Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Compartilhe
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1510
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Sex Set 15, 2017 9:39 pm

    - Eu vou, seu Cid, vou com o senhor. Seu o capitão vai nos receber, quero estar presente. Vamos!

    A moça logo se animou em ir conversar com Harlock e Cid, era de extrema importância. Viu também que preparariam o funeral da moça e Anemona vez uma reverência em respeito à falecida.
    spectro
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2491
    Reputação : 39

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Ter Set 26, 2017 10:49 am

    Keldar


    Gama e Keldar adentram nos aposentos do Shaman, ele fecha a porta atrás do arqueiro, o quarto do Shaman já havia sido mudado pela ser bestial, janelas com cortinas mantendo a escuridão, um cheiro forte de produtos químicos e incenso.

    O grande baú do Shaman estava no canto do quarto, parecia que ele tinha mesmo uma grande bagagem, ninguém trouxe mais coisas para o navio do que ele.

    Gama foi até um armário, abriu a porta e de lá tirou uma gaiola com um rato dentro.

    - Eu preciso apenas de você, não sabia qual seria a reação do jovem que tinha uma relação com a garota, eu preciso invocar o espírito dela, e então perguntaremos o que aconteceu, mas preciso ser rápido pois se não perderemos ela para sempre.

    A feição do Shaman demonstrou preocupação.

    - Pode ser que o espírito fique violento ou confuso com a invocação, pois teve uma morte violenta, então peço que tome cuidado e fique de prontidão, se algo der errado temos de estar preparados.

    Gama pegou um recipiente com um pó vermelho, ele deu a gaiola com o animal asqueroso para Keldar segurar, depois fez um círculo no chão com o pó, ele ia desenhando o que o arqueiro depois identificou como sendo um portal de invocação, um circulo com uma estrela dentro.


    Gama pegou outros incensos e ascendeu em volta do círculo, e depois pegou a gaiola de Keldar, retirou o bicho de dentro dela, ficou no meio do circulo.

    - Não deve entrar aqui de jeito nenhum, o objetivo é apenas invocar o espírito da jovem e então perguntá-la quem foi o autor de seu assassinato, fazendo isso podemos tomar providências, estaremos na frente dos outros no caso, só pedi que viesse, pois queria que alguém testemunhasse minhas palavras e que elas se tornem verídicas mediante seu depoimento.

    Gama esperou sinal verde do arqueiro, pois se saísse algo errado os dois teriam de contornar a situação. O rato continuava nas mãos do Shaman, o bicho se debatia, mas as garras firmes de Gama não o deixavam escapar.

    Keldar notou em alguns frascos em suportes na parede aranhas, algumas vivas até, existiam várias espécies diferentes, agora ele sabia do porque Gama não queria que Annie entrasse neste quarto, ele tem várias coisas estranhas, parecia um quarto de horrores.

    Anêmona

    Depois de alguns minutos, Harlock e os demais chegam a sua sala, Sheila começa falando:

    - Então Capitão Responda! O que é aquela coisa lá embaixo?

    Harlock suspira com todos os acontecimentos ainda tinha aquilo pra resolver.

    - Aquilo é algo que você não devia xeretar, por um motivo ela foi guardada num compartimento secreto, se tivesse ficad em seu canto ela não teria despertado, recebemos aquela mercadoria antes de vocês entrarem no Navio, e devíamos despertá-la somente num determinado momento.

    - Quer dizer que ia soltar aquilo pra nos matar é?

    - Não seja dramatica! Aquilo estava dormindo um sono profundo, felizmente como você havia falado lá nos corredores, pedi que Bravo e Etrigann tomassem conta do ser, pode estar pensando também que ele poderia ter matado a menina, mas não, aquele ser estava dormindo, não haveria esta opção.

    Sheila ficou com as bochechas inchadas de ira, como uma criança que foi ignorada de alguma maneira.

    Harlock olhou para Cid:

    - O que quer aqui Cid, você tem uma tarefa no Navio não?!

    Cid se assustou e ficou com o corpo ereto:

    - Des... Desculpe senhor é que queria de alguma forma ajudar e...

    - O que ocorreu não é problema seu, agora é problema dela e dela...

    Harlock apontou para Anêmona e Sheila.

    Cid insistiu:

    - Mesmo assim Senhor gostaria de saber, o que o senhor viu no quarto, o que notou?

    O Capitão respirou profundamente, depois pegou uma garrafa que estava acima de sua mesa, havia um copo do lado ele despejou o líquido que veio acompanhado de um cheiro forte de Álcool, ele se pronunciou então antes de beber.

