Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Compartilhe
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Lukas em Ter Maio 14, 2013 11:19 pm

    Lucca

    23 de janeiro de 1988

    A viagem havia sido na classe econômica e muitos asiáticos haviam embarcados naquele voo. Foi praticamente um dia de viagem e Lucca teve tempo para pensar na sua vida, no seu kung fu, no misterioso homem com quem havia feito um acordo e na ansiedade por uma revanche contra Castelhano.

    - Considere isso como uma oportunidade que aparece para um jovem talentoso que nem você. Esse será o primeiro campeonato do tipo na Tailandia, como muitos que estão surgindo desde o primeiro Street Fighter no ano passado. Em Bangkok você encontrara meu contato no aeroporto, ele se chama Oto. Ele te passara as instruções, lembra Lucca, das palavras que o home lhe dissera.

    Ao chegar no aeroporto da cidade de Bangkok, Lucca nota que ali as coisas naquela cidade são bem diferentes de Roma: muitas bicicletas andando para la e para ca, motos, buzinas, muitas pessoas com os característicos traços asiáticos, venda de eletrônicos, venda de aves, insetos...enfim, é tudo muito caótico a primeira vista. No aeroporto as 14 da tarde, ele vê a distancia um homem pequeno, caucasiano com traços americanos, usando uma jaqueta, chapéu e óculos pretos. Ele esta erguendo uma placa com “Lucca” escrito.

    Nikki

    5 de janeiro de 1988

    Smith não ficou satisfeito quando Nikki pediu uns dias de férias. Ele desconfiava que a agente estava tramando algo, já Felor tinha certeza...essa investigação podia ser em vão, mas também podia ser um tiro certeiro. O tal do cigarro era de fabricação caseira e se chamava “Amarila” e Nikki tinha um endereço, o telefone do perito (Jones) e uma forte suspeita.

    A primeira classe no avião havia sido confortável, regada a champagne e vinho para compensar a lona e cansativa viagem. No aeroporto de Bangkok, tumulto e confusão. Nikki havia passado por aquilo poucas vezes na sua luxuosa vida. Havia muita gente, estava muito quente e a cidade era caótica a primeira vista. Quando ela olha a quantidade de malas que trouxera, quase que bate um arrependimento.

    Mas um homem, baixo, gordo, com roupas simples e traços asiáticos vem em direção a agente. Ele diz:

    - Ola, ola! É americana né? Eu sabia! Sou o melhor guia de Bangkok! Conheço tu aqui na cidade, posso guiar você pó míseros USD 100,00 por dia. Meu nome é Sanzo! Posso pegar suas malas e te ajudar moça?

    É cerca de 15:00 da tarde.

    Roberto

    23 de janeiro de 1988

    O amigo de Roberto havia garantido tudo para ele. Passagem na classe econômica, o endereço do lugar e USD 500,00 para ele se virar durante aqueles dias de competição na cidade. Roberto não esquecia também do grande favor que o amigo estava fazendo por ele, e que teria que dividir metade do premio com ele.

    O torneio seria em Bangkok e a viagem foi cansativa. Muitos asiáticos no avião, espaço apertado, muita conversa...mas tudo ocorrera bem. O capoeirista chegara cerca de 14:00 da tarde no aeroporto da capital da Tailandia e agora reparava no caos da cidade: pessoas e mais pessoas, motos, bicicletas, buzinas, tailandeses vendendo diversos tipos de animais ao ar livre, etc. Era um caos a primeira vista.

    O campeonato seria no dia 25/01, daqui a dois dias. Suas malas não eram muitas, mas ele não conhecia nada de Bangkok.
    bitenco
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 1

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por bitenco em Qua Maio 15, 2013 7:01 pm

    Roberto nem reclamou quando seu amigo pediu a metade do prêmio e muito menos do aperto e falatório do avião. Só a oportunidade que ele lhe ofereceu valia muito mais que qualquer um destes detalhes.

    Com sua mochila na costas, Roberto olhou em volta no aeroporto admirando a confusão do local e logo foi saindo dali. Sua intenção era procurar um taxista que falasse sua língua.

