aceno de cabeça e um sorriso por parte de Andrine-luz, que fez questão de saudá-la e apresentar a velha Maede.

    - Soberana dos Reinos Verdejantes, lady Freyallise. É uma honra conhece-la. Que a vida permaneça intacta em seus domínios. Permita—me que me apresente, sou Andrine-luz, a senhora dos portais e essa é uma de minhas agentes e também agente de Solaris, guardando e negociando globos no Mar das Esferas, senhora Maev Daemonne.

    A deusa estende a mão direita, onde pulseiras e anéis adornavam a pele alva dela, e um leve brilho começa a se formar na palma dela. Era como se ela atraísse a luz das estrelas que estavam acima do céu azul do Verdejante e concentrasse ali. Um dodecaedro cristalino e com a luz dos entre-mundos tomava forma na mão de Andrine.

    - Por favor, aceite esse mimo como forma de amizade e boas aventuranças. Essa é a luz que vaga entre a escuridão que preenche o entre-mundos. Um pouco de minha essência também – era de fato uma joia muito bela e de tamanho poder, digno de uma deusa – eu vim em uma missão de paz, minha senhora, gostaria que me ouvisse. São negócios, sabe? – e esperou ser recebida por Freyallise.

    Assim que foi recebida pela deusa local, Andrine logo tratou de expor o motivo de sua visita, ajudar a elfa de nome Meileen.

    - Há uma jovem de nome Meileen Ellorys, representante do Povo Belo, uma elfa e que é devota sua. A serviço da senhora Maeve, com gesto de bondade, ela se sacrificou por um singelo mundo e com isso ela não apenas salvou esse mundo, como salvou a mim, me colocando novamente no ciclo do mundo. Trouxe-me de volta a vida e ajudou a evitar um mal maior, um mal que pretendia invadir vários mundos. Acho mais do que justo traze-la de volta a vida – ela aponta para a bruxa – a senhora Maeve fez um excelente trabalhando protegendo todas as memorias desta jovem. Traze-la de volta a vida para mim é fácil, mas ela é uma devota sua e creio que a senhora deva ter conhecimento disso. Quero-a como uma de meus agentes. Devo a ela uma grande dádiva, minha senhora, mas não posso passar por cima da senhora e de seus desígnios. Uma dádiva sua e uma minha, acho mais do que justo. O que me diz, minha senhora? – a deusa dos portais era sempre muito polida e animada, sincera em todos seus gestos.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Seg Jun 03, 2019 10:40 pm



    - Soberana dos Reinos Verdejantes, lady Freyallise. É uma honra conhece-la. Que a vida permaneça intacta em seus domínios. Permita—me que me apresente, sou Andrine-luz, a senhora dos portais e essa é uma de minhas agentes e também agente de Solaris, guardando e negociando globos no Mar das Esferas, senhora Maev Daemonne.

    A deusa da natureza acena com a cabeça, com uma expressão satisfeita. “Seu retorno ao ciclo se dá em boa hora, Andrine-luz... Os múltiplos planos sofrem com as rupturas, ocorrendo perturbações e interrupções na ordem natural das coisas. Alguém precisava zelar por isto.”

    - Por favor, aceite esse mimo como forma de amizade e boas aventuranças. Essa é a luz que vaga entre a escuridão que preenche o entre-mundos. Um pouco de minha essência também – era de fato uma joia muito bela e de tamanho poder, digno de uma deusa – eu vim em uma missão de paz, minha senhora, gostaria que me ouvisse. São negócios, sabe? – e esperou ser recebida por Freyallise.  

    Freyalise aceita o presente com expressão amável, tomando-o com cuidado para dentro de si, a joia desaparecendo por entre as mãos da deusa e seu peito. Ela fecha os olhos em serenidade. “Sim, um mimo de grande valor... Que deve ser equilibrado com outra...”, diz, e do chão brota uma pequena planta, que cresce adquirindo altura e largura, erguendo sobre si uma grande semente. “Por favor, aceite a semente do mundo... Se planta-la no meio do nada, surgirá um mundo verdejante, consciente e capaz de se defender das depredações. Os planos necessitam de mais lugares assim...”

    “Mas, me diga o que deseja, minha amiga”, complementa Freyalise.

