Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Na Enfermaria

    Compartilhe
    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 5

    Na Enfermaria

    Mensagem por Nazamura em Seg Out 24, 2016 10:48 am

    - Aaaiii... - diz Kaede - Brenna, sou eu, acorda, você está na enfermaria

    Brenna havia acertado um soco em Kaede no rosto e deixou roxo onde tinha atingido

    - O que aconteceu? me conta, eu vi o Zelador carregando vc no colo no patio da escola - dizia com uma expressão preocupada e aflita.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7035
    Reputação : 80

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Edu em Dom Out 30, 2016 11:06 pm

    - Hã? Hã? - Desperta de repente Brenna bastante confusa.

    A americana olhava para os dois lados tentando entender aonde estava. Aos poucos foi caindo a ficha na sua cabeça que estava na enfermaria e Kaede estava sentada ali ao seu lado na beirada da cama. Viu o pequeno roxinho numas da maçãs do rosto da namorada e tapou a boca com as duas mãos.

    - Pela Deusa, me desculpa Kaede. Eu não queria, estava num pesadelo, foi ruim - disse ela botando a mão direita no rosto de Kaede aonde tinha batido, fazendo um carinho na sua namorada.

    O gesto afetivo foi muito bem aceito pela garota que pegou a mão de Brenna sorrindo e a segurou entre as suas.

    - Está tudo bem, Brenna. Pela noticia que eu tive ver você acordada conversando comigo já me deixa feliz. Quase me matou do coração mocinha, não devia fazer isso. Não devia preocupar a sua namorada assim - disse Kaede em tom de repreensão a Brenna.

    Brenna olhou para o lençol que a cobria com vergonha e disse:

    - Me desculpa, meu amor. É que o zelador tava doido jogando rajada de areia em mim e na outras meninas. Eu tive que me defender e quis defender a outra menina que se machucou com aquela areiada toda. Em resumo abusei daquilo e acabei desmaiando. Acabou que o zelador estava num efeito louco da bebida lá e que passou, ele pediu desculpas e me trouxe pra cá.

    - Esse zeladorzinho tem sorte de eu não ter estado lá senão ele ia se ver comigo - responde imediatamente Kaede com raiva.

    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 5

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Nazamura em Ter Nov 01, 2016 8:47 am

    Nova Rodada

    Não demora muito e logo uma outra garota entra na enfermaria apoiando o pulso, era Sayaka, que havia lutado junto a Brenna a alguns minutos atras. uma das enfermeiras a recepciona

    - Em que posso ajuda-la ? - diz.

    Brenna estava na ala dos quartos (aqueles que tem cortinas) e consegue ouvir a conversa rolando na recepção da enfermaria

    Kaede então acalma-se e comenta com Brenna

    - Se eu tivesse um pingo do... vc sabe - e soca o ar como quem quer dizer "poderes" - eu estaria lá pra te proteger - e solta uma leve risada descontraida.

    por uma razão ainda desconhecida, Brenna não consegue levantar-se da cama, sente vertigem que logo passa quando se deita novamente, embora se sinta bem e consiga girar pros lados

    --
    Sayaka é conduzida a uma entre-ala logo após ter conversado com a enfermeira próximo ao quarto com cortinas e ao sentar-se na bancada esperando a bandagem no pulso, começa a sentir-se bastante cansada, estaria o poder cobrando seu preço após o abalo emocional ?
    Luxi
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1503
    Reputação : 412
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Luxi em Ter Nov 01, 2016 9:56 am

    Sayaka já estava com a cara vermelha de tanto chorar no caminho pelo abandono. Não acreditava que Mimi tinha sido tão mesquinha a ponto de negar até um momento de solidariedade de Kaworu com ela.

    - É a minha mão... Eu bati. - "no concreto do prédio", completou mentalmente, mas a enfermeira não precisava saber disso.

