Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Juliana - Alariel

    Compartilhe
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Qui Mar 08, 2018 9:25 pm

    -Esta gostando de ser dedada assim sua cachorrinha safada? Se quiser que eu continue é melhor contar tudinho.- Diria fazendo uma expressão bem sádica e diminuindo o ritmo ameaçando parar.

    Nith faz um biquinho, sentindo um grande tesão por toda aquele tratamento erótico em suas partes mais sensíveis. Ela acaricia os próprios seios, massageando um biquinho depois o outro, enquanto diz:

    - Hmm, para não, eu conto o que voce quiser... O nome dele é Grigori, e ele só foi preso por que se envolveu numa briga de taverna... Hmm, tá, o fato dele ter matado um cara na briga não ajuda nada, mas ele disse que foi merecido... O Juli, voce tem que conhecer ele, é super-gato! Imagina só, ele tem asas de anjo, só de pensar, já fico... hm, já estou toda molhadinha com sua linguinha... Continua, vai!

    Impaciente, Nith se afasta e sem dar tempo para reação da amiga, vai para cima dela, dando um longo beijo e entrelaçando suas coxas com as coxas da outra. Logo as duas começam uma massagem excitante uma na outra, arrancando gemidos de tesão da garota platinada.

    - Mas não precisa ficar com ciúmes não, eu sou toda sua, Juli... E aí então você se junta no bando, a gente liberta o Grigori, e partimos para conquistar toda Avalon! Não é uma ideia genial? – pergunta, enquanto esfrega seus seios na cara da feiticeira.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Ter Mar 13, 2018 7:36 pm


    - Mas não precisa ficar com ciúmes não, eu sou toda sua, Juli... E aí então você se junta no bando, a gente liberta o Grigori, e partimos para conquistar toda Avalon! Não é uma ideia genial? – pergunta, enquanto esfrega seus seios na cara da feiticeira.

    Levada pelo calor do momento começo a apalpar e em seguida agarro a bunda da ladina com as duas mãos com força suficiente para deixar a marca dos meus dedos, á puxo para mim apertando ainda mais nossas coxas, e ainda abocanho seus seios fartos começando a beija-los e logo passando a estimular os bicos de minha companheiro com minha linguinha indecente, dou uma sutil mordiscada em seu mamilo para deixa-la mais ouriçada.

    -Não to com ciumes amorzinho, só não vai ser tão simples assim tira-lo da prisão por causa do assassinato, mas se ele for tão bonito quanto diz acho que vale a pena correr o risco, sempre quis ter um homem com asas sendo submisso a mim haha.- Digo tentando provoca-la.

    Me coloco a beijar a mulher de beleza estonteante envolvendo nossas linguás veemente, aproveito para entrelaçar nossas pernas deixando nossos grelinhos se tocarem sentindo o calor ser trocada entre nós duas, começo a mover meu quadril sensualmente com a intenção de estimular nós duas ao mesmo tempo, ainda afundo minha mão em seus peitos volumosos começando a massageá-los.

    -Nith meu amor, quero muito sair contigo e conquistar toda a Avalon ao seu lado, porem tem algumas coisas que eu gostaria de fazer antes, o sequestrador que te falei, também um baile na casa de um conde, um mago poderoso em busca de aprendizes, eu vou fazer o que for preciso para tirar Grigori de sua prisão, mas só vou sair da cidade depois de resolver estas pendencias.- Dou a Nith um olhar mimado e autoritário, como o de uma criança que vai fazer birra se não tiver o que quer.

    Abraço as costas da ladina enquanto começo a rebolar mais intensamente aumentando o prazer de nós duas, vou dando beijinhos carinhosos e mordidas de amor em Nith por todo seu pescoço. - Amor, depois resolvemos os problemas, agora só quero saber de repor todo o tempo perdido longe de ti, vamos gozar juntinhas igual a duas garotas safadas e mal criadas que somos hehe.- Toco o rosto de Nith enquanto a admiro pensando em como sou sortuda por ter uma mulher de beleza angelical sendo minha amante, alem de uma amiga tão especial e esperta, após alguns segundos de contemplação a beijo subitamente aprofundando em desejo até que nos falte ar, mantendo meus movimentos com o quadril cheios de luxuria e libido até que atingirmos um orgasmo mutuo.
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Seg Mar 19, 2018 10:17 pm

    O contato entre as duas pélvis logo traz a ambas o alivio de um gozo forte e prazeiroso, permanecendo as duas abraçadas por um longo tempo. Após um rápido banho na banheira ainda coberta de espuma, as duas se vestem e se preparam para sair.

    Em frente ao espelho, Nith seca e penteia os longos cabelos negros de Juli. Enquanto passa a escova por entre os fios, ela diz:

    - Mas que agenda cheia voce tem, hein, Juli? Bem, tirar o Grigori é o que vamos fazer primeiro, né? Ele pode ser de grande ajuda na hora de achar esse sequestrador, além de ser uma bela companhia para o baile do conde... Você vai levar a gente pro baile, não vai, Juli? Quanto ao mago, voce pode ver ele depois... Sem falar que ser aprendiz de mago deve ser coisa bem chata, tipo ficar fazendo a faxina, e além do que ele pode ser um velho tarado, ai já viu...

    Naquele momento Bartin retorna, e ve as duas em frente ao espelho. Ele suspira e entra, fechando a porta da casa atrás de si.

    - Ainda esta ai, Nithri? Não esta na hora de voltar pra sua casa não? – resmunga.

    A jovem de cabelos prateados lança um olhar para Juli.

    - Convence seu paizinho a tirar o Grigori da cadeia, amor... – cochicha em seu ouvido.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Qua Mar 21, 2018 8:19 pm

    - Mas que agenda cheia voce tem, hein, Juli? Bem, tirar o Grigori é o que vamos fazer primeiro, né? Ele pode ser de grande ajuda na hora de achar esse sequestrador, além de ser uma bela companhia para o baile do conde... Você vai levar a gente pro baile, não vai, Juli? Quanto ao mago, voce pode ver ele depois... Sem falar que ser aprendiz de mago deve ser coisa bem chata, tipo ficar fazendo a faxina, e além do que ele pode ser um velho tarado, ai já viu...

    Dou uma leve jogada de corpo encostando minhas costas na ladina e a olho por cima dos ombros com um o olhar "perverso" e um sorriso travesso. -Você tão ansiosa salvar alguém, me pergunto até aonde vai a AMIZADE entre Grigori e você.- Me esforço para conter o riso e volto a falar com Nith. -Bom, podemos tentar, mesmo que não dependa apenas de mim, nada que um pouquinho de persuasão não possa resolver.- Digo a minha ladina favorita passando segurança.

    Inclinando minha cabeça para cima até conseguir olhar para o rosto de Nith começo a brincar com seus cabelos prateados enrolando uma mecha em meu dedo, então faço beicinho para ela. -Acho que não tem problema levar vocês, afinal o que seria melhor para uma festa da nobreza cheia de guardas do que uma ladina astuta haha, não sei se consigo mais convites talvez você e o garoto das asas tenham que ir de penetra, mas duvido que isso seja problema, afinal quem recusaria a segunda mulher mais bela do mundo com seus exóticos cabelos prateados?

