Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    4º passo - Conceitos

    Compartilhe
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Qua Ago 30 2017, 23:16

    Eu Se olha a mãe emotiva, não sabia se tinha agradado. Talvez não tivesse sido uma boa idéia, principalmente quando ela perguntou se a canção era para Min-ki.

    Ela começa a corar e pensava em como contar isso para sua mãe, mas Lee Sang acaba saindo do quarto.

    Na hora do jantar, seu pai chegou inesperadamente e para seu desespero ele pergunta sobre o contrato do intercâmbio, que nunca existiu.

    - eum .. joh-eun .... .... naneun sueob sigan-e myeoch gaji munjega iss-eossgo hagsaeng-gwa uigyeon chaiga iss-eossda.

    Errr..bomm....eu... aconteceu alguns problemas nas aulas e alguns desentendimentos com os alunos.


    Ela troca um olhar com sua mãe que estava servindo o vinho. A menina não estava mentindo totalmente, já que teve problemas com o Tae.

    - naega jaleun meolikalag-i .. sagoga nassgi ttaemun-iya. geuleona geogjeonghal pil-yoga eobs-seubnida. gyojang seonsaengnim-eun nae eum-ag seonsaengnim-ege allyeo jyeoss-eumeulo amuleon beol-i eobs-eul geos-ibnida.

    O cabelo eu tive que cortar...porque...ocorreu um acidente. Mas não precisa se preocupar. O diretor é conhecido do meu professor de música, então não terá multa nenhuma.


    A ultima parte foi uma mentira deslavada, que ela nem teve coragem de olhar para os pais. Então ficou cutucando os alimentos no prato.

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1228
    Reputação : 168
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Qui Ago 31 2017, 00:36


    [_Domingo_]

    ♪ Eu Se ♪

    Lee Sang baixou o olhar. Era uma péssima mentirosa também. O pai observava cada movimento da garota sem se expressar ou tocar na comida. Franziu o cenho quando ela mencionou o “acidente”. O que poderia ser? Olhou para a esposa, que agora estava de costas embalando ingredientes.

    - Seu professor? Cho Yong-Ha? Um bom homem aquele. - quis confirmar, com o indicador na frente do rosto, pensativo. Depois, tomou um pouco de vinho, dando um suspiro. - Você me dá muito trabalho. - concluiu. - Bem, eu espero que dê um jeito de se parecer menos com um menino, pois nós temos um jantar importante para comparecer muito em breve com a família do senador Yoon.

    Eu Se sabia muito bem do que se tratava.

    ♪ Eun-Ji ♪


    Choi sorri para a garota, achando bonitinho como ela se comportava.
    - Obrigado pela torcida, e pela parte dos elogios. Hahaha. Então é isso que deve continuar fazendo. Nunca pare de ouvir o que seu coração tem a dizer. Fico feliz de poder ser seu “oppa”. Venha me contar novidades. Tenho impressão de que serão boas.

    (...)

    Quan Lei fez uma cara surpresa impagável e cômica. Não esperava mesmo ouvir aquilo.
    - Não sei. Eu só acho que elas são bonitas. Só isso. Tem algo mais? Não me vejo passeando de mãos dadas com nenhuma. Por quê? Será que está começando a ver minhas qualidades e se apaixonando por mim finalmente? - falou a última parte se inclinando para ela.  - Nós podemos resolver isso. Nosso amor pode florescer com o tempo. - o chinês definitivamente não era a melhor pessoa para bater um papo sério com uma garota, pois não perderia uma chance de cantar uma menina.

    [_Segunda-feira_]

    ♪ Shin Yuki e Eun-Ji ♪

    - A viagem para os EUA é bem cansativa - Dam massageou o pescoço, desconfortável, mas respondeu à pergunta tranquilamente, apesar de tudo.

    - Para a China nem tanto assim. Eu nem sinto. Geralmente venho dormindo.

    (...)

    O monitor quase infartou ao ver Eunji correndo para longe, e mais ainda quando Yuki foi atrás, mas a menina voltou logo e o problema foi corrigido.

    Dam ignorou completamente o monitor para estender a mão para a menina e receber a conchinha. Sorriu para ela de leve.  Finalmente tinha recuperado a gentileza no olhar, como se a conversa estranha entre eles nunca tivesse acontecido. Fechou a mão.
    - Obrigado.

    - Fiquem. Aqui. - reforçou o monitor, em voz alta, alterado. - Escutem, vamos guardar as malas na casa que alugamos para vocês. Quero que sejam rápidos. Queremos aproveitar o sol ainda. É aqui perto, então carreguem as coisas de vocês. Lá vamos distribuir os figurinos, vocês vão vestir e vamos sair para gravar.

    - Como é? - Peach colocou os óculos de sol e olhou para a mala gigantesca - Mas eu não posso levar isso…

    - Então que não trouxesse tanta coisa. - o monitor revirou os olhos. - Vamos.

    Peach começou a tentar puxar sua grande mala, mas era realmente exagerada. Quan Lei, que só tinha uma mochila simples, revirou os olhos e foi até ela para ajudá-la, piscando.
    - Eu não preciso.
    - Ah, precisa sim.

    - Ahhh...oppa, não vai levar minhas coisas? - Yieun fez um beicinho, mas Kim quis ajudá-la, por educação. A menina se derreteu toda, andando a seu lado.

    Nayoung andava de pernas abertas caminhando com sua mochila esportiva abarrotada de coisas. Estava pesado, mas ela não pedia ajuda para ninguém.

    Antes que Yuki pensasse em pegar suas coisas, Minsoo também já colocou a mochilinha da menina nas costas e saiu andando a seu lado, carregando a própria mochila e o violão.
    - Eu sei nadar. Mas não sou lá um grande atleta. Será que teremos algum tempo de folga? Esse lugar é muito relaxante.

    Dam observou se Eunji teria dificuldade com suas coisas, mas se aproximou dela mesmo assim, puxando a bolsa pela alça, levando consigo sem que ela pedisse e sem dizer uma palavra.

    O grupo caminhou até uma simpática casa cerca de um quarteirão dali, enquanto a van partiu com a equipe de filmagem. A casa de veraneio era espaçosa, simpática e… pouco mobiliada, mas pelo menos tinha o essencial e dois quartos grandes. Um deles tinha duas beliches somente, enquanto o outro tinha apenas uma cama de casal e uma de solteiro. O restante era composto por futons, e a sala ainda tinha um sofá-cama que caberiam duas pessoas. Ao menos, os dois quartos possuíam banheiros próprios.






    Peach foi rápida em jogar a bolsa mais leve em cima da cama de casal, delimitando o espaço, e sentando-se ali, tornando-se proprietária do local.  Nayoung humildemente deixou sua bolsa em um canto, reservando já um futon para ela.  Já Yieun colocou a bolsa na mesma cama da atriz, sem se intimidar, mas fingindo que não tinha feito nada demais.

    - Quem vai dormir de conchinha comigo? - Quan Lei soltou para seus amigos.

    O monitor entrou atrás deles, trazendo ele mesmo sacolas. Separou então as roupinhas embaladas em sacos plásticos de lavanderia.
    - Venham buscar o figurino com os nomes de vocês. Tomem cuidado.


    (OFF: sou ruim mesmo heheheeh
    Podem escolher as roupinhas. A May preparou uma roupinha com uma manguinha mais comportada ou uma blusinha por cima pra Eunji, pra esconder as costas)
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1314
    Reputação : 69
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Qui Ago 31 2017, 04:26

    Eun-Ji se assustou com a expressão de assombro de Quan Lei, achando que tinha feito algo muito errado e já se preparava para pedir desculpas quando ele finalmente a respondeu.

    - Errrr... garotos gostam de garotas bonitas? - ficou pensativa e suspirou infeliz, já que ela agora sabia que era a versão feia e fraca da namorada de Dam. Depois olhou entristecida para ele quando ele falou que não se via em situações românticas como um simples passeio de mãos dadas - como assim? Deve ser muito romântico - suspira outra vez com a pergunta dele - acabei de falar que já tenho um amor e que quero esquece-lo e que não quero me apaixonar novamente. Como pode me perguntar algo assim? Desculpe te-lo incomodado - ela se afasta dele após um reverencia breve.

    ...

    Já reunidos aguardando a van, a mocinha fica preocupada com a resposta de Dam, mas dá risada com a resposta de Quan Lei.

    - Nós vamos dormir na viagem então, Quan Lei jun? Se viagem é cansativo, né...

    Emocionada demais com o mar, a ruiva mal viu Yuki se aproximar.

    - Unnie! Ah... isso é uma conchinha de molusco? Que lindo! Ah...o mar é perigoso e as ondas traiçoeiras? - ficou horrorizada - nunca vou chegar perto, unnie, não se preocupe.

    Como a jovem não tinha ouvido o pedido do monitor, já que tinha corrido um pouco antes dele chegar, ela não tinha entendo o motivo da bronca dele, mas sorriu quando Dam aceitou a conchinha.

    - Ainda não posso responder aquela sua pergunta sobre praia ou montanha porque ainda não conheço a montanha, mas a unnie disse que o mar é perigo e as ondas traiçoeiras, então acho que não gosto mais da praia. Fiquei com medo, mas é bonito mesmo assim.

