Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Lux - Kether

    Compartilhe
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Qua Jun 06, 2018 9:41 pm

    - Tenho sim. Mas primeiro devemos encontrar a assassina. Ela falhou em seu propósito que era me matar. Portanto, não deve ser tratada mais como uma inimiga e sim como uma provável aliada. Mas tenho pesadas suspeitas, sobre o seu Senescal. Este homem demonstrou surpresa ao me ver quando trouxera...

    O Daimyo permanece calado, apoiando o queixo em sua mão pensativo.

    - Se assim deseja, assim o farei. Embora tenha suspeitas quanto a confiar em assassinos, não estamos em condições de negar possível ajuda. Quanto ao senescal, eu tinha plena confiança nele, mas diante dos fatos revelados, nada me surpreende agora. Chamem ele aqui.

    Os três aguardam a chegada do senescal, mas ao invés disto tiveram uma surpresa: o senescal havia desaparecido!

    Oyama-dono balança a cabeça, desapontado.

    - Cada vez mais, tenho a impressão que todos riam as minhas costas... E ainda assim a província era rica e prospera! Se não houvessem tantos sanguessugas, teríamos uma fartura ainda maior!

    - Além disso meus guardas Bunmei e Daigo ambos devem ser trazidos a mim o quanto antes, bem como seus familiares.

    Quando Bunmei e Daigo aparecem junto com mais 4 primos que tinham aceitado também trabalhar na guarda de Lux, todos se ajoelham e permanecem com suas faces tocando o chão. E é Bunmei quem diz, com a voz triste:

    - Pedimos perdão por não estar ao seu lado para defende-lo, mestre! Estavamos longe, e viriamos o mais rápido possível se soubéssemos, mas as deusas não deram nenhum sinal da necessidade! Perdoe-nos!
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Sex Jun 15, 2018 12:58 pm


    Lux olha com desprezo para os 6 homens que estavam ali prostrados a sua frente.

    - Vocês terão uma chance para se redimirem. Tragam Saito e o antigo Senescal até a presença do Daymio e minha ou desta vez não terei compaixão. Se o Daymio permitir, gostaria que uma dúzia dos seus homens dentre eles Saburo Ueno para fazerem a prisão de Saito e do Senescal. Eu vou pessoalmente com Bashuk caminhar pela cidade a procura de Chin. Também se faz necessário que o Ishikawa-san seja trazido.

    Lux olha para o Daymio, depois para Bashuk.

    - Sua família possui a sua própria guarda não é mesmo? Todos são juramentados a seu pai e a você, certamente. Então eles serão nossa guarda daqui em diante. Se você não se importar.

    Por fim ele retorna o olhar para o susserano.

    - Obama-sama, peço a permissão para que eu siga com meu plano. Vossos inimigos já devem saber que não estou morto e o tempo que perdemos é o tempo que eles tem para fugir ou se preparar para defender suas linhas. Peço que com urgência seja emitido um pronunciamento de minha morte antes que os homens saiam em missão de prisão.



    off:
    Após o pronunciamento e a saída dos soldados e dos guardas, Lux vai sair usando um manto pesado com capuz por uma entrada secundária e vai procurar a casa onde a Chin morava, mesmo sendo possivelmente um lugar falso.
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Seg Jun 25, 2018 6:26 pm

    Lux da as suas orientações para o Daimyo, que repassa para seus assessores. Saburo então é convocado para fazer a prisão de Saito e do senescal, e um pronunciamento é feito sobre a morte de Lux, vitima de uma conspiração dentro do castelo de Himeji.

    Lux então se disfarça com um manto pesado, pegando uma saída secundaria e alcançando as ruas de Himeji. As mesmas são bem estreitas e tranquilas, e ninguém presta muita atenção ao bardo e a meia-orc andando pelas ruas.

    O endereço fornecido por Fujiwara ficava localizada em uma região pobre da cidade, longe do castelo. Aqui não haviam as belas arvores de cerejeiras e limpeza nas ruas, e sim mendigos, lixo espalhado no chão e muito barro. Pensando serem algum tipo de matadores devido a seus mantos, os moradores se afastavam do caminho de Lux e Bashuk.

    Ao chegarem ao local indicado, encontraram uma casa humilde... mas abandonada. Perguntando para os vizinhos, foram informados que ali moravam um casal de velhinhos, que deixaram a casa faziam uns dois ou três dias.

