Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [Um Lugar Diferente, Mesmas Pessoas] - Sienna

    Compartilhe
    Rosenrot
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 389
    Reputação : 35

    [Um Lugar Diferente, Mesmas Pessoas] - Sienna

    Mensagem por Rosenrot em Dom Set 17, 2017 12:09 pm

    A sede da Garda não era a coisa mais luxuosa que Sienna tinha visto naqueles dias. Era um prédio grande, mas simples. Cheio de janelas e carros da policia na entrada, não parecia um lugar muito convidativo ao primeiro contato. Não tinha sido difícil para o motorista chegar ali, já que era a única sede da Garda de Bray, ela provavelmente nunca tinha posto os pés naquele lugar, já que a relação familiar com o tio tinha sido cortada assim que ele se casou com a tal Fianna - que Sienna sequer chegou a conhecer -, quando sua mãe estava viva, elas - ela e sua irmã - ainda tinham um pouco contato com ele, mas isso se perdeu com o passar dos anos.

    O motorista procurou um lugar para estacionar e ficou aguardando a jovem Prata enquanto ela ia resolver o que pretendia.

    [...]

    Lá dentro, o ambiente era estranho e corrido, homens e mulheres entravam e saiam, vozes se exaltavam aqui e ali, Sienna pode observar a 'recepção' que não lhe passava um clima agradável. A mulher atrás do balcão mal lhe olhou quando a jovem foi até lá pedir por informações. Ela tirou um telefone do gancho e discou alguns números, avisando ao detetive O'Shea que alguém estava ali para lhe ver.

    Depois disso, ela indicou um corredor para Sienna e lhe deu as instruções para chegar a sala.

    O corredor era um pouco mais vazio, mas apenas acentuava aquele ar estranho de delegacia. A porta que a mulher tinha indicado para Sienna estava fechada, mas bastou apenas algumas batidas para alguém disse que entrasse.

    Lá dentro, Sienna pode ver um par te mesas, mas uma delas vazias, seu tio estava recostado a segunda e conversava com uma mulher alta de cabelos vermelhos curtos e olhos verdes brilhantes. Ela estava enfiada numa calça jeans apertada, numa blusa muito decotada e em botas de salto alto. Era de muitas maneiras uma mulher bonita e Sienna sabia, que os traços da mulher eram bem peculiares.

    Talvez fosse o jeito dos olhos, ou a compostura. Mas Sienna sabia que era uma Garou. No canto da sala, um rapaz estava sentado, ele vestia-se de maneira mais... Despojada, por assim dizer, usava calças jeans meio largadas e desgastadas, coturnos e uma camiseta de banda qualquer, também tinha um colete sobre a roupa que parecia pertencer a um moto-clube. Diferente da mulher, o rapaz tinha cabelos claros e olhos azuis, mas Sienna também sabia que era um Garou, ele levantou os olhos do celular por um instante e olhou para ela, moveu as sobrancelhas e sorriu de leve - e tinha um sorriso charmoso e encantador - antes de retorna a atenção ao que fazia.

    Ela pode pegar parte da conversa que acontecia em irlandês:

    "Não esperava te ver aqui tão cedo." - Seu tio falara

    "Ócios do oficio" - Respondeu a ruiva, antes de olhar na direção da jovem.

    Seu tio pareceu surpreso ao vê-la ali, tanto que demorou um pouco para reagir, e além do mais não tinha ideia de qual das meninas estava ali, frente a ele.

    - Oi! - Disse, meio sem jeito... Virou-se para os dois - a mulher e o rapaz. - Essa é minha sobrinha.. Esses são Evelyn e Donovan, filho dela, amigos de algum tempo que estão de passagem.

    A ruiva sorriu para a garota, mas não se aproximou e o rapaz apenas acenou com a mão.

    - Bom, vamos indo, nos vemos outra hora, Sean. - Falou, fazendo um gesto com a mão, o rapaz se levantou e ambos retiraram-se do lugar. Por um momento, Sean ficou ali, parado, apenas olhando para a jovem, antes de voltar ao mundo real e suspirar, ele ofereceu uma cadeira para ela, meio sem jeito.

    - Quer alguma coisa? Água, café...? Aconteceu algo grave? - Quis saber, enquanto fechava a porta e se voltava para a jovem uma vez mais.
    Persephone
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 335
    Reputação : 90

    Re: [Um Lugar Diferente, Mesmas Pessoas] - Sienna

    Mensagem por Persephone em Seg Set 18, 2017 12:18 am


    A ideia de visitar o tio veio de forma repentina. Agir por impulso era algo bastante atípico para Sienna, pois ela sempre tinha algo programado em sua mente. Esse comportamento só demonstrava o quão abalada ela realmente tinha ficado depois da conversa com Ayshane Smirnov. Quase como se tivesse sido a gota d'água para seu copo transbordar.