    Volto a observar o espelho dessa ver com um olhar distante mas ainda encaracolando os cabelos de Nith. -Sobre o mago, estou com uma expectativa sobre ele se ele for realmente poderoso e bonito quanto imagino, adoraria ter ele aos meus pés.- Dou uma mordidinha em meus lábios imaginando a cena, seguro a mão da ladina e a deslizo sob meu corpo até chegar entre minhas pernas. -Fico molhadinha só de pensar.- Fecho meus olhos por um breve momento com um sorriso malvado, porem logo fico desiludida e faço Nith me abraçar pela cintura segurando em suas mãos entrelaçando nossos dedos. -E se ele for um chato vou ficar bem desapontada, e mesmo se for só um velho pervertido ele nunca daria conta de mim.- Digo murmurando a parte do velho pervertido.

    - Ainda esta ai, Nithri? Não esta na hora de voltar pra sua casa não? – resmunga.

    A jovem de cabelos prateados lança um olhar para Juli.

    - Convence seu paizinho a tirar o Grigori da cadeia, amor... – cochicha em seu ouvido.

    Me viro para Nithri e dou uma sutil piscada de olho para ela, olho para Bartin com o cantos dos olhos e sorrindo de maneira provocadora, volto a fitar com Nith com a mesma expressão e acaricio seu rosto com se ela fosse uma garotinha indefesa, a puxo para mim segurando em suas roupas e aproximo nossos rostos até nossos lábios ficarem poucos centímetros de se tocarem, então acaricio o pescoço da ladina e dou um leve puxadinha em seu cabelo, e volto a encarar o guarda observando suas reações. -Poxa paizinho, você teria coragem de deixar minha melhor amiga na rua, com tudo o que vem acontecendo na cidade.- Digo fazendo uma voz bem manhosa levando meu dedo indicador nos lábios tentando parecer o mais doce e inocente possível. -Tava pensando que Nith pudesse passar a noite aqui, ela não morde e prometo não desgrudar meus olhos dela.

    Dou um breve beijo nas bochechas de Nith e caminho de pressa até Bartin o surpreendendo com um pequeno pulo e um abraço pelo pescoço esperando que ele me segurasse. -E ela pode ajudar com aquele probleminha da cidade, mas para isso preciso tirar um amigo nosso que foi preso acidentalmente numa briguinha de bar, me faz esse favorzinho papi!- Falo de maneira persuasiva, e sabendo que apenas isso não seria suficiente, aproveito o abraço para sussurrar baixinho em seu ouvido para que apenas Bartin escute, acariciando seu queixo sentindo a barba dele entre meus dedos. -E eu não esqueci o que aconteceu mais cedo, se você for bonzinho quem sabe eu não possa te perdoar e dar um recompensa especial por isso.- Digo essa ultima parte de forma bem obscena para deixa-lo seduzido, ainda mordisco a ponta com minha boca molhadinha e termino dizendo ainda mais baixo. -Mas eu mordo...- Solto meu pai adotivo e volto ao chão com uma expressão avoada como se nada tivesse acontecido.
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Seg Mar 26, 2018 11:15 pm

    Bartin olha para Juli tão próxima de Nith, as duas tão próximas que tinham os seios pressionados uns nos outros, que imediatamente sentiu seu cacete entumescer e latejar doloridamente. Pensou na deusa Mitz e orou por sabedoria, mas estava difícil resistir aquelas duas súcubas.

    - Hmpf! Bem, esta tarde mesmo, é melhor que Nith durma aqui... Mas nada de dormir juntas, vocês já estão bem crescidas para fazer isto!

    A feiticeira então vai ate Bartin e faz seu pedido em sua maneira peculiar, fazendo o pobre guarda ir quase a loucura. Porem o que Juli estava querendo já era um pouco demais do que o normal. O homem leva a mão ate a testa e fecha os olhos, já imaginando a confusão que aquilo poderia se tornar. Ele respira e fundo e começa:

    - Este amigo de vocês é o rapaz de asas, não é? Pois é, o meu subordinado disse que a sua amiguinha ai foi la na carceragem para pedir a libertação dele... Acontece que as coisas não são simples assim, já que ele matou um dos frequentadores do bar... Para mim não interessam os motivos, e sim os fatos, e o fato é que agora temos um cadáver sendo comido pelos vermes. Temos que investigar o caso! E com todos os problemas que estamos enfrentando, vai demorar um tempo.

    NRPG: Diplomacia – 10. Não funcionou.

    E parecia que mesmo com todas as promessas de Juli de ótimos momentos na cama não foram o suficiente para fazer seu pai mudar de ideia. Seu senso de justiça ainda permanecia forte, pelo menos no que se referia a justiça da cidade.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Seg Abr 02, 2018 9:17 pm

    É bem frustrante saber que minha persuasão tenha falhado, mas talvez nem tudo esteja perdido ainda, levo minha mão ao rosto pensando comigo mesma -Então ele ainda pode ser solto se as investigações correrem bem? Interessante.

    Começo a caminhar em círculos em volta de Bartin passando minha mãos por seu peitoral e parando em suas costas. -Pense bem nas possibilidades, a guarda no momento deve estar dividida entre fazer a segurança da festa do com a festa do conde enquanto tem um criminoso realmente perigoso a solta, e toda essa responsabilidade está caindo sobre você. Aproveito para fazer uma leve massagem em seus ombros.

    Coloco mais forças em minhas mãos intensificando os toques pelo corpo do guarda. -Sendo sincera não parece que os esforços de seus homens estão sendo efetivos para capturá-lo, e com a festa de um nobre estar tão perto de acontecer não acha que seria um fracasso? Nenhuma mulher da cidade se sentirá segura para sair de sua casa.

    Parando com a massagem em Bartin eu sigo desfilando até Nith enrolando uma mecha de meus cabelos no dedos, encarando o guarda por cima dos ombros. -E se tivermos a ajuda de meu amiguinho com asas, podemos armar uma emboscada para prendê-lo, afinal por não fazermos parte da guarda podemos agir de forma sorrateira sem chamar a atenção do sequestrador, garanto que ninguém consegue resistir a mim e Nith juntas, e se o plano der certo você poderá concentrar os esforços de seus homens apenas com a tal festa, e claro os créditos pela prisão do sequestrador irão todos para ti, além de agradar o conde, e quem sabe conseguir uma promoção, pense nisso.

    Seguro gentilmente Nith pelas mãos a puxando para um abraço bem caloroso aproveitando para acariciar maliciosamente suas coxas enquanto observo Bartin. - Agora eu e Nith vamos para meu quarto, e não se preocupe por que dormir será a última coisa que vamos fazer, afinal já estamos bem crescidas para fazer isso. - Aproveito a oportunidade para dar um risinho malicioso para Bartin. - Enquanto você e seu amiguinho podem pensar sobre o assunto SOZINHOS! - Digo apontando para o membro enrijecido do guarda sufocado em suas calças.