    Ainda assim Lux e Bashuk decidiram entrar dentro da casa, para ver se encontravam mais algumas pistas. Parecia que tudo tinha sido arrumado as pressas, e ainda tinha comida pela metade sobre a mesa da cozinha.

    - Lux-sama... Pelo visto as noticias de sua morte foram bem exageradas... – diz uma voz feminina, a voz de Chin. Do teto se abre um alçapão, e por ele salta a assassina, caindo graciosamente na ponta dos pés. Está vestida com uma roupa ajustada ao corpo, de cor roxa, e tem em suas mãos uma adaga ninja e algo parecido com uma bomba – O que deseja? Já não basta eu ter salvo sua vida?


    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Ter Jun 26, 2018 1:13 pm


    Durante o caminho Lux contou para Bashuk a negociação de Lux com a assassina, e o que ele havia prometido para ela. Não polpou os detalhes, ainda detalhando mais ainda quando falava da parte erótica. Ele queria mexer com a cabeça de Bashuk, deixá-la com vontade de ser fodida com vontade. E Lux queria também pegar Bashuk e iria usar esta vontade com Chin.

    Ao entrar Lux olha para a assassina e sorri para ela e gesticula para Bashuk para que ela ficasse tranquila. Então ele retira o capuz revelando sua identidade.

    - Que bom que eu cheguei aqui antes dos guardas. Bashuk, pode ficar mais tranquila. Se ela quisesse já estaríamos mortos no momento em que falamos com o primeiro dos vizinhos da casa. Da mesma forma Chin, você sabe que se o que me motivou era prendê-la ou lutar com você não teria vindo sem um pequeno exército para fazê-lo.

    Ele levanta ambas mãos e se aproxima da assassina ainda com o sorriso no rosto.

    - Fiz uma proposta para você, quando nos conhecemos. Ela ainda é válida. Naquele momento eu disse que iria defender sua família caso me ajudasse, agora mudo para você receberá o perdão do crime de conspiração contra o Daymio, tentativa de assassinato do Conselheiro da Moeda. Sem contar mais uma dúzia de assassinatos e outros crimes que poderão aparecer na lista.

    O sorriso de Lux some bem como as mãos agora estavam abaixadas, seu olhar tomou aquele ar ferino e lascivo. Ele gesticula para Bashuk para que ela ficasse ali ao seu lado.

    - Sem contar que eu ainda desejo ter você. Seria um desperdício uma mulher tão... - os olhos dele percorrem o corpo da assassina e suas curvas parando alguns instantes no colo e no ventre enquanto ajeita o pênis na calça. - Eu ainda não pude provar aquilo que me ofereceu. Temos muito o que negociar...

    Ele então estende a mão segurando um dos seios de Bashuk.

    Minha querida Bashuk, conte para ela. Não sou um homem de palavra? Não cuido muito bem de você? Ele então belisca o mamilo de Bashuk. - Só quero que você esteja ao meu lado, afinal seus contratadores não vão te perdoar por ter traído eles.

    Então ele beija Bashuk olhando para Chin, enquanto suas mãos entram pelas roupas da meio orc.

    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Sex Jun 29, 2018 11:19 am

    A conversa de Lux com Bashuk durante o caminho havia surtido resultado, como se era de esperar. A meia-orc, que sempre tinha seu instinto sexual a flor da pele, logo ficou animada na possibilidade de um ménage-a-trois.

    - Que bom que eu cheguei aqui antes dos guardas. Bashuk, pode ficar mais tranquila. Se ela quisesse já estaríamos mortos no momento em que falamos com o primeiro dos vizinhos da casa. Da mesma forma Chin, você sabe que se o que me motivou era prendê-la ou lutar com você não teria vindo sem um pequeno exército para fazê-lo.

    Bashuk, que instintivamente tinha tomado a frente de Lux para protege-lo, acena com a cabeça e se posiciona ao lado de Lux. Chin passa a língua a nos lábios, ainda com a visão fixa nos dois, e ao verificar que suas armas estavam nas bainhas, resolve guardas as suas.

    - Seu disfarce e a noticia de sua morte pode ter enganado a muitos, mas não a mim, afinal de contas se estive por tanto tempo no gabinete de Saito, é porque tenho uma boa rede de informações – diz, ainda mantendo uma boa distancia.

