Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Preço

    Compartilhe
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    O Preço

    Mensagem por Zer0 em Ter Abr 18, 2017 2:40 pm

    Após algumas horas no helicóptero vocês percebem pela janela que estão em Kessihte Nemuranai, mas estão longe do  centro da cidade, estão na chamada Zona Cinza. Não é a Faixa e não é a Metrópole, é uma região suburbana onde os mais pobres vivem. Coletando as migalhas deixadas pelos que já não tem o que repartir.  
    Barulho de vidro se estilhaçando, tiros, uma criança grita desesperada ao longe, nada disso pode ser ouvido do helicóptero, mas todos os tripulantes já estiveram em uma região assim antes, a atmosfera desse local é pesada e suas memórias ecoam em sua cabeça. 

    O pouso ocorre no telhado de um largo prédio de três ou quatro andares. A porta se abre e dois guardas, com seus fuzis de assalto, se aproximam e batem continência para o piloto. Esse faz sinal para que vocês o sigam. 

    Descendo por uma escada de metal estreita e sinuosa, ainda com o barulho da hélice do helicóptero abafando todos os sons, o piloto começa a falar:   
    -Ok, Esquadrão Tigre e as Panteras™, nós da Trans-nitro fazemos a merda do transporte de carga de Nemuranai para Evergrow e vice versa. Só por que as companhias estão em guerra, não quer dizer que seus cidadãos estão, não é mesmo? Negócios são negócios. O trabalho merda de vocês será bastante simples se vocês tiverem mais do que 3 neurônios. Este caminhão atrás de mim tem 20 caixas tamanho padrão de produtos merdas. Hein? Que produtos? Nós não perguntamos isso para nossos clientes, descrição é a merda da nossa marca registrada. 

    Vocês vão ter que passar pela merda da Faixa para realizar o transporte... Não se preocupem, nós fizemos um acordo com quase todas as gangues que atacam a região. Eles vão deixar vocês passarem sem problema nenhum. 

    O OB-17 está no caminho de vocês. Uma noite de hospedagem no Rockabilly Bar não faz mal a ninguém, mas tentem não se enrolar muito tempo lá, clientes não gostam de atrasos e nem gosto eu. 

    Passem longe dos centros de mineração, as companhias não gostam de ninguém se intrometendo no negócio deles. 
    Quando chegarem no depósito de Evergrow receberão seu pagamento, 900 ED pra cada.  
    Eu sei, eu sei. Parece um trabalho ruim, mas pelo menos vocês vão poder pagar o aluguel de vocês, então deem graças a Deus por essa merda de oportunidade! 
    Então, chave está na ignição. Escolham o motorista da rodada e sumam da minha frente! Tenho uma negociação pra fazer.
    - Nesse instante o piloto caminha a passos largos em direção a um homem asiático em um terno impecável. Será esse homem um representante dos Samurais? Da Carbon? De alguma gangue menor? 

    Ao seu redor alguns homens trabalham descarregando e carregando pequenos furgões para distribuir a mercadoria pela cidade. Nas paredes, muitos pôsteres do Casal Perfeito 2020. William Ramsey e Lizz Summer eram as maiores celebridades do mundo no momento. Diversos cientistas já haviam decretado os dois "Os mais perfeitos seres humanos da terra." Eles davam orgulho as corporações que os criaram e traziam esperança e alienação à classe média que os idolatrava, mas no submundo, muitos eram os indivíduos que falavam do Casal Perfeito com ódio e escárnio. 
     
    .... 
     
    Depois meia hora dirigindo pela zona cinza, vocês chegam na pichação que é conhecida como o limite da Faixa. "Os melhores vivem. O resto apodrece". E a paisagem se altera. Não se veem mais pessoas catando lixo, moradores vivendo suas vidas miseráveis ficaram para trás. "Os melhores vivem. O resto apodrece". Algumas gangues pequenas vendendo drogas e outros produtos ilícitos, nenhuma delas dá atenção a vocês. "Os melhores vivem..." Milícias armadas patrulham a área do topo de prédios abandonados. "... O resto apodrece" Três corpos de enforcados pendurados em postes velhos, estes não pagaram suas dívidas. 


    Vocês passam 3 horas pelas ruas abandonadas quando... 
    O Casal Perfeito:



    O Caminhão:

    A música tema:

    O que fazer?:
    Falem sobre as reações de seus personagens aos eventos, escolham um motorista (pessoal que tem um veículo, ele está estacionado próximo ao caminhão, que tem 3 lugares), podem interagir com os outros personagens, observá-los ou falar com eles e então façam um teste de atenção. Dúvidas? Me contate.
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Nimaru Souske em Ter Abr 18, 2017 8:07 pm

    King permanecia sentada, alheia a todos a seu redor. Seus olhos, verdes por conta da tecnologia que conseguira comprar com muito trabalho, focavam nas junções da lataria interna daquele veículo como se nada mais lhe chamasse atenção. Parecia estar em seu estado de torpor rotineiro, algo que frequentemente ocorria... ainda mais quando encontrava-se entediada.

