Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qua Jan 23, 2019 11:34 pm

    - Sinceramente? Eu acho que você já fez muito por nós, Natasha. Você pode nos vender sim que não vamos considerar isso traição. Será o melhor jeito de ajudar você, assim ninguém fica devendo nada a ninguém, concorda? A Arlequina e eu so-somos bo-bons de lábiaaaa, não é como se fôssemos fi-ficar pra sempre numa situaçãããão enrolaaaada.

    Ao ouvir aquilo, a face de Natasha se encontra em um misto de decepção e irritação por alguns instantes, mas então logo ela volta ao normal. Ela sorri, arruma os cabelos ruivos para trás de seu quepe, e acena com a cabeça.

    - Mesmo? Bem, pensava que vocês ficariam irritados que eu fizesse isto, mas já que não se importam, vou fazer isto mesmo, não preciso achar que sou uma traidora. Então venham comigo, escravos inúteis! - diz, e dá um puxão na corda com força, fazendo com que Nabooru quase desmaie de dor.

    A demonia e os seus dois escravos adentram a Guilda dos Escravistas, onde estava acontecendo o leilão diário de escravos. Em seus estandes, vários mercadores de pessoas vendiam as suas peças, expondo-as seminuas para quem desejasse compra-las.

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Slavem10

    Natasha vai ate um espaço desocupado e expõe Nabbie e Arlequina. A presença de um clérigo de MItz logo chama a atenção de vários compradores, ainda mais por ser um elfo da distante e exótica Al-Kamal. Em poucos instantes iniciam-se os lances, e a um grande valor Nabooru é vendido para Frigix, uma maga loira, que estava acompanhada de seu demônio guarda-costas.

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Frigix10

    Frigix paga Natasha com um saco de pedras preciosas, os quais fazem com que a demonia quase lacrimeje de emoção. Ela entrega a corda para a maga, que já faz menção de retirar-se.

    A futa demonia da um tchauzinho, e quando Arlequina ia começar a esbravejar, recebe uma mordaça de borracha na boca.

    - Obrigada por tudo, Nabbie! - diz Natasha - Pode ficar tranquilo que venderei Arlequina a um ótimo preço, e além de quitar minhas dividas, terei um bom dinheiro para poder me estabelecer por aqui! Valeu!
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Qui Jan 24, 2019 3:49 pm

    A bem da verdade é que Nabooru mal via a hora de se livrar daquela futa. Não apenas o fez caminhar quilômetros com o saco e o pênis amarrados e ardidos, também o socou ali, o que de longe comprometeu toda a amizade. Embora ele tenha dito em voz alta que graças a ela, manteve sua fé, no fundo ele sabia que se nunca tivesse encontrado com ela, não estaria em tal situação pra começar a conversa. Arlequina era outra que Nabooru também não queria mais ver nem pintada de ouro. Existem muitas formas de fazer amor e conseguir prazer com isso, sem recorrer a violência, e os murros e chutes que recebeu no saco ficarão pra sempre na sua memória. Ele até tenta pensar nos pontos positivos da companhia daquelas duas, mas não encontrava. Nabooru ignora o tchauzinho de Natasha e fica indiferente ao ver a Arlequina sendo levada dali, com sorte ela acharia um dono que a satisfizesse sexualmente. A virilha de Nabooru estava vermelha e super ardida, mas sua fé era o que o fazia seguir em frente. Ele se aproxima de sua nova dona, mas não a encara nos olhos. Ao invés disso, permanece de cabeça baixa e tentando se concentrar pra aguentar aquela maldita coceira na ponta do nariz. Nabooru responderia ou acataria qualquer ordem dada pela mulher que não fosse matar ou ferir alguém.
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qui Jan 31, 2019 11:09 pm

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Frigix10
    A maga olha para seu novo escravo, verificando seu estado, que naquele momento não era dos melhores. Porém onde mais arranjaria um seguidor de Mitz por aquelas paragens? Havia dado sorte.

    “Siga-me, escravo!”, ordena, e puxando a cordinha que estava presa ao membro de Nabooru ela vai em direção da saída, a multidão se afastando da frente principalmente por medo do grande demônio guarda-costas, que esbravejava.

    Logo ambos chegam em uma luxuosa carruagem, que parte em direção do castelo de Frigix, o demônio acompanhando sua mestra galopando ao lado em grande velocidade, algo inesperado para uma criatura daquele tamanho.

    Nabooru, que estava no chão da carruagem logo em frente de sua mestra, percebeu que a mesma tinha uma interessante peculiaridade... seu corpo era frio, e era possível perceber isto mesmo sem toca-la, devido ao frescor que emanava dela naquele dia quente. Ela cruzou as pernas a frente do elfo de Al-Kamal, e ele viu que estava sem calcinha.

    - Muito bem, escravo, voce ira se dirigir a mim como Lady Domina. Paguei caro para compra-lo, e espero que faça juz ao dinheiro que gastei.... Quero que tire meu sapato e limpe meus pés com sua boca, e enquanto faz isso, conte-me sobre sua vida. Não esconda nada, eu sou sua dona, e me deve obediência - diz, esfregando a ponta do seu salto alto no nariz de Nabooru.
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Seg Fev 04, 2019 3:16 pm

    Nabooru não aguentava mais aquela corda. Não fosse agraciado com o poder da cura, provavelmente sua genitália já estaria na carne viva. Sempre calado, ele segue as ordens de sua dona até chegarem em sua carruagem. Via naquela mulher um pouco da Lady Amy, mas sem nenhum carisma. Com a nobre pelo menos eles haviam construído um relacionamento ao longo do tempo e mesmo que conturbado, tornaram-se amigos. Quando a mesma mostra sua intimidade, Nabooru não dá a mínima. Então a mulher começa a querer dominá-lo, dizendo como deveria ser chamada e o que ele deveria fazer. O meio-elfo obedece tirando o sapato dela e lambe seus pés, que pra sua sorte estavam limpinhos e cheirosos, mas não diz um "a" enquanto o faz. Domina se chateia pressionando seu calçado contra o rosto do clérigo, que mesmo ajoelhado, amarrado e em posição submissa, resolve responder:
    - Sou um sacerdote da Deusa da Luz e da Bondade, numa terra dominada pelo mal, escravo de uma senhora cruel. Não tenho muito o que adicionar e acho muito difícil que eu faça jus a qualquer numerário que a senhorita tenha pago pra me "obter".

    Nabooru já esperava alguma hostilidade física e verbal pela ousadia, mas definitivamente não se importava. Ficaria mal humorado enquanto estivesse amarrado.
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Dom Fev 10, 2019 9:56 pm

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Frigix10
    - Sou um sacerdote da Deusa da Luz e da Bondade, numa terra dominada pelo mal, escravo de uma senhora cruel. Não tenho muito o que adicionar e acho muito difícil que eu faça jus a qualquer numerário que a senhorita tenha pago pra me "obter".

