Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Compartilhe
    Claude Speedy
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1174
    Reputação : 23

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Claude Speedy em Sex Dez 08, 2017 12:29 pm

    Erik:
    Rapidamente algumas pessoas auxiliam Erik a conseguir ligar para chamar uma ambulância, essa chega com paramédicos e rapidamente imobilizam a Akasha e a colocam no carro. A socorrista que fica um pouco para trás pede para a Abominação subir no carro com eles para irem todos ao hospital, apesar de estranhar o imenso martelo que ele carrega, mas não faz perguntas sobre isso. Na verdade, assim que ela é posta na maca perguntam sobre algo ainda mais complicado de explicar.

    Paramédico: -Senhor, que tipo de animal mordeu essa jovem? Qual o nome dela?

    Daniel e Myrella:
    Myrella mostra as imagens para Daniel e seu irmão, memoriza os rostos e devolve o celular com as fotos. Daniel fica preocupado com a menção de sua passagem pelos Adeptos da Virtualidade e mantém o inquérito sobre o misterioso empregador do grupo...
    Loonie sorri, dá um gole na cerveja nitidamente segurando o riso com as perguntas de Daniel, depois continua

    Loonie: -Dizer que os Adeptos não "gostar de você" é o eufemismo da década. Os sujeitos acham que você é um "mandingueiro" que "traiu o movimento" para se voltar para "superstições e fantasmas"... Mas isso não significa que eu não tenha a confiança deles e não consiga a cooperação do grupo quando preciso, como já disse eles até nos consideram parte da equipe. Agora já os Vazios... bom... alguns frequentam o bar as vezes... Rita conseguiu cavar uma informação ou outra... Nós precisavamos há tempos de um hacker sem "preconceitos religiosos" e isso nos levou até você e seus "paradigmas"... Infelizmente os Adeptos não tem tanto interesse em cooperar com o grupo que estamos negociando quando você... Hoje calhou da Aliança estar sofrendo esse ataque não da parte de tecnocratas, mas creio que de um ex-aliado... Sobre pagamento e armamento, posso sim conseguir dinheiro e armas, mas isso pode ser ainda mais chamativo se for algo grande. Vou pagar quinze mil para dividir entre vocês três, seis mil agora e os outros nove mil quando voltarem... Sobre sua "confiança" precisarão mais de seu conhecimento em informática caso tenham de lidar com as armadilhas do escorpião, mas se quiser poder de fogo sem chamar atenção um revólver Rossi modelo 85 já te ajudar?


    (off: @Portuga caso Daniel aceite a arma (e/ou a missão), anote uma Rossi modelo 85, é um modelo de calibre 38 brasileiro com dif. 6, Dano 5, distância 12, Cadência de Tiro 3, 6 balas na arma, ocultabilidade B, pesando 1.0 Kg)


    Quando Daniel pergunta sobre o Garou que o visitou, Loonie aponta para Gael e comenta.

    Loonie: -Eu não sou muito conhecedor dos grupos dos tais Garou, mas certamente o irmão de Myrella aí na sua frente pode conversar melhor sobre isso, podem trocar uma ideia à caminho do Hotel Plaza. Estamos disfarçando o nome dele de James, tenha isso em mente...


    Jasmine:
    Apesar de não ter mais um braço, parece que se passaram muitos dias de que Jasmine foi atacada. Ela se sente confiante de lutar com uma só arma, tem plena certeza que é capaz de conseguir isso. Mas jamais tomaria qualquer decisão sem que sua mentora assim ordenasse, completamente submissa ela pergunta se não estaria agindo de forma precipitada.

    Zhao Wu Li: -Evidente que esta pronta! Depois de todos esses meses de treinamento é fundamental que completemos a missão.


    Escorpião: -Creio que Jasmine esta preocupada porque você e Erik irão comigo enquanto ela irá pela frente da agência, mas a verdade é que nós é quem vamos chamar a atenção primeiro... Eu não deixarei você ir sozinha, Jasmine. Como eu te falei não tem com que se preocupar, eu deixarei meu fiel servo para atacar na frente com você, ele será seu escudo...



    ...Jasmine, esse é o Ferroada.


    Simon Black
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 499
    Reputação : 11

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Simon Black em Sex Dez 08, 2017 1:04 pm

    - Seu nome é Jasmine... - responde e silencia por um tempo.

    Como explicar a meros mortais o tipo de criatura que atacou a companheira de viagem? Por falar em viagem, o que de fato acontecera até ali? Lembrava-se vivamente de terem saído da base da Aliança, caminharam até próximo ao metrô e, antes de pegarem um taxi, foram abordados por uma mulher (Maura Muller) que se dizia da Aliança. E ela lhe entregara um pequeno saco de veludo roxo.

    Depois daquilo, algo não fazia sentido. Entrada em taxi, avião, uber. O que daquilo não ocorrera?

    Um novo gemido por parte da Jasmine fez ele despertar. Encarando os paramédicos, murmurou:

    - Ela saiu do hotel e, pelo que disseram, caiu no chão. Eu a procurava e encontrei assim. Algo deve ter mordido ela em algum momento...

