Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Compartilhe
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Nimaru Souske em Sex Jun 16, 2017 12:17 pm

    O resultado de toda aquela aventura até parecia ser proveitoso, mas aquele caminho fora manchado de sangue inocente. O que iria ser uma cruzada de salvação e resgate, tornou-se redenção. Mas quantas vidas foram perdidas para isso ?

    O sangue do homem fervia em seu corpo enquanto ofegava frente a Presto e via a única sobrevivente de todas aquelas mulheres desconhecidas conversando com Valkyria. O exercito arrependido marchava com o Santo. Pietro levantou-se diante do inimigo. Colocou todas aquelas relíquias ao chão e falou para os demais.

    - Armem-se Homens !! Ainda temos um longo caminho a frente com inimigos ainda mais fortes. Parecia ignorar a presença de Magno por alguns instantes.

    Ao chão ele deixa todas as armas, amuletos, capas, cetros, escudos, mascaras, elmos, e anéis que conseguira ali. Consigo, apenas deixou o que conseguira identificar, o santo graal encaixado em sua cintura e a lança do destino em suas costas, apoiada em rasgos da sua blusa. Logo apontou para as sobreviventes.

    - Aproximem-se. Com vocês deixo esses artefatos e poções para que os guardem, podem ser úteis em nossa jornada.

    Vira-se para todos e fala com tom altivo.

    - Vamos sair daqui e procurar aquela que pode nos ajudar a fortalecer, irmãos. Caso escapem sem mim, lembrem-se do nome dela. ISABEL. Ela poderá revelar o poder de suas armas. Depois, vamos espalhar a verdadeira palavra pelo mundo. Ao terminar, levanta as duas cruzes em forma de saudação.

    A alma do messias acalma o corpo. Os dizeres de Magno saem e ele se vira em sua direção. Suas palavras saem com benevolência

    - E você ? Vai decidir seguir com seu caminho de trevas ou vai se juntar ao verdadeiro exercito de Deus ? Você bem sabe que não importa o que vocês fizeram neste local profano, Deus perdoará perante seu arrependimento e lhe dará forças para reescrever tudo isso.

    Então ele coloca suas armas nos respectivos coldres e se aproxima de Presto com a mão direita direcionadas a ele, como se esperasse um acordo.

    - Ele me deu o poder de levar-los ao céu por meio dessas mãos. O caminho, você escolhe. Se por meio da purificação. Fecha sua mão com força, cerrando o punho. Ou por meio da comunhão. Abre-a novamente e a estende.

    Olha diretamente nos olhos daquele que outrora ressuscitara Valkyria.
    isaac-sky
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 485
    Reputação : 25
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por isaac-sky em Sex Jun 16, 2017 6:52 pm


    Ainda entorpecido pela memória que se revelava diante do caos, Scott solta o braço de Ominous.

    Ela sabia o que estava fazendo, mas a que preço? Quem afinal era essa mulher?
    Essas perguntavas flutuavam em sua mente assim como o corpo dela se remoldava para que não pudesse segura-la.

    Era uma sensação familiar, deixar ir...talvez o Motorista tenha feito isso muitas vezes com as pessoas que gostava. Scott odeia esse sentimento familiar.

    -Ok...Omni, você sabe que eu sou idiota o suficiente para ir atrás de você se não voltar em segurança logo depois de nós - ele dá alguns passos para trás, sem olhar para a criatura da qual Ominous fita - -Eu vou confiar em você...

    O Fantasma lhe torna invisível e começa a correr em direção a saída com os seus amigos.

    Scott sorri por um momento antes de começar a correr - Eu ainda tenho uma bebida pra te pagar. Até daqui a pouco -

    O Motorista corre para a saída, tentando alcançar Lysion e seus amigos. Sentindo os ferimentos da batalha começarem a doer mais, pois a adrenalina havia baixado, Scott sussurra para si mesmo uma citação de seu passado:

    "Keep Driving"

    MINDGAME
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 861
    Reputação : 41
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por MINDGAME em Sab Jun 17, 2017 6:44 pm

    @isaac-sky:
    [Off = +2 pontos de admiração!  Very Happy ]

    Scott Murdock escreveu:Ok...Omni, você sabe que eu sou idiota o suficiente para ir atrás de você se não voltar em segurança logo depois de nós
    Ainda que tente manter a pose irritada, Scott nota que a garota sorri.
    Scott Murdock escreveu:Eu vou confiar em você...
    Eu ainda tenho uma bebida pra te pagar. Até daqui a pouco
    Murdock ouve a voz dela em sua mente.
    Ominous - "Vou te fazer pagar bem mais do que isso!"
    O Motorista então corre pelos corredores, entre pilhas de corpos, até a saída, onde se depara com dezenas de soldados do lado de fora. No momento em deixa a base, Scott tem uma sensação familiar e se lembra de terem usado uma nave camuflada para chegarem ali. Era provavelmente onde Omnous estava enquanto falava em sua mente.
    [Off = Role Perception até passar em CD20 para localizar a nave. A cada rolagem role TOUGHNESS CD34 para tentar resistir aos ataques em conjunto das tropas do lado de fora.]

    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: -11
    Condição: Ok
    Luck: -1
    Pontos heroicos: 3
    Pontos de poder: 189 (NP 12)
    @IsabelMuller:
    [Off = +1PH! Very Happy ]

    Isabel Müller escreveu:Não. Você saberia me dizer?
    Alice - "Já notou como nunca sabemos como chegamos nos lugares quando estamos sonhando?"
    Isabel Müller escreveu:Sinto muito, eu não entendo. Que respostas esse nome deveria trazer? Quem é ela? Porque desejaria me proteger?
    Alice - "Você tem todas essas respostas... apenas não sabe. Eu posso sentir."
    A garota ajuda a maga a se levantar.
    Alice - "Não posso te proteger de tudo... só de algumas coisas. E a mais perigosa delas é você mesma."
    Ela faz uma pausa antes de continuar.
    Alice - "O tempo é um conceito poderoso. Pune a todos que tentam lidar com ele, por isso suas escolhas podem não ter o resultado desejado."
    A garota desvia o olhar.
    Alice - "Kadmon, por exemplo. Eu sei que você viu o que vai acontecer e quer mudar. Mais cedo ou mais tarde você terá uma escolha:
    Se disser a verdade, ele estará ao lado da Lótus quando vocês mais precisarem, e, por mais nobres que sejam as suas intenções, Jessica será levada de sua mãe e você perderá um grande aliado.
    Por outro lado, se ele continuar acreditando que a Lótus é um monstro, você conseguirá o que quiser dele."


    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 35
    Pontos de poder: 203 (NP 13)
    @Jim Jones:
    [Off = +1PH! Very Happy ]

    Atomic cai como um meteoro sobre a garota e a força do seu impacto atravessa a cobertura do galpão e a joga contra o chão do lado de dentro. Em meio aos escombros, a poeira levantada impede que o vigilante analise com certeza o estado da jovem, mas é possível ouvir que ela agoniza e há sangue em suas mãos.
    Em frenesi, o gigante ergue um dos pés e mira Atomic em meio aos destroços. Um pisão certeiro tenta esmagar o vigilante junto com o galpão.
    [Off = Role TOUGHNESS CD34]
    O pé esquelético do gigante destrói o galpão completamente, mas, assim que finaliza o golpe, a criatura gigantesca se desfaz e volta a ser o soldado, agora nu, que cai imediatamente ao fão ofegante e aterrorizado próximo ao vigilante.
    Atomic permanece agarrado ao corpo da garota, mas ainda não consegue ver seu estado em meio a poeira e não ouve ela emitindo mais nenhum som.