    - Um pequeno corte, no pescoço, feito por uma arma pequena e fina, mais ou menos do tamanho de uma faca ou adaga, ela sangrou até morrer, provavelmente estava dormindo quando foi alvejada, suas mãos não contém sangue, de alguma forma ela fora imobilizada para não reagir, não vi sinais de luxações no corpo, apenas aquele corte, digo perfuração no pescoço.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 705
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Exalted em Qua Set 27, 2017 2:24 pm

    Ao entrar no quarto, Keldar põe o braço sobre o rosto, tampando o nariz, mesmo que os quartos fossem parecidos, aquilo ali era bem diferente, não há dúvidas que o shaman o tornara muito menos convidativo a qualquer pessoa, em sua mente o arqueiro considerava a possibilidade de uma armadilha, mas quando deixou o corredor, haviam muitas testemunhas, e Gama não seria idiota de tentar algo agora, ele não estava preocupado com isso, e sim com o que já imaginava iria ser feito, será que a criatura a sua frente iria conjurar espíritos ali? Sua mente fervilhava com as possibilidades.

    O lugar estava abarrotado, como ele conseguia achar um lugar pra sequer dormir ali, no meio de tanta quinquilharia?

    - Ei, Gama, como pretende carregar tudo isso quando chegarmos no labirinto? Não me parece muito portátil.

    Ele não era próximo ou tinha liberdade para se meter na vida do shaman, mas estava um pouco nervoso ali, queria qualquer coisa pra distrair sua mente daquele ambiente carregado.

    Gama escreveu:- Eu preciso apenas de você, não sabia qual seria a reação do jovem que tinha uma relação com a garota, eu preciso invocar o espírito dela, e então perguntaremos o que aconteceu, mas preciso ser rápido pois se não perderemos ela para sempre.
    .
    O que Keldar havia pensado iria mesmo acontecer, ele estava prestes a invocar o espírito da morta, um arrepio correu a espinha do arqueiro, que tipo de magia era aquela, e, estariam eles em segurança durante a invocação?

    - Você tem certeza do que está fazendo? Isso… não é perigoso?

    Gama escreveu:- Pode ser que o espírito fique violento ou confuso com a invocação, pois teve uma morte violenta, então peço que tome cuidado e fique de prontidão, se algo der errado temos de estar preparados.

    - Então é mesmo perigoso!

    O arqueiro deu um passo para trás, não sabia ao certo como tudo aconteceria, e nem como se defender quando o momento chegasse, era o espírito de alguém que já morreu, o que ele poderia fazer? Já viu invocadores antes, mas nunca de mortos, aquilo não soava “natural”. O homem lhe entregou a gaiola com o animal, ele a segurou com uma só mão, o mantendo longe do corpo.

    Gama escreveu:- Não deve entrar aqui de jeito nenhum, o objetivo é apenas invocar o espírito da jovem e então perguntá-la quem foi o autor de seu assassinato, fazendo isso podemos tomar providências, estaremos na frente dos outros no caso, só pedi que viesse, pois queria que alguém testemunhasse minhas palavras e que elas se tornem verídicas mediante seu depoimento.

    - Eu entendi cara, faça o que tem que fazer.

    Keldar falou, meio que automaticamente, seus olhos corriam o quarto, vendo as bizarrices espalhadas por lá, enquanto as sombras serpenteavam, tornando o lugar ainda mais sinistro, ele só queria que aquilo acabasse logo, que obtivessem respostas e pudesse sair dali.
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1510
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Qui Set 28, 2017 10:45 am

    Enquanto Harlock conversava com Sheila, a pequena Anemona observava, parada ao lado de Cid, o desenrolar da conversa entre os dois. Como estava um pouco alheia às coisas que aconteciam no navio, ela perguntou baixinho para Cid, aproximando-se do ouvido dele.

    - Sobre o que eles estão falando? Que coisa é essa de que a moça se referiu?

    Logo o capitão volta sua atenção aos dois, indicando que o problema do assassinato envolvia Anemona e Sheila, de fato, já que ambas eram competidoras.

    - S... sim senhor - respondeu com educação, apesar de ter levado um susto, assim como Cid. Depois olhou para Sheila.

    Ouviu as palavras de Harlock e ficou intrigada. Será que a limpa já estava começando antes mesmo do labirinto?

    - Mas foi corte ou perfuração? O senhor mencionou os dois termos - disse com cautela, pois o capitão já estava com a cabeça muito quente e cheia de preocupação - seu Cid, e se a pessoa que invadiu meu quarto não estivesse atrás de algo meu e sim de mim? Será que o assassino está querendo matar todos nós? Ai que horror... moça - virou-se para Sheila, mesmo que a achasse estranha - alguém tentou algo contra você?

    Anemona trazia uma genuína expressão de preocupação e medo. Ela só estava ali para salvar os pais e não por ganância, aquilo não era justo com ela.

    - Seria muito mais fácil se eu só contratasse alguém para invadir o cativeiro dos meus pais e resgata-los do que participar dessa maluquice de labirinto por causa de dinheiro, com as pessoas tentando matar umas às outras nessa loucura. Isso não é justo!

