Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Sumidouro do Diabo - P41N

    Compartilhe
    Shmul
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 381
    Reputação : 0

    Sumidouro do Diabo - P41N

    Mensagem por Shmul em Qua Jan 11, 2017 11:16 am

    Trinta anos haviam se passado desde seu desligamento, mas que mais pareciam uma eternidade para uma alma que esta em uma prisão metálica apenas com seus pensamentos. Não pensamentos claros de ordem consciente, mas sonhos estranhos e obscuros de uma vida transcendida há muito tempo.

    Já não lembrava suas motivações ou o porquê de ter aceitado aquela evocação. Provavelmente algo que não conseguiu resolver em vida o fizera aceitar aquela pulsão de vida, algo como uma segunda chance, ou seria na verdade uma maldição? Estaria fadado a viver a eternidade naquele corpo?

    Mas espere, existe mais alguém ali no vazio. Uma presença maligna. Algum tipo de demônio? Ou sua alma havia se dividido?

    O fato é que um estranho turbilhão agora o acordava de seu coma e o dragava de volta para o mundo “externo” ou “real”. Era aterrorizante! Engrenagens se mexiam... e veio um baque surdo.

    P41N podia enxergar novamente através daquelas fendas que se assemelhavam a olhos, e ardia, apesar do ambiente apresentando pouca luminosidade. Ele vislumbrou três criaturinhas verdes em volta dele, mas que se afastavam com medo conforme o Clockword se mexia. Um quarto elemento pode ser visto de relance, saindo pela porta da cabana em que estavam. Tinha a estatura de um humano, estava encapuzado e todo de preto.

    - Blix, ele esta se mexendo. Vamos todos morrer. Bem que nosso mestre nos avisou – guinchava uma das criaturas.

    - Mantenha distancia e se acalme, Ranho. Não vamos nos precipitar. Ele pode nos ser útil. Além de que podemos desvirar aquela chave e desliga-lo novamente. – disse o Blix, que era o mais altivo dos três e não parecia amedrontado.

    Off::
    Sua localização aproximada é nos arredores da cidade de FORLORN, e esta muito frio. Se bem que eu não sei se o Clockwork sente frio.
    Garrett Hillestad
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 15
    Reputação : 0

    Re: Sumidouro do Diabo - P41N

    Mensagem por Garrett Hillestad em Qui Jan 12, 2017 11:59 pm

    P41N abriu os olhos. Examinou o ambiente à sua volta, o lugar decrépito e arruinado que servira de esconderijo, prisão e até mesmo lar para o Clockwork em seu sono aparentemente interminável. Em seguida, examinou as pequenas criaturas que estavam em sua frente. Eram de formato levemente familiar. Logo, essa familiaridade se tornou reconhecimento, conforme voltavam imagens e flashes à sua cabeça de lata. Confuso, ergue-se, cauteloso com as criaturas.
        Imagens de sua vida anterior ao desligamento começam a vir, aos poucos. Imagens de seres iguais àqueles sendo torturados, esfolados e espancados por P41N aparecem lentamente em sua memória. Sabe que, até onde ia seu conhecimento, aqueles goblins não eram grande problema para ele. Mesmo assim, ao ouvir (e entender) sobre a chave, assume uma posição mais defensiva, pronto para atacar, com os próprios braços e punhos, qualquer um deles que se aproximasse.
        Abre a boca para falar, mas nenhum som sai. Tenta novamente, para apenas alguns ruídos baixos e inaudíveis saírem. Finalmente, na terceira tentativa, uma voz metálica, enferrujada e baixa se faz ouvir:
        —Quem são vocês? Do que precisam?
        P41N conhecia a natureza daqueles repugnantes monstrinhos. Sabia que, se quisesse qualquer coisa sem ser na base da violência, teria que dar a eles o que queriam. Ou, no máximo, fazer o suficiente para pegar o que precisasse e sair. Para onde iria, não tinha a menor ideia ainda. Valia a pena ouvir o que eles teriam a dizer.



    OFF:
    Bom, só para definir, a imagem do P41N é mais ou menos essa:

    Só que sem o canhão na mão, um pouco mais velho e detonado e um pouquinho (pouco msm) mais de definição no rosto, com uma boca (que ele usa pra falar, no caso).
    Ele não chegou a prestar atenção no homem, ele só viu de relance e de canto de olho.  
    Shmul
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 381
    Reputação : 0

    Re: Sumidouro do Diabo - P41N

    Mensagem por Shmul em Seg Fev 06, 2017 1:14 pm

    O goblin mais altivo respondeu ao Clockwork - Me chamo Blix e sou o líder deste pequeno bando. Estes outros são Ranho e Grunhido. Nós lhe trouxemos de volta à vida e queremos que nos recompense. Trabalhe para mim por algum tempo. Você deve fazer algo de útil com todo este tamanho, não é mesmo, cara de lata!? - então Blix gargalhou, bem como Ranho. Grunhido se esforçou para gargalhar também, porém sem sucesso.

    Quase todo movimento que P41N fazia assustava os goblins, exceto Blix. Todos mantinham uma "distância segura" do "constructo", e portavam armas, apesar de não estarem desembainhadas.
    Garrett Hillestad
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 15
    Reputação : 0

    Re: Sumidouro do Diabo - P41N

    Mensagem por Garrett Hillestad em Qua Fev 08, 2017 9:50 pm

    Encarou o que se dizia líder. Era uma figura um tanto quanto nojenta e aparentemente cheia de si. Poderia muito bem trabalhar para eles de graça, mas não convinha facilitar para eles. Imaginava que não poderiam lhe oferecer nada realmente útil como o que tinha antes. Um cargo importante, onde viver, uma vida até então livre de problemas maiores, diversão. Avança um pouco, de forma brusca, apenas para ver se assusta algum deles.
        —O que eu ganharei em troca, se trabalhar para vocês? O que querem que eu faça? Vocês estão mais para um bando de criaturas asquerosas de esgoto, que não podem me oferecer nem mesmo um lugar para ficar.
    Continua a encarar o líder, mas fica esperto com os outros, evitando qualquer forma de flanqueamento deles.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Sumidouro do Diabo - P41N

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Dez 12, 2017 5:53 pm