    A reação inicial de Lady Domina para aquela insolência seria dar um chute na cara do escravo, mas ela controlou seu impulso natural e ficou a observa-lo. A julgar pelas aparências, aquele elfo tinha o rosto muito bonito, e grande sensualidade numa mistura física do masculino com o feminino... No que se referia a psique, parecia estar derrotado, a escravidão talvez tivesse tirado sua esperança, mas ainda assim mantinha uma postura desafiante.

    O que era ótimo para seus planos.

    Era visível a dor que aquela corda causava em seu escravo, com um gesto arcano as amarras se desprendem da genitália de Nabooru. Ela leva a mão ao queixo e ordena ao elfo que se sente.

    - Como afirma que sou cruel, se nem me conhece? O que fiz ate agora é somente o que os mestres fazem com seus escravos. Mas se quiser me qualificar, prefiro que me chame de justa. Se me agradar, sera recompensado... se não, castigado. Justiça.

    A maga loira analisa a reação de Nabooru. Sabia que como um escravo subserviente não seria útil, era necessário que tivesse gana em realizar seus objetivos, algo que acreditasse de verdade. Teria que ser fiel a ela.

    - Nabooru... esta é uma situação um tanto quanto... fora do normal - diz, abandonando sua postura fria - Shadowlady me ofereceu uma oportunidade, ao me fazer cruzar o caminho com um seguidor da deusa inimiga, mas que encaixa muito bem com meus planos. Ofereço a voce uma chance de mostrar sua lealdade a mim e ganhar o meu apreço, e com isto subir de sua posição como escravo para o de meu braço direito, ao meu lado comandando um poderoso reino! É isto ou viver o resto da sua vida limpando meus pés. O que acha?
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Dom Fev 10, 2019 11:42 pm

    Nabooru respira super aliviado quando a corda é removida e diz um alto e sincero muito obrigado, pelo ato de caridade. Ele ouve a fala da moça e finalmente a fita nos olhos com uma resposta pronta:
    - Perdoe-me pela preconceito à sua pessoa, mas foi uma reação natural a uma compradora de escravos cujos primeiro ato é de me puxar pelo saco e entre outras maldades demandar que eu faça valer seu investimento. Diga-me, madame, a senhora me escolheu por acaso ou também imaginou o tipo de pessoa que eu era?

    Nabooru sabia que estava num ninho de cobras, mas apesar de tudo o que passou, nem de longe ele havia perdido seu orgulho próprio e a fé na Deusa. Todo o seu ordálio era visto como um teste de Mitz. Embora ele tenha começado tropeçando como qualquer ser humano, ele havia aprendido com aquilo, ironicamente graças a uma diaba agradecida. Independente da resposta recebida ser satisfatória ou não, ele ouve a proposta de sua dona e levanta uma sobrancelha confuso, ainda meio sem acreditar no disparate que acabara de ouvir.
    - Deixa eu ver se entendi. A senhora deseja que eu, clérigo de Mitz, faça parte de um plano de Shadowlady para obter poder e prestígio, é isso!? A senhora não espera que eu diga um sim pra esse absurdo né?

    Antes que Domina respondesse, Nabooru levanta as duas mãos na altura do peito como quem pede um momento e continua dizendo que teve uma ideia muito melhor:
    - A Senhora acabou de dizer que era justa e que não era uma pessoa cruel. Se esse é o caso, por que segue a Deusa do Mal? Que tal se nos uníssemos pra tirar a influência de Shadowlady daqui e tornar Karzek um império de justiça e bondade?

    Nabooru frisa que ao contrário de Lady Domina, ele sequer tratou Shadowlady como uma "deusa inimiga" A própria Deusa de Ébano é conhecida por aceitar toda a espécie de gente maligna e tirana. Ele coça a cabeça visivelmente confuso e se tivesse tempo pra falar mais, caso Domina parecesse estar reunindo os pensamentos, ele conclui:
    - Imagine se Karzek e Avalon pudessem ser reinos aliados e independentes ao invés de viverem em guerra por conta de ideologias diferentes...
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Sex Fev 15, 2019 9:01 pm

    - Perdoe-me pela preconceito à sua pessoa, mas foi uma reação natural a uma compradora de escravos cujos primeiro ato é de me puxar pelo saco e entre outras maldades demandar que eu faça valer seu investimento. Diga-me, madame, a senhora me escolheu por acaso ou também imaginou o tipo de pessoa que eu era?

    Apesar de sua insolência por tentar se explicar, o escravo até que de certa maneira tinha razão. Lady Domina leva a mão até seu fino queixo, e responde a pergunta:

    - Definitivamente não por acaso, você era um escravo exótico, e pela descrição da vendedora, um clérigo de Mitz. Como disse, um investimento que pode me gerar frutos.

    - Deixa eu ver se entendi. A senhora deseja que eu, clérigo de Mitz, faça parte de um plano de Shadowlady para obter poder e prestígio, é isso!? A senhora não espera que eu diga um sim pra esse absurdo né?

    Domina se irrita com a resposta de Nabooru, a ver pela quantidade de gelo formando-se no assento acolchoado da carruagem.

    Antes que Domina respondesse, Nabooru levanta as duas mãos na altura do peito como quem pede um momento e continua dizendo que teve uma ideia muito melhor:
    - A Senhora acabou de dizer que era justa e que não era uma pessoa cruel. Se esse é o caso, por que segue a Deusa do Mal? Que tal se nos uníssemos pra tirar a influência de Shadowlady daqui e tornar Karzek um império de justiça e bondade?

    A maneira com que Nabooru se dirigiu a Domina não agradou em nada a maga. Porém suas ideias de tomar Karzek até que não eram de todo má... E aquele momento, conversando com este elfo que veio de tão longe, havia se tornado uma encruzilhada em sua vida! A maga do gelo não havia feito nada ainda de fato cruel, mas seguir com seu plano inicial a tornaria de fato má. Em sua sede de poder, havia decidido que os fins justificavam os meios, e que faria de tudo para conseguir reinar. E agora surgiu uma oportunidade de fazer isto sem ir para o lado do mal, mesmo estando em Karzek. Engolindo toda sua raiva e obrigando-se a ser calma e racional, ela diz:

    - Vamos supor que eu tenha enlouquecido e aceitado este trato, como espera realizar esta loucura e desbancar Imperatrix Val?
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Sab Fev 16, 2019 1:45 pm

    Nabooru percebe a alteração da nuance no ambiente com suas palavras atrevidas e já esperava alguma retaliação pesada de sua mestra, mas é pego desprevenido pela reação contrária a que esperava. De fato, estava diante de outra Lady Amy e nada que seus lábios convincentes não pudessem dobrar se bem usados. O elfo vê uma oportunidade pra adoçar ainda mais aquela mulher. Pelo visto ela tinha um bom coração em uma prisão de gelo. A diplomacia havia funcionado e agora era a hora de atacar o ponto fraco feminino. Ele faz uma cara de desentendido e depois sorri querendo passar confiança:
    - Madame, seguir seu coração não é loucura, mas sensatez. Substituir o mal com outro mal não é mudança e as pessoas de quem a senhora deseja apoio não terão interesse em sair do status quo, pois já estão confortáveis daquele jeito. Numa revolução que mudaria tudo, ai sim há grandes chances de se conseguir o apoio que procura. Aposto que muitas pessoas são regidas por essa Val pelo medo. O que a senhora deseja é ser amada e não temida. Como eu disse ao Conde de Brookland, déspotas são cercados de covardes e traidores. Os bravos Reis e Rainhas são seguidos por fiéis que dariam sua vida pela causa deles. Eu sou fiel a Deusa Mitz até o dia em que ela me levar.