    Ela ouviu as palavras do monitor e ficou pensando nas gravações e aproveitar a luz, sem entender o que ele queria dizer e deu de ombros, apenas agarrou a alça da mala e levou um susto quando Dam pegou na alça também, tirando-a rapidamente, como quem leva um choque. Sem estar acostumada com gentilezas daquele tipo, ela olhou preocupada.

    - O... o que está fazendo, Dam shi? Minha mala... - mas ele já ia à frente. Avançou até onde ele estava e ficou olhando, alternando da mala para o rapaz, sem entender nada.

    Ela exclamou quando chegaram à casa de praia e a achou bonita, mesmo tendo pouco móveis. Enquanto a maioria se preocupou com os quartos, ela se admirou com a cozinha.

    - Será poderei cozinhar? - perguntou animada.

    Enquanto se encaminhava para os quartos e passava pela porta do quarto masculino, ela ouviu o comentário de Quan Lei sobre "dormir de conchinha" e sem saber que era uma piada, ela associou aquilo com a conchinha da praia e inocentemente comenta:

    - O Dam shi! Ele tem uma conchinha agora - e foi para o quarto das meninas.

    Ficou com o que sobrou sem problemas e deixou sua mala ao lado e foi ver seu figurino. Achou uma graça o que a tia tinha feito, dessa vez não se preocupou em olhar se a roupa cobriria as costas, pois tinha certeza que sim.

    Depois quando reencontrou Dam, comentou com ele, com inocencia.

    - Viu? Eu estou conhecendo um lugar bonito. Não foi você que me trouxe no lugar bonito, então acho que isso já um avanço né? Está sendo bem difícil para mim, mas acho que um dia vou conseguir te tirar do meu coração - sorriu animada e se afastou sem esperar qualquer tipo de resposta.
    Roupa:
    vestido rendado, mas com manguinha
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Qui Ago 31 2017, 09:30

    A menina se sente aliviada pelo assunto do contrato ter morrido. Mas tinha envolvido seu professor naquela confusão. Fora que sua mãe deveria estar desapontada, pois ela estava se tornando uma mentirosa.

    Quando seu pai comenta do jantar a menina sente um arrepio na nuca. Seu primeiro pensamento foi recusar, mas não podia agir por impulso, tinha muita coisa em jogo, a vida dela, do Shin e da Myeon dependiam disso. Então ela concorda sem questionar.

    - eotteohge ilhaneungeoya, appa? bunmyeonghi dangsin-eun yeohaeng jung-ibnida.


    E como está o trabalho papai? Pelo visto você precisou viajar de novo.


    Ela muda de assunto para tentar quebrar o clima ruim.

    Persephone
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 331
    Reputação : 90

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Persephone em Qui Ago 31 2017, 11:34

    O rapaz seguiu até a mala da van para descarregar as bagagens. Estava acumulando as duas quando ouviu do monitor que eles deveriam levar tudo até o local onde ficariam agrupados. Com uma breve olhada, viu que os rapazes já estavam ajudando as meninas, por isso ele pegou o case do violão e seguiu até Naya.

    - Vamos trocar, você leva isso, eu levo sua mala também.

    Fez a troca "justa" e esboçou um sorriso. Colocou a mochila nas costas - com notebook, remedios e itens de higiene - e carregou a bolsa dos dois. A mais leve, ele deixaria do lado esquerdo por se tratar do lado mais fraco. Seguiu um pouco mais devagar pelo excesso de bagagem, mas não parecia arrependido ou alguém que precisasse de ajuda.

    Por conta disso, ele foi um dos últimos a chegar, mas bem antes do monitor. Analisava a casa com uma olhava breve e foi ver os quartos. Viu que as meninas ja colocavam as bolsas na cama de casal, mas só tinha espaço para três ali, onde as outras duas ficariam? Estava pronto para dizer uma coisa quando Quan Lei faz aquela piada. Ele o encara incrédulo, mas pior ainda foi a resposta de Eun-Ji.


    A risada foi inevitável. Shin já tinha deixado as bolsas no canto, mas começou a abaixar um pouco a cabeça e passar a mão no rosto. Quando conseguiu se recuperar, ele ergueu a voz e falou.

    - Peach-shi, não. Veja, vocês vão ficar no quarto dos beliches. - Ergueu as mãos antes que os protestos começassem. - São cinco meninas, vocês se ajeitam nesse quarto e colocam um futon no chão para que as cinco fiquem confortáveis ali. Se quiserem podem levar o colchão da cama de solteiro. Não quero nenhuma dupla de meninas dormindo no sofá-cama da sala. Temos um Quan Lei aqui, esqueceu?

    Falou brincando, mas era sério.

    - Você e YiEun-shi vão levar suas coisas pra lá. Terão mais privacidade e nenhuma menina ficará exposta.

    Entregou a bolsa para Naya e indicou o quarto dos beliches. Depois os meninos se ajeitavam, talvez colocando mais um futon no quarto da cama de casal e deixando o sofá-cama pros dois que sobrassem.

    Sem mais delongas, o monitor chegava com as roupas. Shin procurava pela dele, dando uma olhada, principalmente na blusa. Ficou quase aliviado quando se deparou com o estilo e esperou por sua vez para poder se trocar.

    [Roupa. Só que a blusa é branca mesmo e o short jeans azulado, não cinza]

    Gakky
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1462
    Reputação : 83
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Gakky em Qui Ago 31 2017, 22:13

    Na hora de carregar as coisas para a casa, Yuki não viu problemas, embora Peach não gostasse disso nem um pouco. Mas antes que fosse pegar sua mochilinha, MinSoo já tinah se adiantado, o que a deixou muito surpresa. Lógico que sorriu timidamente logo depois, e o acompanhou até a casa dizendo:

    - Obrigada, espero que não esteja muito pesado... Você é tão legal. É realmente um lugar relaxante, não sei se vão nos dar folga, mas seria legal. Ash, estou tão animada que sinto como se tivesse borboletas no estômago.

    Tentou conter mais um sorriso, mas não conseguiu, acabou se tornando uma careta bonitinha. Quando viu a casa que ficariam, Yuki abriu a boca surpresa, era linda. Muito mais linda que a dela pelo menos. Quando entrou ficou emocionada pro estar em um lugar tão diferente e com seus amigos. Antes que decidesse qual quarto iria fichar Peach e Yieun se adiantaram. Mas Yuki não importava, também achava confortável dormir em um futon, estava acostumada. O mais importante para ela estava sendo a viagem no todo. Quan Lei soltou uma piada atrevida, mas Yuki já estava começando a se acostumar com o jeito dele, e é claro que não se aproximaria. Mas pior foi o comentário de Eun-ji depois, Shin até começou a rir. Viu a amiga conversando com Dam, e decidiu não se aproximar por hora.

    Shin também começou a falar dos quartos, segundo ele, as meninas ficariam melhor no quarto com beliche. Yuki notou que a ideia dele até tinha muito sentido e estratégia. Shin parecia ter um jeito de líder nato, notou. Ele também se preocupava com a privacidade das garotas, o que era bem legal da perte dele, pensou Yuki.

    - É, o Shin-shi tem razão, é uma ideia inteligente. Eu não pensei nisso, eu posso ficar com o futon, não me importo nem um pouco. E acho legal esse jeito de dormir, parece que estou mais de férias, com coisas improvisadas. É tudo tão emocionante. Se alguém precisar de ajuda para algo, podem contar comigo também.

    Ela pegou a sacola do seu figurino e foi para o quarto dos beliches. Depois abriu o saco e viu sua roupa. Adorou o figurino e achou que combinava com ela, parecia tão fresco e verão, e isso era tudo muito o seu estilo, já que lembrava praia. Quando Eun-ji entrar, ela vai falar com a amiga:

    - Viu como o MinSoo tem sido gentil? Mas não conte para ninguém que notei. Você vai mesmo cozinhar? Poxa, eu queria fazer bibimbap.

    Figurino Yuki:
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1228
    Reputação : 168
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Sex Set 01 2017, 11:45



    [_Domingo_]
    ♪ Eu Se ♪
    A tentativa de quebrar o clima ruim foi insuficiente e acabou tendo o efeito contrário. O pai a observou como se ela estivesse fazendo um deboche. Respirou fundo. Bebeu vinho.

    - Meu trabalho? Eu estou me matando para cobrir o rombo que essa família me custa, especialmente minha filha que acha que meu dinheiro é capim. Eu queria um certificado. As férias estão acabando e todos os seus colegas tiveram professores particulares para se preparar para a volta às aulas e talvez até para a faculdade. Já a minha filha foi dar uma voltinha na Inglaterra, não concluiu o curso que me custou em dólar, fora o dinheiro que eu dei a ela para viajar, e agora aparece sem certificado e sem nada em pleno agosto.

