Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Compartilhe
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Zer0 em Seg Ago 14, 2017 9:28 pm

    Música sugerida:

    Michael parou na frente do prédio Nova Era. Era definitivamente um dos prédios mais ricos da área rica de Kesshite. Esses caras realmente queriam impressionar.  

    Entrou no prédio e o saguão enorme e perfeitamente limpo reluzia nos olhos dos convidados. A decoração, os móveis, os quadros de arte moderna na parede, a fina costura os uniformes dos funcionários, o cyberware dos seguranças. A conta só subia, não havia forma calcular aqueles gastos. O empresário ficou perdido e deslumbrado por aquelas cifras quando uma atendente com traços asiáticos, porém com um inglês perfeito se aproximou e disse:

    -Sr. Lim? O Sr. Yeong te espera no terraço. Por aquele elevador, por favor.

    Mike foi conduzido para um elevador com portas douradas e tapete vermelho. Tudo ali era caro demais, alguns diriam um verdadeiro desperdício de dinheiro, mas é claro que estava compensando,  ou já teria sido demolido. A viagem para o topo do prédio não demorou muito, elevadores normais possivelmente ficariam alguns longos minutos na interminável subida.

    Assim que as portas se abriram, o executivo adentrou em um restaurante incrivelmente bonito no terraço do edifício. Uma bolha de vidro isolava a cobertura dos ruídos e da poluição do mundo exterior. Quem gostaria de ouvir pessoas sendo baleadas até a morte enquanto jantam? Que coisa deselegante.

    Um homem asiático se levanta de sua mesa e acena para Michael, assim que se aproxima, ele diz:

    -Saudações, Sr. Lim. Eu sou o sr. Yeong e fui designado para te dar boas-vindas à cidade que nunca dorme. O que achou do local? Apropriado para a ocasião ou demais para seu gosto?  

    O restaurante estava quase vazio. Deveriam ser poucos os que conseguiam pagar por tudo aquilo. Yeong grita alguma coisa em coreano para um garçom, que assente e passa a informação por um comunicador para a cozinha. Os dois executivos se sentam a mesa posta cuidadosamente seguindo todas as regras de etiqueta então o asiático questiona:

    -Não vou me enrolar em formalidades antes de resolver algumas questões fundamentais, Sr. Lim,  espero que compreenda, mas todos da cúpula ficaram surpresos ao saber que a Society, depois de anos sólidos em Nova York ia se aventurar no turbulento mercado da 51 e ainda mais surpresos ao saber que você optou por jogar do nosso lado, e não dos nossos compatriotas. Diga-me, o que uma empresa de moda quer em uma fronteira de uma zona de guerra tão perigosa como A Faixa?

    Nesse último trecho algo acontece com a voz do anfitrião, como se ela desse uma leve travada antes de algumas palavras. Ficou claro que ele não sabia falar inglês, apenas usava um chip de perícia em seu pescoço.

    Sr. Yeong:
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7838
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Elminster Aumar em Ter Ago 15, 2017 8:36 pm

    O motorista da limusine deixou Michael Lim em frente ao ilustre prédio Nova Era. Ele desceu do carro com alguma pompa e deu uma leve ajeitada em seu blazer de prata com detalhes em dourado.

    - Não devo demorar muito aqui - disse ao motorista. - Quero você de volta dentro de uma hora.

    Para aquela noite, Mike havia deixado a sua pele lisa, num tom levemente moreno e livre de quaisquer tatuagens. Seus olhos estavam com uma cor de mel que combinava com os fios amarronzados de seus cabelos. Todas essas mudanças eram possíveis graças aos seus maravilhosos ciberwares. Ele era um verdadeiro camaleão da moda, tomando a aparência que quisesse conforme a necessidade.

    Os primeiros passos no interior do saguão do prédio foram bastante positivos. Era muito difícil impressionar alguém como Michael Lim, mas o executivo gostou de tudo o que viu, inclusive a asiática que viera lhe mostrar o elevador.