    E, meio agitado, procurou finalmente o saco de veludo roxo, se este ainda estava consigo ou não. Se sim, vai abri-lo para ver o que havia dentro.
    Freya Stormborn
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 292
    Reputação : 3

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Freya Stormborn em Sex Dez 08, 2017 2:15 pm

    O dinheiro oferecido com certeza era uma ótima quantia e definitivamente iria valer a pena, mesmo que no meu caso nunca tivera problemas com a falta dele. Talvez eu devesse procurar alguma arma também, mas com certeza usaria armas brancas já que não sabia manusear as de fogo. Agora, qual arma? Meu conhecimento mesmo em armas brancas era pequeno e limitado, o que me fez pensar que procurar armas laminares pequenas talvez fosse uma boa ideia. Facas, athames e similares, que também eram usados nos rituais Verbena. Seria mais fácil, certo? Talvez. Então suspirei e comecei a responder o rapaz.

    Sim, o termo politicamente correto é Garou, apesar dos não-despertos darem uma infinidade de nomes a eles... Bem, relação com eles? Como você é um mago, não pode ser um Garou, mas pode ser, um Parente como eu.

    Pelo menos eu sabia um pouco sobre aquilo e poderia ajudar ele, ou tentar. Sabia que, mesmo com boa vontade, eu entenderia melhor como é ser uma Parente do que meu irmão, mesmo que seja ele quem detem os conhecimentos e lendas dos Garou. Ele seria capaz de traçar nossa descendência e a daquele rapaz sem problemas, enquanto eu poderia passar anos e não chegasse a metade. Mas, como o Galliard era ele e a ocupação dessa lua ser a preservação das memórias da Nação, não me sentia mal por aquilo.

    Na base, temos o sangue deles, mas não a capacidade transmorfa. O tratamento que nos é dado e as funções que nos são "dadas" variam em cada Tribo e você terá sorte se, caso seja mesmo um de nós, não ser das Fúrias Negras... Esses só servem, basicamente, pra reprodução. Quando servem pra algo,  claro. Mas não as tome como base de como somos tratados. Algumas tribos podem ser ótimas para nós, fornecendo toda a ajuda e proteção que podem. É meio complicado saber só de olhar qual a tribo que pertence... Mas eu chutaria um afinidade com os Andarilhos do Asfalto, se você é bom com tecnologia e maquinas como fazem parecer.

    Era a única tribo que eu conseguia mesmo ver valorizando os avanços tecnológicos eram os Andarilhos. Não que as outras tribos renegassem aquilo, só não eram tão ligados assim aquilo do que os Andarilhos. Eu deveria explicar mais a ele sobre as tribos? Talvez não agora, não aqui. Haveria tempo e lugar mais apropriado, haveriam condições melhores para ajuda-lo. O conhecimento sobre os Guerreiros da Deusa era algo que deveria ser construído com calma e lentamente, não de modo afobado e antes de derramamento de sangue. Nas notas do celular, acrescentei uma palavra: família. Seria o suficiente para me lembrar daquilo caso eu visse posteriormente as notas.

    Talvez ache interessante... Mas Gaia nos deu a capacidade de usar os Dons dados aos Garou, desde que aprendamos. E não geram Paradoxo,  já que não é magia... Uma pena não ter tempo de barganhar o aprendizado de algum e realmente aprender antes de irmos.

    Havia um tom de lamento no final da fala, porque realmente eu sabia que, para nós, aquilo poderia consumir longas horas de aprendizado. E os Espíritos poderiam pedir qualquer coisa em troca da lição, pois dificilmente algo era de graça naquele mundo.

    Quanto aos sonhos... Costumam ser menos apavorantes que um lobo bípede de uns três metros aparecendo na sua frente e você chegando a conclusão que as garras te cortariam como manteiga e os dentes lhe perfurariam como se você fosse gelatina. Mas não duvido que possam ter sonhos ruins. Se Gaia lhe marcou, você pode aprender e fazer coisas incríveis e poderosas. Apenas precisa aprender a acessar sua herança. Se quiser perguntar algo específico...
    Claude Speedy
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1174
    Reputação : 23

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Claude Speedy em Sex Dez 08, 2017 2:23 pm

    Erik:
    Erik evita responder sobre o que mordeu Jasmine, ele então nesse momento de pausa pensa sobre toda jornada que fizeram e tenta recordar do que aquilo era real.
    Ao que parece eles mal saíram de perto da base da Aliança, já que a base de Artus é em Greenwich Village... Talvez eles pouco ou quase nada se moveram.

    Ele então resolve abrir o saco de veludo que recebeu de Maura, dentro dele encontra um pequeno objeto esculpido em pedra.