    - Querido, Eu Se está se esforçando… ela aprendeu bastante, já sabe até compor músicas e…

    - Eu não me importo - falou pausadamente. - Depois você me pergunta por que eu não volto para essa casa. Vocês têm um dom! Um dom de tornar tudo difícil com essas ideias estúpidas e mal planejadas. Essa fantasia ignorante que vocês vivem achando que o mundo funciona da forma que vocês imaginam e que tudo magicamente vai dar certo sem o menor esforço da sua parte, só por você ser quem é! Se dependesse de você, Lee Sang, esta menina seria uma verdadeira inútil. Você me pediu para deixá-la seguir um pouco mais na música, que confiasse no talento dela e que não iria me arrepender de ver minha filha “feliz”. Eu queria que os estudos de verão dela fossem focados em relações internacionais, engenharia, direito! Mas você ficava me implorando para deixar a menina tocar. Eu fiz. E agora aqui está o resultado - fez um gesto que apresentava a menina na mesa - Uma rebelde, de cabelo curto de gangue sei lá eu por quê, que nem conseguiu concluir um curso sem dar o mínimo valor para o meu investimento. Está vendo? Tempo perdido. É por isso que eu sou a estrutura dessa família. Se não fosse por mim, o que ela seria amanhã? A partir de agora, as coisas vão funcionar nessa casa segundo as minhas regras. Chega de “querido, por favor” “Pai da Eu Se, vamos dar uma nova chance”. Chega! A partir de hoje, você não opina mais - apontou a esposa. - E você vai andar na linha. Amanhã preciso te levar em um lugar. Esteja pronta às 8h. Sem discussão. Ouviu bem?


    [_Segunda-feira_]

    ♪ Shin Yuki e Eun-Ji ♪

    - Ela tem razão sobre o mar. É bonito, mas é preciso tomar cuidado… - Dam então ficou surpreso. - Você ainda lembra daquela pergunta? Eu… - sorriu sozinho, surpreso e sem acreditar. Quando viu, as pessoas já estavam se encaminhando para a casa alugada e acabou levando a de Eunji também.

    - A-ah! Não precisa! Eu...eu.. Só.. ah. Obrigada - Nayoung curvou-se, envergonhada, e pegou a mochila de Shin, correndo mais à frente, com vergonha de ficar perto dele.

    A casa tinha cozinha e tudo indicava que sim, eles teriam que se virar para comer, pelo menos quando a equipe não estivesse ali.

    A piada involuntária de Eunji fez os rapazes rirem em bom som e Dam pigarreou muito alto, constrangido após o chinês piscar para ele e o envolver com o braço, rindo bastante.

    Eunji deixou aquela frase aparentemente inocente, mas que soava com uma farpa certeira. Dam não respondeu, mas a menina também não o tinha dado tempo para isso.

    Peach respirou fundo. Cada frase de Shin tinha esse efeito nela. Mas estava longe de ser um suspiro apaixonado. A garota se esforçava muito para manter um sorriso.
    - E por que mesmo que você decidiu isso sozinho? - ela ouviu a resposta, enquanto Yieun alegremente já tirava suas coisas do quarto.

    A atriz acabou fazendo o mesmo, colocando a mochila no beliche de cima, muito a contragosto e ficou observando com alguma raiva aquele lugar.

    - Vai ser legal. É como um acampamento de viagem - Yieun se empolgou.

    Mais um colchão foi levado para o quarto com a ajuda de Minsoo e Jaehyo, formando o quarto perfeito das meninas.

    Já na formação do grupo masculino, Quan Lei quis dormir na sala, com Tommy. No quarto, Jaehyo e Dam escolheriam dormir no futon, sem problemas, sobrando Minsoo e Shin para a cama, se quisessem.

    ♫  

    Os candidatos foram levados para a praia de Sokcho. A equipe auxiliar já tinha se encarregado de isolar um pedaço dela para as gravações e os equipamentos já estavam bem posicionados. Precisavam aproveitar o sol.

    A equipe de May (sem a própria) cuidou da aparência de todos, dando um jeito em cabelo e maquiagem. Gravariam as cenas em pequenas duplas, mas no momento precisavam se posicionar lado a lado para receber o diretor Song, que apareceu entre eles, com uma camiseta florida que não parecia nada com seu estilo normal.  Ele passou examinando os casais, apontou para Yuki e Minsoo e fez um gesto para saírem da fila.

    - Vocês vão filmar na areia. Será o momento da confissão. Vocês se apaixonaram aqui neste lugar, sem saber da origem de cada um, mas ela é uma garota que vive na praia, e você é um estudante de Gangnam que veio aqui para tirar férias com seus amigos. Os pais jamais aprovariam esse relacionamento. O verão está acabando e o relacionamento de vocês também.

    Passou por Eunji e pediu que ela também saísse da fila.
    - Você veio tirar férias com o seu namorado - indicou Dam - aproveitando que suas amigas também vieram para cá. O problema é que você não tinha conhecido ainda este outro rapaz. - apontou Tommy - Ele é gentil, educado, amoroso… e um dos amigos do seu namorado. É uma pena pois ele também se apaixona por você e seu coração fica dividido entre os dois. Rapazes, este final é aberto. Só um de vocês pode ficar com a mocinha e ter um destaque maior. Vou escolher conforme a atuação de vocês.

    Tommy sorriu empolgado, fazendo um “v” com os dedos. Dam olhou rapidamente para o chão. Então ele trouxe Yieun e Kim Jaehyo para formarem uma dupla. Ela seria uma garota patricinha, e ele seria um nerd estudioso, que veio com os amigos para a praia. Os dois se separariam por fazerem partes de mundos diferentes e não conseguirem se habituar com os estilos de vida um do outro.

    - Você não deveria ter escolhido fazer essa troca - encarou Nayoung. - Nem consegue erguer o rosto, o que espera que eu faça com você? Vi algumas gravações e isso é sinceramente patético. Vamos testar essa química, ou vou ter que trocar os casais. De qualquer forma, você - indicou Shin - é o rapaz confiante que encontra uma garota que está prometida em casamento a outra pessoa. Este é o motivo de sua separação. Já você será um rapaz festeiro que nunca se apaixonou antes, até conhecer essa maravilhosa jovem. - Peach sorriu amável com o elogio. Vamos trabalhar. Vou acompanhar o trabalho de vocês no momento da gravação. Enquanto isso, vão para seus posts treinar.

    (As cenas serão separadas, mas acontecem ao mesmo tempo. Enquanto um está gravando, o outro está treinando. Então não dá para assistir um do outro.)


    ♪ Shin ♪


    Nayoung, cabisbaixa, acompanhou Shin e a equipe até uma estátua famosa em Sokcho. Os dois seriam os primeiros a serem observados pelo diretor, que precisava tirar a dúvida sobre aquele estranho casal.  Após posicionados, a ordem era conversarem entre si. Como não teriam o áudio captado, então qualquer expressão natural que viesse das conversas ajudaria muito.

    - D-..desculpe por isso… - murmurou a menina em seu vestidinho branco com suspensórios vermelhos. - Eu...não sei...atuar… - olhou para o lado, encontrando um diretor nervoso e abaixou o rosto de novo.   - Acho que…  está arrependido por fazer par comigo. Ah. Eu deveria fingir que sou uma noiva para ir embora, não é? Isso é tão esquisito… nem sei como eu me sairia em uma situação assim.


    ♪ Yuki ♪


    Minsoo e Yuki tiraram os sapatos para ficar com os pés na água. O rapaz ria um pouco da situação de aos poucos os pés deles ficarem afundando na areia.

    - Eu nunca atuei antes, mas de alguma forma não estou nervoso. Acho que é porque eu sinto como se estivesse perto da sua casa.

    - Podem se movimentar! - um assistente do diretor anunciou.

    - Opa. Acho que não basta só ficar em pé aqui. Querem que a gente se mexa. Então vem - ofereceu a mão para ela, para que caminhassem pela praia, seguidos pela câmera.



    ♪ Eun-Ji ♪



    Eunji e Dam foram orientados a sentarem no banco e conversarem enquanto isso. Tommy ficava por perto, mas sem ser pego pelas câmeras, brincando de se pendurar e olhar para baixo, sendo chamada sua atenção várias vezes.

    - Queremos um casal apaixonado. Fiquem mais perto - o assistente da filmagem pediu para Eunji e Dam, que obedeceu. Ela notou os olhos dele percorrendo seus olhos, depois o cabelo de uma forma completamente concentrada. Será que a achava bonita? Ou estava enxergando a outra garota?
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1314
    Reputação : 69
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Sex Set 01 2017, 16:14

    - É... eu fiquei com medo do mar agora! - ela fez uma cara de surpresa quando Dam perguntou se ela lembrava das perguntas. Por que ela não lembraria? - é claro que eu lembro! Azul, gato, chuva, música calma, biblioteca, silêncio... - e por fim sorriu.

    Sem entender o ataque de riso dos meninos, a ruiva só seguiu para a mudança de quarto sugerida por Shin.

    Depois de se trocar e irem para a praia, todos foram arrumados pela equipe de sua tia. Eun-Ji sabia que nada ali a deixaria bonita, porque sentia que a repugnância de suas costas viria à tona. Esse com certeza deveria ser um dos motivos de Dam não gostar dela e querer ajuda-la apenas. E também seria um dos motivos que ela se agarraria para não querer ficar com o rapaz: não o submeteria à sua feiura. Talvez ele tivesse nojo da pele retorcida que a recobria. Suspirou tristemente ao fim da maquiagem.

    Perfilados, ela ouve as explicações do diretor Song para a gravação e segura um muxoxo em sua garganta, ela e Dam seriam namorados no vídeo. Tommy seria agora o terceiro elemento, ele sorri para ela e ela retribui com um aceno.

    - Que bom que é só uma historinha, né! - era o esforço que ela fazia para parecer natural diante de Dam. Sua expressão entristecida ele não pode ver porque ela virou o rosto para lado oposto, encarando o mar.

