Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


O Sepulcro dos Falsos Deuses

Compartilhe
IsabelMuller
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 174
Data de inscrição : 27/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por IsabelMuller em Dom Maio 07, 2017 4:05 pm


@MINDGAME escreveu: Ahura Mazda – "(Tom sereno) É uma pergunta que não pode ser feita. Não há como explicá-la. Não está adequada a escala mortal."

Aquela frase fez Müller lembrar-se das palavras semelhantes que o Trem dos Condenados usou quando ela o questionou sobre quem eram os Deuses a quem ele referia-se. “Perguntas que não devem ser feitas! Que não podem ser respondidas! Que não podem ser explicadas! Eles precisam arrumar desculpas melhores para não responder.”

A expressão de Isabel demonstra sua descrença naquela resposta, mas ela permanece em silêncio.

Assim como não aceitou a resposta do Trem dos Condenados ela não aceitaria simples e facilmente aquela resposta. Aquele assunto ainda receberia a devida atenção, mas não naquele instante. Ela estava cansada e precisava de um tempo para clarear sua mente e pensar.

@MINDGAME escreveu: Ahura Mazda – "(Tom sereno) Acho que, por hora, vocês devem descansar. Tiveram um dia longo. Podem começar essa investigação amanhã."

Por mais que a irritasse admitir: Ohrmazd tinha razão. Ela precisava parar e tentar descansar; embora achasse difícil conseguir. Além dos inúmeros questionamentos e preocupações que circulavam de modo acelerado em sua mente e certamente dificultariam um descanso quando ela finalmente conseguisse adormecer seu descanso não estava garantido. Ainda haviam seus pesadelos e sua adorável companheira para lidar.
________________________________________

Precognição.

Sua primeira visão havia deixado a impressão de um possível confronto. Entretanto, ao buscar pela cena essa impressão se desfaz e uma nova surge. Agora aparentava que Adam estava fazendo uma troca, mas obviamente essa impressão poderia também estar equivocada. Embora a nova visão tenha provocado novos questionamentos ela trouxe também algum direcionamento. Pontos de partida para esclarecimentos e a tomada de uma atitude mais apropriada e menos impulsiva. “Porque essa espada é importante? Porque Lotus a deseja?” “Quem é a garota?” “O que havia provocado aquela mudança em Kadmon?” Müller ainda não sabia o quão distante do presente estava, mas suspeitava que seria em breve e isso poderia significar: minutos, horas ou dias. Pelo menos, agora ela tinha algum direcionamento e poderia pensar em meios de obter as respostas para suas novas perguntas.

Poscognição.

A visão das mortes revela o que Isabel temia, ela pode ter se precipitado em suas conclusões. A emanação demoníaca daquele soldado fez Müller sentir suas mãos ficando frias e a cada vida tirada com tamanha violência ela sentia seu coração ser prensado e começam a formar-se lágrimas em seus olhos.  A morte de Bram foi seu limite, ele estava apenas tentando proteger aquelas crianças e ele mesmo nem era muito mais velho do que alguns ali. Nesse momento lágrimas escorrem de sua face e sua visão se encera.
________________________________________

Ao notar a presença de Freya a maga surpreende-se. A maga havia pensado ter fechado a porta, mas claramente não o fez, talvez ter sido pega de surpresa pela primeira visão e o cansaço a deixaram lenta. Isabel apenas encara Freya enquanto enxuga suas lágrimas e puxa uma das cadeiras da sala de jantar. Müller senta-se sem tirar os olhos de Freya. Seu olhar demonstra apenas curiosidade e tristeza.
Imagem:


Isabel- Como devo chama-la? Porque me seguiu?

Isabel aguardava as respostas olhando diretamente para Freya, em silêncio, enquanto pensava no que faria a seguir.

Müller poderia obter aquelas respostas de Freya por outros meios, mas naquela situação preferia assim, por vários motivos. Isabel havia decidido que usaria novamente poscognição, ela queria ver o exato momento da chegada de Evelyn na ocorrência do massacre. Sua primeira visão mostrava Lotus manchada com sangue e antes de tirar qualquer nova conclusão a esse respeito Müller precisava saber como isso ocorreu e o que Lotus fez. Só assim poderia ter alguma fraca certeza de que ela não era, nem indiretamente, responsável por aquilo. A presença de Freya mudava os planos de Isabel, ao menos a princípio, não parecia adequado perder-se em visões na presença de alguém que sabia tão pouco e que aparentemente sabia muito sobre ela. Primeiro ela queria escutar as respostas de Freya e então decidiria como agir.

Isabel tinha a impressão de que Freya havia demonstrado uma preocupação sincera com os problemas que afetavam aquela realidade, mesmo não sendo seu mundo. Assim como mostrou-se preocupada com Müller, algo que a maga não estava acostumada a ver principalmente tratando-se de um estranho. Embora naquele momento tivesse desejado estar sozinha a presença de Freya em sua casa não a incomoda. Sua presença apenas a deixou intrigada.

Isabel tenta recordar-se o que sabia sobre Valhalla e se já havia visto Freya em algum momento antes daquele dia. Embora sua memória fosse eficaz algumas coisas perdiam-se por serem momentaneamente irrelevantes.

Müller não havia decidido o que faria a respeito das informações de sua precognição. Ela apenas sabia que precisava saber mais sobre a espada e descobrir quem era a garota que Adam havia ido buscar. Talvez novas precognições mostrassem algumas coisas que queria saber: O que o levou a mudar e quem era a garota ou sinais mais precisos de quão perto de ocorrer estaria. Mas, no momento ela tentava apenas recordar-se dos detalhes daquela espada, se ela era importante talvez Isabel já tenha visto algo sobre ela anteriormente. A conversa entre Ohr e Freya havia demonstrado que ela(Freya) reconhecera a espada e talvez ela pudesse ajudar Isabel a entender a importância daquele objeto.
Dados:

Objetivo: Informações – Valhalla.
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
7
Objetivo: Informações – Freya.
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
17
Objetivo: Informações – Espada de Bran.
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
20
Poscognição – Objetivo: O momento em que Lotus chega na mansão.
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
20

GodsCorpse
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 299
Data de inscrição : 17/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por GodsCorpse em Dom Maio 07, 2017 11:05 pm

"Do tipo difícil, hein?

Emir se coloca na frente dos colegas e segura a lâmina com as duas mãos - Mirem no ferimento. O próximo ataque eu viso a cabeça.

- Certo, senhor.

Talon dobra os joelhos e salta para cima da criatura, indo com a ponta da sua espada em direção da cabeça da criatura.

- "Os invasores estão no setor três! Preciso de reforços!"

- Nã- - antes que pudesse responder, ele "já fizera". Primeiro achava que ouvia errado, mas a voz dos outros da série "T" apenas lhe garante que não é louco. Seus olhos se arregalam em imaginar em que situação esteja ouvindo isso, tanto que é quase acertado pelo rebote do monstro.

"T53, T65... É uma série. Não pode ser. Uma ilusão iria atacar meu emocional, não dar orientações táticas..."

- Grr... Soldados, quem são esses operativos?.... Agora soldado!! - ele grita para os dois que estão ao seu lado. Ele deixa de prestar atenção neste instante, mas logo retorna, com raiva.


Move to Beast
Attack +13 dmg 19-20
GodsCorpse efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
11
Jim Jones
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 138
Data de inscrição : 01/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Jim Jones em Dom Maio 07, 2017 11:55 pm

O tom de Sophia cortava Donald como uma lamina, ele merecia isso.Prontamente ele começa a analisar os dados do pai da garota enquanto eles se dirigem para a base militar. Parecia que a garota tinha muito mais acesso do que queria revelar, como uma reporter teria passagem por uma base dessas?

Os dados eram sólidos, todo o trabalho de tradução era muito bem feito, impecável para um humano, mas atomic era mais do que humano, ele notou uma possível derivação no dialeto, que poderia ser interpretado de forma dúbia, nos dados de bordo da nave estava escrito algo como " me retiro para a humanidade", de forma que ele teria saído para encontrar a humanidade, mas também poderia ser traduzido/interpretado como " me retiro da humanidade", que poderia significar que ele se retirou dos deveres de observar a humanidade, talvez descansando. Se a ínfima possibilidade desse erro de tradução ser verdadeiro significava que o extra-terrestre poderia ainda estar na nave.

Lazarenko permaneceu em silencio na viagem, Donald se sentia incomodado com a situação.
- Sinto muito por não ser aquilo que você esperava...-o tom dele era triste, mas sincero, ainda assim era diferente do que ele usou antes, era mais meigo, como um arrependimento.-Eu queria ser solar, trazer esperança para os outros, mas eu simplesmente não consigo... Eu... Sinto muito. - E o silencio voltou a imperar no carro. Duraria até o fim da viagem se não fosse a explosão.

