Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Compartilhe
    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Sex Ago 11, 2017 9:15 am


    CHAPTER 3 - CHANGES

    -  #001  -




    Seattle Grace Hospital, 01 de janeiro de 2018 às 06:15h.


    Naquela manhã, o chefe da cirurgia do Seattle Grace Hospital, Dr. Richard Webber sentia-se animado, ansioso e esperançoso pelas novidades que aquele ano que se iniciava traria para todos que trabalhavam ali. Era o primeiro dia do ano e já sentia que essas mudanças significativas trariam um novo momento mais próspero para o hospital que desde jovem tanto amava. Convocou então todos os profissionais - médicos, residentes, enfermeiros e demais profissionais ligados à saúde - para que se reunissem no hall principal, onde serão apresentadas as inovações que estavam sendo implementadas.

    Vestiu o jaleco e quando chegou no local combinado uma alegria lhe acometeu. Era bom estar ali fazendo o que amava e vencendo a si mesmo todos os dias. No hospital, Richard sentia que estava fazendo a coisa certa, dando sua parcela de contribuição ao mundo. Subiu até o terceiro degrau da escada que havia ali, de modo que ficasse mais alto e pudesse ver todos os que se encontravam presentes.

    - Bom, pessoal, primeiramente um feliz ano novo a todos! Espero que tenhamos um ano melhor do que o anterior e que tenhamos cada vez mais a certeza de que juntos somos muito mais fortes e melhores. O tempo é precioso, principalmente para nós que lidamos com vidas a todo momento. Portanto, façamos jus ao juramento e vamos renova-lo hoje, no primeiro dia do ano. - enquanto falava via se aproximarem Drª Miranda Bailey (chefe dos residentes) e Dr. Derek Shepherd (chefe da neurologia). Sorriu para ambos e continuou o discurso. - Teremos novidades significativas este ano e precisamos, mais do que nunca, da colaboração de vocês. São vocês que comandam esse hospital todos os dias, eu sou apenas o porta-voz, aquele que ajuda a conduzir, mas a tarefa principal é de vocês.

    Continuou falando sobre a importância do trabalho que ali era realizado, enquanto alguns profissionais iam chegando e se somando ao restante.

    - Dentre as mudanças significativas, estamos promovendo a Drª Kali Murti Johnson à chefe da emergência do hospital e Drª Lizzie Katherine McKimmon à chefe da pediatria. Além disso, temos agora um gerente de TI, Alfie Lewis, para cuidar e gerenciar todo o equipamento tecnológico, softwares e inovações já implantadas e as que ainda serão. Qualquer dúvida, o procurem. Estamos preparando um curso a ser dado por ele para explicar melhor o funcionamento de alguns sistemas. - apresentou os ocupantes dos cargos e apontou para os respectivos que ali se encontravam presentes que posteriormente foram recepcionados com aplausos. - Mas o que quero realmente trazer de inovador para vocês é um novo plano de organização a ser implantado aqui no hospital. Este plano possui como finalidade melhorar ainda mais o nosso serviço de atendimento, melhorando assim a imagem do hospital junto à comunidade, bem como atender inclusive as populações carentes através de um plano chamado "Saúde da Família", mas para explicar melhor, vou convidar o Dr. Rodolpho Fernandes Breckenfeld que veio no Brasil para desenvolver seu trabalho aqui junto com suas duas residentes. Seja bem-vindo! - Dr. Webber esperou que o Dr. Rodolpho se posicionasse ao seu lado, apertando sua mão em cumprimento, concedendo-lhe a oportunidade de falar.

    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1212
    Reputação : 57
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por shamps em Sab Ago 12, 2017 4:52 pm


    Um ano já havia se passado desde que se juntara à equipe médica do Seattle Grace como residente. Finalmente tinha passado aquela fase e podia se considerar uma médica de verdade. O fim daquela etapa tinha sido comemorado com uma festa digna dos deuses, com muita bebida e farra. Ela pode se permitir aquilo, pois teria alguns dias de folga antes de voltar com tudo para o trabalho, que seria dia 01 de janeiro.
    Algumas semanas antes, ela tinha sido chamada para uma conversa com o drº Webber, que a comunicou seus planos para o novo ano no hospital e que ela fazia parte daquelas mudanças. Admitiu que tivesse medo com aquelas palavras, achando que seria transferida ou algo assim, mas foi o contrário, receberia uma promoção. Pela boa fase que teve na emergência do hospital, Kali seria promovida à chefia. Não esperava por aquilo e ficou muito feliz e honrada com a confiança. Depois disso tinha que se preparar, passou suas últimas semanas estudando com o chefe anterior e também tinha que aprender um pouco de administração hospitalar, que por mais que não fosse sua função, achava que era bom ter um conhecimento mínimo sobre o assunto.

    No primeiro dia, chegou animada e foi até o hall para ouvir as boas-vindas de Webber. Parou ao lado do Dr. Luka, com quem tinha um affaire vez ou outra. Foi parabenizar a chefe da pediatria, drª Lizzie, com aprendeu muito e pode ser formar pediatra, como sempre sonhou. Achou superinteressante a implantação da medicina de família, sabia que poderia ajudar muitas pessoas carentes, ajudando a evitar muitos problemas.
    Após o fim do discurso, ela foi recepcionar e cumprimentar os recém-chegados.

    - Como vão – se aproxima sorridente – prazer em conhecê-los. Sou doutora Kali Murti Johnson. Espero que estejam animados para um ano de trabalho duro. Sejam muito bem-vindos.

    Kali era uma mulher de traços indianos, muito sensuais, uma sensualidade que não era forçada, apenas estava ali. Era carismática e desinibida, como diziam as más línguas, estava sempre se relacionando com colegas de trabalhos, pacientes e estranhos. Sempre festeira, causou muito trabalho para a nazista-chefe. Esses boatos seriam ouvidos em breve pelos novatos.
    Mas apesar de tudo, era uma boa médica, dedicada, nunca faltava aos seus compromissos e sempre em primeiro lugar na faculdade. Não tinha sido promovida a toa, já que nunca tinha se envolvido com o chefe, por mais que alguns pensassem isso.


    zignon
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 177
    Reputação : 11
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por zignon em Sab Ago 12, 2017 6:14 pm


    O saguão estava cheio de médicos e enfermeiras, havia também outros funcionários não ligados diretamente a saúde e o Dr. Richard Webber chegou elegante e subiu três lances dos degraus da escada para fica mais alto como se fosse um púlpito e desejou um feliz 2018 para todos, Sylvia e Marcia estão ao meu lado e estamos com jalecos novos com o símbolo do hospital e nossos nomes gravados nos bolsos, presto atenção em todos os nomes citados para poder cumprimentá-los se for chamado a falar, e é anunciado a nova chefe do departamento de pediatria e um novo administrador da TI do hospital, e como grande novidade o nosso serviço de saúde da comunidade e família e o Dr. Richard me anuncia e espera a minha fala.