    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 15
    Pontos de poder: 195 (NP 13)
    @Lyvio:
    Vulto voa para fora da base e começa a se distanciar quando ouve o tiroteio se iniciar na base contra Scott.
    [Off = Pode ignorar o tiroteio e seguir para longe do local, mas, visto que ninguém ali pode te ver, tem liberdade para ir para onde quiser sem ser seguido.
    Nesse caso, pode descrever o que faz após o tempo aguardando encima do prédio. Os jovens abatidos não irão se recuperar tão cedo (se é que vão se recuperar)]


    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: -1
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 2
    Pontos de poder: 183 (NP 12)
    @Nimaru Souske:
    [Off = +1 ponto de admiração! Very Happy ]

    Os paladinos atendem aos comandos de Pietro prontamente.
    Pietro Henricus de Lima escreveu:E você ? Vai decidir seguir com seu caminho de trevas ou vai se juntar ao verdadeiro exercito de Deus ? Você bem sabe que não importa o que vocês fizeram neste local profano, Deus perdoará perante seu arrependimento e lhe dará forças para reescrever tudo isso.
    Ele me deu o poder de levar-los ao céu por meio dessas mãos. O caminho, você escolhe. Se por meio da purificação. Ou por meio da comunhão.
    Presto Magno - "(Tom sereno) Ah, não. Estou epenas admirando o que o verdadeiro messias foi capaz de fazer para distrair seus templários enquanto eu recobrava a plenitude dos meus poderes."
    O homem sorri com o canto da boca e sua silhueta escurece enquanto ele assume a forma de um demônio antigo com dois pares de asas.
    Asmodeus:
    Trilha:
    Os céus daquela manhã se enchem de nuvens tempestuosas e imediatamente os paladinos e templários se curvam e urram de dor enquanto símbolos arcanos se formam por todos os seus corpos, rasgando suas peles. É como se o demônio drenasse a energia pura dos soldados divinos.
    [Off = Turnos na rodada: Pietro > Asmodeus]

    Informações atuais
    Data: Sábado 17/12/2016 - manhã
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 14
    Pontos de poder: 195 (NP 13)
    Convidado
    Convidado


    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Convidado em Sab Jun 17, 2017 10:16 pm

    Aquele estava sendo um dia muito longo, finalmente poderia descansar, estar com Hrist era reconfortante e ela não se atreveria a tentar acordar sua amada mas via pelo seu sorriso que sua presença era notada, aquilo fez Freya sorrir de volta e deitar-se. Normalmente, com tantas coisas na cabeça a Nefilin não conseguiria simplesmente pregar os olhos e cair no profundo abismo dos sonhos, algo que ela nem mais estava acostumada desde que virou uma Valquiria, mas por mais que sua mente estivesse com essa pertubação ela ainda tinha limitações novas que seu corpo agora mortal implicava, voltando um pouco às suas origens. Freya fecha os olhos rapidamente e sentia-se flutuar em águas de deliciosa escuridão do sono abraçando Hrist por trás dormindo com a mesma em forma de concha.

    Ela estava relaxada, finalmente... Um pouco daquele estresse e peso saíam de seus olhos e seus ombros, mas...

    Subitamente a Nefilin abria os olhos. Sem mover sua cabeça, apenas olhando de relance para as direções que conseguia no quarto escuro, ela sentia aquela fragrancia, uma fragrancia familiar que ela conhecia e nunca se esquecera e então se perguntou:

    "O que é isso?"

    Lembrou-se imediatamente de sua mãe, era o cheiro dela, o aroma era inconfundível. Lentamente, para não acordar Hrist, Freya sentou-se na cama e olhou ao redor, tinha alguma coisa errada, tinha mais alguém ali. Freya ficou séria e imediatamente começou a evocar a escuridão interior, algo realmente não estava certo e não podia ser pega vulnerável. Ela olhou para Hrist e delicadamente acariciou a superfície de seus cabelos e então ela ouviu.

    Abigail escreveu:(Cochichando) Freya.

    Freya paralisou-se imediatamente olhando para Hrist quando ouviu, seus olhos ficaram bem abertos e suas pupilas começaram a dilatar, um misto de memórias e sensações antigas vinham a tona. Ela ficou incrédula por alguns segundos e lentamente virando seu rosto em choque olhou para a porta onde via o que achava que tinha ouvido, sua mãe.

    Abigail estava lá, no meio da escuridão a qual a Nefilin fazia parte, com o dedo pedindo silencio e a chamando.

    "Não pode ser... Não... Tem algo errado... Mamãe?"

    Ela perguntava-se, quais as possibilidades? Sua mãe estava viva? Era seu espírito? Era uma ilusão??? O que era aquilo??? Freya imediatamente, e com cuidado para não acordar Hrist se levantou da cama. Estava louca querendo correr para a direção de onde sua mãe aparecera.

    "NÃO! Tem algo errado! Minha mãe... Ela... Não pode ser... Não posso abaixar a minha guarda, isso pode ser uma armadilha! Tenho que ser forte, se isso for um truque, não posso deixar que me engane!"

    Ela tentava tomar firmeza, ainda evocava seus poderes negros e pegava a espada embainhada ao lado da cama e com a mão segurando a bainha e outra no cabo, Freya mantinha sua guarda para prevenir um ataque.

    "Shadow..."

    Na parede atrás de Freya, olhos avermelhados e fantasmagóricos na altura de seus ombros se abriam.

    "Vá checar se todos estão bem, se vir alguma ameaça os acorde. Proteja Isabel."

    Imediatamente a forma sombria e fantasmagórica de olhos vermelhos saía da parede tornando-se a forma exata de Freya e tão logo tomava essa forma ela andava para trás atravessando as paredes na intenção de cumprir a tarefa incubida à ela enquanto também já começava a evocar sua essência para tornar-se mais forte.

    Tão logo Shadow e Freya estivessem prontas para um combate que pudesse vir a surgir, Freya encaminharia com a mesma guarda e em silêncio, atenta para aquele estranho fenômeno que a Nefilin torcia para que não fosse nenhum truque que estivesse tentando pegá-la em um ponto fraco, aquela seria uma nova dor que Freya não precisava.


    OFF:
    Freya e Shadow só agirão após seus poderes estiverem evocados. Shadow também evocará sua espada de trevas, mas isso pode ser feito no caminho enquanto ela vai checando os quartos usando Valhalla Density (Incorporeal) para ser mais rápida e discreta nas travessias de quarto para quarto.
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Nimaru Souske em Dom Jun 18, 2017 12:25 am

    Don. Pietro recebe aquela resposta com pesar no coração, mas nada podia fazer. A escolha entre a salvação e as tentações do poder são feitas por cada um e como toda escolha, teria suas consequências.

    " O homem é condenado a ser livre..." Lembrou-se em seus pensamentos desta frase que aprendera em meio a leitura de seus livros. " Talvez esta frase tenha que ser corrigida... isso não é exclusividade do homem."

    Olhou com um olhar pesado em direção aos olhos daquela criatura que nascia. Os urros de dor podiam ser escutados às suas costas, mas ele em momento nenhum virou-se para ver o horror daqueles guerreiros. Apenas falou impondo sua voz perante a tempestade eminente, enquanto ainda direcionava seus olhos no mesmo ponto.

    - Sejam fortes por mim, homens, que eu os prometo que serei forte por vocês. Seus urros, aqui, serão o cântico de anunciação da queda do inimigo e suas dores serão o combustível das mãos que o derrubará. VAMOS, IRMÃOS !!!

    O Padre não mais falou com o adversário, partiu para o ataque logo após fazer o sinal com as mãos para que as garotas, as únicas que não foram afetadas pela magia satânica, se afastarem muito. Usou seu teleporte para atrás do inimigo e girou sua cruz contra a parte de trás do corpo negro. Seu objetivo era atingir as asas daquele homem, que agora mostrara sua verdadeira forma, para que não pudesse sair de seu alcance. Seu grito de ataque mais parecia uma intimação.


    - Diga-me seu verdadeiro nome, demônio. Quero saber como chamarei aquele que limpei deste mundo.

    Poderes:
    Omnipresence( 26 PPs)    
    *EFFECT: (teleport) / TYPE: movement / DESCRIPTORS: Divine, faith – wish
    *ACTION: (Move) / RANGE: (Rank) / DURATION: (instant)
    RANK 13
    DESCRIPTION: “Onde houver luz, as trevas temerão minha presença”. Sua ligação com Deus cresce a cada instante que a luz divina aquece seu corpo, dando a Don. Pietro o poder de estar onde o iluminado estiver.


    God’s Hand ( 19 + 7 = 26 PPs)
    *EFFECT: (Damage) / TYPE: attack/ DESCRIPTORS: Divine, faith - aura
    *ACTION: (standard) / RANGE: (close) / DURATION: (instant)
    RANK 19
    Affects insubstantial 2
    Reach 5
    DESCRIPTION: Com a confiança na força do espirito santo, Don. Pietro evoca uma aura para purificar o que considera impuro, cobrindo todo seu corpo e objetos momentos antes de atingir o alvo e se dissipando logo em seguida.