    - Fiz uma proposta para você, quando nos conhecemos. Ela ainda é válida. Naquele momento eu disse que iria defender sua família caso me ajudasse, agora mudo para você receberá o perdão do crime de conspiração contra o Daymio, tentativa de assassinato do Conselheiro da Moeda. Sem contar mais uma dúzia de assassinatos e outros crimes que poderão aparecer na lista.  

    Chin brinca com uma mecha do cabelo enquanto avalia a proposta. Então ela diz, séria.

    - Perdão pelos meus crimes... Isso me interessaria se eu estivesse presa, ou tivesse uma vida real aqui nesta província. Vai precisar mais do que isso para me convencer.

    - Sem contar que eu ainda desejo ter você. Seria um desperdício uma mulher tão... - os olhos dele percorrem o corpo da assassina e suas curvas parando alguns instantes no colo e no ventre enquanto ajeita o pênis na calça. - Eu ainda não pude provar aquilo que me ofereceu. Temos muito o que negociar...

    A asamurana sorri de canto de boca com a provocação.

    - Hmm, pensava que por ter sido desmascarada, tivesse perdido seu desejo por mim... Tenho que confessar que realmente queria você naquela hora dentro do gabinete, e me surpreendeu muito que tenha negado. Sua preocupação com minha família, mesmo que ela não exista, e com a sua companheira me fizeram acreditar por algum momento que era uma pessoa honesta. A não ser que tudo tenha sido apenas uma encenação... Foi uma encenação, Lux-sama?

    Minha querida Bashuk, conte para ela. Não sou um homem de palavra? Não cuido muito bem de você? Ele então belisca o mamilo de Bashuk. - Só quero que você esteja ao meu lado, afinal seus contratadores não vão te perdoar por ter traído eles.

    A meia-orc da um gemido de tesão bem alto com a provocação de Lux. Bashuk, que não tinha nada de sutil, já retira o membro duro do aasimar para fora para masturba-lo.

    - Lux sempre cuidou bem de mim, só fiquei brava porque tive que ficar longe. Lux venceu Bashuk em luta justa no rio, então pode me comer quando quiser. Nunca mentiu e nunca brochou – diz enquanto se agacha, e logo envolve entre seus lábios carnudos o cacete rijo, chupando com vigor e desejo.

    Aquela cena faz Chin perder sua compostura, e sem perceber já estava se acariciando por cima de suas vestes.

    - Isso... sim... é meu ponto fraco... – comenta em tom baixo, enquanto decide sobre o que fazer naquele momento.

    NRPG: Vou rolar agora para voce sua diplomacia. Vamos ver... Hmm, caiu xxx.

    A face da assassina mostrava que estava com um grande desejo de se juntar aos dois, e ela vai se aproximando enquanto ela abaixa para baixo de seus ombros as alças da sua roupa. Os biquinhos de seus peitos estavam durinhos.

    - Aceito seus termos, Lux-sama. Posso me juntar? – diz, com os lábios bem próximos dos lábios do bardo.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Sex Jun 29, 2018 1:29 pm


    Lux põe a mão na nuca da assassina e puxa sua cabeça em sua direção beijando-a com vontade.

    - Sempre terá um lugar na nossa cama para você Chin. Primeiro vamos ao prazer, depois a vingança.

    Lux então sendo chupado por Bashuk, indica o ritmo para ela com uma das mãos enquanto a outra agora já brigava com as roupas de Chin para despi-la enquanto permanecia beijando Chin.

    Bashuk realmente estava faminta por Lux afinal já havia passado um bom tempo desde a última transa dos dois. A vontade da meio orc era tanta ela chegava ser bruta. Mesmo assim Lux também precisava daquilo, ele queria se sentir vivo. E quando sentia que já ia gozar, ele puxa os cabelos de Bashuk para trás tirando o pênis dele de sua boca fazendo aquele estalo.

    - Eu quero ver vocês duas se tocando e provocando prazer uma na outra com seu lindo rabo a amostra para mim Bashuk. - diz Lux para elas.

