Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    2º passo - Dança

    Compartilhe
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1128
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Luxi em Ter Maio 09, 2017 9:16 pm


    Yuki e Eun-Ji

    Antes de toda a confusão, Hyerin reafirmou que o cabelo de Eunji era bonito, mas essa informação se perdeu diante dos acontecimentos. Agora, as três ficavam aflitas sem informação. Hyerin não conseguia acalmar as meninas, porque também estava nervosa.

    - É melhor não… - respondeu a Yuki. Ficava ainda mais preocupada se um segurança fosse chamado, pois alguém poderia ser expulso. Era uma preocupação um tanto estúpida, já que o lado de fora estava sendo filmado.

    O garoto americano, que elas lembravam atender por “Tommy”,  sorriu de um jeito entre o divertido e o debochado, assistindo à desgraça alheia bem de perto.  Peach também tinha os braços cruzados, na mesma distância que o trio de meninas, mais atrás das histéricas que abordavam cada um dos garotos que saía do vestiário.  O amigo de Minki passou por ali também, mas foi e voltou tão rapidamente que só fazia a especulação aumentar mais.

    A expressão de Hyerin mudou de sofrida para irritada e ela suspirou pesadamente, agora já irritada. Estavam demorando demais. Na quadra, os principais aparentes responsáveis já não se encontravam mais.

    Tae e Eu Se

    O vestiário masculino começou a se esvaziar aos poucos após a confusão. Alguns garotos olhavam rapidamente na direção de Tae, como um sinal de aprovação. Alguns mais tímidos nem faziam isso, só passavam reto, com um tipo de receio. Havia, é claro, uma parcela que parecia não se importar com nada que estava acontecendo. Ele recebeu um sinal de positivo de Joon, que evitou conversar com ele depois da briga, mas ficou aficionado no celular por um tempo, com um sorriso confiante.

    - Ei, Mi Nam. Que foi? - ele curvou o corpo para frente, perigosamente mais próximo. - Tudo bem? - começou a observá-la estranhando o comportamento e ficando preocupado. De repente uma toalha cobriu a cabeça da menina, tapando sua visão. - Amihan, que é isso? - ele riu. - Não sabia que voce era de fazer brincadeira. Tá parecendo um fantasma.  - o loiro riu e passou do lado dela, de repente outra toalha foi jogada em sua cabeça e ela já podia imaginar muito bem de onde tinha vindo isso.

    Amihan segurou os braços de Eu Se e a virou em direção ao armário masculino, conduzindo-a para a fileira de armários que ficava atrás daquela em que os garotos estavam conversando. Mesmo assim ela podia ouvir tudo o que conversavam.
    - Vou buscar suas coisas. - falou baixinho para Eu Se e saiu.

    Em resposta a Tae, Dam deu um suspiro profundo, parecendo cansado.

    - Bem, se você entrar para um grupo, eu imagino que cada um tenha fãs para si mesmo. É como funciona essa coisa de ser um ídolo, eu acho - Minsoo não parecia nem um pouco incomodado com a ideia das fãs. Ele até sorria achando divertido. - Tae-shi vai nos ensinar a lidar com isso.

    - Eu não entrei aqui pensando nisso… - declarou, já saindo em direção ao seu armário para poder se trocar.

    - Calma, pitbull - Minsoo embalou a brincadeira de Tae, e Dam virou o rosto, inicialmente mal humorado, mas depois sorriu de leve.

    Minki passou por eles, abrindo o armário, que era próximo ao de Tae e se trocando ali como se não os conhecesse. Aparentemente ele também buscava ficar longe de confusão, por enquanto e o conselho que Dam recebera tinha sido útil, pois ninguém o provocou também.

    - Eu pensei agora… será que elas ficaram preocupadas? Quer dizer, parece que fizeram uma grande comoção lá fora. - Minsoo se referia às amigas do grupo. Ele ajeitou os amassos da camiseta e depois passou a arrumar o cabelo. Tinha um estilo de se vestir mais casual e simple. Agora só esperava por Dam.

    - Então vocês deveriam sair e esclarecer logo o que aconteceu - Dam respondeu de pronto ao ouvir aquela pergunta. Tinha voltado a ser a pessoa séria e um pouco seca de sempre. Repreendia, de certa forma, o jeito cinematográfico com o qual Tae parecia lidar com tudo naquele programa.

    Enquanto isso, Minki não conversava com ninguém, sempre focado no próprio armário e nas próprias roupas.  Tae aparentemente tinha conseguido impor o respeito em todos os inimigos em potenciais. Outra curiosidade que ele podia observar é que ele conhecia muito bem a bermuda larga e a regata que o loiro tinha escolhido para usar, pois tinham sido roupas de um pocketshow que fizeram ao lançarem o primeiro vídeo de dança na internet. Seria para resgatar as fãs antigas e melhorar a imagem? Que tipo de conselho o patrocinador do garoto estava lhe dando?

    Atrás daquela fileira de armários, Amihan retornou com a bolsa de Eu Se, pousando-a no banco ao lado da garota e liberando as toalhas de sua cabeça, caso ela continuasse assim.  Ele sorriu de leve. Aquele espaço dos armários estava ainda mais vazio, com uma debandada geral. Fez um sinal de silêncio para a  garota, como se ela pudesse ficar escondida ali um pouco e apontou para o chuveiro, para que ela pudesse ir tomar banho.

    - Eu fico de olho - falou baixo para ela. Os chuveiros não mais faziam barulho de água caindo, apenas deixavam o ótimo cheiro de sabonete e perfume amadeirado masculino no ar. Parecia seguro se apressar para o banho enquanto todos estavam ocupados com outra coisa.

    Não demorou muito e Dam estava pronto, com os cabelos penteados com a mão, dando um efeito cacheadinho. Usava um jeans preto e uma camiseta de marca com estampa estilosa. Com sua altura, podia dizer que estaria fazendo um ensaio de moda em breve. Os três podiam finalmente sair juntos.

    Tae, Yuki e Eun-Ji

    Como Tae previra, a saída triunfal dos heróis do vestiário foi comemorada com gritos das garotas amontoadas na porta, elas faziam muitas perguntas ao mesmo tempo, mas a maioria era sobre o que tinha acontecido.

    Nenhum deles parecia machucado, na verdade tinham uma aura arrepiante de trio de famosos. Minsoo era o príncipe que sorria e acenava positivamente, ligeiramente sem graça, achando divertidas as reações exageradas. As meninas repararam nele também e começaram a perguntar a Tae se Minsoo tinha defendido o “oppa” delas. Já Dam pela primeira vez parecia ter se esforçado para se arrumar, já que antes ele usava roupas de treino ou comuns demais. Sua expressão fechada também chamou a atenção das meninas e elas começaram a chamá-lo de “oppa” também. Tae tinha construído um tipo de fortaleza de moral em volta deles.

    Antes que conseguisem chegar até seu trio de amigas, porém, Peach apareceu entre eles como seu belo rosto e rabo de cavalo, cultivando lágrimas nos cantos dos olhos e com as mãos juntas perto do pescoço. Sua presença, ao menos, fez os gritos pararem.

    referência da Peach:


    - Oppa! Está bem? Foi machucado?  - ela fez menção de tocar seu rosto com delicadeza, aproximando-se a procura de sinais de luta. - Aquele garoto horrível tentou brigar com você de novo?

    Hyerin revirou os olhos e sua expressão de aflita foi logo para irritada.
    - Eles estão bem. - declarou torcendo os lábios.
    Dam foi o primeiro a sair ali de perto, caminhando até as meninas.
    - Mianhae. - falou simplesmente. Minsoo veio em seguida, esquivando-se da situação de vela.
    - Seok Min-ki estava envolvido nisso? - Hyerin foi a primeira a perguntar.
    - Não, ele nem estava lá, mesmo. Ei… que expressões são essas? - Minsoo olhou bem surpreso para elas, mas carregando uma doçura muito acalentadora. Ele sorriu.  - Está tudo bem. Vocês precisavam ver. Tae-shi não é do tipo que você consegue pegar desprevinido.
    Gakky
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1391
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Gakky em Ter Maio 09, 2017 10:01 pm

    Yuki fica aliviada ao ver os garotos saindo e aparentemente bem. Porém as garotas histéricas dificultavam que ela fosse até eles, isso também a deixava tímida. Então apenas suspira e comenta com Eun-Ji, passando a mão nos cabelos ruivos dela:

    - Viu Eun-ji, eles estão bem.

    Então Yuki vê o belo sorriso de Minsoo e aquelas garotas se derretendo por ele, eram muitas, notou. Isso é um pouco preocupante, todas tinham muito mais coragem do que ela para falar com o Minsoo. Na escola também nunca conseguia se aproximar dos garotos, porque as garotas sempre cercavam os mais legais. Ela se sentiu um pouco ofuscada por aquelas garotas, então esperou de onde estava, dando espaço para as garotas histéricas, por se sentir intimidada. Ficaria feliz se Minsoo pelo menos lhe dessa atenção algumas vezes, era mais do que ela poderia desejar sendo quem era.

    Mas Dam em Minsoo caminharam até elas, o que era foi gentil da parte deles. Mas Yuki ficou corada quando Minsoo olhou surpreso para elas, ele era tão doce, notou Yuki. Olhou para baixo tímida, pelo visto havia acontecido alguma briga e o Tae havia se saído bem dessa.