    Nabooru se apoia em um joelho e baixa a cabeça enquanto diz:
    - Se a senhora fosse fiel a Mitz, eu seria seu primeiro cavaleiro.

    Dessa vez fitando-a nos olhos, ele diz em tom sério.
    - Por favor, não me tome como um galanteador barato. Eu compreendo totalmente a situação em Karzek e a Deusa deu a este humilde servo a missão de trazer a liberdade pra esse lugar. A senhora não precisa gritar aos quatro ventos que resolveu apoiar Mitz. Vamos criar um plano. Toda revolução começa pequena como uma brisa até se tornar um furacão. Devemos encontrar aqueles que opõem a Imperatrix e começar pequenas forças, fazendo pequenas mudanças sutis de modo que ninguém perceba partir de uma frente coordenada. O próximo passo seria convencer os que estão no poder, mas aproveitariam qualquer oportunidade pra serem livres da tirania. Sim é um trabalho que pode levar semanas ou até meses dependendo do nosso esforço, nenhum reino foi feito em um dia...

    O clérigo suspira com aquela oportunidade tão boa e então se senta no chão da carruagem. Não sabia o quanto sua mestra estava gostando daquela ideia ou se achava um completo disparate. Mas o que lhe incomodava não era isso. Achava Domina muito parecida com sua Deusa fisicamente, mas preferiria guardar pra si seus pensamentos naquela hora. Estava incomodado por se sentir atraído sexualmente por uma mulher pela primeira vez.
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qui Fev 21, 2019 11:18 pm

    - Madame, seguir seu coração não é loucura, mas sensatez. Substituir o mal com outro mal não é mudança e as pessoas de quem a senhora deseja apoio não terão interesse em sair do status quo, pois já estão confortáveis daquele jeito. Numa revolução que mudaria tudo, ai sim há grandes chances de se conseguir o apoio que procura. Aposto que muitas pessoas são regidas por essa Val pelo medo. O que a senhora deseja é ser amada e não temida. Como eu disse ao Conde de Brookland, déspotas são cercados de covardes e traidores. Os bravos Reis e Rainhas são seguidos por fiéis que dariam sua vida pela causa deles. Eu sou fiel a Deusa Mitz até o dia em que ela me levar.

    Lady Domina observa o exterior através da janela da carruagem enquanto ouve o seu escravo falar. De fato, trocar uma déspota por outra não seria algo que fosse atrair muitos aliados, e mesmo se conseguisse depor a Imperatrix, uma vez no trono provavelmente seria a próxima a cair. Agora se tivesse apoiadores fieis, poderia permanecer liderando! Ser amada e não temida, este era o segredo. Mas primeiro deveria aprender esta coisa de amar, algo que em Andalasia não tivera muito contato.

    Nabooru se apoia em um joelho e baixa a cabeça enquanto diz:

    - Se a senhora fosse fiel a Mitz, eu seria seu primeiro cavaleiro.

    A maga de gelo ergue uma sobrancelha diante deste gesto, já tinha ouvido falar sobre isto em seu passeio por Avalon. Fiel a Mitz? De novo esta historia... Aquele clérigo de Mitz até que poderia ser um bom tutor neste negócio de fazer o bem.

    Domina tenta se lembrar se havia alguma pose especial de gente do bem, mas nada veio em sua cabeça. Limitou-se a acenar com a cabeça.

    - Muito bem, considere-se meu primeiro cavaleiro, então. Mas será que agora toda cerimonia terá que ser com o cavaleiro pelado na minha frente? Não que eu esteja reclamando...

    - Por favor, não me tome como um galanteador barato. Eu compreendo totalmente a situação em Karzek e a Deusa deu a este humilde servo a missão de trazer a liberdade pra esse lugar. A senhora não precisa gritar aos quatro ventos que resolveu apoiar Mitz. Vamos criar um plano. Toda revolução começa pequena como uma brisa até se tornar um furacão. Devemos encontrar aqueles que opõem a Imperatrix e começar pequenas forças, fazendo pequenas mudanças sutis de modo que ninguém perceba partir de uma frente coordenada. O próximo passo seria convencer os que estão no poder, mas aproveitariam qualquer oportunidade pra serem livres da tirania. Sim é um trabalho que pode levar semanas ou até meses dependendo do nosso esforço, nenhum reino foi feito em um dia...

    “Ah sim, agora gostei!”, pensou a loira esbelta, com os dedos no queixo. Um plano interessante... Não tinha pressa, pois sabia que seria uma tarefa demorada. A maga tinha seus contatos, conseguido com o auxilio do dinheiro que havia roubado do tesouro de Andalasia... Sera que agora sendo uma devota de Mitz teria que devolver algum dia? Melhor Nabooru não ficar sabendo disso.

    - Gostei da maneira como pensa, es... cavaleiro do gelo, isso! Continue tendo boas ideias, que verei como poderemos implementa-las com os meus contatos.

    A carruagem finalmente chega ao seu destino, uma bela mansão localizada na área nobre de Astomnos. Pelo visto Andalasia devia estar muito pobre, pois Lady Domina Frigix havia provavelmente gasto uma fortuna naquele lugar. Ela desce da carruagem acompanhada do elfo nu ao seu lado, e logo ela chama um dos escravos clones para providenciar roupas para Nabooru. O enorme demônio guardião estava de cócoras ao lado da entrada da mansão, como um cão de guarda.

    A maga do gelo leva a mão no queixo pensativa, e aponta para o demônio.

    - Sendo seguidora de Mitz, posso ter um demônio guardião? - pergunta para Nabooru.
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Sab Fev 23, 2019 2:41 pm

    Nabooru sorri meio embaraçado alegando que sua nudez havia sido forçada durante um estupro na fronteira de Avalon por um vendedor de escravos. Ele descreve a aparência do sujeito para o caso de Domina porventura reconhecer, dizer algo a respeito.
    - Resolvi ficar assim como disfarce enquanto fingia ser um escravo. E não é que acabei me tornando um...? A senhora pode achar que fazer o bem é algo além da compreensão, mas em menos de uma hora já foi bondosa várias vezes...

    O clérigo imagina que Domina ficaria confusa com aquelas palavras e explana que as duas mulheres que estavam com ele eram muito cruéis, embora se passassem de companheiras, dando lhe chutes e socos na genitália e abusando sexualmente dele no meio do público. Havia sido arrastado por horas por aquela cordinha apertando seu saco. Quando viu a oportunidade de se livrar delas surgir, não pensou duas vezes e pra sua sorte, não pulara do caldeirão para o fogo. Encontrou uma mulher bonita que se mostrou compreensiva, disposta a lhe ouvir e mudar de opinião e até lhe ofereceu roupas!
    - Isso é mais do que aquelas fingidas poderiam me conseguir.