    Um pouco de ansiedade lhe contaminava os pensamentos, alimentando ainda mais seu afastamento do local onde seu corpo estava, fazendo-a viajar por suas lembranças mais pesadas e aflorando, mais uma vez, sua ânsia em sair daquela corrida dos ratos e se tornar a gata chefe. Ao começar a sentir o pouso do helicóptero, ativou sua visão infravermelho para analisar os arredores do local para assim já se preparar para qualquer imprevisto.

    Ao abrir das portas, levantou de seu banco, ainda com olhar perdido, enquanto ajeitava sua mochila onde carrega algumas de suas ferramentas. Caminhou em direção aos guardas e o piloto, enquanto retornava para visão normal e analisava o rosto de cada um ali em sua frente: Os outros que pareciam ser os "companheiros" de trabalho e aqueles que a recepcionavam.

    " Mais rostos descartáveis... "Pensou enquanto seguia o grupo pelas escadarias.


    Escutou todo falatório em meio a seus passos, prestando atenção a cada palavra enquanto sentia suas pistolas em um pequeno balançar em cada lado de sua cintura. Notou que aquele piloto era do tipo falastrão e que não teria muita paciência para aquele tipo de interação... nem para tanta informação desnecessária assim:

    - Missão simples de transporte.. Daqui pra ali ... Tranquilo. A faixa é um detalhe que ao menos eu estou pronta para lidar, já que por mim seria uma viagem sem paradas. Pegou, Levou, Recebeu.   Em meio a frase, um sorriso de escárnio pela situação. Estarei junto a carga, na parte de trás. Sua voz tinha um tom ébrio, não passava qualquer tipo de soberba.

    Bytch nem ao menos cogitou a ideia de ir dirigindo, preferia ir sozinha confinada junto aquilo que iria garantir seu lucro e muito menos se despediu do piloto que também mal conhecia e já criara um desinteresse em manter algum tipo de interação social. Procurou contato visual com caminhão que iria ter que escoltar, em meio aos outros que iam sendo carregados e despachados, e logo se dirigiu a parte de trás.

    Passou o caminho como viera no helicóptero, ao menos que alguém tentasse alguma interação... algo que dificilmente iria ocorrer diante do local que escolhera para acompanhar a viagem, sempre com sua visão infravermelho para ter noção do que ocorria fora daquele ambiente fechado. Ainda conseguiu visar, com certa dificuldade, alguns corpos pendurados no que ela supôs ser postes... o que não lhe causava nenhum tipo de sentimento de comoção... só lhe motivava ainda mais a sair de toda aquela lama que comera e bebera desde muito cedo.
    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 544
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: O Preço

    Mensagem por isaac-sky em Ter Abr 18, 2017 9:14 pm

    Jin se concentrava na missão que viria. No helicóptero usava seus fones de ouvido com sua fita de músicas: era sua rotina se desintoxicar do barulho que era esse mundo antes de pular no caos. Gostava de "estalar" os dedos mecânicos enquanto ouvia, como se acompanhasse o ritmo.

    Musica:

    Tirou os fones de ouvido quando começou a ouvir a explicação.  

    "Por que eles gostam de esnobar a mercadoria que carregam quando querem esconder o que levam? Duvido que algum de nós ia sequer perguntar o que levar. Devem achar que sou uma amadora" pensou diante da descrição da missão. "Mas que merda, me arranjaram um serviço logo envolvendo uma companhia samurai. Vou considerar esse serviço um sucesso se eu não ver nenhum..." Ela vê o homem oriental de terno. "Esquece"

    Jin esperou o piloto sair para começar a falar.

    -Eu sou Jin. Não sei o quão acostumados estão com esse tipo de trabalho, mas pode ter certeza de que não vai ser um fácil - ela se apresenta a seus colegas -O piloto fala demais
    Kurosawa seguia uma espécie de filosofia que seu mentor lhe ensinou: "Não ferre com quem trampa contigo e eles não ferram com você. Um trabalho é um casamento com divórcio marcado"
    -Temos duas motos, podemos usar dois batedores com o caminhão - Jin notou que uma já havia decidido ficar atrás do caminhão. Ela aponta para o aparente soldado com cyberbraço -Pode pilotar o caminhão?- perguntou num tom sereno.

    Pegou o capacete e deu partida na lambreta. Os fones apoiados no pescoço e o som antigo lhe faziam imaginar o quão diferente das jovens daquela época era agora. Não sentia adrenalina ou empolgação nesse trabalho, para ela era um dia comum.
    -Avisem quando estiverem prontos
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Gakky em Ter Abr 18, 2017 11:11 pm

    Carmen havia guardado seu chapéu policial na mochila antes de se aventurar nessa missão. Ela provavelmente não tinha os mesmos motivos dos outros para estar nisso, mas sabia muito bem o que queria, mesmo que isso significasse estar em lugares destetáveis e com pessoas destetáveis. Ela olha com frieza para os seus novos "parceiros" enquanto está no helicóptero. O piloto então era outro tipo desprezível para ela. Carmen também estava muito curiosa para saber que tipo de carga era essa, mas não pergunta, apenas responde brevemente:

    - Entendido.