    Entrelaçando meus dedos com os da ladina sigo guiando-a até meu quarto e fechando a porta, então solto nossas mãos e me deito na cama de barriga para cima com os braços cruzados embaixo da minha cabeça, e converso com Nith em um tom de voz baixo para que ninguém fora do quarto escuta-se. - Infelizmente ele não aceitou, eu já esperava por isso de qualquer forma, meu pai é bem mente fechada quanto se trata de trabalho, mas não se preocupe meu amor, se ele não quiser colaborar mesmo nós vamos resgatar seu amigo de uma forma mais interessante.. Você foi para lá mais cedo certo? Então deve ter algumas informações que podem ser úteis, como a cela que Grigori está ou aonde ficam as chaves das celas.

    Olho para Nith com o canto do olho mordendo meus lábios, e vou engatinhando na cama em sua direção. - O único problema é que não poderemos ir para a festa do conde se fizermos isso, se você quiser podemos ir salvá-lo agora, ou damos um tempo até meu pensar melhor na situação dele, enquanto fazemos outras coisas - Faço um sinal chamando a ladina para a cama com meu dedo indicador.

    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Seg Abr 09, 2018 9:59 pm

    Bartin se mostra insensível aos apelos de sua filha adotiva, preocupado em não se deixar cair na tentação da carne, assim como para evitar jogar seu nome na lama junto a guarda da cidade de Avarin.

    - Infelizmente ele não aceitou, eu já esperava por isso de qualquer forma, meu pai é bem mente fechada quanto se trata de trabalho, mas não se preocupe meu amor, se ele não quiser colaborar mesmo nós vamos resgatar seu amigo de uma forma mais interessante.. Você foi para lá mais cedo certo? Então deve ter algumas informações que podem ser úteis, como a cela que Grigori está ou aonde ficam as chaves das celas.

    Nith, que estava com a cabeça no travesseiro e deitada de lado, brinca com um de seus próprios cachos prateados pensativa.

    - Ah sim, creio que é o que resta fazer... Não me agrada fazer, veja bem, mas não resta outra alternativa, resta? Então, fui lá sim, ver se conseguia amolecer os guardas, mas ninguém caiu na minha lábia. Bem, pelo menos eu sei qual a cela em que ele está, e vi que as chaves ficam penduradas na sala onde fica o seu pai... O que imagino deva facilitar um pouco as coisas, não?

    Olho para Nith com o canto do olho mordendo meus lábios, e vou engatinhando na cama em sua direção. - O único problema é que não poderemos ir para a festa do conde se fizermos isso, se você quiser podemos ir salvá-lo agora, ou damos um tempo até meu pensar melhor na situação dele, enquanto fazemos outras coisas - Faço um sinal chamando a ladina para a cama com meu dedo indicador.

    Nith chega bem próxima, seu olhar passeando pelo rosto de Juli ate parar nos lábios, e brevemente ela dá um leve selinho.

    - Ah não, e perder a festa do conde? Nunca! Não digo que esta fácil, mas posso dizer que gosto das nossas chances. Tiramos Grigori de lá, nos divertimos e depois vamos a festa! Me parece um bom plano.

    A ladina então aponta para a janela. “Vamos?”, pergunta.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Seg Abr 16, 2018 8:45 pm

    - Ah não, e perder a festa do conde? Nunca! Não digo que esta fácil, mas posso dizer que gosto das nossas chances. Tiramos Grigori de lá, nos divertimos e depois vamos a festa! Me parece um bom plano.

    A ladina então aponta para a janela. “Vamos?”, pergunta.

    Começo a caminhar pelo quarto em círculos levando minha mão ao queixo, estando pensativa.

    -Se vamos salvar Grigori e ir na festa precisamos ser rápidas e sermos descobertas, os guardas devem me reconhece por ser a filha do chefe deles e provável que também saibam quem é você, mas eu tenho uma ideia que pode dar certo, primeiro precisamos de algo para cobrir nossos rostos para não sermos descobertas algo como um capuz, e assim que chegarmos la vou tentar distrair os guardas me passando por uma mulher desesperada fugindo de alguém, eles devem concluir que estarei fugindo do tal sequestrador e talvez alguns deles saiam para procura-los, depois eu só preciso distrai-los enquanto você se esgueira pega as chaves na sala do meu pai e liberta seu amiguinho e de la vocês fogem, depois eu me viro para ir embora sem levantar suspeitas, porem nós duas temos que estar aqui antes de amanhecer o dia se não meu pai vai vai suspeitar na mesma hora que fizemos algo, bom na teoria é isso na pratica não deve ser tão simples mas é o melhor que consegui pensar de ultima hora.

    Logo após dizer meu plano para Nith começo a revirar meu guarda roupa em busca de uma túnica para me cobrir meu rosto ou talvez algum um chapéu, se não achasse nada improvisaria um lenço longo dobrando a coberta da cama para tampar meus cabelos e alguma parte de meu rosto.

    -Agora vamos sair em silencio, não queremos ter o chefe da guarda batendo na porta enquanto a gente estiver pulando a janela.

    Vou até a janela e a abro com cuidado para que ela não comece a ranger, e passo por ela com uma perna de cada vez tentando não fazer qualquer ruido, após sair pela janela ajudo Nith a fazer o mesmo, logo depois deixo a janela encostada sem fazer barulho, para entramos por ela novamente depois de realizar o plano, ou pelo menos tentar.

    E uma vez que nós duas estivermos fora de casa viro para sorrindo com confiança.
    -Quanto tempo faz desde a ultima vez que sairmos para aprontar assim? - Digo deixando uma risada escapar no final.





    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Dom Abr 22, 2018 9:56 pm

    -Quanto tempo faz desde a ultima vez que sairmos para aprontar assim? - Digo deixando uma risada escapar no final.

    Depois de descer a janela, Nith ajusta seu corpete e passa a mão pelos cabelos, alisando-os. Ela então leva um dedinho nos lábios e fica pensativa por alguns instantes.

    - Hmm, acho que foi aquela vez que estávamos na caverna do ogro com o diamante... Acho que ele ainda deve estar esperando a gente voltar com a manteiga para besuntar aquele cacete enorme. Você acha que nós vamos chegar atrasadas para o nosso encontro com ele? Devem fazer uns 6 meses, acho... – diz dando uma risadinha – Machos de toda espécie pensam primeiro com o pau, a gente promete qualquer coisa que eles acreditam...

    As duas caminham pelas ruas escuras, parcamente iluminadas por alguns postes com tochas, perto das quais voavam uma grande quantidade de insetos. A noite estava tranquila, com uma brisa fresca agradável. Haviam alguns outros transeuntes, na maioria pessoas que voltavam para casa depois de um dia cansativo de trabalho. Cobertas com suas túnicas e capuzes, não chamavam a atenção de ninguém.

    Ao chegarem próximo da carceragem, Juli põe em pratica seu plano. Desesperada, ela atravessa a porta, logo chamando a atenção dos guardas ali presentes. Toda esbaforida e tremendo, a feiticeira conta sua historia. Os guardas que ali estavam já se preparavam para pegar suas espadas e sair.

    NRPG: Blefar – 2. Falha.

    Mas para o azar de Juli, estava na carceragem o chefe de Bartin, Hodot Gragtank. Ele estava próximo, virado para o outro lado ouvindo toda a conversa. Ele somente levanta a mão e diz:

    - Ninguém sai daqui.

