Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 1

    Compartilhe
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Larissa Aprill em Ter Out 17, 2017 8:05 am

    Hyun Hee ainda encarava a menina com uma expressão raivosa, ela começa a se justificar sobre a mala. Mas ele realmente não estava se importando com as perucas e maquiagem dela. Nem o fato dela ter visto as roupas dele e o sutiã.


    Seu diário, uma obrigação imposta pelo psiquiatra, deveria ser um segredo absoluto. Assim que a mídia descobrisse sobre sua condição mental, iriam fazer especulações e poderia prejudicar a empresa  OKF por conta disso. Ele sabia que para esconder seu "problema" seu tio o enviou para o EUA. E justo agora que conseguiu voltar, ficava apavorado com a idéia de perder esse contato com a família novamente.


    Quando a menina pergunta sobre a joaninha, Hyun Hee percebe que estava apertando o objeto esse tempo todo. E então ele afroxou um pouco a tensão dos punhos, apesar do objeto ainda estar escondido na palma da mão.


    Chae ainda tenta descontrair a conversa e faz coraçãozinho com os dedos, mas o rapaz não estava a fim de jogar conversa fora. Ele põem as duas mãos no bolso, uma delas ainda segurando o botom e sai andando pelo corredor. Ele escuta a última pergunta da garota.


    - Não, eu não vi.


    O ruivo começa a se afastar do corredor, iria procurar um lugar totalmente isolado ou simplesmente ir embora da escola. Pois não estava nem um pouco interessado no cronograma escolar . E com todas essas oscilações de humor, sinceramente não sabia o quanto mais ele conseguiria suportar.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1489
    Reputação : 398
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Luxi em Ter Out 17, 2017 8:20 am




    - Ele te agarrou? - tapou a boca mais uma vez. A história só ficava pior a cada nova informação. Se não tivesse visto o rapaz chegar daquele jeito, não acreditaria em nada disso. Ainda assim era muito difícil aceitar o que ela contava.

    A amizade dos dois nunca foi tão profunda. Frequentava a casa dos Park inicialmente como uma ideia de seu pai e sempre teve um respeito natural pelo irmão mais velho que a fazia travar um pouco a intimidade. Mesmo assim, tinha a imagem perfeita de um oppa do qual se orgulhava e era muito assustador ver isso ruindo em um dia.

    - Yerin! É, não pode ser! - concordou com Eunjoo e olhou assustada para a amiga, que tinha mencionado drogas. Fazia algum sentido isso? O rapaz tinha ido para a América, afinal. Lá eles eram um pouquinho mais soltos. Será que ele tinha encontrado más influências? Ficou preocupada. Assentiu. Também queria ficar de olho nele. Mais do que isso: queria conversar e já deixava isso explícito para amiga do segundo ano.

    - Sim, unnie, eu entendo. Não sei o que faria se visse o meu Mi… meu noivo agindo desse jeito, mas tem que ter algum motivo, alguma coisa errada que o fez agir assim. Seja forte. - A garota sorriu, satisfeita pelo abraço, que foi dado com bastante carinho. Conhecia o poder de um gesto como aquele e ficou muito feliz por adicionar um elogio de pessoas importantes à sua coleção. - Prometo que vou ajudá-la e falar com ele e, então, você vai ver, o oppa virá até te pedir desculpas. - encerrou baixinho. Queria muito conversar com Hyun Hee, mas como ele não estava por perto, achava melhor por enquanto ajudá-la a mudar o foco da conversa. Talvez seu amigo estivesse esfriando a cabeça... ou terminando ser devolvido por alienígenas e voltasse como uma pessoa normal no dia seguinte para as aulas.




    - Agora vamos tentar esquecer isso, tudo bem? Foco em algo positivo. Vamos pensar na festa do seu aniversário! Cadê o sorriso da aniversariante? Eu comprei um presentinho fofo, espero que goste.



    GodHades
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 95
    Reputação : 89

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por GodHades em Ter Out 17, 2017 10:54 am

    Parece que os amigos de Dong não estavam se entendendo, desde 'aquele dia'... Min Ho agia de maneira estranha, mais áspera... ou como os jogadores costuma dizer "Toxico".

    - Vê Ha Neul? É por isso que nunca se deve interromper o roleplay de um homem.

    Jogava a culpa em si mesmo já que fora ele quem interrompeu a mesa para atender Stella.
    - A cor que você escolher ficara ótima HaN. Suas expressões te descolam por si só, o cabelo é uma consequência.

    Hayoung parecia aqueles bichinhos fofinhos e abandonados, quando o dono não queria mais brincar com eles. Doía lhe o coração ve-la assim, ainda mais cedo. - Olá, outra vez. Pensei que só nos veríamos na saída, sentiu saudades?

    Um legitimo cavaleiro a rusticana, este era Ha Neul se levantando para a prima cabisbaixa. O fez antes que Dong pudesse.

    O amigo parecia estar muito mais ligeiro no gatilho, as meninas deixaram ele mais empolgado, provavelmente.


    - Não faça assim, Min Ho...

    O menear em negativa revelado por aquele jovem era pouco, mascarando algo mais enraizado, parece que esse problema com bolsistas e mestiços estava afetando a cabeça do amigo.

    "Ele tem suas razões, o bullying desmedido da nossa sociedade elitista pode ser tenebroso, especialmente para os que realmente estudam e passam muito tempo aqui..."

    Como poderia julga-lo?
    O termo impura lhe aborreceu um pouco, mas isso poderia esperar. Era o primeiro dia e nesta data as pessoas geralmente ficam mais nervosas, ansiosas. Dong se levantou e curvou de leve o rosto quando Stella falava os nomes. - É um prazer conhece-los, vamos nos dar bem.

    Deu um sorriso amistoso para eles, mostrando que não parecia incomodado. Hee Kyung não era um rapaz galante pois os óculos grandes lhe tiravam qualquer charme, ainda por cima não era alto, parecia até que seu uniforme estava meio folgado em seu corpo. Faltava lhe grandes atrativos mas pelo menos sua aura não era ruim ou desagradável como alguns que perambulam lá.

    Olhou Ui Jin de relance, notando aquele constrangimento sutil do rapaz, mas preferiu nada dizer, apenas guardou para si a risada.

    Natalie Ursa
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 130

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Natalie Ursa em Ter Out 17, 2017 11:59 am

    MiSoo deu um aceno animado para Jung quando ele se despediu, não tinha a intenção de tomar mais tempo do garoto, mas sabia que precisaria dedicar os próximos minutos às explicações que os olhares de suas amigas inquiriram à tenista.

    Viu Yewon ir embora correndo atrás dele e achou melhor assim, pois não estava com vontade de ter aquela menina por perto por muito mais tempo.

    Olhou para a Mia depois do comentário sobre a carteirinha e respondeu, meio implicante:

    - Já passamos dessa parte em que eu esqueço a carteirinha. - deu de ombros e encarou a amiga com um sorriso quase inocente, se fazendo de desentendida.

    MiSoo virou-se para Eun Bi quando ela fez a pergunta e sorriu gentilmente para ela, mas estava preocupada com a amiga. Tinha ouvido todas aquelas palavras amargas do menino que também era um dos motivos pelo qual estivera meio desanimada até então. Queria conversar com a amiga e consolá-la, mas achou que o momento não era o mais apropriado. Se Eun Bi estava se esforçando para não ficar ainda mais desanimada durante este primeiro dia de aula, MiSoo iria tentar ajudá-la nisso também. Por isso a garota lhe respondeu prontamente à pergunta, sem deixar o sorriso em seu rosto morrer:

    - Ah! Eu demorei muito? Descuuulpa!! Não queria lhe preocupaaar!! - usou a desculpa para dar um abraço reconfortante na amiga e depois começou a explicar enquanto contava nos dedos o que tinha feito - Eu entreguei o bonsai, me desculpei, ele aceitou as desculpas e o bonsai NA PRIMEIRA TENTATIVA!! E depois, vocês conhecem a amiga de vocês! - fez uma carinha de alguém que fora pego no flagra, cobrindo o rosto com as mãos -  Eu sempre falo muito… Acabei falando e falando e por isso demorou tanto. - riu - E eu achava que ele nem aceitaria me ouvir. Ando tirando muitas conclusões erradas.

    Percebeu que BoMi também estava quieta e inclinou a cabeça para o lado, para vê-la melhor. Sabia que BoMi e Mia eram do grupo de garotas da turma que suspiravam pelo garoto com quem também mal falavam e talvez tenha sido essa admiração à distância que acabara por contribuir a visão errônea que MiSoo tinha dele. Mas estava incomodada com o comportamento de BoMi. Será que ficou triste por ela mesma nunca ter conversado muito com o “príncipe” da sala?

    MiSoo tinha ouvido o comentário de BoMi, mas seu sorriso tinha dado uma leve murchada:

    - Yewon devia arranjar algo melhor para fazer do que se irritar com qualquer coisinha assim. Ela já tinha me lançado um olhar tenebroso desde que eu me aproximei deles. Só podia fazer parte daquele grupo venenoso… - fez uma careta entediada, mas voltou o olhar preocupado à BoMi - Desculpa se ter ido falar com ele incomodou vocês. Eu não achei que acabaria conversando de fato com nosso colega e… Bom, não falarei mais com ele se isso incomodar vocês. - falava com sinceridade, tinha conversado direito com ele só por breves minutos e não iria pisar em cima de suas amigas só por causa de uma “possivelmente” recente amizade.

    Mas o comentário de Mia tirou um pouco da tensão no tom de voz de MiSoo, que respondeu com um olhar de assombro, enquanto pousava as mãos nas laterais do rosto:

    - Aigo! É verdade! Tenho até medo do resto desta manhã! Já aconteceu demais em tão pouco tempo… E eu que achei que a única “novidade” no primeiro dia de aula seriam só os bolsistas mesmo…

    MiSoo ouviu à Eun Bi com um sorrisinho meio envergonhado no rosto, pois realmente tinha dito coisas que faziam parecer que odiava Jung Mi. Não era isso. Era a indiferença que ela julgava ser uma constante nele, que a incomodava profundamente. Com a posição de respeito que ele tinha na turma, achava que poderia resolver alguns graves problemas que acontecia por ali, mas agora, depois de falar com ele, imaginava que talvez Jung Mi não tivesse nem a habilidade social nem a postura necessária para pôr alguma ordem no bando de adolescentes descontrolados que eram. Talvez fosse gentil demais para fazer algo.

