Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [Bloqueado] Akemi

    Compartilhe
    Nazamura
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 252
    Reputação : 1

    [Bloqueado] Akemi

    Mensagem por Nazamura em Sab Maio 20, 2017 8:50 am


    Nome: Akemi Yumi
    Cor para Diálogo: Laranja
    Poder: Runas Mágicas (Multi-uso)
    Objetivo: Salvar o orfanato que viveu, para que no futuro possa trabalhar nele também.
    Motivação: Akemi só conhece a vida depois de sua entrada naquele orfanato, cresceu em uma espécie de família grande e diferente. Aprendeu de tudo sobre a vida lá e é grata por isso.
    Complicação 1: O orfanato pertence à uma família rica e desconhecida. Todavia, essa família decidiu repentinamente tomar o palácio que abriga o orfanato para si novamente.
    Complicação 2: Ela começou a se envolver com pessoas perigosas afim de descobrir mais sobre a tal família, mas esse envolvimento já está rendendo uma má fama para a menina, além de toda sorte de situações que obrigam ela fazer.
    Outras complicações: Sua condição financeira precária; Poder: Magia da Escritura das Trevas - É um tipo de magia que permite que o indivíduo escreva runas, às vezes sem uma ferramenta de escrita, ou com uma caneta ou uma pena, para vários tipos de efeitos. Akemi sempre fez o tipo preguiçosa em relação as demais matérias, mas sua habilidade, paixão e sua avidez pela escrita acabaram se transformando nessa magia.

    Background:

    Quem são seus pais?
    A única coisa que Akemi sabe sobre seus pais era que eles eram apaixonados por kanji, e só soube disso por descuido de seu avô, que havia falado da tão famosa carta que deixaram para ela. Carta que nunca fora lida, pois devido a um incêndio que aconteceu na mansão, ela nunca pode saber o que a carta dizia.
    Pois bem, o tempo passou e Akemi que chegou uma criança de colo no orfanato, cresceu em meio a avós, tios e irmãos que ela adotou. Ela já viu várias pessoas indo e vindo, deu adeus a tantas crianças que já até perdeu as contas. E nunca fora adotada, o que realmente não a incomodava.

    Idade e série.
    Quinze anos e está no primeiro ano do ensino médio.

    Qual seu nível de riqueza/pobreza?
    Ela, no começo, se alimentava do máximo que podia conseguir render com seu pouco salário. Porém, agora ela também arranja dinheiro de outras maneiras. A garota bonita e caridosa atua como companheira de criminosos do local onde mora, com a intenção de descobrir sobre a família misteriosa que gerencia o orfanato e também, conseguir um dinheiro a mais.

    Quem são seus amigos, inimigos?
    Akemi é simpática com todos e muito bem receptiva. Ela sempre conviveu com muita gente, logo, ela é praticamente considerada como a amiga de todos. Sua fama no colégio enfraqueceu quando um garoto, Alek, descobriu que ela trabalhava com pessoas e espalhou isso pelo colégio, e depois desse ato maldoso, Akemi e Alek são inimigos jurados. Akemi chegou a estudar matemática para poder roubar o primeiro lugar dele nessa matéria. Ela vive na constante companhia de Kohina, uma menininha do orfanato que considera Akemi como a melhor pessoa do mundo, e também de seu melhor amigo, Gareki, que além de estudar com ela, também é uma das pessoas com quem ela divide a casa.

    Tem Animais de estimação?
    Sim, um lindo jabuti chamado Pequeno, o único animal que seu inquilino deixou que permanecesse na casa da cidade. E também, é o companheiro de conversas loucas e insanas de Akemi desde que era mais nova, sendo logo considerado o mascote do estranho orfanato. O Pequeno tem esse nome porque por muito tempo ele cabia na palma da mão das crianças, mais conforme foi crescendo, ele ficou mais pesado e curioso, além de maior também. Esse jabuti tem o costume de andar por todos os lugares, mas sempre quando vai dormir, ele vai com seus passos lentos até Akemi. Tem uma mania de morder o dedo dos pés da pessoa e ainda não teve a sorte de conhecer alguém de sua espécie.

    Qual seu maior medo?
    Acabar não conseguindo salvar o orfanato de seu fechamento, aquilo a magoaria demais.

    Um segredo.
    Ela pode até negar, mas ela preferia estudar com os mais velhos do orfanato, era muito mais fácil do que o colégio.

    Seu maior trauma.
    O incêndio que aconteceu o orfanato quando ela era ainda bem nova, ela detesta lembrar de todo o desespero que sentiu naquele dia, mesmo que nada de grave tenha acontecido com o local e com as pessoas. Mas mesmo assim, ela passou a detestar lugares quentes e fogueiras.