    A menina desabafou, um pouco descontrolada, e saiu chorando da cabine, correndo. Buscou um lugar para se esconder e se acalmar, mas naquele lugar bizarro, ela só sabia de um lugar sem olhos xeretas sobre ela: a sala de máquinas, já que nem seu quarto parecia seguro agora. Buscou qualquer espacinho onde pudesse se esconder.
    spectro
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2491
    Reputação : 39

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Sab Out 07, 2017 11:49 am

    Keldar



    Então Gama começou, infelizmente o bichinho em suas mãos não sobreviveu ao golpe que o Shaman aplicou, o sangue jorrou adentro do círculo, Gama pronunciou palavras estranhas ao arqueiro, uma energia de cor vermelha envolveu o invocador, uma espécie de aura, ao soltar o rato, o animal não caiu e sim flutuou no ar envolto por energia mística.

    Uma esfera de luz envolveu o rato, Gama possuía as duas mãos abertas controlando a esfera de luz com o rato, seus olhos perderam a cor, ficando totalmente brancos, sons guturais e fantasmagóricos envolveram o quarto, e fantasmas em formato de névoa começaram a aparecer e por um momento Keldar teve a impressão de ter alucinações, um portal estava a sua frente.


    O quarto começara a tremer, alguns potes na parede em suportes ameaçaram cair, as aranhas sairiam se isto acontecesse, Gama fora jogado longe por alguma força repulsora, e um poço no meio do círculo se fez, de lá começava a aparecer algo.

    Gama que havia recebido o impacto acabou se levantando devagar, seus olhos voltavam ao normal, mas sua feição era sombria:

    - Droga!!! Com que essa menina se meteu em vida... Maldição, não imaginei isto de jeito nenhum...

    Ele olhou para Keldar com um semblante de que havia falhado na sua missão:

    - Desculpe Keldar acabei invocando um dos chefes do sub-mundo, acho que a alma da garota pertencia a ele, acabei invocando a Nergal...

    A imagem do ser já aprecia no meio do círculo, vinda do poço que se formou...


    Testes:
    Faça um teste de concentração com bônus será de 41% caso tire 41 OU MENOS será bem sucedido... Pode postar não importa o resultado...

    ____________________________________________________________

    Anêmona

    Cid ia segurar a menina, infelizmente não houvera tempo para responder suas indagações, mesmo porque Cid sabia que algumas coisas no navio não poderiam ser compartilhadas com os competidores, mas mesmo assim sabendo que eram apenas passageiros ali, era difícil não se envolver com as pessoas, afinal eram pessoas ali.

    Anêmona correu até a sala das máquinas, o que ela não sabia é que por obra do acaso ou destino, chame como quiser, algo já estava em sua espera, um desejo forte em seu coração que a levaria a algo, o desejo de salvar seus pais estava em seu profundo âmago de desejos e algo ainda não a abandonaria, a tatuagem dos porungas novamente brilhou, e a máquina de caveira abriu sua boca, havia algo brilhando lá dentro...

    A tatuagem em sua mão apagara mais uma vez, restando apenas uma pequena e ínfima parte do desenho, já não era mais possível identificar como uma lâmpada, ou seja, talvez para bons olhos ainda daria para ver.

    Tatuagem


    O que estava dentro da máquina de caveira ainda brilhava em ressonância com a tatuagem Porunga... As lágrimas da jovem talvez tenham despertado mais uma vez o poder ancestral, de alguma forma parecia que a tatuagem havia ajudado a garota, mas do lado de fora uma pessoa viu que Anêmona entrou na sala das máquinas, a menina não percebeu quem era devido a sua tristeza, mas alguém a observava com tremendo interesse.
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1510
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Dom Out 08, 2017 6:24 pm


    Ao entrar na sala de máquinas, Anemona se acalma e seca suas lágrimas, nesse processo ela repara que sua tatuagem esvanecia mais um pouco, perdendo sua forma, como tinha acontecido antes. Agora só um pedaço do desenho era visível. Olhou por alguns segundo para seu braço até que um brilho saía da boca da grande caveira que Cid tanto adorava roubou sua atenção. A menina caminhou até ela e esticou a mão para o objeto brilhante, após se certificar que não oferecia perigo.

    - Mas... o que... - seu olhinho violeta cintilando junto com o objeto.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 705
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Exalted em Qua Out 18, 2017 9:00 am

    Keldar não conseguia ficar focado no shaman, tinh muita coisa acontecendo por ali, ele nunca lidou com magia, e magia negra, era ainda pior, o arqueiro virou o rosto quando o pequeno animal foi morto, ele não era sentimental, mas animais eram seu fraco, e aquele ali nada tinha feito para merecer tal destino.

    Quando a magia começa a permear o ambiente, tudo fica ainda mais sinistro, a luz vermelha, os sons, a fumaça, e, as... caveiras que se formam em pleno ar!? Keldar pensava em que tinha se metido, agora era tarde demais pra simplesmente virar as costas e ir embora, ele vê então um portal se abrir, e pensa que finalmente a garota vai aparecer, sim, isso já deve estar perto de acabar.