    - Me leve para este endereço? - Perguntou enquanto entrava no carro e mostrava o endereço que tinha em mãos. Ele não conhecia o lugar e tinha somente ali para ir.
    Soviet
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7163
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Soviet em Qua Maio 15, 2013 8:18 pm

    Topo imaginou que viajaria com mais classe, mas não se importou quando viu que iria de econômica. Para alguém que não tem uma cama onde dormir, isso não é de forma alguma um problema. Chegando em Bangkok, Lucca se surpreende... em como aquela cidade lhe lembrava Hong Kong. O caos, o barulho, a língua, o sotaque dos que tentavam falar em inglês ou em outra língua ocidental e, claro, as centenas de bicicletas. Topo quase se sentiu em casa.

    Com calor, Lucca tira sua jaqueta de couro, a pendura na sacola de pano onde trazia seus poucos pertences, dá um jeito de arrumar a cueca atravéz da calça jeans e se aproxima do pequeno homem que o esperava no saguão do aeroporto.

    - Buon pomeriggio, guida. Meu nome é Lucca, acho que você estava me esperando. - Lucca estende uma mão ao homem - Pode me chamar de Topo.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7174
    Reputação : 81

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Edu em Qui Maio 16, 2013 1:31 pm

    Nikki foi confortavel no avião. Primeira classe era sempre bom. Bastante espaço pra esticar as suas pernas, boa comida, bom atendimento. Por um momento tinha até esquecido da sua missão ali. Tinha que rastrear aquela mulher misteriosa da boate, ao pensar nela quase quebrou o copo de vidro em sua mão.

    Logo o piloto anunciou que estava descendo. Nikki se preparou na cadeira e tranquilamente aguardou a descida do avião. Passado um tempo o avião aterrissou e ele foram liberados pra desembarcar. A agente estava preparada pro calor da cidade. Usava um vestido que ia até a metade da coxa, era ele estampado com flores. No pés usava um sandalia rasteira bem simples. Nos olhos estava com oculos escuros, não gostava de pulseiras ou cordões.

    Pegou a sua mala na area de desembarque e quando saiu para o aeroporto esse homem gordinho veio falar com ela. Nikki fez uma expressão de desinteresse.

    - No momento eu só preciso de um taxi, me dê o seu telefone que se tiver interesse nos seus serviços ligarei - Disse a agente continuando o seu caminho com a mala até a area dos taxis.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Lukas em Sex Maio 17, 2013 8:39 am

    Lucca

    - Boa tarde, você deve ser Lucca certo? Diz ele arrumando o óculos. – Bom, vim aqui para ajudar você a se acomodar por aqui. O torneio é daqui a dois dias, terá tempo para conhecer um pouco a cidade. Não recomendo o bairro do Búfalo, na parte sul da cidade. Aquele pessoal é meio bravo sabe...vamos pegar um Tuk Tuk então, diz ele, gritando para que um asiático viesse pegá-los. Quando ele chega, vem trazendo o transporte típico da cidade, uma espécie de triciclo coberto, com faróis e com assento acolchoado para 2 passageiros, muito colorido. Os dois se assentam e se acomodam dentro do transporte enquanto fazem o percurso de 30 hora ate o hotel.

    No hotel, que é simples e é atendido por uma velha senhora, ele pergunta:

    - Bom, o endereço do campeonato é aqui, diz ele, mostrando um mapa. – Ai na frente passa toda hora Tuk Tuk, e eles conhecem o lugar. Não divulgue nada sobre esse campeonato com ninguém...nunca se sabe. Aqui na volta tem bons restaurantes e não se meta em confusão a noite! Praz dizer a verdade nem de dia. E seu time, chega quando?

    O quarto de Topo é simples e pequeno: tem uma cama e um banheiro, com uma mesa e cadeira para ele sentar. A Tv, que tem um sinal fraco, só tem a programação local.


    Nikki

    - Taxi demora qui moça…nossos Tuk Tuks são mais rápidos!
    Diz ele, apontando para vários veículos que seriam o transporte típico da cidade, uma espécie de triciclo coberto, com faróis e com assento acolchoado para 2 passageiros, muito colorido.

    Realmente, na volta as pessoas só usava o tal de Tuk Tuk, bicicletas e motos.

    - Pra onde tu quer ir? Conheço toda a cidade! Diz ele


    Roberto

    O capoeirista não acha exatamente um carro...e sim o transporte típico da cidade, uma espécie de triciclo coberto, com faróis e com assento acolchoado para 2 passageiros, muito colorido. Mais conhecido como Tuk Tuk, havia vários na saída do aeroporto esperando os turistas. Após muita correra, um homem com traços típicos de asiáticos aproxima-se de Roberto, que mostra o endereço.

