Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


Capítulo 1- Unbreakable

Compartilhe
Dwight Memphis
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 127
Data de inscrição : 15/09/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Dwight Memphis em Qui Maio 25, 2017 9:41 pm

– Harvard? - repito surpreso - Ela tinha me falado que tinha passado em medicina, mas não havia dito que era em Harvard.

Sorrio, Kat era uma das poucas garotas que eu realmente já me apaixonei, foi a bastante tempo atrás e nunca levei esse sentimento a sério porque ela é praticamente a minha irmã, acredito que só estava confundindo as emoções.

Teríamos continuado a conversa neste âmbito mais pessoal, mas um médico passa por perto e Peter o chama para perto com o intuito de me apresentar.

Prazer, Doutor - digo sorrindo educadamente e estendendo a mão - Mathew Griffin.

Vejo que o chefe dos enfermeiros o acompanha, puxo da memória o nome pelo qual ele se apresentou alguns minutos atrás, se não me engano começava com "C", Caleb, Chris, Cole ou...

Karl, certo? - pergunto me dirigindo ao rapaz que acompanha o Dr. Webber, estendendo a mão para ele em seguida, agora estávamos em uma situação mais favorável para uma apresentação.

Okley
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 226
Data de inscrição : 04/11/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Okley em Sex Maio 26, 2017 12:46 pm


Karl mantinha a postura séria e sonolenta, estava de poucos amigos, estava de certa forma irritado com tudo que acontecia.

- É que se iludem com a profissão, que tudo uma maravilha.


Acompanhava o até a salina pegando a sacolas que eram entregues a ele. Não gostou do que teria que fazer isso, pegando com má vontade. Estava ali do lado de alguém importante então evitou reclamar, mas pela cara era visível o esforço que estava fazendo em levar aquilo.

- Pode deixar que ponho sim na linha. Se não deixam tudo pra enfermeiros e não fazem nada pelos pacientes.


Deu uma respirada forte como adivinhasse o que aconteceria no futuro, por mais que era somente um palpite sem fundamento. Já estava se preparando para que algum deles fizesse isso.

- É isso mesmo, que bom que lembrou. -
Disse a Matt, tinha a cara de poucos amigos, que estava chateado com o novo residente. Ficou parado esperando para ver se seria entregue o jaleco agora ou teria alguma apresentação maior.
 


Última edição por Okley em Dom Maio 28, 2017 7:16 am, editado 1 vez(es)
Bastet
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 164
Data de inscrição : 09/04/2017

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Bastet em Sab Maio 27, 2017 11:27 am

   
Valentina deixou Maisie responder primeiro, enquanto pegava mais uma taça da bebida light servida pelo garçom, que também ofereceu para Shepherd e a outra residente.  A loira torceu para Maisie pegar uma também, pois a jovem parecia um pouco nervosa, tanto com toda a situação da festa quanto com a situação de estar na frente de um médico bem influente e bonitão.

-Estou com um pouco de frio na barriga! – confessou, dando uma pequena risada, quando o neurocirurgião perguntou se elas estavam animadas para amanhã, o dia que iniciariam na residência.  Ela estava bem nervosa, pra falar a verdade, mas disfarçava um pouquinho melhor que Maisie. Talvez pelos anos que teve de enfrentar olhares indiscretos, por todo canto que ia, e manter a cara de paisagem.

Quando o Dr. S perguntou sobre a especialização, sorriu ao ouvir a de Maisie. Achava bonito quem queria trabalhar com crianças. – Nossa, que legal, Maisie! Crianças são seres tão frágeis, quem se propõe a cuidar delas merece mesmo reconhecimento. Eu pretendo me especializar na cirurgia plástica – disse com convicção, observando os dois escolherem os canapés e bebendo mais um pouco de sua taça.
Larissa Aprill
Tecnocrata
avatar
Tecnocrata

Mensagens : 385
Data de inscrição : 01/01/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Larissa Aprill em Dom Maio 28, 2017 10:01 pm

Shamps

Kali pode perceber que Luka pressionava sua cintura de uma forma firme, em nenhum momento ele hesitou ao se aproximar dela, pois os dois eram conquistadores e sabiam quando o caminho estava livre para eles. Luka sorriu quando ela disse ser uma residente e diz num tom de voz animado.

- Gosto de sua ousadia... mas tudo em seu devido lugar.

Após a leve provocação, a garota faz um convite muito provocativo. O moreno passa a mão pela barba por fazer e olha sorrateiramente para o lado. Alguns metros a frente do casal, estava o Chefe do Hospital e o enfermeiro, que estavam encarregados de darem as boas vindas aos novatos. Então ele sussurra pela ultima vez em seu ouvido.

- Me encontre em frente ao hospital daqui 30 minutos.

Luka se afasta da jovem e caminha em direção ao bar, onde estava sentado algum tempo atrás. Não demorou muito para que uma loira sentasse ao seu lado e começasse a puxar conversa.



¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


Gakky e Persefone

Miranda continuava comendo enquanto as duas falavam, ao seu ver pareciam dois filhotinhos de olhinhos brilhando, achando que o mundo era mil maravilhas. Depois que as duas terminaram sua apresentação a médica pigarreou, ela limpou a boca com o guardanapo, antes de começar a falar.

