Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Giovanna Fazzari - Ravnos - Camarilla

    Compartilhe
    Hakaze
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 3

    Giovanna Fazzari - Ravnos - Camarilla

    Mensagem por Hakaze em Ter Jun 27, 2017 10:32 am

    1. Dados

    Nome: Hakaze
    Personagem: Giovanna Fazzari
    Clã: Ravnos
    Natureza: Excêntrica
    Comportamento: Galante
    Geração: 13º
    Refúgio: Cobertura no bairro nobre
    Conceito: Cantora

    Saldo de XP:



    2. Atributos

    Físicos
    - Força: 01
    - Destreza: 03
    - Vigor: 02

    Sociais
    - Carisma: 03
    - Manipulação: 02
    - Aparência: 05

    Mentais
    - Percepção: 03
    - Inteligência: 03
    - Raciocínio: 02



    3. Habilidades

    Talentos
    - Prontidão: 3
    - Esportes:
    - Briga:
    - Esquiva: 2
    - Empatia: 2
    - Expressão: 2
    - Intimidação:
    - Liderança:
    - Manha: 1
    - Lábia: 3

    Perícias
    - Empatia c/ Animais: 1
    - Ofícios:
    - Condução:
    - Etiqueta: 3
    - Armas de Fogo: 1
    - Armas Brancas:
    - Performance: 2
    - Segurança:
    - Furtividade: 2
    - Sobrevivência:

    Conhecimentos
    - Acadêmicos:
    - Computador: 1
    - Finanças: 1
    - Investigação:
    - Direito:
    - Linguística: 1
    - Medicina:
    - Ocultismo: 1
    - Política:
    - Ciências: 1



    4. Vantagens

    Antecedentes
    Fama 1 [1 PB]
    Rebanho 1 [1 PB]
    Recursos 5

    Antecedentes - Descrição:
    Fama (Conhecida entre a comunidade gótica)
    Rebanho (Os membros da banda)


    Disciplinas
    Animalismo 1
    Fortitude 1
    Quimerismo 1



    5. Virtudes

    Virtudes
    - Consciência: 03
    - Autocontrole: 04
    - Coragem: 03

    Humanidade: 7

    Força de Vontade: 10 [7 PB]



    Qualidades e Defeitos
    Qualidades
    Rubor de Saúde (2 Pontos)
    Voz Encantadora (3 Pontos)
    Frieza Lógica (1 Ponto)
    Santidade (2 Pontos)
    Aura Enganosa (1 Ponto)
    Imunidade ao Laço de Sangue (3 Pontos)
    Inofensivo Para Animais (1 Ponto)

    Defeitos
    Deficiência Visual (1 Ponto)
    Tique Nervoso (1 Ponto)
    Sono Pesado (1 Ponto)
    Coulrofobia (2 Pontos)
    Defeito de Superstição: Fetiche ao se Alimentar (1 Ponto)
    Recém-chegado (1 Ponto)

    Qualidades & Defeitos - Descrição:
    Defeitos
    Deficiência Visual (Giovanna possui um grau leve de miopia)
    Tique Nervoso (Costuma morder os lábios em momentos de tensão)
    Defeito de Superstição: Fetiche ao se Alimentar (Pescoço)




    Observações:
    Avatar:

    Dados Pessoais:
    Idade Mortal: 18
    Idade Vampírica: 20
    Data de Nascimento: 23/08/1997
    Altura: 1,73 m
    Peso: 64 kg
    Mão predominante: Esquerda
    Fraqueza de Clã: Giovanna tem a mania de pregar peças nas pessoas. Travessuras um tanto quanto infantis, mas ela não se importa com isso. Sua única preocupação é se essas peças forem inteligentes a ponto dela não ser pega. Quando escapa ilesa isso lhe da ainda mais satisfação.




    6. Prelúdio
    Spoiler:

    Giovanna nasceu em Milão, mas foi criada em Pienza um pequeno vilarejo da Toscana, filha única, desde criança sempre apresentou interesse pela música, talvez influencia de seu pai, um empresario do meio musical. Porem foi sua mãe a primeira a notar isso, quando, em uma festa de fim de ano, a garotinha demonstrou uma bela e poderosa voz para os familiares pela primeira vez, com a canção Silent Night. Depois disso, não demorou muito para que sua mãe decidi colocá-la no coral da igreja que a família frequentava, onde a menina podia praticar. Ela sempre contava com o apoio de seus pais.

