Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Compartilhe
    Rosenrot
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 406
    Reputação : 37

    [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Rosenrot em Dom Jun 04, 2017 1:11 am

    Ele ficou ali, parado a observá-la após a 'lição' sobre o que fazer com a própria boca, então a soltou deixando que voltasse a comida, ele também estava com fome afinal de contas. E comeram, conversaram sobre coisas bastante simplicistas – Yuri não falava muito de si -, mas estendeu o assunto sobre a casa. Tinha sido um achado, ele falou, que conseguirá um ano e meio atrás. A garrafa de vinho se esvaziou rápido – ele bebeu a maior parte – não queria que Aimee fosse influenciada pelo álcool ou qualquer coisa assim.

    A coisa toda começou de maneira leve, aos poucos beijos e toques e afins. Ele chegou a pegá-la nos braços para subir as escadas até o andar de cima, o quarto que a levou era diferente do qual ela tinha tido acesso antes; era um quarto maior, mais amplo e mais decorado. Tinha uma janela panorâmica que dava uma vista privilegiada do bosque atrás da casa.

    Ali as luzes eram amenas. Pareciam ser controladas para ficarem mais leves, dando um clima meio medieval, como se fossem luzes de vela...

    Yuri era... Diferente, talvez. Ele tinha notado certos aspectos da jovem Parente, coisas que o fizera imaginar que ela não estava exatamente confortável, então ele deixou que Aimee fosse a guia, que ela fizesse as coisas ao seu tempo, não mostrou-se esbaforido ou rude como antes, parecia muito mais... Carinhoso e atencioso. Ele deixou que ela quem lhe tirasse a blusa, ela quem lhe abrisse a calça, e quando essa caiu, Aimee pode ver em uma das coxas do ShL uma gigantesca cicatriz que lhe deformava o músculo: era como se alguma coisa tivesse arrancado parte do músculo ali e ele tivesse crescido deformado depois. (Não tenho uma imagem pra ilustrar, mas imagina aquelas cicatrizes de acidente de moto que tem que colocar ferro e o caramba).

    E a cada pequeno toque, cada movimento, beijo, caricia que Yuri fazia, Aimee se afastava daqueles outros pensamentos – do seu trauma – era como se estivesse sendo levada por outro caminho, conhecendo outros momentos: aquele momento era dela e de mais ninguém, Aimee era a estrela principal, era o foco e tudo ali era direcionado a ela. Yuri era um amante voraz, mas atento e ele deixou que a Parente conduzisse aquela dança. Ele demorou, nos primeiros toques, nas preliminares, demorou ali porque eram detalhes importantes, eram momentos que ditavam todos os outros; não se importava por exemplo em sentir as unhas dela em sua carne, quando lhe dava uma mordida mais demorada, ou quando suas mãos tocavam partes de seu corpo pequeno.

    Os lábios do ShL percorreram boa parte do corpo da jovem Parente, atento as reações, as sensações que causava, e apenas quando – e realmente assim – Aimee lhe parecesse pronta, quando ela lhe desse o aval final, ele a possuiria. Não havia urgência, tão pouco violência. Yuri parecia muito mais atraente, muito mais desejável do que antes.

    Era difícil para Aimee saber quanto tempo eles estavam ali, quando finalmente ambos estavam deitados lado a lado. Yuri respirava fundo, tinha o corpo levemente suado – estava menos 'acabado' que ela – e olhava para o teto. Yuri virou-se para ela, observando-a por um instante. Ela estava belíssima, ele achava, com o cabelo meio bagunçado, com o rosto suado, com a respiração descompassada, mas belíssima, ao seu modo. Ele a beijou, um beijo rápido e 'roubado'. - Tente dormir. – Ele disse, naquela voz rouca. - Nenhum monstro vai pegar você hoje, princesa. – E por um instante, um breve momento, ela até conseguiu acreditar nisso.

    […]

    Quando ela acordou na manhã seguinte, com a luz invadindo as janelas, a primeira coisa que notou foi que Yuri não estava ao seu lado, e que provavelmente sequer tinha dormido ali a segunda coisa foi uma bandeja sobre um dos criados mudos, com um pequeno café da manhã, uma rosa e um bilhete.

    Para: Aimee

    Fique bem.

    De: O monstro na Sombra


    Apesar dos pesadelos que vieram àquela noite, Aimee sentia-se agradavelmente bem, eles não a incomodavam tanto agora, nem sequer tinham sido capazes de acordá-la durante a noite. Era até estranho se sentir daquele modo, mas seu estado de espírito estava melhor, seu humor melhor e seu dia parecia que seria muito melhor.

    Quando descesse, descobriria que mais uma vez estava 'sozinha', exceto pelo motorista que a aguardava do lado de fora da casa, com instruções para deixá-la no hostel onde estivera antes. Dentro do carro ela encontrou o bouquet de onde a rosa do seu café da manhã tinha sido tirada. Tinha um cartão, apenas com seu nome nele. O carro partiu, levando-a de volta para Bray.

    […]


    Toda aquela história era muito estranha, o nome dele não aparecia em mais lugar algum além daquela noticia perdida em um site Russo, também não havia fotos dele naquela época e Sienna não encontrou mais nada além daquilo. As fotos deixavam claro que não se travava apenas de um acidente de automóvel, ao menos para alguém como Sienna, era possível notar determinados padrões de garras aqui e ali, entre outras coisas.

    Aquilo levantava um monte de outras questões a respeito do tal Yuri...

    Por que tinha saído da Irlanda?

    Por que tinha ficado tanto tempo fora?

    O que tinha ido fazer na Rússia?

    E com essas perguntas, Sienna adormeceu.

    Por incrível que pareça, a moça tivera uma boa noite de sono e acordou relativamente disposta, apesar de todos os problemas que passavam por sua cabeça, podia sentir o cheiro do café no andar de baixo e o leve burburinho de um inicio de manhã na cidade. Talvez fosse uma boa descer, tomar um café e procurar ligar para os números que lhe foram dados, enquanto ela estava ignorante sobre um carro que estacionava à porta do lugar, trazendo ninguém menos que sua irmã.

    Eram 8hs da manhã, e o dia estava começando.
    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Dom Jun 04, 2017 1:47 am


    Toda aquela história era muito esquisita e, por isso mesmo, fascinante. Sienna não esperava que fosse ficar tão necessitada de respostas, querendo linkar aquelas situações. Acabou sendo um passatempo que durou boa parte da noite e a consumiu até que o sono veio. Infelizmente, ela não encontrou nenhum tipo de respostas, apenas mais perguntas - todas desenhadas e esquematizadas no caderno pequeno de anotações que tinha carregado. Guardou o objeto debaixo da cama e acabou dormindo com a roupa tinha usado a noite toda. Acabou tão cansada que nem tomou um banho.

    Seu despertador tocou, indicando que era 6:45, o horário que ela normalmente acordava. Precisou de um tempo para entender o que estava acontecendo e onde estava. Ao perceber que as lembranças existiam e não faziam parte de um sonho muito doido, o peso da realidade a afundou um pouco mais na cama.

    Sienna não era a garota mais experiente do mundo. Por Gaia, ela nunca nem tinha beijado ninguém antes! Mas não era burra e já tinha visto e lido o suficiente na ficção para saber de coisas que aconteciam na realidade. Então era verdade, sua irmã tinha passado a noite com um desconhecido grosseiro - talvez nem tão desconhecido assim, parando pra pensar. E...achou que uma mensagem estava bem. Não se importou com o fato dela ter ligado, muito menos com o modo como o homem a respondeu. Era um misto de decepção e traição.

    O que diferenciava Aimee de Aeron, no fim das contas? Dois inconsequentes que só sabiam fazer vergonha.

    Não era nem pelo pai, que sempre parecia permissivo com tudo. Era pela mãe deles. E Sienna levou a mão até o relicário que usava, fechando os olhos e pedindo um pouco mais de serenidade. Apesar de furiosa com Aimee, era uma questão de honra acabar com aquilo. E começaria levantando e começando a se arrumar. Por mais decepcionada que estivesse, ela sempre seria uma dama bem vestida. Não perderia a pose.