    As gravações do trio se dariam em banquinhos bonitinhos perto da água. A garota caminhava feliz, sorvendo o ar salgado e a energia do local. Deu até umas voltas tamanha era sua alegria, até sua risada estava leve e descontraída.
    Sentou-se no banco como orientado e sorriu para Dam com naturalidade. A aproximação dele a deixou encabulada, não queria estar tão perto assim dele porque era muito doloroso aquilo, mas tinha que atuar. Então ela, displicentemente, deu umas batidinhas na camisa dele, esticando-a e também mexeu em algumas mechas do cabelo dele, nada que estragasse o penteado feito pela equipe.

    - Assim está ficará melhor no vídeo. Olha lá, hahahah o Tommy shi esta animado.

    Ele se aproximou dela e a encarou de forma muito séria e ela sentia seu coração acelerar, como sempre acontecia quando ela o via tão perto. O olhar dele era tão profundo, que ela sentia aquelas borboletas revoarem em seu estômago, mas ela tinha que aplacar aquela sensação. Não podia sentir nada por alguém comprometido, mas era difícil. Os olhinhos apaixonados dela também seguiam o contorno de seu rosto. Definitivamente não era uma encenação. Ela sabia agora, infelizmente, o que ele via quando olhava para ela.

    - Isso vai ser fácil, já fizemos isso antes, não é mesmo? Só vou ter que me acostumar com o Tommy shi - ela tinha que ser natural. Ela inclina o rosto para lado, em um movimento muito gracioso, para observa-lo de outro ângulo. Apesar de tudo, ela gostava e olha-lo - sorria, Dam shi. Temos que parecer apaixonados - sorriu - se não vou ter que imitar o Harry - ela riu animadamente, fazendo um aegyo de gatinho - ah, não... ele é arisco. Então tem que ser assim - ela fez uma caretinha e mexeu os dedos, imitando um gatinho bravo - grauuuu! - depois riu - Dam shi, para você ficar mais à vontade, pode visualizar sua namorada em mim, sem problemas - e sorriu - vamos dar nosso melhor nessa cena. Dessa vez não quero ficar para trás - passou uma sensação bem otimista com o típico gesto de fighting.

    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Sex Set 01 2017, 16:36

    Eu Se não se surpreendeu com a atitude e as palavras do pai, ela e sua mãe nunca estavam a altura dele, não importando quanto as duas se esforçam para tal.

    Não poderia dizer que boa parte do dinheiro estava guardado. Mas a coisa mais difícil foi ver a mãe a defendendo, e como sempre o diplomata a culpando por tudo.

    Cada palavra era uma apunhalada no coração da menina, que abaixava a cabeça e se encolhia na cadeira a cada nova acusação. Estava lutando contra as lágrimas naquele momento, mas escutou tudo calada.

    Depois que seu pai falou tudo o que queria, Eu Se pediu licença para sair da mesa. Se sentia um fracasso ambulante, porque como ele mesmo disse, a filha não havia realizado nada de bom na vida. E o que ela achou que traria orgulho para seu pai, que eram as aulas de piano, na opinião dele foi capricho de sua mãe.

    Entrou no seu quarto um pouco perdida e até transtornada. De que adiantava ela viver no luxo, se não existia amor e respeito em sua família. Ela limpou algumas lágrimas, enquanto pegava o celular e mandava msg para Go Mi Nam.

    안녕하세요 남 남, 나라 생활은 어떻습니까?
    방을 나눠 줬어? 오늘 내가 떠나고, 어머니를 데려 갈 수 있다면, 독재자 인 현이 귀국했다.

    어쩌면 내가 시간을 할애했기 때문에 상황은 참기 어려워졌습니다.

    나는 태어나지 않았 으면 좋겠다. 그래서 아버지는 내게 무언가를 자랑스러워 할 것이다.

    Oi Mi Nam, como está a vida no campo?
    Separou um quarto para mim? Se eu pudesse iria embora hoje mesmo e levaria minha mãe comigo, pois o ditador Hyun voltou para casa.

    Talvez por que fiquei um tempo fora, as coisas se tornaram mais insuportáveis de aturar.

    Queria não ter nascido, assim meu pai teria orgulho de alguma coisa em mim.


    Ela se sentiu um pouco melhor ao desabafar com o amigo. Se lembrou de mandar uma mensagem para Myeon sobre o encontro de amanhã, mas que não sabia do que se tratava.

    Eu Se cogitou a possibilidade de ligar para Amihan, mas tinha que se manter afastada do quarteto e isso era o que mais a machucava. Pois se lembrou dos dias no quarto de hotel e como sua vida era mais simples e feliz.

    Com a cabeça cheia demais para conseguir dormir, ela entrou no site da Shine, leu as notícias do programa e criou uma conta anônima, para que pudesse mandar mensagem de incentivo para os amigos de quarto. A foto do perfil era única coisa que os amigos tinham para identifica-la, pois era a foto do porco-coelho.

    E[/b]la escreveu uma mensagem simples.

    [b] 받는 사람 : 아미 한, 배, 민기

    비록 내가 멀리 있어도 나는 아직도 너를 희망한다. 나는 그들이 다음 경기에서 잘할 수 있기를 바랍니다.

    배, 너 자신을 믿어., 당신의 모든 잠재력을 보여주세요. 나는 좋은 과일을 얻을 것이라고 확신합니다.

    민기, 너의 행동을 현명하게 생각해라.

    싸우는 !!!!

    Para: Amihan, Bae e Min-ki

    Mesmo estando longe continuo torcendo por vocês. Espero que possam se sair bem na próxima prova.

    Bae, confie em você mesmo.

    Amihan, mostre todo seu potencial, tenho certeza que colherá bons frutos.

    Min-ki, seja sábio e pondere suas ações.

    Fighting!!!!




    Persephone
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 331
    Reputação : 90

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Persephone em Sex Set 01 2017, 21:13

    Shin podia ter respondido àquela pergunta de Peach, mas apenas a encarou com seriedade. Não precisou dizer nada porque as pessoas reagiam positivamente à sua ideia, mostrando que havia uma diferença ali: as pessoas confiavam em Shin porque suas decisões e opiniões não eram egoístas. Em momento nenhum, ele falou que as camas seriam dos meninos porque eram melhores, mas sim porque preferia que as meninas tivessem mais privacidade do que eles. Por outro lado, ele apenas achava que Tae e ela se mereciam mesmo.

    Egoístas e egocêntricos.

    Apenas acompanhou a saída dela com o olhar e sorriu para Yuki e os demais que aprovaram. Agora cada um tinha que se preocupar com seu próprio figurino. O rapaz nem fez questão de escolher onde dormiria, deixando que os meninos se decidissem enquanto ele trocava de roupa no banheiro. Logo todos já estavam prontos e ele elogiou os trajes das meninas.

    - Vocês estão muito bonitas. A música e o figurino combinam bem com vocês.

    Fez um elogio a todas, sem exceção, porque era verdade mesmo. O grupo partiu para a praia, onde já havia toda uma estrutura preparada para eles. Cabelos foram arrumados, maquiagens escondiam pequenas imperfeições nos rostos e eles tinham o primeiro dia como idols numa gravação de clipe. Teria sido legal se alguém tivesse a ideia de fazer um making-off do grupo - talvez Tommy ou Kim, mas agora já tinha passado. Eles registrariam as lembranças na mente, apenas.

    Quando foram liberados da maquiagem, eles se posicionaram em dupla. Shin ainda sentia que Naya estava nervosa, por isso falou baixinho pra ela.

    - Fique tranquila, você está linda. Vai dar tudo certo. - Piscou e o diretor Song chegou, parecendo um turista em terras estrangeiras. Shin se ajeitou e o reverenciou junto com os outros, para que pudessem tomar as instruções.

    As duplas e o trio foram convocados. De fato, YiEun e Tommy foram separados, mas os novos casais não ficaram ruins. Shin esperou pacientemente até sua vez quando ouviu aquelas palavras duras direcionadas para Naya. Já estava incorporando o rapaz confiante, por isso não se abalou com a opinião do produtor. Tinha certeza que fizera a escolha certa.

    - Obrigado, Diretor Song. - Reverenciou e, simplesmente, pegou Naya pelo pulso, fechando bem a mão ao redor dela e seguiu até o local indicou. - Erga a cabeça, Naya-shi. - Falou baixo para ela ao perceber que ela estava cabisbaixa. Puxou um pouquinho mais, como se a incentivasse a ficar melhor.

    A ordem era apenas para que conversassem entre si. Ele parou em frente a ela, a olhando de cima para baixo e meneou negativamente.

    - Não me arrependo de nada e não precisa pedir desculpas por isso. Com licença? - Mostrou as mãos e então tocou nos ombros dela, segurando firmemente. - Olha pra mim, por favor... - Esperou que ela o encarasse. - Eu também não sei atuar, por isso estou inventando cenas na minha cabeça para repetir expressões que já tive com sensações.

    Ponderou.

    - Bom, eu tenho que ser o cara confiante que está diante do amor da vida dele e não pode deixá-la partir ainda que ela esteja prometida a outro. Você é a menina que está em dúvida entre o dever e o amor. Talvez seja normal ficar com uma expressão aflita, mas...você precisa olhar pra mim imaginando que sou a pessoa mais especial do mundo ou a coisa mais importante pra você agora. Assim como você, agora, é o centro pra mim. Porque eu realmente não vou permitir que você se case com outro.

    Disse sério a parte final, mas logo sorriu.