    Encarando a amiga com mais um olhar surpreso, respondeu:

    - Claro que estou mais sorridente! Eu completei a missão com sucesso! - deu um pulinho alegre, vibrando com a palavra sucesso - Eu acho que entendi porque costumam gostar tanto de Jung Mi em nossa sala. - meneou a cabeça positivamente de forma um tanto cômica, embora houvesse ficado um pouco mais séria agora -  Eu gritei com ele, fiz um comentário maldoso e ele reage sendo gentil comigo agora, sendo amigável… Agindo como uma pessoa normal! Não entendo mais nada. - bufou e jogou as mãos para o alto - Mas pelo menos já me sinto bem melhor por ter me desculpado apropriadamente e talvez eu tenha até feito um novo amigo. - desta vez sua expressão de espanto foi bem exagerada - Ele foi gentil comigo, disse que cuidaria direitinho do bonsai e até que iria me manter informada do estado dele. Até ganhei um elogio e conversamos normalmente!!! … Nas medida do possível… - se referia a si mesmo e em como não era a pessoa mais normal conversando, já que acabava normalmente falando coisas que não necessariamente importavam à quem estava ouvindo - Por hora, o “ódio” à Jung Mi, está suspenso. Ele passou no teste. - começou a rir depois da última frase que disse.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1617
    Reputação : 217
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Gakky em Ter Out 17, 2017 7:06 pm

    Jae-ki presta atenção nas respostas dos garotos sobre suas matérias favoritas, com certeza eram inteligentes também, haviam passado na prova. Apesar do seu temperamento estourado, ele sabia como ser um bom amigo, infelizmente não era muito valorizado por isso. Eles brincavam sobre as habilidades românticas do Kang e Jae-ki ria também.  A reação do Kang foi engraçada. Quando Won Bin comenta da mochila, Jae-ki respondeu:

    - Cara, pode entrar na minha frente quando tacarem algo em mim, eu deixo.

    Mas quando Kang perguntou sobre Eun-bi, foi como tocar na sua ferida. Não queria falar disso, mas Kang acabou quase insistindo, Jae-ki lançou um olhar irritado para ele, como uma ameaça silenciosa. O outro ergueu as mãos e Won mudou o assunto para ele mesmo. Imaginar Won Bin se escondendo igual minhoca era engraçado. Jae-ki não tinha esses problemas para falar com garotas, para ele era tudo igual, falar com garotas ou garotos, porque era só falar. Infelizmente falava demais ás vezes e era muito sincero até com garotas. Não ficava nervoso, mas não era um conquistador, e seu problema com elas era de outro tipo.

    - Não é tão ruim, se pensar nisso, Won Bin não vai se meter em problemas - Disse com um olhar amargurado.  

    No momento em que Kang falou dos seus "contatinhos", Jae-ki franziu as sobrancelhas e implicou:

    - Contatinhos? Ahhhhh, o Kang é um conquistador, araso*... (*entendi)

    Ao falarem sobre comida, Jae-ki sentia mais fome, mas era um assunto que chamava sua atenção. Won Bin fala do refeitório e Jae-ki corta logo sua ideia:

    - Não acho que o refeitório vai estar aberto hoje, esses ricos não devem pensar que estamos com fome, mas tentar não vai matar...

    Pelo menos essa era a opinião de Jae-ki, mas quando Kang dá a ideia do almoço grátis, o rosto de Jae-ki se ilumina e um sorriso aparece no seu rosto:

    - Uwa! Sério? - Virou para Won para ouvir a resposta dele e completou - Nada de pode ser, já é cara, eu já tô lá.

    Deu um tapa nas costas de Kang, um pouco forte, mas de amizade. Porém toda essa conversa o fez ficar ainda com mais fome e ansioso pela hora do almoço, muito ansioso. "Jiral! Por que ainda é tão cedo? Essa hora tá demorando a passar! Quero comer, quero ir para casa, quero dormi... Tudo menos ficar aqui... Aishi, mas ainda tem tanta coisa..." Além disso, comer era uma boa forma de esquecer algumas preocupações. É claro que ele não voltaria para comer lá no dia seguinte, não gastava dinheiro com almoços fora, mas adorou o combinado de Kang para este dia.

    - Aishii... Que fome... E ainda tá cedo... Deve ser porque acordei muito cedo.

    Ailish
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 79
    Reputação : 95

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Ailish em Ter Out 17, 2017 10:34 pm

    Após as apresentações finalizadas e o curto episódio de Chae perdendo o pertence que realmente parecia ser especial devido ao nervosismo da menina e a pressa para encontrá-lo, o grupo seguiu até os amigos citados por Stella. Vez ou outra, lançava olhares para Ui-Jin, imaginando se a sua atitude mais o constrangeu do que o ajudou, pois acabou atraindo uma atenção que ele provavelmente não desejava. Entretanto, não se desculparia e nem perguntaria... Isso só iria deixá-lo ainda mais desconfortável. Conforme se aproximavam, Sunny fitou por alguns instantes um dos meninos se afastar, mas não percebeu nada demais na postura dele.

    Assim que pararam diante do trio, Sun-Hee abriu um pequeno e simpático sorriso, esperando Stella terminar. Como a garota, eles também não carregavam a mesma aura de grande parte dos alunos e alunas. Rapidamente correspondeu o aceno, mas estendendo-o a todos – Oi, gente... Podem me chamar só de Sunny.

    A maneira educada e a tentativa de soar charmoso de Ha Neul provocaram risinhos. Ela esticou a mão para ele e inclinou a cabeça de leve – Igualmente, senhor – logo, entrelaçou os dedos frente ao corpo depois do cumprimento e continuava observando cada uma das presenças, se concentrando em Dong quando ele levantou e curvou o tronco de modo respeitoso – Sim, nós vamos – concordou, ainda sorrindo.



    - Estávamos planejando dar uma volta, conhecer melhor o lugar e se inscrever nos clubes... Gostariam de vir com a gente? – Sunny coçou a nuca – Nos sentimos meio perdidos também. Aqui é tão... grande... – olhou para Stella e, de repente, lembrou-se de algo – Ah, claro... Eun-Seok, participará da festinha que as meninas estão organizando? E você, Hayoung? Achei muito gentil, até porque, elas não tem ideia de quem somos. Na verdade, embora seja o aniversário de uma amiga delas, parece que a intenção é unir as meninas novas com as antigas – balançou os ombros, não mostrando um interesse absurdo, mas pelo visto, decidira aparecer, mesmo que por poucos minutinhos – Se não ficarem incomodadas ou já não terem combinado com outras pessoas... bem... Podemos ir juntas, não é, Lee Hi? – ela tocou o braço da amiga para incluí-la na conversa.

    Não queria ir, porém não cometeria tamanha desfeita sem motivos verdadeiros.

    Era mais reclusa, quieta e não gostava de tumultos e coisas do gênero.

    Mas o que há de tão terrível numa reuniãozinha de meninas?

    - Eu não lembro os nomes, mas elas eram do segundo ano. Hmm... Talvez seja legal.

    Só que diferente de Lee Hi, que certamente já mostrava a animação de antes, Sunny não tinha tanta certeza, não por portar qualquer desconfiança sobre as desconhecidas – e por que teria? - no entanto... não sabia explicar.

    De qualquer forma, nem percebeu que relaxava naturalmente ao lado do grupo tão destoante dos outros... e isso estava longe de se revelar um defeito, pelo menos da primeira impressão que teve do pessoal.

    Claro que opiniões são... mutáveis, tanto para o bem quanto para o mal.

    Não lhe faltavam exemplos, aliás.
    Persephone
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 732
    Reputação : 381

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Persephone em Qua Out 18, 2017 12:11 am

    [HYEMIN]

    Yerin deu de ombros diante das reações das meninas. Talvez suas palavras tenham sido exageradas, mas vale lembrar que Hyun ficou sob influência de uma cultura diferente e muito mais aberta do que a que eles viviam, além de ter passado por um trauma. Não era difícil, pelo menos para ela, fazer esse tipo de associação. Seria mais fácil comprovar tendo o garoto na mesma sala, seria quase um experimento de laboratório para observar.

    Claro que ela não precisava dizer isso para as meninas que continuavam muito sensíveis ao tema, por isso ficou quieta a partir desse momento. Era aí que o carisma e o jeitinho meigo de Hye Min se faziam presentes. A garota conseguia cativar as pesssoas, desde que ela se empenhasse para isso - também podia cativar a antipatia, era apenas uma questão de interesses. E Eun-Joo, sensível como estava, era facilmente cativada por Hye Min.

    - Eu serei sim. HyeMin-ya - Eun-Joo respondeu em meio ao abraço. - Esperarei por esse dia. Tenho certeza de que ele voltará a si.

    Fungou uma última vez e forçou um sorriso de aniversariante, como Hye Min via sugerindo.

    - É muito gentil de sua parte, não precisava. - Sorriu um pouco mais abertamente. - E quanto à festa? Fiquei tão perturbada com a chegada dele que me desliguei do que combinamos. Está tudo bem?

    - Está tudo como o esperado, aparentemente. - Yerin comentou. - As meninas estão chamando as....novas.

    - Ótimo. Isso vai me fazer bem. Não acredito que temos que conviver com pessoas assim. Já basta as pessoas estranhas que essa escola já tem. - Eun-Joo meneou negativamente.

    - Será divertido.

    - E quem não for?

    - Diremos que sobrou bolo. - E Yerin não conteve um micro sorriso no canto dos lábios. - Será mais divertido ainda. Se forem da minha turma, eu filmo e mando pra você.

    - Obrigada.

    Eun-Joo levou a mão até o peito e parecia visivelmente melhor. As três logo começaram a retornar à sociedade, saindo daquele momento privado. Quando Yerin focou a atenção no que acontecia ao redor, viu que Hayoung estava no meio de pessoas que não deveria. Os olhos dela se cerraram e ela olhou para Hye Min.

    - Você pediu uma pet, Hye Min. Deveria cuidar dela. Olha onde ela está... - Indicou. - Se aquelas meninas não forem, você vai mirar na Hayoung hoje. Fui clara?