    Subo para me colocar ao seu lado e o cumprimento efusivamente e cumprimento a Dra. Miranda Bailey, o Dr. Derek Spheperd e todos os outros médicos e enfermeiras do staff em seus nomes, parabenizou a Dra. Lizzie McKimmon pelo seu novo desafio, comento sobre minhas expectativas do trabalho do Alfie Lewis fazendo um comentário espirituoso sobre médicos precisarem do socorro da TI e finalmente vou falar sobre o programa, peço licença ao Dr Richard para chamar minhas residentes e chamo a Marcia e a Sylvia e as apresento como as medicas que atuarão ao meu lado neste novo serviço e começo a explicação:

    - Saí do Brasil, há 8 anos com o sonho de me preparar para o desafio que agora me descortina, durante cinco anos fiz mestrado e doutorado na UCLA e fui classificado para fazer meu pós doutorado na Utah State onde fui professor no curso de medicina e preceptor da residencia e do internato médico. Meu trabalho foi sondado pelo Dr. Richard que com a sua visão enxergou um novo alento na imagem do hospital frente a comunidade, e nas negociações com a universidade de Utah, o estado de Washington, a prefeitura da nossa cidade e algumas agências do governo federal, conseguimos que nos próximos 5 anos o serviço será todo custeado por verbas públicas e o hospital receberá 31 dólares por cada atendimento e o financiamento a fundo perdido de exames e cirurgias que gerarmos a partir do nosso atendimento. Os atendimentos domiciliares renderão 108 dólares e o pessoal do financeiro nos garantiu que isso equilibrará folgadamente as receitas do hospital nestes próximos 5 anos e espero que façamos bom proveito disto. Alguns empregos na comunidade serão gerados com a seleção que faremos para agentes comunitários de saúde e a universidade de Utah nos emprestara por 2 anos pessoal da enfermagem e os técnicos necessários para suportar o novo serviço e temos previsão de iniciar o atendimento ambulatorial em torno de 10 dias e o atendimento domiciliar em 30 dias e com essas boas notícias quero pedir uma salva de palmas para quem possibilitou toda está negociação, o Dr. Richard Webber, que já agradeço no meu nome, no nome das doutoras Marcia e Sylvia! - e inicío um bater de palmas que contagia todo o Hall.


    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Sab Ago 12, 2017 9:47 pm





    CHALLENGE ACCEPTED #001



    O tempo para Lizzie sempre foi muito generoso. Quanto mais ele passava, mais ela ia crescendo e avançando passo a passo. Foram grandes os obstáculos do ano anterior, mas com toda a força inerente a ela e principalmente por ser uma pessoa positiva, conseguiu transpor um a um. Ajudou os pais a não serem despejados, fez novos amigos, estava bem instalada em Seattle - já com seu apartamento próprio - e trabalhava com o que realmente amava. E lá estava ela, no primeiro dia do ano, feliz da vida por ter sido promovida à chefe da pediatria. Pra quê realização melhor que esta? Cuidar das crianças sempre foi sua paixão e para desempenhar sempre o seu papel da melhor forma possível foi que ela estudou com afinco todos esses anos.

    No dia anterior, Dr. Webber a chamou até sua sala e, em síntese, disse que precisava de alguém competente e confiável para assumir as rédeas da chefia da pediatria e depois da Drª Rosso, a única pessoa que ele pensava era Lizzie. Drª Rosso precisou se ausentar, diante de uma transferência para outro hospital, e por conta disso quem ficaria com o cargo seria a médica em comento. Foi uma alegria só! Saiu para comemorar com os colegas na noite de ano novo e nem dormiu, pois teria plantão no dia seguinte no hospital.

    Logo cedo recebeu o bipe no pager, convocando todos os funcionários e médicos para para o hall de entrada. Lá estava Dr. Webber discursando e contando sobre as novidades, inclusive sobre a nova chefe da emergência que seria Drª Kali e a chefe da pediatria Drª McKimmon. A loira de pronto foi cumprimentar a colega com quem passou muito tempo durante o ano anterior. Estava feliz também pela conquista dela. Em seguida, Dr. Richard contou sobre uma nova administração na área de T.I., bem como que haveria um curso a ser ministrado sobre as inovações tecnológicas que estavam sendo implantadas no hospital. Era muito bom ver o Seattle Grace crescendo e avançando cada vez mais. Lizzie estava ao lado do referido rapaz, olhou seu crachá e viu o nome: Alfie Lewis. Decidiu então dar as boas vindas e apresentar-se.

    - Seja bem-vindo, Sr. Lewis. Espero que façamos um bom trabalho aqui este ano... Me chamo Lizzie McKimmon, sou chefe da pediatria do hospital. - se apresentou com um cumprimento de mãos e sorriu, daquele jeito que iluminava sua feição e melhorava o dia de qualquer pessoa. Não havia naquele lugar nada, nem ninguém, que superasse tamanha beleza.

    Porém o que realmente chamou a atenção de Lizzie foi o novo médico, Dr. Rodolpho que implantaria um programa de saúde da família. Ele explicou o programa e diante do que ele falou parecia ser um plano maravilhoso, que iria ajudar muitas pessoas, principalmente aquelas que não tinham condições de pagar os tratamentos médicos.  De longe ela ouviu o discurso e ficou maravilhada com as propostas e diretrizes preparadas para o Seattle Grace. Com toda certeza, a loira daria a sua contribuição para fazer as coisas funcionarem.

    LichKing
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 10
    Reputação : 3

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por LichKing em Dom Ago 13, 2017 2:31 am


    Uma nova etapa estava para começar na minha vida, depois de muito estudo e muita batalha essa seria a primeira experiência em um cargo tão importante e disputado, muitos na área de tecnologia da informação buscam essa oportunidade, mas sabia que tinha grande competência para administrar esse setor e tinha várias ideias inovadoras para apresentar ao hospital, estava totalmente disposto a me doar de corpo e alma.

    Devido a meu problema de insônia e ainda mais com o nervosismo do primeiro dia tive uma longa noite olhando para o teto sem conseguir dormir, tirava pequenos cochilos e voltava a acordar e foi assim até as 04:30 da manhã quando apaguei. Levantei no susto e já eram 6:00 da manhã rapidamente fiquei pronto e sai para o hospital. Chegando lá desesperado noto que o Dr. Richard Webber estava comentando a promoção de duas doutoras enquanto isso me deslocava para a frente do hall, pois, queria ver melhor. De repente ele comenta o meu nome, coração gelou no instante, andei mais um pouco e me mantive próximo a escada que se ouvia o discurso, olhando para o lado notei uma mulher que logo em seguida me cumprimentou dando as boas-vindas ao hospital era a Dra. Lizzie McKimmon.

    - Oi, doutora! Prazer em conhece-la, será um grande ano e estou totalmente disposto para contribuir com o hospital, obrigado pelas boas-vindas. - Dirijo à médica um grande sorriso e me sinto confortável com a sua receptividade, o que me deixa mais tranquilo. Ela era realmente muito bonita e atraente, tinha olhos azuis e cabelos loiros que cintilavam refletindo a luz.

    Em seguida o Dr. Rodolpho, também novo no hospital, foi convidado a falar e apresentar um plano trazido por ele para ser incorporado no hospital. Era realmente interessante, envolvia o investimento de altas verbas e poderia ter um valor muito significativo para a população mais humilde, o que era o principal ponto. Pouco antes de terminar a fala do médico, sinto o celular vibrar no bolso, pego para dar uma olhada e recebo a notificação para comparecer ao setor de informação do hospital.