    Os guardas param imediatamente, como se paralisados. Hodot se vira lentamente, e ao ficar de frente com Juli, ela ve que era um anão barbado, ruivo com mechas brancas e olhos verdes e inteligentes.



    Ele faz um sinal para que a feiticeira se aproxime e se sente a uma cadeira.

    O anão, do outro lado de uma mesa, cruza os dedos e diz:

    - Você estava sendo perseguida? Hmm, que bom que esta aqui a salvo... Se não se importa, poderia me dizer o seu nome e tirar o capuz? Quero saber se voce seria uma possível presa do temido sequestrador que ronda a nossa cidade...
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Seg Abr 30, 2018 7:59 pm

    O anão, do outro lado de uma mesa, cruza os dedos e diz:

    - Você estava sendo perseguida? Hmm, que bom que esta aqui a salvo... Se não se importa, poderia me dizer o seu nome e tirar o capuz? Quero saber se voce seria uma possível presa do temido sequestrador que ronda a nossa cidade…


    “Por que logo de todos os dias, justamente hoje esse anão tinha que estar aqui, preciso pensar e agir com calma, ele não parece ser o tipo de pessoa que se deixa enganar ou fique seduzido tão facilmente”

    -Senhor Hodot correto? Obrigada pela preocupação, sua presença realmente transmite muita segurança.

    Respiro fundo soltando o ar lentamente para me acalmar e não parecer nervosa, então retiro o capuz e encaro os olhos verdes de Hodot por um bom tempo e com os dedos penteio meus cabelos ficando mais apresentável. -Me chamo Juliana d’ Ollamour, talvez o senhor já tenha escutado falar sobre mim, eu sou o tipo de vítima que esse temível sequestrador procura?- Digo enquanto deixo um sorriso discreto transparecer em meu rosto.

    Apoio meus cotovelos e me inclino sob a mesa com os dedos entrelaçados e escorando meu rosto em cima, de forma discreta passo minha língua em meus lábios antes de começar a falar. -Desculpe por causar incômodo, hoje estava uma noite tão bonita que decidi sair para caminhar não esperava demorar muito tempo, mas alguns minutos depois percebi que alguém me seguia, então eu apertei o passo para me distanciar foi então que ele também começou a me perseguir com mais rapidez, e assustada eu comecei a correr com todas minhas forças até chegar aqui.- Continuo a fitar o anão torcendo para que ele acredite nessa história.

    Volto a me sentar normalmente mantendo a postura ereta e cruzando minhas pernas vagarosamente, deixando minhas mãos em cima da mesa com as palmas viradas para cima esperando que o anão as segurasse, e expressando uma feição vulnerável para que Hodot não pense que estou tentando deixá-lo atraído por mim e para fazer com que ele se preocupe um pouco mais comigo. -Eu fiz algo perigoso e lhe causei problemas, estou profundamente arrependida, confesso que nunca imaginei algo assim acontecendo comigo, existe algo que eu possa fazer para bom…. me redimir?

    “Sou obrigada a admitir Hodot apesar do tamanho parece ser muito respeitado e temido por aqui, com apenas um gesto e poucas palavras fez todos os guardas ficarem paralisados, homens assim me deixam bem molhada, talvez a presença dele aqui não seja tão ruim quem sabe ele não acaba gostando de mim, não seria nada ruim ter uma autoridade como ele me me idolatrando.”

    -Sr Hodot, poderia me servir um copo de água por gentileza, sei que estou abusando de sua boa vontade, mas minha garganta está muito seca.- Digo enquanto encaro o líder dos carcereiros lambendo os lábios para fazer com que ele se sinta provocado.
    Se me trouxesse a água que pedi eu “acidentalmente” derrubaria toda a água em na região de meu busto, e logo levaria minha mão aos meus seios molhados por cima da roupa.-Como sou desastrada, acho que ainda estou um pouco nervosa, tem algum lugar que eu possa ficar até minhas roupas secarem? Minha casa é um tanto longe e eu não gostaria de ficar resfriada, e eu vou me sentir bem confortável e segura se alguém como o senhor puder ficar comigo, até meus ânimos se acalmarem um pouco.

    “Tomara que Hodot me leve para a sala do Bartin, la deve ser mais fácil conseguir algo desse anão, além de ter as chaves da prisão.”
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Seg Maio 07, 2018 11:29 pm

    Hodot Gragtank confiava em seus instintos, e era por isto que o chefe da guarda de Averin tinha chegado na posição que se encontrava hoje. Seus instintos já o salvaram inúmeras vezes, e ao ouvir a historia da jovem, pode sentir, como um frio na barriga, que algo estava errado.

    Por que os outros não confiavam em seus próprios instintos? Os idiotas de seus subordinados já estavam todos em polvorosa, saindo com as armas e deixando a carceragem desguarnecida, e o anão teve que dar um freio neles. Como podiam ser tão irresponsáveis?

    A jovem encapuzada estava sentada a sua frente, misteriosa. Outro motivo para ficar desconfiado. Mas eis que ao retirar o capuz, ela se revela muito atraente, cabelos negros... Juliana d Ollamour... será que já ouvira falar dela? O nome não era estranho.

    NRPG: Blefar bem sucedido.

    Ao ouvir a historia, a mesma parecia fazer sentido. Uma jovem que estava passeando pela noite, e que não viu as horas passarem e ficou depois do toque de recolher. Teve o azar de ser perseguida por alguém, que poderia ser ou não o sequestrador. Apesar de estar com a capa, dava para ver como a morena a sua frente era deliciosa... Hodot sentiu seu membro latejar... Já fazia um tempo que o chefe da guarda não visitava o bordel, e aquela humana realmente fazia seu tipo.

    Mas por que Hodot sentira o frio na barriga? Talvez algo naquela historia ainda não estava bem-contada... Pensando nisto o anão fora pegar um copo de agua, mas a garota desastradamente deixou cair em seus peitos... A visão daqueles montes logo abaixo da roupa molhada fez o cacete do anão endurecer de imediato. A sala de Bartin estava por perto, e o anão levou Juli para lá sem pestanejar. Depois de entrar, fechou a porta e trancou com a chave.

    - Juliana, pode ficar a vontade para tirar a sua roupa molhada. A sala esta trancada, logo nenhum dos guardas poderá entrar para ve-la neste estado. Como ainda tenho que fazer algumas perguntas, ficarei aqui, mas de costas para voce.

    Hodot sabia que na sala de Bartin tinha um espelho localizado meio de lado, por onde podia observar Juli, mesmo estando de costas. Discretamente o anão ajeita o cacete, que estava em uma posição incomoda. Tinha que descobrir algo que a incriminasse, desta maneira poderia fazer com que ela transasse com ele para evitar ficar na cadeia.

    - Muito bem, Juliana, o que a senhorita estava fazendo a esta hora da noite... – pergunta em tom serio.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Seg Maio 14, 2018 2:11 am

    - Juliana, pode ficar a vontade para tirar a sua roupa molhada. A sala esta trancada, logo nenhum dos guardas poderá entrar para ve-la neste estado. Como ainda tenho que fazer algumas perguntas, ficarei aqui, mas de costas para voce.

    “Ainda bem que ele acreditou na minha história e ainda me trouxe até aqui, com isso eu posso conseguir as chaves ou ainda melhor, talvez eu consiga persuadir Hodot a tirar Grigori daqui.”