    Nabooru faz uma pequena careta com o apelido recebido e diz que seu nome já estava de bom tamanho. Não era fã de títulos pomposos, sendo um rapaz humilde. Domina percebe que Nabooru não tirava os olhos da janela. Na verdade, o meio-elfo mal se mexia ou falava qualquer coisa com a aproximação de sua casa. Havia ele ficado inconformado com a situação local? Porém ao tocar nele, percebe que o pobre coitado estava congelado. Esperava que ela entendesse que ele era original de terras desérticas e muito acostumado com o calor escaldante, não com o frio congelante. Com esforço ele olha pra Domina com olhar triste, choroso, querendo dizer algo, mas só havia força pra bater os dentes de frio. Responderia a pergunta dela sobre o demônio assim que lhe fosse possível.


    Offtopic: adiantando, caso Domina arrumasse algum meio de aquecer o pobre coitado.

    Nabooru suspira de alívio e agradece novamente a bondade de sua dona e reafirma que fazer o bem não era difícil. Sobre o demônio, contanto que ele lhe fosse fiel e tivesse ali pra protegê-la, ao invés de sair por ai cometendo atrocidades por pura maldade, não havia problema algum. Mitz não é preconceituosa e aceita qualquer pessoa ou criatura que não deseje o mal pra outras pessoas.
    - Eu não desejo o mal nem para os meus inimigos. Eu os venço e desejo boa sorte ao lado de sua mestra maligna.
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Sex Mar 01, 2019 4:13 pm

    Nabooru sorri meio embaraçado alegando que sua nudez havia sido forçada durante um estupro na fronteira de Avalon por um vendedor de escravos. Ele descreve a aparência do sujeito para o caso de Domina porventura reconhecer, dizer algo a respeito.
    - Resolvi ficar assim como disfarce enquanto fingia ser um escravo. E não é que acabei me tornando um...? A senhora pode achar que fazer o bem é algo além da compreensão, mas em menos de uma hora já foi bondosa várias vezes...

    Domina lambe os lábios e fica excitada ao ouvir que Nabooru havia sido violado, e se imagina fazendo o mesmo no traseiro do elfo com seu dildo postiço. Mas logo ela afasta estas imagens, porque ela agora era do bem, e gente do bem não pensa nestas coisas. “Hmm, talvez tenha comprado escravos com ele, mas é difícil de lembrar, estes mercadores são em geral asquerosos, me olhando como se fosse um bem material que pudesse ser adquirido. Haha, quem teria dinheiro para me comprar? Mas posso dizer que fazer o bem é algo que não é economicamente lucrativo, perdi muito dinheiro comprando você, só para depois liberta-lo”, diz com um tom negativo e pesaroso. “Enfim, o que foi feito, foi feito”.

    Novamente Nabbie continua descrevendo seu sofrimento, que a Lady saboreava ouvindo. Quase sem pensar ela começa a se acariciar na cintura, mas logo recompõe a compostura.

    - Isso é mais do que aquelas fingidas poderiam me conseguir.

    A loira de gelo acena com a cabeça. “Sim, sim, muita maldade isso. Ainda bem para voce que eu não sou mais má”, diz, imaginando o elfo pelado e acorrentado.

    Esperava que ela entendesse que ele era original de terras desérticas e muito acostumado com o calor escaldante, não com o frio congelante. Com esforço ele olha pra Domina com olhar triste, choroso, querendo dizer algo, mas só havia força pra bater os dentes de frio. Responderia a pergunta dela sobre o demônio assim que lhe fosse possível.

    Ver Nabooru quase congelando de frio faz com que a maga do gelo quase trinque os dentes de tesão, com a vontade de enfiar em seu traseiro um dildo grosso de gelo. Ela olha para o lado, solta um suspiro enevoado de cristais, e faz um gesto para que os servos clones tragam também blusa para o frio. “Vai ser difícil controlar toda esta maldade dentro de mim, mas valera o esforço”, pensa consigo mesma.

    Nabooru suspira de alívio e agradece novamente a bondade de sua dona e reafirma que fazer o bem não era difícil. Sobre o demônio, contanto que ele lhe fosse fiel e tivesse ali pra protegê-la, ao invés de sair por ai cometendo atrocidades por pura maldade, não havia problema algum. Mitz não é preconceituosa e aceita qualquer pessoa ou criatura que não deseje o mal pra outras pessoas.
    - Eu não desejo o mal nem para os meus inimigos. Eu os venço e desejo boa sorte ao lado de sua mestra maligna.

    Lady Domina da uns tapinhas na cabeça do demônio guardião e ordena aos servos que o alimentem agora com carne bovina, sendo a humana proibida dali por diante. Os servos acenam felizes com a mudança dos hábitos alimentares do criado dos infernos.

    Nabooru e sua mestra então adentram o interior da residência, que se revela luxuosa, cheia de cristais e com o piso e paredes reluzentes, imitando uma caverna de gelo. O frio era considerável, e o elfo das areias se sentia confortável por usar as vestimentas necessárias para suportar aquele frio. “Os meus aposentos ficam para cima... Pode subir as escadas...”, diz Domina, indo atrás para observar o formato do traseiro balançando enquanto subia os degraus. Toda aquela novidade de ser boa estava excitando por demais a loira, que sentia sua calcinha logo ficar molhada.

    O quarto de Lady Domina era luxuoso, com uma cama enorme ornamentada com diamantes. Haviam vários armários e espelhos. Aproveitando-se da imponência do seu quarto, a maga do gelo se coloca a frente de Nabooru com as mãos na cintura. Tinha uma duvida que deveria ser sanada o quanto antes. “Muito bem, agora que voce é livre, acho que eu não posso forçar voce a fazer sexo comigo. Porem estou com uma enorme vontade de transar com você...”, diz, e se cala, pois logo iria dizer terríveis coisas caso ele se negasse a faze-lo, e isto não seria uma coisa de gente boa. E pela primeira vez na vida, Domina se sente com o coração apertado, insegura pela possibilidade de ter seu pedido negado.
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Qua Mar 13, 2019 12:08 pm

    Nabooru começa a recuperar os sentidos quando agraciado com roupas quentes, mas bem a tempo de ouvir o demônio resmungar. Para a sua surpresa era uma criatura inteligente e provavelmente pra surpresa do mesmo, Nabooru podia entendê-lo.
    - Grrr, bonzinho duas caras forçando a mudar minha dieta... espera só até eu meter nele... humpf.