    - Americano? Vai pagar com dólares americanos? São USD 20 e chegamo la em meia hora! Diz ele.

    Após 30 minutos em meio a tumultuada Bangkok, Roberto chega no local. Havia muitas casebres de uma população bem humilde naquele espaço, muitos corredores e vielas estreitas. Muitas pessoas trafegavam na região trazendo comida, bebida, caixas, frutas, etc. Havia muitas pequenos estabelecimentos de venda dos mais variados tipos de produtos também. Ao adentrar-se ao local, após cerca de 15 minutos ele chega em uma área com vários cones para carros e demais veículos não trafegarem. E mais adiante, vê muitos trabalhadores preparando o lugar, que aparentemente teria uma espécie e tablado no chão, de 10 por 10 metros e na volta havia estruturas de banco e arquibancadas de madeira.

    Roberto não conseguia enxergar mais ao fundo pois o local estava bloqueado e havia policiais na volta.
    Soviet
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7163
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Soviet em Sex Maio 17, 2013 12:51 pm

    Lucca sorriu ao ver um dos Tuk Tuks, e os achou confortáveis, mas um tanto lentos demais. Enquanto percorriam as ruas de Bangkok, Lucca se vira para o homem.

    - Cara, você não me disse seu nome.

    No seu quarto, Topo joga sua sacola em cima da cama, dá uma olhada rápida quando o homem mostra o lugar do torneio no mapa e lavava o rosto quando o ele lhe perguntou sobre seu time. Lucca saí do banheiro com o rosto molhado e segurando a toalha nas mãos.

    - Time?! Não me falaram nada sobre um time para mim. Não vai me dizer que esse torneio é uma competição de trios...
    bitenco
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 1

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por bitenco em Sab Maio 18, 2013 3:07 pm

    - Interessante, Brow. Pago com dólar sim. Pé na tábua. - Disse rindo e admirando aquele passeio diferente.

    Ao chegar na parte da cidade mais "bagunçada", Roberto não pode evitar de lembrar de sua casa e de sua família. Aquelas vielas estreitas e o comércio por todo lugar fazia alusões a sua moradia.

    Roberto esperou pacientemente até que seu transporte parasse no endereço que ele havia mostrado. O capoeirista então paga o mesmo e pergunta onde era, acreditando que o mesmo o apontaria. Ele então vai andando desviando das coisas mais baixas e próximas a sua cabeça, indo em direção ao tablado. Ele ficaria um tempo ali olhando.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7174
    Reputação : 81

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Edu em Ter Maio 21, 2013 12:20 pm

    Nikki olha desconfiada para o tal de Tuk-Tuk, mas se só tinha ele ia ele mesmo. Queria chegar no hotel o quanto antes. Pra poder ligar pro telefone do perito e ir ela mesmo procurar pela assassina misteriosa.

    - Pode ser isso mesmo. Eu quero ir logo pro Hotel, to sem tempo pra conhecer a cidade no momento - Disse ela.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Lukas em Ter Maio 21, 2013 10:01 pm

    Lucca

    - Meu nome é Oto, diz ele.

    - Mas que droga! Ele num te avisou? O campeonato é de 4 contra 4! Mas que droga! Tamu ferrado. Diz o homem, fazendo gestos de indignação. Ele pega o celular e faz uma ligação.

    - Pô, mas tu num sabia?...é lógico que te falei...num conhece mais ninguém...putaquipariu...são palavras que Topo escuta.

    - Seguinte guri, temo que procurar outros caras pra luta contigo. Se não acharmos já era. Acho que se a gente procura la na área da arena a gente consegue, diz ele, desanimado.



    Roberto

    Roberto analisa o local...la no centro do tablado ele nota várias pessoas trabalhando, algumas o olham quando ele se dirige até ali. Na distancia, a uns 20 metros, ele nota que um grupo de 4 pessoas surgem e ficam olhando tudo na volta, inclusive Roberto. Eles fazem comentários entre si e riem em seguida. Um deles é robusto, barba ruiva e usa um jeans velho e rasgado bem como uma camisa xadrez; outro usa um kimono branco, faixa preta e tem feições joviais; o terceiro usa uma calça camuflada e uma camiseta cavada negra; o último traja um gi azul, com o os dos lutadores de judô e possui cabelos cacheados loiros.

