Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Compartilhe
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Qui Mar 30, 2017 8:32 pm

    ---> Cena Corredor de Seleucia (Ray,Chui)

    Com Rhaenee protegendo suas costas, Chui avança até a porta de Gail com a lanterna em mãos. Por causa da falta de energia, o caçador precisou abrir a porta manualmente, que era de correr e se abria para cima. Normalmente bastava apertar um botão para isso. Depois de abrir a passagem, Chui caminhou pelo quarto escuro e iluminou com a lanterna o cômodo. Os quartos eram pequenos e só cabiam uma cama e um armário. Rhaenee seguia o caçador. Com a luz da lanterna, os dois viram Gail dormindo em sua cama, a espada com o brasão da família Arkadia estava localizada acima de seu travesseiro. Ele parecia dormir tranquilamente:

    Gail dormindo:


    O príncipe ainda dormia, mas parecia ter notado algum movimento, pois começou a falar meio sonambulo:

    - Ray... Me concede... A honra desta dança...

    Depois de suas palavras um pouco constrangedoras, Gail é despertado por um de vocês (escolham que foi e como fez). Ele pisca por causa da luz da lanterna, estava usando roupas de dormir, uma camisa sem manga e shorts também. Ao ver vocês ele fica confuso, mas não perde a oportunidade de provocar a amiga:

    - O que aconteceu? Por que a Ray está usando roupas infantis? Teve pesadelo?

    ---> Cena quarto de Marin (Marin)

    O evo estava vulnerável, nem conseguia ficar de pé, isso era terrível, ainda mais se tivessem sendo atacados. O remédio que tomava não estava sendo tão bom. O comandante observa Marin tentar se levantar. Mesmo perante as palavras de Marin, Rosso não aceita e responde:

    - Jamais devemos deixar um soldado para trás. Essa é uma das regras que criei. Vamos logo, não podemos deixar os outros sozinhos. Se ficar aqui terei mais trabalho voltando para te resgatar. Sabe que eu não te deixaria morrer. Você é uma força importante para o grupo. Se precisa esperar se recuperar, vai ser perto de nós. Será mais útil assim.

    Rosso pega a arma do evo e a coloca pendurada nas costas de Marin, depois coloca o braço dele sobre seu ombro e faz força para que o evo se apoiasse nele para andar, Rosso era bastante forte e alto.

    - Apoie-se em mim e pare de delirar falando bobagens se não te coloco na penitência depois...  

    Depois o comandante coloca o evo em cima de seus ombros, e após garantir que Marin estava bem apoiado, o comandante vai sair junto com o evo para o corredor, isso se Marin não for contra ou fizer alguma coisa diferente...
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Sex Mar 31, 2017 6:43 pm

    Ray arregalou os olhos e balbuciou feito doida quando ouviu as palavras do príncipe. Ela olhou para Chui e tentou se explicar e fazer suas palavras (ou silabas amontoadas) sobreporem a voz de Gail, mas vendo que não conseguiria, ela tomou o impulso de largar a cobertura a Chui e praticamente se jogar na frente da cama, sacudindo Gail sem a menor delicadeza, com o único braço e muito vermelha, usando até o recurso de estapeá-lo no braço se fosse necessário.

    - H-hora de acordar!! Ch-chega de sonhar besteiras!!!

    Seu coração batia tão rápido que ela não conseguiu nem se irritar muito quando ele falou das roupas infantis. Sua mente fantasiava a cena e o motivo pelo qual o príncipe a imaginava.

    - As luzes se apagaram. Algo aconteceu. e... levanta daí.

    Talvez Chui tivesse mais condições de explicar. Então teve uma irritação retardatária, acrescentando:

    - E esse é o meu pijama, seu tonto. Qual o problema dele?? - desviou o olhar. Se antes já era dificil olhar pra ele sem pensar na cena do banho, agora era mais difícil ainda. pelo menos tinham um contexto de situação que os obrigava a mudar de foco
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 349
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Sex Mar 31, 2017 8:24 pm

    Com cuidado, Chui ia se aproximando de Gail para acordá-lo, mas as palavras do príncipe o pegaram desprevenido. Automaticamente, sem conseguir refrear, Chui lançou um olhar curioso para Ray, e logo viu que ela estava vermelha. Não era para menos: não bastasse o fato de Gail estar sonhando com ela, era uma cena de baile ou algo assim, quiçá um casamento! Mas o caçador evitou tocar no assunto com a garota, mesmo que sua curiosidade e espanto quisessem fazê-lo. Era uma situação delicada e de perigo iminente, e tocar no assunto com Ray poderia lhes causar problemas. Além também de deixá-la desconfortável, o que Chui gostaria de evitar, agora que sabia como era timidez em relação às mulheres...

