Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


  • Responder ao tópico

Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Compartilhe
Makaveli Killuminati
Adepto da Virtualidade
avatar
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1763
Reputação : 2
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Makaveli Killuminati em Dom Jul 30, 2017 3:08 pm

O caminho até a saída da mansão havia servido para Jack reconhecer aliados e inimigos, enquanto Sir Galaham honrava seus status com heroísmo, outros apunhalavam pelas costas àqueles que pretendiam estar do mesmo lado do conflito. O gatuno desviou-se do caminho e seguiu escada abaixo evitando o combate, ainda poderiam ser vítimas de uma bala perdida, era de se julgar que nem todos na mansão morreram lutando. Jack cruzou alguns cômodos no andar inferior e finalmente saiu da mansão com Lizzie em seu colo.

Com pressa, o gatuno abriu a porta da primeira carruagem que alcançou e colocou Lizzie ali dentro. - Aqui... Se a carruagem balançar muito, segure nisto. - Jack dava dois tapinhas na alça de segurança acoplado ao encosto do banco de couro indicando onde Lizzie deveria se segurar. Em seguida a garotinha pergunta sobre seu pai, o prefeito. O gatuno tentou não hesitar na resposta. - Não... Vou te levar pra um local seguro...
E seu pai deve te encontrar lá...
- Jack fechou a porta da carruagem e trancou a porta para manter Lizzie em segurança. Em seguida, subiu na carruagem e assumiu as rédeas, partindo dali.

Jack faz a carruagem contornar a mansão e já alinhava em direção ao portão, por sorte, a carruagem que pilotava era leve e rápida. Não demorou até encostar em outra carruagem que também fazia seu caminho para fora do quintal da mansão, aquela mesma que havia preparado para uma fuga. Quando próximo o bastante, Jack reconheceu quem estava a bordo da carruagem, o guarda-costas de Annalise, o quê sugeria que ela também deveria estar ali. Mas, o porém é que havia um perseguidor acima da carruagem, um perseguidor inconveniente que Jack conhecia. - Mais isso ainda... - Resmungou o gatuno ao perceber que ainda teria que dar um jeito em Lugos. Para piorar a situação, a Víbora mantinha o dedo no gatilho disposto a trabalhar, estava fora de si.

Não havia possibilidade de entrar em combate com Lugos, Jack ainda tinha que manter o controle da carruagem, faltavam mãos para o tanto de coisa que precisava fazer. Abdicando do combate, o gatuno alinha sua carruagem ao lado da carruagem de Ratchford após este ser atingido por Lugos. As duas carruagens se aproximavam cada vez mais dos portões, e era bastante considerável o número de manifestantes reunidos no lado de fora. A situação com a revolta ficaria bastante instável e imprevisível com a morte do prefeito, a cidade estava pronta para ser tomada pelos rebeldes, mas Jack não tinha certeza se os rebeldes estavam enxergando daquela forma. De uma forma ou de outra, aquilo não era um grande problema para Jack, mas sim para os nobres que ainda estavam na mansão, o quê incluía Delilah.

Tentando manter a atenção aos portões e a carruagem ao lado, Jack se estica e tenta abrir a porta da carruagem que Ratchford pilotava. - Vamos Anna! Você escutou ele!.. - Jack aproximou sua carruagem próxima a porta da carruagem de Ratchford e deixou seu braço estendido para que Annalise deixasse a carruagem dela e pulasse para a carruagem que Jack pilotava. Os portões se aproximavam mais e mais, a janela de tempo era pequena e Annalise precisava se decidir rapidamente e tomar coragem para fazer o salto. - Venha logo! - O gatuno apressava Anna, pois logo teria que frear a carruagem ou daria de encontro com o muro.
Luxi
Moderador
avatar
Moderador

Mensagens : 1226
Reputação : 168
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Luxi em Seg Jul 31, 2017 8:49 pm

Mal tendo tempo para pensar, Anna não podia imaginar que pessoas tinham aquela habilidade de se lançar a uma carruagem em movimento. Nunca tinha visto algo assim, mas sua estupidez interiorana custava caro. Gritou o nome do guarda-costas horrorizada com o golpe que lhe foi desferido e depois como um animal em risco para o homem que a ameaçava, completamente vulnerável. Foi aí que Jack apareceu em sua janela.