    Ela foi até a entre-ala e deixou a mão para observação. Esperou até ser enfaixada, gemendo de dor e, quando pegou em algum ponto mais dolorido, ela berrou.

    - AI AI AI DESGRAÇADAAAAA - corou absurdamente pelos modos e se corrigiu sem graça - D--desculpa... é que... é que tá doendo muito

    Ela largou o corpo na cama e só então lembrou que a intercambista tinha desmaiado. Será que aconteceria com ela a mesma coisa? Se não fosse por esse poder, não teria passado vergonha na frente de Kaworu-kun, mas, por outro lado, ele tentou ajudá-la...

    - Kaworu-kun...- choramingou, fechando os olhos e repousando. - Não, não precisa ligar pra ninguém não. Eu só quero descansar um pouquinho...
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7035
    Reputação : 80

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Edu em Dom Nov 06, 2016 2:45 pm

    - Ow... - Responde Brenna docemente a fala de Kaede pegando a mão da sua namorada.

    Nesse momento ouviu mais alguém entrando na enfermaria. Ela tentou se levantar e imediatamente tudo começou a gira deixando a americana tonta.

    - Nossa não consigo me levantar da cama, fico tontinha - Brenna muda de assunto rapidamente - estranho a Sayakan-san estar aqui, ela parecia bem depois de tudo o que acontece.

    Kaede sorri vendo a resposta fofa da sua namorada e demonstra preocupação ao perceber a tonteira de Brenna ao tentar se levantar.

    - Hei-hei é melhor você ficar deitadinha ai Brenna, não está bem ainda - Sobre Sayaka Kaede coça a cabeça mostrando desconhecimento - Não sei, tenho a menor ideia do que aconteceu.

    Brenna apenas olha um pouco frustada para Kaede mais pelo seu estado do que o desconhecimento da sua namorada

    - Entendi. Como terminou a sua situação com a Motoko? Você tinha ficado irritada com atitude dela em relação ao nosso namoro. Acertou-se com ela? Ela é sua melhor amiga afinal - Indaga Brenna preocupada.

    Kaede solta o ar pela boca em frustração e olha um pouco cansada para Brenna.

    - Nem começe com esse assunto, Brenna. Motoko é uma boa pessoa, mas ela não aceita a minha opção sexual e fica de frescura. Ela acha que eu estou brincando com você e não irei levar a serio o relacionamento num futuro próximo.

    De repente o celular de Brenna toca avisando que uma mensagem chegara no seu celular. Kaede pega o celular da namorada e entrega a ela. A americana bota a senha desbloqueando o aparelho e lê a mensagem no whatsapp:

    "Oi filha, só avisando que a sua prima Elizabeth vai passar ai no japão e quer ficar ai na sua casa, tudo bem para você?"

    Toda a cor do rosto de Brenna sumiu. Elizabeth era a sua prima do sonho, na adolescência vivera uma relação de amor e odio com ela. O pior de tudo é que nem podia recusar a hospedagem. Estava em maus lençois.

    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 5

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Nazamura em Seg Nov 07, 2016 8:53 am

    Nova rodada

    Sayaka escreveu:- AI AI AI DESGRAÇADAAAAA - corou absurdamente pelos modos e se corrigiu sem graça - D--desculpa... é que... é que tá doendo muito
    -Não precisa se preocupar - dizia a enfermeira enquanto enfaixava e terminava de aplicar uma injeção no braço de Sayaka - esse analgésico vai aliviar suas dores

    Logo Sayaka é tomada por uma sensação de sono
    Sayaka escreveu:- Kaworu-kun...- choramingou, fechando os olhos e repousando. - Não, não precisa ligar pra ninguém não. Eu só quero descansar um pouquinho...
    Antes de adormecer entretanto, ela escuta a enfermeira dizer

    - Irei chama-lo


    - Brenna? Brenna? oie, vc está bem, o que está escrito?