    Assim que entrasse na sala e tivesse certeza que Hodot não estava olhando deixaria escapar um sorriso impertinente como uma comemoração por meu plano estar dando certo, aproveito para dar uma bela olhada pelo local procurando possíveis lugares que as chaves poderiam estar.

    -Obrigada por se preocupar Hodot, o senhor é um cavalheiro, eu me sinto bem mais segura com alguém tão confiável na sala, a forma que parou os outros guardas usando poucas palavras, confesso que fiquei excitada.- Digo aparentando ser uma mulher ingênua e inocente, em seguida mordo meus lábios e soltando um gemido abafado mas tendo certeza de que Hodot escutaria.

    Me certifico de ficar escolher um lugar na sala para deixar o anão com uma visão privilegiada do meu corpo através do espelho, retiro lentamente minhas vestes molhadas para deixar Hodot cada vez mais ansioso com cada centímetro do meu corpo que pudesse ficar exposto, e assim que estivesse para mostrar meus seios por completo faço uma pausa dizendo. - Parece que vai demorar um bom tempo para secar, eu me molhei bastante. - Passo minhas mãos por cima da região molhada, aproveitando para apalpar meus seios de uma maneira bem vagarosa e ousada, enquanto finjo estar surpresa.

    - Muito bem, Juliana, o que a senhorita estava fazendo a esta hora da noite... – pergunta em tom serio.

    E finalmente para a alegria do guarda término de me despir deixando meus peitos livres para o anão poder admirá-los o tempo que quisesse, olho para o espelho com o canto dos olhos observando como Hodot se comportava, deixando transparecer
    um sorriso debochado com o canto da boca. - Eu estava um pouco preocupada antes de sair de casa, um amigo meu sumiu sem dar notícias e isso me deixou um pouco preocupada, ainda mais por ele ser meio brigão, tenho medo do que algo pode ter acontecido com ele, então aproveitei a noite e sai de casa para espairecer, mas por sorte pude encontrá-lo. - Respondo a pergunta de Hodot com um tom provocante.

    Olho para o anão através do espelho de forma mais direta e ousada, sem me mostrar envergonhada pela nudez parcial caminho até parar ajoelhada nas costas de Hodot apoiando meu seios sob ele, então o envolvo em meus braços, acariciando seu rosto de maneira firme com uma das mãos, por fim vou deslizando a outra mão por seu corpo para deixá-lo mais atiçado e sem cerimônias aperto o membro do anão por cima das vestes aproveitando para massagea-lo. - Eu acredito que nosso encontro possa ter sido premeditado pelo destino, assim que eu saí de casa senti que algo bom estava para acontecer comigo, e assim que coloquei meus olhos em você Hodot tive certeza que seria alguém importante espero não me arrepender, então poderíamos nôs ajudar. - Digo sussurrando em seu ouvido parecendo ser bem atenciosa mordiscando sua orelha, se Hodot estivesse gostando das minhas carícias, colocaria minha mão por dentro de suas calças e passaria a masturba-lo na pele.

    “Duvido que ele possa acreditar nessas baboseiras em condições normais, mas que homem raciocina direito quando vê um par de peitos.”

    Se Hodot caísse no meu jogo, seguraria mais firme em seu rosto e lhe daria um beijo inesquecível, me inclinando aos poucos para induzir o anão a se deitar enquanto termino de despir, e assim que ele estivesse deitado colocaria seu pênis para fora das calças e me coloco sentada acima do anão o prendendo entres minhas pernas, para começar a cavalgar em cima de seu mastro, guiando as mãos até minha bunda para que ele possa se deliciar ainda mais, e uso toda minha experiência para rebolar de forma lenta e sedutora como se estivesse dançando para ele, olhando direto em seus olhos expressando muita excitação por ter o líder dos guardas abaixo de mim. - Hodot a cada segundo percebo que eu estava cada vez mais certa sobre nossos destinos estarem predestinados, farei você se sentir no paraíso para que sempre se lembre desse momento, e posso fazer ainda melhor, só preciso de uma colaboração sua. - Digo tentando deixar implícito que falava do meu disposto amigo, enquanto deixo meus gemidos de tesão escaparem, então uso a força da minhas pernas para aperta-lo e arrancar suspiros, mordendo meus lábios e cravando minhas unhas em seu peitoral para arranhá-lo e puxar suas roupas a fim de me conter um pouco.

    “Isso está melhor do que eu imaginava, ele é ainda mais influente que o Bartin se eu o tiver nas minhas mãos posso tirar bastante proveito da influência de Hodot, mas para isso vou com calma e tentarei controlar já é a terceira vez que faço sexo só hoje não quero ficar exausta a ponto de não conseguir andar, mas é tão excitante essa situação, resta saber se Hodot irá se entregar para mim ou manterá sua índole com o trabalho, nada me deixaria mais feliz nesse momento do que tê-lo para mim como um brinquedo.”
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Seg Maio 21, 2018 9:38 pm

    Hodot aprecia as formas sensuais de Juli, a maneira como ela passava a mão pelo corpo delineando suas curvas maravilhosas. O pênis do anão estava latejante, e sua grande forma estava evidenciada em suas calças. Aquela jovem com certeza o estava provocando, o chefe da guarda tinha certeza daquilo, e tinha certeza também que ela sabia que estava observando pelo espelho.

    Aquela jovem era mais alta que ele, e pode sentir a maciez de seus peitos quando ela o abraçou. Hodot sorriu satisfeito, pois sabia aonde aquilo iria chegar. Deitou-se e deixou que ela retirasse seu membro para fora de sua calça, e achou graça da expressão de surpresa da moça ao perceber o tamanho de seu brinquedo. Porém a penetração foi ate que fácil, estando a vagina de Juli bem lubrificada, excitada como estava com toda aquela situação.

    NRPG: Sucesso parcial.

    A movimentação de suas ancas ritmadas fazia com que o anão ficasse cada vez mais tarado, mas infelizmente a quantidade de transadas por parte de Juli finalmente acabaram por diminuir sua performance, fazendo com que o gozo de Hodot fosse apenas satisfatório.

    Ainda assim tudo terminaria bem, não fosse o fato de que a maçaneta da porta começou a girar, e alguém abriu a mesma rapidamente, para também rapidamente fechar e se recostar na porta com um suspiro.

    - Ufa, consegui! – disse Nithri baixinho para si mesma.

    Ela deu uma risadinha, e quase morreu de susto ao perceber que sua amiga Juli estava montada sobre um anão, que naquele momento estava indignado com a interrupção.

    - Quem é voce garota, e como conseguiu entrar na sala trancada? – exclama Hodot, com uma voz seria.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Ter Maio 29, 2018 12:41 am

    - Quem é voce garota, e como conseguiu entrar na sala trancada? – exclama Hodot, com uma voz seria.

    “Nith!! Droga, eu não imaginava que ela tentaria invadir a sala, e como ela passou despercebida pelos guardas? Tudo bem Juliana, você precisa pensar numa desculpa muito boa e rápido, para fazer Hodot acreditar minimamente.”

