Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Compartilhe
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 550
    Reputação : 9

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Leomar em Qua Jun 21, 2017 2:20 pm

    Calisto vai se aproximando devagar, tanto pela pouca luz quanto pela prudência, e fica ainda mais atenta quando começa ouvir rosnados e latidos.

    O grupo estava em um pequeno acampamento, por sorte de costas para Calisto.

    Havia dois dos enormes semëks* que os demônios usavam para carga.

    *Semëk é um tipo de lagarto gigante, quase da altura de um humano, que alguns usavam como montaria ou para puxar carga, como carroças. Na caravana que você tinha ido haviam vários semëks, mas eles morreram junto com os demais escravos e guardas.

    Havia também algum tipo de monstro horrível, meio humanoide, meio besta.

    Uma das mulheres falava alguma coisa com a voz difícil, parecia machucada.

    Mais a frente alguns homens falavam baixo, Calisto vê reflexos de armas na luz do luar.

    Um dos homens parecia ocupado falando com outro homem que vinha na direção contrária, eles pareciam discutir. Pior que falavam uma língua que Calisto não entendia. Este outro homem que vinha em direção contrária do grupo levava a seu lado um cachorro de grande porte (ou parecia um cachorro de longe, já que Calisto via só uma enorme sombra negra).

    Como estavam discutindo entre si, ninguém prestava atenção na posição em que Calisto estava.
    Natalie Ursa
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 135
    Reputação : 10

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Natalie Ursa em Qui Jun 22, 2017 9:38 pm

    Calisto observou o que pôde e viu a silhueta do cachorro, o que deixou ainda mais apreensiva. Aquela coisa tinha uma boca enorme cheia de dentes pontudos. Achava melhor não chegar perto daquilo. Então a sirena julgou que o mais sensato a fazer seria... Não fazer absolutamente nada por enquanto, apenas observar e descobrir se seria seguro se apresentar à tantas pessoas juntas ao mesmo tempo.
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 550
    Reputação : 9

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Leomar em Qui Jun 22, 2017 10:27 pm

    R.Oc.

    Calisto percebe que os dois grupos não estavam exatamente juntos. O grupo que estava de costas para ela estava meio escondido pelas árvores, apenas alguns falavam com o outro grupo. Calisto já podia ouvi-los, mas pra seu azar, eles falavam um idioma que lhe era estranho.

    O outro grupo, que era o que tinha o cachorro, estava mais afastado, ela não podia vê-los bem, mas também não podia ser vista por eles. Por enquanto todos estavam ocupados e ninguém repara nela.

    Ela escuta uma das mulheres falar algo para outro membro do grupo, ela dizia que se precisassem dela era só falarem mais alto que ela ajudaria.

    Calisto vê também aquele monstro estranho (cujo cabeça e braços pareciam de uma humana, mas seu corpo era enorme e tinha patas como de um cavalo) preparar um arco.

    Alguns membros de ambos os grupos pareciam se posicionar nas sombras para tentar surpreender membros do outro grupo. Se alguém se precipitasse ali, aquilo poderia virar um combate.

    Nota: você ainda pode se aproximar um pouco sem ser notada pelos dois grupos, ou pode tentar uma rolagem para uma aproximação mais arriscada. Ou pode continuar observado de longe.
    Natalie Ursa
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 135
    Reputação : 10

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Natalie Ursa em Sab Jun 24, 2017 6:58 pm

    Calisto resolve se aproximar o máximo que poderia sem que isso lhe acarretasse em algum problema. Já que a mulher de quatro patas estava preparando um arco, a sirena julgou péssima a ideia de se meter naquilo.
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 550
    Reputação : 9

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Leomar em Dom Jun 25, 2017 9:34 pm

    Calisto percebe aquela "coisa" falando com outra mulher, pelo menos ela falava algo que Calisto conseguia entender.

    Monstro escreveu:- Um deles está vindo sozinho naquela direção, ele ainda não nos viu, mas se continuarmos aqui irá nos encontrar.

    Imagem do "monstro" que estava com o arco.


    Calisto tinha conseguido chegar bem perto, e as mulheres do grupo não estavam prestando atenção nela. Aparentemente eram três: aquele monstro com patas de cavalo, uma mulher escondida na mata e outra na barraca.

    Enquanto isto os homens que estavam lá na frente continuavam discutindo num idioma que ela não compreendia, porém parece que estavam começando a se entender pois eles começavam a baixar as armas.

    Mais além de todas aquelas pessoas, Calisto ouve ao fundo o som de água corrente. Aquilo talvez explicasse por que aquele lugar tinha tanta vida, tão perto do deserto.
    Natalie Ursa
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 135
    Reputação : 10

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Natalie Ursa em Seg Jun 26, 2017 5:26 pm

    Pensando melhor, Calisto decide deixar os estranhos de lado por enquanto e seguir para a água, contornando à todos enquanto tentava permanecer oculta. Ela tinha ficado muito curiosa em saber como era a fonte de água corrente.
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 550
    Reputação : 9

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Leomar em Seg Jun 26, 2017 7:48 pm

    Calisto vai se afastando pelo meio das árvores, aproveitando que ninguém estava de olho nela (ou assim ela pensava), passando pelo lado aposto de onde aquela coisa enorme estava, Calisto acompanha o barulho da água.