    Os analgésicos parecem fazer efeito e Brenna cai no sono novamente


    Akemi entra na enfermaria empolgada seguindo a imagem do elfo de seus sonhos, consegue ver alguns leitos e cortinas entreabertas e era possível ver que Sayaka dormia em um leito na maca enquanto Brenna e uma colega dela estava acompanhando em uma das camas. A enfermeira vai em sua direção e duas vozes se misturam

    - Ola, em que posso melhor que você veja ajuda-la? o seu destino

    Logo em seguida, Akemi sente uma espetada de agulha nas costas, uma das enfermeiras parecia estar dominada por uma visão do mal.



    Akemi, Sayaka e Brenna acordam, novamente as 3 juntas, em um lugar coberto de nuvens e em uma caverna distorcida no tempo e espaço. para Brenna e Akemi era o mesmo sonho, mas para Sayaka era novidade



    - Então agora eu posso finalmente conhece-las, a garota do destino, e minhas duas guardiãs - a figura élfica dizia em tom mais grave - Saibam que em breve eu despertarei nesse mundo e trarei as respostas para seus poderes.

    O Elfo caminha por entre as nuvens, olhando as 3 garotas

    - Enquanto esse dia não chega, perguntem. O que mais tenho nessa dimensão ... é tempo. - dizia o elfo com um exalar na respiração.
    Luxi
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1503
    Reputação : 412
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Luxi em Ter Nov 08, 2016 7:43 am

    - Não...não chame... - murmurou atordoada, ou pelo menos pensou que tivese murmurado, antes de cair no sono.

    A menina olhou em volta o sonho em que se encontrava com as outras meninas. Achava que era só alguma sonho bem confuso por causa dos últimos acontecimentos, mas a criatura falava em seus poderes... e o que era aquilo de garota do destino e guardiãs?

    - O que é isso? Ei... conhecem ele? - perguntou para as outras meninas que (estou supondo) não pareciam tão surpresas quanto ela.

    - Mas que pergunta...  Isso aqui é só um sonho, não é? - após a resposta, Sayaka olhou as próprias mãos. - Ei que história é essa? Quem é você e por que nós temos esses poderes? Aliás, pra que serve ter um poder desses se depois a gente se quebra inteira? Não sei por que estou discutindo com você... mas eu não quero ter esses poderes se eles vão me quebrar inteira. Por que tinha que ser eu? digo.. a gente? E pra quê? Quer dizer... foi você quem deixou o zelador louco da cabeça? E tinha uma carta...AI MEU DEUS isso tudo é real, não é?

    A menina bombardeou o elfo com perguntas.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7035
    Reputação : 80

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Edu em Dom Nov 13, 2016 7:28 pm

    Na hora que Brenna foi responder a sua namorada ela se viu de volta no lugar dos seus dois ultimos sonhos. Aquela maldita caverna cheia de nevoa com os elfos chatos e na ultima vez a aparição da sua prima.

    Ela olha para o lado e vê que SayaKa e Akemi estão também naquele sonho. As duas estavam no seu sonho? A menina da fitinha até fez uma pergunta para Brenna. Olhou para as suas colegas principalmente para a ultima que fizera a pergunta com um certo estranhamento. Não era para estarem ali, mas respondeu a menina do mesmo jeito:

    - Sim ele ou figuras parecidas já apareceram em sonhos anteriores para mim. As duas vezes anteriores esse elfo ai questionou os meus poderes como corrupção da natureza. Alias porquê vocês estão no meu sonho? Ou se preferirem, porquê estou no sonho de vocês? - Indagou Brenna olhando primeiro para Sayaka e depois para Akemi.

    Voltou a se virar para a figura elfa para finalmente perguntar sobre tudo o que tinha duvida.