- Fique aqui, eu vou ver o que ouve. Não entre em perigo.-Ele agia de forma quase que autoritária, mas o fazia sem que parecesse algo ruim, era mais como se ele estivesse tentando ter o controle da situação, já fizera aquilo um bom bocado de vezes, agora ele lembrava mais o atomic a qual ela estava acostumada. Esperando que o taxi parasse atomic prontamente sai do veiculo e voa em direção a base. Não tinha certeza se eles iriam vê-lo como ajuda, nem sabia se conseguiria mante sua identidade após isso, mas esse era um preço pequeno a se pagar. Buscando alguém que parecesse ser de alta patente na base ele iria aborda-lo.- O que ouve aqui? Eu posso ajudar.
Freya/Andromeda
Neófito
avatar
Neófito

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/04/2017

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Freya/Andromeda em Seg Maio 08, 2017 1:16 pm

Ódio havia acompanhado Isabel, não era a intenção da sombra que a mesma não tivesse a notado, simplesmente havia a seguido e estava a acreditar que a mesma sabia de sua presença a acompanhando, mas parando pra pensar... Talvez não soubesse, talvez se soubesse diria algo como "Não precisa vir comigo", ou coisa semelhante. Pelo que Freya tinha visto de Isabel no Abismo ela era uma figura teimosa e reclusa, isso tinha dois lados da moeda, tudo tem, por mais que as pessoas não enxerguem.

Ao passar pela porta Ódio, ainda de braços cruzados começava a elevar a sua própria essência sombria e ficava atenta ao local. Sabia que Arimã rondava Isabel, sabia que outras coisas podiam vir atrás da maga em busca de respostas, ela era uma biblioteca ambulante, ao longo da história Freya viu pessoas protegerem bibliotecas com suas vidas e viu outras querendo queimá-las para que seu conteúdo deixasse de existir para sempre.

Ela via que a maga estava em um estado... de transe... Ela não estava ali, provavelmente estava tendo alguma visão, procurando no cruzamento do tempo as respostas, era incrível a semelhança das habilidades de Muller com Valhalla, além dos salões de comunhão com os deuses, a perspectiva do tempo era completamente diferente do conceito comum, sendo passado e futuro coisas que podiam ser alternadas como o controle de uma televisão de múltiplos canais. Aquilo era uma arma perigosa que nas mãos erradas causaria apenas a destruição. Ela apenas olhava para a maga e via seus olhos escorrerem lágrimas e então Ódio descruzou os braços e ficou a fitar a maga. Ficou preocupada pois aquilo não poderia ser bom sinal... Pra derramar lágrimas assim, em uma visão, ela só pode ter visto algo ruím, isso se ela estivesse mesmo tendo uma visão.

Logo Isabel voltava a si a se surpreendia com Ódio a encarando de perto com curiosidade. Ela enxugava as lágrimas e se sentava. Ódio tornou a cruzar os braços e desviou o olhar após a pergunta da maga, olhou ao redor, como se estivesse procurando algo, estava apenas atenta a ameças... A invocação de sua essência primordial levava tempo e já estava em processo, logo em seguida evocaria sua espada de trevas.

- Eu sou a sombra de Andromeda... E te segui em nome dela. Ela se preocupa com você e eu também não acho uma boa ideia você ficar sozinha, embora... Se preferir pode ignorar a minha presença, só estou aqui como reforço.

Freya sabia que Isabel era uma pessoa reservada, embora soubesse também que a maga poderia não ignorar a presença de Ódio ali. Estar sozinha e estar com alguém que você pode ignorar a presença não era a mesma coisa

Depois que ela termina de falar, se Isabel não disser que prefere ficar sozinha, ela perguntaria:

- Quer compartilhar o que viu? Coisa boa não é.
MINDGAME
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 515
Data de inscrição : 05/09/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por MINDGAME em Ter Maio 09, 2017 2:00 pm

Agrupados - Agatha Allein, Freya e Isabel Müller

Apartamento de Isabel Müller

Freya

Isabel Müller

[Off = Interajam à vontade. Descrições do cenário ficam por conta da @IsabelMuller até deixarem o apartamento da PJ]



Agrupados - Lysion Verne XXV e Scott Murdock

Base principal da Empirikos

Lysion Verne XXV

Scott Murdock

Jack Parker

Minerva Parker

Garota

Soldados

Scott tenta se teleportar, mas novamente seu poder falha e o Motorista se limita a atacar o soldado mais próximo, o nocauteando no mesmo instante.
Lysion Verne XXV escreveu:DESESPEREM-SE!
Os soldados não recuam, mas claramente voltam sua atenção ao fantasma e parecem desconcentrados.
Lysion Verne XXV escreveu:Seus brinquedos são MEUS!
As armas de oito soldados são puxadas por Vulto, os demais conseguem segurar firmemente seus rifles.
Jack mantém um dos soldados atirando a esmo. Minerva se levanta e tenta influenciar um dos soldados, mas não parece ter sucesso. A garota que os acompanha novamente usa seus poderes e parece conseguir curar todos os ferimentos restantes do grupo. Então os soldados, claramente amedrontados, parecem tomar medidas desesperadas. Os quatro soldados que permanecem armados atiram, mas erram todos os tiros e os desarmados arremessam granadas na direção do grupo, mas três delas ricocheteiam em uma das paredes e caem no meio dos soldados.
[Off = Scott, role TOUGHNESS cinco vezes, CD25)]
Jack, Minerva e a garota não resistem à severidade dos ferimentos causados pelas explosões que destroem o piso e caem, fatalmente feridos, através da grande fenda que se abre. Há muito sangue em meio ao pó e os escombros e apenas quatro soldados resistem aos ferimentos. Os quatro parecem muito feridos enquanto se erguem dos escombros no andar de baixo e apenas três deles estão armados.
[Off = Jack, Minerva e a garota estão morrendo.
Turnos na rodada: Scott > Lysion> Jack > Minerva > Garota > 4 Soldados]


@GodsCorpse:
[Off = PPs atualizados!  Very Happy ]

Talon crava sua espada no crânio da criatura, mas ela continua tentando se soltar.
Emir Bassari escreveu:Grr... Soldados, quem são esses operativos?.... Agora soldado!!
Os soltados se entreolham confusos.
O'Connell - "Soldados especiais, senhor."
McGuire - "São sentinelas da divisão de contenção de ameaças de alto risco. Uma patente abaixo da sua."
Voz - "(Tom confuso) Onde eu estou?"
Os soldados atiram na criatura, ainda sem causar graves ferimentos, e a criatura tenta avançar contra Talon, mas não consegue.
[Off = Turnos na rodada: Talon > O'Connell > McGuire > Criatura]

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 12
Pontos de poder: 196 (NP 13)
@Freya/Andromeda:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 11
Pontos de poder: 174 (NP 11)
@isaac-sky:
[Off = PPs atualizados!  Very Happy ]

Quando Murdock tenta se teleportar novamente, ouve a voz em sua mente.
Ominous - "(Tom sedutor) Bonito, mas não é muito esperto... não podia ser perfeito, né?!"

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 3
Pontos de poder: 174 (NP 11)
@IsabelMuller:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

  • Valhalla é um plano paralelo à terra, conhecido mitologicamente por ser a dimensão natal dos deuses nórdicos e seus escolhidos. Heróis terrenos costumam ser são levados para Valhala por valquírias, guerreiras de Odim, o deus nórdico.
  • Há poucos registros de Freya, com a mesma aparência em diferentes épocas.
  • Próximo a empunhadura da espada de Bram, há seis palavras que podem ser lidas por qualquer um em sua língua materna: força, honra, vitória, justiça, triunfo e glória. Essas palavras representam seis virtudes que o portador deve possuir para ser digno de dominar seu poder. Isabel tem um pequeno vislumbre quando reflete sobre a espada.
    Voz masculina - Bram, meu filho, tu tens o sangue dos reis do passado. Um dia, eu não estarei mais aqui para te guiar, mas viverei através das seis virtudes que firmaram a soberania de nossa linhagem.
    Esta espada representa a sabedoria que deve guiar nossos atos:
    A primeira virtude é a força. A verdadeira força não provém dos músculos, mas sim de seu coração. Ela é sua vontade indomável, a perseverança, e o amor é a força mais sutil do mundo. Ser amado por seus aliados te dará toda a força que precisar e amar alguém profundamente te dará coragem para realizar grandes feitos!
    A segunda virtude é a Honra. Viver com honra é ser, de fato, o que queremos que os demais acreditem que somos. É a maior riqueza que se pode tirar de um homem, mas não enriquece ladrão algum. Não se pode ganhá-la, apenas perdê-la e, como uma pedra preciosa, um pequeno defeito reduz enormemente seu valor, mas, enquanto a glória deve ser conquistada, para a honra prevalecer, basta que não seja perdida.
    A terceira virtude é a vitória. O desejo de vencer deve ser o primeiro passo de cada batalha. Não há virtude sem que antes sejamos vitoriosos sobre nós mesmos. Nada vale o que nada nos custa.
    A quarta virtude é a justiça. Enquanto a justiça sem força é impotente, a força sem justiça é tirana. Ela é a vingança dos honrados, assim como a vingança é a justiça dos selvagens. O justo não pode ser neutro entre o certo e o errado, ele deve buscar o certo, na mais obscura das causas, e sustentá-lo contra o erro. Se consentir que ajam contra a justiça, tu serás injusto.
    A quinta virtude é o triunfo. Não há triunfo sem perdas assim como não há vitória sem sofrimento. O êxito está reservado para aqueles que estão dispostos a pagar o preço. Perca suas batalhas sem perder seu orgulho e vença com ousadia, pois o triunfo pertence a quem mais se atreve! Aqueles que temem serem vencidos, tem a certeza da derrota e o desespero é o caminho mais tortuoso para a vitória.
    A última virtude é a glória. Não pode haver glória onde não há virtude e ela é o resultado da boa aplicação das outras cinco. Nenhum caminho fácil conduz à ela e quem busca apenas a glória, não a merece. A maior glória não está em nunca cairmos, mas em levantarmos após cada queda.
    Lembre-se sempre quem tu és, meu filho, e a glória dos templários não estará apenas em teu sangue.

