Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Compartilhe
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1294
    Reputação : 198
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Ter Abr 04, 2017 10:54 am

    - AH, O QUE É ISSO? - Rhaenee olhava com um misto de medo e nojo para a criatura ali pendurada. Ela apontou a arma para ele, mas tinha medo de acabar machucando o comandante. De repente, Chui agiu com precisão, parecendo saber exatamente o que estava fazendo. - Sim! - ela correu até eles e apontou a arma para o bicho, quase encostando nele, mas sem de fato fazê-lo para não ser mordida também e aproveitou a imobilização do caçador para atirar na criatura. - Comandante! Será que tem outros como esse por aqui? Fiquem atentos! - ela olhou em volta, preocupada que mais desses aparecessem.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 888
    Reputação : 17

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Qua Abr 05, 2017 7:33 pm

    Com algum esforço, Marin felizmente constatou que já conseguia ao menos manter-se de pé sozinho. O momento também era oportuno, pois aparentemente Gail estava começando a ter problemas para apoiar o evo. Assim que conseguiu firmar as pernas, Marin desapoiou-se do príncipe e ficou por conta própria, mas era o máximo que conseguia fazer.

    - Agradeço.- Disse com a voz baixa para Gail. Estava estrategicamente tentando ficar próximo da parede, para em caso de queda poder se apoiar nela e não derrubar ou assustar ninguém.

    Foi enquanto preocupava-se em tentar forçar alguns pisões mais fortes no chão e movimentos mais rápidos que ouviu o berro do comandante. O evo assustou-se e olhou na direção de Rosso para encontra-lo no chão com uma criatura estranha no pescoço. Mais uma vez agiu no impulso e tentou alguns passos mais rápidos, quase uma corrida, para ajudar o comandante. Se caísse na tentativa, Marin voltaria a ficar irritado.

    Chui e Ray agiram rápido e ajudaram Rosso, eliminando o pequeno ser. Marin só pôde olhar ao redor para ver se havia mais algum daqueles por perto.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Qua Abr 05, 2017 8:45 pm

    Marin tentou e conseguiu se manter em pé, Gail sorriu discretamente em resposta ao agradecimento do evo, seus ombros agora podiam descansar. Mas a tranquilidade não durou muito, logo um tipo de lagarto estava mordendo como um vampiro o pescoço do comandante, que havia caído no chão. Chui, com suas experiências, corre para ajudá-lo e faz força para manter o bicho parado. Rosso tentava se manter parado o máximo que podia, embora estivesse bem doloroso. Chui consegue manter a criatura parada, Ray tem um momento de susto, mas logo faz o que o caçador pede e atira a queima-roupa no lagarto.

    Enquanto isso, o evo tinha agido por impulso em direção a Rosso e acabou sentindo tontura e caindo de joelhos no chão. Ainda não podia fazer movimentos bruscos e rápidos. O príncipe também estava surpreso com a cena grotesca, antes que reagisse, já tinha visto os dois amigos (Ray e Chui) cuidarem da situação. O caçador removeu o lagarto do pescoço de Rosso, que agora possuía duas marcas de furo, por onde escorria sangue.

    - Maldito... - Murmurou Rosso se levantando e colocando uma das mãos por cima do ferimento no pescoço - Que droga!

    Gail não sabia muito o que fazer, isso era visível, ele deu alguns passos na direção de Rhaenee, mas hesitou ao ver Marin no chão, não sabia o que fazer. Mas rapidamente o comandante tirou sua dúvida ao dar uma ordem:

    - Gail! Vigie a entrada!

    - Sim comandante! - Respondeu Gail.

    O príncipe correu para a porta, desembainhou a espada e ficou atrás da parede de olho na entrada e como um soldado em postura de ataque, embora fosse um pouco exagerado, parecia nervoso e tentando dar o seu melhor. Ele era o único que estava livre agora para esta função, porém vez ou outra lançava um olhar rápido para Ray. Rhaenee olhou ao redor com a ajuda da lanterna que pegou do chão, mas não encontrou nenhum outro bicho, tinha quase certeza, pois olhou todo teto. Porém notou algo interessante, parecia um tipo de ninho pendurado no teto, estava vazio. Marin também observava, mas não vê nenhuma outra criatura no local. Apesar de ter caído, ele sente que conseguiria levantar se apoiasse na parede.

    O comandante não esperou, enquanto Gail tomava conta da porta e Ray verificava o cômodo, ele foi em direção a manivela, que finalmente tinha achado, porém no caminho começou a cambalear tonto, apoiou a mão na parede e disse:

    - No campo de batalha... O que não te mata te torna... mais forte... Fiquem atentos... Alguém acione... Essa... Essa... manivela...

    Terminou de falar pegando sua espada, suas mãos tremiam, sua testa suava e o colarinho de sua farda já estava ficando manchando de sangue do pescoço, quando explicou, sua vez estava fraca:

    - Depois de ligar... A energia... Vamos subir para o deck superior. - Depois de falar, um pouco de sangue começa a escorrer do nariz do comandante.