    Ao chegar lá, pede que eu instale o novo software desenvolvido por mim para um cadastro mais completo e acompanhamento mais amplo dos pacientes com câncer. Esse cadastro consiste em poder sempre acrescentar novas informações, avanços (negativos e positivos) da doença, sendo que há um aplicativo que poderá ser instalado no celular do paciente para que ele faça isso; também será possível conversar com um médico online nos horários pré-determinados. É uma grande aposta para manter os médicos mais informados acerca dos seus pacientes, bem como trazer uma segurança maior àqueles que já sofrem demais.

    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Dom Ago 13, 2017 11:04 am


    CHAPTER 3 - CHANGES

    -  #002  -




    Seattle Grace Hospital, 01 de janeiro de 2018 às 07:03h.


    A fala do Dr. Rodolpho parecia causar grande entusiasmo na maioria dos que estavam presentes. Era revolucionário para o Seattle Grace receber um programa daquele feito a ser implantado ali e, como não poderia ser diferente, Richard estava radiante. Após o médico terminar de falar, Richard liberou todos para voltar às atividades:

    - Pois é, né, pessoal, o que dizer depois de uma fala destas? Espero que possamos realmente cumprir todo o programa, começando agora! Vamos ao trabalho, não podemos perder mais tempo! Estão liberados. - um largo sorriso habitava a face do chefe.

    Dr. Webber viu chegar mais adiante, já atrasada, uma das funcionárias de T.I. recém contratadas, Evangeline Hawkins. Foi a até a mesma solicitar que esta fosse se encontrar com Alfie Lewis, gerente de T.I., para receber as orientações necessárias e se ambientar com o serviço que seria desenvolvido no hospital.



    Pouco antes de terminar a recepção que estava sendo feita pelo Dr. Richard Webber no Hall de entrada do hospital, Miranda recebeu um bipe no seu pager com código azul para ir até a emergência. Achou estranho, pois não era seu setor, porém prontamente assumiu a posição de resolver, afinal as vidas dos pacientes devem estar sempre em primeiro lugar. Tinha pulso para tal. Foi até a nova chefe, Drª Kali, e disse:

    - Código azul na emergência, vamos rápido.. - falou em tom apressado e as duas correram imediatamente para a ala emergencial.

    Chegando no local, se depararam com homens vestidos com roupas formais, inclusive o paciente que estava na maca. Foram comunicadas que o paciente era um desconhecido - seu nome não poderia ser revelado, pois poderia influenciar no tratamento - e ninguém além dos médicos relacionados ao caso poderia saber da sua presença ali.

    Drª Bailey logo ficou desconfiada, quem poderia ser aquele paciente para haver tantas exigências?

    O socorrista informou que aquele homem já havia sofrido duas paradas cardíacas. Ao fazer o exame visual, Miranda notou que o homem estava bastante edemaciado, cheio de equimoses e cortes superficiais pelo rosto e ambos os olhos estavam quase fechados pelo hematoma orbital.

    - Vocês estão esperando o quê que não entubaram este homem ainda? - disse com autoridade - Drª Kali, assuma o seu posto, vou agora chamar Dr. Rodolpho e suas residentes para ajudar com o caso. Se achar necessário, pode acionar Drª McKimmon também. - recomendou a médica, saindo apressada em seguida.

    Foi até Dr. Rodolpho e as residentes Drª Marcia e Drª Sylvia que ainda se encontravam no hall de entrada conversando com outros médicos. - Hora de começar o trabalho, doutores! - se dirigiu a eles. - estamos precisando de reforço imediato na emergência. Caso crítico, código azul!



    Derek Shepherd vibrava com o crescimento do hospital, principalmente por ter o setor de neurologia com toda a aparelhagem de última geração, o que possibilita maior eficácia nos tratamentos. Com o término das boas vindas, o médico se dirigiu ao andar da neurologia para recepcionar seu novo residente, como é de praxe em todo primeiro dia do ano.

    Já estava ciente acerca da ficha do rapaz, ele se chamava Antony Caleb Adams e as recomendações eram as melhores possíveis, pois segundo as informações que obtinha acerca do residente, este era um verdadeiro gênio. Pessoas assim tinham seu lado bom e seu lado ruim. Por um lado, a inteligência acumula o estudo, ampliando sempre seus conhecimentos; porém, por outro lado, a vaidade infla o ego, a pessoa pensa saber tudo, e as chances de erro são enormes. Para evitar que esse tipo de coisa que Dr. Shepherd fará o melhor possível para treinar Dr. Adams e torna-lo um excelente neurologista.

    Ao chegar no seu setor, o médico reconheceu seu residente através do crachá e o cumprimentou com um aperto de mão.

    - Bom dia! Sou o Dr. Shepherd, neurologista chefe do hospital e você será o meu residente. Sem mais delongas, vamos ao trabalho? - sua fala era séria, porém receptiva. Preferiu não se demorar demais, pois sabia que uma paciente lhe aguardava. - A paciente que iremos atender possui um grande tumor intracraniano, meningioma da foice cerebral, localizado no hemisfério direito do cérebro. Sabe as consequências de uma lesão grave no hemisfério direito do cérebro, não é? Ela precisa de uma intervenção cirúrgica urgente, pois estamos com medo de uma possível piora no seu quadro. É uma moça jovem e temos que ampliar suas chances de sobrevida. - explicava o chefe da neurologia enquanto caminhava com seu residente até o quarto da paciente.

    - Aí está você, a paciente mais bela de todas! Mas não deixe nenhuma outra ouvir que falei isso... - o carisma do Dr. Derek deixava sempre seus pacientes mais relaxados e confortáveis na realização de suas cirurgias. - Este é o Dr. Adams e ele é o residente que irá me auxiliar com a sua cirurgia.

    FICHA DA PACIENTE:

    Hakaze
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 76
    Reputação : 3

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por Hakaze em Dom Ago 13, 2017 1:50 pm


    Mal chegara de viagem e já tive que correr para o meu primeiro dia no hospital. Antes mesmo de adentrar ao hospital podia ouvir o som de algum discurso sendo feito. Ainda com minha mochila nas costas, na qual trazia apenas o necessário, afinal pretendia começar do zero de uma forma geral. Preocupada em procurar por uma nova residência, apenas tentei passar despercebida. Infelizmente não demorou para ser notada e logo um senhor, que apesar da aparência amigável, parecia ser a autoridade por ali. De forma amistosa e gentil, ele me pediu para procurar pelo meu superior.

    — Sim, senhor! — Respondi com vergonha pelo atraso, mas não me desculpei nem me justifiquei. Apenas segui rapidamente até a recepção.

    — Bom dia! Por favor, poderia me dizer onde posso encontrar o Sr. Lewis? — Perguntei com um sorriso no rosto e aguardei pacientemente pela resposta da atendente.

    — Bom dia! Ele se encontra no rh... — Antes que ela completasse a frase um bip seguido de uma certa movimentação desviou sua atenção, mas logo ela complementava. — Só seguir pelo corredor.