    O shaman então é jogado longe por uma onda de energia, será que isso está certo? Ele não sabe como essas coisas funcionam, mas isso não parece muito normal, ou Gama viveria cheio de hematomas...

    Gama escreveu:- Droga!!! Com que essa menina se meteu em vida... Maldição, não imaginei isto de jeito nenhum...
    - Desculpe Keldar acabei invocando um dos chefes do sub-mundo, acho que a alma da garota pertencia a ele, acabei invocando a Nergal...

    - O que!?! Mas do qu-

    A criatura saindo do portal deixa o arqueiro sem fala, sem dúvida é um ser poderoso, ele não estava preparado para isso, não esperava uma luta agora, só... respostas... Mas isso não importa mais, ele irá novamente colocar suas habilidade à prova, Keldar saca seu arco e se prepara, talvez o monstro não ataque imediatamente, mas não custa se preparar.
    spectro
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2491
    Reputação : 39

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Dom Out 22, 2017 3:28 pm

    Keldar


    Diante do ser Keldar se prontificou em armar seu arco e apontar para a criatura da escuridão, a ponta da flecha cintilou, mas vacilou a tremer, a presença do ser não deixava o arqueiro confortável, (Falha no teste de concentração), por um momento os dedos de Keldar quase soltaram a flecha, caso ocorresse ele iria disparar sem querer.

    Gama se posicionou de modo a Nergal olhar para ele, então falou com o ser demoníaco a sua frente:

    - Senhor das trevas, sinto tê-lo invocado desta maneira, mas precisava de um espírito que talvez esteja em seus domínios, trata-se apenas de uma pergunta nada mais, por favor nos dê passagem para esta alma...

    Gama engoliu em seco, os olhos de Keldar por alguma razão embaçavam, ele não conseguia enxergar a forma do mostro a sua frente, muitos cheiros diferentes estavam no quarto, e ainda havia pequenas névoas, ou fantasmas em forma de cabeira rondando o quarto, talvez ali nem fosse mais o quarto, Keldar não tinha mais certeza.

    - Shaman, você invoca a mim do mundo da escuridão por causa de uma coisa pífia, minha vontade agora é de devorar vocês dois, tenho várias formas de tortura que podem fazer vocês se suicidarem aqui mesmo...

    - Por favor Senhor, nós apenas queremos...

    - SILÊNCIO!!!!! Vou me ater a seu desejo apenas por caridade Hahahahaha!!! Mas é claro que me dará algo em troca,
    vocês querem a alma da meretriz não é mesmo? Pois bem quero algo de valor em troca, você sabe que bens materiais não podem ser de utilidade em meu reino por tanto vou querer algo mais especial.


    Gama olhou para Keldar, com certeza o que Nergal iria pedir era algo difícil de se obter, talvez a alma de um dos dois, ou pior, poderia ser dos dois, e se Gama tivesse chamado Keldar apenas para oferecer a vida dele em troca do pedido realizado, os seres da escuridão eram traiçoeiros, e Gama poderia ser tão traiçoeiro quanto. Um desconforto cruel dominou a Keldar que era mirado pelos olhos famintos de Gama.

    - Vocês estão indo em direção ao labirinto infernal, quero todos os tesouros que conseguirem por lá, tesouros de valor místico digo, e terão de dedicar uma busca a um tesouro em especial para mim, que falarei quando estiverem lá, então o que me dizem?

    Diante de tal permuta Gama respirou aliviado:

    - Por mim está feito, traga a alma da menina...

    - Devagar Shaman, seu aliado ainda não aceitou... E então arqueiro?

    Teste:
    Faça um novo teste mas agora é secreto... com o D100.

    _____________________________________________________________________________



    Gil Valentine

    Valentine examina a garota morta, ele começa a vasculhar e observar as coisas no quarto, nada fora do comum, embora não conhecia a garota podia ver que não carregava nada de valor, ou seja, nada lhe fora roubado, ela havia sido morta em uma covardia obcena.
    O ferimento no pescoço era pequeno, ferimento por uma faca ou adaga, objeto cortante e perfurante.

    Mas havia algo de baixo da cama, uma carta, uma carta estranha, algumas palavras estavam gravadas nela, Valentine também notou que a janelas estavam abertas escancaradas, uma brisa forte vinda do mar balançava as cortinas.

    Muito sangue no lençol, a menina sangrou até morrer, sem se debater, sem oferecer resistência ou lutar, pelo menos é o que parecia.

    Carta:


    Teste:
    Conhecimentos gerais aplicando na carta para saber alguma informação sobre ela. role o D100. Desculpe Luigie eu podia jurar que tinha feito sua parte afffs bem continuemos...

    _____________________________________________________________________________________

    Anêmona

    O objeto que a menina pegou em mãos tinha ainda uma marca de sangue.

