Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Compartilhe
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Sab Out 01, 2016 6:49 am

    Um Local Seco Pra Chamar de Lar -Refúgio de Elizabeth Nolland



    Muito medrosa para viver sozinha, Betty seguiu seu senhor pelos esgotos da cidade e acostumou-se com a presença de seus companheiros de clã.

    O nojo que sentia da sensação de andar dentro da água a fez encontrar como lar onde o esgoto parecia ficar mais raso.

    Seu lar é como uma Veneza de podridão, com tijolinhos cobrindo as paredes e arcos que trazem a água corrente do "rio" de sujeira.

    Há uma parede que separa duas entradas diferentes de água, que converge após um muro retangular mais baixo e de área irregular, já que está parcialmente quebrado, de cerca de 2 metros de comprimento e 1 de largura, onde há algumas tralhas enferrujadas e uma echarpe utilizada como manta para dormir.

    Mais 30 centímetros a frente, a água dos canos se encontra e há o que ela chama de janela secreta: um cano alto e escuro abandonado, com uma saída seca, onde ela eventualmente guarda algo secreto ou se esconde quando quer ficar mais quieta
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Sab Out 01, 2016 5:50 pm

    A Lua dos incautos, dos Monstros e dos Pesarosos mais uma vez estava no céu negro de NY.

    Mas, apesar do satélite dos mortos vivos se realçar no Céu, ali, onde Elizabeth se encontrava tudo era iluminado por uma parca luz amarela, vinda de uma lâmpada incandescente.

    Ao redor da Cria da Noite, o fluxo de dejetos e água seguia sem se dar conta dos senhores do segredo que ali se instalavam.

    Mais uma noite a Nosferatu acorda. Não sem ajuda... Um Cria de seu Senhor a acordava.

    Okulos a sacudia.

    - Bethy... Bethy...

    Ela havia dormido mais do que o normal para um Vampiro...E a vida, no subterrâneo, fervilhava... Algo acontecia e, sabia, Calebros que motivava o formigueiro a se movimentar.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Sab Out 01, 2016 8:01 pm

    Em seus sonhos profundos era bela. Seus cabelos sedosos perfeitamente modelados por bobes e rosto cuidadosamente hidratado por cremes caros. Os demais rostos eram embaçados, mas sentia alegria e uma imensa vontade de dançar. Sabia que era Elizabeth naquele momento porque estava cercada por seus amigos boêmios que a provocavam apontando o belo homem negro da banda da festa que lhe olhava e dizia...

    "Bethy... Bethy..."

    Capturando ar naquela sacudida para a realidade, a vampira arregalou os olhos, virando-se toda confusa. Bastou o chão duro para saber que tinha voltado à realidade. Estava dia? Estava morrendo por isso a acordaram? Sentou-se, atordoada, mas era somente Okulos.

    Soltou um grunhido nervoso pela boca deformada, prestes a reclamar pelo incômodo como uma boa garota mimada faria, enquanto sua mente processava que algo deveria ter acontecido.

    - O que foi? - a voz rouca perguntou alarmada, enquanto já se levantava. Dormira demais e agora se enchia de culpa com a falta que poderia ter feito a Calebros enquanto isso. - Onde está o Mestre?
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Qua Out 05, 2016 11:03 pm

    Perdida em seus sonhos de beleza e juventude, Bethy era trazida a cruel realidade que sua vida se transformara...

    Aquela realidade se resumia a um chao duro, um odor putrefato e servidão... Não que aquilo fosse um problema para a Nosferatu.... Entre os ratos sempre havia um que devia governar.

    A água que fluia com os dejetos da CIdade acima deles trazia os sons de sua Colonia... Sussuros se misturavam aos sons de maquinas de escrever...

    E, acima de si, Okulos, o ser mais proximo que podia chamar de irmão assomava sobre si

    - Ele está em seu covil...

    O som da voz de Okulos era algo misturado de matraquear e chiados de ratos...

    Ele continua

    - Ele a convoca... Algo esta acontecendo na superficie...

    Ele olha em seu entorno, alisando os dedos longos e finaliza

    -O mestre diz que não quer esperar
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Qui Out 06, 2016 9:57 am



    A nosferatu nem precisava de um lembrete de que Calebros não queria esperar. Estava sempre pronta a atendê-lo nos últimos tempos. Nem sempre fora assim. No começo seu ódio e repulsa eram maiores, mas simplesmente era uma criança estúpida e dependente demais. Aos poucos descobriu que sua sobrevivência dependia dele. Depois, entendeu que tinha uma grande sorte da posição na qual se encontrava e finalmente aceitou que tudo não passou de um castigo justo para sua personalidade horrenda.