    Achei a resposta meio vaga, apenas agradeci e segui pelo corredor olhando atentamente para poder encontrar a tal sala do rh. Esperava conseguir resolver o problema de moradia na hora do almoço. O quanto antes eu conseguisse me estabelecer na nova cidade, mais rápido eu me adaptaria a ela. Apesar que não era o momento para essas preocupações, naquele momento era melhor eu focar apenas no novo trabalho.

    vontheevil
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 484
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por vontheevil em Dom Ago 13, 2017 10:23 pm


    O barulho do acidente ainda tinia agudo nos meus ouvidos enquanto observava em silêncio, com medo e espanto a movimentação local.

    Esperava ser reconhecido a qualquer momento, porém ninguém citava o seu nome. Algum dos médicos fala em entubar o paciente (o paciente sou eu?). Com a boca seca demais e os olhos marejando, vejo os homens de terno sendo afastados pela equipe e fecho os olhos, tomara que me deem algo para eu dormir, ou pelo menos para matar a minha sede, minha boca está seca por causa do álcool e da cocaína. E eu sei que em noites igual essa eu não durmo. Iguais essa? Nenhuma noite é igual essa, merda, fiz cagada, fizemos... Tomara que eu não morra, e que eu não vire notícia novamente.

    Com os pensamentos encadeados rapidamente e confusos por causa do álcool, eu olho ao redor com medo enquanto ordens são ditas. Com barulho agudo ainda no ouvido e com os pensamentos em alto volume só percebo algumas palavras ditas: "falência volêmica", "epinefrina", enquanto minha camisa é aberta e, como nos filmes, levo um choque dolorido no peito que fazem até meus dentes doerem.

    Silêncio.

    zignon
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 177
    Reputação : 11
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por zignon em Seg Ago 14, 2017 6:41 am


    Marcia estava no apartamento que Rodolpho alugara para ela, simples mas bem confortável e dava  para ir a pé para o Grace e estava muito excitada com tudo que estava acontecendo, bebera um pouco a mais naquela festinha com Rodolpho na virada de ano e só lembrava que o sexo fora bom, colocou para despertar uma hora mais cedo, para despertar durante a ducha e escolheu seu vestido cigano mas exótico e sexy com um arranjo de gaze que delineava e valorizava seu corpo, colocou o jaleco que recebera do hospital, na verdade um jogo de 3 jalecos e partiu com os sapatos de saltos na bolsa.  

    Sabia que estava exuberante com seu cabelo ondulado e a tiara que Rodolpho lhe dera no seu aniversário, e com um toque maroto, estava sem calcinha e sutiã, ainda bem que o jaleco escondia esse detalhe, e só revelaria se tivesse oportunidade de ficar a sós com o seu mestre, chegou com antecedência e se postou para que visse Rodolpho chegar, alguns homens olhavam para seu crachá para disfarçar que olhavam para sua bunda e ela sorria com simpatia de volta e logo Rodolpho chega e desliza suavemente para o seu lado e espera aquela solenidade começar logo vê Sylvia e acena para ela disfarçando seu real desejo de tê-la longe dali e depois de uns dez minutos de conversa de Sylvia com Rodolpho sobre banalidades invocadas por Sylvia para chamar atenção de Rodolpho para si, inicia a fala do chefão do hospital, pelo menos o jeito dele indica isso, até que depois de muito blá blá blá ele anuncia meu gato, digo Dr. Rodolpho e ele caminha com elegância cumprimenta o velhote e fala com sua voz magica o que as pessoas querem e esperam ouvir, como sempre ele fala com entusiasmo e isso me deixa molhada, louca por um momento a sós com aquele vulcão de homem.

    Acaba a solenidade e ele permanece no hall com nos duas orbitando ao seu lado, a ruiva azeda não o larga um minuto e para complicar meus planos a doutora chefe dos residentes, chega correndo nos chamando para atender uma emergência, se não posso transar no momento, vamos ver se salvamos alguém e recebo uma boa foda como recompensa.


    zignon
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 177
    Reputação : 11
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por zignon em Seg Ago 14, 2017 6:44 am


    Sylvia acorda intrigada de não lembrar de nada do seu réveillon, lembra vagamente do sorriso de Rodolpho desabotoando sua blusa, que bebeu um gole de vinho e agora acorda com dor de cabeça. Tomo um analgésico e tomo uma boa ducha, coloco uma roupa lilás que comprei na última viagem a paris e coloco meu jaleco institucional, podiam fazer algo mais chique pelo menos e desço para a garagem e pego meu jaguar laranja e parto para o Grace, minha cabeça está um tanto vazia, sei lá, estaciono em uma das vagas destinadas aos residentes e faço uma pequena caminhada e logo estou no hall, logo vejo aquela cigana metida me acenando ao lado do Rodolpho que está uma coisa de lindo e vou para o lado dele como se fosse a coisa mais natural do mundo e me coloco colada no seu flanco e ele sorri dando boa dia.

    Logo começam os discursos e mesuras, anúncios, e meu Rodolpho e chamado e logo nos chama para apresentar-nos, faz um discurso maravilhoso, equilibrado, vibrante e empolga a todos e puxa um aplauso para o Dr. Richard Webber e logo estamos no meio da roda sendo cumprimentadas e conversando com outros médicos e residentes e chega a Dra. Miranda Bailey nos chamando para atender uma emergência, a cigana faz uma cara de entediada e segue na frente com a Dra. Bailey e eu vou atrás ao lado do Rodolpho.

    zignon
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 177
    Reputação : 11
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por zignon em Seg Ago 14, 2017 6:52 am


    Chegamos a sala onde o paciente está deitado e alguns homens vestidos formalmente o cercam, uma doutora com aparecia indiana, olho no crachá e leio Dra. Kali Murti Johnson, ela está dando algumas ordens e a cumprimento e me apresento e ela sorri e diz bem-vindo e vamos ao trabalho, e relata breve e academicamente, paciente ainda não identificado, chegou com corpo edemaciado, várias equimoses pelo corpo, cortes superficiais pelo rosto, olhos fechados por compressão de hematoma orbital bilateral, entubado e com relato de duas paradas na ambulância, peço sua avaliação doutor Rodolpho.

    - Meninas o paciente é todo de vocês. - e sorri. Marcia se adianta e toma os pulsos e cheira o hálito e atira: - Esse cara está chapadasso. - e fala para a técnica colher amostras para o exame toxológico e pede para ligarem no legista vir colher suas digitais e fazer molde da arcada dentaria, pois é ilegal não identificar o atendimento, principalmente envolvendo drogas; é bonito de ver aquela força da natureza em ação parece que sempre trabalhou aqui. Enquanto isso Sylvia examina o eletrocardiograma e os primeiros exames bioquímicos e a gasometria e circunda as alterações e me traz para análise.

    Eu falo para a Dra. Kali que ele está entrando em colapso e prescrevo a nova composição para infusão central e checo as vias do paciente e peço para Marcia fazer a punção da subclávia e ajustar o cateter para acesso venoso profundo, o que ela rapidamente executa com perícia e precisão. Já Sylvia ficou encarregada de checar os sinais neurológicos do paciente.


    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Seg Ago 14, 2017 5:24 pm


    CHAPTER 3 - CHANGES

    -  #003  -




    Seattle Grace Hospital, 01 de janeiro do 2018 às 10:48h.


