Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [Deidade] Ankho - O deus rinoceronte

    Compartilhe
    Dark Tiger
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 71
    Reputação : 6

    [Deidade] Ankho - O deus rinoceronte

    Mensagem por Dark Tiger em Qua Jun 21, 2017 10:50 pm

    Ankho


    Nome:
    Ankho.
    Função: Guerra, coragem, medo e honra.
    Títulos:
    A Glória dos Guerreiros, O Rinoceronte Escarlate, O Algoz de Falsas Verdades, Inimigo dos Lobos, Pai das Hienas, Vanguarda dos Deuses.
    Animais Sagrados:
    Rinoceronte, hiena e corvo.
    Aparência:
    Um guerreiro robusto e musculoso, sua pele é cinzenta como o concreto e tem a cabeça de um rinoceronte com olhos escarlates que solta fogo por suas narinas. Usa um colar de crânios em seu pescoço que lhe permite dar profecias e usa um saiote de ossos. Nas mãos carrega uma lança de prata e viaja em uma carruagem puxada pelo seu horroroso filho monstro Uthul, uma hiena gigante de duas cabeças.
    Personalidade:
    Diferente do costumeiro, Ankho é um deus sábio e estratégico, ele representa mais do que o furor do campo de batalha, representa as vidas que são interrompidas pela guerra, a coragem para ir á luta mesmo sabendo o seu destino. É o deus que mais entende os mortais e o que mais se afasta de seus iguais. No conselho dos deuses ele permanece em silêncio. Odeia brincadeiras de mal gosto por isso tem uma rivalidade nata com seu irmão gêmeo Eitho e por isso os lobos odeiam ele e seus descendentes. Seus filhos são sérios, corajosos, dedicados e leais.
    Detalhes:
    Os corvos são seus ouvintes e olheiros, um corvo que pousa no ombro de um guerreiro lhe dá o apoio do deus da guerra. As hienas e rinocerontes são seus filhos, criados do fogo de um vulcão, são leais aos seus irmãos humanos e tão fortes e inteligentes quanto seu pai.
    Histórias:

    A Batalha Contra Lorath

    É o deus que criou a arte da guerra, quando apenas o deus maligno Lorath possuía armas, ele moldou sua lança da poeira do chão e sua carruagem das pedras que tirou da lava de um vulcão e partiu para a guerra guiado por seu filho Uthul. Ele não guiou os deuses literalmente, pois ficou ocupado quando Lorath arrancou o pilar da terra, forçando-o á segurar os continentes sobre suas costas. Esse posto mais tarde foi ocupado pelo próprio Lorath.

    A Gravidez de Ankho

    Seu irmão já lhe enganou uma vez e o fez se apaixonar por um homem, nisso ele se transformou em uma bela mulher e seduziu o rapaz, quando percebeu o que havia acontecido já não podia voltar á sua forma verdadeira pois havia engravidado, tendo de esperar até o fim da gestação. Quando voltou em toda sua glória, os deuses zombavam dele, mas logo passaram á zombar de seu irmão: Ankho arrancou a cabeça de Eitho e escondeu seu corpo, transformando-o em uma cabeça de lobo flutuante.

    A Vingança de Eitho e Lorath

    Eitho fez um trato com Lorath e recuperou sua cabeça em troca de libertá-lo. Os dois tramaram de se vingar de Ankho juntos: Eitho o convenceu de que a deusa do trovão, Phiska, havia se interessado pelo deus da guerra e o arrastou para o céu, não antes, porém, de Ankho conversar com Piskha e descobrir que era uma armação. Quando chegaram no Mundo Acima das Nuvens, Lorath estava disfarçado de Piskha e planejava assassinar Ankho. Piskha no entanto atirou-o do céu com uma de suas flechas e ele caiu na terra, Ankho fez o mesmo com seu irmão, arrancando sua cabeça e escondendo seu corpo outra vez. Quando desceu novamente, Ankho arrancou as asas de Lorath.

    O Nascimento dos Filhos Monstruosos de Ankho e Batta

    Antes de Lorath declarar Guerra contra os outros deuses, Ankho se apaixonou pela preguiçosa deusa Batta. Não que o amor não tenha sido correspondido mas ela já estava em um relacionamento com Lorath. Eitho o ajudou, mantendo Lorath ocupado enquanto Ankho desposava sua esposa. Mas Lorah, cansado foi até o quarto e encontrou os dois agarrados. O deus amaldiçoou os dois e disse que qualquer cria daquela relação seria uma aberração horrenda. Nasceram então três crianças: Uthul, Mab e Krhea. Uthul, o filho mais velho, era uma hiena de duas cabeças gigantesca com as patas traseiras de um cavalo que passou á puxar a carruagem de seu pai quando caminhavam para a batalha; Mab era a filha mais odiosa dos três, uma bela fada das montanhas aos olhos dos homens e uma bruxa com asas de corvo e corpo deformado para as mulheres, ela se juntou á Lorath como seu braço direito; Khrea, o mais novo, era um ser híbrido com pernas e chifres de bode, torso e braços de homem e cabeça, presas e garras de leopardo, um grande curandeiro que se refugiou nas montanhas do norte e se juntou á Irhuno como o juiz dos mortos.

    (ross)

      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 2:02 pm