    Dados:


    Attack

    Nimaru Souske efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    17



    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6839
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Lyvio em Seg Jun 19, 2017 11:07 am

    Lysion segue afastando-se da base, quando escuta tiros, ele olha para trás e percebe Scoot sendo alvejado pelas dezenas de soldados que estavam do lado de fora, por um momento ele reluta e pensa em voltar e ajudá-lo, mas se ele disse que poderia se virar então Lysion decide confiar nele com desconfiança, não conseguia assistir uma pessoa no estado que se encontrava sendo alvejada injustamente por tantos inimigos.

    O fantasma tentava a todo custo ignorar e seguir, mas seu senso de justiça não consegue evitar, somado a isso mais uma vez a lembrança de seu povo caído aos pés dos demônios que sorriam com todo o massacre.

    Mesmo que seja para salvar esses três ele sabia que não poderia deixar que Scoot se arriscasse tanto, então ele dá meia volta e a toda velocidade chega até uma posição onde poderia alvejar os inimigos ainda invisível para ganhar tempo para Scoot.

    "Por mim destruiria todos eles aqui...Só assim eu terei minha paz para defender as pessoas sem eles no meu encalço!"

    Era uma motivação extra que Lysion teria, ele voltaria alí assim que Scoot conseguisse ficar e cuidar dos outros três que agora ele carregava, Lysion pretendia destruir o máximo que pudesse da Empirikus.

    Mas antes era hora do show, Lysion visualiza um tank de guerra então decide "transformá-lo" num rolo compressor gigante e esmagar o máximo de soldados que puder.

    Ele afeta o tank com seu poder então começa a gira-lo pela área externa onde os soldados estavam, o fantasma fazia o tank capotar por cima dos soldados de um lado para o outro e girando na própria área externa, esmagando a tudo e todos que ficassem no caminho tirando a atenção de Scoot, ou boa parte dela.
    Neith
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 247
    Reputação : 30

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Neith em Seg Jun 19, 2017 1:00 pm


    MINDGAME escreveu:Alice - "Já notou como nunca sabemos como chegamos nos lugares quando estamos sonhando?"

    “Então, é como suspeitei. Eu estou sonhando. Ao menos, é o que tudo indica.”

    MINDGAME escreveu:Alice - "Você tem todas essas respostas... apenas não sabe. Eu posso sentir."

    Enquanto Alice ajuda Isabel a se levantar a maga diz em um tom gentil:

    Isabel - Alice, eu preciso saber. Se as tenho preciso conseguir encontra-las, acessá-las de alguma forma. Você consegue me dizer como posso conseguir isso?

    MINDGAME escreveu:Alice - "Não posso te proteger de tudo... só de algumas coisas. E a mais perigosa delas é você mesma."

    Müller olha com uma expressão preocupada para a garota.

    Isabel - O que quer dizer com isso?

    MINDGAME escreveu:Alice - "O tempo é um conceito poderoso. Pune a todos que tentam lidar com ele, por isso suas escolhas podem não ter o resultado desejado."
    A garota desvia o olhar.
    Alice - "Kadmon, por exemplo. Eu sei que você viu o que vai acontecer e quer mudar. Mais cedo ou mais tarde você terá uma escolha:
    Se disser a verdade, ele estará ao lado da Lótus quando vocês mais precisarem, e, por mais nobres que sejam as suas intenções, Jessica será levada de sua mãe e você perderá um grande aliado.
    Por outro lado, se ele continuar acreditando que a Lótus é um monstro, você conseguirá o que quiser dele."

    “Porque ela desviou o olhar antes de falar sobre ele?! Como ela sabe sobre isso?! A menos que ela seja...Não pode ou pode?!”

    Isabel - Eu não escolhi isso. Eu tento evita-las, mas as vezes escapa ao meu controle! Eu sei que mexer com o tempo é perigoso e suas punições são cruéis. Sei que as coisas podem não ter o resultado que queremos... Que eu preciso da ajuda dele com Jessica. E eu quero impedir, eu realmente quero, mas ainda nem sei a importância disso. Eu sei que de alguma forma essa menina é importante ou eles não a desejariam. Eu sei disso e... vou fazer o que puder para impedir, mas... Isabel suspira ...se eu manipular Adam a esse ponto; o que me torna diferente daqueles contra os quais eu estou lutando?!

    Müller olha nos olhos da menina e continua.

    Isabel - Se o que vi acontecer, você sabe que perdei outro aliado.

    “Adam se curvará a Arimã e perderemos Ahura.”

    Isabel - Sem contar que, pode ser tarde... ou inevitável. Eu tentei, mas não sei como proteger mais minha mente. Não consigo protege-la se quer em meus sonhos. Ele pode tomar essas informações de mim sem que eu precise contar! Isabel sorri. O feitiço se vira contra o feiticeiro!!! Essa noite, eu provei meu próprio veneno. Por sorte ele não obteve a pior das memórias. Se Kadmon souber o que eu vi em seu futuro, as coisas podem piorar!

    A maga passa a olhar para a construção com um semblante inconformado.

    “De todos meus poderes esse é o mais infeliz.” Em uma curta memória, uma voz familiar percorre seus pensamentos: “Iz, enquanto trata-los como uma maldição eles serão.” “Eu queria acreditar nisso, mas olhe onde vim parar tentando seguir esse conselho. Até o Abismo eu visitei.”

    Isabel - Eu sinto que você está tentando me ajudar e eu tenho andado muito confusa... São tantas coisas ao mesmo tempo. Tantas perguntas sem resposta. Eu nem sei porque estou contando tantas coisas a você sem se quer questioná-la como você pode saber tanto.

    “Na verdade, se estou em um duelo com minha consciência, nada mais estou do que dialogando comigo mesma! Será que um dia vou ter um sonho comum. Afinal, com o que as pessoas sonham mesmo?”

    Isabel volta a olhar para a menina.

    Isabel - Alice, você disse que poderíamos achar algumas respostas juntas. Como faremos isso?

    isaac-sky
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 485
    Reputação : 25
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por isaac-sky em Ter Jun 20, 2017 9:37 pm

    Scott sorria sozinho enquanto corria para a saída.
    Não deixara de notar a reação de Omnous: apesar do quão diferente ela poderia ser do Motorista, Scott gostava dela.

    Mesmo que não soubesse exatamente o porquê.

    Ainda se sentia entorpecido pela memória que readquiriu. Parecia que estava naquela instalação a meses durante as horas de invasão, extração de dados, salvar seus amigos...se deu conta de que carregava por dentro da roupa o livro que Minerva carregava.

    Um livro que deveria queimar, mas aquele não era o momento.

    Na saída, depois dos corpos, os soldados miravam e atiravam.

    "Eles tem uma fábrica desses caras aqui?"

    Eram tiros demais para desviar. As tatuagens não dançavam, mas do ferrão do escorpião um novo símbolo surgiu: uma nova tatuagem começou a se manifestar nas costas da mão direita.

    Era um símbolo que havia se esquecido. Scott se recordara que até o escorpião possui uma carapaça.

    https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/f7/bf/9a/f7bf9a288a17786246cfabc644ea596d.jpg

    Scott ergue o punho, torcendo para que o símbolo fosse suficiente para atrapalhar as balas.

    (Uso Ultimate Effort para o teste de Toughness com uso de PH)

    Toughness 13 (+1 Protection Tatuagem do Protetor)

    "Vamos Scott, se lembre onde está a nave!

    Se concentrou, procurando pelo veículo. Era a única maneira de conseguir tirar ele e Ominous dali, já que parece que Lysion obteve sucesso.

    Perception 14
    isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    11

    Sabendo de os tiros seriam tão dolorosos como antes, Scott troca a tatuagem apra as Mãos de Cruz.

    Healing 13
    isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    20

    "Mais um pouco...eu preciso ir além...só mais um pouco" sentia a cabeça anuviando novamente. Com esforço se concentrou na tatuagem de cristal.
    Agora fora da base torcia para que o bloqueio não funcionasse.