    -  Arigatou - Obrigado. Foi a primeira palavra que aprendeu em japonês quando soube que viria para Kesshite.

    Mike conferiu se as duas pistolas estavam bem firmes e discretas por baixo de sua camisa assim que as portas do elevador se fecharam. Ele aguardou chegar ao topo do prédio e o que viu lá em cima não era menos impressionante do que o que vira no saguão.

    Ele percorreu a distância que o separava do homem que lhe acenara em passos lentos. Aproveitou o tempo para observar os arredores e pensar em possíveis rotas de fuga. Michael Lim já não confiava em ninguém em Nova York, porque deveria confiar cegamente naquelas pessoas que vieram de tão longe para conquistar a América? Desconfianças a parte, seria bom ouvir o que aqueles homens de terno tinham a propor. Diziam que os asiáticos sabiam fazer negócios como ninguém.

    - Agradeço a hospitalidade - respondeu Mike frente aos gestos receptivos do Sr. Yeong. - O lugar me apetece. Se todos os prédios em Kesshite forem tão impressionantes como este aqui, eu não sentirei tanta falta de Nova York.

    Em parte Michael Lim estava sendo cordial e em parte estava sendo sincero. Se o objetivo do Sr. Yeong foi causar uma boa impressão logo de cara, ele havia sido bem-sucedido. Mike sentou-se à mesa e ouviu as palavras do coreano, surpreendendo-se pelo fato dele ir direto ao ponto. Era normal em reuniões assim haver muita conversa fiada antes dos interessados irem direto ao ponto. Ele não podia negar que gostava desse tipo de abordagem.

    Mike apoiou um dos braços sobre a mesa enquanto o outro descansava no encosto de uma cadeira ao seu lado, mostrando que estava relaxado frente ao seu interlocutor.

    - Bom, Sr. Yeong, como você deve saber, eu vendi a Society. Foram anos gloriosos frente a empresa, é verdade. Nós agenciamos os melhores modelos, fizemos de simples novatos a estrelas mundiais e ditamos tendências no mundo todo. Mas, de algum modo, tudo isso não pareceu ser capaz de atingir essa área, tão próxima e ao mesmo tempo tão distante de Nova York. Sabe a primeira coisa que eu pensei ao pisar aqui, Sr. Yeong? - Ele esperou um momento para que o Sr. Yeong pensasse na pergunta. - Eu pensei que estava pisando num novo mundo. Tudo parece diferente nessa região.

    Michael Lim tamborilava seus dedos sobre a mesa enquanto observa a sua volta para ver se o garçom estava vindo com a comida. Ele estava começando a ficar com fome. Voltando as atenções pro Sr. Yeong, complementou:

    - O que eu planejo aqui, Sr. Yeong, é construir algo totalmente novo. Criar algo que se adapte a esse "novo mundo" e talvez para que isso aconteça seja necessário fazer a moda ser mais acessível para os menos abastados. A propósito, foi bom você tocar no assunto. Como andam as coisas na Faixa?
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Zer0 em Qui Ago 17, 2017 8:24 pm

    - Eu pensei que estava pisando num novo mundo. Tudo parece diferente nessa região.


    Yeong sorri com o canto do rosto. Cada detalhe, cada palavra utilizada, cada expressão corporal fazia Mike subir ou despencar em seu quesito. Disse:
    -Você se engana. Esse mundo é velho, está ruindo à olhos vistos... Ele parece pensar em dizer algo, mas se contém.  

    - O que eu planejo aqui, Sr. Yeong, é construir algo totalmente novo. Criar algo que se adapte a esse "novo mundo" e talvez para que isso aconteça seja necessário fazer a moda ser mais acessível para os menos abastados. A propósito, foi bom você tocar no assunto. Como andam as coisas na Faixa?