    Tomou um banho sem lavar o cabelo, desse modo evitando usar os objetos na cesta enviada por Masha. Ela deixaria no uso, para o próximo hóspede, inclusive as guloseimas. Não era uma desfeita, era aborrecimento. Depois de tomar banho, ela trocou de roupa, colocando a muda extra de roupa que levara para Aimee. No lugar da calça jeans e da blusa azul clara, de tecido social, colocou um vestido preto de manga 3/4 e meia calça para compor com a bota que já usava. Seu colar ficou para fora do vestido, caindo abaixo do decote e os adornos ainda eram os mesmos discretos do dia anterior. A maquiagem tratou de esconder as olheiras e dar um pouco de cor ao seu rosto, disfarçando seu cansaço. Guardou a roupa suja em sua bolsa e tratou de levar tudo, sem esquecer nada que lhe pertencia, pelo menos.

    Eram 8h quando ela desceu para o saguão de entrada. Os longos cabelos ruivos estavam presos numa trança lateral que se unia num rabo de cavalo que fazia uma suave curva. Tinha descido as escadas e entregado a chave de seu quarto para fechar a conta no hostel. Enquanto esperava, ela já pegava o celular e o cartão para ligar para Sasha, mas não foi necessário. Ouviu a porta do hostel se abrindo e virou-se um pouco para ver quem tinha entrado.

    Sua expressão séria, fechou-se completamente ao se deparar com a irmã. Aimee nunca tinha visto a irmã com uma expressão daquelas, pelo menos não direcionada para ela. Geralmente Sienna fazia essa cara quando reprovava alguém ou alguma atitude, mas nunca suas. Sempre a protegeu e abraçou, como sua irmã mais nova. Porém, naquele momento, Aimee sentia que algo tinha se rompido, porque Sienna a encarava como se fosse um ser humano desprezivel. Os olhos azuis estavam mais gelados do que o normal e, apesar de ter uma beleza encantadora e ser uma moça legal, naquele momento, ela não conseguia ser nada disso. Cancelou a ligação e guardou o celular e o cartão por um instante enquanto esperava Aimee se aproximar.

    Terminou de se virar, dando as costas para o balcão e olhando diretamente para a irmã. Os olhos azuis foram da cabeça aos pés e subiram de novo até repousarem em seus olhos.
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Dom Jun 04, 2017 2:19 am


    Quando acordou, a jovem sentiu algo que não estava acostumada a sentir pela manhã: disposição. Antes de reparar qualquer coisa, se sentou, olhando para as próprias pernas nuas e se lembrando de todo o acontecido. Não queria esquecer aquilo... Foi tão...diferente. Ela nunca esperara tamanha delicadeza e empenho do ShL para com o prazer dela.  

    Os beijos foram suaves e intensos, nos devidos momentos; os toques certeiros e muito experientes, da parte dele; as bocas e línguas não pararam um instante... Fosse presas aos lábios de ambos ou percorrendo cada centímetro do corpo do outro, em uma ânsia pelo gosto e pelo toque que Aimee não sabia existir dentro de si. No início, estava realmente nervosa e sem jeito, fazendo umas coisas bem esquisitas... Mas, aos poucos, com a dedicação dele, ela se soltou... e como se soltou

    [...]

    Suspirou, se espreguiçando, nem se lembrando direito do pesadelo daquela noite. Ele estava ali, pertinho das memórias da outra noite, a fazendo se sentir um pouco estranha com tudo aquilo... Mas foi momentaneamente ofuscado pela sombra deliciosa na qual se escondeu na noite anterior. Ao olhar para o lado e perceber que estava sozinha, ficou até aliviada. Realmente, nenhum monstro a havia assustado naquela noite... Mas seus monstros matutinos ainda tinham alguma força e não os queria partilhar com Yuri. Se levantou, indo tomar um banho antes de comer o café que estava preparado. Vestiu a mesma roupa que viera, com exceção das roupas íntimas. Pegara uma cueca dele, por preguiça de ir no outro quarto e vestiu por baixo do jeans. Dobrou a lingerie, deixando por cima do vestido dobradinho na cama dele. Ela estava limpinha, exceto pelo cheiro do prazer que ele dera a ela. Deu um sorriso com aquela pequena traquinagem e foi comer, procurando uma caneta no quarto e escrevendo algo no papelzinho que ele deixou a mensagem e guardando em sua calça.

    Depois de se arrumar, desceu e foi pegar o celular que estava na mesinha, tirando o papel do bolso e colocando o celular nele. Pousou o bilhete lá, bem visível.

    Para: Aimee O monstro na Sombra

    Fique bem com algo meu.
    Estou com o seu celular

    De: O monstro na Sombra Aimee

    Não havia dado detalhes, ele veria o “presente” sacana no quarto e teria como a achar, caso assim quisesse, pelo celular que ele voara longe na noite anterior. Após estar arrumada e aparentemente com tudo seu na mochila, foi para o carro, cumprimentando o motorista e agradecendo quando ele disse que a levaria para o hostel. No meio da viagem, acabou encontrando o bouquet. – Ah, a rosa – suspirou, se lembrando que esquecera de pegar. Ela tinha mais significado que o bouquet inteiro, por ele ter separado e colocado no quarto, mas agora não tinha como pegar. Tirou uma pétala de uma das rosas que tinha em mãos, abrindo a cadernetinha e guardando lá. [...] Após chegar na porta do Hostel, colocou o bouquet em um vaso de plantas bonito que havia lá, achando que ali seria mais apreciado que em seu quarto escuro dali. Tomou o cuidado de pegar o cartão, entrando com ele na mão.

    [...]

    Ela congelou ao ver Sienna e receber aquele olhar dela.  Parou onde estava, com os olhos arregalados. Era Sienna que havia vindo buscar ela? Era...A irmã, no telefone na noite passada? “Ah, merda”, pensou, suspirando. O sorriso sumiu do rosto e ela se aproximou, com a cabeça abaixada. – Vamos conversar no meu quarto. Por favor – falou, sabendo que não teriam uma conversa fácil... Se adiantou, pedindo a chave para a mulher do balcão... Terminaria com a grana dela com a hospedagem, mas sentia que a irmã iria preferir estrangular ela em um espaço particular.

    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Dom Jun 04, 2017 2:38 am


    Sienna sempre desejou toda a felicidade do mundo para sua irmã e, se fosse outra ocasião, teria ficado extremamente feliz com aquele sorriso que ela tinha ao entrar no hostel. Porém, dada às circunstâncias das últimas 24 horas, o sorriso dela acabou se tornando um combustível para o sentimento rum que estava crescendo na jovem Parente. Ainda com os lábios fechados, ela trincou os dentes e engoliu em seco ao finalizar a encarada que deu na irmã. De certo modo, gostou do modo como Aimee se envergonhou e abaixou a cabeça. Mas isso não seria o suficiente.

    A irmã se aproximou, sem mais sorrir e com a cabeça cabisbaixa. Sienna mantinha a postura perfeita, implacável e extremamente formal, distante da irmã. Quando Aimee pediu a chave, ela direcionou o braço, impedindo que ela completasse aquele pedido. Olhou para a recepcionista e disse.

    - Não será necessário, obrigada.

    Foi bastante gentil e educada para com a pessoa por trás do balcão, mas quando voltou-se para Aimee, o tom de voz era outro.

    - Eu não quero ouvir. Eu não quero saber. - Arqueou uma das sobrancelhas. - Você não tem ideia do quanto estou me controlando para não agredi-la em público.

    Essa parte, ela disse um pouco mais baixa e dava para ver que ela realmente estava se controlando. Tudo porque era empática, uma moça legal, e pensava nos outros. Estava suprimindo seu ódio e tentando não agredi-la, mas não a pouparia das palavras. Muito menos do tom. E certas palavras são piores do que um tapa e era isso o que Aimee sentiria. Cada palavra da irmã seria como um tabefe bem dado na cara, mas nesse caso, era o peito que doeria. Porque ela estava distante, não confiava em Aimee e não queria ouvir suas justificativas, muito menos compartilhar de suas alegrias.