    Bashuk que já sabia o que Lux queria pega Chin como fizera com Sora na última foda a três deles, derrubando a ninja e rasgando-lhe o que ainda vestia se colocando entre as pernas da oriental. Ao mesmo tempo ela fica de quatro com a bunda a amostra para Lux que começa a penetrar-lhe com a língua conseguindo urros de prazer da parceira.

    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Sab Jun 30, 2018 2:59 pm

    - Sempre terá um lugar na nossa cama para você Chin. Primeiro vamos ao prazer, depois a vingança.

    Meio de lado para não atrapalhar Bashuk em seu trabalho, Chin envolve Lux com seu braço esquerdo, passando-o por cima de seu ombro e acariciando seus cabelos enquanto beija o bardo.

    - Eu quero que você me beije. Mais – diz, olhando-o nos olhos a um palmo de distancia.

    Ela então força Lux para próximo de si, e seu beijo se torna mais apaixonado, fazendo dançar suas línguas. Isto torna o aasimar ainda mais excitado, fato percebido pela meia-orc, que sente o pênis do amante ficar mais rijo em sua boca.

    - Eu quero ver vocês duas se tocando e provocando prazer uma na outra com seu lindo rabo a amostra para mim Bashuk. - diz Lux para elas.

    As duas acenam a cabeça, e Bashuk derruba Chin com um golpe marcial, deixando ao mesmo tempo surpresa e excitada sua companheira, que se acomoda rapidamente e deita-se com as costas no chão, segurando em seus peitos rosados. “Gosta deles?”, pergunta.

    Bashuk responde com gestos, beijando os mamilos e rasgando o resto da roupa que a assassina tinha. “Voce tem peitos bonitos...”

    A meia-orc se ajoelhou no chão entre as pernas de Chin e tocou sua boca na vagina molhada. Com os dedos ela abriu os lábios maiores para encontrar seu clitóris, e então deu uma lambidinha com a ponta da língua. A oriental movia a pélvis de cima para baixo, dando suas boas-vindas a língua da mercadora.

    Lux não se fez de rogado, e também se juntou ao sexo oral, somando os gemidos de Bashuk aos de Chin.

    - Hmm... Acho que estou achando que valeu a pena ter mudado de time... – comenta entre suspiros a assassina.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Dom Jul 08, 2018 3:34 pm


    Lux observa as duas fêmeas se tocando e beijando enquanto ele mesmo se toca lentamente. Bashuk era grande, forte mas não era a dominante para a surpresa do aasimar. Chin pequenina, se comparada a meio orc, comandava os movimentos. Seu corpo também forte mas com a feminilidade mantida para a sua profissão.

    Chin enfiava três dedos na buceta de Bashuk com intensidade e força enquanto olhava lascivamente para Lux e Bashuk se retorcia no chão de prazer, os dedos de Chin estavam muito molhados com a lubrificação de Bashuk. Com a outra mão Chin apertava os mamilos intumescidos da meio orc que chegava a  arquear as costas enquanto abria ainda mais as pernas pedindo para a assassina ir mais fundo nela.

    Chin remove os dedos o que causa um desespero em Bashuk que se levanta e levanta Chin abrindo as pernas como se não tivesse peso e começa a sugar o pequenino mas rijo clitóris da oriental, deixando-a de cabeça para baixo. Intercalando chupões com linguadas rápidas.

    Aquela visão das duas deixa o pênis de Lux ainda mais duro chegando a doer tamanha excitação. Ele então se aproxima das duas e começa um beijo grego na oriental que neste momento já tinha dois dedos de Bashuk introduzidos fudendo sua vagina.

    Chin se contorcia nas mãos de Lux e principalmente de Bashuk, masturbava a meio orc com uma das mãos enquanto com a outra alisava a perna de Lux.

    Os três mudam de posição, com Lux agora mamando os seios de Bashuk enquanto dedilhava Chin que tinha o cuzinho lacerado por dois dedos de Bashuk e ela aplicava um beijo grego em Lux. Os três estavam entregues a aquelas sensações. Numa nova alteração de posição Chin começa a cavalgar Lux enquanto tem um de seus seios sugados por Bashuk que rebolava intensaente enquanto tinha seu proeminente clitóris avidamente chupado por Lux que introduzia dois dedos no anus de Bashuk.