    (off: role sua Gnose)
    Simon Black
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 499
    Reputação : 11

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Simon Black em Sab Dez 09, 2017 11:44 am

    Gnose: 5

    Simon Black efetuou 5 lançamento(s) de dados (d10.) :
    10 , 7 , 10 , 5 , 8
    Portuga
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2056
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Portuga em Sab Dez 09, 2017 2:55 pm

    Daniel pensa nos 5 mil, não ia dar para reformar sua antiga casa com isso...mas pelo menos ia ser um bom começo, uma boa ajuda no dia a dia de sua nova vida. Pelo menos deixaria sua vida um pouco mais fácil...e por hora isso era o suficiente.

    Então ele pego discretamente o revolver oferecido, olhou o tambor, 6 balas, provavelmente, precisaria de mais, se atirasse a distância.

    " -E o emprego aqui, afinal foi esse o propósito da minha vinda!?"
    " -Ainda, eu estava pensado em algo maior, algo tipo rifle ou fuzil de precisão, tipo eu sendo o sniper, entendeu!? Aliás 6 balas, você acha que isso é o suficiente, de quantas pessoas exatamente estamos falando!? Esse seu ex aí, recrutou quantos!?"


    Daniel olhava a garota que começou a falar, seus olhos começaram a brilhar e ouviu atentamente as explicações, então seus olhos foram da garota para Gael.

    "Então como ter certeza? Vocês podem verificar?" sua voz continha sua animação, uma possibilidade de abrir uma árvore inteira de habilidades, poder sempre era promissor...
    zignon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2764
    Reputação : 112
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por zignon em Dom Dez 10, 2017 3:59 pm

    Jasmine está feliz em estar junto com sua amada e também com a presença de Erik que se mostrou um bom companheiro nos momentos difíceis naquele hotel. As palavras da mestra lhe deram confiança e ela não nota que está lenta e com muito pouco equilíbrio, pois na sua mente acredita tanto na sua mentora que a realidade se subjuga as palavras dela, achando-se apta para a tarefa proposta.


    O Escorpião tenta justificar a preocupação de Jasmine devido ao plano propor separa-la da sua amada e de Erik, mas tenta consola-la dizendo que ela não estará só e que Ferroada, e aponta para um brutamontes horripilante, estará com ela e que a sua dupla, formada com ele, não será responsável por chamar a atenção primeiro, ficando para fazer um papel posterior.


    A oriental não sabia desta arrumação do pessoal no plano de ataque, e imediatamente estanca e olhando para sua mestra, coloca toda sua decepção na face e queixa-se: - Todos sabem que eu não me separo da mestra, sob nenhuma condição. Prometi ir com ela até a morte, mas repito, com ela. Eu não conheço este senhor e não troco a mestra por ele em hipótese nenhuma e ajoelhando para a mestra com o intuito de implorar a sua companhia, se desequilibra e cai.
    Claude Speedy
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1174
    Reputação : 23

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Claude Speedy em Dom Dez 10, 2017 8:26 pm



    Erik:
    Erik toca a pequena escultura e sente um imenso potencial místico que lhe parece familiar, ele sente como se estivesse abençoado e em um instante se harmoniza com o espírito do corvo... Ele sente agora que tem certa capacidade de ampliar sua sorte, ou azar dos inimigos... Apesar disso a comunicação silenciosa do espírito dentro do fetiche não lhe fornece outra informação e ambos se sentem guerreiros irmãos em uma batalha que esta para começar. Erik, por alguma razão sabe que o fetiche irá colaborar com ele...

    (off: @Simon Black o seu recém adquerido item é extramente poderoso, você nota que tem armazenado dentro dele oito pontos Gnose, cada vez que você evocar seu poder de Sorte/Azar pode gastar um ponto da sua Gnose ou desses oito pontos do fetiche. Depois teste Raciocínio+Ocultismo, cada sucesso funcionará como um "1" para seu adversário ou um "10" para você. Se a Gnose do fetiche acabar precisará ser reposta em um Caern ou Nodo, além disso o item garante um sucesso em testes para tentativas entrar na Umbra)

    Os paramédicos tentam administrar uma seringa em Jasmine, mas na hora que vão fazer isso, ela se levanta da maca e tenta se joga no chão com tudo, eles impedem e depois para de se mexer.

    Paramédico: -Mas...o que é isso? Mas o pulso dela parecia tão fraco.

    Jasmine:
    Jasmine nunca se sentiu tão bem na vida, apesar do grave ferimento que sofreu ela sobreviveu sabe que teve sorte. Poucos não morreriam de infecção ou hemorragia. Um braço a menos inicialmente lhe parecia só mais uma cicatriz em soma das várias que já marcam seu corpo em sua história de violência... A frágil, submissa e carente Jasmine então  por um instante é tomada por um medo irracional ao ouvir que irá se afastar de sua amada por alguns minutos durante a ação de entrada... Aquilo parece insanidade para os demais, já que ela mesma esta vem e essa reação é sem nenhuma relação com o que esta ela vendo ou sentindo... Ela diz que tem medo de se separar de sua mestra, finge então que esta sentindo desequilíbrio e depois de se ajoelhar se joga para o lado em um desmaio para ver se assim sua amada e seus aliados se apiedem dela...