    O clérigo olha para o mastro da criatura ressabiado e ao ser percebido, vira o olhar, deixando o demônio desconfiado também. As roupas embora aconchegantes eram um estorvo pra Nabooru que estava acostumado com roupas leves a quase nada. Ele então lembra de uma prece que o permitia resistir a ambientes quentes e experimenta rezar ali. Pra sua alegria, a magia funciona e ele agora sentia muito calor dentro daquela roupa toda. Pedindo desculpas pra sua senhora, Nabooru volta a se despir, alegando que preferia usar roupas apenas em eventos sociais. Domina apenas ergue os ombros mostrando que aquilo não fazia a menor diferença pra ela, na verdade achava até melhor. Nabooru vai subindo as escadas e olha para o salão, constatando ser observado por todos os criados por onde passava. Por sinal, todos os servos se vestiam literalmente igual... Ele entra no quarto e Domina ordena que seus criados ficassem de prontidão para qualquer eventualidade.

    Já dentro do quarto, Nabooru olhava os jardins da mansão pela janela quando é confrontado por Domina. Um ar de preocupação toma seu rosto, pois queria dizer sim, mas não sabia como iria conseguir penetrá-la sem ter prática. Ele se senta na ponta da cama, abrindo as pernas e mostrando o pênis do tamanho do dedo mindinho dela, algo que a maga já havia percebido, mas não se importara até então.

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 LQ3Eaqg

    Ela entende isso como um sim e sorri maldosa parando na frente dele com as mãos na cintura olhando o vassalo de cima pra baixo. Domina ri gostosamente olhando com cara de pena pro clérigo por ele achar que em algum momento ela considerou que seria ele a penetrá-la. Domina empurra Nabooru pelo peito, pra ele ficar deitado e se senta do lado dele na cama, sem tirar os olhos de sua face avermelhada. Sugando o dedo do meio por alguns segundos, ela ordena que Nabooru erguesse suas pernas em posição de frango e enfia sem dó o dedo no cuzinho dele.

    - Querido, quem vai ser penetrado aqui é você...

    Nabooru mostra uma repentina surpresa, logo seguida de alívio. Domina era mais parecida com Lady Amy do que ele imaginara a princípio. Depois que ela o massageia no ânus com certa rudeza e vê o pênis dele alcançar o tamanho de seu dedo indicador, Domina se ajoelha e cai de boca na bunda de Nabooru. Sua língua aumentada magicamente adentra fundo fazendo o clérigo delirar de prazer. Domina usa dois dedos pra masturbar o elfo e se delicia ao vê-lo se contorcer de desejo. A maga estala os dedos e um casal de servos entra no quarto no momento em que Nabooru alcança um orgasmo. O jato pra cima mela seu corpo enquanto ele observa embaraçado pras pessoas que acabaram de entrar.

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Fikg3U5

    A maga limpa Nabooru com os dedos e o força a experimentar o próprio sêmen de seus dedos. Domina sorri e faz um sinal com o indicador pra que os servos se aproximassem. O homem sobe na cama e põe Nabooru de quatro pra chupar seu pau. A maga sobe na cama de joelhos e debruçada sobre as costas do clérigo, começa a masturbá-lo dedando a bunda dele. A serva lambe o cu de sua mestra e Domina se sentia uma Rainha naquela situação, agarrando o cabelo de sua serva e forçando o rosto dela na sua bunda.

    - Chupa direito esse cu, safada. É o cu da sua dona!

    Nabooru dá uns gemidos e a maga já perdendo o controle da vários tapas na bunda dele até aparecer vermelhidão. Sem mais aguentar, ela veste sua calcinha consolo e penetra o elfo bem fundo, fazendo-o engasgar no pau do servo. Domina faz um sinal com as mãos para que os servos saíssem de perto e apenas observassem enquanto ela mostrava quem mandava ali. Nabooru já havia revirado os olhos, vapor frio saía de sua boca com a língua de fora e muita saliva no lençol. Domina metia com tanta força que ele já havia sentido um orgasmo anal duas vezes. Ela o vira por cima de si, de costas pra ela e o faz cavalgar em seu pênis postiço até ele gozar pelo pau novamente. Ela alisa a bunda bem redonda do servo, satisfeita com a foda e aproveita esse momento de fraqueza emocional do clérigo para pô-lo pra dormir com uma magia de sono.

    - Durma querido... Tenho uma surpresinha pra você...

    Nabooru acorda poucas horas depois e percebe que havia sido banhado e vestido. Domina diz que embora a nudez de seu servo preferido a apetecesse, havia todo um protocolo a ser seguido e ele não seria exceção. Devidamente vestido como servo e um rabo de gato atochado onde o Sol não brilha (mais), Nabooru até que aprecia a nova vestimenta.

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 DJMJQEF

    E não demora até que ele pegue a manha de seus afazeres. Pelo menos até ser requisitado por sua dona. Domina entendeu que embora Nabooru fosse um clérigo devotado, era um pervertido do mais alto fio de cabelo até a ponta da unha do pé e que portanto no que concerne sexo e dominação, ela tinha total aval pra fazer o que quisesse. Um grande alívio pra ela.


    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 L41eawP
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qua Mar 20, 2019 11:38 pm

    Lady Domina observava pela janela de seu quarto o belo jardim que ficava em frente de sua mansão. Já fazia cerca de um mês que seu novo servo havia chegado, e podia-se dizer que estava em um ótimo momento de sua vida. Suas necessidades sexuais de dominação e humilhação eram satisfeitas plenamente por Nabooru, e seu aconselhamento moral sobre a religião de Mitz estava aos poucos surtindo seu efeito, tornando-a menos má a cada dia que passava. Se bem que na realidade a maldade estava sendo transferia para o traseiro do elfo das areias, constata com uma risada a nobre fugitiva de Andalasia.

    Batidas na janela chamam sua atenção, era um corvo-correio. Com uma rápida magia ela abre a distancia uma fresta o suficiente para o animal entrar, e ele rapidamente fala sua mensagem. Ao final Lady Domina Frigix dispensa o animal e manda seu casal de servos chamar Nabooru. Havia chegado a hora.

    **

    O jardim de inverno permanente da mansão era uma verdadeira obra de arte, com arvores e arbustos podados diariamente. Lady Domina gostava de caminhar por entre os caminhos, sendo acompanhada pelo seu demônio brutamontes, que respirava pesadamente mais atrás. Ao lado da maga de gelo estava Nabooru, que vestido como uma gatinha e gingando o traseiro causava uma brutal ereção no guarda-costas, que mantinha seu instrumento perigosamente apontado para o rabo do elfo.

    Porém Lady Domina não estava interessada em sacanagens no momento. “Nabooru, já tivemos um bom tempo para nos conhecer, e voce já me ensinou muito sobre a fé de Mitz... Sinto que a deusa Mitz tem muito a mais a oferecer do que Shadowlady... Hmm, acho que isto não soou bem, mas enfim... É chegada a hora de colocarmos nossos planos em pratica, e transformar Karzek em um reino temente a Mitz. O que sugere fazermos?”, pergunta, com os braços cruzados a frente dos peitos.
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Qua Mar 27, 2019 1:14 pm

    Desde que Nabooru chegou ao condado de Domina, as coisas pareciam melhorar não só para os empregados da perversa Lady como os moradores próximos. Atraindo toda a maldade no coração da nobre para si, Nabooru fazia as pessoas perceberem diferenças que a princípio sutis, modificavam totalmente seu estilo de vida. Não havia mais sacrifícios humanos para o cão-demônio. Os fazendeiros prosperando achavam mil vezes melhor oferecer animais do que pessoas. Escravos recebendo chicotadas no tronco haviam sido substituídas por demonstrações públicas de dominação em Nabooru, afinal agora ele era o responsável por expiar os pecados dos habitantes locais. Sempre que havia um showzinho no palco, as pessoas se amontoavam pra assistir o clérigo sofrer humilhação por eles. Nabooru sabia que estava fazendo um sacrifício pelo bem de todos.