- Jack! - ficou surpresa ao avistar o gatuno. Não sabia que o reencontro seria tão rápido, mas ao mesmo tempo estava feliz por vê-lo a salvo, não mais do que estava aflita pela situação, é claro. Precisava fazer uma escolha que lhe dava arrepios, ainda que o frio na barriga lhe desse uma sensação boa na maioria dos casos, agora estava muito mais preocupada com o guarda-costas. Sabia que não tinham tempo para conversas emocionantes e melindres de nobre.

- Eu não posso..o Ratchford... - mas ele a interrompeu, dizendo para saltar de uma vez. Sob pressão, era incrivelmente sugestionável. Parecia a coisa certa a fazer seguir o conselho de alguém experiente. Sem ela, talvez Ratchford tivesse outras preocupações. Sem falar mais nada, ela decidiu agarrar o braço de Jack e saltar.
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7748
Reputação : 24
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Elminster Aumar em Sab Ago 05, 2017 11:22 pm


A pequena garota Lizzie seguiu as instruções de Jack para se manter segura no interior da carruagem em movimento cada vez mais acelerado. Jack não tinha dificuldades em conduzir o veículo, fazendo-o atravessar o quintal da casa do prefeito em grande velocidade e se emparelhar com a carruagem da frente. Lugos percebeu de imediato a presença de Jack, assim como Anna, que viu ali a oportunidade perfeita para escapar. Mas como fazer isso com os dois veículos em movimento?

Mesmo com os incentivos de Jack, era muito difícil reunir a coragem necessária para tomar tal ato. Anna se pendurou na janela de sua carruagem, tentou esticar o braço e a mão para alcançar Jack, mas sem sucesso. Alguns preciosos segundos se passaram sem que ela encontrasse o momento ou a coragem necessária para pular. Lugos riu com escárnio daquela situação.

- Quem diria que a Harpia se tornaria um defensor de donzelas? - perguntou alto o suficiente para que Jack escutasse mesmo com o barulho do vento passando forte pelo seu rosto. - Jack, Jack... - disse, chamando-o depois de muito tempo pelo seu verdadeiro nome ao invés do codinome da Irmandade. - Você está do lado errado nessa luta. Junte-se a mim, Jack. Junte-se aos Coletores e nos ajude a salvar esse mundo da podridão dos políticos que só pensam em enriquecer os próprios bolsos e estão cagando para tudo o que estão destruindo!

Lugos falara tudo isso e Anna ainda não conseguiu achar a brecha para saltar. Os portões estavam cada vez mais próximos e a julgar pela quantidade de rebeldes posicionados do lado de fora, muitos com tochas acesas e pedaços de madeira em mãos, seria extremamente arriscado tentar passar pelo meio deles. Os guardas não estavam mais conseguindo conter a multidão e os primeiros rebeldes já conseguiam atravessar os portões em direção ao jardim. Lugos parecia, de fato, fora de si, como se quisesse provar algum ponto para Jack. Ele gritava encarando o seu irmão.

- Você sabe por onde esse trem que o prefeito quer construir irá passar, Jack? Ele irá passar pelo meio da floresta. Dá para imaginar quantas árvores não serão arrancadas de suas raízes? O quão prejudicial isso será para a natureza? Pense na minha proposta, Jack!

Lugos então deu o empurrãozinho que Anna precisava. Ele a segurou pelas suas vestes e a jogou em direção a Jack, que por pouco não conseguiu segurá-la. Jack perdeu por um momento a condução da carruagem e viu Lugos assumir o comando do outro veículo no lugar de um Ratchford bastante debilitado. A Víbora empurrou o guarda-costas de Anna para fora da carroça no exato momento em que fazia uma curva para fugir dos rebeldes.