    Yerin encarou seriamente a amiga. Hayoung era uma "responsabilidade" de Hyemin porque foi apenas por conta dela que a menina tinha entrado no grupo. Nada mais justo do que a própria Hyemin desse a lição. Yerin tinha dito a ela que Hyemin não seria obrigada a fazer nada, apenas assistir. Mas se elas perdessem alvos por conta de Hayoung, bom, Hyemin teria que discipliná-la para provar que não foi um erro total tê-la no grupo.


    [DONG E SUNNY]

    Hayoung tinha se sentado ao lado do primo depois que Ha Neul cedeu o lugar. Observava a retirada de Min-Ho sem dizer nada ou se meter, mas logo sorriu para a pergunta do primo.

    - Um pouquinho - Fez o gesto com a mão.

    Mas não prolongou muito o assunto, porque logo Stella se aproximou com um novo grupo. Hayoung os encarou com curiosidade, focando os olhos principalmente em Kim - porque era um menino muito bonito que fez suas bochechas corarem. Pelo menos, ela soube se portar, porque não sabia se aquela menina era a namorada dele. Parecia que sim.

    - Olá, Sunny, Kim, Lee-Hi. Eu sou a Hayoung. - Apresentou-se novamente.

    Dong dizia que sentia que eles se dariam bem e Stella esboçou um sorriso aliviado. Lee Hi era a única que se sentia um pouco deslocada, mas continuava ao lado de Sunny e Kim. Tanto Hayoung e Stella pareciam tranquilas até ouvir o comentário de Sunny. Pouco a pouco, o sorriso de Stella foi murchando a ponto de virar uma expressão de preocupação. Já Hayoung, foi arregalando os olhos e abaixando a cabeça enquanto coçava a cabeça discretamente. Kim analisou aquelas mudanças e perguntou.

    - Algum problema?

    - Ah...Não. Quer dizer...Ainda não me falaram dessa festinha.

    Stella a encarou na mesma hora, com as sobrancelhas franzidas e Hayoung focou os olhos em Sunny.

    - Sei que é aniversário da Eun-Joo-unnie, mas eu estive ocupada e não me falaram que decidiram fazer uma festa.

    - Mentirosa. - Stella soltou.

    - Mwo? Mworago? (Que?! O que você disse?!). Oppa, ela está me chamando de mentirosa!

    - Mas você está mentindo e sabe disso. - Stella já começava a ficar vermelha. - Não sabia que você ia mudar tão rápido.

    - Mudar? Do que você está falando? Você nem me conhece, Stella. Você é amiga do Dong, não minha! - Levantou-se, meio aborrecida. - E veja que tipo de amiga você tem, Oppa, ela chama sua prima de mentirosa!

    - Mas é!

    - Para com isso! - Hayoung bateu o pé no chão. - Quem é você para me chamar de mentirosa?! Uma ninguém!! Aishaaa

    Hayoung ficou irritada por conta do atrevimento de Stella. Apesar de ser uma menina diferente das que ela andava, ela ainda era uma herdeira ranking 1 que tinha acabado de ser confrontada por uma mestiça ranking 3. Stella acompanhou a saída irritada de Hayoung e olhou para o trio.

    - Claro que ela sabe dessa festa, são as amigas dela que estão organizando. Eu também fui chamada. - Stella disse. - Mas eu não vou. E sei que vou pagar por isso depois. Então, se eu fosse vocês, iria só para não virar um alvo fixo depois, como eu. Essa escola... - Engoliu em seco. - Ela não é como aquela propaganda diz. Eu ainda não entendi porque essas meninas estão sorrindo para todo mundo, mas começo a desconfiar do porquê. Então, Sunny, vá, aguente firme e amanhã será esquecido. Não vá e vocês duas serão perseguidas. Aconteceu comigo.

    Os olhos dela começaram a ficar avermelhados de novo e ela olhou para Dong.

    - Sinto muito por ter brigado com sua prima. Não foi minha intenção espantá-la, muito menos o Min-Ho. Entende por que eu não respondo suas chamadas? Porque afasto as pessoas de você.

    E sem esperar mais explicações, ela se virou para sair dali. Kim estava tentando assimilar ainda o que tinha acabado de acontecer e Lee Hi levou a mão até a boca.

    - Eu não tô sabendo de festa nenhuma. - Ha Neul cortou o clima. - Mas...Sei lá, tenham cuidado mesmo.

    Não podia falar da lista e do que tinha ouvido, porque não queria mesmo assumir essa culpa e ser um alvo. Não queria dar razão para Min-Ho depois.

    - Certo. Obrigado....Eu acho. - Kim olhou para o grupo e encerrou o olhar em Sunny.

    [MISOO]


    Eun-Bi deu um sorriso para MiSoo e a recebeu no abraço, correspondendo com a mesma intensidade.

    - Não demorou nesse sentido. Você demorou demais com o Jung Mi, que quero dizer. Não imaginei que a conversa fosse render tanto. O que aconteceu ali? - Não conseguiu conter o sorriso e continuou abraçada à amiga. Ouvia as explicações dela, meneando positivamente e acabou aumentando o sorriso. - Caramba, jamais podia imaginar isso.

    Bo-Mi continuava quietinha no mesmo lugar, mesmo que estivesse feliz pela amiga ter tido sucesso em sua missão. Porém, uma coisa a chateava um pouco: em sua mente romântica, onde os casais davam certo, ela imaginava que, por alguma obra do destino, MiSoo fosse acabar se transformando numa irmã sua. Suspirou, mas se assustou quando MiSoo falou com ela daquele jeito.

    - Ahm? Não! NÃO! - Arregalou os olhos, mexendo as mãos em negativo. Que isso? Você não precisa fazer isso, MiSoo-ya. Na verdade, eu estou mais preocupada é com a Yewon mesmo. - Não era de todo mentira. - Ficar pouco tempo perto dela já me fez mal. Ela suga nossas energias e agora acho que se antes viviamos numa guerra fria, agora ela vai declarar guerra mesmo.

    Fez um beicinho.

    - Ele aceitou seu bonsai. - Escondeu a boca com as duas mãos, visivelmente chocada.

    - Gostaria de dar alguma palavra otimista, mas acho que vai ser um pequeno inferno mesmo. - Eun-Bi comentou, ainda abraçada à MiSoo- Pois vamos estar preparadas, hm? Ela sempre ataca vitimas sozinhas e nós nunca estamos sozinhas. Não se preocupe, MiSoo, eu comprei uma raquete para o clube de tênis e não terei medo de usá-la.

    Sorriu, encostando a lateral da cabeça na de MiSoo.

    Mia tinha ficado um pouco chateada com o veneno que Yewon destilara para ela. Sabia que não era a menina mais feminina do mundo, mas magoava quando atacavam sua aparência assim. Ninguém precisava apontar ou chamá-la de menino, para que ela soubesse que não era muito delicada e tendia a ser mais bruta. MiSoo, Eun-Bi e Bo-Mi eram tão perfeitas e meigas...MiSoo tinha aquele jeito solar, um sorriso cativante e um humor maravilhoso. Eun-Bi podia ser, facilmente, a próxima Miss Coreia com a altura, postura e beleza que tinha. E Bo-Mi era aquela gracinha de menina, toda delicada. Já ela...

    Enquanto isso, MiSoo finalizava sua história, contando como estava feliz por estar errada. Pelo menos tinham tirado a impressão de Jung-Mi e ele podia ser considerado um novo amigo do grupo. O menino tinha passado no teste e tudo parecia bem...

    Bem a ponto de explodir.

    O grupo seguiria até as carteirinhas e a movimentação já estava quase toda voltada para o ginásio agora. Provavelmente foram as últimas, assim como tinham sido as últimas a chegarem, praticamente.

    Felizmente, elas não viram nenhuma outra confusão




    Você pode escrever mais uma vez, se quiser, Ursa. Mas não é fundamental.

    Agora todos esperem as últimas respostas de Dong, Sunny e Hye Min (esses sim precisam) e vai ter turno geral na próxima rodada. Espero que tenham curtido o esquema de interação. Depois que o trio responder, todos estarão no mesmo tempo, finalmente o//
    GodHades
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 95
    Reputação : 89

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por GodHades em Qua Out 18, 2017 2:34 am

    "Ahhh uma volta... meu lado sedentário diz para ficar aqui, sentado, pastando... mas eu acabei de dizer que era para nos darmos bem."

    - Quer saber? Vamos ver o lugar sim.

    Eis que Hayoung e Stella começaram a trocar farpas, da maneira mais estranha e inesperada possível, para Dong. Ele chegou a acompanhar as expressões da Stella murchando antes das duas baterem boca.

    - Não acho que Hayoung seja uma mentirosa, algo nessa conversa não me soa coerente.

    Afinal mesmo que ela estivesse mentindo, ninguem gostava de levar o dedo na cara, ainda mais na frente de estranhos e ser chamado disso ou daquilo.

    Se Hayoung mentiu ou não ela teria seus motivos, Dong não a ve como uma pessoa maldosa.

    As duas pareceram agir um pouco além do que o rapaz estava acostumado, ainda assim, não ficou muito alarmado.

    Deixou as duas mãos dentro dos bolsos enquanto observava, e ouvia.

    "Me jogaram num tiroteio verbal... se eu concordar demais compro um dos lados, se não concordar serei omisso... O que o Capitão America faz uma situação dessas? Não tem escudo que te proteja disso. Mesmo os de vibranio."

    Sua dor de cabeça começou a latejar de leve. Pois a prima tinha uma voz que quando ficava histerica, podia ser bem alta.

    - Espera, Hayoung... aisshuu ela já foi. Tão fofinha e tão bravinha.

    Encarou bem Sunny, Kim e Lee, um climão ficou mais do que evidente mas isso não mostrou abalar Hee Kyung.

    - Quando ela bateu o pé no chão achei que iriam trocar pontapés na minha frente.

    Ele fechou os olhos e balançou o rosto pelo menos duas vezes, respondendo as palavras de Stella.

    - Não se preocupe Stella-shi eu aprendi uma vez que... até mesmo amigos brigam e discordam as vezes. Mas só os amigos de verdade.

    Afinal era fácil e comodo estar sempre com um sorriso e concordando com tudo que você pensa.