    Essa espada pertencia a Lúcifer e foi tomada na última batalha santa, quando os caídos foram sentenciados ao "poço". Depois disso, a espada foi encontrada e mantida em posse da linhagem dos primeiros templários.
  • Isabel vê a mansão atacada, já com sua entrada destruída, e Evelyn imóvel de frente para Rita, que se aproxima com um sorriso.
    Evelyn Ward - "(Tom desesperado) O que... você fez?
    O que você fez???"

    Rita Smith - "(Tom irônico) Eu?! Eu não fiz nada... mas e você?
    Pode dizer o mesmo?"

    Evelyn Ward - "(Tom agoniado) Se você tocou neles..."
    Rita Smith - "(Tom irônico) Vai fazer o que?"
    O demônio se aproxima de Lotus com um sorriso cruel.
    Rita Smith - "(Tom irônico) Há muito sangue manchando sua alma, Evelyn. Sangue inocente."
    A garota aproxima o rosto do pescoço da bruxa e suspira, com um prazeroso gemido.
    Rita Smith - "(Tom irônico) E o perfume é delicioso."
    Arimã se afasta, com o semblante embriagado.
    Rita Smith - "(Tom sedutor) É só por isso que a oferta está de pé.
    A vida da garota pela sua.
    E acredite: Da próxima vez, você não retornará mais a este mundo."

    O demônio deixa o local sorrindo e, após alguns instantes, Lotus adentra a mansão, se deparando com os corpos de três dos jovens.
    [Off = Pode considerar a cena para Talon e Scott, quando encontram Lotus no hall de entrada, até o momento em que ela deixa o soldado partir.]


Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 31
Pontos de poder: 198 (NP 13)
@Jim Jones:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Donald Drifus escreveu:Sinto muito por não ser aquilo que você esperava...
Sophia para de olhar pela janela, olha para as mãos sobre seu colo, e então olha para Atomic.
Donald Drifus escreveu:Eu queria ser solar, trazer esperança para os outros, mas eu simplesmente não consigo... Eu... Sinto muito.
Sophia Lazarenko - "(Tom entristecido) Está tudo bem."
A repórter parecia querer dizer mais alguma coisa, mas apenas voltou a olhar pela janela.
Donald Drifus escreveu:Fique aqui, eu vou ver o que ouve. Não entre em perigo.
Sophia Lazarenko - "Está brincando?! Meu pai está lá!"
Base aérea:
Atomic sobrevoa a base e avista um grupo de jovens dispersos, escondendo-se na escuridão, avançando furtivamente entre os hangares, aproveitando a distração da explosão.
Jovens atacantes:
Na direção da explosão, uma criatura humanoide gigantesca, aparentemente controlada por uma garota que avança junto a ela, ataca um doas hangares.
Garota:
Há vários soldados em alerta, concentrados próximo a explosão e focados no monstro.

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 14
Pontos de poder: 180 (NP 12)
@Lyvio:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 3
Pontos de poder: 168 (NP 11)
@Nimaru Souske:
[Off = PPs atualizados!  Very Happy ]

Pietro Henricus de Lima escreveu:Jogue a chave. Ainda tenho coisas à perguntar.
Strand joga a chave e Pietro a pega no ar, abre a gaiola, escala as correntes até a grande abóbada e então até o parapeito junto a Valkyria, que permanece por todo o tempo observando apreensiva.
A garota ameaça se aproximar do santo com o semblante preocupado, mas hesita.
Valkyria Strand - "(Tom preocupado) Você está bem?"
Antes que o padre possa responder, uma voz feminina é ouvida na direção das celas.
Voz - "(Tom desesperado) Tem alguém aí?
Hey! Por favor! Me tirem daqui!"

Os pedidos de ajuda ecoam pela masmorra e, em instantes, ouve-se o som de uma grande porta rangendo ao se abrir em um dos andares acima das celas.

Informações atuais
Data: Sábado 17/12/2016 - manhã
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 11
Pontos de poder: 180 (NP 12)
isaac-sky
Tecnocrata
avatar
Tecnocrata

Mensagens : 351
Data de inscrição : 02/03/2014

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 09, 2017 4:33 pm

O lugar rejeitava a passagem de Scott pelos ângulos impossíveis. Sem poder se teleportar ele tenta alcançar um dos soldados.

Ominous - "(Tom sedutor) Bonito, mas não é muito esperto... não podia ser perfeito, né?!"

"Eu...tento..." se concentrar era difícil. Sentia o veneno do escorpião tornar até mesmo pensar uma tarefa cansativa.

Mas o inferno se estabeleceu naquele corredor. O fantasma havia afetado aqueles soldados e desesperados usavam de suas granadas.
O corredor se transformava numa fenda, um buraco onde ele e seus amigos caíam.

Teste Toughness CD25
isaac-sky efetuou 5 lançamento(s) de dados (d20.) :
11 , 9 , 11 , 20 , 20

"Por favor...que estejam vivos..." pensava ao empurrar os escombros de si.
Grunhia, não sabia se havia quebrado algo, mas a aterrissagem não fora tranquila.

Andou até os amigos caídos. Via que seus ferimentos eram graves.

Se concentrou e trocou a tatuagem de forma, sentindo a forma do escorpião se desfazer como se tirasse uma espada de seu peito.
A forma das cruzes nos braços surgia junto com um alívio na mente do Motorista.

"Os três precisam de ajuda..." a mente começava a funcionar mais rápido, consequência do poder da tatuagem.

-Fantasma, os outros, não deixe que ataquem! gritou ao Vulto.

Se aproximou primeiro da garota. Nem ao menos sabia seu nome ainda.

Colocou as mãos sobre a cabeça da garota e sentiu as veias do braço saltarem por um instante.
-Vamos, eu disse que não ia deixar vocês morrerem!

Healing hands
isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
1

Olhou para o lado e viu os irmãos sangrando também, tinham basicamente duas cores: o cinza da poeira e o vermelho de sangue.

Scott rangeu os dentes ao se erguer rapidamente. Colocou as mãos sobre a cabeça de Minerva.

Extra Effort (mais uma ação, usando 1PH)
Healing hands
isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
5

isaac-sky
Tecnocrata
avatar
Tecnocrata

Mensagens : 351
Data de inscrição : 02/03/2014

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 09, 2017 5:06 pm

Teste de Dodge
isaac-sky efetuou 5 lançamento(s) de dados (d20.) :
12 , 2 , 8 , 7 , 14

Lyvio
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6518
Data de inscrição : 28/01/2012

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Lyvio em Ter Maio 09, 2017 7:51 pm

Foi uma sequência muito rápida, Vulo assustando os soldados e roubando as armas dele, o homem que parecia o líder deles então nocauteia mais um soldados e os outros dois tentam algo, então, o desespero pela aparência de Vulto faz os soldados se descontrolarem, suas expressões eram de um terror absoluto com grande solhos arregalados e movimentos desesperados sem controle motor.

Os armados dispararam mas o tremor de seus corpos faz eles perderem a concentração e errarem, os que tiveram suas armas arrancadas arremessam granadas igualmente trêmulos, três deles acertam a parede do corredor e elas voltam para o meio deles e um consegue atingir Vulto e o grupo.

Porém, o fantasma é completamente imune a esse tipo de efeito e não sofre nada, diferente dos seus mais novos aliados que foram severamente castigados. Por fim as demais granadas explodem no meio dos soldados fazendo pedaços voarem para todos os lados e tudo desaba bruscamente.

Pedregulhos, poeira, fumaça, sangue e pedaços de corpos se espalham pelo corredor, sangue pinta o solo de vermelho e mesmo após isso quatro dos quatorze soldados ainda se erguem extremamente feridos, mas de pé.

Vulto olha para trás ainda de cima e vê seus aliados caídos e com ferimentos severos, talvez já estejam mortos, mas o que parecia ser o líder, o qual ele "negociou" levantou-se e foi tratar dos demais pedindo que ele cuidasse dos restantes. Vulto faria isso de todo jeito, essas formigas insuportáveis tentavam o tempo todo capturá-lo.

-A única coisa que eles verão, é o abraço da morte...

Ele olha para os soldados sobreviventes ainda com sua aparência aterradora ativa, e se irrita:

-VOCÊS NÃO VÃO ME CAPTURAR! MORRAM DE UMA VEZ POR TODAS!

Então, ainda utilizando-se de seu Pothergueist, ele larga as armas e ergue todos os pedregulhos no chão, inclusive ajudando a Murdock a retira-los de cima dos demais, logo em seguida, dispara contra os soldados remanescentes todos os pedregulhos na área com uma chuva de pedras arremessadas com a força de seu poder.


_____________________________
Darksol, O Kobold Bruxo; Nível 7: "Darksol vai ajudar os anões, sim, sim, vai sim! Darksol deve aos anões sim, deve sim e mata Orcs e Drows feios!>>> "Menzoberranzan, a Cidade dos Drows"

Ennibel, A Rainha das Sombras:" Duas vidas me tiraram, mas eu retornei movida pelo ódio. Exterminarei TODO o exército de Abigail e o farei ter a morte mais dolorida que alguém pode ter. No fim, ele se tornará uma mera serva sob minhas vontades!">>>"Apócrifos de João: Novo Testamento - I Pergaminho"

Gregory Macdolls; Nível 2 :Porque temer os pokemons fantasmas? Eles são um pouco maldosos de fato, mas são os melhores pokemons que alguém pode ter. Vivo cercado deles e quero capturar todos! ">>> "Pokemon! Temos que pega"
Nimaru Souske
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 527
Data de inscrição : 03/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Nimaru Souske em Qua Maio 10, 2017 12:05 am

Já perto de strand, o Padre senta e respira fundo para recobrar o folego após a escalada. Nota que a garota tenta se aproximar, mesmo que após transparecesse repreender-se pelo impulso, e levanta-se, sem olhar a direção daquela que ele não mais sabia quem era. Ainda possuía um ar de tristeza ao seu redor.