Anna estava ao lado de Jack e viu Ratch se esborrachar no chão de terra a alguns metros de distância. Tudo aconteceu muito rápido, mas ela não pôde deixar de se lembrar de uma cena em que viu momentos antes de chegar em Vicari, enquanto sobrevoava no dirigível do Sr. Scoresby: a enorme área desmatada e sem vida, tão próxima da cidade. Ela se lembrou de como sentira um grande pesar ao observar a cena.


Makaveli Killuminati
Adepto da Virtualidade
avatar
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1763
Reputação : 2
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Makaveli Killuminati em Sab Ago 12, 2017 4:27 pm

Jack ignorou o deboche de Lugos, focando-se apenas em Anna, que nitidamente precisava de mais que uma ajuda. Mas a Víbora não estava saciada, tinha mais a falar, e o restante soou menos como besteira. - Você está confundindo as coisas, idiota! - Esbravejou o gatuno olhando em direção ao Lugos. - Eu não estou em nenhum lado desta luta! - Jack manteve-se focado em Lugos por alguns instantes, que continuou justificando seu lado. A Víbora não enxergava os avanços que a obra iria trazer para a região, estava cego, com a mente subjugada por uma seita ou ordem que Jack quase não conhecia. Ao fim do discurso, Lugos dá a Anna a ajuda que precisava.

O gatuno quase saltou para fora da carruagem para agarrar Anna e trazê-la para a bordo da carruagem. Segurou as rédeas com uma das mãos, por pouco não lhe faltou forças para puxar Anna, mas conseguiu. - Você está bem!? - Perguntou o gatuno para a nobre. - Segure-se! - Exclamou sem esperar por resposta. Esbaforido, Jack puxa as rédeas com as duas mãos, fazendo a carruagem frear antes de atingir a multidão e os muros. Lugos fazia seu caminho para longe dali, o corpo de Ratchford estava muitos metros atrás, Jack não conseguia observar se estava vivo ou não.

Com a carruagem parada entre a mansão e a multidão, Jack solta as rédeas e entrega nas mãos de Annalise. - A filha do prefeito está na carruagem... - Jack levou seu rosto para o baú da carruagem, atrás dele e de Anna, em seguida desceu da carrugem com pressa. - Fuja daqui... Leve a garota para um local seguro... Quem sabe um dia nossos caminhos voltem a se cruzar... - Jack comentou em tom de despedida olhando para a nobre. Não sabia onde Annalise levaria a garota, não sabia se Annalise decidiria por partir da cidade, sequer sabia se ela conseguiria escapar sã e salva. Mas no fim desejou que tudo desse certo para as duas. - Boa sorte! - Jack deu um tapa forte no lombo de um dos cavalos para que o cavalo puxasse a carruagem antes de Annalise comandar. O gatuno perdeu dois ou três segundos olhando a carruagem se distanciar, deu meia volta e correu em disparada na direção da mansão. Jack precisava salvar mais uma pessoa. Delilah.
Luxi
Moderador
avatar
Moderador

Mensagens : 1226
Reputação : 168
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Luxi em Seg Ago 14, 2017 2:15 pm

Anna ouvia a conversa entre os dois, confusa sobre o que falavam, mas então Jack estava envolvido com os rebeldes? Isso a fez hesitar um pouco. Sentia as pernas bambas diante daquela situação em que precisava pular. Gostaria de ser mais corajosa em vez de empacar todo o caminho, mas aparentemente era mais forte do que ela, somada à desconfiança que soprava em sua mente em relação a ele. De repente sentiu-se arremessada e soltou um grito, de repente sentindo o corpo de seu salvador. Foi muito rápido o momento que viu Ratchford também ser empurrado para fora da carruagem enquanto o outro fugia.

- Sim, eu... Obrigada! Eu nem sei o que...  - falou de novo, assustada, mas precisava obedecê-lo e se segurou como podia. Recebeu as rédeas da carruagem um tanto trêmula. - Quem? - lembrou-se da menina do jantar, mas o tom de despedida dele a estava deixando desesperada, já que Ratchford continuava jogado no chão.