    Depois de Rhaenee sacudir o príncipe feito doida, quando ele acordar, Chui vai tentar explicar em poucas palavras o que estava acontecendo.

    - Ouvimos uma explosão e a energia acabou. Rosso foi acordar Marin, vamos nos juntar a ele e investigar.

    Ray falou irritada sobre os pijamas, mas talvez nem ela tenha reparado que ele e Gail vestiam praticamente o mesmo tipo de roupa...
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Sex Mar 31, 2017 10:02 pm

    Marin não tinha intenção de contrariar o comandante depois de ouvi-lo argumentar. Já esperava por uma resposta assim do comandante, mas tentou a sorte pois não queria correr o risco de ser um peso para os outros, além de que detestava ser visto tão vulnerável. Assim, apoiou-se em Rosso e permitiu-se ser carregado para junto dos outros.

    - Tudo bem...- Respondeu depois de ouvir sobre a penitência. Manteve a cabeça baixa, frustrado com o sonho e sua situação atual, também irritado e um pouco nervoso com a possibilidade de estarem sendo atacados na Seleucia. Porém, pouco a pouco retomava sua expressão facial indecifrável, de aparente calma.

    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Sab Abr 01, 2017 11:03 am

    O príncipe fica confuso com a agitação e as informações confusas dadas por Ray, ainda tinha uma expressão de sono no rosto. Chui explica melhor, embora tenha sido breve em suas palavras. Gail então pega sua espada e se levanta tomando cuidado exagerado para não esbarrar na guarda-costas. Em seguida não resiste e provoca mais um pouco Ray com um sorriso:

    - É tão bruta, mas usa uma blusa com a cara de coelho...

    Gail faz questão de vestir uma camisa melhor por cima da que estava usando e pergunta confuso, ainda estava tentando entender porque o acordaram:

    - Uma explosão? Estamos sendo atacados? É por isso que Ray está tão violenta?

    Então ele sai do quarto acompanhado de Chui e Rhaenee. Logo vocês veem o comandante chegar perto de vocês com Marin nos ombros. Era uma cena estranha, pois não sabiam o que tinha acontecido com o evo. Mas logo Rosso explica:

    - Marin está se sentindo fraco por causa do remédio para dormir. Quase não consegui acordá-lo. Agora precisamos ir até a sala das máquinas ligar essa energia. Se não podemos até ficar sem ar. Mas preciso que alguém carregue Marin por mim. Rhaenee não pode fazer isso por causa do braço e porque duvido que tenha força para isso. Chui até poderia tentar, apesar de ser mais baixo, mas preciso do seu poder de fogo caso tenha inimigos na nave. Então sobra Gail, que é alto o bastante para aguentar o peso de Marin.

    Rosso lança um olhar para todos e coloca Marin no chão, deixando apenas o braço do evo sobre seu ombro, apoiado. Em seguida começa a dar ordens:

    - Chui e Rhaenee vão atrás, Gail e Marin no meio, eu irei na frente. Entendidos?

    O príncipe ouve as ordens, olha para o evo com uma expressão neutra e concorda com um movimento da cabeça. Se aproxima e pega o braço de Marin colocando-o no próprio ombro. Deixando que o evo coloque o peso todo sobre ele para ajudá-lo a andar. Marin conseguirá dar passos com dificuldade, enquanto se apoiar no príncipe. Era uma situação estranha, ainda mais porque Gail já tinha sido agressivo antes com Marin, porém agora parecia aceitar bem as ordens.

    O grupo caminha pelos corredores escuros, Rosso vai abrindo manualmente as portas. Vocês chegam ao lounge sem ver qualquer inimigo, mas era assustadora a escuridão por toda parte, além do receio de poder encontrar inimigos. O lounge estava vazio e silencioso. O comandante os guia para a direita, logo no começo do Lounge, abre manualmente uma porta que dá para a sala das máquinas. Havia todo tipo de fios, maquinários e painéis pelo cômodo. Rosso ilumina tudo com sua lanterna e ao verificar que não tinha inimigos, dá ordens:

    - Entrem todos, Chui e Ray vigiem a entrada, avisem se verem algo estranho. Aqui parece seguro.