- Vocês podem achar que a medicina é algo nobre e lindo, mas já vou avisando que não é bem assim. Só os mais fortes vão sobreviver a esse programa de residencia e sabe como eu sei? Porque eu vou tornar a vida de vocês um inferno....Eu quero que vocês sejam as melhores e vou exigir 100% de cada um de vocês.

A médica apontava o dedo para as duas e suas palavras é como um balde de água fria.Não era a toa que a chamavam de nazista. Ela continua comendo os salgadinhos, como se não estivesse destruindo o sonho das pessoas.[/color]

- E sabem o porque eu faço isso? Porque não quero que  vocês são surtem quando um paciente morrer.





¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


Luxi e Bastet

Derek pegou o petisco que Maisie indicou e a agradeceu por isso. Ao ouvir as aptidões das jovem ele sorri gentilmente.

- Áreas realmente interessantes. Temos uma excelente médica pediátrica aqui e  nossa área de cirurgia plástica está em reforma, pois estão trazendo equipamentos mais modernos. Mas logo vocês conhecerão  os médicos responsáveis....

O médico ouve alguém o chamando, então ele cumprimenta as jovens novamente e se retira.



¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤



Okley e Dwight

O chefe concorda com a cabeça quando Karl diz que não pode sobrecarregar o serviço de enfermagem e quando se aproxima do cardiologista e do novo residente, o medico sorri enquanto cumprimenta Matt e Peter.

- Vejo que vocês já se conheceram, isso é muito bom.

Se referindo a Matt e Karl, então ele volta sua atenção ao jovem e lhe entrega uma caixinha preta, dentro estava o crachá do hospital.

Spoiler:

- Seja bem vindo Matt, soube que seus pais são médicos também. Tenho certeza que é um talento nato de família. Por favor Karl,
se você puder lhe entregar o jaleco.



shamps
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1025
Data de inscrição : 04/04/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por shamps em Dom Maio 28, 2017 11:07 pm

O homem diante de Kali era firme e decidido, o que agradava bastante a mulher de olhos claros. Ele falou animado sobre o fato dela ser residente e fez um comentário engraçado e ela riu soltando o ar, como se dissesse “sei”.
Ela segue o olhar lateral dele e percebe também os outros que ela ainda não tinha visto, mas não estava nem aí para eles. Preferiu se focar no encontro que teriam em breve. Entendeu que tinha que manter as aparências.

- Está certo, Luka... daqui 30 minutos. Estarei lá – e assim como ele, se afastou e foi circular pela festa. Não se importou com a loira que sentou perto dele, desde que ele não a deixasse esperando, nesse espaço de tempo ele podia fazer o que quisesse.

Ela circula pela festa, pega mais uma bebida e mais alguns canapés e decide se enturmar. Vê que um médico se afasta de duas jovens e ruma até elas.

- Bonitão aquele ali – fala de forma descontraída ao vê-lo partir – Kali, muito prazer – volta sua atenção a Maisie e Valentina, em vez de estender a mão, Kali curva a cabeça para elas – gostando da festa? – enquanto fala, a moça alterna sua atenção entre as duas jovens e o restante da festa.
Gakky
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1250
Data de inscrição : 08/07/2015

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Gakky em Seg Maio 29, 2017 10:57 pm

Tracy ouve a resposta de Diana, ela parece ser uma pessoa boa. Pelo menos não era enrolada para falar como ela mesma, notou a mestiça. Tudo parecia ir bem, até que a Miranda começava a jogar um balde de água fria em seus sonhos. Tracy já tinha ouvido histórias complicadas sobre a vida na medicina, temia por essa parte, não saberia como reagiria quando um paciente morresse, mas estava determinada a ser uma boa médica. Então se esforçaria para ser a forte a "sobreviver nesse programa".

Ela vai lançar um olhar para Diane, depois vai sorrir sem graça para Miranda e dizer:

- Não esperava menos! É bom saber que estão preocupados com nossa formação aqui, não é Diane?

Então Tracy vai se levantar e dar uma desculpa:

- Preciso ir ao banheiro, quer ir comigo Diane? É o que nós fazemos não é? Ir juntas no banheiro, eu seguro sua bolsa e você segura minha jaqueta. Prático... - Ri meio sem jeito e um pouco bruta.


Luxi
Moderador
avatar
Moderador

Mensagens : 952
Data de inscrição : 02/03/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Luxi em Seg Maio 29, 2017 11:10 pm

- Você, com frio na barriga? - Maisie mal podia acreditar nas palavras da colega de residência. Ela parecia tão segura de si que ela confundira com uma médica de verdade. Precisava aprender muito com pessoas como ela, pensava. Geralmente, só fingia que estava tudo bem, mas por dentro as coisas não funcionavam assim. Fazia tempo que não tinha algo como estabilidade emocional.  Acabou por pegar uma taça também para imitá-la.

- É, você acha? - perguntou meio sem graça sobre as crianças. - Cirurgia plástica? - pareceu surpresa. - Ah, obrigada, dr. Shepherd.  - assim que ele saiu ela começou a tagarelar com Valentina. - Uau. Eu tenho muito a aprender aqui. Você agiu como se fossem amigos de infância. Eu... geralmente não sei como agir quando aparecem homens assim. Eu costumo ter um pouco de raiva e mandar embora, mas ele parecia tão legal que eu simplesmente não soube o que fazer. Você meio que me salvou. De novo.