    Tal fingimento passa a se tornar real em sua mente e seguida se potencializa o medo de ficar um só segundo longe de sua amada. Então ela passa realmente a acreditar que esta sentindo o medo que estava interpretando para fugir de seu lugar na missão que ela ainda nem sabe exatamente qual é.

    Assim que se ajoelha em seguida se joga no chão ela novamente apaga... sem ter visto qual foi a reação dos demais da sala.

    (@Zignon, retire dois pontos de coragem e dois de força de vontade permanentes pelo desespero...)  

    ...Pouco ela abre os olhos, é noite... Uma forte dor de cabeça... Ela esta em frente há um imenso prédio, ao que parece estão em Wall Street... Diante da porta principal de entrada, esta tudo movimentado ainda. Carros passando, transeuntes em toda parte... Nessa hora escuta um sussurro vindo da pessoa com ela.

    Ferroada: -Certo, esquisita... Nenhum de nós esta feliz de estar com o outro aqui, você deixou claro há umas semanas com aquela choradeira ridícul...Mas pelo que vi você e eu somos iguais em ter de obedecer ordens, Espero que faça sua parte no plano exatamente igual sua namorada mandou... Eu não gosto de mulheres patética "igual seu tipo" que não achou um homem de verdade e sai para "se aliviar" com as amigas, encarar o outro sexo não é fácil então ficam confusas, por isso não vou pegar mole com você igual o Erik quando estava contigo. Se errar o plano que sua namorada traçou esta sozinha, entendeu?

    O Ferroada é ainda pior que Jasmine pensava, ao que parece era um tipo não só ligeiramente misógino como também homofóbico...
    Semanas? Quanto tempo passou?
    Ela apagou de novo? Onde esta? É o segundo apagão que ela tem...
    Sua amada? Onde esta? A abandonou? Não... apenas sua amada importa...
    Ela se sente agora menos segura do que antes. Esta vestindo outras roupas, parece um blazer adaptado para uma pessoa deficiente que perdeu um braço e os curtos cabelos ela vê em algumas superfícies espelhadas da estrutura interna o salão que esta penteado de forma mais séria...

    Fica visível em seu casaco uma identificação com a foto dela como agente do FBI com o nome de J. Moore, enquanto os dois estão dentro do prédio, já entrando para passar pelo detector de metais ela vê um rapaz que esta sendo parado pelos seguranças...


    Segurança: -Desculpe senhor, mas o senhor não pode entrar com essa arma visível em sua cintura, mesmo com registo dela.
    One:-Ah, me desculpe... então irei embora.

    Agora era vez dos dois passarem.
    O Ferroada dá um último olhar ameaçador para Jasmine e vira de novo para frente de cabeça baixa, ao que parece há algemas nos pulsos dele e os braços estão presos atrás...
    Ao que tudo indica é um disfarce de prisioneiro e ela como agente.
    Várias questões passam pela cabeça dela, ela se preocupa porque não conhece quase nada de arquitetura e por isso não sabe como sair do prédio.

    Onde estão? Como chegaram aqui?
    E a sensação de conforto de quando estavam reunidos...
    Por que tudo isso virou essa dor de cabeça agora?

    Daniel e Myrella:

    Daniel pergunta um pouco mais sobre os Garou, Myrella até comenta sobre "poderes dados pela Deusa que não são magia", tais palavras atiçam sua curiosidade, mas ele ainda pensa que tem de pagar a reforma da casa e pergunta pelo emprego.

    Loonie: -"Ex-" no sentido de "ex-amigo", cara... Não toleramos piadas homofóbicas, ok? O último palhaço que fez isso nós mandamos as bolas dele para os pais da garota que ele estuprou...Ok? Uma menininha de menos de dez anos... pedófilo maldito... Ele dá outro gole na cerveja   Mas... quanto às balas, o Escorpião se envolveu com o movimento anarquista como forma de fomentar a aversão à autoridade, mas hoje esta no ostracismo. Ele dá pequenos golpes no Plaza, mas a informação que temos é que ficou mandando mensagens cifradas há um bom tempo para encontrar equipe que Arctus convocou... Os dois iriam receber um treinamento especial em Montreal, mas foram vistos se registrando justamente nesse Hotel...  Quanto ao nosso acordo esta de pé, só peço que flerte com Rita fora do horário de serviço, muitos outros clientes flertam com ela nesse horário e é bom que eles retornem achando que vão conseguir alguma coisa mesmo que isso não seja verdade... Mas saiba que nosso bar é fachada para mais do que nossa excelente cerveja. E ela em si já é bastante coisa.

    Gael: -Posso descobrir sim sobre quem te visitou e qual é sua origem inicial, Daniel... Sei sobre muitos assuntos sobre nossa tradição e os guardo, é meu dever sagrado saber ou descobrir quem sabe...

    O trio deixa o local, se preparando para tentar encontrar os dois desaparecidos...
    Simon Black
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 499
    Reputação : 11

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Simon Black em Dom Dez 10, 2017 9:50 pm

    Erik sente suas forças se renovarem ao tocar naquele pequeno objeto. Abre um imenso sorriso e suspira aliviado em seguida.