    No fundo Dong esperava que elas se entendessem mais tarde, seu otimismo clamava por essa ideia. Seria um longo periodo e um bate boca simples como esse, por causa de uma festa futil dessas, não deveria servir de estopim para um odio milenar, pelo menos não com tanta coisa para se pensar.

    Primeiro a prima, agora Stella, ambas se retiram na pressa. Usualmente o mocinho iria atrás de uma delas, talvez até seguraria num dos braços em uma cena onde misteriosamente começa a chover. Dong entretanto, teve que conter o riso por causa da cara que Kim fez, sem entender bulhufas do que se passou. Coitado. No fim as duas foram embora mesmo pois o primo acho melhor assim. Na vida real se uma mulher esta brava é melhor não mexer com ela.

    - Bem vindos a WangJo, colegas. - Falou devagar e depois fez um pequeno beiço onde solta um suspiro para cima, mexendo a franja dele com o ventinho. - Com isso estão quase batizados. O batismo de fogo real será na tal festa exclusiva, ai as coisas vão ficar quentes.

    Literalmente vão.

    - Ainda querem dar uma volta? Quem sabe, tomar um café.

    Estava precisando de um gole urgentemente depois de tudo isso. Ameaçou pegar na alça da mochila caso eles ainda topassem. Ha Neul provavelmente sabia mais do que estava dizendo mas não iria aborda-lo agora na frente do trio.


    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1489
    Reputação : 398
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Luxi em Qua Out 18, 2017 8:07 am




    Hye Min assentiu. Já bastavam as pessoas esquisitas que a escola tinha mesmo! Que ideia estúpida era colocar bolsistas ali dentro. Provavam-se como animais de espécies diferentes, sem dúvida. Um deles tinha acabado de provar como era violento e incontrolável. Não esperava menos dos outros bolsistas. Além disso… tinha aquele outro grupinho de gralhas, aquela menina que não calava a boca e ficava com aquela vozinha fina terrivelmente irritante com aquele rosto pequeno de passarinho. Torceu o nariz só de lembrar.

    No entanto… tinha descumprido uma regra. Não foi diretamente grossa, mas não sorriu para as bolsistas. Será que isso implicaria em ausências na festa? Mordeu o lábio preocupada. Tinha esquecido completamente da ordem para serem educadas e gentis naquele momento. Não que tivesse feito algo, mas esbarrou sim no grupinho. Podia ter sido mais legal. Dado um sorriso… O rosto irritante de Joo Hyuk veio em sua mente.

    Definitivamente não. Não ia dar sorrisinho para aquele grupo idiota. Respirou fundo. As duas garotas ali não precisavam saber disso. Deixava que “as mais velhas” (ainda que Yerin tivesse a mesma idade) decidissem aqueles detalhes, até que a chamaram por causa de Hayoung.

    Piscou e virou o rosto imediatamente, sentindo um golpe no estômago de novo.  Hayoung estava… naquele grupo. Arregalou os olhos e paralisou por um minuto. Será que aquela imbecil estava fazendo amizade com ...? Será que estava contando as coisas dela? Ou pior… não. Se ele estava fingindo que não a conhecia, então nunca falaria nada a seu respeito. Mesmo assim, sentiu uma raiva tremenda daquela cara de fuinha no meio do território inimigo e mais ainda do grupinho maldito, que estava seduzindo a sua monstrinha. Hayoung era dela, fazia as coisas para ela. Por que queriam roubá-la?

    E agora, ainda por cima, estava levando bronca de suas amigas importantes por causa dela! Seu lábio subiu um pouco, simulando xingamentos que não saíram. Ela lançou um olhar de ódio para a menina, até que a garota visse. O contato visual raivoso durou até que ela saísse daquele meio e viesse até elas. Hyemin exigia isso e Hayoung saberia no momento que olhasse para ela.  

    - Posso saber o que você estava falando com aqueles desclassificados? - disparou quando a menina apareceu, fazendo um showzinho pela rainha do segundo ano. -  Eu espero que o que quer que tenha sido, não atrapalhe a festa da unnie. Ela já sofreu bastante por hoje. O que é que aquele grupinho tem demais? Seu primo escolheu péssimas amizades, espero que não seja um problema genético. Tome cuidado com o tipo de lixo que você anda. Não quero que pensem que eu tenho alguma coisa com isso. Ouviu bem? Que não se repita.




    Natalie Ursa
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 130

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Natalie Ursa em Qua Out 18, 2017 12:17 pm

    MiSoo ficou descontente ao ouviu as palavras de BoMi sobre Yewon. Não desejava arrastar suas amigas à um “confronto direto” só por ter conhecido melhor Jung Mi. Era um motivo estúpido… Mas a garota em questão também era. Não achava que o que tinha feito era errado, principalmente porque estava consertando algo de muito errado que fizera! Mas se tivesse que sofrer as consequências, como se houvesse cometido outro erro leviano, preferia lidar com isso sozinha - os ataques injustos daquela garota e seu grupo. A ajuda das amigas sempre seria bem vinda e MiSoo ficava muito feliz em saber que estavam ali por ela, mas se recusava a permitir que elas sofressem as consequências de suas escolhas. Tinha que fazer algo para não afetá-las também.

    Depois do que BoMi e Eun Bi disseram, MiSoo comentou, com seriedade:

    - Esta escola anda precisando de uma boa limpeza… De pessoas que desejam controlar vidas que não lhe dizem respeito. Parece que existem só para arruinar a vida dos outros. Como quando queriam implicar comigo porque eu não era tão magra quanto elas. Podem até se chamar de rainhas, mas sobre nós não vão reinar. - fez uma careta emburrada, soltando Eun Bi, inflando as bochechas e cruzando os braços, mas logo deu uma risada e relaxou a postura - Já estou me sentindo um general de guerra! Fiquei muito tempo sem jogar tênis e acabei assistindo filme demais! - começou a dar mais risadas e apoiou o rosto no ombro de Eun Bi - Se incomodarem muito usamos as raquetes nelas até ficarem todas quadriculadas! Mas sua raquete nova não merece ser agredida pelos rostos delas! Tem que usar uma bem velha e suja. - comentava maldosamente em meio aos risos.

    Alguns dos comentários da garota poderiam lembrar as amigas que como MiSoo poderia ser bem maldosa quando queria. Ainda bem que isso não tornava-a igual as garotas do grupo rival.

    MiSoo não tinha percebido o incômodo de Mia, até porque nem ouvira as palavras de Yewon para ela e agora estava ocupada com o assunto sobre a possível guerra que tinha acabado de criar.
    Ailish
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 79
    Reputação : 95

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Ailish em Qua Out 18, 2017 3:39 pm

    Se ela soubesse que o simples comentário iria gerar tanta confusão, Sunny não teria dito absolutamente nada. Conseguiu visualizar o exato instante em que a expressão de Stella modificou-se para traços mais angustiados e nervosos. O próprio sorriso de Sun-Hee também desmoronou conforme relembrava cada palavra, na intenção de buscar os motivos de tamanha alteração no humor. De tão surpresa, os olhos se arregalaram e chegou a entreabrir os lábios, pronta para lançar a pergunta que já estava na ponta da língua, mas Hayoung agiu de modo mais rápido quando Kim questionou sobre algum problema, indicando que todos perceberam o climão tenso e súbito. Sunny dividia olhares de Hayoung para Stella, principalmente em Stella. Porém, quando a prima de Dong começou a falar, foi obrigada a fitá-la e assim não parecer falta de educação ou desinteresse. Ela até tentava mostrar um sorrisinho... sem sucesso. O gesto soava completamente artificial.

    Mas nenhuma reação se comparou com a explosão de Stella.

    - E-Eun-Seok? - sussurrou, chocada.

    Ambas iniciavam uma discussão e Stella dizia coisas... assombrosas, além de ofender Hayoung, que negava copiosamente os insultos e mostrava-se chateada com as acusações... Só uma pessoa muito falsa para mentir assim, de maneira tão descarada.

    Ou idiota.

    Sunny acompanhava a situação até o desfecho.

    Calada.

    Cheia de raiva, Hayoung abandonou o grupo em passos duros e violentos, como quem pisa nos vermes. Sun-Hee apenas a observou pelo canto dos olhos antes de voltar a fitar Stella. A única atitude foi de demonstrar que havia entendido cada frase, mas não chegou a respondê-la ou sequer se moveu para impedi-la de ir embora. Não conhecia Eun-Seok. Nem Hayoung, ou Dong... Não conhecia ninguém daquela escola. Mas Sunny conhecia as pessoas, ao menos acreditava nisso. O rapaz de óculos defendia a prima e não transmitia uma imagem preocupada com o que acabou de acontecer. Não soube se a frase sobre pontapés e pisões teve a intenção de amenizar o ambiente, mas balançou a cabeça e forçou outro sorriso rápido.

    O rosto continuava a carregar uma seriedade latente, realçada pelas sobrancelhas curvadas e a sombra de um beicinho se instalou na curva sinuosa da boca, e ela não disfarçava o quanto a cena a incomodou, e combinada com os dizeres dos rapazes, tanto de Dong e Ha Neul...

    Montava um cenário.

    Sunny suspirou... e captou o momento que a Gremlin e Hayoung começavam uma interação, mas por conta da distância, não era possível escutar nada, mas não precisava. Ela encarou a dupla por um longo tempo, e ficaria na troca até elas se afastarem ou que a encarassem de volta, e caso conseguisse a atenção... o olhar permaneceria introspectivo e... direto, detalhe que poderia sugerir a hipótese de "não participarei dessa palhaçada". E talvez fosse verdade, afinal - De fato, esse infeliz atrito foi mais explicativo do que aquela longa e detalhada cerimônia de boas vindas - fitou Dong e Ha Neul - Obrigada, meninos.

    Entretanto, o olhar de Kim captava o seu, e Sunny acenou com o queixo.

    - Café? Não... Mas se nos levar para beber algo menos amargo, aí sim terei certeza absoluta que seremos grandes amigos. Vocês ainda querem, pessoal? - falava com Kim e Lee Hi, não desejando atropelar suas vontades.

    Apesar da imagem tranquila depois do ocorrido, por dentro, Sunny sentiu alguma coisa se partir ao lembrar da feição de Stella enquanto expunha o que parecia ser um desabafo.

    Não parava de pensar nela...

