Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Nabooru - Sailor Paladina

    Compartilhe
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qua Jul 12, 2017 4:30 pm

    Já fazia alguns dias que Nabooru se encontrava no velho forte ao norte da cidade de Letlotlo, próximo do Deserto de Pheelo. O pequeno meio-elfo, neste interim, pode conhecer melhor muitas das guardiãs gerudos que faziam parte da guarnição, junto com a Capitã Urbosa, e podia-se dizer que estava satisfeito com a atenção que estava recebendo.

    Apesar de serem um tanto quanto truculentas e detestarem homens, Nabooru ainda recebia um pouco de respeito, afinal de contas ele também tinha dentro de si o poder de lutar contra a imposição de seu sexo, indo contra o estabelecido e por isto também recebendo a dadiva da Deusa das Areias, Erótika.

    Subindo as escadas da latral interna do forte, ele ascende ate a plataforma onde a Capitã Urbosa permanecia observando o deserto, com um telescópio adquirido de um gnomo de Khas Modan. A forte gerudo, que como outras de sua raça tinha as orelhas pontudas, o cabelo vermelho como o fogo e um físico espetacular, guardou seu aparelho e cumprimentou Nabooru. Seus olhos eram verdes e seus labios pintados de azul.



    “Verme imprestavel!? Sua presença me enoja. Voce esta aqui a mando da Deusa das Areias, que mostra sua satisfação ao ver suas servas tratando os homens como eles devem ser tratados...”, diz, de maneira altiva. Nabooru nunca deixava de se surpreender como Urbosa era alta e forte, e ela emanava uma aura de segurança e poder quase palpável.

    “Sei que esta preocupado com o ataque dos mortos-vivos do Vale das Almas, mas vera que as guerreiras Gerudo podem dar conta desta ameaça facilmente... Lamba meus pés!”
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Qua Jul 12, 2017 11:36 pm

    Nabooru enche a boca pra responder à altura, mesmo que a altura dele fosse abaixo da boceta da Capitã e começa a balbuciar algumas palavras antes de sentir o que parecia uma marreta descendo na sua cabeça, forçando-o a fazer o que fora mandado.

    Cabeça baixa, traseiro alto, limpando as botas de sua chefe, Nabooru questiona ainda com a cabeça doendo, quando poderiam finalmente dar cabo dos zumbis ali. Tinha planos de se mandar pra Karzek e não gostaria de continuar enojando a Gerudo com sua humilde presença.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qui Jul 13, 2017 12:56 pm

    A forte Gerudo, satisfeita com a performance do pequeno Nabooru, volta a observar as dunas do deserto de Pheelo. “Quieto verme! Esta duvidando da capacidade de combate das Guerreiras Gerudo?”, diz, cuspindo na cabeça do meio-elfo, “vocês homens me enojam! Pensam que as coisas são fáceis, não tem inteligência para saber que estes ataques não são o que parecem ser?”

    Ela pega Nabooru pelos cabelos e o arrasta, descendo as escadas e dirigindo-se ao oásis. Algumas das guerreiras estavam jogando corpos de zumbis sobre uma grande pira, fazendo elevar ao ceu uma grande coluna de fumaça. A capitã joga Nabooru ao chão e aponta para um monte de cadáveres.

    “Matamos este monte todo, e ainda continuam vindo mais! São fracos e inúteis, estes zumbis, mas quando em grande numero, nem eu posso dar conta disto tudo! E por que não vem todos ao mesmo tempo, hein? Apenas uma quantidade que pode ser morta de maneira que parece que esmagamos uma barata com nossos pés, este que voce acabou de limpar? Por que sera que isto esta acontecendo, Nabooru? Só estou te perguntando isto, porque confio que sua porção mulher tenha pelo menos te dado um pouco mais de cérebro!”
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Qui Jul 13, 2017 2:31 pm

    Acostumado com as mazelas da vida, Nabooru ouve calado enquanto é espancado, xingado e arrastado pelo lugar recebendo uma aula de como liderar outras Gerudo, coisa que ele certamente jamais receberia o diploma por mais que tentasse. O rapaz se levanta batendo a poeira das calças e olha aquela pira, mas definitivamente não parecia nenhum pouco impressionado. Sua fé na Deusa o impedia de temer criaturas tão abjetas. Nabooru cruza os braços fingindo pensar por alguns instantes, na verdade ele já tinha alguma ideia do motivo dos ataques. Pomposo, ele diz:

    - Hmm, estes ataques frequentes só podem significar uma coisa... Eles possuem um líder! Provavelmente uma anedota sem graça desafiando a sua capacidade e de sua equipe, ó grandiosa Capitã. Eu não deixaria barato!