    - Vo-vocês lutaram? - Perguntou em uma voz quase baixa.
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1206
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por shamps em Ter Maio 09, 2017 10:12 pm

    Todos os rapazes saindo do banheiro não foram o suficiente para acalmar a mocinha preocupada que olhava aflita para a saída do vestiário masculino. Seus amigos ainda estavam lá dentro. Que crueldade deixa-las sem informação.
    Levou alguns minutos até eles aparecessem na porta, deixando Eun-ji bem aliviada. Ela estava um pouco trêmula e mexia as mãos nervosamente. Antes de irem até elas, o trio maravilha foi falar com Peach, a princesa do programa, meiga e doce. A ruiva até quis se aproximar, mas a princesa era amiga de Tae, e assim como ela, devia estar preocupada com ele. Dam e Minsoo não ficaram por ali e logo foram até elas.
    Finalmente Eun-Ji pode ver com os próprios olhos que eles estavam bem. Yuki tentou acalma-la também e a ruiva só sacudiu a cabeça positivamente, sem nada falar. Sua preocupação era maior, tanto que nem notou que tinha garotas falando com eles.

    - Vocês estão bem? Se machucaram? – a ruiva se aproximou de Minsoo e deu um soco no braço dele – vocês tem ideia da preocupação que causaram na gente? – já Dam foi recepcionado por uma sequencia de soquinhos – eu odeio vocês – ela cruzou os braços e virou de costas emburrada, baixando a cabeça – nunca mais façam isso – disse inflando as bochechas. Depois ela relaxa os ombros e suspira, voltando a olhar para eles – mas afinal, o que houve lá dentro?

    Só depois de constatar que estavam bem, que a menina notou que Dam estava arrumado, como um verdadeiro príncipe: charmoso, cheiroso e lindo. Claramente isso deixou a ruiva corada e sem saber o que fazer: correr, chorar, suspirar, admirar, morrer de vergonha. Afinal, o que uma garota normal faria numa situação daquelas? Deveria se desculpar com ele? Aos poucos ela via que jamais seria uma diva como a Peach e a Yuki, ela realmente era a esquisitona como a chamavam na escola.

    - Você... – falou bruscamente para Dam, mas parou – você disse que era para eu não chorar mais... entãoprometaquenãovaisemachucar – falou sem tomar fôlego e se curvou diante dele, num ato de desculpas e de um singelo pedido.
    Larissa Aprill
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 458
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Larissa Aprill em Qua Maio 10, 2017 9:17 am

    A garota ainda segurava o capuz sobre os olhos, estava corada de vergonha, ainda mais quando sente a aproximação de Min-ki,  a voz dele estava mais perto do seu rosto e conseguia sentir o cheiro do shampoo. Nesse momento ela foi salva pelo Amihan que jogou uma toalha cobrindo sua cabeça.  O loiro brincalhão como sempre, joga a própria toalha sobre ela, pelo menos foi o que ela deduziu.  Eu Se fica sem reação, não acreditava que ele tinha feito aquilo.

    Felizmente o moreno a tira dali, ela deixa ser conduzida e senta em algum lugar do vestiário, ela ficou aguardando ele voltar com suas coisas. Não tinha coragem de tirar as toalhas da cabeça, pois isso significava que teria que tocar na toalha de Min-ki e só de pensar nisso já lhe deixava nervosa. Enquanto isso ela escutava a conversa de duas pessoas, Eu Se reconhece a voz  do Minsoo. Ele parecia estar se dando bem na competição, tinha feito amigos e estava fazendo piadinhas.

    Escutar a conversa deles a fez pensar na escola, Minsoo apesar de ser gentil e sorridente com todo mundo, mantinha a impressão de ser inalcançável, mas agora ele parecia ser um garoto comum se divertindo com amigos e ela fica feliz por ele. Não demorou muito para Amihan voltar e retirar as toalhas. Ela pisca algumas vezes para se adaptar a luz novamente. Ela faz o que ele sugeriu, mas antes sussurra um obrigada.

    Eu Se leva sua mochila para o chuveiro, consegue separar a roupa que ia usar na apresentação e pendura no gancho da porta. Quando liga o chuveiro, a água quente começa a relaxar os ombros doloridos do treino, apesar de não estar incomodando tanto quanto antes. A menina se ensaboa e lava os cabelos rapidamente, pois tinha medo de ficar tempo de mais no banho. A vantagem de ser um menino é que não precisava se produzir, apenas penteou o cabelo  e colocou uma roupa mais casual e saiu do box.



    A garota abre a porta lentamente, com receio de que tivesse mais alguém ali, então procura por Min-ki ou Amihan.

    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Okley em Qua Maio 10, 2017 5:30 pm

    - Não tem muito o que dizer você vai saber lidar com fãs naturalmente. – Tae arregalou o olho tentando lembrar sobre o que poderia disser sobre o assunto. – Tem algumas que exageram muito no assedio.

    Se aproximou para perto de Minsoo como amigo, mantinha uma distância de Minki, por mais que teria que ficar um pouco próximo, agiu sem se importar, para evitar novos desentendimentos. Já tinha terminando de se arrumar esperava somente sair com seus amigos.

    - Acho que um pouco pelo o que o pessoal pode ter dito... a Rin deve acalmar elas, sabe como sou nesses momentos. Não é a primeira vez que passo por isso. – deu uma risada gostosa lembrando de um momento do passado. – Uma vez fomos nos apresentar em uma boate e por causa da administração o show se atrasou, os caras da plateia local partiram para cima de nós, criando um maior tumulto, terminou com um velha batendo de vassoura em todo mundo. - Tae ria ao contar de que tinha acontecido, porem parou ao meio assim que lembrou que o Minki estava ali no local. O que desconversou retornando a pergunta anterior. – Seria bom ir lá explicar, afinal elas não viram o que aconteceu.

    Assim que Dam chegou se levantou e caminhou para fora do local, com um ar sério, confiante e preocupado com que tinha acontecido, ainda enigmático. Ao percorrer por entre as meninas que tinham gritado por ele, fez de forma bem objetiva deixando as para trás, demonstrava andando entre os outros dois, como se fosse um grupo abrindo espaço por entre as fãs.

    Tae assim que viu a Peach na frente dele, parou rapidamente considerando a presença dela ali. Ouviu ela atentamente olhando bem nos olhos. – Estou bem. Nem tocaram em mim... Foi um mal-entendido com outros somente. – Assim que ela fez uma menção de tocar seu rosto, inclinou para baixo de leve o rosto, se aproximando em poucos centímetros do rosto dela, pegou nos cotovelos dela segurando delicadamente para que ela não escapasse. – Prometa para mim, que vai ficar bem. Tenho medo que algo de ruim aconteça contigo.

    Olhou bem fundo nos olhos dela, reparou de canto do olho para outras fãs em volta, deu um passo para trás, cumprimentou educadamente ela, voltou para a companhia dos garotos que já estavam conversando com as garotas.

    roupa dele:
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1128
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Luxi em Qua Maio 10, 2017 10:07 pm


    Tae

    - Vocês eram colegas da outra empresa, né? Dá pra ver que se dão bem -  Minsoo comentou sobre Hyerin sem nenhuma intenção oculta, apenas constatando. Min-ki ergueu o rosto e ficou atento à conversa, especialmente quando ele começou a contar sobre o incidente do show. - Verdade? Nossa, a gente nem imagina que esse tipo de coisa vai acontecer, já pensamos logo em grandes estádios e toda a blindagem da fama. Ninguém para pra pensar em tudo que há por trás.  - Minki abaixou o rosto, amarrando os tênis e cuidando da própria vida. Ainda mais porque o assunto sobre isso tinha sido cortado.

    Tae, Yuki e Eun-Ji

    A rodinha de fãs obedecia a distância dos colegas, mesmo que estivessem tão próximas e, em teoria, no mesmo patamar de candidatas. Elas fizeram silêncio quando ele falava com Peach e suspiraram em conjunto. “Aimeudeusquelindo”, uma delas disse. A expectativa em cima da resposta da atriz era grande. Essa, por sua vez, o olhou de baixo, parecendo surpresa quando ele segurou seu cotovelo, tanto que, no susto, fez menção de recuar, mas continuou ali.  Seus olhos ganharam um ar de curiosidade e ela se permitiu tocar a ponta dos dedos no rosto dele. No entanto, não retrucou com uma fala. Ela imitou seus movimentos, cumprimentando-o e continuando a olhá-lo, com o braço recolhido timidamente. Uma cena digna de ser acompanhada por uma trilha sonora, pois as demais garotas comentavam o quanto ela era fofa e graciosa.  Naturalmente, todas ansiavam os próximos movimentos de Tae e passaram a observar o grupo de garotos, enquanto trocava cochichos.

    Hyerin assistia a tudo com uma expressão bem descontente. Tinha as bochechas infladas de tanto ar que guardava na boca e nem disfarçava isso.

    Minsoo riu do soquinho de Eunji, e fingiu se encolher. Em seguida já tinha um belo sorriso no rosto de novo.

    - Não, não, calma. E eu não lutei, o Tae lutou. Bom, mais ou menos, foi muito rápido. Ele fez uma coisa com o braço, assim - ele tentou imitar o movimento para Yuki -  e aí o outro caiu no chão. Dam também foi bem legal, o nome dele agora é pitbull.  

    Dam, diferentemente de Minsoo, parecia com melhores reflexos, pois ele se defendeu de todos com o braço na frente, acompanhando de um “EI!” em cada um deles. Sua expressão era de confusão e foi ficando meio irritada, mas então ela começou a falar um monte de coisas emboladas, deixando-o bem surpreso. Ele finalmente sorriu e Eunji sentiu o mesmo peso de antes em sua cabeça. A mão do rapaz encostou ali e fez um cafuné bem rapidamente, já que estavam na frente dos outros.

    - Eu vou ficar bem - Dam respondeu e devolveu um sorriso para ela com uma risada contida de quem tinha acabado de achar tudo muito bonitinho.

    Tae juntou-se ao grupo e Hyerin não disse nada, o que era até habitual, estava fria como uma pedra. Logo as garotas começaram a cochichar mais alto, e dessa vez era por causa de Minki, que tinha acabado de sair do vestiário e caminhou em direção ao grupo meio escondendo o rosto, cabisbaixo e passando com passos firmes, evitando os comentários acusadores. Mesmo com o rival recentemente reunido ao grupo, o garoto ignorou sua presença e aproximou-se de Hyerin.
    - Você trouxe aquilo que eu te pedi? - seu tom de voz era empolgado, completamente diferente do que tinham conhecido. Parecia até meio inofensivo. Fez questão de ficar de costas para Tae e os demais, evitando um contato.

