Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!Suporte!] PCs

    Compartilhe
    mimacarfer
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 279
    Reputação : 14
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [!Suporte!] PCs

    Mensagem por mimacarfer em Seg Nov 27, 2017 3:54 am


    PCS



    Abaixo você confere os personagens que fazem parte do jogo com imagens e descritivos rápidos.

    ERAGON ROCKSHIELD - @Hylian
    25 anos | Inglês | Feiticeiro | 1.80 m | 70 kg | Niver: 21/12


    Qualidades: Comunicativo, otimista e justo.

    Defeitos: Atrapalhado, impulsivo e inocente.

    Atributos:

    • Força, destreza e vigor: 0
    • Carisma, manipulação e aparência: 1
    • Percepção, inteligência e raciocínio: 2

    Habilidades:

    • Talentos: 1 (Feitiçaria)
    • Perícias: 1 (Adestramento Animal)
    • Conhecimentos: 1 (Alquimia)


    Personalidade: Descuidado, atrapalhado, e com uma inocência que pode vir a custar-lhe a vida. Esta frase pode resumir Eragon Rockshield até o momento, e provavelmente até o fim de sua vida. Ainda que tenha recentemente completado 25 anos, ele aparenta e age muitas vezes como um adolescente, embora saiba ser sério e até mesmo cauteloso quando se sente ameaçado. Dificilmente consegue perceber a maldade nos corações alheios e mesmo quando é avisado, prefere acreditar no melhor que possa vir dos demais a sua volta. Possui um senso de justiça tão aflorado que acaba se metendo em encrenca para ajudar até mesmo um desconhecido. Talvez, Eragon não tenha absoluta certeza da responsabilidade que fora posta em suas mãos ao nascer adepto da magia, talvez ele só olhe para isto como um “hobby”, algo para se divertir e, talvez, se precisar utilizar a magia para defesa própria. Não possui um humor, não por ser arrogante, ou sério demais, mas por não entender bem como as pessoas “normais” veem a vida, já que desde pequeno sofreu por sua própria diferença entre os colegas.

    Peculiaridades: Eragon utiliza um anel misterioso feito de um material nada comum. O anel é capaz de conter e ocultar sua magia para que outros não consigam perceber sua verdadeira "identidade".

    Histórico do Personagem: Em tempos muito difíceis, árduos, aonde a magia não é permitida, os feiticeiros e outros adeptos da magia se escondem entre os “comuns” (pessoas ditas como normais). Camelot é o reino mais favorável para que qualquer um pudesse seguir a vida, crescer e prosperar, mas também era um lugar perigoso para todo aquele que não acompanhasse a cultura e as leis locais. William Pendragon, o rei da época, havia ordenado que todo e qualquer mágico, seja mulher ou homem, adultos e crianças, fossem eliminados a fim de evitar uma revolta por parte de tal comunidade, conseguindo controlar o povo e se mantendo no poder como, por gerações, a sua família o fez. Mas todo aquele ódio, rancor e atitude autoritária nem sempre existiram, de fato, eles começaram há exatos XX anos, quando Eragon havia recém-nascido na noite mais fria e chuvosa que Camelot presenciou...

    É um fato de que o rei tinha consciência de que sua esposa, Martha, descendia do mundo mágico, e talvez muitos pensassem que ele tinha inveja e se incomodassem pelo fato de que não nascera com esse “dom”, já que é claro no mundo que magia não se aprende, se nasce com ela. A morte de Martha fora o momento mais doloroso que William teve que passar, ele ainda podia sentir o gosto amargo em sua boca, ouvir aqueles gemidos que avisavam o fim da vida de sua amada, era tudo tão impactante e triste ao mesmo tempo. Nem mesmo o maior curandeiro de Camelot pode fazer algo pela rainha.

    Martha havia deixado um pedacinho de si, mas isso não melhorou a depressão profunda ao qual William se deixou cair. Durante vários dias todo o reino se pôs de luto em respeito a Martha. O rei não mais foi visto, nem mesmo pelos funcionários que perambulavam pelo castelo, exceto talvez pelos empregados mais próximos dele. O bebê, claramente teve um destino amargo, assim como todos aqueles que possuíam a magia percorrendo em suas veias. O rei decretou, sem deixar dúvidas: “Cacem os Feiticeiros, que eles sejam queimados em praça pública...” E assim seus guardas obedeceram, queimando um a um e enforcando aqueles que ousavam trair o rei. O bebê fora dado como morto, mas tudo não passava de uma tentativa de salvar um recém-nascido, ele então, passou os próximos vinte e cinco anos criado e educado como um jovem plebeu qualquer, possuindo um anel místico que era capaz de controlar sua magia, escondendo-a quase por completo, a fim de passar despercebido entre os outros jovens. Pelo menos até que fosse maduro o suficiente para enfrentar o rei e exigir seu lugar.

    ***

    Durante exatamente vinte e cinco anos, Eragon tem usado aquele anel, um anel estranho até mesmo para aqueles que pertenciam a comunidade mágica do mundo, muito embora os feiticeiros e outros adeptos tivessem diminuído muito. Com a constante guerra incansável de William Pendragon, o rei, contra adeptos, muitos deles deixaram Camelot, e uma minoria quase irrelevante se mantiveram dentro dos protões do reino, deixando a magia, poções, alquimias, livros de lado para se aventurarem pelo mundo dos “não-mágicos”, a fim de preservar suas cabeças intactas sobre o pescoço. O rei nunca mais foi visto, suas ordens eram divulgadas por um representante da corte que, com o tempo, passou a ser tão temido e respeitado quanto o próprio rei. Pouco se comentava, mas a população começou a acreditar, em sua humilde ignorância, que o verdadeiro rei havia morrido há anos, ou quem sabe assassinado? Quem sabe esse representante não usurpou o lugar do rei para controlar Camelot? Muitas perguntas pairavam da parte mais pobre do reino a mais alta classe, mas nenhuma delas eram respondidas e quem se atrevesse a cometer o pecado da dúvida era, no mínimo açoitado até o amanhecer do dia seguinte.