    Tento não transparecer minha preocupação com a situação e esboço uma expressão de alegria e constrangimento vê-la, nessa situação. -Nini! Semprepre interrompendo nas melhores horas, mas estou feliz por ter me encontrado, mesmo não sendo a melhor das situações. - Dou uma piscadela discreta para ladina, para que ela entrasse na personagem junto comigo e não acontecer mais erros.

    Volto minha atenção para o chefe da guarda, inclinando meu corpo por cima dele e acaricio seu corpo subindo por seu pescoço até chegar em seu rosto. -Sr. Hodot, ela é minha mais preciosa amiga e atualmente estamos morando juntas por alguns dias, e eu contei para ela que iria sair de casa para passear, e se eu a conheço bem a Nini, ela veio me procurar, já que sempre acabo me envolvendo em problemas, e diversas vezes ela já teve que me salvar abrindo portas e cadeados trancados, não poderia perdoá-la por essa intromissão? Afinal ela é só uma amiga superprotetora, aposto que ela deve estar me procurando por um bom tempo pela cidade até me encontrar. - Digo com uma voz dengosa para poder persuadi-lo um pouco mais, a última coisa que eu gostaria era acabar presa junto com Nith tentando tirar Grigori da prisão.

    “Espero que Hodot faça vista grossa com Nith, mesmo com essa história não sendo muito convincente.”

    Se eu percebesse que o anão estivesse acreditando na história, eu cobriria seus lábios com meu dedo indicador e aproximaria meu rosto ao dele o encarando. -Estou um pouco desapontada com isso, sabia? Mesmo comigo estando completamente nua na sua frente, você ainda consegue olhar para outra mulher, não pense que vai fugir assim sem antes me fazer gozar também. - Seguro em uma de suas mãos e a coloco em meus seios fazendo uma breve massagem por eles usando a mão do anão, enquanto mordisco meus lábios.

    “Eu jamais teria coragem de usar minha amiga para seduzi-lo, mas tomara que ela pelo menos me deixe a sós com ele, talvez assim eu ainda consiga contornar a situação, já que Hodot pareceu incomodado com a interrupção.”
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Qua Jun 06, 2018 8:30 pm

    NRPG: Blefar não funcionou.

    A situação não era nada favorável, e a explicação de Juli naufragou diante da expressão seria de Hodot. Ele, que tinha a garota sobre si, apoiou-se nos cotovelos e de maneira enérgica colocou a jovem de lado e se levantou. Apesar de baixo, tinha o corpo bem definido e em forma, e sua postura era de impor respeito. Fez um gesto para Nith, que amedrontada limitou-se a obedecer e foi para o lado de Juli, e as duas pareciam duas molecas que foram pegas fazendo travessuras, e que estavam la para receber seu castigo merecido.

    Com as mãos atrás das costas, o chefe da guarda andou de um lado para o outro, e disse:

    - Muito bem, já estou entendendo tudo... Voces duas são amigas, e enquanto uma me seduzia, a outra viria para a sala de meu ajudante para pegar alguma coisa. Deve ser muito boa, menina, para chegar ate aqui e não ser notada pelos meus guardas, então ou é uma ladina bem treinada, ou meus guardas são incompetentes. Ou os dois. De qualquer forma é um delito muito grave, e as duas ficariam presas aqui na carceragem por um longo tempo.

    A voz e o olhar do anão são ameaçadores, e realmente parecia estar sendo bem serio nas suas intenções. Porém ao falar novamente, sua voz se torna um pouco menos dura, e sua face demonstra uma certa tranquilidade.

    - Porem podemos entrar em um acordo... – diz, e para em frente de Nithri, pousando a mão em seu seio. A jovem, pega de surpresa, da um tremelique, mas deixa ser tocada pelo safado. – Voces duas me dizem atrás de que vieram, e fiquem de quatro sem calcinha para serem castigadas por mim, que eu então vejo o que posso fazer com vocês. É isto, ou a prisão, vocês decidem...
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Seg Jun 11, 2018 5:42 am

    - Porem podemos entrar em um acordo... – diz, e para em frente de Nithri, pousando a mão em seu seio. A jovem, pega de surpresa, da um tremelique, mas deixa ser tocada pelo safado. – Voces duas me dizem atrás de que vieram, e fiquem de quatro sem calcinha para serem castigadas por mim, que eu então vejo o que posso fazer com vocês. É isto, ou a prisão, vocês decidem...

    "Tsc... Droga Nith você escolheu a pior hora possível para entrar na sala, pelo menos no fim das contas ele ainda é um homem pervertido, melhor aceitar o joguinho dele do que eu e Nith acabarmos presas tentando tirar o amiguinho dela da cadeia, ela vai ficar me devendo uma por isso."

    Cubro meus lábios meus lábios com umas das mãos soltando um risinho abafado e digo para Hodot em tom de deboche. - Hod até que você é mais esperto do que aparenta, uma pena não poder dizer o mesmo dos seus homens por qualquer coisinha eles já se deixam levar pelo impulso.

    Dou de ombros para o anão caminhando até ficar próximo dele e de Nith. - Não precisa continuar com este teatro cheio de ameaças para nos prender, desde o principio você só estava procurando uma oportunidade de me chantagear, para ser sincera vim aqui atras de um amigo que acredito não merecer estar preso e acabei envolvendo minha amiga nessa travessura.

    Me coloco de quatro deixando minha bunda arrebitada voltada para o anão para que ela ficasse na altura de seu rosto ou pelo menos perto, fitando o anão por cima dos ombros eu começo a falar de forma mais monótona. - Ser castigada por alguém que goza tão rápido chega a ser até tedioso, tente me surpreender pelo menos. - Para terminar com as provocações começo requebrar meu bumbum naquela posição na intenção de tirar sarro com a cara de Hodot, e com uma voz irritante esnobando o anão digo. - Ta esperando uma carta formal Hod? Vamos faça o seu pior. - Viro meu rosto para frente para não deixar o chefe dos guardas ver meu rosto.

    "Ainda da para sentir a porra daquele anão escorrendo pelas minhas coxas, ainda não consigo acreditar que to tendo que passar por esse vexame, mas ainda sim é melhor do que a humilhação de ser presa, e se eu conseguir irrita-lo posso chamar a atenção dele e proteger Nith da forma que da."

    A verdade é que mesmo mantendo a pose arrogante e as atitudes impertinentes, o que sinto agora é uma mistura de sentimentos   medo, raiva, vergonha, fazem com que eu fique ansiosa e apreensiva com essa situação, estando tão exposta e vulnerável parecendo uma prestes a ser currada, começo a fantasiar com o que Hodot poderia fazer conosco, sinto meu corpo ficando trémulo por causa da adrenalina liberada por essa experiência nova.

    "Nunca passei por algo assim antes, mas o que não faço por minha amiga, e o pior é que estou começando a ficar realmente excitada isso é inadmissível para mim ficar com tesão nesta ocasião humilhante, eu odiaria que esse anão safado visse meu rosto agora, provavelmente estou parecendo uma pervertida, e não preciso dar esse gostinho para ele."
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Seg Jun 18, 2018 10:37 pm

    A péssima situação em que se encontrava faz com que Juli tenha que engolir sua vaidade e abrir mão de seu orgulho, sujeitando-se aos desmandos do anão safado. Ela debocha do anão, mas isto somente faz com que ele se sinta mais satisfeito em comandar da situação.