    Se percebesse qualquer movimento repentino de Urbosa, Nabooru iria se encolher protegendo a cabeça de quaisquer ataques violentos.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qui Jul 13, 2017 6:30 pm

    A capitã Gerudo faz um movimento rápido só pra testar os reflexos do rapaz, que se encolhe todo. Ela leva a mão no queixo e ergue as sobrancelhas. “Hmm, talvez o pouco de mulher que tem ai te ajudou no pensamento. Sim, tem um líder... Mas ao meu ver um líder incompetente, que não sabe bolar uma boa estratégia. E por isto nós Gerudos abençoadas estamos fadadas a ficar neste forte abandonado, longe das nossas mulheres... A menos que...”

    A fala da chefa é interrompida por um toque de trombeta. As gerudos que estavam jogando os cadáveres na pira param seu serviço e se preparam para o combate. Urbosa da uma risadinha de canto de boca, olhando para Nabooru. “Sim, voce pode ser de ajuda... Mas precisamos testar suas habilidades...”

    **

    E la estava o jovem Nabooru, na frente do forte, sozinho em meio as areias, vendo a aproximação do grupo de zumbis. Eram 7, e avançavam devagar. O meio-elfo estava sendo assistido pela guarnição de Gerudos, acotoveladas e vendo tudo la de cima do forte. Elas tinham estourado milho na pira de cadáveres e comiam aos montes.

    “Vai la, mostra do que é capaz, Nabooru!”
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Sex Jul 14, 2017 1:05 am

    Nabooru sentia-se como um escravo daquelas Gerudos. Ele as via como mulheres querendo ser homens e achava isso desagradável, precisava dar um jeito de dar no pé, mas sua missão sagrada vinha em primeiro lugar. Empinando o nariz, esnobando a capitã, o clérigo estala os dedos e começa uma oração a sua Deusa, invocando palavras poderosas contra aqueles zumbis desmiolados.

    - Voltem de onde vieram criaturas esdrúxulas! Em nome de Mitz, eu os ordeno que vão embora e deixem esse lugar em paz! FIAT LUX!

    Não era a primeira vez do sacerdote lidando com aquilo, portanto se sentia confiante. Só esperava que Mitz lhe ajudasse a resolver aquela situação o mais breve possível. Os pênis daquelas Gerudos eram tão grandes que ele se sentia empalado por várias estacas.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Sex Jul 14, 2017 3:20 pm

    Nabooru, de pé diante do forte, permanecia altivo. Tinha outras prioridades em mente, mas tinha consciência de quão importante era sua missão. Sua palavras divinas alcançam o centro de poder de sua deusa, sentindo-se abençoado pelo bem, e de sua mão em forma de punho emerge um pulso cegante de luz. Os zumbis sentem o anátema de luz, e envergonhados por sua condição terrestre, só lhes resta dar meia-volta e caminhar para o centro do deserto ate morrerem... de novo.

    As Gerudos aplaudem e assoviam para Nabooru, jogando o milho estourado como uma chuva de neve por sobre o jovem. A capitã, de braços cruzados, comenta, “e não é que o merdinha tem alguma utilidade?”

    A noite é longa de comemoração, sendo que Nabooru recebe a gratidão das guerreiras Gerudo na forma de empalhamento por varias estacas, nada que já não estivesse acostumado.

    De manhã, Nabooru é chamado para encontrar a capitã diante do oasis. Haviam três camelos, sendo que 1 deles estava carregado de suprimentos. Ao lado de Urbosa estavam duas outras Gerudos.

    “Verme, em virtude de suas habilidades, vou lhe dar a honra de partir em missão especial para o Vale das Almas para resolver esta questão. Será comandada por minha segunda-em-comando, Mestra-de-armas, Naiby Vaqisi, e terá como companhi a nossa pior guerreira, Ryna Camilli. Alguma duvida?”



    Naiby apenas observa Nabooru com desprezo.



    Ryna olha para baixo. “Oo-o-i... S-sou Ryna... Acho que não se lembra de mim, não estava na comemoração...”, diz, envergonhada.
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Sex Jul 14, 2017 4:39 pm

    Enquanto sentia as pipocas caírem sobre si, Nabooru se vira na direção de sua torcida e faz reverências em agradecimento, retornando para a base. Tinha a singela impressão de que iria acordar muito dolorido e andar mancando pela manhã. Urbosa diz que como prêmio por ter feito tudo sozinho, o sacerdote teria a honra de experimentar a roleta da sorte. Cada Gerudo iria meter nele por cerca de 1 minuto e então passar a vez para a próxima, até que alguém, exceto ele que não contava, gozasse e prosseguiriam por eliminação. A última a gozar seria a vencedora e podia dormir com ele até de manhã. Nabooru suspira, afinal não importava quem vencesse, ele tava muito fodido.