    Na escola primária, não demorou muito para Giovanna ser convidada a cantar em pequenas festas escolares e peças, o que sempre a tornava o centro das atenções. Com a sensação de ser o centro do mundo, logo ela adquiriu um grande afeto pelos palcos. Isso a levou a fazer aulas de teatro, assim ela poderia participar mais das peças teatrais e poder sentir novamente a sensação de ser o centro do mundo.

    Porém no inicio de sua adolescência sua família teve que voltar para Milão devido ao trabalho de seu pai. Seus pais acharam que isso até seria positivo para os sonhos da garota, porém, as garotas da nova escola não gostaram nem um pouco de Giovanna e a viam como exibida e arrogante por sempre tirar notas altas e procurar sempre estar diante os holofotes. Devido ao bullying que sofria das outras garotas, ela se tornou introvertida e a maioria dos amigos que fazia eram garotos, mesmo eles a tratando com respeito, isso só alimentava ainda mais a maldade das outras meninas.

    Os anos em Milão foram os piores da vida de Giovanna. Ela desistiu da musica e da atuação, não sentia mais a mesma. Desenvolveu uma visão distorcida de tudo e todos, além de hábitos um tanto quanto peculiares. Sem encontrar um sentido para aquilo, ela simplesmente passou a ignorar tudo a sua volta e tentava apenas aproveitar os bons e felizes momentos que tinha, por mais breves que eles fossem. Ela não chegava a ser irresponsável, mas sempre que aparecia uma oportunidade para sair a noite ou matar aula, ela aproveitava. Tudo em nome do divertimento. Uma figura distinta entre os garotos.

    Giovanna já era quase uma mulher, bonita com uma pele clara e delicada com uma postura perfeita e andar elegante e gracioso. Seus longos cabelos ruivos que contrastam com seus sedutores olhos azuis e um rosto formoso com feições delicadas. Mesmo com suas vestimentas masculinas, é evidente seu corpo escultural com seios fartos que atraem a atenção de homens e mulheres.

    Em uma de suas fugas noturnas, Giovanna conheceu Nikolai, um jovem misterioso de vinte anos que era novo na cidade. O rapaz era carismático e sedutor e não demorou muito para a jovem se sentir atraída por ele. Ele parecia compreende-la como ninguém mais compreendia. Giovanna parecia fascinada por ele, com pouco tempo de convivência com Nikolai, ela já havia mudado completamente. Parecia feliz, quase não culpava mais o mundo por toda "tragédia" que sofria. Mantinha a personalidade maliciosa e inteligente, mas suas palavras pareciam mais astutas, o que lhe garantia escapar ou amenizar os castigos e broncas. Por outro lado, a garota estava um tanto quanto sarcástica e as vezes cruel. Sem ela perceber foi tomada quase que totalmente pela influencia de Nikolai.

    Mesmo com as atitudes rebeldes da garota, ela tinha um bom relacionamento com seus pais. E poucas semanas antes de atingir a maioridade, a jovem pediu-lhes para passar seu aniversario em Pienza, pois Nikolai sempre dizia que gostaria de conhecer o vilarejo onde ela havia sido criada. Tudo parecia caminhar bem para o que seria o melhor dia da vida da garota.

    Na sexta a noite eles partiram para Pienza. Giovanna era só felicidades, mal via a hora de botar seus pés no vilarejo. No sábado de manha, ela estava tão ansiosa para encontrar e mostrar o vilarejo para Nikolai, que mal parava quieta. Foi o fim de semana perfeito. No domingo a noite, após comemorar com a família, Giovanna deu uma desculpa qualquer e foi se encontrar com Nikolai. Tudo parecia ocorrer bem, mas o jovem parecia distante, preocupado com algo. O que fez com que a garota voltasse mais cedo para casa. Mesmo com a insistência do rapaz para ela não ir, Giovanna estava incomodada por não ter toda atenção do rapaz.

    Assim que fechou a porta de sua casa e se virou, Giovanna foi surpreendida por um estampido e sentiu algo trespassar seu abdômen e em seguida algo quente parecia escorrer em sua barriga. Não muito depois suas forças se esvaiam e a jovem ia ao chão.