    Naquele momento os sons da "luta" dos três poderia ser facilmente ouvida do lado de fora da casa. O que trazia risos tímidos nas mulheres e ereções nos homens que as acompanhavam. Os gemidos, as palavras de baixo calão, os clamores por mais força ou por penetrações mais profundas e fortes eram audíveis e o povo reprimido começava a sentir a presença da Deusa Erótica naquele lugar e alguns mais suscetíveis a Ela já começavam a trocar sorrisos e até arriscavam toques ou decotes mais ousados.

    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Ter Jul 10, 2018 8:27 pm

    NRPG: Perform (sex): total 23

    A energia sexual acumulada dentro da casa emanava em todas as direções, fazendo-se sentir a presença da deusa Erotika no bairro. Chin revirava os olhos e molhava os lábios com a língua, tamanho o tesao que sentia, com toda a eroticidade proporcionada tanto por Bashuk como por Lux. Estava extremamente sensível, seu corpo estremecia a cada toque, a cada respiração. Suor escorria de sua face, pingando em seu peito, e o caminho da gota ao redor de seu seio lhe trazia ainda mais prazer. Ela solta um gemido, sentia que seu corpo estava prestes a explodir, numa explosão que parecia vir de dentro de si. E foi algo desencadeado simultaneamente com a meia-orc e o aasimar, um orgasmo forte e vigoroso, daqueles que ao final nada restava mais, a não ser cair para tras arfando e sentindo-se mais leve a cada instante que passava.

    A oriental estava cansada, mas sentiu uma necessidade quase vital de ficar abraçada com alguém. Com grande esforço ela ficou de gatinhas e foi indo de quatro, caindo entre o meio de Bashuk e Lux.

    - Foi... muito... bom... – balbuciou, e depois deu um selinho em cada um. Depois de passado um tempo se recompondo, cutucando a barriga de Lux e beliscando o seio de Bashuk, ela continuou – Até a alguns momentos atrás, estava achando que tinha arruinado minha vida, ao escolher te salvar daquele atentado. Agora Saito quer me matar, meu clã quer me matar, e achava que voce também... Mas alguma coisa me dizia que você realmente se importava comigo... É bom saber que meus instintos não me falharam dessa vez...

    Chin faz uma graça, pegando o membro mole de Lux e segurando com a ponta dos dedos em sua cabeça.

    - Se cair para a esquerda, fiz a decisão certa, se cair para a direita, fiz a errada – a oriental da um sorriso e solta. Porém ele não cai, já fica rígido novamente. Chin suspira – Seu pau é um péssimo adivinho...

    Bashuk da uma sonora gargalhada.

    - Se ficar caindo, ai é que tem problema, Chin! – comenta e da um soco forte no ombro da companheira, que geme de dor.

    A assassina massageia o ombro dolorido, apoia-se nos cotovelos e encara Lux.

    - Muito bem, pode fazer o uso que quiser de mim... O que quer saber, Lux-dono? – diz, mas o honorifico é dito em tom de ironia. Toda a sua meiguice e servitude dentro da corte não passava de um disfarce a serviço de seu clã.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Seg Jul 23, 2018 12:57 pm

    Lux ri da atitude de Bashuk, como aquela meio orc era tão simples em suas expressões. Ela sempre mantinha uma visão mais fácil do mundo. Ele mesmo a até pouco tempo pensava como a pareceira. Ao ouvir a pergunta de Chin, ele manteve o sorriso no rosto mas seus pensamentos analisavam a diferença desta nova aliada.

    Ele tinha a simplicidade nos olhos de Bashuk enquanto Chin trazia o veneno, o ser sorrateiro e as intrigas. Era bom isso... ele agora tinha a visão mais calma e a visão mais sombria. Se faltava a meiguice e o amor de Sora, ele tinha agora mais armas para seu caminhar.

    "Como seria perfeito se as três estivessem aqui..." - o pensamento foi logo afastado, antes que ele fraquejasse.