    - Ah. Sim - ela estendeu a fita de fisioterapia que tinha levado do vestiário.
    - Valeu! - seu sorriso ampliou bastante e ele estava virando, quando Hyerin disse um pouco mais alto para ele:  
    - Depois nos apresente seus amigos. - ela espiou a reação de Tae pelo canto do olho. Seguia com os planos do vestiário.
    O loiro estranhou um pouco, olhou logo para Yuki, mas disse um “Ah. Tá“ e saiu rapidinho de volta para o vestiário sob comentários maldosos.

    Nesse momento, a porta de saída da quadra foi aberta e a gangue de candidatos que tentara atacar Tae entrou, indo logo para a arquibancada. Não levou nem três minutos e uma pessoa da staff do programa apareceu também por aquela porta.

    - Por que eu não me surpreenderia se alguém tivesse ido chorar na barra da saia dos jurados? - comentou Dam sobre aquele grupo.

    - Atenção, pessoal, queremos uma fila organizada em seus lugares na coreografia. Os jurados estão chegando.

    Eu Se

    Por mais desconfortável que poderia parecer, Amihan estava de costas para o corredor que levava aos chuveiros, aguardando por ela. Ele tamborilava os dedos e só pensou em olhar para ela quando a própria já se apresentara de roupa na sua frente.

    - Que bom que deu tudo certo. Agora quem vai tomar banho sou eu - comentou meio sem graça, pois com toda a confusão acabou correndo atrás da menina o tempo todo e ficou sem tempo para si. - o amigo partiu para o próprio banho e ela poderia sair em paz. Antes que pudesse fazer isso, porém, Min-ki estava ali de volta e seu rosto se iluminou quando viu o amigo.

    - Go Mi Nam! -  seu sorriso era de alguém que tinha aprontado algo. Ele também tinha um rolinho colorido na mão. -  Cara, senta aí. - ele estendeu o rolinho como se fosse a coisa mais legal do planeta. Parecia um tipo de fita. - Isso aqui é muito doido. Você tá todo podre né? - o loiro foi para as costas da menina e subitamente colocou as mãos em sua jaqueta de couro, fazendo menção de tirá-la. - Tira isso daí, se não não dá certo. - De repente ela sentiu um geladinho dos dedos dele encostar em sua pele, na cintura, na tentativa de tirá-la. Min-ki fazia as coisas no impulso, então não parecia ver nada de estranho no que estava fazendo. Pelo contrário, parecia achar engraçado.
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1206
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por shamps em Qui Maio 11, 2017 12:41 am

    A preocupação fez com que Eun-Ji nem notasse a comoção com Tae e Peach, ela se preocupava com os amigos ali perto. Depois falaria com seu senpai.
    Minsoo levou numa boa o pequeno momento de revolta da ruiva, que arregalou os olhos quando ele falou sobre o golpe que Tae deu nos agressores. Ela ficou realmente assustada, o que fez com que ela temesse mais ainda pela integridade deles.

    - Luta?... que horror – depois estranhou o apelido que deram para Dam – p... pitbull? Aquele cão feroz?  – e olhou com estranheza para o rapaz. Depois desferiu seus “golpes mortais” em Dam, que desviou de todos. Ela não estava preocupada com isso, mas o fato dele fazê-lo só mostrava o quão habilidoso ele era. Será que era mesmo um menino que sabia brigar? Seria ele o príncipe que a defenderia nos momentos difíceis? Ele ficou bravo com ela, mas ela não ligou, pois queria que ele entendesse que ela se importava.

    Ela não viu o sorriso dele, mas pode sentir um cafuné – o segundo daquele dia – e ficou emocionada. Chorou, mas foram lágrimas de alegria dessa vez. Com o coração a mil, ela volta a encara-lo e passa os dedos abaixo dos olhos para secar aquelas lágrimas, devolvendo o sorriso meigo para ele.

    - Você promete Dam oppa? – era uma preocupação genuína – promete não se machucar? – ela estende o dedo mindinho na direção dele – promessa de dedinho – parecia algo bobinho, mas era muito significativo para ela.

    Depois se lembrou do apelido que os meninos deram para Dam e deu risada. Ela falou bem baixinho para que só ele ouvisse – posso te chamar de pitbull oppa? – rindo e temendo que ele não entendesse, ela logo se corrige – eu fiz mais uma piada – ela estava com uma expressão de alguém que tinha descoberto a coisa mais maravilhosa do planeta e fala com orgulho – foi a segunda do dia... não se preocupe oppa, eu jamais faria isso com você... eu sei bem o quanto apelidos são cruéis! – depois demonstra arrependimento e suspira.

    Ela pega do bolso da calça uma daquelas balinhas e oferece a ele, falando naturalmente:

    - Eu gosto quando você sorri Dam oppa – estava sendo muito sincera – balinhas são energéticas também - e sorri. Depois ela deixa o garoto de lado e oferece balas para os outros.

    Minki e Hyerin conversam e ela só observa como pessoas normais conversavam. Depois do que fez com Dam, ela tinha certeza que ficaria 3 encarnações sem encarar o rapaz. Ela se aproxima de Yuki:

    - Exemplo de pessoas normais conversando... eu sou um desastre... – e suspira. Sem mudar o tom ela continua – viu como o Dam oppa está bonito – cora severamente – eu queria falar isso para ele... mas não sei se devo... – ela olha para ele outra vez e acaba falando, de uma maneira sonhadora – sr. Darci – referindo-se ao personagem charmoso de um livro que leu.

    Para tira-la desses devaneios apaixonados, os garotos encrenqueiros voltam para a quadra, causando a revolta dos presentes, inclusive Dam. Ele fez um comentário desgostoso sobre eles. Mesmo temerosa com aquele regresso, ela insistia em defender seus amigos.

    - Não se preocupe oppa... se eles vieram aqui eu ajudo vocês – e ergueu o punho cerrado, como se fosse a maior valentona do colégio. Pura firula – não... não posso – olha para ele – prometi para a Yuki e para Rin que não aceitaria provocação de ninguém... acho que eles estão inclusos também né? – mordeu o lábio inferior, demonstrando sua incerteza.

    Isso também trouxe a competição de volta à tona. A garota sentiu um frio na barriga e olhou para os amigos.

    - Está chegando a hora – estava ansiosa e feliz, queria tanto rever Bonnie, ela tinha transmitido tanta segurança para Eun-Ji, que só de vê-la já se animava novamente. Esperava que ela fosse uma dos jurados também. Antes de seguir para seu lugar, volta-se para aos amigos e ergue o punho cerrado – fighting! – ela solta os cabelos, dá uma leve agitada nele para ajeita-lo e segue para seu lugar, acompanhada de Yuki.
    No seu lugar, faz uma oração e, como de praxe, beija seu amuleto.
    Larissa Aprill
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 458
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Larissa Aprill em Qui Maio 11, 2017 4:52 pm

    Assim que Eu Se sai do banho ela encontra Amihan, ele estava vigiando o corredor. Ela fica imensamente agradecida por tudo que ele estava fazendo por ela. Ela queria comprar um presente de agradecimento para ele assim que possível. Eu Se faz uma pequena reverência com a cabeça, enquanto  ele vai em direção dos chuveiros.

    Min-ki estava esperando por ela no vestiário com um sorriso lindo no rosto. Ela senta no banco conforme ele pediu, a fita que ele tinha nas mãos ela já tinha visto antes, mas nunca tinha usado. O loiro em compensação parecia estar bem empolgado.

    - Naneun jogeum apeungeoyahajiman Estou um pouco dolorido sim...

    Inesperadamente o loiro fica em pé nas suas costas e com um movimento firme puxa a jaqueta para trás, a deixando apenas com uma camisa xadrez vermelha e uma camiseta branca por baixo.  Ele levanta a roupa da menina e começa a tatear sua costas e cintura. Com a surpresa Eu Se levanta do banco com um pulo e num movimento instintivo cruza os braços na frente do corpo.

    - Mwohaneungeoya ??? O que você está fazendo??

    Ele a olhava de uma maneira estranha e confusa. O que faz a garota corar e descruzar os braços. Ela tinha que ser mais cuidadosa ou ele iria descobrir a verdade. Então para desconversar ela aponta o dedo para ele e diz em tom de acusação.

    - Ganjil wihae nolyeoghago issgi ttaemun-e ?? ... Aiissshhhhh Porque você tá tentando me fazer cócegas??... Aiissshhhhh

    Faz um som de frustação com a boca e volta a se sentar no banco, depois aponta a região entre o pescoço e os ombros.

    - Yeogi gotong-ibnida Estou com dor aqui.

    Se ele fosse colocar nela novamente, Eu Se iria afastar a gola para ele colar a faixa, mas teria o cuidado para ele não reparar nas gazes que  estavam enroladas ao redor do tórax dela, um truque para diminuir o volume dos seios.

    Gakky
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1391
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Gakky em Qui Maio 11, 2017 6:43 pm

    Yuki fica surpresa quando Minsoo conta da luta, ela arregala os olhos e fica boquiaberta quando o escuta e vê sua demonstração do golpe. Ele ficava bonitinho fazendo essas coisas.

    - Pitbul? - Repetiu também Yuki quase junto com Eun-ji - Que apelido estranho...

    Depois Yuki desvia os olhos de Minsoo e percebe que a amiga estava muito bem entrosada falando com o Dam. Ela acaba pensando em voz alta perto do Minsoo, falando baixo:

    - Por que fazem essas coisas com a gente... Não fizemos mal a ninguém.