    A garota só se deu conta mesmo que havia algo errado quando viu o homem encapuzado, um homem alto de voz grave, rasgou-lhe as roupas expondo sua intimidade de forma vulgar e bateu-lhe no rosto, tentando mantê-la consciente enquanto a ameaçava com injurias. O chão frio gelava suas costas nuas. Pressentiu o olhar pervertido daquele homem e sentiu uma ou duas mãos sendo passadas pelo seu corpo de forma desnecessária. Mas jovem não demonstrava qualquer reação.

    Mesmo com o homem se despindo e com uma arma em punho, Giovanna sorriu, imaginando a voz de Nikolai. Ouvindo barulhos do que parecia ser uma briga, Giovanna levantou a cabeça com esforço, tentando olhar o que acontecia a sua volta. Mas isso só lhe causava mais dor. Os sons pareciam abafados, ela estava zonza, sua respiração pesada parecia cada vez mais ausente.

    Giovanna sentiu alguém levantar-lhe e um rosto familiar surgia. Mesmo com a face triste de Nikolai a garota esboçou um sorriso. Suas ultimas lembranças antes de sua vida se esvair por completo foram do jovem lhe pedindo desculpas e de seu pescoço ser pressionado por duas agulhas grossas.

    Dois dias depois, Giovanna acordou nua deitada em uma espécie de maca metálica dentro de uma câmara de aço. A temperatura devia estar a 0ºC, pois parecia que seu sangue estava congelado. Imediatamente a garota entrou em desespero socando as paredes metálicas e gritando. Felizmente não demorou muito para que alguém viesse ao seu auxilio.

    Alphonse era um senhor alto e magro com a pele pálida. Possuía uma fala suave e calma. Assim que Giovanna se acalmou, ele explicou tudo o que Nikolai havia deixado preparado para o retorno da garota e que ele, Alphonse, iria auxilia-la durante sua nova "vida". A garota ainda estava confusa com tudo aquilo e mal prestava atenção aos dizeres daquele homem, ainda mais com a fome que sentia. Junto com suas roupas havia algumas bolsas de sangue. O que causou um enorme espanto na garota.

    Depois dali, a garota foi para o hospital onde já estava tudo certo. Ali ela permaneceu por alguns dias, até receber "alta". A noticia que a herdeira da família Fazzari havia sobrevivido foi para as mídias. Infelizmente toda armação não chegava até a policia. Que foi ate o hospital cara pegar o testemunho da garota.

    As noites da garota eram no necrotério, onde Alphonse a ensinava sobre a vida como vampira, a hierarquia vampírica e as regras que os vampiros chamam de mascara. Após algum tempo, Giovanna não precisa mais da supervisão e dos ensinamentos de Alphonse. Praticamente ao mesmo tempo que as investigações foram abandonadas por falta de provas.

    Após isso a jovem tentou retomar a vida, tentando mascarar sua vida noturna, voltou para o mundo da musica onde conseguiu reunir três jovens "submissos" que, além de fazerem parte de sua banda de metal sinfônico, ainda servem como fonte de alimentação para a garota.

    Agora próxima dos seus vinte anos, Giovanna decide ir com sua banda para os E.U.A. para uma mudança de ares e talvez uma ascensão da sua banda Mark of The Succubus. E quem sabe, talvez um dia qualquer ela se encontre por ai com Nikolai e assim possa descobrir o que realmente aconteceu aquela noite. Mas até lá, ela só quer viver sua nova vida e aproveitar cada instante. Afinal, o tempo não é mais um problema para ela.



    7. Resumos On Game



    8. Banco de Dados
    Crios
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 40
    Reputação : 0

    Re: Giovanna Fazzari - Ravnos - Camarilla

    Mensagem por Crios em Qua Jul 05, 2017 10:54 pm

    Ola boa noite Hakaze, meu nome é crios, sou dos dois avaliadores aqui do sub forum. Como deve saber. usamos esse sistema de duas pessoas. Geralmente, um avalia, e outro revisa, pra garantir que ta tudo certo. Peço desculpas pela demora, pois eu havia feito todo um texto para você com varias observações e não sei oque, quando derrepente, incidentes ocorreram e eu perdi tuo, só de raiva, decidi produzir este video então com pontos a serem destacados e observados. Espero que não se encomode com o formato. é a primeira vez que fazemos algo assim. Na descrição do video você encontrará todas os partes da avaliação bem como em que momento eu começo a falar delas.