    - Chin eu quero que você me acompanhe. Neste momento Saito e o senescal do Daimio estão sendo presos e você poderá contar todo o plano que eles tinham. Conspiração e tentativa de assassinar um membro da administração do feudo. Junto com isso poderá ainda entregar o nome do seu contratador. Depois disso, partiremos os três desta cidade. Poderemos seguir mais para o leste, dizem que a visão do oceano é algo que não se deve perder. Ainda mais para mim que sou um estrangeiro. Durante a viagem, vocês poderiam me ensinar tudo sobre os costumes do povo e o idioma que vocês falam.
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Dom Jul 29, 2018 10:57 am

    Após contar sobre os seus planos para a assassina, Lux e suas mulheres vão até o castelo Himeji para que Chin possa expor os detalhes das armações de Saito enquanto ele estava no comando do Tesouro da província. Daimyo Oyama fica satisfeito por ouvir tudo isto diretamente com uma das envolvidas, e cumprindo a promessa que Lux tinha feito, decide anistiar a assassina, desde que ela concordasse abandonar solo assamurano.

    “Não tenho mais para onde voltar, aceito sua oferta de bom grado, Oyama-dono”, respondeu Chin.

    Lux explica suas intenções de sair da cidade, e o Daimyo, apesar de não gostar da ideia de perder seu novo Conselheiro do Tesouro, entende suas razões.

    “Sei que passou por uma grande perda, e isto foi devido em parte por minha causa. Compreendo perfeitamente seus sentimentos. O amuleto de idiomas que recebe como pagamento foi bem merecido, e caso algum dia visite Al-Khamal, procure pelo Vizir Uapat. Ele é meu amigo e você será bem recebido, “ diz Oyama.

    O Daimyo fornece cavalos para Lux, Bashuk e Chin, e também suprimentos para a longa viagem até a costa leste de Asamura, onde ficava o porto Mizuyama. O pai de Bashuk, Ishikawa, decide presentear sua filha com dinheiro suficiente para abri uma nova companhia de comercio.

    “Bem, parece que não tenho bens a oferecer a vocês, a não ser minhas habilidades e meu corpo”, diz zombeteira Chin a Lux e Bashuk, deslizando a mão por entre os seios até o meio de suas pernas. “Espero que seja o suficiente”, Chin conclui, piscando um olho.

    NRPG: FIM DESTE ARCO.
    NRPG: Durante o período que ocorre a viagem acontece o treinamento de Lux, justificando os seus novos niveis.
    NRPG: No próximo arco, os três estarão no porto de Mizuyama. Decida quanto tempo passou e conte o que aconteceu em termos gerais. Bashuk tem interesse em formar nova companhia de comercio, e Chin deseja partir de Asamura para Al-Khamal, cumprindo sua parte do acordo com o Daimyo.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Ter Ago 21, 2018 1:16 pm

    As semanas que se seguiram à despedida do Daimyo foram bastante prazeroso para Lux e suas mulheres. Uma coisa surpreendera ao jovem bardo aasimar, a recusa do contratador em receber de volta o colar de idiomas. Durante a viagem ele aprimorou suas habilidades musicais, mágicas e de combate.

    Com Bashuk ele treinava o manejo da espada, por mais que fossem técnicas diferentes os pontos a serem golpeados eram os mesmos e ela ia ajustando a técnica de Lux com o passar dos dias. Chin ensinava a arte de não ser notado e ouvido, bem como as regiões do corpo onde uma lâmina poderia ser mais letal com menos esforço.

    Durante a noite os três passavam juntos aprendendo onde cada um sentia mais prazer e dava mais prazer.

    Eles ainda conversavam sobre o que fariam no futuro. Assim como Chin que deveria sair de Asamura, Lux tinha a sua missão pessoal de viajar por todos os cantos de Erótika. Na última noite que passaram antes de chegarem em Mizuyama, após comerem um cozido.

    - Bashuk, sei que você deseja recomeçar sua companhia de comércio e eu tenho o mesmo desejo de Chin e partir para Al-Khamal, que são terras que eu não conheço e busco aprender sobre todos os povos de Erotika para então poder retornar para minha terra natal em Yelena. Mas não desejaria que você se despedisse de nós. Será que você aceitaria este caminho? Podemos com o dinheiro que você tem, comprar algumas mercadorias aqui e viajar para Al-Khamal e vendê-las lá.

    Bashuk fica em silêncio apenas comendo de sua porção de cozido, preparada por Chin que havia se apresentado como uma cozinheira habilidosa. Chin e Lux observavam Bashuk que se mantinha em silêncio.

    - Meu amor, você sabe que você e Lux são tudo o que eu tenho. E tenho de partir de Asamura como parte do acordo que fiz com o Daimyo. Temos uma vida boa e eu preciso de você Bashuk. Eu a amo. - disse Chin para a meio orc.