    E no que essas meninas fizeram para deixá-la tão machucada.
    Persephone
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 732
    Reputação : 381

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Persephone em Sex Out 20, 2017 1:50 am



    Os alunos tiraram um grande proveito do intervalo de meia hora. Para os alunos novos era o momento adequado para realizar um reconhecimento do território - fosse das pessoas ou do ambiente em si. Já os alunos antigos, podiam observar os novos estudantes ou simplesmente colocarem a conversa em dia entre si.

    Para Sunny, foi um momento para descobrir mais sobre as pessoas. A menina esteve muito distraída durante o vídeo para entender a diferença que havia entre aquela propaganda e o que Stella disse ser realidade. Para piorar, Dong não negou o que Stella disse, pelo contrário, ele endossou. Afinal, dissera que o verdadeiro batismo seria na tal festa que as meninas novas eram convidadas.

    Lee Hi trazia uma expressão de dúvida agora, sem saber o que fazer. Segundo a menina de traços ocidentais, era uma espécie de sinuca de bico: se fossem, seriam humilhadas apenas uma vez. Mas se não fossem, seriam perseguidas por todo o resto do ano. Ela não sabia o que era pior, até porque, diferente de Sunny, ela estaria sozinha na turma do 2º ano, apenas na companhia de Chae - que já tinha dito que não poderia ficar, por questões particulares.

    O trio seguia com Dong, Ha Neul e Ui-Jin na direção do refeitório do prédio central - havia um refeitório para cada bloco. A diferença era o conteúdo oferecido nos diferentes horários. Naquele intervalo, o que ficava disponível eram as máquinas automáticas - um paredão delas. Serviam bebidas quentes - uma de vários tipos de café, outra de chá-, frias, guloseimas - chocolate, biscoito, doces estranhos, chicletes - até com frutas. Uma inteira só de frutas.




    As máquinas de bebida quente e frutas, eram desbloqueadas de graça. As outras, eram pagas e cada ícone tinha seu preço ao lado do número. Era uma forma de estimularem uma alimentação mais saudável. Também havia bebedouros espalhados pelo prédio inteiro, para que ninguém reclamasse de sede. Para Sunny foi mais fácil chegar até esses lugares, porque foram guiados por Dong. Ao longo do caminho, poderiam conversar. Kim puxou assunto com Dong, comentando sobre a mochila dele, principalmente. Não demoraria para que eles logo começassem a falar de jogos, porque Kim era um pouco gamer também e curtia. Ui-Jin e Ha Neul pareceram empolgados com isso.

    Ha Neul já cogitava numa mudança, quem sabe? Mas isso era uma maldade que ele não colocaria para fora. Porém, ele perguntou sobre RPG e Kim disse que nunca tinha jogado pessoalmente, só lido algumas coisas por fora.

    Lee Hi suspirou para Sunny, vendo que a conversa logo viraria só para meninos. A garota estava mais preocupada com a tal festa.

    Enquanto o grupo conversava, veria um outro trio de perdidos caminhando juntos.

    Kang, Jae-Ki e Won-Bin tinham entregado a jaqueta para a Srtª Yang. Diferente do que Jae-Ki tinha pensado à princípio, não era necessário o acompanhamento de câmeras ou coisa do tipo. Era só entregar e tudo bem, fora que havia duas testemunhas ali. Pelo menos, ao longo do caminho, eles puderam conversar - e rir - bastante. Provava para Jae-Ki que o dia teve sim seus pontos fracos, mas começava a apontar alguns pontos positivos. Um deles tinha sido encontrar Won-Bin e Kang.

    O outro foi encontrar aquelas máquinas. Kang era um tanto quanto cara de pau e perguntou à Srtª Yang onde eles poderiam lanchar, se a escola tinha lanchonete ou coisa assim. A Diretora Assistente informou o caminho para o refeitório e explicou que ele abria duas vezes: durante o intervalo, mas sem buffet e durante o almoço que era serviço das 12h às 13h, mas que só começaria no dia seguinte. O trio logo ficaria diante daquele paredão de máquinas e um refeitório super bem equipado. O lugar era extremamente limpo e tinha cores que ampliavam o ambiente. Eles perceberiam um grupo maior conversando, mas não houve muito tempo para mais conversas. Apesar de parecerem pessoas legais - com exceção de Ui-Jin que tinha uma cara sempre fechada e comia seu bolinho de arroz em silêncio - era melhor não se meterem com meninas bonitas. Ainda mais se estivessem acompanhadas.

    E, por falar em menina bonita, não demorou para que mais uma se aproximava - tinha cabelos escuros e usava coturnos. Estava falando ao celular e deu a entender que falava com uma delas - Lee Hi. Chae suspirou, meio desanimada por não ter encontrado sua joaninha. Estava realmente abatida por isso, mas logo perguntou sobre as novidades. O grupo se afastou antes que o trio conseguisse ouvir qualquer coisa sobre a tal festa.

    Os novos alunos, de modo geral, começavam a se entrosar.

    A única exceção aparente era Hyun Hee. Depois de um desagradável reencontro com a ex-namorada no lago e ver a “joaninha” no corredor, era hora de buscar um novo ambiente para que conseguisse colocar a cabeça no lugar. Infelizmente, ele não podia ir embora do colégio. O lugar só liberava os alunos com autorização do responsável ou depois das 12h. E Hyun tinha que pelo menos ver ou fingir se importar com os clubes que teriam sua exposição iniciada dentro de muito em breve.

    Enquanto ele perambulava por aí em sua solidão, começaria a notar melhor o ambiente. O colégio continuava bonito como sempre, mas era diferente. O bloco e a vida que ele tinha quando estudou ali, era outro. Agora ele podia começar uma nova página, ainda que se sentisse preso aos fantasmas do passado. Alguns antigos amigos do segundo ano o olhavam à distância, como se ele fosse um animal em exibição, mas ninguém parecia muito afim de se aproximar. Também havia aqueles que não se importavam muito, mas esses eram os que menos populares que não viam motivo para status social. Durante a caminhada, ele daria falta da jaqueta e, se voltasse no lago, veria que estava vazio. Talvez agora ele pudesse ter momento de paz.

    E paz era algo que Hayoung não estava tendo agora que era confrontada por Hyemin. A menina disse que não contou nada, mas que Stella a chamou de mentirosa e, provavelmente, já tinha contado alguma coisa para as alunas novas. Apesar de sua defesa, o olhar de Yerin já foi sua sentença. Tentou clamar por perdão, mas a Rainha de Gelo apenas encarou Hyemin, como se dissesse que ela sabia muito bem o que fazer, na hora certa.

    As meninas se afastaram enquanto MiSoo, Mia, Eun-Bi e Bo-Mi chegavam. Pegaram as carteirinhas sem cruzar com mais ninguém e puderam perambular pelo colégio até o momento que o ginásio fosse aberto. MiSoo ainda era alvo de risadinhas por parte de Eun-Bi, mas a implicância não durou muito  -até porque, era uma implicância saudável.


    [...]


    O intervalo chegou ao fim às 10:30 e, pouco a pouco e em ordem, os alunos eram direcionados até o Grande Ginásio coberto. Não era o Ginásio onde havia a pista de patinação no gelo, mas era o que agrupava os esportes coletivos, além de ter uma pista suspensa de atletismo. Tinha um teto bem alto e era um ambiente amplo.

    Painéis foram montados com divisórias enquanto mesas brancas com cadeiras coloridas eram ocupadas pelos capitães de cada clube. De modo geral, os clubes eram separados por nichos: artes, humanas, exatas, esportes e uma área especial para clubes mais específicos. Os painéis traziam fotos, estatísticas e premiações. Caso o clube tivesse algum experimento ou alguma medalha, era exposto na mesa como um incentivo para que chegasse mais gente.

    As vagas eram ilimitadas - até porque, existiam só 80 alunos naquele bloco - e cada aluno podia fazer parte de, até, 3 clubes. A única obrigação era ajustar os horários porque muitos clubes se cruzavam. Os alunos podiam analisar os clubes, ler e conhecer um pouco mais.A diferença é que, no caso de competições, existiam os reservas e o time principal ou os melhores na habilidade e aqueles que seriam apoio. Não era necessário saber, mas precisavam acompanhar o ritmo avançado de quem já sabia. Os líderes sempre eram pessoas que entendiam o que estavam dizendo, geralmente do 3º ano, mas também do 2º. O nome do professor de cada clube ficava listado no painel, em destaque, mas ele não estava presente.

    Antes dos alunos caminharem por ali, a família Wang andou primeiro, sorrindo e parabenizando os jovens pelos feitos.

    Os Capitães ocupavam seus lugares (segue os dos clubes escolhidos, até então)

    Clubes e Capitães):


    Grêmio Estudantil


    Artes


    Atletismo


    Botânica


    Culinária


    Dança


    Esgrima


    Hipismo


    Informática/Robótica


    Literatura


    Mecânica


    Moda


    Música-Coral
    ~

    Natação


    Politica


    Radio


    Teatro


    Tênis


    Vôlei


    Xadrez




    Sem nomes ainda D: tenham dó! Mas vários já têm nomes u,u

    Os alunos podiam escolher e conversar um pouco mais acerca do clube. Teriam tempo, 1 hora e meia para isso. Tudo o que deveriam fazer era se inscrever no formulário e entregar ao capitão - ou simplesmente pegar para analisar e entregar até sexta-feira. As atividades dos clubes só começariam, de fato, na semana seguinte. Para os veteranos era fácil de decidir, para os novatos era uma verdadeira prova cheia de dúvidas e incertezas.

    Eun-Bi caminhou de modo seguro até o clube de dança e seguiria para o de tênis. Bo-Mi escolheu rádio, música e dança. Mia era a capitã do clube de vôlei e ficava só com esse. Jung Mi foi até natação, grêmio estudantil e deixaria o 3º em aberto, por enquanto, pois estava em dúvida. Yerin foi em artes, hipismo e grêmio estudantil. Yewon foi em natação, grêmio estudantil e esgrima. Ha Neul e Ui-Jin foram direto em informática que tinha sido incorporado à robótica também. Ha Neul ainda pegou o formulário de dança e era o capitão do clube de xadrez. Ui-Jin foi em culinária, apenas pelo formulário também e se inscreveu em xadrez. Min-Ho foi para informática e xadrez. Taemin foi em natação, dança e mecânica. Gyu-Sik foi em política, literatura e música. Stella foi em literatura, botânica e deixou o 3º em aberto.