    - Você tem duas opções. Voltar comigo para casa e dizer que não voltamos ainda ontem porque havia algo estranho pelas redondezas e não era seguro voltarmos. E, nesse caso, eu não conto nada para o papai, levo o segredo pro túmulo comigo. Ou ficar no seu querido quarto e esperar pela ira do Aeron quando souber do que aconteceu. Nesse ultimo caso, provavelmente também serei responsabilizada por seu egoísmo e completa falta de bom senso. Mas é o preço que pago por ter confiado em você.

    Piscou lentamente e a encarou.

    - Em qualquer dos casos, essa é a última vez que você poderá contar comigo para qualquer coisa, Aimee. E não venha me dizer que você se preocupou comigo ou qualquer mentira sua. Você é tão egoísta, mimada e inconsequente quanto o Aeron. Precisei passar pelos últimos dias sozinha, para perceber isso.

    Retirou o óculos de Aimee e o mapa esfarrapado da bolsa e empurrou contra o peito dela. Se amassasse um pouco a armação, nem lamentaria por isso.

    - Escolha. Eu vou chamar o carro.

    Passou pela irmã e fez questão de não tocar nela, como se ela fosse suja ou tivesse alguma doença contagiosa. Inclusive fez uma expressão de repúdio enquanto passava. Seus passos ecoaram para fora do hostel. Nem fazia questão do café da manhã, tinha perdido o apetite. Mesmo que estivesse minimamente aliviada por ver sua irmã viva.
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Dom Jun 04, 2017 3:34 am



    Quando a irmã impediu que ela pegasse a chave, a olhou sem entender. Já haviam brigado algumas vezes, mas sempre resolveram tudo na conversa. Na verdade, achava que ia realmente apanhar (não revidaria na irmã, é claro), mas, ainda sim, pensou que poderia explicar os acontecimentos... E, principalmente, a motivação por tudo aquilo. Talvez, no fim, a motivação fosse a única coisa de fato justificável. Ela suspirou, abrindo a boca para falar algo, mas logo se calou, ouvindo a irmã. Não interrompeu em nenhum momento... Chegando a ensaiar novamente uma resposta quanto a ela voltar... Mas, ao perceber que realmente ferraria Sienna, apenas assentiu com a cabeça.

    Não se envergonhava de nada que havia feito e isso era fato, mas entendia o ponto de vista da irmã. Talvez, depois de tantas vezes, ela tenha realmente se cansado de Aimee... “ Se você é feliz assim, eu te apoio ”, Sie sempre dissera, mas, provavelmente, havia chegado em seu limite. Suspirou. Não havia planejado nada daquilo. Não havia feito nada que ferisse físicamente ninguém. Não havia, de fato, incitado desavenças, afinal, comprovara (em sua cabeça) que, apesar das desconfianças, as tribos podiam conviver... Se os dois lados colaborassem, como acontecera naqueles dois dias.

    Nunca havia se sentido feliz, como em Bray, por poder acordar e decidir o seu destino, sem ninguém lhe dizendo o que fazer... Ou obrigando a fazer coisas ruins. Mas nada disso importava, no fim. Somente o que importava para aquela família era a política, o poder e a imagem. Se preparou para seguir Sienna, quando recebeu aquele olhar enojado dela. Todo o restante de bom humor que tinha se esvaíra. Só havia recebido um olhar como aquele do Visconde... Ao dizer que ninguém gostaria de uma garota suja como ela, em uma ameaça. A ruiva sentiu os olhos se encherem de lágrimas, mas as segurou. Tinha feito uma merda maior que imaginara e perdera a única pessoa que tinha.

    [...]

    Aimee seguiu calada, atrás de Sienna, não querendo piorar aquela situação. Esperou com sua mochila nas costas, desejando não ter voltado, afinal, ninguém sentiria sua falta. Botou os óculos meio amassados, pelo impacto, deixando as lágrimas caírem.

    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Dom Jun 04, 2017 1:19 pm


    O recado tinha sido dado e aquelas eram, de fato, as únicas opções que Sienna daria para Aimee. Talvez sua irmã não percebesse, de inicio, o que significava "não querer saber o que aconteceu". Sim, em partes era questão de puro desgosto e raiva por imaginar, porém, era mutio mais uma questão de proteção. Quanto menos Sienna soubesse dos detalhes ou, no caso, não houvesse confirmação do que aconteceu nesse encontro entre Yuri e Aimee, mais fácil seria para Sienna mentir. Até porque, não seria de todo mentira, se ela não sabia o que tinha acontecido. No fim das contas, era seu modo de tentar proteger Aimee.

    Já as opções, isso não tinha jeito. Ou Aimee ia e elas inventavam juntas essa história ou Aimee ficava e Sienna contava a verdade. De todo modo, o pescoço dela também entrou em jogo. Porque seria cumplice da irmã, no caso da mentira ou seria uma irresponsável se não voltasse com ela.

    Porém, a jovem não hesitou quando saiu. Sinceramente não sabia qual seria a resposta de Aimee para seus apontamentos porque não sentia que a conhecia mais. Dissera que ia chamar pelo carro, mas estava com fome. Seu estômago estava reclamando à ponto dela precisar adiar por mais alguns instantes. Aimee veria que a irmã seguia para uma cafeteria charmosinha que havia próximo ao hostel. Abriu a porta do estabelecimento, fazendo aquele sonzinho de sino e escolheu uma das mesas de dois lugares. Sentou-se proxima à janela, de frente para a porta.

    Viu que Aimee estava logo atrás dela e que ela escolhera a primeira opção. Podia continuar com os óculos escuros se quisesse, mas Sienna viu a marca da lágrima no rosto dela. Arqueou uma das sobrancelhas, daquele jeito meio indiferente, mas esboçou um sorriso quando a garçonete se aproximou. Usando de seu tom habitual, ela pediu um café da manhã irlandês para duas pessoas e um café puro para acompanhar. Aimee talvez estranhasse porque o café da manhã irlandês, como ela já sabia, era bastante pesado, quase que uma refeião para pós-ressaca. Tinha bacon, salsicha de porco, morcela preta e branca, tomate grelhado, cogumelos, ovo, quatro fatias de pão e feijão com molho de tomate. Não era o tipo de comida que sua irmã se alimentava logo de manhã cedo, mas foi o que ela pediu sem nenhum tipo de cerimônias e para duas pessoas - não disse que era para Aimee, embora isso pudesse ser implícito.

    Agradeceu e abriu sua bolsa, pegando o celular e os cartões. Mandou quatro mensagens, ao todo: para os três que a ajudaram ontem e para o pai. Para Liam, Gael e Sasha, foi algo mais genérico, informando que havia encontrado Aimee naquela amanhã e que agradecia por tudo o que fizeram. Já para o pai, informou que encontrou-se com Aimee e que logo estariam na estrada. Não tinham retornado no dia anterior porque não foi muito aconselhável, mas estavam bem. Ao terminar de enviar as mensagens, respirou fundo, guardando tudo de novo na bolsa, mas não a encarou de novo.

    Era quase que uma tortura psicológica, agir como se estivesse sozinha mesmo tendo sua metade logo ali diante dela.
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Dom Jun 04, 2017 2:04 pm


    Para Aimee, a situação não tinha cara de proteção. Na cabeça dela, a irmã estava apenas muito puta pra se importar e iria a jogar para o pai, e, em seguida, o pai a jogaria para a sua nova família. Só de pensar naquilo, sentiu um espasmo na coluna de medo.  “Eu achei que teria mais tempo...”pensou, mas estava aceitando. Nem mesmo seus ancestrais mais livres haviam escapado da maldição familiar da nobreza. Seu tio o havia feito, mas, pra isso, tinha abandonado a Tribo. Aimee não podia fazer isso... Apesar do ódio da irmã, ela era a única coisa preciosa para a jovem Prata e nunca a abandonaria por qualquer ideal que fosse. O vínculo das duas era algo que poucas pessoas entendiam, tão forte, tão profundo.