    O asiático parece satisfeito com a resposta. Esfrega as mãos como se bolasse algum plano e então responde calmamente:

    - As coisas na Faixa andam prósperas para nós. Os caubóis não ficam avançando malditamente como antes. Perdemos algumas minas nos últimos meses, é verdade. Porém esse era um risco que estávamos dispostos a correr. Estamos concentrando nossas tropas em pontos estratégicos, idealmente conseguiremos tomá-las de volta em breve.

    Porém os assuntos militares na Faixa não são o que importa para o seu ramo. Como você deve saber, os Samurais compraram o território de Kesshite Nemuranai do Governo Americano há 23 anos. Ou seja, o povo de Kesshite é americano, a moda é americana, os ideais são americanos, os produtos consumidos são americanos.

    Temos que admitir que não pensamos como americanos, estamos sofrendo grandes perdas de mercado para empresas de transporte que trazem produtos de Evergrow e os vendem aqui pelo triplo do preço. Nossa primeira estratégia foi copiar os Caubóis, mas não é isso que queremos. Nós queremos mudar a mente da população, tornar cada cidadão de Kesshite um Samurai.

    Os senhores das maiores corporações de cada setor de Kesshite, presididos pela Arasaka, formam o T6. O grupo que manda na cidade. Devo lhe informar que a cadeira de Cultura está vaga no momento. O caríssimo Sr. Shiruku, da Asian Fashion, faleceu em um trágico acidente de Giro Aéreo logo que soubemos que o senhor viria a Nemuranai. O que me diz de participar de uma reunião do T6? Sem compromisso, apenas para conhecer os nomes que mandam no Norte do 51.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7838
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Elminster Aumar em Sab Ago 19, 2017 9:43 pm

    "Esse mundo é velho, está ruindo a olhos vistos." Lim sorriu ao ouvir essas palavras do Sr. Yeong, mas não disse nada. Não havia a necessidade. Velho ou não, aquele lugar era perfeito pros seus objetivos. A conversa prosseguiu com o Sr. Yeong explicando a situação atual encontrada na Faixa. Ele assentiu quando o oriental disse que os assuntos militares não eram de seu interesse e deu o seu ponto de vista sobre a ideia de transformar cada cidadão em Kesshite um Samurai.

    - Nós, americanos, sempre fomos muito patriotas - disse em tom de lamentação. - Não é algo de que me orgulhe, tanto é que estou aqui, deste lado da Área 51. Eu acredito que se as pessoas fossem menos fanáticas e mais sensatas, independente da raça ou cor, o mundo não teria passado por tantas guerras. Reprovo muitas atitudes tomadas pelo governo norte americano ao longo da história, mas isso é conversa para outra hora. O ponto que quero chegar, Sr. Yeong, é que você terá dificuldades em atingir esse objetivo.

    Em seguida veio o convite para que ele participasse em uma reunião do T6, Isso o pegou de surpresa. Se reunir com os principais nomes de Kesshite era o que ele precisava para conseguir abertura para entrar naquele caótico mercado.

    - Lamento pelo acidente do Sr. Shiruku. - Ele disse a palavra "acidente" com um certo enviesar de boca.  No mundo atual dificilmente as coisas aconteciam por acidente, embora sempre fosse essa a imagem que queriam passar. - Respondendo ao senhor, me sinto honrado com o convite e abrirei um espaço em minha agenda para que possa comparecer à reunião, é só me falar a data e o local do encontro. O que o senhor pode me antecipar em relação a esses nomes que fazem parte da T6?

    Ele tentaria extrair o máximo de informações possíveis dos manda-chuvas do pedaço, mas antes que ouvisse a resposta, Mike se perdeu por um momento reparando no Sr. Yeong. Com a exceção do chip que traduzia suas palavras em tempo real, ele parecia tão natural, tão limpo de ciberwares. E ele era mais novo do que Lim imaginou que seria antes de vê-lo pessoalmente. Pensando que a breve conversa não demoraria muito para acabar, o americano sugeriu:

    - Que tal uma bebida para brindarmos? Gostaria muito de experimentar a melhor que Kesshite tem a oferecer.
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Zer0 em Dom Ago 20, 2017 12:21 pm

    O ponto que quero chegar, Sr. Yeong, é que você terá dificuldades em atingir esse objetivo.