    Adaga:


    Era uma adaga bonita, feita sob encomenda, com traços fortes e bonitos, um trabalho artesanal de alta qualidade, a garota analisou o instrumento, depois ela ouviu passos, daí viu uma pessoa que estava se dirigindo até ela, era um ser mascarado, o ser estendeu a mão entregando-a uma folha de papel, acompanhado de outra folha em baixo dela.

    Duas folhas de papel, uma desbotada e antiga, com palavras antigas escritas nela, talvez uma sifra musical pelo estilo, a outra um folha mais recente com letras mais legíveis e que eram mais fáceis de ler.

    Anêmona entendeu que eram uma canção, e a outra folha sua tradução, o ser mascarado era mais um competidor, ele havia chegado antes do ataque dos monstros marinhos, mas não disse nenhuma palavra a ela, era um ser misterioso, ele havia chego por um portal mágico enquanto o navio estava em alto mar. O homem virou as costas e se foi da sala de máquinas a passos lentos... Neste momento a caixinha de música nos pertences de Anêmona novamente tocou sua melodia...


    Melodia:


    Folha de Papel desbotada - Cifra musical:

    ξ Σ   Ћ ώ µ §   Џ µ Г ώ   ξ   Ћ д Щ Г ή Σ ξ   Њ ξ   φ ώ Г
    ψ µ ώ   § ώ Л д Щ   д §   ώ § ¶ φ ώ Љ д §   § µ д §   ώ µ   § ώ Г
    § ώ µ   Ћ д Щ Г ή Σ д φ   Њ ώ   д φ Ћ ξ   Г φ Г §   ώ ή Ж Г Щ  
    § ώ µ §   ξ Љ Σ ξ §   Φ φ Г Љ Σ д Щ   ψ µ д Љ   Ж Љ ξ φ   Њ ώ   Л д § Щ Г Щ
    ¥ Г ¥ д   ή ξ    Ћ ώ µ    ξ µ    ή ξ   Щ д φ   ¥ Г ¥ д   ή д §   ή µ ¥ ώ ή §   § ώ Щ   Ξ д φ
    ¥ Г ¥ д   ή ξ   д φ   ¥ Г ¥ д   ή д §   Щ д¶ д §   § ώ Щ   Ж Г Щ   ώ   Φ φ Г Љ ώ   Г ή ¶ ώ ή § ξ   Ξ φ д   Щ Г Щ
    φ ώ Г   § д Љ ¥ ώ   д §   Ћ φ Г д ή Ћ Г ή Σ д φ   Њ ξ   Ж Г Щ   ώ   д § § Г Щ   ώ   д   Φ д φ φ ώ Г φ д   ψ µ ώ   Ж ξ φ Л д φ   § ώ φ д   § ώ д   Ξ φ ξ ¶ ώ Ћ д ξ  

    Folha de Papel normal - Tradução:


    Night Réquiem - A canção de Belenus... Título Réquiem ao Rei das fadas.

    Introdução musical... (Iniciar canção na flauta)
    Oh céus guiem o caminho do Rei...
    Que sejam as estrelas suas, eu sei...
    Seu caminhar de arco íris, enfim...
    Seus olhos brilham qual flor de Jasmin...
    Interlúdio Musical... (Iniciar canção na flauta)
    Oh! céus guiem o caminho do Rei...
    Que sejam as estrelas suas, eu sei...
    Seu caminhar de arco íris, enfim...
    Seus olhos brilham qual flor de Jasmim...
    Viva no céu ou no mar, viva nas nuvens sem par.
    Viva no ar, viva nas matas sem fim, e brilhe intenso, Pra mim...
    Rei salve as criancinhas do fim, e assim, e a barreira que forjar será sua proteção...

    Ser das trevas e sua máscara - Que entregou as cifras:




    ESTE ERA O PERSONAGEM DO JEZREEL MAS ELE DESAPARECEU ENTÃO VIROU NPC...
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1510
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Ter Out 24, 2017 11:50 am

    Completamente confusa e admirada com o que via, Anemona esfrega os olhos antes de pegar a adaga brilhante e decorada que estava dentro da máquina-caveira gigante de seu Cid. Seria dele aquele objeto? Algo curioso lhe chamou  a atenção, era sangue na ponta da arma e, como ela não entendia muito de sangue, não saberia dizer se era recente ou não. Algo passou por sua cabeça: aquela poderia ter sido a arma do crime? E se fosse, por que estava ali? Ela pegou o objeto e o guardou na cintura e decidiu levar para o capitão, pois poderia ser a prova que ele buscava. Só se preocupou com o fato de estar na sala de máquinas, será que Cid tinha algo a ver com isso? Não, não, ela confiava nele. Talvez fosse só alguém querendo que livrar do crime e culpar outra pessoa. É, ela faria isso mesmo, levaria o objeto ao capitão e tentaria não dizer onde o encontrou.