    - E se você não relaxar em dez segundos, eu vou precisar apelar para uma arma secreta... - Soltou os braços dela. - Cócegas...Você gostaria disso, Naya-shi? - Arqueou uma das sobrancelhas. - Porque se eu começar a fazer cócegas em você, não vou parar também...

    E ameaçou fazer cocegas na cintura dela, para testar a reação e fazê-la, ao menos rir uma vez. Precisava que ela ficasse mais leve. Era um clipe leve, apesar do momento triste que eles estariam atuando ali.

    - A menos que você prefira o Quan Lei-shi, então, eu mesmo peço pra trocar de lugar e volto a atuar com a Peach. - Revirou os olhos nesse momento.

    Gakky
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1462
    Reputação : 83
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Gakky em Sex Set 01 2017, 22:06

    Yuki se sentiu bem instalada na casa, mas notou a insatisfação de Peach quanto a ideia de Shin. Depois de se arrumarem, Shin as elogiou e Yuki acabou corando um pouco, mas sabia que ele estava sendo apenas gentil. Então respondeu envergonhada:

    - Você está só sendo gentil, mas obrigada mesmo assim.

    Quando chegaram na praia, estava tudo isolado para as gravações, o que era muito empolgante para Yuki. Ela deseja uma boa gravação para a amiga e escuta a ideia do diretor. De alguma forma a história até combinava com os dois, mas fez um biquinho quando ouvir que no final não daria certo. "Será que vai ser assim comigo? Os pais dele não vão aprovar e tudo será só uma lembrança?" - Pensou Yuki preocupada. Logo se separou para o local onde deveria ir. Pelo que foi indicado, ela e MinSoo gravariam na praia, não haveria melhor lugar para ela do que este, notou. Gostava de sentir a areia molhada abaixo dos pés, e a sensação de estar afundando na areia era relaxante. Aquela paisagem do mar, o som dos ondes e o cheiro do mar, deixava tudo mais emocionante para Yuki. Ela riu junto com MinSoo ao ver que ele se divertia da situação. Os dois estavam um pouco expostos agora e em uma situação diferente das que viveram, pelo menos juntos.

    - Perto da minha casa? - Questionou Yuki com um sorriso - Isso é legal, também me sinto em casa aqui. O mar é tão relaxante, acho que se eu puder escolher minha próxima casa, vai ser em frente ao mar.

    Os dois foram cortados com a ordem do assistente, que pediu que se movimentassem. Yuki ficou um pouco sem jeito no começo, mas sentiu o coração saltar quando MinSoo pegou em sua mão para caminharem juntos. Gostava de sentir a mão dele, nesse momento nem precisava atuar, seus olhos já estavam brilhantes, e o sorriso apaixonado estava em seu rosto.

    - É, acho que temos que fazer alguma coisa, pelo menos agora é mais fácil se equilibrar. Se formos mais para perto da água, a areia é mais firme. Eu só não sei o que o diretor quer... Talvez uma cena como dos mangás...  - Disse Yuki distraidamente enquanto andava de mãos dados com MinSoo.

    Ela começou a se lembrar da história do clipe, o que a fez ficar novamente preocupada.

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1228
    Reputação : 168
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Sab Set 02 2017, 01:42



    [_Segunda-feira_]
    ♪ Eu Se ♪

    ”Não sei se sua mãe ficaria confortável aqui em casa, mas podem vir mesmo
    Não fale essas coisas… quer conversar um pouco?
    O que mais aconteceu agora? Seu pai descobriu?”


    Naquele fim de domingo, Eu Se ouviu o pai e a mãe conversando sobre ela na sala. Podia entender poucas palavras, mas era basicamente a retomada do que já tinham falado. Aparentemente a mãe tinha mesmo insistido no piano achando que isso a deixaria feliz. Não difícil de entender por que tinha ficado tão chateada ao descobrir que a filha não só não gostava do piano, como quis fugir de casa por causa dele.

    ”Certo. Me mantenha informada.”

    Myeon respondeu. Na segunda-feira, a matéria falando sobre o problema de saúde misterioso de Go Mi Nam tinha sido divulgada e os fãs do programa ficaram preocupados com isso, mas desejavam uma boa recuperação. A empresa confirmava e embasava o fato.

    Logo pela manhã, o pai a aguardava na sala, de roupas sociais, como se fosse trabalhar. Era uma cena rara no dia a dia. Assim que a avistou, levantou-se e já se encaminhou para a porta.
    - Vamos.

    Levou a filha para o carro. A mãe evitou olhá-la antes que saíssem. O pai não quis conversar muito no trajeto, mas ela ainda podia tentar extrair algo dele. Estacionaram em um cartório e o pai saiu logo, esperando que ela o acompanhasse até a mesa de um escrevente. Aguardaram alguns minutos, mas logo três folhas foram empurradas ao senhor Hyun.

    - Está tudo aqui. Só precisam assinar.

    - Ótimo, obrigado. Assine aqui, Eu Se. Este papel diz que você está recebendo algumas permissões de adulta. É apenas uma forma de dizer que esteve presente neste momento.


    [_Segunda-feira_]


    ♪ Shin ♪

    - Repetir expressões que viveu? Você está.. Só relembrando o que sentiu? - ficou surpresa e ergueu o rosto, olhando-o com alguma admiração. - Quando cantou Sorry, Sorry, parecia tudo muito verdadeiro também. Então é assim que você faz? Que incrível... - ficou muda um instante, arregalando os olhos. - A-a...é...e-e…-  balbuciou envergonhada, diante da convicção dele em não deixá-la escapar. - eu… acho que consigo fingir isso… - comentou quase sem ar.  - NÃO! N-Não precisa me fazer cócegas!  Eu vou me esforçar.



    - Continuem. Está ficando interessante. - a voz veio da produção.

    - Acho que a conversa está adiantando alguma coisa… - olhou em volta - a gente devia brincar com o cenário? Que tal ali? - apontou para a árvore.

    - Ótimo, corra em volta disso, esconda-se atrás disso. Vamos pegar todos os takes.

    A menina começou a rir sozinha na primeira volta que fez ali atrás.
    - Isso é...muito bobo… eu só brincava assim com a minha irmã. Ai que vergonha. Deve estar muito ruim… - cobriu o rosto com a mão.

    - Nayoung, suba ali - uma pessoa da equipe apontou para algo que lembra um túnel do lado direito da árvore e a menina se aproximou dele.

    - Aqui?

    - Isso. Suba nele, Nayoung. Vamos ver como fica se diminuir essa diferença de altura.

    - Ah… tá - subiu no primeiro degrau e brincou de medir seu tamanho comparando-se com Shin - Você é mesmo muito alto. Ahh, essas gravações são muito esquisitas, por que eu estou aqui em cima? Sinto as pessoas me olhando - riu e escondeu o rosto, brincando de andar ali em cima com um pé na frente do outro, de braços abertos. Quando deu o quarto passo, seu pé escorregou em uma pedrinha da arte e Nayoung tropeçou, lançando os braços para frente e quase indo ao chão, se não fosse o corpo de Shin para impedi-la. Ela se agarrou à roupa dele,  que não aguentou o puxão na gola e suas amarras alargaram instantaneamente, revelando parte da região do peito e a região do ombro … bem aquele ombro. Os olhos agora enormes da menina estavam quase colados naquela imensa cicatriz.



    ♪ Yuki ♪


    - E o que acontece nos mangás? Vamos surpreendê-lo para que ele nos deixe em paz - parou de repente para olhá-la. Tinha um belo sorriso no rosto.



    - Vamos para perto da água então - ele a puxou para perto da água, correndo um pouco e fingiu pular uma pequena onda, brincando com ela e, em um pequeno desequilíbrio, puxou a garota para perto.

    Logo ouviram a voz do diretor, que se aproximava.

    - Ótimo! Está ótimo. Tenho pouco a acrescentar. Vamos fazer a confissão. Venham para mais perto. Minsoo, segure as mãos dela. Quero algo puro. Agora olhe em seus olhos. Yuki, olhe de volta. Diga que a ama.

    - … na neo joahae… - os olhos dele não eram tímidos. Observava a menina com serenidade, segurando firme as mãos dela na frente do corpo. Yuki sentiu o polegar dele deslizando de leve sobre o dela.

    - E agora… Lembrem-se de que vocês não podem ficar juntos.

    Minsoo aproximou o rosto do dela pouco a pouco. Yuki podia enxergar até a gotinha de mar que estava em seu pescoço. Ele inclinou em direção a ela e fechou os olhos, até que seus lábios tocaram sua testa.

    - O que ele está fazendo, não estava no scri--
    - Está ótimo!! Agora congele. Recue e afaste devagar, vá andando assim mesmo. Isso. Agora vire de costas e vá. Yuki fique onde está. Pode tentar alcançá-lo com a mão. Faça o que quiser.



    ♪ Eun-Ji ♪

    Dam não respondeu à fala, mas engoliu mais uma frase difícil.

    - Muito bem! - o funcionário elogiou a menina quando ela resolveu encostar no cabelo de Dam. Não estava atuando naquele momento, mas tinha sido interpretada como uma cena carinhosa.

    O rapaz prestou atenção em cada movimento dela enquanto o ajeitava, daquela forma séria e compenetrada, mas foi quando ela fez o movimento de gatinho que ele realmente acabou rindo.

    - Eu acho que você saberia se comunicar com ele.



    O sorriso só desfez quando ela mencionou a namorada.
    - Não, eu.. Quando eu disse que você me lembrava ela, eu só quis dizer que… - tentava transformar em palavras, mas era difícil.