    Kang foi em informática, mas também pegou dança e ficou em duvida no 3º. Lee Hi queria música e dança; Kim queria teatro, política e literatura enquanto Chae pegaria culinária, música e pensaria em dança, desde que passasse no teste físico.

    Depois de tudo decidido e discutido, cada um poderia seguir seu rumo. As meninas novas parecia muito animadas com a festa, mas Sunny e Lee Hi, pelo menos, ainda não sabiam o que fazer quanto aquilo. Nem todas as alunas antigas sabiam da tal festa, o grupo de MiSoo e Han Soo-Na, por exemplo, estavam de fora. Stella seguiu para saída sem nem pensar meia vez, fugindo daquilo.
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1489
    Reputação : 398
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Luxi em Sex Out 20, 2017 10:34 am




    Naquele dia, Hyemin não roubaria bolinhos de Uijin. Além de não estar sozinho, a garota tinha assuntos para repor com as amigas. Perambulou por aí com elas, seguindo Yerin para onde ela fosse, mas dessa vez mantendo Hayoung bem perto, já que tinha que controlar melhor sua cachorrinha. Entre as amenidades conversadas, quis confirmar os clubes que escolheriam e quase revirou os olhos ao ouvir que Hayoung não tinha desistido do Tênis, mas o humor foi recuperado ao ver a família Wang no local.

    Ela sorriu largamente e se curvou em respeito, acenando de volta empolgada, como se eles de fato tivessem a intenção de cumprimentá-la em vez de simplesmente passarem como modelos. Assim que eles deram as costas, fez uma carinha fofa e encostou o rosto no ombro de Yerin.




    - Ele é tão lindo! - suspirou apaixonada, fazendo uma voz fininha. - Quais será que eram os clubes do Miwoo na época da escola? - fez um biquinho. - Queria descobrir…

    Ali estava o primeiro assunto que poderia ter perguntado a ele quando conversaram sobre a escola. Realmente gostaria de saber. Seria ele um cavaleiro? Um excelente esgrimista? Ou talvez tivesse praticado dança? Ela o imaginava em cada um daqueles clubes com uma roupa típica. Aos suspiros, lembrou-se de suas obrigações e olhou Hayoung, de má vontade fazendo um gesto para que fossem se inscrever em Tênis. Curvou-se ao ver a loira que se tornaria sua sunbae.

    - Olá, bom dia. Eu gostaria de... - parou e arregalou os olhos. - Ah, unnie, que cor de cabelo mais linda! Ficou parecendo tão natural!! - sorriu e curvou-se em respeito. - Bem, gostaria de continuar no clube de Tênis. Prometo me esforçar para a competição. - Já assumia que competiria e se colocava como capaz para isso.

    Em seguida, foi a vez do clube de Culinária. Imitou a reverência.

    - Sunbae, com licença. Gostaria de me inscrever no clube. Fui a capitã do meu bloco no ano passado e espero que possa aprender mais este ano com você.

    Por último, escolheu Moda, quando colocou a mão na frente da boca.

    - Nossa, sunbae. Eu poderia reconhecê-la como parte do clube de moda em qualquer lugar. Seu rosto é perfeito como de uma modelo. É tão obviamente dona de bom gosto. Por favor, me aceite como sua donsaeng no clube. - curvou-se em respeito.

    Satisfeita após suas inscrições, voltou saltitante até Yerin, aguardando as outras amigas.



    Natalie Ursa
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 130

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Natalie Ursa em Sex Out 20, 2017 11:16 am

    Logo após retirarem duas carteirinhas, aparentemente depois de quase todo o resto da escola, o quarteto se dirigiu ao ginásio para a parte de escolha de clubes. MiSoo, EunBi e BoMi foram juntar se inscreverem para dança. MiSoo estava super feliz que BoMi tinha se rendido à dança e ia fazer companhia às outras duas. Tinha praticamente se pendurado no pescoço dela depois que terminaram a ficha e entregaram. Queria que Mia estivesse junto também, afinal ela agora seria a única de fora de um clube em conjunto com suas amigas. Depois disso BoMi se separou das duas, que foram fazer a inscrição para o clube de tênis. MiSoo também estava muito contente que a amiga lhe acompanharia em seu esporte favorito.

    Tinha chegado a hora do último clube e MiSoo iria sozinha desta vez. Sua alegria desapareceu um pouco ao encarar a estande do clube de moda. Tinha que ir porque a mãe lhe obrigara…

    MiSoo voltou os olhos ao clube de botânica antes de se aproximar na mesa do de moda. Não tinha se decidido por ele, mas se lembrou do que Jung Mi lhe dissera. Já tinha participado de culinária e botânica em outros anos, antes de entrar na dança e gostava bastante dos dois, só que agora, depois do comentário do garoto, sua vontade estava pesando levemente mais para o lado de botânica. Infelizmente não poderia se inscrever nesse clube, pois se sua mãe descobrisse que tinha ido contra a indicação dela, teria novos problemas em casa e já julgava ter o suficiente por lá.

    MiSoo encheu os pulmões de ar,  voltou-se novamente na direção do clube de moda, pegando o formulário, mas acabando sem vontade de preenchê-lo naquele momento, já que tinham o resto da semana para fazê-lo. Não pretendia desobedecer a mãe, só não sentia-se com vontade de entregar naquele momento.

    Depois de guardar o formulário na mochila, MiSoo juntou-se à EunBi para esperarem por BoMi. Queria tentar convencer Mia a se juntar à elas no clube da dança, assim poderiam ficar todas juntas, mas não queria atrapalhá-la no estande do clube de volêi, então iria esperar até que a garota do segundo ano estivesse livre outra vez. Enquanto isso iria continuar com EunBi e BoMi. Iam se sentar na arquibancada e conversar um pouco mais, enquanto podiam observar a movimentação do local.
    Ailish
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 79
    Reputação : 95

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Ailish em Sex Out 20, 2017 1:22 pm

    O assunto sobre a festa não rendeu novos comentários. Com todos do grupo concordando em caminharem um pouco pela instituição antes de seguirem até o local onde seria realizada as apresentações dos clubes, não coube espaço para o prolongamento do pesado episódio. Os meninos notariam que Sunny destoava das outras meninas do colégio e era naturalmente simpática e gentil, apesar das reservas, não excluía ninguém, nem mesmo o mais tímido, Ui-Jin. Fazia perguntas casuais e mostrava um verdadeiro interesse. Em determinados momentos, o olhar demorava-se mais tempo nas feições da amiga, e ela percebeu que Lee Hi travava uma luta interna... que tinha ligação com o estúpido evento.

    Quase podia ler seus pensamentos, mas nada acrescentou... ainda.

    No refeitório, ela escolheu chá de morango e assim que a bebida atingiu o paladar, Sunny sorriu discretamente diante da inevitável comparação mental...

    O da titia era bem mais gostoso.

    Dong se mostrou um excelente “guia turístico” e quando iniciaram a conversa sobre jogos e coisas do tipo, Sunny apenas acompanhou a interação, já que não entendia muito desse universo, mas continuava a prestar atenção neles, rindo algumas vezes graças a animação dos meninos.

    Aproveitou para dar uma olhada ao redor, reparando nas pessoas... alguns, em especial, pois pareciam se sobressair perante outros, não por serem melhores ou não. E no meio destes, o trio de rapazes passava rente ao de Sunny, fazendo-a lançar um breve olhar, porém nada demais, apenas por impulso, até porque, Chae surgia depois de ligar para Lee Hi e perguntar aonde estavam. Sun-Hee fez uma expressão chateada quando ela contou que não achou o pertence, e na intenção de ajudá-la, sugeriu que ela perguntasse na Secretaria, pois talvez tenham achado e deixado por lá. Era uma pequena hipótese, mas não custava tentar, né? Enfim, eles fizeram hora ali até o horário marcado para o início das exposições, papeando enquanto se enchiam de doces e derivados.

    [...]

    O ginásio já estava bastante cheio, todavia nada apertado considerando o tamanho do lugar. Cada ponto mostrava-se perfeitamente organizado nas repartições respectivas e com painéis tão explicativos quanto convidativos. Mesmo tendo na mente suas opções, diversas outras despertaram a curiosidade de Sun-Hee. Como possuíam o clube de Música em comum, ela, Lee Hi e Chae foram juntas se inscrever. Depois, Sunny foi ao de Literatura e, por fim, o do Grêmio Estudantil. Tirou as dúvidas necessárias com os Capitães, e decidiu não esperar até sexta-feira para oficializar as escolhas.

    Sunny aguardou uma brecha a sós com Lee Hi. Elas esperavam os garotos terminarem as inscrições – Lee Hi... Eu vou à festa - disse de súbito.

    A voz soava baixa e séria.

    Ignorando qualquer reação, Sun-Hee prosseguiu:

    - Não tenho medo dessas meninas. Minha vontade é de ir embora, ignorá-las porque não estou disposta a ser o divertimento de ninguém. Então, de um jeito ou de outro, independente das consequências, pretendo deixar isso claro para elas – Sunny respirou fundo - É a minha decisão. Você é livre para optar pelo que desejar, mas saiba que te apoiarei, tá bom? – sorriu de canto – Ficaremos bem, não se preocupe.

    Depois disso, se Lee Hi não falasse mais nada, Sunny ficaria calada até o retorno dos meninos, caso voltassem a se reunir.
    isaac-sky
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 756
    Reputação : 175
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por isaac-sky em Sex Out 20, 2017 4:33 pm

    Entregar a jaqueta para a diretora-assistente havia sido muito simples.

    ”Tá vendo Jae-ki? Não causamos nenhuma guerra mundial, foi só devolver!” pensou quando viu que havia ocorrido tudo bem.

    Kang era mais “atirado”, percebeu que o amigo não tinha papas na língua e não deixava a vergonha o impedir de saber de algo.
    ”Meu Deus cara, vão achar que somos um bando de esfomeados!” arregalou os olhos mas a Srta Yang calmamente explicou como funcionava o refeitório.

    -Um refeitório de alto nível, vou ter de ficar de olho nas quantidades haha - comentou quando se viu diante das máquinas com Kang e Jae-Ki.