    - Ta esperando uma carta formal Hod? Vamos faça o seu pior.

    Hodot se aproxima do ouvido da morena e diz:

    - Que bom que as mascaras caíram e a gente pode agir como a gente realmente é... Assim não preciso ter dó ao dar o castigo pra vocês duas...
    O anão então volta seu olhar para Nith. “E você? Vai ficar plantada ai? Baixa logo as calças, vagaba!”

    A garota de cabelos platinados acena com a cabeça obediente, e primeiro tira o seu top, revelando seus belos seios pontudos e deixando o chefe da guarda ainda mais excitado. Então ela baixa as calças, com seu bumbum de pele macia ficando a mostra e deixando Hodot louco.

    18+:

    Logo as duas estão de quatro esperando pelo que iria acontecer.

    - Primeiramente, meninas levadas precisam levar umas boas palmadas, para aprender quem é quem manda aqui... – diz o anão, e logo a palma de sua mão investe nos traseiros rosados das duas. Ele bate com força, e os sons das palmadas são bem altos, a ponto de atravessar a porta fechada e ser ouvido pelos guardas do lado de fora. Estes ficam com pena da pobre jovem que entrou para ser interrogada pelo chefe, e pensaram que estivesse apanhando.

    A ardência no bumbum era forte, e lagrimas começam a sair dos olhos de NIth. Porém logo a dor passa, e um grande tesão começa a se acumular e a esquentar seu corpo. A ladina morde os lábios, e sente que já esta ficando molhada.

    Nada disso passa desapercebido para o Hodot, que ve um liquido viscoso escorrendo pela lateral da coxa. Enlouquecido, o anão segura seu grande membro e primeiro roça na entrada de Nith, que da um gemido de prazer, e depois na entrada de Juli.

    - Qual de vocês quer receber a segunda parte do castigo? – pergunta maliciosamente o chefe da guarda.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Ter Jun 26, 2018 6:50 pm

    A garota de cabelos platinados acena com a cabeça obediente, e primeiro tira o seu top, revelando seus belos seios pontudos e deixando o chefe da guarda ainda mais excitado. Então ela baixa as calças, com seu bumbum de pele macia ficando a mostra e deixando Hodot louco.

    Ver Nith tirando suas roupas me deixaria um pouco animada afinal minha amiga tem um corpo escultural isso não dava para negar, e assim como Hodot aproveitaria para admirar suas belas curvas enquanto a ladina remove suas calças me fazendo ficar com vontade de estapear seu bumbum, enquanto começo a imaginar a cena sem perceber que estava ficando com cada vez mais tesão dessa situação.

    "Droga Nith.... Chega a ser injusto competir com você ainda mais com uma bunda dessas e esses peitos imensos. E quem esse anão pensa que é, ficar admirando outra mulher na minha frente, com certeza eu sou bem mais atraente." Fico me mordendo de raiva e por dentro. "Espera, eu não deveria estar com ciumes numa situação tão humilhante assim." Começo a ranger meus dentes com força por causa da raiva, sem saber se era por causa de me sentir superada ou por ter que obedecer Hodot.

    Assim que Hodot começasse a bater em nossos bumbuns eu morderia meus lábios com força para aliviar as dores de seus tapas e abafar meus gemidos. "Se ele pensa que vai ter algum prazer com isso, é melhor que mude de ideia." Apertaria minhas mãos com força no chão sentindo minha bunda ficar ardida com os tapas do chefe do guarda, aproveitando os intervalos de cada tapa para suspirar de alivio, porém o calor se espalha por meu corpo e as dores começavam a se transformar em prazer, então percebo que comecei a ficar ansiosa por receber seus castigos, meus biquinhos logo ficam ouriçados e sinto meus fluidos vaginais escorrendo por minha virilha me deixando ainda mais molhada. "Droga... não acredito que estou ficando excitada com esse castigo."

    Ao perceber que a ladina também estava começando a ficar com tesão me deixa ainda mais animada, e assim Hodot colocasse seu membro na entrada da minha vagina que nessa altura já estava bem molhada eu não resistiria, e seguro gentilmente no rosto de Nith a puxando para um beijo bem intenso e obsceno para deixar o anão ainda mais louco, assim que o beijo acabasse eu mordiscaria de maneira gentil os lábios de Nith e lhe daria um selinho.
    Então me viraria para Hodot fazendo uma expressão bem sedutora. - É só isso que você tem Hodot? Sério tapas na bunda é tão clichê, mas eu tenho uma aposta para apimentar as coisas ainda mais. - Digo de forma bem sarcástica e irônica, então eu jogo meu quadril para trás encaixando o membro de Hodot na minha buceta enquanto ainda o observo lambendo meus lábios. - Se você conseguir me fazer gozar antes de você, eu vou ser uma boa menina e ficar aqui recebendo seus castigos até você se sentir satisfeito. - Faço uma breve pausa ajeitando meus cabelos com uma mão, e mudo meu tom de voz para que fique mais sério e provocador - Mas se eu ganhar você vai ter que soltar meu amigo sem reclamar e ser meu brinquedinho, nas duas opções você sai ganhando, o que me diz? Ou esta com medo? - Assim que terminasse de falar eu ainda permaneço encarando o chefe da guarda ansiosa por sua resposta.

    "Sera que ele teria coragem de apostar comigo, de qualquer forma isso pode se tornar ainda mais divertido. "
    Hellkite
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1926
    Reputação : 125
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Hellkite em Sex Jun 29, 2018 1:09 pm

    - É só isso que você tem Hodot? Sério tapas na bunda é tão clichê, mas eu tenho uma aposta para apimentar as coisas ainda mais. - Digo de forma bem sarcástica e irônica, então eu jogo meu quadril para trás encaixando o membro de Hodot na minha buceta enquanto ainda o observo lambendo meus lábios. - Se você conseguir me fazer gozar antes de você, eu vou ser uma boa menina e ficar aqui recebendo seus castigos até você se sentir satisfeito. - Faço uma breve pausa ajeitando meus cabelos com uma mão, e mudo meu tom de voz para que fique mais sério e provocador - Mas se eu ganhar você vai ter que soltar meu amigo sem reclamar e ser meu brinquedinho, nas duas opções você sai ganhando, o que me diz? Ou esta com medo? - Assim que terminasse de falar eu ainda permaneço encarando o chefe da guarda ansiosa por sua resposta.

    O anão, naquela posição dominante segurando nas ancas de Juli, passou a mão pela barba, enquanto encarava a garota. Seu pau estava latejante dentro daquela buceta deliciosa, e estava por demais querendo iniciar as estocadas.

    Toda aquela situação havia ficado ainda mais interessante com aquela aposta. Hodot tinha total confiança em sua capacidade de segurar seu gozo, tendo já feito mais de uma prostituta pedir arrego devido a sua constituição anã. Ele olha para o lado e ve o traseiro de Nith, e suas ágeis mãos dedilhando seu próprio sexo e gemendo de tesão. Não era hora de ficar parado.

    O chefe da guarda da um tapa no traseiro de Juli.

