Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Compartilhe
    mimacarfer
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 227
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por mimacarfer em Dom Jul 30, 2017 2:58 am

    TODOS



    LOS ANGELES, 14 DE SETEMBRO DE 2017 - 05:30 PM

    Hunter não teve grandes problemas para chegar até a sala do apartamento, tentando evitar ao máximo colocar o gesso no chão. Lá encontrou um par de muletas, provavelmente deixado por Rafaelle ali para que ela pudesse usar nos próximos dias. Estava realmente sozinha no local, mas um bilhete, cuidadosamente deixado preso à geladeira comunicava que Rafaelle precisara sair para resolver um problema e que voltaria mais tarde, por volta das 22h. Segundo ela, caso precisasse de algo era só ligar que Alonso viria correndo para ajudá-la. Após um rápido banho, a jovem já estava pronta para ir ao encontro do seu grupo. Pelo que imaginava, tinha dinheiro suficiente para um táxi na carteira de sua hospedeira já que o local parecia não ser tão longe de onde estava.

    Não muito longe dali, Arthur, apesar da dor que sentia na cabeça, terminava de se arrumar, vestindo um moleton azul dos Giants que encontrara no armário de seu hospedeiro. No fim das contas, o fato do encontro ter sido remarcado para uma farmácia e de ter um médico no grupo viria a calhar bem no momento. Pouco tempo depois, já com seus novos óculos, a carteira de Elliot e as chaves de um dos carros que havia encontrado no escritório do primeiro andar, o jovem saia de casa, pronto para conhecer sua nova equipe.

    Christopher, por sua vez, mal tivera tempo de sobreviver ao acidente que levara seu hospedeiro a óbito e já tinha várias coisas a resolver. A primeira de todas era recuperar um pouco da sobriedade daquele corpo e confirmar sua chegada. Para sua sorte, um banho rápido ajudaria na primeira parte do seu problema, e a segunda poderia ser facilmente resolvida com um celular. O jovem sabia que naquela época quase toda pessoa normal tinha um, por mais miserável que fosse sua existência. Dito e feito, tomou seu banho e, logo em seguida, acessou a deep web atrás de informações sobre a sua equipe. E lá estavam elas, marcando um encontro em um local não muito longe de onde estava às 18h. Olhou o relógio do aparelho e percebeu que já estava em cima da hora. Precisaria se apressar… Procurou as chaves do veículo no qual se escondera a pouco para salvar sua vida e, após concluir que o mesmo estava funcionando, pôs-se a caminho do local marcado.

    Já eram quase seis horas quando chegaram ao local, cada um a seu tempo, e as primeiras gotas de chuva começavam a cair discretamente. O Westfield Century City era um local grande e bem iluminado, e, apesar de estar cheio, aparentava certa tranquilidade. As pessoas pareciam se encontrar após um longo dia de trabalho para conversar e fazer compras com uma naturalidade ainda desconhecida por eles.

    Na H&C Pharmacy, localizada no primeiro andar, o movimento era pequeno, embora constante. Na parte de fora, seu letreiro luminoso chamava a atenção de pessoas de diversos tipos que entravam e se dirigiam às prateleiras ou ao balcão onde podiam encontrar aquilo que procuravam, desde produtos para higiene pessoal até antibióticos dos mais diversos.

    Garen, que fora o primeiro a chegar no local, aguardava sentado em um banco do lado de fora dela. Havia chegado com certa antecedência e tivera bastante tempo para observar o movimento. As pessoas definitivamente pareciam muito diferentes das do seu tempo… Eram mais alegres e comunicativas do que se lembrava. Por um momento, seus pensamentos foram parar em Valentina e nas conversas que costumavam ter, seu sorriso, sua risada… E só voltou à sua atual realidade quando uma jovem de vestido azul escuro sentou ao seu lado, olhando para a farmácia enquanto abria uma lata e começava a degustar seu conteúdo:


    - Imagino que você seja o Doutor Everett… Ou melhor, Rugenberg. É um prazer conhecê-lo! Victoria, ou melhor, Amy… Aceita uma batatinha? Deveria experimentá-las, são uma delícia!
    Exalted
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 484
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Exalted em Ter Ago 01, 2017 10:54 am


    Ele olha desconfiado para a mulher, estava pensando justamente na diferença de comportamento das pessoas entre passado e futuro, ela vestia azul e sabia seu nome, então deveria ser um dos substitutos, mas seu comportamento era como o das pessoas daquele tempo.