    E machucava tanto, naquele momento...

    [...]

    Estava com a cabeça baixa, tentando esconder as lágrimas que escapavam dos óculos, quando sentiu a gêmea se afastar.  Ergueu o olhar, curiosa com o que ela iria fazer... Mas acabou a seguindo. Além de não gostar de Sienna andando sozinha nas ruas de Bray, já havia feito sua decisão de voltar com ela, por isso, se manteve por perto. Quando entraram na cafeteria na qual encontrara Yuri na manhã anterior, suspirou, com a ironia do destino. Percebeu que a irmã iria comer antes de partir, por isso, se sentou na frente dela, estranhando o tipo de desjejum que ela escolhera. Sabia que a irmã não tinha o estômago muito bom e temeu pela saúde dela... Mas não achou que devia intervir.  Estava muito chateada pra perceber a intenção de Sienna em alimentá-la.

    [...]

    O pedido não demorou e a qualidade era mesmo muito boa. Aimee não estava com fome, o que era meio estranho... Sienna costumava dizer que a irmã só era magra pois Gaia quis assim, afinal, comia demais e em qualquer oportunidade que pudesse. Beliscou uma coisa ou outra, ao perceber que a irmã estava comendo demais... Queria evitar que ela passasse mal, como já acontecera no passado.

    Quando trouxeram mais uma xícara de café para as duas, Aimee suspirou.

    - Sienna... Eu sei que você não quer me ouvir. Sei que te coloquei em uma situação péssima e sinto muito muito mesmo por isso. Mas não vim pra cá com essa intenção. Você sabe que eu nunca te machucaria por querer... – falou baixo.

    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Dom Jun 04, 2017 2:38 pm


    Havia uma silenciosa gratidão por parte de Sienna pelo fato de Aimee estar quieta. Não achou estranho o fato dela não pedir um prato para si, mas Sienna também não tinha dito que a comida era para ser dividida. Poderia dividir, mas comprou tudo para ela. Em momentos de tensão, a fome voraz da ruiva atacava e elas comprovavam que eram realmente idênticas em vários sentidos. Mastigava tranquilamente enquanto lia algumas notícias pelo jornal e disse, primeiro.

    - Não quero ouvir.

    Falou com a boca meio cheia, visivelmente desinteressada no que a irmã tinha para dizer. Porém, Aimee insistiu e a ruiva deixou os ombros caírem um pouco, como se pedisse iluminação superior. Voltou a erguer o olhos para Aimee e sorriu.

    - Eu sei, Aimee. - Disse tranquilamente, mas aquilo era perigoso. Aimee estava cutucando a irmã com vara curta. - Você só pensa em si mesma, não tem como pensar em machucar alguém quando simplesmente não vê ninguém além...de si mesma. - Repetiu, com um pensamento bem simplista e deu de ombros. - Quanto a me meter na confusão, bom, a culpa é minha. Eu poderia ter dito para o papai que era incapaz de realizar a tarefa, mas realmente estive preocupada com você depois da penúltima noite. Você não dava notícias há dias, nem nada disso. Porém, se eu tivesse a mais remota ideia de que você estava se divertindo tanto, eu nem teria me mexido até aqui.

    Repousou os talheres à mesa e a encarou.

    - Você é um problema do papai, não meu. Pelo menos, não mais. - Voltou a comer, mastigando com mais vontade, mas parou. - Só queria saber uma coisa: Há quanto tempo você o conhecia e era associada à família dele?
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Dom Jun 04, 2017 3:09 pm


    Não sabia que a irmã pensava aquilo dela.  Sentiu uma pontada de dor no peito, como se o coração tivesse sido perfurado pela língua afiada da irmã. A olhou, sentindo um gosto amargo nos lábios, muito mais amargo que o café forte e sem açúcar que havia bebericado momentos antes.

    Aimee tirou os óculos, os olhos estavam vermelhos, mas não tinham lágrimas no momento. Estava realmente assustada com as palavras de Sienna. Não com a parte de se divertir, pois isso não havia planejado e não sentia a mínima culpa, mas sobre ser egoísta. O que mantinha a menina com a família era o amor pela gêmea, o sentimento de protegê-la... Mesmo que isso a fizesse ter pesadelos cada dia mais fortes, a medida que seu suposto casamento se aproximava.

    A ruiva apoiou a xícara na mesa, claramente ficando BEM chateada com aquelas palavras. Poderia explicar que perdera o celular, ficara perdida, acabou sem dinheiro pra comprar outro... Mas apenas estalou os lábios. – Vai à merda, Sienna. Você e sua moral tão cheia de mimimi. Se você quer ser a porra de uma marionete do papai, problema seu. Se você acha que sou um estorvo, um problema do papai e não seu, foda-se o que vai dizer para ele, então. Não vou mais conviver com pessoas que me fazem mal pra te deixar feliz – Pegou a mochila e se levantou –Eu te amo... Mas não serei mais um estorvo pra vossa majestade... Pode dizer para o Aeron que se quiser medir forças comigo, basta me mandar uma mensagem que eu vou até ele. Afinal, não quero que a vinda dele aqui cause mais problemas para o núcleo familiar tão cheio de amor que temos. – e saiu andando, em direção à saída.

    As lágrimas agora desciam sem conseguir pará-las. Abriu a porta, tendo de respirar fundo, como se não conseguisse mais respirar. Parou alguns metros depois, se agachando, encostada na parede, chorando, com a cabeça encostada nos joelhos e uma dor terrível por teer dito aquilo para a irmã.


    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Dom Jun 04, 2017 3:48 pm


    Aimee enchia a boca - ou melhor, molhava os lábios com o café - para mandar Sienna à merda e ter seu próprio rompante de fúria. Depois que falou tudo o que quis, pelo menos  parte do que teve vontade de dizer, Sienna conseguiu recuperar um pouco do próprio controle. Enquanto Aimee esbravejava, ela apenas a encarava e mastigava uma torrada com manteiga. Isso talvez ajudasse a irritar mais a irmã.

    - Ah é? - Foi tudo o que disse.

    E engoliu seus pensamentos junto com a torrada. A atitude da irmã só confirmava tudo o que ela tinha dito antes. Egoísta, mimada, rebelde sem causa. Mas Sienna também não voltaria atrás com as duas opções, se Aimee escolheu a mais dificil, que seja. Estava cansada de tentar cobrir as merdas dos outros e tentar harmonizar as coisas. Observou a retirada de Aimee que saía em lágrimas e ainda se achava na razão. Aquela solidão da irmã, a fez se perguntar "por que ela estava sozinha depois de ter passado a noite com um protetor?". Será que a irmã não percebia que, mais do que a marionete de seu pai, tinha sido uma qualquer coisa pra um estranho?

    Talvez ter comido durante a discussão tivesse ajudado na dor que sentiu em sequencia. Levou a mão até a barriga e subiu até o proprio pescoço. Levantou-se com certa pressa e só teve tempo de pegar a bolsa e correr para o banheiro. Tinham duas cabines lá dentro e ela entrou na primeira, empurrando a porta de qualquer jeito, colocando pra fora entre tossidas e espasmos. Sentia o corpo fraquejar e vomitou até seus olhos lacrimejarem e as lágrimas finalmente escorrerem. Em parte pelo mal estar, mas em geral, porque precisou colocar para fora porque, afinal tinha só 16 anos e não era tão estável quanto pensou que fosse.

    Àquela altura, já achava que tinha perdido a irmã por Bray, mas não correria mais atrás dela.
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Dom Jun 04, 2017 4:24 pm


    Aimee demorou bons minutos para conseguir se recuperar. Como a cidade tinha aura dos ShL pairando, ninguém se importou em parar e ver se a menina estava bem. Na verdade, ela agradeceu por isso. Não gostava nada que desconhecidos soubessem de seus assuntos pessoais, ainda mais daqueles que a atingiam diretamente. [...] Mesmo na crise de choro, ela observava se a irmã ainda estava dentro do café. Apesar de toda merda acontecida, ainda achava perigoso ela andando sozinha naquela cidade, por isso, iria a “escoltar” de longe, até que pegasse um Uber pra casa.