    - Muito bem, aceito! É melhor mesmo meter em voce sem ficar me enchendo o saco... Pensa que vai ganhar? Vou mostrar a voce a lendária potencia dos anões! – diz, e começa a estocar forte.

    NRPG: Boa oportunidade para usar minhas regras de embates sexuais! Kkk!
    NRPG: Eita, Juli não tem nenhum rank em perform (sex)? Acho que ela não fez a lição de casa kkk!
    NRPG: Ambos estão na condição: excitados. Tem que vencer numa rolagem contra CD 15, para deixar o outro no quase la. O outro tem direito a um resistir (will) para evitar mudar de estagio. 3 falhas em rolagens indica que desistiu.
    NRPG: Juli vence o combate por 3 a 1!!!

    O que Hodot não esperava era que aquela garota tinha a melhor vagina que o anão já tinha comido em sua vida! Ao forçar na velocidade, ele percebeu que era a estratégia errada, sentindo na raiz de seu pênis aquela ansiedade pre-gozo. Deu uma diminuída e respirou fundo, mudando de estratégia, para algo mais ritmado e profundo. Juli percebeu que aquilo poderia arruinar tudo, aquele deslizar extremamente tesudo daquele pau dentro de si. Nith já vinha querendo dar um beijo nela, excitada como estava, mas a morena empurrou-a para longe, já que o futuro delas dependia daquela transada.

    Juli respirou fundo e deu uma relaxada nos seus músculos vaginais, e agora já não estava mais tão apertada. Decidida a ganhar, e sentindo que podia se controlar, partiu para o ataque, deixando bem estreita sua xoxotinha, fazendo Hodot ver estrelas... Nem a imagem das mulheres barbadas dos anões conseguiu faze-lo se controlar, e num ultimo gesto de desespero retirou rapidamente seu pau de dentro da sua parceira. Porem era tarde, e o liquido leitoso e grosso escorreu de seu membro, caindo por sobre o traseiro da vencedora!

    18+:

    - Perdi, mas foi uma puta de uma derrota das boas! – comenta o anão, com um misto de tristeza e satisfação.
    Alariel
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 28
    Reputação : 0

    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Alariel em Qua Jul 04, 2018 6:52 pm

    Sentir o espesso esperma de Hodot ser despejado sob minha bunda ainda dolorida me faz suspirar de alivio por ter vencido e não precisar me submeter completamente ao chefe da guarda, alem de ter garantido a saída de Grigori da prisão e o mais importante ter protegido Nith de acabar sendo presa também. "Mais um pouco e eu não aguentaria, odeio admitir mas esse anão me fodeu de tal forma que me deixou com vontade de pedir mais, essa noite foi mais prazerosa do que eu podia imaginar."

    Espalharia o gozo do chefe da guarda por minha bunda utilizando minha mão aproveitando para pressionar meus dedos aonde ainda estava doendo, então fitaria o anão lambendo meus dedos lambuzados de porra me deliciando com a sensação de te-lo derrotado. - O sabor da vitória é realmente gostoso. - Começaria a chupar meus dedos soltando gemidinhos eróticos para deixar Hodot atiçado.
    Me viro para o anão e vou engatinhando em sua direção com um sorriso malicioso no rosto começo a acariciar seu pênis com uma mão fazendo movimentos de vai e vem. - Você superou minhas expectativas Hod, não precisa ficar triste eu posso ser uma menina levada mas sei cuidar muito bem do que me pertence, se você se comportar direito sera muito bem recompensado. - Usaria minha outra mão para massagear as bolas do anão de uma forma bem gentil enquanto o masturbo devagar. - Depois de hoje duvido que você sinta falta de prostitutas ou qualquer outra mulher. - Começo a lamber o cacete de Hodot fazendo movimentos circulares com a língua, faria questão de demorar apenas para poder me deliciar com seu resto de gozo alem de deixa-lo bem limpinho, assim que ele estivesse duro novamente eu engoliria o resto de sêmen e me ficaria de joelhos em sua frente. - Eu não costumo ser tão generosa assim com homens, mas essa é uma ocasião especial e também seu leitinho é tão gostoso que me faz querer te deixar suas bolas secas, então não fique muito esperançoso e apenas aproveite. - Diria fazendo uma expressão sádica.

    Envolvo Hodot em meus braços acariciando seu rosto e sussurro em seus ouvidos de uma forma bem sedutora. - Eu tive uma ideia que vai te agradar, para isso você só precisar ser obediente e se deitar de barriga para cima, mas não vou te obrigar a isso. - Seguro no queixo de Hodot e o faria olhar para Nith. - Esta vendo aquela bela ladina ali com um corpo esculpido pelos deuses alem de seus peitos fartos, se você não quiser eu posso aproveita-la todinha só para mim. - Então solto Hodot e viro meu olhar para a Nith a fazendo um gesto com a mão para que ela se aproximasse.

    Se Hodot se deitasse no chão como eu sugeri eu ficaria ajoelhada em cima de seu rosto o prendendo entre minhas pernas deixando minha buceta bem perto de sua boca a ponto de poder sentir sua respiração, então seguraria nas mãos de Nith com um sorriso travesso estampado, e as colocaria em volta do enorme pênis do anão. - Amor o que me diz de cavalgar em cima desse cacete enquanto nos beijamos como se não houvesse amanhã? Você deve estar morrendo de tesão assim como eu, essa é a melhor maneira de se aliviar vai por mim. "Acho que Nith não vai negar, deve ser difícil se controlar depois de ser tão estimulada." - Se Nith aceitasse a proposta eu terminaria de sentar em Hodot colocando parte do meu peso sob ele. - Hod ja que você se divertiu espancando minha bunda, vou te dar a oportunidade de se redimir então é melhor você fazer uma massagem bem relaxante enquanto vai ter que chupar minha xoxotinha pervertida até me fazer gozar. -

    Assim que Nith também sentasse sob o anão eu começaria a beija-la começando bem devagar e aos poucos faria o beijo ficar mais caloroso, aproveitaria para fazer força com minhas pernas para pressionar Hodot colocando o peso da minha bunda sob ele, rebolaria um pouquinho meu bumbum esfregando minha bucetinha nos lábios do chefe da guarda.
    Imaginando que o corpo do anão era tão pequeno presumiria que eu e Nith teríamos que nos apertar para ficar em cima dele o que não seria uma ideia ruim, então enquanto ainda beijo a ladina deslizaria minhas mãos por seu corpo e massagearia seus seios enormes e apetitosos aproveitando para beliscar seus mamilos.
    Me deixaria levar completamente pela situação já que não precisava mais me preocupar com nada e começo o estimular o clítoris de Nith para que ela gozasse feito uma louca, tentaria fazer com que nós três gozássemos juntos para que ninguém se arrependa e fique insatisfeito.

    Assim que todo mundo tivesse chegado ao orgasmo eu dou um breve beijo nos lábios da minha amiga acariciando seus cabelos. - Você foi incrível como sempre meu amor. - Então pegaria minha calcinha e estenderia entre os dois dedos indicador e digo para o anão. - Pode ficar com ela Hod, não vou mais precisar por hoje e assim você não vai sentir tanto minha falta. - Dou um sorriso provocador para o anão.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Juliana - Alariel

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Set 21, 2018 10:53 pm