Ela tentou conduzir a carruagem para perto de seu guarda-costas e saltando dela sem pensar duas vezes, ajoelhando no chão para verificar se ele estava em condições. Não podia simplesmente abandonar a pessoa que esteve com ela esse tempo todo. Assim como teimou em sair da mansão por causa do senhor Scoresby.
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7748
Reputação : 24
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Elminster Aumar em Ter Ago 29, 2017 11:46 pm


A conversa entre Lugos e Jack foi breve. Não houve tempo para contra-argumentos de nenhuma das partes. O gatuno conseguiu salvar Anna de se esborrachar no chão e parou a carruagem a uns vinte metros de onde Ratchford tinha caído. Sugeriu algumas instruções a nobre de Ellsporth antes de dar um forte tapa no lombo do cavalo e descer da carruagem. O animal voltou a correr, mas Anna, com a rédea em mãos,
o fez parar antes que se distanciasse muito. Enquanto Jack voltava para a mansão, Anna ia de encontro ao seu guarda-costas.

Não demorou muito e ela alcançou Ratchford. Ele encontrava-se caído e desacordado. Anna se ajoelhou ao seu lado e tentou reanimá-lo da forma que podia, mas sem sucesso. Da janela da carruagem surge o rosto de Lizzie, a pequena filha do prefeito, olhando com curiosidade para ver o que estava acontecendo. Ela falava alguma coisa, mas a sua voz não era alta o suficiente para chegar até Anna. Pelo modo como se comportava, parecia estar querendo dizer alguma coisa. E então, ao invés de tentar falar, Lizzie apontou pro céu.

O que Anna viu a fez criar um fio de esperança: sobrevoando os jardins, ela viu o Vaporeiro, dirigível conduzido com maestria pelo Sr. Scoresby. Ele estava passando bem acima deles no momento e ele seria perfeito para escapar da multidão de rebeldes que invadiam a propriedade, além do Sr. Scoresby poder ajudar Anna a carregar Ratchford. Porém o dirigível passou reto por onde eles estavam. Teria o Sr. Scoresby não os visto? Aparentemente não. Anna acompanhou o dirigível com o olhar e viu ele chegando do outro lado do extenso jardim. Era onde estava o assassino do prefeito. Ela viu o Sr. Scoresby preparar e jogar uma corda com um laço para baixo, exatamente onde encontrava-se Lugos com a sua carruagem. Ela viu um rebelde jogar uma tocha acessa nas plantações do jardim enquanto os demais se aproximavam cada vez mais deles, com olhares furiosos. Para piorar sua situação, Ratchford estava desacordado e Lizzie havia sido deixada aos seus cuidados. Anna tinha que pensar numa saída e logo, antes que as coisas esquentassem para valer.


Jack também havia observado o dirigível aos céus, mas o seu foco no momento era procurar e resgatar Delilah. Ele não fazia a miníma ideia se ela ainda estava no interior da mansão ou se havia conseguido escapar de lá. Ela poderia até mesmo estar morta. Assumindo o risco, o gatuno se aproximou da casa e viu que a porta de entrada encontrava-se aberta. Muitos dos convidados saíam por aquela porta, alguns estavam feridos e outros muito assustados, porém nem sinal de Delilah. Ele adentrou o recinto e o que viu lá dentro foi uma cena de guerra. Alguns corpos, tanto de trolloides quanto de humanos, jaziam mortos espalhados pelo chão da casa ao lado de poças de sangue.

O gatuno foi surpreendido com a visão cambaleante do Flint vindo em sua direção. O assessor (ou ex-assessor) do prefeito se agarrou em Jack, e esbaforido, disse:

- Jack! Graças a Menoth eu ter te encontrado, Jack! As pessoas... as pessoas estão mortas, Jack. Eu não sei o que houve, os trolloides se voltaram contra a gente! E o prefeito... eu preciso de ajuda com o prefeito, o corpo dele ainda está lá em cima, e eu não sei o que fazer!