    Para compensar seu mau comportamento nas primeiras semanas após o abraço, ela agora se dedicava completamente, numa compensação penitente. Assim, tentou se levantar, afastando o outro vampiro, agora mais culpada por ter dormido demais.

    - Por que me deixaram dormir tanto? - reclamou, tentando jogar a culpa nos outros. Okulos já deveria estar acostumado com esse comportamento, que na verdade queria dizer "obrigada".

    - Fale o que aconteceu

    Em pé, tateou a cabeça com poucos cabelos, fazendo um ajuste psicológico em seus cachos. Olhou rapidamente em volta para um lencinho de cabelo para tapar a boca. Logo desistiu da ideia e deixou ali mesmo, pois era uma atitude péssima, além de infrutífera, "tentar ficar bela" na frente de Calebros. Era como se tentasse negar a exisência que tanto lutava para aceitar e, além do mais, não havia tempo para fazer isso.

    - Pode contar no caminho - a vampira saiu de seu "ninho" rapidamente, não querendo esperar mais nem um segundo.
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Sex Out 07, 2016 10:19 pm

    Okulos não deu sequer uma segunda olhadela na Nosferatu. A voz dele se esganiçara, ainda mais, numa mistura de desprezo e estupefação

    - Você realmente não aprendeu a ter modos não é mesmo? Somos todos iguais aqui em baixo Garota... Se quer respostas sugiro que procure Mestre Calebros

    E com isso ele se afasta deixando Bethy mais boquiaberta do que já era...

    Elizabeth devia saber que ali, entre os seus, era tão igual quanto os outros e respeito era conquistado e não hereditário.

    Deveria seguir o caminho até o covil sozinha, se bem que termo sozinho não existia em um covil nosferatu...

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Sab Out 08, 2016 1:22 pm

    Betty tinha dificuldades em lidar com aquela nova "ordem social" que se encontrava. Quando viva, era tratada sempre com respeito, desejo e admiração por sua beleza e status social. Agora, era um rato de esgoto sendo insultada por um bando de deformados, segundo ela mesma.

    Mesmo assim, engoliu em seco (ou algo próximo disso), ferida com o próprio orgulho, deu as costas para o vampiro e pulou no córrego imundo em direção ao covil do mestre. Não reclamou. Estava mesmo era merecendo cair na realidade suja, literalmente.

    - Então eu já vou. Obrigada, Okulos - disse de costas, incapaz ainda de pedir desculpas, mas reconhecendo que devia um agradecimento para um "igual".

    Se havia alguém que tinha conseguido domar sua manha perfeitamente era o líder dos Nosferatu. Tanto que agora corria preocupada de verdade com o aviso de que ele não queria esperar, e mais ainda com o que poderia ter acontecido de tão grave "lá em cima". Chegaria sem falar nada, só esperando uma comunicação, com medo real. Mesmo que soubesse que ele era conhecido por ser tão piedoso, na maior parte do tempo o respeitava imensamente e diante dele tornava-se uma serva.
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Sab Out 08, 2016 5:15 pm

    Okulos havia deixado Bethy para trás, deixando a Nosferatu "isolada" na colmeia.

    Outros ratos cainitas se faziam presentes, tão irritadiços quanto seus parentes menores que corriam pelas esquinas dos esgotos.

    A água corria pela escumalha de Nova Iorque... Dejetos se faziam presentes enquanto Bethy se dirigia ao covil de Calebros

    Enfim, após um curto período de tempo, a Nosferatu chega às portas do Covil

    Portas, em verdade, era uma licença poética.... Nada havia entre o caminho comum e o reduto de Calebros, além de dois grandes crocodilos albinos que tomavam conta da entrada.

    De dentro Calebros podia ser visto, debaixo de uma luz amarela incandescente, lendo um relatório e uma grande caneta hidrocor vermelha pendia de sua mão...

    Após um urro de seus crocodilos carniçais, ele se da conta que sua Cria esta às "portas" e comenta

    Deixai o vos que entrai, toda esperança...

    Ele sorri

    -Seja Benvinda, mais uma vez, Elizabeth... Estava ao seu aguardo
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Sab Out 08, 2016 8:30 pm

    Ainda hoje tinha noção de que deveria temer aqueles crocodilos. Parou a uma distância segura, espiando por trás deles. Era o suficiente para ser notada, sabia.

    Vê-lo sorrindo a deixava mais tranquila. Era como uma criança com receio de levar bronca dos pais, mesmo sabendo que eles nem eram tão ruins assim.