    Eles caminham e ela observa o local usando seu olhos infravermelhos. Faz uma careta de nojo ao ver o pôster do casal perfeito, pessoas assim tão superfícies, a deixavam enojada. Carmen vai andar sempre de cabeça alta, postura perfeita, coluna reta e passos firmes. Quando chegam a zona cinza, ela também lê a pichação, apesar de ser uma arte grosseira, Carmen concordava que era uma verdade até óbvia.

    As gangues vendendo drogas também a deixam mais irritada que o normal, ela apoia a mão no cabo de sua pistola, sua palma coçando para atirar na cabeça deles. Tão perto dos criminisos e ainda assim tinha que manter sua identidade se quisesse concluir o pretendia. Arrumar emprego de detetive não estava fácil nos últimos dias.

    Logo começou a analisar seus parceiros nada confiáveis. Para Carmen, King parecia a primeira vista uma drogada, embora tenha começado já a fazer suas escolhas. Quando o piloto se despediu, a outra garota também começou a falar, dessa vez se apresentando, era bom conhecer as pessoas com quem ia lidar.

    - Nunca esperei que fosse fácil - Respondeu com um sorriso maldoso, tinha a voz firme - Sou Eva. Estou acostumada a organização, então precisamos ter uma ideia do que vamos fazer antes de sairmos por ai igual ratos cegos. Sobre mim, tudo que devem saber é que sou uma profissional e levo meu trabalho muito a sério. Não estou aqui só para sentir adrenalina ou algum motivo estúpido.

    Carmen olha para King e diz:

    - Ei, garota. Diga o seu nome. Precisamos de algo mais sério aqui, preciso de nomes para não ter que chamar os outros por algum apelido. Também precisamos de uma forma de nos comunicarmos. Eu sugiro que uma das motos vá na frente e outra atrás. Eu irei na frente, ok? Se eu ver algo suspeito mostrarei a mão direita. Se estiver limpo, mostrarei a mão esquerda. Se for para tirar, eu mostro a mão com a pistola. Beleza? E o motorista do caminhão pode buzinar se ver que algo deu errado. Assim saberei se algo aconteceu lá trás.

    Carmen monta em sua moto e coloca o capacete, metade dos seus cabelos compridos ficam para fora do capacete. Ela lança um olhar para o soldado do braço metálico de diz:

    - Hey, braço mecânico! Tem um nome?

    Se todos concordarem, ela vai dar a partida e ficar na frente da moto.
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Okley em Qua Abr 19, 2017 1:17 pm

    No helicóptero Sonic ficou sentado em imóvel e apático a situação, por mais que mesmo nesse estado já tinha observado os demais. Ao seu lado está a sua mochila, pegando-a assim que pousaram, descendo depois do pouso de forma bastante robótica, seguindo sem questionar o que o piloto falava. Chegando no caminhão, verifica o estado do caminhão, como roda e a lataria do caminhão, vai até a cabine de direção abrindo a porta do motorista, verificando o interior. Olha ao redor em busca de movimentação estranha no local.

    Em todo o período ficou quieto e serio sem se importar com as mulheres que estaria nesse serviço. Ficou observando o piloto caminhar até o asiático ao lado da porta do motorista, pronto para partir a qualquer momento. Estava de braços cruzados, permitindo um saque rápido de suas armas caso fosse necessário, essas não era visíveis aos demais.  

    Sonic olhou a garota que se dirigia rapidamente para a parte de trás, lançando um rápido olhar para a atitude da garota, porem se mostrou que não se importava com ela. Foi quando a que se apresentou como Jin, começou a falar primeiramente falando de plano, fez um simples gesto de positivo para ela e no que ela tinha dito.

    A policial tomou a falar, suspeitou pela postura que possuía, conhecia esse estilo de se comportar, não demostrou tal desconfiando dela ser um policial, que começou a fazer um discurso.

    - Uma buzina siga, duas buzinas pare, três buzinas passamos por cima. Se você levantar toda hora esse braço dou três buzinadas. – Olhou para Eva, com um sorriso cínico. Se caminhando para dentro da cabine. Quando a Eva novamente pergunta o nome dele.

    - Pode me chamar de Tigre. – disse fazendo referência ao nome da equipe, como usando um codinome, não queria que ela o identificasse de imediato. Dirigia com uma grande maturidade pelo local sem se importar com tudo ocorria por ali, sem qualquer expressão de sentimento pela cenas no caminho.
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Zer0 em Qua Abr 19, 2017 7:40 pm

    Quando de um prédio na frente de vocês surgem três figuras humanas. Todos envoltos em largas roupas negras. 