    Mas Sienna não saiu. Aimee estranhou aquilo, pois já haviam passado um tempo significativo, e a irmã já havia terminado de tomar café, quando saira da cafeteria. Quando sentiu que podia se firmar nas próprias pernas novamente, limpou o rosto, cheio de marcas de lágrimas, e foi andando discretamente até lá. Olhou pela janelinha, tomando cuidado para a irmã não ver ela, mas o que viu a preocupou mais que qualquer raiva que estava sentindo. A irmã havia acabado de se levantar e estava cambaleando até o banheiro, com ambas as mãos no estômago. “Eu sabia que essa viada ia passar mal”, pensou, bufando. Tinha uma farmácia ali perto, Aimee correu até lá, comprando o remédio que a irmã sempre tomava quando tinha dor no estômago, gastando os últimos dinheiros que tinha, e correu de volta para a cafeteria, aproveitando que Sienna ainda não tinha pago a conta e pedindo uma água com gás.

    [...]

    Andou até o banheiro, com a garrafinha e o remédio, e fechou a porta, ouvindo que a irmã ainda vomitava. Pousou as coisas na pia e olhou nas cabines, achando Sienna na primeira, que estava aberta. Se abaixou, segurando o cabelo da irmã e deixando ela terminar aquilo. Logo a sentou no chão, pegando um pedaço de papel e limpando os lábios dela.
    -Cala a boca – disse, quando a irmã esboçou dizer algo. Aimee se levantou para pegar o remédio e a água e logo se ajoelhou, as duas no espaço bem apertado da cabine e olhou Sie, enquanto abria o remédio e indicava para ela abrir a boca. Colocou o remédio ali e abriu a água, entregando para ela. Era meio surpreendente que ela se lembrasse do remédio que a irmã usava quando mais nova, sendo que esquecia dos detalhes mais simples de tudo – Você sabe que não pode comer tanto e coisas tão gordurosas. Tá achando que tem o estômago sem fundo igual o meu? – dizia brava e suspirou.

    Puxou Sienna para si. Estava muito irritada, mas preocupada. A abraçou, mesmo contra a vontade da outra.

    - Eu ainda acho tudo o que disse. Mas principalmente, falei a verdade na parte que te amo, mesmo que você não acredite – disse, num rosnado, odiando admitir aquilo –  Eu só... Eu não posso voltar – a soltou, desviando o olhar do dela, dando um pequeno soluço por segurar o choro. – Não posso, Sie... Não posso... – Não era só a briga das duas... Era algo mais. Se Sienna estivesse um pouco mais aberta, veria aquilo.


    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Dom Jun 04, 2017 7:20 pm


    Sienna não sabia há quanto tempo estava ali dentro, mas no momento também não se importava muito com isso. O movimento ali parecia pequeno e nenhuma outra mulher entrou no banheiro, até então. Sofreu mais um grave refluxo, chegando a engasgar e tossir antes de colocar para fora. Terminou por cuspir algumas vezes enquanto as lágrimas continuavam rolando por seu rosto. Eis que nesse momento, ela sente a aproximação de alguém e só tem tempo de passar as costas da mão pelos lábios e se virar lentamente antes de se deparar com Aimee.

    Seu rosto estava mais inchado quando sentiu a mão da irmão por cima de seu rabo de cavalo para evitar que o cabelo se sujasse no processo. Por sorte, ela já tinha terminado e agora encarava Aimee com a real expressão que queria ter usado antes de ser consumida por aquela fúria desmedida para com sua irmã. Também não retirava nenhuma das palavras que dissera a ela, porque na raiva, realmente sentiu tudo aquilo e muitas coisas estavam seguradas. Mas agora que fora encotnrada naquela situação precária, ela se permitia fraquejar. A ponta do nariz estava bem vermelha e ela o mexeu em compasso com o queixo que tremia enquanto as lágrimas continuavam se acumulando.

    - Você... - Disse com os dentes trincados, mas recebeu um cala a boca. Fechou a boca e fungou, ainda recebendo os cuidados, mas agindo de modo relutante. Voltou o olhar na direção do comprimido que a irmã entregava e aquilo a sensibilizou. Tomou o remédio, ainda sem dizer nada, mas grunhiu quando recebeu o abraço da irmã. Os punhos estavam fechados e ficaram mais tensos, tentou se soltar, mas Aimee não permitiu.

    Tentou um pouco mais e Aimee começou a falar.

    Sienna fechou os olhos, soluçando e tentando tatear a irmã, parecia que ia querer se soltar dela. Mas, no fim, acabou envolvendo a irmã, completando o abraço porque o amor que nutria por ela acabava sendo maior do que os erros de Aimee. Naquele momento, Sienna sentiu isso. E sentiu um pouco mais, pois havia algo nas palavras e no desespero de sua irmã que começava a ser transmitido para Sienna. Podia sentir que havia algo errado, porque conseguia sentir o desespero crescendo em seu peito. Soluçou e virou o rosto, encarando Aimee de perto.

    - O que aconteceu e que você não me contou ainda, Memê? - Perguntou baixinho, mas arregalou os olhos e meneou negativamente. - Não sobre ontem. Antes disso. Eu já te perguntei várias vezes, mas você sempre fugia de mim. Se você quer que eu confie, acredite e lute por você, me conte agora.

    Soluçou, deixando mais lágrimas escorrendo pelo rosto que já estava bem vermelho.
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Dom Jun 04, 2017 8:15 pm


    Aimee não ligava para os protestos da irmã. Cuidava dela, até perceber que ela estava relativamente bem, apesar de ainda parecer muito pálida. Deu descarga, para o cheiro não acabar enjoando mais Sienna e logo a abraçou apertado, até sentir a outra ceder e a abraçar de volta. Manteve aquele abraço, sentindo a irmã também soltar a emoção contra ela, chorando e molhando seu casaco. Aimee não se aguentou mais, chorando junto e apertando mais o abraço. As duas pareciam uma sinfonia de soluço, choro, fungadas e coriza, misturadas com as palavras que diziam.

    Finalmente as duas estavam conversando.

    Após a jovem rebelde confessar que não poderia voltar, Sienna aparentou que queria se soltar do abraço, mas apenas virou o rosto, para deixar o abraço confortável enquanto conversavam face-a-face. As palavras dela fizeram Aimee corar violentamente, deixando o rosto já rubro pelo choro ainda mais vermelho e o olhar da menina ficar baixo. Não conseguiu encarar a irmã.

    - Eu vou contar. Mas você não pode contar para ninguém... nem pro papai e muito menos pro Aeron – disse, num sussurro, a olhando por um momento. Logo, limpou as lágrimas do rosto da irmã com a ponta dos dedos e voltou a esconder o olhar, suspirando profundamente.

    -Lembra do dia que o Visconde e o Niall foram lá em casa, pra oficializar o Noivado? Que eu te deixei no quarto e te fiz dormir... E no outro dia te pedi ajuda pra trocar o lençol da cama, pois meu período tinha vindo mais cedo e eu tava com vergonha de os empregados verem? – tremia de leve, falando pela primeira vez sobre o assunto. Sienna se lembraria do dia... Aimee parecia muito aflita, mas a irmã imaginou ser mesmo vergonha. Se forçasse a memória, depois daquele dia, lembraria de ver Aimee com hematomas pelo corpo, que tentava esconder.