    Abaixou o rosto, fazendo uma breve mesura respeitosa e passou pelos crocodilos ainda tomando algum cuidado para não encostar neles sem querer, um tipo de zelo estúpido, afinal.

    Seu Mestre a chamava de Elizabeth. Detestava aquele nome e nunca o divulgava para mais ninguém. Esse era mais um motivo para comportar-se diferente diante dele. Aquele nome lhe trazia lembranças que, diante dele, lhe davam imensa vergonha de um dia ter sido tão arrogante.

    - Eu sinto muito - falou um pouco mais baixo que ele, os olhos meio amarelos, meio esbranquiçados mirando o chão. Assim, ela se aproximou um pouco mais. - Demorei... - admitiu, sem jeito. Em seguida o olhou aflita. Estava louca para receber ordens e saber o que estava acontecendo lá em cima e se estavam em risco.
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Ter Out 11, 2016 12:17 am


    Os crocodilos albinos fediam...

    O covil fedia...

    A água que corria pelas canaletas e canais fedia...

    Mas acima de tudo, Calebros dominava o local, não só com seu cheiro... Mas pela sua presença

    Tudo parecia se dobrar a sua volta quando ele olhava nessa e naquela direção e, agora ele olhava para sua cria.

    Parecia despi-la com os olhos, aquelas duas opalas que relampejavam sob a luz daquele foco incandescente, mas não de uma forma sexual, mas como se soubesse todos os seu segredos e pecados...

    O Primogenito rememorava desde antes das cruzadas... A quem diga que ele hvia sido um grande príncipe sarraceno punido por sua cobiça e luxuria... Talvez fosse isso verdade e a Mácula de Caim o havia purificado.

    No entanto, tolo era aquele que achava a alcunha de "o Piedoso" fosse algo além da metafora que se fantasiava aquele nome.

    O Ancião era inexorável e implacável como um iceberg. O Titanic se afundaria de batesse nele.

    E agora ele estava ali, sentado... Encurvado... Suas garras segurando o último relatório que lhe havia sido entregue e sorria.

    E talvez fosse aquilo o mais deforme na sua face. Aquele sorriso estampado em uma face dedicada a putridão e decadência.

    Ainda sorria após ouvir o pedido de desculpas de Bethy... Ele larga os papeis, e uma única garra indica uma cadeira de espaldar reto a sua frente

    -Por favor minha cara Elisabeth, sente-se....

    Sua voz era monocórdica, despida de emoções...

    Ele aguarda sua "filha" tomar assento e continua

    - Imagino que deva se perguntar o por que a convoquei aqui, ao invés de despachar sua missão noturna por Okulos ou qualquer outro


    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Ter Out 11, 2016 8:46 am

    Incapaz de olhá-lo por muito tempo, concordou com a cabeça e logo sentou-se cabisbaixa, com as mãos ossudas cruzadas na frente dos joelhos. No início, achava que tal reação era motivada por nojo ou espanto, mas isso nunca passou, provando ser algo além. Era inexplicável para ela como um homem de aparência tão horrenda conseguia transmitir um respeito imperial daqueles.

    Era exatamente essa aura que a trazia de volta para a humildade só aprendida após a "morte". Ainda assim, em sua presença, tinha a constante sensação de que tinha feito algo errado e o medo de isso sair da boca de seu mestre a qualquer momento era maior do que tudo.

    Quando ouviu sua voz de humor indecifrável, ergueu o rosto em respeito, curvando-se para frente, mas relutante. Realmente, era algo atípico. Estaria expulsa daquele lugar? Tinha sido muito grosseira com Okulos, é verdade, mas isso era bem normal. Teria ele ficado insatisfeito com algo que fizera? Teria deixado rastros em alguma missão? Isso era um pouco irracional de se pensar, mas sempre era uma possibilidade.

    Seu rosto só não expressava absolutamente tudo aquilo porque os lábios já não estavam mais colados ao rosto. Os olhos prestavam atenção em cada movimento, começando a ser absorvida pela conversa.

    - Sim - a voz rouca acompanhou séria o movimento com a cabeça. Estava sempre tentando se policiar a falar menos e ouvir mais, principalmente diante de seu Mestre.
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Qui Out 13, 2016 11:40 pm

    Aqueles olhos eram poços de sabedoria e dominação.

    Nenhum Nosferatu se elevaria ao cargo de Primogenito e Senhor se não possuísse ambas as qualidades...

    E, agora, aqueles olhos estavam deitados no rosto de Bethy, a feia.