    Algo estava errado, a postura deles indicava isso. Os viajantes trancaram a respiração por alguns segundos, esperando pelo pior. As submetralhadoras nas mãos dos recém-aparecidos brilharam contra o Sol encoberto pelas nuvens. 

    Um grito cortante como o aço rompe o silêncio causado pela tensão. 

    -ABRIR FOGO! 

    As armas são miradas em direção ao caminhão, poucos tiros são disparados, mas são o suficiente para rachar o vidro do para-brisa em três pontos cruciais, causando as rachaduras teias-de-aranha, obstruindo a visão do piloto. 

    Os tiros no caminhão não duram muito, a policial exposta em uma moto na frente do grupo parecem um alvo mais fácil. Os agressores apontam suas armas para Carmem e esperam o melhor momento para atirar. 

    Sonic não se assusta com o ataque, já esteve em inúmeras batalhas como essa. Seus instintos de Solo fazem suas armas escondidas estarem prontas para entrar em ação, seu corpo já decorou cada movimento de um combate, aqueles três serão apenas corpos em alguns minutos... 

    No compartimento de carga do caminhão, King escuta os disparos, mas não tem muita visibilidade. Decide ativar seus infravermelhos e percebe, no terceiro andar do prédio exatamente à direita do veículo, dois homens preparados para atacar. 

    -Atenção! Dois homens no prédio à direita! - Ela grita para o motorista, que tem tempo de enxergar da janela lateral os dois inimigos lançarem arpões eletrificados em direção ao caminhão. 

    Jim observa toda a situação da retaguarda, nenhum dos vilões se preocupou em alvejá-la... ainda.


    ...

    Oakley:
    Jogue sua iniciativa (Rápida ou normal?) e também um teste de condução para tentar escapar dos arpões. Se quiser realizar uma ação extra, terá -3 de penalidade. Daí você joga os dados referentes a o que você quiser.

    Gakky:
    Jogue sua iniciativa (Rápida ou normal?) . Você pode tentar usar a sua perícia de Motocicleta (como você não tem é só seus pontos em reflexo) para dificultar os tiros dos atacantes. Jogue também um Teste de vitalidade contra atordoamentos (é só jogar 1d10). Pode realizar qualquer ação extra, lembrando dos -3 de penalidade.

    Nimaru e Isaac:
    Joguem a iniciativa (Rápida ou normal?)  e um Teste de vitalidade contra atordoamentos (é só jogar 1d10). Podem realizar qualquer ação. 

    Distâncias:
    Jim- > 10m do caminhão 
    Arpoeiros -> 7m acima do caminhão 
    Caminhão -> 20m Carmem 
    Carmem ->170m dos atiradores 
    Carmem -> 10m de um beco que pode ser usado para se proteger dos tiros. 

    Coisas:

    Para qualquer um que queira realizar uma ataque: Lembre-se, jogue o ataque (1d10+Ref+Perícia da Arma), o Dano (A não ser que sejam mais de 10 disparos) e a localização do dano (1d10). 

    Iniciativa rápida? É aquela que você ganha +3 na iniciativa e -3 no ataque.

    Se você estiver atrás de cobertura, você pode em uma rodada: Expor seu braço, cabeça e tronco e atirar E NA RODADA SEGUINTE Atirar e se esconder atrás da cobertura. Não pode aparecer, atirar e se esconder na mesma rodada.
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Nimaru Souske em Qua Abr 19, 2017 8:25 pm

    Antes de entrar no caminhão e de toda aquela confusão, Bytch escutou muitos se apresentando, mas continuou indiferente a todos. Não tinha motivos que lhe fizessem querer qualquer tipo de informação daqueles que a rodeavam. Se seguissem o plano, ela ganhava os lucros da missão, se fizessem algo de errado, se tornariam mais um corpo deitado no chão com uma bala na cabeça vinda de suas Colts AMT. Mas apenas uma voz lhe fez parar, por um curto período, e voltar seu rosto para responder... King realmente não gostava de mandões.

    - Pode me chamar de vadia, se quiser. Da na mesma. De resto, façam o que quiserem, eu já disse pra onde vou. Termina sua frase ainda enquanto se vira para continuar rumo ao veículo qual iria ter que escoltar. Sua voz parecia ter se alterado um pouco em comparação a seu estado distante de antes... Parecia estar começando a se preparar para a ação, nem que fosse entre seus "coleguinhas".

    Entrou no caminhão ignorando todo o resto


    ( Pronto, agora vamos para o momento do ataque)


    A garota não entendeu direito o que ocorreu, apenas escutou tiros e já sacou suas pistolas de sua cintura. Notou que vinha da parte frontal do carro, então foi logo ativando sua visão infravermelha enquanto dirigia seu olhar para a direção dos disparos. Mas dois indivíduos chamaram sua atenção em cima de prédios antes que pusesse a vista no que ocorria com os demais. Gritou quase como instinto, mais para avisar seus inimigos que eles não haviam passado despercebidos do que para alertar aos outros que partilhavam do mesmo objetivo que ela.