    - Agora passe lá, Tommy. Eunji olhe para ele só quando ele passar pelo Kyu-hwan. Então vire o rosto. Tommy, ande normal, em direção à grade. Vai.
    - Esqueça sobre a Junseo… - declarou conforme o loiro passava entre eles e encostou no braço dela, para que voltasse a lhe dar atenção, o que foi convenientemente bom para a cena - …  as coisas não são exatamente como você imagina. Eu quero te contar, mas se eu fizer isso…  - fez então uma cara de surpresa. Tommy estava tentando chamar a atenção de Eunji com corações com a mão.

    - Não faça isso!! - o funcionário estava falando com Tommy - Eunji, vamos gravar com ele agora. Você vai se levantar e vai conversar com Tommy encostada na grade.
    Dam ficou observando a garota sair. Todas aquelas reações eram ótimas em cena e ninguém tinha nada reclamar dela, que ficava ótima nas câmeras.

    Os próximos minutos foram dedicado à conversa da garota com o menino, de quem nunca tinha sido muito próxima, mas mostrava-se muito doce e divertido.  

    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1314
    Reputação : 69
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Sab Set 02 2017, 14:16

    Estar com Dam era tão maravilhoso, que a garota até esquecia que tinha a terrível missão de esquecê-lo, mas como faze-lo com ele ali, tão próximo?
    Ela mal ouviu o comentário do funcionário sobre sua suposta atuação. A menina tinha mesmo preocupação com o rapaz.

    Ela gostava de vê-lo sorrir e sempre se esforçava para que ele ficasse contente. Ela conseguiu novamente tal façanha e sorriu.

    - Você acha que ele vai gostar das minhas caretinhas de gato arisco? - ficou animada com a possibilidade de conseguir se comunicar com Harry – ele não vai se ofender?

    Eun-Ji já sabia que ele tinha uma garota em sua vida e não queria ficar ouvindo sobre ela, por mais que ela soubesse que Dam estava feliz com sua namorada.

    - Tudo bem, Dam shi... não quero falar sobre ela... – ela ouviu o funcionário falar com Tommy e a moça começou a olhar para eles, agradecendo por aquilo tira-la daquela conversa horrível, porém ela sentiu a mão de Dam segura-la pelo braço, imediatamente atraindo sua atenção. Com o coração a mil, ela o encarou  – já me contou o suficiente, Dam Kyu-Hwan shi. Eu não posso esquecê-la, já que é com a lembrança de vocês dois juntos, que vou conseguir te esquecer – ela tocou no maxilar dele com a mão e moveu o polegar em um suave afago – vai ficar tudo bem. Prometo – disse com suavidade e se afastou sorrindo, correndo na direção de Tommy.

    - Tommy shiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii – correu até ele e segurou em suas mãos, girando-o, como em uma ciranda de duas pessoas, bem singela, bastante animada. Ela agia com pureza e doçura, sempre mostrando seus dentes alvos, satisfeita por estar entre amigos e por estar se saindo bem na gravação. Sabia que faria um bom trabalho com o loiro também. Depois se encostou à grade – o que estava olhando aqui, Tommy shi? – falava com naturalidade – você não tem medo do mar? Parece muito perigoso. Fiquei com medo – da grade ela admirava o mar – está se divertindo? Ah... o que é aquilo, Tommy shi? – ela viu, ao longe, e apontou para algumas pessoas tomando sorvete, algo que ela não sabia o que era. Mais um na sua lista de coisas comuns que ela não sabia que existia.
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Sab Set 02 2017, 16:17

    Enquanto seus pais conversavam sobre ela na sala, Eu Se continuava trocando mensagens com o amigo de infância.

    내가 전에 설명했던 것처럼 나는 집에 돌아 가야했다. 그리고 아버지는 제가 교환을 떠났다고 생각합니다.

    그는 아직 그것을 찾지 못했지만 그 순간이 언제 올지 걱정됩니다. 나는 사방에서 궁지에 빠져있는 것처럼 느껴지지 않고 계속 따라 가기가 어렵습니다.

    네가 나와 함께했으면 좋았을 텐데,하지만 그건 좋은 생각이 아닐 수도있다. 우리 엄마는 쇼의 거짓말에 대해 여전히 화가났습니다. 그리고 나는 그녀가 너 한테 화를내는 걸 원치 않는다.

    어쨌든 항상 내 편이되어 주셔서 감사합니다.

    좋은 밤

    Eu tive que voltar para casa como te expliquei antes. E meu pai acha que larguei o intercâmbio por capricho.

    Ele ainda não descobriu, mas tenho medo de quando esse momento chegar. Sinto que estou sendo encurralada por todos os lados e está difícil de manter as forças.

    Gostaria muito que você estivesse aqui comigo, mas talvez não seja uma boa ideia. Minha mãe ainda está chateada por causa da mentira do programa. E não quero que ela fique chateada com você também.

    Qualquer novidade te aviso, mas obrigada por estar sempre do meu lado.

    Boa noite


    Na manhã seguinte Eu Se se arruma e coloca uma fivela no cabelo para ficar mais feminina. Ela percebeu que sua mãe estava a evitando e tinha um mal pressentimento sobre isso.

    No carro a menina perguntou para onde estavam indo e quando seria o jantar com a família do Shin. Mas como o diplomata parecia não querer conversar ela seguiu o trajeto calada.

    E foi uma surpresa quando viu o homem a sua frente lhe entregando um papel para assinar. Quando seu pai lhe explica a situação, a menina arregala os olhos.

    - ige mwoya, appa?? neoneun naleul haebangsikyeo julgeoya ?? wae
    O que é isso, pai?? Você vai me emancipar?? Porque??


    Gakky
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1462
    Reputação : 83
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Gakky em Sab Set 02 2017, 21:49

    Quando MinSoo pergunta dos mangás, Yuki cora ao lembras das cenas românticas, começa a achar que não era uma boa ideia ter citado isso.

    -Ahn... Bom... Eles ficam andando juntos... - Tentou disfarçar.

    Ela notou que o sorriso dele estava lindo, sentiu o coração apertar, as coisas começavam a ficar difícil. Ele a puxou para perto da água e quando se aproximavam por causa do desequilíbrio, Yuki ficava mais nervosa, mas era um nervoso bom de sentir, notou. O diretor deu algumas ordens para eles. Yuki sentiu os dedos de MinSoo quando deram as mãos, isso era muito importante para ela, mais ainda foi notar que ele deslizava o polegar sobre o dela.

    Yuki sentiu seu rosto esquentar, com certeza estava corada. O tempo parecia pssar devagar para ela, enquanto se olhavam. Mas foi quando ele se inclinou que parecia uma cena de câmera lenta, Yuki nem respirou quando ele beijou sua testa. Ela fechou os olhos instintitavamente e encolheu os ombros, mal sabia o que fazer, seu coração parecia sair pela boca. Era o melhor sentimento que já havia sentido por alguém.

    - MinSoo... - Falou em voz bem baixa quase sussurrando.

    Quando pediram para se afastarem, ela ainda estava um pouco desnorteada, viu ele indo embora e sentiu as pernas trêmulas. Esticou a mão na direção dele como o diretor pediu e logo se lembrou da história do casal e das palavras de sua mãe. Um aperto na garganta a fez se deixar cair na areia, sobre os joelhos. Olhou para as costas de MinSoo preocupada. "Isso é mesmo uma atuação?" - Se perguntou em pensamento, eram muitas sensações para dar conta. Uma lágrima acabou escapando de seus olhos, era uma mistura de emoção pelo carinho dele e ao mesmo tempo estava confusa com o que poderia acontecer.

    Persephone
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 331
    Reputação : 90

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Persephone em Sab Set 02 2017, 22:55

    - Bom, é o que estou tentando fazer... - Shin sorriu, coçando a nuca meio sem jeito. Quando escutou sobre Sorry, Sorry, ele deu um suspiro e abaixou o olhar por um instante. - Era verdadeiro. Sorry, sorry representou um momento que eu estava passando, me descobrindo apaixonado por alguém. Eu cantei pra ela... - Sua expressão ficou um pouco mais triste.

    Somente Quan Lei sabia sobre o "término" do namoro e aquela cara podia soar estranha, mas ele logo se recuperou - pelo menos tentou - e voltou o olhar na direção dela. Talvez as expressões fossem boas para as tomadas do vídeo. Ficou satisfeito quando viu a garota tomando um novo fôlego e concordou com ela.

    - Nada de cócegas, então... - Ergueu a mão, como se estivesse se rendendo.

    Alguém da direção falou para que continuassem conversando. Shin encarou Naya e ponderou.

    - Acho que está adiantando sim. Podemos continuar com isso o quanto quiser.

    Mas ela trouxe uma ideia ainda melhor e Shin olhou na direção da arvore, concordando que era uma boa ideia. Logo eles começaram a brincar e rir levemente com a situação. Shin também sorria bastante, dando aquele ar mais leve à cena.

    - Eles não estão reclamando, viu? - Comentou quando ela escondeu o rosto e soprou um pouco na direção da mão dela para que ela parasse com toda aquela timidez.

    A produção indicou um outro lugar para ela. Queriam testar uma maneira de diminuir a diferença de altura.

    - Eu também posso tentar forçar as pernas pra ajudar... - Comentou enquanto abria um pouco mais sua base para ficar um pouco mais baixo. Riu da situação e a ajudou a subir ali.