    A criatura no entanto, estava morta no chão, sangue também escorria do ferimento causado pela bala de Rhaenee. Seus caninos longos e afiados estavam a amostra, só pela aparência era possível deduzir como havia sido doloroso o seu ataque.
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 345
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Qua Abr 05, 2017 10:15 pm

    Na hora do tiro, Chui tinha virado a cara por instinto, e só voltou a olhar para o bicho quando o centro dele era uma maça esponjosa de sangue e vísceras. Fez cara de nojo e sacudiu as mãos para tirar toda aquela gosma da criatura, secando na camiseta (que com certeza se lembraria de trocar depois) o que havia restado. Quando notou, Rosso já estava se levantando, cambaleante e bastante suado. Foi quando Chui se ergueu de pronto e amparou o comandante, se lembrando, com um temor repentino que embrulhava seu estômago, de que o bicho era venenoso. Gail se prostrou à frente da entrada como Rosso avisara, mas logo o comandante começou a vacilar. Mal se mantinha de pé e avisava sobre a manivela e sobre questões filosóficas de força que não tinha o menor cabimento no momento.

    - Alguém ative a manivela!

    Chui tentou deitar Rosso no chão. Sabia que quanto mais esforço o comandante fizesse, mais rápido o veneno do Vamperium se espalhava. E, se seus conhecimentos aprendidos com sua irmã estavam certos, em no máximo 2 horas Rosso poderia não aguentar mais...

    - Rosso, por favor, você precisa deitar... precisa ficar parado ou o veneno vai se espalhar! - se Rosso não deitar, Chui vai insistir. Assim que o comandante se deitar, Chui vai arrancar a própria camisa fora e usar para estancar o sangramento, forçando a mão na ferida. Desesperado e suando quase tanto quanto Rosso, Chui vai continuar, tentando explicar aos outros o pouco que sabia. - Gente, preciso de ajuda! Eu não sei o antídoto pro veneno desse bicho, mas ele é de Locus, temos que evitar que se espalhe! Minha irmã me ensinou algumas coisas sobre isso, e Rosso precisa de água. Precisamos levá-lo à ala hospitalar e tentar ministrar algum antídoto padrão, e guardar esse vamperium para que alguém consiga extrair algum antídoto... eu... eu não... por favor alguém tem alguma ideia? Quanto tempo estamos de Nihil?

    Chui estava em choque, em desespero. Olhava para os amigos com os olhos arregalados sem rumo. Tinha a esperança de alguém ter alguma ideia surpreendente que pudesse salvar Rosso, do contrário não tinha muitas opções. O comandante exibia sintomas como paralisia e sangramento nasal, então já estava sentindo os efeitos iniciais do envenenamento. O mistério do porquê uma criatura de Locus estava em uma nave que sequer pousou naquele planeta ficaria para depois.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 888
    Reputação : 17

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Qui Abr 06, 2017 4:35 pm

    Incapaz de ajudar como estava, Marin permaneceu no chão torcendo para que o problema fosse resolvido e para que nenhuma outra criatura aparecesse. Olhou ao redor e para cima como se pudesse ser atacado de qualquer uma das direções, mas nada encontrou. Rosso ordenou que Gail, que parecia um pouco perdido com a situação, vigia-se a entrada e ele o fez, enquanto o próprio comandante tentava alcançar a manivela. Ele falava com dificuldade e já cambaleava, além de ainda estar sangrando, então deu algumas instruções com a voz fraca. Logo depois sangue escorreu de seu nariz.

    Chui apressou-se em deitar o comandante no chão, pois obviamente era necessário que ele não fizesse esforço, e Ray havia verificado o cômodo enquanto o príncipe vigiava a entrada. Lá estava a manivela, certamente não tão distante do evo, mas ainda assim fora de seu alcance. Em meio aquela situação, Marin tinha cada vez mais dificuldade em manter a calma de sempre. Sentia o impulso da ação, a vontade de tentar fazer algo, mas seu lado racional o mantinha no chão, por que sabia que não conseguiria fazer nada. E imaginando que realmente havia um ou mais inimigos na nave, com Rosso gravemente ferido, sentia-se sufocado por não poder fazer nada além de apenas assistir enquanto os outros claramente precisavam de toda ajuda possível.

    Por sorte, Chui parecia saber algumas coisas sobre lidar com venenos. Sabendo agora que a criatura era de Locus, ficava cada vez mais evidente que inimigos estavam ou ao menos estiveram na Seleucia em algum momento. Chui suava nervoso e, mesmo estando visivelmente desesperado, ainda dizia ao grupo o que deveriam fazer para tratar o comandante, mas Marin só podia ficar parado e sentir o coração apertar. Não tinha nenhum conhecimento que pudesse ajudar, não conseguiria ajudar a carregar Rosso e nem a água poderia buscar. Só o que podia fazer é não se tornar outro problema para eles.

    - É melhor seguir para a ala hospitalar e fazer o possível por lá. Chui, assim que a energia estiver de volta alguém pode tentar uma ligação para Ashanti...parece ser o melhor a se fazer.- Disse com aparente calma, falando apenas um pouco mais devagar, mas por dentro estava tão desesperado e inseguro quanto os outros.