Maisie levou um susto quando Kali comentou sobre o médico ali no meio. Estavam sendo observadas?
- Oi! É. Ah, eu sou a Maisie. - ela ficou com a mão meio no ar, mas disfarçou logo. Notou que ela era uma das pessoas empolgadas que dançavam na pista. - Sim, está... legal. A comida está bem boa. - ela fez uma cara estranha, pensando no que tinha acabado de falar. - Er. Você é de que área?

Persephone
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 114
Data de inscrição : 07/05/2017

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Persephone em Ter Maio 30, 2017 2:06 pm

 

Diane arqueou uma das sobrancelhas, surpresa com a resposta de Miranda. Não era como se achasse que ela dizia alguma mentira, era só pelo momento e a forma como dizia. As duas ali tinham passado por um longo período dentro da faculdade de Medicina e até mesmo com estágios - pelo menos Diane - e sabia como funcionava. Não era tão lindo assim, é bem verdade, mas a beleza estava em ter a possibilidade de mudar um destino ruim.

Porém, assim como Tracy, ela também ficou um pouco sem graça. Não queria começar um debate numa festa, antes mesmo do primeiro dia dela. Olhou para a mestiça e deu um meio sorriso também. Meneou positivamente para os argumentos de Tracy.

- Sim. Não esperava por nenhuma facilidade, mas tenho convicção de que faremos o nosso melhor. Mesmo que a senhora queira transformar nossas vidas num inferno.

Ainda conseguiu dizer. O convite de Tracy veio em boa e e ela levantou-se.

- Sim, sim, Tracy, também preciso ir. Com licença, Dra. Bailey - Foi chegando para o ladinho até que praticamente segurou-se ou segurou Tracy para acelerarem um pouco mais.

Não ousou olhar para trás, mas tão logo se afastou o suficiente e estavam à caminho do banheiro disse.

- Jesus, só eu estou achando essa festa mais tensa do que um primeiro dia? Primeiro aquele enfermeiro, agora essa senhora. Phew...Que calor.

Começou a se abanar com a carteira dela.



[/center]
Bastet
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 164
Data de inscrição : 09/04/2017

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Bastet em Ter Maio 30, 2017 8:05 pm

   
Valentina ouviu o Dr. S. comentar sobre as áreas de atuação das duas residentes, ficando bastante animada. Apesar de a sua área estar em reforma, isso significava que logo teriam melhores equipamentos e médicos, o que era ótimo. A pediatria também tinha boas referências, segundo ele, logo ela e Maisie estavam com meio caminho andado ali.

Se despediu do médico, quando ele precisou sair de perto dela, voltando a tomar o caminho que seguia com Maisie, antes de ele aparecer.

[...]

Ouviu a outra começar a falar, assim que retornaram a andar, dando um pequeno sorriso. – Você não tem ideia de como estou nervosa com tudo isso, menina! Ainda mais com um médico daquele vindo nos recepcionar – deu uma risada, após a confissão – Mas as pessoas não devem ter poder sobre nós, sabe? Na verdade, não devem perceber que têm. Se não acabam usando isso a favor delas – suspirou, encolhendo os ombros – Você é uma menina encantadora, devia trabalhar um pouco isso – deu um sorriso gentil, esperando que ela não se ofendesse com a dica.

Logo a moça que estava dançando se aproximou. Tina deu um sorriso e e reparou que ela havia se curvado. Fez o mesmo com a cabeça. – Valentina – disse, e pensou – Está interessante. Menos essas bebidas – deu uma risadinha, vendo que Maisie já havia feito a pergunta que ela faria, esperando então a resposta.

shamps
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1025
Data de inscrição : 04/04/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por shamps em Ter Maio 30, 2017 8:55 pm

Kali fica aliviada por ver que foi bem recebida pelas moças e sorri para elas e respondendo à indagação das duas:

- De todas as áreas hahaha - riu descontraída - mas pretendo ser pediatra.

Ela teve que concordar com Valentina.

- Realmente, bebida péssima... mas não queremos causar má impressão logo de cara, não é mesmo? - e ergueu seu copo para brindar com as moças - por bebidas melhores nas próximas festas - Kali estava bastante animada.
Okley
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 226
Data de inscrição : 04/11/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Okley em Qua Maio 31, 2017 12:13 am

   
Karl estava impaciente, ter que ficar conversando, carregando tudo aquilo e ainda por cima ter que pagar de simpático para o chefe. Fica ainda de lado só observando o que passava ali no salão. Assim que passou uma garçonete Karl puxa a moca para perto rapidamente, colocou a pila de jaleco nela e pediu para ela ficar ali, deixando os outros serviços dela de pra depois.

- É nos esparramos por aí – Deu de inconformado por o Matt, não ter feito grande caso quando se no banheiro.

Pega o primeiro jaleco em cima da pila, estuca para perto de Matt, esperando que ele pegasse sem muita demora.