    Voltou ao normal para que vissem como ficariam e agora ele a olhava mais na altura dos olhos, sem ter que abaixar tanto a cabeça. As perguntas inocentes dela o divertiam por conta de toda a ingenuidade. Naya começou a andar por ali e ele a acompanhou no automatico, porque tinha quase certeza de que ela cairia. A menina era um pouco atrapalhada e a última coisa que queria era que acabasse se machucando.

    De repente, Naya tropeçou. A cena ficou um pouco mais lenta e, por reflexo, Shin tentou segurá-la. No desespero, ela segurou sua camisa que esgarçou a ponto de fazer as cordas soltarem e revelarem um enorme pedaço de sua pele...a pele que ele sempre tentava esconder. Shin foi arregalando os proprios olhos, completamente em choque e incapaz de se mover. Ainda segurava Naya com um braço, mas ela sentiria que ele cedeu por um milésimo de segundo.

    Ela poderia ter caído nesse momento, mas ele a segurou à tempo. Contudo, nao conseguia se mexer enquanto o rosto ia ficando vermelho e os olhos marejados como os de uma criança.

    - Por favor...Não fale nada...Por favor... - A voz saiu num fiozinho baixo enquanto ele tentava se mexer para colocá-la no lugar e puxar a blusa para se esconder.

    Estava com medo de se mexer e toda a equipe estar olhando pra cicatriz. Dessa vez, ele que não tinha coragem de olhar para a menina, como se tivesse sido reduzido a um nada.

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1228
    Reputação : 168
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Dom Set 03 2017, 21:09




    [_Segunda-feira_]
    ♪ Eu Se ♪


    “O que acha que vai acontecer se ele descobrir?
    E se você contasse primeiro?
    Acha que seria tão ruim assim se eu fosse?
    Se as coisas piorarem eu posso ir ficar com você, não se esqueça”

    O amigo tinha sempre um conforto em forma de mensagens.

    Já o pai...

    - Não vou emancipar você. Acha que eu sou louco de lhe dar tanta liberdade assim? Isso é apenas uma formalidade. Assine logo dizendo que recebeu e vamos embora. - suspirou pesadamente. - Faça isso por mim. Pelo menos uma vez, vamos fazer algo sensato nessa família.



    [_Segunda-feira_]


    ♪ Shin ♪

    Os olhos de Nayoung estavam grandes e assustados. Ele só não saberia dizer se aquilo era porque tinha quase caído de um jeito feio ou porque a imagem dele era realmente horrorosa.

    - h..hm..- falou tensa, sem se mexer. Os dedos dela até o soltaram devagar conforme seus pés encostaram o murinho de novo e ela não parava de olhar naquela direção. O clima da gravação estava completamente arruinado. A expressão de choque de ambos não os abandonaria tão cedo.

    - Nayoung, Shin! Está tudo bem? - uma produtora balançou a cabeça negativamente e correu até eles, primeiro checando se Nayoung estava bem, depois virando para Shin. - Oh minha nossa - a mulher espiou um cantinho da pele de Shin que começava a exibir uma coloração rosada - Você se machucou? Você está arranha--

    - AH. - Nayoung gritou, mas quando a mulher virou para ela, não sabia direito o que fazer e fez uma atuação ruim, tentando alcançar o tornozelo - Ah..e-e-eu achei que tivesse ...sentido alguma coisa.... na perna... e... podemos fazer uma pausa? - seu rosto estava muito vermelho e ela novamente não conseguia olhar para SHin.

    - Céus, não acredito nisso. Ok... tudo bem.

    - O que estão fazendo? - o diretor chegou bem naquele momento. - Por que não estão filmando?

    - Ah, houve um pequeno acidente... Nayoung-shi parece que torceu o tornozelo.

    - Não temos tempo para isso! Olhe só este sol. Se não aproveitarmos, sabe quando vamos terminar o clipe?? NUNCA! - olhou Shin. - Eu sabia que deveria ter trocado essa dupla.

    - Não! Não! e-e-u...eu estou...

    - Deem um jeito nisso. Se me irritar, eu tiro você desse clipe. Está ouvindo? Não temos tempo para frescuras.

    - Nayoung-shi, pode sentar-se ali então? Está com dor? Podemos gravar seu solo...

    A gêmea concordou em ir até o banco em formato de concha para cantar sua parte. Shin estava liberado temporariamente, mas talvez nem tivesse ouvido direito o que estava acontecendo ali do lado.



    ♪ Yuki ♪

    Os olhos dele encontraram os dela por um momento antes que lhe desse as costas. Ele lhe transmitia confiança e sinceridade que deviam ser mesmo um talento diante das câmeras, pois em nenhum momento hesitava ou parecia distante do Minsoo que conhecia.

    - FOI MARAVILHOSO - o diretor gritou em êxtase. Quando estava dirigindo cenas e seus desejos eram atendidos, parecia outra pessoa, realmente apaixonada pelo que fazia. Bateu palmas. - Muito bem, equipe. Temos nossa cena principal e acho que meu trabalho foi feito por aqui. Podem seguir. - deu um tapinha no ombro de um funcionário e saiu de perto.

    Minsoo logo correu de voltar para socorrer Yuki ajoelhada no chão, oferecendo a mão e um olhar preocupado.
    - Está tudo bem com você? Desculpe por ter feito aquilo..

    - Ei, vamos filmar mais algumas cenas para compor o clipe. Equipe, vamos arrumar os figurinos.

    Uma menina se aproximou para tirar areia dos joelhos de Yuki e ajeitar o cabelo do casal. Em seguida, os produtores pediram que eles brincassem juntos um pouco. Minsoo quis girá-la segurando sua mão, depois sugeriram que eles desenhassem na areia um coração, juntos. Em seguida, a menina gravou sua parte sozinha, foi pedido que ela cantasse um determinado trecho ao lado daquilo.


    ♪ Eun-Ji ♪

    - Acho que seria impossível se ele não gostasse... - Dam deixou escapar, perdido naquele rosto inocente por um instante, mas a realidade e a existência de Lee Junseo não deixava que os dois vivessem aquilo de outra maneira. Ele respirou fundo e acabou soltando o braço dela, concordando. Já tinha torturado muito a menina com aquela história e ficava bem claro que ela queria se tornar uma mera conhecida. Não a culpava. Era mais do que natural e talvez ele devesse fazer o mesmo, mas a menina também tornava isso difícil conforme tocava seu rosto, fazendo-o olhá-la de volta com um misto de resignação e admiração também. Suspirou, deixando-a ir e olhou para cima.

    As câmeras amariam captar aquele momento.

    - Oi! - Tommy retribuiu a alegria. - Quem diria que faríamos um par também? Ah, eu estava vendo o movimento das ondas. É bem legal, né? E também espiando aquele dois ali embaixo - apontou Yuki e Minsoo, que no momento estavam caminhando pela praia - O mar dá medo sim, mas é misterioso, não acha? Eu gosto do jeito duplo que ele tem: é tão profundo que não sabemos o quanto podemos chegar antes de nos afogar, mas ao mesmo tempo, ele é refrescante e na superfície tudo parece bom e tranquilo. É todo um universo diferente. Hmmm.. e aquilo é.... sorvete de melão. Eu acho.

    - Chega de conversa. Queremos romance!

    - Droga - Tommy riu - O que eu deveria fazer? Vou mexer no seu cabelo. Licença. - colocou uma mecha dela para trás da orelha e deu uma olhada para trás, para as câmeras. Dam não assistia mais às cenas, embora estivesse no banco ainda.

    As cenas deles foram filmadas naquele lugar, logo Eunji foi focada sozinha em vários ângulos diferentes, enquanto cantava um trecho. Ela tinha uma familiaridade natural com a câmera e o cameraman aproveitou isso. Um pouco depois, o diretor passou ali para saber se tudo estava correndo bem e, tendo uma resposta positiva, quis assistir um trecho do que já estava gravado, aprovando e seguindo para a dupla do fundo.


    ♪ TODOS ♪

    Logo o grupo de meninas foi reunido para fazer estripulias na praia. Deviam brincar na água, ganharam sorvetes para tomar e uma bola transparente de praia para se divertir. Os meninos foram reunidos para se sentar em uma toalha de praia enquanto isso. As garotas também tiveram que dublar os refrões e fazer parte da coreografia ali. Foram orientadas a se abraçarem como amigas em grupo e correr em direção à água.

    Por fim, o grupo estava faminto e as gravações foram pausadas para que fossem a um restaurante perto da praia. Toda a equipe comeu junto. Quando voltaram, um pequeno lual tinha sido formado na praia, com uma fogueira e uma bela decoração, para que simulassem uma festa entre elas. As meninas tiveram que gravar em grupo, praticamente repetindo algumas cenas. No fim, cada uma tinha que cantar uma estrofe respectiva do final pensando no término daquele relacionamento fictício. As cenas da noite focavam na tristeza e na solidão.

    No fim, todos foram encaminhados para casa, que tinha alguns suprimentos para que eles se virassem com lanches, se quisessem, mas o fato é que passariam a noite sozinhos, somente entre eles.


