Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Compartilhe
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6984
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Lyvio em Qui Jul 20, 2017 8:28 am

    Orochi ouve a revolta do Anônimo e mantém sua face impassível:

    -Quem disse a você que os "cowboys" são os mocinhos? É uma possibilidade? Sim, mas não é certeza, portanto, sugiro que analise melhor a situação antes de agir e tomar partido. É por isso que sugeri que o Andrastea ficasse com vocês em caso de combate na vila.

    Sugiro também que não tente incitar revolta entre o vilarejo contra um suposto líder caso exista, você não foi enviado para causar o caos e a anarquia em outros mundos a não ser que seja necessário em algum momento.

    Tomem cuidado...


    Orochi terminava sua fala esperando as informações da Artemis.
    Claude Speedy
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 473
    Reputação : 9

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Claude Speedy em Qui Jul 20, 2017 10:48 am

    Anônimo:-Relaxa... Sei bem que os Cowboys não foram os mocinhos para os povos originais das Américas, de nenhuma das Américas... Eles foram outros sujeitos achando que a ordem tinha de ser imposta sobre os povos que não sabiam o que era "hierarquia". Basta lembrar o que a filosofa Ary Rand mesmo disse que índios tinham de morrer para o progresso do europeu prosperar e vemos novamente
    Claude Speedy efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    1
    Philosophy 4 + 3 (INT, T) = 7

    Com isso espero a resposta das duas garotas se vão seguir ou não comigo e continuo para questionar a rispidez do Anônimo contra os outros membros da tripulação.

    Elias Duque: -Pega leve com os caras, ele foi educado a pensar que era um deus e seu outro colega parece ser um militar religioso... eles nem imaginam como é pensar igual você.
    Anônimo: -Pego assim que eles entenderem como eu penso, agora cala a boca, quero ouvir as meninas.

    E então me calo.
    MINDGAME
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1128
    Reputação : 56
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por MINDGAME em Sab Jul 22, 2017 12:28 am

    Legendas: -Fala ou "Escrita", "Pensamentos", "Id", "Ego", "Superego", (Offs)

    Atens escreveu:Sua amiga tem medo de voar, Dr. Cannon? Bem, eu posso ajudá-la se quiser e acredito que ela se sentirá mais segura com alguém capacitado sentado no cockpit.
    -Tenho tudo sob controle, Imperatriz.
    Atens escreveu:Cannon, eu já lidei com isso inúmeras vezes em minhas viagens... distraí-la seria mais eficiente que isso. Deixe-me tentar ajudá-la e me ajude a fazer isso. Vá ao cockpit e assuma o controle da nave, porfavor.
    Suspiro e aperto os lábios.
    -Bem... ela é toda sua então, Majestade.
    Solto a cabeça da Druida e me levanto.
    "Frustrado?"
    "Não."
    "Por que queria ajudá-la?"
    "Conheci pessoas a manhã toda e ela foi a única que foi legal comigo."
    "(Magoada) Eu fui legal com você..."
    "A única garota real."
    Contrario o pedido de Atens e sigo para o fundo da nave, sentando ao lado de Quasar.
    -Íris, não é?
    Tento cumprimentá-la.
    -Não tive o privilégio de conhecê-la antes da reunião.
    Soube que você é uma especialista química.

    Falo em um tom amigável.
    "(Entediada) Tentando a sorte com outra tímida?"
    "Apenas curioso pelo motivo dela querer distância."
    "(Irônica) Espero que seja por ela ter bafo.
    (Off = Mantenho a ação de controlar a nave através do Omniapp, visando compensar a gravidade e evitar qualquer turbulência)



    Atens escreveu:A propósito, Dr. Cannon, a Comandante me enviou o sinal que parece ecos de localização. Você gostaria de analisá-lo?
    -Não me pareceu promissor. Sons de robôs transando não costumam fornecer muito material para análise, mas me envie por via das dúvidas.



    Atens escreveu:Essa nave não foi feita para conflitos, Dr. Cannon; e não gosto da ideia de entrar em um conflito sem saber pelo que lutamos. Sugiro que camufle a nave. Traduzimos os sinais recentes e decidimos os próximos passos. Entretanto, se queremos começar a entender esse conflito a fim de encontrar um caminho diplomático talvez seja ideal nos dirigirmos para aquela cidade e nos anunciarmos com uma mensagem de paz. São sugestões e eu gostaria de ouvir a opinião dos demais membros dessa equipe antes de decidirmos.
    -Camuflagem saindo.
    Fiquem em seus lugares.

    "Id. Digital theater no máximo."
    OMNITOOLS INFILTRATION SET (75EPs):
    • Armadura espacial (18EPs): Protection 8 (Trade-Off +4 / Parry & Dodge -4), linked - Immunity (life support) 10
    • Digital theater (45 EPs): Illusion (all sense types) 9
    • Lentes e receptores especiais (7EPs): Senses 7 (ANALYTICAL (Visual 1, Auditory 1), Counters Concealment (Visual 5))
    • Propulsores (5EPs): Flight 3, Platform -1, Subtle 2
    (Off = Estou considerando a ficha nova, mas tem uma versão na antiga se quiser considerar.
    Technology +19 +SECOND CHANCE) MINDGAME efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
    14 , 20
    (Off = Como não estamos em turnos travados, Ace tenta até conseguir aplicar o projeto.)

    Uso o Digital theater para sobrepor a nave como se ela não estivesse ali, subo com ela a uma distância segura da batalha e tento pousá-la dentro da cidade, mantendo o efeito.
    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 652
    Reputação : 108
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por isaac-sky em Dom Jul 23, 2017 12:22 am

    @NIMARU SOUSKE e @MINDGAME:


    Ace começa a questionar sobre a IA para o cientista, mas Lawson parece apressado agora.

    [Lawnson]:Eu te pago uma cerveja depois e aí a gente fala da IA. Já me escondi por muito tempo aqui, o serviço continua haha - ele diz andando até a saída.

    Saber mais da Artemis ficaria para depois



    @ISABEL MULLER:


    Atens percebe a honestidade nas palavras de Ron. Ele esconde preocupação em sua postura militar. Mas a Imperatriz também percebe na veracidade em como ele acredita que ao lado dela eles poderiam prevalecer. Há uma fé genuína nela.

    A Imperatriz não percebe se Perz fala a verdade ou não, ele parece se portar como sempre.

    Atens também analisa Ren, a extrovertida dryad. Em suas falas há sinceridade e ela não parece se preocupar como o irmão. Ela parece compartilhar da mesma fé na Imperatriz que o irmão possui.
    A aceitação de Ren parece estar ligada a natureza dela, parece ser o jeito dela lidar com tudo.

    Atens escreveu:Atens- Eu espero que não ignore e que aprenda a lidar com isso apropriadamente. Essa é uma lição difícil de aprender. - “E algumas vezes bem dolorosa. Mas, não era isso que eu esperava que Ron falaria. Perz e sua crença o incomodam e embora ele ainda não tenha dito isso ficou evidente em sua reação.” - Entretanto, não deixar que isso o paralise significa que já no caminho certo. - Atens volta-se para a escotilha e permanece fitando a visão do planeta enquanto continua. - Iremos enfrentar várias tempestades em nossos caminhos e elas não ficarão mais fáceis com o tempo. É por isso que devemos usar o tempo entre elas a fim de nos recuperarmos e nos prepararmos para a próxima e... - A Imperatriz junta as mãos a frente de seu corpo. Atens estava mergulhada nas lembranças da noite que estiveram sob ataque e sua mãe acabou morrendo. - ...sempre devemos permanecer atentos aos sinais de mudança. -“Poucas coisas são tão assustadoras e desastrosas como ser pego de surpresa.”- É hora de irmos para a reunião. Não devemos deixá-los esperando muito tempo. É desrespeitoso.

    Os três concordam solenemente e se preparam para acompanhar a Imperatriz para a reunião





    Grupo 1:


    Grupo 1





    Reaper



    Iroh



    Antípoda



    Orochi



    Beast Girl



    Adrastrea


    Anonimo

    Orochi questiona a IA para mais informações do combate. A nave ainda está alto demais para acompanhar melhor a olho nu, mas Artemis surge na tela do cockpit.

    [Artemis]:Os sensores da nave e os meus afirmam que as assinaturas de calor dos corpos são de humanos, provavelmente. O lado que ataca a vila parece ter uma armadura...marrom. O outro são pessoas de chapéu, cowboys?

    Iroh, Orochi e o Anônimo parecem ter conflitos em como lidar com a missão. Sem uma liderança formal estabelecida é difícil definir um plano em conjunto no calor do combate. Eles não entram num acordo e Iroh é o primeiro a agir sozinho, saltando da nave assim que a rampa de saída é aberta.

