Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Os primeiros passos fora dos muros

    Compartilhe
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 709
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Exalted em Dom 27 Ago 2017 - 17:36

    [quote=Voorhees]- Meu caro, prefiro menos batalhas e mais avanço no nosso caminho... Estamos indo bem até aqui, é verdade. Mas não sabemos coisa alguma para sentir qualquer confiança, não é? Se todos estiverem prontos para marchar, acho que devemos tentar evitar a criatura.[/quote]

    - Nem todos estão em condição de combate, Malak é quem mais me preocupa, talvez se nos demorarmos muito ele não sobreviva, devemos continuar em frente.

    Pouco tempo depois desta decisão, que se mostrava a mais acertada, já entre as árvores Azrael vê Reikon acenando em sua direção, ele quer menos barulho? O cachorro deles é mais barulhento que nossas carroças, ele pensa. Mesmo assim, se aproxima de um dos Semeks para tentar guiá-lo sem fazer muito mais barulho.

    Ao ver Quione passar correndo com o Malak ele respira um pouco mais aliviado, afinal, toda a pressa do grupo se devia ao estado precário do homem, agora ele estaria a salvo, desde que chegasse à cidade. Caminhando mais um pouco, Azrael sente novamente as costas doerem, há algo realmente estranho acontecendo, mas ainda não é dor suficiente para pará-lo então ele continua, até se aproximarem da ponte, e ouvir os latidos do cachorro.

    - Mas que merda! Nossos suprimentos estão nessas carroças, não dá pra passar com elas aqui e ainda assim atentar para a bruxa lá atrás, isso só nos deixa com duas opções, ou lutamos e ou deixamos nossas coisas e continuamos mais uma vez, de mãos vazias pra nossa "liberdade".

    Ele trincava os dentes enquanto tentava decidir o que faria, lutar sozinho não era opção, mas se alguns dos outros ficassem, não teriam que deixar tudo pra trás, a demônio parecia forte, mas ainda era só uma, existia ali uma chance, então ele vê o anjo voltando pelo caminho.

    - Eu posso lutar, mas não sozinho, e a essa altura, não sei mais dizer se fugir é uma opção, alguém tem que segurar essa bruxa, ou todos na ponte vão correr perigo.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6854
    Reputação : 64

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Edu em Dom 27 Ago 2017 - 19:05

    Lobo como era quieta e como diziam "Quando lobos não querem ser percebidos, eles não são". Para onde está e volta não seguindo com os outros que avançavam sobre a ponte. Olha bem para a demonio ela parecia estar tentando enviar alguma especie de magia negra para eles, assim mesmo como fizera contra as harpias.

    Lobo não sabia se podia conseguir isso mas talvez pudesse erguer uma especie de escudo contra seja lá o que fosse que a demônio estiver enviando. Ela tenta sentir o ar, as coisas vivas e os seus arredores e através da sua vontade comando-los para dar energia afim de barrar o malgouro mandado pela criatura vil.

    Fechou os olhos se concentrando e imaginou uma redoma cercando eles, botou a sua vontade nela para que pudesse vir a existência.
    Natalie Ursa
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 200
    Reputação : 69

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Natalie Ursa em Ter 29 Ago 2017 - 1:37

    Calisto observa Nergal com um olhar inquisitivo. Mal tinham se apresentado e já estava se "preocupando" com as duas? Esse não-anjo estava parecendo mais "acomodado" que ela própria. Será que era o caso?

    A jovem não quis dar uma olhada no demônio que obstruía o caminho deles. Ia aceitar o que escolhessem, mas do jeito que fizeram no combate que acabaram de ter, com certeza não bancaria a valente, muito menos se era pra alguém explodir algo asqueroso na cabeça dela depois! Estava, no momento, tentando entender algo diferente. Ela olhou primeiro para Pana e depois para Nergal, pensativa, e então respondeu ao anjo negro com um sorriso:

    - Com você para nos ajudar, não tem razão para temermos. - disse com confiança, com a mão sobre a ferida no ombro, antes do anjo negro se afastar.

    Ela tinha ouvido falarem de ponte,mas não tinha enxergado ainda, a neblina estava atrapalhando muito a visão. Só esperava que não fosse uma ponte para atravessar um lugar muito alto, pois se esse fosse o caso, não tinha certeza se conseguiria passar...
    voorhees
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 170
    Reputação : 8

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por voorhees em Ter 29 Ago 2017 - 19:55

    Voorhees ainda tinha alguma curiosidade interesse nas ações de Lobo, mas não dedicava tanta atenção a ninguém ali. O falatório entre o sujeito que voa e duas das outras integrantes já era o suficiente. Além do cachorro e do moleque do outro grupo. Para todos, em especial para o arqueiro, o meio demônio deixou claro que não apoiaria a retirada desesperada.