- Não sei. Não sei "onde estou", "como estou", "porque estou". Não sei quem é você nem porque você está assim. Então a resposta é realmente: "EU NÃO SEI" Falou com uma voz pesada, mas não parecia hostil com a garota. Pretendo mudar isso agora e você vai comigo. Vou atrás das minhas respostas e você possui algumas ai dentro.

Don. Pietro  tenta ver se estava em posse de suas cruzes, que até então não havia reparado. Enquanto estava conferindo-se, escuta um murmurio feminino vindo de algum lugar das celas e junta tudo que podia levar de onde estava. Rumou até a origem da voz, sem deixar que Valkyria se distanciasse de si.

- Vamos rápido, parece que mais alguém atendeu à esse chamado. Não quero chegar lá quando tudo já tiver acabado.
GodsCorpse
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 299
Data de inscrição : 17/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por GodsCorpse em Qui Maio 11, 2017 2:35 am

Os Empirikos sempre foram "bons" para mim, mas se isso significa o que imagino... Malditos. Malditos.
Todo dia lutamos contra a quebra das leis da natureza e fazerem minha face ser a face de uma aberração igual. Não foi por isso que entrei.


Talon pisa sobre o pescoço do monstro, retirando sua espada e golpeia como um bárbaro destreinado em cima da criatura de novo. Ele fechava a mordida com tanta força que poderia fazer sangrar sua gengiva.

- Onde é esse setor, soldado?

Tenho que acabar com isto rápido. A merda da criatura quase consegue atingir minha pena, com sua voz confusa e inocente. Mas ações são mais fortes que palavras. Assim como as minhas: essas aberrações não vão sair daqui. Nenhuma delas.
Se a Empirikos falhou, eu não irei. Vou lutar por esse ideal Miranda. Foi por isso que você morreu. Um mundo seguro onde você não morreria.




Padrão - Power Attack +3, Ataque +10, Dano +16, crit 19-20
GodsCorpse efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
13
IsabelMuller
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 174
Data de inscrição : 27/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por IsabelMuller em Sab Maio 13, 2017 9:58 am


Freya parecia procurar por algo no apartamento enquanto respondia a pergunta de Isabel, o que fez a maga pensar que talvez ela estivesse procurando pela presença de Arimã, afinal aquela mulher demonstrou-se contrária a saída de Isabel do prédio de Ahura por achar que seu irmão voltaria a procurá-la.

Isabel – Se está procurando por ele, não acredito que volte tão cedo. O labirinto é enorme, ele levará um tempo para descobrir o engano. Agradeço a preocupação, mas não entendo o motivo; já sabemos que ele não conseguirá o que quer através de mim. Ignorar-te seria, no mínimo, desrespeitoso; principalmente diante ao motivo que te trouxe aqui. Isabel levanta-se e coloca a cadeira de volta no lugar. De qualquer forma, eu apenas pretendia buscar algumas coisas aqui.  Por favor, sente-se. Levarei alguns minutos apenas, se decidir voltar antes, apenas não feche a porta. Depois gostaria de saber mais sobre você e sobre Andromeda. Se não se importar.

A voz de Isabel tinha um tom calmo e gentil. Suas expressões revelavam que ela estava cansada e com sono.

Estava claro que a maga ainda estava confusa sobre a postura da Sombra e agora ela tinha ainda mais perguntas sobre elas (Sombra e Andromeda). Müller seguia em direção ao pequeno corredor que levava aos quartos quando escuta novamente a voz de Freya questionando-a sobre suas visões. Imediatamente a maga para e responde em um tom triste e sério.

Isabel – Está no passado. Não há o que fazer, a não ser lidar com as consequências. Preciso saber mais primeiro... conclusões precipitadas podem ter resultados terríveis.

A maga estava incomodada e não era apenas com o passado. Não importava para onde olhasse (passado, presente e futuro) ela via apenas “dor e sofrimento”. E, por mais que desejasse muda-los, ela não sabia se deveria, se poderia ou por onde começar. Decidiu focar-se na visão de Ohr, pois mostrou-se ser um futuro mais próximo. Isabel segue em direção ao seu quarto e pega uma mochila semelhante a que entregou a Lara e coloca alguns pertences comuns dentro onde o único que destaca-se é uma pequena caixa.  Ela havia combinado com Ian que voltaria e ficaria aquela noite lá, mas ela tinha alguns assuntos pessoais para cuidar e não os abandonaria, pois não adianta sobreviver ao fim do mundo se não restar nada nele ao qual você faça parte.

Imagens:


Enquanto arrumava as coisas ela pensava sobre a espada e acabou tendo um pequeno vislumbre que a deixou ainda mais intrigada sobre o que Lotus pretendia com aquela espada e como alguém com aquelas virtudes poderia estar ao lado de Evelyn e por fim acabou por questionar-se sobre o que pensava a respeito de Lotus. As palavras finais a respeito da Glória eram semelhantes as palavras que Adam recitou. Provavelmente ele sabia a história daquela espada, a quem ela pertencia originalmente e para entrega-la a Evelyn deveria ter um bom motivo. Isso a fez recordar a possibilidade de Lúcifer voltar-se contra essa realidade assim como voltou-se contra Vahalla. Os problemas ficavam cada vez piores e pareciam acumular-se em torno dela, como se fosse um imã-humano para problemas e demônios.

Isabel reflete por alguns instantes as possíveis pretensões de Ward com a posse daquela espada.

Ao buscar no passado pela chegada de Lotus à mansão o momento recortado a deixa intrigada. Lotus era conhecida por lidar com demônios e segundo as informações de Lara um dos membros antigos da ordem acreditava que a própria Ward fosse um demônio. Informação essa que Müller, até então, não havia dado nenhuma credibilidade, afinal as pessoas gostam de engrandecer as histórias e ela não havia encontrado nada nas memórias de Kadmon que confirmasse essa informação. Entretanto, embora a dinâmica do diálogo entre Ward e Arimã possa ser entendida por ela estar habituada a trabalhar com demônios, e portanto os conheça, isso trouxe à mente de Isabel uma pequena desconfiança.

Durante o diálogo, algo mais especifico chamou a atenção de Isabel: Novamente foi feito menção a uma garota. Poderia ou não ser a mesma que levou Adam a entregar a espada de Lúcifer a Lotus. Entretanto, ela não via um motivo que levasse Ward a arriscar sua vida por aquela espada entregando tal garota a Ohr e não a Arimã. E afinal porque a vida dessa garota era tão importante para Arimã?

Se Freya a tiver acompanhado e perguntar sobre a caixa ou o que há dentro Müller responderá com um leve sorriso: Memórias. Sua mãe havia lhe dado aquela caixa enquanto ainda tinha alguma lucidez e não havia uma visita que Isabel lhe fazia que não levava consigo aquela caixa.

Repentinamente, algo vem à mente de Isabel: Kadmon poderia não saber quem era a garota e poderia estar fazendo aquilo porque ela teve essa visão e ao voltar Ohr poderia ter visto isso em sua mente. Do mesmo modo que ela estava errada sobre a cena de Lotus manchada com o sangue de seus amigos ela poderia estar errada sobre essa também. Isabel decide buscar no futuro pela garota que Adam mencionou ao entregar a espada a Evelyn. Talvez, se soubesse quem é a garota pudesse pensar melhor em como agir antes de voltar.

dados:

Expertise - Objetivo: Conclusões sobre as pretensões de Ward com a posse da espada de Lúcifer.
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
5
Precognição - Objetivo: Ver a garota que Ohr foi buscar.
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
11
IsabelMuller
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 174
Data de inscrição : 27/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por IsabelMuller em Sab Maio 13, 2017 10:00 am

- 1 PH Expertise
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
1
IsabelMuller
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 174
Data de inscrição : 27/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por IsabelMuller em Sab Maio 13, 2017 10:01 am

- 1 PH Expertise
IsabelMuller efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
16
Freya/Andromeda
Neófito
avatar
Neófito

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/04/2017

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Freya/Andromeda em Sab Maio 13, 2017 12:07 pm

Isabel escreveu:Isabel – Se está procurando por ele, não acredito que volte tão cedo. O labirinto é enorme, ele levará um tempo para descobrir o engano. Agradeço a preocupação, mas não entendo o motivo; já sabemos que ele não conseguirá o que quer através de mim.

Ódio já tinha terminado de evocar todo o seu poder primordial para o seu corpo. Agora estava mais forte, mais ágil e mais capaz para lidar com qualquer perigo que pudesse vir a ocorrer. Após essa essência negra cobrir todo o interior de seu corpo fortalecendo-a, ela estendia a sua mão para frente enquanto focava essa mesma energia primordial a fim de evocar uma espada feita de trevas. Uma espécie de aura negra começava a se formar na frente da mão da sombra em um pequeno redemoinho negro que começava a tomar forma enquanto respondia à Isabel:

- Por ele, por qualquer subalterno ou aliado que possa ter. O poder dele é grande demais, mesmo que ele possa fazer tudo sozinho ele tem a opção de não fazer e eu prefiro não bobear.