    Algumas horas depois de fazer a recepção de todos, Dr. Richard encontrava-se em sua sala conferindo os prontuários de alguns pacientes que haviam sido operados naquela semana. O relógio marcava 10:48h quando recebeu um bipe para comparecer em um apartamento de internação da cardiologia, sinal de que algum paciente estava com problema. O médico apenas estranhou não terem chamado o Dr. Reed Fallen, chefe da cardiologia, para assistir o paciente.

    Chegando ao apartamento, deu de cara com um velho amigo, Noah Petterson, que sempre havia sido atendido por ele e o solicitava. O paciente possui cardiopatia grave e o fato de estar ali certamente não era sinal de algo bom.

    - O que houve, rapaz? Não disse que não queria mais ve-lo por aqui? - brincou Dr. Webber. - Enfermeira, chame o Dr. Fallen, importante termos o chefe da cardiologia aqui.

    Enquanto conversava com o paciente, perguntando o que havia sentido, Richard olhou o resultado do eletrocardiograma que acabara de ser anexado ao prontuário. Apresentava alterações características de hipercalemia e Noah precisava ser monitorizado, como é de praxe em casos assim, além das medidas habituais para jogar o potássio do meia extra-celular para o intra-celular (ex: bicarbonato de sódio, glicoinsulina e inalação com beta agonista) e de expoliação do potássio corporal (furosemida, sorcal, etc.), deve também receber imediatamente gluconato de cálcio IV. No entanto, seria necessário que o paciente realizasse novos exames, ainda mais por já ter sido operado antes, para verificar se há mais alguma alteração.

    Dr. Reed Fallen não demorou a chegar e de pronto o chefe da cirurgia lhe entregou o prontuário do paciente.

    - Agora é contigo, Dr. Fallen. Me chame quando terminar de realizar os exames necessários e dê o seu melhor, este é um velho amigo! - Recomendou, saindo do cômodo em seguida.


    FICHA DO PACIENTE:

    Reed Fallen
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 16
    Reputação : 0

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por Reed Fallen em Seg Ago 14, 2017 6:27 pm


       O único som que era possível ser audível naquela sala era dos materiais sendo entregues à mesa que aos poucos iam ficando desenhadas pelo pouco sangue que haviam nas mesmas. A vestimenta, como de praxe, esverdeadas dentro do bloco cirúrgico da cardiologia, tal como as máscaras, óculos e touca cirúrgica. 
      Eu estava de um lado, outro médico Hemodinamicista do outro lado apenas dando um apoio enquanto um Enfermeiro tratava de entregar alguns materiais e fazer alguns reajustes no que era necessário. Dentro de alguns minutos, tudo havia ficado perfeito! E obviamente, isso mais do que nunca era motivo de todos da sala ficarem felizes: Mais uma cirurgia cardíaca realizada com sucesso. 
       Apesar do nível de complexidade da mesma não ser tão alta, era o suficiente para que a obstrução que havia na artéria fosse espremida nas paredes fortes graças ao Stent. Quando as salas foram abertas novamente para serem limpas para uma próxima cirurgia, encarei o meu colega de trabalho e também médico afim de lhe fazer um pedido simplório e fácil. 
      — Dr, dr... Por favor, não poderei ir a Sala de Recuperação neste momento, queria solicitar um exame eletrocardiográfico para às 15:00, antes dele ser levado a internação para cuidados. Poderia fazer isso por mim? Tenho uma urgência... —  Interpelei. 
       Todos possuíamos um bip. Eu gostava de usar na cintura por ficar mais confortável. Quando o mesmo vibrou, peguei no mesmo instante e olhei o nome de quem estava a chamar.  Certifiquei-me das horas rapidamente. 
       —  Deve ser algo importante, não é do feitio fazer chamado em horário de cirurgia. — 
       Rapidamentei me desloquei, colocando por cima das roupas de cirurgia o jaleco branco que cobria até os joelhos, fechado. Agora sem a touca de cirurgia e máscara, apenas com o óculos que moldava um ar sério, trabalhando em união com os traços firmes. Assim que cheguei na sala, recebi em mãos o prontuário do paciente das mãos do Dr. Webber e imediatamente olhei o exame eletrocardiográfico enquanto o Dr proferia as últimas palavras antes de se retirar. Notei logo de cara no exame a onda T anormal, intervalo qt curto... Enfim, padrões para Hipercalemia. 
      — Olá Noah. Sou Reed Fallen, Cardiologista. Preciso de informações bem claras e gostaria que o senhor fosse o mais honesto comigo para que possamos trabalhar em união. Certo? —  A todo momento, gesticulava com uma das mãos. Abri novamente o prontuário e tratei de ver alguns exames, porém, o que gostaria de dar uma analisada ainda não estava. Ao pigarrear, ajeitei os óculos e lancei um olhar firme. — O senhor já teve algum problema, ou têm, nos rins? —  Indaguei, antes que ele pudesse responder, já lancei uma alternativa: — Transplante... Algo do gênero? — Indaguei, esperando uma resposta rápida. — Toma algum remédio de uso contínuo? Posso saber quais remédios o senhor faz uso? — Perguntei mais uma vez, fazendo algumas pequenas anotações no verso de um bloco que carregava. 
       Noah parecia, até aquele momento, tranquilo ao meu ver. Era um homem aparentemente saudável, forte. Se fosse algum caso relacionado aos rins, diria facilmente que o mesmo não estava dando "conta" de eliminar substâncias. 
       Suspirei reavendo alguns conceitos.
      — Bom, não fique assustado, daremos um jeito nisso para o senhor. Enfermeira! — Esbravejei em um tom alto, audível, e toquei a campainha para que ela viesse o quanto antes. Sorri para ela assim que chegou, tentando parecer o mais receptível possível. — Eu estarei ajudando no tratamento do Noah, virei aqui mais vezes, então não ache estranho. Ha-ha. Queria pedir que monitorizassem o paciente com a telemetria, e assim que puder, também ligar para o setor da Cardiologia e pedir que instalem, assim que possível, o Holter para ficar anexado no prontuário. —  Enquanto proferia, coloquei a mão no ombro da Enfermeira, olhando para o prontuário, após enfim fechar mais uma vez o prontuário, olhei para o rosto da mulher e desviei para Noah. 
      — Não se sinta assustado com os fios que virão, garanto que não dão choque e nem machucam, é mais um método para ficar monitorizado e "controlado". Em breve o senhor irá receber algumas medicações para já darmos início ao tratamento, o quanto antes melhor. Irei imediatamente colocar no sistema. — Protocolos da instituição deviam ser seguidos, exceto em casos de extrema urgência. Ao colocar a pasta no pequeno cômodo, fui rapidamente para os computadores do andar em que estava para fazer a prescrição das medicações que daríamos inicio ao tratamento. 