    Precisariam de alguém para carregar o comandante e recomendavelmente outros dois para ficarem alertas e combaterem se necessário. Já ciente disso, Marin não mais se escorava na parede, mantendo-se de pé sozinho como antes para não parecer fragilizado. Precisava aparentar estar se recuperando rapidamente.

    - Precisamos ser rápidos. Não posso ajudar agora, então vocês devem ir na frente por enquanto.- Tentava deixar clara a urgência da situação. Queria que ninguém sentisse que havia tempo para argumentação.- Se houverem inimigos, eles dificilmente voltarão para cá... e tenho certeza de que dentro de quatro ou cinco minutos vou ser capaz de me movimentar normalmente, então irei atrás de vocês.- Mentiu, pois não tinha certeza de nada, mas realmente tinha intenção de se recuperar e poder segui-los logo.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1294
    Reputação : 198
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Qui Abr 06, 2017 9:10 pm

    - Foi isso! - comentou enjoada olhando para o ninho vazio. - Como essa coisa veio parar aqui? - por via das dúvidas, ela colocou a lanterna no chão e atirou no ninho enquanto Chui controlava a situação. Ela olhou para trás alarmada ao ver a situação do comandante e correu até a manivela.

    - Sim, comandante!! Aguente firme, por favor!!

    Após tentar acionar a manivela, gora ela começava a ficar realmente preocupada.Não sabia o que estava acontecendo com ele até que Chui começou a dar o tom dos fatos. Além disso, Marin também estava debilitado e ela não era nem de longe a melhor pessoa para cuidar dessa situação. Mesmo assim, ele tinha dado uma ideia excelente, mas também levantava a possibilidade de ter mais alguém na nave. Seria um desastre.

    - I-isso!! Vamos ligar para sua irmã. Isso faz todo sentido!! - Ray se apegou aquela ideia, pois não podia fazer muita coisa. - Gail, ajude o Chui a levar o comandante! Eu vou tentar mexer nessa coisa de conferência. Ele deve ter registrado as últimas ligações? Depois eu... eu vou tentar descobrir onde estamos.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Qui Abr 06, 2017 10:14 pm

    Rosso não estava bem e Chui sabia disso. O comandante pede que ativem a manivela, mas o caçador estava desesperado e tenta fazer seu superior deitar. Enquanto isso, Rhaenee atira no ninho. Rosso era teimoso e não queria ouvir Chui, ele limpa o sangue do nariz com o dorso da mão e diz:

    - Deitar? Podemos estar em perigo... - Parou se apoiando na parede novamente - Você disse veneno?

    Chui usa a própria camisa para tentar estancar a ferida do comandante, mas este devia do garoto. Rosso observa o cômodo com uma expressão doente. Ele presta atenção as palavras de Chui, porém logo depois cambaleia e cai no chão.  Marin queria poder ajudar, mas infelizmente mal conseguia andar. Entretanto, sugeriu uma boa ideia. Ray correu para ativar a manivela, era dura, mas ela consegue. Quando faz isso, a luz pisca e a energia volta!

    Gail ouvia tudo, mesmo estando na entrada e atento ao lado de fora. Era um alívio para todos que a energia havia voltado, porém o comandante estava no chão deitado e cheio de febre. Mesmo nessas condições, Rosso ainda dá algumas ordens:

    - Não entrem em pânico... Cuidado com os inimigos... Precisar ir... A... Cabine de comando... O computador vai dizer se alguém entrou... E... - Parou sem fôlego, o branco de seus olhos já estava amarelado, mas logo continuou - A Cabine de comando vai dizer os defeitos da nave... Se não tiverem como resolver... Ou seu eu morrer... Acionem o resgate... Obedeçam minhas ordens!

    - Morrer!? - Exclamou Gail deixando a porta e se aproximando de Rosso concordou com o plano - Sim, vou carregá-lo! Vamos falar com a irmã de Chui...

    Rosso já estava fora de si, cheio de febre e alheio aos acontecimentos ao seu redor. O príncipe começou a colocar o comandante em seus ombros, mas Rosso era muito mais alto que ele e pesado, por isso foi um penoso. Gail cambaleia com o peso de Rosso, mas se ajeita com esforço e consegue manter-se equilibrado. Depois do comentário de Marin sobre ficar sozinho, Gail discorda:

    - Ele disse para ficarmos juntos! Eu prometi que não o desobedeceria... É melhor irmos logo... Está pesado...

    O comandante Rosso começa a falar mais, dessa vez coisas sem sentidos:

    - Eles estão vindo! Carregar os canhões!!

    Provavelmente estava delirando. O príncipe vai se dirigindo até o lounge com Rosso nas costas e espera que os outros os sigam. No caminho começa a ter dúvidas e pergunta confuso e completamente perdido:

    - Vamos para onde mesmo?!




    OFF: Marin faça outro teste de vigor para ver se melhora mais, CD9. Se passar, vai se sentir tonto, mas não cai mais, só não poderá fazer grandes esforços.
    OFF: Quando postarem, podem postar considerando que chegaram no destino que queria, se for lounge, ala médica, decidam. Mas primeiramente passam pelo Lounge, pois é logo atravessando a porta da sala das máquinas.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1294
    Reputação : 198
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Sex Abr 07, 2017 8:48 am

    - Vira essa boca pra lá, comandante! - Ray olhou bem preocupada para Rosso e seus delírios. - Você não vai morrer... Eu não morri. Você não vai - repetiu.