- Vamos entregar aos outros? – Fez o pedido para o chefe queria sair da situação, fazendo como melhor entregar rapidamente os objetos, sem demora, se livrando da responsabilidade.
Dwight Memphis
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 127
Data de inscrição : 15/09/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Dwight Memphis em Sex Jun 02, 2017 9:03 pm

Conhecer não seria a palavra senhor, está mais para fomos apresentados - respondo ao doutor, olho de soslaio para Karl e vejo que ele não está com uma cara muito feliz, não dou muita importância pra isso, não podia fazer muita coisa, não é como se ele estivesse bravo comigo - Obrigado doutor, acredito que tenha um pouco de talento em meio ao meu esforço para estar aqui - lógico que isso não era verdade, eu mal me esforçava pra entender os conceitos de medicina, ter crescido em meio a duas pessoas que me deram meu primeiro estetoscópio quando eu tinha 7 anos teve seu impacto em minha escolha.

Estava cansado desta festa, esta encenação toda estava me entediando, precisava de alguma diversão nessa festa ou minha sanidade iria embora antes do fim desta festa.

Pego o jaleco a mim oferecido pelo Karl, me pergunto se eu deveria vesti-lo agora, olho em volta e não vejo ninguém usando um, então apenas mantenho o meu dobrado apoiado em meu braço, o guardaria no carro na primeira oportunidade.

Penso em Kali, vou procurar ela assim que terminar aqui, pensando no potencial dessa festa era melhor arriscar algo que pode acontecer no futuro, agora estava mais preocupado com o presente.

Larissa Aprill
Tecnocrata
avatar
Tecnocrata

Mensagens : 385
Data de inscrição : 01/01/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Larissa Aprill em Sab Jun 03, 2017 1:28 pm

Gakky e Persefone

Miranda observava as garotas com um olhar penetrante, apesar das duas defenderem suas convicções, fizeram de um jeito distinto, Diane pareceu confrontar Bailey quando disse sobre a chefe fazer a vida dos residentes um inferno, já Tracy preferiu evitar a mulher e propôs de irem ao banheiro. A médica sorriu de maneira cruel, mas disse por fim.

- Claro, fiquem a vontade... Nos veremos amanhã.

Assim que as meninas se afastam da mesa, Miranda limpa a boca e as mãos no guardanapo, ao seu ver tinha começado a noite com o pé direito, pois adorava aterrorizar os residentes, então ela olha para os novatos que estavam espalhados pela festa e diz para si mesma.

- Então, quem será minha próxima vitima???




¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤

Okley e Dwight

Peter e o Dr. Webber perceberam um clima estranho entre o residente e o enfermeiro, então Karl entregou o jaleco ao rapaz. Quando uma garçonete passava pelo local, o enfermeiro lhe deu a função de carregar as roupas já que isso obviamente não era trabalho para ele. Karl checa o relógio, cada vez mais impaciente com esse comitê de boas vindas.  


Matt também estava impaciente, toda aquela encenação de bom filho e de aluno exemplar não era para ele. Isso o fazia pensar se a medicina era  realmente sua vocação ou era apenas a pressão que os pais faziam para impor sua vontades.  O Chefe pingarreou alto e não quis prolongar mais do que o necessário.

- Espero que você se sinta em casa no hospital e precisando de alguma coisa pode me comunicar.

Os dois se despediram do cardiologista e do novo residente e se encaminharam em direção a mesa do buffet, onde havia 3 jovens brindando.



¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


Shamps, Luxi e Bastet

Assim que Dr. Shepherd se afastou Kali se aproximou das garotas, as 3 estavam chamando bastante atenção das pessoas ao redor, principalmente a loira e a indiana, pois o jeito que se vestiam e se comportavam demostrava excesso de confiança, alguns rapaz chegavam a brindar de longe e eram todos risinhos. Maisie sabia que os olhares não era para ela e isso só fazia ela se sentir mais deslocada ainda. No entanto, as garotas eram realmente simpáticas e pareciam não se importar com o que aconteciam a sua volta.  Então as três propuseram um brinde para melhores festas.

Nesse momento vocês vêm duas meninas andando apressadas para o banheiro. E Diane pode reconhecer o enfermeiro caminhando em sua direção, ele parecia mais infeliz e irritado do que antes, já o senhor ao seu lado era sorridente.

- Vejo que meus dias serão mais felizes devido a beleza de vocês três. Sejam muito bem vindas, eu sou Dr. Webber, o administrador desse hospital.

Uma garçonete vinha logo atrás carregando algumas sacolas.
Luxi
Moderador
avatar
Moderador

Mensagens : 952
Data de inscrição : 02/03/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Luxi em Sab Jun 03, 2017 2:38 pm

- Você realmente não parece nervosa - Maisie riu, admirando Valentina. -  É meio difícil. Eu geralmente não sei direito o que as pessoas podem usar contra mim. Costumava fazer simplesmente o que eu queria, mas... agora eu comecei a me preocupar mais. - deu um sorriso fraco sobre ser "encantadora". A última vez que tinha ouvido isso não tinha terminado bem. - É, eu vou trabalhar nisso, obrigada... - mentiu de novo. Não queria ficar pensando em ficar bonita para os outros ou algo do tipo. No fim, não era como se as pessoas quisessem ver além disso, era o que tinha aprendido.

Enfim, agora em trio, o assunto se desenvolvia um pouco.

- Pediatra? Ah, bom saber... - Ficou surpresa mais pelo fato de ter mentido sobre isso do que pela profissão em si. Será que ela sabia como crianças eram difíceis de cuidar? Bem, ao menos poderia ter algum contato próximo para perguntar algo, caso Noah tivesse problemas, ainda que fosse uma residente, como presumia.