    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Ter Ago 15, 2017 2:36 pm


    CHAPTER 3 - CHANGES

    -  #004  -





    Noah não sabia mensurar o quão terrível era a sensação de não conseguir respirar e não raro isso acontecia. Talvez o problema pelo qual estava passando lhe levasse a sentir tudo aquilo, mas queria muito que tudo acabasse. Vivia sozinho em Seattle e sempre passava mal na rua, precisando ser ajudado por estranhos. O medo de envolver-se com alguém por conta do seu problema o atormentava e, inclusive, afastou-se da família para não faze-los sofrer. Ninguém sabe sobre o que Noah está passando. Carismático, riso fácil, conquista todos os médicos e enfermeiros dos hospitais por onde passou.

    Conheceu Dr. Webber na primeira vez em que passou mal em Seattle, há 3 anos atrás, tendo sido atendido por ele e desde então desenvolveram uma forte amizade. O médico sempre tenta orienta-lo a não ficar sozinho, a pedir apoio da família, mas o paciente, teimoso, insiste em não fazer. Esse jeito amigável de ser faz com que todos os profissionais que cuidam dele se empenhem cada vez mais na busca por sua cura. No seu histórico há sempre melhoras seguidas de fortes recaídas. Seu sintomas envolvem falta de ar intensa, sendo necessário o auxílio de oxigênio; fibrilação cardíaca em determinados momentos, principalmente quando faz algum tipo de esforço ou se aborrece por algum motivo; dificuldade em urinar.

    Naquele dia ele já não tinha amanhecido bem, desde quando acordou teve a consciência de que precisava ir para o hospital receber a ajuda necessária. Ninguém descobria o seu problema, nenhum médico, ninguém jamais conseguia identificar precisamente o que acontecia, esperava que finalmente tivessem um diagnóstico preciso ao invés de combater apenas os sintomas. Ao chegar no hospital e se preparar para o internamento, solicitou logo a presença do seu amigo Richard que chegou acompanhado de um cardiologista, este se apresentou e começou a fazer um monte de perguntas. Noah o respondia vagamente, pois começava a sentir seu corpo amolecer e a cabeça girar. A cada nova pergunta ele estava mais disperso e o médico, analisando o prontuário, não havia percebido. Ouviu chamar uma enfermeira e falar algo sobre fios, mas não processou as informações.

    O médico já não estava mais no cômodo quando iniciou-se um quadro de convulsão, acometendo inclusive as funções cardíacas. A enfermeira que se encontrava no leito do paciente se desesperou, por ser novata e pela inexperiência, gritando por Dr. Fallen pelos corredores e acionando o bipe repetidamente.

    Noah teve a sua primeira parada cardíaca daquela manhã.


    FICHA DO PACIENTE:

    Reed Fallen
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 16
    Reputação : 0

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por Reed Fallen em Ter Ago 15, 2017 4:02 pm


       Saí com prontidão para ir aos computadores, sentei e comecei a escrever no sistema as medicações que era para dar inicio - o quanto antes - para o tratamento de Noah. Dando uma rápida analisada, não era possível saber o que se referia, causa. Os achados anteriores de outros exames, inclusive os novos eram muito semelhantes e isso não iria servir de muita coisa para dar um diagnóstico e nessas condições, não era das mais inteligentes ser precoce.
       Queria que a telemetria fosse instalada o quanto antes para que tivesse, no monitor do posto, o eletro constante, com frequência e saturação, mesmo que Noah estivesse com auxílio de suporte ventilatório. O bipe inesperadamente tocou, diversas vezes. Sai correndo temendo que fosse algo pior, e por sorte a intuição estava certa; assim que entrei no quarto, vi a Enfermeira com os joelhos trêmulos diante de uma situação crítica. Olhei para o paciente, Noah, e naquela fração de micro-segundos as peças foram se encaixando lentamente na minha cabeça.
       — O que está acontecendo aqui? — Perguntei, retoricamente ao entrar na sala.
       A Enfermeira parecia fora de si, e não era para menos, nos primeiros dias quando algo saísse da rotina de normalidade, era comum que as pessoas se desesperassem da maneira mais abrupta possível. Num lapso, não esperei resposta para a pergunta e caminhei diretamente para o encontro de Noah e coloquei os dedos contra a sua garganta, na intenção de sentir o pulso arterial.
       — Uma parada cardíaca! Chame todo mundo. PARADA!  — Gritei, para que chamasse a atenção de todos os profissionais da saúde que estavam no andar, corredor ou então na sala de lanche de cada internação. Obviamente, quando as pessoas escutavam a palavra "parada" todo mundo saía correndo, era o momento onde todos ficavam atônicos.
       Ajeitei a cabeça do paciente para que as vias aérias ficassem bem abertas e com o auxílio do travesseiro, deixei o mais confortável possível para que não escapasse da maca. Corri para o lado e peguei a prancha.
       — Me ajuda aqui Enfermeira, vamos puxar ele e eu vou colocar isso em baixo. — Ordenei, e com bastante esforço, em questões novamente de segundos, o corpo do homem foi puxado para decúbito lateral direito e a prancha ficou em baixo, quando o corpo enfim retornou, havia firmeza. Em contrapartida fiquei ao lado dele, e iniciei as compressões com firmeza, afim de que estimulasse o coração. Em poucos segundos eu ficaria cansado e meu desempenho não seria bom o suficiente para permanecer executando, e por isso a equipe o quanto antes presente, melhor seria para a ressuscitação de Noah, além é claro, de que eu poderia tomar partida.
       — Eu quero o desfibrilador. Agora! O DESFIBRILADOR.  CARREGA. ALGUÉM ASSUME AS COMPRESSÕES! — A todo o momento esbravejava, deixando aquela tensão evidente de que não era brincadeira ou um teste, a vida de Noah estava literalmente nas nossas mãos. Interiormente, torcia e rezava para que Noah fosse forte o bastante para que ele aguentasse e perseverasse. A tensão toda era em prol de um bem maior, e em poucos minutos, as gotículas de suor iam desenhando a testa, mas não era fruto dos esforços físicos, era mais pelo calor do momento. A atmosfera do ambiente estava alterada. 
       — Eu quero cento e vinte compressões. Alguém assume a ventilação. Uma a cada trinta! 
       — Enfermeira... Empurre a mão com força contra o coração, não fique com medo de machucá-lo. É urgente isso. O desfibrilador, agora. — Interpelei, e naquele momento já comecei a puxar a vestimenta do paciente para o lado, abrindo espaço para que o peitoral ficasse livre para futuramente as pás serem posicionadas. 



    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Ter Ago 15, 2017 4:36 pm


    CHAPTER 3 - CHANGES

    -  #005  -





    A enfermeira estava aterrorizada e não sabia o que fazer. Suas pernas bambas a impediam de caminhar normalmente e parecia estar prestes a ter um infarto ali mesmo. Preferiu se retirar quando Dr. Reed chegou, para evitar que as medidas de urgência fossem prejudicadas com a sua presença. A última coisa feita pela enfermeira novata foi acionar o código azul no bipe - que representa parada cardíaca -, para que uma equipe fosse auxiliar o cardiologista.

    Em menos de dois minutos, chegou um residente de cardiologia com dois enfermeiros: uma mulher e um homem atlético e forte, estrutura suficiente para realizar as compressões. Rapidamente agiram auxiliando o médico, seguindo os comandos dele. O enfermeiro fazia as compressões e massagens no peito, enquanto que a enfermeira pegava e preparava o desfibrilador, já o residente verificava a pressão e realizava a ventilação no paciente.