Ele falava tudo muito apressadamente, com um misto de urgência e apreensão em sua voz por não saber o que fazer. Flint parecia ter escapado ileso das balas, mas as cenas que presenciara pesava em seu psicológico. Ele estava quase que implorando pela ajuda de Jack. Uma segunda olhada pelo local fazia Jack levar a crer que a batalha estava encerrada e que não havia mais perigo no interior da mansão. O mesmo não podia dizer do lado de fora. Jack foi o primeiro a perceber que os convidados que saíam da mansão estavam indo pro lado errado. Eles estavam correndo na direção da multidão de rebeldes e sabe-se lá o que poderia acontecer com eles. Flint continuava a frente de Jack, esperando por alguma ajuda.



Luxi
Moderador
avatar
Moderador

Mensagens : 1226
Reputação : 168
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Luxi em Qua Ago 30, 2017 10:48 pm

Anna era uma jovem inconsequente. Ela desceu da carruagem sem pensar muito nos rebeldes que estavam se aproximando. Correu até ele e se ajoelhou, tentando avaliar o estrago. Era seu guarda-costas, mas se preocupava muito com ele. Afinal, era a única pessoa próxima dela que estava naquele caos. Pelo menos, era o que achava. Tentou falar com ele, fazendo uma cara de choro, mas era inútil. Como iria carregar um homem daquele tamanho? Precisava tentar manter a calma, mas isso não foi possível. Deu tapinhas em seu rosto e tentou não encostar muito no restante do corpo para que não o machucasse, mas o fato de que ele não acordava fazia seu coração apertar. Será que a rebelião chegaria até ela e tinha feito algo tão estúpido arriscando-se a toa?

Usou toda a força que tinha para começar a puxá-lo arrastado em direção à carruagem. Era uma tarefa extremamente ingrata. Enquanto tentava fazer isso, em cima de seu vestido de festa já sujo, viu a garota. A menina que Jack a tinha pedido para proteger. Tinha esquecido completamente dela durante o surto.

Primeiro, ficou feliz de ser resgatada. Tinha a certeza de que o amigo de seu pai estava ali para fazer isso, mas estava um pouco longe,não? Longe.... demais!? Arregalou os olhos. Não podia acreditar no que estava acontecendo Nunca tinha desconfiado do Sr. Scoresby. Sentiu-se traída e extrememente ingênua por ter acreditado nele. Era ele que tinha roubado seus convites? Como não tinha pensado nisso? Estava muito mais perto do que o filho do banqueiro, aliás. Queria ter a oportunidade de conversar com ele para esclarecer as coisas, era o quão tonta era.

Ouviu o barulho dos revoltados raivosos e tentou arrastá-lo um pouco mais perto. Queria tentar colocá-lo na carruagem para fugirem juntos, mas não era como se Ratchford fosse uma donzela indefesa, então tentaria seu último truque para dar uma ajudinha com a mente, caso suas tentativas fossem inuteis como imaginava.
Makaveli Killuminati
Adepto da Virtualidade
avatar
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1763
Reputação : 2
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Makaveli Killuminati em Qua Ago 30, 2017 11:42 pm

A sombra do dirigível chama a atenção de Jack, que continuou correndo após levar sua cabeça rapidamente em direção ao imponente transporte aéreo. Não sabia do quê se tratava, mas esperava que fosse positivo. Sobreviventes faziam o caminho contrário o de Jack, esbarrando em alguns e desviando de outros. A sola dos sapatos trilhavam o caminho com sangue, indicando o quê o gatuno iria encontrar dentro da mansão. Olhava nos rostos de cada um que cruzava em sua frente. "Você viu Delilah?", perguntava para cada sobrevivente, em vão. Ninguém estava em estado para responder qualquer coisa. O gatuno continuou em frente, adentrando a porta.