- OK, por bebidas e PESSOAS melhores. - acrescentou rindo ao brindar com elas.  

Maisie já começava a sentir raiva dos futuros colegas de profissão. Será que não conseguiam deixar de ser homens no cio mesmo com colegas de trabalho? Detestava esse comportamento tão descarado e desrespeitoso. Sentia que não tinha mais pique para fazer parte daquelas coisas e que não pertencia mais ao grupo de jovens felizes que saía para encontrar "alguém". Não era algo que tinha vontade de fazer agora. Pelo menos, era o que seu coração desiludido achava.

Quando chegou o administrador falando daquele jeito, ela não se conteve em revirar os olhos, mas nem respondeu. Sabia que era bem errado fazer isso com o administrador, então deu um sorrisinho azedo, por educação.
shamps
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1025
Data de inscrição : 04/04/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por shamps em Sab Jun 03, 2017 3:17 pm

Kali sentiu-se muito bem por ser bem recebida e devolveu em simpatia sua alegria. Ela não era nada tímida e gostava quando não precisava se encher de cuidados para tratar com alguém e aquelas moças pareciam bem sossegadas. Ela sorri com brinde frisado.

- Hahahah, sim, principalmente pessoas melhores! Tim tim!

O papo seguia amistoso até um médico se aproximar. Kali sorri e se apresenta, para o rapaz carrancudo apenas aquiesce.

- Espero honrar a confiança, dr. Webber - aquiesceu a cabeça - Kali Murti, é um prazer conhece-lo.
Bastet
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 164
Data de inscrição : 09/04/2017

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Bastet em Sab Jun 03, 2017 8:57 pm

   
Valentina riu com o comentário de Kali, assentindo. De fato, tinham de beber e ainda dar a impressão de estar adorando. Se tivesse um pouco mais de álcool iria ajudar, mas não era de tudo MUITO ruim.

Observou Maisie que parecia pensativa. Não tivera tempo de responder o comentário dela antes da outra residente chegar e se sentia um pouco culpada por ela ter ficado um pouco amuada, conversaria com ela sobre isso depois, caso ela quisesse. As coisas não melhoraram quando alguns homens começaram a secar as três. Tina não havia percebido que chamava tanta atenção quanto Kali, mas não era muito fã daquilo.

Ergueu seu copo e bateu nos das meninas – E por colegas de trabalho menos podres – indicou com a cabeça e deu uma risada curta. Homens que ficavam secando assim eram os piores... Indiscretos e covardes o suficiente pra ficar só na olhadela.

Logo o chefe dos enfermeiros e um outro médico se aproximaram e Valentina sorriu, sentindo um frio na barriga quando soube que ele era o administrador dali. Também ignorou o comentário sobre a beleza.

-Obrigada, Dr. Weber. Valentina Marks – se apresentou, apertando a mão dele e logo deu um pequeno sorriso na direção do rapaz já conhecido e o cumprimentou novamente por educação – Kennedy.  – disse e observou o que faziam.

Persephone
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 114
Data de inscrição : 07/05/2017

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Persephone em Dom Jun 04, 2017 7:34 pm




Diane e Tracy caminhavam um tanto quanto apressadas na direção do banheiro. A loira não teve intenção de ser deselegante ou respondona à sua futura chefe, longe disso! Só quis dizer que estava disposta e preparada para receber um tratamento de choque, porque tinha plena convicção do que queria na vida. Queria ser médica porque tinha certeza que nascera para isso. E não seria a pressão constante que a faria desistir.

Contudo, ela começava a perceber que alguns estavam mais pre-dispostos a tirá-los do sério, como se estivessem num constante teste. Ela respirou fundo quando viu que Maisie já tinha saído do banheiro, mas que estava acompanhada de outras duas mulheres. Uma delas tinha sido a bela indiana que chamava a atneção em qualquer lugar e a outra, Diane ainda não tinha conhecido. Também era uma mulher bastante elegante e chamativa. Deu um tchauzinho para Maisie e começou a puxar Tracy naquela direção - isso se ela não quisesse mesmo ir ao banheiro.

Antes que desse o passo seguinte, ela parou quando viu o enfermeiro que conhecera caminhando ao lado de um homem famoso. Eles provavelmente já deviam conhecer aquela figura e a importância de sua presença. Era Dr. Webber e, por isso, ela parou no mesmo lugar.

- Oh meu Deus, ele veio pessoalmente. - Comentou com Tracy, mas logo fechou a boca e falou entre os dentes, bem baixo para apenas ela ouvir. - E aquele é o enfermeiro que citei...Ele pareceu um pouco mais aborrecido agora..

Pigarreou quando viu que, pelo menos Karl, caminhava na direção delas. O Dr. Webber tinha parado na frente de Kali, Maisie e Valentina, mas Tracy e Diane não estavam muito distantes daquela interação.  



Gakky
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1250
Data de inscrição : 08/07/2015

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Gakky em Dom Jun 04, 2017 11:28 pm

Tracy respira aliviada por sair da presença de Miranda, ela sai com Diane e se veem as três moças sentadas na mesa. Diane pareceu querer ir falar com as mulheres, pois a puxou para ir nessa direção em vez de ir no banheiro. Quando ouve o comentário da loira, Tracy lança um olhar para o homem a quem ela se referia.