    -Sempre quieta... Essa foi umas das melhores qualidades que brotaram em voce depois da transformação, minha Criança

    A Nosferatu já havia cumprido os ritos e não era mais uma Criança da Noite. Mas Calebros fazia questão de chamá-la assim...

    Ele junta as garras a frente do rosto como se formasse um campanário e continua

    -Muito bem. Espero que saiba guardar essa lingua, pois tenho uma missão que somente outorgaria a uma cria minha...

    Ele entrega o relatório que estava lendo até um minuto atrás.

    No papel estava grifado em vermelho o nome um Membro chamado Dragunova...

    -Alguem que passar a perna no Princípe, roubar certos documentos que estao em sua posse no seu Refugio... E temo dizer que devemos ajudá-la
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Dom Out 16, 2016 7:25 pm

    Bethy não poderia concordar mais sobre como o silêncio a resignação tinham sido um ganho pela transformação. Frequentemente a mandavam calar a boca quando viva e maquiada, porque de fato só falava besteiras e não era exatamente uma adição útil a seu meio. Não que agora o fosse, mas o silêncio era uma forma de expressar sua insignificância diante de um assunto e quem sabe aprender com ele.

    Ainda assim, precisava aprender muito e por isso considerava-se uma eterna Criança diante de seu Mestre. Seus olhos desviaram-se tímidos com aquele elogio, mas logo estavam atentos novamente.

    A vampira não respondeu, pegando o relatório para si com tremendo zelo.

    Inicialmente pensou que deveriam impedir tal ato, mas na verdade deviam ajudar? Os olhos arregalados gritavam perguntas, confusos. Não seriam eles traidores também? Temia serem caçados se fossem pegos, mas nunca poderia dizer isso em voz alta e parecer uma incapaz diante do Mestre. Olhou novamente o papel.  Queria muito entender por quê, mas não estava em posição de questionar. Espiou mais uma vez, esperando que ele pudesse explicar sem que ela perguntasse. Sua curiosidade infantil ainda existia dentro dela, mas tentava oprimi-la com uma atitude mais "profissional".

    - Como devo ajudá-la? - perguntou, por fim. Sabia como poderia ajudar, com suas habilidades em Ofuscação. Mas como seria o mais adequado para o plano que ele tinha em mente, só o Mestre sabia.
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Ter Out 18, 2016 12:39 am

    Ele ouve o questionamento de Bethy e força seu corpo deformado para frente, formando um angulo estranho em sua sombra.

    Por uma fração de segundo, a sombra de Calebros pareceu se desvincular de seu dono, como numa alegoria à Peter Pan... Mas poderia ser que os olhos da Nosferatu a tivesse lhe enganado

    Um longo segundo se passou... Calebros parecia estar medindo sua Cria, ou talvez se perguntando mentalmente por que a criara...

    Enfim ele resolver responder

    -Minha criança... Se tivesse que lhe dizer tudo, talvez tivesse de ser eu a realizar essa missão.... No relatório que lhe entreguei verá que existem informações detalhadas como a Sra. Dragunova esta vestida quando deixou seu refúgio e me chegou a informação de que ela está em um lugar chamado Cocobongo em Manhattan...

    Ele se apura na cadeira e, mais uma vez sua sombra levra uma fração de segundo a mais para acompanhá-lo.

    -Não o preciso dizer que você deve ganhar a confiança dela certo?

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Ter Out 18, 2016 8:29 pm

    Betty quase chorou com a reação de seu Mestre. Sabia que tinha falado demais e curvou o próprio copro, abaixando o rosto, sem nem precisar pedir desculpas. Odiava ter nascido uma garota fútil e burra, às vezes aquilo refletia no seu pós vida, pelo menos era o que sua culpa dizia agora. Tamanha era sua preocupação de ser estúpida, que acreditou ter visto um tipo de alucinação. Preocupada demais com a própria inutilidade, abaixou o rosto, infeliz, e ouviu o restante em silêncio.

    Era tão óbvio! Como não pensou naquilo sozinha? Ansiosa, falava demais. Precisava falar cada vez menos. Era por isso que não tinha mais lábios belos, tinha achado.

    Não ficou ofendida, pelo contrário, achava que já tinha esgotado a cota de paciência de seu mestre.

    Dragunova. Cocobongo.

    Dessa vez pareceu mais nítida a mudança repentina de Calebros, tanto que ela não disfarçou o olhar procurando pelo fenômeno da sombra.
    O que poderia ser? Teve medo de perguntar e pior ainda de isso ter sido algo fundamental explicação anteriormente.

    Baixou o olhar e, constrangida com a pergunta a seguir, negou com a cabeça.