    Imagem da Sala de Máquinas:


    O comandante então começa a procurar pela manivela manual de energia de emergência. Enquanto faz isso, confia que Chui e Rhaene estão cuidando bem da entrada. Gail ainda estava aguentando o peso de Marin, os dois tinham alturas semelhantes. O príncipe aproveita que estavam esperando para fazer uma pergunta para o evo, embora estivesse um pouco sem jeito:

    - Se sente melhor? Esse seu remédio não parece muito bom... - Depois se vira para os outros e pergunta - Vocês acham que tem mesmo algum inimigo na nave? Mas como entrariam? Poderia ser só uma falha nas máquinas...

    Chui e Rhaenee estavam lado a lado na entrada, mas podiam ver e escutar tudo que acontecia no cômodo das máquinas. (Todos rolem teste percepção dado 10 + inteligência, CD10, se passarem vão notar uma sombra pequena se formando nos ombros de Rosso, que procurava distraído pela manivela).
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 349
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Dom Abr 02, 2017 2:08 am

    Gail acordou e voltou a implicar com Ray e suas roupas, mas parou depois da explicação de Chui. Assim como ele, o príncipe parecia não entender o que estava acontecendo, e o caçador começava a ficar bem preocupado. E essa preocupação só aumentou, pois quando saíram do quarto, armados, para o lado de fora, encontraram comandante Rosso carregando Marin nos ombros. Chui logo se apressou a perguntar:

    - O que acon... - mas o comandante já havia começado a explicar, avisando que era efeito colateral do remédio.

    Rosso então pediu para que Gail apoiasse o evo e o carregasse. Para surpresa de Chui, o príncipe não recusou, tampouco fez careta. Amparou Marin e todos seguiram na formação que o comandante dissera. Tudo estava mais silencioso e escuro, deixando uma aura de tensão sobre eles, que houviam apenas a própria respiração e som de seus passos. Chui firmou a arma quando entraram na sala de máquinas, e respondeu a Rosso quando ele o mandou ficar de guarda.

    - Entendido, senhor!

    O caçador manteve-se próximo à porta, mas não colado a ela, assim poderia ter um tempo maior de reação caso algo acontecesse. Comentou com Ray, em voz baixa, de forma que somente ele e ela ouvissem:

    - Acha mesmo que foi só um problema de maquinário?

    Mal prestava atenção no que Gail e Marin conversavam, e nem se interessava no que Rosso fazia. Manteve-se de guarda na porta, tentando perceber qualquer movimentação no exterior ou ruído que indicasse o que estava acontecendo lá fora.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Seg Abr 03, 2017 7:47 pm

    Ainda apoiado no comandante, Marin encontrou os outros no corredor. Saiam do quarto de Gail, que provavelmente também tivera problemas para acordar, e agora estavam ali, já preparados com suas armas. Rosso tratou de explicar a situação do evo, que continuou cabisbaixo e claramente incomodado por estar momentaneamente incapacitado. Para Marin era desagradável ouvi-los falar sobre quem o carregaria, independente de quem fosse, mas não deixou de se surpreender quando Gail aceitou a tarefa sem reclamar. Sabia que o príncipe não se recusaria a ajudar, mas esperava ao menos uma expressão de preguiça ou algum protesto.

    Assim o grupo seguiu como Rosso havia ordenado. Marin manteve-se atento para que pudesse ao menos alerta-los caso percebesse algo fora do comum, sendo especialmente atencioso com a chegada no lounge. Até então nada fora encontrado e a tensão seguia viva no ambiente, por que a qualquer momento um inimigo poderia revelar-se. Ou, se tivessem sorte, alguma coisa havia explodido sozinho ou algo do tipo e isso causara a falta de luz.

    O evo franziu levemente a testa quando percebeu que logo estariam na sala de máquinas. Era infantil o suficiente para que seu desgosto por máquinas, como as que imaginava poder encontrar lá, o deixasse um pouco irritado por ter que entrar na sala. Logo o comandante abriu a porta e então entraram, com Chui e Ray ficando responsáveis por vigiar a entrada, enquanto Marin ocupava-se vendo se a fraqueza estava diminuindo ou não. Foi quando ouviu Gail, sendo obrigado a concordar com o príncipe a respeito do remédio.

    - Não sei...talvez eu consiga me movimentar naturalmente em pouco tempo- Disse mesmo não acreditando muito nisso. Não tinha ideia da duração do efeito daquele remédio e também ainda não havia pensado no que faria se inimigos aparecessem. As perguntas levantadas pelo príncipe o faziam duvidar que realmente houvesse um inimigo, afinal não seria nada fácil entrar na nave como um intruso.- Acho que pode ser algo assim... mas se alguém entrou, provavelmente foi em Duos... nenhum de nós estava com a nave enquanto era abastecida. Talvez.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Seg Abr 03, 2017 8:18 pm

    - Cala a boca. Não tive esse luxo de ficar me arrumando - rosnou para o príncipe e depois o encarou raivosa de novo. - Não me faça te bater. Não podemos fazer barulho - justificou, com o rosto corado.