    Então um homem o chama. Ele usa um terno branco, é baixo e bem acima do peso. Tem feições asiáticas e fuma um grosso charuto.

    - Vai lutar também? Então deve conhecer aquele time, os 4 Thunder...pode ser que seu time lute contra eles. Diz ele. – Me desculpe, não me apresentei. Sou Smith Anderson e vou ser o narrador principal da luta...fora isso trabalho com imóveis e outras coisinhas...e você é?



    Nikki

    A agente estava hospedada no hotel mais caro da cidade, um cinco estrelas enorme e que destoava um pouco da cidade. No local, que devia ter uns 30 andares, a suíte de Nikki parecia de cinema. Uma cama enorme, uma vista privilegiada, todos os cômodos amplos o suficiente para muitas pessoas.

    Ao ligar para o perito, ele diz: - O chefe não pode saber que eu to te falando isso hein...vou te passar o endereço...rua das hortencias 219, mas cuida que fica em um bairro pobre de Bangkok. Boa sorte!
    Soviet
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7163
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Soviet em Ter Maio 21, 2013 11:08 pm

    Lucca se desanima ao ouvir que teria que formar um time com desconhecidos para poder participar do torneio, mas não desistiria, muito menos agora que Topo já estava na maldita Tailândia.

    - Se essa é a única opção, vamos logo pro lugar do torneio.

    Lucca troca de camiseta e sai com Oto tentar montar um time às pressas.
    bitenco
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 1

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por bitenco em Qua Maio 22, 2013 12:59 pm

    - Eu? Eu... "So" Roberto.

    Roberto ainda deu duas olhadas para os quatros caras antes de voltar o olhar pro gordo ao seu lado.

    - Como assim time?

    O capoeirista tinha certeza do que tinha ouvido, mas não conseguiu acreditar de cara. Se era de time que ele tava falando, como seu amigo havia lhe enviado para esta furada.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7174
    Reputação : 81

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Edu em Qua Maio 22, 2013 6:33 pm

    Nikki assim que chegou no hotel procurou descansar. Tirou o vestido que tinha vindo na viagem e deitou na cama apenas com roupa de baixo. Dormiu por umas duas horas e depois ligou para o perito. Com endereço nas mãos, ela foi tomar um banho e se vestir para o que estava por vir.

    Saindo do banho já seca e enrolada na toalha, abriu a mala em busca da roupa pra se vestir. Pegou uma calça leg da cor preta e uma blusa azul, mas uma calcinha e botas. Vestiu tudo rapidamente e desceu pro hall de entrada do hotel. Ali chamou um dos Tuk-Tuks e pediu pro motorista leva-lá no endereço que tinha anotado no papel.
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Lukas em Qui Maio 23, 2013 11:32 pm

    Lucca

    Os dois descem do pequeno hotel, caminham um pouco e pegam um Tuk Tuk. Ao chegar no bairro onde aconteceria o evento, eles tiveram que descer dos veículos. Oto paga ele e ambos seguem adiante.

    Havia muitas casebres de uma população bem humilde naquele espaço, muitos corredores e vielas estreitas. Muitas pessoas trafegavam na região trazendo comida, bebida, caixas, frutas, etc. Havia muitas pequenos estabelecimentos de venda dos mais variados tipos de produtos também. Ao adentrar-se ao local, após cerca de 15 minutos eles chegam em uma área com vários cones para carros e demais veículos não trafegarem. E mais adiante, vê muitos trabalhadores preparando o lugar, que aparentemente teria uma espécie e tablado no chão, de 10 por 10 metros e na volta havia estruturas de banco e arquibancadas de madeira.

    No centro do tablado haviam dois homens: Um asiático baixinho e gordo, usando terno branco e fumando um grosso charuto; o outro era um homem moreno de porte físico musculoso, que usava roupas largas. Este tinha um porte atlético e de lutador.



    Roberto

    Hanka ri e tosse devido ao charuto. – Cof cof tu ta vindo pra um torneio da Tailandia e não sabia que era em grupo?! Háháhá...lamentável jovem, lamentável...acho que você veio ate aqui por nada...diz ele, com um sorriso desdenhador no rosto. – Não creio que haja tempo para buscar um lutador nessa altura do campeonato, mas tu deve conseguir um bom lutador de Muay Thai por ai.