    - Entendo que não é pra largarmos o Marin aqui, isso eu concordo! Mas temos mesmo que andar todos juntos nesse caso também? - reclamou Rhanee - Eu sinto que estamos perdendo tempo! Eu queria correr na cabine de comando enquanto vocês levam o Rosso para enfermaria. Alguém precisa ficar de olho nele enquanto Chui liga para a irmã. Se dividirmos tarefas, vai ficar mais fácil, não vai? Vocês concordam?

    Ela comentava isso enquanto já estavam andando no lounge, toda elétrica para ir para o próximo lugar.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Sex Abr 07, 2017 11:18 am

    O príncipe ouve as ideias de Ray e discorda fortemente, ainda carregando Rosso nas costas, ele rebate zangado:

    - Está doida? Ir sozinha?! Nem pensar! Esqueceu que está ferida?! Pode ter inimigos na nave ou alguma outra coisa! E se for cercada por três ou cinco? Está ideia está fora de questão! Digam a ela, Chui!? Marin!? - Ele suspira e continua - Vou recorrer ao fato de que você é minha guarda-costas e tem que ficar onde eu fico. Não posso lutar com o comandante nas costas.
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 345
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Sex Abr 07, 2017 3:26 pm

    Era uma situação dessas que lembrava Chui do quanto estava longe do serviço militar. Seu desespero cegava suas ações a tal ponto que sequer cogitou ligar para sua irmã, o que era o mais óbvio a se fazer, já que Ashanti entendia do assunto e poderia lhes passar instruções precisas de como tratar Rosso.

    Muitas coisas aconteciam ao mesmo tempo, e saber que as coisas dependia, de certa forma, de Chui o fazia quase entrar em pânico. Mal notou em Ray destruindo um ninho de criaturas e demorou alguns segundos até se dar conta de que a energia voltara. Por sorte, Rhaenee começou a organizar as coisas demonstrando seus tatos de liderança, e até Marin, que pouco falava sugeriu boas ideias. Chui sacudiu a cabeça e voltou a si.

    - Dividir tarefas é o melhor a fazer... numa situação dessas o mais rápido agirmos, melhor. Gail e Ray podem ir até a cabine de comando para afzer a verificação, assim um dá cobertura ao outro. Eu e Marin vamos até o lounge, que é perto, então posso carregar Rosso enquanto Marin fica de olho e fica com minha arma. Mesmo ele estando fraco, meu rifle é leve o suficiente para ele carregar sem esforço. Estão de acordo? Assim ninguém fica sozinho e ainda dividimos as tarefas.

    Chui ficou razoavelmente satisfeito por ter conseguido por a cabeça no lugar e vencido seu desespero. Agora restava a resposta dos amigos, e torcer para que os delírios de Rosso não os atrapalhasse.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Sex Abr 07, 2017 4:22 pm

    O príncipe suspira novamente frente a sugestão de Chui, se endireita com o comandante nas costa e fala:

    - Não parece uma má ideia... Mas como eu falei... O comandante disse para não nos separarmos, vocês viram o que aconteceu da outra vez, e ainda levamos penitência. Se fizermos isso, estaremos desobedecendo as ordens. Eu aprendi desde que cheguei aqui que devemos agir como soldados. Até mesmo você Ray, vive me dizendo isso.
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 888
    Reputação : 17

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Sex Abr 07, 2017 7:22 pm

    O evo sentiu-se desmotivado a insistir em ficar para trás depois de encontrar forte resistência do grupo contra a proposta. Porém, ainda contava com alguma melhora para desistir dessa ideia, afinal não permitiria que alguém o carregasse naquela situação. Sendo assim, Marin continuou próximo a parede e ouviu os outros. Primeiro Ray levantou a possibilidade de separarem-se para realizar as tarefas, ideia que não foi bem recebida pelo príncipe, e depois Chui complementou.

    Marin já se sentia melhor em comparação a anteriormente, mesmo que ainda não fosse capaz de fazer grandes esforços. Sentiu certa tontura durante algum tempo, mas fez o possível para não deixar seu mal-estar transparecer. Pensava na sugestão do caçador e, contanto que conseguisse realmente carregar e ser efetivo com o rifle, considerava a divisão do grupo a melhor solução. Mesmo que Gail tivesse razão em lembrar as ordens do comandante, salvar a vida do próprio Rosso havia se tornado uma prioridade acima disso. Talvez o príncipe estivesse certo, mas Marin sentia que já não havia mais tempo para discutirem as ideias.

    Algo precisava ser feito logo e a ideia de Chui era o mais próximo que estavam de chegar a um acordo.