Jack se depara para a cena de uma guerra que entraria para a história da cidade. Era um verdadeiro campo de batalha que inevitavelmente deixaria um trauma enorme em Vicari. Mais um massacre, e outra vez Jack estava presente. Não era de acreditar em bobagens, mas se fosse teria certeza que estava amaldiçoado. Permaneceu em dúvida, e em silêncio. Os olhos seguiam os corpos e buscavam por Delilah, torcendo para que não a encontrasse. E cambaleante, mais um sobrevivente entra em cena, desta vez o conhecido Flint.

O assistente do prefeito estava perturbado, e não era pra menos. Jack o segura antes que caísse no chão, ficando face à face com Flint. - Não há mais o quê fazer pelo prefeito... Mas Lizzie está... Segura... - Comentou hesitando. - Praticamente todo o poder público de Vicari caiu esta noite, e la fora há uma horda prestes a reivindicar o controle da cidade... Fuja por aquela direção. - O gatuno apontou para o lado contrário ao da população revoltosa. - Ou finja estar no lado deles... - Propôs de forma cínica, afastando-se do salão e cuidando para não pisar nos corpos.

Jack caminhou em direção a escadaria e subiu até o segundo andar com pressa. Tentava identificar os corpos pelo caminho, mas o barulho no lado de fora o apressava cada vez mais. Os revoltosos estavam muito próximo. O gatuno correu até o mezanino onde o corpo do prefeito estava, e chegando la, Jack sujou sua roupa com sangue e ajuntou uma das armas dos trollóides, a arma que matou o prefeito. O gatuno segurou a respiração por alguns segundos, com a arma do crime em mãos e ao lado do corpo do prefeito, esperou ansiosamente pelos manifestantes.
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7748
Reputação : 24
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Elminster Aumar em Sex Set 15, 2017 7:44 pm


Pelo canto de olho, Anna percebia a movimentação dos rebeldes e o clarão das chamas que foram acesas nos jardins da Casa da Prefeitura, tudo isso enquanto tentava arrastar o seu guarda-costas de volta para a carruagem. Quando ela se tocou que Lizzie ainda estava no interior da carruagem, Anna resolveu agir do modo mais eficaz possível, usando os seus poderes mágicos para fazer o corpo de Ratch levitar alguns centímetros do chão e ser pousado levemente na carruagem, cuja porta fora aberta pela própria pequena filha de Cornélius. Os cavalos já estavam assustados com a aproximação dos rebeldes com tochas nas mãos e Anna teve um pouco de dificuldade para lidar com eles e guiá-los para a direção contrária. Era inútil prosseguir em frente.

O olhar de Anna se encontrou com o de um rebelde de olhar furioso e sedento por cometer alguma atrocidade. Naquele momento ela se viu pela primeira vez num mundo cruel, completamente desamparada e tendo que lidar sozinha com a situação. Não havia o conforto de seu lar e dos seguranças contratados por seu pai, nem mesmo Ratchford poderia ajudá-la mais. Anna estava sozinha e tinha que agir. Ela conduziu a carruagem para dar meia-volta e retornar para os fundos da propriedade. No caminho ela se encontrou com convidados que estavam divididos entre sair da mansão depois do tiroteio que teve ou voltar para lá devido a invasão dos rebeldes. Muitos já não sabiam mais o que fazer.

Ela alcançou a extremidade oposta do terreno e se deparou com muros de mais de quatro metros de altura, feitos de pedra e de difícil escalada. Ainda mais quando se tinha que fazer isso com um homem adulto desacordado e uma inocente criança. Aquilo poderia ter sido o fim da linha para a filha do barão Belgarten, mas uma voz distante a fez criar uma nova esperança. Era a voz do Sr. Scoresby, o velho amigo de seu pai e que havia dado suporte na fuga do assassino. Anna estivera tão assustada que nem percebeu a presença do dirigível no alto sobre o céu escuro da noite. Era bastante provável que o homem que matara o prefeito ainda estivesse lá, mas tudo o que ela via era o rosto de Scoresby oferecendo ajuda.