    - Bom, foi um prazer, até mais jovem, diz ele, se retirando e indo em direção a uma arquibancada superior, certamente com lugares mais privilegiados a nível de visão do local e estrutura.



    Nikki

    Tudo corre tranquilamente, Nikki percebe que adentra cada vez mais a bairros humildes e pobres de Bangkok, afastados do centro do comércio. Durante o caminho, eles passam por um bairro simples da cidade, mas que esta bem movimentado e com algum movimento policial.

    - Esse aqui é o Bairro das Pombas moça...e aqui ente nóis...vai te um campeonato de luta daqui uns dias...se ce quise eu ti arranjo umas entrada bem barata! Diz o asiático.

    Mais 30 minutos de viagem e finalmente os dois chegam na Rua das Hortências. Um bairro simples e de gente simples. Após andar por alguns minutos, finalmente Nikki chega no estabelecimento, que possui forte fragrância de canela. Trata-se de uma pequena loja construída com madeira, onde há uma velha senhora de cerca de 70 anos atrás de um balcão. Nas paredes, várias embalagens com variados tipos de cigarros; atrás da velha senhora há um espaço onde três mulheres jovens fazem os cigarros, artesanalmente. Um rádio velho reproduz uma música oriental que Nikki não entende.
    bitenco
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 1

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por bitenco em Sex Maio 24, 2013 3:14 pm

    - Por nada?! - Roberto levantou a voz um pouco num tom agressivo, mas logo começou a se acalmar quando ouviu sobre a possibilidade de achar um time.

    - Ei brow, calma ai. Onde posso achar esses lutadores? - Perguntou já gritando quando o homem começou a sair.

    Roberto não sabia se ele tinha escutado ou não, mas na sua cabeça não vinha nada. O que fazia o capoeirista começar a ficar desesperado.

    "Merda. Merda. Merda... Eu preciso desta grana."
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7174
    Reputação : 81

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Edu em Sex Maio 24, 2013 4:32 pm

    Nikki olha perdida a paisagem ir mudando. Da parte nobre e bonita da cidade pra parte pobre e feia. Realmente a diferença era muito grande, quase como se tivesse entre outro pais. O motorista chama a atenção dela quando fala do torneio de luta que ia acontecer daqui a alguns dias.

    - Torneio de luta? Quando e aonde ele vai acontecer? Eu adoro lutas. Você vai ter acesso aos ingresso mesmo? - indaga a agente com uma chuva de perguntas.

    Não dá nem tempo do homem responder e salta do Tuk-Tuk. Entra na loja olhando tudo e principalmente foca nas três jovens a fabricar os cigarros atrás da senhora. Será que alguma delas era a assassina da boate? Ou ela era apenas uma cliente? Era muito complicado ter certeza de alguma coisa, já que não sabia nada sobre a misteriosa mulher.

    Aproximou-se a velha e começou a falar:

    - Boa Tarde. Tava olhando curiosa os cigarros e senti o cheiro de canela - gesticulou e deu um risada sem-graça fingida, afinal, era tudo parte da sua atuação - Eu fumei durante um tempo, mas tinha parado a alguma tempo, entretanto me senti atraida por esse cigarro de canela de vocês e fiquei na duvida em comprar ou não. Tava curiosa pra saber se muitas mulheres compram esse tipo aqui?
    Soviet
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7163
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Soviet em Seg Maio 27, 2013 4:43 pm

    Topo se volta para Oto enquanto caminhavam para o tablado.

    - Você é quem conhece as pessoas por aqui, acho que deve saber quem são esses caras. Eu me dou bem com as pessoas, mas não sei muito bem como lidar com essas pessoas... - Lucca abraça Oto pelo ombro e sorri - Você dá o empurrão e eu alço vôo!
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Lukas em Seg Maio 27, 2013 8:07 pm

    Roberto e Lucca

    - Onde? HAHAHA...Bangkok não é um lugar seguro para ninguém garoto. Dobre em uma esquina e você tem grande chance de encontrar um assassino! Tente algum bar, academia ou fique esperando aqui mesmo! HAHAHA ate mais! Diz o homem de costas, enquanto esta indo embora.

    No mesmo instante, Roberto nota duas pessoas se aproximando uma delas é um homem pequeno, caucasiano com traços americanos, usando uma jaqueta, chapéu e óculos pretos. O outro é um jovem com porte de lutador também.