- Quem? Quem vem? - Questionou Tracy confusa, então elas observam o enfermeiro - Ah sim... Doutor Webber...

Ela não queria parecer desleixada caso o Webber se aproximasse delas, então ela olha para Diana e pergunta em voz baixa:

- Dá uma olhada para ver se meus dentes estão sujos...

Depois sorri, um sorriso bem grande mostrando os dentes para Diane. Após checar que estava tudo bem, ela diz para a colega, com um jeito bem despojado e nada elegante:

- Vai querer ir cumprimentar eles? Não sei se é uma boa... Não com o doutor por perto pelo menos, acho que quieta, não corro risco de falar algo errado...

O jeito de Tracy não era dos mais femininos, parecia mais uma moleca do uma médica. Ela começa a ficar um pouco ansiosa e fica cutucando a tarraxa de seus brincos, que eram bem simples, apenas uma bolinha de aço cirúrgico.  


Okley
Cavaleiro Jedi
avatar
Cavaleiro Jedi

Mensagens : 226
Data de inscrição : 04/11/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Okley em Seg Jun 05, 2017 1:46 pm

Karl ficou um tanto triste com que Matt disse sobre ser só apresentado, aparentemente ele não se importava com ele, tinha tentado chegar perto, mas Matt se afastava mais, não iria se entregar tão fácil. Deixou o sentimento aparecesse, tentando ver se o menino realmente era esperto para a safadeza, tinha uma cara de safado mesmo, agora é ver se era tudo aquilo que imaginava.

Entrega o jaleco para Matt, mas nessa hora olha para os olhos dele, por mais de alguns segundos, dedilhou com os dedos a mão dele rapidamente. Não fez mais nada para não poder assusta-lo mais ainda, observa que tentando saber o que fazer.

- É para usar na hora do serviço. –
Disse com um sorriso simpático no rosto, por mais que a cara de sono não ajudava nos sentimentos.

Tinha que manter a postura novamente se não iria pensar errado por ele então entrega para a garçonete os jalecos. Assim que saem dali acompanhado pelo chefe, observa a movimentação dos residentes apreensivos pela chegada deles e outros bebendo como estivessem em um Happy Hour.

- Falei para você que pareciam um bando de jovem ainda na faculdade. – sussurra para o Doutor Weber e fazendo um sinal negativo coma cabeça.

Persephone
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 114
Data de inscrição : 07/05/2017

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Persephone em Seg Jun 05, 2017 9:01 pm

 
- Dr. Webber... -Diane repetiu baixinho para Tracy quando ela perguntou quem era.

As duas estavam à caminho do banheiro, mas Diane tinha parado por um instante quando reconheceu Maisie. Chegou a acenar discretamente para ela, mas não soube se ela viu. Afinal, ela estava um pouco distraída conversando com as duas outras belas mulheres. Também teve a impressão de que o enfermeiro iria na direção delas depois, mas agora já não estava tão certa disso. Foram tantas coisas ao mesmo tempo que Diane pode ter se confundido na hora.

Ouviu o pedido de Tracy e virou-se para encará-la. Realmente chegou a conferir os dentes dela, mesmo que rapidinho e discretamente.

- Estão ótimos, Tracy, não se preocupe. Mas se quiser ir ao toalete antes, podemos também...

E olhou brevemente na direção da mesa. Via que uma garçonete estava se aproximando para entregar alguma coisa. Se elas fossem agora, talvez demorasse mais. Porém, quando Tracy fez aquele comentário, Diane a encarou novamente por um instante. Sorriu e a pegou pelo braço de novo, meneando negativamente.

- Deixa, depois conversamos com ela. E você não fala besteiras, viu? Mas se vai se sentir melhor depois de conferir tudo no toalete, eu sigo com você. Prometi que seguraria sua bolsa, não?


[/center]
Gakky
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1250
Data de inscrição : 08/07/2015

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Gakky em Ter Jun 06, 2017 10:03 pm

Tracy ouve a residente loirinha e sorri:

- Você é legal.

Depois dá um soquinho de leve no ombro de Diane, mas logo se arrepende e pede desculpa:

- Opa, desculpa! Sabe, eu vivo com muitos homens e... Antes que pense algo estranho, é que minha família só tem homem, na maioria. E eles me tiram do sério com essas brincadeiras de soquinhos, acabo pegando a mania deles... Aquelas pestes... Mas vamos ao banheiro, vai ser bom verificar meu rosto, certo.

Tracy vai ao banheiro com Diane e fica observando no espelho se não tem algo sujo no rosto. Depois molha o rosto e suspira.

- Poxa, podíamos de marcar sairmos juntas um dia desses. Vai ser legal ter uma amiga na residencia.


Dwight Memphis
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 127
Data de inscrição : 15/09/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Dwight Memphis em Qua Jun 07, 2017 1:22 am

   
Estava pensando em Kali quando sinto os dedos de Karl nos meus, eu teria ignorado, mas parecia mais do que apenas um toque, ele olha em meus olhos o que faz com que uma de minhas sobrancelhas se levantar. Aquela situação me lembrava de uma vez que um cara tinha estado afim de mim,
não que este realmente seja o caso, mas só deste pensamento vir na minha cabeça o sorriso em meu rosto foi de forçado para legítimo.