    Espero ter sido justo. Caso eu tenha sido grosso, agressivo ou ofensivo de alguma forma, me avise que irei retirar o comentario.

    novamente peço desculpa. Mas sinta-se especial e exclusiva com esse video kkk

    video:
    observação:
    em 1:53 eu falo que pessoas normais tem de 3 a 5 no maximo. Na vdd eu errei nessa parte. tem de 2 a 6. é bem variado. Mas uma media geral tem entre 3 e 4 mesmo. as pessoas mais dedicadas, com naturezas mais isoladas, idependentes naturalmente tem mais força de vontade. e eu diria para você ter 5 pts de FV. 6 no maximo estourando. Porem, de 7 pra cima ja fica delicado a parada mesmo
    Hakaze
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 3

    Re: Giovanna Fazzari - Ravnos - Camarilla

    Mensagem por Hakaze em Dom Jul 23, 2017 4:40 pm

    1. Dados

    Nome: Hakaze
    Personagem: Giovanna Fazzari
    Clã: Ravnos
    Natureza: Excêntrica
    Comportamento: Galante
    Geração: 10º
    Refúgio: Cobertura no bairro nobre
    Conceito: Cantora

    Saldo de XP:



    2. Atributos

    Físicos
    - Força: 01
    - Destreza: 03
    - Vigor: 02

    Sociais
    - Carisma: 02
    - Manipulação: 03
    - Aparência: 05

    Mentais
    - Percepção: 03
    - Inteligência: 03
    - Raciocínio: 02



    3. Habilidades

    Talentos
    - Prontidão: 3
    - Esportes:
    - Briga:
    - Esquiva: 2
    - Empatia: 2
    - Expressão: 2
    - Intimidação:
    - Liderança:
    - Manha: 1
    - Lábia: 3

    Perícias
    - Empatia c/ Animais: 1
    - Ofícios:
    - Condução:
    - Etiqueta: 3
    - Armas de Fogo: 1
    - Armas Brancas:
    - Performance: 2
    - Segurança:
    - Furtividade: 2
    - Sobrevivência:

    Conhecimentos
    - Acadêmicos:
    - Computador: 1
    - Finanças: 1
    - Investigação:
    - Direito:
    - Linguística: 1
    - Medicina:
    - Ocultismo: 1
    - Política:
    - Ciências: 1



    4. Vantagens

    Antecedentes
    Fama 1
    Mentor 1 [1 PB]
    Geração 3 [3 PB]
    Rebanho 1 [1 PB]
    Recursos 4

    Antecedentes - Descrição:
    Fama (Conhecida entre a comunidade gótica)
    Mentor (Alphonse)
    Rebanho (Os membros da banda)
    Recursos (Herança)


    Disciplinas
    Animalismo 1
    Fortitude 1
    Quimerismo 1



    5. Virtudes

    Virtudes
    - Consciência: 03
    - Autocontrole: 04
    - Coragem: 03

    Humanidade: 7

    Força de Vontade: 6 [3 PB]



    Qualidades e Defeitos
    Qualidades
    Ingerir Comida (1 Ponto)
    Rubor de Saúde (2 Pontos)
    Voz Encantadora (3 Pontos)
    Frieza Lógica (1 Ponto)
    Santidade (2 Pontos)
    Aura Enganosa (1 Ponto)
    Imunidade ao Laço de Sangue (3 Pontos)
    Inofensivo Para Animais (1 Ponto)

    Defeitos
    Deficiência Visual (1 Ponto)
    Tique Nervoso (1 Ponto)
    Sono Pesado (1 Ponto)
    Fobia: Medo de Palhaços (2 Pontos)
    Defeito de Superstição: Fetiche ao se Alimentar (1 Ponto)
    Recém-chegado (1 Ponto)

    Qualidades & Defeitos - Descrição:
    Defeitos
    Deficiência Visual (Giovanna possui um grau leve de miopia)
    Tique Nervoso (Costuma morder os lábios em momentos de tensão)
    Defeito de Superstição: Fetiche ao se Alimentar (Pescoço)




    Observações:
    Avatar:

    Dados Pessoais:
    Idade Mortal: 18
    Idade Vampírica: 20
    Data de Nascimento: 23/08/1997
    Altura: 1,73 m
    Peso: 64 kg
    Mão predominante: Esquerda
    Fraqueza de Clã: Giovanna tem a mania de pregar peças nas pessoas. Travessuras um tanto quanto infantis, mas ela não se importa com isso. Sua única preocupação é se essas peças forem inteligentes a ponto dela não ser pega. Quando escapa ilesa isso lhe da ainda mais satisfação.