    - Há uma jovem de nome Meileen Ellorys, representante do Povo Belo, uma elfa e que é devota sua. A serviço da senhora Maeve, com gesto de bondade, ela se sacrificou por um singelo mundo e com isso ela não apenas salvou esse mundo, como salvou a mim, me colocando novamente no ciclo do mundo. Trouxe-me de volta a vida e ajudou a evitar um mal maior, um mal que pretendia invadir vários mundos. Acho mais do que justo traze-la de volta a vida – ela aponta para a bruxa – a senhora Maeve fez um excelente trabalhando protegendo todas as memorias desta jovem. Traze-la de volta a vida para mim é fácil, mas ela é uma devota sua e creio que a senhora deva ter conhecimento disso. Quero-a como uma de meus agentes. Devo a ela uma grande dádiva, minha senhora, mas não posso passar por cima da senhora e de seus desígnios. Uma dádiva sua e uma minha, acho mais do que justo. O que me diz, minha senhora? – a deusa dos portais era sempre muito polida e animada, sincera em todos seus gestos.

    A deusa verde ouve as palavras com atenção, a mão sobre o queixo pensativa. Ao final ela suspira, indecisa. “Então isto foi o que aconteceu com minha Meileen... Sabe, desde o nascimento ela foi predestinada, seus pais eram extremamente devotos a mim, e na filha deles coloquei uma pequena sementinha do verde... Sofreu muito quando filhote, pobrezinha, mas estava evoluindo muito...”, diz, e lança um olhar serio para Maeve, “até que se encontrou com a senhora do mar das esferas... Suas viagens pelos planos a tiraram de meu contato, e por fim desapareceu por completo...”

    Maeve da de ombros, como se dissesse, “faz parte...”

    Freyalise cria uma rosa de sua mão e a cheira. Isto parece anima-la. “Bem, saber que ela se sacrificou para retorna-la ao ciclo do multiverso, Andrine-luz, é um feito digno de heróis, e se puder retornar Meileen ao seu próprio ciclo, agradeço... Concordo com seus termos, deusa dos portais, e por favor, entregue esta rosa a ela, um presente meu a uma devota minha. Sigam em paz e que o verde persevere.”
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu
    shamps
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2533
    Reputação : 164
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por shamps em Dom Jun 09, 2019 2:28 pm

    O encontro entre as duas deusas foi aprazível e reconfortante, ajudando a fortalecer laços e uma forte aliança, que era sempre útil. Duas deusas bondosas conseguiam se entender facilmente. Andrine recebeu com gratidão a semente do mundo, a pequena muda para um mundo novo, era realmente uma grande dádiva. Ela admirou o presente por alguns minutos, reconhecendo cada nuance da plantinha, por fim, sorrindo e agradecendo.

    - Guardarei com muito cuidado, minha senhora.

    Freyallise dava sua própria visão da história contada por Andrine-luz e concorda com a colocação da deusa dos portais. A deusa fica um pouco pensativa com o comentário da deusa-planta, mas sorri.

    - Estar de volta ao ciclo é importante mesmo, não só para mim, mas para os mundos e criaturas que guardamos. Tenho ciência disso e o faço com alegria. Pode ter em mim uma forte aliada quanto a isso. Os conceitos que rejo são relativamente neutros, mas eu prezo pela preservação desses conceitos - então ela sorri com o comentário sincero de Maev - senhora Maev, sempre espirituosa e sincera. Creio que por isso se deu também com lady Meileen do Povo Belo. Ela é bem sincera em seus sentimentos - ela volta a olhar para Freyallise - deve ter muito orgulho dessa sua devota, Senhora do Verde.

    A Senhora da Natureza concordou com a proposta de Andrine e em seguida gerou um presente singelo, mas com certeza, cheio de significados, para que a deusa dos portais entregasse para a elfa assim que essa retornasse à vida.

    - Se Meileen está predestinada a ser grande, então ela o será. Agente de duas deusas... me parece bom - e sorriu - entregarei pessoalmente a ela.

    Dito isso, a deusa dos portais se despede da senhora do verde e a convida para que um dia visite seus domínios e, em questão de segundos, as duas visitantes desaparecessem como se seus corpos virassem fumaça.