    Pela manhã, devido a um empate técnico, o meio-elfo encontrava-se numa posição de spitroast e só Mitz sabia como ele não havia sufocado ao dormir daquele jeito. Urbosa irada abre a tenda aos berros para que acordassem. Não se conformava de ter perdido e exigia revanche, com a desculpa de que tava na seca antes do torneio. Ao chegar lá fora e receber o briefing da nova missão, Nabooru olha inconformado pra capitã e diz:
    - Vamos no território inimigo? Mas lá é o reino de Shadowlady! Seria muita cara de pau um "verme inútil" feito eu sair entrando assim em território hostil e...

    Nabooru vê o pênis de Urbosa endurecer por debaixo da calça e se via numa situação de "você escolhe, tanto faz pra mim". Ele suspira e conclui:

    -...err *pigarro* e talvez seja uma ótima oportunidade de demonstrar coragem e fé não é mesmo?

    Revirando os olhos, diante daquela ladainha, Urbosa aponta para as companhias. A Mestra de Armas, Nabooru já tivera o (des)prazer de conhecer, por ter sido a vitoriosa no torneio e que tava enfiada nele de manhã. A outra de fato, ele não tinha visto. Estranhando o jeito dela falar, Nabooru olha pra calça dela e pergunta sem papas na língua:
    - Você não tem pinto né? Provavelmente era a bola da vez antes de eu chegar.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Sex Jul 14, 2017 10:11 pm

    Ryna fica embaraçada com a súbita pergunta do pequeno Nabooru. Ela fica corada, algo notável para alguém com uma pele cor de cobre, e olha para baixo. “S-s-sim, eu sou uma das guerreiras Gerudo que n-n-não foi agraciada por Erotika... C-c-como voce descobriu?”

    A Capitã Urbosa se aproxima de Ryna, a puxa pelos cabelos e da um longo beijo. “Você é a pior guerreira, mas esta entre as melhores Gerudo que saíram da vila. E isto já é muita coisa, mulher! Não tem porque se envergonhar”.

    A Gerudo faz que vai bater em Nabooru só pra ve-lo encolher. “E é mil vezes melhor que este rato! Agora vão!

    Naiby revela extrema agilidade, apoiando-se no pescoço do camelo e com um salto para cima se apoia por entre as corcovas, como somente os melhores arqueiros élficos de Shalana conseguiam fazer. Em cavalos, é claro.

    Ryna resolve subir da maneira convencional, e oferece ajuda a Nabooru, que se senta atrás dela.

    Logo os três partem em direção de seu destino, o Vale das Almas!

    **

    A viagem estava cansativa e monótona. Naiby amntinha-se em silencio, e não tinha falado uma palavra sequer desde o começo da viagem. Quanto a Ryna, esta se mostrou bem comunicativa. “E-e-então Nabooru, c-c-como ficou sabendo da gente?”, pergunta, curiosa.
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Sab Jul 15, 2017 2:00 pm

    Nabooru diz que já havia encontrado futanaris antes e sabia diferenciá-las de mulheres com poucos segundos de contato, afinal, elas transbordavam masculinidade fosse social ou fisicamente, o que não era o caso dela ali. Uma futanari jamais gaguejaria ou seria tímida. Contudo, a Capitã Urbosa tinha algum problema mal resolvido e sentia muita necessidade de se afirmar, fosse batendo nele ou o xingando as demais.
    - Ela sequer aceitou a derrota pra Naiby. Você não deve saber, mas ela não tava conseguindo gozar comigo. Até a Naiby notou, mas não disse nada na hora, afinal, ela veio me comer depois dela. Isso provavelmente porque tava pensando em você... que traía você.

    O sacerdote observa a reação da companheira de viagem, e continua sério.
    - Eu sou bastante entendido de relacionamentos, vi o jeito como ela tratou você lá atrás. Ela te chama de péssima guerreira, porque quer manter o título de "macho" da relação e precisa mostrar que você é inferior a ela. Mas ela com certeza te respeita bastante. Isso se não for amor como eu falei.

    Nabooru é surpreendido com a mão da mestra de armas agarrando seu pescoço e o erguendo como se fosse um saco de batatas e o colocando na sua frente, fazendo-o sentar sobre seu pênis rijo. Ele ouve Naiby sussurrar no seu ouvido.
    - Diga mais uma palavra sobre isso e meu pau vai entrar no seu cu e sair pela sua boca.