    Ray olhou preocupada para Marin. Ele ainda enfrentava tantos problemas que eles desconheciam a origem... Ela observou Gail com atenção, esperando que sua birra com ele já fosse passado. Assim, ficou tranquila por ele ter conseguido fazer isso sem reclamar.

    Agora que estavam todos juntos, ela se sentia muito melhor. Se estivesse sozinha naquela escuridão, ficaria com muito medo. Ela assentiu em silêncio aos comandos, sempre de olho em Chui, para agirem juntos.

    - Eu acho difícil. Naves assim não dão defeitos tão básicos de repente. Eu tenho medo de pensar o que pode ser... - comentou com ele.

    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Seg Abr 03, 2017 9:47 pm

    Enquanto o comandante procurava a manivela, o grupo conversava e indagava a respeito da explosão. Gail ouve a resposta de Marin e começa a achar que Rosso estava demorando, ele movimenta seu braço um pouco e tenta endireitar melhor a posição, talvez estivesse cansando com o peso do evo.

    - É só pedir um remédio novo da próxima vez, algum que não te deixe assim... - Aconselhou Gail, depois comentou sobre a nave - É uma boa teoria, se tiver algo aqui, está desde que paramos em Duos. Mas eu duvido, acho que já teria aparecido antes se tivesse... Será que ele vai demorar mais?

    Rhaenee se mantinha desconfiada, por causa de seus conhecimentos militares, sabia que defeitos assim não era normais, já que as nave possuíam uma cadeia de reação sempre que um maquinário dava defeito. Assim logo os defeitos eram consertados, raramente as naves chegavam ao ponto de precisar de uma intervenção manual. Rosso estava tão distraído em sua procura que não notou que algo se aproximava de seu pescoço, nem mesmo os outros notaram por causa da baixa iluminação. De repente todos ouvem apenas um berro de Rosso! Ao olhar para o comandante vão ver que tem uma criatura encravando os longos caninos no pescoço dele. Este ser deveria ter uns 30 cm de comprimento, possuía patas pequenas e um rabo afilado. Rosso cai no chão gritando de dor, sua lanterna rola pelo chão e o bicho parece grudado em sua nuca. Chui reconhece a criatura, era das florestas de Locus, e infelizmente ou felizmente, também sabia que as presas do bicho possuíam um veneno mortal e que sempre preferia atacar pescoços.

    Imagem da criatura :




    OFF: Talvez tenham que fazer algum teste, dependendo do que forem tentar, de qualquer forma, todos são dado 10, se usar força, o bônus será força. A ação será na ordem de quem postar primeiro, pois não acho necessário iniciativa agora. Se for usar arma, é ataque e dano.

    OFF2: Marin role teste de vigor CD8, para saber se Marin ficou melhor, se passar, conseguirá ficar de pé sozinho pelo menos, embora ainda não possa fazer movimento bruscos e nem andar rápido, se fizer, logo se sentirá tonto. Se não passar, continua vulnerável.
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 349
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Seg Abr 03, 2017 10:43 pm

    Chui estava atento à porta, assim como Rosso ordenara. Ouviu a resposta de Ray, e a teoria dela batia com o que imaginava; dificilmente a nave daria uma pane desse tamanho. A confirmação do problema veio logo em seguida, com o grito do comandante, que assustou a todos. Quando Chui se virou, sentiu um misto de horror e confusão, pois viu uma criatura que conhecia razoavelmente de seu planeta, grudada no pescoço de Rosso. Mas o que aquele bicho estava fazendo ali? Estavam a milhões de quilômetros longe de Locus. O impulso inicial de Chui foi de atirar, mas havia o risco de acertar Rosso. Depois, pensou em arrancar a criatura, mas poderia acabar abrindo uma chaga enorme no pescoço do comandante...