    Spoiler:
    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Ies9ulG

    Quando Lady Domina passava pelas ruas, recebia acenos de pessoas com sorrisos no rosto, crianças torciam pelo bem estar de sua condessa e o astral do ambiente como um todo era especial. O céu antes escuro pela influência de Shadowlady dava espaço a nuvens rosadas e arco-íris formados por leves chuviscos no fim da tarde. Domina sentia algo novo pra ela. Felicidade. Sentia-se desejada por seus asseclas e povoado. Nabooru havia realmente sido uma benção. Mas não podia se esquecer do plano original. Sua meta era levar aquilo a frente. É quando é requisitado por Lady Domina. Ela tinha uma carta em mãos e cobra do elfo que sua influência atingisse novos horizontes. Nabooru diz que pra começar poderia mandar os artesãos construirem duas estátuas no centro da vila com Mitz e a Lady de mãos dadas recebendo as pessoas. Domina suspira reunindo paciência e diz que se referia não a pessoas vindo pra cidade, mas fora dela. O sorriso e menear de cabeça confiante do clérigo a conforta, quando ele diz que era só ele visitar as cidades próximas e palpitar no que precisava ser mudado.
    - Deseja vir comigo, milady? Ou prefere que eu pavimente o caminho para as pessoas se surpreenderem com sua futura visita?

    Pra Nabooru não era uma questão de confiança, mas não sabia com certeza a percepção das cidades mais distantes sobre sua líder. Talvez ir na frente fosse a melhor opção, se perguntado. De todo modo, faria de tudo pra melhorá-la e a manteria informada de qualquer decisão. Nabooru vai até a janela e olha pro horizonte imaginando como estaria Arlequina agora. Depois de tudo o que fizera a ele, merecia algum castigo, mas provavelmente estava se divertindo absurdos.


    Voltando nas areias do tempo...
    Arlequina já começa com suas bravatas de costume ao ver Nabooru indo embora. Natasha manda ela calar a boca, mas recebe um cuspe no rosto e insultos dizendo que ela não iria receber ordens de uma vagabunda. Ela tenta se soltar, mas acaba sendo eletrocutada e indo ao chão ao ser atingida com um aguilhão elétrico por um segurança do leilão. Ele diz com cara de poucos amigos:
    - Sem baderna por aqui!

    Natasha aproveita o momento pra amordaçar Arlequina. O segurança faz propaganda com um sorriso no rosto.
    - Conheça o orgasmotron ou... pau-de-dar-em-doido! como eu prefiro chamar. Múltiplas opções de potência, de beliscão a paralisia total. Recarregável com magia de eletricidade. A venda por um preço que qualquer escravizador pode pagar!

    A futa pede pra testar e o segurança apenas aponta onde ela podia comprar um. Revirando os olhos, a moça vai até o balcão onde o anunciador oferecia vários escravos a venda. Ela volta com o novo brinquedo apenas pra ver Arlequina rastejando recuperando os movimentos e testa metendo o aguilhão no cu dela fazendo ela se tremer toda e se arranhando no chão, visto que seus movimentos estavam impedidos por algemas nas canelas e nos braços presos as costas. Natasha puxa Arlequina pelos cabelos, se agachando perto dela e diz em tom sádico.
    - Sabe piranha... Eu adorava o Nabooru. Ele salvou minha vida mesmo eu sendo culpada daquele crime. Deve ser o único clérigo de Mitz que eu não mataria. Deu um certo desgosto vê-lo partir, mas talvez tenha sido melhor pra ele... Agora eu vou descontar minha frustração em você... Porque eu te odeio...

    Arlequina arregala os olhos em pavor ao sentir os dedos de sua mestra adentrarem sua bunda, enquanto tinha a orelha mordiscada.


    ~ continua no próximo episódio ~
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qui Abr 04, 2019 10:53 pm

    Domina suspira reunindo paciência e diz que se referia não a pessoas vindo pra cidade, mas fora dela. O sorriso e menear de cabeça confiante do clérigo a conforta, quando ele diz que era só ele visitar as cidades próximas e palpitar no que precisava ser mudado.
    - Deseja vir comigo, milady? Ou prefere que eu pavimente o caminho para as pessoas se surpreenderem com sua futura visita?

    A idéia era intereressante, porém era um tanto quanto perigosa. A população do Condado tinha se afeiçoado aos shows de expiação de Nabooru, e grande parte da popularidade que Lady Domina gozava se devia ao elfo das areias. “Prefiro que va inicialmente sozinho, para que não me vinculem diretamente a você, Nabbie. Peço que tome cuidado, pois o culto a Mitz pode ate ser tolerado pelo Reino dos Dragões do Norte, mas se continuar a pregar a religião de Mitz em aberto, poderá vir a sofrer perseguição nas outras cidades”, diz, enquanto caminha de um lado a outro. Pequenos cristais de gelo formavam-se em suas passadas. Ela passa a mão na face do elfo, e parecia um cubo de gelo de tão fria. “Você fez um bom trabalho no meu condado, as pessoas gostam muito de você. Tente fazer o mesmo na segunda maior cidade dos Dragões, Wyvernia. Daí então podemos partir para a capital, Drakonia. Se conquistarmos o reino dos Dragões, entraremos dentro do jogo de poder do Imperio! Se não me engano, foi assim que a Condessa Val iniciou sua caminhada para Dominatrix! Farei o mesmo.”

    A Condessa Domina para e bate o pé, pensativa, a mão no queixo. Seria uma temeridade o elfo fazer todo este trabalho sozinho...

    - Nabooru, forme uma equipe para ir com voce... Procure entre quaisquer aventureiros ou mercenários que se encontrem em nossas terras, providenciarei o pagamento, desde que não seja muito caro. Esta missão é muito importante, e em grupo as chances de sucesso serão bem maiores.

    NRPG: Fique livre para criar NPCs ou recrutar algum já existente, dentro dos limites de possibilidade.
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Sex Abr 05, 2019 3:05 pm

    voltando nas areias do tempo...

    Pouco depois de ser salvo de ser engolido por um imenso vorme das areias, Nabooru é interpelado por uma sedutora mulher e um cavaleiro. Desamparado pela perda dos amigos, o clérigo não estava no melhor de seus dias. A tentativa de flerte da Senhora dos Sonhos falha miseravelmente e a expressão sorridente dela muda aos poucos para o de alguém que foi ultrajado.
    - Como, como se atreve...