    A enfermeira passou gel nas pás do desfibrilador e posicionou uma de cada lado do peito de Noah. - AFASTA! - falou em tom alto para que todos se afastassem e não recebessem a carga elétrica. Sem resposta do paciente. Tentou mais uma vez e continuava sem sinais vitais. Na terceira, Noah volta de vez com os olhos arregalados, puxando o ar com toda força para seus pulmões, ficando bastante ofegante. Seu coração permanecia fibrilando.

    Noah balbuciava algo que não podia ser compreendido e apontava para o pescoço. Até que apagou de vez e seu coração parou novamente com a segunda parada cardíaca. A enfermeira, atônita, falou em tom preocupado enquanto preparava as pás novamente - Dr. Fallen, seu paciente vai morrer se o peito não for aberto imediatamente. - Passou-lhe as pás e o médico deu mais uma descarga elétrica no peito do paciente em seguida.


    Reed Fallen
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 16
    Reputação : 0

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por Reed Fallen em Ter Ago 15, 2017 6:31 pm


       No primeiro minuto após a parada cardíaca, o índice da ressuscitação der certo é mais de 90%. É claro que a literatura não é sempre correta, em virtude de que paciente é um caso único onde a variável é sempre obrigatória. Como o caso de Noah era diferente por não ter exames detalhados, não era possível saber por qual motivo o mesmo havia dado entrada, as causas, entretanto, também não era do feitio realizar muitas perguntas quando o paciente estava em um caso crítico, grave. Estava preparado para encerrar quando o carro do desfibrilador chegou, dei liberdade para que a Enfermeira tomasse a frente para dar a descarga no peito, colocando no peitoral. Aquele choque era demasiadamente forte para o coração, afinal, o choque servia para que o impulso elétrico do coração fosse retornado ao ritmo sinusal.
       Aos poucos a sala foi ficando cada vez mais lotada, tanto de ajudantes como de espectadores que ficavam analisando a situação do lado de fora, pela janela, que havia uma cortina que de nada adiantava.
       — Vou entubar! Ele precisa de oxigênio, o óculos nasal não dá conta da necessidade do caso. — Proferi.
      Noah retornou brevemente, parecia descontrolado, desesperado. Tentou puxar o ar, coisa muito comum quando alguém estava voltando de uma parada, todavia, se jogou contra a cama e novamente parecia ter apagado. Todos ficavam em silêncio observando a situação, até que em um único segundo, contra um baque que quebrou o silêncio, todos voltaram as suas atividades.
       — Ajeita... Eu quero o material para entubar, agora. — Proferi, e rapidamente puxei os fios que estavam do outro lado, em diferentes cores. — Carrega de novo o desfibrilador. — Ordenei, enquanto ia ajeitando o eletro no peito de Noah, um pouco espaçado para que as pás fossem colocadas e não entrassem em contato com os fios do ecg. No outro monitor, o ecg começou a ser desenhado, não havia sequer uma onda característica, grosseira, como se fossem pontas a serem desenhadas em um papel qualquer. O ritmo do coração estava acelerado, contraindo o músculo cardíaco tão rápido que não conseguia mandar a quantidade de sangue suficiente para o corpo. Peguei o tubo de gel e coloquei um pouco nas pás, em seguida, posicionei no tórax de Noah e olhei para o companheiro que estava de pé na frente do carro.
       — Joule. — Proferi, e aquele choque fez com que Noah ficasse por um curto período de tempo grudado nas pás, a condução elétrica que corria do aparelho para ele parecia não ter adiantado muito, o que era incomum. Geralmente o paciente retornava e os batimentos voltavam a ficarem regulares.
       — O residente... Esqueci o teu nome, sabe o processo de entubação? Então entuba! Ele precisa de oxigênio contínuo nesse instante. — Ordenei imediatamente, Noah precisava de oxigênio.
       Quando a Enfermeira mencionou que precisava abrir o peito. Cheguei a conclusão que talvez ela estivesse certa, não havia mais saídas. O residente começou a entubar, e logo após que concluiu, fez um aceno de cabeça e encheu o balonete, para que não escapasse da traquéia. No corredor, passos rápidos e pesados eram bem audíveis, era uma trotada contra a sala, quando o homem chegou na sala, não era ninguém menos do que Dr. Webber.
       — Parada Cardíaca. Não temos tempo, preciso abrir o peito dele agora. Vou precisar dos materiais, rápido. Quero bisturi, serra pro esterno, gaze, luvas estéreis!!!! Vai ter que ser aqui e agora, Dr Webber. — Proferi. Olhando para o mesmo. O quarto seria nova sala de cirurgia e eu contava com Webber para que Noah vivesse.
       Rapidamente os materiais chegaram, como emergência, imediatamente coloquei as luvas estéreis.
       — Quero só você... E você aqui dentro. O resto, fora! — Proferiu Webber, fechando a cortina e também a porta. Ficou conosco na sala mais um médico e um Enfermeiro.
       Passei uma gaze com álcool rapidamente na pele de Noah, peguei o bisturi e coloquei a mão ao lado, fazendo uma menção ao osso esterno que "protegia" o coração. Cautelosamente, formei a mão com cuidado para o bisturi passar na pele e puxar até um determinado centímetro onde a fenda que abriu começou a umedecer com sangue. Coloquei o separador. Peguei a serra e ao acioná-la, delicadamente comecei a passar os dentes contra o osso que estava visível ainda, em virtude do osso esterno ser forte e grande, fazia um pouco mais de força para que a serra adentrasse seus dentes centímetro a centímetro, sempre tomando muito cuidado com a força que usava e também no controle do aparelho que estremecia diante da mão.
     Agora estava tudo pronto. Os separadores mantinham as paredes bem firmes uma da outra, afastando, deixando o tórax exatamente em formato de caixa que abrigava o coração. Com o auxílio de outras pás, desta vez diferentes, com cabo longo de material estéril e pá pequena, coloquei contra o coração na sua devida posição.
     — BB1.
     — BB 2. — Coloquei esta na frente da outra.
      A BB 1 começou a fazer um barulho de eletricidade, BB 2 também. Ela estava sendo carregada em uma potencia não muito alta, diferente do desfibrilador que dava um impulso forte e evidente, estas pás não faziam nada. Após o segundo bip, o coração parecia ter recebido o estímulo e começou a moldar o seu rítmo. — Carga em 10. — Disse, olhando para o monitor vendo o rítmo. No mais, se não fosse o suficiente, iria usar as mãos para estimular o rítmo.



    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Ter Ago 15, 2017 8:04 pm


    CHAPTER 3 - CHANGES

    -  #006  -





    Richard estava tranquilo, porque Noah a partir de então estava em boas mãos com o chefe da cardiologia. Era um dos melhores médicos do hospital, sem sombra de dúvidas, uma verdadeira referência em competência. Na realidade, assim o era com todos os setores do hospital: chefes competentes e preparados. Dr. Webber sempre se preocupou muito com a situação do amigo, principalmente pelos resultados dos exames serem sempre inconclusíveis, na busca de oferecer-lhe sempre o melhor. Não havia muito a ser feito em casos assim, o tempo na maioria das vezes dava as respostas para que os tratamentos fossem manipulados com maior exatidão e eficácia.