    – Obrigado, meu senhor Odin, por abençoar este teu filho... – murmura baixinho e fica em seguida encarando novamente o pequeno objeto.

    O corvo é um dos animais abençoados por Odin. O Deus possui dois destes, Huginn e Munnin, como seus mensageiros e por isso o nórdico sente-se um pouco mais perto de casa. Cada peça de sua memória ia retornando muito lentamente, mas era naqueles pequenos e singelos momentos que o nórdico se sentia um pouco mais perto de sua terra natal.

    Ao menos, era nisso que ele acreditava.

    Guarda o amuleto muito bem guardado no bolso da calça. Assim que possível, daria um jeito de prender aquele amuleto de uma forma mais duradoura próxima a seu corpo. Mas logo sua atenção voltou-se para Jasmine, que caía da maca. Ele imediatamente olhou para os paramédicos que conversavam.

    – O que aconteceu? – mais rosnou do que perguntou e ergueu as sobrancelhas – Ela ficará bem, não?
    Freya Stormborn
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 292
    Reputação : 3

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Freya Stormborn em Dom Dez 10, 2017 11:28 pm

    Assim que saímos do bar, cocei o queixo e comecei a pesquisar no celular uma loja de materiais para religiões neo-pagãs ou artes marciais que ficasse no caminho. Ou próximo dele de alguma forma. Caso encontrasse, iria primeiro passar lá e comprar a arma como havia dito, caso não teria que pensar em outro plano para usar. Mas, antes de pensar em outros planos, comecei a pesquisar o Plaza e procurar caminhos e rotas para chegar a ele, verificar se haviam saídas de incêndio... Coisas assim.

    Alguém tem um plano? Queria, antes de entrar nk hotel, verificar os arredores deles. Entradas de serviço, saídas de emergência, escadas de incêndio e qualquer coisa que possamos usar a nosso favor... Ou impedir que Escorpião use... Caso vocês concordem, é claro.

    Não era só meu Avatar demonstrando sua natureza, mas também meu comportamento perfeccionista. Queria conhecer todos os prós e contras, falhas e benefícios da estrutura do prédio para termos o melhor resultado possível da melhor forma possível e com a menor quantia de perdas possível para nós.

    Eu devia ter me prevenido e comprado uns brinquedos antes, droga.
    zignon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2764
    Reputação : 112
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por zignon em Seg Dez 11, 2017 12:34 am

    Jasmine abre os olhos de repente, e apenas vê uma grande fachada de um prédio imponente e a região parece com Wall Street. Muito movimento e está defronte da porta de entrada do prédio. Súbito ouve uma voz esganiçada ao seu lado, é o feioso do Ferroada! Ele começa a metralhar meus ouvidos com uma conversa mole de vou pegar duro com você, O Erik lhe estragou passando a mão em sua cabeça, tem que seguir o plano sem moleza e sem falha, porque comigo você vai ver.


    Jasmine fica abismada, "que plano, e o meu cabelo, o que fizeram com ele?" Muitas perguntas passam por sua cabeça, será que foram dias ou semanas que apagou e olha suas roupas de agente federal com um crachá escrito J. Moore. O idiota do feioso esta algemado com as mãos para trás e logo a frente alguém é barrado à entrada porque está com a arma a vista, e Jasmine sabe que não pode falhar, sua mestra esta cada vez mais se afastando dela porque deve estar insatisfeita com suas atitudes, seus fracassos. Se obriga a pensar rápido, o plano em linhas gerais é se passar por agente do FBI e introduzir o feioso no complexo como um prisioneiro sob sua tutela. Precisa se lembrar de mais, mas só sinte uma grande dor de cabeça com tudo isso...


    Agora é sua vez, o guarda está se dirigindo para você, calma Jasmine, é só agir com naturalidade como se aqui fosse o seu trabalho e o feioso a Sua carga que transporta, que os espíritos ancestrais a ajudem. E ela empurra o feioso com faria com um prisioneiro difícil e segue rumo ao guarda.


    - Agente Moore com suspeito para interrogatório, e Espera a sua liberação de entrada;
    Portuga
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2056
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Portuga em Seg Dez 11, 2017 1:37 am

    Daniel olha para Loonie com um expressão estranha..."piada homofóbica" não se lembrava de ser bom em piadas...apesar de reconhecer do duplo sentido de sua fala, talvez a carapuça tenha servido, não que se importasse com isso, mas sentiu que a atitude do homem tinha sido desnecessária.

    Por fim, tinha sido quase que impelido a sair, sem a resposta que ansiava do seu parentesco e sem um armamento digno de uma missão quase-suicida, seu olhar parou durante um bom tempo para sua Rossi 85 recém adquirida, triste, tinha que se contentar...talvez no decorrer ou no final da missão tivesse outros ganhos...por fim seguiu o grupo de dois.