    - Sim, eu sou o ahn, Paul, prazer em conhecê-la, senhorita Victoria, err Amy, acostumar com dois nomes é um pouco difícil…

    A batatinha realmente parece muito boa, então ele aceita e pega algumas.

    - As pessoas do passado sabiam mesmo viver não é? A propósito, você é uma das substitutas do T4? Não vi as confirmações dos dois últimos, e nem notícias do motivo…

    Garen ainda se sente um pouco desconfortável por não saber quem é a garota, mas dado que ela sabe seu nome real, ele não considera “perigo” falar um pouco sobre a missão, não estava revelando nenhum segredo afinal.
    Fenris Andriel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 50
    Reputação : 4

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Fenris Andriel em Ter Ago 01, 2017 12:56 pm


    Agradeci mentalmente pelo GPS do telefone funcionar, pois estava dirigindo por um local estranho e totalmente desconhecido.

    A calma e a tranquilidade com que as pessoas viviam suas vidas estava totalmente distante da realidade da Zona Zero, especialmente para os desenvolvedores do projeto Travelers. Estávamos sempre tão atarefados com a urgência de salvar o futuro que mal desfrutávamos da companhia uns dos outros.

    Andava muito abaixo do limite de velocidade, especialmente porque tinha a necessidade de gravar o máximo de detalhes em minha mente para que pudesse usá-los mais tarde, decorando os sinais de trânsito de forma a não cometer nenhuma infração. Duvido que as finanças de Luke aguentassem uma multa se quer.

    Eu estava sinceramente ignorando toda a bagunça no carro porque estava pondo como prioridade o horário do encontro, eu tinha informações que poucos podiam ter ciência e precisava alertá-los imediatamente, mas eu juro que aquele maldito pacote de fritas meio comida e meio vomitado no chão do passageiro estava a ponto de me deixar louco.

    Quando finalmente estacionei o carro descobri que a porta não estava fechando direito, batendo-a ainda umas três vezes antes dela fechar, provavelmente um dos defeitos que ele tinha que ter concertado. Mentalmente o adicionei a lista extensa de coisas que tinham de ser feitas naquele ferro velho.

    A camiseta azul que eu usava estava apertada por causa dos músculos de Luke que despontavam em todo o seu corpo, deixando-me totalmente desconfortável, quase como se estivesse preso a uma camisa de força. Os tênis estavam imundos e a calça estava manchada de graxa, embora fosse a mais limpa que consegui achar nas pilhas de roupa de meu hospedeiro.

    Em suma!? Estava me sentindo um mendigo, mas eu tinha pouco tempo para me preocupar com isso no momento. Precisa a achá-los.

    Não demorou para que eu visse os dois do "Blue Team" sentados conversando e dividindo uma lata de batatas. Bati minhas roupas algumas vezes, como se aquele toque mágico fosse dar feito em tudo que eu considerava desalinhado, antes de me aproximar com o melhor sorriso que consegui encontrar.

    - Olá! Sou o Chris...Digo, Luke Summers, posso me juntar à vocês enquanto esperamos o resto da equipe? - Era apenas um comprimento educado. Era óbvio que não podiam simplesmente dizer não para mim. - ...Sou o engenheiro de vocês, me conhecem como Christopher Parrish, embora agora minha identidade seja Luke Summers... - Me apressei em me apresentar. Alguns realmente me conheciam, outros talvez não - Tenho algumas coisas para falar a respeito das substituições. - Anunciei, tão logo estivesse sentado e acomodado no banco.