Isabel escreveu:De qualquer forma, eu apenas pretendia buscar algumas coisas aqui. Por favor, sente-se. Levarei alguns minutos apenas, se decidir voltar antes, apenas não feche a porta. Depois gostaria de saber mais sobre você e sobre Andromeda. Se não se importar

A arma já começava a tomar em suas mãos, uma figura cilíndrica com uma ponta feita de alguma matéria negra e aparentemente insubstancial ainda estava em formação na frente da mão da sombra.

- Eu prefiro ficar de pé, obrigada. Não há problema em falarmos dela, mas você pode perguntar a ela pessoalmente se preferir. Ela está na casa de Ahura Mazda, está descansando, ela também teve um dia duro. Todos nós tivemos... Felizmente ela tem a mim pra se apoiar.

Ódio nunca revelaria a ninguém o porque de ela estar ali e não Freya pessoalmente, ela queria manter isso em segredo daqueles que ainda não sabiam por enquanto. Preferia dessa forma, até porque só tinham a palavra de Ahura Mazda e não sabiam o quanto podiam confiar nele ainda. o que ele falava podia ser verdade ou não, fato era apenas que ele não queria machucar Freya ou as valquirias pois se quisesse já teria feito, a menos que ele estivesse preparando algo pior, mas mesmo assim a simples ideia de que Arimã era seu pai já deixava Freya chocada.

Ódio abaixava o braço e enquanto conjurava a espada seguia Isabel, enquanto andava pela casa apenas observava os objetos e pertences humanos, tantas memórias e sentimentos depositados neles, sejam sentimentos complexos e intensos ou ralos e simples, mas ainda eram sentimentos e através de Freya Ódio se compadecia deles.

Isabel escreveu:Isabel – Está no passado. Não há o que fazer, a não ser lidar com as consequências. Preciso saber mais primeiro... conclusões precipitadas podem ter resultados terríveis.

- Muitas vezes a chave para o futuro se encontra no passado.

Ódio dizia em resposta, mas era claro que o maior pensamento disso que ela dizia era pela revelação que foi feita à Freya, e também sobre muitas outras coisas que foram justificadas com o que houve, na maioria das vezes o que anterior que causava o posterior, se não sempre... A humanidade estava cheia desses exemplos, o passado era sempre a marca para tudo que acontecia no presente e o futuro.

E então ela tornava a dizer, complementando o que disse:

- Valhalla também as mostrava isso... Mas você está certa em dizer que conclusões precipitadas não são sempre a melhor saída.

A ultima parte era dito com pesar, isso porque Ódio recordava de antes de Freya passar a libertá-la, Ódio julgava-se mais forte que Freya e se não fosse pela estupidez de sua contraparte ela seria muito mais poderosa, mas estava errada, essa foi uma conclusão que apesar de ter refletido por inúmeras eras ainda fora precipitada. Se não fosse por Freya ser como é, Ódio teria sido isolada pra sempre dentro dela e não poderia sentir o que era Midgard e estar viva.

De qualquer forma Isabel estava sendo evasiva, ela provavelmente não queria contar o que tivesse visto, seja pelo motivo que disse, seja porque não quer reviver o momento ruim, não achava que ela era uma pessoa ruím, querer guardar uma informação para si apenas para se beneficiar. Já sabia que ela dava essas respostas evasivas, Freya ja a observava por tempos, não só nesse dia mas também a anos atrás.

Ela via Isabel arrumar todas as suas coisas e enquanto isso, Ódio ainda estava de guarda, observando tudo ao redor para caso aja um ataque não ser pega desprevenida, até que ela via uma caixa bonita que Isabel tinha, mas não tinha o porque Ódio perguntar sobre aquela caixa, podia ser qualquer coisa pessoal dela e a sombra não iria se intrometer nisso, mas Ódio queria perguntar uma coisa pra ela, uma coisa que esteve em dúvida e só alguém que esteve lá podia dizer exatamente.

- Posso perguntar uma coisa?

Se Isabel dissesse que sim, ela diria:

- Como era estar lá? No Abismo?

Perguntava porque, de uma forma ou de outra, Arimã também era o seu pai, o pai de Ódio, talvez atualmente, isso se fosse mesmo o seu pai, e a curiosidade impregnava sua mente de ter ideia de uma pessoa que não fosse um demônio, de como era aquele lugar na prática.
Lyvio
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6518
Data de inscrição : 28/01/2012

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Lyvio em Dom Maio 14, 2017 12:13 am

DESCONSIDEREM O POST ANTERIOR ESSE É O VÁLIDO.

Foi uma sequência muito rápida, Vulto assustando os soldados e roubando as armas dele, o homem que parecia o líder deles então nocauteia mais um soldados e os outros dois tentam algo, então, o desespero pela aparência de Vulto faz os soldados se descontrolarem, suas expressões eram de um terror absoluto com grande solhos arregalados e movimentos desesperados sem controle motor.

Os armados dispararam mas o tremor de seus corpos faz eles perderem a concentração e errarem, os que tiveram suas armas arrancadas arremessam granadas igualmente trêmulos, três deles acertam a parede do corredor e elas voltam para o meio deles e um consegue atingir Vulto e o grupo.

Porém, o fantasma é completamente imune a esse tipo de efeito e não sofre nada, diferente dos seus mais novos aliados que foram severamente castigados. Por fim as demais granadas explodem no meio dos soldados fazendo pedaços voarem para todos os lados e tudo desaba bruscamente.

Pedregulhos, poeira, fumaça, sangue e pedaços de corpos se espalham pelo corredor, sangue pinta o solo de vermelho e mesmo após isso quatro dos quatorze soldados ainda se erguem extremamente feridos, mas de pé.

Vulto olha para trás ainda de cima e vê seus aliados caídos e com ferimentos severos, talvez já estejam mortos, mas o que parecia ser o líder, o qual ele "negociou" levantou-se e foi tratar dos demais pedindo que ele cuidasse dos restantes. Vulto faria isso de todo jeito, essas formigas insuportáveis tentavam o tempo todo capturá-lo.

-A única coisa que eles verão, é o abraço da morte...

Ele olha para os soldados sobreviventes ainda com sua aparência aterradora ativa, e se irrita:

-VOCÊS NÃO VÃO ME CAPTURAR! MORRAM DE UMA VEZ POR TODAS!

Então, ainda utilizando-se de seu Pothergueist, ele larga as armas e aponta sua mão para os homens, e enquanto a fecha lentamente uma força oculta começa a esmagá-los, eles sentem seus ossos sendo estraçalhados e suas carnes amassadas, seus olhos parecem querer pular para fora da cabeça enquanto visualizam a aparência aterradora do Fantasma, a palavra desespero não é suficiente para revelar o que eles sentiam nesse momento.


_____________________________
Darksol, O Kobold Bruxo; Nível 7: "Darksol vai ajudar os anões, sim, sim, vai sim! Darksol deve aos anões sim, deve sim e mata Orcs e Drows feios!>>> "Menzoberranzan, a Cidade dos Drows"

Ennibel, A Rainha das Sombras:" Duas vidas me tiraram, mas eu retornei movida pelo ódio. Exterminarei TODO o exército de Abigail e o farei ter a morte mais dolorida que alguém pode ter. No fim, ele se tornará uma mera serva sob minhas vontades!">>>"Apócrifos de João: Novo Testamento - I Pergaminho"

Gregory Macdolls; Nível 2 :Porque temer os pokemons fantasmas? Eles são um pouco maldosos de fato, mas são os melhores pokemons que alguém pode ter. Vivo cercado deles e quero capturar todos! ">>> "Pokemon! Temos que pega"
Jim Jones
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 138
Data de inscrição : 01/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Jim Jones em Dom Maio 14, 2017 11:59 am

"E então ele veio, manchado de sangue. E sua mensagem trazia paz."- Book of Atom, O nucleo.



O herói sentiu que Sophia tinha algo mas para falar, mas aquele não era o momento de perguntar. Ao voar ele identifica duas areas de risco um grupo de crianças ques estava se esgueirando para dentro da base e uma dupla que estava enfrentando os militares. Seus pensamentos ocorrem na velocidade da luz, cada sinapse acontece 100 vezes antes que ele decida o que fazer."contenção de riscos" ele pensou quando chegou a conclusão"contenção de riscos..."

Ele se aproxima do grupo que estava enfrentando o monstro e ainda do alto intervem. Sua voz era forte, decidida e usando a super força de suas cordas vocais conseguia se espalhar para que todos ali ouvissem, mesmo os mais afastados.

-Parem com essa loucura!!!

E viu-se a figura descendo do alto, os refletores da base tornavam difícil a visualização dele antes de chegar a certa altura, mas a medida que ele foi se aproximando ficou mais fácil de ver o homem completamente sujo de sangue. Ele ainda tinha duvidas sobre si, sobre o que fazer, se iria funcionar ou apenas piorar tudo. Era o momento do Atomic "renascer"."Esqueça as duvidas, ele não sente duvidas. Ele não deve duvidar por um momento sequer do que faz." Duvidas não pertenciam a aquele super-ser que o homem havia criado, os medos eram de Donald, não de Atomic. Donald esqueceu seus medos, suas duvidas e suas fraquezas enquanto se aproximava, era hora dele voltar a "ser" o Atomic.