    Não sabia se aqueles arpões possuíam algum tipo de tecnologia que afetasse o automóvel ou até mesmo os que estavam nele, mas ela iria tentar revidar. Ainda usando sua visão infravermelho, que lhe permitia ver onde os inimigos estavam sem ter que por sua cabeça para fora, King coloca as duas pistolas para fora, de modo que apenas as suas mãos fiquem visíveis, e dispara contra o que marcava como alvo em sua lente. Enquanto isso, fala para Jim, que, por estar na retaguarda, tinha Bytch em seu campo de visão:

    - Ou você vai para o outro lado do caminhão pra se esconder ou tenta derruba-los comigo, se não você vai ser só mais uma carcaça junto com o destroços da sua moto.

    Nem mesmo ela havia notado, mas um sorriso macabro havia se formado em sue rosto. A adrenalina agia prazerosamente em seu corpo e só iria aumentar cada vez mais
    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 544
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: O Preço

    Mensagem por isaac-sky em Qua Abr 19, 2017 11:21 pm

    OBS: Fiz uma pequena confusão com a cena, estamos em movimento.

    Jin mantem-se dirigindo a lambreta. Erguendo a pistola, realiza disparos contra o arpoeiro da direita.

    Ela aumenta a velocidade e se aproxima da traseira e de Bytch. Ela tenta olhar o arpoeiro melhor para identificar a tecnologia e/ou fabricante.
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Okley em Qui Abr 20, 2017 6:49 pm

    Estava com dificuldade de conseguir controlar aquele caminhão velho por entre as ruinas da faixa. O pessoal tinha uma postura estranha, Sonic sabia que iria começar confusão a pouco minutos, mas o caminhão não colaborava em sair rapidamente uma de situações complicadas. Tinha chegado o momento das três buzinadas que falou anteriormente.

    Ouviu um dispara de tiros que acertaram o para-brisa, despedaçando-o, manter uma visão que estava era tão ruim que só piorava em evitar a emboscada. Sonic faz uma força com seu braço cibernético, dando um soco quebrando o mais ainda, seguindo por um segundo soco para o lado, arrancando o para-brisa, assim teria uma visão melhor e sair dali o mais rápido possível.

    Antes de conseguir disparar no que estava a sua frente, repara que ao lado estavam para laçarem arpões. Teve que fazer um movimento para o lado tentando desviar, porém o caminhão era muito duro. Se mantinha concentrado e até tranquilo pois estava acostumado a situações assim, mantinha as armas preparadas para atirar a qualquer momento, principalmente sua submetralhadora. Se suas colegas de viagem não abatessem iria eles mesmo acabar de vez com aquela história.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Gakky em Qui Abr 20, 2017 9:38 pm

    Carmen não gosta da resposta de King, ela era o tipo de pessoa que costumava por atrás das grades. Ela até poderia chamar a garota de "vadia", porém essa palavra não era agradável, uma vez que era particularmente usada contra mulheres. Carmen já tinha sido chamada disso muitas vezes pelos meliantes que havia prendido em sua carreira. Embora não considerasse King muito diferente desse apelido, não era algo que gostaria de pronunciar. Enquanto ajeita o capacete, responde a garota com a voz séria e fria:

    - Vou te chamar de garota.

    Quando Sonic responde suas perguntas, Carmen franze as sobrancelhas e murmura:

    - Parece que temos um engraçadinho no grupo...

    Então ela dá a partir e prossegue na frente do caminhão. Quando surge as três figuras humanas, Carmen faz o gesto com o braço, logo as balas de aço começaram a voar em direção ao caminhão, Carmen não ficou muito surpresa. Queria fazer o seu serviço de proteger a carga, mas sabia que estava exposta aos atiradores, então acelera sua motocicleta para ir ao beco mais próximo, de onde poderia atirar com a segurança de uma cobertura. A velocidade da motocicleta faz seus cabelos lisos e castanhos tremularem junto ao vento.
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Zer0 em Sex Abr 21, 2017 10:47 am

    Sonic usa seu braço metálico para arrebentar o vidro, obtendo assim uma melhor visibilidade, porém não consegue desviar dos arpões que arrebentam a lataria do veículo e cravam no motor disparando uma carga elétrica superpotente. 

    Os paneis eletrônicos do caminhão acendem dezenas de luzes vermelhas e piscates. O acelerador para de funcionar, o caminhão anda a deriva por alguns segundos quando finalmente para. Um aviso surge em uma tela ao lado do volante: "Sobrecarga detectada. Tentando solucionar o problema, aguarde...