    Após perceber que tinha pensado em voz alta, Yuki fica envergonha, ela queria dizer que estava feliz por Minsoo não ser se machucado e nem os outros. Porém não teria coragem, então apenas respira fundo e diz com todo esforço:

    - Tomem cuidado... Tá?

    Eun-Ji então questiona se os garotos estavam inclusos, então Yuki responde:

    - Sim, não quero que brigue Eun-ji, não quero que seja prejudicada... E nem os garotos...

    Então Min-ki se aproxima para pegar algo com Rin, Yuki congela com medo e disfarça olhando para o outro lado. Fica imaginando se conseguiria fazer amizade com ele. Pelo menos não parecia que a culpa da luta era dele dessa vez. Quando um staff chega, o comentário de Dam faz Yuki ficar preocupada:

    - Que? Mas e se eles falarem mentiras sobre nós?

    Logo chamaram todos para fazer uma fila. Então Eun-ji comenta que estava chegando a hora e faz um fighting. Yuki sorri e tenta deixar as preocupações de lado:

    - Certo! Temos que conseguir! Fighting!

    Yuki vai até seu lugar com Eun-ji, e mantém o pensamento focado do teste. "Por favor, me faça conseguir isso! Mesmo não sendo como eles, mostre que sonhos podem ser reais, pelo dessa vez!" - Repetia em pensamento torcendo para passar, mesmo que não fosse tão profissional como o Tae.
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Okley em Sex Maio 12, 2017 9:11 am

    - Sim fomos. Éramos amigos lá, bastante divertido por mais que as dificuldades que era lá. – Respondeu a Minsoo. Riu um pouco da impressão que tinha de como era, quase se esquecendo da presença de Minki ali próximo. – Às vezes acontece essas histórias engraçadas.

    O clima criado por Tae e Peach era como conseguisse sentir pelo dois. Quase fez menção em dar um beijo pequeno nela, mas evitou continuar de vergonha dos olhares curiosos em volta. Saindo dali rapidamente para evitar mais vergonha e mais curiosos. Por mais que tinha sentimentos ali, não demonstrou eles, deixando a cena por assim mesmo.

    Agora tinha que continuar com se preparar, olhou para Hyerin porém não mudou de expressão por como ela estava, simplesmente ficou próximo dos meninos, deixando eles e as meninas conversando. Estava como concentrando para a apresentação.

    No círculo que criaram Tae estava tímido somente achando engraçado as interpretações de Minsoo. Pegou o celular para notícias de JJ pois já tinha causado bastante confusão e uma orientação dele seria bem-vinda, Joon deve ter mandado mensagens sobre tudo o que aconteceu, o que acabou se isolando dos demais ali. Quando levantou os olhos e viu o Minki falando com a Hyerin, apenas voltou os olhos para o celular, deixando os em paz, falava com JJ sobre dicas de como proceder com uma ameaça de grupos de garotos.

    Ouviu o que Hyerin disse para Minki, mas fez mais interessado pelo que tinha no celular, logo após guardou o celular.

    - Eu não estou preocupado com isso. Quero é fazer uma boa apresentação. – Dando de ombro para o assunto de terem ido reclamar para os jurados, em uma certeza que contornaria essa situação, por mais que não tinha certeza disso, mas ele se defendeu do soco deles primeiro.

    Terminou fazendo um pequeno gesto de Fighting com o das garotas fizeram assim que começasse a apresentação.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1128
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Luxi em Dom Maio 14, 2017 12:46 am


    Eu Se

    A expressão de Min-ki desmanchou um pouco e seus lábios viraram um biquinho confuso enquanto era repreendido. Ele abaixou a mão e observou um pouco sua expressão confusa. Algo o fez se sentir completamente envergonhado e olhar a própria mão. Por sorte, a garota o fez sorrir de novo quando disse que ele estava tentando fazer cócegas. O loiro riu e fez um gesto com os dedos, fazendo cócegas no ar.

    - GO MI NAAAAM - fez uma voz brincalhona, balançando os dedos de forma ameaçadora e pulou por cima do banco, chegando bem perto dela, como se fosse mesmo fazer cócegas, mas não o fez, se afastando rindo bastante. - Você tinha que ver sua cara. Tá bom. Desculpa. Eu sei que eu não sou uma garota bonita pra fazer isso em você. Desculpa, mas é o que tem pra hoje.

    Eu Se sentiu os dedos de Minki encostarem em sua pele, posicionando a fita e passando suavemente por cima dela, dedilhando o local, olhando com cuidado até que parou abruptamente. Amihan tinha acabado de aparecer, felizmente estava vestido. Ele olhou de forma estranha para o loiro, que arregalou os olhos e puxou a mão dela, colocando em cima da própria faixa.
    - É..ahn. Faz você!!! - ele a soltou de repente, mas não era um tom de voz grosseiro. Era outra coisa. Ela conseguiria concluir a tarefa, pois só precisava terminar de pressionar e colar a outra ponta.

    - Oi - Amihan disse, mas olhou Eu Se, querendo saber se ela estava bem, nas entrelinhas.

    Enquanto isso, Min-ki começou a andar de um lado para o  outro desconfortavelmente, mas voltou dando muita risada sozinho e coçando a cabeça.
    -   Go Mi Nam estava com dor. Eu pedi uma faixa pra Rin. Quer? Hehehe
    - Ah. Sei… Não, não quero…
    - Deu certo, né? Deu. Então agora vamos lá! Fiiiigh...ting!
    Amihan acompanhou o trio para a saída.

    Shin-Hee

    Quan Lei foi até a arquibancada, com receio de que poderiam acabar envolvidos em uma briga que nunca tinha sido deles. Não levou muito tempo ali sentados até que a gangue do vestiário aparecesse e se aproximasse. O líder tinha um olhar de raiva enquanto os colegas dele pareciam apenas derrotados. Quan Lei virou o rosto como se não os conhecesse, mas não podiam fazer muito.

    - Você devia ter ouvido o conselho do hyung… - comentou um dos comparsas, olhando de soslaio para Shin Hee.
    - Cala a sua boca - o líder cerrou o punho e evitou olhar para trás.

    - Você dá mesmo bons conselhos - comentou o chinês em tom de voz mais baixo para o mais novo amigo, mas foram interrompidos por uma funcionária uniformizada da Shine Bright.

    - Senhores, precisamos organizar a fila novamente. Podem seguir? - uma staff se aproximou deles. - Por favor, sigam com aquele meu colega - ela indicou um outro rapaz para a gangue do vestiário e só voltou a falar quando eles saíram. - Rapazes, eu preciso de uma resposta franca e objetiva de vocês de “sim” ou “não” pois não tenho tempo. Houve alguma infração cometida no vestiário?

    Ela capturou a informação e correu para o lado de fora. Os jurados deveriam estar se aproximando.

    Tae, Yuki e Eun-Ji

    - Não dêem atenção pra ele - Dam resmungou sobre o apelido “pitbull”, fulminando Minsoo com os olhos. Em seguida, ele analisou bem a figura de Eunji antes de responder sobre a promessa. Parecia levar realmente a sério sua pergunta. Hesitou um instante, mas quando ela estendeu o mindinho para ele, até entreabriu os lábios, por surpresa. Engolindo um sorriso, ele cruzou o mindinho com o dela. - Prometo.

    Spoiler:

    Minsoo ouviu bem o que Yuki disse e a olhou de lado, pensando um pouco e tirando conclusões. Gostaria de dizer algo realista, mas não era isso que ela precisava no momento.
    - Não se preocupe. Enquanto estivermos juntos, ninguém vai conseguir nos fazer mal. - ele fez um “v” com os dedos e sorriu de forma adorável. Ao ouvir a expressão “pitbull oppa” atrás dele, ele botou a mão na frente da boca pra segurar o riso.

    Dam arregalou os olhos e fez uma careta estranha, era a primeira vez que Eunji o via de forma tão desarmada. Ele continuou com aquela expressão esquisita até que ela se corrigisse.

    - Aiishhh - Dam levou a mão ao peito, de “susto” com a piada. Mas um pequeno sorriso se formou no canto do rosto e ele aceitou a balinha, agradecendo com gesto.

    - Obrigado, Eunji -  Minsoo aceitou de forma simpática.

    - É? Posso confiar em você para nos proteger, Eunji-oppa? - Dam falou de forma brincalhona e sorriu. Estava acostumando a fazer piadas com ela também. - Foi outra piada.

    Enquanto isso, Tae estava bem entretido pelas 38 mensagens de J. J., a maioria no horário em que ele ainda estava no vestiário, dizendo para que tomasse cuidado, que Joon era um inútil e que ele seria punido se ele se machucasse.

    “Não deixe o rosto marcado! EM HIPÓTESE NENHUMA” , dizia uma das mensagens. Depois, ele começou a xingar Minki, atribuindo a culpa ele. As mais recentes foram ficando mais comedidas e aliviadas.

    “Use a história em seu favor, Tae-shi. Lembre-se de que não foi filmado. A sua palavra é a mais forte que existe.“

    A última, que chegara há 5 minutos, dizia assim:

    “Tomei providências. Fique tranquilo. “

    Como um prenúncio, os staffs chegaram e, diante da tranquilidade de Tae, seus amigos também poderiam se inspirar.

    - Então serão apenas mentiras. Concordo com Tae. Não acho que devemos nos preocupar. - Minsoo respondeu com confiança a Yuki, mas Dam deu de ombros, era naturalmente bastante desconfiado.  Hyerin também não parecia tranquila, tinha seus próprios motivos para desconfiar de que algo poderia sair errado.


    Todos

    Os staffs testavam microfones e conversavam com pessoas nas arquibancadas, também ajudando todos a se organizarem novamente nas filas.

    Minsoo gritou “Fighting” de volta para as garotas antes de ir a seu lugar.  Dam apenas ergueu o punho de forma contida, um pouco sem jeito e foi para sua fileira. Hyerin abriu um sorriso finalmente e berrou um “Fighting”, dando um sorriso para Tae antes de se posicionar.