    Tenho certeza que estavam curiosos a esse respeito e assim que todos estivessem ali, eu iniciaria o relato foi que aconteceu no futuro, depois que eles já haviam começado sua jornada ao passado.
    mimacarfer
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 227
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por mimacarfer em Sab Ago 05, 2017 5:30 am

    PAUL RUGENBERG E LUKE SUMMERS



    LOS ANGELES, 14 DE SETEMBRO DE 2017 - 05:55 PM

    Victoria ouve Garen calmamente e sorri, parecendo se divertir com a confusão do médico:


    - Verdade, acho que vamos ter que criar nomes de guerra… mas poderia ficar mais confuso ainda...


    A jovem espera que ele pegue suas batatas e em seguida pega algumas novamente para si, observando as pessoas ao redor deles. Nenhuma parece estar perto o suficiente para ouvir o que eles dizem, mas seria melhor não arriscar.


    - Sim. Eu vim no lugar da Lucy. Houve um pequeno “incidente” após a partida de vocês e ela e Aurora ficaram feridas. Nada muito sério, pelo que eu soube. Mas, no momento, meu tio achou melhor substituí-las para não arriscar o sucesso da missão de vocês. Acredite, foi melhor assim.


    A jovem pega mais um pouco de batata na lata, ao contrário de Garen, parecendo completamente à vontade. Ia voltar a falar quando pareceu ver algum conhecido. Não demorou muito e Luke se aproximou, apresentando-se de forma meio atrapalhada. Victoria tentou conter uma pequena risada, porém sem grande sucesso:


    - Meu Deus, Chris, você não pode simplesmente chegar assim falando tudo com o primeiro estranho de azul que encontra pela sua frente. E se não fossemos quem deveríamos ser? Você poderia ser preso ou levado pra um manicômio, sabia? Apesar de que, pensando bem, vocês não devem saber direito o que são essas coisas, não é mesmo?


    Victoria parece ficar um pouco mais séria e pensativa por um curto tempo. Aparentemente a jovem era muito comunicativa e sem grandes bloqueios quando o assunto era expor sua opinião:


    - Bom, deixa pra lá. Eu já contei pra ele sobre a Lucy e a Aurora, mas ainda faltam dois membros pra informarmos. Aliás, doutor, de quem foi a ideia de marcar nosso encontro aqui? Não teria sido melhor marcar em algum lugar mais discreto?
    Exalted
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 484
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Exalted em Seg Ago 07, 2017 6:04 pm


    Garen não estava muito à vontade com o novo rosto, principalmente sendo este de alguém que sequer estava na reunião. O começo da missão foi realmente conturbado, mas ao menos já estavam no ponto de encontro e agora era só esperar os três que ainda faltavam.


    - Como acha que poderia ser mais confuso? Você é a historiadora, deve saber muita coisa que nós não sabemos…


    A garota parece pertencer a este tempo, ela se comporta como um deles, o treinamento para os historiadores deve ser bem diferente, nada de 24 horas de preparo e um “boa sorte”, eles devem passar muito tempo aprendendo sobre o passado, talvez se todos tivéssemos esse tipo de treinamento nos sairíamos bem melhor.


    - Incidente? Problemas com o diretor ou alguma coisa causada pelas transferências?


    Garen põe a mão sobre o rosto quando o mecânico chega, dando mais informação do que deveria, a outra também já havia chegado dando informações, mas como se identificou como a substituta da Lucy Di’Angelo, ela era historiadora, assim, provavelmente já conhecia os rostos dos hospedeiros, isso seria seu atenuante pra chegar falando.


    - Olá Luke, Chris, está substituindo a Aurora Collins? Peço que seja um pouco mais discreto no futuro, não que eu seja o líder desse grupo, mas a Victoria está certa, não podemos nos expor muito. Pode se sentar aqui enquanto aguardamos.


    Ele se move no banco, se aproximando da Victoria, pra abrir espaço pro recém chegado, ele o faz meio que “no automático” e quando se vira e vê que o rosto da moça está muito próximo ele sente um certo desconforto, e seu rosto queima, ele não diz nada, só move a cabeça, olhando pra algum e nenhum lugar no meio do parquinho.