    King tira suas mãos para fora e dispara suas armas contra os inimigos usando sua visão de infravermelho. A bala destinada ao da esquerda acerta a cobertura que protegia suas pernas, já ao da direita acerta seu peito protegido pela jaqueta blindada, ele sente o impacto, mas parece que a bala não conseguiu atravessar sua defesa. 

    Jim acelera sua lambreta e atira com uma coordenação de um jeito que só uma nômade passou a vida toda encima das motos poderia fazer, mas a bala destinada as costelas do arpoeiro bate em sua jaqueta blindada, causando apenas um impacto incômodo. A garota observa os arpões cravados no motor do veículo e percebe que eles não foram fabricados, pois tem partes de motocicletas e componentes eletrônicos comuns. Aqueles foram feitos a mão por alguém... quem? 

    Na dianteira, Carmem consegue jogar sua moto para o beco antes que qualquer tiro seja disparado, rapidamente a garota desce de sua moto e tira sua submetralhadora. Mira no atirador da direita, que estava mais próximo dela e aperta o gatilho com força, exigindo o máximo de potência de sua submetralhadora. 

    As dezenas de balas acertam o braço do atirador, fazendo-o praticamente derreter em uma explosão de sangue. Um grito de dor desespero preenche o combate e o homem cai morto no chão, mas a investigadora não tem tempo de comemorar sua vitória, uma saraivada de tiros de resposta cobrem sua posição. 

    Rapidamente ela se esconde na cobertura do beco, ilesa, exceto por um pequeno filamento de sangue que escorre por seu pescoço, provavelmente causado por uma bala que chicoteou na parede.

    Armas Automáticas:
    Recomendo a Gakky e ao Okley que leiam a página 106 do livro, para aprender o potencial de suas submetralhadoras automáticas. Eu fiz algumas alterações no modo automático, mas a ideia continua a mesma, então podem ficar tranquilos. Nimaru e Isaac também podem se interessar pela parte de fogo supressivo na mesma página, só pra entender como funciona e bolar estratégias no futuro. 

    Eu considerei o fogo automático para Gakky por que acho que era isso que ela tinha em mente, mas nos próximos ataques com armas automáticas vocês devem dizer qual tipo de ataque vocês vão querer. 

    Okley:
    Não se esqueça de acrescentar seu amplificador de reflexos na sua iniciativa e reduzir –2 nas ações de reflexo devido a sua armadura 

    Gakky:
    Você está sobre fogo supressivo dos atiradores. Se tentar sair da sua cobertura deve fazer um teste de 1d10 + Ref + Atletismo. Você esqueceu de jogar um d10 para localização do dano, eu joguei por você sem problemas.

    Todos:
    Vocês viram o que aconteceu com a King e com o Isaac? Ambos tiraram valores altos em seus testes de ataque, mas as armaduras conseguiram bloquear os tiros. Na pagina 99 do lado direito tem uma tabela com o título "Dificuldade para acertar". Se você acha que consegue superar essa valor facilmente sempre tente tomar o –4 de penalidade e acertar uma área não protegida por armaduras, vai valer a pena.


    Façam suas ações e joguem seus dados. Não esqueçam de jogar seu teste de vitalidade. A ordem de iniciativa ficou: Okley>Arpoeiro da esquerda>Nimaru>Gakky>Isaac> Outros inimigos. Vocês não precisam respeitar a ordem da iniciativa para postar, só tenham ela em mente. 
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Nimaru Souske em Sex Abr 21, 2017 12:29 pm

    King vê que acerta os dois tiros, mas que nenhum dos alvos caiu ou ao menos demonstrou estar ferido. Vê aqueles dois ainda intactos a irritou muito, fazendo-a saltar do caminhão assim que o mesmo parou e rumar para a entrada do prédio em que aqueles dois se encontravam.

    - Não vai ser assim não, seus filhos da put*.

    Correu em plenos pulmões, nem ao menos olhando para trás para saber o que havia ocorrido com a carga. Seu objetivo agora era a morte daqueles que já deveriam ter caído ao chão sem vida. Chutou a porta do edifício e continuou correndo, subindo as escadas enquanto ainda deixava seus olhos em infravermelho para identificar a possível presença de mais alguém ali e também para marcar onde os arpoeiros estavam escondidos e como ela poderia chegar até lá. As pistolas estavam em punho, preparadas para disparar simultaneamente ao minimo sinal de movimentação identificada. Esperava chegar até a porta que separava-lhe das suas presas, chuta-la e disparar um tiro na cabeça de cada um sem nem ao menos dar chance de resposta.

    Em seu olhos poderia ser identificado o foco de um predador, que quase não piscava para não perder qualquer movimento do local. Não sentia medo nem ao menos receio em levar algum tiro, apenas seria mais um para sua conta.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Gakky em Sex Abr 21, 2017 11:04 pm

    - Droga! - Murmura Carmen de sua cobertura.