    Yeong sorri com o canto do rosto e diz:

    -Estou feliz que você não disse que é uma tarefa impossível. Nós sabemos que é difícil, porém é de extrema importância para o T6. Entenda, Sr. Allen, o Sr. Shiruku tinha uma mania irritante de dizer que as coisas eram impossíveis sem ao menos tentar. Você terá um conglomerado inteiro para sustentar suas apostas, nós precisamos apenas de seu talento.

    - Respondendo ao senhor, me sinto honrado com o convite e abrirei um espaço em minha agenda para que possa comparecer à reunião, é só me falar a data e o local do encontro. O que o senhor pode me antecipar em relação a esses nomes que fazem parte da T6?


    O asiático faz uma cara confusa, como se Mike tivesse falado alguma besteira:

    -Local? Ah sim, você é novo aqui. As reuniões são feitas pela Rede. Não há motivos para se deslocar até um local de reuniões com a tecnologia de ponta como temos hoje em dia, não é mesmo? Não se preocupe, eu lhe enviarei o "local" por E-mail.

    Sobre as outras companhias...
    Ele aproxima o pulso de um sensor no canto da mesa e a mesa inteira se torna uma tela touchscreen. Nós temos uma hierarquia dentro do T6, quanto maior o número, maior o peso do voto. São elas:



    6: Arasaka (ramo militar)
    5: Tech-Origami (Desenvolvimento tecnologico)
    4:  Daichi (Extrativismo mineral na Faixa)
    3: Kogane no Noto (Maior banco da Ásia)
    2: Kampek (Manipulação Genética)
    1: VAGO (Cultura e Sociedade)


    O peso do voto é determinado pela colocação da empresa dentro do T6, a colocação não é fixa, exceto pelo rank 6 ocupado pela Arasaka. É a Arasaka quem escolhe a ordem, então ela geralmente coloca uma empresa fantoche no Rank 5 para ganhar todas as votações, mas eu sei que você não vai apostar contra o chefão, estou certo?


    - Que tal uma bebida para brindarmos? Gostaria muito de experimentar a melhor que Kesshite tem a oferecer.


    Yeong dá uma risada controlada e responde:
    Me mandaram te dar boas vindas a Kesshite, isso não significa apenas tratar de negócios
    Ele ergue a mão e o garçom rapidamente aparece com duas taças de bebidas azuis com uma densa cobertura de fumaça que escorria para fora do copo. O asiático pega uma e brinda:
    Glória no passado, prosperidade no futuro
    Logo após o primeiro gole todas as luzes parecem ficar mais coloridas. Desenhos lindos começam a bloquear a vista, música clássica toca ao fundo (ou seria apenas ilusão?) Ao fundo a voz de Yeong distorcida diz:
    -Garotas, precisamos de ajuda aqui

    E agora?:
    Pode narrar o resto da sua noite. A sua bebida faz tudo parecer um longo sono. Você acordará em um quarto na cobertura de um hotel 5 estrelas
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7838
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Elminster Aumar em Seg Ago 28, 2017 11:29 pm

    - Eu coloco a minha mente a sua disposição e você fornece os braços para fazer o trabalho.

    Mike comentou de forma branda, apenas para ressaltar o que o Sr. Yeong dissera sobre contar com o seu talento. Quando o oriental falou que não seria necessário se deslocar até o local de reunião, instantaneamente Mike pensou: Então o que estamos fazendo aqui? Mas não disse  questionou isso em voz alta. Afinal havia sido um prazer para ele conhecer esse local. Ao invés disso, Mike escutou o peso dos votos dos membros do T6 e achou interessante que o responsável pelo ramo militar tivesse um peso maior que os demais. Isso diz muito sobre o que é esse lugar, analisou. Em relação a pergunta de Yeong, Mike ficou na duvida se aquilo foi uma tentativa velada de intimidação ou persuasão.