    Estava prestes a se virar quando ouviu passos atrás de si e virou-se rapidamente, assustou-se ao ver alguém tão estranho e que ainda não tinha visto caminhando em sua direção. A primeira coisa que passou por sua cabeça foi pegar a adaga e apontar para o ser misterioso, mas ao invés disso, ela apenas o encarou espantada, já que o homem apenas lhe estendeu a mão, entregando duas folhas de papel. A jovem esticou a mão para agarrar as folhas, um pouco temerosa, mas tudo já estava tão estranho mesmo, que ela olhou as folhas, mas não teve tempo de questionar o mascarado, pois ele já tinha se retirado.

    - Mas o que... ah... - eram letras de música, uma em um idioma que ela não conhecia, num papel muito velho e a outra parecia uma tradução com algumas informações musicais - rei das fadas? O que será isso? - se lembrou do elfo tarado que tentou várias vezes se aproximar dela com a desculpa de ter interesse em uma folha que tinha desaparecido. Mas por que estava com ela agora? Subitamente, para deixar a coisa mais confusa ainda, sua caixinha de música começou a tocar e Anemona levou um susto. Ela pôs a mochila no chão e abriu para pegar o objeto e vê-lo tocando, mas lembrou-se que tinha coisas para fazer e guardou as folhas dentro da caixa, torcendo para que ela parasse de tocar e seguiu para a cabine do capitão e esperaria encontrar Cid no caminho, afinal, tudo aconteceu na sala de máquinas. Enquanto caminhava, a música e a letra não saíam dos pensamentos da jovem, de alguma forma aquilo mexia com ela, só não sabia explicar como.

    Ela caminhou pelo navio e assim que avistou o loiro, o puxou pelo braço para um lugar onde não pudessem ser vistos e ouvidos.

    - Vem comigo, seu Cid, tenho coisas para te falar e quero me ajude - assim que estavam a sós e em segurança, ela começa a explicar - seu Cid, eu... eu achei isso na caveira gigante... olha... tem sangue... o senhor acha que pode ser a arma do crime? Esse sangue é fresco? Acho que tenho que levar isso para o capitão... ele deve saber, né? - ela mostra a adaga e continua, muito pensativa - e também aconteceu outra coisa estranha comigo... um homem mascarado e mudo me entregou umas folhas com uma música e do nada minha caixinha de música começou a tocar. O que o senhor acha? Quem é esse homem? Eu estou assustada, seu Cid. Por sorte ele não foi agressivo nem nada... - ela coçou a cabeça e encarou o mecânico.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 705
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Exalted em Qua Out 25, 2017 9:21 am

    Gama fala com o monstro considerando-o um superior, e isto faz com que Keldar abaixe seu arco, pode não ser necessária uma luta, o shaman deve saber o que está fazendo… Mas que droga, eu não entendo nada dessas coisas, o que estou fazendo aqui? pensava enquanto abaixava seu arco diminuindo a tensão um pouco. O suor escorria por suas têmporas enquanto ele tentava manter os olhos fixos em Nergal, por algum motivo isso era difícil de fazer, como se ele sempre estivesse em um ponto cego à visão do arqueiro.

    A conversa se desenrola enquanto Keldar permanece imóvel, tentando não interferir, ou talvez nem ser notado, só quer ver tudo isso acabar. Magia, porque foi se meter com isso? Tudo estava indo bem até concordar em seguir o shaman e se envolver com magia negra, agora Nergal falava sobre um pagamento pela alma da Charlotte, ao que ele se referia? Com certeza não se contentaria com pouca coisa, Gama olhava para Keldar de forma suspeita e isso só aumentava sua incerteza quanto ao que iria acontecer agora, ele esperava Nergal dizer o que queria, antecipando o nervosismo antes mesmo das palavras serem ditas.

    As palavras são ditas, e Keldar finalmente expira, ligeiramente decepcionado com o pedido, que é imediatamente aceito por Gama, ele então faz um sinal sacudindo a mão para cima e para baixo.

    - Tudo bem, traga a menina, não estou aqui por tesouros, pode ficar com eles… Mas, se quer mais tesouros, seria sábio da sua parte nos dar (ahem, emprestar) bons equipamentos para conseguirmos mais coisas por lá, o que acha?
    spectro
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2491
    Reputação : 39

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Sex Out 27, 2017 1:58 pm

    Anêmona

    Cid olha a menina assustado quando ela lhe mostra a adaga, ele conhecia aquela arma muito bem, ele ficou branco, pois não podia acreditar no que via, por algum instante pensou que Anêmona poderia estar mentindo, mas e o sangue? Mil pensamentos passaram por sua cabeça, e ele divagou nem escutando a parte que a menina falava da caixinha de música, seus ouvidos apenas captavam sinais do som sem ele conseguir interpretar, sua boca ficará aberta sem dizer uma palavra... Depois de receber uns cutucões da menina ele voltou a si...

    Anêmona escreveu:Seu Cid... Seu Cid... Seu Cid!!!! SEU CID!!!!