    - Rosso não parece ter muito tempo. Se não fizermos algo ele morre e se a verificação não for feita, continuaremos sem saber com o que estamos lidando.- Opinou logo depois de ouvir Gail.- Nos separarmos já se tornou uma necessidade. Mas priorizando a vida de Rosso, seria melhor seguirmos juntos até a ala hospitalar por segurança e de lá poderíamos nos dividir. Só precisamos ser rápidos com isso.
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 345
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Sab Abr 08, 2017 9:26 pm

    Chui fica contente de Marin concordar com ele, mesmos sabendo que haveria resistência de Gail. Na mente do caçador, não havia empecilho nenhum em s dividir, e ouvir outro sermão de Rosso seria apenas um problema irrelevante. Tomando a iniciativa para agilizar a situação, Chui segui até o lounge enquanto falava:

    - Não temos, tempo! Marin, me siga. - Chui passa o rifle para o evo e pega Rosso com certa dificuldade. - Vamos para o lounge, vou ligar para minha irmã!

    Chui apressa o passo com Marin na cobertura. Sabia que mesmo estando naquela situação, o evo teria habilidade suficiente para atirar. Quando chegaram ao lounge, Chui deitou o comandante no sofá e correu rapidamente até o comunicador para ligar para sua irmã. Assim que ela atender (se ela atender), ele vai dizer:

    - Não tenho tempo! Ash, como cuido de ferimento com vamperium? O comandante foi envenenado!
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1294
    Reputação : 198
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Sab Abr 08, 2017 11:07 pm

    - Eu sei que podemos nos dar mal por isso, mas não temos tempo, Gail!! As regras não importam agora. Temos que aumentar nossas chances. Vamos!

    A garota correu com Gail para a cabine de comando. Não achava que tinham mais invasores ali, mas tudo que podia fazer era torcer. Se por acaso estivessem perto de Locus, a própria irmã de Chui podia cuidar do caso.

    - O que vamos fazer? Eu não sei nada de primeiros socorros além do que a Lana me contou em Duos... Eu nem sei se deveríamos ter nos separado mesmo.... Mas eu sinto que qualquer coisa que fizermos é melhor do que ficar ali em cima dele... - ela falava mesmo muito aflita, não sabia lidar muito com a pressão, ainda mais com a vida de um companheiro em jogo.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Dom Abr 09, 2017 3:40 pm

    O grupo debatia sobre o que fariam nesta situação de emergência. A ideia era que eles se separassem, mas Gail não concordava, queria seguir as regras do comandante e não separar. Porém Chui, Marin e Ray insistiam, então o príncipe teve que aceitar, pois também não queria que Rosso morresse.

    - Se vocês acham que isso irá salvá-lo... Tudo bem... Não quero que Rosso... Vamos logo!

    Gail ajudou o caçador a por o comandante no sofá, e partiu com Rhaenee para a cabine de comando. (Ray ir para cena Cabine de comando). Chui logo se apressou, deu sua arma para o evo, que chegava devagar e usou o comunicador para ligar para sua irmã. Quase deixou o aparelho cair no chão por causa de seu nervosismo. Os segundos da discagem, pareciam horas por causa da tensão. Desesperado, assim que viu Ashanti na tela, perguntou logo o que deveriam fazer para curar Rosso. A irmã já ia cumprimentá-los, mas viu que a situação era grave, então respirou fundo e respondeu efetivamente:

    - Chui... Calma, mantenham a calma. O antídoto desse veneno é o sulfeto de selênio. Eu não sei se vocês possuem isso na nave, mas se não encontrarem, essa substância também pode ser achada em xampus anticaspa. É só dar pra ele beber a quantidade de 50ml, já que é alto, agora se for usar o xampu, tem que purificar no purificador, que deve estar na ala médica, ele parece uma centrífuga. Depois devem deixar o comandante descansar e beber muito líquido. Boa sorte irmão!

    O caçador encerra a ligação e coloca com dificuldade Rosso nas costas, era muito pesado, ainda mais para o caçador que era baixo. Em seguida se dirigiu para a ala média a passos mais lentos por causa da carga, Marin foi logo a atrás. Se o evo estivesse bem, carregaria o comandante sem nenhuma dificuldade, mas apesar de ter melhorado consideravelmente, ainda não estava totalmente recuperado.

    Os dois chegaram a ala médica, Chui deita Rosso na cama com dificuldades e com cuidado para não deixá-lo cair. A sala médica possuía armários com diversos medicamentos, em cima das bancadas haviam aparelhos e objetos estranhos para os dois. O caçador estava suado e sentia calor por ter carregado o corpo de Rosso, que estava ardendo em uma febre de 40 graus.

    - Não deixe que eles vivam! Vá para as trincheiras! - Delirava Rosso, sua pele estava pálida e pegajosa.

    Ala médica Imagem:


    (Para procurar o que Ashanti disse, role procurar CD8 + inteligência).

    --> Cena cabine de comando (Ray)

    Gail e Ray percorriam sozinhos por Seleucia. Saíram do lounge apressados, o príncipe segurava sua espada como se estivesse prestes a atacar alguém e olhava paranoico para todos os lados. Eles chegaram aos pés de duas escadas, uma ia para o deck superior e a outra para o inferior, eram pequenas e em espiral, só permitiam a passagem de uma pessoa.

    - Vá na frente, eu vou logo atrás - Sugeriu o príncipe.