    O meio-elfo engole em seco, olha pra frente e fica quieto o restante da viagem. Ia até começar outro assunto, mas fora intimidado de forma tal, que preferia enfrentar um exército de zumbis a encarar aquela futa.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Dom Jul 16, 2017 12:01 pm

    - Eu sou bastante entendido de relacionamentos, vi o jeito como ela tratou você lá atrás. Ela te chama de péssima guerreira, porque quer manter o título de "macho" da relação e precisa mostrar que você é inferior a ela. Mas ela com certeza te respeita bastante. Isso se não for amor como eu falei.
    Ryna suspira, e olha para baixo, pensativa. “S-s-será, Nabooru? Se ela gostasse de mim, não ficaria me humilhando tanto assim, e também teria mandado outra guerreira para a missão, para ficar comigo. Ela não se importa se vou morrer ou não, é tanto faz...”
    Nabooru é surpreendido com a mão da mestra de armas agarrando seu pescoço e o erguendo como se fosse um saco de batatas e o colocando na sua frente, fazendo-o sentar sobre seu pênis rijo. Ele ouve Naiby sussurrar no seu ouvido.
    - Diga mais uma palavra sobre isso e meu pau vai entrar no seu cu e sair pela sua boca.

    Ao sentir aquele volume descomunal, Nabooru se lembra de que ela era bem capaz de cumprir sua ameaça. Ainda se sentia dolorido, e a sensação de uma enorme cobra esperando dar um bote no seu traseiro não era nada agradável. “Não venha com ideias idiotas sobre como devemos tratar ou o que sentimos com nossas mulheres. Você é de fora, mosca!”, intimida a futa.

    A viagem continua, com os camelos atravessando as dunas e chegando a um local mais pedregoso. As areias davam lugar as pedras e as terras secas, rachadas pelo poder inclemente do sol. Eles encontram mais alguns zumbis pelo caminho, mas nada que a fé de Nabooru em Mitz não fosse capaz de cuidar.

    Logo o grupo chega ate um vale, cuja passagem era guardada por uma alta torre óssea, esculpida de algum monstro gigante desconhecido. Um portão bloqueava a passagem, e de onde permanecia um guerreiro esqueleto, portando uma armadura retorcida e ombreiras com ossos afiados. Tinha uma elegante capa vermelha esvoaçante, e estava apoiado numa espada negra.



    “Alto la, viajantes do Deserto de Pheelo! Esta é a entrada para o Vale das Almas, e que Shadowlady tenha piedade de suas almas. Digam o que desejam, e se desejarem errado, que morram e sirvam Shadowlady ao meu lado eternamente.”

    O cavaleiro esquelético permanece imóvel, a espera de uma resposta.
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Seg Jul 17, 2017 12:40 am

    Nabooru ouve a mestra de armas falar e embora melindrado também estava excitado. Aquela futa tinha cheiro e atitude de homem, coisa que não enxergava em Urbosa. Ele sentia-se enamorado por Naiby e demonstra o "afeto" roçando as nádegas em sua cobra, mostrando que tinha entendido perfeitamente a ameaça. O sacerdote leva os dedos ao pequeno falo e se masturba, mas ao menor sinal de que planejava gozar, acaba tendo seus braços puxados com força pra trás das costas, inclinando-se pra frente. Naiby diz ríspida:
    - Sem usar as mãos.

    Assim que sente a futa lhe penetrar até o fundo, o meio elfo tem um orgasmo de revirar os olhos. Arfava de tal forma que o véu subia exibindo sua boca aberta e a língua de fora. Ryna sentindo-se um pouco mais a vontade com a situação finalmente sorria. Como se Naiby a tivesse vingado pela ousadia do clérigo em lhe dirigir a palavra daquele jeito. A futa diz que Nabooru já devia andar pelado pra facilitar.

    Momentos depois o trio é interrompido pelo ser sinistro e Nabooru levanta um braço, respondendo:
    - Pheelo? Podia jurar que esse era o Deserto de Phalus. Quando foi que mudou de nome? Ou será que foi você que escolheu?

    O meio-elfo fala mais baixo com as companheiras e diz que o cavaleiro ali era diferente dos demais zumbis e provavelmente não cairia fácil para as suas magias. E ainda alerta de que um combate ali poderia ser perigoso pois ele podia não estar sozinho. Dificilmente negociaria com um clérigo de Mitz.
    - Inclusive acho que ele vai ficar furioso quando perceber que sou um! Preparem-se.

    Nabooru volta sua atenção ao cavaleiro depois de ouvir suas respostas:
    -Imagino que você seja o responsável pelos ataques incessantes à cidade fronteiriça aqui não é? Vim aqui pra lhe oferecer uma passagem só de ida para um encontro a luz de velas com sua Deusa nefasta. Quando a encontrar, diga que mandei um beijinho na bunda.