    De volta ao Pórtico Iridescente, Andrine-luz guarda seu estimado presente em um cofre transparente envolto em uma névoa atemporal. Agora a deusa tinha trabalho a fazer. Ela pediu para que Maltharus trouxesse o corpo de Meileen do reino Feliz, para assim pode-la trazer de volta à vida. O corpo da jovem elfa foi posto diante da deusa, onde ela reuniu a energia vital do Cosmo e um pouco de sua própria para insuflar no corpo inerte da jovem. As memórias da jovem foram restauradas a medida que ela recuperava o fôlego após o curto período de tempo em que esteve morta.
    Andrine-luz apresenta-se para a jovem, revelando quem era e onde ela estava, contou também sobre o grande feito que a elfa tinha causado ao Ciclo Cósmico e da importância disso. Com tranquilidade, ela respondia todas as perguntas da elfa e falou sobre as dádivas entregue a ela.

    - Minha cara Meileen Ellorys, este é meu presente para você - a deusa toca suavemente no ombro da elfa que sente em seguida uma onda de calor percorrer-lhe as costas como se criasse um desenho nelas - uma grande dádiva para minha mais nova agente, a Oração do Universo, uma parte dela na verdade. Numa escrita que nenhum ser vivente conhece. Uma mera fração dessa oração contém grande poder e você agora a carregará para sempre. É uma grande responsabilidade, compreende? - Andrine-luz olhou com seriedade para ela - Além disso, retornará em seu próprio mundo, no tempo presente. Não se preocupe - ela sorriu amavelmente - o rei unicórnio já sabe que foi levada ao seu próprio mundo - então, assim que disse isso, seu semblante tornou-se mais sereno - no entanto, não se lembrará de toda essa conversa. Terá apenas a sensação de ter tido um sonho bom ou uma lembrança remota... elfos não sonham, sonham? Não importa... Saberás que agora trabalha para mim, além de Freyallise, e que terá essas duas graças para te ajudar - ela entrega também a rosa da deusa do verde - esse é o presente de sua bondosa deusa, lady Freyallise. Gostaria que a tivesse conhecido também. Sabes agora do tamanho de sua missão?  Poderás contatar Maeve e Maltharus sempre que precisar - e aponta para o unicórnio.

    O cenário muda ao redor de Andrine e Meileen, deixando as duas flutuando em meio ao nada - mas não era o nada, era apenas o local onde os mundos se ligavam uns ao outros, algo difícil mesmo de se entender, a não ser para a deusa.

    - Bem, agora já falei demais. É hora de regressar ao seu próprio ciclo, minha cara - e dito isso, a visão da elfa torna-se turva e escurece aos poucos, fazendo-a lembrar daquela sensação de náusea das viagens planares.

    Tanta coisa para se lembrar e ela vai se lembrar logo dessa?

    Tatuagem:
    Meileen - Shamps - Página 13 Tatuagem-feminina-nas-costas-26-730x729
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2634
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Hellkite em Seg Jun 17, 2019 8:06 pm


    O RETORNO DE MEILEEN

    Antes era a escuridão silenciosa, infinita.

    Agora, ela sente a grama em suas costas. O cheiro delicioso de verde. O zumbido dos insetos e o chilreio dos pássaros.

    Meileen, de olhos fechados, sente a luminosidade passar por suas pálpebras. Quando os abre, a elfa se ve em uma clareira, próxima da floresta onde pequena fazia sua morada. Estranhamente, havia um circulo de cogumelos ao seu redor.

    Ela tenta se apoiar com os cotovelos, e percebe uma pontada em sua mão direita... o espinho de uma rosa a havia ferido. E a rosa que estava em sua mão parecia perfeita, suas pétalas macias e delicadas, seu cheiro forte. E sabia que era um presente de sua deusa, Freyalise.

    E em seu intimo, veio o conforto gerado pela presença de uma outra deusa... E Meileen sabia que era Andrine-luz. Porém antes que pudesse pensar a respeito dela, os seus instintos se sobressaltaram... Havia algo perturbando a floresta... E sabia que estava próximo da casa de seus pais...

    Off: Muito bom o seu fechamento, shamps! Vamos começar um novo arco.
    Conteúdo patrocinado


    Meileen - Shamps - Página 13 Empty Re: Meileen - Shamps

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Dez 07, 2019 7:10 am