    Ela passou os olhos pelo relatório de forma mais cuidadosa antes de perguntar:

    - É isso? Então, se me permitir, estou indo agora.

    Mesmo assim, só fez menção de levantar, sem muito esforço, pois nunca pareceria propositalmente insolente.
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Qua Out 19, 2016 12:01 am

    Com a resposta e a forma de se compor de sua Cria, Calebros junta as mãos a frente do rosto. Seus olhos fulguravam naquela meia luz e o silencio de sua voz era entrecortado pelo som dos esgotos e pelo barulho que seus crocodilos albinos faziam.

    Ele, então, mais uma vez, sorri e responde Bethy

    - Claro minha Criança. Sinta-se livre para seguir. Devo somente alertá-la que o Princípe Garolow convocou todos os Membros para o seu Elisio pessoal na Prefeitura. Estarei lá por volta das 00:00 horas. Espero vê-la lá. De preferência, com o ofício adiantado.

    A voz monocórdica de Calebros não traduzia qualquer sentimento. Bethy não saberia dizer se ele esta vendo irônico, enfático ou pernicioso.

    Mas sabia que aquela reunião havia acabado.


    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Qua Out 19, 2016 7:48 am

    - Sim - e reafirmou com a cabeça, determinada. Sua confiança era um misto de inocência com a tentativa de agradar. Queria muito um dia poder parecer ser seca e convicta, ao mesmo tempo que transparecer um grande nada como Calebros. Eram sonhos infantis, é claro...

    Apesar de ter concordado, não sabia de verdade se conseguiria concluir a missão. Mas sua existência seria completamente insignificante se fosse incapaz de ao menos agradar seu mestre. Então, geralmente partia e pensava depois.

    Fez uma reverência breve e saiu cuidadosamente passando pelos crocodilos. A imagem da sombra piscante não seria esquecida por ela, mas com quem poderia conversar a respeito? Não era importante. Agora Cocobongo era sua prioridade.

    Dragunova.
    Cocobongo.
    Meia-noite no Elísio.


    Só não podia aparecer por lá com seus rostinho cortado, então precisava ao menos assumir, com Ofuscação, uma aparência mortal digna de coexistir em um ambiente como aquele. Parecia simples, apenas queria roupas belas, ter pele, cabelos castanhos cacheados, olhos azuis, um nariz pequeno e uma boca delicada pintada.
    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Sex Out 21, 2016 3:36 pm

    Em seu refúgio, a Nosferatu se concentra em frente a um espelho.

    Sua aparência era digna de um monstro dos contos de Lovecraft. Sua aparência era demoníaca.

    Mas seu dom era mais poderoso. Uma dádiva que somente aqueles que sofriam com aparencias horrendas sabiam apreciar.

    Como num passe de mágica, sua boca aparecia reconstruida.

    Mas seu dom não permitia ficar bonita de pronto....

    Apenas maquiaria a destruição que a maldição lhe infrigira



    Rolagem de dados:
    etthy rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 7 para ofuscação 3 que resultou 9, 7, 3, 3, 8, 5, 3, 3 - Total: 3 Sucessos

    Off:
    Luxi, apenas para te dar um toque, vc pode gastar pontos de sangue para melhorar o efeito da ofuscação 3. Tipo: a mascara das mil faces te dá aparencia 1, não importa o numero de sucessos. Mas se vc gastar pontos de sangue vc pode aumentar a aparencia
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1367
    Reputação : 262
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Luxi em Sex Out 21, 2016 9:04 pm

    [spoiler]
    off: tá de boa Smile Obrigada. Dessa vez não precisaria.
    Hahaha ela quer ter boca e olhos pra EXISTIR lá fora.  [/color]


    A nosferatu se sentia culpada toda vez que usava seu poder, mas aqueles resultados de feiura logo acabavam com essa tristeza. Era um sentimento esquisito... por um lado, era humilhante ser uma humana nojenta que ela tanto odiaria ver.

    Por outro, era uma sensação incrível poder ter uma pele humana e boca novamente. Nada daquele rasgo gigantesco no rosto.
    Betty tocou seu rosto verruguento com lágrimas nos olhos lembrando-se de sua antiga pele macia.

    Agora poderia sair de seu esconderijo sem receio e avaliaria onde estava e se poderia ir à pé para o local...

    John Milton
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 375
    Reputação : 0

    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por John Milton em Ter Out 25, 2016 10:43 pm

    Continua em Esgotos de NY
    Conteúdo patrocinado


    Re: Um Local Seco Pra Chamar de Lar - Esgotos de Nova Iorque (Refúgio de Elizabeth Nolland)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 6:36 am