    Arma Mágica na arma de Ryna e Invocar Criatura I: Cão Celestial se o Cavaleiro entrasse no perímetro de ameaça. Usaria Cura ou Expulsaria Mortos Vivos dependendo da situação.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Seg Jul 17, 2017 5:47 pm

    Assim que sente a futa lhe penetrar até o fundo, o meio elfo tem um orgasmo de revirar os olhos.
    Naiby da um leve sorriso de satisfação, pena que Nabooru não pode perceber, pois estava de costas.
    Momentos depois o trio é interrompido pelo ser sinistro e Nabooru levanta um braço, respondendo:
    - Pheelo? Podia jurar que esse era o Deserto de Phalus. Quando foi que mudou de nome? Ou será que foi você que escolheu?
    O guerreiro esqueleto permanece imóvel. De repente a mandíbula começa a tremer e dos espaços ocos sai uma gargalhada. “Phalus! Boa! É, devia se chamar Phalus mesmo, o deserto onde voce sai com a bunda ardida... Kkk!”, responde.
    Naiby olha incrédula para Ryna. Esqueletos com senso de humor?
    O meio-elfo fala mais baixo com as companheiras e diz que o cavaleiro ali era diferente dos demais zumbis e provavelmente não cairia fácil para as suas magias. E ainda alerta de que um combate ali poderia ser perigoso pois ele podia não estar sozinho. Dificilmente negociaria com um clérigo de Mitz.
    - Inclusive acho que ele vai ficar furioso quando perceber que sou um! Preparem-se.

    A mestra-de-armas coça a cabeça, desconcertada. “Bem diferente mesmo. Talvez seja uma estratégia do inimigo, para nos deixar confusas,” comenta, olhando de soslaio para o esqueleto. Ryna por sua vez estava amedrontada. “Tem certeza que vao enfrentar um cavaleiro esqueleto? Ouvi dizer que são imortais...”

    Naiby da um tapa dolorido na cara da guerreira. “Está com medo? Até o mosca quer enfrenta-lo! Não podemos fazer menos que uma mosca, podemos?”, retruca.

    Nabooru volta sua atenção ao cavaleiro depois de ouvir suas respostas:
    -Imagino que você seja o responsável pelos ataques incessantes à cidade fronteiriça aqui não é? Vim aqui pra lhe oferecer uma passagem só de ida para um encontro a luz de velas com sua Deusa nefasta. Quando a encontrar, diga que mandei um beijinho na bunda.

    O cavaleiro levanta a mão repentinamente. Alguns instantes se passam em silencio.

    Então ele diz, “não sou responsável pelos ataques, sou somente o porteiro. Não quero lutar, gostei de vocês, especialmente o baixinho ai. Faz tempo que não dou uma boa risada.”

    Naiby e Ryna se viram para Nabooru, confusas. “Acreditamos, ou não?”
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Ter Jul 18, 2017 1:34 pm

    Somente um idiota não perceberia as reais intenções daquele morto-vivo. Nabooru agradece a sabedoria que lhe fora concedida por Mitz. O movimento da mão provavelmente significava um sinal para que as tropas dele esperassem.
    - Eu acabei de insultar a mãe dele. Só porque ele tem senso de humor não quer dizer que seja boa pessoa. Aprendam a avaliar o...

    Nabooru sente a respiração de Naiby ficando mais forte e pigarreia mudando o discurso a meio caminho.

    - Esse esqueleto deve ser muito tolo pra achar que enganaria uma guerreira Gerudo. Porém devemos ter cautela uma vez que não sabemos o tamanho do suporte que o inimigo dispõe. Se tivessemos algum meio de olhar por trás dele...

    Disposto a ganhar tempo, o sacerdote volta a entreter o inimigo, enquanto suas colegas propunham algum plano, fosse fuga ou combate.
    - De onde eu venho, porteiros são pagos pra lidar com invasores SE eles tentarem passar pelo portão sem terem sido convidados. Logo imagino que você não irá lutar se não causarmos problemas correto? Contudo, lamento dizer que os inquilinos de sua comunidade estão indo fazer baderna além do ponto limítrofe do seu reino. Então considere isso como um aviso tão amistoso quanto o teu. Ou seu chefe dá um jeito nisso, ou vamos buscar nossa cavalaria. Assim como você, somos apenas humildes portadores de más notícias.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qua Jul 19, 2017 12:03 pm

    Nabooru desconfia de algum estratagema do inimigo. Pelo que conhecia de mortos-vivos, nunca havia encontrado um com senso de humor e que não se importasse de ter sua mãe xingada.
    NRPG: Observar. Falhou. Muito.

    - Esse esqueleto deve ser muito tolo pra achar que enganaria uma guerreira Gerudo. Porém devemos ter cautela uma vez que não sabemos o tamanho do suporte que o inimigo dispõe. Se tivessemos algum meio de olhar por trás dele...

    O clérigo de Mitz tenta observar através do portão, mas ao forçar demais a vista o reflexo da armadura do cavaleiro esquelético fere seus olhos, fazendo com que enxergasse somente bolas de luz dançando a sua frente.

    Disposto a ganhar tempo, o sacerdote volta a entreter o inimigo, enquanto suas colegas propunham algum plano, fosse fuga ou combate.