    - Sei que vocês têm informações, mas devemos mesmo aguardar nossa soldado e o estrategista do grupo.


    Garen finge não ouvir a última pergunta da historiadora, entregar o líder por tão pouco não era boa ideia, e nem seria do seu feitio, aliás, se ela estava ali, já sabia a resposta de sua própria pergunta.


    - Posso pegar mais umas batatas? São mesmo muito boas!
    Brujah Girl
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 570
    Reputação : 16

    Krystal Hunter | Izzy Martinez - Narração - Trio no shopping

    Mensagem por Brujah Girl em Ter Ago 08, 2017 8:24 pm


    A oficial realmente estava só e na medida do possível conseguiu fazer tudo o que precisava, afinal, ai de seu orgulho próprio se uma perna fraturada impedisse de realizar o que quisesse, embora, o fato de ter encontrado muletas tenha facilitado bastante o processo. Foi ótimo estar sozinha e poder se “ambientar” melhor no local e conhecer um pouco mais de sua hospedeira. Aliás, foi um pouco estranho ver aquele corpo que não era o seu completamente despido e observar o reflexo que o espelho exibia para si.  

    Como Rafaelle só iria voltar mais tarde, teria tempo suficiente para se encontrar com a equipe, só precisaria de um táxi para se deslocar até o local. Ainda sentia-se como uma intrusa mexendo nas coisas pessoais de Izzy e tudo mais, mas era o que tinha para o momento e teria que se virar com aquilo. Há quanto tempo não se vestia com roupas de civil? Nem sabia ao certo... para ela, parecia que o tempo todo tinha se vestido apenas com uniforme e chegava a ser até mesmo um tanto quanto confuso ver todas aquelas opções de roupas em cores diversas, mas a porra do gesso ia atrapalhar que ela colocasse o que ela mais gostava de usar: calças.

    “Nem a pau que vou me enfiar num vestido! Me recuso!”

    Após uma longa batalha ela encontra o que poderia vestir. Era uma bermuda que ia quase até a altura do joelho, de um tecido meio sintético, tipo impermeável. Hunter não sabia, mas Izzy gostava de usar aqueles tipos de bermudas quando pegava a bicicleta e ia para a praia. Era num tom cinzento com branco. Continuou a procura por uma blusa qualquer até que encontrou uma gaveta com coisas que gostou. Encontrou uma t-shirt num tom de azul royal e quando desdobrou descobriu que havia uma estampa com um “S” bem grande gravado no centro de uma espécie de figura geométrica estilizada em vermelho com detalhes em amarelo. Vestiu aquilo, e satisfeita com o resultado, pegou numa pequena mochila que encontrou, meteu os objetos pessoais que agora eram seus dentro dela.

    Símbolo da t-shirt:



    Ainda tinha algum tempinho e tratou de comer o lanche que Rafaelle havia deixado para ela enquanto pegava o número de uma central de táxi na internet. Tinha visto muitos no caminho do hospital até o apartamento e apesar de ter vindo do futuro, sabia que no passado aquele era um meio de transporte bastante utilizado pelas pessoas. Ligou e pediu um táxi e quase se enrolou na hora de informar o endereço, mas se lembrou a tempo dos dados do arquivo da hospedeira, e assim, após alguns minutos o táxi chegou e ela, com o auxílio das muletas, se virou e conseguiu se enfiar no veículo, onde informou ao motorista o destino pretendido. Durante o percurso esteve mais calada do que tudo, pois estava observando os caminhos, ao mesmo tempo que acompanhava na tela do celular, através do GPS, a rota que era feita. Finalmente chegaram e após pagar pelo serviço, Hunter começou a se locomover pelo local, bem a tempo de evitar as primeiras gotas de chuva que começavam a cair.