    - Não foi isso que aconteceu – engoliu seco – Depois...Depois que eu saí do seu quarto, eu encontrei o Visconde no corredor... E ele disse... Ele disse que o papai havia me dado em casamento para o Niall para se livrar de mim e para eu ser problema de outra família. Depois... Depois disse que eu me tornaria comportada nas mãos dele... E que ia começar a me disciplinar naquele dia, pois “tinha direito” – fez cara de nojo, ao lembrar. Não mencionou que ele havia a comparado com a mãe durante toda a noite... A irmã não precisava saber dos detalhes mais sórdidos – E ele fez isso. Ele me agarrou e me levou pro quarto... E tirou minha pureza naquele dia – dizia entre soluços.  – E me ameaçou... Se eu contasse pra alguém, ele desmentiria...E ainda diria que eu fico difamando... E que sou...Suja.... – Suspirou, muito envergonhada – O sangue no lençol ... Foi da violência dele...
    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Seg Jun 05, 2017 9:25 pm


    - Se eu não posso contar pra eles, foi algo muito grave...

    Sienna murmurou depois de ouvir a resposta da irmã e se soltou um pouco. Passou as costas das mãos pelo rosto, secando as lágrimas - até um gesto bastante ingênuo, principalmente pelo olhar que fez. Não parecia mais aquela fera de antes, pronta para matar Aimee. Agora estava com uma expressão que misturava extrema preocupação e curiosidade.

    Tinha perguntado tantas vezes antes, mas apenas agora num banheiro de uma cafeteria, diante de um vaso vomitado é que a irmã tinha tomado coragem de contar. Sienna recuou um pouco mais, mas as mãos voltaram a segurar as de Aimee. Quando Aimee começou a contar, também terminou de limpar suas lágrimas. Talvez precisasse se focar em outra coisa para não ficar presa naquela história de novo. Sienna apenas meneava positivamente, recordando-se do dia. Seu coração estava bastante acelerado, mas ele falhou quando a irmã disse "não foi isso o que aconteceu".

    Não? Então...que sangue...era...aquele?

    Sienna engoliu em seco e começou a sentir o corpo inteiro tremer. Cada palavra, cada vírgula e hesitação para relatar os fatos, faziam com que a ruiva vivesse aquele momento através dos olhos de Aimee. O queixo voltou a tremer e os dentes rangeram, antes que percebesse, as lágrimas saltavam de seus olhos. O sangue tinha engrossado a ponto dela perder um pouco o foco naquele momento. Se ela não fosse uma Parente, aquele provavelmente seria o momento de frenesi que a transformaria numa Garou. Sienna sentiu o peito perfurado várias vezes pela dor, pela impotência. Por ter sido fraca e conivente com aquilo, porque se sentia cúmplice. Ela ajudou a ocultar os fatos, porque Aimee teve medo de contar a vontade.

    A respiração estava tão ofegante que parecia que ela teria um troço ali dentro. As pernas falharam e ela sentou-se no chão, por dois segundos. Depois de todo o ódio provocado pela dor, vinha aquela culpa horrível que a assolava. Ela abraçou a irmã, do modo mais maternal e protetor possível, aninhando na cabeça em seu ombro. Fungou uma vez mais, engolindo em seco.

    - Memê...e-e-eu sinto muito-to... - Murmurou meio caga e apertou o abraço.  - Eu n-não s-sei o que fazer, mas... - E, nesse momento, ela reuniu coragem para afastar a irmã e encará-la.  [b]- Eu vou destruir este verme.

    Mesmo que Sienna fosse "só" uma Parente - como os próprios Presas de Prata gostavam de falar quando se referiam aos Parentes - havia tanta força naquelas palavras que parecia com uma promessa. Sienna fungou e levantou-se, oferecendo a mão para que a irmã também o fizesse.

    - Isso não vai ficar assim. Este desgraçado terá o que merece por ter feito isso com você, com nossa mãe. - Dizia enquanto Aimee se levantava.  - Mas eu não sei o que fazer com você agora. Eu não quero que você volte para lá, porque você não quer contar a verdade pro papai e ele vai te vigiar mais. Porém, como vou te deixar aqui? Você não tem ninguém aqui, não tem! Não dá pra confiar neles.

    Ela apontou para fora e Aimee sabia a quem ela se referia.

    - Nós não...- Ela parou de falar, pensando num nome e numa tribo que veio à sua mente. Alguém que também dera as costas para sua família e tribo antes disso. Alguém se parecia, em muitos aspectos, com Aimee.  - Talvez...É um pouco arriscado, mas...é a única coisa que consigo pensar, no momento. E se procurarmos o primo Sean?
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Ter Jun 06, 2017 7:29 pm


    Um dos motivos de nunca ter partilhado aquilo com Sienna, era a ligação que as duas possuíam. Na infância, a ligação era menor, fato comprovado por a gêmea nunca ter desconfiado do incidente... Mas, a partir da puberdade, parecia ficar cada vez maior. As duas ficaram mais íntimas, tirando as briguinhas comuns de irmãos na infância, e, por isso, começaram a partilhar sentimentos. Ninguém entendia quando diziam aquilo, mas as duas sabiam ser real e sentiam no fundo do peito quando a outra precisava de ajuda.

    O seu medo estava se comprovando diante de seus olhos. Aimee podia ver a irmã sofrer com cada palavra contada... Apesar de serem idênticas, Sie sempre fora mais gentil e isso parecia a fazer sentir ainda mais o peso que a irmã carregava há anos. Quando a irmã a abraçou mais forte e a aninhou no peito, a ruiva chorou baixinho, apertando a outra Parente contra si e afundando o rosto contra o seu colo. Não sabia o motivo de ter escolhido aquele lugar para contar sobre algo tão terrível, mas, de alguma forma, parecia bastante apropriado no momento.

    [...]

    Após algum tempo entre soluços e choros, ouviu Sienna voltar a falar, sentindo um frio na espinha ao ver o ódio nos olhos da irmã. Suspirou, se ajeitando para olhá-la e negou. – Sie... Isso já passou. Ninguém acreditará em duas parentes de 16 anos, contra um Visconde...Que por acaso é pai do meu noivo. Vão dizer que estou inventando isso para não casar – Essa era uma frase que vinha repetindo na própria cabeça há anos. Era a única forma de continuar seguindo a vida sem enlouquecer... Ou acabar fazendo uma merda e machucando um aliado do seu pai (ou se matando, nesse processo).

    Logo ouviu a ideia da irmã, achando interessante. Mas suspirou – Você já avisou ao papai que me achou. Vamos pra casa. Não quero que se meta em mais confusão por mim... Podemos mandar uma mensagem para o Sean nos encontrar em algum lugar da cidade e ver se ele pode nos ajudar em algo – Na verdade, queria correr até o possível salvador. Mas temia pela irmã e pelo laço que as duas possuíam. Era a única coisa que Aimee realmente se importava. A menina olhou o celular, vendo se Yuri tinha dado sinal de vida e suspirou ao ver a caixa de mensagens recebidas em branco.

    - Aqui eu estou segura contra o Aeron. Mas estou te pondo em risco em casa. Eu não planejei vir pra um território de ShLs, é sério. Eu só... Parei aqui. E descobri a merda quando encontrei a Sasha – disse, finalmente podendo se justificar com a irmã. – Depois disso... – se levantou, com ajuda de Sienna – Eu não quis pensar. Quis viver, antes de voltar pra casa – encolheu os ombros, pegando a mochila e a bolsa da irmã do chão. Mudou de assunto rapidamente, não querendo preocupar mais a irmã com seus medos e as sombras que a perseguiam durante as noites. Era algo que aprendera a lidar... de alguma forma.

    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Sex Jun 09, 2017 3:52 pm


    - Não passou! - Sienna respondeu com aquela revolta gerada pela revelação. Os olhos ainda estavam bastante vermelhos e a raiva crescia dentro dela. - Não passou e nunca vai passar, Aimee. Você melhor do que ninguém deveria saber disso. Só vai passar no dia que você tiver justiça.

    O queixo voltou a tremer e ela franziu as sobrancelhas enquanto tentava colocar a mente e as ações em ordem. Apesar de querer esganar aquele velho nojento - que se dizia um herói da nação, Sienna tinha que concordar que as duas eram apenas Parentes de 16 anos. Ao longo de toda sua vida, ela aprendeu a se portar e a jogar do modo de sua Tribo. Ela sempre alcançava o que desejava enquanto cedia coisas que esperavam dela. Diferente da irmã, que sempre se revoltava com tudo - agora com certa razão - Sienna conheci a aquele jogo.