    (Uso de PH para ação extra)

    Scott se teleporta para onde localizou a nave, cruzando ângulos impossíveis saltando sobre o espaço entre átomos.
    Jim Jones
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 169
    Reputação : 2

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Jim Jones em Qua Jun 21, 2017 10:45 pm

    " E o a radiação caiu dos céus, como um anjo da morte como o ódio dos mortos de hiroshoma. Como a fúria mil sóis queimando Hélio."

    O ataque do herói era descomunal. Talvez até exagerado. As recentes amaravas pareciam ter fragilizado Donald mais do que se deveria. Ele de certa forma estava mais descontrolado, bruto. Talvez o inimigo não era tão forte assim. Ele vê o sangue em suas, não era apena sua ineficiência que matava sua eficiência também era letal. Talvez fosse necessário, controle de casualidades, minimizar os danos.

    E então ele toma o posso final do gigant e. Saindo do destroços ele voa, com a garota, sua inimiga em seus braços. Seu olhar cruza a base procurando uma cruz vermelha, procurando por ajuda.- MÉDICO!!!! ALGUÉM TRAGA UM MÉDICO!!!!!. Sua voz estrondava pelo cam po, talvez mais alto que das outras vezes. Suas palavras quebravam o silêncio como trovões.

    Jim Jones efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    16
    MINDGAME
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 861
    Reputação : 41
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por MINDGAME em Qui Jun 22, 2017 5:37 am

    Agrupados - Lysion Verne XXV e Scott Murdock

    Base principal da Empirikos

    Lysion Verne XXV

    Scott Murdock

    Jack Parker

    Minerva Parker

    Garota

    Soldados

    Vulto retorna ao local, invisível, a tempo de avistar uma nave luminosa que surge do nada, como se estivesse camuflada, sobre um dos galpões da base.
    Nave:
    É possível ver Scott na cabine da nave e os soldados começam a atacá-la imediatamente.
    [Off = Turnos na rodada: Scott > Vulto > Soldados]

    @Freya/Andromeda:
    [Off = PPs atualizados! +1PH Very Happy ]

    Freya e sua sombra seguem Abigail até um quarto vazio, do outro lado do corredor. Abigail não demonstra qualquer tipo de perigo e não reage perante as medidas ofensivas que a Nefilin toma. Ao que parece, todos nos arredores parecem dormir tranquilamente.
    Abigail - "Não me tema, Freya."
    A mãe de Freya parece mais à vontade no quarto vazio.
    Abigail - "Eu não teria passado pela proteção de Ohrmazd se representasse ameaça. Mas suas armas não me incomodam. Mantenha-as se preferir."
    Ela permanece em pé, com um semblante amigável.
    Abigail - "Eu sou um amigo. Me perdoe por assumir uma forma tão intima entre as suas memórias, mas eu precisava garantir que chamaria apenas a sua atenção.
    Se preferir, posso me apresentar de outra forma."

    A entidade então assume a forma exata de Andromeda.
    Entidade - "(Voz de Freya) Você e Isabel possuem uma ligação muito mais profunda do que pode imaginar.
    Assim como seu pai é uma peça fundamental na corrupção desta realidade, o dela reflete a corrupção de outra. Ambas estão destinadas a escolher entre interromper ou finalizar a obra que eles iniciaram. Mas você, Freya, terá a oportunidade de alterar esse destino. Para as duas."


    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 15
    Pontos de poder: 192 (NP 12)
    @isaac-sky:
    [Off = PPs atualizados! Very Happy ]

    Scott é gravemente ferido pelos tiros dos soldados, mas consegue curar os efeitos mais graves. Então o Motorista localiza a nave camuflada e consegue se teleportar para dentro dela. Assim que entra, a nave parece reconhecer o movimento em seu interior e se acende como uma árvore de natal, chamando atenção de todos os soltados.
    A sensação de familiaridade revela que Murdock havia pilotado aquela nave recentemente.

    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: -12
    Condição: Ok
    Luck: -1
    Pontos heroicos: 2
    Pontos de poder: 192 (NP 12)
    @IsabelMuller:
    [Off = PPs atualizados! +1PH Very Happy ]

    Isabel Müller escreveu:Alice, eu preciso saber. Se as tenho preciso conseguir encontra-las, acessá-las de alguma forma. Você consegue me dizer como posso conseguir isso?
    Alice - "É para isso que eu estou aqui, não é?!
    De qualquer forma, quando você acordar, irá conhecer alguém que pode responder mais adequadamente suas perguntas."

    É possível notar, que a medida que conversa com ela, a garota vai ficando menos enigmática.



    Isabel Müller escreveu:Eu não escolhi isso. Eu tento evita-las, mas as vezes escapa ao meu controle! Eu sei que mexer com o tempo é perigoso e suas punições são cruéis. Sei que as coisas podem não ter o resultado que queremos... Que eu preciso da ajuda dele com Jessica. E eu quero impedir, eu realmente quero, mas ainda nem sei a importância disso. Eu sei que de alguma forma essa menina é importante ou eles não a desejariam. Eu sei disso e... vou fazer o que puder para impedir, mas... se eu manipular Adam a esse ponto; o que me torna diferente daqueles contra os quais eu estou lutando?!
    A garota sorri.
    Alice - "Eu vou te contar um segredo: Tudo é perigoso. Todos os momentos podem ser os últimos e as punições nunca são justas.
    Você não deve temer alterar o fluxo do tempo, mas sim fazer a escolha errada.
    Mais cedo ou mais tarde, você vai notar que a linha que separa você daqueles que você deve enfrentar, é muito estreita."

    Isabel Müller escreveu:Se o que vi acontecer, você sabe que perdei outro aliado.
    A garota se aproxima, com um semblante irônico e malicioso.
    Alice - "Ou... pode ter um aliado do outro lado."
    Isabel Müller escreveu:Sem contar que, pode ser tarde... ou inevitável. Eu tentei, mas não sei como proteger mais minha mente. Não consigo protege-la se quer em meus sonhos. Ele pode tomar essas informações de mim sem que eu precise contar!
    O feitiço se vira contra o feiticeiro!!! Essa noite, eu provei meu próprio veneno. Por sorte ele não obteve a pior das memórias. Se Kadmon souber o que eu vi em seu futuro, as coisas podem piorar!
    Alice - "Não sei se algo pode mudar esse futuro.
    Não tente jogar com o Arimã, Isabel. Ele não segue as regras. Nem mesmo as próprias."

    Isabel Müller escreveu:Eu sinto que você está tentando me ajudar e eu tenho andado muito confusa... São tantas coisas ao mesmo tempo. Tantas perguntas sem resposta. Eu nem sei porque estou contando tantas coisas a você sem se quer questioná-la como você pode saber tanto.
    Alice - "Talvez, você apenas precise fazer as perguntas."
    Isabel Müller escreveu:Alice, você disse que poderíamos achar algumas respostas juntas. Como faremos isso?
    Alice - "Bem... isto é um sonho, não é? Use a imaginação!"

    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 36
    Pontos de poder: 204 (NP 13)
    @Jim Jones:
    [Off = PPs atualizados! Very Happy ]

    Donald levita para fora dos escombros com a garota em seus braços. Assim que escapa da poeira, pode ver com mais clareza a gravidade de seus ferimentos. Seu nariz está sangrando, há um ferimento profundo em sua testa e seus cabelos brancos estão sujos de sangue, assim como suas roupas. Há uma fratura exposta em sua perna esquerda e a posição de seu braço direito indica que está quebrado. É possível notar que a garota respira, ainda que com grande dificuldade.
    Atomic se aproxima voando dos soldados, que olham para o vigilante com um misto de admiração e horror, mas antes que qualquer um ali tome uma atitude, gritos ao longe são ouvidos.
    Sophia Lazarenko - "(Tom ofegante) NÃO ATIREM!
    ELE ESTÁ COMIGO!"

    A repórter passara todo aquele tempo tentando cruzar a base até o local do confronto e, a medida que se aproxima e é ouvida pelos soldados, eles a atendem.
    Quando Drifus pousa próximo aos soldados, dois deles se aproximam tentando verificar o estado da garota. É possível notar uma curiosidade silenciosa em meio a multidão de soldados ali.