    Min-ki chegou espalhafatoso, girando nos calcanhares tipo em uma dança e fez questão de berrar um “FIGHTING!” olhando para cada um dos colegas no processo e parar ao lado de Hyerin.

    Peach não dizia nada, ela tinha um sorriso esquisito no rosto. Talvez estivesse na expectativa do que os jurados diriam.  O grupo de malandros chegou atrás de Tae, que só podia sentir o clima estranho voltar. Seu algoz principal o olhava o tempo inteiro.

    Yuki e Eunji estavam estavam se encaminhando para a fila quando o olhar acabou cruzando com o de Yieun, que ficava atrás delas. Inicialmente, ela baixou o olhar e fez um biquinho, mas um “fighting” se formou ali, sem som e o punho dela se cerrou, em uma torcida tímida e secreta. Logo em seguida, Euntak fez um gesto para fazer um hi-5 com a amiga, sorridente.

    Dayoung virou para acenar sorridente para Shin-Hee,  antes de voltar a conversar com a amiga ao lado. Já Quan Lei respirava fundo.
    - Lembre-se da energia. Eu esqueci de comentar, mas acho que vai conseguir se dar bem.

    A staff de antes, que tinha se chamado de coreógrafa, pegou o microfone e anunciou.
    - Boa tarde, candidatos. Por favor, recebam os jurados.

    Uma leva de cumprimentos e mesuras seguiu enquanto as imponentes figuras de Bonnie, Cha Hyun-seok e Song Yeonin surgiram desfilando pela porta. Bonnie estava especialmente feliz. Cha parecia um pouco preocupado, mas o verdadeiro cerne assustador era o do diretor. Quando os ânimos se acalmaram, ele decidiu falar.

    - Antes de mais nada, preciso dizer que estou muito decepcionado com o comportamento de alguns aqui. Lamentável. Para não dizer patético. Acredito que todos saibam que temos uma questão importante para discutir. - Bonnie já não sorria mais enquanto ele falava. - Chegou ao  nosso conhecimento que houve uma discussão no vestiário que teria terminado em agressão. Isso é verdade? - cochichos invadiram o local e um clima de tensão maior do que o proporcionado pela prova imperou.  - Quero que alguém me explique. - Antes que qualquer um pudesse falar alguma coisa, uma mão delicada ornada por uma pulseirinha de berloques se ergueu entre as últimas fileiras.  - Senhorita Peach.

    - O candidato Seok Min-ki demonstrou comportamento agressivo e estava ameaçando Tae-shi mais cedo.

    Sua declaração fez uma explosão de comentários femininos: “É verdade!” “Aposto que foi ele” “Expulsem esse garoto do programa”

    O loiro trincou os dentes de uma forma que a fala de Peach foi acentuada. A garota virou o rosto para Tae e um sorriso singelo carregado de muita astúcia se formou. Ela tinha meticulosamente levantado a bola da expulsão de um adversário. O garoto só precisava cortá-la.

    - Isso procede, Tae-shi? - os olhos de raposa do diretor acompanharam o tom lento e enfático de suas palavras. - Por acaso foi ele quem descumpriu as regras?

    “Providências”

    Se ele confirmasse, por mais testemunhas que estivessem ali, sabia que não haveria maneira de alguém ter força contra sua palavra. O cenário que ele tanto queria inicialmente tinha sido montado ao acaso pela rainha e o Bispo.
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1206
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por shamps em Dom Maio 14, 2017 5:18 pm

    Vendo a reação de Dam com as brincadeiras de Minsoo, a menina até teve vontade de rir, mas manteve-se firme aguardando a promessa de Dam. Ela ficou imensamente feliz com o moço que estava diante de si fazendo uma promessa muito séria. Na mesma hora, um brilho intenso surgiu nos olhos dela, deixando seu rosto muito luminoso, como poucas vezes tinha ficado.

    - Obrigada, Dam oppa!  É uma promessa muito séria! – disse com convicção.

    Achou super fofa a cara de espanto de Dam, que não esperava pela brincadeira.

    - Sua cara foi muito engraçada com a minha piada... desculpa – disse sorrindo, mas morrendo de vergonha – vou me conter, prometo... ainda bem que foi você, se fosse lá em casa eu teria levado um tabefe nos dentes para deixar de ser tão boba e chata – disse como se fosse a coisa mais natural do mundo e, de fato era para ela. Toda vez que saía do padrão de comportamento da casa, sua mãe ou avô lhe corrigiam com tapas ou puxões de cabelo. Por isso não acharia estranho se Dam também a achasse chata.

    Ela observou Dam em silêncio, medindo-o dos pés a cabeça e pensando como a mãe dele o corrigia quando era um mau menino, já que ele era tão alto. Devia ser muito difícil para ela. Ela até põe o dedo no queixo, elaborando várias teorias em sua mente. Concluiu que beliscões no braço deviam resolver qualquer problema e ficou feliz com sua brilhante conclusão.

    - É isso – disse batendo a mão fechada sobre a palma da outra mão – beliscões nos braços! Você leva beliscões no braço, não é mesmo Dam oppa?

    Depois desses devaneios sem sentido, o próprio Dam tinha feito mais uma piada com ela, que se divertiu muito. Num primeiro momento fez uma cara de espanto.
    - Eu? O... oppa? – refletiu sobre o termo – isso é muita responsabilidade para mim... um oppa é protetor... Dam oppa estaria disposto a ser protegido por mim? – ela fez uma cara de má e retomou sua posição de boxeadora, com as mãos erguidas diante do peito – eu protejo todos... ya ya – e dava soquinhos no ar. Depois riu da piada dele – somos piadistas natos, né Dam oppa? Se nada der certo no mundo da música, podemos fazer piadas por aí!

    De volta à fila, Eun-ji estava muito animada com os fightings trocados com os amigos, queria muito que todos passassem. Ela viu YiEun murmurar um fighting para ela e Yuki e Eun-ji retribuiu com um sorriso e ergueu o pulso cerrado no típico gesto, mas perdeu logo o sorriso quando viu Euntak se aproximar dela e cumprimentá-la e só balançou a cabeça negativamente, muito decepcionada com ela. Não entendia porque ela preferia a companhia de alguém como Euntak, uma pessoa tão má por dentro.  

    - Eu estou torcendo muito pelos meninos, pela Rin e por você Yuki! – disse para animar a amiga – olha lá... é a Bonnie shi... que linda!

    Eun-Ji ficou muito feliz ao rever Bonnie e sorriu maravilhada para ela. Só ficou nervosa ao ver o diretor Song.
    Gakky
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1391
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Gakky em Dom Maio 14, 2017 9:25 pm

    Yuki balança a cabeça como reação ao comentário de Minsoo e sorri timidamente, depois sobre pitbull, ela coloca também a mão na boca para não parecer que estava rindo. Depois começa pensar no que Dam falou e acha que Eun-ji talvez fosse mesmo capaz de defender todos eles, mas isso poderia a colocar em problemas. Yuki já ia comentar sobre isso quando percebeu que sua amiga estava se divertindo com o Dam. Então preferiu ficar em silêncio, só que Minsoo estava na sua frente e isso a fez ficar nervosa, não sabia como puxar assunto com ele. Olhou ao redor e viu Tae entretido com o celular. Então Minsoo respondeu a sua pergunta, o que a deu um susto de leve, pois estava distraída olhando ao redor. Para ela, era lindo como o Minsoo conseguia ser tão otimista, admirava a força dele e usaria isso como inspiração. Suspirou sonhadora e comentou:

    - Tudo bem.

    Então chegou a hora de formar filas, Yuki sorriu quando Minsoo gritou Fighting e corou. Quando ela cruza o olhar com Yieun, foi uma surpresa ver a garota fazer um fighting escondido. Mas por que ela continuava com a Euntak? Se perguntou Yuki e formulou uma hipótese em sua mente. Talvez Yieun tivesse medo de ficar perto por causa da história do peixe, deveria ser, pensou. Então Eun-ji lhe diz que estava torcendo por ela e pelos garotos, Yuki não deixou de responder com um sorriso largo e fazendo o gesto duplo de dois dedões positivos:

    - Eu também, mas hoje vamos conseguir! Eu me inspirei no oppa Minsoo... - Seus olhos brilham quando fala isso - Ele é otimista e tão energético. Quero ser como ele! Certo! Vamos conseguir! Dia dos sonhos aqui vamos nós.



    Quando os jurados chegam, Yuki faz uma reverência. A figura do diretor sempre era sinistra. Mas algo estranho estava acontecendo ali e quando soube o que era, Yuki ficou muito nervosa. De repente falam do Min-ki e isso a deixa mais nervosa! "Não é culpa dele!" - Pensou - "Foi só um empurrão sem querer". Seu coração batia acelerado e já começava a suar frio. Odiaria que alguém levasse a culpa por algo tão bobo. As ameaças só começaram por causa disso, imaginava Yuki. Num impulso, mesmo que o diretor estivesse falando com Tae, ela não aguentou e levantou a mão tremula falando:

    - Não! Não! A culpa foi minha!

    Parou para respirar quando percebeu a loucura que tinha falado, mas não havia como fugir, suas bochechas ficaram mais coradas que um camarão, então ela prosseguiu olhando para o chão e sentindo o coração bater tão forte que parecia explodir. Porém não queria ser alguém ruim que deixava os outros pagarem injustamente.

    - Ehhh... Er... Quer dizer... - Começou a gaguejar -  É... O caminho... No vestiário não foi ele, não foi! E sobre isso dele ameaçar o sunbae Tae-shi, foi porque eu fiquei no caminho! E ele só esbarrou em mim. Tae-shi foi gentil e tentou me defender achando que foi de propósito, mas depois entenderam tudo. Eles só estavam conversando sobre isso, não teve ameaças! O  Seok Min-ki pediu desculpas e foi educado. Se-sem ameaças! A Peach deve ter se enganado, por isso... Por causa do desentendimento do esbarrão, mas não foi ameaça! É não é culpa dela também, porque é normal desentender.. E... Desculpe! Desculpe!