    6. Prelúdio
    Spoiler:
    Giovanna nasceu em Milão, mas foi criada em Pienza um pequeno vilarejo da Toscana, filha única, desde criança sempre apresentou interesse pela música, talvez influencia de seu pai, um empresario do meio musical. Porem foi sua mãe a primeira a notar isso, quando, em uma festa de fim de ano, a garotinha demonstrou uma bela e poderosa voz para os familiares pela primeira vez, com a canção Silent Night. Depois disso, não demorou muito para que sua mãe decidi colocá-la no coral da igreja que a família frequentava, onde a menina podia praticar. Ela sempre contava com o apoio de seus pais.

    Na escola primária, não demorou muito para Giovanna ser convidada a cantar em pequenas festas escolares e peças, o que sempre a tornava o centro das atenções. Com a sensação de ser o centro do mundo, logo ela adquiriu um grande afeto pelos palcos. Isso a levou a fazer aulas de teatro, assim ela poderia participar mais das peças teatrais e poder sentir novamente a sensação de ser o centro do mundo.

    Porém no inicio de sua adolescência sua família teve que voltar para Milão devido ao trabalho de seu pai. Seus pais acharam que isso até seria positivo para os sonhos da garota, porém, as garotas da nova escola não gostaram nem um pouco de Giovanna e a viam como exibida e arrogante por sempre tirar notas altas e procurar sempre estar diante os holofotes. Devido ao bullying que sofria das outras garotas, ela se tornou introvertida e a maioria dos amigos que fazia eram garotos, mesmo eles a tratando com respeito, isso só alimentava ainda mais a maldade das outras meninas.

    Os anos em Milão foram os piores da vida de Giovanna. Ela desistiu da musica e da atuação, não sentia mais a mesma. Desenvolveu uma visão distorcida de tudo e todos, além de hábitos um tanto quanto peculiares. Sem encontrar um sentido para aquilo, ela simplesmente passou a ignorar tudo a sua volta e tentava apenas aproveitar os bons e felizes momentos que tinha, por mais breves que eles fossem. Ela não chegava a ser irresponsável, mas sempre que aparecia uma oportunidade para sair a noite ou matar aula, ela aproveitava. Tudo em nome do divertimento. Uma figura distinta entre os garotos.

    Giovanna já era quase uma mulher, bonita com uma pele clara e delicada com uma postura perfeita e andar elegante e gracioso. Seus longos cabelos ruivos que contrastam com seus sedutores olhos azuis e um rosto formoso com feições delicadas. Mesmo com suas vestimentas masculinas, é evidente seu corpo escultural com seios fartos que atraem a atenção de homens e mulheres.

    Em uma de suas fugas noturnas, Giovanna conheceu Nikolai, um jovem misterioso de vinte anos que era novo na cidade. O rapaz era carismático e sedutor e não demorou muito para a jovem se sentir atraída por ele. Ele parecia compreende-la como ninguém mais compreendia. Giovanna parecia fascinada por ele, com pouco tempo de convivência com Nikolai, ela já havia mudado completamente. Parecia feliz, quase não culpava mais o mundo por toda "tragédia" que sofria. Mantinha a personalidade maliciosa e inteligente, mas suas palavras pareciam mais astutas, o que lhe garantia escapar ou amenizar os castigos e broncas. Por outro lado, a garota estava um tanto quanto sarcástica e as vezes cruel. Sem ela perceber foi tomada quase que totalmente pela influencia de Nikolai.

    Mesmo com as atitudes rebeldes da garota, ela tinha um bom relacionamento com seus pais. E poucas semanas antes de atingir a maioridade, a jovem pediu-lhes para passar seu aniversario em Pienza, pois Nikolai sempre dizia que gostaria de conhecer o vilarejo onde ela havia sido criada. Tudo parecia caminhar bem para o que seria o melhor dia da vida da garota.