Obrigado, vou usar - falo, na minha cabeça tinha uma aquela frase tinha saído engraçada, por responder a uma afirmação imaginada. Mantenho o olhar cansado do chefe dos enfermeiros, aquilo acabava com qualquer ideia de que a minha brincadeira interna fosse realidade, mas era um pouco de graça pra uma festa chata.

Agradeço ao Dr. Webber e falo para o Peter que depois o encontro acenando o jaleco, deixando claro de que iria guardar-lo e depois retornaria,
me sentia um idiota carregando aquilo. Após dar uma passada no carro e ter deixado lá o peso morto, menos o crachá que eu mantive em meu bolso. Começo a procurar Kali e torcer para que ela ainda estivesse sozinha.
Persephone
Samurai Urbano
avatar
Samurai Urbano

Mensagens : 114
Data de inscrição : 07/05/2017

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Persephone em Qua Jun 07, 2017 3:21 pm

 
- Sou?! Ouch!

Diane ficou surpresa com aquela afirmativa inusitada, mas logo abriu um belo sorriso e ficou com as sobrancelhas coradas. Deu meio passo para trás, mas acabou rindo do soquinho que levou. Passou a mão pela região, mas logo meneou negativamente, fazendo sinal para que Tracy não se preocupasse com isso.

- Relaxa, Tracy! Não machucou, só não poderei operar por uma semana... - Forçou o braço para baixo, fingindo que estava doendo, mas riu, mostrando que estava de brincadeira. - Tudo bem, foi engraçado. E você é muito mais legal do que eu.

Virou a moça na direção do banheiro e as duas seguiram para lá. Enquanto Tracy se levava diante do espelho, Diane pensava em alguma coisa. Começou a mexer em sua bolsa - que mesmo pequena, cabia coisas e coisas, graças à organização dela. Retirou um pente pequeno, o batom e um kit de rimel com lapis, porque gostava de retocar. Olhou para Tracy através do espelho, depois de pousar o rimel na pia.

- Você não está confortável, será que posso fazer uma coisa?

Arqueou uma das sobrancelhas e, caso Tracy permitisse, Diane a viraria para ela e começaria a fazer pequenas mudanças:

Spoiler:
Como Tracy não aparentava ser uma mulher extremamente vaidosa, Diane conseguiria fazer alguns bons truques com o pouco que tinha. Com o lapis, ela sutilmente ajeitaria a sobrancelha dela e daria um jeito de penteá-las, além de colocar um pouco nos olhos, para destacá-los. O rímel também realçaria seus cílios e o batom dela, que era mais pro rosado, ajudaria a dar só um pouco de cor para seus lábios. Tiraria dois grampos do proprio cabelo e faria um rabo de cavalo mais despojado com os proprios fios de Tracy, mas com a segurança dos grampos. Para o blush, apertaria um pouco as bochechas dela. A última recomendação seria tirar o casaco e deixar no guarda-volumes por hora. A blusa Diane enfiaria um pouco por dentro da calça e Tracy ganharia um estilo um pouco mais sofisticado, mesmo que despojado.

- E então? - Deixaria que ela absorvesse aquela imagem diferente no espelho.

(Caso não deixe, pode pular direto pra cá)

Diane guardou suas coisas de novo e meneou positivamente para Tracy.

- Eu adoraria. Também acho que será ótimo ter uma amiga aqui.




Gakky
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1250
Data de inscrição : 08/07/2015

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Gakky em Qua Jun 07, 2017 11:38 pm

Tracy achava Diane cada vez mais legal, e fica surpresa por fazer uma amiga tão rápido. Geralmente era invisível em festas desse tipo. As duas entram no banheiro e então Diane a oferece retoques de maquiagem. Tracy não era chegada a essas coisas, achava bobagem, acreditava que se maquiando estaria fazendo propaganda enganosa. Além disso, não tinha a menor vontade de aprender essas coisas, pois tinha coisas melhores para fazer. Mas o pedido de Diane tinha tão boa intenção, que ela não conseguiu negar e pensou: "Não vou perder nada com isso mesmo"

- Ah, tudo bem... Eu não costumo fazer essas coisas, uma vez eu tentei, mas achei que tava parecendo uma travesti. Sei lá, é estranho me ver com essas coisas, parece que não combinam, mas combinam com os outros...


Tracy então fica parada esperando sua nova colega maquiá-la, algumas vezes sentia cocégas dos pinceis. Diane se empolgou e até mudou seu penteado e queria guardar sua jaqueta. A loirinha era mesmo empolgada com essas coisas. Então ela vai se vendo conforme foi transformada, agradecia por Diane não ter enchido seu rosto de cor. Ficou surpresa ao ver como tinha mudado com tão pouco, estava mais bonita e não parecia mais tão desarrumada. Embora achasse tudo muito bonito, se tivesse que escolher, ficaria com sua jaqueta e o rosto lavado, era tão confortável.

- Incrível como essas coisas nos fazem mudar... - Diz surpresa, depois dá um sorriso sem jeito e quase dá outro soquinho na colega, mas percebe antes e para - Obrigada, não me sinto mais tão desarrumada. Parece até que sou outra pessoa, estou chocada.

Sabia que se chegasse assim em casa, seus irmãos iam zoar ela, eles sempre faziam esse tipo de coisa. E ficariam rindo e fazendo teorias que ela tinha arrumado um namorado. Mas a questão é que se sentia segura pelo menos para não parecer tão desleixada na frente do doutor Webber, pela chance de um futuro emprego, estaria disposta a mudar seu visual se fosse preciso.