    - Quando eu faço uma aposta, eu aposto para ganhar - disse. Havia duas possibilidades de interpretação. A primeira era que ele não iria votar contra o líder do ramo militar, afinal, seria uma derrota certa. A segunda maneira de interpretar era que poderia haver meios de burlar o sistema implantado por Arasaka. - Espero que me entenda, Sr. Yeong, antes de tomar partido quero conhecer cada um desses componentes da  T6. Mal posso esperar por esse momento.

    O garçom traz as bebidas, e Mike não vê mal em experimentá-las. Ele mesmo estava curioso para saber o que serviam em Kesshite. O primeiro gole lhe fez enxergar uma miríade de cores que o deixou zonzo. Ele não tava esperando realmente por aquilo. Mike coloca a mão sobre os olhos, como se tentasse protegê-los da claridade do local, mas não havia nada de estranho na luz ambiente. A única coisa estranha eram os seus sentidos. Ele percebeu que duas garotas se aproximaram para ajudá-lo a se levantar. Desengonçado, Lim disse que não iria embora e acabou por derrubar a garrafa com o líquido azul sobre a mesa.

    Seria difícil lembrar de tudo o que aconteceu aquela noite. Ele lembra de ser levado de volta até o saguão pelas garotas, aonde o chofer de sua limusine o estava esperando, conforme o programado. Se normalmente ele era uma pessoa centrada, a bebida o fazia agir com instintos animais. A última coisa que se recorda foi ele ter insistido para que as garotas o acompanhassem. Por fim, acordou em seu quarto, sem saber como viera parar ali. Pareceu a ele ter dormido por dias seguidos e Mike se pegou preocupado com a hipótese de ter perdido a reunião da T6.
    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Zer0 em Seg Set 04, 2017 8:09 pm

    O relógio holográfico na parede mostrava que eram 10 da manhã. O quarto do hotel era enorme, grande demais para uma pessoa. Um café da manhã com alguns enlatados da melhor qualidade estava disposto em uma mesa para 6 pessoas.

    Nisso o celular do empresário vibra. Uma nova mensagem do Sr. Yeong

    A sua primeira reunião será hoje às 5 da tarde. Encontre um Dataterm e uns eletrodos e acesse o link que eu te passei. Prepare-se para embarcar na Rede


    Bem, ainda tinha algum tempo para se preparar para tal reunião. Será que valia a pena pesquisar sobre os outros participantes? Qual seria a forma mais eficaz de fazer isso? Tentar encontrar aqueles sabe-tudo das ruas? Invadir os sistemas das companhias com o auxilio de um Netrunner? Ou talvez realmente contatá-las e tentar firmar alianças?

    Esses pensamentos passavam pela mente incessante de Mike quando de repente a porta do banheiro se abre rangendo levemente, como se alguém estivesse tentando ser silencioso...
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7838
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Elminster Aumar em Sex Set 08, 2017 12:08 pm

    Mike tomou o café da manhã com um sabor insosso em sua boca, e não era pela qualidade do produto. Um sentimento de culpa por ter se dado ao luxo de ficar bêbado no dia de ontem se apoderava nele. Pensar que só havia sido um gole não aliviava a sensação de que ele poderia ter caído numa tremenda enrascada.

    O seu café-da-manhã foi solitário, com a exceção da mensagem que recebeu do Sr. Yeong e que foi lida sem grande entusiasmo. Michael Lim se deu o trabalho apenas de responder "Ok" e terminou de comer o enlatado. Então tenho apenas poucas horas antes da reunião começar, pensou. Não era um tempo ideal para fazer grandes investigações. Pensando nisso, ele foi pro banheiro tomar o seu banho matutino.

    Ligou as torneiras numa das temperaturas mais altas e entrou na banheira, onde se deitou, fechou os olhos e refletiu sobre o que deveria fazer no pouco tempo que tinha. Tomou um banho tão quente que quase sentia a água queimando sua pele. Ao seu término, foi para o quarto se vestir com o auxílio constante de seus apetrechos cyberwares, que sempre o deixavam com uma aparência rejuvenescida.