    Porém quando a guarda-costas já ia subir as escadas, Gail mudou subitamente de ideia depois de lançar um olhar para ela, seu rosto corou e ele entrou rapidamente na frente dela e começou a subir as escadas, quando fazia isso, explicou:

    - Er... Pode ter inimigos lá em cima, melhor eu ir na frente...

    A nave estava silenciosa, era um problema não saber o que estava acontecendo. Enquanto subiam os degraus, Rhaenee comentou algumas coisas com o príncipe, que parou de subir ao chegar no topo e respondeu olhando para cima:

    - Agora que já decidimos nos separar... Melhor fazer o melhor para dar certo... Estou contando com você Ray, para mexer na cabine de comando e descobrir o que aconteceu.

    Com a espada apontada para cima, o príncipe termina de subir e avisa para sua amiga que a área estava limpa, ele parecia mais concentrado e mais sério. Rhaenee nunca o tinha visto ficar assim, ela termina os últimos degraus e chega a sala de operações. Era sinistro como as coisas pareciam assustadoras quando se estava em momentos de tensão. Os dois seguem cautelosos até a cabine de comando, o som de seus passos ecoavam pelos compartimentos. Assim que chegam, se sentam nas cadeiras principais, Ray na de piloto e Gail na de co-piloto. A guarda-costas começa a ligar o painel e procura ver o que estava acontecendo com Seleucia. Logo o monitor mostra várias informações e um esquema da nave todo em azul, como um mapa. Um grande ponto luminoso e vermelho piscava na sala de máquinas e no tanque de combustível, as seguintes informações apareceram escritas juntamente com uma voz feminina que as lia em voz alta:

    "Alerta 1 - Os geradores de energia foram avariados! Causa técnica desconhecida. Explosão de pequena proporção causada as 4:09 AM. Reguladores não estão respondendo. Solução: Energia emergencial manual, recuperação feita com sucesso, energia com duração de 00:42:15:05" ( esses números eram como um cronometro, marcava 42 minutos e diminuía)

    "Alerta 2 - O tanque de combustível foi avariado! Causa: Explosão de média proporção. Perdendo combustível. Tanque em 56% da capacidade. (está porcentagem também diminuía consideravelmente)

    Rhaenee apesar de nervosa, desliza os dedos pelo teclado de vidro e vê que o mapa de Seleucia não detectava a entrada de mais ninguém na nave, porém logo perderiam o combustível. A posição da nave já estava distante de Locus, mas perto do portal de dobra que os levaria a Nihil. Talvez desse tempo de chegar a dobra e aterrissar em Nihil. (Rhaenee pode rolar um teste de inteligência para saber mais informações, CD8). Gail ficou assustado com todas essas informações, ele olha para a amiga e espera que ela possa fazer algo:

    - Não tem inimigos... Mas o que faremos se o combustível e a energia acabar! O que faremos Ray?
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 345
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Dom Abr 09, 2017 7:39 pm

    Chui mal deu atenção ao que Gail disse, pois imaginava que seria uma opinião contrária. Assim, ficou aliviado por Gail correr com Ray na direção da cabine de comando. Chui tomou então Rosso (delirante) nos ombros e, com bastante dificuldade, seguiu com ele até a ala médica,onde o pousou em uma cama. Assim, enquanto Marin ficava de vigia, o caçador começou a revirar os armários e gavetas do aposento, jogando gazes, curativos e frascos plásticos vazios no chão, fazendo uma verdadeira bagunça enquanto procurava o tal antídoto.

    - Droga, não tá aqui!

    Lembrando-se que também poderia usar xampu, Chui desembestou para fora da enfermaria, agora derrapando em direção aos banheiros, torcendo para não ter nenhum inimigo à vista. Se Rosso estivesse consciente provavelmente ralharia com ele por sair completamente sozinho em uma área perigosa e com suspeita de inimigos, mas a situação pedia. Quando entrou velozmente no banheiro (quase dando de cara na pia), abriu o armário onde se guardava os itens de banho e pegou o tal xampu anticaspa. Então, mais uma vez correndo feito louco, voltou à enfermaria para usar o tal purificador, que, por sorte, era algo que indicava o que era, assim Chui não perderia mais tempo descobrindo onde estaria. Derramou o xampu inteiro dentro da máquina, depois pegou um copinha que ficava na base e se virou para Rosso, torcendo para que funcionasse. Olhou para a medida do copinho antes de derramar o líquido na boca do comandante. Então, ficou esperando alguma reação, suado, sem camisa e descalço.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1294
    Reputação : 198
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Luxi em Seg Abr 10, 2017 7:28 pm

    - Hm? - a garota corou de leve ao ver a expressão estranha no rosto do príncipe e só imaginou por que ele tinha pedido para ir primeiro quando começou a subir também. Ultimamente estavam passando por muitos momentos constrangedores, concluía, envergonhada. Mesmo assim, estavam fazendo algo mais importante agora.
    O fato de o príncipe estar contando com ela a deixava orgulhosa,mas ao mesmo tempo se sentia pressionada e tensa. Ela assentiu e começou a tocar o teclado de vidro. ]
    - QUÊ??? Essa não... estamos com muitos problemas - ainda bem que os outros não estavam ali, ou ela ficaria ainda mais nervosa. - Ai meu deus, ainda bem que a gente veio!!! Quanto tempo mais a gente teria?