    Na sexta a noite eles partiram para Pienza. Giovanna era só felicidades, mal via a hora de botar seus pés no vilarejo. No sábado de manha, ela estava tão ansiosa para encontrar e mostrar o vilarejo para Nikolai, que mal parava quieta. Foi o fim de semana perfeito. No domingo a noite, após comemorar com a família, Giovanna deu uma desculpa qualquer e foi se encontrar com Nikolai. Tudo parecia ocorrer bem, mas o jovem parecia distante, preocupado com algo. O que fez com que a garota voltasse mais cedo para casa. Mesmo com a insistência do rapaz para ela não ir, Giovanna estava incomodada por não ter toda atenção do rapaz.

    Assim que fechou a porta de sua casa e se virou, Giovanna foi surpreendida por um estampido e sentiu algo trespassar seu abdômen e em seguida algo quente parecia escorrer em sua barriga. Não muito depois suas forças se esvaiam e a jovem ia ao chão.

    A garota só se deu conta mesmo que havia algo errado quando viu o homem encapuzado, um homem alto de voz grave, rasgou-lhe as roupas expondo sua intimidade de forma vulgar e bateu-lhe no rosto, tentando mantê-la consciente enquanto a ameaçava com injurias. O chão frio gelava suas costas nuas. Pressentiu o olhar pervertido daquele homem e sentiu uma ou duas mãos sendo passadas pelo seu corpo de forma desnecessária. Mas jovem não demonstrava qualquer reação.

    Mesmo com o homem se despindo e com uma arma em punho, Giovanna sorriu, imaginando a voz de Nikolai. Ouvindo barulhos do que parecia ser uma briga, Giovanna levantou a cabeça com esforço, tentando olhar o que acontecia a sua volta. Mas isso só lhe causava mais dor. Os sons pareciam abafados, ela estava zonza, sua respiração pesada parecia cada vez mais ausente.

    Giovanna sentiu alguém levantar-lhe e um rosto familiar surgia. Mesmo com a face triste de Nikolai a garota esboçou um sorriso. Suas ultimas lembranças antes de sua vida se esvair por completo foram do jovem lhe pedindo desculpas e de seu pescoço ser pressionado por duas agulhas grossas. Após isso, a garota não sabe ao certo se teve momentos de lucidez ou foram apenas delírios. O certo era que cada momento era terrível, no primeiro lampejo se viu expelindo todo conteúdo de seu estômago, logo começou a sentir cada um de seus órgãos lentamente pararem de funcionar, mas o lampejo mais aterrorizador foi quando seus pulmões começaram a falhar e uma falta de ar agoniante a tomava. E por fim o coração, causando insuficiência cardíaca.

    Dois dias depois, Giovanna acordou nua deitada em uma espécie de maca metálica dentro de uma câmara de aço. A temperatura devia estar a 0ºC, pois parecia que seu sangue estava congelado. Imediatamente a garota entrou em desespero socando as paredes metálicas e gritando. Felizmente não demorou muito para que alguém viesse ao seu auxilio.

    Alphonse era um malkavian alto e magro com a pele pálida. Possuía uma fala suave e calma. Assim que Giovanna se acalmou, ele explicou tudo o que Nikolai havia deixado preparado para o retorno da garota e que ele, Alphonse, iria auxilia-la durante sua nova "vida". A garota ainda estava confusa com tudo aquilo e mal prestava atenção aos dizeres daquele homem, ainda mais com a fome que sentia. Junto com suas roupas havia algumas bolsas de sangue. O que causou um enorme espanto na garota.

    Ao perguntar sobre Nikolai, ela apenas ouviu que ele poderia estar em qualquer lugar. Segundo Alphonse, no século XIX já era difícil localiza-lo, hoje em dia devido aos meios de transporte, principalmente o aéreo, era praticamente impossível. E que por hora era melhor que ela deixa assim e focasse no seus ensinamentos.

    Depois dali, a garota foi para o hospital onde já estava tudo certo. Ali ela permaneceu por alguns dias, até receber "alta". A noticia que a herdeira da família Fazzari havia sobrevivido foi para as mídias. Infelizmente toda armação não chegava até a policia. Que foi até o hospital para pegar o testemunho da garota.