    [Reaper]:Enquanto as crianças discutem, que tal fazer algo? - comenta o soldado de voz áspera. Ele carrega um para-quedas nas costas e salta em seguida.

    [Beast Girl]:Adrastea, consegue me carregar lá pra baixo? Eu vou dar uma olhada na vila, sinto um cheiro estranho.
    Adrastea olha confuso para ela enquanto olha para o resto do grupo. Tentou falar algo mas apenas concordou e a segurou nas costas. Ele voa para fora da nave com ela.

    [Antípoda]:E então? Vão ficar aqui ou vão lá fora? Não gosto disso, a Nadia deveria ter colocado um de nós pra liderar. Vocês são muito... - ela para de falar e se aproxima da rampa de saída - ...amadores.
    A heroína salta e voa em direção ao mesmo ponto onde Iroh saltou.

    Orochi e Anônimo são os únicos na nave agora, sobrevoando a região. O avatar de Artemis olha para os dois, esperando uma resposta do que fazer com a nave agora.

    No núcleo do combate só pode ser visto uma grande massa de poeira e areia levantadas pelo impacto de Iroh no chão.

    NIMARU SOUSKE:


    Num movimento rápido o soldado muda sua forma para a forma metálica e gigante que havia acionado apenas em treinamentos.

    Com o peso e a distância da queda, há um grande impacto e com isso uma gigantesca nuvem de poeira e areia se ergue no ar. Ocultando parte do gigante de metal.

    Iroh nota que está no limite entre o deserto e a vila que viram, mais necessariamente no espaço entre os dois lados lutando.
    Por um segundo param de atirar.


    [Mulher]: Madre mia...o que é isso? - Iroh escuta uma mulher falar.
    [Homem]: Agora o diabo veio em pessoa nos condenar. Que merda Baker, cadê a TNT?
    [Baker]: Deixa eu ver se tá aqui no meu bolso, já te avisei que acabou, seu canalha!

    Iroh pode identificar três pessoas atrás dele gritando.

    Cowboys:








    A sua frente, cinco figuras de armadura marrom apontam seus rifles: muito diferentes das armas de velho oeste. Eles começam a atirar no gigante, sem conseguir ferir Iroh.







    Grupo 2:


    Grupo 2





    Ace


    Atens



    Ren



    Ron



    Perz



    Druida

    Quasar


    Antes de entrarem na nave Ace tenta descontrair com Adurna

    @Ace escreveu:-Veja pelo lado positivo: a nave pode explodir antes de decolarmos!

    A Druida para por um instante e encara Ace.
    [Adurna]:Era...uma piada? Ah...ok - ela volta a andar, ainda nervosa.

    Ace cumprimenta a piloto
    @Ace escreveu:-Na verdade é só um nome: Albert Cannon.
    E... ah, sim! Ouvi coisas boas!
    Pensa por si própria. Eu gosto disso!
    Fiquei sabendo dos desentendimentos. Você estava certa! Eu teria feito o mesmo no seu lugar!
    -E eu sinto muito pelo seu pai. Perdemos um grande engenheiro naquela batalha.

    Nalaror aperta sua mão sem muito interesse. Mas Ace sente uma forte pressão na mão quando comenta sobre o pai, ela não parecia forte mas os skaaveri possuem um pouco mais de força que os humanos.
    E essa skaaveri estava irritada agora.

    Ainda segurando a mão de Ace ela se aproxima e sussurra para só o doutor ouvir.

    [Nalaror]:Escute aqui, eu sei quem você é e de onde veio. Fica na sua ou eu mesma garanto que você vai passar o resto da vida se alimentando com um canudinho, não importa se você é da Terra 3 ou do raio que o parta - ela solta a mão e se afasta.

    Atens escreveu:Atens- Bom trabalho e até breve, Nalaror. Foi um prazer conhecê-la.

    Nalaror desmancha um pouco do semblante sério para Atens. Quase um sorriso, apenas menos tensão no olhar.
    Ela se afasta, ignorando as falas de Ace ou de qualquer outro para ela.




    Dentro da nave e já no ar, Id assume o controle da navegação mas no instante que estabelece controle a nave chacoalha, como se a IA reconhecesse os comandos principais dela.

    O movimento faz Adurna se encolher no lugar e pressionar as têmporas com os dedos das mãos. Seus olhos começam a marejar.

    Ace interfere, segurando a Druida. O cientista sente a respiração muito acelerada de Adurna.
    [Adurna]:A-A-Ace! P-Pode m-me s-s-soltar? - ela começa a ficar vermelha como um pimentão.

    Atens também se compadece da garota e pede que Ace saia.

    Ainda vermelha Adurna olha firme para os olhos da Imperatriz.
    [Adurna]:J-Já fez i-isso antes? N-Não é só e-enjôo - ela diz a Atens.

    Indo até o fundo da nave Ace começa a conversar com Íris.

    A garota até o momento apenas olhava para a janela, sem prestar muita atenção no grupo.

    @Ace escreveu:-Íris, não é?
    Tento cumprimentá-la.
    -Não tive o privilégio de conhecê-la antes da reunião.
    Soube que você é uma especialista química.

    Íris lhe dá um aperto de mão.

    [Íris]:E super heroína também - ela boceja - Tipo, tá no pacote. Você é o doutor Cannon, não é? Pelo visto está cheio de... - ela boceja novamente - ...amigos nessa navezinha.




    Atens e Ace pedem para exibir as cinco transmissões. Em ordem cronológica elas são reproduzidas no idioma que somente os dois compreendem.

    [Transmissão1]: Capitão de Prata Akar falando aqui. Os Karnotaurs invadiram o posto 5 no Deserto de Cinzas. Nossas forças recuaram, precisamos de reforços, eles são muitos.
    [Transmissão2]: ...trinta e sete Mestres do Cobre, comandante. Trinte e sete! É inaceitável que selvagens carniceiros tenham tomado outra Biblioteca.
    [Transmissão3]: ...uma música instrumental tocada pelo que parece ser uma harpa acompanhada de um instrumento acústico de ritmo, como um pandeiro...
    [Transmissão4]: Filhos da prata! Levantem-se e vejam, os carniceiros querem nosso lar. Eles não vão ter nada além das cinzas desse deserto e suas máscaras rachadas pela nossa força. Neriah olha para vocês com orgulho. Levantem-se!
    [Transmissão5]: Reva? Está na escuta? É o Baru, por favor, me responde. Ninguém do seu esquadrão responde, por favor Reva, não morra...minha Reva.


    Se concentrando em observar uma das trincheiras, Ace consegue identificar dois combatentes lutando corpo-a-corpo.

    Conflito:




    Seguindo o conselho de Atens, uma camuflagem adicional é criada para o Raptor. Completamente oculta a nave passa sobrevoando grandes portões de metal e o que parecem ser grandes armas anti-aéreas.

    Na formação de pequenos montes a grande metrópole parece algo completamente fora da realidade da guerra do lado de fora.
    Atens e Ace notam que a tecnologia é semelhante a das cidades da Terra 4: alta tecnologia, carros voadores e ambientes com climas artificialmente controlados.

    Mas algo parece diferente, há um ar de nobreza nas construções, um design grandioso em seus prédios.







    O Raptor é pousado numa espécie de heliponto, no alto de um prédio no que parece ser um centro movimentado da cidade. A nave permanece oculta no chão.









    Mecanica:
    Spoiler:


    Iroh
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 8
    Pontos de poder: 138


    Ace
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 13
    Pontos de poder: 138


    Atens
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 12
    Pontos de poder: 138


    Orochi
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 6
    Pontos de poder: 138


    Captain Britain
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 4
    Pontos de poder: 129


    O Anônimo
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 5
    Pontos de poder: 135


    Cavaleiro Negro
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 1
    Pontos de poder: 120

    MINDGAME
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1128
    Reputação : 56
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por MINDGAME em Dom Jul 23, 2017 7:59 am

    Legendas: -Fala ou "Escrita", "Pensamentos", "Id", "Ego", "Superego", (Offs)

    Thomas Lawson escreveu:Eu te pago uma cerveja depois e aí a gente fala da IA. Já me escondi por muito tempo aqui, o serviço continua haha
    Dou de ombros.
    -Quando quiser.
    Continuo estudando a tecnologia de dobra até o limite de tempo que tenho e, no caminho para a reunião, direciono as perguntas não respondidas para Artemis.
    (Off = Considere o teste anterior que foi ignorado.)



    Adurna Bris escreveu:Era...uma piada? Ah...ok
    "Eu avisei."
    "Bem, ao menos a fobia dela não é tão grave a ponto de preferir que explodisse antes de decolar."