    Não tinha muito tempo, então largou o rifle no chão (para não atrapalhar enquanto pendurado) e saltou deslizando de joelhos até Rosso, e no mesmo instante tentou prender o bicho com as duas mãos, no intuito de evitar que se sacudisse. Depois, se virou para Ray e gritou:

    - Ray! Vem aqui e atire no bicho à queima roupa! Vou posicioná-lo para que não acerte o Rosso! - então, num tom mais baixo, disse para o comandante: - Tente nãos e mexer, senhor, vamos cuidar disso.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Ter Abr 04, 2017 10:54 am

    - AH, O QUE É ISSO? - Rhaenee olhava com um misto de medo e nojo para a criatura ali pendurada. Ela apontou a arma para ele, mas tinha medo de acabar machucando o comandante. De repente, Chui agiu com precisão, parecendo saber exatamente o que estava fazendo. - Sim! - ela correu até eles e apontou a arma para o bicho, quase encostando nele, mas sem de fato fazê-lo para não ser mordida também e aproveitou a imobilização do caçador para atirar na criatura. - Comandante! Será que tem outros como esse por aqui? Fiquem atentos! - ela olhou em volta, preocupada que mais desses aparecessem.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Qua Abr 05, 2017 7:33 pm

    Com algum esforço, Marin felizmente constatou que já conseguia ao menos manter-se de pé sozinho. O momento também era oportuno, pois aparentemente Gail estava começando a ter problemas para apoiar o evo. Assim que conseguiu firmar as pernas, Marin desapoiou-se do príncipe e ficou por conta própria, mas era o máximo que conseguia fazer.

    - Agradeço.- Disse com a voz baixa para Gail. Estava estrategicamente tentando ficar próximo da parede, para em caso de queda poder se apoiar nela e não derrubar ou assustar ninguém.

    Foi enquanto preocupava-se em tentar forçar alguns pisões mais fortes no chão e movimentos mais rápidos que ouviu o berro do comandante. O evo assustou-se e olhou na direção de Rosso para encontra-lo no chão com uma criatura estranha no pescoço. Mais uma vez agiu no impulso e tentou alguns passos mais rápidos, quase uma corrida, para ajudar o comandante. Se caísse na tentativa, Marin voltaria a ficar irritado.

    Chui e Ray agiram rápido e ajudaram Rosso, eliminando o pequeno ser. Marin só pôde olhar ao redor para ver se havia mais algum daqueles por perto.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Qua Abr 05, 2017 8:45 pm

    Marin tentou e conseguiu se manter em pé, Gail sorriu discretamente em resposta ao agradecimento do evo, seus ombros agora podiam descansar. Mas a tranquilidade não durou muito, logo um tipo de lagarto estava mordendo como um vampiro o pescoço do comandante, que havia caído no chão. Chui, com suas experiências, corre para ajudá-lo e faz força para manter o bicho parado. Rosso tentava se manter parado o máximo que podia, embora estivesse bem doloroso. Chui consegue manter a criatura parada, Ray tem um momento de susto, mas logo faz o que o caçador pede e atira a queima-roupa no lagarto.

    Enquanto isso, o evo tinha agido por impulso em direção a Rosso e acabou sentindo tontura e caindo de joelhos no chão. Ainda não podia fazer movimentos bruscos e rápidos. O príncipe também estava surpreso com a cena grotesca, antes que reagisse, já tinha visto os dois amigos (Ray e Chui) cuidarem da situação. O caçador removeu o lagarto do pescoço de Rosso, que agora possuía duas marcas de furo, por onde escorria sangue.

    - Maldito... - Murmurou Rosso se levantando e colocando uma das mãos por cima do ferimento no pescoço - Que droga!

    Gail não sabia muito o que fazer, isso era visível, ele deu alguns passos na direção de Rhaenee, mas hesitou ao ver Marin no chão, não sabia o que fazer. Mas rapidamente o comandante tirou sua dúvida ao dar uma ordem:

    - Gail! Vigie a entrada!

    - Sim comandante! - Respondeu Gail.

    O príncipe correu para a porta, desembainhou a espada e ficou atrás da parede de olho na entrada e como um soldado em postura de ataque, embora fosse um pouco exagerado, parecia nervoso e tentando dar o seu melhor. Ele era o único que estava livre agora para esta função, porém vez ou outra lançava um olhar rápido para Ray. Rhaenee olhou ao redor com a ajuda da lanterna que pegou do chão, mas não encontrou nenhum outro bicho, tinha quase certeza, pois olhou todo teto. Porém notou algo interessante, parecia um tipo de ninho pendurado no teto, estava vazio. Marin também observava, mas não vê nenhuma outra criatura no local. Apesar de ter caído, ele sente que conseguiria levantar se apoiasse na parede.

    O comandante não esperou, enquanto Gail tomava conta da porta e Ray verificava o cômodo, ele foi em direção a manivela, que finalmente tinha achado, porém no caminho começou a cambalear tonto, apoiou a mão na parede e disse:

    - No campo de batalha... O que não te mata te torna... mais forte... Fiquem atentos... Alguém acione... Essa... Essa... manivela...