    "- Bem galera, já que formamos uma party, acho que antes de mais nada seria interessante dizermos um pouco do que somos capazes, eu sei que talvez vocês estejam receosos de se revelar, mas não creio que essa missão vai ser fácil...por isso se não estiverem dispostos a isso, vocês vão ter que compreender que como não posso confiar em vocês, se eu sentir dificuldade, serei o primeiro a abandonar o barco!" Daniel fez uma pausa e logo continuou pegando mais um punhado de ar antes de continuar falando.

    "- Bem eu sou um mago, como já sabem, e despertei há pouco tempo, e de acordo com as definições das tradições, domino o segundo círculo das esferas correspondência, primórdio e espírito."

    "- Ainda, de alguma forma, sou bastante resiliente, então se não for algo que definitivamente mataria alguém, bem posso sair digamos bem machucado ao invés de morto...fora isso, bem diria que tenho um bom conhecimento de computadores e tecnologia. E vocês amiguinhos!? O que sabem fazer!?" Daniel esperava com um sorriso as informações dos seus novos companheiros...

    – Alguém tem um plano? Queria, antes de entrar nk hotel, verificar os arredores deles. Entradas de serviço, saídas de emergência, escadas de incêndio e qualquer coisa que possamos usar a nosso favor... Ou impedir que Escorpião use... Caso vocês concordem, é claro.

    Ainda após a fala da Myrella, os olhos de Daniel brilharam, como se ele fosse chamado ao dever, bem posso tentar algumas coisas antes de fato irmos lá...poderia tentar hackear o sistema da prefeitura para saber a última planta deles...mas creio que mesmo que conseguisse invadir o sistema de busca deles deve ser bem desorganizado....

    Tentar invadir e hackear o sistema do Plaza, parecia mais factível, provavelmente teriam as plantas no sistema, além de conseguir as informações, poderia conseguir as imagens das câmeras, e aí com acesso aos dados, poderia ainda identificar quando os "dois recrutas perdidos" entraram e aonde foram ou até se já saíram...bem primeiramente tentaria da forma mundana...

    Off: teste hackear o sistema do Plaza (inteligência + computador, creio) EU+AVA
    Daniel
    Portuga efetuou 6 lançamento(s) de dados (d10.) :
    5 , 1 , 9 , 1 , 10 , 4

    AVA
    Portuga efetuou 5 lançamento(s) de dados (d10.) :
    3 , 3 , 4 , 1 , 3




    Portuga
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2056
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Portuga em Seg Dez 11, 2017 1:45 am

    Daniel ficou abismado em não ter conseguido entrar...será que estava ficando enferrujado, ou será que nunca tinha sido tão bom...eram algumas idéias que começaram a perturbar sua mente...de toda forma, podia tentar de novo era só mudar seu ip, trocar a antena de celular que estava e tentar de novo...

    Logo voltara a teclar furiosamente em seu relógio e falar alguns códigos estranhos, enquanto falava para AVA cuidar do firewall deles, e se preocupa se alguém tinha tentado localiza-lo ou dado alguma brecha...

    off: Eu
    Portuga efetuou 6 lançamento(s) de dados (d10.) :
    7 , 9 , 10 , 10 , 10 , 3

    ava
    Portuga efetuou 5 lançamento(s) de dados (d10.) :
    2 , 5 , 3 , 5 , 5
    AVA
    Claude Speedy
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1174
    Reputação : 23

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Claude Speedy em Seg Dez 11, 2017 6:29 pm

    Erik:
    Tanto Erik quanto os paramédicos ficam confusos, Jasmine é posta de volta da maca, eles evitam a dose de adrenalina e levam-na desesperados para o hospital.

    Lá, uma das enfermeiras pedem que a abominação aguarde porque terá de assinar alguns papéis para possível internação...

    Enfermeira: -O senhor é parente dela, qual o nome da moça?

    Daniel e Myrella:
    Infelizmente para Myrella não há nenhuma loja dessa natureza no caminho, a mais perto fica em Greenwich Village e desviaria da rota entre o "The Rock City Bar" que é onde vocês estavam e o Plaza.

    Daniel sente corretamente que as palavras mexeram com a agressividade de Loonie, alguma lembrança ruim foi mexida em alguma ferida não cicatrizada e isso deixa o rapaz apreensivo de novo... Porém ele resolve deixar essa questão de lado e se coloca em ação.

    Eles vão então finalmente ao luxuoso Hotel, a visão do lugar é impressionante pela sua extensão externa. Após uma tentativa que Daniel faz de adentrar na rede local acaba sendo pego em um firewall bem estranho, em seguida tenta novamente depois de alguns minutos enquanto Myrella ansiosamente observa ao redor.

    Gael: -Minha irmã e eu podemos tentar verificar tudo ao redor com mais calma, enquanto você tenta de novo, Daniel, talvez você fique mais tranquilo para tentar de novo...