    - Guardiãs? Como assim? Porquê eu seria sua guardiã? Alias quem é você? E porquê diz que o meu poder é uma corrupção da natureza? São tantas perguntas que nem sei o que perguntar direito - termina ela coçando a cabeça sem graça.
    Allyna Sunt'yen
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 33
    Reputação : 0

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Allyna Sunt'yen em Seg Nov 14, 2016 4:01 am

    Muitas coisas haviam se desenrolado em um pequeno espaço de tempo. Eu me lembro de chegar na enfermaria e de ser recepcionada por uma enfermeira estranha, mas... Como é que vim parar aqui? E com as meninas?
    Encaro o elfo a minha frente, por muito tempo ele foi somente um borrão estranho e que falava coisas loucas e sem sentido, agora conseguia vê-lo melhor. O lugar em que estava era o mesmo dos sonhos.
    Depois de escutar que a intercambista também havia sonhado com aquele lugar, ela começa a encarar as meninas. - Hey, espera, você também sonhou com toda essa coisa aqui? Que loucura! - Começo a sorrir diante de toda aquela coincidência, eu obviamente não era a única louca por aqui.
    Não estava entendendo muito bem a parte da "garota destino" que o elfo estava falando. Sério que ele sabe do meu kanji? Mas gente, eu escrevi aquilo no calor do momento...
    - Elfo queridinho do meu coração, eu não sei por onde começar a me vingar, mas que eu tenho uma enorme vontade de pular em cima de você... Aaah, isso eu tenho... - Falo enquanto encaro o elfo, que estava bem próximo a mim e continuo. - Sabe o que é misturar o cansaço físico e mental de uma noite mal dormida com as consequências de usar esses poderes? - coloco minhas mãos na cintura e tento fazer algum exercício para sanar a dor na coluna. - Perdi longos anos de vida nestes últimos dias... Por acaso você trabalha com reposição?
    Eu continuo, estava cansada de não saber de nada e também não ligava de fazer perguntas sem sentido. Minha mente estava a mil, afinal o elfo tinha um tempo ilimitado ali, ao qual eu nunca tive.
    - E que história é essa de "Garota destino"? - Faço sinal de aspas com à mão. - Por acaso você fica lendo as coisas que escrevo? - Rio daquilo, porque eu sempre senti que esse kanji que me acompanha a tempos significava alguma coisa.
    - Cara, se você tem tantos poderes e vive nesse lugar completamente estranho. Por que precisa de guardiãs? - Sorrio para as meninas, não queria que pensassem mal de mim, mas achava essa história de dar poderes muito estranha. Sério, porque ele faria uma coisa dessas?
    Parecia um momento libertador aquele. Todas nós estávamos enchendo o elfo de perguntas e eu esperava, esperava muito mesmo, que esse elfo não fizesse o tipo " filosófico ". Minha mente tem um limite para coisas abstratas bem limitado!
    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 5

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Nazamura em Seg Nov 14, 2016 7:35 am





    Capitulo 2: O Baralho de Cartas Selvagem


    As 3 garotas, Sayaka, Akemi e Brenna, disparam a fazer perguntas ao elfo na estranha dimensão no mundo astral.

    - Mas que pergunta...  Isso aqui é só um sonho, não é? - após a resposta, Sayaka olhou as próprias mãos. - Ei que história é essa? Quem é você e por que nós temos esses poderes? Aliás, pra que serve ter um poder desses se depois a gente se quebra inteira? Não sei por que estou discutindo com você... mas eu não quero ter esses poderes se eles vão me quebrar inteira. Por que tinha que ser eu? digo.. a gente? E pra quê? Quer dizer... foi você quem deixou o zelador louco da cabeça? E tinha uma carta...AI MEU DEUS isso tudo é real, não é?