    Yuki fechou os olhos nervosa, talvez fosse o maior erro da vida dela se meter em algo que não fosse chamada. Mas tinha ouvido bem que não foi o Min-ki que fez algo ruim para o Tae no vestiário, foi outro garoto. Será que seria desclassificada por isso? Por dizer a verdade? Não poderia acreditar.
    Larissa Aprill
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 458
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Larissa Aprill em Dom Maio 14, 2017 10:48 pm

    Ela reparou que sua fala o magoou, mas assim que  voltou a se sentar no banco Min-ki parecia estar animado novamente. Ele fez menção de fazer cócegas nela, o que a fez dar risada e se contrair de medo.

    - Haji ma Não faça isso.

    Mas era apenas outra brincadeira do loiro, quando ele se aproximou para realmente colocar as fitas, ele parecia estar bem compenetrado com a tarefa e sentir os dedos dele roçando na sua pele a fez corar um pouco.

    Então ele para de repente o que estava fazendo e coloca a mão dela sobre a fita. Somente nessa hora que ela percebe Amihan parado olhando e isso faz ela ter mais vergonha ainda.

    - Gwaenchanh. Tudo bem.

    Ela termina de colar e estava tão sem jeito quanto Min-ki, como se Amihan tivesse flagrado os dois fazendo algo errado. Então rapidamente ela se levanta e ajeita as roupas. Não tem coragem de encarar o moreno, então sai apressada em direção do armário, com a desculpa de pegar o analgésico para Bae.

    Os três saem do vestiário e percebem que o staff já estavam organizando as filas, Min-ki berra Fighting no meio da quadra, ela sorri e retribui o gesto para os dois amigos que caminhavam para o fundo. Quando Bae estivesse ao seu lado, ela entregaria os comprimidos para ele, esperava que ele ainda tivesse tempo de tomar.

    - Jintongjeneun issseubnikka gotong-ui ilbuleul wanhwahanda São analgésicos, vai aliviar um pouco as dores

    Os jurados subiram ao palco, ela faz uma reverência com a entrada dos 3 e olha para o diretor Song, começava a ficar tensa e apreensiva pois sabia que teria que se esforçar muito mais do que os outros para impressiona-lo, já que na primeira audição ela o afrontou. No entanto o clima estava bem pesado com o pronunciamento do Diretor, pois já era do conhecimento deles a confusão que teve no vestiário.

    Ela escutava aflita e olha para Tae aguardando sua resposta, mas Peach toma a frente e acusa Min-ki. Eu Se olha para Min-ki incrédula. Não podia acreditar no que tinha ouvido e encara a atriz com raiva. Fuzilando ela com o olhar.

    Enquanto aguardava a resposta final de Tae, a menina baixinha do seu lado ergue a mão. Mesmo tremendo de medo ela defendeu seu amigo. E ficou grata por ela ter feito isso, pois não deixaria que seu amigo levasse a culpa por algo que não fez. Mesmo que sua opinião não tivesse importância para o diretor, ela sentia na obrigação de defende-lo.

    Eu Se ergue o braço decidida e sua voz sai firme.

    - Uisil-eseo ssaun geuneun-ieossda. Naneun sonyeon-ui jeolban-i siljelo museun il-i iss-eossneunji hwag-inhal su issseubnidappunman. Não foi ele quem brigou no vestiário. Eu estava lá, assim como metade dos meninos podem confirmar o que realmente ocorreu.

    Suas chances de impressionar o diretor tinha ido pro brejo, pois mais uma vez estava o confrontado. Mas preferia seguir seu coração do que deixar acusarem o loiro injustamente.


    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1206
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por shamps em Dom Maio 14, 2017 11:35 pm

    Ver o diretor sempre causava apreensão em todos, mas sua fala posterior foi mais assustadora ainda: o diretor já sabia da briga no vestiário. Temeu por Dam e juntou as mãos diante dos lábios, muito aflita. Ele queria saber o que tinha acontecido, sabia através dos meninos o que aconteceu, porém a Peach resolveu se manifestar, e o pior, mentir. Disse na maior cara de pau que Min-ki era o culpado.
    Eun-Ji vira-se para trás para encarar a atriz e ter certeza de que ela realmente estava fazendo aquilo. As pessoas más estavam se revelando.

    - Você não tem vergonha de mentir na frente de todos? - disse diretamente para a atriz - falso testemunho é um pecado mortal. Deus está vendo!

    Ela encarou Tae para ver sua reação, acreditava que ele não acusaria ninguém em vão. Sua atenção logo se volta para Yuki, que começa a falar sobre outro ocorrido.

    - Yuki, calma - segura no braço da amiga. Logo o amigo baixinho de Min-ki também toma partido dele e a ruiva só observa.
    Persephone
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 242
    Reputação : 77

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Persephone em Seg Maio 15, 2017 12:09 am

    Shin-Hee manteve a encarada que eles deram, mesmo diante da reação do "líder" do banco. Chegou a cerrar um pouco os olhos, mas aquela briga não era dele. Só tinha ficado claro que tipo de pessoa eram aqueles caras e não havia motivos para ter nenhuma simpatia ou amizade com eles.

    Quando Quan-Lei falou com ele, ele meneou negativamente.

    - Não adianta dar conselho para alguém que não quer ouvir ou enxergar.  

    Deu de ombros, mas logo uma staff se aproximou. Shin estava começando a se encaminhar até que foi parado pela mulher. Aquela pergunta o deixava numa cilada. Ele era uma pessoa justa, mas não queria ser responsável pelo fracasso de ninguém. Como poderia sair daquela situação?

    - Ahm...Houve um momento tenso, acalorado entre alguns candidatos, mas foi controlado. Não sei se chega a ser uma infração, sinto muito.

    Omitiu, mas não mentiu.  

    No fundo, Shin estava sentindo que teria sido melhor contar a verdade e se livrar daqueles problemáticos. Mas, se nem quem tinha se envolvido diretamente na história tinha falado nada, por que ele seria o causador de maiores confusões?

    Reverenciou a staff e pediu licença para seguir com Quan Lei.

    - Quanto mais o tempo passa, pior fica essa história.  

    Encaminhou-se para a fila, voltando ao ponto demarcado – se era para esse lugar que tinha que voltar. Viu que a gêmea mais extrovertida acenou para ele e retribuiu com um meio sorriso, fazendo um gesto de "Fighting", mas sem gritar. Quan Lei falou novamente.

    - Ah sim, tentarei colocar mais energia dessa vez.  

    Mexeu o pescoço de um lado para o outro e parou quando os jurados foram anunciados. Fez as reverencias necessárias e esperou para ouvir o que tinham a dizer. Será que a história já tinha chegado aos ouvidos deles? Pela expressão de Cha e do diretor Song, podia jurar que sim. Trocou um breve olhar com Quan e meneou negativamente.

    O diretor se mostrou decepcionado com todos os envolvidos e logo a tal da Peach ergueu a mão e, indiretamente, acusou Seok Min-ki, o garoto que tinha se estranhado com Tae mais cedo.

    - Que?

    Falou baixo, sem entender num primeiro momento. Um verdadeiro alvoroço começou e todos os ânimos estavam exaltados, apontando para Minki como o culpado. Shin olhou na direção do garoto e, apesar de não ter concordado com a cena em que ele empurrara a menina no chão, não achava certo o que estava acontecendo ali.

    Momentos atrás, ele tinha dito que não era um problema seu.

    Contudo, ele não conseguia ficar quieto quando via uma situação de injustiça.

    O que Tae alegaria? Ele sabia, melhor do que ninguem, que não tinha sido Minki, mas não sabia como a mente dele funcionava. Peach havia entregue de bandeja o grande vilão para o "nosso heroi".  

    Shin trincou os dentes, mas antes que qualquer um se manifestasse, a timida menina que caíra teve um ato de coragem.

    Não, não achou burrice.

    Foi corajoso porque se colocar na frente de outra pessoa para assumir a culpa era um ato de coragem. E ela, mesmo que nervosa, tentava trazer a responsabilidade para si. Ela ainda tentava defender Peach e pedia desculpa repetidas vezes.

    Logo o menino baixinho que tinha se machucado na confusão, também se manifestou. Era o amigo dele, afinal! E, Eun-Ji também fez coro.

    Porém, seria o suficiente?

    Naquele momento, era a palavra de três corajosos desconhecidos contra uma "celebridade". Talvez duas, porque não sabia qual seria a resposta de Tae.  

    Teriam algum valor?

    Shin achava melhor ter esperado a resposta de Tae, mas como Peach havia incitado os ânimos e parecia todas – com exageros, é claro – contra os três, ele falou em alto e bom som, do alto.

    - Você não tem nenhum resquício de moral?

    Sua voz era mais grossa pra falar e, do ponto de onde estava, talvez demorasse um pouco para chegar até ele.

    - Acusar alguém assim, sem provas, é um ato covarde. A menos que você tivesse olhos no vestiário masculino para fazer qualquer apontamento, não deveria fazer esse tipo de acusação.

    O olhar que ele lançou para Peach foi diferente da maioria do que ela estava acostumada a receber. Não havia nenhum tipo de encantamento, admiração ou deslumbramento. Era apenas o mais puro e profundo desprezo.  

    - O candidato Seong Min-ki não estava no vestiário masculino no momento da confusão.  

    Declarou e voltou o olhar para Tae para ver qual caminho ele seguiria.