    Ela começa, mas não tem tempo de terminar, pois Nabooru já havia lhe dado as costas. Em seguida a anfitriã é acusada de não ter palavra. Aquela moça antes tão serena parecia agora a encarnação do capeta, tamanha a sua fúria. As palavras de Nabooru dirigidas a ela em tom de demanda só serviram para enfurecê-la ainda mais.
    - Quem são vocês para falar o que eu devo ou não devo fazer? Fiquem felizes que passaram no meu teste e que vão agora para casa! Eu sou a Senhora dos Sonhos e vocês são infelizes que não sabem reconhecer minha generosidade! Não preciso da aprovação de Mitz, nem de ninguém!

    Diz a mulher, parecendo-se mais ainda com uma demônia. O cavaleiro se põe ao lado de Nabooru e dá um sermão atrevido pra ela. A Senhora dos Sonhos cerra os punhos, trinca os dentes, mas nada diz, apenas observando aqueles homens petulantes. Ela então suspira, e volta a sua forma gentil e desnuda de antes.
    - Muito bem, sou uma pessoa de palavra, e levarei para onde querem ir, sem mais demora... Satisfeitos?

    Nabooru e o cavaleiro são teletransportados para lugares separados, mas a Senhora dos Sonhos não estava contente. Estava furiosa. Em anos e anos "salvando" aventureiros perdidos no deserto, ela nunca viu alguém lhe destratar daquela maneira. Pior ainda, destratada por um elfo boiola, visto que o cavaleiro tava quase caindo na sua rede. Com o sangue fervendo, ela urra mais alto que um leão e começa a arrancar os cabelos. Cheia de ódio precisava se vingar. "- Pois muito bem! Se não querem ficar no meu reino, eu não quero mais ninguém aqui além de mim! Fodam-se tooooodooooooos!" Usando de sua mágica mais poderosa, a Senhora dos Sonhos decide explodir o lugar. Uma explosão atômica atinge o oásis, enviando todo mundo que vagava perdido pros seus locais de origem ou não... Muito possivelmente tiveram lugares trocados!


    Spoiler:
    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 1M4Erl3
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Dom Abr 07, 2019 4:04 pm

    Nabooru aproveita a intimidade que havia formado com Domina e aproximação dela de seu rosto e atreve-se a lhe dar um beijo na boca. Olhos fechados, ele insiste a fim de trocar um beijo de língua e seu coração se aquece ao ser correspondido. Só não esperava que a lady estivesse se guardando tanto, visto que ela o abraça e apalpa sua bunda, pegando-o no colo. A baixa estatura e peso do elfo, facilitava para Domina segurá-lo enquanto o beijava. Tendo Nabooru distraído, ela abre a portinha atrás dele apontando com o dedo e o logo seu cão de guarda aproveita para uma longa e quente lambida ali. O clérigo sente um frio na espinha que cruza o seu corpo e então para o beijo pra encarar sua amada nos olhos. Ele ia dizer algo, mas apenas um longo gemido sai de sua boca quando sente a língua do demônio entrar toda dentro dele.
    - Olho por olho dente por dente, Naboo querido. Eu te amo de verdade, mas se vai por sua língua em mim, vai ter que ser lambido também. Mal posso esperar pelo dia que você quiser ir pra cama comigo... hihihi.

    Nabooru fica aliviado quando lembra que não consegue ficar duro por mais que poucos segundos. Domina o coloca no chão e o meio elfo se prostra, lambendo os pés dela a fim de manter a consciência enquanto era lambido internamente pelo cão dela. Ele agarra o tornozelo da mestra, alisando sua cabeça contra a canela dela e alcança um orgasmo, com a língua de fora. Domina então afasta o pé dele e caminha pra fora sala.
    - Muito bem já sabe o que fazer. Agora limpe o chão com a sua língua e me traga boas notícias.

    Nabooru obedece, toma um banho e veste uma roupa ornamentada digna de um embaixador de sua milady. A priori partiria sozinho com dois criados que conheciam a região. Alm e Celica, o casal que transou com ele na cama de sua lady eram seus favoritos. Alm no entanto pede pra vestir roupas masculinas, mas Nabooru não permite, exigindo que ele parasse de preconceito bobo. O casal o acompanharia como seus criados e não como aventureiros, então teriam que ficar vestidos a rigor. Subindo na carruagem, Nabooru acena pra Domina e parte na direção de Wyvernia. Com sorte encontraria aventureiros em Wyvernia dispostos a ajudá-lo com os problemas da cidade. Tão logo a carruagem some no horizonte, Domina olha pro seu cão-demônio e faz um menear de cabeça dizendo que ele já poderia vigiá-los a distância.
    - Sha... err... Mitz sabe o quanto eu quero confiar em você Naboo. Até me casaria com você se meu plano de conquista der certo, mas não nasci ontem... Se você me trair, meu cãozinho vai meter na sua bunda até sair pela boca... Boa sorte querido...

    Alm e Celica seguiam guiando os cavalos no topo da carruagem enquanto Nabooru no conforto do interior olhava o horizonte gelado. Os sonhos que tinha sobre espalhar a palavra de sua Deusa naquelas terras malignas pareciam estar se realizando. Sabia que encontraria dificuldades pelo caminho, mas até o momento estava bastante satisfeito com os resultados. Estava muito feliz com o voto de total confiança que sua mestra lhe dera.

    Enquanto isso...
    Num calabouço escuro e frio, uma goteira intermitente caía sobre a cabeça de uma moça acorrentada prostrada de quatro com uma mordaça entre os dentes. Seus gemidos podiam ser ouvidos como almas penadas pedindo socorro, mas ninguém vinha até lá pra socorrê-las. Um gancho de ferro introduzido em seu ânus, garantia que mantivesse a posição de bunda pra cima e cabeça encostada no chão. Nua, cheia de marcas de chicote nas pernas, bunda e nas costas, Arlequina implorava aos deuses pra ser salva dali, mas não era ouvida. Uma pequena letra N marcada a ferro na sua nádega direita validava sua escravidão. O barulho da porta velha se abrindo ecoa na cela e alguns passos são ouvidos. A voz de Natasha se faz imponente ao se dirigir aos seus convidados.
    - Ai está a puta. Tirem o gancho, mas deixem a mordaça. Ela berra como uma matraca. Ela tá menstruada então aconselho meterem apenas no cu. Vocês têm duas horas.