    - Não somos nada e não temos nada. Chegar de mãos vazias em qualquer cidade vai nos condenar outra vez. Vale a pena tentar. E aqueles que não tentarem, terão mais chances, não é? Eu fico!
    comoassim71
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 93
    Reputação : 0

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por comoassim71 em Qua 30 Ago 2017 - 19:41

    Pana ignora o jovem humano que alisou sua bunda, pois era mais fácil do que qualquer outra reação, apesar de ter gostado do "esbarrão" de Nergal. Apesar disso, também não fala nada para o anjo negro quando ele se afasta para a retaguarda.

    A jovem tinha certeza que o grupo seguiria em frente e fica olhando sem reação quando ouve Azrael falar que vai lutar.

    @voorhees escreveu:
    - Não somos nada e não temos nada. Chegar de mãos vazias em qualquer cidade vai nos condenar outra vez. Vale a pena tentar. E aqueles que não tentarem, terão mais chances, não é? Eu fico!

    - Não tem nada nessas carroças que valham nossa vida... E vocês escolheram a beira de um penhasco cheio de neblina como terreno pra luta? Vou ficar aqui na retaguarda e torcer pra,
    sei lá, ela tropeçar e cair penhasco abaixo.
    - Diz a humana, em voz baixa, enquanto olha para as carroças pra ver se acha algo útil, batendo o olho naquela flauta estranha e pegando-a. Em último caso, vai que seja útil...
    Kether
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 527
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Kether em Sex 1 Set 2017 - 17:01

    Nergal desembainha sua espada e faz sua oração ritualística que antecede as batalhas.

    - Que Lorde Piro me empreste sua força e guie minha espada para a vitória e que Ratnæl proteja meu corpo fazendo que minha armadura seja tão resistente quanto o melhor cristal que ela possa criar.

    Então ele respira fundo, abre as asas para perceber a atmosfera mística como fora ensinado em seu treinamento. Ao reconhecer o fluxo místico fluindo por suas penas ele corre e dá um salto de impulso e parte em carga voando rente ao solo desferindo um golpe lateral no Demônio.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 709
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Exalted em Sab 2 Set 2017 - 22:19

    Vendo que o anjo já tomou a dianteira, o arqueiro se prepara, puxa mais uma das flechas marcadas, fitando-a por alguns segundos, ele a coloca no arco e aguarda a investida de Nergal, assim que ele se afastar irá atirar a flecha na demônio.
    comoassim71
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 93
    Reputação : 0

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por comoassim71 em Seg 4 Set 2017 - 8:07

    Pana vê o ataque começar e decide ser mais útil também... Se a Lobo aprendeu a usar magia, talvez ela também possa... Se concentra na demônia e deseja profundamente que algo de ruim aconteça com ela, como a terra a engolir, ou que o cu dela pegue fogo, ou mesmo que ela exploda e as vísceras voem nos amiguinhos, por mais sem criatividade que isso pareça.
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 9

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Leomar em Qua 6 Set 2017 - 6:54

    A demônio finalmente avança, gritando coisas como: "Seus inúteis, não adianta resistir, Ades é mais forte que todos juntos e vocês deveriam lutar por ele, não resistam, venham para o lado do deus Ades e ele fortalecerá os wanamki."

    Nergal sente dificuldade em voar, mas consegue investir, apesar do esforço. Já ela não sente dificuldade nenhuma e voa com toda força. Seja lá o que tiver atrapalhando ele, está ajudando ela. Num primeiro ataque ele consegue atingi-la com a espada ao mesmo tempo que desfia de suas garras, mas o ferimento não a para.

    A pele ou couraça ou escamas ou seja lá o que tiver protegendo aquela coisa parece ser bem mais resistente do que a pele das harpias. Se bem que as harpias não eram desconhecidas para Nergal, ele já tinha combatidos algumas, mesmo poucas, em Verda Ero, mas outro tipo de demônio, era a primeira vez.

    Ela lança algum tipo de magia mental, pois Anés e Rêmo ajoelham no chão segurando as têmporas, como atacados de súbita de feroz dor de cabeça. Bonitinho não parece sofrer nada e late, e pula, tentando pegá-la no ar. Graças ao tamanho do bicho ela não consegue dar um rasante no resto do grupo.

