Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Compartilhe
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Sab Jul 08, 2017 8:42 pm

    Trilha Sonora Encerramento de Capítulo:

    O sol nascia calmo em Nihil, nem parecia que tinha passado por momentos difíceis. Mas a prova estava no rastro de destruição deixado na floresta. Até quando isso continuaria? Assim que Esha se afastou do príncipe, Rhaenee a ameaçou duramente de morte. Esha lançou um olhar de raiva para a guarda-costas e a olhou da cabeça aos pés. Porém por causa do chamado de Chacal, não insistiu. Foi embora resmungando:

    - Seu eu soubesse tinha feito quando ele estava amarrado...

    O grupo de Chacal partia em direção ao caminho aberto na floresta, Gail lançava um olhar surpreso para amiga, e estava um tanto receoso. Quando ela se colocou em sua frente e fez alguns questionamentos, o príncipe reclamou:

    - Vergonha? Por que? Não tenho culpa de ter nascido bonito - Terminou sorrindo orgulhoso, mesmo estando cansado.

    Quando o grupo de Chacal se afastou o bastante, o príncipe e Marin sentaram-se no chão. Gail cochichava algo com o evo. O comandante sugeriu que o caçador contasse sobre os últimos acontecimentos e foi o que Chui fez, mesmo com pesar. Durante toda sua fala, o príncipe o observou calado, mas seus olhos arregalaram-se surpresos quando foi mencionado que Chacal era pai de Chui. Rhaenee tentou falar algumas coisas que animassem o amigo, até mesmo Marin tentou apoiá-lo.

    - Rhaenee tem razão - Completou Rosso - Eu estava preso quando fomos levamos, e presenciei tudo. Chui foi muito firme, mas desde o começo eu soube que ele estava mentindo. Estou orgulhoso de Chui e também de vocês. Apesar de alguns não servirem para serem soldados - Disse isso lançando um olhar para o príncipe - Mas isso não importa. Rhaenee melhorou muito a sua mira e o príncipe lutou com coragem. Marin também está se saindo um soldado confiável. E o mais importante é que estamos juntos e que somos uma equipe, e uma equipe é apenas um.

    Quando a guarda-costas reclama sobre a demora, o comandante responde:

    - É importante ficarmos aqui, não podemos arriscar ficar muito tempo nesse planeta. Só poderemos relaxar quando sairmos.

    Bloo já dormia aconchegado nos braços de Ray. O príncipe ainda estava pensativo sobre os últimos acontecimentos, ele olha para o caçador em silêncio por alguns momentos, mas não demora a dizer algumas coisas:

    - Chui... Certa vez uma garota baixinha e mandona, me disse que uma pessoa não pode ser julgada pelos atos de seus pais - O príncipe lança um olhar para a guarda-costas, depois voltou-se para o caçador novamente e completou - Eu não tenho mais motivos para desconfiar de você. Obrigado por ajudar a salvar a todos. Então...Somos amigos de novo?

    Gail fez um sinal de soco para o caçador pudesse bater de voltar e selar a amizade, depois fez o mesmo com Marin:

    - Desculpe aquela nossa briga... Mas acho que você entendeu meus motivos...E é normal amigos brigarem, pergunte a Ray que ela confirmará. Então, é meu amigo também? Certo?

    Em seguida, o príncipe soltou um bocejo longo e olhando para Rhaenee e o Bloo, comentou:

    - Muito esperto esse Bloo...

    A criança dormia ainda tranquilamente nos braços da guarda-costa. O corpo do gigante morto fazia parte da paisagem, por sorte, não estariam ali para vê-lo se decompor. Não demorou para a nave de Chacal chegar. Eles estacionaram ao lado de Seleucia e fizeram os procedimentos para passar o combustível. Depois entregaram um gerador sem defeitos para Rosso. Esha não se aproximou do príncipe dessa vez, embora ainda o encarasse, dessa vez com o olhar frustrado. Depois dos procedimentos, o chefe ajudou seus homens e ao se despedir, disse para o grupo de Rosso:

    - Não costumo aceitar acordos tão facilmente. Mas aí está o que pediu. E comandante, cuidado com o que faz com o meu filho - Em seguida Chacal lançou um olhar para o filho e disse - Fiz o que achei que era melhor para vocês. Adeus.

    O chefe pareceu ficar sem jeito por alguns segundos, um silêncio incomodo perdurou por um momento antes que o grupo de bandidos fosse embora. (Chui pode aproveitar se quiser dar umas palavras ao pai.) Rosso os chamou para entrar de volta em Seleucia. Assim que passam pelo Hangar podem sentir o alívio de voltar para um lugar seguro, a nave agora parecia um lar confortável e convidativo. Mas Rosso não perdeu tempo, os guiou direto para a cabine de comando, não queria ficar nem mais um minuto em Nihil. Por sorte Gail não reclamou e concordou em saírem. Talvez mudou de ideia por causa dos últimos acontecimentos. Bloo teve que ser acordado para o colocaram em uma cadeira segura e com cintos. Rhaenee foi a co-piloto. Sem problemas, Seleucia partiu finalmente do planeta selvagem e desconhecido de Nihil.