    Viam as garotas e o grupo grande que conversava ali perto. Jae-ki pelo que tinha falado parecia ser do tipo que evitava as garotas bonitas por conta de experiências ruins, vide sua última discussão no auditório. Mas no caso de Won era mais uma questão de timidez, talvez só Kang fosse doido o suficiente para socializar em qualquer grupo.

    Num acordo não-verbalizado os três não se aproximam do grupo. Uma das garotas, muito bonita por sinal, falava ao telefone e parecia chateada com algo. Mas o grupo e a garota se afastaram antes de Won saber qualquer coisa.

    ”É como se existissem diversos universos nessa escola, cada um e cada grupo é tão diferente um do outro…”

    O tempo passava rápido e logo mais escolhas deveriam ser feitas.



    -Eu sou o único que tá meio nervoso aqui? - disse Won para Kang e Jae-ki. Sentia as mãos suarem um pouco. Escolher um clube talvez fosse algo trivial em outra escola, Hwang mesmo nunca ligou pra nada extra-curricular tirando seus treinos de tae.
    Mas na Wangjo é diferente, tudo ali é grandioso e tudo é importante: Won se sentia diante de uma escolha importante, como se fosse um soldado escolhendo por qual causa lutar.

    Kang já havia falado sobre os clubes que queria, Jae-Ki também já devia ter suas escolhas. Sabia que se separaria dos novos amigos pelo menos agora para escolher e nas atividades desses clubes.

    -Bom, hora de escolher os clubes. Até daqui a pouco - disse, um tanto absorto em seu nervosismo.

    Won andou observando atentamente os capitães e seus clubes, todos pareciam interessantes a sua maneira. Rumando para a mesa do clube do atletismo, parecia uma escolha óbvia. ”Assim posso desenvolver minha resistência física e…”

    Algo o incomodava. Se sentia caindo em velhos vícios e no que se sentia confortável.

    Sem perceber havia parado e começou a se lembrar de uma conversa de alguns anos atrás.

    Spoiler:


    Won ainda era iniciante no tae. Naquela tarde estava chateado com algo da escola, tinha sido ignorado pelo único amigo que achou que tinha em sua sala e estava descontando num saco de areia com chutes imprecisos e displicentes só com a perna direita.

    Sentiu a espinha gelar e parou repentinamente quando ouviu o mestre Baek se aproximando.

    “Continue a chutar” lembrou do mestre dizer. Hesitou por um instante mas o olhar do mestre era tão penetrante que o fez voltar a chutar repetidamente.
    Parou quando se cansou.

    “Eu não disse para parar” o mestre respondeu e Hwang prontamente continuou o movimento repetitivo.
    Sem energia para continuar Won caiu para trás depois de dar um último chute.

    No chão Won ouvira o mestre:

    “Um homem sábio sabe que nunca conseguirá um resultado diferente se usa a mesma estratégia toda vez. Use a perna esquerda também” disse e se afastou deixando o garoto sem entender exatamente o que havia sido esse conselho.

    Foi a primeira vez que Won percebeu que o mestre Baek ensinava a ele e seus alunos muito mais do que uma luta, mas sobre a vida também.


    ”Se eu continuar fazendo as mesmas coisas...vai ser igualzinho na outra escola. Não, eu vou...vou fazer diferente”

    Se virou numa decisão de momento e se dirigiu até a mesa do clube de música.

    -Err...hmmm, o clube aceita alguém que não domina um instrumento musical ainda? - perguntou, completamente sem graça. Se recordara das duas vezes que tentou tocar num violão: apesar de gostar de rock e muito de música no geral ele nunca havia explorado esse lado artístico.

    ”Se...se isso me ajudar a me expressar melhor...vai valer a pena”

    Aguardava a resposta e se não houvessem problemas se inscreveria no clube de música



    Ainda atordoado pela decisão de momento que fizera Won olha para a mesa do clube de teatro.

    ”Pff, eu no teatro? É mais fácil uma pedra criar alguma expressão facial e atuar num musical que eu ter alguma habilidade em sequer falar em público”

    Sua mente dizia uma coisa, mas seus pés outra.

    Se viu diante da mesa do clube de teatro.

    -Oi, é...eu vim me inscrever - sem graça também, ele completa o procedimento para inscrição no clube.



    Com os clubes escolhidos Won procuraria os amigos depois que tivessem escolhidos os seus.
    ”O que foi que eu fiz?”

    -O que foi que eu fiz? - disse para os dois, como se tivesse cometido um grave crime de guerra -Digo, eu...meio que agi no impulso agora. Escolheram seus clubes?

    Ouviria os amigos mas sentia metade da atenção no que acabara de decidir ainda.

    ”Eu vou usar a perna esquerda”

    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1617
    Reputação : 217
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Gakky em Sex Out 20, 2017 8:35 pm

    Depois de entregar a jaqueta, Jae-ki se sente aliviado, talvez tivesse se preocupado demais com isso, nenhum policial surgiu dos arbustos. Achou legal que Kang perguntasse logo sobre o refeitório. Quando caminhavam, assim que viu um bebedouro, não esperou e bebeu bastante água, estava realmente com sede. No momento que entraram no refeitório, Jae-ki ficou boquiaberto, parecia tão grande quanto um shopping, talvez ainda mais bonito.

    - Uwa!! Parece um shopping.

    Os três viram aquele paredão de máquinas automáticas, quando soube que algumas eram grátis, Jae-ki não se fez de rogado e aproveitou para acabar com a sua fome ali mesmo. Comeu pêra coreana, melancia e alguns morangos. Passou pela sua mente levar algo para Soo-ji, mas será que não seria arriscado? Ele decidiu não fazer isso, por enquanto ao menos, teria outros dias para pensar nisso.

    -Será que pode levar para casa? - Perguntou aos dois garotos com a boca cheia.

    Também experimentou um tipo de chá que tinha na máquina de bebidas quentes. Não sabia o que tinha escolhido, mais tinha um gosto bom.

    - Esse chá é bom, mas não sei de que é, não vi qual apertei quando escolhi.

    Jae-ki vê aquele outro grupo de amigos por perto, o que tinha um gordidinho esquisito, mas não passou nem pela sua mente falar com eles. Tudo que menos queria agora era falar com as garotas bonitas dessa escola.

    Quando o intervalo chegou ao fim, eles foram para o ginásio, e mais um vez Jae-ki ficou boquiaberto, era enorme. Ouviu o comentário de Won Bin que dizia estar nervoso, e logo percebeu que o enjoo que sentiu pela manhã havia passado. Comer o tinha animado para seguir o resto do dia, e ajudava ainda mais por ser comida saudável, boa para o corpo.

    - Esse lugar é tão grande que eu me sinto como se fosse um inseto - Disse a Won Bin.

    Não admitiria que se sentia nervoso mais cedo, e depois com muita raiva por Eun-bi. Mas sabia que as coisas não seriam fáceis, depois da discussão que teve, precisaria melhorar seu autocontrole. Ele não tinha muitas ideias de que clubes escolheria, só queria escolher um para não gastar muito tempo. Quando andavam pelo ginásio, Jae-ki acabou vendo Eun-bi ao longe com suas amigas, bastou isso para seu semblante se fechar novamente, sentia como se levasse um soco no peito a cada vez que a via. Depois de alguns segundos, forçou-se a virar o rosto e tentar ignorar a presença dela ali, mas a verdade é que isso o estava deixando mal até para escolher seus clubes.

    Won bin se separou para escolher os seus clubes, mas Jae-ki ainda caminhou ao lado de Kang por um tempo, quando caminhou perto do clube de artes, não teve nenhuma dúvida, seria mais um lazer do que obrigação, era perfeito. Jae-ki tinha curiosidade em usar outros materiais para desenhar, e um colégio desses com certeza possuía muitos recursos. Além disso, desenhar era sua forma de esfriar a cabeça, o que era muito útil para ficar no colégio. Antes de se inscrever, fez algumas perguntas:

    - Tenho que comprar materiais para entrar nesse clube? - Coçou a cabeça preocupado - É porque se tiver... vai ficar complicado para mim, mas eu quero muito entrar...

    Se o capitão do clube dissesse que ele poderia entrar mesmo sem conseguir pagar o material, Jae-ki se inscreveria no clube sem arrependimentos. Depois viu Kang se inscrever em informática, nesse momento ele percebeu que seria uma boa escolher um clube que o ensinasse algo útil para fazer bicos. Era sempre bom saber consertar alguma coisa, por isso procurando pelas mesas, acabou se decidindo em entrar em mecânica. Se juntou novamente a Kang e o viu entrar no clube de dança, era uma escolha bem diferente:

    - Dança? Garotos também podem fazer dança? - Ele se virou para mesa do clube de dança e perguntou - O que vocês dançam? Ballet? Ahn, os garotos vão poder dançar tipo aqueles grupos da TV? É porque eu não ia querer dançar igual uma garota.

    Estava interessando porque se lembrou de sua irmã, infelizmente não podia inscrevê-la nesse clube, mas como tinha a oportunidade para fazer isso, por que desperdiça-la? Pensou que Soo-ji fosse ficar feliz se ele a ensinasse alguns passos em vez do Hapkido. A sociedade tinha negado essa oportunidade a sua irmã, mas agora que tinha passado para um colégio impossível, poderia dar um jeito de contornar essa situação. Seria como uma vingança a sociedade, faria sua irmã aprender passos legais. Por causa disso, no impulso, decidiu se inscrever em dança, até porque Kang estaria lá, ou seja,não passaria vergonha sozinho.

    - Eu topo esse também!

    Não seria mais só Eun-bi que saberia dançar, se Soo-ji não podia ir até a dança, Jae-ki faria a dança ir até ela. Achou que não seria tão difícil, já que sabia hapkido e luta era como uma dança, já que tinha movimentos corporais que precisavam ser decorados. Jae-ki acreditava que tinha bons reflexos para esse tipo de coisa. É claro que na hora nem pensou que teria que fazer apresentações. Quando reencontraram com Won Bin de novo, e ouvindo as preocupações dele, também começou a ficar indeciso se tinha feito boas escolhas. No começo queria ter só um clube, e agora tinha três.