-Não veem a futilidade dessa luta? Existem coisas lá fora muito mais perigosas, que ameaçam toda a existência do planeta, não é hora de brigar-mos, mas sim de nos unirmos.- Ele falava, agora não tão alto, apenas o suficiente para que eles ouvissem, sabia que aquilo não convenceria eles. Mas talvez fosse o suficiente para plantar uma semente, para atiça-los, e, talvez, parar a luta por um momento.

Persuasion +7
Jim Jones efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
4
MINDGAME
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 515
Data de inscrição : 05/09/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por MINDGAME em Seg Maio 15, 2017 10:12 pm

[Off = Mal a demora, gente. Semana de provas...]

Agrupados - Agatha Allein, Freya e Isabel Müller

Apartamento de Isabel Müller

Freya

Isabel Müller

[Off = Interajam à vontade. Descrições do cenário ficam por conta da @IsabelMuller até deixarem o apartamento da PJ]



Agrupados - Lysion Verne XXV e Scott Murdock

Base principal da Empirikos

Lysion Verne XXV

Scott Murdock

Jack Parker

Minerva Parker

Super-soldados

Mesmo o poder das explosões não são suficientes para derrubar Scott, que escapa apenas com ferimentos leves do ataque desesperado dos soldados.
Scott Murdock escreveu:Vamos, eu disse que não ia deixar vocês morrerem!
Murdock tenta estabilizar a garota, mas ela apenas engasga com o próprio sangue e, sem aviso, tentáculos que rasgam o concreto através dos escombros a agarram. A garota é puxada, inconsciente, para dentro do chão e desaparece.
Scott então se aproxima da Minerva e consegue trazê-la de volta a consciência. Ela tosse sangue, ainda gravemente ferida, e é possível notar algo vivo que parece ter sido tossido junto ao sangue.
Filhote de polvo:
Lysion Verne XXV escreveu:VOCÊS NÃO VÃO ME CAPTURAR! MORRAM DE UMA VEZ POR TODAS!
Os quatro soldados são esmagados pela pressão criada por Vulto, seus corpos implodem em um misto de poeira, sangue e órgãos que tingem as paredes e caem ao chão.
[Off = Rolem Perception duas vezes, CD22 e 24 para perceber dois super-soldados se aproximando.
Turnos na rodada: Scott > Lysion> Jack > Minerva > T65 > T72]


@GodsCorpse:
[Off = PPs atualizados!  Very Happy ]

Talon parte o cranio da criatura e a rasga ao meio. O monstro se debate, mas finalmente fica inerte.
Emir Bassari escreveu:Onde é esse setor, soldado?
O'Connell - "Cem metros ao norte daqui, senhor."
Ao se afastar da criatura, Bassari avista um grupo de soldados caídos e um deles chama a atenção de O'Connell e McGuire.
McGuire - "(Confuso) Major?!"
Major Herald Spencer:
Desmembrado e mesclado a escombros, o major parece, de alguma forma, estar semi-consciente e olha na direção de Talon.
Voz no rádio - "Os invasores estão na área oeste do setor três! Repito: área oeste do setor três!"
Emir Bassari escreveu:T65 e T72 no local. Apostos.
Emir Bassari escreveu:Entendido. T53 pronto para dar cobertura.
Emir Bassari escreveu:Entendido.
Emir Bassari escreveu:Entendido.
Novamente as vozes de Talon são ouvidas respondendo ao rádio.

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 12
Pontos de poder: 197 (NP 13)
@Freya/Andromeda:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 12
Pontos de poder: 177 (NP 11)
@isaac-sky:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: -3
Condição: Ok
Pontos heroicos: 3
Pontos de poder: 177 (NP 11)
@IsabelMuller:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Ao refletir sobre a postura de Ohr perante Evelyn, Isabel conclui que, ao jogar a espada na frente da bruxa, Adam não estava fazendo uma troica, mas sim a intimidando.
Evelyn não parece ter o impeto de usar a espada de Lúcifer com alguma finalidade, afinal, se tivesse, a bruxa a teria recolhido quando encontrou os jovens mortos na mansão.
Jogando a espada ensanguentada na frente de Ward, Kadmon parece ter o intuito de dizer que sabe sobre os jovens mortos que, até o momento, acredita terem sido mortos pela bruxa.
Ao se concentrar na garota que Adam estava buscando, Müller reconhece um rosto familiar.
Jessica Blake:

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 30
Pontos de poder: 199 (NP 13)
@Jim Jones:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Donald Drifus escreveu:Parem com essa loucura!!!
A voz poderosa de Atomic chama a atenção dos soldados.
Donald Drifus escreveu:Não veem a futilidade dessa luta? Existem coisas lá fora muito mais perigosas, que ameaçam toda a existência do planeta, não é hora de brigar-mos, mas sim de nos unirmos.
Os soldados parecem confusos, aparentemente sem saber se Atomic está junto com os invasores, mas mantém o foco dos tiros na criatura atroz que prontamente toma o vigilante como alvo e o golpeia, tentando agarrá-lo.
[Off = Role TOUGHNESS, CD28. Então role Strength ou Dodge, CD23 para não ser agarrado.
Turnos na rodada: Atomic > Arawn > Criatura > Soldados]


Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 15
Pontos de poder: 183 (NP 12)
@Lyvio:
[Off = PPs atualizados! +1PH!  Very Happy ]

Informações atuais
Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 4
Pontos de poder: 171 (NP 11)
@Nimaru Souske:
[Off = PPs atualizados!  Very Happy ]

Pietro Henricus de Lima escreveu:Não sei. Não sei "onde estou", "como estou", "porque estou". Não sei quem é você nem porque você está assim. Então a resposta é realmente: "EU NÃO SEI"
Strand parece confusa perante a atitude do padre.
Pietro Henricus de Lima escreveu:Pretendo mudar isso agora e você vai comigo. Vou atrás das minhas respostas e você possui algumas ai dentro.
Pietro estava desarmado e sem suas cruzes, mas assim que demonstra checar seu equipamento a garota entrega suas cruzes e demais itens que estavam em sua posse.
Valkyria Strand - "Eles... tiraram isso de você."
Pietro Henricus de Lima escreveu:Vamos rápido, parece que mais alguém atendeu à esse chamado. Não quero chegar lá quando tudo já tiver acabado.
Pietro se aproxima da cela onde ouve a voz clamando por ajuda e se depara com uma garota algemada.
Garota:
Garota - "(Tom desesperado) Rápido! Por favor! Antes que ele volte!"
Alguns andares acima, Pietro consegue ouvir algo caminhando com passos lentos e pesados. De onde está, é possível notar que há mulheres presas em outras celas, espalhadas por todo o calabouço.

Informações atuais
Data: Sábado 17/12/2016 - manhã
Vitalidade: Ok
Condição: Ok
Pontos heroicos: 11
Pontos de poder: 183 (NP 12)


Última edição por MINDGAME em Qui Maio 18, 2017 7:04 pm, editado 2 vez(es)
Lyvio
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6518
Data de inscrição : 28/01/2012

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Lyvio em Seg Maio 15, 2017 10:34 pm

Perception:+6/+6 contra CD 22 e 24

Lyvio efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
17 , 8


_____________________________
Darksol, O Kobold Bruxo; Nível 7: "Darksol vai ajudar os anões, sim, sim, vai sim! Darksol deve aos anões sim, deve sim e mata Orcs e Drows feios!>>> "Menzoberranzan, a Cidade dos Drows"

Ennibel, A Rainha das Sombras:" Duas vidas me tiraram, mas eu retornei movida pelo ódio. Exterminarei TODO o exército de Abigail e o farei ter a morte mais dolorida que alguém pode ter. No fim, ele se tornará uma mera serva sob minhas vontades!">>>"Apócrifos de João: Novo Testamento - I Pergaminho"

Gregory Macdolls; Nível 2 :Porque temer os pokemons fantasmas? Eles são um pouco maldosos de fato, mas são os melhores pokemons que alguém pode ter. Vivo cercado deles e quero capturar todos! ">>> "Pokemon! Temos que pega"
Nimaru Souske
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 527
Data de inscrição : 03/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Nimaru Souske em Seg Maio 15, 2017 11:56 pm

Pietro nota que o semblante que Valkyria possuía se diferenciava em muito do qual mostrara naquele seu "sonho". Mas não lhe importava quanto ela demonstrasse estranhar o comportamento do padre, ele tinha que confiar naquela mensagem. Tinha que conversar melhor com aquele qual a enviou.

Ao ver o que a garota tinha em mãos, seus olhos brilharam como se a luz que sempre emana de seu corpo ao ser abençoado por sua divindade emanasse agora de seu globo. Pegou calmamente os objetos, analisando cada detalhe de sua ferramenta qual participara da forja. Tinha orgulho no modo que empunhava a arma e a sua paixão por seu significado se aflorava cada vez mais em no peito.

Sacrifício.

- E não vão mais tirar nada de mim... Responde em tom baixo, ainda olhando para suas cruzes.

Gentilmente, as coloca nos coldres respectivos de cada uma e parte para a origem do rumor que se fazia no local.