    A policial sabe que seria arriscado tentar atirar agora, mas estava comprometida com a missão, e jamais deixaria um trabalho mal feito. Precisava dar apoio ao grupo, embora fosse um grupo de pessoas detestáveis, ainda tinha que se manter na missão para concluir seus objetivos. Ela vai olhar ao redor para ver se tem alguma saída no beco em que está, alguma janela que possa ser arrombada ou algo do tipo.

    Depois vai arriscar e se expor parar atirar nos inimigos, saindo um pouco de sua cobertura, somente o braço e a cabeça para ver onde vai atirar. Tentando por o outro braço na frente do rosto o máximo possível. Ela vai mirar no inimigo mais próximo.
    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 544
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: O Preço

    Mensagem por isaac-sky em Sab Abr 22, 2017 10:49 pm

    "Desgraçados, desligaram o caminhão" Jin percebia a tática dos oponentes. O equipamento parecia caseiro, pelo menos não pareciam ser profissionais.

    Ou pelo menos profissionais com equipamento de ponta.

    Virou a lambreta e a parou atrás do caminhão. Fechou o olho esquerdo, não sentia o dedo da mão robótica sobre o gatilho, mas sabia o quão preciso necessitava ser.

    Disparou duas vezes, mirando na cabeça do arpoador no terceiro andar.

    Após atirar correu para a traseira do caminhão, via Bytch saindo ensandecida para o prédio. Viu também Sonic disparar de onde estava.

    -É aparato feito com peças caseiras. São amadores disse a Sonic.

    Permanece em cobertura atrás do caminhão.

    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Okley em Seg Abr 24, 2017 11:57 pm

    Os arpões acertaram a lateral, tentava ainda segurar o caminhão. Causaram uma pane no motor do caminhão, dando um soco leve no painel, uma tentativa inútil de ver se voltava a funcionar, enquanto o caminhão parava. Era o que faltava uma emboscada bem no meio da rua, ainda estava com a ideia de sair o mais rápido dali, mantinha a expressão de seriedade e conhecia essa situação de combate.

    Buscou onde estariam os homens que atiraram os arpões ou qualquer um que tentasse se aproximar do caminhão, levariam bala. Com a submetralhadora, ataca os homens com uma chuva de tiro para acabar com eles rapidamente ou feri-los, queria acertar na cabeça. Mesmo que teria que sair um pouco da janela, permanecia dentro da cabine. usando a porta de cobertura.

    Enquanto buscava por inimigos se aproximando, ouve a Jin falar atrás do caminhão. Deu uma olhada rápida para ver se conhecia os tais "aparatos caseiros" e saber o que fazer deveria fazer para o caminhão voltar a funcionar.
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Zer0 em Ter Abr 25, 2017 8:31 pm

    Sonic tenta fazer muitas coisas ao mesmo tempo e acaba se atrapalhando. Seus tiros saem tortos e não apresentam perigo aos alvos. Rapidamente ele analisa o combate e percebe que, pelo posicionamento dos inimigos, eles não estão aguardando reforços. Por fim analisa os arpões e nota que não há nada que ele possa fazer, somente um técnico com as ferramentas adequadas poderia remover os arpões sem o risco de danificar o motor. Porém descobre que algumas luzes no painel se apagam, o caminhão estava, aos poucos, contra atacando seu agressor.  

    Aproveitando a distração de Hunter com o combate, O arpoeiro na esquerda saca uma pistola pesada e dispara um único e poderoso tiro que destrói um pedaço do vidro lateral e acerta o peito do solo, que é protegido por sua jaqueta sentindo apenas uma pressão muito forte e concentrada. O único dano são pequenos sangramentos na boca e no pescoço causados pelas partículas de vidro em alta velocidade. 

    Jim contra ataca os dois inimigos focados em Sonic e dispara rapidamente uma bala para cada arpoeiro. No da esquerda, a bala acerta a lateral da mandíbula, provavelmente deslocando-a. Com a percepção alterada, ele limpa o sangue com as costas da mão e desaba para trás, levando um ferimento grave consigo. 

    Já no da direita, a bala raspa com violência o couro cabeludo, o homem grita algum palavrão abafado pelos sons do combate e senta atrás de sua cobertura levando a mão à cabeça.
     
    King sobe as escadas correndo e nota, além do calor dos inimigos nas intelilentes algo estranho. As desliga a tempo de ver um homem extremamente forte com braços de metal e um exoesqueleto implantado cirurgicamente surgir de uma porta e apertar seus braços com uma força tamanha que a garota não consegue segurar suas armas, derrubando-as no chão frio. O gigante então a  empurra para trás dando uma risada grave e estranha, como que desprovida de emoção. 

    A atravessadora nota que ele era tão frio que as intelilentes quase não captaram a presença. Seus braços, seu exoesqueleto, um suporte para chips de perícia instalado em seu pescoço, dentes pontiagudos feitos de ferro. Aquilo definitivamente era um Cyberpsicótico, porém ele não havia atacado os arpoeiros. Não os tinha notado? 