    Na primeira noite no necrotério, Alphonse contou a garota que conhecera o jovem Nikolai em julho de 1831 em Marselha durante la Giovine Italia. Ele era um nômade que por algum motivo, que Alphonse até hoje desconhece, resolveu aderir a associação. Eles estavam juntos durante o fracasso de Saboia, porém apenas ele acabou sendo preso. Ele passou quase dois anos confinado. Em um estado de extrema tristeza e pessimismo quase beirando ao suicídio, até que uma noite o rosto de Nikolai surgiu diante sua cela para resgatá-lo. As noites seguintes, Alphonse a ensinou sobre a vida como vampira, a hierarquia vampírica e as regras que os vampiros chamam de mascara. Mesmo sabendo que Nikolai era um Ravnos de espírito livre que não se importava com as leis da Camarilla, não que ele fosse contra isso, ele resolveu que a garota sobre sua tutela deveria integrar à Camarilla.

    Al, como ela o passou a chama-lo, e Giovanna se tornaram bons amigos no decorrer do tempo. Ele foi além dos ensinamentos e até mesmo apresentou a garota ao Príncipe de Milão e aos seus asseclas. Todos não pareceram felizes com a nova vampira, o que resultou no incomodo habito das harpias a olhando da cabeça aos pés. Infelizmente ela já compreendia a desconfiança de todos para com a sua linhagem. A apresentação foi praticamente ao mesmo tempo que as investigações foram abandonadas por falta de provas.

    Após isso a jovem tentou retomar a vida, tentando mascarar sua vida noturna, voltou-se para o mundo da musica onde conseguiu reunir três jovens "submissos" que, além de fazerem parte de sua banda de metal sinfônico, ainda servem como fonte de alimentação para a garota.

    Agora próxima dos seus vinte anos, Giovanna decide ir com sua banda para os E.U.A., com o consentimento de Alphonse e permissão do Príncipe, ela busca uma mudança de ares e talvez uma ascensão da sua banda Mark of The Succubus. Antes de deixar o país, os dizeres de Alphonse causaram certo desconforto, já que parecia mais um advertência. Ele ressaltou que raramente um Ravnos abraça uma carniçal gorgio, menos ainda quem ao menos foi um carniçal. Deixou claro para a garota que a raridade de seu abraço não devia ser algo qualquer e que ela certamente era mais um peão nas artimanhas de Nikolai.



    7. Resumos On Game



    8. Banco de Dados
    Hakaze
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 3

    Re: Giovanna Fazzari - Ravnos - Camarilla

    Mensagem por Hakaze em Dom Jul 23, 2017 4:43 pm

    Primeiramente, desculpem pela demora na correção, muita coisa para ler e principalmente compreender.

    O erros mais básicos foram corrigidos e com o prelúdio do personagem fui reformulando algumas coisas na ficha. Exemplo disso é o mentor.

    Tentei falar mais sobre as personagens no texto, sobre a banda não acho necessário mais fama e tal, porque serve mais para mascarar a vida noturna da personagem e evitar perguntas como porque não é vista durante o dia e afins. E uma fama maior pode gerar atenção desnecessária. Como paparazzi fotografando o que não devem e por acidente eu cometendo alguma besteira que acabe irritando o Príncipe e os demais.

    Espero que tenha conseguido melhorar, pelo menos um pouco, e aguardo a nova analise para saber onde posso melhorar.

    Mais uma vez peço desculpas pelo atraso e pela confusão com Vampiro a Mascara, mas ainda tem muitas coisas que fogem da minha compreensão (principalmente aqueles termos estranhos como canaille, lextalionís entre outros).
    Crios
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 40
    Reputação : 0

    Re: Giovanna Fazzari - Ravnos - Camarilla

    Mensagem por Crios em Ter Jul 25, 2017 11:57 pm

    Tudo bem hakaze, não se preocupe, estamos aqui para ajudar. Se precisar de qualquer coisa, ou duvida, por mais boba que seja, pode me enviar um MP. Eu pessoalmente gosto de conversar com os jogadores novos, para ajudar e solucionar duvidas. Então já sabe, me da um toque qualquer coisa.

    Eu ando meio sem tempo, mas prometo avaliar assim que possível, nessa semana ou na próxima
    Conteúdo patrocinado


    Re: Giovanna Fazzari - Ravnos - Camarilla

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Nov 19, 2017 6:52 am