    Quais são seus Hábitos?
    Sobretudo ler e escrever kanjis quando lhe resta tempo, já que sua vida é dividida entre o colégio, o trabalho no sebo e o seu trabalho com as pessoas perigosas. Akemi é uma pessoa muito divertida e alto astral, logo ela também gosta de sair com seus amigos quando pode.

    Resumo de quem você é:
    “A vida real não é tão divertida quanto você pensa, querida Akemi. Quanto mais você ficar aqui em segurança, aqui em nossa casa, melhor você viverá.” Akemi não sabia disso, ela não tinha ideia que a vida fora dos muros do orfanato poderia ser tão dura. Cozinhar, cuidar dos mais novos, ensinar a lição para aqueles que estão iniciando os estudos, cuidar da limpeza da casa e toda sorte de afazeres era a vida de Akemi. E olha, ela gostava bastante disso, mas a menina de mente brilhante que pensa grande, não estava afim de passar o resto da sua vida ali. Quer dizer, era isso que ela desejava...
    Akemi sempre estudou dentro daquele prédio com seus “irmãos” mais velhos, mas quando chegou a época de aprofundar seus estudos e ir para um colégio, ela ficou excitada pela novidade de ter uma casa só para ela e na cidade, o que aconteceu em parte. Sua casa era realmente na cidade, mas para poder morar ali, ela teve que dividir casa com outras três pessoas desconhecidas, sem contar que seu bairro não era tão prestigioso assim. Por influência de um de seus “avós”, Akemi conseguiu um emprego de meio período em um sebo repleto de curiosidades e livros raros, mas que era completamente esquecido pela população. Começou a mexer com coisas, mesmo que tenha boas intenções. Ela andava com os criminosos da região em que morava e agia como espiã para entrar em outras comunidades. Ela aprendeu a atuar brilhantemente, a enganar qualquer um com
    sua cara bonitinha e a roubar informações. Todavia, ela só entrou naquele mundo para descobrir mais sobre a família que é dona do seu orfanato. E assim, a garota passa seus dias entre ser uma boa samaritana e entre ser alguém capaz de salvar a sua verdadeira casa, mesmo que tenha que sofrer.

    Você é apaixonado(a) por alguém?
    Não, ela só tem olhos para o Pequeno (Jabuti)

    Como é o seu poder?
    É um tipo de magia que permite que o indivíduo escreva runas, às vezes sem uma ferramenta de escrita, ou com uma caneta ou uma pena, para vários tipos de efeitos. Essencialmente, esse tipo de magia precisa ser “escrita”, em outras palavras, o que o indivíduo escreve é o que acontece, tornando-se uma espécie de “regra” no uso de escritura das trevas. As runas podem ser escritas em objetos, pessoas, ou mesmo no ar, mudando o local do efeito escrito. Akemi como ainda está em processo de descoberta e aprimoramento, não sabe que ela pode usar o poder sem uma ferramenta, por isso, ela vive carregando seu lápis preferido.

    Como você descobriu ele?
    Simplesmente escrevendo kanjis. Em uma aula de artes, ela escreveu “Voe” em um papel e ele, simplesmente começou a voar pela sala, coisa que ela não reparou. Ela voltou a escrever a mesmo palavra em várias folhas brancas, mais isso sem reparar na primeira folha que ainda voava. Quando ela acabou de desenhar, ela estava se sentindo estranhamente cansada e com dor de cabeça, e deitou no chão, com a cabeça para cima e viu as várias folhas voando, com algumas que a essa altura já estavam caindo.

    Como você se sente em relação a isso?
    Foi difícil associar o evento das folhas com o seu poder, já que depois ela tentou outras palavras e nada acontecia, mas logo depois, ela interpretou o cansaço dela com a visão das folhas como uma miragem. Até que tentou novamente depois, ela escreveu “queime” e o papel começou a chamuscar de leve, coisa que interrompeu rapidamente afogando o papel em água. Bem, ela se acostumou com isso, mas ainda não sabe a extensão das coisas que pode fazer, e quando ela começa a se sentir cansada, sabe que nada que ela tente escrever vai funcionar. Essa coisa toda acabou atrapalhando Akemi na sua rotina, o que a fez parar de brincar tanto com isso.

    Alguém além de você sabe de seu poder?
    Só sua avó, que olhou bem sério para ela e disse: - Com grandes poderes, vem grandes papéis queimados... Bem, eu nunca disse que a administradora do orfanato batia bem da cabeça!



    NPCs:



    Garek
    Estuda com ela
    divide as despesas da casa


    Alek
    Descobriu o passado criminoso dela
    Tenta bulinar Akemi sempre que pode


    Cohina
    Incentivadora
    Considera Akemi uma irmazona


    Won
    Cético
    Chefe da Guilda Sekai


    Naru
    Emotiva e Racional
    Dona do Orfanato


      Data/hora atual: Ter Dez 12, 2017 12:46 am