- Então, quando nos vermos de novo, não vou te deixar escapar, temos que marcar algo! Valeu mesmo pela ajuda, vamos voltar então para lá! Acho que não vou mais causar choque nas pessoas, finalmente.   - Então riu divertindo-se.


Larissa Aprill
Tecnocrata
avatar
Tecnocrata

Mensagens : 385
Data de inscrição : 01/01/2016

Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Larissa Aprill em Qui Jun 08, 2017 11:12 pm

Gakky e Persefone

As duas decidem ir diretamente para o banheiro, Tracy estava insegura sobre conhecer o chefe do hospital e tinha quase certeza que alguma sujeira estava presa no seu dente. Assim que viu o reflexo no espelho, ficou mais tranquila. Em sua empolgação de falar, a jovem dá um soquinho na loira, mesmo que de uma maneira amigável, era algo bem incomum de se fazer. A garota tinha um jeito bem simples de ver a vida, mas ao mesmo tempo era muito sincera com sua maneira de ser. Não queria impressionar ninguém por fingir ser algo que ela não é.

Diane era gentil e amigável, uma pessoa fácil de lidar e de conquistar as pessoas ao seu redor. E por mais diferente que as duas possam parecer, ela era humilde e não importava com a posição social das pessoas, se ela gostasse de alguém iria ajuda-la. Então ela pensa em algo que poderia deixar a menina um pouco mais confortável. A loira retira da sua bolsa um pequeno estojo de maquiagem.

Com um rímel e delineador destacou os olhos amendoados da jovem, o batom era levemente rosado. Diane prende o cabelo de Tracy num rabo de cavalo, mais de um jeito mais elegante. Por ultimo sugere que a menina retire a jaqueta e ajeita a roupa para que Tracy fique com um visual mais despojado. Apesar de se sentir um pouco estranha, Tracy admitiu que estava bonita. Então elas saem do banheiro e caminham em direção ao trio de garotas, que agora estavam conversando com o Dr. Webber e o enfermeiro Karl.


¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


Shamps, Luxi e Bastet


As três garotas pareciam estar se dando bem, ou pelo menos querendo se conhecer melhor. Maisie foi a primeira a fixar retraída ao perceber que estavam chamando atenção, não tão desejada assim. Ela queria apenas focar sua atenção no trabalho e sabia que relacionamentos profissionais poderia influenciar no seu trabalho. Mas ela tinha preocupações muito maiores do que um bando de homens sedentos de luxúria. Valentina também não aprovava esse tipo de comportamento e achava suas atitudes covardes.

Talvez o ambiente hospitalar fosse machista demais, era de se esperar que cargos importantes fosse comandados por homens, enquanto as mulheres e principalmente as enfermeiras só serviam para as fantasias masculinas. Pelo menos era que aqueles olhares pareciam representar. A única pessoa do grupo que não parecia se importar e até correspondia os olhares era Kali, mas não era de admirar, parecia que a jovem tinha uma áurea de sensualidade ao seu redor.

As garota propõem um brinde por dias melhores, pessoas melhores, bebidas melhores. E que aquele brinde fosse só o começo de muitos outros.


¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


Okley e Dwight


O enfermeiro Karl não perderia uma oportunidade de provocar o novo residente. Ao entregar o jaleco, houve uma troca de olhares e um roçar de dedos significativos. Matt sorriu de verdade pela primeira vez naquela noite, o interesse não era mútuo, mas isso significava que trabalhar naquele lugar deveria ser mais divertido do que pensou que fosse.

Para Karl era como se pisasse num campo minado, tinha que seguir com cautela. Mas para o primeiro.contato, não tinha sido de todo ruim. Então Karl caminha em direção ao grupo de meninas bebendo, enquanto Matt se sente desconfortável carregando o jaleco e decide guarda-lo no carro.

¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


Meninas e Okley


Tracy e Diane chegam alguns segundos depois que o Dr. Webber havia se apresentado. O cirurgião cumprimenta as duas e agora que as últimas residentes estavam na sua frente ele fala muita enrolação.

- Creio que não preciso me alongar muito no meu discurso. Fico feliz que vocês conseguiram entrar no nosso programa de residência. Recebi ótimas recomendações de seus professores e espero que vocês se tornem excelentes médicas.

Dr. Webber apoia as mãos no ombro de Karl, de uma maneira muito amigável, o que não condizia com a feição do enfermeiro, que parecia estar o tempo inteiro irritado.

- Espero que vocês possam trabalhar em equipe com a enfermagem. E qualquer dúvida contém com o apoio de Karl. Espero que vocês curtam a festa é estejam dispostas para iniciar amanhã.


Ele entrega os crachás para as jovens, enquanto Karl ficaria encarregado de entregar os jalecos. Depois desse comitê de boas vindas, Dr. Webber iria se confraternizar com outros médicos. A garçonete voltou ao seus afazeres com cara de poucos amigos para o enfermeiro.


OFF.: Podem postar interagindo entre vcs, mas quero saber saber como cada um vai encerrar a noite. Mais um post e encerro esse capítulo, ok?
Conteúdo patrocinado


Re: Capítulo 1- Unbreakable

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sab Jun 24, 2017 2:11 am