    -Não minha cara, você não está sonhando e sim, tudo isso é real - Responde a figura elfica e continua a responder a garota - Eu não tenho um nome bem definido na dimensão de vocês, mas podem me chamar de Aoyama. A fonte de seus poderes está diretamente ligada a mim. Quanto a carta, essas cobaias tem seus poderes temporariamente vinculados a minha fonte e seu nivel de poder está atrelado a esse baralho - Aoyama ergue a mão onde um baralho violeta espectral flutua por sobre sua mão e depois desaparece - Uma vez que vocês o derrotaram, o poder volta ao baralho e se desvincula do hospedeiro


    - Guardiãs? Como assim? Porquê eu seria sua guardiã? Alias quem é você? E porquê diz que o meu poder é uma corrupção da natureza? São tantas perguntas que nem sei o que perguntar direito - termina ela coçando a cabeça sem graça.


    - Peço-lhe desculpas se meus escudeiros acusam-na de corrupção da natureza, eles tambem não compreendem quem você é Brenna, mas eu já lhe conheço há algum tempo - diz com um olhar sério, uma expressão firme sem demonstrar sentimentos pelo olhar, uma fitada que arrepia a espinha


    - Elfo queridinho do meu coração, eu não sei por onde começar a me vingar, mas que eu tenho uma enorme vontade de pular em cima de você... Aaah, isso eu tenho... - Falo enquanto encaro o elfo, que estava bem próximo a mim e continuo. - Sabe o que é misturar o cansaço físico e mental de uma noite mal dormida com as consequências de usar esses poderes? - coloco minhas mãos na cintura e tento fazer algum exercício para sanar a dor na coluna. - Perdi longos anos de vida nestes últimos dias... Por acaso você trabalha com reposição?
    Eu continuo, estava cansada de não saber de nada e também não ligava de fazer perguntas sem sentido. Minha mente estava a mil, afinal o elfo tinha um tempo ilimitado ali, ao qual eu nunca tive.
    - E que história é essa de "Garota destino"? - Faço sinal de aspas com à mão. - Por acaso você fica lendo as coisas que escrevo? - Rio daquilo, porque eu sempre senti que esse kanji que me acompanha a tempos significava alguma coisa.
    - Cara, se você tem tantos poderes e vive nesse lugar completamente estranho. Por que precisa de guardiãs? - Sorrio para as meninas, não queria que pensassem mal de mim, mas achava essa história de dar poderes muito estranha. Sério, porque ele faria uma coisa dessas? Parecia um momento libertador aquele. Todas nós estávamos enchendo o elfo de perguntas e eu esperava, esperava muito mesmo, que esse elfo não fizesse o tipo " filosófico ". Minha mente tem um limite para coisas abstratas bem limitado!


    - Seus poderes Akemi-san ainda não estão 100% desenvolvidos e eu não trabalho com reposição - Diz o Elfo sem entender bem a forma como Akemi conversava, mas ele mantem o olhar firme na garota e continuar respondendo suas perguntas - Você é a garota do destino, pois está destinada .. - Ele replica o gesto de Akemi fazendo aspas com as mãos - A Me trazer para esse mundo, o mundo dos humanos

    No que Aoyama termina de responder as perguntas das garotas, e certo de que haveriam mais, ele completa.

    - Brenna e Akemi, vocês são respectivamente meu Rei e minha Rainha de Paus, enquanto você Sayaka - O Elfo a fita no olhar e continua - É a minha Rainha de Espadas - Ele caminha pelas nuvens de sua própria dimensão no plano astral e continua - Creio que vocês já deduziram o que cada naipe representa em meu baralho - Diz com um sorriso de leve em seu labio - Encontrem os outros Reis e Rainhas e espalhem a noticia. Há mais alguma pergunta que queiram fazer antes de retornarem a seu reino? - Pergunta o elfo colocando as mãos ao bolso


    Luxi
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1503
    Reputação : 412
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Luxi em Qua Nov 16, 2016 9:58 am

    Depois ela ouviu atentamente às colegas. Uma era uma "corrupção da natureza". Então ela estava sendo incomodada muito antes?
    E lembrou-se do desenho de "Destino" que devolveu à "garota do kanji". Ficou boquiaberta, finalmente entendendo o "garota do destino". Será que desde o começo seus desenhos eram mágicos? Talvez ela fosse a última descobrir um poder.
    Aí ficou toda arrepiada com aquela história de trazer o elfo para o mundo delas. Ficou olhando a reação de Akemi antes de falar alguma coisa. Sentiu até um certo medo dela. Devia ser muito poderosa.