    Terminou de falar pegando sua espada, suas mãos tremiam, sua testa suava e o colarinho de sua farda já estava ficando manchando de sangue do pescoço, quando explicou, sua vez estava fraca:

    - Depois de ligar... A energia... Vamos subir para o deck superior. - Depois de falar, um pouco de sangue começa a escorrer do nariz do comandante.

    A criatura no entanto, estava morta no chão, sangue também escorria do ferimento causado pela bala de Rhaenee. Seus caninos longos e afiados estavam a amostra, só pela aparência era possível deduzir como havia sido doloroso o seu ataque.
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 349
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Qua Abr 05, 2017 10:15 pm

    Na hora do tiro, Chui tinha virado a cara por instinto, e só voltou a olhar para o bicho quando o centro dele era uma maça esponjosa de sangue e vísceras. Fez cara de nojo e sacudiu as mãos para tirar toda aquela gosma da criatura, secando na camiseta (que com certeza se lembraria de trocar depois) o que havia restado. Quando notou, Rosso já estava se levantando, cambaleante e bastante suado. Foi quando Chui se ergueu de pronto e amparou o comandante, se lembrando, com um temor repentino que embrulhava seu estômago, de que o bicho era venenoso. Gail se prostrou à frente da entrada como Rosso avisara, mas logo o comandante começou a vacilar. Mal se mantinha de pé e avisava sobre a manivela e sobre questões filosóficas de força que não tinha o menor cabimento no momento.

    - Alguém ative a manivela!

    Chui tentou deitar Rosso no chão. Sabia que quanto mais esforço o comandante fizesse, mais rápido o veneno do Vamperium se espalhava. E, se seus conhecimentos aprendidos com sua irmã estavam certos, em no máximo 2 horas Rosso poderia não aguentar mais...

    - Rosso, por favor, você precisa deitar... precisa ficar parado ou o veneno vai se espalhar! - se Rosso não deitar, Chui vai insistir. Assim que o comandante se deitar, Chui vai arrancar a própria camisa fora e usar para estancar o sangramento, forçando a mão na ferida. Desesperado e suando quase tanto quanto Rosso, Chui vai continuar, tentando explicar aos outros o pouco que sabia. - Gente, preciso de ajuda! Eu não sei o antídoto pro veneno desse bicho, mas ele é de Locus, temos que evitar que se espalhe! Minha irmã me ensinou algumas coisas sobre isso, e Rosso precisa de água. Precisamos levá-lo à ala hospitalar e tentar ministrar algum antídoto padrão, e guardar esse vamperium para que alguém consiga extrair algum antídoto... eu... eu não... por favor alguém tem alguma ideia? Quanto tempo estamos de Nihil?

    Chui estava em choque, em desespero. Olhava para os amigos com os olhos arregalados sem rumo. Tinha a esperança de alguém ter alguma ideia surpreendente que pudesse salvar Rosso, do contrário não tinha muitas opções. O comandante exibia sintomas como paralisia e sangramento nasal, então já estava sentindo os efeitos iniciais do envenenamento. O mistério do porquê uma criatura de Locus estava em uma nave que sequer pousou naquele planeta ficaria para depois.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 895
    Reputação : 21

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Qui Abr 06, 2017 4:35 pm

    Incapaz de ajudar como estava, Marin permaneceu no chão torcendo para que o problema fosse resolvido e para que nenhuma outra criatura aparecesse. Olhou ao redor e para cima como se pudesse ser atacado de qualquer uma das direções, mas nada encontrou. Rosso ordenou que Gail, que parecia um pouco perdido com a situação, vigia-se a entrada e ele o fez, enquanto o próprio comandante tentava alcançar a manivela. Ele falava com dificuldade e já cambaleava, além de ainda estar sangrando, então deu algumas instruções com a voz fraca. Logo depois sangue escorreu de seu nariz.

    Chui apressou-se em deitar o comandante no chão, pois obviamente era necessário que ele não fizesse esforço, e Ray havia verificado o cômodo enquanto o príncipe vigiava a entrada. Lá estava a manivela, certamente não tão distante do evo, mas ainda assim fora de seu alcance. Em meio aquela situação, Marin tinha cada vez mais dificuldade em manter a calma de sempre. Sentia o impulso da ação, a vontade de tentar fazer algo, mas seu lado racional o mantinha no chão, por que sabia que não conseguiria fazer nada. E imaginando que realmente havia um ou mais inimigos na nave, com Rosso gravemente ferido, sentia-se sufocado por não poder fazer nada além de apenas assistir enquanto os outros claramente precisavam de toda ajuda possível.