    Persephone
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 331
    Reputação : 90

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Persephone em Dom Set 03 2017, 22:11

    Os segundos que passavam não acalmavam o espírito de Shin, muito pelo contrário. Ainda estava respirando com certa dificuldade e segurando Naya. Suas mãos estavam trêmulas e ele não conseguia encará-la porque estava com os olhos marejados. A garota conseguiu firmar o pé de novo e recuar do toque dele. Achou melhor assim, mas já tinham perdido completamente o clima da gravação.

    Todos os avanços tinham sido perdidos.

    Shin levou a mão até o rosto, respirando fundo e se assustou com a aproximação de alguém da direção. Recuou meio passo quando ela tentou tocá-lo e escondeu o "arranhado" que ela is completar. Estava pronto para dizer que estava bem, mas Naya chamou a atenção. Tanto a produtora quando Shin encararam a menina que precisou improvisar na mesma hora. Os olhos desceram para o tornozelo dela, mas não conseguiu sair do lugar.

    Só agradecia mentalmente por ela ter puxado a atenção para si, mas agora estava um pouco distante para focar. Foi o grito do diretor que o atraiu de novo.

    - Não fale assim com ela, diretor...ela está mentindo. - Disse, de repente, mas não foi ousado, nem desrespeitoso. Para falar a verdade, ele parecia bem abatido. - Ela está me defendendo.

    Completou e sacudiu um pouco a blusa, insinuando calor.

    - Preciso me hidratar, minha pressão tá caindo. - Por ter mais expressão, Shin conseguia ser um ator mais convincente. Estava aproveitando da situação ruim que estava passando para seguir com a cena. - Ela estava ótima...Sinto muito.

    Reverenciou, de modo humilde e pedindo desculpas. Como foram filmar outro momento de Naya e ele foi dispensado, ele seguiu até uma sombra e pediu por algum gatorade ou algo do tipo. Balançava o lado direito da camisa e tentava se recompor. Já era a segunda vez no programa que ele passava mal, mas agora tinha a desculpa do calor - que ele não estava acostumado mesmo com esse tipo de clima praiano.

    Ficaria o tempo que fosse necessário até ser liberado. Aquele primeiro dia foi dedicado totalmente às meninas e, apesar de tudo, esperava que tivessem feito um bom trabalho. Talvez ainda conseguissem consertar algumas coisas nos próximos dias, caso não tivessem material o suficiente. E esperava que as outras duplas estivessem se saindo melhor do que eles.

    As meninas foram reunidas de novo e Shin ficou mais na dele. Não contou o que tinha acontecido e, imaginando que elas fossem ficar com vergonha de novo, ficou olhando para o chão ou para outros pontos enquanto elas brincavam na areia. Não queria que os erros do ensaio se repetissem. Agora quem estava ali não era Sohye, era alguém bem pior para as críticas.

    O dia foi bastante corrido e por conta disso, eles quase não viram as horas passando. Quando se deram por si, foram retirados para um almoço rápido, mas logo voltaram para mais gravações. Um luau foi arrumado para as meninas e os meninos continuaram de fora da cena que acontecia apenas entre elas, mas estava bem legal de assistir. Pena que ele não estava conseguindo aproveitar muito bem. Ainda estava nervoso e precisava conversar com Naya.

    Uma vez que retornassem para a casa, a saga do banho se iniciaria. Ao invés de correr para o banheiro, ele foi até a sala para ligar a tv, já deixando preparada para a hora do progama - ele pelo menos estava curioso para saber o que aconteceria. Enquanto isso, iria atrás do celular, que ficou de lado o dia inteiro, e foi ler as mensagens e ver as novidades. Apesar de não saber cozinhar, ele se ofereceria para ajudar a cortar legumes ou algo que precisasse. Se conseguisse tomar banho antes do programa começar, ele tomaria, se não, esperaria para ir depois, com calma.

    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1314
    Reputação : 69
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Dom Set 03 2017, 23:47

    A garota com cabelos cor de fogo correu para o menino loiro sem olhar para trás, deixando o rapaz quieto com as memórias de sua linda namorada.
    Eun-Ji sorriu para Tommy, animada por vê-lo contente também.

    - Nem eu esperava por isso, Tommy shi – respondeu – vamos ser um par bem feliz, certo? Quem você acha que o diretor vai escolher para ser meu par? Você ou o Dam shi? Será que ele vai falar ou fazer surpresa?

    Tommy falava sobre o mar e Eun-Ji tentava acompanhar o que era dito ali, já que para ela era tudo novidade.

    - As ondas? – e olhou também – ah... a Yuki unnie e o Minsoo shi. Formam um belo casal, não é mesmo? – falava de forma bem sonhadora, feliz pela amiga – espero que um dia Deus me conceda a graça de viver um romance bonito assim! – ele continuou a falar do mar – se afogar? Que perigo... eu não quero entrar no mar, não... nem sei nadar – disse com a voz um pouco assustada. Depois ele falou do sorvete – ah, então aquilo que é sorvete? Nunca comi um. Tem gosto do que? Bem, o de melão deve ter gosto de melão, né? É verdade que sorvete é gelado?

    Logo um dos funcionários pediu romance para continuarem as filmagens e Tommy pediu permissão para mexer em seu cabelo.

    - Pode ficar a vontade, Tommy shi. Acha que mexer no meu cabelo será convincente? Na verdade eu não sei o que pessoas apaixonadas fazem – disse com um sorriso confuso, já que ela só tinha sofrido por amar – e eu? O que eu devo fazer? – estava ansiosa por poder fazer algo legal também.

    Eun-Ji cantou sua parte da música e essa foi parte mais fácil do dia. Por sorte, o diretor ficou feliz com a atuação dela, poderia relaxar agora.

    Ainda tinha mais alguns trechos para serem gravados e essa parte foi à beira da praia. Depois de ouvir de tantas pessoas que o mar era perigoso, Eun-Ji evitou ao máximo chegar perto dele, apenas brincando com a bola de longe.
    Ela mal pode acreditar quando ganhou um sorvete, pela primeira pode sentir o gosto gelado da sobremesa, ficando emocionada.

    - Unnie, é meu primeiro sorvete! – disse animada para Yuki.

    Elas dançaram e cantaram mais um pouco, na hora do abraço, abraçou mais Yuki e Ye-Eun, só no abraço em grupo que se aproximou mais das outras.

    Na hora do almoço, a ruiva estava faminta e ficou muito emocionada ao saber que iriam a um restaurante. Quanta coisa ela estava fazendo agora, coisas que na sua vidinha medíocre de antes jamais imaginaria. A garota não tinha dinheiro, alias, nunca teve, e se cada um tivesse que pagar o seu, isso seria um problema.
    Contou com muita animação, para todos, que era a primeira vez que ia a um restaurante e que era a primeira vez que tinha provado um sorvete.
    Depois teve mais um pouco de gravação, com um lindo lual, outra novidade para a jovem; mais dança e música e por fim, a gravação do final do clipe, a parte em que elas se lembram com tristeza do fim do verão. Para Eun-Ji foi fácil gravar aquela cena, já que ela viveu o fim de um romance que nem sequer aconteceu. Sua tristeza era genuína.

    Na volta para a casa, ela já estava cansada e queria jantar agora.
    Ao chegar, viu a comida na cozinha para que eles mesmos cuidassem de sua refeição. Para ela seria fácil. Eun-Ji, que por toda vida tinha sido condicionada a ser servil, logo foi pegando uma vassoura para varrer a sala por onde o pessoal entrava, imaginando que a qualquer momento iria ouvir Jeong gritando que a casa não estava limpa. Era o trauma que a mulher tinha deixado na filha. Ofereceu seus préstimos a todos ali.

    - O que vocês gostariam de comer? Eu posso cozinhar...

    Depois disso limparia a cozinha e iria se banhar, já acostumada a ser a última a comer e ir dormir só depois que a casa estivesse toda limpa. Ainda era muita novidade para ela essa liberdade de não fazer nada, coisas que ela estava trabalhando com o psicólogo. Estranhava as vezes que não deixavam ela trabalhar lá no orfanato. Ela só estava estranhando não ter ninguém da equipe ali.

    - Onde estão os adultos? Não podemos ficar sem supervisão!

    Ela foi a última a tomar banho e foi se juntar aos outros na sala para verem o programa.  Sua tia pôs um secador na mala, mas como ela não sabia usar, ficou com os cabelos molhados mesmo.
    Foi para junto de Yuki, se ela não estivesse com Minsoo, ou sentaria ao lado de Ye-Eun se ela não estivesse dando em cima de algum dos rapazes.  
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 48
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Seg Set 04 2017, 07:02

    Eu Se sorriu ao ler a resposta do amigo, era muito bom saber que o amigo estava ao seu lado.

    앞으로 며칠 안에 어떤 일이 일어나는지 보도록하겠습니다. 그러나 나는 더 조용히 그와 이야기하려고 노력할 것입니다.

    그리고 나를 돌봐 줘서 고마워. 심각한 일이 생기면 전화 할께.


    Vamos ver o que vai acontecer nos próximos dias, mas tentarei conversar com ele com mais calma.

    E obrigado por estar cuidando de mim. Te ligarei se algo sério acontecer.


    No cartório, a meninas encolhe os ombros diante da palavra do pai. Era um misto de frustração e medo. Ela pega a caneta e lê mais atentamente o papel, querendo saber exatamente o que estava assinando.

    Ela entrega os papéis com as assinaturas devidamente preenchidas.

    - al-ass-eo, appa.

    Está assinado, pai.



    Conteúdo patrocinado


    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Set 19 2017, 23:12