    Pana, embora não sinta dor de cabeça, entra em estado de depressão profunda, pensando no que ela disse, pensamentos tipo "realmente, o que estou tentando? Quem sou eu para enfrentar enviados de Ades? Eu não valho nada..." etc. começam se formar fortes em sua mente.

    Serrote consegue atirar uma faca no bicho e acerta, mas ainda não consegue feri-la significativamente.

    Ela parece prestar atenção em Lobo, já próxima da ponte:

    - Por que diabos você tenta resistir? Você tem o sangue dos demônios, podemos lhe fazer ficar forte! Junte-se a mim, ou morra!

    Ela dá piruetas no ar, circulando vocês e analisando a melhor forma de atacar.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 709
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Exalted em Qua 6 Set 2017 - 8:35

    Ela parece usar de artificios mágicos para enfraquecer os inimigos mesmo antes de atacá-los, mas nós estivemos no meio de uma tempestade de magia, pensa o arqueiro, essa é uma dança pra dois!

    - Levantem-se e lutem! Não deixem que ela manipule suas mentes! Lutem por Jara,
    vocês são os escolhidos dela, não são?? E vocês (meus amigos) lutem por sua liberdade! Não viemos até aqui pra morrer!


    Ele se esforça nas palavras, para que estas alcancem os corações dos combatentes, ele já leu em algum livro que a magia deve ser canalizada, e esse parecia um bom jeito de fazê-lo.
    comoassim71
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 93
    Reputação : 0

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por comoassim71 em Sex 8 Set 2017 - 8:50

    Pana tem certeza de que todos vão morrer ali e naquele momento. Afinal, como iam derrotar um demônio daquelas? Claramente era enviada direta de Ades e é poderosa demais pra eles. "Talvez eu consiga fugir pela ponte, mas sou tão inútil que vou acabar tropeçando e caindo." é o que passa pela cabeça da moça.

    Ao ouvir as palavras de Azrael, a jovem escrava toma consciência de que aqueles pensamentos não dela mesmo e deseja com todas as forças que a inimiga sinta a tristeza e o desespero que ela sente naquele momento, então se concentra novamente e tenta devolver esses sentimentos pra demônio!
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6854
    Reputação : 64

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Edu em Sex 8 Set 2017 - 19:06

    - Eu acho muito engraçado pedir a minha ajuda agora, mas quando me escravizaram e me prenderam a parcela não humana do meu sangue não importou em nada, e agora vem me pedir a minha ajuda? - Lobo cospe no chão - Vai se fuder demônio, não vou virar as costas para aqueles que me ajudaram.

    Era primeira vez que Lobo mostrava alguma reação diferente a frieza habitual dela, no entanto nunca viram ela na sua cela quando o sentimento tomava controle dela. Foram tantas vezes e tantas vezes que seu corpo simplesmente cansou de ter essa reação. Como agora vivia um novo momento talvez o seu corpo revivesse antigas sensações.

    Não sabia só resistir como atacar também. Aquele sentimento, aquela raiva que queimava no seu peito ela mergulhou dentro e usou pra carregar a sua magia contra a demônio. Magia carregada com raiva era um negocio perigoso, mas queria que fosse perigoso mesmo. Era hora de rasgar a carne daquela criatura.
    Kether
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 527
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Kether em Sab 9 Set 2017 - 8:59

    Nergal fazia a volta para atacar novamente, mas desta vez ele ia fazer um ataque em arco ascendente, mas vindo na descendente.
     
    - Criatura volte para o seu plano de origem! 

    Então ele vê a ação da maga sente em suas penas o fluxo de magia se alterar.
    voorhees
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 170
    Reputação : 8

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por voorhees em Dom 10 Set 2017 - 10:57

    - Lobo!

    Voorhees não sabe como pode agir contra uma criatura daquelas, mas se não está de joelhos como os humanos, tenta fazer algo de valor. O anjo pode se virar sozinho, e ele sabe que Azrael é seu melhor atacante. Decide ficar próximo a Lobo, no entanto. Ela tem a atenção do demônio e parece com condições de enfrentar.

    Se de alguma forma Lobo for alvo de um ataque físico, o mestiço com maça e escudo tentará alguma coisa para protegê-la.
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 9

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Leomar em Qui 14 Set 2017 - 15:15

    R.Oc.

    Pana deita no chão, em posição fetal, e chora.