    Quantas pessoas, quantas luzes, vitrines, cores, aquilo chegava a agredir os olhos de quem estava tão acostumada a um estilo quase monocromático de viver. Não foi difícil encontrar o ponto de encontro e logo pôs-se a observar. Como boa soldado sabia que o terreno deve ser avaliado cuidadosamente antes de qualquer ação e só depois que tiver certeza de que tudo estiver sob controle é que se deve avançar. Após sua avaliação minuciosa, um trio que parecia se enquadrar no perfil chamou sua atenção. Eles não estavam no interior da loja, mas sentados em um banco do lado de fora e todos estavam usando algum tom de azul em suas roupas: 2 homens e uma mulher. Resolveu se aproximar, da forma mais discreta que pode, considerando que estava usando muletas e tinha uma perna engessada. Além disso, embora ela não soubesse, uma camiseta com o símbolo da SuperGirl nunca passava despercebido, e assim, após alguns instantes, se aproximou do grupo, com quase plena certeza de que eram quem ela procurava. Sua abordagem foi simples:


    - Hey pessoal, tudo bem? 3133 check in.


    Embora tivesse quase certeza que eram eles, jogava pelo seguro. Se fossem eles, saberiam que aquele era o seu número de Traveler, e assim poderiam identificar-se com seus próprios números, afinal 8452 e 0647 tinham confirmado, mas caso não fossem quem procurava, simplesmente não entenderiam a frase a seguir ao cumprimento, e ela logo perceberia e sairia dali como se fosse uma doida qualquer, mas sem ter entregado informações de relevância para desconhecidos.

    “Por que quem marcou o encontro não definiu uma password de encontro? Se eu não tivesse quase morrido, teria organizado as coisas como deviam ser...”

    O pensamento cruza sua mente enquanto aguardava pela reação dos presentes.
    Exalted
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 484
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Exalted em Qui Ago 10, 2017 9:14 am


    Garen mal percebe a aproximação da mulher, que "aparece do nada" e se identifica como a soldado, ela não se parece muito com aquela da reunião, e não é só o corpo diferente, a mulher está mais despojada, não parece muito um soldado da zona zero, ele pensa consigo que precisa se adaptar àquele ano, os outros parecem "naturais" ao menos pelo que já viu, nesse curto tempo.


    - Olá Hunter, sou o 8452, e eles dois são os substitutos, Victoria, a historiadora e Luke, o engenheiro, ainda estamos aguardando o nosso estrategista.


    Ele repara no gesso e tenta fazer uma piada sobre "tough landing", mais uma vez falha miseravelmente, ele não é muito bom com as piadas, então diz meio que limpando a garganta:


    - Acho que já irei começar a trabalhar, precisamos ver essa perna, Luke, vou precisar de algumas ferramentas, não podemos nos dar ao luxo de esperar que o osso se solde sozinho, isso vai demorar muito.
    Fenris Andriel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 50
    Reputação : 4

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Fenris Andriel em Sab Ago 12, 2017 10:10 am


    Sorrio timidamente ao ser repreendido, mas não posso argumentar quanto a isso. Eu realmente fora muito imprudente me revelando assim sem nenhuma reserva, especialmente porque não tinha confirmado ainda se os presentes eram mesmo meus aliados. Bom...Para minha sorte eram e eu havia ganhado apenas uma advertência amigável. Era o suficiente...Bola pra frente.

    - Perdoe-me, farei o possível para minimizar meus descuidos daqui para frente. Acho que ainda estou tentando me acostumar com tudo isso... - Pedi, com sinceridade, enquanto me sentava no banco com os demais.

    Aparentemente a menina havia atualizado Garen do ocorrido, o que minimizava o tanto de explicações que teria de dar. Talvez fosse melhor assim.

    A palavra estrategista saltou nos meus ouvidos e eu me remexi na cadeira inquieto, mas tentei disfarçar, o que não era nada fácil com aquela capa de carne de músculos excessivas, que eu estava ainda tentando reaprender meu espaço pessoal, acostumado a uma área bem menor que a do ex-jogador.

    Fiquei observando a interação a respeito de uma tal batata, que fez meu estômago roncar.

    - Posso? - Pedi, só pegando um pouco se me autorizassem.