    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 15
    Pontos de poder: 196 (NP 13)
    @Lyvio:
    [Off = PPs atualizados! Very Happy

    Lembre se de rolar o rank de Move Object como ataque quando faz ação de arremessar coisas. Você estava distante, então vou considerar esse primeiro turno como apenas retornando ao local, pode rolar o ataque com o tanque]


    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: -1
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 2
    Pontos de poder: 186 (NP 12)
    @Nimaru Souske:
    [Off = PPs atualizados! +1PH pelo soro da verdade! Very Happy ][/color]

    Pietro Henricus de Lima escreveu:Diga-me seu verdadeiro nome, demônio. Quero saber como chamarei aquele que limpei deste mundo.
    O santo desfere seu ataque direto contra o demônio, mas não consegue causar nem mesmo um arranhão. Em resposta o demônio ri com sua voz trovejante que ecoa por todo o cenário.
    Risada:
    Asmodeus permanece drenando a energia pura dos paladinos e as garotas se afastam, amedrontadas, tentando buscar refúgio.
    [Off = Turnos na rodada: Pietro > Asmodeus]

    Informações atuais
    Data: Sábado 17/12/2016 - manhã
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 15
    Pontos de poder: 196 (NP 13)
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6839
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Lyvio em Qui Jun 22, 2017 9:05 am

    Lysion voltava e já se preparava para atacar os soldados mas chega tarde vê Scoot sendo alvejado de todas as formas, o fantasma arregala seus olhos espantado achando que dessa vez o homem não suportaria, porém, para sua surpresa ele resiste mais uma vez. Era impressionante a resistência desse homem sem dúvidas pensava o fantasma.

    Dito isso ele desiste de atacar os soldados e muda sua direção e segue a nave, entregaria os feridos e pediria alguns minutos para atacar os soldados sobreviventes e debilitar ainda mais a Empirikus, queria um pouco mais de tempo sem o incômodo deles.
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Nimaru Souske em Qui Jun 22, 2017 12:14 pm

    Vendo que seu ataque foi inefetivo e que o adversário ria enquanto continuava com a torturar os paladinos, Pietro vê que não tem muito o que fazer em um embate direto, então decide ganhar tempo... ao menos notara que as garotas buscavam refúgio. Se teleporta de volta para onde estava antes, frente ao demônio, e fala sem deixar se abalar pela provocação do diabo.

    - Então acho que devo lhe chamar pelo nome que meu povo lhe deu... Já que não queres ir até a montanha, a montanha irá até você,
    ASMODEUS !!!


    As cruzes brilham em suas mãos, ao mesmo momento que ergue-as ao alto para evocar toda a terra, que seu poder permitia, embaixo do adversário e utilizar esta grande massa para joga-lo para trás. Queria afasta-lo para poder entrar em contato com seu Pai e pedir auxilio.

    " Deus, me ouça, preciso de sua ajuda. Diga-me como poderei vencer um de seus inimigos, como posso parar a dor de teu povo."

    Os olhos do padre começavam a brilhar pois sua visão não estaria mais naqueles tempos.

    Poderes:



    Omnipresence( 26 PPs)    
    *EFFECT: (teleport) / TYPE: movement / DESCRIPTORS: Divine, faith – wish
    *ACTION: (Move) / RANGE: (Rank) / DURATION: (instant)
    RANK 13
    DESCRIPTION: “Onde houver luz, as trevas temerão minha presença”. Sua ligação com Deus cresce a cada instante que a luz divina aquece seu corpo, dando a Don. Pietro o poder de estar onde o iluminado estiver.

    Our Father (26 PPs)
    *EFFECT: (Elementet control) / TYPE: General/ DESCRIPTORS: Divine,Faith- control  
    *ACTION: (standard) / RANGE: (ranged) / DURATION: (susteined)
    RANK 13
    DESCRIPTION: “ Seja feita a sua vontade, assim na terra, como no céu”. E a terra se dobra ante Don. Pietro, ouvindo seus comandos em nome do Santo pai.


    Omniscience( 24 PPs)  
    *EFFECT: (sense) / TYPE: sensory / DESCRIPTORS: Divine, faith
    *ACTION: (free) / RANGE: (personal) / DURATION: (sustained)
    RANK 8 - Precogniton 4
                 - Postcognition 4
    -Extras:   Linked
                  dimensional
                  sustained
                  Affects others
    DESCRIPTION: “ Aquele que conversa com o senhor, saberá sentir o mundo da forma mais pura” Pietro pode ver o passado e o futuro de forma clara e com isso obter respostas, ficando alheio ao presente.



    isaac-sky
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 485
    Reputação : 25
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por isaac-sky em Sex Jun 23, 2017 12:43 am

    As balas voavam, atravessavam a carne como em instantes anteriores. A nova tatuagem protetora amortece algumas delas mas o Motorista ainda cospe sangue.

    -Chega...de ser peneira - a roupa já deveria estar ficando em frangalhos, perfurações por todo o lado.

    Mas Scott estava determinado a sobreviver. Se precisasse daria uma cabeçada na própria Senhora Morte se preciso fosse.

    Numa combinação ágil de sua tatuagem de cruz o Motorista consegue fechar os piores ferimentos, ao mesmo tempo ele salta sobre ângulos impossíveis como se atravessasse a matéria e o ar.


    Sua mente não compreendia o que via nesse teleporte mas seus pés se moviam com naturalidade.

    "Eu posso pilotar essa coisa?" pensa ao olhar para a nave. O ambiente metálico, cinza, era familiar. Assim como os controles.


    "Omni, pode me ouvir? Eu to na nave, o Fantasma deve ter se afastado com os outros. A hora de embarcar é agora!" - no visor da câmera lateral Scott vê que os soldados haviam lhe identificado e começavam a atirar.

    -Ok, hora de relembrar o curso de vôo Scott - disse a si mesmo, puxou uma alavanca e segurou o manche.
    -Armas, me diz que essa coisa tem armas- identificou o que parecia ser o controle de blasters.

    Ergueu vôo, levantando apenas alguns metros do solo, posiciona a nave lateralmente, os blasters apontando para os soldados.
    Não havia raiva, não havia ódio, pena ou qualquer coisa do tipo. Scott estava muito cansado para pensar nessas coisas. Queria apenas tirar Omni e seus amigos dali.

    Vehicles 18
    isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    19

    (mais um teste de Vehicles se precisar)
    isaac-sky efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    4
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Nimaru Souske em Sex Jun 23, 2017 2:29 am

    Our Father +13
    Nimaru Souske efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    17

    Perception +4
    Nimaru Souske efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    13

    MINDGAME
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 861
    Reputação : 41
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por MINDGAME em Sex Jun 23, 2017 4:58 am

    Agrupados - Lysion Verne XXV e Scott Murdock

    Nave

    Lysion Verne XXV

    Scott Murdock

    Jack Parker

    Minerva Parker

    Garota

    Soldados

    Vulto atravessa com facilidade e entra na nave enquanto Scott decola com perfeição. Os soldados continuam atirando, agora sem conseguir muito efeito, mas é possível notar que alguns estão se dirigindo há tanques e outros pedindo reforço.
    [Off = A menos que queira fazer alguma manobra pesada, Scott , com +18, passa automaticamente nos testes de pilotagem, então nem precisa rolar. O deslocamento da nave é rank 20.
    Há canhões de laser nas laterais da nave (Scott pode usá-los para alvos à frente da nave, multiattack +19 de ataque) e um canhão de fótons na traseira da nave (precisa de outro para ser manipulado e pode mirar alvos atrás da nave, +7 de ataque explosivo).
    Turnos na rodada: Scott > Vulto > Soldados]


    @isaac-sky:
    Scott Murdock escreveu:"Omni, pode me ouvir? Eu to na nave, o Fantasma deve ter se afastado com os outros. A hora de embarcar é agora!"
    Não há resposta.
    Scott começa a se recuperar de alguns ferimentos.

    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: -11
    Condição: Ok
    Luck: -1
    Pontos heroicos: 2
    Pontos de poder: 192 (NP 12)
    @Lyvio:
    Vulto se recupera dos ferimentos sofridos.