    Anés consegue se por de pé, mas pela cara ainda não estava bem. Ele pega uma adaga, talvez tenha pensado em jogá-la, como fez Serrote, mas não consegue se concentrar. Ele então fica de espada em punho perto da humana, se não podia lutar, ia tentar alguma defesa. Ele podia não gostar do outro grupo cheio de meio-demônios, mas odiava muito mais uma demônio inteira, ainda mais uma que gritava o nome de Ades.

    A criatura investe contra o grupo, mas não podia descer muito, principalmente por causa de Bonitinho, então ela tenta o arrastar primeiro. Era muito rápida no ar (dava inveja a Nergal) e crava as garras em uma das patas dianteiras do cão, conseguindo levantá-lo a arrastá-lo por poucos metros, apesar de gritar de dor, ele reage rapidamente e também morde a perna dela, fazendo-a gritar também e o soltando. Aquilo só faz encher ambos com ainda mais ódio. Bonitinho mesmo machucado pula no ar tentando pegá-la, ele seria capaz de matar um urso na raiva que tava.

    Nergal erra o próximo ataque, o combate era desigual demais, ele tinha que usar muita força para se manter no ar, ela manobrava dum jeito que os anjos-negros só conseguiam com vento favorável. Pelo menos parecia imune a seja que tipo de magia ela tivesse usando.

    Voorhees se adianta ao grupo, protegendo os demais com o escudo, e realmente ele sente o baque dela contra os escudo, foi um golpe muito forte que quase o derruba, mas ainda é capaz de dar um contra-golpe com a maça, o golpe até a atinge, mas Serrote estava tentando um golpe com espada no mesmo momento, e como não tinham muito espaço, os dois acabam dando golpes mais fracos do que podiam, pois se não iam acertar um ao outro também. Mesmo assim ela recebe um corte e uma pancada, e tem que levantar voo novamente.

    Apesar de forte, ela estava em franca desvantagem, pois mesmo sem entender as próprias magias, Lobo, Azrael e Calisto estavam bagunçando geral o fluxo de mana. Se houvesse algum mago de verdade ali, ele estaria perdidinho, mas vocês nem se dão conta.

    Por anos Lobo foi presa só pela suspeita que tivesse o dom, mas nem ela tinha certeza disto. Molog tinha feito de tudo para obliterar qualquer dom mágico que ela supostamente tivesse. Mas agora ela tinha sentido uma fagulha, e aquilo já era o bastante para deixa-la querendo mais. Se ela tivesse este poder antes... o problema é que não sabia como usá-lo.

    Ela simplesmente queria que esta energia saísse de seu corpo e atingisse a outra, e de certa forma é o que acontece: Lobo sente a energia percorrendo seu corpo, até sua mão direita, e um pequeno raio se forma a partir de seus dedos. Ele atinge a demônio, fazendo-a gritar e quase cair. Seus amigos porém também sentem parte do ataque, como um choque fraco (na verdade muitos deles estavam sentindo o choque da própria magia interagindo com as demais, mas vocês ainda não tem como saber disto).

    O ataque deixa Lobo cansada, embora com certa satisfação por ter conseguido colocar aquilo pra fora.

    Nergal também sente uma mudança no ar depois que Lobo descarrega sua raiva. Parece que alguma barreira foi dissolvida. Ainda não dava para voar com toda potência, mas já não precisa mais gastar uma energia absurda só para ficar no ar.

    A demônio pega um pouco mais de altura, tentando planejar seu próximo movimento. Mesmo ferida ela ainda podia lutar um bom tempo, mas o grupo era grande para arriscar.

    Spoiler:
    Como ela está em grande desvantagem, vou simplificar os próximos movimentos. Joguem só 1D12 mesmo se tentar ataque físico. O primeiro que tirar 8 ou mais, ela morre, e quem rolou pode dizer como, se tirar um 5, 6 ou 7 ela foge voando. 2,3 ou 4 vocês perdem força e ânimo, se tirar 1 ela ainda conseguiu investir contra você antes de fugir ou morrer.
    Kether
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 527
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Kether em Qui 14 Set 2017 - 20:05

    Nergal sentia muitas dificuldades em seu voo, aquela criatura era realmente poderosa, ela com certeza havia criado uma zona mágica onde tinha a nítida vantagem. 


    "Ela deve ter visto a luta com as harpias e com certeza ela se preparou para nos enfrentar." Pensou Nergal.