    Ele olha para Myrella com certa expressão de decepção sobre o hacker, mas Daniel esta focado demais para notar. Nessa hora ele com ajuda de AVA consegue entrar no sistema do hotel, transferindo imediatamente plantas do local e um lista enorme de pessoas que se cadastraram recentemente com o atendente Robert Gray.  O hotel registra fotos em uma webcam e tem o registro de três pessoas da família McAlister... Há três fotos de pessoas registradas que chamam a atenção, duas delas são exatamente a foto de Erik e Jasmine, estão colocados como Peter e Kate McAlister, são casados e a outra foto parece ser de uma criança de cerca de dez anos de idade, loira de olhos azuis de nome "Kevin". Estão registrados no quarto 8 do terceiro terceiro andar...

    Jasmine:
    Jasmine espera a solicitação, rapidamente ela adentra sem problemas. Tudo acontece muito tranquilamente e ela não ouve o guarda de segurança dizer uma só palavra em seguida é possível ver o elevador para onde ela é levada junto do prisioneiro...  Dois homens usando terno preto entram no elevador.


    Agente Lee: -Agente Moore, eu sou o agente Lee... E esse é o agente Smith.


    Agente Smith: -É uma honra, de verdade...
    Agente Lee: -Vamos acompanhar a senhora até o Zero.


    Eles entram em um estranho elevador e descem até um imenso complexo tecnológico onde encontram todos elementos que parece saído de algum filme de ficção científica


    Zero: -Eu sou o Zero, senhora Moore. Pelo que vemos conseguiu capturar o braço direito do Escopião, ou melhor dizendo o seu ferrão... Venha, precisamos extrair da mente dele tudo que ele sabe.

    Ela nota que ele ficou constrangido quando usou a expressão "braço direito" e nessa hora o Ferroada olha para ela, aguardando que ela faça algo. Mas o que exatamente eles planejaram fazer ela não faz ideia.
    Freya Stormborn
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 292
    Reputação : 3

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Freya Stormborn em Seg Dez 11, 2017 8:05 pm

    Quando ele perguntou sobre nossas capacidades, fiquei receosa por motivos óbvios - afinal, eu mal conhecia o rapaz. Mas sabia que era necessário. Respirei fundo e ajeitei as roupas antes de responder. Tentei disfarçar o melhor possível desconforto com aquilo. Tentaria resumir o melhor possível minhas capacidades sem, no entanto, contar mais que o necessário.

    Tenho o primeiro ciclo de Vida, Espirito, Mente, Primórdio, Materia e Forças. Bem, isso pode não fazer muita diferença no momento, mas eu tenho conhecimentos de primeiros socorros e anatomia também, por causa da faculdade. E tenho o super poder do Batman.

    Com sorte, ele entenderia a referência ao dinheiro. Ouvi com cuidado as habilidades dele e quando, depois, Gael me olhou com a falha dele, segurei o riso e olhei ao redor antes de usar a deixa de meu irmão para irmos andar e procurar coisas que pudéssemos usar para ter alguma vantagem naquela situação.

    Vamos dar uma olhada na área, voltamos em breve. Cuidado pra ninguém notar que burlou o firewall, apesar de talvez já saberem de nós. – Então eu fui realmente investigar a área com ajuda de meu irmão e quando achei que estávamos longe do alcance da audição dele para falar. – Se você notar algo que eu não, pode me avisar?

    Percepção + Investigação.
    Motivo: Investigar o hotel a procura de saídas de emergência, escadas de incêndio, pessoas nas janelas observando, entrada e saída de pessoas...
    Freya Stormborn efetuou 5 lançamento(s) de dados (d10.) :
    10 , 2 , 2 , 6 , 6

    Percepção + Consciência.
    Motivo: Perceber magias ativas no hotel e arredores.
    Freya Stormborn efetuou 5 lançamento(s) de dados (d10.) :
    2 , 7 , 4 , 4 , 4
    Simon Black
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 499
    Reputação : 11

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Simon Black em Seg Dez 11, 2017 8:41 pm

    - Sou apenas um conhecido... - responde baixo, encarando-a e completa em seguida - O nome dela é Jasmine. Ela ficará bem?
    Claude Speedy
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1174
    Reputação : 23

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Claude Speedy em Ter Dez 12, 2017 12:12 am

    Erik:
    Enfermeira: -Bem, senhor... é muito estranho, os sintomas são bem esquisitos...Mas precisará de mais exames... Vamos precisar de um parente próximo para poder determinar exatamente o que ela tem, é muito estranho tudo isso... Até agora os médicos não viram nenhuma doença nela, é como se ela estivesse em um estado de sono... mas mais detalhes precisaremos mesmo saber dela, para ver que plano de saúde ela esta usando. O senhor não tem como entrar em contato com ninguém que ela conheça que possa entrar em contato conosco?

    Erik lembra da mestra de sua aliada que ficou junto de Arctus, seria prudente chama-la ou ele poderia ainda resolver de alguma forma?