    A aproximação da mulher não foi despercebida, especialmente pelo seu gesso. Sua camiseta era azul o que podia significar que não vinha em nossa direção a toa. Sua fala foi o suficiente para confirmar minhas suspeitas e eu sorri convidativamente quando Garen nos apresentou.

    Sua condição me preocupou, mas aparentemente eu não precisava fazê-lo, já que nosso médico já tinha  um plano de ação, minhas reservas vinham quanto a tecnologia da época atual.

    - Só me dizer o que precisa e eu tentarei fabricar...Com uma pequena ajuda de nossa historiadora para saber o que tenho disponível as mãos, é claro. - Falei sorrindo como de costume. Soldar ossos...Seria uma maneira bem eficiente para tratar fraturas...Quem sabe um dia eu crie algo semelhante?

    Então estávamos quase todos reunido só faltando Arthur...Porque ele estava demorando tanto? Estava esperando algum tipo de deixa para fazer uma entrada triunfal esquisita? Porque se fosse, ele já havia perdido completamente a deixa e agora só ia sobrar uma bela bronca por ser o último a aparecer...
    mimacarfer
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 227
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por mimacarfer em Qua Ago 16, 2017 2:17 pm

    PAUL RUGENBERG, LUKE SUMMERS E ISADORA MARTINEZ



    LOS ANGELES, 14 DE SETEMBRO DE 2017 - 06:05 PM

    Victoria parece ignorar as perguntas de Garen. Sabia que ele provavelmente tinha muitas dúvidas sobre o que acontecera na Zona Zero após a sua partida, mas teriam tempo de esclarecê-las posteriormente. A chegada de Luke e dos demais integrantes da equipe agora era o mais importante...

    A jovem parecia realmente se divertir com as confusões geradas pelas apresentações com diversos nomes naquele momento e chegou a rir da situação ao ver o médico novamente se enrolar com a situação, pedindo desculpa logo em seguida. Ela só parece mesmo se calar com a aproximação do médico no banco, quando este dá espaço para Chris se sentar com eles, deixando-a um pouco vermelha por alguns segundos. Em seguida, ao perceber que o médico também fica sem graça e começa a falar enquanto tenta disfarçar para que ela e Luke não percebam nada, ela só consente com a cabeça, concordando que deveriam esperar os outros para começarem a reunião enquanto era ignorada e concordava em dar mais batatas para ele e para Luke:

    - Fiquem à vontade. As comidas desse tempo são maravilhosas! Embora nem um pouco saudáveis...

    Victoria passou alguns segundos falando sobre como as pessoas naquele tempo eram obesas, como usavam uma coisa chamada agrotóxico para matar insetos que atacavam as plantações (problema que não tinham na Zona Zero) e como não tinham o costume de sentar e desfrutar de uma boa refeição como costumavam fazer nos refeitórios da antiga base. Porém, se calou ao perceber uma mulher usando muletas e vestindo uma blusa azul se aproximando do grupo. Era Hunter. Tinha uma perna engessada e alguns arranhões leves, mas estava viva também. Pelo jeito era a que mais se machucara na transferência... apesar de que ainda não haviam visto o líder da equipe. O médico toma a frente, apresentando os presentes e, em seguida, começa a articular o que viria a ser a primeira missão deles juntos: se adequar àquele tempo. Victoria sorriu ao ver a situação. Apesar dos temores de seu tio, sua equipe começava a dar os primeiros sinais de que conseguiria se enturmar.

    - Então, sobre isso, eu já tenho um lugar para nos encontrarmos. Acredito que podemos começar a trabalhar amanhã. E já vou começar a providenciar nossos recursos também... Aliás, falando nisso, vocês trouxeram os celulares de vocês? Vamos precisar deles para nos comunicarmos.
    Dwight Memphis
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 148
    Reputação : 15
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Dwight Memphis em Qui Ago 17, 2017 10:33 pm


    Faltava ainda 12 minutos pro encontro quando chego no shopping, mas o lugar parece que é mais cheio do que eu imaginei, achar uma vaga não foi fácil, fiquei rodando por aquele lugar por alguns minutos até achar uma vaga pra estacionar e mesmo assim era longe da entrada.