    Contudo, ela nunca se achou "apenas" uma Parente. Quem os Garou seriam sem os Parentes? Fora que, para o mundo humano, elas eram Condessas. Um mero Visconde ousou mexer na filha de um Conde e de uma renomada Garou?

    - Você não é mais virgem. Qualquer exame pode comprovar isso e você poderia levar isso à publico. Aimee, você errou por não ter contado ao papai ou ao Aeron, que fosse. Nós somos aliados, mas tudo tem um limite. E o Visconde ultrapassou demais o dele. - Olhou para a irmã. - Eu entendo seu desespero, sua vergonha e insegurança, o porquê de você não ter contado. Mas depois de tantas fugas e das últimas vinte e quatro horas, eu não sei se você vai conseguir sair de Wexford de novo.

    Engoliu em seco e massageou a cabeça.

    As duas estavam se levantando e saindo da cabine. Enquanto Aimee falava, Sienna pegava sua bolsa para escovar os dentes e continuar pensando. Não achava que ela estivesse segura ali. Apesar de tudo, Sienna tinha sido criada ouvindo algumas coisas sobre os Senhores das Sombras - era uma Presa de Pratas, no fim das contas. Eles não eram confiáveis e só ajudariam se vissem alguma vantagem em retorno. Não queria brigar com Aimee de novo, mas a verdade é que Sienna não tinha visto nenhum Senhor da Sombra nas últimas horas. A irmã, aparentemente, tinha chegado sozinha. Sienna nem tinha visto Masha e não foi necessario que Sasha ligasse. Imaginava que estivessem ciente dos passos delas, mas era como se nem tivessem feito parte daquela história.

    Era uma impressão estranha.

    Cuspiu e lavou a boca. Respirou fundo e começa a se ajeitar novamente, voltando ao seu estado "normal".

    - Não duvido que você tenha chegado até aqui, por acaso. O problema é se você voltar de novo por vontade própria. Daí podem desconfiar, tanto aqui quanto lá. - Em casa, ela dizia. - Não estou dizendo que o Sean é a nossa única opção, mas eu confio mais nele do que em outros. Quando voltarmos para Wexford, as coisas serão mais difíceis, mas eu darei o meu melhor, Memê. Você precisa confiar em mim e não esconder mais esse tipo de coisa. Muito menos mentir.

    E, caso elas decidissem partir de uma vez, Sienna só pagaria pelo café da manhã e chamaria um Uber para levar até Wexford.

    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Sex Jun 09, 2017 8:07 pm


    Aimee observava a irmã se limpar, emanando raiva no corpo que costumava ter apenas paz. Suspirou, vendo que havia feito mais gente sofrer com a dor que devia ser somente dela. Embora não se desse conta disso, no fundo, se culpava tanto quanto as palavras de Ciaran, afinal foi o comportamento dela que fez o pai a prometer... E dar permissão para o homem “corrigi-la”. Ela ouvia, ficando um pouco apática com as palavras de Sienna. Tocar naquela ferida doía muito mais do que ela demonstrava... Afinal, de um jeito ou e outro, aquilo já estava cicatrizado... Até o momento, onde a pequena casca se abriu e começou a jorrar o pus nojento da verdade.

    Não respondeu às afirmações conflituosas e iradas da irmã. Apenas se encolheu, apoiando o corpo na pia, enquanto ela escovava os dentes e cuspia marimbondos. Era verdade, Aimee não era mais virgem, mas, primeiro, não havia como comprovar que havia sido o Visconde a tirar a pureza da gêmea; e, segundo, se fizessem algum exame, ao voltar, e achassem algo na menina, não seria de um membro da família Kavanagh. Deixou Sienna descontar a raiva nas palavras, não querendo responder. Já havia passado por aquela fase, inclusive, na época que começara a fugir de casa... Vivia puta com tudo e a raiva nunca resolveu nada. Hoje em dia, a ruiva apenas convivia com as próprias sombras. Fazer o quê?

    [...]

    Quase deu um pulo quando a irmã sugeriu que deviam contar ao pai e ao irmão. Negou, com os olhos arregalados. – Sie... Por favor. Não quero que eles saibam... – vergonha, humilhação, tristeza... Só conseguia imaginar que, depois de saber daquilo, o pai iria a odiar de fato... E que seu irmão iria fazer algo ruim que poderia refletir em Sienna. Assentiu às palavras dela. – Vamos, Sie... Vamos – disse, pesarosa. Estava assinando sua sina, com aquela volta para casa, mas, mesmo a ovelha negra da família sabia que, em alguns momentos, deveria ser responsável. Mesmo que não o fizesse por si.

    - Sim... Acredito que não terei a oportunidade de voltar, de qualquer maneira – tirou o celular do bolso e jogou na mochila, antes de ajeitar o rabo de cavalo. – Eu confio em você. Eu só não... – suspirou e não terminou a frase. – Vamos, temos duas feras para enfrentar agora – e abriu a porta do banheiro para a irmã. Após ela pagar, pegariam um Uber rumando a casa delas.

    Aimee deu a mão para a irmã no carro, apertando um pouco forte.
    Ao entrarem em Wexford, a jovem teve a impressão de ver lobos correndo entre as árvores, acompanhando o Uber. Estava ficando paranoica?

    Só largou a mão de Sienna ao avistar a casa e o carro parar.


    [/color]

    Rosenrot
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 406
    Reputação : 37

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Rosenrot em Sab Jun 10, 2017 11:28 am

    Voltar para casa tinha sido a decisão das jovens, agora que alguns segredos tinham sido revelados e que as possibilidades expandiam-se em torno das jovens Parentes. Sienna tinha a mente lotada de pensamentos, de possíveis saídas e planos. Aimee tinha o peso da culpa por ter dividido seu fardo. Não era fácil, nada estava sendo tão fácil naquela manhã.

    Quando saíram para aguardar o carro chegar, Aimee viu um veículo estacionado do outro lado da rua. Não era o mesmo do qual tinha entrado no dia anterior, era um carro grande e escuro. Haviam três pessoas perto dele. Uma moça sentada no capô fumava um cigarro e observava o leve transito com ares de distraída. Dois homens estavam recostados à porta conversando, vestiam-se socialmente: terno, gravata e toda a parafernália necessária. Uma delas Aimee reconhecia muito bem: era Yuri Smirnov, apesar dos óculos escuros e do terno, ela sabia que era ele. O outro ela não conhecia.

    As outras duas eram um mistério, mas ambas sabiam se tratar de Garous. Nenhum deles olhava para elas, pareciam apenas conversar entre si, enquanto aguardavam algo.

    Um musiquinha saia do carro deles, não estava alta, mas as duas Parentes podiam ouvir:

    Just reach out to me
    For satisfaction
    Oh just call my name
    For quick reaction
    Yeah-heah
    Yeah Ye-hoo
    Oh don't you ever
    Don't you ever be sad
    Won't you lean on me
    When them times get bad
    When the day comes
    Oh and you are down
    You're in a river of trouble
    You're about to drown
    Hold on
    I'm coming
    Just hold on

    Para Sienna aquilo claro, não significava coisa alguma. Ela não tinha ideia de quem eram aquelas pessoas – não tinha noção de quem era Yuri – e podiam ser qualquer coisa. Para Aimee, por outro lado… Talvez fosse uma mensagem, não fosse? Talvez fosse só coincidência. De qualquer forma, a mulher sentada no capô saltou para o chão e entrou no carro. Ela ligou o motor e os dois homens se afastaram do veículo, começando a andar pela rua na direção contraria ao trânsito, até sumirem em uma esquina, o carro fez a manobra e saiu dali logo depois do Uber de Sienna e Aimee chegarem.