    Ela olha para a humana que tinha os olhos brilhando enquanto Lux se surpreende com a declaração de amor de Chin para a companheira e acena afirmativamente para a poderosa bárbara.

    - Eu também a amo Bashuk. Somos amantes a muito tempo, ainda mais tempo somos parceiros, e assim como você quero dividir minha vida contigo. Também amo você Chin e quero saber se vocês duas desejam seguir comigo como minhas esposas.

    Chin olha para Lux e depois para Bashuk e novamente para Lux.

    - Bashuk ama Lux e seguirá com o magrelo que a conquistou para onde quer que ele vá. Se é para este reino que deseja seguir, seguirei como sua mulher e aceito Chin em nossa cama. Mas não estou certa se aceitarei outra. Sei que Lux é um devasso e um grande safado. Mas antes de escolher outra mulher para dividir nossa cama, deverá falar com Bashuk e Chin suas mulheres.

    A meio orc se levanta de maneira ameaçadora na direção de Lux e empurra sua cumbuca onde tomava o cozido no peito de Lux fazendo-o se desequilibrar e quase cair para trás. Depois puxa Chin para junto dela num abraço forte e lhe dá um beijo com volúpia e a tira do chão com uma das mãos entre suas pernas.

    - Amo vocês dois também. E você Chin me ensinou a amar uma mulher de uma forma que não conhecia.

    - E eu a amar de fato um homem, vendo a devoção entre você e Lux, minha amada Bashuk. Também aceito ser mulher de vocês dois. Nos seus termos.

    Lux desta vez apenas observou as duas mulheres se tocando, se amando até que elas se viraram para ele tiveram de fato uma noite de amor e não fizeram sexo apenas.
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Ter Ago 28, 2018 9:20 am

    A noite de amor entre os três havia sido algo bem especial, especialmente depois de tantas declarações de afetividade e a confirmação de que o trio permaneceria junto por um bom tempo. Bashuk parecia insaciável, e tanto Lux como Chin deram graças as deusas quando depois de seu terceiro orgasmo a meia-orc começou a roncar bem alto.

    Já era meio-dia quando Lux e Chin acordaram na cama de sua pequena cabana alugada. Bashuk não estava em nenhum lugar, gostava de acordar cedo e sair sem avisar ninguém para correr atrás de suas coisas. O casal olhou um para o outro e arquearam os ombros, parecia que a meia-orc era incansável. Lux então saiu e buscou agua no poço para se banharem, afinal de contas tinham ido dormir todos suados e melecados.

    Estava fazendo sol e o clima estava quente, podendo os dois tomar banho em uma tina do lado de fora da casa, que era localizada em lugar afastado e despovoado. Apesar de dar a impressão de ser submissa e subserviente na primeira vez em que o aasimar encontrou a asamurana, Chin se revelou uma grande folgada, sempre reclamando para fazer as tarefas, e fazendo questão de que Lux fosse o primeiro a esfregar suas costas. A oriental tinha um sorriso de prazer no rosto, gostava quando as pessoas faziam as coisas para ela.

    - Ah sim, isto que é vida, Lux-kun... Não sabe o quanto foi terrível ficar servindo aqueles velhos tarados, dizendo toda hora, sim senhor, pois não, é claro senhor... Quantas vezes não tive vontade de enfiar minha adaga goela abaixo do nojento Saito! – diz com a voz brava, com a mão em forma de punho, o sobrecenho cerrado. Ela então suspira – Mas então... Tinha que obedecer, tudo em nome da minha família, tudo em nome da honra. Até que foi bom, caso contrario não teria conhecido vocês.

    Chin apoia suas mãos nas bordas e alça as pernas para cima, e num movimento circular e acrobático, prende o pescoço de Lux entre suas coxas.
    Aproveitando o momento, ela gira e força o bardo a cair na agua junto com ela, fazendo espirrar muito da agua para fora.

    Lux sente uma dor no ombro ao bater com ele no fundo da tina. A assassina era muito sem noção das brincadeiras que fazia.

    - Hmm, o sol esta quente, mas a agua esta fria... Olha como os meus biquinhos estão durinhos – diz, apertando os mamilos.