Ao se deparar com a cena que a outra garota se encontrava, Henricus tremeu. Não parecia medo, mas sim a empatia de lembrar dos sofrimentos qual strand passara naquela fita de vídeo onde vira as crueldades daquele doutor que enfrentara mais cedo, mas que agora já parecia uma eternidade, mesmo que não possuísse mais referencial temporal nenhum. Olhou para o rosto da mulher de cabelos alvos que já fora alvo de seu carinho e também alvo de seus golpes e analisou como reagia àquela imagem... talvez ela não tivesse que se corromper novamente... talvez aquelas imagens sejam um aviso do que pode ser evitado... do que Don. Pietro pode evitar.  Logo o novo messias se mentaliza ao lado da menina algemada e se desfaz em luz, para aparecer atrás de suas costas.

- Não precisa mais gritar, vou lhe tirar daqui. Só peço que me explique o que sabe sobre o que está acontecendo aqui.

Em um instante ele volta para o local onde estava antes, trazendo-a consigo. A imagem das outras milhares de mulheres presas em outras milhares de gaiolas perturba sua mente. Passara a entender menos do que já estava entendendo e esperava que quem trouxera consigo pudesse sanar algumas de suas dúvidas.

Após escutar o que tinha a lhe dizer, mesmo que fosse um silêncio, ele iria refletir. Olhou para as duas e falou com um ar pensativo:

- Fiquem atentas e qualquer coisa me acordem... agora preciso falar com meu Deus.

Ele vai para algum canto perto dali e se ajoelha, colocando suas mãos com as palmas abertas e juntas em frente ao seu rosto. De sua boca fechada era emitido um som que se semelhava muito a um mantra e após poucos segundos, seus olhos se abriram e de lá podia-se ver o infinito. Buscava encontrar a imagem da essência do mundo e, diante dela, perguntar o que era aquele local que estava e quem era aquela que o acompanhava. Já não podia mais continuar sem entender melhor o que lhe fora passado.

"Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo? Perseverem-se na doutrina dos apóstolos, na comunhão, no partir do pão, e nas orações, para assim alcançar-vos a conexão primordial. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade, Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Pois fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor. AMÉM."

Aquela era a comunhão derradeira com o Pai.


Poderes:


Omnipresence( 26 PPs)    
*EFFECT: (teleport) / TYPE: movement / DESCRIPTORS: Divine, faith – wish
*ACTION: (Move) / RANGE: (Rank) / DURATION: (instant)
RANK 13
DESCRIPTION: “Onde houver luz, as trevas temerão minha presença”. Sua ligação com Deus cresce a cada instante que a luz divina aquece seu corpo, dando a Don. Pietro o poder de estar onde o iluminado estiver.

Omniscience( 24 PPs)  
*EFFECT: (sense) / TYPE: sensory / DESCRIPTORS: Divine, faith
*ACTION: (free) / RANGE: (personal) / DURATION: (sustained)
RANK 8 - Precogniton 4
             - Postcognition 4
-Extras:   Linked
              dimensional
              sustained
              Affects others
             
DESCRIPTION: “ Aquele que conversa com o senhor, saberá sentir o mundo da forma mais pura” Pietro pode ver o passado e o futuro de forma clara e com isso obter respostas, ficando alheio ao presente.


isaac-sky
Tecnocrata
avatar
Tecnocrata

Mensagens : 351
Data de inscrição : 02/03/2014

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 16, 2017 12:39 am

"Não...não...NÃO!" Scott sentia a vista embaçar enquanto tentava curar a garota. Nunca havia sentido tanta frustação como naquele momento.

E agora algo havia a puxado para baixo. Estavam cercados de monstros, humanos ou não. A abertura de concreto se fechava como se ela nunca estivesse ali.
Socou o chão com a frustração, nem mesmo percebeu o punho sangrando.

O Fantasma pulverizava os soldados. Até mesmo os mortos desse lugar não hesitavam em matar.

Correu com a visão ainda turva até Minerva.

"O Fantasma...se ele puder atravessar objetos ele pode salvar ela!"

-FANTASMA! A garota, busca ela! Sem ela não conseguimos sair daqui! O Motorista mentiu para o Vulto. Não queria discutir com ele se seria lógico ou não salva-la. A forma como agia dava a impressão de que seria alguém pragmático.

-Vamos Minerva, já chega de cair por hoje - a visão começava a voltar, o veneno do escorpião se dissipando, e o poder de cura tinha maior efeito.

"Outro polvo...tem algo errado com ela..."

Sentiu um frio na espinha e se levantou.

Perception 14
isaac-sky efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
6 , 3

Correu até Jack e colocou as mãos sobre ele.
-Jack, acorda Jack. Você consegue

Healing
isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
16

"Tem algo vindo...eles pediram reforços não é mesmo?

Se levantou. Respirou fundo. As pontadas do veneno do escorpião não eram agradáveis.

A tatuagem voltava a forma do Escorpião.

Ergueu os punhos, preparado para o que viria. Até agora a sorte, ou até mesmo uma força superior se pensasse mais a fundo, havia lhe protegido dos inimigos.



O chão de concreto racha um pouco ao Scott assumir a força de seu poder.

"Ominous. Estou sem opções aqui. Se tiver qualquer coisa que possa ajudar agora...estou aceitando planos" se o Vulto tivesse seguido seu pedido ele estaria sozinho contra o que parecia se aproximar "Qualquer plano que nos tire daqui"

Com os punhos erguidos sentia a visão ficar mais avermelhada. Estava pronto.
isaac-sky
Tecnocrata
avatar
Tecnocrata

Mensagens : 351
Data de inscrição : 02/03/2014

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 16, 2017 12:40 am

Usando PH para rolar novamente o teste de perception

isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
19
Lyvio
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6518
Data de inscrição : 28/01/2012

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Lyvio em Ter Maio 16, 2017 7:06 am

Gasto um ph pra re-rolar o segundo dado:+6 de perception
Lyvio efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
19


_____________________________
Darksol, O Kobold Bruxo; Nível 7: "Darksol vai ajudar os anões, sim, sim, vai sim! Darksol deve aos anões sim, deve sim e mata Orcs e Drows feios!>>> "Menzoberranzan, a Cidade dos Drows"

Ennibel, A Rainha das Sombras:" Duas vidas me tiraram, mas eu retornei movida pelo ódio. Exterminarei TODO o exército de Abigail e o farei ter a morte mais dolorida que alguém pode ter. No fim, ele se tornará uma mera serva sob minhas vontades!">>>"Apócrifos de João: Novo Testamento - I Pergaminho"

Gregory Macdolls; Nível 2 :Porque temer os pokemons fantasmas? Eles são um pouco maldosos de fato, mas são os melhores pokemons que alguém pode ter. Vivo cercado deles e quero capturar todos! ">>> "Pokemon! Temos que pega"
Lyvio
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6518
Data de inscrição : 28/01/2012

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Lyvio em Ter Maio 16, 2017 9:29 am

O combate se estendia, mas Vulto rapidamente finda com a vida dos soldados o que pareceu por um momento tranquilizar o ambiente. O humano tentava estabilizar a garota desacordada, porém de súbito, tentáculos atravessaram o concreto agarraram a menina e a puxaram arrastando-a através deles para se fecharem em seguida.

Vulto fica surpreso de como aquela criatura identificou a garota através do piso, atravessou o piso sem destruí-lo e ainda arrastou a garota consigo. O fantasma arregala os olhos num ar de esperança.

"Será! será que tem uma falha depois do ataque dessas criaturas...é provável...Essa é minha chance! Mas... Eu não posso deixa-los aqui, não sei se são vilões ou não, mas me parecem mais oprimidos pela Empirikus que opressores ou alguns desejando vingança. Não os culpo, mas deviam saber que fazer o que fizeram aqui é quase um suicídio. No entanto, conseguiram o que queriam em parte...e devo admitir que sua coragem e força de vontade são admiráveis."

O pensamento do fantasma é interrompido pelo pedido do homem para ele salvar a garota pois ela seria a saída deles dalí.

Vulto mal tem tempo de analisar essas palavras e logo percebe dois soldados se aproximando. São soldados de elite, iguais aos que lhe capturaram. Instantaneamente sua presença aterradora é ativada apenas para os soldados.

Presença Aterradora:
*EFFECT: Afliction / TYPE: Compeled  / DESCRIPTORS: Fear
*ACTION: Standard / RANGE: Close / DURATION: Instant
-Flats:
-Extras: Selective, Reaction3, Perception
-Flaws: Sense Depend
RANK: 10 Impaired, Disable, Paralyzed
DESCRIPTION: O personagem toma a aparência de um ser horrendo amedrontando continuamente todos os escolhidos por ele.

-Se acham que me pegarão de surpresa novamente, estão MUITO enganados! São dois soldados de elite, eles estão aqui!

Dizia Vulto apontando pra eles e avisando aos humanos que eles chegaram para que não fossem surpreendidos.

-Se esta garota será nosso passe de saída irei busca-la! Enquanto a você, tente não morrer. A propósito, me chamo VULTO!


Dito isso o Fantasma prepara uma ação de contra ataque caso seja alvejado.

Defletir:
*ALTERNATE EFFECT: Defletir / TYPE: Deflect
*ACTION: standard / RANGE: Ranged / DURATION: Instant
-Flats:  
-Extras: Reflect, Redirect, Affect Corporeal, perception. 
-Flaws:
RANK: 10
DESCRIPTION: O personagem devolve ataques que forem direcionados a ele para o atacante ou pode inclusive escolher outro alvo para ser acertado.

Em seguida ele ainda com a ação preparada, tenta atravessar o piso para buscar a garota capturada pelo monstro enquanto observa o homem usar talvez uma de suas habilidades e fazer o chão trincar.

"É...talvez eles sobrevivam..." Pensava ele.