    Depois de dar a ordem ao motorista e avisar ao irmão que demoraria, a garota apenas esperou que o carro chegasse ao local. Não demorou muito para isso - Bray não era nenhuma Dublin. Porém, quando o carro parou, ela ainda ficou sentada com o olhar meio perdido, como se estivesse pensando se aquilo era uma boa ideia. Seu peito apertou na altura do pingente que sempre carregava. Era como se a peça queimasse sua pele e um sinal de que deveria seguir.

    Informou ao motorista que ele estava dispensando por hora e que ligaria quando tivesse terminado.

    Com passos bastante hesitantes, ela entrou naquele ambiente desconhecido. As pessoas passavam de um lado para o outro e não a viam, ocupados demais com seus próprios afazeres. Todos pareciam aborrecidos ou com trabalho demais. Sienna também não sabia exatamente como agir, pois sua etiqueta era voltada para a alta sociedade e toda aquela instabilidade emocional não ajudava na situação. A conversa com a recepcionista foi breve e indicou um corredor para que ela seguisse depois de avisar sobre a presença de alguém.

    Sienna respirou fundo e bateu na porta com os nós dos dedos. Como estava tensa e suando um pouco, ela se viu obrigada a retirar o blazer que usava. Esqueceu do curativo que estava carregando no braço depois de receber uma "patada" de Aeron em frenesi e ele estava exposto desde que ela entrou na delegacia. Quando ela foi autorizada a entrar, ela abriu a porta de cabeça erguida, mas parou quando viu que o tio tinha visitas. Estava vestida do mesmo modo que tinha ido visitar Ayshane: com um tubinho preto, salto alto preto e o cabelo preso numa trança de raiz. Não carregava muitos acessórios, mas ela tinha aquela aura aristocrática em seu andar.

    Primeiro os olhos dela logo captaram o tio que não via há anos e a bela mulher que estava com ele. Não demorou a perceber que ela tinha algo de "diferente". Sienna engoliu em seco e virou a cabeça para o lado, percebendo um rapaz ali no canto. Seus olhos demonstraram um certo espanto por conta da aparência dele - ele era diferente de tudo o que ela já tinha visto na vida. Quando percebeu que seu espanto foi indelicado, ela corou um pouco envergonhada e olhou para a frente de novo, ouvindo a conversa. Felizmente, não chegou a ver aquele sorriso dele, apesar de ter sentido o charme. Sienna também era extremamente bonita, um encantamento natural. Afora isso, possuía raça pura alta, uma aprência selvagem naqueles olhos azuis como um vidro e aparentava ser uma boa moça. Talvez perfeitinha demais, porém, inegavelmente encantadora.

    - O-Oi... - Respondeu ao tio, igualmente sem jeito, erguendo a mãozinha livre, do braço machucado, enquanto a outra segurava o blazer e a bolsa.

    Olhou para Evelyn e para Donovan - sendo mais demorada na mulher, porque tinha cometido uma gafe com o rapaz - e sorriu para ambos. Moveu um pouco a cabeça, mas estava um pouco tensa para passar toda aquela agradável sensação de bem estar numa conversa.

    - É um prazer conhecê-los. Eu me chamo Sienna O'Shea. - Apresentou-se, mas logo abriu e fechou a boca quando Evelyn começou a se retirar. - Eu posso esperar, tio...Eu não queria interrompê-lo, desculpa.

    Acabou falando depois que os amigos do tio saíram. Os dois ficaram em silêncio, ali, parados e se encarando. Sienna foi deixando a bolsa e o blazer de lado e, conforme eliminava o peso, seus ombros caíam um pouco. Perdia aquela postura perfeita, revelando uma fragilidade de uma menina de 16 anos que se sentia mais do que perdida. Agradeceu quando o tio ofereceu uma cadeira e suspirou.

    - Água, por favor... - Somente agora percebeu como sua garganta estava seca. - O senhor soube...não é? Quero dizer... - Pigarreou, olhando ao redor. - Sei bem que é bem ocupado e não tem mais contato com papai, mas...Parece que todos os cantos de Bray já sabem o que aconteceu. Papai...foi embora. Estou sozinha com Aeron e Aimee...E...

    Os olhos ficaram marejados, mas ela retirou a cópia do contrato da bolsa, deixando em cima da mesa do tio.

    - Presa numa armadilha.








      Data/hora atual: Qui Set 21, 2017 2:03 am