    - On.. Onde? Você… Onde você achou isso? Anêmona, você só pode ta brincando né? Essa adaga é... Essa adaga é da Annie, é a arma inseparável dela... Não pode ter sido ela, ela é uma pessoa dura sim, mas não assassina, não beste ponto, não desta forma, Anêmona você tem certeza de que...?

    Cid estava perplexo sem saber o que dizer...


    ________________________________________________________________________________________

    Keldar


    - Hahehe!!! Vejo que o Arqueiro é muito inteligente ou tremendamente sem noção das coisas, esta prestes a realizar um trato com um ser das trevas, vem a mim também em busca de poder... Tenho primeiro de saber se você estará apto para receber parte de meus dons, então lhe darei instrumentos necessários para sua peleja, voltaremos a confabular em breve, o Shaman transmitirá minhas ordens, então temos um trato, vou trazer a garota...

    O corpo de Nergal se torna Etéreo e logo desaparece, Gama respira aliviado, e por um momento tudo fica silencioso, Keldar então pode respirar com mais calma, e ficando mais concentrado ele nota algo, do poço saem odores estranhos, de certa forma ele se sentiu inebriado, alguma coisa ali poderia estar enganando seus sentidos.

    Depois uma imagem surgindo do poço aberto no meio do circulo, era uma forma feminina e espiritual, estava nua e parecia charllote. Gama a olhou cominteresse:



    - Alma que vaga nas profundezas, eu invoquei seu nome Charllote para que mostre-nos o que aconteceu em seus dias de vida, você foi assassinada em seu quarto, diga-nos por favor quem foi seu algoz...?

    A garota não respondia...

    - Diga-nos quem foi seu algoz, alma que veio das profundezas do sono eterno, diga o que aconteceu a você...?

    Mais silêncio...

    ...

    ...

    A garota então pronuncia:

    - Duas pessoas invadiram meu quarto, eu não as vi de inicio, mas depois que me golpearam no pescoço eu abri os olhos, já era tarde demais para eu lutar, uma delas me segurava com força, por favor diga a Nathu que me vingue, foram dois, os dois que estão juntos no navio, O príncipe errante e seu fiel seguidor, assassinos!!! Me jogaram neste mundo de dor... haaaaaa!!!!

    -  Tenho de cessar o contato ela está ficando confusa e podemos perder o controle, já sabemos quem devemos acusar, ou pelo menos arranjar provas contra eles...

    Gama iria cessar o contato com o sub-mundo aquilo terminaria já... Fazendo movimentos estranhos Gama foi até o circulo e iria apagar com o pé as linhas que haviam ali.
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1510
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Sex Out 27, 2017 10:44 pm

    Correndo pelo navio, Anemona logo encontrou Cid, revelando assim o que tinha encontrado, a adaga. O rapaz ficou pasmo e a jovem começou a sinalizar para ele, que não a via. Então ela começa a cutuca-lo até ele lhe dar atenção.

    - SEU CID!!! - chamou alto por ele, batendo o pé o no chão, indignada - está me escutando? Hum? Eu acabei de falar... oras... na caveira... estava dentro da caveira! Da caveira da sala de máquinas.

    Ele ainda parecia embasbacado, o que deixava Anemona chateada, pois se sentia um pouco perdida ali.

    - Já disse que não estou brincando. Estava lá... com esse sangue e tudo... - ela arregalou os olhos quando Annie foi mencionada como dona da peça - a senhorita Annie? Ela não me parece uma pessoa má. Ai meus deuses! Será que estão tentando incriminar as pessoas do navio? O senhor pode estar correndo perigo, seu Cid - a jovem demonstrou uma genuína preocupação - e a senhorita Annie também! Ai ai ai seu Cid - ela começa a dar pulinhos nervosos no lugar, numa mistura de medo e preocupação - o que vamos fazer?

    Cid ainda se mostrava incrédulo e Anemona inflou as bochechas, chateada pela desconfiança dele. Ela só queria ajudar e não merecia passar por aquilo.

    - Claro que tenho certeza... a... adaga... estava... na... caveira - disse pausadamente - o senhor não acredita em mim?
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 705
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Exalted em Ter Out 31, 2017 3:59 pm

    Keldar não tinha segundas intenções, e sequer imaginava quais seriam as consequências de fazer tratos com seres das trevas, ele não buscava bens materiais, isso já possuía, tudo o que ele queria era desafiar os mais fortes e vencê-los, para ele mesmo se tornar o mais forte entre todos, obter armas melhores lhe pareceu uma boa opção, mas as palavras de Nergal lhe preocuparam um pouco, mas com o desaparecimento do ser, ele sacode a cabeça, se livrando dos pensamentos.

    A névoa começou a mostrar a imagem de Charlotte, mas na cabeça do arqueiro algo parecia fora do lugar, ele se sentia estranho, como se alguma coisa ali não fosse o que parecia, Gama toma a iniciativa e fala com ela, Keldar aguarda, ainda suspeitando, e quando ela entrega os nomes, ele coça o queixo pensativo.