    - De onde eu venho, porteiros são pagos pra lidar com invasores SE eles tentarem passar pelo portão sem terem sido convidados. Logo imagino que você não irá lutar se não causarmos problemas correto? Contudo, lamento dizer que os inquilinos de sua comunidade estão indo fazer baderna além do ponto limítrofe do seu reino. Então considere isso como um aviso tão amistoso quanto o teu. Ou seu chefe dá um jeito nisso, ou vamos buscar nossa cavalaria. Assim como você, somos apenas humildes portadores de más notícias.

    O esqueleto com armadura mantem a sua espada negra a sua frente, apoiando-se com as duas mãos. A capa vermelha realmente tinha muito estilo. Então sua voz cavernosa emerge por entre suas mandíbulas, “se vocês não estão mortas agora, é porque fui com a cara de vocês. Querem resolver o problema? Eu não mando aqui, então conversem diretamente com meu chefe. Sou só o porteiro, não garoto de recados. Se quiserem entrar, eu abro o portão. Só não causem problemas, ou vão se ver comigo.”
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Seg Jul 24, 2017 8:14 pm

    Nabooru dá um longo suspiro. Era óbvio que entrar lá era uma viagem só de ida e ele não tinha o menor interesse de virar entretenimento para aquele porteiro. Ele se escora suavemente no corpo de Naiby fungando seu pescoço. Estava apaixonado e não queria vê-la ferida.
    - E então minha líder, se aceita minha humilde sugestão, devíamos desafiar esse esqueleto e ele serviria de mensagem ao chefe dele. Ou opcionalmente podemos voltar pra casa de mãos abanando e ter que aguentar a capitão Urbosa meter nos nossos cus, por "fugirmos" ou...

    Nabooru não queria voltar. seu plano era ir pra Karzek e espalhar a palavra de Mitz por lá, quem sabe até conhecer a famosa rainha Kawaii Val. Fazê-lo sozinho era uma empreitada assaz perigosa.
    - Ou podemos simplesmente perguntar a ele qual era o caminho mais rápido pra Karzek e irmos embora viver vida nova em outro lugar. Afinal, aquele problema também não era nosso. Se a cidade realmente se importasse, não abandonaria guerreiras poderosas como vocês onde o vento faz a curva. Qualquer decisão que tomares eu irei apoiar, Naiby.


    Ação dependendo da resposta de Naiby:

    ¹Arma Mágica na arma de Ryna e Invocar Criatura I: Cão Celestial se o Cavaleiro entrasse no perímetro de ameaça. Usaria Cura ou Expulsaria Mortos Vivos dependendo da situação.
    - Na verdade não importa se você ou outro morto-vivo estão no controle da situação. Meu dever como Sacerdote de Mitz é trazer o descanso eterno pra todos do seu tipo. Venha você mesmo, cavaleiro. Se já foi um cavaleiro um dia, sabe que não pode recusar um desafio. Cumpra sua ameaça!

    ²Nabooru se entristece e procura um frasco de gel lubrificante e já iria se preparando no caminho de volta.
    - *Sério? Já prevejo que seremos todos expulsos do bando*.
    Nabooru inventa um nome que uma vez ouvira falar nas aulas de heráldica pro esqueleto:

    - Então Sir... Davos, cavaleiro das cebolas. Optamos por uma retirada estratégica ao invés de lhe causar problemas. Adeus... Por enquanto.


    ³Contente com a decisão tomada, Nabooru fica bastante bem-humorado e comemora.
    - *Sério? Puxa Naiby você é tão forte, inteligente e esperta que eu com certeza irei lembrar de você se algum dia alguém me perguntar o que eu acho das Gerudos*.

    Nabooru inventa um nome que uma vez ouvira falar nas aulas de heráldica pro esqueleto:
    - Então Sir... Davos, cavaleiro das cebolas. Optamos por uma solução pacífica. Se puder nos indicar o caminho mais curto pra nós três chegarmos em Karzek em segurança, prometemos não causar problemas e de quebra ainda lhe dou uma cópia do meu livro de viagens. Estou certo de que um homem sagaz como o senhor adoraria ter uma segunda opinião sobre os diferentes reinos, lugares e pessoas que conheci. Eu tenho um estilo que o senhor consideraria divertido de acompanhar. Que tal?
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Ter Jul 25, 2017 11:31 am

    Naiby ouve as palavras de Nabooru e cerra o sobrecenho. Realmente as opções não eram boas, e todas elas tinham seus pontos negativos. Pelo que tinha ouvido de cavaleiros esqueletais, eles estavam acima de qualquer espadachim Gerudo, seres já mortos são extremamente difíceis de colocar para um descanso eterno, mesmo contando com a ajuda de um clérigo. Ainda mais no centro de poder deles.