    Por sorte, Chui parecia saber algumas coisas sobre lidar com venenos. Sabendo agora que a criatura era de Locus, ficava cada vez mais evidente que inimigos estavam ou ao menos estiveram na Seleucia em algum momento. Chui suava nervoso e, mesmo estando visivelmente desesperado, ainda dizia ao grupo o que deveriam fazer para tratar o comandante, mas Marin só podia ficar parado e sentir o coração apertar. Não tinha nenhum conhecimento que pudesse ajudar, não conseguiria ajudar a carregar Rosso e nem a água poderia buscar. Só o que podia fazer é não se tornar outro problema para eles.

    - É melhor seguir para a ala hospitalar e fazer o possível por lá. Chui, assim que a energia estiver de volta alguém pode tentar uma ligação para Ashanti...parece ser o melhor a se fazer.- Disse com aparente calma, falando apenas um pouco mais devagar, mas por dentro estava tão desesperado e inseguro quanto os outros.

    Precisariam de alguém para carregar o comandante e recomendavelmente outros dois para ficarem alertas e combaterem se necessário. Já ciente disso, Marin não mais se escorava na parede, mantendo-se de pé sozinho como antes para não parecer fragilizado. Precisava aparentar estar se recuperando rapidamente.

    - Precisamos ser rápidos. Não posso ajudar agora, então vocês devem ir na frente por enquanto.- Tentava deixar clara a urgência da situação. Queria que ninguém sentisse que havia tempo para argumentação.- Se houverem inimigos, eles dificilmente voltarão para cá... e tenho certeza de que dentro de quatro ou cinco minutos vou ser capaz de me movimentar normalmente, então irei atrás de vocês.- Mentiu, pois não tinha certeza de nada, mas realmente tinha intenção de se recuperar e poder segui-los logo.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Qui Abr 06, 2017 9:10 pm

    - Foi isso! - comentou enjoada olhando para o ninho vazio. - Como essa coisa veio parar aqui? - por via das dúvidas, ela colocou a lanterna no chão e atirou no ninho enquanto Chui controlava a situação. Ela olhou para trás alarmada ao ver a situação do comandante e correu até a manivela.

    - Sim, comandante!! Aguente firme, por favor!!

    Após tentar acionar a manivela, gora ela começava a ficar realmente preocupada.Não sabia o que estava acontecendo com ele até que Chui começou a dar o tom dos fatos. Além disso, Marin também estava debilitado e ela não era nem de longe a melhor pessoa para cuidar dessa situação. Mesmo assim, ele tinha dado uma ideia excelente, mas também levantava a possibilidade de ter mais alguém na nave. Seria um desastre.

    - I-isso!! Vamos ligar para sua irmã. Isso faz todo sentido!! - Ray se apegou aquela ideia, pois não podia fazer muita coisa. - Gail, ajude o Chui a levar o comandante! Eu vou tentar mexer nessa coisa de conferência. Ele deve ter registrado as últimas ligações? Depois eu... eu vou tentar descobrir onde estamos.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Qui Abr 06, 2017 10:14 pm

    Rosso não estava bem e Chui sabia disso. O comandante pede que ativem a manivela, mas o caçador estava desesperado e tenta fazer seu superior deitar. Enquanto isso, Rhaenee atira no ninho. Rosso era teimoso e não queria ouvir Chui, ele limpa o sangue do nariz com o dorso da mão e diz:

    - Deitar? Podemos estar em perigo... - Parou se apoiando na parede novamente - Você disse veneno?

    Chui usa a própria camisa para tentar estancar a ferida do comandante, mas este devia do garoto. Rosso observa o cômodo com uma expressão doente. Ele presta atenção as palavras de Chui, porém logo depois cambaleia e cai no chão.  Marin queria poder ajudar, mas infelizmente mal conseguia andar. Entretanto, sugeriu uma boa ideia. Ray correu para ativar a manivela, era dura, mas ela consegue. Quando faz isso, a luz pisca e a energia volta!

    Gail ouvia tudo, mesmo estando na entrada e atento ao lado de fora. Era um alívio para todos que a energia havia voltado, porém o comandante estava no chão deitado e cheio de febre. Mesmo nessas condições, Rosso ainda dá algumas ordens:

    - Não entrem em pânico... Cuidado com os inimigos... Precisar ir... A... Cabine de comando... O computador vai dizer se alguém entrou... E... - Parou sem fôlego, o branco de seus olhos já estava amarelado, mas logo continuou - A Cabine de comando vai dizer os defeitos da nave... Se não tiverem como resolver... Ou seu eu morrer... Acionem o resgate... Obedeçam minhas ordens!