    - O-o que você quer fazer no nosso mundo? Isso... isso parece muito perigoso .Não tem elfos aqui, sabia? E isso tudo começou por sua causa. O que é que as suas estavam fazendo aqui?

    Na sequência, ouviu ser uma Rainha de Espadas, algo que ficou pensativa para desvendar, e ficou ainda mais assustada de saber que haviam mais deles. Pensou de repente que seriam um trio guerreiro, mas não, tinham mais deles!

    - O... o que acontece quando acharmos os outros reis?
    Allyna Sunt'yen
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 33
    Reputação : 0

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Allyna Sunt'yen em Seg Nov 21, 2016 1:55 am

    Eu não havia entendido aquilo muito bem e para ser sincera, o máximo que absorvi foi o medo de mais uma responsabilidade para mim. Tá okay, né?! O ser místico que dá respostas como "Você é a garota do destino, pois está destinada.." Céus, nem eu dou resposta mais vaga como essa. Imagina como meus professores reagiriam com uma resposta dessas numa prova?
    Mas, eu precisava manter o foco, essas coisas loucas que estavam acontecendo aqui, pareciam realmente reais.
    - Bem, eu serei a pessoa vai te ajudar para vir ao mundo humano, certo?  - Coloco a mão nas cinturas e lanço um olhar aterrorizante para ele, pelos menos eu tento, na verdade. - Você não planeja nada de ruim não, né? Não estou com a mínima vontade de ter que me responsabilizar por um arruaceiro.
    Recebo os olhares das meninas e continuo. - Olha, o mundo em que a gente vive é muito louco e também injusto e mal e toda essa sorte de coisas, então eu só queria saber o motivo para tudo isso. Para esse intercâmbio cultural  que você quer fazer...
    O elfo prossegue com seu discurso e a cada fala, eu juro que entendo menos. Indo por parte, é muito estranho quando alguém te chama de rainha e nesse exato momento, eu encaro Brenna. Ela é meu rei, isso é bem louco, não é? Sorrio para a intercambista e depois para a Sayaka e esperava encontrar um olhar tão confuso quanto o que eu mandava. E sim, eu falhei em compreender o que ele queria, mas sorria, né...
    - Bem, você poderia dar uma dica a respeito dos outros rei e rainhas, não é? - Coço a cabeça e fico um pouco pensativa. - Pensando bem, aquela carta que saiu do corpo do é uma espécia de poder temporário, certo? Então isso se aplica a nós também?
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7035
    Reputação : 80

    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Edu em Seg Nov 21, 2016 2:49 am

    - Me conhece? - Brenna arregala os olhos por um momento e tenta disfarçar depois.

    Será que ele sabia? Bem o "rei de espadas" talvez fosse o indicio. Sentiu um desconforto depois dele falar disso, é claro sem contar o frio na espinha que sentiu com a fitada que dele deu para ela. Nesse mesmo momento sentiu a vontade de pegar a suas coisas e partir do japão para nunca mais retornar. Porquê tinha que ter ido para aquele pais?

    - Sayakam-san e Akemi-san levantaram pontos importantes. Por quê quer vir para o nosso mundo? E esses outros reis e rainhas quando a gente encontrar vamos ter que lutar contra eles? Não vou lutar batalhas por você, muito menos matar ninguém - Indaga Brenna encarando bem o "elfo".
    Conteúdo patrocinado


    Re: Na Enfermaria

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Jun 22, 2018 2:48 am