    A mestra de armas volta seus olhos para tras, em direção do deserto, para onde deveria estar o forte. Retornar para a capitã sem ter cumprido a missão seria passar anos limpando latrinas. Sem falar que odiava Urbosa.

    “Apesar da desonra em participar de uma deserção, não vejo porque sacrificarmos nossas vidas por uma causa perdida. Tres contra o Vale das Almas? É o mesmo que nos condenar a morte.”, conclui Naiby. Ryna concorda, acenando com a cabeça silenciosamente.

     -Sério? Puxa Naiby você é tão forte, inteligente e esperta que eu com certeza irei lembrar de você se algum dia alguém me perguntar o que eu acho das Gerudos*.

    Nabooru inventa um nome que uma vez ouvira falar nas aulas de heráldica pro esqueleto:
    - Então Sir... Davos, cavaleiro das cebolas. Optamos por uma solução pacífica. Se puder nos indicar o caminho mais curto pra nós três chegarmos em Karzek em segurança, prometemos não causar problemas e de quebra ainda lhe dou uma cópia do meu livro de viagens. Estou certo de que um homem sagaz como o senhor adoraria ter uma segunda opinião sobre os diferentes reinos, lugares e pessoas que conheci. Eu tenho um estilo que o senhor consideraria divertido de acompanhar. Que tal?

    O cavaleiro esqueletal permanece em silencio diante da proposta. Ele então diz, “tenho guardado este portão por décadas, e matei a todos que quiseram transpor o mesmo sem terem sido convidados. Aqui tenho poder e respeito, e fora seria um reles esqueleto aventureiro privado de seus poderes...”

    Silencio.

    “Quer saber? Dane-se. Vamos la que eu quero me divertir. Já paguei pelos meus pecados guardando esta porra de portão chato! Sir Davos? Gostei do nome! Como voce sabe que gosto de cebolas? Não posso digerir, mas gosto do barulho que faz quando mastigo. Vambora!”, diz, deixando seu posto e indicando o caminho pelo deserto. “Por ali!”

    Naiby e Ryna olham entre si, incrédulas com o que acabou de acontecer. "Voce realmente convidou ele? Ou ele interpretou mal? E ele realmente aceitou?", sussurra Naiby a Nabooru.
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Ter Jul 25, 2017 2:21 pm

    Nabooru suspira de alívio. O resultado foi melhor do que ele esperava. Se fosse um paladino provavelmente estaria bastante enrascado. Em resposta a Naiby:
    - Não era bem essa a minha intenção, mas sendo versado em diplomacia, digo que esse dia merece honrosa menção no meu livro. Ademais, ele já demonstrou não ser má pessoa. Se você concorda com a ideia de irmos embora, a companhia do Sir Davos será muito bem vinda.

    Quando Davos chega, Nabooru resume o que acabara de dizer a Gerudo:
    - Quem diria que o encontro terminaria melhor que o esperado não é mesmo? Chega de seguir líderes que não lutam por nós! Vamos ser nossos próprios líderes e...

    Naiby dá um beliscão na bunda de Nabooru e um sussurra dizendo ao rapaz pra não se empolgar muito com "liderança" e ele muda o discurso ligeiramente pra um parecido com o que Davos dissera:

    ...e nos divertimos mundo afora! Aponte o caminho Sir Davos, meu nome é Nabooru, e estas são Naiby e Ryna. Elas não são tão faladoras quanto eu, mas estarei disposto a conversar durante a viagem.
    Hellkite
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1193
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qui Jul 27, 2017 10:16 pm

    Após a conversa Sir Davos se dirige ate uma pequena cabine e prepara sua mochila colocando seus pertences. Só isto já o diferenciava de todos os outros cavaleiros esqueletais, afinal de contas quando foi a ultima vez que você viu um esqueleto com uma mochila nas costas?

    Ele pega uma enorme chave negra com uma caveira na ponta e tranca o portão. A chave Davos entrega para um esqueleto que andava la por perto, e diz para entregar ao mestre. O cavaleiro das cebolas então da um grande assobio, colocando seus dedos ósseos na boca. Logo aparece um esqueleto de cavalo, os cascos de suas patas batendo no chão reverberando nos ossos e fazendo um som parecido com o de um chocalho.  



    Sir Davos monta em seu cavalo-esqueleto e faz um sinal de que esta pronto.

    Naiby coloca as mãos na cintura estupefata. “Pode isto ficar mais estranho?”

    **

    O caminho apontado pelo cavaleiro esqueletal atravessava o deserto de Pheelo indo na direção noroeste, saindo ainda em territorio Jalakowano. “Há muito tempo atrás, quando o Vale das Almas  e Onduth ainda pertenciam a Karzek, percorri o caminho que borda a fronteira com Jalakow, com a missão de demarcação de limites entre os reinos. Bons tempos aqueles... Fiz muita confraternização com as mulheres e matei muitos homens... Ou foi o contrario? Faz tanto tempo que nem me lembro direito...”, comenta.