    Nalaror Xarophav escreveu:Escute aqui, eu sei quem você é e de onde veio. Fica na sua ou eu mesma garanto que você vai passar o resto da vida se alimentando com um canudinho, não importa se você é da Terra 3 ou do raio que o parta
    A reação me surpreende e minhas percepções se aguçam analisando os padrões de linguagem corporal da piloto. Meu semblante novamente se altera involuntariamente em reação e eu me entrego ao prazer daquela sensação.
    "(Irônica) Hahah! Péssima jogada."
    (Off = THE LAST WORD: Intimidation +Bônus da Nalaror contra si própria) MINDGAME efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    3
    Minha mão trava a mão da piloto imediatamente e a encaro com um olhar penetrante, tornando aquela proximidade perturbadora com o mesmo tom de voz usado por ela.
    -Não. Você não sabe quem eu sou. Se soubesse, não teria fechado o punho na direção de uma faca.
    Mas eu estou de bom humor e vou te dar mais uma chance de se comportar, então vou dizer o que você vai fazer: Você vai se desculpar, me agradecer pelas palavras gentis e sair.
    Posso ser seu amigo ou seu pior pesadelo. Escolha sabiamente.

    Permaneço segurando a mão da Skaaveri visando impedir apenas sua primeira tentativa de se-soltar.
    (Off = Teste resistido de STRENGTH +0) MINDGAME efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    11
    Então solto a piloto mantendo o olhar fixo em seus olhos.
    "O que foi isso?"
    "Minha mãe dizia que rebeldia é falta de surra."
    "Que imaturidade."
    "Id. Protocolo de caixa preta."
    Tento hackear os aparelhos que estão em posse da piloto, com o mesmo objetivo que o das equipes.
    (Off = OMNIAPP: Technology +18 +SECOND CHANCE) MINDGAME efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
    13 , 12
    "Se ela sair da linha, nós saberemos."



    Adurna Bris escreveu:A-A-Ace! P-Pode m-me s-s-soltar?
    "Isso não é uma mera fobia, há algo a mais nisso."
    "Alguma doença?"
    Solto a cabeça da garota e a vejo ruborizar, analiso seus olhos e vejo sua boca através da máscara, então penetro seus órgãos internos com o olhar, tentando diagnosticar seu estado.
    (Off = Treatment +14) MINDGAME efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    7
    (Off = O resto da cena segue igual por enquanto)




    Íris Whitetaker escreveu:E super heroína também
    Tipo, tá no pacote. Você é o doutor Cannon, não é? Pelo visto está cheio de...
    ...amigos nessa navezinha.
    -Não posso evitar. É o que chamam de magnetismo pessoal, eu...
    Bocejo.
    -... ah, desculpe, isso é contagioso.
    Acabei de conhecer todos. Exceto a Imperatriz. Ela já tinha uma queda por mim antes.

    "Como?!"
    "Sabe que ela pode ouvir isso, né?!"
    "É claro que sei. Apenas checando se ela se mantém concentrada."
    -E quanto a você? Conhece alguém do grupo? Algum motivo particular para querer dar a vida pela Aliança?



    [Transmissão1]: Capitão de Prata Akar falando aqui. Os Karnotaurs invadiram o posto 5 no Deserto de Cinzas. Nossas forças recuaram, precisamos de reforços, eles são muitos.
    [Transmissão2]: ...trinta e sete Mestres do Cobre, comandante. Trinte e sete! É inaceitável que selvagens carniceiros tenham tomado outra Biblioteca.
    [Transmissão3]: ...uma música instrumental tocada pelo que parece ser uma harpa acompanhada de um instrumento acústico de ritmo, como um pandeiro...
    [Transmissão4]: Filhos da prata! Levantem-se e vejam, os carniceiros querem nosso lar. Eles não vão ter nada além das cinzas desse deserto e suas máscaras rachadas pela nossa força. Neriah olha para vocês com orgulho. Levantem-se!
    [Transmissão5]: Reva? Está na escuta? É o Baru, por favor, me responde. Ninguém do seu esquadrão responde, por favor Reva, não morra...minha Reva.
    Traduzo simultaneamente para os demais membros do grupo, imitando a mesma voz e entonação das mensagens através do Omniapp, e observo a postura de Atens.



    "Ace, vai gostar de saber que o programa de simulação completou os testes de uma nova atualização do Magnum Opus."
    "Ótimo! Rode a atualização."
    Sinto um formigamento por todo o corpo e meus sentidos são anestesiados por um instante.
    "Atualização completa."
    "Relatório."
    "Seu banco de memória foi expandido em 7,72% e a taxa de processamento otimizada em 8,33%.
    Resistências físicas 20% mais eficientes.
    O OmniTools agora aceita ferramentas com uma sobrecarga de 12,5%.
    Sua regeneração de tecidos foi acelerada em 100%.
    O modo Morte Súbita foi aprimorado. Agora é indetectável por frequências sonoras comuns e qualquer captação ótica.
    Por fim, desconstruir a estrutura das nano-partículas agora te permite se deslocar em qualquer direção e reorganizá-las em qualquer forma humanoide."

    "Quer dizer que agora eu não sou só um Doppelganger?!"
    "Não. Agora você pode mudar a sua aparência livremente."
    Sorrio.
    "Continue rodando o programa de simulação. Vamos ver até onde esses algorítimos chegam."



    "(Surpresa) É uma cidade muito bonita."
    "Tecnologias semelhantes as das cidades da Terra 4."
    "Quão semelhantes?"
    "Só saberemos testando."
    Assim que a nave pousa, desfaço a projeção do Digital theater e transfiro sua função para sobrepor a aparência de todos dentro da nave copiando a armadura dos soldados que vi, nas trincheiras, protegendo a cidade.
    -Isso deve evitar que atirem na nossa cara antes de fazer perguntas.
    Se encontrarmos algum terminal, posso estudar a estrutura da cidade.

    Aguardo a atitude da Imperatriz antes de prosseguir.
    MINDGAME
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1128
    Reputação : 56
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por MINDGAME em Dom Jul 23, 2017 8:02 am

    (Off = -1PH para rerrolar THE LAST WORD
    +Bônus da Nalaror contra si própria) MINDGAME efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    13
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6984
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Lyvio em Dom Jul 23, 2017 1:59 pm

    Orochi vê o pessoal descendo, pelo menos seguiram suas instruções. De fato reconheceram que as estratégia parecia ser a melhor e por isso foi aceita e seguida. Mas, pensativo na situação ele acabou ficando para trás assim como o Anônimo, a essa hora eles já devem estar no meio do combate, apressadamente ele avisa a Artemis:

    -Camufle a nave, faça uma análise do melhor lugar para pousar próximo daqui, se preferir, pouse antes da vila! Se tiver modo de combate deixe-o ativado para se defender caso necessário.

    Dito isso Orochi desce quando está próximo do solo ele ativa seu vôo levitando ao lado de Iroh a pelo menos na altura dos joelhos de sua forma colossal. Então observa o ambiente:


    -Meus amigos, somos emissários da paz, viemos para ajudar a ambos os lados encontrarem algo em comum e entrarem num acordo para evitar mortes, destruição e derramamento de sangue desnecessário... Sugiro que ouçam nossas palavras e dialoguem conosco.

    Fascinate(Persuasion)+11

    Lyvio efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    3

    Orochi esperava que sua habilidades de atração e convencimento funcionasse para buscar uma conversa e entender cada lado de modo a buscar a melhor solução para encerramento do conflito, mas não toleraria qualquer tipo de agressão contra sí ou contra seu grupo, isso seria uma declaração de guerra.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6984
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Lyvio em Dom Jul 23, 2017 2:00 pm

    Gasto 1 Ph e re-rolo o fascinate(persuasion):

    +11
    Lyvio efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    9
    MINDGAME
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1128
    Reputação : 56
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por MINDGAME em Seg Jul 24, 2017 4:48 am

    (Off = Como pedido:
    Perception +13 +SECOND CHANCE CD25) MINDGAME efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
    19 , 1
    MINDGAME
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1128
    Reputação : 56
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por MINDGAME em Seg Jul 24, 2017 4:49 am

    (Off = Já que passou da CD, rolando novamente como pedido:
    Perception +13 +SECOND CHANCE) MINDGAME efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
    17 , 4
    Claude Speedy
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 473
    Reputação : 9

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Claude Speedy em Seg Jul 24, 2017 5:21 pm



    O debate político-ideológico se estende em um momento hora que isso não era a melhor de acontecer. Eu admito...

    Mas eu creio que piorou é não soube explicar direito meu ponto de vista.  Todos na sala encaram que a melhor coisa é fazer o que dar vontade e todos ali parecem querendo se dizer mais aptos que Orochi para liderar. Eu já não disse isso, apenas disse que a ação coordenada poderia ser mais democrática.