    Informações atuais
    Data: Sexta feira 16/12/2016 - Noite
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 2
    Pontos de poder: 186 (NP 12)
    @Nimaru Souske:
    Pietro move a terra por debaixo da grama do grande jardim da catedral e logo revela as fundações da construção a medida que seu poder arranca quase toda a terra do solo, deslisando em alta velocidade entre os paladinos e vítimas afim de atingir o demônio.


    Asmodeus é golpeado e soterrado imediatamente pela grande montanha de terra, o que da tempo para o santo se concentrar.
    Pietro buscava um sinal, uma resposta. Sua oração buscava a luz de Deus, mas sua prece parecia ser respondida pela escuridão.
    Tema:
    O santo perde seus sentidos físicos e se vê em um cenário em tons de cinza. O tempo parece se arrastar vagarosamente enquanto ao longe, em meio a prédios, uma criatura imensurável caminha deixando um rastro de destruição.
    Então Pietro passa a se ver sobre um prédio, junto a Atomic, Isabel, alguns de seus paladinos, templários e outros vultos que parecem aliados, todos olhando para a criatura que, mesmo caminhando sobre quatro patas entre os prédios, ergue sua cabeça acima das nuvens tempestuosas.
    ANGRA MAINYU:
    Pietro sabe, instintivamente, que aquilo não é a forma verdadeira do Arimã. Aquele demônio, cujos poderes só poderiam ser comparados aos do próprio Lúcifer, agora ostentava mais poder do que se quer podia suportar em sua forma original.
    Eis que, surgindo ao lado de Angra Mainyu, uma forma familiar emerge das nuvens encarando o grupo, agora ressumbrando as mesmas trevas que o demônio emana.
    Ohr:
    As ruas parecem vazias, abandonadas, sem sinais de qualquer outro ser vivo em quilômetros, até que, em meio a tempestade cinzenta, legiões incontáveis de anjos e demônios cruzam os céus como um campo de batalha. Mas, no momento em que as primeiras legiões se encontram e se chocam, os sentidos de Pietro são arrancados daquela cena e jogados violentamente de volta através do tempo. Em meio ao turbilhão de fragmentos temporais, o santo vê flashes de alguns artefatos, como se fossem pistas de uma resposta às sua prece.
    Artefatos:
    O Santo finalmente retorna aos seus sentidos básicos a tempo de observar o demônio explodindo a montanha de terra e emergindo dela. Irritado, Asmodeus apenas estende as mãos e volta a drenar a energia dos paladinos.
    [Off = Turnos na rodada: Pietro > Asmodeus]

    Informações atuais
    Data: Sábado 17/12/2016 - manhã
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 15
    Pontos de poder: 196 (NP 13)
    Neith
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 247
    Reputação : 30

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Neith em Sex Jun 23, 2017 10:43 pm

    MINDGAME escreveu:Alice - "É para isso que eu estou aqui, não é?!
    De qualquer forma, quando você acordar, irá conhecer alguém que pode responder mais adequadamente suas perguntas."
    “Ela fica menos enigmática a medida que conversamos. Talvez eu apenas precise fazê-la falar e repetir as perguntas de outra forma.”

    Isabel - Por favor, Alice, ajude-me a encontra-las. Como reconhecerei essa pessoa?

    Repentinamente algo vem à mente de Isabel que passa a esboçar um semblante de desconfiança:

    lembrança:

    MINDGAME escreveu:Voz feminina - "(Tom irônico) Hahahaha! Não é a primeira vez que me confundem com a Harpia... não é pela alma dele, se isso te agrada, mas acho que ele preferiria que fosse.
    Durma bem, Isabel. Nos conheceremos amanhã."
    “Isso fica cada vez melhor! Eu devo estar errada.”



    MINDGAME escreveu:Alice - "Eu vou te contar um segredo: Tudo é perigoso. Todos os momentos podem ser os últimos e as punições nunca são justas.
    Você não deve temer alterar o fluxo do tempo, mas sim fazer a escolha errada.
    Mais cedo ou mais tarde, você vai notar que a linha que separa você daqueles que você deve enfrentar, é muito estreita."
    “Aqui está, a primeira verdade a qual eu temia confrontar! Além de estreita ela parece desaparecer cada vez mais e pergunto-me o que tem me sustentado? Meu amor por minha mãe, Ângela e Ian? Descobrir a existência de uma irmã? Pelo que ainda estou lutando? Só porque acredito que seja o certo a fazer, que posso fazer algo produtivo e bom com meus poderes ao invés de simplesmente omitir-me diante as injustiças e a maldade. Por mais sincero que isso seja: Quanto tempo isso durará?! Por quanto tempo isso bastará?!

    Ainda estou tentando me convencer de que fiz o certo durante a luta contra Oze. Que condená-la a uma eternidade no Abismo foi o melhor que eu podia fazer no momento, pois isso ajudou a salvar 457 pessoas; segundo N0N0M0R1. Entretanto, isso é uma mentira. Todos podem acreditar nisso, que foi o melhor, que eu não tive outra opção, que ela não era inocente, que matou Lara e Atomic e quase me matou; e, talvez, se eu repetir isso incontáveis vezes eu também acredite, mas não será verdade. Eu sei o que senti naquele momento: Nada, a não ser Ira. Eu não pensei se ela merecia ou não, só quis dar um fim em tudo. E, agora, terei que conviver com a culpa de ter condenado alguém a um destino cruel por um ato impulsivo e desesperado; é claro, que isso é no mínimo justo. Ela não merecia, ela não era responsável por seus atos! Assim como as 26 pessoas que morreram saltando contra nós enquanto eu nos protegia ou como minha irmã. Ela também não é responsável pelos atos de Arimã e eu não desisti dela.

    Eu posso esconder-me por trás de meus nobres propósitos e os outros esquecerão milhas falhas, mas mesmo meus propósitos iniciais sendo sinceros, não justificam nada e eu não esquecerei meus erros. Eu fiquei chateada quando Don. Pietro dobrou os joelhos diante a Arimã, foi como trair minha confiança; mas afinal, quem sou eu para julgá-lo? Eu trai a mim primeiro. Eu contribui para a morte daquelas pessoas e condenei outra a viver eternamente em um lugar horrível.”


    Isabel - É por reconhecer o quão estreita ela é, Alice, que eu não posso... Se eu decidir utilizar das mesmas ferramentas que eles; esse pode ser um caminho sem volta. Porque, cada dia a mais eu tenho menos a perder. Se me conhece como suspeito, você sabe que eu tenho uma tendência em fazer péssimas escolhas. Mexer com o fluxo do tempo, não é uma opção.

    “Acredito que estou longe de ser a pessoa boa que N0N0M0R1 pensa ou tão honrada quanto Andrômeda imagina que eu seja. É verdade, eu fiz tudo que fiz guiada por meu coração, porque sinto que eu devo fazer, que eu posso e devo ajudar a tornar o mundo um lugar melhor. Onde pessoas boas não precisam sofrer nas mãos de pessoas e seres cruéis e amargurados. Mas, no meio do caminho eu perdi o controle e fiz escolhas ruins. Ian tenta justificar-me usando de meu cansaço, mas é só o que isso é: uma justificativa para um erro. Erros não devem ser esquecidos e justificados, eles devem ser identificados e se possível corrigidos e jamais serem repetidos.”

    Isabel - Se o que vi acontecer, você sabe que perdei outro aliado.

    MINDGAME escreveu: A garota se aproxima, com um semblante irônico e malicioso.
    Alice - "Ou... pode ter um aliado do outro lado."
    Isabel - Fazer isso, usá-lo dessa forma, pode me levar a Estar do outro lado, Alice. Não sei os seus motivos pra dizer que a linha que me separa de meus oponentes é tênue, mas eu conheço minhas razões e isso basta.
    Sem contar que, pode ser tarde... ou inevitável. Eu tentei, mas não sei como proteger mais minha mente. Não consigo protege-la se quer em meus sonhos. Ele pode tomar essas informações de mim sem que eu precise contar!
    O feitiço se vira contra o feiticeiro!!! Essa noite, eu provei meu próprio veneno. Por sorte ele não obteve a pior das memórias. Se Kadmon souber o que eu vi em seu futuro, as coisas podem piorar!