    Oto resmunga para a sugestão de Lucca: - Espero que tu alce voo no ringe..., seguindo em direção ao jovem moreno.

    - Éeee...so promotor de lutas, ce luta rapaz? Diz o homem de jaqueta preta para Roberto, receoso.

    Descrição:


    Arthen e Bitenco, descrevam seus personagens um para o outro e interajam.




    Nikki

    - Claro que sim! O campeonato vai se no bairro das Pomba, consigu um ingresso facim por USD 1000,00 pra senhora! Diz ele. Nada que Nikki não pudesse pagar...- Mas a gente vai te que i la depois, pra mim pega o ingresso! Vo ispera a moça aqui, depois a gente vai la! Diz ele.

    Já no estabelecimento de fumo a velha senhora fala:

    - Olaaaaa jovem moça! Como você é bonita! Olha esses olhos, olha esse corpo! Parece eu quando era mais nova! Meu nome é Jeona e essas são minhas filhas, que trabalham comigo. Aquela é Mya, aquela é Son-Jong e essa mais nova é Naemi. E você é...? perunta ela.

    Após, ele responde a pergunta de Nikki: - Sim, sim, as mulheres adoram o meu cigarro. A receita é de família, não insista! Tenho clientes que vem de fora exclusivamente para comprar meu cigarro hihihi, diz a velha
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7174
    Reputação : 81

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Edu em Seg Maio 27, 2013 8:29 pm

    - Me chamo Nicole Alente. Que bom as mulheres gostam bastante do seu cigarro, porque eu quero comprar um pacote pra mim. No entanto antes de comprar eu estava curiosa alguma outra americana pediu esse cigarro? Alguma de nova yorque? Estou perguntando isso porque eu tenho uma amiga, que eu gosto muito - Dessa vez ela fez um movimento sugerindo que essa tal amiga era bem mais que uma amiga - e Ela gostava bastante dos seus cigarros e foi por isso que vim aqui. Já não a vejo a muito tempo e queria muito reencontra-la, pra isso precisava saber se ela tinha comprado o cigarro aqui recentemente.

    Nikki fala bastante obviamente tudo era uma mentira, mas precisava arrancar a informação da mulher. Ainda observava pelo canto do olho as três jovens a fazer os cigarros. Poderia ser uma delas a assassina misteriosa da boate. Na verdade não gostava muito da situação, tinha poucas informações e muitas possibilidades.
    bitenco
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 1

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por bitenco em Seg Maio 27, 2013 10:26 pm

    Roberto é pego desprevenido com as palavras daquele gordo. Ele sente uma raiva e um desespero ao mesmo tempo por agora estar em Bangkok sozinho, mas algo logo aconteceu que muda seu foco.

    Ele então se vira e encara aqueles homens que se aproximavam, olhando um pouco desconfiado. O capoeirista era alto e com traços marcantes de sua cor negra, inclusive seus longos dreadlocks que estavam amarrados em uma forma de rabo de cavalo. Suas roupas largas, características por facilitarem o movimento, não deixavam ver seu porte físico claramente.

    - Érrr... Eu luto sim, brow... Porque? - Perguntou olhando para um e para o lutador com um sotaque claramente brasileiro.
    Soviet
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7163
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Soviet em Ter Maio 28, 2013 11:41 pm

    Topo se adiante e toma a palavra, estendendo o longo braço direito na direção do rapaz em cima do tablado, com o indicador apontado na sua direção.

    - Eu não sabia que este torneio seria disputados por times, a agora tamos procurando pessoas pra formar um. - Lucca não parecia um lutador, largado dentro de uma calça jeans rota e rasgada em um dos joelhos pelo excesso de uso, vestindo uma camiseta branca do Circle Jerks e com sua jaqueta de couro de estimação por cima. O couro da jaqueta tinha estrias nos ombros, nas costas e nos cotovelos, e não era fácil de entender o motivo de Topo se vestir apenas com trapos. Nos pés Topo tinha um par de All Stars preto, a única peça em bom estado. Foi neles que o italiano se aproximou do tablado, estendendo a mão ao rapaz das roupas largas - Meu nome é Lucca, mas pode me chamar de Topo. Você não é da Europa, certo? Você é da onde? Da Angola?
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 1: As Ruas Estreitas de Bangkok

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Nov 15, 2018 2:44 am