    A coisa fica pior quando eu espero a resposta das duas garotas e ao invés delas responderem, simplesmente as meninas descem, indo fazer exatamente o que ele disse que faria como o próprio Orochi sugeriu, me ignorando completamente!

    -Ah, "Qualé!?" Eu não sei voar!


    Eu fico sem nenhuma forma de descer até que a nave pouse e nessa hora notando que Deus-líder ainda esta ali comigo vejo ele falando com a nave e pergunto.

    -Ei, você pode me esperar, "Menino Jesus"?


    Mas ele já salta, flutuando até lá em baixo.

    -A, saco...Maldito "menino Jesus"... E meninas mágicas. Ártemis, sua linda! Por favor me mantenha em contato com onde Beastgirl foi.


    Vendo que elas se aproximam tentando chamar atenção para si, eu uso isso como distração e chego para tentando não ser visto.

    (Stealth: 14)
    Claude Speedy efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    8
    Neith
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 278
    Reputação : 33

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Neith em Qui Jul 27, 2017 1:07 am

    A fé encontrada em Ron e Ren trazem uma preocupação maior a mente da Imperatriz ao mesmo tempo que a confortam por saber que aquilo era de fato algo genuíno e não provocado por ela. Um nível de veracidade que ela não experimentava desde a morte de seu irmão e prima.



    A Imperatriz vê a tensão se formando no diálogo entre Ace e Nalaror e decide não interferir.

    “Se eu ajudá-lo ele nunca aprenderá que suas atitudes têm consequências e jamais deixará de ser apenas uma criança esperta.”

    Quando Nalaror volta-se para Atens a tensão torna-se nitidamente menor, aparentemente a Imperatriz estava conseguindo causar o efeito desejado. A Dryad não diz mais nenhuma palavra apenas esboça um sorriso amigável na direção de Nalaror instantes antes de adentrar a nave.



    @isaac-sky escreveu:[Adurna]:A-A-Ace! P-Pode m-me s-s-soltar? - ela começa a ficar vermelha como um pimentão.

    Atens também se compadece da garota e pede que Ace saia.
    “Ahhhhhh, por tudo que é sagrado! Ela é tímida também?!

    @MINDGAME escreveu:-Bem... ela é toda sua então, Majestade.
    Embora sua atenção estivesse focada na Druida, Atens percebe que Ace contraria seu pedido indo para o fundo da nave.

    @MINDGAME escreveu:-... ah, desculpe, isso é contagioso.
    Acabei de conhecer todos. Exceto a Imperatriz. Ela já tinha uma queda por mim antes.
    “Crianças!!! Sempre clamando por atenção!”

    A Imperatriz mantinha uma expressão tranquila e um olhar gentil para a Druida. Quando Adurna a olha nos olhos Atens tenta alterar os sentimentos da Druida a fim de fazê-la sentir-se calma e segura.

    @isaac-sky escreveu:[Adurna]:J-Já fez i-isso antes? N-Não é só e-enjôo - ela diz a Atens.

    Atens- Eu já vi muitas coisas em minhas viagens... Alguns de nós simplesmente não foram feitos para voar. Primeiro, tente apenas acalmar-se e depois me diga o que está acontecendo para que eu possa te ajudar apropriadamente. Porque, ... pelo que acaba de dizer e demonstrar presumo que não seja apenas medo de voar, certo? -  A Voz de Atens demonstrava calma e ternura.



    @MINDGAME escreveu:-Não me pareceu promissor. Sons de robôs transando não costumam fornecer muito material para análise, mas me envie por via das dúvidas.
    Atens mantém uma postura séria. “Isso pode enganar quem não o conhece, mas não a mim.”

    Atens- Eu não tive tempo de olhar devidamente, mas … - A Imperatriz envia o arquivo para Ace. - ...Depois de falhas em pontos simples eu tomaria mais cuidado com essas pressuposições, Dr. Cannon. - Embora o tom de Atens fosse sereno sua fala deixava claro que duvidava da eficácia dos especialistas consultados pela Comandante. - De qualquer forma, já lhe enviei.




    @isaac-sky escreveu:[Transmissão1]: Capitão de Prata Akar falando aqui. Os Karnotaurs invadiram o posto 5 no Deserto de Cinzas. Nossas forças recuaram, precisamos de reforços, eles são muitos.
    [Transmissão2]: ...trinta e sete Mestres do Cobre, comandante. Trinta e sete! É inaceitável que selvagens carniceiros tenham tomado outra Biblioteca.
    Atens- Bibliotecas?!

    @isaac-sky escreveu:[Transmissão3]: ...uma música instrumental tocada pelo que parece ser uma harpa acompanhada de um instrumento acústico de ritmo, como um pandeiro...
    Atens- Combinação curiosa! Mas, não muito agradável.

    @isaac-sky escreveu:[Transmissão4]: Filhos da prata! Levantem-se e vejam, os carniceiros querem nosso lar. Eles não vão ter nada além das cinzas desse deserto e suas máscaras rachadas pela nossa força. Neriah olha para vocês com orgulho. Levantem-se!
    “Que sensação estranha! São palavras que talvez eu usaria em uma situação como essa. Isso me faz questionar: Quais serão as habilidades desse povo?”

    @isaac-sky escreveu:[Transmissão5]: Reva? Está na escuta? É o Baru, por favor, me responde. Ninguém do seu esquadrão responde, por favor Reva, não morra...minha Reva.
    A Imperatriz mostrava-se séria e reflexiva durante as transmissões.



    Atens observava as imagens exibidas e ao notar que a tecnologia daquele lugar era parecida com a da terra 4 ela se questiona sobre como seria a cultura daquele lugar, afinal tecnologia e cultura muitas vezes misturam-se. Aquele lugar parecia ser diferente da terra 4 em ao menos em um ponto cultural: Suas construções aspiravam a nobreza, eram grandiosas e exuberantes.

    @MINDGAME escreveu:- Isso deve evitar que atirem na nossa cara antes de fazer perguntas.
    Se encontrarmos algum terminal, posso estudar a estrutura da cidade.
    Aguardo a atitude da Imperatriz antes de prosseguir.
    Atens- Bem pensado, mas será difícil de explicar... - Atens parecia pensativa. - Entrar no planeta deles sem um anúncio e pousar sem autorização é considerado um ato invasão e, em muitos lugares, é o suficiente para dar-lhes o direito de atirar sem perguntas! - “A chance disso acontecer em Athantis é alta!” - Temos que consertar isso antes de oferecermos nosso suporte no conflito que enfrentam… Eu preciso saber quem comanda este lugar, acha que consegue essa informação a partir de um dos terminais, Dr. Cannon?

    [Quando saírem da nave os habitantes locais estarão sujeitos aos efeitos totais da Presença Dryad e o sentimento inspirado por Atens será de familiaridade e segurança perante ao grupo.]

    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 652
    Reputação : 108
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por isaac-sky em Sex Jul 28, 2017 12:04 am

    Grupo 1:


    Grupo 1





    Reaper



    Iroh



    Antípoda



    Orochi



    Beast Girl



    Adrastrea


    Anonimo

    Apressado, Orochi dá uma última ordem antes de saltar para o meio do combate.

    Orochi escreveu:-Camufle a nave, faça uma análise do melhor lugar para pousar próximo daqui, se preferir, pouse antes da vila! Se tiver modo de combate deixe-o ativado para se defender caso necessário.

    [Artemis]:Aye aye Orochi! - ela concorda, manobrando a nave, com o Anonimo ainda dentro para o outro lado da vila.

    @Lyvio:


    Com leveza o heroi Orochi levita até a altura dos joelhos do colosso que é Iroh. Ele vê que os soldados de armadura marrom estão apreensivos com seus rifles apontados para ele e para Iroh.

    Os "cowboys" atrás dele abaixam as armas.

    [Baker]:Macacos me mordam, o cara sem camisa tá voando!?

    Orochi usa de sua experiência como herói e sua habilidade natural para tentar acalmar os soldados.
    [Homem]: Esses barata gigante não fala uma palavra de inglês, sô.
    [Mulher]: Estes pendejos mataram todo mundo no caminho para cá.

    Um dos soldados de armadura marrom grita para Orochi.

    [Soldado]: התרחק! אנחנו צריכים את הגביש - a língua é completamente alien para Orochi. Apesar da barreira do idioma, eles parecem menos hostis diante da visão do colosso e de um homem voador.

    Sem que percebessem, um objeto voador esbarra em Iroh a toda velocidade. O colosso é arrastado pela nave que o empurra com toda a força, uma grande quantidade de areia e terra sobe no ar, tirando a visão de Iroh e da nave.