    Myrella:
    Gael caminha pelo beco, próximo ao Plaza. Tudo que Myrella nota junto dele é que há uma escada de incêndio na lateral do prédio, típica das construções nova yorkinas, que pode chegar a todos andares. Ela também sente uma inclinação mágica quase palpável emanando do décimo terceiro andar.
    Freya Stormborn
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 292
    Reputação : 3

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Freya Stormborn em Ter Dez 12, 2017 1:10 am

    Eu sabia que havia magia ali, proveniente do décimo primeiro andar. Olhei para o andar em questão e apertei os olhos, mordendo os lábios e pensando a cerca daquilo. Não era um bom sinal, mas já imaginávamos coisas assim. Me recostei em uma das paredes do beco e tentei perceber se alguém nos observava, parecia escutar ou seguir.

    Percepção + Prontidão
    Freya Stormborn efetuou 5 lançamento(s) de dados (d10.) :
    9 , 10 , 1 , 4 , 7

    Se eu não achasse nada e ninguém suspeito nas proximidades nos espiando de qualquer forma, me desapoiaria e chegaria bem perto de meu irmão.Tocaria delica o braço de meu irmão e olhei-o com alguma preocupação. Se ele parecesse preocupado com alguma coisa, esperaria ele terminar antes de falar. Mas apenas falaria se parecesse que ninguém espiava ou ouvia.

    Tem magia no décimo terceiro, o suficiente para ser preocupante. Se os dois não estiverem lá, provavelmente Escorpião está.

    No caso de eu perceber alguém, fingiria tocir para atrair a atenção de Gael para mim e, depois de tapar a boca como uma pessoa normal, soltaria os cabelos e os prenderia de novo. Ao fazer isso, com a mão do lado oposto ao observador, iria bater levemente na tempora. Esperava que ele entendesse o que eu queria: a comunicação que ele era capaz e eu não. Se ele entendesse e fizesse a conexão, avisaria a ele por meio dessa que estavamos sendo obsevados e daria o aviso de magia no decimo terceiro.
    Portuga
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2056
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Portuga em Ter Dez 12, 2017 1:59 am

    No princípio, ficara desapontando com a garota, chamada Myrella, deter muitas esferas em nível baixo, significava que ele tinha um bom entendimento teórico do básico, mas ao mesmo tempo indicava o quão baixo era sua capacidade mágica, ou seja não conte com ela para mágica...mas de repente seu sentimento insosso sobre a garota muda, a frase: "E tenho o super poder do Batman"...fez seus olhos brilharem...ela não parecia ter a bugigangas do Batman....então....money bitch...puta que pariu!

    "- Hummm, muito bom, você pedirá o quarto então, quando formos entrar... disse sorridente...

    Se esse fosse o caso, o fato dela estar aqui não fazia sentido nenhum, afinal ela não precisava do dinheiro a ser ganho...deveria ficar com os olhos atentos...

    "- E você Gael!?

    -----------------------------------------

    Vendo os recém companheiros querendo se distanciar para investigar as redondezas, não pode deixar de sentir o peso nas sua costas e desabafar, em um tom irônico...

    "- Mano vocês sabem como é difícil hackear um sistema!? Ainda mais um que não tenho praticamente dica nenhuma, to tentando por "força bruta" um conjunto de combinações, o que só é possível, graças ao AVA aqui! Eu não ia conseguir em meros segundos..." bufa parecendo irritado

    "- Ainda se vocês vão dar uma volta, deixem seus celulares, não queremos nos separar, antes mesmo de começarmos, não é mesmo!?

    Quando finalmente percebe que teve exito, seu rosto mostrou sua alegria de outrora, quando brincava com os computadores, ficara feliz de provar que ainda era bom naquilo que sempre gostou desde criança, seu rosto estampava um largo sorriso, um sorriso desdenhoso do mundo, seus dedos começaram a buscar e filtrar as informações, uma vez dentro, aquele seria seu playground, começaria a infestar o servidor do Plaza com os "programinhas" que os adeptos lhe ensinaram...spyware, malware, tinha de tudo, mas o principal seria congelar as câmaras e o desbloqueio das fechaduras eletrônicas, quando fosse invadir o quarto do décimo terceiro andar.

    "- AVA, mande as plantas e as fotos e registros do Peter e dos McAlister...acrescente, uma mensagem, porque tem 3 registros deles? Não eram 2? Hora de vocês voltarem!

    Após algum tempo aquelas fotos começaram a perturba-lo...
    "-Porque diabos trouxeram uma criança pra uma missão, simplesmente não fazia sentido..." cochichou consigo mesmo...

    "- Não faz sentido, AVA, vamos repassar as imagens da câmera e ver se descobrimos algo..."


    off: como não sei qual seria o teste, não fiz as rolagens, seria investigação + percepção (ou raciocínio ou inteligência!?)

    Pode rolar os testes pra mim Claude.
    Claude Speedy
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1174
    Reputação : 23

    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Claude Speedy em Ter Dez 12, 2017 12:46 pm

    Teste de Daniel
    Investigação+Percepção
    Claude Speedy efetuou 5 lançamento(s) de dados (d10.) :
    7 , 10 , 5 , 4 , 4
    Conteúdo patrocinado


    Re: Parte ll: Um capeta em Forma de Guri

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 23, 2018 1:45 am