    Após a magia que a aliada soltara e acertara em cheio a criatura pareceu que aquela energia opressora. Nergal segue a linha que a criatura seguia ficando um pouco para trás devido a melhor manobrabilidade da demônio. Mas quando a criatura parou ele deu mais de si, despejando toda a energia que lhe sobrava, afinal havia lutado a pouco com as harpias e agora com este inimigo ele gastava ainda mais da sua energia. 

    Por um instante pareceu que o "peso" ficara mais leve em suas asas e sua movimentação fora mais rápida do que ele pensara dando uma maior carga a sua força e velocidade com o manejo da espada ele então desfere um potente golpe na asa esquerda da harpia que lhe arranca a asa a fazendo cair em espiral. 

    Nergal segue durante uns metros a queda da criatura e repara que ela já não tinha o controle do corpo, fosse pelo choque do golpe que lhe amputara a asa, fosse pela quantidade de ferimentos que ela já possuía. Mas não importava-lhe o motivo, apenas que seu inimigo fora abatido e ele ainda estava de pé. 

    Ele então abre as asas e muda de direção seguindo para junto dos outros sobretudo do corajoso cão que atacara a criatura.
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 9

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Leomar em Qui 14 Set 2017 - 23:29

    Enquanto a demônio cai, Bonitinho corre para estraçalhar o corpo dela. Queria dar uma lição na galinha gigante malvada.

    Lobo está cansada, e quase cai também, mas Serrote a segura e pega no colo. Ele parece animado, elogiando a garota, mas ela não entende nada, e Azrael (que tá meio de tradutor oficial dos grupos) também não tinha prestado muita atenção:

    - Ele disse algo meio tipo "que demais esta tua magia, blablabla, você é linda, se quiser eu te levo no colo, blablabla, você é levinha e cheira bem, ou seria você é chatinha, mas tudo bem? Ou era você fofinha e eu também? Ou eu quero farinha no meu acém?" Não prestei muita atenção, no final ele parece dizer que você parece um bichinho fofo, acho que ele te chama de "gatinha" ou "cachorrinha", ou algo assim.

    Os outros se recuperam. Anés reclama que a magia da demônio era forte e dava mau estar. Rêmo vai ver o machucado na pata de seu animal, mas apesar de estar sangrando, Bonitinho não parece se importar muito com o machucado; ele chega perto de Pana no chão e lambe o rosto dela, parecendo querer brincar ou animá-la.

    Por fim vocês agora tem o caminho livre e podem chegar até o portão na cidade, com um pouco de paciência conseguem até levar os semëks com as carroças pela ponte.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6854
    Reputação : 64

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Edu em Dom 17 Set 2017 - 17:00

    Lobo se sente muito cansada, parecia que ela tinha corrido dez quilômetros sem beber água. Ela mau se importou com o que Serrote disse. Ela se sacudiu e saiu dos braços do garoto. Com alguma dificuldade ficou em pé, respirando fundo, com o cansaço claro se virou para o menino e disse:

    - Obrigado.

    Ela passa a mão no rosto e com alguma dificuldade ela fica esperando o que seus companheiros iriam fazer agora.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 709
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Exalted em Seg 18 Set 2017 - 16:08

    Depois da luta, e da travessia, Azrael está cansado, tudo o que quer é parar um pouco, comer e beber alguma coisa, ele fica próximo à carroça, aguardando que o resto do grupo se junte por ali, incluindo os que já haviam atravessado anteriormente.

    Procura alguma coisa pra comer em uma das carroças, qualquer coisa que não precise cozinhar é o suficiente, então se senta ao lado de um dos semeks, e come algo enquanto dá um pouco pro animal também.
    Kether
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 527
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Kether em Seg 18 Set 2017 - 16:33



    Nergal pousa e olha para todos, parecia que ficariam bem. Então ele segue até a sombra de uma árvore ficando inicialmente sozinho e também se senta deixando o corpo descansar.

    - Acho que deveríamos atravessar a ponte tão logo estejamos descansados. - disse nos dois idiomas para que todos o entendessem.

    Depois ele pega na mochila um pedaço de pão preto embebido de mel e um punhado frutas secas que ainda tinha nas provisões que recebera como pagamento do trabalho que deveria realizar. Bebe um gole de sua água e observa o grupo de viajantes.

    - Por este caminho que seguimos, será que entraremos pelo portão sul de Dafodil? Algum de vocês tem conhecimento de folhas e raízes? - lançou a pergunta para todos.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Os primeiros passos fora dos muros

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 21 Nov 2017 - 21:01