    Sozinho, Orochi se vê flutuando entre soldados que não baixam suas armas mas também não dispararam ainda, e atrás de si cowboys que parecem entender o que fala.
    Um verdadeiro empasse de faroeste.


    @Claude Speedy:


    O Anonimo se vê sozinho na nave que manobra e que desce de forma cuidadosa.

    Anonimo escreveu:-A, saco...Maldito "menino Jesus"... E meninas mágicas. Ártemis, sua linda! Por favor me mantenha em contato com onde Beastgirl foi.

    [Artemis]: Ok! Ela tá, ahn deixa eu ver, ela tá no meio da vila com o Adrastrea. Você pode usar o bracelete pra falar com ela - a IA informa. Enquanto isso a nave pousa no outro extremo da vila, o que parece ser um cemitério.


    Anonimo ouve a voz de duas pessoas se aproximando.

    [Voz1]: אני צמא
    [Voz2]: אנחנו זקוקים לאנרגיה, נשארים ממוקדים

    Graças a camuflagem da nave e a agilidade de Anonimo, ele consegue se esconder atrás de uma das lápides, não chamando a atenção de quem se aproximava.
    Ele pode ver duas pessoas de armadura marrom, igual a que viu no confronto na entrada da vila. Eles carregam rifles e parecem patrulhar o lugar.




    Grupo2:


    Grupo 2





    Ace


    Atens



    Ren



    Ron



    Perz



    Druida

    Quasar

    Ace consegue segurar a mão da skaaveri apesar da força levemente maior que a raça possui.

    Ela arregala os olhos, parece perturbada com o que ouviu de Cannon.

    [Nalaror]:Quando os cães terminam com os ossos dos mortos, eles pedem mais. Os monstros que meu pai protegeu ainda querem seus ossos - a skaaveri fala em sua língua natal, mas Ace compreende.

    [Nalaror]:Obrigada, doutor. Passar bem- ela diz e solta a mão do doutor.
    Andando para fora do hangar Ace tenta hackear os equipamentos da piloto.

    Ace consegue acesso a áudio e vídeo do bracelete e de um celular que a piloto carrega.




    Cannon usa de sua visão para analisar e diagnosticar Adurna.
    Os olhos marejados e expressão facial indicam apenas sinais de grande estresse, o comum para alguém passando por uma grande dor.
    Analisando o corpo e orgãos da Druida, Ace nota que muitos de seus orgãos internos parecem ter algo escrito. O doutor reconhece como runas, ou um tipo de inscrição semelhante. A maior concentração de runas está na área do pulmão.


    A ternura da Imperatriz misturado a sua habilidade de alterar sentimentos tornavam a tremedeira de Adurna menos intensa e ela parecia começar a respirar um pouco mais lentamente.

    Atens escreveu:- Eu já vi muitas coisas em minhas viagens... Alguns de nós simplesmente não foram feitos para voar. Primeiro, tente apenas acalmar-se e depois me diga o que está acontecendo para que eu possa te ajudar apropriadamente. Porque, ... pelo que acaba de dizer e demonstrar presumo que não seja apenas medo de voar, certo?

    Adurna respira fundo e acena positivamente com a cabeça.

    [Adurna]:E-Eu tenho uma c-condição física d-desde criança - ela parece um pouco sem graça - Uma magia poderosa mantém meus p-pulmões funcionando. P-por conta disso eu s-só posso respirar oxigênio puro. A m-magia tem efeitos c-colaterais, o maior é de que meu p-ponto de equilíbrio é e-estranho. Se meus p-pés saem do chão e-eu sinto d-dor, em vôo é p-pior ainda.

    Ela encolhe o rosto nos joelhos, ela parece mais calma.

    [Adurna]:M-Me desculpa. É ridículo.





    @Ace escreveu:-Não posso evitar. É o que chamam de magnetismo pessoal, eu...
    Bocejo.
    -... ah, desculpe, isso é contagioso.
    Acabei de conhecer todos. Exceto a Imperatriz. Ela já tinha uma queda por mim antes.

    [Íris]:Que legal... - ela responde, fechando os olhos de forma lenta - ...aposto que era popular na escola.

    @Ace escreveu:-E quanto a você? Conhece alguém do grupo? Algum motivo particular para querer dar a vida pela Aliança?

    Íris sorri.
    [Íris]:Meu pai era superheroi, eu acabei virando a cópia feminina dele, cientista e heroína. É... - ela boceja novamente - ...uma vida perigosa, mas é emocionante, ajuda as pessoas. Que emprego num laboratório te dá essas possibilidades?

    Ela fecha os olhos por um segundo e os abre.

    [Íris]:Aqui do grupo não conheço ninguém. Mas eu conheço a Samurai...mais ou menos, eu sempre sentava umas duas fileiras antes dela na cafeteria da Aliança - ela diz de forma lenta. Talvez esse fosse o jeito normal de falar dela.




    É difícil perceber como os cidadãos da cidade se vestem pois os ângulos dos prédios e da nave não favorecem ver as ruas ou calçadas.
    Mas com esforço Ace consegue identificar com seus olhos cibernéticos um grupo grande de pessoas passando por uma calçada flutuante.


    Todos usando uma máscara/capacete branca, eles parecem carregar caixas ou grandes sacas.

    Mas com o canto de olho Ace consegue notar outro grupo, três pessoas que parecem apontar e ordenar onde colocar as sacas e caixas.


    Igualmente usando máscaras, parecem ser figuras de maior autoridade naquele pequeno grupo.

    Munido dessa informação visual Ace cria uma ilusão para copiar a segunda referência.

    [Perz]:Por favor lembrem-se que não entendemos dessa língua, apenas os dois parecem compreender o que falam. Agiremos de acordo - diz o jedi calmo. Todos do Raptor se parecendo com as figuras de cor cobre que Ace imitara.
    Atens parece influenciar o grupo com um ar de normalidade e familiaridade.

    Adurna suspira aliviada ao pisar no chão fora da nave. Ren olha tudo ao redor como uma criança, enquanto Ron fica alerta ao seu lado. Quasar sai por último.

    Assim que saem da nave o grupo é recebido por três soldados munidos de rifles. Eles possuem uma postura calma porém alerta.
    Os guardas usam um tipo diferente de máscara.


    [Guarda]:Saudações irmãos do Cobre. Sinto interromper sua viagem, mas o Ministro do Bronze ordenou que questionassemos cada um que chegasse no setor comercial. Faremos isso de forma rápida, qual é o propósito de sua visita? - o guarda olha para Atens e Ace com o que parece ser um pequeno computador de bordo em forma de prancheta.









    Mecanica:
    Spoiler:



    Ace
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 13
    Pontos de poder: 141


    Atens
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 13
    Pontos de poder: 141


    Orochi
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 5
    Pontos de poder: 141


    O Anônimo
    +1PH (Nexus)
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 6
    Pontos de poder: 138

    Claude Speedy
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 473
    Reputação : 9

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Claude Speedy em Sab Jul 29, 2017 10:13 am

    Em uma fração de segundos minha mente se transporta um instante para muitos anos no passado.

    Nova York, 2011.

    Uma multidão ingênua, apaixonada por si mesma, acreditando que o mundo moralmente se importaria com suas vidas.


    Vanessa Zettler: -Morte... Entende?


    Vanessa:-É sempre disso que se trata o negócio deles...

    Anônimo: -Eu entendo. Não sabia que a empresa lucrava com esses convênios em cemitério e fraudando fundos de pensão sem oferecer nenhum serviço... Mas isso não é legal?

    Vanessa Zettler: -Em partes não porque a aposentadoria aqui é em grande parte privada, não há garantias do risco. E mesmo as leis voltassem para isso, quem se importaria...? Nenhum juiz iria se arriscar a se meter Por isso estamos aqui... Ocupamos Wall Street.

    Anônimo: -Acha que vai dar certo?

    Certo...

    E o que seria certo...? Minha mente volta-se para onde deveria estar.

    Vanessa quis defender o certo em Nova York e em São Paulo comigo...

    Ela esta morta por isso.

    E ninguém se importou.

    Se eu agora não me voltar ao grupo de seres marrons aparece de novo, eu observo escondido enquanto tento pegar alguma informação da conversa, a minha morte também não significará nada.

    [Voz1]: אני צמא
    [Voz2]: אנחנו זקוקים לאנרגיה, נשארים ממוקדים


    Hummm... Ah, claro...Sem dúvida! Sem dúvida não faço ideia do que estão dizendo... Mas se posso mandar mensagens pelo comunicador é bem certo que Ártemis pode traduzir. Deixo o gravador ligado e passo em silêncio para nave o diálogo por comunicação...Se o áudio for traduzido eu o peço por escrito e leio. Faço isso sem sair de onde estou...  