-Senhora! - gritara o Sr. Scoresby, com uma corda na mão. - Irei jogar esta corda até embaixo. Amarre-a no Ratchford e eu o puxo, se ele estiver com você, e você vem em seguida. Por favor, seja rápida, não temos muito tempo.

Ele jogou uma corda até onde Anna estava e aguardou a sua decisão de ir ou não com ele.


O gatuno Jack, no interior da mansão, orientava Flint a fugir.

- Mas... mas... para onde eu vou fugir? - gaguejou o assistente do prefeito.

Jack sabia que o tempo era curto. Ele sugeriu para o prefeito se fingir do lado deles, dos rebeldes, e depois seguiu o seu caminho para o segundo andar. Ele encontrou o corpo do prefeito estirado no chão no mesmo lugar em que tombara. Ao seu lado havia mais dois trolloides, ambos mortos. Sangue é o que não faltava, além de armas caídas sem dono ao chão. Jack se sujou de sangue como pôde e pegou a arma que havia cometido o assassinato. Era uma tática ousada. Os minutos foram passando com apreensão, pois Jack ouvia uma gritaria quase que ensurdecedora do lado de fora e o pior de tudo é que ele não conseguia discernir o que estava acontecendo. Foi por uma das janelas do segundo andar que Jack viu uma coluna de fumaça subindo pro céu.

Alguns convidados haviam retornado para a mansão, mas todos eles pareceram ter procurado cômodos para se esconder, de modo que Jack se sentia solitário próximo as escadas que davam para o longo saguão da casa, quase que em frente a porta de entrada, que por sinal havia sido fechada por um dos convidados que o gatuno não conhecia. Então, a porta de entrada é aberta com um chute forte, pesado, e um rebelde entra por ali, com um rosto sujo do que parecia ser fuligem. Era um homem grande e largo, sem nenhum fio de cabelo e que calçava longas botas e pesadas luvas. Era fácil identificá-lo como um rebelde. Atrás dele, entraram mais cinco ou seis homens, a maioria com tochas em mãos. Um deles ameaçou botar fogo num móvel, mas o grandalhão o impediu com um tapa em seu braço.

- Não faça isso, idiota. Vamos pegar as coisas de valor que tem aqui antes - disse. Nenhum deles ainda havia notado Jack no segundo andar.

- O que aconteceu aqui? - perguntou um deles, chocado com a cena de batalha mortal que estava presenciando.

- Estranho - disse um outro - observando com terror o corpo de um trolloide morto por tiros. - Parece que outros chegaram aqui antes de nós.

- Calem a boca! - gritou o grandalhão. Ele parou por alguns segundos para ouvir e olhar para os arredores. E foi então que percebeu a presença de Jack. Ele o encarou do andar térreo e disse para os seus outros camaradas. - Não estamos sozinhos aqui.

E ele apontou para Jack. Todos se voltaram para ele. Um deles sacou uma arma de fogo.


Makaveli Killuminati
Adepto da Virtualidade
avatar
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1763
Reputação : 2
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Makaveli Killuminati em Sab Set 16, 2017 1:33 pm

- O quê você está fazendo, Jack? - O gatuno perguntou a si próprio enquanto observava a fumaça brotando do lado de fora. A situação estava quente, e não era um trocadilho de mal gosto. Faltava pouco para adentrarem a mansão, muito pouco. Jack não sabia ao certo qual reação teriam, mas esperava que sua lábia salvasse sua pele, como em outras vezes. Convidados que saíram correndo porta afora agora voltavam em corrida para se esconder da multidão furiosa que chegava. A cena estava criada e o palco sangrento dava o tom que Jack pretendia colocar. Então a porta se abre.

Poucos rebeldes entraram, o gatuno permaneceu observando-os de cima. Ouviu o diálogo com apreensão e curiosidade, mas a conclusão que tiveram fora justamente o quê Jack queria, e também a mais óbvia. Outros tinham chegado antes deles, e Jack tinha convicção que "Os Coletores" eram secretos o suficiente para não serem cogitados pelos rebeldes, secretos o suficiente para aqueles que sobreviveram ao ataque sequer soubessem quem os atacou. Não demorou muito para que um deles percebesse a figura de Jack os encarando do piso superior.