    MINDGAME escreveu:Alice - "Não sei se algo pode mudar esse futuro.
    Não tente jogar com o Arimã, Isabel. Ele não segue as regras. Nem mesmo as próprias."
    A maga perde o semblante calmo, solta as mãos de Alice e demonstra estar inquieta usando a mão contrária para girar constantemente seu anel  enquanto falava.

    Isabel - Não é isso que estou tentando..."Eu só queria fazer o que é correto, o que é justo. Não acho justo com ele, mas também não é justo com Jessica e ela é só uma criança. Nenhuma criança devia passar por essas coisas. Nenhuma." Sabe de uma coisa: É justamente por isso que nos fracassamos constantemente, nós seguimos regras enquanto eles estão livres delas. Sempre que acaba uma batalha há outra igual ou pior! E eu estou cansada de lutar e... as grandes batalhas apenas começaram. Não vou mentir, eu gostaria de poder inverter esse jogo e conseguir uma vitória. Entretanto, me sinto bem longe de conseguir isso sem me aproximar de ser como aqueles contra os quais me levanto e não quero ser como eles! É egoísta pensar assim?! Talvez sim, talvez não. Eu me questionei se eu devia tentar mudar ou preparar-me para as consequências do que vi e confesso eu não cheguei a nenhuma conclusão; então decidi seguir meus impulsos e provavelmente você está certa e isso foi um grande erro. Eu não sei o que é melhor ou o menos injusto porque nenhuma das opções me parece justa ou correta e não encontro uma terceira saída. Mas, o que está sugerindo que eu faça. Eu não sei se consigo... Não sem me perder no caminho. Você está absolutamente certa quando diz que meu maior risco sou eu, mas talvez quem mandou você dizer isso esteja se baseando em outros motivos!




    MINDGAME escreveu:Alice -  "Talvez, você apenas precise fazer as perguntas."
    Isabel finalmente para de girar seu anel.

    “Eu as fiz. Não consegui responde-las ou não levaram a lugar nenhum. Eu preciso decidir por onde recomeçar e isso não é uma tarefa tão fácil como parece.”

    Müller parecia mais calma, embora apresenta-se um semblante reflexivo.

    Isabel - Alice, você disse que poderíamos achar algumas respostas juntas. Como faremos isso?

    MINDGAME escreveu:Alice -"Bem... isto é um sonho, não é? Use a imaginação!"

    Isabel - Eu suponho que sim. Se está sugerindo que eu posso modifica-lo... eu tenho alguns talentos, mas esse não é um deles.

    Müller observa ao seu redor enquanto recorda-se dos seus sonhos/pesadelos recentes.

    Isabel - Já faz um bom tempo que não sei como é sonhar sem estar sendo guiada ou manipulada por outro. Creio que este sonho também se enquadre nisso, só muda quem está no comando! Mas, não sou eu. É curioso como minha mente costuma ser mais livre quando estou acordada do que em meus sonhos quando deveria ser o inverso.

    Isabel volta a segurar uma das mãos de Alice enquanto olha para a garota. O tom de sua voz torna-se suave e triste.

    Isabel - Desculpe-me, Alice. Eu precisava dizer essas coisas, mas você não precisava escutá-las, nenhuma delas. Você deve saber que toda vez que venho aqui, na dimensão dos sonhos, é ruim. Supondo que seja onde estamos. Cedo ou tarde aquela criatura me alcança, quando percebo sua presença e que trata-se de um sono, geralmente já é tarde. Você diz que te mandaram aqui para me proteger, mas não diz quem te enviou. Confesso que cheguei a pensar que você fosse só mais uma forma dela dar-me esperança e depois torturar-me até a morte. Entretanto, a verdade é que não desejo que aconteça com ninguém o que acontece comigo quando ela chegar. Essa é uma luta pessoal, só quem deve enfrentá-la sou eu. Eu ainda estou tentando entender como fui capaz de escapar da última visita. Se é que posso chamar aquilo de escapar. Após acordar, naquele dia, as coisas começaram a desmoronar como um castelo de cartas diante a um sopro.

    Sem soltar a mão da menina a maga se abaixa para que seus olhos ficassem na altura dos da criança.

    Isabel - Sinto que você conhece minhas desconfianças sobre as razões daqueles pesadelos, com quem desconfio que eles estão relacionados. Portanto, você sabe que por mais que eu tenha desejado achar a resposta e a tenha buscado por toda minha vida eu não achei, mas ao desejar sair eu consegui. Não sei como, não sei a diferença. Você me pede para usar minha imaginação, mas talvez eu tenha perdido a capacidade de sonhar, Alice. Sinto muito, eu só sei como fugir e nem isso consegui fazer direito sem ajuda.

    Durante a última frase Isabel fecha os olhos.

    “Se N0N0M0R1 não tivesse me mandado de volta talvez eu tivesse ficado presa naquela sala.”

    Ao abrir os olhos ela recorda-se do momento em que abandonou todos os seus sentidos pela primeira vez e deparou-se com uma voz demoníaca chamando-a pelo nome e querendo entrar nessa realidade. Era tão absurdo pensar na semelhança daquela sombra com a criatura em suas visões na casa de Blake e com Onimous que a maga ignorou completamente a chance de estarem conectadas e engavetou isso nos cantos mais obscuros de sua mente. Aquilo a salvou de ficar vagando perdida, pela eternidade, entre as camadas do universo. Quando recordou-se de como aquele desmoronamento começou sem querer trouxe à superfície aquela louca coincidência.

    “É absurdo de mais! Eu não vi com nitidez, era minha mente tentando se reorganizar usando quaisquer elementos disponíveis, aquilo não foi real. Não foi real. Não foi. Eu preciso de foco. Eu preciso descobrir quem enviou Alice e porquê.”

    Isabel - Eu queria poder, Alice. Mas eu não posso sonhar, essa é a verdade. Entenda, tudo de bom que eu construo ou que aparece em minha vida ela destrói em meus sonhos e isso tem efeitos colaterais. Não sei o porquê ela faz isso. Embora, desconfie de por quem ela faz, mas também não sei quem ele é. E agora, você me diz que alguém está tentando me ajudar e que sei quem é, mas eu não sei. Não há ninguém com motivos para se preocupar comigo, a única pessoa que teria, há anos, não é capaz de me reconhecer.

    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6839
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Lyvio em Sab Jun 24, 2017 2:57 am

    Lysion percebe Scoot ja na nave e observando zua rota corta caminho para ficar a frente dela ou em alguma posição visível para desativar sua invisibilidade, ativar sua presença aterradora para os soldados e então esperar Scoot abrir a escotilha deixar os feridos dentro da nave e descer para o combate.
    Convidado
    Convidado


    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Convidado em Dom Jun 25, 2017 10:54 am

    Ódio percorreu por todo o ambiente a fim de procurar alguma anormalidade, como um fantasma ela percorreu de quarto em quarto e quando a Sombra reportou que todos estavam bem, Freya deu a ordem:

    "Continue os vigiando, mantenha o mesmo se plano, se ocorrer algum perigo desperte-os. Eu vou até lá."

    "Você tem certeza? E se você ficar em perigo? Você não pode usar todo o seu poder sem mim"

    "Se necessário, acorde-os e depois volte. Esse é um ponto que eu oro para que não chegue."

    Com Shadow ainda cuidando dos demais, Freya percorria os corredores em silêncio com a espada em mãos. Ver sua mãe novamente, após milênios, era algo muito chocante. Desde a ultima vez que viu, Freya era só uma garotinha que ainda não possuía seus poderes, uma menina como muitas outras. Quando fora para os salões de Valhalla ela não encontrou sua mãe, a mesma estava em outro lugar, sua alma apanhada por outras divindades. Odin não recolhia os que não eram fieis a ele, Freya foi uma exceção viva, o porque, até hoje é um mistério, por mais que Odin fosse adepto à sabedoria, e dera seu olho por isso, questionar a vontade dos deuses nunca foi uma boa coisa e nem mesmo Etro sabia as motivações de Odin.