    Elias Duque: -Parece um bom plano, Anônimo. Por que acha isso dará certo ?

    Anônimo: -Estamos em uma nave inter-estrelar com objetivos de exploração, eles devem ter dezenas de línguas registradas... Nos anos 2000 já tinhamos tradutores de língua. Eu me pergunto porque acha isso vai dar errado.

    Elias Duque: -Porque vai ter de ler e se preparar caso ataquem, não pensando em ativismos românticos que teve com pessoas que hoje são cadáveres.

    Anônimo:-Mantenha silêncio na minha cabeça e consigo me concentrar, ok?

    Me mantendo escondido, ligo a máquina no meu punho e tento ver se o gravador de voz pode acessar algum programa de tradução de línguas que se conheçam nas Terras e planetas além e me mantenho observando.

    Me lembrei dela...Não quero ser lembrado como cadáver.

    Stealth:  14
    Claude Speedy efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    1

    Technology: 5
    Claude Speedy efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    14
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6984
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Lyvio em Ter Ago 01, 2017 4:37 pm

    Diante da situação Orochi parece ter conseguido em parte acalmar os ânimos, os cowboys abaixaram as armas e os mascarados pelo menso pareciam menos agressivos diante suas palavras, os cowboys informam que os mascarados não falam inglês, e logo em seguida eles começam a falar e Orochi não entende patavinas.

    -Acalmem-se, eu tentarei falar com eles. Dizia ele aos cowboys

    O deus digita alguns códigos em seu bracelete e tenta se comunicar com com Atemis:

    -Artemis, consegue identificar e traduzir o que eles dizem? Preciso de tradução simultânea para minhas falas e as falas deles. Só assim poderei agir da melhor maneira possível.

    Então de súbito uma nave se choca no alto com Iroh e a força da nave era grande o suficiente para arrastar o colosso gigantesco de metal.

    Orochi põe as mãos em seus olhos e nariz para se proteger da poeira e assim que tudo cessa ele tenta se comunicar com Iroh pelo bracelete, numa tentativa de não gritar e assustar os mascarados.

    -Que raios está acontecendo aí Iroh!?

    Enquanto indagava Iroh, ele esperava a resposta de Artemis.
    MINDGAME
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1128
    Reputação : 56
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por MINDGAME em Qua Ago 02, 2017 3:41 pm

    Legendas: -Fala ou "Escrita", "Pensamentos", "Id", "Ego", "Superego", (Offs)

    Nalaror Xarophav escreveu:Quando os cães terminam com os ossos dos mortos, eles pedem mais. Os monstros que meu pai protegeu ainda querem seus ossos
    Respondo na mesma língua.
    -Não sou um cão. Sou o vírus que infecta os cães. Um câncer, assim como você. Mas seu pai não era como nós e por isso eu honro sua memória.
    Nalaror Xarophav escreveu:Obrigada, doutor. Passar bem
    Concordo com a cabeça em silêncio, permaneço observando a piloto com seriedade e então sorrio com o canto da boca quando ela se afasta.
    "Ela me quer."
    "E você tem dúvidas disso?
    Aquilo que você disse... a forma como disse... eu quase encharquei toda a sua memória virtual!"




    "Os órgãos internos da garota foram manipulados. Runas e símbolos espalhados por todo o corpo. Grande defasagem nos pulmões."
    "Ela está sentindo muita dor."
    "Quem faria uma coisa dessas?!"
    Adurna Bris escreveu:E-Eu tenho uma c-condição física d-desde criança
    Uma magia poderosa mantém meus p-pulmões funcionando. P-por conta disso eu s-só posso respirar oxigênio puro. A m-magia tem efeitos c-colaterais, o maior é de que meu p-ponto de equilíbrio é e-estranho. Se meus p-pés saem do chão e-eu sinto d-dor, em vôo é p-pior ainda.
    M-Me desculpa. É ridículo.
    "Isso explica tudo... a medicina na Terra 2 é limitada a placebo. Os cirurgiões de lá não sabem a diferença entre um bisturi e uma caneta esferográfica."
    "Vai fazer algo a respeito?"
    "Ela está com uma muleta desconhecida... até eu dominar a magia que a mantém viva, não posso fazer nada.
    Na melhor das hipóteses, posso criar outro corpo para ela... mas eu cobro caro para isso."

    "Pelo sofrimento dela, acho que ela estaria disposta a pagar."



    Íris Whitetaker escreveu:Que legal... aposto que era popular na escola.
    Dou de ombros.
    -Só com as garotas.



    Íris Whitetaker escreveu:Meu pai era superheroi, eu acabei virando a cópia feminina dele, cientista e heroína. É... uma vida perigosa, mas é emocionante, ajuda as pessoas. Que emprego num laboratório te dá essas possibilidades?
    -Bem, meu pai passou a vida toda em laboratórios projetando equipamentos bélicos. Tornou a vida perigosa e emocionante para muita gente... de certa forma ajudou muitas pessoas...
    Falo com um tom confuso.
    Íris Whitetaker escreveu:Aqui do grupo não conheço ninguém. Mas eu conheço a Samurai...mais ou menos, eu sempre sentava umas duas fileiras antes dela na cafeteria da Aliança
    -Notei pelo seu ânimo que você deve tomar muito café... mal estou conseguindo te acompanhar.
    Falo com ironia, em um tom entre o jocoso e o assustado.



    Perz escreveu:Por favor lembrem-se que não entendemos dessa língua, apenas os dois parecem compreender o que falam. Agiremos de acordo
    -O Digital Theater sobrepõe todos os aspectos que podem ser captados. Imagens, sons, cheiros, texturas... se alguém te questionar...
    Faço o Digital Theater mostrar o jedi continuando a frase.
    Perz escreveu:... eu respondo por você.
    -Como vocês sabem que não é real, podem se esforçar para ver através da simulação. Se quiserem dizer algo, se aproximem de mim e vou tentar entender o que querem, do contrário, vou mantê-los copiando seus movimentos por baixo da camuflagem e só manterei a voz da Imperatriz fora dela.
    Ajusto o Digital Theater para manter as definiões que acabo de explicar e então me dirijo ao grupo uma última vez antes de abrir a escotilha da nave.
    -E, sim. Isso leva a pornografia a níveis insuperáveis!
    "(Entediada) ...Idióta..."



    Guarda escreveu:Saudações irmãos do Cobre. Sinto interromper sua viagem, mas o Ministro do Bronze ordenou que questionassemos cada um que chegasse no setor comercial. Faremos isso de forma rápida, qual é o propósito de sua visita?
    Enquanto o alienígena fala, tento hackear os aparelhos que estão em sua posse e ao redor.
    (Off = OMNIAPP: Technology +18 +SECOND CHANCE) MINDGAME efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
    3 , 2
    "Vamos ver o que descobrimos sobre a sua tecnologia."
    "Está procurando por algo em específico?"
    "Um mapeamento dos distritos da cidade é suficiente por hora."
    Permaneço ereto, olhando o guarda com uma postura de superioridade e respondo na mesma língua, copiando seu timbre de voz.
    -Saudações! Não é incomodo algum, pelo contrário, precisamos ir ao encontro de seus superiores.
    Tivemos que pousar aqui porque o veículo foi avariado no caminho, não sabíamos se ele chegaria ao destino.
    É de suma importância que levemos as informações que obtivemos aos órgãos competentes, pois elas podem dar fim a esta batalha.
    Poderia nos acompanhar?

    "(Admirada) Pensou rápido! Boa jogada!"
    "Espero que a Imperatriz fortaleça essa idéia, a última parte não pareceu muito convincente."
    "A última parte foi para distrair ele."
    "(Irônica) E o que pretende fazer quando chegar nos líderes... gênio?!"
    "Revelar que tem um grupo de alienígenas querendo ajudar. No caso, nós. A Atens deve resolver essa parte..."
    "Não é arriscado?"
    "Ela mente bem. Mas, se não for o suficiente, ainda há a possibilidade de barganharmos a custódia de uma imperatriz intergalática como prisioneira."
    MINDGAME
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1128
    Reputação : 56
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por MINDGAME em Qua Ago 02, 2017 3:52 pm

    (Off = Correção, o bônus é +19)
    Neith
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 278
    Reputação : 33

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Neith em Qua Ago 02, 2017 5:50 pm

    Atens mantém uma postura gentil e continua a demonstrar tranquilidade e ternura para com Adurna em seu olhar e expressões.

    @isaac-sky escreveu:[Adurna]:E-Eu tenho uma c-condição física d-desde criança. - ela parece um pouco sem graça - Uma magia poderosa mantém meus p-pulmões funcionando. P-por conta disso eu s-só posso respirar oxigênio puro. A m-magia tem efeitos c-colaterais, o maior é de que meu p-ponto de equilíbrio é e-estranho. Se meus p-pés saem do chão e-eu sinto d-dor, em vôo é p-pior ainda.
    Atens- Certo, talvez eu...