    Uma sem-noção bem safada...
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Ter Set 04, 2018 7:59 pm

    - Você é uma abusada mesmo não é! - disse Lux num tom sério chamando a atenção da jovem por seu comportamento digamos "preguiçoso", para logo depois completar dizendo - Uma abusada muito gostosa! Vou fodê-la com toda a força pois é o que você deseja.

    Ele então puxa a jovem para junto dele, colocando-a sob seu corpo e aperta-lhe os mamilos enquanto lhe dá um chupão no pescoço. Ele ainda gira o corpo da oriental inclinando ela levemente para frente, pincela o pênis no cu dela e começa a penetrá-la enquanto dedilha o clitóris com o mesmo braço com que a puxa em sua direção. Entre beijos no pescoço e orelha a chama de gostosa, diz o quanto lhe dá prazer foder o cuzinho apertado dela.

    Com a outra mão que agora estava livre após fazer a penetração ele aperta um dos mamilos da oriental.

    18+:

    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1923
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Hellkite em Dom Set 09, 2018 12:32 pm

    - Você é uma abusada mesmo não é! - disse Lux num tom sério chamando a atenção da jovem por seu comportamento digamos "preguiçoso", para logo depois completar dizendo - Uma abusada muito gostosa! Vou fodê-la com toda a força pois é o que você deseja.

    Chin da uma risadinha safada, apoiada na borda da tina de madeira, enquanto sente a ponta do membro entrando em seu cuzinho. Ela morde o lábio inferior para aguentar a dor inicial, mas seu conhecimento sobre técnicas orientais de relaxamento são bem uteis para essas horas.

    - Hmm, sou abusada? É voce que quer descontar em mim o que não consegue com a Bashuk. Só porque eu sou mais fraca do que ela, vai querer me comer assim com força... Eu, uma garota indefesa... Ahhhh... – geme, sentindo o prazer crescer em seu corpo.

    Mesmo sendo fodida no rabo, a assassina mantem-se alerta, e ao longe consegue ver Bashuk chegando. Chin acena com uma das mãos, e solta outro gritinho de tesão.

    A meia-orc, ao ver a putaria acontecendo fora de casa, começa a correr na direção deles.

    Chin, ao ver que a meia-orc não parava de correr, põe a mão na testa inconformada. “Não acredito que ela vai fazer isto de novo!”, murmura.

    Bashuk ao se aproximar da um salto triplo e aterrissa sobre a tina de madeira. Detalhe é que ela erra o alvo e acerta a parede da tina, que na carga da meia-orc acaba se estilhaçando, fazendo com que a agua que estava contida se derrame para todos os lados, levando consigo Lux e Chin, que saem rolando na lama recém-formada.

    Parecendo um monstro do pântano, a oriental esta toda suja de barro, os cabelos lambidos escorrendo agua e sujeira.

    - Olha só o que voce fez, sua sem-noção! Ficamos sem banheira, e eu agora estou toda suja! Monstra! – vocifera a assassina com fúria nos olhos.

    Bashuk da uma risada, também toda suja de lama.

    - Ninguem manda começar a foda sem Bashuk. Mas não precisa mais de banheira, vamos sair daqui! Bashuk contratou navio para levar mercadoria para Al-Kamal. Pega suas coisas, navio já vai sair!

    Chin ao ouvir isto cai de costas na lama. “Sua sem-noção!”
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1289
    Reputação : 43
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Kether em Seg Set 17, 2018 12:54 pm

    Lux olha para si todo sujo de lama e cai na gargalhada.

    - Bashuk você é incrivelmente hábil! E Chin como você acha que eu conquistei Bashuk. - falou para a oriental em tom provocativo.

    Ele pega um balde com água que ainda restava e dá para Chin, enquanto pega um pano molhado e se limpa. Após se limparem de forma grosseira e se vestirem, os três seguem para o porto e de lá para Al-Kamal.

    [...]

    Durante a viagem no barco Lux passou parte compondo novas músicas e parte do tempo aprendendo a tocar o instrumento que Sora tocava, descobrindo que Chin e Bashuk conheciam o básico do instrumento como toda jovem oriental prendada. Com o básico e seu conhecimento em instrumentos de corta ele acabou desenvolvendo certa habilidade com o instrumento, que tocava toda noite para distrair a tripulação nas noites calmas.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Lux - Kether

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Set 21, 2018 4:41 am