    A Nefilin seguiu caminho, guarda levantada, ela tinha medo que um combate viesse a ocorrer e não podia permitir que fosse atacada de surpresa. Ela chegara no outro quarto, enxergando na escuridão como se fosse natural, aquela era seu ambiente natural, o escuro, nele ela era mais forte, mais capaz, suas habilidades se estendiam, ela estaria em vantagem para se defender se fosse preciso, mas chegar e ver sua mãe novamente assim de perto fazia Freya vacilar, era uma imagem única e especial, um ponto fraco que a Nefilin tentava evitar que os tentassem explorar. Freya queria abaixar a guarda, queria muito, mas não conseguia... O instinto de guerreira já percorria a Nefilin a milênios, Ilusão era algo que não costumava afetá-la, mas agora ela sabia que seus poderes eram só metade do que antigamente eram em Valhalla e por isso ela sabia que podia ser uma armadilha, mas ainda assim... A visão de Abigail a compadecia mais ainda.

    - Mamãe?

    Abigail escreveu:"Não me tema, Freya. Eu não teria passado pela proteção de Ohrmazd se representasse ameaça. Mas suas armas não me incomodam. Mantenha-as se preferir. Eu sou um amigo. Me perdoe por assumir uma forma tão intima entre as suas memórias, mas eu precisava garantir que chamaria apenas a sua atenção. Se preferir, posso me apresentar de outra forma."


    E assim da forma de Abigail, sua mãe se transformou na exata Freya, como se fosse uma réplica. Freya abriu uma expressão de surpresa e decepção e refletiu por alguns segundos, não sabia se podia confiar naquela imagem, ela revelara que não era sua mãe, poderia tê-la enganado mas não o fez. Dizer que se não fosse amiga não teria passado pela proteção de Ahura era uma coisa questionavel, ele estava enfraquecendo e já não se sabia o que era mais forte que ele, mas a Valquiria queria dar aquela pessoa o benefício da dúvida, não se conheciam, o mundo era perigoso e ela parecia estar sendo sincera e mantendo uma postura amigável. Freya então abaixou a arma e a embainhou.

    - Me desculpe por isso. Foi apenas... Precaução. Confesso que ver minha mãe novamente é chocante, é algo que nunca mais esperei que acontecesse. Me desculpe a indelicadeza, mas quem é você? E se não se importa, eu preferiria que assumisse sua verdadeira face, acho que assim podemos nos conhecer melhor e de forma transparente.

    Freya não confiava ainda naquela figura, embora quisesse poder confiar. Ódio ainda devia manter a guarda dos aliados.

    Cópia escreveu:Você e Isabel possuem uma ligação muito mais profunda do que pode imaginar. Assim como seu pai é uma peça fundamental na corrupção desta realidade, o dela reflete a corrupção de outra. Ambas estão destinadas a escolher entre interromper ou finalizar a obra que eles iniciaram. Mas você, Freya, terá a oportunidade de alterar esse destino. Para as duas.

    Novamente, Freya mostrou-se surpresa, ela mesma acabara de saber que Arimã era seu pai e ninguém além das Valquirias sabia o que Isabel era para Freya e agora aquela pessoa falava coisas muito estranhas e enigmáticas, poucas explicações.

    - Isabel é minha escolhida, eu acompanho sua vida desde que ela era jovem, eu torci por ela em todas as dificuldades, eu comemorei com ela cada vitória, e chorei com ela a cada lágrima, por mais que ela não soubesse que eu estava lá. Não pude desviar os perigos de seu caminho porque tudo fazia parte do fim que eu estava reservando para ela, por mais que eu saiba que ela possa recusar. Todos os dias eu orava para que os deuses a guiassem da forma mais sábia possível. Você sabe que meu pai é... Ele... E pelo que diz também sabe quem o pai da Isabel é, algo que nem eu mesma sei e que ele é de outra realidade, que nossa ligação é mais forte do que penso e que temos um destino, como sabe dessas coisas?

    Se o pai de Isabel for mesmo um viajante dimensional faz sentido que Ruth fique tão perturbada ao falar dele. Ruth sabe de coisas que uma pessoa comum ainda não está preparada para saber.
    isaac-sky
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 485
    Reputação : 25
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por isaac-sky em Dom Jun 25, 2017 12:00 pm


    "Que nem andar de bicicleta" - pensou Scott ao puxar o manche. A familiaridade com os controles e o talento natural do Motorista com veículos se mostravam muito úteis agora.

    Quem sabe ele também poderia ser chamado de O Piloto um dia.

    A nave é atingida pelas balas mas não é avariada para alívio de Scott.

    Movendo a nave lateralmente sem aumentar a altitude ele tenta um melhor posicionamento para ver o que está acontecendo dentro da Instalação.

    "Vamos Ominous. Vamos...Eu não vou sair sem você. Sabe disso" pensava preocupado. Inconscientemente pedia a seu mestre Kthanid pela segurança dela.
    Por mais estranho que fosse o pedido tinha fé de que ele poderia ajudar se quisesse.

    E então viu o Fantasma carregando seus aliados, vindo da floresta para a base.

    "Cacete Vulto, você tá voltando pra base!?" - posicionou a nave para ficar entre os soldados e o Fantasma.
    Com um botão vermelho abriu a escotilha para que entrassem.

    -Como eles estão? - perguntou a Lysion.

    Enquanto subissem ele prepara as armas, trava mira e dispara com os canhões a laser nos soldados.

    (Ataque Canhões Laser em múltiplos soldados)
    isaac-sky efetuou 5 lançamento(s) de dados (d20.) :
    3 , 14 , 12 , 15 , 3
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6839
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Lyvio em Dom Jun 25, 2017 7:16 pm

    Lysion adentra a escotilha aberta por Scoot, ele estava preocupado com os demais porém eles pareciam ainda estarem vivos então responde a indagação do motorista:

    -Parecem respirar, com dificuldades, mas respirando... Agora vou descer e exterminar o resto deles! Sugiro que afaste-se, eu cuidarei deles sozinho e aquela moça terá minha cobertura, não esqueça os tanques talvez perfurem a blindagem da nave.



    Lysion atravessa as paredes da nave e olha o terreno abaixo, os soldados concentravam tiros contra a nave e se dirigiam para os tanques de guerra, sem dúvida o calibre dos tanques poderiam perfurar a Blindagem da nave, mas Lysion se aproxima o máximo que pode com sua PRESENÇA ATERRADORA ativada apenas para os soldados na tentativa de aterroriza-los, inclusive os soldados dentro dos tanques.

    O Príncipe solitário não iria permitir que a Empirikus atrapalhasse seus planos ficando em seu encalço, tinha muito a fazer, dois demônios para matar uma irmã e um pai para encontrar, fora o fato de proteger a população das ameaças e males, não, não seriam eles que iriam atrapalhar, ninguém o atrapalharia em seu objetivo de proteger a população, nem a morte o impediu, como meros humanos poderiam fazer isso!?

    A expressão do fantasma era séria, ele encarava os humanos desesperados atacando-o com suas armas que não o afetava. Eram meros soldados comuns, porém, com a mesma mentalidade doentia de seus superiores. A era dos humanos proteger as pessoas chegou a seu fim, era a hora das aberrações tomarem isso para si e assumirem tais responsabilidades.

    -Escutem soldados da Empirikus, vocês não mais irão interferir em meus planos! Sequer perseguir aqueles que, apesar de terem bom coração serem considerados ameaça iminente para vocês. Mesmo que eu não os extermine de vez farei o maior estrago que puder, preparem-se... Todos vocês  e irão sofrer no mundo dos mortos servindo de alimentos para todo tipo de criatura nefasta que lá reside!

    Vocês não tem mais salvação, suas mentes já foram lavadas por seus superiores, não me resta outra alternativa a não ser expurga-los para sempre desse mundo! Agora, conheçam o PORTAL DO MUNDO DOS MORTOS! Sintam-se agraciados com isso, pois essa é minha habilidade mais poderosa!


    Lysion então aponta para os inimigos e tudo parece escurecer então um Reaper gigante surge de frente para a entrada da Empirikus, lentamente ele abre seus braços e seu manto se estende mais e mais, por fim ele fecha seus braços envolvendo a todos alí, por fim ele se estreita como um pedaço de pano sendo espremido e desaparece levando consigo aqueles que sucumbiram. Tudo parece clarear.

    Reaper:

    -Adeus!

    Dizia ele para os que sucumbiram mantendo também sua presença.
    Conteúdo patrocinado


    Re: O Sepulcro dos Falsos Deuses - Capitulo I

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Set 21, 2017 9:59 pm