Encerrava com um leve sorriso de canto da boca enquanto busca atravessar o piso.


_____________________________
Darksol, O Kobold Bruxo; Nível 7: "Darksol vai ajudar os anões, sim, sim, vai sim! Darksol deve aos anões sim, deve sim e mata Orcs e Drows feios!>>> "Menzoberranzan, a Cidade dos Drows"

Ennibel, A Rainha das Sombras:" Duas vidas me tiraram, mas eu retornei movida pelo ódio. Exterminarei TODO o exército de Abigail e o farei ter a morte mais dolorida que alguém pode ter. No fim, ele se tornará uma mera serva sob minhas vontades!">>>"Apócrifos de João: Novo Testamento - I Pergaminho"

Gregory Macdolls; Nível 2 :Porque temer os pokemons fantasmas? Eles são um pouco maldosos de fato, mas são os melhores pokemons que alguém pode ter. Vivo cercado deles e quero capturar todos! ">>> "Pokemon! Temos que pega"
GodsCorpse
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 299
Data de inscrição : 17/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por GodsCorpse em Ter Maio 16, 2017 2:35 pm

O pescoço da criatura não parte no primeiro ataque, deixando a carne pendente e o animal gemendo em dor, então Emir levanta a espada e golpeia de novo, decepando limpo a cabeça do corpo.

Vitorioso, ele suspira aliviado e satisfeito. Dentro dos últimos confrontos, esse foi o único cujo objetivo e finalidade realmente serviu a proteger alguém, ainda que preventivamente. Emir já havia entendido o sentido da criatura: "usar a voz da ovelha para atrair outras e, então, devorá-las".

- Tentem acompanhar.

Talon seguiu em direção do setor. O alerta de invasores levanta um problema muito pior que o surto dos prisioneiros: se eles arranjaram uma maneira de entrar, então os monstros tinham uma maneira de sair. Controlar as saídas e depois fazer a limpeza, do contrário, qualquer um pode fugir enquanto a equipe limpa a área.

"Este é o Abismo deles e nós somos os anjos protegendo a Humanidade. Que irônico."




Ao alcançar o Major, Talon se assombra com o que vê: carne mesclada aos destroços, seus órgãos parte da estrutura e aquele olhar... um olhar de pena e suplicando clemência que ninguém deveria jamais se deparar em resposta.

McGuire escreveu:- (Confuso) Major?!

- Ou que sobrou dele..

Talon se agacha perto do homem - Me desculpe que isso aconteceu com você. Há mais alguém vivo?

Emir assistiu sua reação, com a esperança que qualquer comunicado que o falecido Major pudesse dar o ajudasse a evitar outras mortes. "Falecido", pois tal destino, na situação que estão, não há outro final. E, com final decidido e com a reação do Major, Talon põe um fim à vida do oficial, separando sua cabeça de seu corpo.

Ele sentiu que deveria se justificar aos dois oficiais - "Cortando cabeça, teria certeza que seu corpo não estaria sendo forçado a regenerar ou viver..." - mas ficou quieto. Aquela cena o apavora. Um destino pior que a morte.

And such is the fate for those whom fight the darkness...

- Ninguém mais morre. Entenderam soldados?! É uma ordem. Vamos fazer nosso caminho até o setor três e fechar a entrada e saída desse lugar. Entendido?

Ouvir a sua própria voz no telefone o deixou com mais raiva e, então, ativou o voice disruptor, deixando sua voz mais rouca e distorcida.

- Vamos. T65 e T72: não deixem os alvos fugirem de qualquer maneira. É uma ordem.

" 'É uma ordem', estou gostando do som disso"


Para a voz dele de máscara - Deadshot
IsabelMuller
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 174
Data de inscrição : 27/10/2016

Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por IsabelMuller em Qua Maio 17, 2017 1:51 pm


Isabel respondeu positivamente ao pedido de sombra enquanto fechava a mochila. Ela esperava por perguntas a respeito de suas visões, sobre as coisas que discutiram com Ahura, mas a pergunta que se segue fez com que Müller perdesse o foco entregando-se ao silêncio.

@Freya/Andromeda escreveu:Como era estar lá? No Abismo?

A maga larga a mochila sobre a cama e senta-se na mesma desviando o olhar de Freya. Ela estava desapontada consigo, se ela tivesse agido de outra forma (menos emotiva e mais racional) talvez nada daquilo tivesse acontecido, ninguém precisaria ter morrido ou perdido-se nas profundezas do Abismo. Eles a viam como sua esperança para sair de lá quando ela não tinha esperança alguma e isso era pesado para carregar. Até então ela havia evitado pensar sobre o que aconteceu. Após voltarem, graças a Lara, como uma fugitiva Isabel apenas seguiu em frente sem olhar pra trás e refletir sobre seus atos.

Aquele lugar era pior do que qualquer um de seus pesadelos e foi capaz de abala-la de uma forma que ainda a afetava. Era um lugar terrível do qual ela imaginava não poder sair e que apenas provou um ponto: "Diante do desespero e da perda da esperança o pior lado humano desperta e não é fácil conte-lo." Por mais que no últimos anos ela tenha dedicado-se não só a entender como também a controlar melhor suas habilidades ela jamais esteve preparada para uma situação como aquela. Depois de alguns instantes em um tom triste Müller interrompe o silencio.

Isabel- Eu diria que... é tão ruim quanto se espera e pior...

"Não parecia haver esperança..."

Isabel- Aquele lugar é fruto da insanidade de seus habitantes ao longo do tempo e ...

"É possível senti-la(a loucura) até em sua atmosfera, bem... eu acho... ou era apenas fruto do desespero, de saber que esperavam que eu fosse a solução quando não via uma solução... ou por descobrir que eu poderia tirar todos de lá, mas teria que ficar para trás e jamais veria novamente..."

Isabel- Talvez eu não seja a melhor pessoa para responder.  

Isabel levanta-se e coloca a mochila no ombro e ainda sem olhar diretamente para sombra continua em um tom sério.

Isabel- Desculpe.

Ao pensar sobre a pergunta de sombra foi obrigada a pensar sobre o que houve e questionou-se o quão justo era responsabilizar-se pelo que aconteceu daquela forma. Afinal, ela não estava sozinha e não poderia controlar os atos alheios. Ela havia feio o melhor que podia. E embora ela tivesse talentos, não se sentia especial ou via-se da mesma forma que eles demonstraram vê-la, ela era apenas uma garota tentando fazer o que achava certo e que falhou repetidamente.

Isabel- Mas uma coisa eu te garanto, não é um lugar para passeios.

Müller finalmente olha para a sombra com um olhar preocupado.

Isabel- Não sei as razões dessa pergunta, mas espero que não planeje ir até lá. Pois encontrará apenas sofrimento e insanidade.

Após concluir a frase Müller busca pela imagem da garota e surpreende-se com o que vê: Jessica Blake, a filha de Lana.

Isabel- Ela é apenas uma criança.

A frase é dita tão logo a imagem da menina aparece e a visão se encera, a maga parecia por instantes ter esquecido da presença da sombra.

A princípio Isabel ignora qualquer reflexão sobre os motivos de Arimã querer a menina, ela sabia que Lana estava preparando a filha para participar de eventos da ordem, algo que Müller discorda. Crianças devem ser protegidas e não expostas, mas não podia acreditar que uma mãe entregaria uma criança para um demônio. Depois de Melchior apagar a mente de Lara a maga não pretendia voltar a ordem ou entrar em contato com eles novamente, afinal se ele havia feito isso com Twinkle que respeitou suas regras o que estaria reservando para ela? Ela havia invadido a casa de um mestre e lido um dos livros proibidos. Mas diante a vida de uma criança isso perdia a importância.

Sem pensar nas consequências Müller envia uma mensagem a Lana usando comunicação (efeito alternativo de Distorção Espacial).
mensagem:
“Lana, Jessica está em perigo. Lotus a quer para entregar a Angra Mainyu. Proteja-a.”

Müller imaginava que avisar Lana apenas não bastaria, havia chance de Evelyn já estar com a criança.  A maga temia que agindo por impulso e emotivamente estivesse cometendo algum erro, mas o que mais poderia fazer? Afinal, era apenas uma criança. Se silenciasse seu coração nesse momento o que a separaria daqueles contra os quais ela está lutando?! Elas precisavam voltar, porque Isabel precisa pedir ajuda de Ohrmazd para resgatar a criança. Ela seria incapaz de ignorar e de simplesmente aceitar aquilo, mas sabia que sozinha seria esmagada. Assim como era necessário revelar a verdade a Adam antes que cometesse um ato injusto consigo mesmo, ela estava errada sobre sua visão e por mais que a verdade não fosse traze-los de volta ela deveria ser exposta, pois ao menos assim ele não sofreria com uma mentira.

Isabel- É hora de voltarmos.

Durante as reflexões sobre a pergunta da Sombra algo parecia estar mudando em Isabel, mas ainda era cedo para afirmar as características e as extensões daquela mudança. Müller caminha de volta a sala e verifica que a porta continuava aberta assim como a passagem para o local onde Ohrmazd e os demais estavam. Antes de atravessar e retornar Isabel olha para a Sombra e diz:

Isabel- Feche a porta após passar.

Após adentrar no local Isabel pretende ler a mente de Ian (uso de Invasão de segredos assim que possível) para saber o que aconteceu no local enquanto estiveram fora.

Conteúdo patrocinado


Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sab Jun 24, 2017 2:13 am