    Aquilo já havia virado rotina. Arlequina era estuprada e surrada diariamente, enchendo os bolsos de sua dona há pelo menos um mês. Nunca imaginou que iria acabar dessa maneira. Tudo bem que era uma bobalhona atrapalhada, mas aquilo era malvadeza demais. Final do dia depois de receber vários homens, futas e algumas mulheres sádicas, Arlequina era permitida descansar do sexo, mas tinha que ouvir os lamurios de Natasha que vinha lhe contar sobre se dia. Se tivesse mal humorada, descontava a raiva com chibatadas. Se estivesse bêbada, sentava do lado dela e até dividia um pouco de sua bebida despejando o líquido nos seus orifícios da escrava. Na maioria das vezes, apenas vinha pra conversar e desestimula-la, quebrando sua vontade cada vez mais. Dizendo que ela jamais seria salva, que Nabooru a abandonou e que ninguém viria atrás dela. Natasha mantinha sua escrava saudável, alimentando-a, limpando-a e mantendo o ambiente limpo, mas aquilo não era vida e já fazia muito tempo que a pobre moça sequer via o Sol.
    - Daqui a mais um mês, eu vou deixar você sair. Mas não como uma pessoa livre. Você vai puxar a minha carroça pessoal, com um cabrestro. Vou cortar seu cabelo grande, prender num consolo e atochar na sua bunda. Vai ficar lindinha de égua!
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Seg Abr 15, 2019 4:22 pm

    Nabboru olhava pela janela da carruagem e via as terras geladas do condado de Lady Domina aos poucos darem lugar para locais de temperatura mais amena, com arvores diferentes e vegetação mais verde. Agora já não havia mais necessidade de usar magias protetivas do frio, podendo sentir o calor presente no ar daquelas paragens esquentar o seu corpo.

    Do lado de fora, Alm e Celica continuavam a guiar a carruagem, e por toda a viagem discutiam acerca dos detalhes mais insignificantes possíveis, de qualquer coisa. Parecia que os dois servos eram os opostos, mas o elfo já os conhecia há bastante tempo para perceber que um não vivia sem o outro.

    “É óbvio que a existência de Wyverns na região de Wyvernia é a razão para o nome da cidade... ela iria se chamar o que, Kadaveria?”, diz Alm em tom de zombaria.

    Uma risada irritante e aguda de Celica. “Você é do tipo de pessoa que acredita no que disserem, desde que faça um mínimo de logica... Não seja previsível, bobinho... Os magos podem tudo, e se quiserem primeiro fazer uma criação de Wyverns e depois criarem a cidade, ou o contrario, eles podem.”

    Nabooru já podia imaginar o olhar mortal de Alm para Celica. Só que o tranco na carruagem causada por uma parada brusca ele definitivamente não esperava, fazendo com que o elfo saísse voando de seu banco indo de cara ate a parede da carruagem, para depois cair estatelado.

    Alm quase que imediatamente aparece pela janela, colocando as mãos na boca horrorizado ao ver o nariz sangrando do elfo das areias.

    “Senhor Nabooru! Mil perdões! Tivemos que parar bruscamente a carruagem para não passar por cima de uma pessoa, que estava jogada na estrada inconsciente!”, exclama, com a cara sem graça e limpando o nariz do mestre com o lenço branco tirado do bolso de sua roupa de criada.

    Nabooru, Alm e Celica vão então até o local em frente da carruagem, acalmando os cavalos que relinchavam excitados. No chão, deitada, estava uma bela mulher, parecida com uma demonia, com chifres e asas, mas as mãos e rabo tinham um aspecto draconico.

    18+:
    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Dragon10
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi
    Sailor Paladina
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 295
    Reputação : 12

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Sailor Paladina em Ter Abr 23, 2019 2:25 pm

    Todo dolorido, Nabooru tenta se levantar, sendo rapidamente cuidado por Alm, mas diz pra ele não se incomodar com isso. A atenção do clérigo se volta pras suas explicações e ele logo pede pra ser levado onde estava a tal pessoa inconsciente. Ele se aproxima e verifica se a moça estava ferida. Com uma pequena prece, ele pede que Mitz cure a moça (Curar Ferimentos Minimos (0) e aguardaria ela recobrar a consciência antes de tocá-la. Não queria que se assustasse com tanta gente ao seu redor. Ele olha pra Alm e diz pra ele trazer um algum recipiente até ele. Usando sua prece de criar água, o clérigo surpreende o servo dizendo pra ele lavar aquela mancha de sangue imediatamente.
    - Eu não quero nem imaginar o que a Lady Domina iria fazer com você se visse isso. Lave rápido!

    Nabooru volta a dar atenção pra jovem e tentaria acalmá-la se ela acordasse nervosa. Diria seu nome e perguntaria o dela e o que ela estava fazendo ali. Ofereceria água de seu odre se ela estivesse com sede.


    Enquanto isso
    - Arle queridaaa...~ como tá a minha cadelinha hoje huumm? Tá a fim de passear?

    Uma voz feminina imitando latidos alegres pode ser ouvida e logo da jaula apertada recém-aberta surge Arlequina, totalmente submissa, lambendo os pés de sua mestra e permitindo que uma coleira lhe fosse posta no pescoço. um consolo de madeira em formato pênis com um rabo-de-cavalo atado a ele é enfiado quase a seco na bunda dela de modo a ficar firmemente encaixado. "Um pingo de cuspe e algumas lambidas nesse rabo são suficientes", diz Natasha. Era hora do recreio e sua dona iria colocar a cadelinha pra fazer novas amizades e brincar com eles. Do lado de fora, Arlequina vê a portinha do chiqueiro ser aberta e logo sente a dor lancinante do chicote atravessar sua bunda.

    - Aproveite bem, arlezinha. Não é todo dia que eu estou de bom humor...

    Spoiler:
    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 NfkqkYg
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2403
    Reputação : 148
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Hellkite em Qui Maio 02, 2019 3:47 pm

    - Eu não quero nem imaginar o que a Lady Domina iria fazer com você se visse isso. Lave rápido!
    Alm, cuja face normalmente aparenta tranquilidade, arregalou os olhos, estranhando o tom imperativo da ordem de Nabooru. Talvez a imagem do elfo das areias submisso enquanto tinha um consolo sendo enfiado em seu traseiro tenha criado uma ideia errônea sobre a personalidade do clérigo de Mitz... Sem querer testar a paciência do seu agora mestre, Alm mais que depressa providencia um recipiente para que a agua pura invocada por Nabooru seja usada para limpar as manchas de sangue.

    Por sua vez Nabooru observa então a jovem, que aos poucos recobra a consciência, e logo se mostra assustada, tentando se levantar e fugir. Porem havia poucas forças em seus membros, e de tão cansada que estava não podia sequer se levantar. Já imaginando que algo assim fosse acontecer, o elfo das areias a acalma e oferece agua, que ela recusa inicialmente, mas que bebe logo depois.

    Depois de se certificar que Nabooru não oferecia perigo, ela resolve confiar no clérigo. “Meu nome é Ysperia, e estou fugindo de meus captores... Era uma moradora de rua de Wyvernia, e me ofereceram comida. A comida estava envenenada, e quando acordei eu estava presa! Consegui fugir, mas estava muito fraca, com o corpo estranho, acabei desmaiando na estrada! Por favor, me salve, eles devem estar a minha procura!”

    Celica, ao ouvir falar nisto, olha para os arredores, e localiza alguns homens suspeitamente andando em meio a grama alta, e que tinham notado a presença da carruagem. “Nabooru, parece que os captores já estão por aqui... Da posição em que estão ainda não podem ver Ysperia. O que vamos fazer?”
    Conteúdo patrocinado


    Nabooru (HK) - Sailor Paladina - Página 5 Empty Re: Nabooru (HK) - Sailor Paladina

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Jul 17, 2019 11:24 am