    Após estacionar, saio do carro e me dirijo para a entrada do shopping, um grande fluxo de pessoas entrava e saia de lá constantemente, ainda era difícil me acostumar com ver tantas pessoas ao mesmo tempo além do fato de que eles não tinham as feições tristes que era tão comum na Zona Zero, neste shopping era bem comum ver sorrisos alheios, um casal andava de mãos dadas, do outro lado um pai carregava a filha nos ombros enquanto ela tomava um sorvete de casquinha, o clima emocional em 2017 era bem mais leve.

    Enquanto procuro a tal farmácia vejo um tão conhecido McDonald's, li bastante sobre ele e sempre estive curioso pra saber o seu sabor, aproveito que está sem fila e peço pra atendente 2 Big Macs com fritas e uma coca, além de uma garrafa de água, minha boca estava seca, não bebi nada desde que cheguei. Bebo metade da garrafa, a tampo e coloco-a no bolso canguru da blusa. Embora eu não tivesse fila pra comprar demorou um bom tempo até eu retirar o pedido, já estava atrasado então pego a bolsa de papel com meu lanche e saio andando pelo shopping enquanto tomava o refrigerante.

    Não foi difícil encontrar 4 pessoas vestidas de azul reunidas na frente da farmácia, fora que uma estava de muletas e outro de tipóia, obviamente a chegada deles não tinha sido mais leve que a minha.

    – Vocês não são daqui né? - pergunto me aproximando do grupo, após uma pausa para ver se isso faz sentido pra eles eu continuo - espero que a viagem tenha sido é... agradável.

    Os meus óculos escorregaram para a ponta do nariz, levanto a mão que está segurando a saco com o lanche e os coloco no lugar, dou um meio sorriso e volto a puxar o líquido em meu copo pelo canudo.
    Exalted
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 484
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Exalted em Sex Ago 18, 2017 9:14 am


    Luke escreveu:- Só me dizer o que precisa e eu tentarei fabricar...Com uma pequena ajuda de nossa historiadora para saber o que tenho disponível as mãos, é claro.


    - Vamos começar devagar, nada muito extravagante, só um bisturi a laser e “Bone Bond” o suficiente pra perna, talvez uns 5 a 10 ml, acredito que seja fácil conseguir os materiais.


    Victoria escreveu:- Então, sobre isso, eu já tenho um lugar para nos encontrarmos. Acredito que podemos começar a trabalhar amanhã. E já vou começar a providenciar nossos recursos também... Aliás, falando nisso, vocês trouxeram os celulares de vocês? Vamos precisar deles para nos comunicarmos.


    Tiro meu celular do bolso e ligo, tento uma ou duas combinações de senha sem muita esperança de conseguir qualquer resultado, ainda bem tem temos uma especialista nesse tipo de coisa.

    - Que bom que perguntou, eu já estava esquecendo disso, esse celular aqui tem uma proteção que ainda não consegui tirar, você entende disso?

    Passo o celular pra Victoria na esperança de não precisar me aventurar em outra missão pra descobrir onde vendem essas coisas e qual eu deveria comprar.


    Elliot escreveu:- Vocês não são daqui né? Espero que a viagem tenha sido é... agradável.


    - Arthur? - aguardo a resposta positiva e então - Nem um pouco agradável, um carro descontrolado não é uma coisa bonita de se ver, principalmente quando você está dentro dele. Mas ao menos estamos todos aqui, felizmente as consequências foram mínimas, e posso resolver em algumas horas, com o equipamento adequado.

    Termino a frase olhando pra o Luke e depois pra Victoria, por fim apresento o estrategista aos demais e vice-versa, então me dirijo à Victoria.

    - Você disse que já conseguiu um lugar, e agora já estamos todos aqui, podemos dar o próximo passo.
    Conteúdo patrocinado


    Re: [ON GAME] Capítulo I: Adaptações

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Ago 20, 2017 2:17 pm