    Ele tinha decidido procurar por informações dos participantes na T6 na própria Rede, quando de repente ouviu a porta do banheiro ranger. Ele viu os resquícios de vapor quente de seu banho sair pela abertura. Igualmente tentando ser silencioso, Mike pegou a sua X-22 e se escondeu em seu closet, por onde havia finas aberturas que o possibilitava enxergar boa parte do quarto, e quem sabe, ver quem era o intruso. Enquanto achasse que estava bem escondido, ele aguardaria até descobrir quem era o sujeito, e principalmente, o que ele queria ali.

    Zer0
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 255
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Zer0 em Ter Set 12, 2017 3:30 pm

    @Elminster Aumar

    Escondido no claustrofóbico closet, Mike espia por uma fresta. Os passos silenciosos começam a soar ensurdecedores no quarto silencioso, com os sentidos à tona, o empresário segura firme sua pistola.  

    Parecem demorar horas até que surge uma figura feminina, vestida totalmente de preto remetendo aos icônicos trajes dos ninjas. Guardada no coldre estava uma pistola de peso médio, enquanto que no braço metálico havia uma segunda pistola, com um formato estranho. Não parecia ser letal, era semelhante a um grampeador, porém modificado por algum técnico entediado.

    A figura olha para a cama desarrumada e para os restos de café da manhã. Olha para a porta de saída, conferindo que não iria ser perturbada. Nesse momento encontra a carteira de Adônis repousando ao lado da cabeceira. Ela pega o couro nas mãos, escolhe um ponto e então dispara com seu grampeador. Coloca a carteira na mesma posição que havia encontrado e faz seu caminho de volta para o banheiro de onde tinha entrado.

    Combate?:

    Se achar que vale a pena sair de sua posição para entrar em um combate, aqui vão alguns dados.

    Esse seria um tiro à queima roupa, ou seja, tem dificuldade 10. Você tem 6 de reflexos e 4 armas curtas, além disso tem +5 de bônus pela emboscada. Ou seja, já tem 15 sem nem rolar o dado.
    Quando o tiro é muito fácil, é importante mirar aonde dói mais. Mirar na cabeça vai te dar uma penalidade de –4 e você ainda estará acima do necessário para acertar o tiro. É só não tirar 1 no ataque que já é um acerto.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7838
    Reputação : 33
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Elminster Aumar em Sex Set 22, 2017 1:20 pm

    Michael Lim observava quieto a misteriosa mulher entrar em seu quarto, mal ousando respirar para não ter a sua posição revelada. Ele estava preparado para atirar se fosse preciso, com a arma rente ao seu rosto. Seu coração, porém, palpitava com mais força do que teria palpitado outrora, em tempos em que ele era mais ativo nas ruas. Nos últimos meses se acostumara em demasia com escritórios e homens engravatados.

    Ele se mexeu levemente quando viu a mulher mexer em sua carteira com um dispositivo de grampo. Ele quase saiu do closet por impulso, mas conseguiu segurar um pouco mais. A mulher colocou sua carteira de volta ao lugar, e então se preparava para escapar, mas Michael Lim não podia permitir isso. Respirando fundo, Lim abre a porta de uma vez só, como que para assustar a mulher. Ele dispara com a sua arma, mas não em algum ponto vital da mulher; seria tolice matá-la sem antes obter algumas informações sobre qual era o seu propósito. Lim disparou contra a perna da mulher e depois apontou o cano na direção de sua cabeça.

    - Fique parada aí onde está! - disse. Ele não gritou como a maioria das pessoas teriam feito; sua voz era suave, mas fácil de passar o recado que queria. Se ela se movesse a partir dali, não haveria outra opção a não ser matá-la.
    Conteúdo patrocinado


    Re: [!Prólogo!] The invisible hand of the market (Mike)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Nov 22, 2017 9:19 am