    - Espera.... hm... - ela fez alguns cálculos e percebeu que a única chance deles era essa. - Gail, preciso de você. Q-quer dizer...pra ser meu copiloto. Nós temos pouco tempo. Não sei quanto, mas precisamos chegar em Nihil. Não conseguiremos ir a Locus desse jeito. É muito arriscado, mas se ficarmos à deriva, podemos morrer sem oxigênio. Vou tentar enviar umsinal para alguma base e indicar que estamos indo. Se... algo der errado, pelo menos vão saber onde procurar... - ela lamentou e buscou algum mecanismo para enviar sinais para a base em Primus.
    - Certo! Agora vamos ao que interessa. Gail. Preciso que ouça atentamente o que eu disser. Eu estou com um braço só e isso pode ser difícil. Vamos para a fenda. É tudo o que temos. Sente-se e prepare-se. Vamos fazer uma loucura. Vejamos, as coordenadas são...
    Pallando
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 888
    Reputação : 17

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Pallando em Ter Abr 11, 2017 12:20 pm

    Marin pegou a arma com Chui, torcendo para não ter problemas para carrega-la, e seguiu com os outros até o lounge. Chegando lá, Gail ajudou Chui a colocar o comandante no sofá e então ele e Ray se dirigiram para a cabine de comando. Chui não perdeu tempo e se apressou em ligar para sua irmã, enquanto Marin vigiava o lugar com uma expressão um pouco mais tensa no rosto. Mal pôde descrever o alivio que sentiu quando Ashanti atendeu e, percebendo a gravidade da situação, rapidamente começou a falar o que precisavam fazer.

    Depois de encerrar a ligação, os dois foram para a ala médica a passos lentos, pois Chui carregava o comandante e Marin ainda estava fraco. O caçador deitou o comandante na cama assim que chegaram e começou a revirar o lugar em busca do dito antídoto. Chui estava tenso e não encontrou o que precisava na sala, então partiu para fora em alta velocidade, o que preocupou o evo por não poder segui-lo, e quando retornou trazia xampu consigo. Derramou tudo na máquina citada por sua irmã e depois colocou em um pequeno copo.

    Cuidadosamente Chui deu o antidoto ao comandante e ficou ao seu lado esperando por uma reação. Marin ainda estava preocupado com a entrada e com possíveis inimigos, mas também esperava ansioso por alguma melhora de Rosso.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Gakky em Qua Abr 12, 2017 5:42 pm

    --> Cena Ala médica (Marin e Chui)

    Chui correu para conseguir o antídoto, enquanto Marin ficou vigiando o comandante. Rosso delirava e falava coisas sem sentido que tinham haver com guerra e batalhas. Porém uma de suas frases foi diferente, e somente Marin ouviu, quando o caçador correu para pegar o xampu:

    - A princesa... Deve salvar a princesa...

    O caçador voltou com o xampu e depois de ter o purificado, levantou a cabeça do comandante e tentou fazê-lo beber o líquido. Não teve grandes dificuldades com isso. Marin sente que sua força estava voltando e seu corpo parecia muito melhor. De repente um aviso é ouvido por toda Seleucia:

    "Apertem os cintos, Seleucia estará entrando no hiperespaço em três minutos. Para sua segurança, acomode-se nas poltronas de segurança e não se levante durante a viagem no hiperespaço."

    Com certeza Rhaenee estava fazendo alguma coisa muito louca. Toda a nave começou a tremer e sacudir depois dos três minutos. Por sorte a cama médica onde Rosso estava tinha cintos automáticos, que podiam ser acionador por um botão. Depois de toda essa turbulência, as coisas pioram, Seleucia parece estar caindo, o corpo de Marin e Chui vão querer cair para a direita, como se a nave estivesse virada na lateral. Os dois podem tentar se segurar em algum lugar. De repente Selecia sofre um grande impacto, como se tivesse batido em alguma coisa e enfim finalmente parou  (Ver o off). O comandante estava ainda deitado sobre a cama e quando a nave parou, murmurou com a voz baixa:

    - Princesa... Salvaram a princesa?

    --> Cena Ala médica (Ray)

    O príncipe olhou assustado para Ray enquanto ouvia tudo que ela dizia, era loucura pilotar com um braço só uma nave do porte como de Seleucia! Mas eles não tinham muitas opções. Gail suspirou e engoliu o desespero, olhou para frente, fechou os olhos por breves segundos como se tivesse se concentrando, depois se virou para sua guarda-costas e disse:

    - Ray, confio em você.  

    Gail sentou no banco de co-piloto, colocou o cinto de segurança e se preparou para uma das situações mais difíceis de sua vida, embora tentasse se manter sério, sua testa já suava. Rhaenee apertou o botão que mandava ajuda para a base, depois preparou tudo para partida, acionou vários botões, mandou o computador calcular a velocidade da luz e dar as coordenadas.