    Embora aparentasse estar mais calma e respirar melhor a Druida encolhe o rosto entre os joelhos o que faz Atens interromper sua fala. “Ela fez isso porque ajuda na dor ou por estar com vergonha?! Pessoas tímidas são confusas!”

    @isaac-sky escreveu:[Adurna]:M-Me desculpa. É ridículo.
    “Provavelmente por vergonha!”

    Atens- Você não tem porque se desculpar, assim como também não é ridículo. Não pense dessa forma, criança. - A Imperatriz possui em sua voz um tom extremamente carinhoso e fraterno. - Deveria ter orgulho de si, está enfrentando suas dificuldades como muitos não fariam... - “Toda essa dor e ela ainda se dispõe a vir? Deve haver razões bem fortes para isso. Mais tarde seria interessante saber quais são, afinal eles podem ser úteis. Mas, se ela tem algum responsável, ele jamais deveria tê-la deixado vir sozinha.” - É claro, que não deveria lidar com isso sozinha. Talvez, se tivéssemos sido informados, poderíamos ter pensado em uma forma de evitar seu sofrimento. Há algo que possa ser feito para aliviar sua dor? - Atens perguntava enquanto segurava uma das mãos de Adurna. “Ela deveria estar acompanhada de alguém que saiba lidar com sua condição ou ao menos aliviar suas dores.”



    @isaac-sky escreveu:[Guarda]:Saudações irmãos do Cobre. Sinto interromper sua viagem, mas o Ministro do Bronze ordenou que questionássemos cada um que chegasse no setor comercial. Faremos isso de forma rápida, qual é o propósito de sua visita? - o guarda olha para Atens e Ace com o que parece ser um pequeno computador de bordo em forma de prancheta.
    @MINDGAME escreveu:-Saudações! Não é incomodo algum, pelo contrário, precisamos ir ao encontro de seus superiores.
    Tivemos que pousar aqui porque o veículo foi avariado no caminho, não sabíamos se ele chegaria ao destino.
    É de suma importância que levemos as informações que obtivemos aos órgãos competentes, pois elas podem dar fim a esta batalha.
    Poderia nos acompanhar?
    “Mentiras as vezes são necessárias. Devemos sustentar isso até estar diante a quem tem o poder de comando desse lugar. Bem, eu preciso começar a pensar em como justificar-nos após revelar quem nós somos. A postura de enganá-los garantiu nossa sobrevivência entretanto dificultará o estabelecimento de uma confiança. Mas, não é impossível, eu só preciso planejar direito e falar com as pessoas certas. O Ministro deve ser uma delas, aparentemente ele comanda esse lugar. Eu preciso chegar a ele.”

    A Imperatriz observava as reações do guarda e passa a utilizar-se de suas habilidades de manipulação (armada imperial) para que sua fala seja convincente.

    Atens- As informações que possuímos são de vital importância para a resolução desse conflito. O Ministro do Bronze e as autoridades competentes irão querer nos receber. Coloque-nos em contato com eles, imediatamente.

    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 652
    Reputação : 108
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por isaac-sky em Sex Ago 04, 2017 12:19 pm

    @Zer0:


    11 de Abril de 2027, 23:00h

    "Guerra. A guerra nunca muda"

    Mas a última batalha demonstrou como essa frase poderia ter uma exceção. Steel nunca havia visto o horror dos meses seguintes à Batalha de Antares em qualquer missão que houvesse participado.

    As últimas semanas haviam sido intensas. Enterro atrás de enterro, memoriais erguidos para aqueles milhares que morreram na Batalha de Antares, vários velhos colegas que precisavam ser sedados o tempo todo, seu pai e a nova armadura que havia herdado...
    E a notícia de que havia sido selecionado para a Expedição Órion veio na noite anterior ao lançamento.

    Em um bar da Terra 3 em Nova Boston, Steel é abordado por uma figura curiosa.



    [Maximus]:Uísque, puro - disse o velho conhecido do soldado Steel, Maximus. Uma lenda viva entre os militares - Como está? - perguntou sem olhar para o soldado e tomou de uma vez a bebida.

    [Maximus]:Boas notícias, mexi uns pauzinhos, os caras com certeza gostariam de ter teu pai se pudessem, mas eles são uns babacas que não entendem do que falam. Pff, magos e super herois - diz Maximus em tom de deboche - Você embarca amanhã com a gente. Leva as suas coisas, hora de voar amigo - Maximus dá um tapa no ombro de Steel antes de sair e colocar o dinheiro no balcão.

    Armeiro Tenente, antigamente Sargento Maximus. Um dos militares mais casca-dura que Steel conheceu, gravemente ferido durante uma insurgência rebelde, foi um grande companheiro de trincheira de Steel no período em que servira no exército. Devido aos ferimentos de uma batalha Maximus teve de abandonar os fronts e se tornou um Armeiro, alguém capaz de coordenar, fabricar e desenvolver armamentos para tropas.
    Os dez anos de Aliança Nexus haviam trazido muita importância a pessoas como Maximus, as últimas notícias do colega era de que estava trabalhando com a Aliança.

    Steel estava se metendo em algo grande. Algo muito maior que a lenda do Tin Devil, seu avô, maior que as guerras travadas na Terra 3...ele faria parte dos primeiros exploradores de um novo universo. Daqueles que trariam respostas.

    Mas ele bem sabe que a Guerra é a mesma. Em qualquer lugar do universo.





    12 de Abril de 2027



    [Garota]: Uou! Isso é a BS-32? - uma soldado comenta quando vê a armadura de Steel, exposta num apoio desenvolvido especialmente por Maximus.


    O Arsenal, o local onde a maioria dos tripulantes da Terra 3 frequentava, estava abarrotado de tecnologias, armamentos e pessoas diferentes.

    [Maximus]:Não babe na armadura Cheyenne, Steel não vai gostar - comenta o armeiro se aproximando.
    A garota cruzou os braços.

    O lançamento da gigantesca nave havia sido tranquilo e apesar da pressa nada ficou para trás.

    Na entrada o soldado recebera um novo equipamento: um bracelete que se moldava de acordo com o tamanho de seu braço. O aparelho é semelhante a equipamentos antigos conhecidos como pip-boy, já considerados antiquados por muitos da Terra 3.
    Nele outra surpresa, uma Inteligência Artificial com o visual de uma bela mulher.

    [Artemis]:Olá! Eu sou Artemis, sua Inteligência Artificial favorita! - disse ela na entrada da nave


    Agora, Steel tinha um bracelete com um led laranja ligado e não sabia ainda como iria participar dessa missão. No momento aguarda ordens no Arsenal.





    Grupo 1:


    Grupo 1





    Reaper



    Iroh



    Antípoda



    Orochi



    Beast Girl



    Adrastrea


    Anonimo


    @Lyvio:


    Orochi fala com Artemis, buscando uma maneira de traduzir a língua dos mascarados.

    [Artemis]:Eu não faço ideia! Parece uma mistura de hebraico com...japonês, sei lá. Mas o Ace e a Imperatriz parecem ser bons em entender línguas novas. Ué, parece a língua que ouvimos das transmissões hoje. Peraí, vou tentar algo! - ela diz, apressada.

    Orochi pode notar a destruição ao redor de si: impactos de explosões na areia, vários corpos e o cheiro forte de pólvora. Mas a vila em si parece intacta estruturalmente.

    Orochi escreveu:-Que raios está acontecendo aí Iroh!?

    O homem de metal não responde e quando a poeira baixa ele não parece se encontrar em lugar nenhum.

    E então uma explosão complementava a situação nada favorável.


    Um estábulo havia sido explodido, pedaços de madeira voando para todos os lados. O disparo veio de uma linha reta, ao longo do horizonte era possível ver a máquina.
    O grande cano do canhão ainda exalava fumaça.

    Os soldados mascarados começam a gritar coisas entre si, como se estivessem brigando um com os outros.


    Eles apontam as armas para os cowboys, como se deixassem o torpor da visão que fora Orochi.

    [Baker]:Não sei vocês, mas eu não vou deixar essas barata gigante tomar a nossa cidade - os cowboys erguem as armas também.

    O impasse estava perto do fim.

    Ordem de Iniciativa: Orochi > Mascarados > Cowboys > Mecha


    @Claude Speedy:


    Anônimo pede a ajuda de Artemis para decifrar o que os soldados de armadura marrom falam.