    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Okley em Seg Maio 15, 2017 2:38 am

    Ficou trocando mensagens com JJ sem prestar a atenção no que os outros conversavam estava mesmo preocupado que teria que dar explicações do que estava ocorrendo ali. Seria bom se chamassem ele de canto para maiores informações, as dicas do JJ e um bom auxílio poderia aliviar e amenizar potenciais prejuízos. Na última mensagem respira um pouco tinha que continuar com a boa imagem. Por mais que queria chamar atenção do público que assistiria o programa, era hora de trabalhar com os outros concorrentes, diminuir ainda mais os atritos internos estava ficando muito perigoso. Nem sempre o JJ conseguiria livrar ele de situações embaraçosas.

    - Confiança Minsoo!! Vai acabar bem!! – Mantinha a confiança e até tranquilidade, com uma posse de treinador, tinha feito tudo aquilo naquela semana por eles, pelo menos esperava isso deles por tudo que ele fez. Preferiu o silencio do que jogar na cara tal responsabilidade, esperava que imaginavam que era hora de fazer o que foi treinado.

    Respondeu aos “Fighting” do pessoal só com um gesto, em silêncio, concentrado era possível ver que temia que algo de pior acontecesse. Observa atentamente a entrada dos jurados no palco, esperando o que aconteceria ali em frente, até um tanto tenso. Até que o diretor comentou sobre o fato ocorrido no vestiário, Tae suspira longamente, mais uma vez os jurados decepcionam ele, abriram a brigam ainda mais para os outros concorrentes ao invés de conversar de canto e possível soluções, forçando a ele pensar no que teria que disser para não aumentar o clima de conflito.

    Inesperadamente a Peach levanta a mão rapidamente e acusa o Minki, que não tinha haver com a confusão no vestiário. Pensa que a fala dela fosse uma forma de defender e proteger o Tae, não a condenou por tal ato, mas uma expulsão de Minki, nesse início de programa não era bom e seria algo totalmente injusto com ele, que se segurou para não brigar. Devolveu a olhada que ela fez a ele, concentrado no que diria e bastante sério.

    Tae se preparava para responder ao diretor, até que vê uma mãozinha se levantar a sua frente, era Yuki que queria falar, cortou Tae que ficou a boca semiaberta de alguém que iria falar, mas foi interrompido, ficou imaginado que por que ela teria falado aquilo se era do vestiário e não sobre o empurrão. Ela continuava defendendo o Minki, com razão mesmo em considerar a insistência dela sobre o que aconteceu.  

    Por mais que a pergunta foi para ele em poucos segundos já estava em burburinho a quadra, cada um defendendo suas posições. Tae só respira fundo soltando o ar, olha para frente, teria que pôr a voz novamente igual fez no outro dia das audições, porem ali estava mais delicado a situação. Ele solta o corpo tenso, começa a caminhar em direção ao diretor, seu andar era firme e confiante era como desfilasse por entre as fileiras formadas, parou próximo onde estavam os jurados e fez um breve cumprimento, estava pronto para responder e explicar tudo que aconteceu, lembrando das orientações do JJ.

    - Sim teve um estranhamento entre mim e Minki mais cedo, por mais que tudo ocorrido ainda são resquícios do que fomos no Wings, assuntos mal explicados entre nos gerou a ameaça. Acredito que mesmo com tudo isso eu e Minki não vamos gerar problemas novamente, pelo menos por minha parte.

    Respira mais um pouco, junta as palavras agora para finalmente responder à pergunta afinal só tinha explicado a situação de Minki. Continua a falar antes que novas conversas atrapalhassem seu discurso que tentava amenizar a situação.

    - Porem não foi com Minki o que aconteceu no vestiário como perguntado. Teve boatos desde minha chegada, que acredito de pessoas más intencionadas, que geraram ódio entre os concorrentes aqui, para me agredirem. Se repetiu o mesmo que do Park, rappers por algum motivo acham que não gosto deles, o que não é verdade. – Falava com bastante emoção e tentando ser bastante claro em suas palavras. – Sei do tamanho da importância dos rap para a música. Os discursos só geraram raiva e rancor sem motivo, aconteceu antes que alguém saísse machucado ou prejudicado. Acho que vocês sabem de quem foi que aconteceu tudo isso.

    Nesse momento ele vira para trás e aponta para o cara que deu o soco nele no vestiário.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1128
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Luxi em Seg Maio 15, 2017 8:48 am

    - Quê? Beliscões? - Dam não entendia por que Eunji estava falando daquilo e a expressão confusa continuou naquele rosto. - Eu nunca conheci alguém tão violento quanto você - Ele disse com um sorriso debochado e acabou rindo com ela, especialmente por causa de sua posição de luta. - Está bem, então vou confiar em você.

    Na fila, Bae ficou visivelmente surpreso com os analgésicos. Ele tratou de tomar com água e fez reverências repetidas para Eu Se.
    - Você ..também melhorou? Er… Fighting - ele fez o gesto timidamente quando Minki começou a gritar para Go Mi Nam, mostrando que também a apoiava.

    Na arquibancada, Quan Lei também preferiu omitir sua opinião, demonstrando o quanto era uma pessoa tranquila que não se metia nas confusões alheias. Mesmo assim, a staff agradeceu e saiu rapidamente.

    ♫♫♫♫♫♫

    O clima geral da quadra era tenso. Min-ki olhava incrédulo para a princesa da nação. Ela tinha muita sorte de não estar perto dele, ou talvez a tal da agressão acontecesse de fato. Hyerin, a seu lado, apenas observava bem séria.

    Quando Yuki ergueu a mão, houve uma quebra no silêncio do grupo, que passou a cochichar afoito. Sua fala não causou raiva. Ela tinha levantado a hipótese de que a atriz tivesse “se enganado” e, de fato, estava próxima da confusão no momento. As pessoas pareceram refletir o que tinham visto mais cedo e sanaram a dúvida sobre o motivo de tudo ter começado.

    “Aposto que foi ele mesmo assim. Ele seria bem capaz.”
    “Ela não estava lá pra saber”
    “Que horror, ele até empurrou uma menina no chão!!”

    O diretor sorriu enquanto a observava de uma maneira aterradora, mas não tinha acabado por aí. Muitas reações aconteceram ao mesmo tempo. Antes que ele pudesse tecer qualquer comentário, Eunji impulsivamente manifestou sua revolta contra o comentário da atriz. Isso causou uma explosão de burburinho.

    “Eh!? ‘Deus está vendo’? Por que ela usou isso?”
    “Por que ela está xingando a Peach unnie?”
    “Como ela se atreve a falar desse jeito?”

    Praticamente ao mesmo tempo, Go Mi Nam ergueu o braço e as atenções foram divididas. Minki olhou surpreso naquela direção e desejou estar ao lado de seu amigo. Se ele pudesse vê-lo naquele instante, estava boquiaberto e impressionado. Bae, na primeira fila, concordou com a cabeça timidamente, quase balançando o corpo todo trêmulo, tentando dar algum sustento às palavras dela.

    “Eles estavam no vestiário. Então o que aconteceu?”
    “Tem mais alguém aqui que está contra o oppa?”
    “Eu não lembro, não dava pra ver direito”

    O comentário final foi o de Shin Hee, que olhou para a atriz e questionou sobre sua moral, o que ela respondeu arregalando os olhos e abaixando o rosto.

    - Ahhh, unnie, não! - Dayoung tapou a boca cheia de pena na voz e foi seguida por um coro, entre meninas e meninos que suspirou de pena da expressão que Peach fez na sequência.



    - Peachh!!  - berraram vozes em torcida preocupada, femininas e masculinas.

    A candidata abaixou o rosto, parecendo muito triste com as declarações de todos contra ela.
    - Eu não quis dizer que foi ele. Só contei o que eu vi mais cedo pois estava tentando proteger o oppa… Mianhaye (“Desculpe”) - resmungou chorosa, parecendo a criatura mais frágil do lugar e atraindo a simpatia da grande maioria. Eunji passou a ganhar olhares do tipo muito conhecido em sua vida, acompanhados por comentários que não escondiam a raiva.

    “Quem ela acha que é? Deve estar morrendo de inveja da Peach…”
    “Aposto que ela só queria ganhar atenção”
    “Que horror, ela não tem vergonha de praticar bullying em um lugar assim?”

    Shin Hee não foi menos criticado. Várias cabeças se viraram para olhar para ele e fazer comentários.
    “Eh!? Sério? Então essa é sua verdadeira personalidade?”
    “Ele é idiota de falar assim com a Peach?”
    “Você viu? Os mais quietos são os piores”
    “Eu estava lá também. Mas ela não teve intenção de acusá-lo, ela já explicou”

    - Eu também não me lembro de ter visto o Minki no vestiário - Tommy tentou ajudar. A informação neutra foi tratada com menos raiva… exceto pelo verdadeiro agressor, que estava mais tenso a cada nova declaração. Sua última esperança estava bem a sua frente.

    Minsoo olhava para Tae a todo momento, parecia muito preocupado com a situação, mas não iria comentar nada antes que o amigo o fizesse. Todos já estavam falando muito e isso poderia confundir as informações. Dam tinha a expressão fechada e tinha ódio de cada burburinho novo. Ele claramente só se segurava para não falar nada e também olhava para Tae, mas querendo avaliar o que seria dito a seguir.

    Bonnie juntou as mãos e olhava para os lados, parecia bem chateada com a situação. Não estava de acordo com o circo que havia se formado em volta daquele assunto. Já o produtor assentia, captando todas as informações. O diretor não se manifestava diante de nenhuma daquelas declarações, como se não fizessem a menor diferença. A única que ele queria ouvir era a de Tae. Por esse motivo, houve um silêncio imediato quando ele começou a falar.

    “Oppa, você não tem culpa!!”
    “Nós vimos o que aconteceu”

    Foram comentários sobre sua primeira declaração. Por enquanto, estava sendo bem recebido, por sua postura adulta e profissional. Apesar de olhar uma última vez para Minki, com raiva momentânea, o diretor não parecia decepcionado com seu pupilo favorito.  