    Na outra frente de batalha, Carmem procura algum caminho pelo beco, porém a estrutura do prédio e os próprios detritos causados pelo abandono bloquearam qualquer chance de escapatória. Sem alternativa ela sai de seu esconderijo, conseguido de forma magistral evitar os tiros, e dispara no atirador que estava no meio. Mas o coice da arma faz com que ela erre seu ataque. A sorte do início do combate não estava mais com ela. 

    Porém, mesmo errando, os disparos assustaram os dois atiradores restantes. Que saem da janela em que estavam e se embrenham no prédio. Sumindo da visão de todos.



    Todos:
    Todos: Façam a ação que quiserem, não esqueçam de jogar o d10 de vitalidade

    Nimaru:
    Caso resolva entrar em um combate corpo a corpo, as regras estão na página 111 "Ataques com armas brancas", mas eu vou adiantar para você. Jogue seu ataque (1d10+ref+briga) e sua defesa (1d10+ref+atletismo) escolhendo qualquer movimento da página 111. Qualquer coisa, pergunte.

    Gakky:
    Se quiser atirar, você precisa recarregar sua arma isso conta como uma ação.
    Nimaru Souske
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 725
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Nimaru Souske em Qui Abr 27, 2017 5:03 pm

    Bytch levanta do chão, com muita raiva pro ter sido jogada com tanta facilidade, e fica um breve momento de joelhos enquanto fala.

    - Eu sabia que essas merdas tecnológicas não servem pra nada. Ela saca a faca que possuía em seu bolso e pula em direção ao homem que se aproximava. Agora é da maneira clássica, homem de lata.

    A faca direcionava o pescoço do homem, pois era o local mais provável para que se houvesse uma brecha. Iria cravar a faca e logo após tentar rasgar sua garganta com um movimento circular ao redor da mesma. Enquanto encontrava-se pendurada ao homem, para poder desferir suas ações, ela gritava ensandecida.

    - UHUU, SEGUURA PIÃO. HOJE VAI SER A FESTA DA ESFOLA DO BOI.
    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 544
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: O Preço

    Mensagem por isaac-sky em Sab Abr 29, 2017 1:32 pm

    Seus tiros pareciam ter tido efeito, Jin podia quase gostar do braço robótico graças a firmeza que o membro mecânico dava.

    -Sonic! Cacete, você tá vivo? A gente precisa juntar o pessoal, cada um tá num canto indo morrer sozinho - gritava para o solo - O caminhão não pode ficar abandonado, mas você tem armas mais pesadas que eu. Vai ajudar a Bytch, eu cuido do caminhão. VAI!

    Disparou duas vezes no arpoador que estava atrás da cobertura, tentando mandar fogo supressivo para o inimigo enquanto Sonic tentasse se mover.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1521
    Reputação : 109
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Gakky em Sab Abr 29, 2017 1:45 pm

    Carmen sorri, um sorriso meio psicótico, mas era um sorriso. Talvez gostasse de como as coisas estavam ficando desafiadoras, a verdade era que estavam como baratas cegas no meio de um tiroteio contra inimigos que nem sabia quais eram. Uma carga deveria ser levada, mas o caminhão tinha pifado. Eram tantos problemas que agora Carmen só queria estourar a cabeça de um deles para aliviar o estresse. Ela volta para sua cobertura (se for possível) e começa a recarregar sua submetralhadora. "Os ratos estão rápidos hoje, é hora de criar uma nova ratoeira" - Pensou.

    Depois de recarregar a arma, ela vai usar suas lentes de infravisão para ver se detecta inimigos nos prédios, e se for possível vai montar em sua motocicleta e voltar para o caminhão.

    (Acho que gastei minha ação ao recarregar, então se não puder voltar para o caminhão agora, eu espero a próxima)
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: O Preço

    Mensagem por Okley em Seg Maio 01, 2017 1:26 pm

    Não estava conseguindo acertar os alvos, nem conseguir levar o caminhão a um lugar seguro, começou a ficar com raiva mas respiro um pouco. Melhor derrubar um dos atiradores, antes que esses causem mais problema, assim que ele colocasse a cabeça para fora mandaria bala.

    Assim que atirar, voltaria se proteger no caminhão para se proteger. Ouviu o caminhão tentando voltar a funcionar, mas ainda não sabia como conserta-lo ou levar ate um lugar para consertar o caminhao.

    A Jin falou em ele ir atras de Bytch, nem se importou para o caminho que ela foi. Olhou para ver onde estaria, não conseguiu entender o que ela estaria fazendo.

    - Vamos permanecer junto... o importante é o caminhão e não acabar com esses caras... ela vai pedir ajuda se precisar. Vamos manter o foco.
    Conteúdo patrocinado


    Re: O Preço

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Out 22, 2017 11:46 am