    - Aishi... Eu acabei me inscrevendo em três clubes, e eu só queria um. Eu fiquei em arte, mecânica e acredite se quiser, dança... Não sei se vou dar conta, ah eu dou meu jeito depois. Quero melhorar o meu currículo o máximo que puder, precisamos aproveitar esse lugar, não foi fácil entrar aqui. O primeiro nem vai me cansar, eu gosto de desenhar no tempo livre.  E você Won Bin? Ficou em qual?


    GodHades
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 95
    Reputação : 89

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por GodHades em Sab Out 21, 2017 12:49 am

    Dong por muito pouco não esboçou um sorriso quando Sunny os agradecia pela saudação anterior, mas o garoto imaginava que nem tudo, seria um problema para ela. O olhar dele era quase sempre analítico, observando suas feições, os trejeitos e incertezas. No final garotas iriam fazer coisas de garotas e ele, bem, a rotina segue.

    Havia diferenças entre os gostos dos jovens mas um local como WangJo tinha maquinas que poderiam fornecer  saciamento necessário para todos os gostos. Rumaram até o refeitório do prédio central. No paredão de máquinas Dong se serviria de café, o cheiro forte a amargo provavelmente seria incomodo para a jovem apreciadora de chá de morango, reforçando a frase que lhe foi dita: as coisas amargas lhe agradavam e muito.

    Após guiar eles até o local, proseou com Kim. Kyung ficou surpreso por alguém realmente conhece do que se tratava o emblema de sua mochila. Deu graças aos céus pelo jovem não ser um jogador de DOTA, pois do contrário a conversa iria acabar se tornando tóxica e problemática. Até mesmo os nerds e geeks tinham suas vertentes que não se misturavam.

    Tentaria conversar um pouco mais sobre Persona, um jogo de interação social com premissa mistica, muito popular na no Japão. A conversa se estendeu com Ui Jin e Ha Neul... mas nota que criaria uma sensação de que as meninas, ficariam de fora do tema.

    Dong não ignorou aquele trio que parecia perdido e passou próximo. Deu algumas olhadas para ver se conhecia algum deles, pois não pareciam má gente. Como não era o mestre das interações acabou não se envolvendo com os demais que acabaram passando pelo grupo.

    Após o intervalo a próxima parada seria o Grande Ginásio, todo mundo seguia para lá como cardumes acompanhando a correnteza. Acompanhando seus camaradas, foi direto até a parte de informática, onde pegou um dos formulários. Iria concluir para que não precisasse chegar sexta, os outros disponíveis não chamavam muito a atenção de Dong. Mesmo a parte de robótica também não lhe era atraente, mas só de estar perto dos computadores já contaria de algo.

    Xadrez foi sua segunda escolha, até um pouco quanto óbvia, visto que os amigos simplesmente debandaram para lá, mas antes precisava fazer uma pequena questão ao capitão. Cutucou duas vezes o seu ombro esquerdo com um dos indicadores.


    - Aigoo, e se o tal capitão cair com uma menina bonita numa competição, como ficamos?

    Queria uma resposta direta e simples para então, aceitar de vez a ideia de ingressar no clube. Se a ideia dos gênios não era sofrer abusos dos outros e não ser um alvo, por que raios entraram num Clube de Xadrez!!!

    "Francamente, esses caras são muito doidos mesmo..."

    As meninas pareciam ocupadas agora, e entretidas sobre os clubes que iriam escolher. Dong não sabe se as jovens vão dar as caras naquela tal festinha especial, mencionada por Stella... e se tratando das pessoas envolvidas, necessitava um punhado de paciência e coragem para dar as caras nesse tipo de evento.

    Por falar nela... uma cena onde a garota vai até a saída foi avistada pelo rapaz, queria ir até ela lhe dizer algo... mas será que conseguiria? Parece que sua genialidade não estava tão boa assim hoje. A verdade é que lidar com pessoas... e números, são coisas bem diferentes.



    Natalie Ursa
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 130

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Natalie Ursa em Sab Out 21, 2017 3:48 am

    Enquanto ficavam sentadas na arquibancada esperando por quando Mia poderia retornar da estande do clube que era capitã - no ano anterior, foi a vez de Mia esperar por MiSoo e EunBi, que cuidavam dos seus respectivos clubes, onde eram as capitãs - as garotas aproveitavam para conversar um pouco mais.

    Só quando se sentou, MiSoo percebeu que tinha ralado os joelhos. Mal doía e a garota já tinha um costume de se jogar de joelhos no chão, por causa do tênis, onde normalmente usava joelheiras, já sabendo que tinha a tendência de se machucar com o movimento. Só podia ter sido quando se ajoelhou no chão para recolher o bonsai.

    - Aigo! Eu nem percebi isso! - exclamou surpresa, apontando as feridas, agora não mais cobertas pela barra da saia.

    Depois de alguns minutinhos, MiSoo resolveu perguntar como EunBi estava. Imaginava como a amiga não deveria estar bem depois da discussão que houve mais cedo. Se fosse MiSoo no lugar dela estaria muito revoltada com a situação.

    - EunBi-Ya. Você está bem? - segurou uma das mão da garota carinhosamente - Mian por ter causado todo aquele problema mais cedo… Fiquei tão inconformada em ver o garoto gritando com você e depois indo embora daquele jeito... Aiishhi... - suspirou, baixando um pouco a cabeça em tristeza, fazendo beicinho e coçando a cabeça.

    Depois tentou melhorar um pouco os ânimos com uma proposta para as amigas:

    - Que tal almoçarmos todas juntas em algum lugar? Eu pago! Nós esperamos a Mia e podemos ir almoçar as quatro juntas! Vamos, vamos!! - dava pulinhos de alegria mesmo sentada, animando-se com a própria ideia.





    Apenas um complemento do meu post.
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Larissa Aprill em Dom Out 22, 2017 12:57 am

    O dia parecia estar indo de mal a pior. Ele não imaginava que seria tão estressante estar de volta ao seu antigo colégio e isso o fazia confrontar seus medos interiores. O que as pessoas pensavam dele? O que comentavam sobre o acidente e a morte dos seus pais? Quando encontrou Eun-Joo, isso o fez se lembrar do seu passado e da pessoa que ele era antes. E ele conseguia ver a decepção em seus olhos, pois ele mesmo admitia que aquele cara gentil e carinhoso havia morrido, pois uma parte de si mesmo morreu junto com os pais. Como ele poderia voltar a ser alegre quando seu passado o assombrava todos os dias. E Hyun agiu por impulso...a raiva que sentia de si mesmo, ele jogou sobre a garota. Talvez aquele era seu mecanismo de defesa, explodir e afastar as pessoas a seu redor para não ter que encarar seus próprios erros.


    Equanto caminhava pelo colégio para esfriar a cabeça, ele percebia que aquele bloco era diferente dos anos anteriores, apesar de manter a mesma arquitetura tinha uma beleza única, que inspirava novos ares. Ele caminhou em direção ao lago, quando percebeu que deveria ter deixado sua jaqueta lá, mas a roupa havia sumido. Como o local estava calmo e silencioso ele se sentou novamente perto da fonte e tirou o pequeno objeto do bolso, ao abrir a mão ele observa o estado da joaninha e os possíveis danos.




    Ao ver o pequeno objeto na palma da mão, ele percebeu que tinha ido longe de mais e que sua fúria o cegou. Ele explodiu com Chae por medo da garota descobrir sobre sua condição psicológica. As consequências disso poderiam arruína-lo, pois seu tio poderia anunciar que Hyun Hee era incapaz de administrar a empresa, os esforços de seu avô para traze-lo de volta teria sido em vão e só lhe restaria voltar para os EUA e para a solidão daquele lugar. Esse era seu maior medo,ser mandado embora e ser exilado novamente. Hyun Hee abaixa a cabeça e percebeu que estava exausto. Era como se tivesse nadando contra a maré e perdendo as forças ao ver que não conseguia sair do lugar.


    Ele deita-se de costas na grama e observa o céu, sabia que tinha agido errado no decorrer do dia, mas não sabia ao certo como reverter a situação, com a Chae que não o conhecia era mais fácil, ele poderia consertar ou comprar outro broche. Mas como iria dizer para sua ex que no caso, ele era o objeto quebrado?


    Depois de um tempo, o ruivo se levantou, estava mais calmo e tinha analisado melhor suas ações. Tentaria controlar seus impulsos daqui para a frente. Ao caminhar em direção aos clubes escolares, ele tinha apenas uma certeza...tentaria recomeçar do zero, ele iria buscar coisas novas que o deixasse em paz consigo mesmo.  Ele percebeu que algumas pessoas o encarava de longe e até com receio de se aproximar, isso fez ele andar com os passos mais apressados e cabisbaixo.

    No seu último ano escolar, Hyun Hee fazia parte do grêmio, politica e vôlei, mas agora eram atividades que não faziam mais parte do cotidiano do rapaz. Uma das coisas que ele aprendeu a gostar enquanto morou sozinho era de cozinhar, principalmente a fazer pratos apimentados, então seria uma boa se ele aprendesse mais. Quando foi fazer a inscrição, o jovem foi muito direto, acenou com a cabeça, assinou o papel e deu meia volta, pois ainda não se sentia confortável para conversar com ninguém no momento.


    O segundo clube foi uma surpresa até para ele mesmo, pois não sabia que tinha mecânica na escola e supunha que era um lugar só para Nerds. Ele leu alguns folhetos e se aproximou do líder do clube. O ruivo encarou o rapaz enquanto seus cabelos vermelhos pareciam refletir fogo no sol, tudo para completar sua imagem de punk rebelde.


    - Se eu entrar nesse clube aprenderei a concertar motos? - Hyun Hee disse de uma maneira direta, mas não tão rude.


    O interesse do jovem era genuíno, ele aprendeu a amar a motocicleta e a velocidade, então seria muito útil se ele aprendesse a fazer pequenos reparos. Depois que assinou a inscrição, ele fez um leve aceno com a mão para o líder. Hyun Hee estava planejando ir embora, quando viu um banner de um cavalo saltando em barras e isso chamou sua atenção. Ele caminhou em direção a mesa, mais hipnotizado pelas fotos do que pelos troféus, de alguma maneira ele sentia uma ligação com o esporte que sua mãe havia escolhido.  Ele respira fundo e pega o papel e a caneta para realizar a inscrição. Estava agindo por impulso, mas queria saber qual a sensação que sua mãe teve ao montar num cavalo em uma competição.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 1

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Jan 18, 2018 11:48 pm