    - Finalmente a verdade. - Sorriu, enquanto algumas pessoas que não presenciaram a cena ficavam impressionadas. Era difícil distinguir os comentários de ódio que prontamente se destinaram ao garoto revoltado.

    - EU? Eu não fiz nada. Eu fui uma vítima. Qual é? Eu procurei vocês porque EU fui agredido. - ele assumiu uma postura defensiva.

    - Ah, foi? Então foi legítima defesa - Tommy comentou debochado.
    - Eu também fui empurrado pela gangue dele. Estão desde manhã planejando isso.  - Joon comentou

    - Querido, nós vamos precisar conversar separadamente por um momento. Esperamos que seja sincero conosco. Estamos prontos para ouvir também o seu lado, sem tantas interferências… - Bonnie começou pacientemente, aborrecida com o que tudo aquilo tinha virado.

    - Se isso for confirmado, a regra é clara sobre o desligamento do programa. - o produtor parecia o mais tranquilo dos três jurados.

    - É? Então expulsem aquele cara também - e apontou para Dam. - Ele também agrediu um dos nossos. Dam só fechou a cara. Certamente não se importaria de repetir o ato se as câmeras não estivessem por ali.

    - Também? - o diretor alargou o sorriso, mostrando os dentes de forma bem divertida.

    - Diretor, eu sugiro uma pausa breve para resolvermos a situação de uma vez. - Bonnie tentava manter a ordem.  O produtor assentiu e o diretor pareceu concordou. - Pessoal, em 20 minutos nós vamos voltar. Por ora, senhor Hoon, nos acompanhe. Vamos chamar alguns de vocês.

    Os jurados deixaram a quadra acompanhando o agressor, que foi encarando Tae o caminho todo, não sem antes cuspir no chão da quadra, próximo dos pés do famoso. Não seria necessária muita conversa, aparentemente. Quando o quarteto sumiu pela porta, as pessoas voltaram a se espalhar afoitas.

    Uma rodinha logo se fez ao lado de Peach, com suas amigas lhe dando força.
    - Ai, Unnie, não fica assim.


    - Parabéns, amiga do peixe. Parece que a varejeira agora é você - Euntak alargou o sorriso, comentando baixinho e saiu para se juntar às meninas em volta da atriz.
    YiEun hesitou um pouco, mas fez uma reverência breve, de certa forma pedindo licença para as duas, e saiu para falar com Peach também. 

    Ainda na linha da frente, Bae suava muito e olhava ansioso para trás.
    - Nossa...isso foi.. Go Mi Nam, você é muito corajoso.
    Um trator loiro passou por ali mais uma vez e quase derrubou alguém de novo, dessa vez Eu Se, mas por um motivo bem mais bonitinho. Cabisbaixo, Min-ki puxou o amigo pelos ombros em um impulso, dando nela um abraço forte, com palminhas nas costas, sem dizer uma palavra.


    Um dos amigos do agressor já estava de joelhos na quadra e chorava, enquanto um amigo ficava do lado.
    - Não quero ser expulso, eu não fiz nada….
    - Calma, cara.
    - Ninguém vai acreditar em mim.


    - É… parece que temos a edição do próximo programa. - Tommy se aproximou de Shin Hee e Quan Lei. - Você é louco, cara. - ele comentou dando uma espiada no grupinho de fãs de Peach.
    - Eu achei pesado - Quan Lei comentou. - Acho que magoou a garota de verdade.
    - Não sei se ela não merecia - Tommy comentou analisando a situação. - Mas que bom que saímos de lá logo.


    Minsoo deu um tapinha no ombro de Tae e sorriu de leve, querendo dar um tipo de apoio.  Já Dam foi para perto dele também, mais sério do que antes.
    - Foi bom. - comentou simplesmente.
    Hyerin caminhou até o trio recém formado e abriu caminho
    - Sunbae… -  tinha um misto de incerteza e vergonha no rosto. Em seguida, ela se curvou. - Obrigada.
    Larissa Aprill
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 458
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Larissa Aprill em Seg Maio 15, 2017 10:50 am

    Não tinha como não estar nervosa, ela viu que as declarações dos outros candidatos foram efeito avalanche. A ruiva e um cara bonito no fundo (Shin-Hee) acusaram a atriz pela mentira, isso fez com que as pessoas se comovessem com a fala dela. Menos Eu Se, que achava suas palavras falsas.



    Então Tae finalmente se pronuncia, ele vai caminhando em direção ao palco, ficando mais próximo da fila onde estava. Então ela consegue escutar muito bem o que disse para o diretor. Ela fica admirada com sua postura, primeiro porque não falou mal de Min-ki, mesmo com a confusão na quadra, ele tentou por panos quentes e depois teve a coragem de apontar o verdadeiro culpado pela briga no vestiário. Ela realmente achou sua atitude muito legal.

    - Woahh... Uau...

    Por fim muita coisa teria que ser considerada, pois outro menino, que sempre andava com o Tae, agrediu um rapaz. Então a sugestão de Bonnie foi sábia, eles precisariam de tempo para tomar as providências. Quando os 3 jurados saiam com o agressor de Tae, finalmente a garota conseguiu respirar aliviada.

    Ela olha para Bae e fica um pouco sem jeito com o elogio dele. Mas o que acontece a seguir deixa ela completamente desarmada. Min-ki surge de repente e a abraça forte. Ela encosta a cabeça no seu peito, mas fica sem coragem de abraça-lo também, afinal estavam rodeados de gente.

    Relutante ela se afasta do abraço e observa bem seu rosto.

    - Naneun dangsin-e chaeg-im-eul neoh-eo geudeul-eul doul su eobs-eossda. Não poderia deixar que colocassem a culpa em você.



    Ela estava com os olhos marejados, comovida com o abraço e porque ele realmente ficou muito perto de ser expulso, mesmo que não tivesse culpa.

    Persephone
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 242
    Reputação : 77

    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Persephone em Seg Maio 15, 2017 2:06 pm

    [ltr]Shin-Hee não pareceu arrependido de sua declaração para Peach, principalmente depois de ver a reação dela. Aquela expressão não o convencia, por um motivo bem simples que ele logo diria quando fosse perguntado pelos amigos – isso se eles ainda quisessem ser seus amigos depois do tom mais "sério" que usou. 


    A voz tinha saído um pouco mais alta porque estava no fundo e queria ser ouvido mesmo. 


    Finalmente tinha chegado a hora de Tae se posicionar. Como estava muito longe e não saiu do próprio lugar, não ouviu o que ele estava discursando aos jurados. Porém, pode observar a expressão corporal dele e ele parecia bastante sincero. Quando Tae apontou na direção do líder do bando e não para MinkiShin passou a elevar sua estima. Não que isso importasse para Tae, não é? 


    Mas pelo menos ele tinha dito a verdade. Foi contra a voz que mexia com os humores e usou de verdade. 
    Também não seria uma atitude muito inteligente manter aqueles caras próximos. Eles já tinham mostrado que eram pessoas violentas e inconsequências. Foram capazes de colocar sua manutenção no programa em jogo, apenas por um pouco de confusão.  


    E olha que Shin tinha avisado... 


    No fim, eles teriam mais um tempo de pausa, mas Shin notou algumas coisas situações que não o agradaram. As mulheres não precisavam chegar às vias de fato para serem crueis. Às vezes um olhar era o suficiente para destruir as outras. 


    Shin já tinha imaginado que as duas meninas desconhecidas se tornariam páreas depois de confrontarem com PeachElas não tinham nome, nem ninguém por trás para bancá-las. Tinham apenas seus próprios talentos. Enquanto Quan-Lei e Tommy se aproximavam, Shin via uma troca de farpas ali no meio de Yuki e Eun-Ji – que ele ainda conhecia apenas como a menina que tropeçou e a ruiva dos 3 sim's. 


    Será que magoei? 


    Olhou brevemente para Quan-Lei depois de sua pergunta retórica.


    Ela não pareceu nem um pouco incomodada quando tinha o apoio de todas as meninas ou quando aquelas duas e o menino falaram. Quer dizer que quando se tem costas largas, pode falar o que quiser, mas se recebe uma repreensão, se faz de vítima? 


    Shin meneou negativamente. Desde sempre viveu num meio bastante complicado, cheio de víboras. Sua escola e clube eram lugares com várias atrizes em potencial, mas os pais não permitiam que seguissem essa carreira. 


    No mais, todos dizem que é uma boa atriz. - Bufou - Posso estar enganado e posso sim vir a pedir desculpas, porque de todo modo, não devo me exaltar assim. Mas não o farei agora. Além de não ser a minha vontade, também soaria como se eu precisasse da aceitação dela. 


    Fez uma expressão de "e não preciso". 


    Seria hipócrita de sua parte chegar lá para pedir desculpas. Faltava esse tipo de manipulação em Shin, ele era ingênuo nesse ramo. Mas era como atuaria ali, não tinha porque ser falso num experimento que estava fazendo.  


    Mas eu lamento se o coloquei, de alguma forma, numa situação ruim, Quan-Lei. Eu entenderei se você e Tommy quiserem se afastar. 


    Nesse momento, ele ficou um pouco chateado. Porque tinha apreciado a presença deles, achava que eram amigos em potencial. Quem sabe, amigos além daquele programa. Suspirou e voltou o olhar na direção das duas meninas. As garotas tinham acabado de sair e Shin pediu licença aos amigos enquanto se aproximava do grupinho delas. 


    Um dos amigos também estava envolvido na confusão e a ruiva parecia ser passional. Passional a ponto de fazer uma besteira também.  


    Vinte minutos era mais o que o suficiente para que muitas besteiras acontecessem. [/ltr]


    Conteúdo patrocinado


    Re: 2º passo - Dança

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Ago 18, 2017 1:22 pm