    Artemis exibe uma mensagem em texto no bracelete:
    [Artemis]:Só o Ace e a Atens conseguiram decifrar a língua. É a mesma das transmissões de mais cedo! Os nossos tradutores não conseguiram ainda! - ela afirma em texto - Vou tentar a ajuda deles, mas estão longe, pode demorar uns minutos.

    Escondido atrás de umas lápides, Elias não percebe que a em que se apoiava estava muito gasta, e se desfaz com o peso de corpo sobre ela em migalhas de pedra.

    Os dois soldados ouvem isso e apontam seus rifles em sua direção.
    Sem cobertura, Anônimo é descoberto pelos dois.

    Eles gritam a mesma coisa inúmeras vezes com os rifles apontados para Anônimo.
    [Artemis]: Eu não entendi o que eles falam, mas é óbvio que eles querem que se renda. Faz alguma coisa! - diz Artemis, preocupada.




    Grupo 2:


    Grupo 2





    Ace


    Atens



    Ren



    Ron



    Perz



    Druida

    Quasar


    No Raptor, Íris sorri diante da fala de Ace.

    @Ace escreveu:-Só com as garotas.

    [Íris]:Então temos o rei do baile na equipe - ela comenta fechando e abrindo os olhos devagar.

    @Ace escreveu:-Notei pelo seu ânimo que você deve tomar muito café... mal estou conseguindo te acompanhar.

    Nesse momento é como se uma fagulha de energia acordasse Íris por um único segundo.

    [Íris]:Eu estava tirando um cochilo e aí a Artemis me acordou com uma banda marcial. Era tão urgente que eu não consegui pegar minha garrafa de café. Você não tem noção de como eu preciso de café - ela comenta revoltada mas volta ao seu estado de semi-acordada em seguida - Se você me desse um café agora eu te daria um milhão de dólares. Ou um abraço. O que... - bocejo - ...der menos trabalho.

    Enquanto isso Atens tenta amenizar as dores de Adurna.

    Atens escreveu:Atens- Você não tem porque se desculpar, assim como também não é ridículo. Não pense dessa forma, criança. - A Imperatriz possui em sua voz um tom extremamente carinhoso e fraterno. - Deveria ter orgulho de si, está enfrentando suas dificuldades como muitos não fariam... - “Toda essa dor e ela ainda se dispõe a vir? Deve haver razões bem fortes para isso. Mais tarde seria interessante saber quais são, afinal eles podem ser úteis. Mas, se ela tem algum responsável, ele jamais deveria tê-la deixado vir sozinha.” - É claro, que não deveria lidar com isso sozinha. Talvez, se tivéssemos sido informados, poderíamos ter pensado em uma forma de evitar seu sofrimento. Há algo que possa ser feito para aliviar sua dor? - Atens perguntava enquanto segurava uma das mãos de Adurna. “Ela deveria estar acompanhada de alguém que saiba lidar com sua condição ou ao menos aliviar suas dores.”

    Adurna dá um pequeno sorriso e limpa as lágrimas com a mão livre.

    [Adurna]:E-Eu treinei por semanas pra conseguir...m-mas quando é pra valer é pior - ela comenta - Obrigado Imperatriz. M-Meu mestre, o mago Sid, aconselhou não contar sobre a condição. É minha maior fraqueza - ela diz num tom sincero - Se eu n-não puder lidar sozinha, eu vou ser um peso morto - Atens percebe a grande preocupação em sua voz.

    [Adurna]:Q-Quando pousarmos eu vou me sentir bem melhor. P-Por enquanto eu posso a-aguentar.




    @Ace escreveu:-O Digital Theater sobrepõe todos os aspectos que podem ser captados. Imagens, sons, cheiros, texturas... se alguém te questionar...

    Perz sorri de canto da boca.
    [Perz]:Gostei - ele responde na língua simulada pelo DT de Ace.

    Ron parece muito incomodado com a situação. Adurna e Ren seguem por último no grupo.

    Ace consegue invadir o aparelho do tamanho de uma prancheta com facilidade. Os guardas não carregam mais nenhuma ferramenta tecnológica relevante além de suas pranchetas.

    O equipamento é...esquisito. É como utilizar um celular feito de pedra. Uma mistura de conceitos extremamentes avançados com elementos arcaicos de eras antes da revolução industrial da Terra.

    A cidade possui um nome, Zionis, um nome com uma tradução aproximada de Refúgio. A cidade é massiva, é uma metrópole com milhões de habitantes e dividida em diversos distritos: todos nomeados a partir de nomes de metais ou pedras preciosas. O distrito onde se encontram é o Distrito do Bronze, maior zona de comércio da cidade. Parece ser o lar de diversas embaixadas políticas.

    @Ace escreveu:-Saudações! Não é incomodo algum, pelo contrário, precisamos ir ao encontro de seus superiores.
    Tivemos que pousar aqui porque o veículo foi avariado no caminho, não sabíamos se ele chegaria ao destino.
    É de suma importância que levemos as informações que obtivemos aos órgãos competentes, pois elas podem dar fim a esta batalha.
    Poderia nos acompanhar?

    Os guardas parecem impressionados.
    [Guarda]:Pelos Divinos, algo que pode eliminar os carniceiros? - comenta um dos guardas.
    [Líder Guarda]: Enniak! - diz o líder dos guardas em resposta. Enniak se cala.

    Atens escreveu:Atens- As informações que possuímos são de vital importância para a resolução desse conflito. O Ministro do Bronze e as autoridades competentes irão querer nos receber. Coloque-nos em contato com eles, imediatamente.

    [Guarda]: Chefe, porque os irmãos do Cobre não fizeram a saudação de sua Casa? - comenta o terceiro guarda, um pouco suspeito do grupo.
    [Líder Guarda]: Não me faça lhe dar uma advertência Myro. Irmãos, nos acompanhem.

    O trio de guardas guia o grupo até um gigantesco elevador que os leva até um carro de transporte voador. Ao longe é possível ver o destino, uma torre imponente:


    É um caminho muito rápido, nem mesmo o incômodo de Adurna poderia ser percebido.

    Outros guardas, mascarados e usando armaduras idênticas aos primeiros, abordam o grupo que pousa na entrada da torre.
    O líder dos guardas realiza um cumprimento rápido com a mão direita.

    [Líder Guarda]:Irmãos do Cobre, precisam de uma audiência urgente. Informações da guerra - uma vez informado os guardas começam a se mobilizar e abrir caminho.
    Um dos soldados prateados os escolta pelos halls da torre.

    Os corredores são espaçados e muito limpos, lembrando a era vitoriana da Terra em alguns momentos.


    No final do corredor, uma gigantesca porta de ébano é aberta pelos guardas estacionados nos lados dela.

    O grupo vê duas pessoas mascaradas discutindo entre si. São vozes masculinas.





    [Máscara de Bronze]: Pela última vez, Ebon, sua suposição é ridícula. Os carniceiros são responsáveis por aquilo, não…
    [Máscara Negra]: Você tem visitas, Ysaiah - o homem de máscara negra percebe o grupo primeiro.
    [Ysaiah]: Vocês são os irmãos do Cobre que pediram uma audiência? Sejam breves - diz ele fazendo um cumprimento com as mãos, diferente daquele que os guardas fizeram entre si. Seu tom de voz é monocorde, muito sério.





    Mecanica:
    Spoiler:



    Ace
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 15
    Pontos de poder: 144


    Atens
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 15
    Pontos de poder: 144


    Orochi
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 7
    Pontos de poder: 144


    O Anônimo
    +1PH
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 8
    Pontos de poder: 141


    Steel
    Data: 12 de Abril de 2027
    Vitalidade: Ok
    Condição: Ok
    Pontos heroicos: 1
    Pontos de poder: 120

    Claude Speedy
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 473
    Reputação : 9

    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Claude Speedy em Sex Ago 04, 2017 5:55 pm


    Achavamos mesmo que iamos vencer, Vanessa...?

    Eles apontam as armas, os guardas, a polícia pronta para dar fim à tudo. Uma polícia marrom...

    Baratas espaciais...?

    Elias me disse para prestar atenção no que eu estava fazendo e que ficar lembrando de momentos em que vivia na Terra, que hoje chamam de 1, com saudosismo iria me matar.

    Devia ter me concentrado.

    Um pedaço de lápide quebra sobre meu pé, eu caio... mal percebia o quanto estava fora do acontecimento devido minha distração. Juro que só noto que eles estão em cima de mim quando Ártemis me alerta ansiosa.

    Agora eles me veem... Levanto as mãos e enquanto eles se aproximam.

    Tento aproveitar a distração e de sumir de vista de novo entre as lápides na primeira brecha antes deles chegarem.

    Vantagens: Hide in Plain Sight e Second Chance
    [roll=d20]1[/roll]
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 1 - Por um Punhado de Justiça

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Nov 21, 2017 5:17 pm