    O médico, chefe da cirurgia, estava indo para uma reunião quando ouviu um chamado desesperado. Era a enfermeira encarregada de acompanhar o Dr. Fallen no caso do Noah. Seus olhos estavam esbugalhados, a respiração ofegante fazia com que não conseguisse falar direito e a moça tremia por completo. Richard, sempre muito atencioso, pegou um copo com água no bebedouro que havia ali perto, entregou à enfermeira e envolveu seu braço por sombre os ombros dela em sinal de proteção, tentando acalma-la. - Calma! Inspira, solta o ar devagar e depois bebe um gole de água. Faz isso três vezes e depois me fala o que aconteceu. - ela obedeceu e explicou tudo que havia acontecido com o paciente. Dr. Webber apenas voltou em direção ao quarto do amigo à passos largos, buscando chegar o mais rápido possível.

    Chegando lá, Dr. Fallen falou que Noah estava passando por uma parada cardíaca, não conseguiram reanima-lo e o peito precisava ser aberto ali mesmo. Não tinham tempo de preparar e levar ele para a sala de cirurgia. Rapidamente o anestesista que já havia sido acionado pelo médico residente chegou e manipulou a anestesia, segundos depois o material necessário chegou e só deu tempo de Richard se lavar para auxiliar no procedimento. Devidamente anestesiado e entubado, estava tudo pronto. No entando, havia muita gente ali dentro e aquilo estava abafando e atrapalhando demais o deslanchar das coisas. Richard logo ficou nervoso e ordenou: - Quero só você... E você aqui dentro. O resto, fora! - fechando a cortina e também a porta em seguida. No quarto ficaram apenas mais um médico e um enfermeiro que iriam auxiliar.

    De pronto o cardiologista abriu o tórax do paciente e serrou seu esterno, de modo que o coração fosse exibido. Pegou novas pás - aquelas específicas para serem utilizadas diretamente no coração -, e deu uma carga em 10 no coração. Richard preferiu ficar monitorando o ritmo cardíaco através do monitor e após recebida a carga direta, o coração voltou a bater em ritmo normal. Porém, quando Richard se virou notou uma mancha escura na lateral do órgão. - Reed, acho que temos um caso de pericardite. Jamais poderíamos perceber através dos exames convencionais. - elucidou.


    Cleydson
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por Cleydson em Ter Ago 15, 2017 9:27 pm



    O despertador soou e é hora de acordar chegou o grande  dia de me apresentar como residente no Hospital Seattle Grace, não vejo a hora de colocar em prática todos os anos de aprendizado. Não sei com qual roupa vou, vai essa aqui mesmo!

    Quando cheguei ao hospital vi o Chefe, Dr. Richard pela primeira vez e as falas que o Dr. Rodolpho falava não me causava nada de impressão, pois fixava meus olhos no meu ídolo: Derek Shepherd. O admirava pela sua história e seu currículo que era maior que o do próprio Einsten (rsrs).

    Quando acabaram as falas e todos voltaram ao serviço, Dr. Shepherd veio até mim, se apresentou sério e curto em suas palavras. Fomos até uma paciente com um grande tumor intracraniano, meningioma da foice cerebral e de cara ele quis me testar fazendo uma pergunta, mas respondi só em pensamento, pois a pergunta não era retórica.

    Quando vi a paciente não acreditei, pois era tão jovem e linda para ter um problemão desse, foi um baque muito grande, será um cirurgia muito complicada com vários riscos, pensei comigo mesmo. Shepherd é um grande Neurocirurgião, irei colar nele para sugar tudo o que for necessário, mas aprenderei para ser ainda melhor do que ele.


    katytanium
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 62
    Reputação : 5
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por katytanium em Qua Ago 16, 2017 10:55 am


    CHAPTER 3 - CHANGES

    -  #007  -




    Seattle Grace Hospital, 01 de janeiro de 2018 às 07:45h.

    Logo a Drª Bailey voltou à emergência acompanhada do Dr. Rodolpho e suas duas residentes. De pronto começaram a agir e o médico preferiu deixar as residentes examinarem. Drª Kali ficou no comando do desfibrilador quando o paciente teve uma rápida parada cardíaca, conseguindo reanimá-lo com o primeiro choque. Sylvia analisava o eletrocardiograma e Marcia observou um forte cheiro de álcool, bem como resquícios de um pó branco próximo às narinas do homem.

    - Drª Kali, acho que já está bem acompanhada e pode dar conta daqui sozinha. Vou cuidar dos meus residentes. Sylvia vai checar os sinais neurológicos, Marcia fará a punção subclávia e vai preparar o acesso venoso profundo. Peça também os exames toxicológicos e manipule o necessário para salvar este homem. - orientava Miranda, dirigindo-se à chefe da emergência. - Eu sei que o cargo é novo e que pode parecer assustador às vezes, mas você é capaz, senão o chefe não teria atribuído a você essa responsabilidade. Precisamos de AÇÃO! MOVIMENTO! VAI! - elevou o tom de voz e saiu da ala logo depois.

    Os homens vestidos em paletós que acompanhavam o paciente não quiseram revelar a identidade do mesmo, o que já deixava todos desconfiados. Será que estavam tratando de algum criminoso? Pouco importava, fizeram um juramento e tinham que salvar a vida daquele homem, independente de quem fosse.

    ---------- Fim da narração de Miranda Bailey ----------



    Shepherd não gostava da forma que o seu novo residente o olhava, era como se quisesse copia-lo em tudo e isso o incomodava profundamente. No entanto, precisava focar na paciente que estava com a vida por um fio. Quando chegaram no quarto da paciente, ela já estava com dificuldades na fala e o olhar vago. Em questão de segundos ficou inconsciente.  

    - PREPARE A SALA DE CIRURGIA AGORA! Precisamos agir o quanto antes, senão será tarde demais e ela terá sequelas irreversíveis! Chame a enfermeira para guiar Srª Buckfield até a sala de espera! - ordenou ao Dr. Adams, talvez assim ele acordasse e fizesse algo de útil ajudando-o a salvar a vida da paciente. A mãe, Srª Elza Buckfield, estava desesperada e o neurocirurgião tentava acalma-la enquanto verificava a pressão arterial de Emma:

    - Precisamos da colaboração da senhora nesse momento. Sua filha é forte, mas a senhora precisa ser mais forte ainda para que obtenhamos a maior margem de sucesso. Não temos tempo para mais exames, é indispensável a cirurgia nesse caso. - explicou. - Agora a senhora vai com a enfermeira e não se preocupe, pois a manteremos informada sobre tudo que acontecer aqui. Pode ficar tranquila. - Com muita resistência, a mãe da paciente acompanhou a enfermeira, em prantos.

    Assim que Derek e o enfermeiro ficaram à sós com a paciente, iniciou-se a entubação. O anestesista foi acionado e seguiram todos para a sala de cirurgia, onde o resistente, Antony, já os esperava.

    FICHA DA PACIENTE:

    Conteúdo patrocinado


    Re: [!ON!] CHAPTER 3 - CHANGES

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Ago 20, 2017 2:14 pm