    […]

    Ir para casa agora era um caleidoscópio de sensações, para ambas afinal. E conforme iam se aproximando dos seus “territórios” essas sensações cresciam. As gêmeas provavelmente se sentiam mais unidas do que nunca naquele instante, ainda que tivessem pensamentos completamente diferentes. Em algumas horas o carro fez a curva e entrou na avenida que dava a grande mansão, os portões se abriram e Aimee e Sienna finalmente estavam em casa.

    Havia certa movimentação do lugar. Pessoas entravam e saiam, alguns caminhões estacionados aqui e ali, pareciam concentrar-se nos jardins da casa, onde tudo parecia ser arrumado para algum tipo de festa. As meninas seguiram para dentro de casa, onde foram recebidas por um pai estranhamente animado.

    - Finalmente! – Ele exclamou ao vê-las, sorrindo e contente. O homem moveu uma das mãos, chamando uma das criadas e orientou que Sienna e Aimee deviam ser levadas para as ‘provas’, fosse o que fosse isso, ele não parou para explicar o que estava acontecendo. A mulher, uma velha governanta da família apenas guiou as meninas pelos corredores já conhecidos por elas, para um dos cômodos do lugar…

    E quando entraram, para pânico delas, podiam contemplar diversos vestidos de noiva. Havia uma moça que os estava arrumando, mas parou ao ver as gêmeas entrarem.

    - Oh! – Exclamou ela, parecendo contente. - Gêmeas! Que fantástico. Qual das duas é Aimee? Não costumo trabalhar assim às presas, mas acho que conseguirei algo bastante apropriado para seu casamento amanhã. Trouxe meus melhores modelos, mas acho que para você... – Ela dizia, enquanto olhava em volta e movia-se na direção de um dos vestidos. - Esse será perfeito.

    Virou-se para Aimee de novo, sorridente. - Vamos, vamos experimentar. Temos pouco tempo para lhe achar o vestido perfeito!
    Bastet
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 290
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Bastet em Sab Jun 10, 2017 8:10 pm


    Realmente, voltar não estava sendo uma decisão muito pacífica, na mente da jovem Parente... Principalmente após ver Yuri com dois... Guardas? Não sabia ao certo, mas sabia que não estava esperando ver o Garou ali, junto com outros dois desconhecidos. Será que eram da matilha dele? Será que ele havia se metido em confusão? Nah... Estava arrumado demais para aquilo, certo? Ao menos achava que sim. Suspirou, não sabendo o que pensar. Ficara congelada, por um momento, olhando a cena, até ver o carro do Uber parando em frente a elas. Enrubesceu, olhando a irmã, que tinha uma cara desconfiada depois daquilo, e entrando rapidamente, sem dizer nada.

    “Que raios ele estava fazendo ali?” pensou. Não acreditava em coincidências com ShLs, mas também não sabia o que pensar. Ficou matutando aquilo... E assuntos sobre a volta, durante toda a viagem, se sentindo mais confusa do que gostaria.

    Estava deixando passar algo?

    [...]

    A viagem em si não teve problemas... Mas, ao chegar em casa e perceber toda aquela agitação, sentiu um frio na espinha. Não quis nem descer do carro, mas se obrigou, olhando pra Sienna. “Que merda está acontecendo/”, pensou, andando com cautela pra dentro de casa. Assim que colocou os pés ali dentro, vendo toda a decoração com flores, rendas e etc., parou. – Sienna... – começou, mas logo o pai chegou, as despachando dali. Já tinha uma ideia do que estava acontecendo e sua hipótese só se confirmou ao entrar no cômodo para onde foram guiadas.

    "...conseguirei algo bastante apropriado para seu casamento amanhã. "

    A fala da moça que arrumava os vestidos fez Aimee congelar. Olhou novamente a irmã e logo para a moça, dando um passo a frente -  Eu sou a Aimee... – disse e deu um pequeno sorriso, observando a imensidão de vestidos brancos e cheios de frufru que havia ali – E não me casarei de branco. Quero um vestido vermelho – disse, de forma firme – E curto – completou. Até mesmo os vestidos que deveriam ser de madrinhas tinham tons claros e elegantes, como a boa etiqueta mandava, Aimee negou ao vestido mostrado, se sentando na poltrona.  Nem gostava de roupas vermelhas, pois achava que ficava parecendo um tomate, devido aos cabelos ruivos, mas se achava no direito de perturbar a pobre mulher, e, indiretamente, o maldito pai com tudo aquilo.

    Estava ficando sem opções.



    Persephone
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 509
    Reputação : 178

    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Persephone em Dom Jun 11, 2017 3:25 pm


    Sienna não argumentou mais com sua irmã. Ela realmente tinha mandado a mensagem para o pai, mas isso foi antes de tudo o que aconteceu. A situação mudou depois de descobrir o que a irmã tinha passado e a ruiva achava que elas precisavam sim ter corrido atrás do primo de quarto grau, pois seria mais dificil conseguir fazer isso depois. Contudo, Aimee tinha batido o pé e como Sienna não quis trazer mais desgastes e preocupações para a irmã, decidiu voltar.

    Agora pensava nos novos objetivos e desafios que tinham surgido em sua vida. Até outro dia, ela estava seguindo tão bem, colocando em prática ações que ajudavam a fazer sua parte para um mundo que ela gostaria de viver. Um mundo mais justo, mais igualitário - ela não era o tipo de pessoa que julgava o próximo baseado no título, riqueza ou sangue, mesmo tendo sido criada entre os Presas de Prata e sendo uma condessa. Porém, depois do que soube, seu coração tinha recebido uma boa dose de odio e um sentimento novo. Ela queria vingança.

    O Visconde não tinha ferido apenas Aimee. Tinha mexido e ferido muito mais e era algo que Sienna queria resolver.

    Quando as duas saíram da cafeteria, ela percebeu, de cara três Garou. Não tinha como não percebê-los ali, mesmo que ela não tivesse certeza quem eram. A cara da irmã, por outro lado, a fez chutar quem poderia ser. Se ele ao menos não fosse tão suspeito pela forma como agia, Sienna teria colocado a irmã naquele carro para que a levassem pra longe. O fato de não confiar pesava muito nesse momento.

    As duas conseguiram um carro e levaram cerca de duas horas para chegar a Wexford. Durante a viagem, elas compartilharam um fone e deram as mãos. Cada uma tinha seus motivos para se preocupar e muito no que pensar. E a irmã mais velha ficou tão absorvida naquilo que nem comentou que conheceria seu pretendente no dia seguinte. Nem sabia quem era, mas diferente de Aimee, ela nunca se importou com isso.

    Wexford finalmente ficou visivel para elas, mas havia algo de errado. Quando saíra de casa no dia anterior, a movimentação parecia a de sempre e não havia nada de estranho, indicando que tudo mudaria em poucas horas. Os ombros de Sienna caíram e um frio percorreu a espinha dela ao entender - mesmo que ainda fosse dificil de aceitar - que o pai tinha feito um belo xeque-mate naquela situação. Sentiu-se como uma peça daquele xadrez, aquela que atrairia Aimee para o fim dela. Ouviu a exclamação do pai, toda sua agitação e não conseguiu se mover. As criadas se aproximaram para levá-las, mas Sienna se soltou.

    - Finalmente...? - Disse com os dentes trincados.

    O pai já tinha saído do alcance delas e Sienna preferiu ter certeza do que estava acontecendo antes de sair fazendo escândalos.

    - Eu sei, Aimee. Estou tentando pensar. - Respondeu rapidamente à irmã enquanto se movia pelos corredores.

    Quase desmaiou quando entrou naquele quarto e viu a quantidade de vestidos de noiva que havia ali. Como tinha imaginado, o pai fez tudo às pressas porque tinha a certeza de que Aimee voltaria por Sienna. Deixou a bolsa na sala e saiu antes de dar qualquer satisfação com a mulher que estava ali. Com isso, não ouviu o que Aimee propôs, nem a resposta que receberia. Começou a correr pela mansão, em busca do pai delas. Não podia ser no dia seguinte.

    Não desse jeito.


    Conteúdo patrocinado


    Re: [Shadow Secret] Aimee e Sienna

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Out 22, 2017 12:41 am