    Fim do Capítulo




    Obrigada por jogarem mais um capítulo!
    Off: podem postar aqui se quiserem, ou tudo no próximo, mas não deixem de reagir a esses acontecimentos daqui.

    Próximo capítulo:Capítulo 5
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Dom Jul 09, 2017 9:31 am

    A guarda-costas encarou a mercenária de volta, sem nenhum medo. Tinha muito mais confiança do que antes. Sentia que estava crescendo também.

    - Convencido! - a garota fez uma careta para o príncipe, mas não desmentiu. Afinal, ele era bonito mesmo.

    Ficou surpresa com a tentativa de Marin de também aconselhar Chui. O evo estava descobrindo seus sentimentos e agora ela conseguia entender um pouco mais de sua maneira de se expressar. Sorriu de leve. Gostava muito daquela equipe.

    - Ahááá, comandante. Agora você gosta da gente, né? - Rhaenee riu alto e provocou Rosso, relacionando diretamente com a discussão que tiveram quando pousaram em Nihil pela primeira vez.

    Ela observou Gail fazer as pazes com os garotos e sentiu um pouco de felicidade de vê-lo crescer um pouco, abandonando seus preconceitos e orgulho aprendidos no castelo. Sorriu para ele e observou Bloo em seus braços, fazendo um carinho de leve nos cabelos do alienígena.

    - Eu me pergunto qual é a história desse pequeno...

    Então os suprimentos chegaram e finalmente eles também poderiam descansar. Nem lembrava mais sobre a história do meteoro, mas teria acompanhado o garoto mesmo agora. Após a decolagem, a menina já estava mais tranquila e permitiu-se olhar para trás e dar um pequeno sorriso. Essa experiência a fazia pensar que tinha ficado tempo demais presa por medos bobos. Tudo o que queria fazer agora era restaurar Primus e, depois, acredita que poderia ser sincera sobre tudo aquilo que tinha conseguido finalmente admitir para si mesma.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Dom Jul 09, 2017 5:36 pm

    O comandante completou a conversa com um resumo geral do que havia conseguido observar. O evo concordava com ele em cada um dos pontos citados, e até ficou um pouco feliz por ser visto como um soldado confiável. Também acreditava que seria melhor deixarem o planeta o quanto antes, tanto por causa das ameaças nele quanto pelo cansaço que se abatia sobre todos. Marin passou a mão no rosto, na parte onde recebera os socos, e ainda dedicou algum tempo a analisar a situação de sua prótese. Perguntava-se se aquela região do corpo ainda doeria depois de algum tempo.

    Assistiu ao pedido de desculpas de Gail para Chui como se já esperasse por isso. Ainda estava sentado no chão quando o príncipe também lhe pediu desculpas, e dessa vez surpreendeu-se um pouco. Não havia pensado naquilo como uma briga na verdade, então nem sentia que precisava perdoar Gail por algo, mas apreciou o gesto.

    - Certo.- Respondeu depois da surpresa inicial. Depois, olhou discretamente para cada membro do grupo como se quisesse guardar aquele momento. Mais do que ninguém, sabia o quanto valia uma boa memória. E ficou feliz por tê-los conhecido tantos anos após sua criação.

    Não chegou a prestar muita atenção no retorno dos bandidos e o pai de Chui que realmente trouxeram o que fora pedido/exigido. Estava cansado e pronto para finalmente retornar à Seleucia, sem sequer preocupar-se com o próximo destino da nave. Quando os mercenários se retiraram e Rosso os chamou para dentro, Marin levantou-se do chão e seguiu com os outros. Depois disso, aprontou-se como sempre e aproveitou a partida.

    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 349
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Dom Jul 09, 2017 10:18 pm

    Chui continuou em silêncio depois de ter dito tudo sobre seu pai. Agradeceu o carinho dos amigos com um aceno de cabeça e uma tentativa de sorriso, mas o cansaço e a melancolia não lhe permitiam fazer mais que isso. Era doloroso tocar no assunto, mas gostou das palavras de incentivo de Ray e Marin, e foi reconfortante ouvi-las. Até mesmo Gail foi muito gentil. Chui esticou o punho fechado e bateu de leve na mão do príncipe, dizendo:

    - Nunca deixamos de ser.

    Um sorriso mais natural apareceu nos lábios do caçador. Finalmente se sentia bem, mesmo baqueado, embora soubesse que as lembranças ainda voltariam a atormentá-lo por algum tempo. Mas, se permitiu aproveitar o momento e a bela paisagem que se formava, com um toque especial de um gigante caído. Quando o Chacal e sua trupe retornou, Chui apenas aceitou os suprimentos, mas não disse nada a ele, mantendo-se quieto. Não queria demonstrar o mínimo de compaixão com aquele homem, mesmo que talvez pudesse estar exagerando, não era assim que pensava.

    Depois do silêncio constrangedor que se formara, Rosso os guiou de volta para Seleucia, onde a muito custo decolaram para longe dali. A atenção de Chui variava, e nem saberia dizer o que os amigos estavam fazendo, nem mesmo Bloo. Sua cabeça ainda trabalhava remontando memórias do passado com o Chacal em uma casa de família e uma mulher sem rosto cuidando de Chui e Ashanti. Deixou essas lembranças se perderem entre as estrelas.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Nov 22, 2017 6:30 pm