Avisados da presença de Jack, um dos rebeldes saca a arma e aponta para Jack. O gatuno não estava surpreso, mas a sensação de ter uma arma apontada para si nunca era confortável. Entretanto, se os rebeldes estivessem matando todos que vissem pela frente, aquele homem já havia apertado o gatilho.

- Tarde demais para usar sua arma, camarada... - O gatuno passou os olhos sobre os cadáveres em todos os cantos, como quem dizia "a batalha já terminou". - Sinto muito, o prefeito não vai poder lhes dar atenção agora. - Dessa vez Jack fitou o corpo do prefeito sobre seus pés, dando dois cutucões com o pé. - Não é mesmo Cornélius? - Jack começava a se questionar se toda aquela exposição recente à cadáveres causada pelas várias chacinas que presenciou estavam tirando sua humanidade, pois estava desrespeitando o corpo recém morto de Cornélius para se passar por alguém que não era. Mas o pensamento passa, no fundo, Jack tinha alguma atração obscura por aquilo, ele tinha um papel a cumprir.

- Bom... O poder político de Vicari está esfacelado, em cacos. - Jack tirou a mão esquerda do cano da arma e gesticulou enquanto falava, deixando seu braço direito descansar com a arma para baixo, demonstrando que já não pretendia mais usar a arma. - O quê vão fazer agora? - Questionou o gatuno, pretendendo saber o quão organizado os rebeldes estavam agora que poderiam tomar o controle de Vicari e implementar um novo regime. Jack se postava como autor da limpeza que eles pretendiam fazer, e tentava com aquilo trazer alguma liderança para si dentro do diálogo.
Luxi
Moderador
avatar
Moderador

Mensagens : 1226
Reputação : 168
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Luxi Ontem à(s) 11:53 am

Anna sentia-se completamente perdida. O correto e mais sensato teria sido fugir com o auxilio do gatuno, desde o começo, mas a jovem acreditava mais nas histórias dos livros nas quais tudo se resolvia por uma predileção do autor nos personagens. Poucas vezes, para não dizer quase nenhuma, em sua vida ela tinha vivido situações nas quais não havia nenhuma saída. Talvez apenas a morte da mãe, mas a mente infantil logo é preenchida com os esforços dos demais adultos. Talvez términos de relacionamentos? Isso era infantil demais para se comparar com a angústia que sentia agora, de ser a responsável com, literalmente, as rédeas nas mãos.

Annalise avisou o amigo de seu pai e uma esperança surgiu em seu peito. Tinha visto errado? Ele tinha mesmo ajudado aquela pessoa na mansão. O melhor amigo do pai dela não era um mentiroso, era o que pensava. Não cogitou armadilhas e traições ao olhar para aquela corda. Tudo que sentiu foi um imenso alívio.

Tinha um homem ferido e uma criança com ela. Como podia proteger todos contra uma multidão? Seria ainda mais estúpida se quisesse ficar para trás mais uma vez.

Gritou em afirmação, amarando o guarda-costas com as mãos trêmulas. Quando terminou, chamou a garotinah de dentro da carruagem.

- Venha, vamos sair daqui - estendeu a mão para ela. Sentia tanto medo que era até ridículo achar que conseguiria confortar a pequena. Na verdade, dava-se conta o quanto ela mesma tinha crescido somente no corpo. - Senhor Scoresby, muito obrigada. Nos leve agora, por favor.

Ela aguardou sua chance de subir.

Sua mente simplória só conseguia ver naquela corda uma luz acesa no quarto escuro de uma criança com medo de tempestade.
Conteúdo patrocinado


Re: Capítulo 5: O Início da Grande Trama

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Responder ao tópico

Data/hora atual: Ter Set 19, 2017 3:53 pm