    - Morrer!? - Exclamou Gail deixando a porta e se aproximando de Rosso concordou com o plano - Sim, vou carregá-lo! Vamos falar com a irmã de Chui...

    Rosso já estava fora de si, cheio de febre e alheio aos acontecimentos ao seu redor. O príncipe começou a colocar o comandante em seus ombros, mas Rosso era muito mais alto que ele e pesado, por isso foi um penoso. Gail cambaleia com o peso de Rosso, mas se ajeita com esforço e consegue manter-se equilibrado. Depois do comentário de Marin sobre ficar sozinho, Gail discorda:

    - Ele disse para ficarmos juntos! Eu prometi que não o desobedeceria... É melhor irmos logo... Está pesado...

    O comandante Rosso começa a falar mais, dessa vez coisas sem sentidos:

    - Eles estão vindo! Carregar os canhões!!

    Provavelmente estava delirando. O príncipe vai se dirigindo até o lounge com Rosso nas costas e espera que os outros os sigam. No caminho começa a ter dúvidas e pergunta confuso e completamente perdido:

    - Vamos para onde mesmo?!




    OFF: Marin faça outro teste de vigor para ver se melhora mais, CD9. Se passar, vai se sentir tonto, mas não cai mais, só não poderá fazer grandes esforços.
    OFF: Quando postarem, podem postar considerando que chegaram no destino que queria, se for lounge, ala médica, decidam. Mas primeiramente passam pelo Lounge, pois é logo atravessando a porta da sala das máquinas.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Sex Abr 07, 2017 8:48 am

    - Vira essa boca pra lá, comandante! - Ray olhou bem preocupada para Rosso e seus delírios. - Você não vai morrer... Eu não morri. Você não vai - repetiu.

    - Entendo que não é pra largarmos o Marin aqui, isso eu concordo! Mas temos mesmo que andar todos juntos nesse caso também? - reclamou Rhanee - Eu sinto que estamos perdendo tempo! Eu queria correr na cabine de comando enquanto vocês levam o Rosso para enfermaria. Alguém precisa ficar de olho nele enquanto Chui liga para a irmã. Se dividirmos tarefas, vai ficar mais fácil, não vai? Vocês concordam?

    Ela comentava isso enquanto já estavam andando no lounge, toda elétrica para ir para o próximo lugar.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Sex Abr 07, 2017 11:18 am

    O príncipe ouve as ideias de Ray e discorda fortemente, ainda carregando Rosso nas costas, ele rebate zangado:

    - Está doida? Ir sozinha?! Nem pensar! Esqueceu que está ferida?! Pode ter inimigos na nave ou alguma outra coisa! E se for cercada por três ou cinco? Está ideia está fora de questão! Digam a ela, Chui!? Marin!? - Ele suspira e continua - Vou recorrer ao fato de que você é minha guarda-costas e tem que ficar onde eu fico. Não posso lutar com o comandante nas costas.
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 349
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Sex Abr 07, 2017 3:26 pm

    Era uma situação dessas que lembrava Chui do quanto estava longe do serviço militar. Seu desespero cegava suas ações a tal ponto que sequer cogitou ligar para sua irmã, o que era o mais óbvio a se fazer, já que Ashanti entendia do assunto e poderia lhes passar instruções precisas de como tratar Rosso.

    Muitas coisas aconteciam ao mesmo tempo, e saber que as coisas dependia, de certa forma, de Chui o fazia quase entrar em pânico. Mal notou em Ray destruindo um ninho de criaturas e demorou alguns segundos até se dar conta de que a energia voltara. Por sorte, Rhaenee começou a organizar as coisas demonstrando seus tatos de liderança, e até Marin, que pouco falava sugeriu boas ideias. Chui sacudiu a cabeça e voltou a si.

    - Dividir tarefas é o melhor a fazer... numa situação dessas o mais rápido agirmos, melhor. Gail e Ray podem ir até a cabine de comando para afzer a verificação, assim um dá cobertura ao outro. Eu e Marin vamos até o lounge, que é perto, então posso carregar Rosso enquanto Marin fica de olho e fica com minha arma. Mesmo ele estando fraco, meu rifle é leve o suficiente para ele carregar sem esforço. Estão de acordo? Assim ninguém fica sozinho e ainda dividimos as tarefas.

    Chui ficou razoavelmente satisfeito por ter conseguido por a cabeça no lugar e vencido seu desespero. Agora restava a resposta dos amigos, e torcer para que os delírios de Rosso não os atrapalhasse.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Nov 22, 2017 6:29 pm