    Gama escreveu:-  Tenho de cessar o contato ela está ficando confusa e podemos perder o controle, já sabemos quem devemos acusar, ou pelo menos arranjar provas contra eles…

    - Espere Gama! - Keldar o segurou pelo braço antes que desfizesse o círculo - Ainda preciso fazer mais uma pergunta: Charlotte, sou Keldar, me diga, o que estávamos fazendo ontem, antes que você fosse para o quarto?
    spectro
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2491
    Reputação : 39

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Qua Nov 01, 2017 11:25 am

    Anêmona


    Cid então toma alguma providência:

    - Tudo bem!!! Só pode ser isso, alguém tentando nos incriminar, eu acredito em você, eu acho que vou falar diretamente com Hawk Eye, é o único jeito, não acredito que ela tenha feito isso, não mesmo, por isso vou falar diretamente com ela.

    Cid olha para Anêmona desta vez com ternura:

    - Desculpe!! Mas vai ficar tudo bem, só tome cuidado na investigação, quer vir comigo até Hawk Eye? Pelo menos a arma suposta do crime está com você, eu não ousaria em tirá-la de você, embora pertença com certeza a Annie.

    Cid suspirou, esperava que coisa boa não iria sair daquilo, estava preocupado, estavam em alto mar e ainda com um assassino a bordo, esperava que aquilo fosse um assunto isolado.

    ________________________________________________________________________________________

    Keldar


    Gama se vê diante das indagações do arqueiro, ele olha para o espectro da menina em sua frente, Keldar espera a resposta dela:

    - Eu estava... Você é? Quem é vo...? Keldar! Eu e você estávamos... Nós dois estávamos juntos... Haaaa Haaaa eu não sei quem é vocêeeeeeeeeeee Haaaaaaaaaa!!!!

    A garota se altera tudo em volta parecia estremecer, Gama ficou preocupado:

    - Vamos logo Keldar, não podemos manter a garota aqui mais tempo, ela está confusa, se continuarmos o contato ela poderá se desfazer, ou pior nós poderemos sofrer consequências brutais, talvez até danos mentais me solte preciso terminar com isso, já temos o que precisamos, não tem porque fazer estas perguntas, o que tem em mente afinal...?

    Gama força o braço para se livrar de Keldar, a fisionomia era de preocupação a garota havia se desestabilizado, o poço das trevas abaixo dela emitia sons estranhos, algumas caveiras etéreas ainda flutuavam pelo local, Gama queria fechar o buraco e terminar a conexão o mais rápido possível.

    - Me solte!!! Deixe-me terminar, deixe a garota ir e descansar em paz... Tente entender que ela já não pertence mais a este mundo e que suas memórias não são mais as mesmas deixe-a ir...
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1510
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Dom Nov 05, 2017 3:49 pm

    Com os olhos movendo de um lado para outro, a jovem circense apenas observa a reação de Cid, que ficou preocupado e ponderou a colocação da garota. Por fim ela suspira e encara o chão, voltando a erguer o rosto quando ele diz estar tudo bem.

    - Sim, seu Cid - ela soa um pouco desanimada - acredito que seja um complô, só não sei de quem contra quem e por que.

    Ela só voltou a se animar quando ele acreditou nela e a convidou para procurar Hawk Eye.

    - Obrigada por confiar em mim, seu Cid. Vou sim com senhor, claro. Essa arma pode ser uma prova muito importante. Também acho que ela não tem culpa, isso que nem a conheço, mas ela, assim como o senhor, me passaram confiança. Fora que seria a coisa mais fácil tentar culpar alguém da tripulação, já que são os mais distantes da coisa toda, dessa história de labirinto.

    Ela segue com Cid pelo navio atrás da moça e pergunta novamente sobre a parte da caixinha de música.

    - Seu Cid... e quanto a caixinha de música e o homem esquisito? O senhor não me respondeu... aliás... o senhor ouviu o que eu disse? Foi estranho também. E se tiver alguma conexão com o assassinato?

    Ela o puxava e sacudia pela manga da camisa, chegando a lembrar uma criança chata e insistente quando queria algo dos pais, mas ela não fazia por maldade ou para acabar com a paciência do rapaz, apenas tinha curiosidade e preocupação quanto a história.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 705
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Exalted em Ter Nov 07, 2017 3:46 pm

    Keldar ainda não se contenta com o que viu e ouviu, mas os gritos de Charlotte e a fúria de Gama não lhe deixam outra opção, ele solta o braço do homem.

    - Faça o que tem que fazer... Eu só...

    O arqueiro fica em silêncio, deixa que Gama prossiga com seu ritual e quando este termina volta a falar.

    - O que você quis dizer com "as memórias não são mais as mesmas"? Se elas não são confiáveis, como podemos usar isso para ir atrás dos assassinos? Como podemos levar fé em qualquer coisa que aconteceu aqui??
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Nov 19, 2017 6:51 am