    - Eu não sei bem como fazer... Mas sei pilotar gudans, não deve ser muito diferente... - Comentou o príncipe colocando a mão nos controles.

    Os propulsores estavam acionados e as coordenadas bem calculadas, isso evitaria que batessem em algum asteroide ou super nova quando passassem pela fenda e entrassem no hiperespaço. Depois da guarda-costas fazer os preparativos, o computador avisou com uma voz feminina robótica:

    " Entrando na velocidade da luz, três minutos e seis segundos para passar pela fenda espacial."

    "Apertem os cintos, Seleucia estará entrando no hiperespaço em três minutos. Para sua segurança, acomode-se nas poltronas de segurança e não se levante durante a viagem no hiperespaço."

    Rhaenee segurou firme o volante, mesmo com apenas um braço. Os movimentos bruscos que fizeram seu braço imobilizado doer algumas vezes. Mesmo assim ela acelerou Seleucia com coragem e atravessou com a nave no centro de um arco metálico que flutuava no espaço, era a fenda espacial. Toda a nave tremeu e sacudiu muito no processo. Mas não demorou para estarem dentro do hiperespaço. Logo a paisagem na sua frente mudar para a bela visão do planeta Nihil.

    - Chegamos Ray! - Exclamou Gail - Preparando para aterrissar!

    Porém o combustível já estava no 10%, teriam que ser rápidos. Rhaenee controla Seleucia e corajosamente se dirige para Nihil atravessando a atmosfera. Alertas aparecem na tela do computador:

    " Defletores laterais com defeito! Superfície superaquecendo!"

    Ray socou com rapidez o botão que acionava os extintores de emergência. A nave ficou com turbulência quando passou pela atmosfera de Nihil. A superfície no planeta era muito irregular e demorou alguns segundos para os computadores calcularem coordenadas seguras. Para piorar, todo combustível da nave havia chegado ao fim, se estivessem com combustível, bastava flutuar, mas sem isso, teria que usar a velocidade da queda. Ray precisou guiar Seleucia para que caísse de forma segura, passou por cima de montanhas, por cima de penhascos e finalmente encontrou uma tipo de planície, onde tentou manter a direção até que a nave foi perdendo velocidade e acabou batendo em algumas pedras! A tela desliga por alguns segundos, mas depois volta a aparecer com as informações da situação atual de Seleucia. (Ver off) Rhaenee também se lembra que há um comando que envia recados de áudio que podem ser ouvidos por toda nave.

    - Ray, tudo bem com você? Conseguimos? - Perguntou Gail com o rosto tenso.




    OFF:

    - Rhaenee faça teste de pilotagem CD8 inteligência, se errar, os prejuízos na nave serão maiores... Se acertar, só sofreu um amassado.
    -Marin e Chui rolem agilidade, CD8, se não vão se machucar, bater contra parede, contra armários e ter ferimentos, nada grave, leves ferimentos na pele, contusões, sangramentos superficiais... Se passar é porque conseguiram se segurar em algum lugar.
    Tsumai
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 345
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Tsumai em Qua Abr 12, 2017 9:44 pm

    Chui ainda esperava por alguma reação de Rosso quando ouviu o alarme soar pelos cantos de Seleucia.

    - Hiperespaço? - indagou ele espantado a Marin. - O que Ray está fazendo?

    Talvez estivessem longe demais de Nihil, ou não, mas estranhou o fato de ativarem a velocidade da luz neste momento. Só poderia confiar que Rhaenee soubesse o que estava fazendo e que tudo desse certo. Supondo que também fosse ela no comando e nenhum inimigo descoberto no caminho... Chui franziu o cenho e balançou a cabeça para afastar estes pensamentos pessimistas. Mas nem sabiam como fariam para interagir com Nihil sem o comandante - afinal, ele dizia ser um lugar hostil que chovia ácido, ou algo do tipo. Não sabiam com quem se comunicar lá, nem para onde seguir... e Chui não tinha a menor ideia se o efeito do antídoto funcionaria a tempo, se é que iria funcionar, porque Rosso não demonstrara nenhuma reação até agora. Bem quando ergueu a mão para verificar a temperatura de Rosso, a nave deu um solavanco brusco, indicando a entrada no Hiperespaço. As travas da cama seguraram o comandante na cama, mas Chui se segurou no pé da cama para evitar dar de cara com a parede oposta, sacolejando como se estivesse montando uma das criaturas de Locus. Nesse instante, Rosso balbuciou algumas palavras delirantes sobre salvar a princesa... seria só um delírio mesmo? Por que? Bom, se preocuparia com isso depois. Sacudiu a cabeça para por tudo no lugar e se ergueu do chão. Deu uma nova olhada para Rosso para ver se ele tinha reagido ou acordado. Caso já esteja melhor e desperto, Chui vai falar com ele pra saber como se sente; se ainda não tivr acordado, vai se virar para Marin e dizer:

    - Fique com ele, vou atrás da Ray e ver se tá tudo bem por lá. Se precisar de ajuda, bem, grite..

    Chui vai sair da sala e ir até o centro de comando, ainda deixando a arma com o evo.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 4 - Viagem para Nihil

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Out 22, 2017 2:42 am