    Há pouco menos de cinco anos, Eragon recebeu a permissão de seu tio-avô para treinar a magia que estava oculta silenciosamente dentro dele, para isso ele retirava o anel todas as manhãs, após uma boa viagem que fazia com seu tio-avô para além das florestas. Atravessavam o rio Laudry, famoso por ser uma área favorável a pesca e também ser o rio que abastecia as fontes de água de Camelot. Seguiam muito mais além, até o pé das montanhas ao longe, aonde acreditavam que não poderiam ser vistos por nenhum bisbilhoteiro, já que o que faziam ali era completamente fora das regras e poderia resultar no fim dos dois.

    Apesar de ter vinte e cinco anos, Eragon poderia ser comparado a uma reles criança que, com muito custo, tentava controlar sua própria magia. Uma vez que há muito pouco tempo ele começou a se aprofundar nos estudos e práticas da feitiçaria, não tinha tido tempo hábil para tornar-se mais poderoso e controlar essa energia que percorria pelo seu corpo. Embora estivesse a fundo em sua sede de conhecimentos sobre o dom que ganhara ao nascer, ele jamais soubera a verdadeira história de seu passado. Seu tio-avô o mentia todos aqueles anos, escondendo dele que, em realidade, ele era o príncipe de Camelot que havia nascido naquela noite tão triste e teria seus direitos por isso, mas se ousasse exigi-los naquele momento, provavelmente seria morto em um piscar de olhos.
    mimacarfer
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 279
    Reputação : 14
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Suporte!] PCs

    Mensagem por mimacarfer em Qua Nov 29, 2017 11:20 pm



    ELIZABETH "LIZZIE" SHAWN - @Persephone
    28 anos | Estados Unidos | Escritora | 1.70 m | 58 kg | Niver: 10/12


    Qualidades: Altruísta, comunicativa e criativa.

    Defeitos: Compulsiva, curiosa e impulsiva.

    Atributos:

    • Força, destreza e vigor: 0
    • Carisma, manipulação e aparência: 2
    • Percepção, inteligência e raciocínio: 1


    Habilidades:

    • Talentos: 1 (Fotografia)
    • Perícias: 1 (Escrita)
    • Conhecimentos: 1 (Linguística - Francês)


    Personalidade: Lizzie nunca perde a oportunidade de explorar novos lugares, sabores e sensações. Sua mente costuma registrar até as menores informações para que possa traduzi-las em palavras nos livros de romance e aventura que escreve. Geralmente ela usa a desculpa da busca de inspiração para realizar suas viagens, mas a grande verdade é que ela não gosta de ficar parada no mesmo lugar por muito tempo. Gosta de ver gente, conhecer culturas e, nas horas vagas, é uma "cidadã do mundo".

    Peculiaridades: Possui um loft no estilo industrial, pois sempre gostou dessas decorações com parede de tijolo. É viciada em café gelado com outras besteiras e seu ritual matinal consiste em descer até a cafeteria da esquina e pedir o maior que tem enquanto caminha até o trabalho. Apesar de possuir dois gatos, Artemis e Luna, ela sofre com alergia a pelos e rinite. Isso também causa problemas durante a primavera por conta do pólen das flores. Tem uma fobia grave envolvendo lugares fechados, a ponto de desmaiar ou simplesmente ficar travada. Formou-se em Literatura na NYU e atualmente trabalha como escritora exclusiva de uma editora, com o tema voltado para romances contemporâneos, porém pretende se arriscar em um novo romance de época. Fotografia é seu hobby favorito que compartilha com o namorado, um jornalista esportivo com quem está há dois anos.

    Histórico do Personagem: A família Shawn sempre teve um modo muito peculiar de criar seus filhos. Sempre estimularam para que eles fossem atrás de seus sonhos e objetivos, mas sem nunca deixar de tirar os pés do chão. Os pais de Lizzie são artistas e pensadores e por isso a casa dela sempre esteve cheia de cultura, artes e pessoas. Sua infância foi bastante animada e ela era a caçula de cinco filhos do casal. Os irmãos são uma escadinha e cada um seguiu por uma carreira diferente. Os dois mais velhos seguiram por carreiras convencionais: um é médico especializado em neurologia e o outro é um Detetive da SVU. Já os três mais novos, incluindo Lizzie, são mais artísticos. O irmão do meio é ator e cantor de musicais, enquanto a irmã acima de Lizzie é uma chef de cozinha que mora atualmente na Suíça. Os pais se divorciaram depois que Lizzie foi para a faculdade, mas são amigos até hoje. A relação da família Shawn é muito harmônica e bem inclusiva. A jovem escolheu a faculdade de Letras e conseguiu emprego numa editora. Foi lá que publicou seu primeiro livro aos 23 anos e já está indo para o 4º. Um espírito livre, ela ama viajar em suas férias, principalmente se for para se inspirar para a próxima história. Também gosta de conhecer pessoas e é bem carinhosa com seu público quando participa de eventos envolvendo autógrafos ou roda de leitura. Atualmente, ela mora em NY e tem um relacionamento sério, mas ela não está tão apaixonada quanto ele. O relacionamento já passou da fase que ela gosta e a presença dele constantemente em seu apartamento começa a incomodá-la, pois se sente invadida e presa, sensações que ela detesta. O único motivo que a mantem no relacionamento é que Philip ainda sabe agradá-la, mas sua liberdade anda falando mais alto.

      Data/hora atual: Qua Dez 13, 2017 1:24 am