    O veio d'água não estava longe. Não era algo muito grande, ainda assim era lindo. Calisto nunca viu tanta água pura junta, ainda mais CORRENDO no chão. Apenas poucas vezes ela teve oportunidade de ficar em sua forma original teve que se virar na água pantanosa ou numa pequena tina.

    Ali havia mais água do que Calisto achava que existia no mundo.

    Nota: image a imagem a noite, pois ainda era dia quando postei pros outros, mas o riachinho é assim:


    Ela olha em volta, ninguém parecia ter percebido ela ali. A água exerce uma atração quase magnética, ela enfia as mãos na água, estava fria, ela bebe, era certamente a mais pura que já tinha bebido, joga um pouco no rosto, nos braços, no rosto de novo, a sensação era ótima.

    Depois de se divertir um pouco com a água, ela olha para frente e se assusta. Um homem tinha parado a poucos passos dela e a observava. Mesmo tendo boa audição Calisto sequer ouviu ele se aproximar.



    Por reflexo do susto ela se joga para trás, e ele então investe contra ela, segurando-lhe o braço. Parecia ser forte, embora não a segurasse para machucar (ex-escravos conheciam bem as formas de agarrar de quem tem intenção de machucar), ele resmunga algo num idioma que ela não entende.
    Natalie Ursa
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 135
    Reputação : 10

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Natalie Ursa em Seg Jun 26, 2017 8:20 pm

    Calisto estava maravilhada com a água. Era algo tão lindo, tão puro. Deveria ser a junção de água mais bela do mundo! Não cheirava mal e era tão refrescante!

    E então apareceu o homem do nada e já venho lhe segurando do nada, o que não agradou nem um pouco:

    -Eeeeei! - tentou puxar o braço para longe dele - Está me segurando por quê? Eu nem te conheço! É assim que você trata quem recém conheceu? Nem sei o seu nome! Você nem sabe o meu! E eu não entendo nada do que diz! Eu agradeceria se me soltasse, estou tentando aproveitar essa água linda aqui! Você devia desistir do meu braço e aproveitar também a água! Está ótima! Solta, solta! - mal olhou para a cara do sujeito, estava mais interessada em se desvencilhar dele.
    Leomar
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 550
    Reputação : 9

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Leomar em Ter Jun 27, 2017 4:37 pm

    Ele segura forte, grunhe e gesticula ameaçador.

    - Kiu estas vi? Ke faris ĉi tie? Ĉu vi ne estas kune kun la aliaj?

    O cara estranho faz um gesto com o pescoço, mostrando com a cabeça a direção onde os outros estavam. Ele parece querer arrastar Calisto até lá.

    off: se quiser algum teste físico, seja só para se soltar e correr, seja para atacá-lo (socar o nariz, chutar o saco), pode fazer com 2D10, o alvo será 13 pois ele não está se esforçando muito (ainda). Qualquer soma até 13 indica que você conseguiu se soltar. 14 ou 15 ele ainda está te segurando pelo braço e puxando. Acima disto ele não será muito cavalheiro e vai te levar de qualquer jeito (pelos cabelos, derrubar no chão e prender suas mãos, algo assim). Caso não queira sair no braço, ele não vai lhe machucar, mais vai querer que o siga até onde estão os outros.
    Natalie Ursa
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 135
    Reputação : 10

    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Natalie Ursa em Ter Jun 27, 2017 5:17 pm

    - Ei ei ei! Espere aí! Eu continuo não entendendo nada do que você diz! Mas você deve ser muito cego para não perceber que eu estava só ali tentando tomar um banho! Você tem alguma coisa contra banhos?? - apontava de volta pro rio enquanto era arrastada - Faça um esforcinho e entenda, seu desmiolado descolorido! É para lá, não para cá! Lááá! - apontava com ainda mais vontade - Preste atenção! Eu não estou interessada em conhecer os seus amigos, ouviu? Ao menos que você me pagasse por isso, aí talvez eu poderia fazer um esforcinho e cumprimentar todo mundo. Mas se todos falarem essa sua língua não vai dar! Se você quer tanto arranjar companhia procure alguém que fale a mesma língua que você e aproveite para me soltar!! Mas que cabeça de pedra!!!!

    Não estava muito a fim de tentar ir no braço com ele, estava perto demais e não estava querendo despertar a ira de todas aquelas pessoas que vira antes - e que com certeza já tinham ouvido seus berros à essa altura. Quem sabe, se pudesse falar mais apropriadamente com alguém, poderiam lhe deixar em paz, afinal tinha ouvido algum deles falando a mesma língua que ela.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Uma segunda chance à vida (Calisto)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Set 22, 2017 1:34 am