    A memória de Sir Davos era muito boa, o grupo saindo do deserto e encontrando um Oasis com água boa de se beber e palmeiras. Já era de noite, e todos decidem parar para descansar.

    Após fazerem uma rápida fogueira e caçarem alguns lagartos e pássaros, Ryna prepara a comida, que se revela deliciosa. “E-E-eu era responsável pelo almoço e jantar la no forte. Todo mundo gostava!”, diz orgulhosa para Nabooru.
    Sailor Paladina
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 41
    Reputação : 5

    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Sex Jul 28, 2017 8:14 pm

    Ao contrário de Naiby, Nabooru se sentia a vontade. Tinha em mente que mortos-vivos eram criação da rival de sua Deusa, mas aquele esqueleto em particular não demonstrava maldade, ou pelo menos não mais. Se o sacerdote quisesse começar a violência, ele estaria do lado errado da questão segundo os preceitos de sua Deusa e como fervoroso devoto, amante da paz, ele tenta sempre manter o status quo. O rapaz responde a Gerudo:
    - Entendo que sua criação tenha sido diferente Mestra Naiby, mas um grupo eclético de aventureiros é sempre mais eficiente, visto que podemos não apenas ter diferentes pontos de vista de como lidar com uma situação, como por exemplo a que aconteceu aqui, como contar com diferentes habilidades para sobrepujar futuras complicações.

    O clérigo ouve o conto de Davos e fica curioso sobre os detalhes para ver se batia com o que diziam os livros da biblioteca de Al-Kamal. Ele pergunta quem era o atual Rei ou Rainha do Vale das Almas e diz que nasceu muito depois dessa cisão dos reinos.
    - É verdade que a Rainha de Karzek tinha uma irmã gêmea? E que o Reino de Avalon já entrou em guerra com Karzek por diferenças culturais? Cheguei a ler menções sobre isso, mas seria tão legal ouvir isso de alguém que possivelmente tenha presenciado tudo...

    Quando param pra descansar e comer, Nabooru tenta deixar o grupo mais a vontade tentando fazer com que todos se abram mais sobre si. Ele tinha certeza que Naiby não diria nada, mas só de ela estar ali ouvindo já era um começo. Ele aproveita a deixa dada por Ryna para começar.
    - A comida está deliciosa, Ryna, você foi treinada ou aprendeu sozinha? De onde você veio e como foi parar lá no forte, um lugar cheio de futanaris?

    O clérigo escuta sua história e depois comenta a dele:
    - Eu vim de Al-Kamal, por isso sou acostumado com o calor. Eu trabalhava na biblioteca do palácio real e lia muitos livros, até que após ler sobre todo o continente, decidi que queria conhecê-lo mais a fundo. Principalmente Karzek, por ser um reino mais liberal com relação a sexualidade das pessoas. Além disso, por se tratar de um reino cheio de demônios, é bem provável que minha Deusa se orgulharia de me ver encarar dificuldades no reino mais perigoso...

    O rapaz morde os lábios de leve...

    - Olhei mapas e vi que não seria boa ideia atravessar Minoara. Aqueles minotauros escravistas sexuais iriam me dividir ao meio... ai ai...

    Nabooru suspira imaginando a situação.

    - Então decidi seguir para o reino gnômico, pois Khaz-Modan possivelmente poderia prover um barco voador pra passar por cima. Cheguei no porto e após colher algumas informações, soube que apenas um capitão era louco o suficiente de tentar voar por cima de Minoara. Capitão Bolão da Morte, um "ciborgue" ou seja lá como chamam, que era parte máquina, parte algo que um dia já foi humano.

    Nabooru olha ao redor e percebe que sua história estava agradando e que todos estavam interessados no desfecho e continua:

    - O barco dele se chamava 50/50. Só fomos descobrir no meio da viagem que aquele nome significava 50% de chance do barco não cair no meio do caminho. Fomos cair na baía de Jalakow, a sudeste daqui. Enquanto os robôs afundaram e enferrujaram no mar, eu fui "pescado" por bandidos jalakowanos que há dias não viam uma mulher. Eles me salvaram e eu servi de empregada doméstica por algumas semanas.

    Ele conta que um dia conseguiu escapar e foi parar na cidade que avizinha o forte das Gerudo.

    -E vocês? Algum plano pro futuro ou vão viajar e seja o que Mitz quiser? Ou Erótika, ou Shadowlady, no caso do Davos aqui...
    Conteúdo patrocinado


    Re: Nabooru - Sailor Paladina

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Set 21, 2017 9:54 pm